quarta-feira, 1 de julho de 2009

A PARADA GAY, SEGUNDO A MÍDIA

A parada pela ótica de uma poça d'água (foto do maridão).

Quer ver um ótimo case de como a imprensa dá a notícia que quer? Tem um jornal na cidade, a Gazeta de Joinville, que fez oposição ao governo anterior (do PSDB), e agora faz ao governo do PT. O principal colunista do jornal é radialista, foi candidato à prefeitura pelo PP, partido do Maluf, e, claro, irá concorrer novamente nas próximas eleições. Então esse jornal está pichando o governo atual dia sim, dia também. Além disso, o pessoal tem um viés religioso. Logo, a edição de segunda sobre o Desfile da Diversidade traz a manchete “População joinvilense diz não à parada gay”.O subtítulo é ainda mais incrível: “Ao contrário da Parada Gay de São Paulo, onde quase 40% da população aderem [sic] ao desfile, houve poucas pessoas na passeata de Joinville”. Puxa, 40% da população de SP dá, deixa eu ver, 4,5 milhões de pessoas (se a gente não contar a região metropolitana: aí seriam 8 milhões de pessoas na parada!), sendo que vem gente de todo lugar do Brasil e do mundo. Tem também um detalhe interessante que o jornal omite: que a primeira parada gay em SP, doze anos atrás, reuniu menos de duas mil pessoas! Esta de Joinville, uma cidade 22 vezes menor que SP, reuniu 5 mil, segundo a Polícia Militar.
O jornal tirou fotos da concentração, antes da parada começar, e de só um dos lados da pista! Numa das fotos (acima) tem três pessoas. Com tamanha manipulação de imagens, fica fácil sustentar a manchete mentirosa. Compare a foto do jornal com esta tirada pelo maridão.
Por outro lado, a cobertura da Notícia, o maior jornal da cidade (e pro qual colaboro com uma coluna semanal), foi totalmente favorável à parada. Com a manchete “Festa animada no Desfile da Diversidade em Joinville”, o primeiro parágrafo é este: “O domingo estava frio e chuvoso. Nem de longe dava a entender que seria divertido. Mas quem resolveu aparecer na avenida Beira-rio, em Joinville, durante a tarde deste domingo deparou-se com uma grande festa no meio da rua. O Desfile da Diversidade, evento que fecha uma semana cheia de discussões a respeito da homossexualidade e do preconceito, teve todos os ingredientes que a receita da democracia pede: respeito, dignidade e liberdade”. E colocou quatorze fotos de ângulos variados. Numa delas eu até apareço. Clique pra ampliar e ver uma gordinha com casaco rosa, à direita (só na foto!). Atrás, tem o maridão segurando uma câmera. Mas quem se informa sobre uma parada gay (de qualquer lugar) através dos noticiários de TV não tem a menor ideia do que acontece na realidade. As câmeras gostam de cores, espetáculo, performance. Então elas só mostram drag queens e travestis. Mas esse público representa apenas uma pequena porcentagem dos participantes. Julgando pelas imagens da TV, é uma parada de travestis. Mas no fundo é uma parada de um monte de gente. As drags só fazem o desfile mais atraente e animado.
Pessoas emocionadas puxam a bandeira em Joinville
E, já que nem tudo é grande mídia, aviso que Thiago, do Introspective, e alguns de seus amigos organizaram uma cartilha direcionada à comunidade LGBT. São trinta ideias de como agir para ter um mundo mais tolerante. Várias dessas ideias podem ser aplicadas por outras minorias (o ideal seria que fossem adotadas pela maioria também, claro). Thiago critica o comportamento alienado, demasiadamente festivo, de algumas paradas gays. Pode ser. Como eu não conheço as paradas tão bem quanto Thiago, nem me sinto confortável em criticá-las (porque sou parte do padrão dominante, que mantém seus privilégios, os héteros), eu realmente não sei. Mas o legal de ter participado da primeira parada em Joinville é que a gente vê como nasce todo um movimento. Um movimento que não tem como não ser político.

28 comentários:

lola aronovich disse...

Post invertido hoje. Eu ia colocar este post no blog amanhã. E hoje, que é dia de cinema, ia colocar a crítica a Transformers 2. Mas ela não ficou pronta a tempo. Até amanhã ela sai.

asnalfa disse...

Depois vc reclama quando peço morte aos religiosos.... Viu como religiao destroi o mundo?

Felipe disse...

Ha, que maneiro, Lola!
Eu nunca estive numa Parada Gay, mas irei na deste ano aqui no Rio! Embora eu ainda fique meio receoso, por causa dos episódios lamentáveis de violência contra nós, homossexuais, que a mídia tem divulgado nos últimos tempos... =/

Ah, Lola, queria que você lesse este texto (que me irritou profundamente em algumas passagens), e, se possível, dissesse o que achou: http://ghiraldelli.wordpress.com/2009/06/28/1539/
Hoje, eu entrei numa discussão feia com o autor dele, apesar de gostar do trabalho dele.

Bye
=*

Anderson disse...

Não tenha pressa Lola.

Eu vi o filme e digo que todos podem viver mais um dias sem saber sobre essa...obra.

E olha que eu sou fã da franquia.

Mas a postagem acabou sendo melhor do que o planejado. É bom ver que tudo deu certo e que não hove nenhum ataque ou outro incidente.

vb disse...

Lola, não é só a mídia impressa que cobriu vergonhosamente... na RBS também foi assim... fizeram uma reportagenzinha tosca e ainda falaram que tinha menos de 2.000 pessoas, quando a polícia militar já tinha informado 5.000

Alex Girardi disse...

Olá Lola! Bacana ver a repercussão da parada aqui no blog. Não pude ir pois não estava em Joinville, mas acho que contribuíde alguma forma. Explico: no site do A Notícia (não sei se também saiu na edição impressa), de segunda-feira, um artigo de uma tal de Geane Carl foi publicado. EXTREMAMENTE ofensivo e preconceituoso, me deixou revoltadíssimo. Não estou achando o link do arquivo para te enviar, mas te enviei por e-mail, tenho salvo aqui. Enfim, o "protesto" foi publicado (editado e com várias coisas BEM modificadas, tirando um pouco o sentido real). Mas enfim, saiu no jornal de ontem.

Não esperava tantas pessoas na parada, e fiquei feliz pelo resultado positivo. Ano que vem estou aí junto, com certeza.
Abraços!

Tina Lopes disse...

Por que será que não me surpreendo? Legal mostrar a cobertura, Lola. Bjk.

L. Archilla disse...

Felipe do céu... é um texto TÃO sem sentido e preconceituoso q eu nem tenho oq comentar. bem fez vc de travar discussão com o cara.

lola aronovich disse...

Ah, Felipe, eu aqui, ocupadíssima da silva, e vc me faz ler um texto desses... Sacanagem! A impressão que tive desse texto é que o autor, por ser um cinquentão, de uma geração passada que nostalgicamente (pra ele) se iniciava com prostitutas e empregadas domésticas, lamenta a falta de experiência sexual dos meninos de hoje. Quer dizer, o que escrevi não tá nada claro. O autor martela que as meninas de hoje (mas só aquelas com "desejo sexual normal" - palavras dele) se frustram com a falta de experiência dos meninos, porque no fundo querem um "macho". Daí entra - taran! - o cinquentão, pra resolver a frustração das meninas, entendeu? Ha ha, ele meio que se põe à disposição da galera. Ô Felipe, como vc pode ler esse cara e ainda gostar do trabalho dele?


Alex, o que é aquilo? COMO que A Notícia publica um artigo tão cheio de ódio como aquele lá? Putz, vou ter que colocar aqui no blog, porque esse nível de idiotice é raro. Acho! Imagino que, em geral, os homofóbicos não digam tantas sandices tão fáceis de serem demolidas, como "os homossexuais são causadores de violência". Que bom que vc respondeu. Eu gostaria de responder tb, mas minha editora me disse que o jornal não aceita que colunistas respondam a leitores nos artigos. Anyway, vou reproduzir o troço aqui, porque é vergonhoso.

Anderson disse...

"Daí entra - taran! - o cinquentão, pra resolver a frustração das meninas, entendeu?"

Lola, excelente percepção. Eu até daria muitas risadas se o artigo do cara não causa-se nauseas.

Eu tenho cerca de 30 anos, e tb tenho racaidas de nostalgias (tipo, na minha "epoca" a musica era melhor, o cinema era melhor, as pessoas eram melhores, etc), mas esse homem esta lamentando é todo um contexto social e cultural onde as mulheres principamente as de baixa renda estavam a disposição p/ iniciar os homens em sua vida sexual, e apenas iniciar, pq se o rapaz mantesse o interesse por empregadas (e com certeza por prostirutas) a familia começava a se preocupar afinal o "certo" era que depois de iniciados sexualmente eles fossem atraz das moças de "boa familia".

Não conhecia o autor nem seus trabalhos de mais de 30 anos (como ele faz questão de freisar), mas fiquei com muitas duvidas:

1- como um filosofo tão empenhado em assuntos sociais não sabe que a palavra homosexualismo ja foi abolida? o correto é falar de homosexualidade.

2- como pode dizer que não havia abuso nas relações dos filhos de patrões com as empregadas? ele não imagina que a dependencia economica tornariam dificil a elas dizerem não? e como ele pode afirmar que elas achavam "normal" serem objetos sexuais desses jovens?

3- e que raios de filosofo, estudioso ou oq for usa termos como "brinquedos de rua" p/ se referir a prostitutas???

Tem mais que eu poderia dizer,mas vou parar p/ não disvirtuar totalmente o post.

Só digo que esse texto foi um absurdo sem tamanho.

Suzana Elvas disse...

Lola, tá certo: é "quase 40% da população aderem ao desfile", mesmo.
A concordância pode ser feita com o número percentual ou com o substantivo a que ele se refere. A orientação mais moderna é fazer a concordância com o substantivo próximo, ou seja, usar o verbo no singular quando o substantivo está no singular. Quando não existe substantico explícito o verbo vai para o plural.
Mas errado não está, não.

Alex Girardi disse...

Pra você entender o quanto eu fiquei extremamente revoltado. Mandei reclamações também pro editorial do Jornal. Não entra na minha cabeça a publicação de algo tão grotesco.

Introspective disse...

Que agradável surpresa, Lola! Obrigadão por ajudar a divulgar o 30ideias! :)

Riffael disse...

Extremamente ridículo esse texto do link que o Felipe colocou. Acho que os 30 anos de experiência que ele diz ter, não mudou sua percepção. Se bem entendi, ele defende o abuso sofrido pelas empregadas pelos filhos do patrão porque isso faz parte da iniciação sexual dele. Além disso ele não vê isso como abuso e ainda diz que estava tudo bem para a vítima. Se falar que ele diz que o troca-troca é normal, desde que não continue, ou seja não o torne homossexual.

Bom, é horrível ver como os políticos tem controle da mídia. Aqui na Bahia, tem uma família que é dona da maior rede de comunicações do estado e claro que grande parte dos membros está na politica. Já viu né, agora que eles não estão mais no poder está saindo mais notícias sobre violência na televisão. Mas isso tudo é mera coincidência.

Oliveira disse...

Lola:

Por mais que se queira ter uma mente aberta, parada gay é uma palhaçada de fresco e desocupado.

Oliveira disse...

De-lhe Suzana Elvas.

Isso que é aula de português. Você está correta.

lola aronovich disse...

(Parodiando o comentário do Oliveira pra Suzana). De-lhe, Oliveira! Isso que é aula de preconceito. Você está errado. (Fala a verdade: uma pessoa com a sua inteligência... Vc é o Santiago escondido?).

Maikon K disse...

O jornal Gazeta é foda!!!

O esquema de lá é mais ou menos o seguinte. Bateu o tempo todo no Tebaldi (PSDB) pq o jornal era ligado ao PP. O Carlito entrou em cena aí passou pegar leve, pq o Kennedy estava apoiando...mas ai veio o aumento da água e da tarifa do zarcão e Kennedy e parte do PP rompeu com o Carlito....ai o jornal volta a ser oposição. A maneira que o jornal conduziu a coberta da PArada foi o extremo do mau gosto e passou do limite da oposição para a estupidez alá beto gebaile.

Maikon K disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Carla Mazaro disse...

Esse texto que o felipe linkou é tão ruim que nem consegui terminar de ler... Para o autor as praticas de DECADAS atras eram corretissimas... pq não se volta ao tempo da escravidão, onde negros não tinham almas e por isso deus fez deles escravos...
Tá... legal que as meninas tem mais liberdade sexual (embora isso não seja totalmente verdade)... mas que eu saiba elas (me excluo aqui pq sempre preferi os inexperientes.. acho que é algo relacionado ao dominio.. sei lá) sempre buscaram os mais experientes, mais velhos e até mais mau carater (se é que posso colocar assim)... o "troca-troca" SEMPRE foi mal visto... tá eu não sou tão velha assim para afirmar com certeza, mas não imagino um pai "normal" ver um filho fazendo isso e não repreende-lo...

Putz... fiquei com tanta raiva de existir uma pessoas assim, que se diz filosofo e entendido que até perdi o objetivo do post... desculpem o desabafo

Carla Mazaro disse...

Ah e achei otimo seu post! Não presenciei o começo da parada gay de são paulo, mas tenho certeza que ela era muito mais politica e menos festiva do que hoje e tambem que não tinha tanto publico... foram quase 4 milhões de pessoas esse anos... mas com certeza não eram todas de SP...
Espero que as criticas só ajudem a fortalecer o movimento!!

Carla Mazaro disse...

Lembrei o objetivo do outro post!
Era para falar sobre os vampiros...
Caso ele NUNCA tenha assistido "Entrevista com um vampiro" o Brad Pit não nasceu vampiro, foi mordido quando já estava velho, por assim dizer, e era um crime morder pessoas mais novas (ele foi condenado por isso)... Detesto quando falam do assunto sem saber!... e pensar que isso é o menos preocupante neste texto tão repugnante

Anônimo disse...

Cara Lola:
Não tenhamos ilusões, com exceção de algum ramo mídiático que seja oriundo de organizões gays, nenhum outro vai dar destaque a eventos tipo a parada gay. O Jornal A Notícia pertence a RBS, uma empresa como as outras tantas que "democráticamente" penderá para onde estiver "o time que está vencendo". Sou assinante de A Notícia, em alguns dias da semana, e do Diário Catarinense em outros.
Moro numa cidade pequenina que tem 3 jornais, dos quais assino dois.
Talvez um jornal, para o empresário que é dono dele, seja um produto comercial sobremaneira, que tenta agradar a maioria. Se um jornalista, um articulista, um cronista, um fotógrafo, tentar publicar algo que contrarie o status quo,ou
questione instituições, será podado. Desculpe minha opinião pessimista mas o que tá valendo é mesmo aquele lance: macho, branco e hétero. Fora desses parâmetros estamos todos livres para produzir nossa filosofia, nossa poesia, nosso teatro, dança etc e sonhar com uma sociedade boa tambem para os demais. Fatima/ Laguna

Pérola disse...

Tem convite pra vc no meu blog!
www.mentalholic.blogspot.com

Beijos!

FELIPE G2 disse...

Olá, se você está recebendo está mensagem (e está), é porque o seu blog está na minha lista de "Blog de Ouro", que é uma brincadeira de vários blogueiros. Vai no meu blog que você vai entender tudo...

http://praverpralereouvir.blogspot.com/

filipe disse...

mas a parada gay é num domingo. domingo é o dia do senhor; se esse pessoal estivesse ocupado no domingo jesus ficaria muito irritado! haha.

aiaiai disse...

Cara Lola,

O velho Balzac já mostrava isso em um de seus mais deliciosos livros "Ilusões Perdidas". Sempre que começam com discussão sobre o papel da imprensa, jornalismo, diploma de jornalista etc, eu digo que deveria ser obrigatório que todo jornalista lesse esse livrinho. Embora eu deteste recomendar livro e que me recomendem livros, esse eu recomendo a todos os mortais, jornalistas ou não, que se interessem por comunicação de massa.

Anônimo disse...

[url=http://pittsburghmom.com/members/Pokimon2010/default.aspx/][img]http://i048.radikal.ru/0910/57/9a759e833d4a.jpg[/img][/url]

10608 movies of rare DVD property

We secure thousands of the hottest movies you've been waiting to ready for! And they're stylish convenient in Hi-Def!
These movies are playable on most viewing devices including iPod, PDA (HandHelds), PC, DVD & DivX players.
There are indubitably no limits. Download as much as you penury with incredibly high speeds. No additional software is required!
Really click on a tie, download a movie and care for it on your favorite player.

[size=4][url=http://pittsburghmom.com/members/Pokimon2010/default.aspx]Sign Up[/url] today and forget about buying or renting DVDs offline. [/size]


[url=http://movies.aoaoaxxx.ru/][img]http://i038.radikal.ru/0910/6d/1c3f50e4ddf0.jpg[/img][/url]





























[url=http://pittsburghmom.com/members/Pokimon2010/default.aspx][b]TOP 40 BEST Movies:[/b][/url]
Live Free or Die Hard
K-PAX
Moon 44
Leatherheads
Dune
Secret Diary of a Call Girl
Life Begins for Andy Hardy
007 World Is Not Enough, The
Blink
Immigrants (L.A. Dolce Vita)
Ring Two, The
Next Friday
Murder in Three Acts
Mask, The
Blast!
Bonnie and Clyde
Saw V
Matrix Revolutions, The
Lost City, The
Matchstick Men
September Dawn
Little Miss Sunshine
Cape Fear
Revolutionary Road
Stickup, The
30 Days of Night
Rush Hour
Spies Like Us
Murder Is Announced, A
Hook


[url=http://navaly.org/members/klimperehodov7.aspx]House of 9 [/url]
[url=http://forum.fscp.org/members/abdulvahabsko.aspx]Freakshow [/url]
[url=http://notradical.com/members/aminadimkin51.aspx]Swingers [/url]
[url=https://www.nbhope.org/members/artemijstepiki.aspx]Cruising [/url]
[url=http://antonietasofia.com/members/pantelejmonste.aspx]Saving Silverman [/url]
[url=http://mauiview.com/upperbay/members/sajfuddinpamfi.aspx]Garfield: A Tail of Two Kitties [/url]
[url=http://cherryvalleylife.com/members/zahidbistrogla.aspx]Godzilla vs. Megalon [/url]
[url=http://navaly.org/members/klimperehodov7.aspx]River King, The [/url]
[url=http://antonietasofia.com/members/pantelejmonste.aspx]Always Outnumbered [/url]
[url=http://ivoroling.nl/members/abdulvahidgli.aspx]Flesh for Frankenstein [/url]