sexta-feira, 17 de novembro de 2017

"TANTAS DÚVIDAS: SOU BISSEXUAL?"

A M. me enviou este email um tempão atrás. Eu respondi dizendo que iria responder. Também pedi para um coletivo LGBT responder, mas demorou demais. Ajudem a tirar algumas dúvidas da M., pessoas queridas! (trolls: morram). 

Oi Lola, resolvi te escrever pois estou muito confusa e gostaria da opinião de alguém de fora. Alguém como você, admirável, com opinião própria, um exemplo para mim.
Depois de ler o post "Nunca pertenci à heterolândia" eu fiquei paranoica. Me analisei 50 vezes. Algumas coisas até batiam (principalmente o fato de não me apaixonar por ninguém há 4 anos), outras não. Afinal de contas, sempre fui convicta de que gostava de meninos. Resumindo: participei e participo da "heterolândia". 
Lembro da primeira vez que gostei de um garoto. Eu tinha meus 5 ou 6 anos. De lá para cá gostei de outros meninos, até os 13/14 anos, depois disso mudei de cidade. Foi um tanto traumático na época por que eu não me adaptava de forma alguma à nova escola e sofria bullying até da professora. As coisas só foram piorando e lógico que eu desenvolvi alguns transtornos que me prejudicam até hoje. 
Desde essa mudança eu nunca mais consegui gostar de ninguém. Isso não era um problema até um tempo atrás, agora está sendo. Como assim não se apaixona por ninguém? Como assim não tem um namorado? Como não tem faniquitos quando um cara está só de cueca?(acho lindíssimo, admiro, mas sem faniquitos). 
Sempre tive opiniões e gostos um pouco diferentes da maioria. Por exemplo, sempre achei mulheres muito mais sexy do que homens (apesar de achá-los atraentes), e apesar de ser uma fantasia mais comum para homens do que para mulheres, acho sexy duas mulheres ficando. Nem por isso me achava homo ou bissexual. Mesmo tendo curiosidade, sempre encarei como uma fantasia e nada mais. Afinal, nunca me apaixonei ou tive qualquer interesse nem pelas minhas amigas nem por nenhuma outra garota. 
Mas depois de ler o post não sei o que pensar de mim mesma. Dadas as condições, várias questões começaram a aparecer na minha cabeça. Talvez eu realmente seja bissexual. Meu leque de opções seria muito maior do que o de outras pessoas, certo? E se eu escolhesse me relacionar apenas com homens? (por uma questão de comodismo? Sim. Por um preconceito que existe em mim e eu nem sabia? Sim. Eu não seria hipócrita em um email tão sincero). Estaria certo ou estaria errado? Eu estaria mentindo para mim mesma ou apenas exercendo o meu direito de escolha? 
Sei que há vários jovens com 18/19 anos que são super maduros, bem resolvidos e que estão com o botão "vivo da forma que quiser" bem ligado. Acho isso ótimo mas seria uma grande mentira se eu dissesse que também sou assim. Ainda sou imatura, ainda corro pra cama da minha mãe quando tenho pesadelo, prefiro Toddy a café, faço cara feia pra tomar injeção. Será que simplesmente não posso esperar ser madura o suficiente pra resolver me relacionar com pessoas do mesmo sexo que eu? E se de repente esse tempo for de 50 anos? Aí é errado? E se esse tempo não chegar e eu resolver me relacionar apenas com homens? Então o erro é multiplicado por mil?
Venho de uma família aberta, liberal, independente, que me apoia. Ainda posso sonhar em casar de véu e grinalda com o príncipe encantado e ter uma família de margarina (do século 21, por favor!), ou sendo bissexual este sonho é proibido? 
Não sei se sou bissexual, é que dados os fatos já estou me considerando. Eu sei que esse e-mail é bobo, longo e cheio de questões, mas estou confusa. Sei que não ter um namorado aos quase 19 para os jovens é um problema e sei também que até hoje não tive um por simplesmente não deixá-los se aproximar. Tive pretendentes? Tive, mas sempre inventei defeitos e cortava antes mesmo de dar uma chance. Acho que fico esperando olhar pra cara deles e pensar "Bingo! É esse!" Fico com medo de nunca ter um namorado.
Claro que com isso eu começo a ficar apavorada. Não sei se sou bissexual, não sei se posso continuar agindo como sempre agi, não sei se é possível gostar de ambos os sexos, não sei se tenho que agir de outra maneira.
Querida Lola, sei que não é sua função me achar (e sim minha) nem me dar um chacoalhão para que eu acorde pra vida, mas sou admiradora e fã sua e do seu blog.

Minha resposta: Quantas dúvidas, querida M.! E todo esse turbilhão de emoções causado por um (ótimo) guest post de uma moça que se descobriu lésbica. 
Bom, primeiro, não fique ansiosa. Respire fundo. Você pode errar, você pode experimentar. Mas sugiro que, antes de mais nada, você apague a palavra "normal" da sua cabeça. Dane-se o que é visto como normal! E não se preocupe com o que é certo ou errado. Em matéria de sexualidade, isso é muito relativo. 
Porém, não entendi o que te levou a pensar que você é bissexual. Você nunca ficou ou se sentiu atraída por uma menina ao vivo, pelo que entendi. Você só acha mulheres mais sexy que homens e você acha que dá tesão ver duas mulheres ficando. Sinceramente, e eu sou totalmente leiga no assunto, acho que só isso é insuficiente. Muitas mulheres hétero acham outras mulheres bonitas e sexy, e nem por isso querem se relacionar sexual ou afetivamente com elas. 
Pelo jeito você pensa que pode ser bi por não se interessar por rapazes há tanto tempo. Mas esse tampouco é um indício certeiro. 
É tão importante assim pra você precisar saber o que você é ou não é? Não dá pra experimentar e ir descobrindo aos poucos? 

49 comentários:

titia disse...

M. a verdade é que, embora as pessoas procurem limitá-la ao máximo possível, a sexualidade humana é muito mais complexa do que "hétero, bi, homo". É algo que não cabe em padrões e tem tantas particularidades quanto existem seres humanos no mundo. Eu mesma nunca senti atração por mulheres nem tive vontade de namorar uma, mas acho sexy duas mulheres, assim como dois homens ou um homem e uma mulher. Imagino que o ser humano sempre vá se sentir atraído por estímulos sexuais, mesmo que eles não sejam diretamente ligados à sua orientação. Pra descobrir qual é a sua praia você tem que conhecer a si mesma antes de qualquer coisa. Não tenha pressa nem saia por aí arranjando relacionamentos pra satisfazer os outros. Conheça-se, reflita, experimente se quiser, saia com homens, com mulheres ou com ambos (sem ficar apontando seus defeitos; eles aparecem na hora certa), converse, leia depoimentos de outras pessoas eu se descobriram bi ou homo. E se o seu tempo for só depois dos 50, ok, ótimo. A vida não começa aos 40? Aproveite os outros 40 e seja feliz.

E normal é ser diferente, M. Todo mundo tem suas excentricidades e particularidades em vários aspectos; essa normalidade padronizada que tentam nos enfiar goela abaixo é simplesmente outra tentativa de trancafiar as pessoas em caixinhas pro conforto de um bando de covardes incapazes de crescer e conviver com diferenças. Não caia nessa cilada, seja você mesma e seja feliz.

Anônimo disse...

Nos somos socializadas e colonizadasheterossexuais, mas somos naturalmente lésbicas ou bissexuais.

Anônimo disse...

Mulheres são bissexuais ou homossexuais, mas nunca heterossexuais”. É o que diz um estudo divulgado nesta quinta-feira pela Universidade de Essex, na Inglaterra. As informações foram publicadas no jornal britânico The Telegraph.

Para chegar à conclusão, os pesquisadores, liderados pelo chefe do Departamento de Psicologia da universidade, Gerulf Rieger, observaram elementos como a dilatação da pupila de 345 mulheres quando elas foram postas para assistir vídeos eróticos de homens e mulheres. Segundo o coordenador do estudo, 82% das mulheres ficaram excitadas ao verem mulheres nuas e 74% das mulheres que se dizem heterossexuais se sentiram atraídas por homens e mulheres nus.

“Mesmo que a maioria das mulheres se identifique como heterossexual, quando se trata de desejo, elas são bi ou gay, nunca hétero”, disse Rieger.
https://extra.globo.com/noticias/mundo/nao-existe-mulher-heterossexual-diz-pesquisa-feita-na-inglaterra-17974819.html

Anônimo disse...

Vem pro sapabonde ;)

Anônimo disse...

Talvez minha história possa contribuir.Eu até vinte e poucos só ficava com garotos, cheguei até a morar com um carinha uns meses mas por motivos de ciúmes e imaturidade dele não foi pra frente, eu era destas que diziam jamais pensar em ficar com uma mulher apesar de achar várias lundas, me dizia hetera convicta e tals " pra minha vergonha era até um pouco homofobica"
Mas daí conheci uma pessoa super bacana, éramos amigas e a sintonia era maravilhosa em tudo, ela foi me envolvendo de uma forma que acabei cedendo por curiosidade. Meu eu achava com convicção que já tinha tido orgasmos com meninos até o dia que fiz sexo com uma mulher e descobrir o que é orgasmos de verdade, o que eu tinha antes era tipo " gostosinho" mas orgasmo eu fui saber o que tá com ela.
Hoje eu já fiquei com algumas garotas e posso afirmar que não ficaria somente com homens de novo não apesar de até achar alguns gatinhos, mas sei lá o que sinto por mulheres hoje é muito mais forte.

Anônimo disse...

Essa questão de sexualidade feminina me faz pensar naquelas que são lésbicas e só ficam com mulheres que se parecem com homens, ou seja, possuem desejo hetero.

Anônimo disse...

Oh minha flor, se quiser se apaixonar de verdade tamo ai, titia não me dá bola mesmo.

Anônimo disse...

"Essa questão de sexualidade feminina me faz pensar naquelas que são lésbicas e só ficam com mulheres que se parecem com homens, ou seja, possuem desejo hetero."

Mulheres "que parecem com homens" não são homens! Isso não é desejo hetero, seu idiota lesbofóbico. Heterossexualidade é macho x fêmea. Não tem macho nenhum entre as lésbicas, independentemente de estilo, roupas, cabelos, comportamento, etc. Todas as lésbicas são fêmeas humanas. Uma lésbica gostar de mulheres consideradas "masculinas" por causa de aparências e padrões estúpidos e antiquados não significa que ela é "hétero" ou "tem desejo hetero". Acorda pra vida e sai dessa, homofóbico de merda.

Anônimo disse...

Em uma sociedade patriarcal e profundamente misógino renegar a heterossexualidade e revolucionário.

Anônimo disse...

Se for parar para observar pensem num troco feio e zero sensual e homem pelado :P.

Anônimo disse...

"Sempre tive opiniões e gostos um pouco diferentes da maioria. Por exemplo, sempre achei mulheres muito mais sexy do que homens (apesar de achá-los atraentes), e apesar de ser uma fantasia mais comum para homens do que para mulheres, acho sexy duas mulheres ficando. Nem por isso me achava homo ou bissexual. Mesmo tendo curiosidade, sempre encarei como uma fantasia e nada mais. Afinal, nunca me apaixonei ou tive qualquer interesse nem pelas minhas amigas nem por nenhuma outra garota."

Quem disse que essa opinião e gosto é diferente da maioria? Síndrome de floquinho de neve especial diferente do resto.

Anônimo disse...

A garota acredita mesmo no mito masculino que afirma que a maioria das mulheres são heterossexuais e naturalmente atraídas pelos homens; que são necessariamente, essencialmente, cosmicamente, misticamente, magicamente ligadas, presas aos homens; que são adoradoras naturais dos machos, feitas para eles, precisam deles, dependem deles, são validadas por eles, não podem existir e viver sem eles. Quando na verdade essa necessidade é uma mentira e a maioria das mulheres acham outras mulheres muito mais bonitas, mais atraentes, mais interessantes, mais sensuais, mais cheirosas que os homens. Só que a imposição da heterossexualidade é tão geral que a grande maioria das mulheres está atada aos homens. É assim que o sistema patriarcal-capitalista se sustenta, ele depende da chamada heterossexualidade, está fundamentado em cima da subordinação e adoração das mulheres pelos homens como base da sua masculinidade, afirmada e confirmada pela dominação masculina, que requer violências e ameaças de violência de modo a se manter.

Anônimo disse...

"O cristianismo não elevou a Virgem ao status de deusa até o século 12 e os protestantes a destronaram meramente uns 400 anos depois. O artifício de fazê-la virgem e mãe incita não somente a admiração por sua engenhosidade, mas espanta pela perfeição do efeito — aqui está a mulher divina ou quase divina aliviada completamente dessa sexualidade insidiosa pela qual a própria mulher sempre foi definida.

As meras mulheres mortais nas eras Cristãs foram asseguradas continuamente de sua maldade e inferioridade inerentes por uma procissão inteira de supremacistas masculinos fanáticos — de Paulo, que achou até a exposição de seus cabelos na igreja uma provocação poderosa e uma indelicada tentação às práticas infernais mais aparentes em sua mente do que em outras (de tal maneira a sexualidade da espécie inteira é representada em somente uma metade dela) a Jerônimo, Agostinho, Tomás de Aquino e a uma legião inteira de ascetas, eremitas, e de outros tipos não participantes que têm projetado sua própria sexualidade fervilhante sobre a fêmea. Pois é tão forte a defesa da suposição cristã através de Eva e de outros exemplos notáveis que o “mal” do sexo foi introduzido pela fêmea sozinha, que ainda hoje as Mulheres pensam em Mulheres quando pensam em sexo, sensualidade, objetos sexuais, sexualidade e símbolos sexuais — um estado de paradoxo um tanto surpreendente em uma sociedade que impõe rigidamente a heterossexualidade para as mulheres."

Kate Millett, Política Sexual (O ensaio “Sexual Politics” - 1968 - por Kate Millett circulou antes da publicação do seu livro de mesmo nome. As idéias neste artigo foram incorporadas posteriormente no segundo capítulo do livro, que é um clássico do feminismo).

Anônimo disse...

Essa questão de sexualidade feminina me faz pensar naquelas que são lésbicas e só ficam com mulheres que se parecem com homens, ou seja, possuem desejo hetero."
Isso mesmo, pior que muitas pedem para suas parceiras "masculinas" penetrarem com vibradores, gente se isso não é ser heterossexual reprimindo seus desejos e não sei o que é

Prof. Ane Santos disse...

Não acho preocupante que fique alguns anos sem desejar alguém, sem namorar. A coisa tem que rolar naturalmente... Sugiro que observe se isto não tem alguma influência da pressão que a sociedade exerce, de forma a entender que toda mulher tem que ter namoradinho. Não se deixe levar pela opinião dos outros. Não tenha pressa. Analise com calma, pois ter desejos, achar sexy, pode não significar ser lésbica (ou sim, depende da pessoa), o importante é pensar com calma e não se preocupar com padrões.

Aninha disse...

Querida, vc só tem dezenove anos. É comum ter dúvidas, é comum se sentir mais imatura que a média porque é isso que é: uma média. Ou seja, tem pessoas que descobrem sua sexualidade super cedo, outras super tarde, a maioria na adolescência e aí a média fica por aí nessa idade. Pelo seu relato sinto que vc só precisa amadurecer - e não há nada de errado com isso! E também é bem improvável que demore 50 anos rsrs Sentinos as coisas mais intensamente nessa fase, então problemas comuns parecem problemões, mas é só isso. Continue refletindo sobre sua sexualidade, sem grilos. Experimente quando tiver vontade, sonhe sonhos malucos :) Só tente não colocar mais peso nisso do que merece 😘

Anônimo disse...

Depende do homem

Anônimo disse...

Lendo o post só se confirma esse fato que grita em toda nossa sociedade:

As mulheres estão profundamente escravizadas, aprisionadas aos homens, alienadas de si mesmas, alienadas umas das outras: divididas, separadas.

Cler disse...

Não acho que seja bissexual e nem lésbica, não.
Eu sou mulher, cis, hétero, super cabeça aberta, acho mulher mais bonita que homem. Sim, acho mesmo e isso não me faz menos hétero.
'ahhh mas como assim, acha mais bonita e não é lesbica? Não sou. Acho mais bonito pq primeiro que sou enjoada, perfeccionista, homem não lixa a unha, come, fica horroroso. Não gosto de lenhador de montanha. É muito dificil achar um homem que se cuida, mulher a todo o momento tá preocupada, deve ser isso. Mas não sou bi, gosto de homem e pronto, não tenho dúvidas disso.'
Você tá confusa pq nunca parou pra pensar nisso. Não se preocupe, você só tem 19 anos, não há pq se afobar pq não tem namorado. Muito melhor assim. Vá estudar, curtir a vida, beijar quem quer, transar muito com camisinha...
Mas A MEU VER, você não é.

Anônimo disse...

Lola se vc quiser colocar moderação nos comentários fique à vontade, porém esses longos períodos sem atualizar estão matando o blog

Anônimo disse...

Talvez vc esteja no espectro asexual, se vc muito raramente sente atração talvez vc seja cinza-asexual.

Anônimo disse...

Pois é, depende. Assim como depende da mulher para ser considerada bonita e sensual quando está nua. Cada pessoa tambem curte um tipo físico diferente.

Anônimo disse...

Bem, da minha parte, sou mulher, não acho mulheres bonitas, sexy ou atraentes ou gostosas, ou algo parecido. Nunca achei. Não tenho interesse nem admiração por corpos femininos. Sempre fui assim desde criança. Toda vez que converso com alguém sobre isso, as pessoas me olham como se eu fosse um ET ou até se ofendem, acham um absurdo. Pior ainda quando tentam me dobrar e querem que eu mude de qualquer jeito. Parece que é obrigatório, sei lá, deve ser porque nossa sociedade vê mulheres como enfeites ou objetos, mercadorias e tem essa coisa da normatividade, todo mundo ter que gostar das mesmas coisas, ser igual. Enfim, não associo mulher a beleza e sensualidade ou vice versa. Não são sinônimos para mim. Nunca chamo mulheres de lindas, por essa e outras razões, na verdade aparência de outras mulheres é completamente indiferente para mim.
Sempre curti e desejei os homens, bem, não são todos que me atraem, é verdade. Considero alguns bonitos e sexy e outros não. Que também não é necessariamente o padrão da mídia, é um conjunto de características que me atrai. Não incluo mulheres em nenhuma fantasia ou situação sexual. Então, não me enquadro na dita pesquisa mencionado ali em cima. Não sei a que interessa certas pesquisas. Os resultados podem até ser válidos mas não se aplicam a todo mundo. Acho complicado querer pegar um punhado de dados, resultados obtidos de uma amostra pequena em relação ao resto da humanidade e tomar como se fosse a realidade de todos.
Houve uma época que eu achava que eu fosse errada. Mas não, sou assim e não há o que fazer. Concordo em tudo com o que a titia disse lá em cima. As pessoas não nascem programadas para isso ou aquilo, as pessoas são diversas, não são iguais, tem direito de ser felizes. Cada um devia ser livre para ser o que é, exercer sua sexualidade como achar melhor, sem ter que ficar dando explicações ou justificativas para os outros.

Anônimo disse...

16:56

Diz isso pros defensores dos trans.

Letícia Bolzon Silva disse...

Eu também tenho minhas dúvidas se sou bissexual (provavelmente sou mesmo) mas pode ter certeza de que se tu te sentires mais atraída por um gênero ou outro ou pelos dois na mesma medida a partir do momento que tu sentes que é isso mesmo jamais anula o fato de tu seres bissexual. Também não tem nada a ver com ter de fato se apaixonado por uma pessoa do mesmo gênero ou não :)

Bruna disse...

Querida e confusa M.
Tendo sempre a ter pensamentos como os seus: como se existissem somente duas opções na nossa vida e se não escolhesse uma rapidamente, iria morrer, rs. Apesar do exagero na minha frase, por vezes é a mais pura verdade. Permaneci solteira por muitos anos. Muitos mesmo. Mas eu simplesmente me negava a ficar com caras que não me interessavam. Não iria me submeter a pessoas vazias e sem conteúdo algum, que não pensam em nada além de como vai seu carro/celular/cabelo. Sofri muito com isso e achava mesmo que iria terminar minha vida solteira, e que na verdade, vim ao mundo pra isso mesmo. E por mais que o assunto principal não se assemelhe muito (ou nada), o que eu quero dizer é que nossos próprios preconceitos nos limitam muito. Não tente se classificar como algo. Esqueça os nomes hetero, homo, bi. Você é o que você é. E isto basta!Essas classificações nos limitam o suficiente para trazer junto, preconceitos que a sociedade já introduziu em nossas mentes desde que nascemos (e eu, particularmente, acredito que a própria classificação é uma forma de preconceito, já que no final das contas, continuamos sendo pessoas independente de quem gostamos). Então, se esta difícil saber se você gosta de homens ou mulheres, ou tem preferência ou por um ou outro, TESTE! Você pode, simplesmente, testar e ver no que da. Se gostar gostou, senão parte para outra. Não existe somente uma opção para você, nunca! Acredito que se você experimentar, vai se conhecer melhor e saber: realmente, prefiro isso ou aquilo. E sobre quando testar ou descobrir, nunca se é velho demais para nada. Principalmente para ser feliz e descobrir o amor. Afinal, estamos aqui justamente pelo amor.
Minha humilde opinião! hehehe
Boa sorte!

Irmina Loyola disse...

M., vou lhe dar meu palpite baseado na minha experiência como bi, ok?

Eu só fui me perceber como bi depois dos 20 anos. Até então eu era como você, achava mulheres sexys e não tinha frisson nenhum com caras.
Mas acho que desde sempre, no fundo, eu sabia que não era "100% hétero". Você pode se responder "quando eu fantasio com mulheres, eu me vejo entre elas? Mesmo que elas não tenham rosto ou sejam mulheres específicas?"
Isso já é um ponto de partida legal.
Você pode ser bissexual e heteroromântica (tem interesse sexual por todos os gêneros mas só se apaixona pelo masculino). Ou não! É muito fluido, e é legal explorar isso. Tome seu tempo M!
Um beijão,
Da sua Bi

Anônimo disse...

Essa dúvida e indecisão toda de algumas mulheres está com os dias contados, pois O FUTURO É FÊMEA.

Anônimo disse...

Existem mulheres 100% hétero, mas pelo que eu tenho estudado no campo da endocrinologia são minoria entre nós, principalmente as que alta dosagem de testosterona no organismo ( O que dementa o fato de acharem que lésbicas que performam masculinidade são biologicamente masculinizadas)
pelo que pude verificar o numero de mulheres assexuais e demisexuais( Que tem sentimentos românticos pelo parceiro mas não desejo sexual) e ate maior do que as mulheres hétero convictas. A maioria de nós e realmente bissexual, porem extremamente reprimidas socialmente neste sentido.

Anônimo disse...

Vale a velha máxima:
"Se sexualidade fosse escolha ninguém iria escolher se relacionar com homem"

Anônimo disse...

Vejo varias aqui afirmando que "Acham mulheres sexy e não tem frisson por homens" e mesmo assim se sentem Bi?
Não meninas vocês são lésbicas mas foram socializadas/colonizadas hétero. E e muito difícil desconstruir/desprogramar isto. Mas e necessário, permitam-se.

Kasturba disse...

Olha, o fato de você não sentir atração nem por homens nem por mulheres não te faz ser bissexual... A definição de bissexual é exatamente o contrario; é quem sente atração por ambos os sexos.
Talvez você seja assexuada, e também não há nada de errado nisso.
Mas eu realmente acho que você só não amadureceu sua sexualidade ainda. Provavelmente com o tempo você desenvolva atração por um dos dois sexos, pelos dois, ou talvez nunca desenvolva por nenhum... E qualquer das situações que ocorrem, está ok. Não acho que você deva se pressionar a "ser igual todo mundo". Tenho uma amiga que só foi ter o primeiro namorado aos 26, porque antes disso não sentia vontade. E está tudo perfeitamente normal.
Curta sua vida, se divirta, faça o que for sua vontade, e dê tempo ao tempo. O que importa é ser boa com você mesmo, se ouvindo e respeitando seu corpo e sua mente, não se permitindo fazer algo que não seja sua vontade genuína só porque é o que a sociedade espera de você.

Anônimo disse...

16:30

Achar sexy n quer dizer nada. Tem homens e mulheres que eu acho sensuais, mas só sinto atração por homem.

Anônimo disse...

Isso não é só questão de reconhecer o apelo sexual, a sensualidade de alguém. É sobre saber quem te atrai sexualmente ou não. É uma questão de auto conhecimento... Você ainda tem muito o que amadurecer, dê tempo ao tempo, cada pessoa tem seu próprio ritmo.

Anônimo disse...

Se você acha alguém sexy significa que essa pessoa te atrai sexualmente, é o próprio significado da palavra sexy. Lógico que quer dizer alguma coisa, significa sim... Se você diz que não significa deve ser porque está em negação.

Anônimo disse...

Gente, todas vcs que tem DÚVIDA se é ou não bissexual, vou lhes contar um segredinho: vcs NÃO SÃO bissexuais. Essas duvidas são oriundas de uma agenda forçada incessantemente pela mídia, pela escola, pelos artistas, etc etc etc, pra forçar mesmo essa pauta na sociedade. Quem é bissexual nasce bissexual e sabe que é bissexual desde criança. Então, por favor, parem de lero lero para parecerem "moderninhas", mesmo pq ser bissexual ou ser gay não quer dizer que vc é melhor ou tem mais direitos que um heterossexual, muito pelo contrário ok, movimento LGBT? Vcs NÃO SAO melhores que ninguém viu?

Anônimo disse...

Bolsominiom tosco detectado.

Anônimo disse...

Defensores da "sagrada" e "natural" heterossexualidade são tão estúpidos e patéticos. Sempre estão protegendo desesperadamente a heterossexualidade, sempre se defendendo e defendendo tudo ao seu redor da temida homossexualidade. Não sei o que é mais frágil no mundo, o ego masculino ou heterossexualidade. Disputa acirradíssima. Porque se tem nesse mundo coisas defendidas e protegidas com unhas e dentes por idiotas, de todos os meios possíveis e o tempo todo, são essas duas.

Anônimo disse...

Se for, será com orgulho.

Anônimo disse...

Ata

Anônimo disse...

Paranóica desse desocupado das 16:20

Anônimo disse...

Vai aprender a escrever primeiro, daí quem sabe algum dia consegue escrever alguma crítica coerente, utilizando argumentos, embasando-se em fatos, não no seu achismo imbecil e desinformado, 7:42.

Anônimo disse...

16:20

Pra mim, patético é empurrar homossexualidade pra todos como vcs fazem. N basta pregar que homossexuais merecem respeito, tem q dizer q no fundo todos são gays. Ridículo.
Isso vai contra a natureza, se todos fossem gays, a humanidade tinha acabado a muito tempo.

Ilka disse...

Infelizmente essa resposta só você poderá se dar, deixando o tempo correr, sem pressa para se definir, até porque, será que precisamos mesmo ter essa definição? "Sou isso, sou aquilo?"

Até os 35 anos eu tinha plena certeza de que era heterossexual, nunca me sentira atraída por mulheres até o dia em que fiquei com uma, simples assim. Foi muito tranquilo, não tive crises (talvez pela idade), continuei a me sentir atraída por homens, mas depois de ficar com uma mulher os homens perderam o interesse para mim no sentido romântico. Hoje estou em um relacionamento com uma mulher. Diria então que sou bissexual.

Anônimo disse...

quem tá empurrando homossexualidade pra alguém, idiota? tá com medinho do quê? acorda pra vida! cai na realidade...

"contra a natureza", "fim da humanidade"... não tá conseguindo esconder nada essa sua homofobia gritante, colega... mais sorte nos próximos comentários, esse seu aí foi ó, uma bosta completa.

adeus!

Anônimo disse...

Macho ta com medo de as mulheres se libertarem, se permitirem e descobrirem que para o prazer
feminino homem e irrelevante e ficarem de fato obsoletos.
A revolução vai ser feminista machinhos aceitem, aceitem que doí menos e vão chorar em cima de bonecas infláveis.

Anônimo disse...

18:27

kkkkkkkkkkkkkk Não deu para n rir kkkkk, é muita paranoia. Qualquer um q discorda é mascu.

Colega, eu sou mulher, e sim , vc esta empurrando homossexualismo. Aparece varias de vcs aqui, com a ladainha de que todas somos lésbicas, o patriarcado q nos obriga a ser hétero. Se isso né empurrar homossexualismo, n sei o q é.
E é contra a natureza , se só existisse gays, a humanidade teria acabado a seculos. O Patriarcado n é tão poderoso a ponto de me obrigar a gostar de homens, do mesmo jeito q n consegue obrigar homossexuais a serem héteros, no máximo, os obrigam a fingir q são.

Anônimo disse...

ngm te acusou de mascu, vc msm tá se acusando, enfim...

perda de tempo e energia discutir com idiota ignorante

Lilith disse...
Este comentário foi removido pelo autor.