quarta-feira, 7 de junho de 2017

SEXO HÉTERO COMO SINÔNIMO DE PENETRAÇÃO, ENQUANTO A MAIORIA DAS MULHERES GOZA PELO CLITÓRIS

Reproduzo aqui um texto muito bacana e bem humorado que li no Clitóris Livre (que tem gifs legais também). 

Quando a gente fala “sexo com consentimento” será que a gente tem realmente escolha do que acontecerá numa relação sexual?
Apesar da grande maioria das mulheres não atingir o orgasmo (e muitas nem sentirem prazer) com a penetração, será que a gente tem liberdade e os homens/sociedade teriam abertura caso quiséssemos nos relacionar com eles sem o coito da forma como é imposta/dada como natural?
Com 7 bilhões de pessoas na terra, não transamos mais para garantir que através da reprodução vivípara nossa espécie não seja extinta.
Pra que (e a quem) serve o sexo? Será que esse sexo que conhecemos é simplesmente uma regra divina que obedece a anatomia dos corpos, afinal pinto e perereca encaixam, ou se trata de uma doutrinação social, cultural e política dos corpos?
…Porquê encaixar por encaixar pinto e cu também encaixam, então todos os homens podiam era transar entre eles próprios.
A sociedade não impõe apenas como devemos transar, mas com quem devemos transar. desde criança todos somos educados como se a única forma possível e certa de se relacionar fosse com alguém do sexo oposto.
Apesar de sentir atração pelos dois sexos, nunca tive um relacionamento (nem um affair mais prolongado) com uma mulher e sou bem iniciante no rolê sapatão.
Aí outro dia uma amiga me explicava que existem lésbicas ativas e passivas, e que tem mulher que não gosta nem que encoste na perereca.
– E elas gozam do mesmo jeito, miga?
– Do mesmo jeitinho.
Meu coração quase explodiu quando a resposta foi dada segundo o que eu imaginava.
– Ninguém sai metendo a mão na perereca de ninguém sem pedir autorização não, amiga.
Enquanto ela me contava isso, me vinham na cabeça imagens do quão diferente isso é quando se trata de uma relação heterossexual.
Como o cara já pressupõe que vai enfiar o pinto em você, o mais comum é que depois de cinco minutos ele já chegue enfiando a mão na sua calcinha, ainda que você claramente esteja longe de co-me-çar a ficar estar excitada. na verdade, eles acham que é isso que vai te excitar, coitados. -.-
Na cama, homens e mulheres tem funcionamentos bem diferentes. enquanto qualquer coisa excita um homem e qualquer coisa o faz gozar (a famosa “vou te dar trabalho a noite inteira” mas não guenta uma rebolada mais forte)…
…Uma mulher demora a entrar no clima e diferentemente do homem que gozou-geralmente-acabou-morreu, a mulher tem a potencialidade de gozar muitas e muitas vezes em sequência.
Vejo vários homens reivindicando títulos de feministas, e falando que apoiam a causa, se importam com o bem estar feminino, etc, etc, etc, mas tenho certeza que nem 1% destes está disposto a rever, dentre outros, essa suposta obrigatoriedade da penetração nas relações sexuais.
Em uma pesquisa recente onde foram entrevistadas mais de 25 mil mulheres, 86% das mulheres lésbicas afirmaram gozar todas as vezes, contra 65% das mulheres heterossexuais.
Apesar do fetiche falocêntrico que ainda paira sobre a nossa sociedade, cada dia mais cai a ficha de que ninguém precisa de pinto pra gozar (ainda mais que as mulheres que gozam com penetração existem em muito menor grau do que as que o fazem com estimulação clitoriana).
Como fica cada dia mais claro o caráter de * acessório * do pinto – ou seja, é legal mas longe de ser imprescindível – e cada dia mais nos guiamos pela pessoa e não pelo órgão sexual que existe entre as pernas na hora de escolher alguém para se relacionar, seria prudente se homens começassem a se abrir para outros modos se ser e estar numa cama, assim como em todos os demais aspectos da vida.
Sexo é muito mais que penetração, e ó, muito provavelmente se for só penetração, vai ser uma grande bosta. PESSOALMENTE, sou da igreja adventista da massagem do sétimo dia, e acho que a dança é uma das melhores preliminares da vida. Mas isso varia de pessoa pra pessoa, cada um que vá atrás de descobrir do que gosta.

294 comentários:

1 – 200 de 294   Recentes›   Mais recentes»
Wellington F disse...

Olá, humanxs.

Esse é o tipo de post que gera aqueles comentários extremistas do tipo:

"Tá veno? Uzomi são inútels até na hora do séquiçu."
ou
"Vcs feminazis querem proibir o sexo com penetração!"
ou ainda:
"Socorro! Para que isso é heterofobia!"

Mas a verdade é uma só e realmente os homens (salvando raríssimas exceções) estão totalmente obsoletos não apenas no sexo, mas na vida como um todo. Daí que o lesbianismo (ou a autodiversão) será única solução para as manas até que meus congêneres evoluam e entendam que o que as mulheres realmente querem é um homem lésbico. Ou não. Basta não ser um ogro-machista-falocêntrico que prefere uma virgem com medo de comparações.

Força no clitóris e beijos no cuore!

N. disse...

Somos muito desinformados sobre sexo e nosso corpo. Sabiam que mulheres sangram na primeira vez porque os homens n estão fazendo direito, n conseguiram excitar a mulher o suficiente ? N temos q sentir dor nem sangrar.
O himem q supostamente prova nossa virgindade, n prova nada. Nosso himem n some, n cai, n quebra, ele é elástico, e conforme acontece o ato sexual, o himem se estica e continua lá eternamente até morrermos. E se a mulher ficar um bom tempo sem transar volta naturalmente pro lugar e se transar de novo vai esticar.
Vi isso num canal de uma moça que estuda a sexualidade, n lembro o nome certo do curso mas ela faz faculdade sobre isso.
Isso é bem doido, vi uma pesquisa dos eua, q dizia q 50 % das mulheres q com vida sexual ativa, estavam com himem visível, mesmo transando o himem n esticou.
E claro q tá cheio de macho mimizando q é conversa fiada de feminazi, a verdade dói.
Saber q n são tão bons de cama e q ainda n tem como garantir q foram os fodoes q acabaram com a virgindade de uma mulher, é demais pra eles.
O canal dela no YouTube é kama sussa.

Anônimo disse...

sexo heterossexual é um lixo

muito ruim e sem graça

Anônimo disse...

quando as mulheres desenvolverem a partenogênese, mais especificamente, a telitoquia, será obrigação de todas nós abandonarmos a relação afetiva e sexual com homens para sempre

Anônimo disse...

Muitas mulheres já sentiram e sentem prazer com homens, sentem atração por homens e são felizes, não por determinação social ou qualquer imposição, durmam com esse barulho

Anônimo disse...

sexo não é, nunca foi e nem nunca será penetração, quanto mais penetração ~pénis na vagina~

Anônimo disse...

o nome já diz tudo:

hetERROssexualismo

Anônimo disse...

Mas uma loucura dos ideólogos de gênero, existem pessoas que sentem atração naturalmente pelo mesmo sexo, assim como existem pessoas que sentem atração naturalmente pelo sexo oposto, parece que isso incomoda.
O menino adolescente fica com tesão quando uma Paolla Oliveira, Tais Araujo ou a vizinha gostosa dele passa perto, de forma natural, não pq a sociedade hetero opressora forçou ele, é dificil aceitar isso.

Anônimo disse...

a sociedade lixosa q é patriarcal e heterossexualista encara a relação sexual como algo negativo, todos os sinônimos q eles inventam pro sexo é pejorativo (foda, sacanagem, etc.), até os homens reconhecem q são tão impuros q depois q eles transam com alguma mulher, ela, segundo eles, fica tão "impura" quanto um homem

mas se a gente diz q o sexo étero é ruim, somos "heteróbicas"? eteróbicos são vcs, e vcs nem se dão conta, vão a merda

Anônimo disse...

Mulheres deveriam se empenhar em ser mais ativas no sexo.
10 minutos por cima e já reclamam "ai minhas pernas, blá, blá, blá"

O cara se mata a noite toda ali, quando termina faz o que?
Dorme, é claro, tá morto. O que ela faz no dia seguinte?

Reclama "aaaai, vc nem quer conversar depois do sexo, blá,blá, blá." :/


Ser ativa não é só propor o sexo, mas também se mexer na hora que ele está acontecendo. Bora, meninas!

Anônimo disse...

Mulher que acha q sexo com homem não da prazer é porque nunca levou uma pirocada decente.

Meninas: emagreçam, entrem numa academia, malhem bastante o bumbum que daí homens de verdade vão querer comer vocês.

Se continuarem gordas, asquerosas e cheias de celulite, só vão conseguir ser comidas por véios brochas e perdedores semi-afeminados, aí não tem como sentir prazer mesmo. E o resultado é escrever textos feito esse aí, enquanto sonham em sentar na rola de um homem de verdade que nunca vai querer vocês

Mandy disse...

Homens são ruins de cama, só o q interessa é o prazer deles, nada de preliminares pq os fodoes sentem nojinho mas a mulher tem q fazer oral no pau fedido deles e logo vem a penetração, 2 minutos depois acabou tudo.

Anônimo disse...

Ainda pode ser Hétero, ou já virou crime?

Anônimo disse...

13:39 - a fanfic do mascu virgem, gordo e seboso (tudo pleonasmo) q não consegue sair com mulher nem pagando

Anônimo disse...

"a fanfic do mascu virgem, gordo e seboso (tudo pleonasmo) q não consegue sair com mulher nem pagando"

kkkkkkkkkk aquele ali vendeu o carro pra comprar uma boneca inflável, só assim pra fazer sexo com "alguém"

Anônimo disse...

se vc acha tão bom assim uma "pirocada decente", tome vc então, seu bosta, e seja feliz, pq esse poço de fimose não agrada mulher nenhuma mesmo, só maxo pra gostar desse lixo

Anônimo disse...

a palavra "hétero" é muito bacana, dá pra criar inúmeros trocadilhos brilhantes, como por exemplos:

étero
hétERRO
heterossexualismo
etERROssexualismo
heTERRORISMO
eTERRORISTA
tolétero
tolétero de bosta
tapétero
aétero aegypti
vade-rétero

mas o melhor mesmo é o anencétero, ou o feto anencétero, kkkkkkkk, gênias

os trocadilhos com a palavra "homem" tb são muito bons: omen, lixomen, maxo, sexo masculixo, aaaaaaaaa perfeitos

Anônimo disse...

uma vez li que o orgasmo feminino com penetração tem mta relação com a posição do clitóris da mulher. Muitas o tem distante da entrada da vagina o que impossibilita gozar com penetração, apenas com estímulo do clitóris. Isso não tem nada a ver com orientação sexual, é claro.

Alícia

Anônimo disse...

Tudo isso a Marilyn Frye já expôs:

“Dizer que um homem é heterossexual implica somente que ele mantém relações sexuais exclusivamente com (ou submete sexualmente) o sexo oposto, ou seja, mulheres. Tudo ou quase tudo que é próprio do amor, a maioria dos homens hétero reservam exclusivamente para outros homens. As pessoas que eles admiram; respeitam; adoram e veneram; honram; quem eles imitam, idolatram e com quem criam vínculos mais profundos; a quem estão dispostos a ensinar e com quem estão dispostos a aprender; aqueles cujo respeito, admiração, reconhecimento, honra, reverência e amor eles desejam: estes são, em sua maioria esmagadora, outros homens. Em suas relações com mulheres, o que é visto como respeito é gentileza, generosidade ou paternalismo; o que é visto como honra é a colocação da mulher em uma redoma. Das mulheres eles querem devoção, servitude e sexo. A cultura heterossexual masculina é homoafetiva; ela cultiva o amor pelos homens.”
___________________________

Os homens realmente se amam. Os que não transam ainda só não fizeram porque têm muito medo de serem descobertos e perderem os privilégios de maxo heterrossexual. Mas a maioria faz escondido. Inclusive nossos pais, irmãos, namorados e maridos.

Quase 100% dos homens tem experiências homossexuais na juventude/adolescência.

É tudo enrustido. Eles vivem numa cultura fortemente falocêntrica e idólatra de falos, tudo que fazem é adorar falos e sujeitos falocentrados, como é que diante disso não realizam essa homossexualidade senão pela forte autorrepressão? Tudo enrustido.

Anônimo disse...

ainda bem q eu não gosto e nem quero he(te)roína, uma droga q só desgraça o organismo

titia disse...

Pois é, né? Essa macharada chata e cliterofóbica já devia ter aprendido. Uma vez numa oficina de quadrinhos a turma estava discutindo pós pornô e quando reafirmei que o pornô mainstream é broxante porque, entre outras coisas, não rola estimulação clitoriana e mulher goza com o clitóris, esse babaca se meteu e... sério, acreditam que ele falou pra mim, uma mulher, que mulheres gozam com o útero? Eu só fiquei ali, sério isso? Sério? O útero? O útero, cuja única função no campo reprodutivo é gerar bebês? E o clitóris é só um pedaço de carne inútil que tá lá pra enfeitar? Não acreditei que tinha ouvido isso. Um homem que sequer sabe pra quê serve o útero querendo dizer a uma mulher como as mulheres gozam? Só deve trepar com boneca inflável...

O vagabundo jurou que ia trazer um "artigo científico" de quem "estuda" o assunto há "tempos" (se existisse, seria um tratado de mascuzisse de um Nessahaam-wannabe que estudou filmes pornôs por duas horas no computador e nunca tocou numa mulher de carne e osso, tenho certeza) e na aula seguinte, claro que ele não trouxe porque isso não existe. Incrível. Inclusive fui lá no Clitóris Livre ler o texto e adivinha? Um bando de macho recalcado reclamando que não, mulheres não gozam com o clitóris, mulheres tem que gozar com penetração porque o pinto deles tem que continuar sendo o centro do mundo (nunca foi, sabemos, mas eles ainda acham que é). Tem até uns se fingindo de mulher. É tragicômico como esses caras simplesmente não conseguem crescer. Não é à toa que não trepam, afinal, sexo não é coisa pra criança...

Anônimo disse...

titia, lá no site é um único omen fazendo o mesmo comentário, inclusive com nomes falsos de "mulheres", é irrelevante, mas a opinião de um omen em si já é totalmente irrelevante

aqui no blog mesmo já tem e terão muitos outros comentários (bem mais q lá) desbancando aquele verme

Amanda disse...

Sexo com homens é extremamente perigoso e prejudicial às mulheres: existem danos físicos, emocionais e psicológicos inerentes ao sexo com homens, para as mulheres, inclusive os riscos de gravidez indesejada e de, pelo contato com o pênis - que a maioria dos homens é incapaz de lavar direito e precisam até de campanhas públicas para incentivá-los a ter um mínimo de higiene - se contrair inúmeras infecções e doenças, muitas delas letais, como câncer. Isso sem nem precisar falar que o sexo é um momento de grande intimidade e vulnerabilidade, e como quase todos os homens são violentos, estupradores, não há garantia nenhuma para a mulher de que ela não será violentada, não será forçada, pressionada a fazer ou aceitar algo que ela não quer. E o sexo é a principal maneira pela qual os homens nos subordinam, se afirmam como "Os Ativos", dominantes, e perpetuam seu poder: é a verdadeira base do seu sistema opressivo que nos invade, nos coloniza e nos explora. Nenhuma mulher deveria ter que se sujeitar a isso. Não temos que recompensar sexualmente o homem “que merece”, usando nossos corpos como uma moeda de troca. Ninguém “merece” ou tem “direito” ao nosso sofrimento.

Rodrigo Almeida disse...

Não fiquem com inveja não, vcs ainda podem comprar aqueles cintos penianos e pegar seus parceiros de quatro tb. Se ele for um "homem lésbico" tenho certeza q ele irá aceitar a proposta.

Anônimo disse...

@Rodrigo Almeida, eu sei que seu comentário no fundo só quer dizer "hurrdurr inveja do penis durrr feminista quer ser homem dããr", mas eu que sou super feminina (estereótipo), "girly girl" mesmo, ADORARIA pegar um cara do jeito que vc falou, não pela fantasia de ter um teco de carne a mais , mas porque eu sei que quando feita de um jeito certo, a estimulação anal pros homens é uma delícia e eles gozam horrores. Só que achar um cara hétero que seja seguro o suficiente da sua sexualidade pra querer fazer isso deve ser quase como achar um unicórnio, então...
Talvez apostar em caras bi seja uma opção mais viável.

titia disse...

15:09 sim falou, mas uma vez que você nunca chegou perto de uma vagina de verdade, até que dá pra entender a sua ignorância... (diz o cara que nunca lava o pau e acha que ninguém mais higieniza sua região genital).

Na verdade, Rodrigo Almeida, vários homens hétero já topam isso. Mais ainda, eles não se contentam com um pênis artificial: vão atrás de alguém com um de verdade e pagam um dinheirão pra serem pegos de quatro.

Anônimo disse...

Homem é muito mimizento, né?

"Tão falando que a gente não sabe transar, vamos lá falar que o problema da gente não saber transar é culpa delas também."

Anônimo disse...

é tão fácil cair na armadilha esquecendo de si mesma, dependência é a regra e você tem que jogar com a corda no pescoço, procurando salvação em alguém, sempre insatisfeita, tentando suprir suas necessidades com uma ilusão

o esperado é que você tema a solidão para que nunca possa dizer basta e deixar de lado a frustração, mas lembre-se que precisamos de companheirismo e nada de servidão

abra os olhos e enfrente, com coragem você sobreviverá e verá

dependência é a regra, mas nesse jogo você deve roubar

é tão fácil cair na armadilha esquecendo de si mesma, dependência é a regra e você tem que jogar com a corda no pescoço, procurando salvação em alguém, sempre insatisfeita, tentando suprir suas necessidades com uma ilusão

Cristal de uma mulher disse...

Aplausosssss

Muito bem escrito e deliberadamente aberto a tabus!!!!
Muito bom te ler menina!

Cristal

Anônimo disse...

nÃO FAÇO SEXO PENSANDO NO PRAZER DA MULHER, PENSO NO MEU, ELA QUE SE PREOCUPE COM O DELA.
sE DURANTE O SEXO ELA QUISER ALGO QUE ESTEJA AO MEU ALCANCE E NÃO ME FOR INCONVENIENTE, EU FAÇO, PORQUE NÃO?

Anônimo disse...

Nunca estuprei, se a mulher faz sexo comigo é por vontade própria.
Assim como as mulheres, eu me valorizo, faço sexo é conforme as minhas regras.
Meu prazer esta em primeiro lugar.

Anônimo disse...

Acho que a questão é que a vagina foi feita para o prazer do homem mas o pênis foi feito mais para a procriação do que para o prazer da mulher. Se formos pensar que o canal vaginal é onde naturalmente as mulheres teriam filhos é natural pensar que as terminações nervosas não se encontram em grande parte lá. Assim a área com maior sensibilidade é o clitóris e o pênis não foi feito para estimulá-lo. K

titia disse...

E é por isso, 16:08, que você não transa.

Mustapha, o Profeta disse...

Enquanto vocês ficam aí fantasiando com o homem lésbico, o Islã está tomando conta do mundo. Aproveitem enquanto podem ficar aí falando merda, imaginando que um dia mulheres não precisarão mais de homens para procriar. Aproveitem para sacudirem suas tetas murchas e feiosas nos protestos inúteis que vocês fazem, porque em breve a metade de vocês aqui será esposa do mesmo Mohammed, e a outra metade terá sido apedrejada em praça pública por falar asneiras como as que se lê nesse blogzinho fuleiro.

Alahu Akbar pra vocês!!!

Anônimo disse...

Curto muito a beleza interior. Tando lá dentro, BELEZA!!!

Dotadão disse...

Enquanto lia as bobagens que vocês feminazis escrevem aqui, fiz um pintocóptero na frente da tela, em homenagem a vcs!

Anônimo disse...

"sexo heterossexual é um lixo" (2)

Anônimo disse...

Meu pau de óculos que mulher não goza com penetração! É só saber fazer que goza sim! Não é tão fácil quanto a clitoriana, mas depois que pega a manha é só diversão!

Não falam tanto em conhecer o próprio corpo? Tá faltando conhecimento então, não exploraram tudo que dá!

Anônimo disse...

sexualmente os homens são péssimos, são muito egoístas e só se preocupam com o próprio prazer; pra eles o que importa é ter algum buraco onde enfiar aquele pinto nojento que nem pra lavar direito eles servem.

que os homens fodam a si mesmos.

Anônimo disse...

16:39 passou gonorreia pra tela do seu computador, q maldade

16:36 cala boca, seu bosta, ninguém aqui tolera maomerdismo não

16:26 vc não entende NADA, aboslutamente NADA de mulher ou de vagina, coisa típica do sexo masculixo, serem amplamente desinformados sobre as mulheres

16:13 outro fanfic de mascu virgem, gordo e seboso, muito ruim, nota 1,5 - próximo

16:08 é por isso q vc só transa com a sua mão, pq nem pagando a travesti da esquina quer sair com vc

Anônimo disse...

A vagina não foi feita pro prazer do homem, se manca!

Anônimo disse...

os homens de um modo geral estão no nível daqueles obesos e mentalmente sequelados dos chans, ou pior, no nível dos poços de ebola, vulgo mascus

coitada das héteras, kkkkkkkkkk

Homem disse...

Kkkkkkkkk e todas as mulheres são fodonas do sexo n é? Kkkkkkkk já sai com mulheres cheias de frescura, n pode tocar aqui, n pode tocar ali, tem nojo de sexo oral, parecem múmias na hora h, só querem papai e mamãe.
Desçam do pedestal.

Anônimo disse...

16:55 força mais q a fimose cai

Anônimo disse...

homens não sabem fazer sexo com mulher

Anônimo disse...

Excelente post. O movimento feminista há tempos vem denunciando a imposição patriarcal do falocentrismo, disfarçado de "atração" pelo mito do amor romântico e pela lavagem cerebral social da heteronormatividade. Penetração e uma violência para o corpo da mulher, e desnecessário(Extremamente) para o prazer feminino, nós só temos orgasmo com o estimulo critoriano, mesmo as que dizem enganadas sentirem prazer com a penetração na verdade estão tendo estimulo clitoriano também no inicio da entrada da vagina por onde o critoris se estende.

Anônimo disse...

Sobre orientação sexual não ser escolha... É carma? É natureza? Ou é não compreender que as escolhas se realizam para além da consciência?

Anônimo disse...

A universidade de Essex na Inglaterra e referencia mundial em estudos comportamentais.
https://extra.globo.com/noticias/mundo/nao-existe-mulher-heterossexual-diz-pesquisa-feita-na-inglaterra-17974819.html

Anônimo disse...

muitas, inúmeras mulheres se encontram heterossexuais de forma compulsória, uma vez que foram socializadas no sentido da heterossexualidade ser a única expressão sexual possível. Ora, a maioria das mulheres na sociedade não consegue definir as partes de sua vulva, ou muito menos se tocou e masturbou para praticar o auto-conhecimento (ao contrário dos homens, que tem suas sexualidades estimuladas, de modo heterossexual, desde a infância). Imagine se uma mulher pode, livremente, se conhecer e conhecer sua sexualidade, cogitar amar outra mulher, perceber sem amarras de onde vem o seu tesão? Não, ela não pode. A mulher é o ser que deve ser “belo, recato e do lar”, inexpressivo, servente e obediente. É impensável dentro do sistema heterocentrado que ela exerça sua sexualidade de forma livre, muito menos com outra mulher. Duas mulheres juntas desafiam a ideia de que o macho é o ser provedor único de prazer e sustento.
Com esses conceitos em mente, chega-se às questões centrais: toda mulher heterossexual só o é de forma compulsória? Se toda relação heterossexual na nossa sociedade corresponde aos conceitos misóginos de violência masculina e servidão feminina, por que as mulheres são heterossexuais? Por que elas não optam por um celibato? Quanto o mito do amor romântico e a imposição social patriarcal desconstrói em nós nossa verdade sexualidade?

Anônimo disse...

17:24, 17:28 - o mesmo verme se passando por dois (é assim q age um mascu de mente sequelada), não vale a pena nem gastar o português

Anônimo disse...

"Acho que a questão é que a vagina foi feita para o prazer do homem mas o pênis foi feito mais para a procriação do que para o prazer da mulher."

Na realidade prazer nenhum, pênis nem visualmente bonito e atraente é não tem simetria alguma, aquela coisa pendurada parecendo um tumor exposto.

Anônimo disse...

Não dá para negar que sexo hétero tem conotações diferentes para homens e mulheres, tanto que e culturalmente depreciativo para mulheres e exaltante para homens. A prova disto e que extremamente traumático para mulheres um abuso sexual em qualquer nível que se dé,Enquanto que para homens somente ser penetrado pro outro homem e algo traumático.

Anônimo disse...

Pfv né, quantas dessas mulheres héteros sabem dar prazer para si mesmas?
A culpa é sempre do homem, até pelo fracasso das própias bucetas, sério, vão se tratar. Nenhum homem culpa mulher por ejaculação precosse e etc, aliás, qualquer disfunção masculina é tratada com puro escárniuo (inclusive nesse texto preconceituoso). Já as disfunções femininas são vistas como resposabilidades da incopetência dos homens ou imposição social masculina. Na boa, vão se tratar MESMO.

Se não quer penetração então não faz, simples assim.

"Ai mas os homens devem repensar o sexo sem penetração"

Ninguém é obrigado a nada, tem homem que gosta de buceta e mulher que quer piça. Não existe obrigação de nada, não quer não faz e pronto.

Anônimo disse...

Que post ótimo!

Homens costumam ter o pinto tão superestimado que realmente deve ser um choque saber que ele serve pra bem pouca coisa mesmo haha

Embora o texto seja realmente engraçado, é triste saber o quanto as mulheres ainda estão sujeitas aos desejos e fetiches masculinos, iniciando a vida sexual sem se conhecer direito.

Eu comecei minha vida sexual tarde - depois dos 18 - e mesmo assim, já com alguma autonomia, me sustentando e morando sozinha e tal, demorei muito pra aprender a dizer o que gosto e começar a realmente gostar da interação como curtia a masturbação. Durante muito tempo, sexo para mim era como obrigação social, e eu tinha vergonha de dizer que não gozava até pra amigas.

E, até hoje, só tive um homem na vida que soube fazer oral direito. Acho que essa coisa de gozar 65% das vezes também não é verdadeira, chuto que é bem, mas bem menos que isso.




Anônimo disse...

Agradeço por nunca ter sido vítima de pedofilo
Apesar na família ter um q sempre apa nos visitava. só fui saber anos mais tarde através do q me relataram sobre o caso

Anônimo disse...

Se sexo no para mulheres só se chega ao orgasmo com estimulo no clítoris e penetração e totalmente dispensável e pelo relatos desconfortável, então para que transar com homens? Já que o prazer e orgasmo masculino se baseia na penetração, ou seja se um homem transar com uma mulher focando no prazer dele, ele vai ter que abrir então mão do seu próprio prazer em vista que para as mulher lidar com pênis e puramente um tipo de "obrigação social" e e extremamente Desprazeroso.

Anônimo disse...

17:51 dá para ver que e extremamente frustrante para você se relacionar com homens e lidar com sexo hétero. Já se questionou se e realmente disto o que você gosta e sente atração ou se isto foi de forma sistemática lhe naturalizado?! Talvez fosse legal se permitir outras formas de prazer e relacionamentos que não envolvam homens e pênis.

titia disse...

Mustapado, colega, preste atenção, porque se o EI descobrir que você tá tentando se beneficiar deles...

Homem, quem é que diz que vagina é coisa suja e nojenta? Homens. Quem é que diz que menina não pode se masturbar (fundamental pra que a mulher saiba o que lhe dá prazer e tenha intimidade com o próprio corpo)? Homens. Quem diz que mulher que gosta de transar é vadia? Homens. Quem é que chama de vagabunda a mulher que quer experimentar coisas diferentes? Homens. Quem é que condena a mulher com experiência sexual? Homens. Quem é que faz campanha contra a sexualidade feminina, querendo inclusive punir o gozo da mulher com maternidade-e, se não aceitar a maternidade, morte? Homens. Quem diz que a vadia mereceu, quando é agredida sexualmente, baseando-se em com quantos ela já transou? Homens. Resumindo: sim, a culpa pelos problemas sexuais das mulheres É dos homens. Que tal vocês pararem de colocar a culpa de tudo nas mulheres e assumirem suas próprias merdas e as merdas que fazem com as mulheres?

Anônimo disse...

Eu era destas que me considerava "100% hétero" e afirmava aos quatro ventos que nunca tinha sentido nenhum tipo de atração por mulher, e que gostava de homens e tals. Ate que um dia a curiosidade bateu e eu me permiti experimentar o prazer com uma amiga confidente. Hoje a unica coisa que eu posso dizer com 100% de certeza e que nunca mais quero saber de homem rsrsrs

Anônimo disse...

Em se tratando de sexo:
Homem=Obsolência

Anônimo disse...

"o prazer e orgasmo masculino se baseia na penetração"

não 17:59, errado, não se baseia nisso

Anônimo disse...

A verdade que fica evidente aqui Titia, e que vocês são incapazes de gozar com penetração.

Anônimo disse...

"O passado foi dos homens, o presente esta sendo das mulheres, e o futuro será dos gays e lésbicas"
Meu professor de filosofia.

Anônimo disse...

Ainda pode ser Hétero, ou já virou crime?

7 de junho de 2017 13:44
_____________

Crime não virou, mas esta cada vez mais sem graça, principalmente para mulheres.

"As mulheres são o único grupo oprimido de quem se espera que sintam atração pelo seu opressor"
Ainda bem que textos fantásticos como este do post estão mostrando que isto esta mudando :)

Rodrigo Almeida disse...

"Acho que a questão é que a vagina foi feita para o prazer do homem mas o pênis foi feito mais para a procriação do que para o prazer da mulher."

Sim, mulheres compram aqueles vibradores e penis de borracha só pra enfeite mesmo, rsrs.

Anônimo disse...

pra mulher hétero ficar contente o segredo é simples, são dois pênis penetrando a vagina ao invés de um, dp estimula o clitóris q é uma beleza

Anônimo disse...

"O Feminismo precisa examinar a heterossexualidade da mesma maneira que faz com BDSM.
Feministas radicais concordam que não existe um consentimento real dentro do BDSM por conta da nossa cultura patriarcal que influência todas as nossas decisões e preferências. BDSM é um microcosmo hierárquico e hiper-agressivo da heterossexualidade."
O feminismo radical, na verdade, precisa analisar todas as escolhas femininas de um ponto de vista crítico e em um contexto específico.
BDSM é violência, é misoginia e é advinda de um fetiche histórico das violências contra mulheres. BDSM é anti feminista.
A Heterossexualidade existe enquanto um regime politico e eu vou repetir isso quantas vezes for necessária. E qual a utilidade desse regime? Ele propaga misoginia. Mulheres serem mantidas no âmbito privado, como "donas do lar", não poderem desenvolver suas potencialidades desda a infância, serem responsabilizadas pela criação integral de seus filhos e não serem renumeradas por isso; tudo isso está incluso nesse tal regime.
Logo abaixo esse trecho, tem um mais interessante ainda e que eu definiria como incoerente:
''Para aquelas que são heterossexuais e escolhem estar com um homem, por favor pensem se essa atitude é feminista. Não é. Eu tenho o pensamento de que qualquer interação sexual com a classe sexual masculina é um encorajamento implícito para a continua opressão das mulheres. Isso é radical, eu sei. Mas mulheres como uma classe não podem consentir dentro de um patriarcado. Individualmente, mulheres podem apenas fazer consentimento informado, que é como dizer “Eu sei que ele pode me bater, me estuprar, ou me matar e estaticamente falando é provável que ele vá fazer uma das três coisas, mas eu quero estar com ele mesmo assim”. Isso é bom pra você. Não é bom para todas as outras mulheres. Não é bom para a nossa próxima geração de meninas que precisam ver mulheres aprendendo a ficarem sozinhas e mulheres com outras mulheres.''
Como assim ESCOLHEM estar com homens? Como assim a partir do momento que você é feminista você está isenta de sofrer por conseguinte todas as pressões sociais e ter poder de escolha sobre TODO UM regime heterossexual? Ser feminista nos dá ferramentas, ferramentas importantes, capacidade de fazer análises nos dá conhecimento e vontade de mudança, mas não nos isenta de fazer ''escolhas'' pré-estabelecidas, mesmo quando nos vigiamos o máximo.
"Eu tenho o pensamento de que qualquer interação sexual com a classe sexual masculina é um encorajamento implícito para a continua opressão das mulheres. Isso é radical, eu sei"

Anônimo disse...

Quanto da heterossexualidade feminina é sobre atração por homens e quanto é sobre repulsa por mulheres? acho que minha convivência constante com mulheres que não são heterossexuais me deixou desacostumada para a dinâmica de grupos de mulheres majoritariamente heteras e colonizadas. tanta competição, tanta insegurança, tanta comparação. é incrível como um homem consegue bagunçar tantas relações e vínculos só porque existe. e o pior de tudo, como eles se apoiam na fragilidade da "camaradagem feminina hetera" pra manipular situações em favor deles mesmos. mulheres, acordem, isto e programação não atração.

Anônimo disse...

A moça achou um jeitinho de tentar pegar a amiga hetero com esse discursinho pseudo politizado engraçadinho uashuashuashasu

Anônimo disse...

18:04

Já me questionei sim, claro.
Mas me sinto atraída por homens, por construção social que seja não consigo ver mulheres como parceiras sexuais.

Minha experiência sexual é na maior parte frustrante sim, mas na verdade eu acredito que esse seja o caso da maioria das mulheres hétero, pelo que tenho visto e ouvido por aí. Os homens não estão interessados em uma troca verdadeira (não estou falando de romance, estou falando que mesmo qdo é só sexo a gente nunca quer ser objeto masturbatório de ninguém, mas os homens fazem questão de não entender isso).

Anônimo disse...

Feminismo é um braço do movimento LGBT, lésbico por excelência! Nada mais é que uma estrategia de lésbicas ativistas(Diferentes de lésbicas por opção puramente individual), fazendo garotinhas pegarem ojeriza a homem e assim conseguirem suas namoradinhas, nos DGEs das universidades que elas dominam, tem até viagens a sítios e praias só pra alunas com este intuito! E muitas falam isto abertamente, chamam de "lesbianismo politico' dizem que mulheres que se relacionam com homens (para elas "o opressor") estão nas palavras delas "erotizando a própria opressão" elas tem todo um discurso montado no movimento feminista anti heterossexualidade feminina.

Anônimo disse...

A incrível geração de mulheres que se dizem heterossexuais, mas não gostam de homem, não gostam de penetração, não gozam com homem e nem sentem atração por eles. Sexa no Globo Repórter.

Anônimo disse...

Eu gozo com penetração, alias gozo muito. Gosto do estimulo clitoriano mas não se compara com o prazer que sinto ao ser penetrada, quando estimulada no clítoris sinto que minha vagina alarga e se não for penetrada em seguida sinto ate um tipo de dor. pra mim o estimulo clitoriano e uma preliminar antes da penetração que e o que me satisfaz.
Não discordando muito do texto (dos comentários sim, de todos) mas me parece que 'algo errado não esta certo' nestas teorias aee.

Anônimo disse...

"Quando a gente fala “sexo com consentimento” será que a gente tem realmente escolha do que acontecerá numa relação sexual?
Apesar da grande maioria das mulheres não atingir o orgasmo (e muitas nem sentirem prazer) com a penetração, será que a gente tem liberdade e os homens/sociedade teriam abertura caso quiséssemos nos relacionar com eles sem o coito da forma como é imposta/dada como natural?"

Para mim este ponto e crucial, mesmo a gigantesca maioria das mulheres não tendo prazer algum na penetração e só atingindo o orgasmo com estimulação do clitóris, a heterossexualidade compulsaria e o falocentrismo patriarcal obriga de forma sistemática e quase que por "chantagem social" mulheres se submeteram a penetração nos relacionamentos sexuais hétero.
Se duvidam convido as aqui a fazerem o seguinte teste:
Sabem aquele 'carinha legal, compreensivo e desconstruidão" com quem vocês estão se relacionando? Pois é experimente dizer para ele que a partir de agora vocês só vão ter sexo com foco no clitóris sem penetração, vão ver ele sumir mais rápido que salario minimo para pagar as contas do mês.

Anônimo disse...

"Já que o prazer e orgasmo masculino se baseia na penetração, ou seja se um homem transar com uma mulher focando no prazer dele"

Olha sinceramente que se dane onde esta ou deixa de estar o prazer masculino, por seculos, ou melhor milênios o prazer masculino era a prioridade social, agora não cara, nenhuma mulher deve dar a minima para o prazer masculino.

Anônimo disse...

mimimi os homens têm pênis, mimimi os homens não deveriam usar o órgão sexual para fazer sexo. Essas feministas deveriam transar só entre si ao invés de ficarem criticando o pênis alheio. Não transem, não namorem e nem casem com homens, assim vocês não se frustram e nem frustram a vida de homem nenhum. Apologia ao lesbianismo é a única coisa que as feministas fizeram de bom.

Rosa disse...

Compra uma boneca inflável então.

Rosa disse...

Sexo heterossexual é exatamente como alguém falou lá em cima. O cara pega na buceta da mulher de qualquer jeito pra "deixar molhadinha", e vai logo metendo até gozar. E depois ainda tem a cara de pau de perguntar se a mulher gozou. Pra se satisfazer sexualmente, a mulher hétero tem que conhecer o próprio corpo e contar ao parceiro, e rezar pro cara não ser um babaca. Porque se for, não vai querer largar a britadeira.

Anônimo disse...

Toda mulher que goza o faz pelo clitóris. Essa estrutura não é só aquela pontinha que fica pra fora, ela é grande e se espalha então mesmo quando se diz que "gozou com penetração", na verdade o estímulo continua sendo no clitóris, só que na parte de dentro.

Anônimo disse...

"diferentemente do homem que gozou-geralmente-acabou-morreu, a mulher tem a potencialidade de gozar muitas e muitas vezes em sequência."

kkkkk Muito verdade, a sexualidade masculina e bem pífia, como bissexual (ultimamente mais lésbica que bi, mas já tive relações com homem) eu posso comparar com propriedade, enquanto sexo com mulher e empolgante como andar de montanha russa, sexo com homem geralmente e chato como assistir o canal legislativo em uma segunda a feira a noite :D :D

Anônimo disse...

Vejo vários homens reivindicando títulos de feministas, e falando que apoiam a causa, se importam com o bem estar feminino, etc, etc, etc, mas tenho certeza que nem 1% destes está disposto a rever, dentre outros, essa suposta obrigatoriedade da penetração nas relações sexuais.
>

Desculpe, eu concordo que homens devem ser mais atenciosos ao clítoris e ao prazer feminino, mas pedi-lhes para abrir mão da penetração na relação não seria o mesmo que lhes pedir para abrir mão de seu prazer? Seria correto isto?

Anônimo disse...

Credo, é cada coisa mais sem pé nem cabeça que surge... pelamor, gente. Questionar 'de onde veio a ideia de que o pinto encaixa na perereca' é forçar de mais a barra, hein. E o argumento de que 'se for por questão de encaixe, no cu tb cabe'... ahn?!!! Deixa eu contar uma coisa: pinto tb encaixa numa torta de maçâ, sabiam??? Não tem ninguém sugerindo por aí que os homens deviam parar de enfiar seus pintos em pererecas e passar a enfiar em tortas de maçã. Keep it simple.

Anônimo disse...

É extremamente questionável isso de "a maioria das mulheres não sente prazer com sexo" como se a coisa fosse um defeito na gente, como se nosso motor demorasse a pegar, tudo merda isso aí. O problema tá primeiramente na cabeça e na educação que recebemos (homens e mulheres). Dá pra mudar e cada um tem que fazer sua parte nisso aí. Não continuar dando pra homem bosta é uma delas.

Anônimo disse...

Essa foi a pior caixa de comentários que já li aqui no blog. A falta de nexo na problematização que o texto tenta criar está refletida nas bizarrices dos comentários.

Anônimo disse...

Maternidade não é punição.

Anônimo disse...

A verdade e que a penetração para a mulher é uma invasão que mina sua confiança e esgota sua força. Para um homem é um ato de poder e domínio que o torna mais forte, não somente sobre uma mulher, mas sobre todas as mulheres. Então toda mulher que se engaja na penetração reforça o opressor e reforça o poder de classe dos homens.

Anônimo disse...

Tem Rad achando que feminismo é chamar mina hetero de depósito de porra, mina bi de vetor de dst, mina trans de estuprador de saia, homem trans de mulher masculinizada/seduzida pelo patriarcado, praticar slut-shaming, falar que mina adulta nunca tem poder de consentir sexo com penetração, lutar contra os direitos das prostitutas,dizer que penetração não da nenhum prazer e estupro colonial, discursar que mulher = útero/vagina e outras coisinhas desse nível pra baixo.
Cês devem estar confundindo tudo, porque o nome disso é MISOGINIA mesmo. Passou longe.

Anônimo disse...

Sexo hetero/Penetração e degradante para mulher.
Tanto que existe todo um contexto social que comprova isto a começar pela cultura de estupro, não existe cultura de estupro para homem porque homem não e penetrado, e penetração queiram dourar a pilula o quanto quiserem e uma violência sim contra a integridade física da mulher.
Agora o problematização tem que ser em cima de o porque as mulheres estarem naturalizadas a algo que não lhes dá prazer e as violenta a integridade física.

Anônimo disse...

18:49 então para você a sexualidade e algo determinista apesar da frustração? Eu discordo, e volto a dizer, se permita.

Anônimo disse...

Pelo jeito... Vai acabar sendo proibido.
O post é bom, achei interessante e, homem que sou, até concordo é estou entre os poucos (não posso acreditar que sou o único) que aceita relação sexual sem penetração. Se já experimentei com alguma parceira? Sim.
Agora, alguns comentários aqui, tenho dificuldade de acreditar que são mesmo de mulheres, talvez um ou outro, mas devem ter vários "trols" se passando por feminista defendendo coisas meio exageradas, com o intuito de atrair antipatia para a luta feminista.
Ch..f

Anônimo disse...

Tem mulher que goza com anal.

Anônimo disse...

tem mta gente falando em lesbianismo político sem saber do que se trata

e tentando se fazer passar por feminista radical. não conheço feminista radical que não seja nerd, então parem que vcs estão passando vergonha com essa escrita horrorosa e falando do que não sabem.

também nunca vi feminista radical hostilizando mulher de forma gratuita. larguem de ser tão bostas. melhorem. isso não leva vcs a nada.

Anônimo disse...

o texto desse post só falou verdades

18:16, 18:20, 18:22, 18:27 e 18:36 - vcs tb só falaram verdades (e muitos outros comentários nessa linha disseram verdades tb)

19:08 - força mais q a fimose cai

19:26 - fanfic péssima, escrita obviamente por um homen, nem disfarçar direito conseguiu

19:46 - é o q TODAS AS MULHERES farão um dia, feministas ou não, retardado

20:09 - vcs podem procurar o buraco q quiserem pra encaixar o p*nto de vcs, não sendo numa vagina ou numa mulher, tá ótimo

20:30 - não é punição, mas é bem ruim e nocivo à saúde, é tão danoso q a gravidez está catalogada até no CID

21:18 - sua opinião é inútil e não importa pra NADA

E só pra relembrar, esse post só falou verdades

Anônimo disse...

20:38 misturou alhos com bugalhos, tolinho

muitas dessas proposições, por exemplo: "trans estuprador de saia", "direitos das prostitutas", "penetração não da nenhum prazer, é estupro colonial", "mulher = útero/vagina" - são VERDADEIRAS

Anônimo disse...

"Tem mulher que goza com anal"

Só se for a chamada mulher trans, que tem próstata.

Anônimo disse...

Nova lenda mascu.

Anônimo disse...

"pra mulher hétero ficar contente o segredo é simples, são dois pênis penetrando a vagina ao invés de um, dp estimula o clitóris q é uma beleza"

é uma boa saída, muito inteligente por sinal

Anônimo disse...

No início de toda frase a letra e maiúscula.

Anônimo disse...

17:43 - sou mulher e já me culparam por ejaculação precoce.

Anônimo disse...

O que chamam de heterossexualidade na verdade é a expressão sexual da dominação masculina, do poder masculino, da supremacia do macho e a subordinação do sexo feminino e aquiescência a esse poder, ao domínio do macho. A mente hétero feminina é na realidade apenas a psique traumatizada demonstrando assentimento. Para as mulheres serem heterossexuais, para direcionarem aos homens sua atração, sua sexualidade, seu afeto, seu interesse, elas precisam desde muito novas serem condicionadas e reprimidas psicologicamente e finalmente "quebradas", em todo um processo de aliciamento e preparação para a servidão, para a subordinação sexual e para a maternidade, para cuidar dos homens e perpetuar seu poder e sua presença em todos os âmbitos.

Anônimo disse...

Todas nós – todas as mulheres no patriarcado – somos socializadas para sermos escravas, somos socializadas para sermos prostitutas. Todas nós, em algum sentido, somos, ou fomos, prostitutas e escravas, e muitas de nós continuaremos a ser para o resto de nossas vidas. E é a essência, a própria natureza da socialização, cegar-nos – de nossa condição, assim como das mecânicas de nossa escravização.

Aquelas de nós, no entanto, que crescemos e fomos socializadas nos tradicionais ambientes Judaico-Cristãos fundamentalistas, temos um olhar mais atento para a mecânica desse processo de socialização do que algumas outras. E embora nós sejamos às vezes matronizadas dentro do movimento – partindo do princípio de que, se conseguimos acreditar nesse absurdo ridículo, perigoso, nunca mais poderemos ser confiadas a ver com clareza – a verdade é que provavelmente podemos ser mais confiadas em ter mantido a visão clara do feminismo, uma vez que a vimos, do que aquelas de vocês que cresceram como Unitárias ou Quakers ou mesmo Metodistas e Presbiterianas, porque, você vê, vimos o patriarcado nu diante de nós o tempo todo, ao redor de nós durante todo o dia, todos os dias.

E o que nós soubemos, o que nós percebemos logo que pudemos ver o que estávamos vendo e rejeitá-lo – arrancá-lo de nossas almas e jogar tudo fora – com o que ficamos foi o entendimento da família patriarcal como o modelo para toda opressão: a família patriarcal com o homem no topo como deus e a mulher e as crianças como vermes debaixo dele – e muito frequentemente literalmente debaixo dele.

Nós entendemos, então, que esse paradigma – esse paradigma de poder-sobre, esse paradigma sadomasoquista que é o patriarcado – se estende a tudo, que esse é o modelo para todas as instituições sociais, para todas as estruturas econômicas, para as políticas internacionais. É o branco em cima na posição do macho como deus, pessoas de cor por baixo na posição da mulher como verme. É o rico como macho em cima, pobres como a fêmea embaixo. É seres humanos em cima, todos os outros seres vivos embaixo. É grande em cima, pequeno embaixo – países grandes como macho, países pequenos como fêmea – e assim por diante.

Agora onde aprendemos que isso é “natural” e “normal” é na família. Todas nós tivemos uma dessas, e algumas delas, como eu digo, foram mais descaradamente patriarcais do que outras. Algumas de nós tivemos uma educação realmente completa, e como foi dito na minha introdução, eu tive uma das melhores que já existiu! Sou grata aos anciões Mórmons por uma educação verdadeiramente incomparável na ontologia patriarcal. Eu não posso ser enganada novamente, e nem podem vocês Católicas graduadas ou quaisquer outras de vocês que foram verdadeiras crentes em qualquer religião.

Anônimo disse...

Quando eu digo que todas as mulheres têm sido socializadas como escravas e prostitutas, eu estou falando da socialização que começou em casa. Todas as outras instituições da sociedade participaram avidamente nela, é claro. Mas não importa como somos socializadas – como prostituta ou como esposa, que é a mesma coisa – somos socializadas na família patriarcal quase que exclusivamente para servir funções sexuais.

Não importa a forma que a socialização leva, ela sempre tem o mesmo objetivo – fazer nos sentirmos inúteis e dependentes. Obviamente, o incesto é uma ferramenta da socialização por excelência; um incidente de incesto é realmente tudo o que é necessário para nos ensinar o nosso papel no patriarcado. É uma traição de confiança tão profunda, principalmente de nossa confiança em nós mesmas. Ele é projetado para fazer nos sentirmos impotentes, para quebrar o nosso núcleo interno de confiança, e portanto, para fazer nos sentirmos totalmente dependentes dos homens. Ele funciona para fazer-nos crer apaixonadamente que precisamos de um salvador, que os homens devem nos salvar, que nós temos que passar por eles para sermos salvas. Que de alguma forma temos que levá-los a mudar suas mentes sobre nós. Temos que fazê-los concordarem que o comportamento deles é terrível e levá-los a pará-lo. Nossa criação nos ensina o absurdo: que nós temos que fazer os escravocratas libertarem as escravas.

Esse é o objetivo da socialização: fazer-nos acreditar que devemos sempre passar por outra pessoa para ser livres. É claro que a razão pela qual somos ensinadas isso é porque a liberdade nunca acontece dessa forma. Tiranos nunca libertam os escravos. É uma verdade histórica que os oprimidos devem sempre se levantar e libertar-se, e em libertar-se, libertar todo mundo. A verdade é que a mudança radical, a mudança na raiz, deve ser feita por nós.

Há muitas razões para estarmos na única posição, historicamente falando, de mudar as coisas. Uma delas é o paradoxo básico da tirania, que os opressores são sempre menos livres que os oprimidos. Outra é que, como mulheres, nós estamos verdadeiramente fora do sistema dos homens. Virginia Woolf disse isso, você sabe. Ela disse em Three Guineas que as mulheres são a Sociedade das Forasteiras, que é onde nós temos o nosso poder.

Nós temos poder – significando a capacidade de agir, de efetuar mudança – fora do sistema, porque é onde verdadeiramente vivemos, politicamente, psiquicamente; esse é, portanto, o único lugar onde somos autênticas, e só podemos ter poder onde somos autênticas. Também temos poder lá porque estar fora e ser escravas significa ser flexíveis; escravos têm que ser quase sobrenaturalmente flexíveis, a fim de sobreviver. E uma das leis mais importantes da cibernética é que o elemento mais flexível em qualquer sistema é o elemento controlador. Privilégios são correntes. Os homens são limitados por seus privilégios, não têm flexibilidade, não podem mudar seu sistema, mesmo se quisessem – e eles não querem. Sendo os mais flexíveis elementos neste sistema, as mulheres estão agora no controle do planeta. Nosso comportamento, e não o dos homens, irá determinar o curso dos acontecimentos humanos.

Mas condicionadas, socializadas como nós somos, esta é a concepção mais difícil possível para nós, e a maioria de nós continuamos a acreditar que nós devemos fazer os homens mudarem seus caminhos, que somos dependentes de legisladores para aprovar leis, por exemplo. Poxa vida! Quando foi que aqueles no controle alguma vez desistiram de uma quantidade significativa dele para aqueles que eles controlam? Você consegue pensar em uma única vez na história?

Bem, isso nunca aconteceu e não vai acontecer. Nós deveríamos ter aprendido isso com a Emenda de Direitos Iguais. Se nós não aprendemos então, o que é que vai ser necessário para nos ensinar isso? Não aprendermos isso é parte da nossa socialização, nosso profundo condicionamento. Estamos profundamente dependentes, profundamente servis de maneiras que nossa militância de superfície camufla.

Anônimo disse...

Esse é o objetivo principal da socialização: fazer-nos acreditar que os homens devem mudar o mundo para nós e que somos impotentes para mudar a realidade a menos que os homens mudem primeiro. Mas a verdade é que eles não vão mudar – não podem mudar – por isso não temos mais que perder nosso tempo tentando levá-los a isso. Nós somos as únicas que têm de mudar, porque nós podemos. E quando mudamos, tudo fora de nós vai ter que mudar para acomodar a nossa nova maneira de ser no mundo – inclusive os homens, mas isso está além do ponto, não vem ao caso.

O princípio subjacente a toda a socialização – como você obtém este efeito, como você chega a este objetivo de fazer as mulheres acreditarmos que a nossa salvação depende do comportamento de outra pessoa – é que você leva alguém a fazer tudo em relação à outra pessoa que elas percebem como mais poderosa; você as leva a sempre consultar uma imagem de outra pessoa em suas mentes, para dizer a si mesmas – para dizermos a nós mesmas como mulheres, por exemplo – “Agora, como é que os homens responderão a isso?” cada vez que tomamos uma decisão, ou “Se fizermos isso, o que eles vão fazer?” Sempre ser relacional, consultar os mestres em nossa psique toda vez – isso é servidão.

Quando as mulheres tornamos os nossos estados internos, o nosso bem-estar, dependente do comportamento dos homens, comportamento que não podemos controlar nem mudar, nós desistimos de toda chance de independência e liberdade. Nossa liberdade deve depender exclusivamente de nós; somos as únicas que nós podemos mudar e controlar.

Devemos entender e internalizar o fato de que os homens são totalmente irrelevantes agora, na medida em que a mudança está em causa. Então, podemos tirar os olhos deles e olhar para nós mesmas para fazer uma nova realidade brilhante aqui e agora, no meio do putrescente, em colapso, velho mundo dos pais.

Enquanto estamos focadas nos homens, nós nunca vamos ver que a porta da nossa cela está aberta, que está aberta não para o patriarcado, mas para nosso poder. Enquanto estamos nos concentrando nos homens, fazendo tudo com nossos cafetões em mente, nunca vamos nos libertar. Nossos cafetões são os homens que nos rodeiam. Eles são os legisladores, professores, ministros – nenhuma de vocês ainda tem ministros ou sacerdotes, creio eu? Nossos cafetões são os nossos pais, nossos maridos, nossos filhos. Ser tudo em relação a eles é escravidão.

Eu aprendi isso como uma prostituta-em-treinamento no Mormonismo, em um lar Mórmon, assim como na igreja. E no Partido Democrata. E em grupos liberais e progressistas e de esquerda. E na Organização Nacional para as Mulheres, que é modelada, também, na família patriarcal. Aprendi essas coisas no mesmo lugar que você aprendeu elas. Todas nós temos aprendido elas da maneira mais difícil.

Quando eu escapei do Mormonismo, eu olhei para fora e vi que todas as igrejas eram a igreja Mórmon. Olhei mais longe e vi que o mundo inteiro era a igreja Mórmon. Ao longo dos anos, como eu ficava olhando, eu vi que o Congresso e as legislaturas e os partidos políticos e Mother Jones e a National Public Radio também eram todas a igreja Mórmon – você sabe, “Nada de Novo Considerado”, “As Mesmas Velhas Coisas Consideradas”. Eu vi que eles todos eram o Velho Clube dos Garotos.

Anônimo disse...

Gatos, cachorros, baleias, morcegos, mamíferos em geral, fazem sexo por penetração. Os órgãos sexuais humanos são o pênis e a vagina, isso é a biologia, não "imposição de uma sociedade heteronormativa falocêntrica", essa é a maior besteira que já inventaram. É verdade que todo mundo gosta de preliminares e elas são importantes, inclusive para nós homens, mas daí dizer que não sente prazer no sexo biológico, na penetração que é o ápice da relação sexual, é inadequação sexual das mulheres, não nossa. E homem goza com muita facilidade mesmo (mérito nosso), porque o que tem de mulher fresca e ruim de cama não está no gibi, algumas são piores que uma punheta. Vocês não estão com essa bola toda que você pensam não.

Anônimo disse...

Eu decidi que não ia escapar de um bordel só para ficar presa em outro; que havia algo basicamente errado com o pensamento de que qualquer dessas instituições era o Novo Mundo. Então, me pareceu que era hora de eu tirar os olhos dos caras, me livrar da crença supersticiosa de que se eu não monitorar todas as coisas que eles fizerem, se eu não agarrá-los e pedir-lhes e implorar-lhes e pressioná-los e chutar e gritar e bater meu pé e demandar, eles iriam enlouquecer e matar todas nós.

Mas isso é um absurdo, é claro, porque todas as evidências mostram que os homens têm enlouquecido de qualquer maneira. Com os nossos olhos fixos, sem pestanejar, nos rostos deles dia e noite por milhares de anos, eles têm ficado cada vez mais loucos. Com a nossa atenção concentrada neles eles estão nos matando e o mundo que nos rodeia diariamente. A evidência é que com o nosso comportamento reativo, temeroso, dependente, fomos facilitando o patriarcado em todas as suas manifestações ao longo da história. Temos sido socializadas para fazer isso, para manter nossos olhos em nossos patriarcas, nossos cafetões, assim não vamos olhar para nós mesmas e ver as alternativas deslumbrantes.

Eu vi que já que isso não havia nos levado a lugar nenhum, era hora de parar de fazer isso. Não temos mil anos para obter o número suficiente de mulheres em nossas legislaturas e nosso Congresso. E mesmo que conseguíssemos, elas seriam todas imitadoras no momento em que chegassem lá, de qualquer maneira.

Não temos tempo. Nós só temos, talvez, dez anos. Isso significa que nós temos que aprender com a história que a resistência e a cooperação com o opressor não funcionam. Todas as maneiras que nós tentamos mudar as coisas não funcionaram. Elas não funcionaram! Estruturas hierárquicas não funcionam. Elas são todas cópias da família patriarcal, um paradigma que tem falhado conosco completamente.

Então eu decidi que é hora de eu recusar essa socialização. É tempo para eu desprogramar a mim mesma e parar de me concentrar todo o tempo nos senhores, nos cafetões do mundo, parar de fazer tudo o que eu faço em relação a eles, em referência a eles, em reação a eles; parar de tornar os meus sentimentos de bem-estar dependentes do comportamento deles; parar de pensar sobre eles – eles são tão chatos, tão estupidamente chatos! Podemos prever tudo o que eles vão fazer, cada coisa selvagem, horrível, bruta, grosseira, que eles vão fazer. Sabemos tudo de cor. Nós não precisamos ver isso mais, não é? Você precisa? Eu certamente não. Já vi muito disso, e eu conheço isso de dentro pra fora.

Parece-me que o que eu tenho de fazer é o que o meu condicionamento profundo me diz para não fazer, fazer a coisa que me assusta mais do que tudo, fazer o que me foi ensinado a nunca fazer ou eu morreria – e isso é tirar os olhos dos caras e me levar a sério. Parar de possibilitar o sistema dos homens, o patriarcado. Parar de acreditar que eles vão mudar o mundo, que eu alguma vez terei que tentar levá-los a fazer alguma coisa redentora novamente. Eles não vão, não poderiam nem se quisessem. E me entender com a verdade de que se eu quero o mundo de outra forma, eu devo torná-lo dessa maneira eu mesma.

A mensagem mais importante que a minha velha sábia interior já me deu é que a transformação deste mundo cabe a mim e a você. Que alívio! Ainda bem que cabe às mulheres, pois agora ela vai ser feita!


Sonia Johnson

Tirando os Nossos Olhos dos Caras

em “The Sexual Liberals and the Attack on Feminism” (1990).

Anônimo disse...

“Se queremos um mundo futuro em que as mulheres não estão de joelhos implorando para os homens serem um pouco mais gentis, devemos levantar-nos de nossos joelhos agora mesmo. Não existe um momento mágico em que rastejar de repente se torna respeito próprio e independência de espírito.” – Sonia Johnson

Anônimo disse...

Na história sempre se culpou mulheres pela ejaculação precoce e qualquer outro problema com a sexualidade masculina. Antes do século 20, sexualidade feminina não existia, orgasmo feminino não existia. Se os homens não pensam no meu prazer porque eu vou me preocupar com eles? Descobrir a masturbação foi a melhor coisa que já aconteceu na minha vida sexual.

Anônimo disse...

"Sou grata aos anciões Mórmons por uma educação verdadeiramente incomparável na ontologia patriarcal" Fiquei curiosa, mas um tanto desconfiada. Você poderia aprofundar mais em relação a isso?

Anônimo disse...

1 - gravidez faz mal à saúde da mulher/é doença, até a Classificação Internacional de Doenças (o CID) admite, podem ir lá conferir

os fetos até tentam matar as grávidas

gestação é um período longo de enfermidade, muito danoso e nocivo à saúde feminina

2- nenhum "direito" deve ser concedido à pornografia e à prostituição, são merdas q aprisionam e escravizam as mulheres, a luta por esses "direitos" é comparável ao ativismo pedófilo

3 - mulher é só quem nasce do sexo feminino, pensei q depois de longas discussões nesse blog isso já estaria mais do q claro

Anônimo disse...

Aqui está uma amostra do quanto que as verdadeiras "mal-comidas" são as mulheres heterossexuais. Infelizmente, pois todas as mulheres precisam reconhecer o seu próprio prazer.

Anônimo disse...

Aqui está uma amostra do quanto as mulheres heterossexuais são insatisfeitas sexualmente.

http://psicologiananet.blogs.sapo.pt/nao-sinto-nada-no-sexo-119553

Anônimo disse...

Parece que querem nos transformar em prostitutas: Mulheres que servem aos homens como vadias sem sentirem orgasmo.

Anônimo disse...

"Gatos, cachorros, baleias, morcegos, mamíferos em geral, fazem sexo por penetração."

Gatos,baleias,elefantes,suricatos e alguns primatas vivem de um modo matriarcal. Na sociedade dos elefantes por exemplo, as fêmeas vivem entre si, cuidando em conjunto dos filhotes. A cópula só ocorre quando elas querem e onde elas querem. Nos bonobos, as fêmeas possuem relações sexuais entre si. Se falaram que homossexualismo é o futuro, biologicamente é mais prático duas fêmeas vivem juntas e cuidarem de seus filhotes do que um casal fêmea-macho.

Anônimo disse...

As pesquisas sobre a sexualidade em relação a geração Y demonstra que é a primeira geração que faz menos sexo que a anterior e ainda só não ficou menor do que os anos 1920! E mais: mulheres jovens possuem o dobro de chance de serem sexualmente inativas. O que eu tenho a dizer: seria melhor que todas as mulheres fossem sexualmente inativas e partissem pra a masturbação ou lesbianismo, porque parece que não vale a pena (eu sou virgem, com muito orgulho. Só perco virgindade com outra mulher).

Anônimo disse...

Mais de 100 comentários de mulheres heterossexuais insatisfeitas. Tem mulher de 54 anos de casada que nunca sentiu um orgasmo sequer.


http://psicologiananet.blogs.sapo.pt/nao-sinto-nada-no-sexo-119553

Anônimo disse...

23:13 leia o texto inteiro que você vai entender...

se mesmo assim não conseguir compreender pesquise sobre a Sonia Johnson ou procure ler algum de seus livros, ela escreveu vários.

Anônimo disse...

23:05, cara, vc é de uma ignorância ímpar, nunca li tanta burrice pseudo-científica na minha vida, q merda

"mamíferos em geral, fazem..."

ERRADÍSSIMO, esse aí não conhece o mínimo de zoologia

"são o pênis e a vagina..."

vc colocou uma inferência NADA A VER nessa frase, não é o pênis ou a vagina q são uma imposição da sociedade doentia e heterrossexualista, é a penetração, seu asno

"sexo biológico" - putz, nem vale a pena mais rebater

um comentário extremamente arrogante q expõe toda a sua burrice, típico

Anônimo disse...

"Gatos, cachorros, baleias, morcegos, mamíferos em geral" blablablablá

Lola, por que você aceitou esse comentário escrotamente misógino, mentiroso e inútil de um masculinista/anti-feminista babaca qualquer, atrapalhando a continuidade de um texto importantíssimo de uma feminista séria que mais mulheres deveriam conhecer?

Anônimo disse...

Homens são especialistas em interromper, atrapalhar, causar desconforto e tormento desnecessários. Homens só servem pra isso mesmo, gerar problemas que não deveriam existir ¬¬

Anônimo disse...

As heterossexuais podem serem feministas, mas o feminismo não pode ser heterossexual.
Faria tanto sentido quanto um "judeu nazista"

Anônimo disse...

Penetração de fato não é obrigatório, inclusive a prática do gouinage atende tanto mulheres lésbicas quanto homens gays. Nem todo mundo gosta de ser penetrado(a) e nem todo homem gosta de penetrar, tive um namorado assim, a gente fazia de tudo o que vcs imaginarem menos colocar o piru na xana. Verdade seja dita, comigo isso não deu certo, foi legal um tempo mas eu gosto da rola sim kkkkkkk e por isso liberei a vaga pra ele ser feliz com outra garota com esse mesmo gosto dele. Sexo é bem importante, acho fundamental ser honesto consigo e saber o que é bom pra você e não é, se não tá rolando, passa pro próximo e vai pro abraço.

Anônimo disse...

"É extremamente questionável isso de "a maioria das mulheres não sente prazer com sexo" como se a coisa fosse um defeito na gente, como se nosso motor demorasse a pegar, tudo merda isso aí."

Sem dúvida. Biologicamente somos mais aptas ao orgasmo que os homens, inclusive, graças a nosso amigo de todas as horas o Seu Clitóris. Mas é tanta gente falando que mulher demora, que mulher é uma coisa complicada, que mulher é fria, que mulher é não sei o que, fora todas aquelas repressões que a gente sofre desde menininha mesmo, que uma hora isso entra na cabeça e você se castra psicologicamente. Aí pra ajudar, você pega pela frente um cara que foi socializado pra tudo na vida dele ser pinto, que ejaculação é satisfação e que também acredita que mulher é uma coisa tão complicada que não vale nem a pena entender. Agora me digam: com essas cabeças, tem jeito disso dar certo?

Anônimo disse...

23:13

Sonia Johnson é uma oradora profissional, ativista e uma escritora, autora de From House­-wife to Heretic ("De Dona-de-casa à Herege"), Going Out of Our Minds: The Metaphysics of Liberation, Wildfire: Igniting the She/volution, The Ship that Sailed Into the Living Room: Sex and Intimacy Reconsidered, Out of This World: A Fictionalized True-Life Adventure e The SisterWitch Conspiracy.

Ela foi uma partidária sincera da Emenda de Igualdade de Direitos (ERA) e, no final da década de 1970, criticou publicamente a posição contrária à proposta de alteração advinda da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Igreja SUD|LDS), da qual ela era membro. Então, no fim, ela foi excomungada da igreja por suas atividades. Ela passou a publicar vários livros feministas radicais e se tornou uma popular oradora feminista.

Anônimo disse...

pois eu adoro uma mãozona grande de macho que esta comigo na minha boceta, descupaê rads, vão se trataresm.

Anônimo disse...

"pra mulher hétero ficar contente o segredo é simples, são dois pênis penetrando a vagina ao invés de um, dp estimula o clitóris q é uma beleza"

e uma dupla penetração peniana no seu cu, cara, você quer?

Anônimo disse...

Omis tem tanta medinha do clitóris que em livros mais antigos de anatomia ele nem mesmo era descrito.

Tem uma pesquisadora americana que finalmente está se dedicando a estudar a anatomia da vagina, o que acontece com o órgão durante a excitação e como as mulheres tem orgasmo.
Como seu tema de estudo é uma afronta a "moral e os bons costumes (traduzindo - uma afronta ao pênis duzomi"), ela tem dificuldades de conseguir financiamento para a pesquisa e até mesmo já foi "desconvidada" de um congresso por que a pesquisa dela era uma - traduzindo - "afronta ao pênis duzomi" - aqui tem alguma coisa sobre a pesquisa dela - É FANTÁSTICO: http://www.bbc.com/portuguese/geral-38181907

Falando bem por cima: ela descobriu o papel que o nervo pudendo no orgasmo feminino. Ele se ramifica de maneira diferente em cada mulher - não há dois nervos pudendos iguais no mundo, ou seja - cada mulher sente prazer de forma única.
Cabe a cada uma de nós descobrir nosso corpo funciona e conversar com o parceiro. Se ele for Homem e não "omi" vai querer brincar e descobrir junto com você ;-D

(graças à boa deusa o meu marido tem pelo mesmo uns 20 PH.Ds no assunto) =D =D =D


Jane Doe

Anônimo disse...

Que coisa mais louca!!! SOu hetero, adoro penetração.
Gozo pelo clitoris, mais penetração é tudo de bom. Ninguém me força a nada e sou muito feliz assim.
Realmente, talvez presumir que toda relação sexual tenha penetração, talvez seja machista... mas puta que pariu, então os mascus tem razão quando falam que mulher não gosta de piroca? gente, eu adoro. To sem entendender

Yara

titia disse...

20:30 o que você acha que "Quem mandou abrir a pernas, sua vadia, agora aguente as consequências" significa, hum? Eu digo, caso você seja muito burro: significa que a mulher que está grávida sem desejar ser mãe deve ser forçada a manter a gravidez, a parir e a ser mãe como punição por ter se atrevido a fazer sexo pra gozar. Não se faça de idiota que não cola.

23:05 os problemas sexuais das mulheres são culpa dos homens. Sempre foram, e enquanto vocês continuarem um bando de molecões broxas com medinho de xota que acham que mulher é objeto masturbatório vão continuar sendo.

Anónimo disse...

Faz tempo amigo,infelizmente

Anônimo disse...

Sabe uma coisa engraçada que comprova que heterossexualidade para as mulheres e colonialismo, as vezes conversando com as minas que se dizem hetero e que afirmam se sentirem atraídas por homem, eu pergunto; "atração pelo que em homem exatamente?" E elas não sabem explicar, aliás não tem a mínima ideia.

Anônimo disse...

Ok verdade, se tem uma coisa que homem não e, e atraente, homem tem pelo na cara, que troço nojento :P

Anônimo disse...

Rindo até a eternidade né.
Tem todo tipo de comentário aqui (não sei como a Lola aprova isso!) mas esse se superou.
Pessoa, vc deve ter mãe/tia/amiga etc que é "velha gorda" e está sentindo muito mais prazer do que vc, viu!
Fica de boa!
Tem gente que se empenha em DAR PRAZER NA HORA H e não em ser um tesão ambulante por aí para os "homens de verdade".
Tchau tchau

Anônimo disse...

Nossa as pessoas que comentam aqui ou são fake, ou são muito bitoladas no seu próprio ativismo pra enxergar que existe diversidade. Sou mulher, sou hetero, tenho uma irmã homo perfeitamente bem aceita pela família (antes que me venham com heterossexualidade compulsória), 90% das minhas relações de amizade profunda são com mulheres, trabalho, ganho bem e prefiro trabalhar com mulheres e digo tudo isso sobre mim antes que digam que eu sou submissa, colonizada por machismo, tenho ódio do meu sexo ou coisas do gênero.
Não, não é nada disso! Só gosto de homem, e AMO ser penetrada. Eu demorei muito pra ter a minha primeira relação com penetração, e nesse tempo ficava só nas “brincadeiras” que podem ser classificadas, hoje percebo isso, como relações sexuais mesmo sem penetração. E na época eu curtia, mas ficava morrendo de vontade e medo de avançar. Na época eu não admitia perder meu precioso cabaço com alguém que não fosse meu namorado e me desse provas do mais puro amor.
Hoje em dia eu não seguraria uma relação sexual sem penetração porque, quando fico excitada, fico morrendo de vontade de meter. Mas essa sou eu, assim como eu sou assim tenho amigas diferentes... tenho amiga que não curte mt penetração, tenho amiga que curte anal, amiga que não gosta que chupe o peito... Enfim, cada um é cada qual e acredito que pra homem também seja assim.
Eu gosto tanto de transar que me custa crer que pra outras pessoas seja algo tão complicado. E veja bem, não sou nenhuma atriz pornô, tenho meus limites e meus gostos, como todo ser humano, incluindo os homens. Quando penso nas minhas fodas, penso que a maioria foi legal, não esse show de horrores que as pessoas relatam.
Quando vejo esses discursos de “Mulher odeia pênis” ou “todo homem é britadeira” eu acho muito estranho, sabe. Não é possível que eu tenha dado tanta sorte na minha vida. Descontando a parte dos fakes, falando com as pessoas de verdade que relatam isso, acho que poderíamos investir em comunicação. Falar mesmo: “gosto” “não gosto” “me chupa” “ me ajuda com isso que eu não levo jeito mas quero tentar” “isso não, não rola”. Sexo não é questão de “tem que ser do jeito que eu gosto exclusivamente” ou “tenho que agradar”. Mesmo numa foda casual são duas pessoas tentando achar um denominador comum, e cada foda é uma foda, e isso que é incrível. As vezes o que dá super certo um cara fazedo, dá muito errado com outro, e isso é normal.

PS: Não quero desconsiderar pessoas que te disfunções sexuais REAIS, pois sei que essas pessoas existem e merecem toda a empatia e força para procurar ajuda terapeutica. To tentando falar com pessoas mais ou menos saudáveis.

Anônimo disse...

Ver uma mulher defendendo o falocentrismo e dizendo "amo ser penetrada" para afirmar isto, e como ver ovelhas defendendo lobos.
Gente a questão não são suas escolhas pessoais, que devem serem respeitas e não bandeira. O que se problematiza aqui e deve ser foco do feminismo e a desconstrução da sociedade machista, e o culto a penetração esta incluso nisto.

Anônimo disse...

01:06 - quero

Anônimo disse...

Homem não sabe chupar mulher e dificilmente vai aprender por não conhecer o corpo feminino como outra mulher, juta-se a isto as travas machistas que eles carregam, o que temos? perda de tempo heteronormativista que castra mulheres desde sempre.
http://blogs.oglobo.globo.com/pagenotfound/post/estudo-lesbicas-tem-mais-orgasmos-que-mulheres-heterossexuais-546651.html

Anônimo disse...

09:49 vc só diz pq é heterro, não pense q o mundo é o seu umbigo

porém o heteressoxualismo está ruindo

Anônimo disse...


As definições de "post com os melhores comentários e com o maior número de fakes sem noção" foram atualizadas com sucesso!
Nem consegui ler tudo o que está escrito por aqui ainda, mas já me diverti (e arregalei os olhos) bastante.

obs.: ótimo comentário anônimo das 09:49

Anônimo disse...

10:49 e vc é um desses ~fakes~ sem noção q adulam o próprio comentário; quem não sabe q vc e a 09:49 são a mesma pessoa? nem disfarçar bem vc consegue, nos poupe

Anônimo disse...

Heterossexualidade é normal, é natural… ou pelo menos é o que dizem: vaginite crônica (inflamação dos tecidos da vagina), cistites, infecções no útero e nos trompas de Falópio, esterilidade, agravamento de casos de câncer, maior tendência a desenvolver varizes, sensação de peso nas pernas, inflamação das veias, embolismo pulmonar, hemiplegia (paralisia cerebral que deixa um dos lados do corpo paralisado), problemas de visão, problemas de audição, dores de cabeça, flatulência, ganho de peso, estrias…

Essas são algumas complicações do uso ‘realmente seguro’ de contraceptivos criados por homens pesquisadores para que tenham suas parceiras disponíveis a eles 30 dias de 30.

Por outro lado, há as complicações causadas pela gravidez indesejada: aborto e seus efeitos posteriores, risco de infecção ou hemorragias…, ansiedade, vômito, nascimento prematuro, depressão pós-parto, etc. Também há complicações devido a sofrer várias gestações: anemia, desmineralização, enurese (micção involuntária), prolapsos (quando órgãos “caem”, “saem do lugar”. ex: prolapso uterino)… e também vale mencionar, há a vaginite, frigidez, e a psicologicamente sugadora menopausa.

Todas essas doenças são, em menor ou maior nível, consequências da heterossexualidade; todas são usadas para nos fazer acreditar que nós mulheres somos mais frágeis, mais frequentemente doentes. A prática de heterossexualidade, quase compulsória, serviu muito bem para a medicalização do corpo da mulher pelos homens médicos e pesquisadores.

O período entre os 20 e os 40 anos é o período primordial no qual as mulheres deveriam ficar o menos doente. No entanto, é durante esse mesmo período que as despesas médicas das mulheres aumentam. E a maioria dessas despesas é devido à heterossexualidade.

Você nunca pensou nisso? e ainda assim….

[Esse panfleto foi distribuído durante uma demonstração organizada dos partidos da esquerda para protestar contra os custos de saúde, que aconteceu em Geneva, na Suíça, no dia 9 de novembro de 1981. Foi reimpresso posteriormente em Clit 007]

Anônimo disse...

Corrimentos, câncer do colo do útero, DSTs das mais variadas,gravides indesejada, hepatite, depresão pois coito...entre outros presentes do culto a penetração.

Anônimo disse...

Lolinha, artigo interessante que saiu na VOX

https://www.vox.com/the-big-idea/2017/6/7/15749834/medieval-rape-cosby-constand-rape-case-history

Conta o caso de uma mulher que, na idade média, levou seu estuprador a julgamento por tê-la drogado para praticar o crime. IDADE MÉDIA. E foi plenamente condenado.

Anônimo disse...

Anti bióticos também e anti natural, o natural diz que devemos pegar infecções e morrermos, porem como seres racionais negamos esta imposição biológica. Então podemos também negar outras imposições como a da penetração, já repararam que a te o termo e ofensivo e invasivo? Tipo: "ser penetrada por outra pessoa"

Anônimo disse...

Já tive um namorado que não gosta de penetração. Foi bem ruim na verdade, porque o cara demorou muito pra abrir o jogo comigo então toda vez que a gente ia pra cama era uma frustração sem fim e, como boa mulher brasileira socializada por uma mãe brasileira, eu jurava por deus que o problema era comigo.

Aliás fica a dica, quando um cara falar pra você que o problema é com ele, acredite na mesma hora e não tente salvar ninguém.

Tudo bem, não gosta de penetração mas tem todo o resto né? Sou bissexual, provavelmente já transei com mais mulheres que homens durante a vida então sexo sem penetração não é o fim do mundo pra mim. Só que no resto também não era grande coisa, ele não sabia chupar, não sabia fazer merda nenhuma e aí ficou aquela situação escrota de eu tentando agradar o homem pra no final me masturbar escondido no banheiro, aí já era né.

Tentei conversar com ele de diversas formas mas o cara era travado mesmo pra tudo que era sexual. Achei uma PUTA FALTA DE SACANAGEM (kkkkkkkkkkkkk) ele simplesmente não ter sido honesto comigo desde a primeira vez que entramos em um quarto, melhor que nem tivesse deixado chegar a esse ponto se já sabia que essa não era a dele. Mas não, sabia que eu tava me moendo por dentro e continuava deixando isso acontecer. No fim, era um bostão desonesto e foi bom ter largado dele, fez muito bem pro meu emocional.

Anônimo disse...

ao anônimo das 10:45
Eu sei que não sou fake e tampouco escrevi o comentário que referi e elogiei.
Simplesmente achei digno reconhecer o bom comentário da colega, eu mesmo sendo homem compartilho do ponto de vista e dos argumentos dela. Se vc não acredita no que eu digo, adivinha: isso não importa.
um beijo

Anônimo disse...

11:30 tá fake, força mais q a fimose cai

Anônimo disse...

"Aliás fica a dica, quando um cara falar pra você que o problema é com ele, acredite na mesma hora e não tente salvar ninguém."

Homens pensam assim também.Então e melhor abolir a relação hétero que se mostra claramente fadada ao fracasso.

Anônimo disse...

11h27 você se afirma bissexual ou seja tem a possibilidade clara de se relacionar com homens e mulheres, então porque escolher o pior?Eu entendo mulheres que foram fortemente influenciadas pela heteronormtividade terem um certo travamento em experimentar ficar com mulheres por conta disto. mas as bissexuais deveriam escolher o melhor para elas,o que lhes assegura prazer com certeza e dificilmente sexo entre duas mulheres não termina em orgasmos. E não insistir em algo que não tem nada de atraente e dificilmente vai proporcionar prazer como sexo com homem.

Anônimo disse...

"Homens pensam assim também.Então e melhor abolir a relação hétero que se mostra claramente fadada ao fracasso."

é só ser honesto
olha, não sei trepar, você não sabe trepar, vamos reaprender a trepar?
assiste uns videos do Flávio Gikovate, videos de sex-ed da Nina Hartley, compra uns livros, vai treinando a comunicação com os(as) parceiros(as) e pelo amor de deus esquece o pornô como fonte de saber

vc não aprende a voar vendo filme do superman
vc não aprende a grudar nas paredes vendo filme do homem aranha
vc não aprende a transar vendo pornô
as 3 coisas são obras de ficção

coisa mais horrível vc transar com um cara e ele começar com aquelas manobrinhas de filme pornô que nunca dão certo pela razão obvia, ninguém tá transando de verdade ali, são duas pessoas nas posições certinhas para uma câmera e não para elas mesmas. Mas essa é a "educação sexual" que se tem, a pessoa leva isso pra cama na vida real e obviamente que é um lixo pros dois

já recebemos uma socialização toda cagada e aí vem a falta de comunicação junto, aí num dá

ou se der, é um horror rsrsrsrsrs

falta muita cooperação entre homens e mulheres, mesmo entre as pessoas que dizem que se amam

Anônimo disse...

Anonima das 12:06 na boa, tem ate fundamento isto tudo ai que você escreveu, mas zero paciência com homem, sexo com homem já não e grandes porcarias ter que ensinar então... e melhor deixar pra la.

Anônimo disse...

"e dificilmente sexo entre duas mulheres não termina em orgasmos."

Já transei com mulheres o suficiente pra saber que isso não é verdade.

Anônimo disse...

"zero paciência com homem, sexo com homem já não e grandes porcarias ter que ensinar então... e melhor deixar pra la" (2)

Anônimo disse...

vc não aprende a voar vendo filme do superman
vc não aprende a grudar nas paredes vendo filme do homem aranha
vc não aprende a transar vendo pornô
as 3 coisas são obras de ficção


Cindy Gallop defende exatamente essa abordagem e no fundo é triste que isso tenha que ser falado. Que pra n coisas as pessoas sabem separar a realidade da ficção mas quando chega na pornografia, qualquer uma é tratada como documentário.

E se levarmos em consideração o grau de misoginia da pornografia mainstream (a ponto de alguns sites separarem vídeos menos agressivos, com mais beijo e carinho como "pornô para mulheres") isso é bastante preocupante.

Anônimo disse...

Punição é diferente de consequência.

Anônimo disse...

As mulheres precisam aprender a serem individualistas e medir vantagens e desvantagens. Aprendam de uma vez por todas: amor romântico não existe e fidelidade não existe. As pessoas se casam por simples comodismo, praticidade e dinheiro. A mulher é a prostituta e o homem o dono do prostibulo. O que não falta são mulheres casadas há 30,40 anos e que nunca sentiram orgasmos mas fazem sexo ppr causa do marido: são basicamente prostitutas civis. Sim os mascus tem razão nesse ponto, mulheres sentem mais prazer com masturbacao do que com sexo heterossexual. Nenhum homem pode satisfazer uma mulher do mesmo jeito que os dedos dela consegue.

Anônimo disse...

Só vamos ser respeitadas se respeitarmos a nós mesmas. Se você não for atrás do seu próprio prazer nunca que um homem vai dar para você. Mulheres são pedaços de carne com furos para eles, o mundo é cada um por si e sinceramente, cada vez que uma mulher fica em um relacionamento abusivo eu não sei se sinto pena por ser feminista ou se mando ela a merda também, porque nenhum ser humano tem pena de gente fraca. As mulheres heterossexuais que não sentem prazer: bem feito, se fossem mais espertas, trocariam o sexo por punheta.

Anônimo disse...

O nome da masturbação feminina não é "punheta" é siririca, fica a dica.

Anônimo disse...

Existem várias formas diferentes de se tocar uma siririca, ao contrário da masturbação masculina que é basicamente sempre fricção peniana manual com movimentos pra cima e pra baixo com o punho.

Anônimo disse...

Não dá pra levar nada a sério nessa caixa de comentários.
É triste ver, mas as mulheres aqui perderam mais um espaço de diálogo, troca e crescimento.
Observei que outros blogs feministas fecharam seus comentários e agora fica claro o porquê.

Anônimo disse...

e os ateus lola? vai pedir pra eles serem "éticos"? se eles quiserem estuprar quem vai impedir? deus? leis?

Anônimo disse...

Pede para lola vetar os mascus então. Mas na real, se o diálogo ficar na putaria de "gosto de macho" é melhor vocês trocarem de lugar com as putas porque nem elas aguentam esse tipo de coisa. O mundo está ficando aos poucos assexual, principalmente os países desenvolvidos e acreditem em mim, é a melhor coisa que pode ocorrer com as mulheres.

Anônimo disse...

00:08, mesmo que existam animais que vivem em modo matriarcal, isso não desmente nada do que eu disse: o sexo SEMPRE OCORRE POR PENETRAÇÃO. Animais não reproduzem se lambendo mutuamente. E existem sim animais homossexuais, porque também é natural, mas eles são a minoria em todas as espécies porque se fosse o contrário a perpetuação das espécies não seria possível. Você diz que as fêmeas é que cuidam dos filhotes, quando isso acontece na espécie humana TAMBÉM, tanto é que feministas vivem criticando a ausência patriarcal.

00:22, seu comentário é pura falta de argumentação, não desmentiu nada do que eu falei. E asna é você, que não entendeu uma vírgula do que eu escrevi. Eu disse que penetração ocorre porque é natural, é a utilização simultânea dos ÓRGÃOS SEXUAIS de quem pratica o sexo. Não existe componente social que diga que a principal atividade sexual é a penetração, é a biologia que diz isso.

00:23: "Lola, por que você aceitou esse comentário escrotamente misógino, mentiroso e inútil de um masculinista/anti-feminista". Infelizmente de vez em quando aqui o único contra-argumento é a censura mesmo, eu passo por isso toda hora, mesmo não agredindo ninguém.

Titia, não sentir prazer na penetração (que é uma prática natural, não social) é inadequação sexual de certas mulheres sim. Vê se as fêmeas das outras espécies estão de mimimi porque o macho as penetra. Quer fazer sexo só com língua? Namore e case com uma mulher então, é bom que você não se frustra sexualmente nem frustra homem nenhum também. Neste caso, sou totalmente a favor que as feministas sejam lésbicas, todo mundo fica feliz.

Anônimo disse...

Punições exemplares e cadeia. No meu caso, spray de pimenta e ácido clorídrico. Trabalhar em laboratório tem suas vantagens.

Anônimo disse...

Correção: eu escrivi "ausência patriarcal", quando eu queria escrever "ausência paterna".

Anônimo disse...

18:50: "o sexo NÃO ocorre (apenas) por penetração, idiota".
Está bem 18:50, mamíferos se reproduzem por meio de lambidas. Você quer rebater o que eu digo me chamando de idiota e me mandando ir a merda, isso porque o que eu disse é verdade e você não tem argumento.

Anônimo disse...

sexo NÃO É penetração e todo ato sexual é social

aprenda, seu tosco ignorante

Anônimo disse...

"é a biologia que diz isso"

a biologia não diz nada disso

Anônimo disse...

"sempre ocorre" - sempre ocorre ONDE?????? Vc é burro assim mesmo ou só força a barra?

Sexo não é penetração e penetração não é sexo, aprenda, ignorante

"vivem criticando a ausência patriarcal" - é claro, pq se a gente não exigir a obrigação de vcs, então faremos como as outras fêmeas fazem na natureza: abortaremos, e se nascer, mataremos, e não há nada q vcs, maxos inúteis, possam fazer, vão ter q ACEITAR

"ocorre porque é natural" - claro q não, sexo é natural, mas ele não ocorre pq é "natural", ocorre pq é uma AÇÃO HUMANA, vc não sabe nem diferenciar ato consciente de ocorrência espontânea, q bosta, é muita sequela

"é a utilização simultânea dos órgãos sexuais" - E DAÍ???? lésbicas tb utilizam seus órgãos sexuais pra fazer sexo, seu burro

"é a biologia que diz isso" - ONDE?????? a biologia não diz nada disso, NUNCA disse isso

"Vê se as fêmeas..." - Cara, para de bancar o zoólogo, sério, tá passando muita vergonha, ai meus olhos - as fêmeas de outras espécies TAMBÉM NÃO GOSTAM de serem penetradas, meu deus, quanto lixo cancerígeno esse comentário, é desinformação demais

E quem não tem argumento é vc, vive fazendo inferência burras, mas não consegue convencer ninguém de nada, é só mais um apedeuta

1 - sexo NÃO É penetração
2 - toda prática sexual É SOCIAL

Só sendo muito idiota pra negar uma coisa óbvia e observável dessa

Anônimo disse...

19:48: "toda prática sexual É SOCIAL". Essa sua afirmação é que a mais pura falácia, se fosse social os animais não fariam sexo muito antes do ser humano existir na face da terra. Se é social, a sociedade é que molda tudo, então você acredita que uma pessoa é ensinada a ser lésbica ou ser gay? Eu não acredito que a homossexualidade ou heterossexualidade tenha origens "sociais", acredito que tenham origens biológicas porque se fosse social, não existiriam animais gays. A origem primária do sexo é o instinto, não "imposições sociais", instinto esse que faz com que os animais copulem. O que gira em volta é só fetiche.

Anônimo disse...

20:13 - pra começar, vc é BURRO

agora continuando: "toda prática sexual É SOCIAL" - essa é a coisa mais óbvia e observável do mundo, mas vc vai me dizer o quê? q fazer sexo é uma coisa "individual"? é óbvio e ululante q é social

e o q tem haver orientação sexual????? olha aí vc fazendo inferências idiotas de novo

eu tô falando de PRÁTICAS SEXUAIS, alô alô, terra chamando, será q dentro dessa sua cabeça sequelada vc é capaz de compreender a diferença entre ATO e PRÉ-DISPOSIÇÃO? hein, é muito difícil pra vc?

"A origem primária do sexo é o instinto" - fonte: seu cu, né?

O sexo héterro é fetiche puro do começo ao fim

Ô coisa difícil falar com gente ignorante, feito esse energúmeno

Anônimo disse...

assexualidade, homossexualidade, heterossexualismo e bissexualidade NÃO SÃO construções sociais, mas os atos sexuais SIM, pq elas são ESCOLHAS/DECISÕES do indivíduo, q comparação mais burra, q inferência mais imbecil

vc está distorcendo totalmente o conceito de naturalidade, penetração pode ser uma ação natural, assim como cuspir na sua cara também é uma ação natural, mas a penetração não é um ato natural no sentido de naturalidade q vc imagina: como se penetração fosse uma coisa involuntária, espontânea, automática e necessária - não é nada disso, muito pelo contrário

estude, moleque, ESTUDE

Anônimo disse...

19:48: "lésbicas tb utilizam seus órgãos sexuais pra fazer sexo, seu burro"
Sim, lésbicas utilizam o órgão sexual para fazer sexo porque a biologia desenvolveu o clítoris para receber o estímulo do pênis, mas vocês estão implicando porque os homens só querem usar os "pênis" deles, isso é o mesmo que nós implicarmos porque as mulheres só querem usar as vulvas delas. Você gostaria de transar sem que estimulassem sua genitália? O que vocês diriam se nós criticássemos o uso excessivo da vagina durante uma relação sexual? Isso é antinatural. Da mesma forma que a mulher quer o estímulo clitoriano, É NATURAL QUE O HOMEM QUEIRA SEMPRE USAR O PÊNIS, não tem nada de "falocentrismo" ou imposição social que gerou esse comportamento.
Se você não quer que coloquem um pênis em você então não se relacione com um homem, simples assim.

"O que tem a ver a orientação sexual? eu tô falando de PRÁTICAS SEXUAIS". E a orientação sexual não define as práticas? Se não tem nada a ver, então você pode dizer que uma mulher hétero sente prazer em lamber vaginas, ou que um homem hétero gosta de chupar um pênis? As práticas realizadas são orientadas pelo desejo, e o desejo é definido pela orientação sexual. Existem mulheres hétero que gostam SIM de penetração, conheci uma que não abre mão e tem inclusive orgasmo vaginal.

Anônimo disse...

tão burro q não sabe nem estabelecer a diferença entre orientação sexual q é uma pré-disposição primária de prática sexual q é uma ação secundária

desisto

Anônimo disse...

não idiota, a "biologia" não desenvolveu nada, meu deus, vc se supera em burrice a cada segundo, agora deu até pra antropoformizar a "biologia", caramba, kkkkkkkkkkk

mas não se preocupe q a especialista aqui corrige vc, seu ignorante:

a EVOLUÇÃO desenvolveu o clítoris para o prazer feminino, PONTO, a evolução NÃO desenvolveu pra "receber estímulo" de pênis nenhum, até pq, o pênis se originou do clitóris, assim como os testículos se originaram dos lábios e o cromossomo y do X

Os omens se originaram da mulher, tanto q os mamilos masculinos são provas e vestígios disso, totalmente inúteis em vcs, mas q continua a existir sabe-se lá o motivo, o sexo masculino não é lá muito lógico

E o resto eu não vou comentar pq eu já respondi antes, não sou papagaio pra repetir sempre os mesmo argumento pra sequelado q não entende nem o básico

Anônimo disse...

ERRADO

o clítoris foi desenvolvido para o prazer feminino, não pro pênis, até pq o clitóris já existia muito antes do pênis, logo, o q vc diz é MENTIRA, o pênis é quem surgiu do clítoris

"Isso é antinatural" - sim, o heterossexualismo é antinatural; e o q for "natural" pra vcs homens pouco me importa, até pq... o q é natural pra vcs é amplamente nocivo e danoso à nós, por isso eu rejeito sua "natureza" masculina

E sim, por mais q vc negue, a penetração, além de não ser sexo (ou orientação sexual, não confunda), é uma PRÁTICA, um ATO, uma AÇÃO imposta culturalmente, e quando as mulheres acordarem e se darem conta disso, ha, se prepare, não vai sobrar uma vagina sequer pra vc achar q ela é um buraco de enfiar p*nto

Anônimo disse...

o sexo penetrativo não é uma obrigação naturalista, não insistam nisso, e pelo simples fato de que o sexo penetrativo é uma ação (como diversas outras) que:

NÃO É involuntária
NÃO É espontânea
NÃO É automática
NÃO É necessária (pra ninguém que já tenha nascido e esteja vivo)

Esse ato sexual específico é no máximo uma habilidade adquirida, não passa disso

Agora vocês já aprenderam... qualquer ação (humana ou não) que não for involuntária, espontânea, automática e necessária NÃO É uma obrigação natural, o q passa disso é falácia pseudo-científica

Entendam de uma vez, isso é verdadeiro e simples demais

Anônimo disse...

20:59: "o heterossexualismo é antinatural". Então você deve ser filha de duas mulheres que se engravidaram com língua né! Em todos os comentários do blog, essa foi a maior besteira que li. Se fosse assim não existia um só ser de reprodução sexuada na face da terra, já teriam sido todos extintos.
O instinto sexual só serve para procriação, nada mais, o que tem em volta é mera consequência, é puro fetiche.
E não tenho medo de "todas as mulheres virarem lésbicas" não, porque a heterossexualidade é dominante em toda natureza e sempre vai prevalecer sobre a homossexualidade. Então, pode divulgar suas ideias de que o sexo hétero é ruim o quanto quiser, sempre haverão mulheres para mim (embora eu ache que certas mulheres deveriam ser lésbicas mesmo). As mulheres não vão "virar lésbicas" só porque você quer. O choro é livre.

Anônimo disse...

Compreendam; todos vocês sabem que urinar é uma ação involuntária, espontânea, automática e necessária, logo, urinar é uma obrigação natural, mas o mesmo não se aplica à nenhum tipo de ato sexual, pq diferente de urinar ou de: piscar os olhos, dormir, sentir fome, sede, etc. práticas sexuais não são involuntárias, espontâneas, automáticas ou necessárias, muito pelo contrário, isto é, relação sexual NENHUMA é obrigação natural - e é óbvio q é social, pq relação sexual não é individual

Espero de uma vez por todas que vocês aprendam, pq depois dessa aula, só desenhando

Anônimo disse...

"O instinto sexual só serve..." bla bla bla, fonte: NENHUMA

só mentiras, "instinto sexual" nem mesmo é uma coisa relevante na espécie humana e não serve só pra ~procriação~, os humanos (e várias outras espécies) tem esse mesmo "instinto" (quase inexistente na humanidade) fora do período fértil. instinto pra "procriação" é o seu ovo, outro fato empírico q vc não consegue ir contra

E quem vai chorar é vc, pq as mulheres muito em breve desenvolverão partenogênese/telitoquia (e gametogênese in vitro q possibilitará q gametas de mesmo sexo se reproduzam) e vcs homens já não serão mais necessários pra nada na natureza, se tornarão completamente inúteis, já q no atual momento vcs são semi-inúteis

Acho q nem pagando vc vai conseguir ter uma mulher nesse futuro vindouro

Refutei todos os seus argumentos e te deixei CALADO, impressionante, mas é pq vc é burrinho mesmo, não foi tão difícil

Anônimo disse...

21:23, o ato sexual não é involuntário, mas o DESEJO SEXUAL que leva ao ato sexual é involuntário, é PURO INSTINTO. Você não é ensinado a "querer fazer sexo" com mulheres ou com homens, você simplesmente quer. Você não é ensinado a querer penetrar, você simplesmente quer.

"pq as mulheres muito em breve desenvolverão partenogênese". Você é um reptil? A partenogênese não existe nos mamíferos.

Anônimo disse...

"o heterossexualismo é antinatural" - FATO, e não é pq essa doença chamada heterossexualismo causa gravidez q ela deixa de ser menos antinatural, até pq a gravidez tb é uma doença (tá no CID, vai lá), isto é, o nascimento não é mérito do heterossexualismo, é uma consequência negativa q denota o quão degenerativo é o heterossexualismo

hetERROssexualismo é fetichismo puro

e não sei se vc sabe, mas o heterrorismo só veio a existir depois q a natureza cometeu o equívoco de ter desenvolvido os homens, as fêmeas humanas por milênios existiram antes dos maxos humanos, naquela época elas eram capazes de se autorreproduzirem ou de se reproduzirem umas com as outras, mas depois q veio o homem as mulheres perderam essas habilidades maravilhosas pra ficarem fadadas ao sexo com he(te)roína, uma pena, mas felizmente essa capacidade primitiva irá retornar, e isso o q eu digo é tão verdade q a ciência já descobriu q é possível q uma mulher se reproduza sozinha ou com outra, a razão óbvia disso é de pq no passado era assim, a ciênciA vai nos ajudar a termos de volta o q por causa dos homens nós perdemos

Se duvidam, pesquisem sobre a EvA-MITOcondrial, ela surgiu há milênios antes do adão-cocôssomial, esse é só um dos exemplos

Mas eu tenho uma visão de q a Mãe-NaturezA desenvolveu os omens não para q eles se relacionassem com mulheres, eles tinham um outro motivo de existirem, mas por causa dessa forçação q eles causaram os planos perfeitos da natureza foram todos desvirtuados, mas quando nós, as melhores, ops, quis dizer... as mulheres, resgatarmos nossas habilidades primitivas, o único modo do sexo masculino continuar sobrevivendo, será eles deixarem as mulheres e se engatarem sexualmente no máximo entre eles, como era no início e deveria ter continuado assim, mas não, os omens tiveram q estragar tudo com o heterrossexualismo deles, q p&rra

Anônimo disse...

21:41 não adianta, todo mundo aqui sabe o quão burro vc é, a cada comentário vc demonstra isso

desejo sexual NÃO É instinto, apedeuta

e "~instinto sexual~" nos humanos é praticamente INEXISTENTE, ignorante

isso é CIÊNCIA, não há nada q vc possa fazer pra mudar

"A partenogênese não... (sic)" - vc não perde por esperar, belezinha

Anônimo disse...

desejo sexual, sim, é involuntário, mas não, não é "instinto"

estuda moleque

Anônimo disse...

Ao ler o post já sabia que os comentários seriam bizarrices, trolls e gente frustrada...
Não me decepcionei!

Valeu o circo! :3

BLH

Anônimo disse...

22:01: DESEJO é INSTINTO. Ou você vai falar que os machos de outras espécies não sentem desejo em penetrar a fêmea? Se fosse do jeito que você está falando, seria necessário "curso de heterossexualismo" e curso de "desejo" para ensinar os homens a quererem penetrar as mulheres. Eu descobri a masturbação sozinho, no auge da inocência de uma pre-adoscência solitária e pais quadrados e que não falavam sobre sexo comigo. Eu descobri a masturbação por INSTINTO SIM, inclusive algumas crianças também se masturbam, elas DESCOBREM por instinto.

21:54, a vida surgiu sim antes dos machos, mas só os seres em que o macho participa da reprodução evoluíram. Bactérias, vermes, minhocas, etc, são seres que não mudaram durante milhões de gerações porque não existe figura do macho para acelerar a seleção natural. Então não existe "mulher sem macho" como você falou. Falar em vida sem macho é falar de seres muito simples, não complexos como mamíferos.

Anônimo disse...

22:28 ah, cala boca, não vou perder mais meu tempo discutindo com um boçal feito vc, vá pesquisar o que é instinto e o quanto ele é IRRELEVANTE pra espécie humana, ou fica aí com os seus contos de fadas e filmes pornôs, tchau

ah, e mais uma coisa, não sei se vc leu direito, mas as fêmeas humanas por MILÊNIOS existiram sem maxos, o fato da EvA-MITOcondrial ser super-milenarmente anterior ao adão-cocôssomial ou o fato dos principais ancestrais humanos serem FÊMEAS (Lucy, Luzia, etc.) não é a toa, é pq sim, existiu uma sociedade humana anterior a todas q era composta apenas por mulheres. Os omens são DERIVADOS das mulheres, todo o organismo, a fisiologia e a anatomia masculina é uma derivação do sexo feminino. As mulheres podiam se auto-reproduzir e se reproduzirem umas com as outras e essas habilidades primitivas q a ciência já demonstrou ser possível (pq óbvio, era exatamente assim antigamente) serão resgatadas, as heranças e os resquícios genéticos desses poderes q perdemos com o surgimento do sexo masculixo ainda existem e em breve despertarão, e assim viveremos uma nova aurora da humanidade, a Aurora da Mulher, a LuA q guia nosso ciclo menstrual junto a seu ciclo lunar nos abençoará, os planos originais da Mãe-NaturezA serão reestabelecidos e o único meio pelo qual os homens terão para continuarem a existir será se afastarem das mulheres e engatarem relações afetivas ou sexuais no máximo entre si, como deveria ocorrer desde o princípio, antes do lixo do heterossexualismo vir ao mundo

Pronto CHEGA, não gasto mas meu latim com vc, menino burro (pleonasmo), não vale a pena

Anônimo disse...

"fêmeas humanas por MILÊNIOS existiram sem maxos". Nossa! Agora eu queria saber de onde você tirou essa informação maluca. E ainda escreveu "maxo" com a letra "x". Deve ter sido de algum blog obscuro mentiroso que você tirou essa teoria, porque com certeza isso não vem de uma fonte cientifica séria. O homo-sapiens é derivado de primatas cuja reprodução era sexuada, com uma macho e uma fêmea a milhões de anos, muito antes de serem primatas até. Essa sua teoria deve ser invenção de alguma feminista radical maluca, mas com certeza não é aceita pela comunidade científica. Isso tudo é só sua vontade de que os homens um dia não existam mais.

Anônimo disse...

23:32 - outro apedeuta

"escreveu "maxo" com a letra "x" - sim, é verdade, maxo com x pq combina com o trocadilho: malixo, kkkkkk

agora voltando a ciência:

não é nenhuma informação "maluca", qualquer pessoa q possua ao menos dois neurônios ou q não seja um sequelado feito um mascu (parece ser o seu caso) pode chegar a essa mesma conclusão ÓBVIA, EMPÍRICA e OBSERVÁVEL, nem seria necessário fazer alguma pesquisa ou estudo de tão evidente q é e de tão claro quanto 1 + 1 = 2, mas as pesquisas e os estudos já foram feitos HÁ MUITO TEMPO e todos eles confirmam:

- Todas as ancestrais primatas da humanidade são FÊMEAS, a Lucy é a mais conhecida
- A EvA-MITOcondrial é mais de 100 mil anos mais antiga que o adão-cocôssomial
- O sexo masculino é 100% derivado do sexo feminino, o mamilo masculino (um órgão vestigial) é a maior prova disso, sem contar na visualização LÓGICA de q o pênis é uma mera (d)evolução do clítoris, os testículos dos lábios e etc.
- Fêmeas de outras espécies são capazes de partenogênese e as que ainda não são conseguem passar a ser
- Reprodução telítoca e homogametal humana JÁ SÃO uma realidade

Todos esses dados comprovados são suficientes para concluir que... se os homens derivaram das mulheres, então com certeza houve um tempo em q só havia mulheres, o fato das ancestrais humanas descobertas serem apenas fêmeas e da EvA-MITOcondrial ser muito mais antiga do q o adão-cocôssomial corrobora esse fato. Então se num momento da história só existiam mulheres, logo elas se reproduziam partenogenicamente ou umas com as outras, o fato da ciência nos dias de hoje comprovar a possibilidade e eficiência da reprodução telítoca e homogametal é outra corroboração, isto é, a ciência está provando ser possível uma capacidade q era real há milênios e q sobreviveu esse tempo todo nas heranças genéticas das mulheres, nossos resquícios de uma habilidade original e primitiva

Outros fatos q comprovam:
- A ciência dá preferência à linhagem MATRILINEAR para se descobrir ascendentes de séculos ou de milhares de anos atrás, principalmente por causa das MITOcôndrias, maiores e mais úteis na mulheres (assim como o cromossoma X), um dado q prova q a linhagem materna é bem mais relevante e poderosa, por mais q a sociedade patriarcal tenha feito crer q não ao longo do tempo. Isto é, as mulheres são capazes de manter uma linhagem hereditária sem a presença do sexo masculixo, isso só reforça a tese de uma época ausente de omens
- A LuA tem um ciclo idêntico ao ciclo menstrual feminino, IDÊNTICO, o q reforça não só a importância natural e indispensável do sexo feminino, mas também a importância metafísica e espiritual; mas e os homens? qual outra matéria ou corpo celeste divide alguma sincronicidade com o sexo masculino? NENHUM - o q só corrobora q os homens são apenas apêndices secundários e removíveis, nada mais
- Sem mulher não há chance ALGUMA de continuidade da espécie humana (ou de qualquer outro animal), a mulher é a fonte da vida (Eva em hebraico significa Vida, esse nome não foi escolhido a toa), mas se não tiver homem, a possibilidade da humanidade continuar ainda é perfeitamente possível, pq os homens são muito pouco necessários pra dar continuidade à espécie humana, o q dirá na era em q só existiam mulheres e elas se reproduziam sozinhas ou umas com as outras, os homens eram 100% inúteis, e acreditem, essa era retornará muito em breve
- A palavra mulher é quase um anagrama de melhor, kkkkk, essa é zoeira

Enfim, é isso, essa é a mais pura CIÊNCIA e totalmente aceita pela comunidade científica, seu boçal, não adianta mais vc tentar pôr um borrão sobre uma coisa q já é nítida, "invenção de feminista radical" é o seu pau - mas se vc era apenas um desinformado, então depois dessa espero q não sejas mais

Paz

Anônimo disse...

23:32 - não neguei a ancestralidade primata da espécie humana, outro ignorante fazendo inferências imbecis, igual o moleque retardado q teimou em discutir ciência comigo e saiu com o rabo entre as pernas

E quem disse que esses primatas já extintos se reproduziam apenas sexuadamente? Não é o q indica as nova descobertas científicas, q por exemplo, acabaram de descobrir q a humanidade tem 100 mil anos a mais de história, com certeza foi o tempo em q só existiam mulheres

É interessante notar tb q segundo esse fato a homossexualidade é bem mais anterior q o heterossexualismo

Os lixomens foram quem inventaram o heterrorismo, kkkkkk q desgraça, só não sei pq, os primeiros homens deviam ser homossexuais tb, mas deu merda em algum momento da história, só pode

Anônimo disse...

É óbvio e evidente que o macho é uma derivação da fêmea, mas isso é na biologia como um todo, em todas as espécies que possuem machos, não só nos seres humanos e antes do surgimento da espécie humana.

Só que do fato de que o macho, como a doença, sempre ter existido entre nós não se deduz que ele deva continuar existindo. Quando o controle genético for possível e as mulheres retomarem completamente o controle sobre a reprodução – e logo será assim – nem é necessário dizer que deveremos produzir somente seres completos, inteiros, sem defeitos físicos ou deficiências, inclusive as deficiências emocionais, como a masculinidade. Do mesmo modo que a produção deliberada de pessoas cegas seria muito imoral, assim também seria a produção deliberada de aleijados emocionais, machos.

Anônimo disse...

Nossa quanta gente alucinada em um só lugar !!!! O mais divertido é ler as teorias das fanáticas da partogênese...

Rafael disse...

Toda vez que eu passo por aqui é diversão certa. Vocês deviam compilar isso e vender como comédia. Ia render bom dinheiro.

Anônimo disse...

O amiguinho que dá gênero a corpos celestes não deve ir muito bem na escola.

Anônimo disse...

A verdade é que nós mulheres temos uma p* inveja dos homens por eles terem nascido com o instrumento dos Deuses, o pinto, e nós não. Por isso a sociedade sempre foi e sempre será dominada pelos homens. Nós sempre correndo atrás deles, quando inconscientemente estamos correndo atrás do nosso "pinto" que Deus não nos deu.

Anônimo disse...

05:24 sem dúvidas vai melhor q vc quem nem fazer piadinha sabe

refutar a ciência q é bom, NEVER, podem espumar e rirem de nervoso a vontade, a verdade não muda, trouxas

08:46, cala boca seu bosta, se vc gosta tanto de pau assim, fique com essa merda só pra vc, pq além dos homens, ninguém mais precisa desse lixo

Anônimo disse...

05:24 ninguém deu "gênero" pra corpo celeste nenhum, seu burro, vc é quem deve ir muito mal na escola, estrupício, leitura e interpretação de texto, nota 0 pra vc, seu analfabeto funcional

Anônimo disse...

02:16 - os fatos te assustam?

podem rir, vadios, eu chamo isso de dissonância cognitiva, um sintoma q vcs todos "risonhos" aqui apresentam

pra lidar com a realidade só rindo ou chorando mesmo

Anônimo disse...

por fora "rindo" e achando a "maior comédia", por dentro espumando de nervoso

Anônimo disse...

mulher>>>>>>>homem

Anônimo disse...

Não é impossível ter prazer sexual com homem, mas é difícil, e é por culpa deles, eles não sabem transar e menos ainda sabem transar com mulher, tanto q eles sempre pedem pra outro homem fazer sexo junto com a mesma mulher pra verem se "unidos" conseguem dar conta

homem é um trambolho em diversos sentidos, na cama não seria diferente

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 294   Recentes› Mais recentes»