terça-feira, 13 de junho de 2017

BRASIL ESTÁ CADA VEZ MAIS FASCISTA

Isso é estarrecedor. Você já deve ter ouvido falar no caso: um rapaz de 17 anos, viciado em drogas, com problemas mentais, tentou roubar a bicicleta de um homem sem uma perna que vive de pedir dinheiro no sinal.
O rapaz foi pego por um tatuador e seu vizinho em uma pensão em São Bernardo do Campo, SP. O tatuador então gravou na testa do moço: "Eu sou ladrão e vacilão". O vizinho filmou tudo, rindo, e jogou nas redes sociais. O vídeo viralizou. 
Ontem o tatuador e o vizinho foram presos por tortura. O dono da bicicleta ficou chocado com a história, achou uma barbaridade o que fizeram. Não conseguiu dormir, chorou. 
Não foi o único a ficar indignado. Uma pessoa organizou uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro para remover a tatuagem. Está sendo ameaçada de morte por sua iniciativa, que já levantou mais de quinze mil reais. 
Você deve saber o que os fascistas da internet estão dizendo, né? Que tatuar é pouco, o rapaz merecia uma bala na testa. Que os caras que marcaram o adolescente são heróis. Que isso deveria ser o mínimo feito a cada ladrão. Que eles gostariam de remover a tatuagem com uma britadeira. Tá com pena? Leva pra casa. Etc.
Esse tipo de atitude, imagino, vem de gente que aplaude aquele político que homenageia torturador no Congresso. 
Não tem outro nome pra isso: é fascismo. E é perigoso.
Sinceramente, não tenho simpatia alguma (nem empatia, confesso) por alguém que rouba ou tenta roubar uma bicicleta (ainda mais de um deficiente físico!) para comprar drogas. Mas defender a barbárie de dois caras que decidem fazer justiça com as próprias mãos é demais. Mostra que em algum momento você perdeu o que restava da sua humanidade. 
Atos como este, e a defesa deste ato, me preocupam. Provam que o Brasil está caminhando a passos largos para o fascismo. 
Enquanto isso, políticos e empresários roubam milhões e continuam soltos e ricos. Enquanto a gente festeja o justiçamento de um ladrão de galinha (ou de bicicleta), o Congresso promove a retirada de todos os nossos direitos. 
Tem algo de muito, muito errado acontecendo no Brasil. 

62 comentários:

Wellington F disse...

O Brasil, gostemos ou não, é um terreno fértil para o fascismo florescer. Temos um histórico escravocrata, elitista e colonial que sempre separou com grande clareza a "casa grande" da "senzala", mesmo após o término de quase 400 anos de escravidão. E um país onde a justiça é parcial, onde os investimentos em educação são congelados e onde a desigualdade social é absolutamente aterradora, não seria possível imaginar coisa diferente do fascismo por aqui. Ainda mais em um país que teve uma ditadura militar que matou, torturou e perseguiu ilegalmente qualquer um que defendesse qualquer resquício de igualdade.

Somos o que sempre fomos como nação: um país onde fascistas se sentem inteiramente à vontade para idolatrar torturadores, para queimar moradores de rua e para achar "normal" o extermínio dos jovens negros na periferia. Isso porque eu nem falei dos índios, das mulheres, dos homossexuais e de outras minorias que são perseguidas e assassinadas por "pessoas de bem".

O caminho para a cura desse verdadeiro tumor maligno social não é simples e muito menos indolor. Teremos que lutar incansavelmente contra a opressão por várias gerações para fazer regredir esse câncer social. Não há saídas imediatas ou fáceis. É preciso resistir, lutar e apoiar políticos progressistas especialmente para o poder legislativo.

Eu não vejo outra solução a não ser a resistência.

Anônimo disse...

só digo uma coisa... estão com pena do bandido torturador q foi preso?

LEVA PRA CASA

Fabrício disse...

E VOCÊ, SEU VERME FASCISTA, LEVA OS TORTURADORES PRA TUA CASA IMUNDA!!!

Anônimo disse...

Ontem um casal de idosos teve sua casa invadida e por dois caras iguaizinhos este que teve a testa tatuada aqui na Zona norte de SP, apontaram até uma faca pra netinha que estava com eles e bateram neles. A dupla já é conhecida por vários furtos roubos e agressões a pedestres aqui no bairro.

Anônimo disse...

Engraçado que em regimes comunistas se faz bem pior.

Anônimo disse...

Pra mim deviam ter tatuado a testa de toda a família dele, isso sim.

"Sou vacilão e não sei cuidar de filho"

Fofo pagar de coitadinho agora.

Anônimo disse...

"Engraçado que em regimes comunistas se faz bem pior."

Pois é, aqui ainda pegam cara ladrão, em certos lugares te torturam e matam porque você fala mal do governo, faz hangout pra mostrar pra quem é de fora como seu país é realmente, desmente a propaganda governamental...

Mas pra gente que diz que "não acompanha a situação da Venezuela" deve ser muito difícil mesmo ver por esse lado.

Anônimo disse...

Gente, calma.

Tatuar o ladrão é errado, porém não é facismo, e sim a reação natural de cidadãos de um país que não vê a contrapartida estatal para os impostos que paga: o estado simplesmente naõ chega em alguns lugares e as pessoas fazem justiça com as próprias mãos.

É claro que nesse caso não se fez. Foi uma tentativa de furto e a punição foi horrível.
Mas eu fico me perguntando se meu sentimento de asco seria o mesmo se ao invés de um ladrão com problemas mentais, fosse um estuprador, um assaltante que matou para roubar... Sinceramente? acho que não.

Alícia

Anônimo disse...

Concordo que o brasileiro médio está com a mentalidade cada vez mais violenta, intolerante e opressora, mas tb acho que o termo "fascismo" já anda sendo jogado tão aleatoriamente que perdeu o sentido real.

Anônimo disse...

Eu perco as esperanças cada dia que leio uma notícia de jornal.. sério... como achar que o Brasil, ou mundo vai melhorar? Me sinto tão, tão, tão impotente lendo coisas como essas...

Mila disse...

Concordo. O Brasil é um território fértil para o crescimento de ideias reacionárias e eticamente questionáveis.
Primeiro que fomos incapazes de lidar com nossas mazelas. O brasileiro até hoje finge que não vê as consequências econômicas e sociais do nosso passado escravagista e de todas as dinâmicas sociais do nosso tempo de Colônia. Ao invés disso, jogamos para debaixo do tapete "perfurmando" o preconceito racial com a falácia da democracia racial.
Não encaramos as nossas estruturas políticas baseadas em coronéis e cabrestos; até a ditadura ainda é tratada com saudosismo e não de maneira franca. Simplesmente assinou-se a Anistia (a torturados e torturadores) e fingiu-se que não houve nada demais.
Brasileiros somos corruptos. Ser honesto no Brasil é ser trouxa. Ou o sujeito faz coisa errada por mau caratismo ou faz porque não vai dar em nada ou porque tá cansado de fazer as coisas certas e só levar no koo.
Discursos populistas com soluções imediatistas fazem sucesso entre nós pois esperamos Messias. Reclamamos da justiça, mas nós mesmos adotamos dois pesos e duas medidas para corroborar nossa visão do mundo.

titia disse...

Também não consigo sentir a menor pena do rapaz; quem entra no crime sabe que está correndo todo tipo de risco, e ser tatuado contra a vontade não é o maior deles. Mas a postura desses dois sujeitos NÃO PODE ser louvada, porque é assim que começam as turbas de linchamento. A mulher que foi linchada porque algum vagabundo perverso (provavelmente um mascu indignado por ter levado fora ou um ex indignado pelo fim do relacionamento) espalhou que ela matava crianças em rituais de magia negra? Foi essa mentalidade fascista e desumanizadora que causou essa tragédia. Não se pode fazer justiça com as próprias mãos (não confundam com se defender, fascistinhas de plantão no blog) porque a justiça não pode ficar nas mãos de uma turba de monstros que não precisam de mais que um boato pra torturar um ser humano até a morte.

Anônimo disse...

15:25 em qual parte do texto se diz que no comunismo é melhor? Tô procurando aqui e não achei.

Anônimo disse...

Eu até concordo que muito do ímpeto violento do brasileiro se motiva pela impunidade (pensei que o louco tatuador se encaixasse no caso) mas depois que descobriram que um deles tinha um roubo nas costas eu duvido muito se é coisa de um pobre cidadão de bem indignado com a impunidade e o não retorno dos seus impostos.
Acho que foi uma questão de maldade mesmo. O rapaz devia ser um dos párias locais, aquela galera que fica na vizinhança perambulando por motivo de doença mental, abuso de drogas ou outros motivos. Os valentões pegaram alguém pra sacanear mesmo, tanto que a bike nem roubada foi e o dono não quer o nome dele vinculado aos trogloditas.
Em terra em que se agride pessoas porque "confunde" com prostituta ou morador de rua, não me surpreende que esse seja mais um caso de pura maldade mesmo.

Anônimo disse...

Ai Lola, nem me fala... Meu pai é super facista, do tipo que apoia o Bolsonaro e que diz EXATAMENTE o que os facistas disseram neste caso... Retirando do seu texto: "Que tatuar é pouco, o rapaz merecia uma bala na testa. Que os caras que marcaram o adolescente são heróis. Que isso deveria ser o mínimo feito a cada ladrão. Que eles gostariam de remover a tatuagem com uma britadeira. Tá com pena? Leva pra casa. Etc." - pois é, meu pai disse tudo isso. Me dá uma agonia, um desespero... Porque eu faço parte de uma minoria que meu pai (e todos os facistas em geral) tem ódio extremo: os gays. Morro de medo, Lola, morro de medo... Minha única esperança de um futuro melhor são vocês, minhas queridas feministas. Lutem. Continuem lutando, sempre. Não deixem que o nosso país volte àquela mentalidade de 50 anos atrás. Nosso futuro (da sociedade em geral) está nas mãos de vocês !

Anônimo disse...

É de fato uma reação ou punição extremamente exacerbada por um delito tão pequeno. Aliás justiça com as próprias mãos não cabe em qualquer sociedade minimamente civilizada.

Concordo porém com quem diz que isso é indignação seletiva. Um caso como o relatado às 14:16 provavelmente é visto por muitos "defensores do oprimidos" como justiça social e não crime. Assim como há estupros, genocídios, ditaduras, perseguições, torturas, corrupção, roubalheira perfeitamente justificáveis, desde que feito para atender a ideologia "correta".

Mais uma vez - é o sujo criticando o mal lavado, ninguém toma banho e todo mundo vive da imundice.

Jane Doe

Anônimo disse...

Machos são muito trogloditas e incivilizados.

Incapazes de serem civilizados, irrecuperáveis, eu diria.

Todas as formas da violência masculina diária - guerras, estupros, pilhagens, espancamentos, chacinas, assassinatos, torturas, humilhações, etc. - são provas disso.

Mesmo os poucos que não cometem algum desses crimes com as próprias mãos também adoram, veneram, alguma forma de violência fálica. Todos os machos, sem exceção, idolatram e apoiam no mínimo do mínimo uma das várias manifestações de violência masculina da falocracia.

Anônimo disse...

Repitam comigo canhotos:
"Crime não e revolucionário,drogas não são recreação e roubo não e redistribuição e renda'

Anônimo disse...

Se fizesse o mesmo na testa do temeroso, do aecim, do gilmar e outros bandidos seria considerado terrorismo e radicalismo. Mas como é nesse cara, é ''justiça''. Dois pesos e duas medidas.

Anônimo disse...

O que os caras fizeram foi errado e ponto final. Agora tá uma história toda diferente, que o rapaz só entrou no quintal, que a bicicleta não funcionava, o deficiente tá nem dormindo direito, mas ainda que tivesse mesmo entrado pra furtar e mesmo que o ladrão fosse maior de idade, tá errado e seria crime de tortura do mesmo jeito.

Ser contra essa tatuagem na testa de alguém não é ser a favor do crime, do bandido ou do rapaz em questão. Não é necessário misturar as coisas.

Eu não tenho pena de vagabundo, juro por Deus. Mas naturalizar o justiçamento é colocar em risco toda a sociedade.

Anônimo disse...

"Concordo que o brasileiro médio está com a mentalidade cada vez mais violenta, intolerante e opressora, mas tb acho que o termo "fascismo" já anda sendo jogado tão aleatoriamente que perdeu o sentido real."

A maioria das pessoas que aponta o dedo para gritar "Fascista!" a alguém não tem a mais remota ideia sobre o que está falando. E não é como se fosse uma informação difícil de conseguir em um época que todo mundo tem um computador no bolso da calça. Obviamente que o discurso fica banal pra quem não sabe e bastante ridículo para quem sabe. É como o papo de "não sou machista nem feminista, sou humanista". Ou seja, a pessoa não sabe o que é machismo, nem feminismo, menos ainda o que é humanismo.

Anônimo disse...

Pois eu queria que fizessem neles tb. Não tenho bandido de estimação.

Rafael Cherem disse...

Na raiz desse problema está a religião.

titia disse...

Fascismo é uma forma de radicalismo político autoritário nacionalista que ganhou destaque no início do século XX na Europa e teve origem na Itália. Os fascistas procuravam unificar sua nação através de um Estado totalitário que promove a vigilância, um estado forte, a mobilização em massa da comunidade nacional, confiando em um partido de vanguarda para iniciar uma revolução e organizar a nação em princípios fascistas, hostis a todas as vertentes do marxismo, desde o comunismo totalitário ao socialismo democrático.

Os movimentos fascistas compartilham certas características comuns, incluindo a veneração ao Estado, a devoção a um líder forte e uma ênfase em ultranacionalismo, etnocentrismo e militarismo. O fascismo vê a violência política, a guerra, e o imperialismo como meios para alcançar o rejuvenescimento nacional e afirma que as nações e raças consideradas superiores devem obter espaço deslocando ou eliminando aquelas consideradas fracas ou inferiores, como no caso da prática fascista modelada pelo nazismo.

Influenciados pelo sindicalismo nacional, os primeiros movimentos fascistas surgiram na Itália, cerca da Primeira Guerra Mundial, combinando elementos da política de esquerda com mais tipicamente a política de direita, em oposição ao socialismo, ao comunismo, à democracia liberal e, em alguns casos, ao conservadorismo tradicional. Embora o fascismo seja geralmente colocado na extrema-direita no tradicional espectro esquerda-direita, alguns comentaristas argumentam que a descrição é inadequada. Benito Mussolini, em A Doutrina do Fascismo, afirmou que o fascismo era uma ideologia de direita.

Prontinho, agora todo mundo sabe o que é fascismo - e mais, sabe que o próprio fascista-mor Benito Mussolini já admitiu que é uma ideologia de direita. Repitam comigo, fascistinhas: oprimir minorias não é revolucionário, crimes de ódio não são recreação e desvio de verba pública/propina/caixa2/terceirização/precarização das condições e dos direitos do trabalhador não é redistribuição de renda.

titia disse...

Ah, e não esqueçamos que o neofascismo está por aí também:

Neofascismo é uma ideologia pós-II Guerra Mundial a qual inclui elementos significativos do fascismo. O termo neofascista pode ser aplicado a grupos que expressem uma admiração específica por Benito Mussolini e pela Itália fascista. O neofascismo geralmente inclui nacionalismo, nativismo, anticomunismo e oposição ao sistema parlamentarista e à democracia liberal. A alegação de que um grupo seja neofascista pode ser calorosamente contestada, particularmente se o termo for usado como um epíteto político. Alguns regimes pós-II Guerra Mundial têm sido descritos como neofascistas devido a sua natureza autoritária, e, às vezes, por sua fascinação pela ideologia e rituais fascistas.

A tradição de regimes populistas e autoritários da América Latina que deram origem aos caudilhos do século XIX e início do século XX, e várias juntas militares que tomaram o poder durante a Guerra Fria criaram condições favoráveis para o surgimento de grupos e mesmo de governos alinhados com alguns ou vários pontos do ideário fascista. A maioria das juntas constituíram-se como ditaduras militares tradicionais, e alguns destes regimes (como o argentino), deram guarida a ex-nazistas tais como Adolf Eichmann e apoiaram movimentos neofascistas (como a Alianza Anticomunista Argentina).

Ou seja, se esses sujeitos não podem ser considerados fascistas pela definição antiga, pertencem à nova geração do fascismo. Não há como escapar.

Anônimo disse...

nazismo e fascismo = extrema-direita

Anônimo disse...

titia o que você acha do regime de Stalin ? E de Mao Tsé Tung e sua revolução cultural, eram fascistas?

Anônimo disse...

Fascismo né?! Tipo regime de governo fascista.
Vamos raciocinar a respeito, tipo o FGTS, diz a CLT que e um direito. mas se é um direito porque e obrigatório? E um dinheiro meu, que eu produzi com minha força de trabalho, então porque fica preso com o governo? E meu, eu deveria ter o direito de opção de guardar ou gastar. Eu já pago um monte de impostos.
Dai a gente pensa CLT= Carta de lavoro......Bingo.

titia disse...

02:01 foram tão bostas quanto os de Mussolini, Salazar e Hitler. Toda ditadura é uma bosta, embora se meter em outros países pra impor sua ditadura ao povo alheio seja típico de ditaduras direitistas.

02:16 seu dinheiro fica "preso" com o governo pra você aproveitar. Acha que o dinheiro pra transporte público, ambulância, hospital, água que chega tratada e limpa na sua casa, saneamento, todos os benesses que você desfruta, sai do rabo dos políticos? Estado é isso aí, todo mundo contribui pra todo mundo aproveitar - o governo brasileiro é corrupto, mas em sociedades minimamente civilizadas é assim, todo mundo contribui pra todo mundo aproveitar, do contrário é cada um por si e viva a lei do mais forte.

O dinheiro de FGTS que fica retido volta pra você, colega, ou acha que o dinheiro que você vai sacar do seu próprio FGST deu numa árvore?

Carta de lavoro: A carta do trabalho é o documento de 1927, onde o Partido Nacional Fascista de Benito Mussolini apresentou as linhas de orientação que deveriam guiar as relações de trabalho na sociedade, nomeadamente entre o patronato, os trabalhadores e o Estado, sendo uma das facetas do modelo político corporativista. Segundo este documento, todos deveriam seguir as orientações e o interesse do Estado. À sociedade permitia-se que se organizasse em corporações, isto é entidades como associações patronais e sindicatos que representassem, não a diversidade de interesses, mas a coletividade.

Este modelo, que ficou para a história sob a designação de Corporativismo e que foi replicado em Portugal (pelo Estatuto do Trabalho Nacional), no Brasil durante a Era Vargas, na Turquia por Ataturk e em França, era inspirado nas concepções coletivistas e socializantes próprias do socialismo e do marxismo. Aliás, poucos anos antes, na URSS, Lenin tinha implementado exatamente tal modelo, embora com uma diferença relevante na medida em que apenas permitia a iniciativa privada de forma limitada. No modelo italiano fascista de Mussolini, não existiam, por princípio, constrangimentos à iniciativa e propriedade privada, mas o seu desenvolvimento, os seus meios e fins eram colocados sob a tutela do Estado, sendo que, quando este bem entendesse que estariam a ser contrários às suas políticas, poderia intervir, uma vez que os interesses do Estado sempre lhe seriam superiores.

Mas não é assim que funciona no Brasil, certo? As corporações e empresas mandam completamente nesse país. Elas podem fuder o Estado à vontade, podem ferrar completamente o povo, podem se quiserem consumir todos os recursos e deixar o resto do país à míngua, então por que porra vocês ainda estão falando disso?

Anônimo disse...

A pergunta que não quer calar: como o dono da bicicleta andava na bicicleta?

Anônimo disse...

Trabalhadores presos, criminoso em clínica de recuperacao privada sendo tradado a pão de ló e a esquerda aplaudindo...

O pior é que amanha ou depois vcs ainda vao ter a coragem de reclamar de impunidade...

Anônimo disse...

Ih titia, nem se estressa. Essa galera deve ser do tipo que acha que se opor e criticar os regimes de extrema-direita é aplaudir e achar lindo os regimes autoritários de esquerda.
Até agora não me responderam em que parte do texto está escrito que no comunismo é melhor. Continuo na espera.

Anônimo disse...

Não seria melhor terem dado um trabalho pro jovem ao invés de terem dado dinheiro?
"Mimimi bandido vítima da sociedade."
Ora bolas, e a sociedade não é, primeiramente e cronicamente, vítima dos bandidos?
Por isso tá de saco cheio deles e responde de forma tão agressiva a eles.

Anônimo disse...

A maioria das pessoas que aponta o dedo para gritar "Fascista!" a alguém não tem a mais remota ideia sobre o que está falando. E não é como se fosse uma informação difícil de conseguir em um época que todo mundo tem um computador no bolso da calça. Obviamente que o discurso fica banal pra quem não sabe e bastante ridículo para quem sabe. É como o papo de "não sou machista nem feminista, sou humanista". Ou seja, a pessoa não sabe o que é machismo, nem feminismo, menos ainda o que é humanismo.

Eu me sinto exatamente dessa forma. Aí falamos isso, alguém cola um link qualquer da wikipedia e continua não sabendo. Seria engraçado se não fosse uma coisa bem triste.

Falando nisso, ATÉ NA WIKIPEDIA tá explicado o motivo de fascismo não servir pra "xingamento" e como isso começou.

Em tempos digitais, cada um passa vergonha na internet como quiser.

Anônimo disse...

O maior problema de ficar gritando isso e aquilo contra um grupo de pessoas é o esvaziamento do discurso. Pela banalização, perde a razão de ser. Disso, podemos tirar duas situações:

1. A pessoa NÃO SABE do que está falando
Ela só fica papagaeando o que ouviu de alguém, o que leu da pessoa que admira, não exatamente uma opinião própria mas um ânimo coletivo de participar. É o comum.

2. A pessoa SABE do que está falando
Ela age de má fé, usando o primeiro grupo e se aproveita do esvaziamento desse discurso para dar a impressão de que faz algo, que se opõe de fato a algo, apropria-se dele para, sem fazer absolutamente nada em relação àquilo, dar a entender que está fazendo e por isso é uma pessoa super maneira. É o comum nos micro e macro influenciadores digitais, por exemplo.

As duas coisas podem ser facilmente vencidas simplesmente com informação. Logo se vê que é a ignorância (não raro voluntária) o real problema.

Anônimo disse...

Nunca vou entender como que comunista tem coragem de dizer que defende liberdade e democracia. É tipo satanista ateu. Não faz sentido.

Rodrigo Almeida disse...

Fico indignado pq jah presenciei minha mãe sendo ameaçada com uma faca por um menor, e talvez eu fosse da mesma idade do moleque na época. Aquilo me marcou tanto q lembro da cena até hoje.

Sinceramente, não tenho pena mesmo, pq sempre vão ter Marias do Rosários q os defendam. E a lista de pequenos delitos soh aumenta, o estado nada faz com o menor, ateh chegar no ponto q o cara vai cometer crimes piores, vide o caso Champinha.

Anônimo disse...

Super tentando entender o que fascismo tem a ver com o fato de pessoas (erroneamente) apoiarem justiceiros.

Anônimo disse...

Eu me sinto exatamente dessa forma. Aí falamos isso, alguém cola um link qualquer da wikipedia e continua não sabendo. Seria engraçado se não fosse uma coisa bem triste.


---------------------------

Cola mas não lê, não entende, só fica repetindo discurso feito máquina de mensagens. É por coisas assim que o país tá nadando na merda. Temos a maior fonte de informação do mundo dentro de nossas casas e as pessoas estão cada vez mais limitadas e empobrecidas intelectualmente. Tudo virou meme. Então a pessoa x grita "Fascista!", o bando grita também. Essa despersonificação da individualidade em favor de uma mentalidade de grupo, una, sem reflexão, é basicamente o pilar dos regimes autoritários em geral.

Anônimo disse...


"O dinheiro de FGTS que fica retido volta pra você, colega, ou acha que o dinheiro que você vai sacar do seu próprio FGST deu numa árvore?"

como se a pessoa pudesse sacar o dinheiro DELA sem que o governo tivesse critério algum pra isso, como se o dinheiro estivesse depositado numa conta e disponível pra gente usar.

Não está.

Se é compulsório não é direito.

Anônimo disse...

a) Titia sou sua admiradora vc e nota 1000.

b) O que favorece os movimentos autoritarios no Brasil primeiramente e uma classe media pao com ovo que acredita que puxar o saco das classes ricas a torna milionária e ela não assume sua condição.

b) Temos uma direita que pratica uma desonestidade intelectual imensa quer convencer que nazismo e de esquerda que a Santa Inquisição não matou ninguém e que o golpe militar foi muito bom para o Brasil.

c) Para piorar vejo a esquerda desunida sem um projeto em comum

titia disse...

Pois é, 10:03, não cresceram o suficiente pra sair do clubinho 8 ou 80...

Obrigada, 14:53. Os seus comentários realmente dizem tudo, junta rico mau caráter com classe média mamãe-quero-ser-corte puxa saco e dá nisso aí. Quem dera a gente desse país fosse tão inteligente quanto você, já teríamos melhorado 100%.

O dinheiro é só pra apagar a tatuagem do rapaz. Não é pra sustenta-lo o resto da vida, gente que não lê o post.

"Ai, vocês que não entendem o que é fascismo, seus ignorantes, só nós sabemos o que é fascismo e tudo que nós dizemos que não é fascismo não PODE ser fascismo". Ok, agora peguem suas chupetas, vistam suas fraldas limpinhas e vão fazer birra pra lá enquanto os adultos conversam sobre assuntos sérios.

14:41 é que FGTS não é dinheiro de cofrinho, que você pode tirar quando quiser só porque te deu vontade de se amostrar pros pleyba na balada baixando combo de 200 reais. FGTS é pra garantir que você terá dinheiro disponível num momento de aperto. E se você não quer pagar impostos é só ir morar no mato. Pronto. Fácil, né?

Anônimo disse...

Que parte do "dinheiro é meu" vc não compreendeu?
Eu devo ter autonomia para gastá-lo como bem entender, inclusive desperdiçar.

'ah mais isso vai se tornar um problema social', sim, até as pessoas aprenderem a poupar, não gastar tudo o que ganham no mês. É assim que se educa uma população, não pegando uma parte do salário dela para ela poder usar quando o ESTADO deixar. Isso é te tratar como incapaz, se vc se sente assim problema seuzinho.

E só pra te informar, FGTS não é imposto tá? E eu nunca disse que não queria pagar, mas vc aí defendendo a democracia, titia.... eu ainda posso falar contra o governo? Ainda posso achar que a carga tributária é abusiva?

Anônimo disse...

Sua mãe não teve culpa de parir um otário fascista.

titia disse...

Claro que você pode falar contra o governo, fofo. Tá vendo alguém na sua porta te arrastando pra um porão, pra te torturar e matar?

E eu já disse, se você não quer mais saber desse negócio de contribuir, sempre pode ir morar no mato. Não gosta de contribuir? Não contribua, se mande. Se estabeleça no meio da floresta e viva feliz, sem nunca mais pagar um imposto ou ter seu dinheiro retido pro FGTS. Você pode fazer isso. Ah, e essa eu não posso deixar passar:

"Eu devo ter autonomia para gastá-lo como bem entender, inclusive desperdiçar."

Quer dizer, você defende que a população seja educada financeiramente, seja responsável com seu próprio dinheiro pra que o governo não precise administra-lo e depois vem defender o direito de desperdiçar seu dinheiro? Quer merda é essa, cara? Você diz que cada um tem que ser responsável pelo próprio financeiro e reivindica o direito de ser irresponsável financeiramente?

E aí depois esses bebêzões barbados não entendem porquê tem um governo-babá...

Anônimo disse...

Se eu sou responsável eu arco com as consequências, é simples.
O governo naõ tem q ser sua babá pq se vc fizer merda, ele naõ vai ter q limpar, entendeu linda?

Anônimo disse...

Anónimo do 16:54 LACROU!

Anônimo disse...

(Viviane)
Titia,o mais curioso é que a mesma pessoa que defende ter o direito de desperdiçar dinheiro é quem enche a boca para dizer que não se deve dar dinheiro a um pobre, senão ele gasta tudo em cachaça...
Antes que alguém diga que seu dinheiro é fruto de trabalho, existem várias fazendas no interior do Brasil em que os empregados trabalham em troca de casa e comida... porque o "bondoso" patrão alega que não pode dar dinheiro porque eles não sabem como gastar. Pior, tem juiz do Trabalho concordado com isso.

titia disse...

Entendi, colega, entendi. Só não consigo imaginar você sem dinheiro até pra comprar pão dormido, sem nada além de um mosquito morto no bolso, sem ter como pagar as contas e com a carteira mais vazia que cabeça de mascu quietinho no seu canto, assumindo a responsabilidade pelas próprias cagadas financeiras sem exigir um centavo do FGTS...

Um monte de gente que reclama de ter que pagar impostos/ ter dinheiro retido não quer abrir mão das benesses do Estado. Quer desfrutar, mas não quer contribuir. Quer que os outros paguem tudo (transporte público, saúde, saneamento, etc.) pro indivíduo enquanto ele joga o dinheiro fora pagando combo na balada e prostituta de luxo. Enfim, parasitismo. Para bom entendedor meia palavra basta, então termino por aqui meus argumentos.

Elvis disse...

Muito triste isso, os caras foram totalmente sádicos. É triste ver tantas pessoas aplaudindo esse ato, e não são apenas os fãs do bolsonaro, o que torna tudo mais preocupante ainda.
Eu sinceramente não sei onde o Brasil vai parar. Acho que só não acontece um golpe militar, porque não é do interesse dos militares.

Anônimo disse...

Confesso que se fosse um estuprador ou assassino, eu não teria empatia nenhuma. Mas ladrão de bicicleta? Jean Valjean manda beijos de luz.

titia disse...

Pois é, (Viviane), além de ficar ouvindo/lendo a merda que esses imbecis dizem/escrevem se orgulhando de quererem ser parasitas, você ainda tem que ver essas abominações de não pagar os trabalhadores acontecendo e o judiciário sendo conivente com isso... tenho certeza de que se outros países não tivessem pressionado e se o massacre de brancos no Haiti não tivesse acontecido, a escravidão ainda estaria em voga no Brasil.

Anônimo disse...

Atitudes como esta mostram uma coisa: a serpente colocou ovos e os mesmos já chocaram. Muito difícil a situação e ainda com porta voz por todos os lados nos meios de comunicação em massa como uma "jornalista" papagaio de pirata de um "escritor" metido a filósofo que vive de migalhas de estado unidenses médios, brasileiros com interesses em um regime autoritário, mas com cara de "democracia" com fundo de escravidão maquiada de mão de obra barata ou sub emprego, caso fosse apenas ela seria um alívio, mas tem outros "jornalistas, comentaristas" televisivos, principalmente com a mesma postura. Tem um "humorista" que chama humilhação de humor e com seguidores fanáticos capazes de colocarem vírus no computador de quem o questiona, refuta ou contradiz, sem esquecer um ator frustrado que nem para dublê de ator pornô serve, mas se aproveitou de uma situação e ganha algo por ser um "bom menino", pois reproduz um discurso tão martelado virulento, doentio, raso ou vazio, youtubers que ganham e muito com visualizações tanto no youtube como outras mídias sociais devido terem esta mesma verborragia repetitiva e cheia de bílis, apenas para citar alguns exemplos fora os exércitos de anônimos protegidos por perfis falsos que se aproveitam não apenas da impunidade, mas de bons conhecimentos em tecnologia da informação a serviço e bem pagos para agirem assim. Juntemos os religiosistas fanáticos, pessoas desesperadas, sem perspectivas, frustrados, ignorantes aos psicopatas e sociopatas virtuais ou não, criminosos ou ainda não propensos a cometerem crimes. Então o quadro é este e difícil de reversão, não é ser negativo e sim realista, pois a mudança deverá vir de casa, dos pais para a longo prazo algo ser feito e os poucos e ainda resistentes se manterem, resistirem, perseverarem tanto na rede como pessoalmente com contatos mesmo distantes, inclusive em outros países, não esmorecer nunca, embora nadar contra esta corrente é cansativo.

Anônimo disse...

Vai estudar seu Zé Mané. Coitadinho de ti, que​ é burro!

Anônimo disse...

Bem lembrado a questão de informações. Hoje a gente vê gente estudada dizendo as mais terríveis atrocidades:
- Que o PT é comunista
-Que o Brasil é comunista
- Qué direitos humanos são comunistas
- Que o vermelho da bandeira do Japão é comunista
- Que o nazismo era esquerda
- Que existe uma doutrinação comunista.
- Se tem presença do Estado, é esquerda
Do mesmo modo, há um esvaziamento da doutrina comunista, visto que a maioria das pessoas não sabe sequer o que e as diretrizes de base do comunismo. Como se ele fosse o único regime possível no espectro da esquerda.

Anônimo disse...

Titia, pelo papo o sujeito é liberaleco ou ancapeteen.
O sujeito só esqueceu de uma coisa: para o capitalismo funcionar é necessário haver consumo. Ou seja, se todo mundo resolve guardar dinheiro, a rentabilidade que lhe permite multiplicar sua grana por meio de especulação cai; a indústria precisa de demanda para estimular a produção. É por isso que alguns governos dão benefícios fiscais em tempos de crise. Entre outros, desonera o empresário e ele pode baixar um pouco o valor do produto mantendo e até aumentando a margem de lucro. O Deus mercado não é esse ser bonzinho, alguém precisa se foder para outro ganhar (o problema é: quem se fode é sempre o pobre lascado).
Tem um lugar no mundo onde não tem o Estado Malvadão para te encher o saco, você pode empreender, praticar suas trocas voluntárias e tentar praticar seu PNA. Chama-se Somália. Boa sorte, seu primeiro milhão virá facim.
Até aqui esses adoradores de Mises enchem o saco.

titia disse...

11:21 nunca entendi realmente esse desejo que esses indivíduos tem de se ferrar desde que ele possa ver os outros se ferrarem ainda mais. Quem ia se opor a uma vida melhor pra todo mundo? Não faz o menor sentido pra mim que alguém possa ficar feliz se vangloriando de ser "classe superior" enquanto vê pessoas passarem fome e morrerem sem tratamento na porta do hospital. E pior, quando aparece uma chance de mudar/melhorar essa situação, preferem continuar vendo gente sofrer e morrer pra manterem esse pseudo status de classe superior. Vivemos num país de monstros.

Anônimo disse...

Facista?A esquerda estimula roubar ,invadir, construir favelas, rotula o presidente de machista por elogiar mulheres que cuidam de seus filhos ,enquanto feministas "donas" de seus corpos jogam bebês em latas de lixo.Essas pessoas que criticam o que foi feito com esse bandido deveriam ter a experiencia de ficar refém deles para entender que o povo ta de saco cheio de vagabundos roubando e pindo a culpa nas pessoas de bem.Ta na hora do povo se armar para se proteger ja que a policia não pode dar um tapa num bandido.

titia disse...

07:46:

"Estimular a roubar" - votar em políticos corruptos com ficha comprovadamente suja por causa de birrinha ideológica. Especialidade da direita birrenta brasileira.

"Invadir" - Expulsar populações quilombolas e indígenas de suas terras pra aumentar o agronegócio. Outra especialidade da direita corrupta brasileira.

"Construir favelas" - Abandonar pessoas pra se virarem porque o dinheiro dos programas de habitação serão mais bem aproveitados pagando jantar de um milhão pros companheiros de bancada e suas respectivas senhoras. Coisa de direitista sem vergonha na cara de pau.

"Rotular o presidente de machista por elogiar mulheres que cuidam de seus filhos" - coincidentemente, nunca cuidou do próprio filho e paga mil e duzentas babás pra própria mulher passar o tempo se mantendo jovem. Construir creches? Nope. Aumentar a licença maternidade? De jeito nenhum. Horários e ambientes de trabalho especiais pras mães? HAHAHAHAH!! Essas vadias que se virem, quem mandou abrirem as pernas. E se elas não quiserem ter filho, são umas vadias monstras que devem queimar na fogueira. Machismo? Imagine! (Caso você seja burro demais pra entender: isso foi uma grande e grossa ironia).

"Jogar bebês em latas de lixo" - Se o aborto fosse legalizado, não haveria bebês em latas de lixo. Se os homens tivessem qualquer coisa remotamente parecida com caráter o suficiente pra encapar seus paus sujos não haveria bebês em latas de lixo. Mas sabe o que é mais engraçado? Todas as mulheres que já foram pegas, umas três ou quatro, jogando bebê em lata de lixo... nenhuma delas é feminista.

Adoro como direitista joga pedra pra cima.

titia disse...

E esse merece um comentário especial exclusivo:

"Tá na hora do povo se armar".

g1.globo.com/mg/vales-mg/noticia/2015/04/briga-de-transito-termina-no-bairro-são-cirstovao

https://www.terra.com.br/noticias/brasil/policia/briga-de-transito-termina-em-morte-por-esfaqueamento-em-sao-paulo

noticias.r7.com/rio-de-janeiro/argentino-e-morto-em-briga-de-bar-no-rio

180graus.com/ronda-180/briga-de-bar-termina-com-homem-morto-a-pedradas-no-piaui

https://oglobo.globo.com/rio/briga-de-bar-acaba-em-morte-em-copacabana

g1.globo.com/educacao/noticia/morte-de-menina-apos-briga-em-sala-expoe-rotina-de- violencia-e-exclusão-nas-escolas-públicas

g1.globo.com/.../09/corpo-de-menino-morto-apos-briga-na-escola-vai-passar-por-exame-de-DNA

Coritiba x Corinthians: torcedor morre depois de briga entre torcidas em Curitiba - CenárioMT

noticias.r7.com/policia-investiga-morte-de-botafoguense-baleado-em-briga-de-torcidas-no-engenhao

www.ibahia.com/detalhe/noticia/briga-por-heranca-termina-em-morte-entre-irmaos-no-interior-da-bahia

Com certeza tá na hora dos brasileiros se armarem. É óóóóbvio que eles tem muita maturidade, muita consciência, muito autocontrole pra carregar uma arma no lombo sem descarrega-la no primeiro que lhe der um olhar atravessado ou se recusar a beijá-los na balada.

Quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra.

Anônimo disse...

ué titia, mas é justamente vc quem acha isso!

a esquerda que prega a igualdade, mas eu pergunto: que mal tem alguém ser muito rico, se tá todo mundo vivendo bem (embora não seja rico). O importante é a dignidade da pessoa humana valer p todos, mas quando isso foi realidade em qualquer estado de esquerda.

Quanto a somália, se informe melhor, esse é o lema dos grandes direitistas e vcs manipulam a realidade como se liberais dissessem q basta não ter um estado e tá tudo ok: não é assim e, na realidade, ngm nega que um pouco de estado não faz mal a ngm (eu, ao menos, não), apenas precisa ser menor, mais eficiente.

É mta falta de caráter a pessoa afirmar que tem gente que gosta de ver outras pessoas morrendo em fila de hospital só pq não compartilha da mesma ideologia.

Alícia

titia disse...

Alícia, se alguém é muito rico porque trabalhou duro e honestamente, ou herdou e continua fazendo tudo honestamente, eu não ligo a mínima.

Quando foi que a dignidade da pessoa humana teve valor em algum regime ou estado direitista? Nunca vi. Já disse, se você tem teto de vidro (e a direita tem), não jogue pedra nos outros.

Ah, eu não falei da Somália. Queira por favor LER antes de tentar argumentar comigo, ou pare de bancar o mascu colocando na minha boca palavras que eu não disse.

E pelo amor dos céus, cresça antes de querer debater com adultos. 'Mimimi mas a esquerda faz também então os direitistas podem fazer e vocês que não são de direita não podem reclamar' além de um "argumento" extremamente infantilóide, é o clássico da fraqueza de caráter. Depois vocês reclamam que não são levados a sério.