quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

FEMINISTAS NÃO DEFENDEM MISÓGINOS DE NENHUMA RELIGIÃO

Uma anônima deixou um recadinho pros reaças que ficam cobrando posição de feministas. Mais claro que isso, só desenhando:
Pessoal, deixa a titia soletrar pra vocês.
Feministas não defendem misóginos.
Feministas não defendem estupros.
Feministas não defendem que estupradores misóginos fiquem impunes.
Feministas não defendem imunidade criminal porque o misógino estuprador é pobre, psicopata ou veio de algum lugar ou cultura específicas. 
Mas:
Feministas não defendem nazismo.
Feministas não defendem preconceito.
Feministas não defendem racismo.
Feministas não defendem xenofobia.
Feministas não defendem misóginos islâmicos sendo usados como "cortina de fumaça" pros misóginos europeus e americanos (que cada um pague pela sua misoginia igualmente).
Eu não preciso do ambientalismo
porque... não culpo todos os
humanos pelas ações de uns
poucos #NemTodosHumanos
Entendeu? Se os refugiados estão cometendo crimes misóginos então eles tem mais é que ser presos -- junto com os misóginos europeus que estão cometendo os mesmos crimes. Molestou? Cana, não importa se o cara é europeu ou imigrante. Estuprou? Cana. Passou a mão? Cana. Os imigrantes fizeram esse joguinho de estupro? Cana, junto com os estupradores europeus que atacaram a colega bêbada na festa da faculdade. Cometeu crime vai em cana e pronto, não interessa se é imigrante ou europeu. Não é tão difícil assim de entender.

94 comentários:

@vbfri disse...

Amigx,

Tô cagando para o que a Bíblia, o Alcorão, a Fada Azul, a Torah, ou a sua mãe tem a dizer sobre a submissão da mulher ao homem.

Tá querendo convencer um blog feminista que estupro é bacana pq a mulher tem que ser submissa?

Faz um favor, então.

Pega a sua opinião e leva lá pra sua igreja e vai pregar lá pros seus irmãos.

Não estamos comprando religião hoje aqui.

Obrigada. De nada.

Anônimo disse...

Mas eu sinto falta de um textões sobre o islã e de como ele é nocivo para as mulheres, por exemplo tem países que as mulheres não podem sair sem ser na companhia de um homem.

Isso é totalmente contra os direitos humanos e isso ainda é permitido, a única mídia feministas que vejo que fala sobre foi o seu.

islã religião de guerra!

Anônimo disse...

Tem brasileiro com mentalidade de islâmico só não tem tal liberdade pra fazer, mas tem uns que se atrevem.

Anônimo disse...

Esse post não está pronto. Foi publicado porque a Lola deixou programado e ela não teve acesso ao computador pra apagar ainda.

IGNOREM OS TROLLS! ELES SERÃO DELETADOS!

Anônimo disse...

Toda religião é machista fato, aliás o mundo é machista só que os extremismos do islã são por cima dos direitos humanos total desrespeito , aceito pela sociedade.
A Onu deveria intervir nisso, mas provavelmente causaria mais guerras, então enquanto não tiverem retirando os direitos deles tá de boas.

Deh disse...

Bom post, bem explicativo

Anônimo disse...

Como ficou o embate Lola x aquela moça ex-femem? Quem venceu a luta?

@vbfri disse...

Gente, os extremistas de TODAS as religiões (TODAS) são nocivos para as mulheres, para a sociedade, para os direitos humanos.

Não é privilégio do islã, não.

Aliás, quando interpretam de uma forma mais abrangente, mais aberta, o Alcorão se parece muito com a Bíblia e fala de perdão, de respeito, de amor ao próximo.

A questão, por exemplo, do véu (veja bem, estou falando do véu, não da burca) é como tb Maria (a mãe de Jesus) é representada no catolicismo. Por uma questão cultural, o véu virou um adorno religioso (como crucifixo, como a estrela de Davi), mas não só religioso. Muitas mulheres, feministas, ativistas, no oriente médio não deixam de usar um véu. Assim como tem feminista que casa na igreja.

Está havendo uma demonização muito grande do islã, mas é por causa de extremistas. Estão fazendo estrago? SIIIIIIM. Mas não podemos (NA MINHA OPINIÃO) demonizar um grupo inteiro por causa de uns bostas desses.

E, extremistas por extremistas, nós temos já nossa leva, né?

Sabemos bem onde eles estão.

Por isso, não estou comprando nenhuma religião.

Mas dizer que o islã é "pior" do que o cristianismo, judaísmo, etc... vai uma distância.

Anônimo disse...

Fministas não defendem misogino de nenhuma religião mais insistem a dire que o catolicismo é igual, apagando assim uma boa parte do machismo islâmico.
vbfri, o catolicismo é péssimo? Eh! O catolicisimo é machista? Horrivemente!

Mas o catolicismo perdeu muito do seu poder. Os catolicos quando vão para países não catolicos não ficam enchendo o saco de mulher que não reza o terço. Hoje em dia os catolicos não acham que o tema central deles é a subimissão da mulher.

Falar que o catolicismo é igual ao islmaismo é tapar o sol com a peneira. Veja: não sou catolica, mas moro na França e vejo a a desgraça que o islamismo é para as mulheres.. nada que se compare ao catolicismo ATUALEMENTE.

Yara

Anônimo disse...

Vocês não entenderam zorra nenhuma do que esta acontecendo na Europa, os estupros estão sendo organizados e cometidos por homens islâmicos em massa, a ponto de algumas estações de metrô de Estocolmo onde eles se concentram em grande numero para fazer nada o dia todo, estarem sendo evitadas por mulheres que preferem andar muito do que descer la. A policia local não tem preparo para lidar com este tipo de violência ate por uma questão histórica de baixos niveis de violência há décadas, de uma hora para outra os níveis principalmente de violência contra mulheres explodiu com a imigração de milhares de imigrantes ilasmicos.

E e algo estratégico organizado não aleatório, relatos dizem que quando eles atacam em bandos mulheres gritam palavras com "suja, imoral" e como uma demarcação de território, como se dissessem "estamos aqui agora, se conforme e se adequem ao islã mulheres"
E quem conhece como funciona algo compacto como e o islã sabe que eles não vão se adequar as regras locais, a religião diz que a lei de Maomé e maior que qualquer regionalidade, tanto que na Inglaterra há ate tribunais paralelos islâmicos em bairros de imigrantes e mulheres usando burca com medo de desrespeita-los e serem retaliadas.

Anônimo disse...

http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2016/02/22/roupa-da-fisioterapeuta-fez-lateral-islamico-deixar-vice-lider-do-frances/

Lateral direito com passagem pelas seleções de base da França, Yarouba Cissako, 21, poderia vestir a camisa de Liverpool, Everton, Newcastle ou Galatasaray.

Mas quando decidiu deixar o Monaco, atual vice-líder do Francês, na janela de transferências de janeiro, o descendente de malineses rejeitou qualquer convite para continuar jogando em grandes centros e se mudou para o Qatar.

Cissako não foi ao Golfo Pérsico movido por uma proposta milionária ou pela possibilidade de naturalização para disputar a Copa do Mundo-2022 pela seleção da casa.

Profundamente religioso, ele simplesmente não aguentava mais viver e trabalhar em um país que não vivesse de acordo com as regras do Islamismo.
A gota d’água para a decisão do lateral aconteceu no ano passado, logo depois que ele retornou do empréstimo ao Zulte-Wegerem, da Bélgica.

O jogador se irritou quando viu que a fisioterapeuta do clube Sophia Nigi costumava trabalhar vestindo camiseta e bermuda, trajes que, segundo ele, são inadequados para uma mulher.

A partir de então, Cissako passou a se recusar a ser tratado pela fisioterapeuta e anunciou à diretoria monegasca q

24 de fevereiro de 2016 13:31

Jonas Klein disse...

Olá Lola

Quando se fala em violência contras as mulheres, mas especialmente em estupro, o mas para mim e algo complicado de lidar, se o caso dos emigrantes e seus descendentes na Europa, qualquer pessoa com minimo de senso de realidade sabe que par as mulheres conviverem com muçulmanos e um risco a segurança das mulheres, se forem mulheres ocidentais mais ainda, mulher ocidental para muçulmanos vale menos do que qualquer coisa que você possa imaginar.

Se quiserem me chama de islamofobico fiquem a vontade, prefiro que chamem disto do que de irresponsavelmente, alienado ou complacente com violência contra as mulheres.

Anônimo disse...

Falou a phd em teologia que já estudou sobre todas (TODAS) as religiões.

Só esqueceu de mencionar o fato que existem muito mais extremistas muçulmanos do extremistas de outras religiões. Ah e a mera coincidência do aumento do número de estupros junto ao aumento do número de imigrantes muçulmanos na Europa.
Mas isso não tem nada a ver né, afinal existem extremistas em todas as religiões...

Anônimo disse...

"Aliás, quando interpretam de uma forma mais abrangente, mais aberta, o Alcorão se parece muito com a Bíblia e fala de perdão, de respeito, de amor ao próximo"

Parece-me que você deve ter lido alguma orelha do Corão, eu li varias suratas, e o proprio Maomé diz
"Se encontrar em seu caminho incrédulos e infiéis que rejeitem a conversão, golpei-os no pescoço"
Que v~e videos do estado islâmico decapitando ate crianças cristãs na Síria e Iraque sabe bem o que isto quer dizer.

O cristianismo se baseia nos ensinamentos de Jesus cristo, que dizia "Ame o seu inimigo" E "Quando lhe agredirem de a outra face" e nunca pregou abertamente o extermínio de "infieis" como fez Maomé

A parte que vc citou de perdão e amor ao próximo era correspondente aos muçulmanos, não para os infiéis.

Anônimo disse...

Eu estava andando em Londres com um macacão ate o pé, mas com decote quando um muçulmano me pegou pelo braço e mandou eu ir me vestir adequadamente.

Quantos catolicos fazem isso com mulheres na rua? Ainda mais em Londres? Me poupem.

Religião é tudo igual? até parece.

Anônimo disse...

Aborto é crime e vocês defendem criminosas, quem é contra isso q é psicopata
Defendem criminosos menores de idade, são santos q n sabem o q fazem mesmo matando, roubando, estuprando, e quem quer justiça de verdade, ñ os 3 aninhos q eles pegam são pessoas horríveis e vingativos.

Volta e meia vocês vem com post negando todas as merdas q fazem na maior cara de pau mesmo tendo vários post e comentários provando o contrário.

Jonas Klein disse...

Anon 13:30

"Vocês não entenderam zorra nenhuma do que esta acontecendo na Europa, os estupros estão sendo organizados e cometidos por homens islâmicos em massa,"

Como e legislação sobre armas ai? e liberal? se não for esta deve ser mudada, a verdade e uma so mulheres armadas são respeitadas, o que quero dizer com isso que esta na hora das mulheres ai na Europa começarem pegar em armas e impor respeito ao espaço delas, nem que seja a custa de derramamento de sangue.

E lamentável mas e assim que vai ter que ser, pois dizer a um muçulmano, aquela celebre frase:

EU NÃO MEREÇO SER ESTUPRADA, isso ja esta comprovado pela historia que não adianta nada.

Anônimo disse...

Todo mundo sabe que o islã é o que a igreja caótica era antes, hoje até que o papa tá mais liberal. E também que essa onda de estupra não é teoria da conspiração.

Anônimo disse...

Se Deus existe ele é um sádico, que deixa o mundo se acabar dessa maneira talvez pior que o demônio pois parece que o criador não ama a sua criatura, está só vendo uma espécie de jogos vorazes da vida real onde salve-se quem puder.

Anônimo disse...

Em ciências demográficas e antropológicas se tem por base de estudo que para que uma cultura seja mantida por mais de 25 anos e necessária uma taxa de fertilidade de 2.11 crianças por família, qualquer numero menor que este por longos períodos a cultura entrará em colapso, nenhuma cultura sobreviveu historicamente a uma taxa demográfica inferior a 1.9 filhos por família, uma taxa de 1.3 e considerada cientificamente em antropologia impossível de reverter. se dois casais tem um filho só cada, em uma geração a frente existiram nesta sociedade a metade de filhos que haviam de pais.E se estes dois filhos deste casal tivessem apenas 1 filho? Em mais uma geração haveriam 1/4 de filhos/netos que haviam de pais e avôs.
Se nascerem nesta geração 1 milhão de pessoas, dificilmente vão haver 2 milhões de pessoas em idade produtiva em 2030>
Enquanto a população encolhe, a mesma coisa acontece com a cultura.

Vejam a taxa de fertilidade dos países europeus ate ano passado.
França 1.8
Inglaterra 1.6
Grécia 1.3
Alemanha 1.3
Itália 1.2
Espanha 1.1.

Na união europeia inteira senhoras, se juntarmos 31 países e tirarmos uma media, a taxa de fertilidade não passa de 1.38 filhos por casal.

Em popucas décadas (Duas segundo estimativa de alguns mais pessimistas, ou realistas) a Europa deixara de existir culturalmente como a conhecemos>
Mas ao mesmo tempo a taxa demográfica de Europa não está declinando, porque será?

A respota e IMIGRAÇÃO ISLÂMICA.

De todo crescimento da população jovem economicamente ativa europeia deste 1995 mais de 80% se deve a imigração islâmica, enquanto os nativos em suas taxas de fertilidade estão em claro declínio os islâmicos de segunda geração tem taxa de fertilidade gigantes.

Na França por exemplo a taxa de fertilidade por família e de 1.8 mas nas famílias islâmicas 8.2. No sul da França tradicionalmente conhecida por ser uma área de grande concentração histórica de igrejas, agora já há mais mesquitas que igrejas, hoje na frança já 30% dos que tem ate 25 anos são islâmicos, nos granades centro franceses como Nice, Marselha e Paris este numero sobe a 45 %, em 2030 estima-se que um em cada cinco franceses será muçulmanos, em 2050 estima-se que a França será uma republica majoritariamente islâmica.
Nos ultimos 30 anos a população islâmica de Inglaterra cresceu de 82 mil para mais e 2,5 milhões. Eles se reproduzem como coelhos.
na Bélgica e Holanda nos últimos 5 anos quase 505 dos recém nascido e de famílias islâmicos, em 15 anos metade da população economicamente ativa neste países será muçulmana. A União Europeia já declarou que 1/3 dos nascidos na Europa ate 2025 será de muçulmanos>

O governo alemão foi o primeiro a declarar isto publicamente.

"A queda da população alemã não pode mais ser detida, sua espiral decrescente e baixa natalidade e irreversível, este será um estado islâmico em 2050"

As mulheres europeias que se preparem para Shariah, e não achem que podem combater algo tão compacto como o Islã com revoluções, desconstrutivismo e secularismo literário, se acreditam nisto sugiro que leiam sobre a revolução islâmica xiita no Irã, e descubram o que aconteceu com os esquerdistas e progressistas que apoiaram a revolução logo após, todos enforcados a mando do Aiatolá por não aceitarem a conversão.

Paulo Tarso.

Anônimo disse...

Desde que reaça tome no rabo foda-se, tomara que os islâmicos destruam a Europa mesmo.

Anônimo disse...

@vbfri você pelo menos tentaria entender a mente e a motivação de alguém que bota um colete cheio de explosivos e se detona em um local povoado ate com crianças? Acha realmente que dá tentar equiparar este tipo de coisa com qualquer outro grupo politico ou religiosos ocidental?

Anônimo disse...

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/02/1742722-foi-uma-vida-dura-diz-adolescente-sueca-resgatada-do-ei-no-iraque.shtml

Jonas Klein disse...

Paulo Tarso

"De todo crescimento da população jovem economicamente ativa europeia deste 1995 mais de 80% se deve a imigração islâmica, enquanto os nativos em suas taxas de fertilidade estão em claro declínio os islâmicos de segunda geração tem taxa de fertilidade gigantes."

Pois é aqui vem o que já disse, e vou repetir, o que precisa ser feito na Europa e um controle de natalidade focado nos islâmicos, se não acontecer o que você diz ai, e você pode dizer mais os muçulmanos não vão aceitar isso de boa, então que peguem e se retirem da Europa, ou seja região do mundo que for, se não querem aceitar lei local.

Ainda teria uma saída que largarem o islamismo, mas isso eu sei que difícil no meio islâmico.

Ainda tempo para reverter a islamização na Europa, desde que se aja rápido e com rigor máximo.

Anônimo disse...

Ela foi resgatada mas fugiu de novo e agora está desaparecida.

Anônimo disse...

Essa religião é a prova que o machismo existe. E quem vai se lascar são as mulheres mais uma vez, já que não podem falar do islã, serão torturadas até a morte.

Anônimo disse...

vcs viram a tag rolanorabodas feministas no twitter choquei.
e agente tentando falar de estupros na europa enquanto o Brasil tá assim.

Anônimo disse...

Ela esta sendo ameaçada de morte por muçulmanos na Suécia, possivelmente esta escondida para não morrer, uma vez convertido não e permitido ao islâmico abandonar a religião, a pena e a morte onde quer que ele esteja.

Anônimo disse...

Essa tag é a prova que o Brasil não vai evoluir, estava vendo casos de mulheres estupradas em campus na universidade americanas, a maioria afirmou que ao denúnciar debocharam delas, pq fariam diferente agora.
Isso não vai mudar na minha opinião assim como essa tag esses casos, isso só me decepciona.

Anônimo disse...

14:54
como vc sabe?

Anônimo disse...

Essa tag nojenta só mostra que o nível mental do Brasil é de uma criança.

Anônimo disse...

Puto é teu pai que te criou pra ser vagabundo.

titia disse...

Ok, vamos lá soletrar pra vê se entendem.

PESSOAS estão sofrendo e morrendo em guerras nas áreas de conflito de onde fogem. Pessoas, lembrem-se disso. Guerras patrocinadas por países europeus que, unicamente por interesse econômico, forneceram armas e material para grupos divergentes e violentos começarem guerras e conflitos, sem se importar com os civis desses países que não tem nada a ver com essa porra toda e iam ser assassinados, torturados e estuprados por esses extremistas porque assim a Europa ia ganhar muita grana. Entenderam até aqui?

Esses civis, que não tem nada a ver com essa merda, estão fugindo dos seus países pra salvar sua vida e tentar viver com um pouco de paz. Lembrem-se, pessoas, os imigrantes estão fugindo de países dilacerados por guerras patrocinadas pelos europeus, que fizeram tal retumbante merda pra ganhar muita grana. Os civis pagaram o pato pela ambição de uns europeus gananciosos que estão cagando pras vidas e integridades de mulheres e crianças inocentes.

Aí eles chegam na Europa. Não são integrados nas escolas, no trabalho, nos grupos, na cultura local; eles são mantidos alijados da sociedade europeia e tratados como cidadãos de segunda classe, sem acesso a outro círculo que não o de outros imigrantes. Todos nós sabemos que pra uma pessoa se adaptar ou assimilar uma cultura diferente ela tem que estar IMERSA naquela sociedade. Não adianta alijar os imigrantes e depois querer que eles se comportem como europeus nativos. Ou eles são incluídos na cultura europeia pra que a assimilem aos poucos, e as novas gerações sejam cada vez mais adaptadas, ou eles são alijados (como está acontecendo agora) e se voltam pra pessoas que os aceitem; que compartilham a mesma cultura e não raro alimentam o separatismo e o extremismo.

Entenderam, pessoal? Claro que os agressores e criminosos devem ser presos e punidos. Mas se os imigrantes não forem aceitos e INTEGRADOS à sociedade e cultura europeias, eles nunca assimilarão a cultura dos países em que estão e não mudarão a conduta. O problema não é que eles sejam islâmicos, pois tem muitos islâmicos por aí que não aprovam essa estupidez e ignorância; o problema, pra variar, é a porra do preconceito e essa babaquice de "nós somos melhores que vocês" que impede a integração dos imigrantes e a adaptação deles pra uma cultura menos misógina.

Mas claro, é muito mais fácil jogar todos no balaio de "selvagens ignorantes" e não fazer porra nenhuma pra integrar essas pessoas à sociedade fingindo que uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Anônimo disse...

Se você não respeita uma mulher bêbado ou sóbria isso só diz sobre você não sobre elas, tentar inverter a culpa só demonstra a tua canalhice. Homem sem caráter não vale o que caga.

Anônimo disse...

Bonitão (atchimmentiraatchim) e quando aquele grandalhão da universidade comer o teu rabo, filmar e postar na internet pra todo mundo ver? Espero que você nem pense em ir na polícia, você que foi um piranho, deu mole e deixou passaram a giromba em você porque na verdade você queria liberar o rabicó.

Anônimo disse...

Claro você acha mesmo que eles vão passar por cima de Alá, e deixar de fazer o que fazem só pra se adaptar. Tinha que ser igual na Rússia se brincar vai levar ferro aí ficam pianinho, não gosto desse país homofóbico mas tenho que admitir que esses países igualitários são muito bonzinhos com machistas, tá na hora de ser feminazi mesmo e espirrar essa escória pra fora.

Anônimo disse...

"Esses civis, que não tem nada a ver com essa merda, estão fugindo dos seus países pra salvar sua vida e tentar viver com um pouco de paz"

Porque não vão então para o Quatar, Arabia Saudita, Irã, Emirados Arabes Unidos, Jordania etc? São países árabes ricos e de boa qualidade de vida e com cultura similar a deles.

Anônimo disse...

Titia, não é por todo mundo no mesmo balaio. O ponto é falar que "religião é tudo igual". Não é.

O islammismo é muito mais nefasto que o catolicismo. Mas claro que existem os bons e maus fieis.

Anônimo disse...

"O problema não é que eles sejam islâmicos, pois tem muitos islâmicos por aí que não aprovam essa estupidez e ignorância"

Titia você realmente não entende o Islã, cadê estes moderados que não condenam os radicais? Eu não vejo eles abrirem a boca quando há atentados. Tá saindo caro pra Europa ser em grande parte uma cultura secular liberal, laicista, multiculturalista e desarmamentista. Pros muçulmanos extremistas infiltrados, isso é como estar em um parque de diversões. Não dá pra resistir a algo tão compacto e organizado como o Islã. Vai rolar atentado até dizer chega, e foi avisado que isso aconteceria.

Fui “informado’ que os radicais entre os muçulmanos são minoria, cerca de 15% de seus seguidores, “noooofa que alivio” eles são cerca de um bilhão e trezentos milhões no mundo, isto da cerca de duzentos milhões de pessoas querendo matar cristão ocidentais no mundo, estamos seguros então 😛

E pergunta: Cadê estes outros da cham,ada maioria que não condenam nem combatem estes extremistas entre eles?
Eu Só vejo esta iniciativa entre os militares deles como os milicos egípcios que botaram o lixo da irmandade muçulmana pra correr no Egito, Irmandade Muçulmana que era taxada de ‘moderada” por imbecis secularistas ocidentais, e que alguns de seus membros estupraram e espancaram uma mulher em praça publica no Cairo ao descobrir que ela era cristã.

você e que vê somente o superficial, olha uma equação de segundo grau e acredita estar vendo uma conta simples de dois mais dois e quatro.
Acredita mesmo que religião e menos importante que geo politica para alguém que amarra bombas no próprio corpo e se suicida em um atentado? Simplória sua analise.

Anônimo disse...

A esquerda tem,inquestionavelmente, afinidades ideológicas com o terrorismo islãmico.
Só que, dado à rejeição pública à barbárie, os esquerdistas não podem, evidentemente, assumir publicamente suas simpatias. Daí que os pastores da seita marxista, os ditos ” sociólogos”, “cientistas” políticos e que tais oriundos das verdadeiras igrejas da religião marxista- as faculdades de ciências humanas-, tentam jogar a culpa do terrorismo nas vítimas.Tal como o machista/estuprador que joga a culpa pelo estupro na vítima, esses “analistas” que infestam os programas de TVs forçam a barra para de algum modo por a culpa no Ocidente e no capitalismo.
Não que as potências não tenham alguma responsabilidade nisso, mas as verdadeiras causas do fascismo islãmico estão lá no atraso medieval de suas sociedades e, principalmente, no radicalismo de sua religião, que prega explicitamente o extermínio de todos os que não comungam do seu credo religioso.

Anônimo disse...

E aqui uma pequena mostra de como estes indivíduos são motivados unicamente por GeoPolitica e são poucos bárbaros, breve em um aeroporto perto de você:

?oh=dec45faecde991d4a25e142565e8e6e8&oe=56AD1100&__gda__=1458381930_56400ec0a588dab03e9a810005c729dd

Jovem Feminista disse...

Amigas POR FAVOR não deem trela para trolls, logo a Lola vem apaga o comentários deles

Anônimo disse...

O estado islamico tem membros de todas as partes do mundo, mas existe algo em comum entre todos eles, assim como todos os membros da Jihad islamica, do Hamas, da Al Quaeda, do Boko Haran, TODOS SÃO MUÇULMANOS.

Anônimo disse...

Algum advogado poderia me esclarecer se na lei brasileira transar com alguém extremamente bêbado p consentir é estupro de vulnerável? Sei que tem países onde existe, mas não tenho certeza se é o caso do brasil.
E de um jeito ou de outro, eu quero é que esses bichos q ficam c meninas bêbadas se lasquem mesmo. Afinal mesmo qdo existe o estupro, ninguém acredita. Então q todos sejam enquadrados.
Falam da pessoa fora do normal se "oferecendo" e eles como seres irracionais, não resistem. Depois se acham melhores que as mulheres qdo admitem que nada mais são do que bestas selvagens que não sabem agir civilizadamente em sociedade.
O mundo precisa ser dominado pelas mulheres imediatamente, pois precisa ser comandado por quem sabe usar o intelecto sempre, não qdo apenas é conveniente.

donadio disse...

"o catolicismo perdeu muito do seu poder"

Não. Esse poder lhe foi tirado. Pela Revolução Francesa. E essa perda se fundamenta na laicização da sociedade.

Uma guerra santa contra o Islã não vai tirar poder do Islã. Ou será inútil, ou rejuvenescerá o poder do catolicismo (ou mais provavelmente, do protestantismo). Então, não é do nosso interesse.

Jovem Feminista disse...

Anonima 13:43

" mas com decote quando um muçulmano me pegou pelo braço e mandou eu ir me vestir adequadamente."

Pena que não foi comigo, se fosse este traste ia toma um murro, que ele ia ficar se lamentar o resto da vida por mexer comigo.



Paulo

" As mulheres europeias que se preparem para Shariah, e não achem que podem combater algo tão compacto como o Islã com revoluções,"

Mas que revolução? n esquece que em qq pais Europeu ainda de 90% para cima não são islamitas, e uma maioria esmagadora assim só e vencida se deixar, e ao que parece não vai deixar, veja o crescimento brutal dos grupos de direita (anti-islã) na Europa, e tire suas próprias conclusões.

Anônimo disse...

A Sua postura clara anti cristã e conhecida por aqui ao que parece Donadio, mas fazer alusão a um movimento genocida?

estou falando da revolução francesa, que em dois anos matou quanse 10 vezes mais que em 80 de inquisição na loucura das guilhotinas, 5.000 pessoas mortas

Alain de Besançon mostrou que a Revolução Francesa praticou contra os católicos da Vendée região que se rebelou contra as leis criminosas da Revolução Francesa -- o primeiro grande genocídio da História. Na Vendée foram mortos, pelas chamadas "Colunas infernais" da Revolução, calcula-se por baixo, cerca de 400.000 católicos, por defenderem o direito de irem à Missa. Os católicos foram cozidos em fornos, massacrados homens mulheres e crianças. Fizeram calças de pele humana que deputados revolucionários usaram. Cozeram mulheres para aproveitar a sua gordura. Hitler aprendeu muitos de seus crimes da Revolução Francesa. Em toda a França a Revolução perseguiu a Igreja, e matou, alguns autores dizem, cerca de 1.000.000 de pessoas.

Em nome da Liberdade se fez a Lei dos Suspeitos que permitia prender uma pessoa, não porque ela fosse contra a Revolução, mas apenas por ser suspeita de ser contra ela. A pessoa denunciada por duas outras como suspeita de ser contra a Revolução, era presa, dispensava-se o inquérito policial e a apresentação de provas, era proibido advogado de defesa. Lia-se a acusação de suspeita, e a sentença era uma só: morte, com execução em 24 horas.

Desse modo, durante o Terror robespierrista foram assassinadas milhares de pessoas.

Paulo Tarso

titia disse...

15:33 os pais de Malala? Os pais das meninas muçulmanas que estão em escolas? Os homens e mulheres que protestaram quando autoridades religiosas tentaram legalizar o casamento de meninas de nove anos? Os que vivem na Europa e desaprovam o que esses criminosos estão fazendo? Os que vivem aqui no Brasil e nunca cometeram um atentado, que não faltaram com o respeito às brasileiras de short e camiseta?

Pra todo mundo aqui, se todos os muçulmanos fossem terroristas assassinos não existiria nenhum vivo hoje em dia. Em muitos países islâmicos já tem pessoas lutando pelo fim do extremismo e do machismo, feministas inclusive. Recomendo quantas vezes precisar a graphic novel O Mundo de Aisha, que mostra exatamente como as pessoas estão tentando mudar. Mas sabe como é né, protestos e lutas em que ninguém sai dando tiros e explodindo inocentes na rua não são notícia. Que fique claro que eu não estou defendendo bandido. Se estuprou, o sujeito tem mais é que ser preso e se preciso deportado. Mas os imigrantes poderiam sim assimilar uma cultura menos misógina se fossem incluídos na sociedade. Nos locais em que a integração deu certo o que mais tem são jovens homens e mulheres de origem islâmica querendo romper com as tradições misóginas dos pais e avós.

Anônimo disse...

Sim Titia eles ficam pianinhos sempre que não tem masa critica para iniciar uma Jihad, como e o caso aqui do Brasil, mas vejo por exemplo o caso deste Imã brasileiro ensinando a bater em mulheres por conta de desobediência e revolta das mulheres, e ensina ate a não deixar marcas.
https://www.youtube.com/watch?v=jjQwP6VLLDo

Anônimo disse...

Como a polícia não sabe como agir? Não sabem ou não querem?
Não sabem agir pq a violência ajrs era baixa ou pq nunca se importaram?

Não se importavam pq enquanto eram eles estuprando e assediando estava tudo bem. Mas agora são imigrantes 'mexendo com as mulheres deles', aí não pode?

Se os ataques se concentram num local conhecido, porque não tem policiamento constante lá? Não sabe como agir, é 'simples' vigiar e prender.

Coloque toque de recolher para os imigrantes. Proíbam eles de circular por determinadas áreas. Se for pra cercear a liberdade de alguém, que seja a deles, não a das mulheres.

Mas tb não se pode fechar os olhos para as milhares de pessoas (quantas mulheres e crianças?) que estão fugindo dos horrores do EI. Deixar que morram de frio, fome, afogados ou a deriva no mar.


Anônimo disse...

Titia pergunta sincera, se os casos ocorridos fossem perpetrados por radicais cristãos, você defenderia o cristianismo assim como esta fazendo com o Islã?

Anônimo disse...

16:13 em varia cidades europeias os policiais de ronda não usam armas de fogo mas sim cassetete ou teisers, somente as forças táticas usam armas de calibres, o que mais vejo aqui em Frankfurt são policiais desarmados nas esquinas. Recentemente me mandara um video de uma mulher sendo agredida por um imigrante, ela levou socos porque respondeu a um deles que mexeu com ela ()ela estava com duas crianças) e notei que subindo a escada rolante vinha um policial destes desarmados, eu vi nitidamente no vídeo que quando o homem imigrante descia as escadas depois de agredir a mulher este policial se encolheu todo na parede quando ele passou, com medo mesmo.

Anônimo disse...

O policial, além de covarde, foi negligente com a profissão.

Se o policial não está apto a reagir e proteger a população, deveria mudar de profissão. Não é só com armas que se pode reagir e conter uma pessoa.

Jovem Feminista disse...

Anonima das 16:20

"em varia cidades europeias os policiais de ronda não usam armas de fogo mas sim cassetete ou teisers,"

eu sei que isso acontece por la, mas acho um absurdo um policial anda sem arma de fogo em qq circunstancia que seja, e mesmo desarmado este policial foi covarde descumpriu a sua obrigação que era agir em defesa da vitima.

De qq modo acho que ja esta comprovado que mulher conta com proteção estatal ou de homem, não da msm, o jeito e se defender como der asi mesma.

Antes que eu esqueça este policial tem que ser denunciado, pois e um inútil como policial.

Jovem Feminista disse...

Só para acrescentar, muçulmano sabendo briga qq mulher vence um fácil, pois eles só sabem da tiro (se tiver com arma) e porrada.

Anônimo disse...

Aqui tem o tal video e o segundo caso, nota-se nitidamente o policial subindo amendrotado pelo canto depois da agressão a mulher.
https://www.facebook.com/231377160265438/videos/934229853313495/

Aviso, contem vários videos de mulheres endo agredidas nas ruas por imigrantes e descendentes islâmicos, revoltante quem tiver estomago fraco n~çao

Anônimo disse...

Teve um que cuspiu e ela nem fez nada, ele saiu dando risada. É assim que se comportam, depois perguntam aqui pq algumas falam de separar homem de mulher... ou machista de feminista, eu duvido uma mulher ser feliz num mundo assim só ilusão.

Anônimo disse...

Mesmo que tivesse muita mulher misandrica elas não iam fazer o que eles fazem.

Anônimo disse...

Trazer a figura masculina pra ser Deus em todas as religiões é muito estranho no mínimo...

Anônimo disse...

Informação para alienados;

1- Os únicos países em guerra são Iraq e Síria

2-90% dos imigrantes não vem de nenhum desses dois países

3- Existem vários outros países, inclusive islâmicos, que não estão em guerra e são muito mais perto da síria e Iraq que não aceitam os refugiados e ningjém acha ruim. Ex. Emirados arabes, A. Saudita, Qatar..

4- Quem criou a guerra foi os Eua e não a Europa

Anônimo disse...

"Esses civis, que não tem nada a ver com essa merda, estão fugindo dos seus países pra salvar sua vida e tentar viver com um pouco de paz"

"Porque não vão então para o Quatar, Arabia Saudita, Irã, Emirados Arabes Unidos, Jordania etc? São países árabes ricos e de boa qualidade de vida e com cultura similar a deles.

"

Tb me pergunto isso. E qdo passam imagens de campos de refugiados, só vemos homens jovens. Pq esses homens não estão lá na terra deles lutando pra se libertarem do EL? Estranho

Anônimo disse...



NAO RESPONDÃO PARA TROLL, TROLL NAO QUER DIALOGO SÓ QUEREM E ATRAPALHAR O NOSSA TROCA DE IDEIAS AQUI.

titia disse...

16:14 não eu não defendo religião nenhuma, acho todas elas um atraso de vida, por mim todas as religiões podem evaporar da face da Terra que eu nem pisco. Eu me preocupo é com as pessoas que não tem nem querem ter nada a ver com as guerras e ditaduras religiosas, que fogem disso atrás de paz pra viver e são prejudicadas primeiro pelos bandidos que vieram junto, depois pela xenofobia de gente que joga todos no mesmo saco. Existem entre os imigrantes pessoas dispostas a aprender, a respeitar a cultura diferente, a se adaptar se tivessem a chance, e rechaçar essas pessoas isolando-as do resto da sociedade só faz com que elas se inclinem pro lado dos criminosos - que são quem os aceita.

Já disse, não quero privilegiar bandido. Muçulmano, cristão, espírita, judeu, cultista de Chutlu, pastafari, europeu, árabe, africano, brasileiro, alemão, chinês, não interessa: estuprou, molestou, agrediu, é pra ir preso sem mas nem meio mas. O QUE EU MAIS QUERO É QUE TODOS ESSES AGRESSORES DE MULHER COMAM UMA CANA BRAVA e só saiam da cadeia quando nem se lembrem mais pra que serve o pênis além de urinar. Mas barrar todos os imigrantes deixaria no meio da guerra mulheres, crianças e jovens que só querem viver em paz e poderiam se adaptar se não fossem segregados. É essa a minha preocupação.

Anônimo disse...

"Mas barrar todos os imigrantes deixaria no meio da guerra mulheres, crianças e jovens que só querem viver em paz e poderiam se adaptar se não fossem segregados. É essa a minha preocupação."

Deveriam aceitar somente mulheres e crianças. Problema resolvido.

Tds os homens mulçumanos são misóginos e a religião deles incentiva isso. Não adianta ficarmos dizendo q alguns são diferentes e tapar o sol com a peneira. É uma outra cultura e uma outra realidade q não conseguimos ter a percepção pois encaramos religião de forma diferente. Islã não é só uma religião. Ele envolve política e dominação e o q está acontecendo na Europa não é só uma crise de refugiados tentando encontrar um lar, é umaforma de invasão e imposição de valores.


titia disse...

18:06 poderia ser. Imagino também que deportação imediata de quem cometer esse tipo de crime seria uma outra opção. Na verdade, anon, não creio que a situação esteja tensa desse jeito e ninguém faz nada por medo de ser declarado xenófobo, mas porque quem está sofrendo com essa onda de misoginia são as mulheres. Os governos sempre negligenciam o sofrimento feminino e se alguma situação só afeta mulheres as autoridades nacionais e internacionais não se importam. Prova é a mutilação genital em alguns países, como só afeta mulheres as campanhas, punições contra, pressões e sanções internacionais são fracas com a desculpa de que "é cultural". Mas se de repente começassem a castrar homens pode ter certeza de que todos correriam pra declarar uma barbaridade, uma abominação, prender quem fizer e lançar mil campanhas fortíssimas contra. No fim é o machismo entranhado em todo lugar.

Anônimo disse...

Titia

" Eu me preocupo é com as pessoas que não tem nem querem ter nada a ver com as guerras e ditaduras religiosas, que fogem disso atrás de paz pra viver e são prejudicadas primeiro pelos bandidos que vieram junto,"

Responde ai porque este imigrantes não vão em peso para os EUA? e pq e mais difícil, mais longe, parte porque os americanos não tao mais dando chance pro azar, e pq tb os imigrantes que querem aprontar, la se dão mal, pois a policia americana não boazinha não, também tem muita gente andando armada na rua, se aprontarem tomam bala mesmo.


17:38

" Deveriam aceitar somente mulheres e crianças. Problema resolvido."

Nao e tao simples assim, vão trazer só as mulheres e as meninas? se trouxerem meninos também quando forem adultos, se tornam homens muçulmanos também ai já sabe né.

Alem disso mulher muçulmana também não tao flor que se cheire assim.

Anônimo disse...

Mulher mulçumana só tem seu papel a submissão, já os meninos crianças esses sim são um problema se começarem a seguir a risca o islã, deviam só aceitar ateus e agnósticos.

Anônimo disse...

Lola viu essa?
http://wp.clicrbs.com.br/abece/2016/02/24/alunas-de-colegio-particular-da-capital-fazem-abaixo-assinado-para-poder-usar-short/?topo=52,1,1,,171,e171

abraços

Anônimo disse...

Desde quando tem mulher usando burca na Inglaterra? Burca só é usada no Afeganistão e fronteira, que tal nos informar antes de espalhar mentiras?

Dollynho disse...

Na verdade esses refugiados e imigrantes do Oriente Médio deveriam ir é para os EUA! A culpa do que está acontecendo na Síria e em outros países daquela região é culpa deles! Eles que recebam esse pessoal!

Dollynho disse...

Quem foi que te falou que eles aceitam ser integrados?

Anônimo disse...

Estão usando burca sim na Inglaterra, veja por VC mesma
http://pt.aleteia.org/2014/08/27/video-marcha-islamica-em-cidade-inglesa-choca-mulher-que-cresceu-no-local/

Anônimo disse...

Se fosse um policial da SS esse cabeça de pano ia ver o que é bom pra tosse!

Anônimo disse...

Já vi inúmeras mulheres usando o niqab, aquele que tem um fenda minúscula para para os olhos. Algumas usam uma variante que até essa fenda é coberta por um véu fino. Elas também usam luvas. Nem as mãos podem aparecer...

então... não é tão mentira assim...

Mas sei lá, pode ter sido um delírio ou uma alucinação. A minha mente já deve ter sido 100% colonizada e não passo de um fantoche sem opinião própria na mão do sistema e minha opinião e experiências não devem ser levadas em consideração...

Jane Doe

Amanda disse...

Estava lendo os comentários e já vi que empoderamento não só para as mulheres brasileiras que esta faltando.

Sugiro que leiam este texto

http://www.geledes.org.br/e-hora-de-as-mulheres-ocuparem-os-espacos-e-ganhar-protagonismo-de-vez/


A verdade e que lagrimas e reclamações por si só não mudam nada, mas união e ação isso e poder, e quem tem poder faz as coisas acontecem. Seja ruim ou não e assim que mundo funciona.

donadio disse...

A fúria xenófoba outra vez no blog da Lola.

Ignorância, medo, preconceito, incapacidade de ver os nossos próprios problemas, complexo de vira-lata, reacionarismo, vontade de bajular o cristianismo, burrice pura e simples, a gente vê por aqui.

Haja paciência...

Anônimo disse...

Ué,quer dizer que os europeus também estão reunindo mais de 1000 homens para abusar de mulheres na rua?

Dollynho disse...

Os muçulmanos não querem e não aceitam serem integrados à cultura local de nenhum país. O que eles querem é IMPOR aos locais a sua cultura e religião! E não adianta vir dizer que em outras religiões também tem radicais. Seria comparar ladrão de galinha com político corrupto...

Anônimo disse...

O vídeo abaixo mostra dezenas de crianças e mulheres dentro de um ônibus que irá transferi-los do campo norte de Aleppo para a área de Afrin e da cidade de Afrin na zona rural do noroeste de Aleppo
Este é um vídeo feito pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos há 2 semanas. O que você vê nele? Praticamente, apenas crianças e mulheres dentro do ônibus. Apenas alguns homens idosos, e raríssimos homens em idade reprodutiva.
Mas, é a Síria um país de crianças e mulheres apenas? Onde estão os homens?
Agora compare este vídeo com os vídeos que você já viu de refugiados chegando à Europa... EXATAMENTE isso que vocês estão pensando...os "machões de Allah " fugiram para a Europa e deixaram suas mulheres e crianças para trás, na zona de guerra à mercê do inimigo.

https://pt-br.facebook.com/syriahroe/videos/811099078998432/

@vbfri disse...

Yara e Anon:

Os extremistas muçulmanos são horríveis? São.

Quanto a colocarem um colete cheio de bombas e detonarem em locais com crianças, me contem uma coisa:

Qual a diferença disso que eles fazem para o que os americanos, esses "cristãos" defensores da "liberdade" fazem todos os dias, mandando soldados para o Iraque para "redemocratizar" o país, tacando bombas por lá?

E, vamos lembrar que, dia desses, a terra do "Tio Sam" bombardeou """""sem querer"""" um HOSPITAL do Medecins Sans Frontières. Matando um monte de gente que não tinha nada a ver com a paçoca.

Existe um aspecto cultural (não apenas religioso) que objetifica as mulheres no islamismo. Um machismo palpável (o que, perdoe-me, mas não é muito diferente do que ocorre no Brasil).

Entendo que você está morando na França e está sofrendo com os muçulmanos que chegaram aí. Mas no Brasil são raros os muçulmanos e, os poucos que tem, não ficam mexendo com mulher na rua. Em compensação, o que tem de "homem de bem" aqui, que vai ao culto/igreja cristã/católica e fala para mim com toda a naturalidade que "ain, mas se a mulher não quer ser abusada, pq sai com saia curta"? E isso gente com graduação, concursada, etc.

Gente que pensa que mulher "direita" não tem que sair à rua à noite, andar sozinha (muçulmano tb acha que mulher não pode andar sozinha na rua), etc.

Não dá pra generalizar toda uma religião por causa de 1) extremistas e 2) essa demonização que tem ocorrido.

Há não muito tempo os EUA demonizaram os japoneses (e os negros). Os alemães demonizaram os judeus (e os gays).

Educação (para os dois lados, tanto para os muçulmanos quanto para nós) faz bem. Inclusão. Aceitação.

No livro 1984, salvo engano, Orwell dizia que o ideal era sempre achar um inimigo em quem culpar as mazelas sociais.

A culpa de estamos nesta situação é dos ........
Na Europa: imigrantes
No Brasil: esquerdistas
Nos EUA: muçulmanos

Sempre há um inimigo.

E no Oriente Médio e na África, a culpa é da Europa e dos EUA que saquearam os países ao bel prazer, fizeram dos países os seus quintais particulares, f*deram com a economia (com o perdão da palavra) e deixaram tudo na m...

Na África, inclusive, usaram a população de cobaia para vários testes, usam até hoje como escravos (veja o documentário sobre o chocolate).

E, realmente, vocês acham que os soldados dos EUA não cometeram crimes no Oriente Médio e na África? O que mais tem é relatos de mulheres que foram estupradas pelos soldados e, agora, fugindo para a Europa, estupradas novamente nas fronteiras para conseguirem a passagem.

Olha, não é por nada não, mas tem umas coisas que a população do Oriente Médio e da África passou que, se fosse comigo, eu não sei se descartaria a hipótese de colocar um colete cheio de bombas ou dar uma de kamikaze.

Anônimo disse...

O problema é que as leis que valem para todos os europeus não valem para os refugiados.Veja a resposta do presidente da câmara de Bad Schlema, Alemanha,sobre um grupo de refugiados que resolve assediar uma menina de 10 anos.

https://pt-br.facebook.com/tvnaomostra/videos/997243977012610/

Anônimo disse...

Para quem disse que não existem mulheres usando burca na Inglaterra,veja esse vídeo.

https://www.youtube.com/watch?v=AVoaL2UWyng

Anônimo disse...

Vfbri entendo sim a revolta dos muçulmanos contra os EUA e contra a Europa.
Mas ao menos aqui o problema não são os muçulmanos que se explodem, porque isso é sim minoria MESMO. O problema é o machismo deles. O machismo de 99% deles.

Os EUA fazem muita merda, mas sinceramente, na monha realidade cotidiana, e no da maioria dos Franceses, os muçulmanos são um problema real, contrariamente aos EUA que é um problema longe de mim... sei que é egoista, mas é a verdade.

Tenho verias amigas muçulmanas, mulheres maravilhosas. Tem uma com quem o pai não fala mais porque ela - que tem 29 anos- saiu de casa para morar sozinha. Chamou ela de vagabunda pra baixo. Bonito né? Isso é normal por aqui, não é exceção. No Brasil, sinceremante, vc conhece alguém que o pai chamaria de vagabunda por ela estar morando sozinha com 29 anos? Eu não. Você vai falar que isso acontece, mas no Brasil, isso é muito longe da minha realidade, mas na França, e a realidade do lado da minha porta!!!

Tem milhoes de problemas de integraçõ e mais não sei o que. Mas é uma religião machista ao extremo. Acho super importante conhecer o adversario para saber como lidar.

Se o melhor argumento para as merdas do islamismo é falar " o catolicismo é igual", sinto muito, mas quer dizer que estamos dando nossa benção para o machismo deles.

Yara

Anônimo disse...

Essa desculpa de "somos um povo explorado pelos EUA e por isso fazemos ataques terroristas", pra mim não cola. É desculpa de psicopata.

Nada, absolutamente nada justifica sair metralhando civis, estuprando mulheres ou explodindo coletes suicidas.

Fosse assim, os brasileiros teriam motivo de sobra pra explodir EUA, Portugal e um monte d epaís por aí q sempre nos exploraram. A História brasileira está cheia de injustiças, nem por isso saimos aterrorizando ninguém. Foram seculos de colonialismo e nem por isso odiamos os portugueses.

Então chega desse papinho de vingança justificável. É assassinato e pronto

Anônimo disse...

13:56 vi o vídeo inteirinho e não tem ninguém usando burca ali. Se vc não sabe o que é burca devia pesquisar.

Anônimo disse...

22:18 em que minuto do vídeo tem mulher usando burca aí, fazendo o favor? Está alucinando?

Anônimo disse...

Quando a pessoa fala "burca" sem ter Afeganistão no meio já sei que é achista senso comum de internet.

Anônimo disse...

"13:56 vi o vídeo inteirinho e não tem ninguém usando burca ali. Se vc não sabe o que é burca devia pesquisar."

Tá, tudo bem, é uma Niqab. Não muda muita coisa, pois só os olhos aparecem.

Anônimo disse...

Muda tudo. Muda vc ficar repetindo "burca" quando quer se referir a hijab ou niqab. Muda que vc não procura se informar sobre algo mas ainda assim acha que tem conhecimento pra ficar dando palpite sobre ele.

Mostra que sua opinião tem credibilidade zero nesse assunto, pois se vc erra uma coisinha tão simples que com pesquisa de 5 segundos no Google vc descobre que tá errado, imagina com todo o resto?

É como eu disse, falou "burca" sem ter Afeganistão no meio, é só mais um propagador de achismos da internet.

Anônimo disse...

Caramba anônimo das 20:56, eu já vi uma burca várias vezes. Se eu errei é por que são praticamente iguais. A única diferença é que na niqab os olhos aparecem.

Anônimo disse...

Nossa!! Super importante saber o q e burca, hijab ou niqab. SQN. É tudo opressão e machismo. Isso q importa.

donadio disse...

"Nossa!! Super importante saber o q e burca, hijab ou niqab. SQN. É tudo opressão e machismo. Isso q importa."

Calça jeans e T-shirt também são opressão e machismo?

Tudo se resume no seguinte: você é obrigada a vestir aquilo que você quer vestir, e quer vestir aquilo que você é obrigada a vestir. Já as mulheres usando niqab em Londres estão num dilema: se põem niqab, estão vestindo o que são obrigadas a vestir pelas tradições de seus países de origem, e o que querem vestir para demonstrar seu apoio a essas tradições. Se põem vestimentas ocidentais, estão vestindo o que são obrigadas a vestir pela versão londrina do patriarcado, e o que querem vestir para demonstrar sua integração à sociedade londrina.

Mas... se vestem niqab, provocam a fúria xenófoba da ralé machista londrina (fúria, pelo visto, apoida pelas feministas de guarda-roupa). Se vestem roupas ocidentais, provocam a fúria machista da sua própria "comunidade". É um jogo em que elas não têm como ganhar. E, é claro, a roupa, nessas condições, deixa de ser simplesmente um acessório mais ou menos confortável do dia-a-dia, e passa a ser uma questão política. Coisa que não acontece com você, não por que você é liberada, mas por que seus próprios preconceitos não estão em conflito com os preconceitos da sociedade em que você vive.

Anônimo disse...

O cristianismo não segue só as doces palavras de Jesus. Isso vale mais pro catolicismo, que, como disseram, perdeu sua força. Mas protestantes, por exemplo, seguem a bíblia completinha. Aliás, o que eu mais ouço de evangélicos é o Antigo Testamento e suas palavras de fúria. Ainda assim, não é o mesmo que o islamismo, que é muito pior.

Anônimo disse...

"Olha, não é por nada não, mas tem umas coisas que a população do Oriente Médio e da África passou que, se fosse comigo, eu não sei se descartaria a hipótese de colocar um colete cheio de bombas ou dar uma de kamikaze."

Ok, eles podem. Mas também não dá pra deixar tudo rolar solto por dívida histórica. Mesmo porque, se for assim, meio mundo é riscado do mapa.