sábado, 12 de dezembro de 2015

GUEST POST: VEREADORES APROVAM QUE PRECONCEITOS NÃO PODEM SER COMBATIDOS NA ESCOLA

Bispo e vereador João Batista comemora a vitória do retrocesso

Gustavo me enviou este texto assustador, não muito diferente do que vem acontecendo em Câmaras de Vereadores de inúmeras cidades do país. 
Nos estados, até junho
(clique para ampliar)
A pressão que as bancadas religiosas fazem é fortíssima. Inventam mentiras mil, aterrorizam a população, dizem que o filho será "transformado" em gay ou menina (não chegam a uma conclusão sobre o que seria pior), e falam, na cara dura, que educação sexual deve ficar fora das escolas, pois seria um assunto que cabe apenas à família -- e, como sabemos, pra essa gente só existe um modelo de família. 
Na maior parte das cidades, a votação sobre o que os reaças chamam de "ideologia de gênero" (como se o que eles ensinam não fosse ideologia) foi o horror descrito abaixo. 
Quer dizer, São Bernardo Campo já deu um passo além: proibiu discussões de gênero em sala de aula. É a lei da mordaça mesmo.
O pior é que os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) já prevem que discussões sobre gênero e tolerância sexual sejam realizadas nas escolas. 
Ativistas LGBT em São Bernardo.
Apesar de todo o empenho dxs ativis-
tas, os reaças ganharam a batalha
E, como disse Camila Moreno, representante do MEC, temas que os reaças identificam como feministas (mas que são, ou deveriam ser, temas de toda a sociedade, como o combate à violência contra a mulher) já estão aparecendo no ENEM. Como, então, proibir que o conteúdo que cai no maior exame nacional não seja aprendido nas escolas?
Leia o que Gustavo nos relata e deixe sugestões: o que pode ser feito para reverter essa sandice, que não é exclusividade da cidade dele?

Campanha "Falsos Profetas":
ativistas tentaram mostrar
que julgar é errado e vai
contra a palavra que os
próprios religiosos pregam
Queridíssima Lola, é com grande pesar que escrevo esse texto para você.
Meu nome é Gustavo, tenho 18 anos e moro em São Bernardo do Campo, SP.
Na quarta, dia 09/12, aconteceu a votação do Plano Municipal de Ensino (PME) da cidade.
O plano incluía o ensino de tolerância e respeito à gênero, etnia, orientação sexual, identidade de gênero, entre outros, motivo de grande alegria do movimento feminista e da comunidade LGBT da região. Acontece, Lola, que a religião por aqui é extremamente presente, chegando, inclusive, a se misturar de forma absurda no meio político.
Pery Cartola, a cara de um fanático
Algumas semanas atrás os vereadores Rafael Demarchi (PSD), João Batista (PTB) e Pery Cartola (PPS) iniciaram uma campanha difamatória contra a comunidade LGBT em relação ao plano. Até aí, nada além do esperado -- a política brasileira sempre tem esse pé no conservadorismo religioso. O problema, de fato, foi o discurso mentiroso e inflamado que estes senhores fizeram.
O PME foi deturpado nas mãos desses conservadores. Os vereadores alegaram que o plano incluía o uso de banheiros unissex nas escolas, aulas de "exploração sexual" (onde os alunos fariam sexo com ambos os sexos para decidir "o que gostam mais", segundo palavras do vereador Rafael Demarchi, que também se opõe à educação sexual nas escolas), que as crianças seriam educadas com base na premissa de que não existem meninos e meninas (dizendo que o gênero seria uma escolha) e outros absurdos.
O resultado é que o plano foi modificado para incluir apenas a palavra "diversidade", excluindo a especificidade do mesmo.
Na votação de quinta, foi introduzida uma nova emenda, que veta a discussão de ideologia de gênero e orientação sexual dentro de sala de aula. Ou seja, as crianças não podem ser ensinadas a não ter preconceito. Esta emenda foi aprovada.
Graças às mentiras contadas, houve uma enorme comoção cristã na câmara. Nós, representantes presentes do movimento LGBT, do coletivo negro e do movimento feminista, fomos esmagados e silenciados pelo número chocante de pessoas que foram manipuladas por estes senhores. Foi um massacre, não tivemos nem a chance de lutar, já que os vereadores não estavam abertos ao debate: a decisão havia sido tomada antes mesmo das emendas serem assinadas.
Isto sem contar o fato de que a votação parecia não se passar dentro da Câmara, mas sim dentro de alguma igreja. Os políticos bradavam ao microfone: "Glória a Deus", "Jesus é o caminho", "A Família tem que vencer" etc. Até louvor teve, em coro.
Vereador diz em vídeo que educar cabe
à família, não à escola, e que a ideia
de uma escola que educa é "coisa de
comunista"
Na mesma semana, graças a votações passadas, dois homossexuais foram espancados em uma rua próxima à Câmara Municipal.
Tudo isto pode ser provado com as transcrições das votações da PME e, também, pelos vídeos divulgados na página dos vereadores já citados.
Acontece que, com as discussões de gênero vetadas, também fica impossibilitado o ensino de igualdade de gêneros cis binários, ou seja, agora seria proibido, por lei, ensinar nas escolas que homens e mulheres são iguais. Retrocesso ao feminismo e à causa LGBT, tudo isso em uma votação de pouco mais de duas horas de duração.
Igreja ou Câmara de Vereadores?
Não bastasse isso, também temos o fato de que a homofobia e a transfobia surgem exatamente no momento em que o ódio à mulher é tão grande que qualquer coisa que se assemelhe (ou o que os misóginos pensem se assemelhar, já que não existe mulher em uma relação gay) a uma mulher é ridicularizado, renegado e demonizado.
Vereadores (todos homens?) aprovam
o atraso
Estamos, atualmente, procurando as providências legais que podem ser tomadas, já que, além de inconstitucional, a PME da nossa cidade agora é inconforme com o MEC.
Se puder nos ajudar, seria de grande valia.

108 comentários:

Anônimo disse...

A sorte do brasil, que o oceano o separa do oriente medio, se nao os radicais islamicos iam tomar conta de tudo e iam queimar vivo cristaos, feministas, gays, ateus, etc...

Anônimo disse...

Pra que radical islamico se já tem evangélico dando pedrada em umbandista, ameaçando de estupro feminista e estimulando violência contra os gays? Mania do povo desse blog meter "radical islamico" em assunto do Brasil. Voltar pra realidade, pros problemas que já temos, você não quer, né?

Anônimo disse...

O "mimimi culpa do PT" vai virar "mimimi pior com radicais islamicos", será?

Anônimo disse...

Lola, mas isso se deve ao fracasso do governo Dilma.
Tá todo mundo repudiando comunistas, ninguém quer ser confundindo com um.

Anônimo disse...

Céus, é tanta mentira, tanta coisa absurda inventada... e o pior é que o povo ACREDITOU nessa merda? Alguém aí me diga, por favor, o que o brasileiro tem na cabeça no lugar do cérebro, bosta? Depois quando eu digo que brasileiro é burro e que religião é atraso de vida só faltam me enforcar em praça pública... mas as provas estão aí pra quem quiser ver.

Anônimo disse...

E vocês vão transformar o Brasil em quê, anon 18:18? No Iraque?

Anônimo disse...

Então, era exatamente sobre isso que estávamos falando no post anterior - Religião é algo maléfico!

Na verdade, eles nem precisam inventar mentiras. Esse tipo de gente só se prolifera no governo por que encontra respaldo da maior parte da população. Não duvidem nem por um minuto que a maioria dos brasileiros teriam orgasmos múltiplos e consecutivos em ver mulheres, homossexuais e outros tipos de "hereges" trucidados em praça pública, exatamente como no tempo da inquisição.

Cada povo tem o governo que merece...

Jane Doe

Anônimo disse...

Existe extremismo de ambos os lados, dos religiosos, principalmente evangélicos, e dos militantes.
Dos religiosos não preciso falar, pois já foi explicitado no texto, dos militantes posso citar alguns exemplos, como o fato do Sakamoto que disse que dá bonecas para os filhos homens dos seus amigos,uma é vc respeitar as pessoas que vão contra o que a maioria acha certo, como o menino que faz balé, devemos respeitar o que ele quer fazer, outra coisa é vc estimular que um menino goste de boneca.
Outro caso é daqueles que querem forçar que uma travesti seja mulher, não é um mulher, é um travesti, devemos respeita-lo, se um homem sabe que ele possuí pênis e mesmo assim que se relacionar isso é problema dele, agora não venha dizer que ele está em um relacionamento hetero,como se só pelo fato do travesti dizer que é mulher o tornaria mulher, não ,ele é um homossexual.
Outra coisa que enche o saco é o uso desse x como artigo.

Anônimo disse...

19:40 fala de extremismo e então julga que "tem penis = homem e ponto final". Hipocrisia classica.

lola disse...

Anon das 19:40, vc é uma pessoa ridícula e preconceituosa e não tenho o menor respeito por vc ou pela sua opinião.

Anônimo disse...

E não é ? Uma mulher com pênis?
Agora o homem pode ser hetero, bi, homo, travesti, drag, metrossexual,etc.

Anônimo disse...

Né... por que deuzulivre um menino brincar com uma boneca!!! O planeta vai sair fora do eixo, as geleiras vão derreter instantaneamente, todos os vulcões ativos e inativos vão explodir ao mesmo tempo e a terra vai atingida por uma chuva de meteoros do tamanho do Brasil.

Jane Doe

Anônimo disse...

O Anon das 19:40 é preconceituoso, se eu colocar na cabeça que eu sou golfinho vocês terão que me aceitar e ponto final

Anônimo disse...

Vou fazer o seguinte, vou dizer a todos que apesar de ter um pênis eu me identifico como mulher e vou requerer ao inss aposentadoria mais cedo do que deveria

Anônimo disse...

Eu também vou embarcar nessa, vou dizer que identifico como deficiente físico sem condições Dr trabalho e vou pedir da Previdência aposentadoria por invalidez.
Ora as coisa a não são o que são e sim o que queremos que elas sejam, para que peritos e avaliações para determinar a realidade, nos que definimos ela

Anônimo disse...

E que tal essa "mulher", esses trans ativistas são estranhos:

http://www.cartacapital.com.br/sociedade/201cminha-vagina-e-poderosa201d-diz-ativista-trans-2278.html

Anônimo disse...

Esses evangélicos estão transformando o país numa palhaçada! Por onde passam, rasgam a constituição, cagam sobre os valores mínimos da democracia, vamos acabar na idade média, desse jeito!
Essa religião é uma praga. Muito pior que o catolicismo, que, pelo menos, tem uma ala de esquerda, ligada a movimentos populares.
Agora, QUALQUER religião se misturar ao poder, é cair no totalitarismo, na ignorância, no preconceito.

lola disse...

Sim, ô unicórnio da terra da fantasia (anon das 20:19), faça isso. É super fácil para uma transsexual ser aceita como mulher. Vc mesmo é um exemplo supremo de como é fácil essa aceitação! E, claro, vamos cair na velha ladainha de como é vantajoso ser mulher no mundo... Mulheres, negros, homossexuais são seres tão privilegiados neste mundo em que o homem branco e hétero é a maior vítima, não é mesmo?


Jane Doe, pois é. Na palestra em Aracati um professor disse que iria ficar furioso se o filho dele brincasse de boneca. Eu respondi que ninguém "vira gay" por brincar de boneca. E ele teve a cara de pau de falar que não estava falando de homossexualidade, e sim de gênero! (ou algo assim).

Cão do Mato disse...

Essa crentalhada é um atraso de vida! Espero que no ano que vem as pessoas votem de maneira diferente.

Ezco Musaos disse...

"Dos religiosos não preciso falar, pois já foi explicitado no texto, dos militantes posso citar alguns exemplos, como o fato do Sakamoto que disse que dá bonecas para os filhos homens dos seus amigos"

---> Porque um menino mannusear uma boneca é tão terrível quanto barrar direitos de milhares de pessoas em nome da misoginia e da homofobia, né, ser esclarecido?

Anônimo disse...

Um menino brincar de boneca ou o de quer que seja não é problema, o problema é vc querer direcionar isso, apenas para querer causar, olha meu filho brinca de boneca e usa vestido pq ele é superior aqueles que cederam a pressão da sociedade.

Ezco Musaos disse...

Anon reaça das 22:25, pra vocês qualquer demonstração de enfrentamento ao preconceito é sinônimo de querer causar ou de vitimismo. Se todas as pessoas que lutaram e lutam por um mundo menos intoxicado pelo pensamento de seres como você tivessem medo de "causar" ainda estaríamos comprando escravos e queimando hereges na fogueira.

Anônimo disse...

Imagine esses reacionários evangélicos no poder, pior que isso só o PT mesmo.

Anônimo disse...

"fomos esmagados e silenciados pelo número chocante de pessoas que foram manipuladas por estes senhores"

Manipuladas? manipuladas não moço a maioria ali sabia exatamente do que se tratava, e concordavam com tudo.
infelizmente o ´povo brasileiro de maioria cristã reaça conservador mesmo.

Anônimo disse...

Estimativas do IBGE indicam que ate 2035 cerca de 75% da população brasileira será evangélica, a grande maioria disto mulheres, aceitem que doí menos.

Zero disse...

alguém só pode ser "confundido com comunista" porque se implantou no brasil o que existia nos EUA pós-Guerra Fria (e tá voltando agora): tudo é comunismo !

o que é comunismo ? não sei, mas só sei que todos (menos eu e quem sigo) são !

é isso que virou o brasil. brasileiro é mente fraca e adora moda, e a moda da vez é falar de governo (federal apenas).

ninguém para pra pensar onde o PT é comunista. em 13 anos de governo, o PT nunca derrubou igrejas, nunca caçou quem criticasse o governo, nunca revogou direitos a ninguém, tudo que existiria numa "ditadura", seja comunista ou não, certo ?

o PT não é perfeito, assim como nenhum partido é. o problema é que se dito isso automaticamente tu vira "governista".

querem "acabar com uma ditadura" ? não, querem apenas implantar a deles. discorde de um desses "democráticos" modinhas e veja com reagem a opinião contraria. já vi muitos dizendo que ser neutro é ser omisso, porque o foco é combater a ditadura.

só pedem impeachment porque não é partido que eles se agradam, não venham com essa de "salvar o pais". porque ninguém "salva" seu estado, sua cidade ?

se alguém acha que estou exagerando, apenas vejam quem são os "gurus" dos mesmos. apenas isso... os que não são da politica em si.

Ezco Musaos disse...

"Estimativas do IBGE indicam que ate 2035 cerca de 75% da população brasileira será evangélica, a grande maioria disto mulheres, aceitem que doí menos."

---> Na época de Hitler, a maioria da população alemã também apoiava o nazismo, no Brasil escravocata a maioria da população era a favor da manutenção do sistema escravista. Não é porque a maior parte da população apoia certos absurdos que deixa de haver luta contra eles.

Anônimo disse...

"Manipuladas? manipuladas não moço a maioria ali sabia exatamente do que se tratava, e concordavam com tudo. infelizmente o ´povo brasileiro de maioria cristã reaça conservador mesmo."

Não posso acreditar que essas pessoas acreditavam piamente que "as crianças iam ser estimuladas a fazer sexo na sala de aula pra escolher qual prefere". Um ser humano não pode chegar a esse nível de imbecilidade em condições normais. Ou pode?

Anônimo disse...

*escolher qual sexo prefere

Anônimo disse...

"Estimativas do IBGE indicam que ate 2035 cerca de 75% da população brasileira será evangélica, a grande maioria disto mulheres, aceitem que doí menos."

Você é muito pessimista. Até 2035 muita coisa vai acontecer ainda. A revolução feminista, por exemplo.

Anônimo disse...

Também poderia ocorrer uma revolução democrática e mudar os governos da China e de Cuba

Anônimo disse...

Medo da política do Brasil. É uma desinformação incrível. Depois se perguntam por que o país está desse jeito. A resposta tá aí: preguiça de pensar de muuuuitos brasileiros. Não estuda, não lê, mistura religião com política. Ai ai :/

Anônimo disse...

Enquanto a Corai Do Sul e Taiwan por exemplo tem alunos do ensino médio avançados em caculos matemáticos complexos e craques em exatas aqui em Banânia os professores da rede publica estão preocupados em como mudar o gênero de crianças para algo "revolucionário contra o status quo e blah blah " usando materiais recicláveis :P

Anônimo disse...

"fala de extremismo e então julga que "tem penis = homem e ponto final". Hipocrisia classica."


KKKKKKKKKKKKKKKKKK o q mais pode ser um animal q tem um pênis além de um macho?Esses comunistas são loucos e manipuladores mesmo, e ainda fingem ultraje quando são desmascarados e seus opositores é q são idiotas, só rindo!
Há; e não estou defendendo igrejas caça-niqueis; ok?Mas esses ativistas são comedia mesmo.

Anônimo disse...

"Imagine esses reacionários evangélicos no poder, pior que isso só o PT mesmo."


KKKKKK troll para de ser troll, há; tá; entendi, o PSOL vai salvar o país gente!Só rindo, mais fanáticos q eles impossível.

Anônimo disse...

"kkkkkkkkkkkkkk, fia o o grupo que mais cresce entre as mulheres jovens e a de evangélicas, feminismo e modinha de DGE e Gemio estudantil de rejeitadas sociais e só kkkkkkkkk "

fio, feminismo é "modinha" das jovens educadas, politizadas, a elite da intelectualidade brasileira

qual o poder que evangélicas tem em comparação a nós? evangélicos são a ralé da ralé

Anônimo disse...

(Viviane)
Aos que perguntaram como o povo acreditou nas falas dos vereadores, sendo que uma simples pesquisa no Google (qq celular hj faz isso) os desmentiria:
Uma lição que aprendi da pior maneira: As pessoas acreditam no que elas QUEREM acreditar. Vão contra toda a evidência quando isso questiona suas crenças. Triste, mas não sei como lidar com isso... Alguém sabe?

Anônimo disse...

Gente como é essa história?
Se um homem não operado falar que se identifica como mulher, ele então é uma mulher e ponto final?
Vocês não estão forçando a barra?

fernanda melo disse...

A respeito dos políticos evangélicos muito me admira o fato de que as propostas deles sejam estado mínimo e privatizações. Aquele pastor Everaldo falou isso descaradamente na TV. Parece que esse povo nunca leu o sermão da montanha. Na pagina do Marcos Feliciano no face ele dizia que a Simone de Beauvoir tinha problemas mentais( histeria) e que ela tinha inveja dos burgueses por que a família dela tinha ficado pobre. Af. Com isso quero dizer que esse povo não é cristão coisa nenhuma. Onde ja se viu cristão a favor da pena de morte e mancomunado com Bolsonaro? Nunca leram os ensinamentos do Cristo que eles dizem seguir. Fora que estimulam todo tipo de preconceito. Enfim esse mundo gospel é comercial e capitalista ponto final. A religião ali é só um disfarce

fernanda melo disse...

Ser conservador ok. A meu ver é um direito da pessoa. Agora criar leis que ferem a liberdade individual dai nao da. Ate hoje me pergunto por que raios evangélicos ficam nessa de casamento gay. Vai na cracolandia ajudar aquelas pessoas. Vai la em Mariana. Vai fazer caridade ué um dos ensinamentos cristaos é esse. Vai pedir uma cesta básica pra esses caras. Querem mais que pobre morra. Por isso digo que cristãos eles nao são. A bancada evangélica esta la por interesse de gente muito poderosa. Pra manter o poder dos ruralistas. Por que acham que eles sai contra a demarcação de terras indígenas? E outra meu votaram todos a favor da terceirizacao.

Anônimo disse...

Hoje é mais um daqueles dias em que eu tenho nojo do mundo!! Mas cada tapa na cara é motivo pra levantar mais forte, se vc estiver pensando como eu..nunca esqueça que estamos JUNTXS. Para "mascus" e religiosos de plantão um recado: podem chorar à vontade, nós vamos continuar existindo! =)

Anônimo disse...

Você é muito pessimista. Até 2035 muita coisa vai acontecer ainda. A revolução feminista, por exemplo.

Sou o Anon. das 18:18 de ontem que a Lola apagou o post. Só voltei a comentar porque vi essa frase aí e não resisti.

Não mesmo, o que vai acontecer até lá é o Bolsonoro ser eleito presidente e a bancada evangélica dobrar o número de representantes no congresso. Não vai ter mais deputados ou senadores do PT, PSOL, PSTU e cia para acabar com essa conversinha.

O Brasil tá acordando, a Lola pode excluir meus posts que falam isso a vontade, não vai mudar a realidade. A recepção do Bolsonaro em Amazonas e o guest post de uma jornalista que não quis ir em um jantar em homenagem a ele são a prova.

Anônimo disse...

Vcs viram a reportagem, criança atrasa vôo por se recusar a colocar cinto, essa é a geração mimada que acha que o universo gira em torno de si, nada que uma boa palmada não resolveria, mas com essas leis de hj ta tudo avacalhado

Ezco Musaos disse...

"aqui em Banânia os professores da rede publica estão preocupados em como mudar o gênero de crianças para algo "revolucionário contra o status quo e blah blah " usando materiais recicláveis"

---> Dá uma maneirada aí nas coisas que tu anda fumando, tá triste a situação, hein?

donadio disse...

"Estimativas do IBGE indicam que ate 2035 cerca de 75% da população brasileira será evangélica, a grande maioria disto mulheres, aceitem que doí menos."

Cadê essas estimativas? Como elas foram construídas?

Anônimo disse...

NAO esquenta Lola E amigas, assim como se perde uma luta se ganha outras.


"Não mesmo, o que vai acontecer até lá é o Bolsonoro ser eleito presidente e a bancada evangélica dobrar o número de representantes no congresso."


Não vai naoooooooooooo, a reação contra o Bolsonaro e assemelhados vai começar.

Você pode me chamar de louca ou exibida, mas tempo te mostrara a verdade.

Suellen

Anônimo disse...



a) Sou professora de História e estou preocupada com esta onda conservadora pois ela persegue grupos e não resolvem a séria crise que o Brasil está passando e os fundamentalistas aplaudem.

b) Na minha opinião o problema não está na religião e sim no fundamentalismo, pessoas usam a religião para colocar para fora o racismo o machismo e a homofobia com a desculpa que estes grupos têm privilégios é a velha ideologia que " Os oprimidos oprimem o opressor".

c) Outra coisa que eu estou estarrecida é esta caça aos comunistas que atualmente existe no Brasil, um absurdo eles estão reescrevendo a História para disseminar ódio.No Brasil as instituições democráticas estão funcionando, não vivemos nenhuma ditadura mas ela vai acontecer quando estes fundamentalistas tomarem o poder.

d) Eu tenho críticas ao governo mas vejo um congresso conservador que ao invés de resolver a crise constrói shopping e aprova estatuto da família com a clara intenção de humilhar os gays.

Anônimo disse...

Qual a diferença entre Bolsonaro e seus asseclas que louvam Médici e a ditadura e aqueles que louvam Fidel e seu governo?

Anônimo disse...

No Brasil as instituições democráticas estão funcionando.

Não se esqueça que o governo já tentou controlar as funções legislativas através dos conselhos populares e controlar a UBE, a OAB,os sindicatos, etc.
Então a democracia existe não pela vontade do governo e sim pelo fato deles não conseguirem é derruba-la

Anônimo disse...

Donadio

Cadê essas estimativas? Como elas foram construídas?

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/08052002tabulacao.shtm

Anônimo disse...

Anônimo 09:42 se você e o mesmo das 23:14 de ontem

você esta mentindo descaradamente, no documento do IBGE não diz nada sobre 2035, nem sobre estimativa de crescimento do numero de evangélico.

Anônimo disse...

Pode não ser esse número, mas os evangélicos estão crescendo sim é cada vez mais dominando a sociedade com seu fundamentalismo, em que mundo vc vive cara

Jonas Klein disse...

Anonimo 10:07


"mas os evangélicos estão crescendo sim é cada vez mais dominando a sociedade com seu fundamentalismo,"


Em parte você esta correto, só que nem todo evangélico e fundamentalista, igreja evangélica que aceita o aborto, isso eu não vi ainda, mas que aceita o casamento entre pessoas do mesmo gênero, isso tem e eu já vi uma.

Anônimo disse...

Eu já recebi aulas de sexualidade por uma professora de Biologia, (não, não foi reprodução humana, isso eu aprendi na 7ª série, foi sexualidade escancarada mesmo), e isso foi em 2011 na época em q eu estava no 1º ano do EM. Tá, tirando o fato q a professora quis muito produzir piadinhas, o conteúdo foi bom, falamos sobre sexo, métodos contraceptivos, respeito a diversidade e ninguém ali morreu, perdeu o braço, o pinto caiu, nem tiramos a roupa e começamos a fazer uma orgia, foi um bate-papo produtivo (mesmo com as infames piadinhas da professora e o fato de nem todos ali na sala serem maduros, principalmente os meninos). Na mesma escola tb teve um trabalho de artes (se não me engano) em q crianças do ensino fundamental desenharam imagens de casais gays e lésbicas, numa luta contra a homofobia, vcs tinham q ver como era lindo os desenhos das crianças, puro e genuíno, isso em 2012.

Enfim, tudo numa época em q isso nem estava em questão, e foi um sucesso, eu não sei pq esses religiosos acham q isso é negativo pros alunos, muito pelo contrário. Mas sabe q eu acho? Eu acho q não deveria haver uma proposta tão formal quanto essa, e sim q cada escola pública ou privada se encarregasse de trazer esses assuntos a tona por vontade da própria escola (como foi a minha na época, e como são nas ETECs tb, por exemplo, digo isso pq já estudei numa ETEC), e sabem pq? Pq nem toda escola saberiam tratar desse assunto da maneira correta, muitas direções vão se opor e se tiverem q fazer forçados, prestarão muito mais um desfavor e desinformação do q o contrário. Eu acho sim, q todas as escolas deveriam em algum momento abordar temas como gênero e sexualidade (como a minha já tomou, e muito bem obg), mas q isso partisse da própria instituição.

Agora, como relatou o post, esse tema virou "proibido" (puta q pariu), não se pode nem tocar no assunto, se isso fosse na época em q eu estudava, meus professores (e eu) seríamos considerados "subversivos" (é o fim da picada mesmo)

donadio disse...

"http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/08052002tabulacao.shtm"

Essa seria a estimativa que "indica que ate 2035 cerca de 75% da população brasileira será evangélica".

Só que não há essa estimativa lá. A estimativa é sua; você pegou o crescimento da proporção de evangélicos no país e extrapolou os dados para chegar à conclusão de que em 2035 75% da população será evangélica.

Em primeiro lugar, você não pode atribuir ao IBGE uma ideia que o IBGE não expressa, por mais óbviamente que essa ideia lhe pareça uma consequência lógica dos dados do IBGE.

Em segundo lugar, sua metodologia é falha. Você não pode extrapolar os dados dessa forma, por que o crescimento da proporção de evangélicos depende da diminuição da proporção dos outros grupos; os evangélicos crescem por que convertem pessoas de outras religiões. Mas se os grupos de pessoas de outras religiões estão diminuindo, vai ficar cada vez mais difícil para os evangélicos acharem novos convertidos.

Tipicamente, o evangélico brasileiro (exceção feita aos protestantes tradicionais da região sul, que são sociologicamente muito parecidos com a maioria católica) é um ex-católico. Também tipicamente, o brasileiro sem religião é um ex-protestante. Se é (e se continuar) assim, quanto menos católicos houver, menor o campo onde o protestantismo pode fazer proselitismo. E quanto mais protestantes houver, maiores as possibilidades de aumento da população sem religião.

O sistema não é linear, e portanto sua extrapolação não é significativa. É muito provável que o aumento da proporção de protestantes seja auto-limitante.

Anônimo disse...

De qualquer forma eles vão ser a maioria em um futuro próximo.

donadio disse...

"De qualquer forma eles vão ser a maioria em um futuro próximo."

Não sei. Eles estão crescendo. Se continuarem a crescer no mesmo ritmo, talvez se tornem 75% população - lá pelo fim do século, não em 2035.

Mas a década de 2000-2010 foi atípica, a começar por um papado pouquíssimo carismático e abertamente inclinado a aceitar a diminuição dos números de católicos (era um papa leninista - alguém brincou - que achava que "melhor poucos e bons") em nome da pureza da doutrina. Com Francisco, a coisa muda? No censo de 2020 talvez a gente comece a descobrir.

E eu disse que eles estão crescendo, mas não tenho tanta certeza. Talvez os católicos estejam diminuindo. E aí a dinâmica é diferente.

A dinâmica atual parece estar de alguma forma relacionada ao êxodo rural. Parece funcionar assim: o cidadão, ou cidadã, é católico no interior - onde a Igreja Católica não apenas é a única igreja, como é também o único clube social disponível, e a única rede de assistência social. Aí ele ou ela se muda para a capital, ou para a periferia da capital, onde a Igreja Católica tem de concorrer não apenas com as igrejas evangélicas, mas com muitas outras redes de relacionamento social - partidos políticos, sindicatos, clubes de vizinhança, ONGs, clubes de futebol, escolas de samba, bocas-de-fumo, etc. E não só a ICAR tem de concorrer com essas coisas, como ela é também muitíssimo menos eficaz no sentido de socializar as pessoas. Em pouco tempo a pessoa está desiludida, e procurando uma forma melhor de se comunicar com Deus. Entram as igrejas evangélicas. Só que elas fazem promessas mirabolantes, que não podem cumprir. Daí a rotação religiosa: a pessoa é presbiteriana hoje, metodista ano que vem, batista daqui a três anos, maluquista do santo cristo enforcado pelas bolas dali a pouco. E isso cansa; chega a um ponto em que a pessoa chega à conclusão de que é tudo farinha do mesmo saco, e nem resolve os seus problemas materiais, nem te aproxima de uma vida virtuosa. E vai engrossar as fileiras dos "sem religião" (que não são necessariamente ateus; em sua maioria acreditam em Deus, mas desistiram de acreditar nos homens que se arrogam representantes de Deus). E também chega a um ponto em que a pessoa se acostuma a ser "desenraizada", e desiste de sentimentos de pertença do tipo que as igrejas fornecem.

Se é assim, os evangélicos provavelmente nunca serão maioria; quanto mais perto ficarem disso, mais dificuldade terão em continuar crescendo.

Por outro lado, quanto mais crescerem, mais vão se distanciar do extremismo fundamentalista. Eles não têm um Estado teocrático nos moldes da Arábia Saudita para bancar a expansão contínua sem perda da contundência ideológica.

Eles devem ser combatidos ideologicamente. Não fantasiados como um inimigo invencível, diante do qual só nos resta a fuga ou a capitulação.

fernanda melo disse...

Eu sou ex protestante. Conheço vários viu. Por que ou você abre mão da sua liberdade de pensar ou então não ha como ser protestante. As igrejas atuais não representam o evangelho. Leia e compare

fernanda melo disse...

Existe um grande número de evangélicos que foram alcoólatras, viciados em drogas, prostitutas, ex detentos. Eles oferecem de certa forma uma esperança pra essa pessoa. Deus é um estímulo pra que essa pessoa tenha vontade de mudar de vida. Quando falo de prostitutas falo daquelas exploradas( nao das poucas que realmente escolhem). Em parte isso é bom mas eu bem sei que os líderes das igrejas querem mais é lucrar. É tudo um show. E quando eles forjam milagres e exorcismos... Tudo pra impressionar o povo. Posso afirmar que a grande maioria so quer mesmo ficar rico. E já frequentei várias denominações. Há pouca diferença. Umas extorquem na cara de pai, outras através do medo

Anônimo disse...

donadio sua visão e extremamente limitada, todos os evangélicos que conheço prosperam, alguns de forma mais tímida outros de forma mais acentuada, mas prosperam, sabe porque?
Porque largam o vicio, em drogas bebida, largam a raparigagem e de gastar dinheiro com bobagens de baladas funk e forró, algumas igrejas tem centros de estudos e muitos evangélicos voltam estudar por isto, então a vida deles começa sim a ir para frente

donadio disse...

"Eu sou ex protestante."

Fernanda, você era católica antes de ser protestante? Ou foi criada na religião protestante? Nesse caso, seria indiscreto perguntar qual?

"E já frequentei várias denominações."

Também se não for indiscrição, por quais motivos você mudava de uma para outra?

Anônimo disse...

Anônimo das 12 e 01


"todos os evangélicos que conheço prosperam, alguns de forma mais tímida outros de forma mais acentuada, mas prosperam"

Dando 10% do que ganham afora as ofertas, DUVIDO, alguns ate podem se dar bem na vida, agora prosperar mesmo e outra coisa, pega lista da Forbes, dos 100 mais ricos do mundo e vê se tem algum evangélico ali.

Ateu tem um.

donadio disse...

"donadio sua visão e extremamente limitada, todos os evangélicos que conheço prosperam, alguns de forma mais tímida outros de forma mais acentuada, mas prosperam, sabe porque?
Porque largam o vicio, em drogas bebida, largam a raparigagem e de gastar dinheiro com bobagens de baladas funk e forró, algumas igrejas tem centros de estudos e muitos evangélicos voltam estudar por isto, então a vida deles começa sim a ir para frente
"

Bom, eu sou ateu, e com certeza não bebo, não vivo na raparigagem nem gasto dinheiro com balada, funk ou forró. Conheço muitos católicos assim, muitos espíritas assim, e se conheço poucos budistas, umbandistas ou muçulmanos assim é por que não há muitos budistas, muçulmanos ou umbandistas onde eu vivo.

Aliás, a sua argumentação se encaixaria perfeitamente numa defesa do Islã: muitos muçulmanos "prosperam", sabe por que? porque largam do vício, da bebida, da raparigagem, da balada, do funk e do forró. Algumas mesquitas têm centros de estudos, e muitos muçulmanos voltam estudar por isto, então a vida deles começa sim a ir para frente.

Então não sei bem qual a relação que você quer estabelecer. Nós vivemos numa sociedade capitalista; as pessoas prosperam quando podem aumentar o valor da sua força de trabalho, ou quando podem explorar a força de trabalho dos outros. Nada que Jesus apoiasse de forma muito entusiástica, diga-se de passagem. Ele te diria que "prosperidade" é bobagem, e que o que você acumula neste mundo não tem nenhum valor no "outro mundo" para onde você vai quando morrer (mas que a maneira como você agiu em relação ao seu próximo - inclusive amparando e empatizando com aqueles que "não prosperam" - é muito mais importante). Ou seja, a "vida deles" pode sim estar indo pra frente - e a alma imortal deles estar no caminho para a "gehena de fogo".

Anônimo disse...


"Dando 10% do que ganham afora as ofertas"

Você dá 40% do que produz para o estado e não abre a boca, você trabalha um dia de graça por ano para uma porcaria de sindicato de forma obrigatória e não abre a boca. As ofertas e dízimos são voluntárias, ninguém desconta nada em folha de pagamento nas igrejas.

E outra, e melhor dar 10% para obra da palavra de Deus, que vai ajudar outros em sua fé, do que deixar 20% no bar, 30% no caba´re, 30% com a amante....

donadio disse...

"pega lista da Forbes, dos 100 mais ricos do mundo e vê se tem algum evangélico ali."

O Donald Trump é presbiteriano, ou pelo menos diz que é.

Mas se eu tiver que escolher duas coisas para duvidar neste mundo, elas são:

1. Que Donald Trump dê 10% dos seus rendimentos a uma igreja; e
2. Que algum pastor evangélico neste planeta (ou em qualquer outro, por falar nisso) tenha a coragem de pedir isso ao Donald Trump.

(Talvez o Luther King tivesse. E talvez isso também esteja relacionado ao assassinato dele.)

Anônimo disse...

Prefiro deixar no bar e no cabaré do que dar para malafaia e macedos da vida

donadio disse...

"Você dá 40% do que produz para o estado e não abre a boca"

Dou, e não só não abro a boca como acho bom. Gosto de ter iluminação pública, ruas limpas e internet, obrigado.

"você trabalha um dia de graça por ano para uma porcaria de sindicato de forma obrigatória e não abre a boca.

Não trabalho, o meu sindicato não aceita o imposto sindical.

"As ofertas e dízimos são voluntárias, ninguém desconta nada em folha de pagamento nas igrejas.

E outra, e melhor dar 10% para obra da palavra de Deus, que vai ajudar outros em sua fé, do que deixar 20% no bar, 30% no caba´re, 30% com a amante....
"

Pois eu tenho uma ideia ainda melhor, não deixo 20% no bar, nem 30% no cabaré, nem 30% com a amante... e ainda economizo 10% não sustentando um vagabundo engravatado que se acha representante de Deus e por isso no direito de viver sem trabalhar.

É ainda mais barato, ou você acha que eu preciso do palpite de um viado enrustido para me manter longe do álcool?

Anônimo disse...

Jesus disse:
"Dai a Cesar o que e de Cesar, dai da Deus o que e de Deus"

Jesus nunca quis se meter em politica de estado, mas sim na parte espiritual das pessoas, porem Jesus intervia sim na sociedade com suas pregações e parábolas, diferentemente dos ateus socialista que querem reduzir religiosos a guetos sem representatividade politico/social enquanto decidem por eles o que e melhor para o coletivo deles pouco se importando com os valores deles. isto ocorre organizado na noca religião da moda, o secularismo ateísta ,e em suas igrejas os centros de humanidades da universidades publicas brasileiras, principalmente as federais, com seus novos sacerdotes da moa, os doutrinadores disfarçados de professores destes antros.

Anônimo disse...

donadio


"1. Que Donald Trump dê 10% dos seus rendimentos a uma igreja;"

E você tem razão, O Donald ao julgar pelo estilo dele, ele deve ser destes que vão na igreja só uma vez na vida e outra na morte, e vive como se nem religião tivesse.

Anônimo disse...

A iluminação publica e sobretaxada e uma porcaria, as ruas estão longe de estarem limpas, internet no Brasil alem de estar longe de ser de graça e uma das mais caras do mundo, sem falar com a educação lixo, segurança publica lixo, e saúde com orçamento de 100 bilhões por ano(O problema e gestão do estado, nunca foi falta de dinheiro)um lixo.
E outros países do mundo oferecem tudo isto de forma muito melhor com impostos muito mais baixos.

Anônimo disse...

donadio mede a sociedade pela régua dele...só esqueceu de dizer que na cabeça dele ele e o dono da régua e que na cabeça dele a régua dele serve para os outros.

donadio disse...

"O Donald ao julgar pelo estilo dele, ele deve ser destes que vão na igreja só uma vez na vida e outra na morte, e vive como se nem religião tivesse."

Com toda probabilidade, leva a vida na raparigagem, e só não é no forró porque não deve ter muito forró por lá. Mas amantes, cabarés, bebida e o escambau... leva todo jeito. Tudo isso de mistura com muita... prosperidade.

Viu, anon das 12:26, como dá pra ser "próspero" sem contribuir para parasitas? E como dá para ser "próspero" encaminhando a sua alma imortal diretamente para o inferno (aliás, com dizia Jesus, é até mais fácil, aposto que o Trump vai ter de fazer um camelo passar pelo buraco de uma agulhar para entrar no Reino dos Céus...)

Bando de adoradores do Bezerro de Ouro se fazendo passar por cristãos...

Anônimo disse...

Anon das 12:34 considerando que vocês religiosos tiram direitos civis de minorias, permitem agressão a membros de religiões não cristãs, impedem aborto seguro e distribuição de contraceptivos, adoecem a mente das pessoas pra manter controle sobre elas, exigem respeito e tolerância e não oferecem o mesmo a quem pensa diferente como criancinhas de 3 anos mimadas, estão de boa com pastores pilantras que tiram dinheiro de quem mal ganha o suficiente pra sustentar a própria família e são completamente hipócritas...

Bom, na minha humilde opinião, se vocês não querem viver num grupo diverso e com respeito às diferenças como regra principal então vão se isolar num gueto. Passei um tempo entre evangélicos, sofrendo as manipulações e lavagens cerebrais do meio, e foi uma das duas maiores desgraças que já aconteceram na minha vida. Conheço muito bem a doença e a podridão desse meio. O dia que fizerem um projeto de lei pra banir as religiões da vida pública, meu caro, eu estarei lá pra votar a favor.

Anônimo disse...

O monte de lixo das 12:26

"Você dá 40% do que produz para o estado e não abre a boca, você trabalha um dia de graça por ano para uma porcaria de sindicato de forma obrigatória e não abre a boca."

Quanto a isso eu abro a boca sim, ser obrigado a da 40% para o estado e um absurdo, e um dia para sindicato idem, mas como a lei manda, da para reclama, mas deixa de paga não.


"E outra, e melhor dar 10% para obra da palavra de Deus, que vai ajudar outros em sua fé, do que deixar 20% no bar, 30% no caba´re, 30% com a amante"

Quente te disse isso?

E se eu deixar 20% no bar, 30% no caba´re, 30% com a amante, pelo menos eu aproveitem o meu dinheiro comigo, já primeiro caso não.

Anônimo disse...

Pelo que eu conheço desses imbecis que acreditaram nessa mentirada, teria sido realmente melhor não terem colocado gênero e sexualidade como pauta formal nas escolas. Os opositores são obviamente gente que não enxerga a um palmo do próprio nariz e não está nem aí pro que o filho realmente aprende na escola. Se ao invés de propor um acréscimo ao currículo as escolas tivessem simplesmente feito projetos sobre estudos de gênero e sexualidade, fora do currículo oficial, essas mulas acéfalas não saberiam de nada e não poderiam se promover com escândalos mentirosos.

Anônimo disse...

E vejo muitos cristão evangélicos na igreja adventista que frequento a pouco tempo(Não sou batizado, frequento a convite de uma amiga), em grupos jovens, jovens casais, ele tem um sistema chamado comportagem que reúne jovens do país inteiro em trabalhos para igreja, em troca ganham bolsas na Universidade Adventista uma das mais conceituadas particulares e de melhor ensino do país (Dou aula lá).
E eu vejo um padrão neles, são todos muito felizes com sua fé e com suas vidas na comunidade cristã adventista,e são muito centrados nos estudos e na prosperidade de suas famílias.

Eu também conheço bem a FEFELECH USP, curso de história 1999/2003, e o que eu via eram pessoas frenéticas em busca de uma ideóloga par preencher um vazio interno, brigas consumo desenfreado de droga, professores que inflamavam a revolução violenta, muita promiscuidade artificial que não se encaixava na ideia de 'fora da caixinha" era sumariamente isolado e escrachada em um ritual que lembrava uma tribo asteca com seus ritos de passagem.
E o mais importante, pessoas infelizes com, sérios problemas de estima.

Gloria T.

Anônimo disse...

Jovens evangélicos em sua maioria são reprimidos sexuais, vejo homens que se preocupam em agradar um líder, essa falta de masculinidade faz com que eles se tornem ovelhinhas amestradas

Anônimo disse...

A treta destes ditos "progressistas"(esquerdistas) e os evangélicos e que eles disputam o mesmo filão social para criarem suas massas de fanáticos, os guetos periféricos.

E tudo briga por cooptação ideológica,eles agem nos mesmos ambientes tentando cooptar pessoas humildes, ou jovens para suas fileiras, os evangélicos querem cordeiros pagadores de dízimos procriadores de famílias cordeiras com esmo fim, os esquerdistas querem cooptar revoltados revolucionários para seus movimentos sociais (partidos de extrema esquerda, sindicatos, movimentos estudantis, MSTs etc) e os evangélicos atrapalham seus planos revolucionários e de gurra de classe, ate no sentido anti capitalista pois a teologia da prosperidade prega justamente um enquadramento no capitalismo.

Existem vários casos diários de conflitos entre professores progressistas de humanidades que pregam o secularismo em sala de aula e alunos/pais de alunos evangélicos nas escolas e periferia.
E guerra esta declarada, e apesar de serem mais organizados em movimentos politicos e mais barulhentos os evangélicos estão levando vantagem na cooptação , basta comparar os números de protestos de esquerda que reúnem alguns poucos mil, e a marcha para jesus, que reúne quase 2 milhões em sua maioria jovens evangélicos de menos de 30 anos, ou as multidões dos festivais de musica gospel, também em suam maioria jovens.

Anônimo disse...

O mascu trollador das 13 e 25

Se você acha que, ninguém aqui esta percebendo que você ta atochando direto e ainda se identificando como mulher que você não e, se enganou.

Anônimo disse...


"Existem vários casos diários de conflitos entre professores progressistas de humanidades que pregam o secularismo em sala de aula e alunos/pais de alunos evangélicos nas escolas e periferia"

Vejo também, tipo uma escola onde boa parte dos alunos e evangélica, um professor de filosofia marxista entra em uma sala de aula onde metade dos alunos e evangélico pouco se lixa para isto o que lhe imposta são suas convicções pessoais, e diz " Deus e uma mitologia" imaginem a treta?

Anônimo disse...

A tal Gloria copiou e colou um comentário qualquer, só esqueceu que este comentário foi escrito no masculino ao se identificar.

Anônimo disse...

Existem três coisas entre as mais chatas na vida:

Festa hétero.

Discutir sexualidade duzomi.

E crentelho atendo na porta em um Domingo pela manhã.

donadio disse...

"Vejo também, tipo uma escola onde boa parte dos alunos e evangélica, um professor de filosofia marxista entra em uma sala de aula onde metade dos alunos e evangélico pouco se lixa para isto o que lhe imposta são suas convicções pessoais, e diz " Deus e uma mitologia" imaginem a treta?"

Olha, professor de filosofia, seja marxista ou não, não dá pitaco sobre a existência ou inexistência de Deus. Professor de filosofia explica qual o posicionamento dos diversos filósofos, e estimula seus alunos a discutirem o tema. Infelizmente, isso inclui explicar que Demócrito era pagão, Avicena era muçulmano, Aquino era católico, Spinoza era judeu, e Nietzche era ateu. Não dá para entender o pensamento de nenhum deles partindo do pressuposto de que eles eram ou deviam ter sido evangélicos. Infelizmente há gente que acha que discutir a filosofia de Demócrito pode se resumir a dizer, "ele não era cristão, portanto ele estava errado". Isso vai dar nota zero na prova, não tem jeito, e não é mesmo para ter jeito.

Agora, se alunos católicos, judeus, muçulmanos, umbandistas ou muçulmanos podem perfeitamente estudar a filosofia de Hegel, que era protestante, sem ter ataques de fanatismo, por que é que os alunos evangélicos teriam o privilégio de não estudar a matéria e ser aprovados mesmo assim?

Anônimo disse...

Querida Lola

Seu blog é MT bom !

Mas não possui deixar de dizer que ...


Não são todos religiosos ( evangélicos ... Budistas ....Católicos ... Espíritas ... Umbandistas ... Etc .... ) que são misóginos homofóbicos extremistas .... intolerantes ....
Não são tds ESSES RELIGIOSOS ...que detém algm crença em ente SUPERIOR que são maléficos ou fingem serem do bem e pregar a discórdia ....

Digo isso por mim e por uma boa qt de pessoas q tenho participação em grupo religioso ... Q simplesmente cultuamos a paz ... A boa convivência... Entre tds ...


Respeito e bondade sem esperar nada em troca ...

Não é PQ se entitula como católico .. Etc. ... É permitido ser taxado automaticamente como preconceituoso .... Maléfico .... HOMOFOBIA....

Primeiro é mais do que necessário não criar generalizações ....

A minha crença não é significativo de ser permissão para me rotular como homofóbica .... Etc ...

MARCELLA

fernanda melo disse...

Fui católica ate a adolescência. Me tornei protestante aos 19, depois por vários motivos frequentei varias denominações evangélicas mas desisti por que vi que era tudo igual. Nao descarto a possibilidade de voltar desde que me identifique com a pregação e a visão da igreja. Hoje nao conheço nenhuma denominação crista que me agrade

Anônimo disse...

Eu acredito em Deus,
e que Deus me perdoe pelo que vou falar
mas quando alguém tocava a minha campainha pra falar a palavra de Deus,
a primeira vez eu disse que estava ocupada,
mas daí falaram que era rápido
nao foi rápido,
e eu tive dificuldades de encerrar a conversa

Depois disso, eu passava a dizer, "espera um pouco"
e eles que esperassem até cansar.
as vezes tocavam a campainha de novo. Mas eu nao atendia nao.

Anônimo disse...

Esse texto é muito tendencioso,não somos obrigadas a concordar com a ideologia de gênero, que afirma que NINGUÉM NASCE HOMEM ou mulher,é tudo construção social.Se for assim vamos proibir as crianças de serem registradas com nomes masculinos ou femininos até ela escolher a qual gênero pertence,vamos usar nomes neutros.
As pessoas não podem ter opiniões diferentes que já são chamadas pejorativamente de reacionárias e conservadoras.Uma coisa é questionar e discutir,outra coisa é OBRIGAR as crianças a seguirem esses conceitos sem ter maturidade para decidir suas orientações.

Anônimo disse...

Se vc discordar de qualquer coisa nesse blog é chamado de mascu, mesmo sendo mulher,quando vc usa um termo para tudo acaba diluindo o real significado desse texto

Anônimo disse...

Mas é assim mesmo, anon das 17:15. Os meninos não nascem gostando de azul, de brincar de carrinho, de jogar futebol e muito menos nascem achando que mulheres de saia curta são vadias. Assim como as meninas não nascem gostando de cor de rosa, de brincar de boneca, obcecadas com beleza e muito menos odiando umas às outras. Tudo isso é ENSINADO às crianças pra que quando crescerem não questionem esses papéis de gênero ridículos que vocês machistas inventaram pra elas. Aliás, falando nesse negócio de cor de menino e de menina, sabia que a menos de 50 anos atrás era o contrário? Rosa era considerado cor de menino, porque era uma variante do vermelho, e azul era cor de menina, porque era a cor do manto da virgem Maria. Seu avô usava roupas cor de rosa enquanto sua avó vestia azul. Sabe o que é ideologia de gênero? É isso que vocês fazem, dizendo que menino é assim, menina é assado, fazendo lavagem cerebral nas crianças e surrando as que saem desses padrõezinhos patéticos porque são covardes demais pra sair dos seus quadradinhos e deixar as pessoas serem quem elas realmente são.


Camilo, eu sei que você tá feliz de ver terroristas avançando, que você sonha com a possibildiade de matar quem não olhe pra você, estuprar mulheres sem ser punido, apedrejar homossexuais em praça pública e blá blá blá por que você não vai chupar uma piroca, hein? Leve o chorão e o caçador de comunistas com você pro motel e façam um menáge a trois.

Anônimo disse...

"Uma coisa é questionar e discutir,outra coisa é OBRIGAR as crianças a seguirem esses conceitos sem ter maturidade para decidir suas orientações."

Diz o indivíduo que grita e bate no filho se ele pegar numa boneca, que só veste o menino de azul, que ensina o coitado a assediar mulheres na rua, que leva o adolescente de 14 anos no prostíbulo pra que ele não "vire gay", que bate nas pernas da filha pra que ela as mantenha fechadas, que cobre a menina de rosa da cabeça aos pés pra que ela não "vire sapatão", que proíbe a menina de usar tons de batons e saias acima do joelho porque "é coisa de vadia", que diz que mulher tem que "se dar ao respeito". Até onde a hipocrisia e a cara de pau dos reaças vai?

Anônimo disse...

Anon 19:25

O que eu quero dizer é que se nasceu com buceta a mãe vai colocar o nome da filha de Lola,Renata,Samantha etc nasceu com pênis a mãe registrar como Jonas,Rafael,Pedro etc
Se ninguém nasce com o sexo definido pra que registrar com esses nomes?
A minha filha brinca de boneca,porque ela adora!!Agora por causa da ideologia de gênero eu tenho que comprar um boneco do ben10,uma bola,pintar o quarto dela de azul e obriga-la a brincar com esses brinquedos que ela não gosta??
Anon 19:32 o menino pode sim brincar de boneca,eu mesma já brinquei com meu irmão muitas vezes de casinha.Ele adorava ursinho de pelucia,eu detestava.Agora o que o governo quer é discutir sexualidade com crianças que não tem maturidade formada.
Cada criança e adolescente tem o seu próprio tempo para entender sobre sexualidade,é uma descoberta natural durante seu crescimento físico e psicológico, e aí sim ele pode entender mais sobre as questões de gênero.

donadio disse...

"Cada criança e adolescente tem o seu próprio tempo para entender sobre sexualidade,é uma descoberta natural durante seu crescimento físico e psicológico"

Não é "uma descoberta natural". É algo que, como você não aprende nem dos seus pais nem dos seus professores, acaba aprendendo na "cultura secreta" dos pátios de recreio, misturado com milhões de preconceitos, superstições e crendices sem o menor fundamento, e distorções e meias-verdades que às vezes são ainda piores.

Anônimo disse...

Anon das 20:11 os dois comentários anônimos são meus; não consegui me expressar como queria no primeiro e então fiz o segundo. Mas vamos lá discutir:

Imagino que você é uma dessas pessoas que acha que sexualidade se resume a transar e nesse caso você está redondamente enganado. Já ouviu falar em sexualidade infantil? O trabalho de Freud, em 1905, Três Ensaios sobre a Teoria da Sexualidade delineou uma teoria da desenvolvimento psicossexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico (3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo, seguida de um período de latência da sexualidade (6 anos a puberdade) e o estágio da genitália ou adulto. Como você vê nenhum desses estágios de sexualidade infantil envolve fazer sexo.

O que uma criança dessa idade que você mencionou aprenderia sobre sexualidade então? Bom, crianças sabem que existem casais. Não sabem muitos detalhes sobre sexo, mas sabem que existem casais que se amam. Na escola as crianças aprenderiam que existem casais de dois homens, de duas mulheres, de homem com mulher e que todos esses casais se amam e merecem respeito. Só isso. É esse tipo de coisa que você não quer que as crianças aprendam? Quer que elas continuem sem respeitar os outros? Ou você está no grupo de imbecis que acreditou que passariam filmes pornôs nas salas de aula? Mal aí, mas nessa nem minha avó de 79 anos acreditaria.

E eu já disse que ideologia de gênero é o que você faz com sua filha. Quando soube que teria uma filha, de que cor eram as roupinhas que você comprou? As meias? Os sapatos? Os lençóis? Tudo rosa. De que cor pintou o quarto dela? De rosa. De que cor eram os brinquedos de bebê dela? Rosa. De que cor eram as roupas novas dela? Rosa. Quando ela pedia um brinquedo, de qual cor você comprava? Rosa. Depois de todos esses anos colocando indiretamente na cabeça da sua filha que rosa é cor de menina e que, portanto, ela deve gostar dessa cor, você pergunta (se é que você se deu a essa trabalho) qual cor ela gosta e ela diz que é o rosa.

Assim que ela nasce ganha uma boneca. Você enche o berço de bonecas. Quando ela quer brincar, a primeira coisa que colocam nas mãos dela é uma boneca. Quando ela pede um brinquedo vão imediatamente perguntar qual a boneca que ela quer. Quando ela pega um brinquedo de menino, tiram da mão dela e entregam uma boneca. O irmão ou priminho pegam uma boneca e ela ouve os dois levando bronca e apanhando por que "Menino não brinca com brinquedo de menina", nem menina com brinquedo de menino. ela deduz, sob pena de levar bronca e apanhar. Então, quando perguntam do que ela gosta ela responde que é uma boneca.

Poderia dar vários outros exemplos. Vocês tem sim uma ideologia de gênero e até sem perceber fazem uma lavagem cerebral nos próprios filhos pra que eles se encaixem nso estereótipos de gênero em que vocês acreditam.

Camila disse...

Lola, acabei de ver na TV a propaganda do profissão reporter com você! Vai passar na terça! Falaram que foram atrás de pessoas que te perseguem na internet... Será que falaram com aqueles mascus? Não perco o programa por nada!!!

lola disse...

Pois é, Camila, estarei no Profissão Repórter desta terça! Vai ter mais um monte de pauta, então não sei o quanto vão mostrar. Espero que mostrem um pedacinho da palestra em Quixadá, sertão cearense, que foi muito emocionante! Olha, Guilherme e Ricardo, repórter e cinegrafista, foram até Curitiba. Tentaram entrevistar o Marcelo, que saiu correndo e em seguida parece que correu atrás deles (vai ser hilário se mostrarem o Marcelo covardão apavorado na TV), e pelo jeito entrevistaram o Emerson, que deve ter falado 50 horas sobre todas aquelas teorias conspiratórias dele que ninguém acredita (que ele é o Nessahan, que ele é uma pobre vítima inocente que sofreu um assassinato de reputações, que eu existo para arruinar a vida dele, que ele foi enganado pela Rafaela etc etc etc -- uma coisa que descobri sobre o Emerson é que ele te acusa de tudo que ele fez e faz! Tipo: ele me acusa de corrupção, quando quem dá golpe é ele; ele me acusa de não saber falar inglês, quando quem fala um inglês macarrônico é ele; ele me acusa de comprar meu diploma, quando quem comprou diploma de engenheiro foi ele -- tem processo no CREA-PR contra ele. Logo, quando ele me chama de pedófila, é porque aí tem...). Tomara que não gastem muito tempo mostrando aquele fascista inútil.
Bom, bora ver! Alguém sabe o horário em que o programa vai ao ar na terça?

Zrs disse...

Retrocesso aos rodos estamos vendo.
Mesmo quando temos o respaldo do papel, ainda é um baita desafio desenvolver certo temas no ambiente escolar (em vistas da direção de algumas escolas, do posicionamento de alguns professores, falta de conhecimento, etc), cito aqui a lei 11.645, e as dificuldades em abordar, por ex, as religiões de matriz afriacana.

Anônimo disse...

"Se ao invés de propor um acréscimo ao currículo as escolas tivessem simplesmente feito projetos sobre estudos de gênero e sexualidade, fora do currículo oficial, essas mulas acéfalas não saberiam de nada e não poderiam se promover com escândalos mentirosos".

Concordo com a anon das 13:16, pois esse é aquele tipo de "revolução" q começa de baixo pra cima, não de cima pra baixo (sem querer "cagar regra", é só o q eu acho mais vantajoso).

A escola onde eu estudei já contemplou esse tema, muito antes de tudo isso vir em questão (é certo q com um pouco de superficialidade, mas já era alguma coisa) e muitos escolas hj tb abordam; mas e agora? Com tudo isso nossos ilustríssimos representantes, essa gente q nos quer super bem, tomaram nota e agora vão querer proibir. É pessoal, a partir de agora só poderemos nos comunicar através de sinais e mensagens subliminares, boa sorte a todos

Anônimo disse...

Sem falar no mais importante, q essa turma tá mesmo só interessada em se promover em cima desses escândalos fabricados, distorcem as iniciativas para angariarem mais votos

É só com isso q esses cretinos estão preocupados, até parece q eles movem alguma palha pela educação dos nossos filhos

Anônimo disse...

Só faltou explicar porque, enquanto você só xingou o cara por ter uma opinão diferente da sua ele explicou o que ele pensa sem ofender ninguém.

fernanda melo disse...

Um anônimo aí disse e eu assino embaixo. Ideologia de gênero a nossa sociedade ja faz há muito tempo. Se alguém acha que desconstruir esse tipo de preconceito vai fazer todo mundo virar gay eu só consigo rir

Anônimo disse...

Estou indo embora desse país de merda, sei que frase parece coisa de coxinha, mas a realidade é que perdi as esperanças nessa terra, que só sabe eleger ladrões, que acredita nesses picaretas bandidos de pastores evangélicos, e estão entregando o rumo da nação para esses pilantras,estou exausto desse povo ignorante,violento, que faz por merecer c.a.d.a u.m.a das mazelas que enfrenta, porque é covarde, porque tem medo do futuro, e é incapaz de se articular, que quando faz faz em apoio do que há de pior e mais atrasado,graças aos deuses posso ir embora, fico com dó de quem fica, e vai sofrer nas mãos de uma sociedade totalmente estúpida.

Anônimo disse...

Eu só gostaria de lembrar a vocês que todas essas pessoas aí foram eleitas. Abraços.

Anônimo disse...

Acho que respeito à diversidade de gênero tinha que ser incentivado na escola. Como? Estudando gênero com professores que tenham esse princípio. Mas, infelizmente, a imensa maioria dos professores não tem esse respeito. Sou professora, estou falando com conhecimento de causa. É cada coisa preconceituosa e machista que eu ouço na sala de professores, minha deusa! Então acho que os profes, no geral, não estão preparados pra falar de gênero sem antes ter uma super lega power plus preparação, que não é qualquer cursinho de uma semana que vai dar. Pronto, falei.
Juliana

Anônimo disse...

Parabenizamos todos os vereadores de São Bernardo do Campo por essa grande iniciativa de combater de forma eficaz toda essa doutrinação espúria, incorreta e imoral que assola esta Nação e tenta de todas as formas mais sórdidas e sorrateiras acabar com a família, que é a base da sociedade.

fernanda melo disse...

Quem acaba com a família é o próprio machismo que faz da esposas de vocês pessoas de segunda classe.submissas. Que faz com que o homem possa tudo e a mulher tenha que aguentar calada. Dai quando ninguém mais quer ter uma família tradicional a culpa é dos gays do PT da Dilma menos culpa dos próprios homens pela forma como tratam as mulheres. Se você é um homem de bem que preza pela família comece cuidando da sua

Anônimo disse...

"Eu só gostaria de lembrar a vocês que todas essas pessoas aí foram eleitas. Abraços. "

Só pra completar, não adianta meter o pau em vereadores, senadores, deputados etc. se tem uma enorme parcela da sociedade apoiando tudo isso aí. Por ação, apoio ativo no voto, ou pela omissão em ver a coisa acontecendo e falar foda-se, não é da minha conta, não me afeta em nada. Politicamente somos muito imaturos e o resultado é isso que estamos vendo acontecer.

Anônimo disse...

Essa onda conservadora, financiada por interesses econômicos (a religião puxa o voto e o patrocínio faz o político), é só um reflexo da pobreza cultural e intelectual do brasileiro-padrão. E não estou falando só de ensino, apesar de sabido que a religião vulnerabiliza os mais pobres. Gente com faculdade, mestrado, doutorado etc. também pode e não raro é paupérrima do mínimo de visão política e conhecimento das mecânicas estruturais da sociedade, o que de fato move essas engrenagens. E brasileiro também gosta de dizer que detesta política. Só que como o Lulão já disse, o problema disso é que quem comanda o país, gosta (e ganham muito bem pra isso).

"dizem que o filho será "transformado" em gay ou menina (não chegam a uma conclusão sobre o que seria pior)"

O gay masculino é execrado pela mentalidade conservadora porque o homem neste caso estaria rebaixado à condição de mulher. No fundo, tudo recai sobre a mulher e existem razões políticas para que isso aconteça e se mantenha por tanto tempo na sociedade. Um poder esvaziado, que custa muito dinheiro mas poder da mesma forma. Dilma no poder não faz do Brasil um país feminista e com muita razão é dito que ela só ascendeu porque um homem, no caso o Lula, deu a ela validação - exatamente como funciona para as demais mulheres no Brasil, ricas ou pobres.

Anônimo disse...

Toda generalização é ruim. Mas vejo a religião católica, especificamente a Igreja, como um câncer no mundo.