segunda-feira, 23 de novembro de 2015

GUEST POST: O DIA EM QUE VI BOLSONARO DE PERTO. E SIM, TIVE MEDO

Grafite em algum lugar do país

Hoje vi que seguidores de Jair Bolsonaro (PP-RJ) descobriram um vídeo que o ótimo Canal das Bee fez em dezembro, sobre o político de extrema direita gritar pra Maria do Rosário (PT-RS) que ela não merecia ser estuprada (é bom lembrar que essas declarações de merecer e não merecer ser estuprada sempre caminham juntas, e ambas constituem uma ameaça).
Em poucas horas, os bolsomalas já descolaram 21 mil dislikes contra o vídeo. O objetivo é tirar o Canal das Bee do ar.
Uma notícia relacionada: em maio, um outro militar que se tornou deputado, Alberto Fraga (DEM-DF) gritou para a deputada Jandira Feghalli (PCdoB-RJ) "Mulher que bate como homem, tem que apanhar como homem também". 
Como disse Jandira, "Num país em que uma dezena de mulheres morrem por dia, maioria por violência, é um absurdo essa fala". 
Foi aberto um processo no Conselho de Ética da Câmara contra o deputado. Numa decisão absurda, este processo foi arquivado agora. Hoje às 16h haverá um tuitaço com a hashtag #ViolênciaNãoSeJustifica.
Outra coisa sobre o Congresso: está circulando uma petição pedindo o fim das candidaturas de líderes religiosos para cargos políticos. Eu já assinei, mas reconheço que isso rende uma discussão boa. E é isso que eu quero, discutir (aproveitando também para discutir por que igrejas deveriam pagar impostos). Além de um Estado laico, claro.
Mas, voltando a Bolsonaro, na sexta, recebi email da Taty, uma jornalista querida que mora em João Pessoa. Ela relata:

Taty e seus amigos em frente à Câmara
Moro em João Pessoa e semana passada comecei a receber nos grupos de whatsapp um convite para uma espécie de jantar-palestra com o  "digníssimo" deputado federal Jair Bolsonaro. O convite custava cem reais. Lembro que brinquei que nem se alguém me desse mil eu iria. 
Mas aí a "digníssima" vereadora Eliza Virgínia (PSDB-PB), sim, uma mulher, resolveu que seria uma boa ideia levá-lo até a Câmara Municipal para uma audiência pública que iria discutir “O Momento Político Atual”. Entende-se por audiência pública um espaço para que a sociedade possa debater numa casa legislativa, mas não foi isso que aconteceu.
Bolsomalas na Câmara
Trabalho muito perto da Câmara Municipal e resolvi acompanhar a pretensa audiência. A confusão se formava logo na entrada. Policiais e seguranças impediam que pessoas contrárias ao pensamento reacionário entrassem num local que a princípio, "é do povo". 
Manifestantes contrários
ao fascista foram impe-
didos de entrar
Talvez pela minha credencial de jornalista, ou mesmo pelo salto alto e roupas comportadas que estava usando, me deixaram entrar. A galeria já estava cheia, e a cabine de imprensa também, mas todos os presentes vestiam camisas com slogans de direita, apologia ao golpe militar e a favor da "família tradicional cristã". 
Eram jovens. 
Me senti encurralada. 
Num determinado momento me assustei. 
Índios atingidos com spray de
pimenta em frente à Câmara
A PM jogou spray de pimenta nas pessoas que tentavam entrar, duas portas de vidro foram quebradas. Eu tremia muito, meu celular não estava conseguindo fazer fotos ou vídeos, eu precisava de algum registro, e mandei áudios para alguns amigos.
Do lado de fora, manifestantes a favor de Bolsonaro se posicionavam, protegidos por seguranças particulares, fechando a entrada da Câmara Municipal. Houve tumulto, gritaria, corre-corre. E o dito cujo convidado especial nem havia chegado ainda. 
Manifestante contra Bolsonaro atingida
por spray protesta que só simpatizantes
do deputado puderam entrar na Câmara
Quando a "audiência pública" finalmente começou, foi um espetáculo tosco, grosseiro e medíocre do que há de mais reacionário que se possa imaginar. 
Bolsonaro amedronta. 
Algo naquele olhar me causou náuseas.
As falas dos vereadores, de "líderes políticos", de certos jornalistas e dos manifestantes a favor do deputado foram uma soma de ignorância e estupidez. Bolsonaro prega a intolerância, o preconceito e o atraso, e ele estava sendo aplaudido por isso.
Dentro da Câmara, algumas mulheres fazem sinal de coração para Bolsonaro (foto da Taty) 
Mulheres jovens gritavam "Bolsonaro, a gente te ama!", e eu tive vontade de vomitar. Não se falou em nenhum momento de política, democracia, inclusão, direitos... Foi uma audiência pública que só serviu pra mostrar que existem pessoas dispostas a compartilhar sua própria demência, que existem pessoas que aceitam que uma mulher mereça ou não ser estuprada, que certos seres humanos acreditam que quem não se encaixa num padrão determinado por eles merecem a desgraça.
Foi uma sessão surreal de idiotice. Dos vereadores que subiram à tribuna para endeusar o execrável, aos manifestantes que apoiam a volta da ditadura militar. 
Pessoas jovens, repito. Jovens tão preconceituosos e equivocados... Que futuro nos aguarda?
Em determinado momento meu asco se tornou insustentável e saí do plenário. Com um celular emprestado fiz algumas fotos e saí. Com um nó na garganta. Com medo.
O barulho e o colorido do lado de fora me fizeram crer que ainda existe esperança. 
Ainda com repressão policial, ainda com spray de pimenta, e ainda com o achincalhe ridículo e desprovido de qualquer nível de conhecimento social dos apoiadores do demônio. As pessoas cantavam e gritavam palavras de ordem contra o Bolsonaro. Pessoas jovens... talvez o futuro ainda guarde certa esperança.
Ainda acredito que a maioria não pensa como ele, que ainda posso ter fé (veja que ironia) que o conservadorismo não vai tomar todas as esferas de poder desse país. Ainda creio que essas pessoas estão só tentando aparecer, ser protagonistas de algo, mesmo que seja algo que não entendam. Meu vizinho de garagem tem um adesivo "Bolsonaro presidente" colado no carro... mas ele é jovem, talvez mude de ideia, talvez ele finalmente entenda o quanto está sendo ridículo.
Hoje tive vergonha da minha cidade, dos vereadores que estavam presentes e daquelas pessoas que faziam um papel de trouxa. 
Tive vergonha. Mas também tive medo.

125 comentários:

Vicky_ disse...

Avisando: O número de Likes ou Deslikes de um vídeo no Youtube não vai sozinho tirar um vídeo ou canal do ar, esses bolsanetes não são um exemplo de inteligência, viu.

Além de serem uns tremendos malas violentos. Nada diferente do ídolo deles.

Rafael Cherem disse...

Igrejas e templos em geral devem continuar isentos de tributos, lembro que a tributação é também uma forma do Estado de promover ou deixar de promover algumas atividades, vocês devem se lembrar do IPI dos produtos domésticos, da mesma forma, tributar igrejas poderia acarretar privilégio de algumas em detrimento de outras, incluindo ai as igrejas pobres,e os templos de religiões menores, como as africanas.Outra coisa, não faria diferença para muitas, visto que o dízimo, o dinheiro do tráfico, do jogo, da prostituição,da corrupção passa por seus cofres,para essas pagar X ou Y ao Estado só lhes daria um viés de correção. Não desconheço que essas igrejas evangélicas são lavanderias de dinheiro e estelionato, creio que seria interessante agravar as penas desses crimes utilizando-se de igrejas.

Quanto a proibição de líderes religiosos se candidatarem, absurda por si só, é um segmento da sociedade, quer queiram ou não, se o cara é sério ou um pilantra reflete exatamente os eleitores que tem.O problema do voto evangélico é o discernimento do eleitor evangélico que é prejudicado, com grave dificuldade de entendimento,mas isso de certo modo é do eleitor em geral e culpa de nosso sistema politico estúpido, que não permite um debate amplo de ideias, sobretudo no legislativo.

Em realção ao Bolsonaro, explicável diante do nível de imbecilidade de alguns.

André disse...

Rafael Cherem,

Se o imposto for uma porcentagem do faturamento o tamanho da religião não vai ser um problema.

Rafael Cherem disse...

André, não é só isso, o Estado pode isentar umas em detrimento de outras e vai sim, 10% de bilhões para uma Universal não é nada, 10% de uma igrejinha que vive realmente de dízimo será.

Mila disse...

Nem nos meus piores pesadelos imaginava este ponto na política brasileira. Discordâncias fazem parte da democracia e elas são benéficas quando tratadas com lógica e sensatez. O que temos no nosso atual cenário político são berradores dos dois lados. Aqueles que se dizem de direita se acham no direito de serem escrotos, mal educados, "politicamente incorretos" e de cercear vozes discordantes. Por outro lado, há os que se dizem de esquerda que evitam as autocríticas que o governo do PT, bem ou mal o maior partido de esquerda, merece ouvir.

Acho muito pertinente essa petição de proibir a candidatura de líderes religiosos (e outros que legislam em favor de suas convicções pessoais). Eles possuem currais eleitorais, dinheiro para campanha e passam por cima da liberdade individual para impor para todos o que vociferam em seus templos. Um dos meus critérios de voto foi justamente eliminar das minhas opções de voto Pastores e quem se declarava religioso

Anônimo disse...

Bom, conheço bastante sobre como funciona o youtube e posso dizer que dar vários dislikes nunca vai tirar um video ou um canal do ar (olhem "Baby" do Justin Bieber, por exemplo, mais de 5 milhões de dislikes e não caiu).

No máximo o que eles vão conseguir fazer é serem bem chatos e talvez, se forem bem persistentes, levantar algumas falsas flags, mas o youtube vai verificar e confirmar que não tem nada de errado.

O sistema do youtube também conta dislikes para definir um vídeo popular, então eles estão ajudando com divulgação e se o canal monetiza os vídeos, eles vão ganhar bastante dinheiro com esse monte de gente clicando no vídeo e dando visualizações para bostejar nos comentários.

Sobre o Bolsonaro, nem sei o que comentar, dá vontade de vomitar só de ver que isso tem seguidores e "fãs".

Anônimo disse...



a) Sou professora de História e estou abismada com a política nacional temos atualmente o pior congresso nacional de todos os tempos que não quer resolver a crise quer que ela dure eternamente.

b) Para piorar os conservadores querem reescrever a História estou vendo a hora de ler que os negros foram culpados pela escravidão e que inventaram o racismo

c) Estes grupos conservadores não estão interessados em acabar com a corrupção, eles querem mesmo é acabar com direitos sociais

cassioserafim.com disse...

Segundo o Mapa da Violência elaborado pela Faculdade Latinoamericana de Ciências Sociais, a Paraíba teve quase triplicou os registros de feminicídios entre 2006 e 2013.

É preocupante que mulheres sejam usadas para difundir a imagem e as ideias de um homem que é contra elas e contra nós, homens gays e héteros que não se conformam a um projeto identitário hegemônico. E é desconcertante que uma vereadora de João Pessoa atue como arauto de Bolsonaro.

Anônimo disse...

"b) Para piorar os conservadores querem reescrever a História estou vendo a hora de ler que os negros foram culpados pela escravidão e que inventaram o racismo"

Professora,
Isso já aconteceu, vide Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil e similares.

Anônimo disse...

A violência contra a mulher repercutiu hoje no programa Encontro da Globo

http://globoplay.globo.com/v/4627525/

http://globoplay.globo.com/v/4627531/

Anônimo disse...

O que tem no guia politicamente incorreto? Eu li umas partes e não entendi o seu comentário. ...

Anônimo disse...

Nossa, que texto cheio de Ad hominem e argumentação rasa. Resumo de tudo que ela falou: eu não quero o Bolsonaro pra presidente porque não gosto dele, não quero ir num jantar com ele e as pessoas que concordam com ele são burras. Que medo disso.

Depois querem dizer que não são a favor da censura.

Rafael Cherem disse...

Com uma oposição tão patética o PT não precisa perder o sono, leva em 2018 de novo

Odara disse...

Eu tenho muito medo do crescimento dos que defendem o ódio... um cara como esse Bolsobosta com fãs?
Tenho 44 anos e cresci vendo a luta pela democracia. O que vejo hoje é um retrocesso imenso e apavorante!
Idiotas sempre existiram mas é inegável que esse discurso vem ganhando força nos últimos anos e a quantidade de gente pedindo intervenção militar e apoiando um monstro desses é uma prova disso!
Medo, medo, medo :(

Anônimo disse...

"Outra coisa sobre o Congresso: está circulando uma petição pedindo o fim das candidaturas de líderes religiosos para cargos políticos. Eu já assinei, mas reconheço que isso rende uma discussão boa. E é isso que eu quero, discutir (aproveitando também para discutir por que igrejas deveriam pagar impostos). Além de um Estado laico, claro."

Sou bem a favor que qualquer instituição religiosa pague impostos como qualquer outra instituição. As doações e ofertas poderiam ser objeto de declação no imposto de renda, também, ajudaria a dar mais transparência às coisas.

Mas não sou a favor da proibição da candidatura de ninguém, mesmo os tais fichas-sujas. Ser candidato é uma coisa, ser eleito depende de votação (em si ou na legenda) e as pessoas podem sim votar de acordo com suas capacidades, maturidade, conhecimento ou falta de tudo isso sob o risco de elitizar o voto. A gente não vive mais na ditadura e se temos Tiriricas e Bolsomitos no poder, é porque uma cacetada de gente votou neles.

Anônimo disse...

14:21,

"ler que os negros foram culpados pela escravidão e que inventaram o racismo", entre outros absurdos que você deve ter perdido tempo em ler.

Rafael Cherem disse...

Retrocesso mesmo Odara, de prático o que eles ganharam até agora? Só atrasam as discussões mas depois acabam perdendo, vide como foi o caso do divórcio, e outros avanços posteriores, não se assuste, é moda.

J.M. disse...

E eu, vivendo aqui numa cidadezinha do interior do norte do país, achava que esses doentes (vulgo bolsonaretes) eram uma excentricidade do sudeste ou mesmo simples trolls, até ver colegas de faculdade (mulheres inclusive) assegurando seu voto a essa coisa execrável em 2018 (e sem zoação nenhuma). Agora acredito que a ameaça desse "demônio" governar o país não é mais uma simples piada.

Anônimo disse...

Tá escrito isso lá? Sério, vou achar o livro aqui para procurar! Eu juro que não vi isso. ..
Que absurdo, e o livro fez o maior sucesso. Que merda!

Odara disse...

O pior é que eu me assusto muito! Tenho medo de até onde essa moda pode chegar. ..

Anônimo disse...

Se homens votaram na Dilma e outros apóiam a Lola..por que mulheres não podem apoiar Bolsonaro?

Anônimo disse...

Bolsonaro na presidência e Lola expulsa do Brasil

Professor Bolivariano disse...

Concordo plenamente com você. E digo mais, eles já culpam os negros pela escravidão (usam como argumento o fato de existir escravidão na África no século XV, provando que reacionários não entendem nada de história), e acusam os negros de estimularem o racismo (sempre que um negro denuncia um comportamento racista, os racistas afirmam que "pertencemos todos a uma mesma raça, a 'raça humana'" ou o argumento mais deprimente de todos, o racismo reverso.

J.M. disse...

"por que mulheres não podem apoiar Bolsonaro?"

---> Quem disse que não pode? Ignorância e loucura (e em se tratando de uma mulher que faz S2 pro "bolsomito" ambas já atingiram o nível hard) não escolhem gênero.

Alana disse...

Esses filhotes de cruz credo dos comentários são patéticos. -_-

Professor Bolivariano disse...

Simples, porque Dilma e Lola não são misandricas, não odeiam homens. Elas, mais especificamente a Lola, combatem o machismo, que é a opressão masculina sobre a mulher é o fato de eu e você sermos homens não nos tira a responsabilidade de condenar e lutar contra o machismo. Já o Bolsonaro é misógino, desrespeita e desmerece as mulheres, defende que mulher deve ganhar menos que homem porque engravidam. Portanto, quando uma mulher defende o Bolsonaro, ela está legislando contra si mesma.

AEPC disse...

Lola, gostaria só de tecer um comentário para evitar generalizações errôneas...
Gosto muito do seu blog, e me considero feminista, apesar de não ter uma visão política alinhada à sua (acredito no liberalismo econômico, e odeio intervenção estatal).
E além de ser mulher feminista, sou também capitão do exército. Sim, a grande maioria dos militares são machistas e homofóbicos terríveis (sofro muito com isso diariamente), apesar de ter gratas surpresas de pessoas com pensamentos muito diferentes, homens feministas muito esclarecidos (principalmente nas carreiras tecnológicas do exército - não combatentes).
Mas sobre golpe militar... É difícil você encontrar um militar (oficial) que defenda de maneira séria uma intervenção militar nos dias atuais... Ainda existe um ou outro bitolado, mas são a minoria. Quem defende esse ato inconstitucional na grande maioria são pessoas civis mesmo... (minha mãe, por exemplo, com quem tenho discussões frequentes a esse respeito)

Anônimo disse...

HAHAHA

Lola, se o bolsonaro te quisesse, tu trocaria teu fantoche de papelao na hora por ele. Ele é bonitao e teu marido nao é mais!

Anônimo disse...

Uma figura patética e completamente imbecil e inútil como esse tal de bolsonaro é "aclamado" pelos acéfalos tupiniquins, enquanto q sua versão ianque (outro traste chamado trump) é totalmente execrado. Brasil é uma eterna colônia mesmo, lula bem q "tentou" (será?) mas o brasil nunca vai deixar de ser quintal dos estados unidos

Anônimo disse...

Gente, nos estamos com uma discussão adulta aqui, vamos colocar as crianças pra fora?

lola disse...

Ha ha, vou deixar o comentário do mascutroll das 15:44, porque eu me diverti. Fiz essa pergunta faz pouco tempo no Twitter: VC NAMORARIA UM ELEITOR OU ELEITORA DO BOLSONARO? E claro que na minha timeline a resposta unânime foi NUNCA. Então, sei lá, filhote de cruz credo, a gente não namoraria nem quem vota no Bolsonaro. NUNCA que namoraria um Bolsonaro. O sujeito é repulsivo, entende?
Mas, se vc o acha atraente, tente alguma coisa com ele, ué. Dou toda a força!

Anônimo disse...

"Mas sobre golpe militar... É difícil você encontrar um militar (oficial) que defenda de maneira séria uma intervenção militar nos dias atuais... Ainda existe um ou outro bitolado, mas são a minoria. Quem defende esse ato inconstitucional na grande maioria são pessoas civis mesmo... (minha mãe, por exemplo, com quem tenho discussões frequentes a esse respeito)"

exatamente, é a minoria da minoria da minoria......... se tem uma coisa que a ditadura ensinou é que esse abacaxi custa caro e não vale a pena

Anônimo disse...

Abre o jogo Lola VC paga pro cara se fingir de marido seu...

Anônimo disse...

Lolinha, tô achando - e não é de hj - que esses mascus querem seu marido. Primeiro essa história que eles acham injusta do seu marido "ariano" casado contigo... agora querem te empurrar o Bolsonaro...

lola disse...

Anon das 16:12 disse: "Abre o jogo Lola VC paga pro cara se fingir de marido seu".
Anon, vc está atrasado em uns 3 ou 4 anos. Isso de dizer que meu marido não existe os mascus diziam, mas já faz tempo. Agora a onda é ameaçá-lo de morte e fazer blogs falsos em seu nome.
Atualize-se!


Anon das 16:32, às vezes tenho essa impressão também. Mascus certamente são obcecados pelo maridão. Mas nem vem, que eu cheguei primeiro! Há 25 anos, aliás!

Jonas Klein disse...

Olá Lola

Após algum tempo fora too de volta.

Sabe o Bolsonaro e deputada (para a vergonha do RS) maria do rosário, estão entre as figuras mais lamentáveis que tem na politica brasileira, mas ambos desde que você não mecha com eles(as), são pessoas totalmente inofensivas.

Quanto ao Bolsonaro propriamente dito, eu acredito que maioria das pessoa que apoiam ele só fazem isso, porque não sabem quem ele e de verdade, pois quem acompanha as falas dele não apoia ele de forma alguma.

Um abraso

Alana disse...

Não conheço bolsonaretes minimamente inteligentes. Minha namorada sofre com comentários reaças diários que ela ouve no trabalho dela e, infelizmente, comigo não é diferente. O diferencial é que eu sou beeeem menos paciente.

Anônimo disse...

Anon das 15:44 Bolsonaro, bonitão? Com aquela cara de mascu mal passado no dia dos namorados? Você tá com febre, foi picado por uma mosca estranha, tomou ácido... ou é bom e velho "Quem ama o feio belo lhe parece"? Você é tão apaixonado pelo Bolsonaro que acha ele lindo mesmo com aquela cara de cu?

Anônimo disse...

Esse anon 17:08 tem uma inveja de mulher. Já repararam?
Pior que ele não está errado. Somos muito melhores que vc mesmo, querido.

Jan Ribeiro disse...

Poxa Lola, meu coração também se enche de tristeza ao saber de coisas assim. Algumas vezes também senti medo em situações semelhantes, medo e vergonha de ter esse medo. Ser combativa é um desafio tremendo em tempos de tanto ódio. Todo mundo se odeia por tudo! Por esses dias vi pessoas achincalhando Lázaro Ramos depois de ele ter dito que as crianças não têm referências, que faltam heróis negros e por isso ele se viu motivado a escrever um livro voltado ao público infantil.

Encontrar força e apoio em figuras como você e tantas outras escritoras contemporâneas tem sido maravilhoso!

Anônimo disse...

Lola,
Eu acabo de começar a achar que o Jonas é um fake utilizado por pessoas diferentes em fases distintas, entende? Quando ele "foi embora" estava escrevendo bem melhor (abraso? e outros erros! ). Pensando bem, quando ele "voltou "da última vez é que estava escrevendo melhor...
Ou seja, era a pessoa A, voltou B e agora A novamente!
Kkkkkk
De qualquer forma, um Jonas incomoda muito gente!

Jonas, me diga uma coisa: como você inclue o Bolsobosta em um discurso assim -"desde que você não mecha com eles(as), são pessoas totalmente inofensivas."?
Inofensivo? Um cara que semeia um discurso de ódio desse?
Explica, deve ser uma ótima explicação. ...

Anônimo disse...

Choro de rir desse povo que fala "Bolsomito", porque pra mim essa palavra é a união de "Bolsonaro" + "vômito" - o que é um apelido bem adequado pra essa criatura dos infernos. XD

Mas, apelido por apelido, prefiro "Bolsonazi", que combina bastante com as ideologias que ele prega.

Vanessa vasconcelos disse...

Vai chupar o pau do bolsonaro vai babaca. Deixa a lola em paz cuzao.esse daí gosta mais de rôla do que todas nós juntas kkkkkkkk

Anônimo disse...

Achei hilário essa parte: "aproveitando também para discutir porque igrejas deveriam pagar impostos". Não é nem "se igrejas deveriam pagar impostos", é "porque". De fato, uma amante do debate.

Anônimo disse...

Talvez seja uma pergunta idiota, mas esse grafite do Bolsonaro é de verdade ou é montagem?

Anônimo disse...

Sou do Rio de onde o Bolsolixo é tmabém infelizmente.

Um dia passando pela Alerj, Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, vi uma grande concentração de populares, mídia e políticos. Era o dia da posse do novo mandado de deputados estaduais.
Bolsonaro estava lá com a esposa(que parecia ser bem mais nova que ele)porque seu filho(ele tem mais 2 que são se elegeram> um como vereador da cidade e outro como deputado de São Paulo, sim esta merda se reproduziu 3 vezes)estava tomando posse pela 1ª vez como deputado estadual.
Fãs e a imprensa estavam loucos atrás dele e eu ali do lado. Aproveitei para ver a criatura de perto e fiquei bem impressionada.
Peguei o celular para registrar esse momento repulsivo e assim que ele me viu tirando foto, pousou para ela hahaha! Não sabia se ria ou se mandava tomar naquele lugar. Ele achou que eu fosse uma fã, cruzes!
Em seguida surgiu uma mulher miúda, negra com certa idade aparentando ser alguém super humilde e ignorante. Me perguntou se aquele sujeito era mesmo o deputado e quando disse bem raivosa que sim, a mulher foi correndo até ele para falar o quanto é fã! Deu pena...Pena de ver uma negra humilde agir daquele jeito idolatrando-o, justamente ele que sempre faz comentários racistas, machistas e aparenta não gostar muito de gente pobre.
Minutos depois surgiu outro fã jovem, branco, com um jeitão retardado ou simplesmente muito idiota e com cara de ser classe média. Esse fã como bajulava...tirou mil fotos com ele seu celular potente de última linha. Estava extremamente feliz.
E Bolsonaro? Sorrindo e dando entrevistas. Mas o que mais me incomodou foi a altiveza dele. Seu rosto e postura era de alguém com total certeza de que está certo, que se acha o maioral, arrogância total. Tive impressão por uns instantes que ele acredita piamente nas merdas que diz apesar de eu achar que usa o discurso conversador para ganhar prestígio e votos.
Segui meu caminho pensando como alguém desse naipe por existir livremente por aí enquanto que ele andava para pegar um daqueles carros preto de luxo com vidro escuro com motorista exclusivo oferecido pelo governo.

Jonas Klein disse...

Anon 17:39

"Inofensivo? Um cara que semeia um discurso de ódio desse?"

Ok isso eu ainda me disponho a responder.

Eu conheço o Bolsonaro relativamente bem, e já vi que ele só e agressivo assim, faz discurso de ódio, diz besteira tec. quando alguém ou algo contraria ele, enquanto a conversa esta no tom que ele gosta, o bolso ate consegue dialogar sobre qualquer coisa de forma civilizada, tanto que eu acredito que Bolsonaro ate já deve ter se arrependido de ter dito muita coisa, mas como ele não tem grandeza necearia para admitir que errou e pedir desculpas depois, fica o dito pelo não dito.


Acontece que uma pessoa como ele não serve para ser politico, pois politica envolve você saber lidar bem com as divergências e engolir desaforos sem baixar o nível, por isso mesmo ele sendo uma pessoa de direita também eu nunca votaria nele.

J.M. disse...

"Vai começar pela Lola que mimada que é no consegue ser logo deleta quem pensa diferente dela"

---> Pra Lola deletar teu pensamento contrário ao dela, é necessário que primeiro você pense, coisa que você, enquanto mascu bolsonarete, não sabe fazer. O que vocês fazem é vomitar covardia e agressão pelos dedos. Então, se quer defender seu amado e adorado "bolsomito", aprenda a escrever como um humano minimamente civilizado e não como um aluno de ensino fundamental xingando a coleguinha de feia, gorda e dentuça.

Bolsomito = bolsonaro + vômito kkkkkk sacada genial!

Anônimo disse...

Jonas,

Uma pessoa que é inofensiva se não for contrariada não é inofensiva criatura! Poder ser contrariado é indispensável para viver em sociedade!

Anônimo disse...

Um dos motivos dessa onda conservadora e direitista, é a falência do projeto da esquerda. Infelizmente, a forma de governo do maior representante da esquerda no Brasil, o PT, causou um estrago que vai demorar muito tempo para ser reparado. A total falta de ética, o cinismo e a canalhice em que o governo petista chafurdou, respingou em tudo aquilo que possa ser associado à esquerda no Brasil, inclusive na defesa dos direitos da mulher e das minorias.

Nesse ambiente tóxico, figuras como Bolsonaro e Eduardo Cunha prosperam.

Anônimo disse...

Por que a autora precisa frisar
:" uma mulher " a vereadora que levou Bolsonaro à audiência publica.?? Por que todo pensamento e opinião contrária á dos esquerdistas é chamada de" reacionário s"??
Cadê o respeito às diferenças e às opiniões contràrias? Se eu fosse do RJ votaria sim em Jair Bolsonaro,por ele ser coerente,ter atitude e zelar pela família.
Todos os episódios que falam mal dele foram manipulados pela mídia.
Taty

Anônimo disse...

(Viviane)
Esse bolsonaro é uma vergonha até para os militares... Para quem não sabe, foi graças a este episódio que ele se tornou conhecido e usou essa "fama" para entrar para a política:
http://tijolaco.com.br/blog/cadetes-voces-sabem-que-chamam-de-lider-a-um-terrorista/

Anônimo disse...

Esse seu discurso é como culpar a vítima!
A esquerda, que tirou milhares de pessoas da miséria e que defende os direitos humanos, saiu de minissaia e deu nisso: os intolerantes tiveram que multiplicar o discurso de ódio de todos!
Pronto, a culpa da intolerância é da esquerda! Que conclusão ótima! (SQN)

Anônimo disse...

Só vergonha não!
PERIGO mesmo!
Eu concordo com a autora e com a Odara:
Tenho MEDO

J.M. disse...

"Cadê o respeito às diferenças e às opiniões contràrias?"

---> Pois é, trollzin. Isso vale também para seu "bolsomito" ao impedir que quem pensa diferente dele participasse da audiência? Não, né... Dica: aprenda a interpretar textos.

Anônimo disse...

"Outra coisa sobre o Congresso: está circulando uma petição pedindo o fim das candidaturas de líderes religiosos para cargos políticos"

Perca de tempo, isto e inconstitucional, nenhum brasileiro deve ter os direitos politicos casados por questões religiosas, isto e perseguição. Estado laico e onde todas as religiões são aceitas, não onde religiosos não tem vez e vivem no limbo da representatividade.
Saiam da União Soviética, "o muro caiu meninas" Sec. XXI, estas pessoas tiveram votos, e quem votou nelas sabem exatamente o que defendiam e representavam, estamos em um páis e maioria cristã,aceitem que doí menos.

Anônimo disse...

"Poder ser contrariado é indispensável para viver em sociedade! "
É isso aí, falou tudo!

Anônimo disse...

Se escreve Bolsômito.

Anônimo disse...

anon 19:21

Vc vive em que mundo?

Vc sabe sobre os esquemas de corrupção bilionários envolvendo o governo e os aliados?
Vc viu as manobras que o governo fez para mascarar os problemas, e vender durante as eleições, um Brasil que não existia?
Vc acompanha os índices de inflação, taxa de juros e aumento do desemprego pornográficos da atualidade?
Vc vê petistas históricos abandonando a legenda, por acharem que o partido se afastou muito dos ideais da sua fundação?


E ainda quer comparar isso tudo a mulher estuprada por ter usado minissaia?

Um pouco de autocrítica vai bem.

Anônimo disse...

Com certeza essas pessoas só queriam tumultuar,VC estava lá pra saber?
Ah,VC nasceu homem ou mulher,já se decidiu em qual gênero você pertence??

J.M. disse...

Doente das 19:37, e você estava lá pra saber, por acaso? Mesmo que estivessem lá pra protestar, essas pessoas tinham todo o direito a isso, pois se trata da Câmara Municipal, um espaço público. E por que está tão interessado na minha identidade de gênero? Vá de retro, lixo humano não faz meu tipo.

Anônimo disse...

Para estes tipos a a grande mãe natureza Gaia deu sabiamente uma próstata, para que ela faça a devida seleção natural.

Jonas Klein disse...

Anon 19:05

No fim você ate tem razão, aquela frase foi meio infeliz, mas o resto do comentário eu mantenho de pe...


Anon 19:50

"Brasil paraíso feminista"

Não diz besteira cara, você não tem nem noção que um paraíso feminista, se quiser ter uma deia de como é, vá passar mês lá na Suécia, ai você já vai ter uma ideia do é um paraíso...


J.M.

Não gasta tempo atoa discutindo com estes doentes ai, estes trolls nunca vai mudar e querem e atenção.

Anônimo disse...

Pergunta sincera, para eu feminista ser feminista eu devo ser contra a família tradicional e ser contra Cristo?

Zero disse...

paraíso feminista onde ? e o que seria lei anti-homem ?

esses caras ficam vendo besteira em site extremo-conservador e depois saem espalhando por aí...

tu sabe que o investimento não é "zero". mas a culpa desse suposto descaso é dos muitos homens que, mal se fala em saúde masculina já soltam que é "viadagem", que tem que ser "macho". cobre deles.

ir a guerra, pagar mais imposto, trabalhar mais é tudo coisa que homem criou. que tem que ser "macho" de verdade...

engraçado. quando é pró, tudo é o homem que fez. quando é merda. é culpa da mulher.

eu mesmo não tô nem aí pra igreja e religião. desde que ela respeite meu espaço também.

"querem regular e taxar as religiões cristãs ate que ela não se sustentem mais e se acabem"

- engraçado que toda empresa por exemplo, paga imposto e nenhuma deixou de existir.

eu não pretendo regular nada, como tu disse, doa quem quer. só sei que eu não doo.

Ares disse...

O Bolsonaro é da velha guarda militar. Isso significa que ele é muito estatista (declarou que o FHC deveria ser fuzilado por causa das privatizações), afinal os governos militares criaram muitas estatais e fizeram muitas obras faraônicas (Geisel vem à memória).

Ele também defende políticas públicas de controle de natalidade (tem um projeto para implantar a laqueadura e a vasectomia pelo SUS...)

Por outro lado, como conservador que é (e um dos pouquíssimos parlamentares que tem a coragem de defender sua bandeira em qualquer situação), representa uma enorme e latente dor de cabeça para a agenda da esquerda (isso inclui o assistencialismo, o autoritarismo gay, a cubanização do Brasil através do Foro de São Paulo, etc.) e é um dos poucos, se não o único, a denunciar a esquerda como ela realmente: viúvas da URSS e comunistas, ainda que sob uma nova roupagem (gramsciana). Não conheço outro parlamentar que condene de forma tão clara a esquerda e o comunismo enrustido dela.

Além disso, ele defende de forma intransigente o direito à posse de armas e o direito à autodefesa. Nada de chororô de "direitos humanos". Se um meliante atentar contra a sua vida, ou violar a sua propriedade, Bolsonaro (e aqui ele também é minoria absoluta) defende que você pode usar de todo e qualquer meio para se defender. Compare isto com Maria do Rosário, Erica Kokay e outros que usam a velha tatica fascista de inverter valores e culpar a vítima, colocando o agressor como vítima.

As idéias economicas dele deixam muito a desejar.
Por outro lado, num Congresso onde só existe esquerdistas declarados e esquerdistas enrustidos (como o PSDB) e ladrões que se prostituem ao som do gigolô da vez (PMDB e PP, por exemplo), é sensacional ver o quanto ele incomoda e atrapalha o politicamente correto.

Anônimo disse...

Eu tenho esse livro "Guia Politicamente Incorreto da história do Brasil". Comprei num impulso há uns 5 anos achando que era de um humorista "com fatos curiosos sobre o Brasil". Me ferrei. Li algumas capítulos e larguei, né.. To doida pra vender pra um reaça e usar o dinheiro pra comprar um livro que preste.

lola disse...

Pergunta sincera, anon das 20:27: para querer um Estado Laico e taxação dos impostos das igrejas, eu devo ser ateia? Ou posso ser a favor da família tradicional e de Cristo e mesmo assim querer que religião e política não se misturem?

Jonas Klein disse...

Anon 20:27


Eu penso que não, acontece e que ser a favor da família tradicional não implica em você ser contra as famílias que fogem do estilo tradicional, você consegue entender isso né?.


Eu sou a favor da família tradicional e com muito orgulho, mas nem por isso sou contra o casamento entre pessoa do mesmo gênero, e sou adepto do relacionamento aberto.

Na parte que trata de cristo, ai já um pouco mais complicado, pois ser feminista vai contra alguns dos dogmas do que e apresentado como sendo o cristianismo, no que se refere as questões das liberdades individuais e de gênero.

Espero que minha resposta tenha cuido satisfatória.

Jonas Klein disse...

Anon 19:14


Antes que eu esqueça por total, o seu comentário esta perfeito, por sinal foi um dos mais inteligentes que já li neste blog ate hoje, no fim ate o feminismo esta pagando a conta do desgoverno do PT.


No fim das contas quem elege a direita são as cagadas da esquerda, e vice versa quando acontece, e a Argentina provou isso no domingo.

Boa noite.

Anônimo disse...

A onda de conservadorismo se deve aos problemas das minorias estarem sendo expostos. Para os privilegiados, estava tudo certo; gay só queria se mostrar; mulher apanhava porque era burra; preto era pobre porque era vagabundo, etc. Só que agora, esse tipo de "ignorância conveniente" já não é tão aceita.

Acho que é por isso qu as pessoas adoram Donald Trump, Bolsonário, Danilo Gentili e outras "figuras públicas de baixo calão". "Eles falam o que eu queria falar mas não posso por medo de ser julgado".

Anônimo disse...

É, vocês estão colocando a culpa de um discurso de ódio em um fracasso financeiro. ..
Que beleza!
Quer dizer então assim: o PT causou jma crise financeira e teve corrupção então a culpa de existir um Bolsodrogatotal que defende os preconceitos mais escrotos é do PT!
Claro, porque eu não pensei nisso antes!
Ah, ser contra o partido e as merdas que rolaram é uma coisa, querer empurrar a conta de todas as desgraças não é justo!

Anônimo disse...

Isso faz sentido!
Obrigada anon 21:18, pela sua lucidez!

Anônimo disse...

Mas e ser julgado um imbecil completo por apoiar um escroto?
Ir a manifestações públicas para apoiar (publicamente, óbvio) um discurso de ódio? Aí pode?
Não entendo. ..

Anônimo disse...

Eu preferia quando o Jonas tava de férias

Anônimo disse...

a vedação a tributação de igrejas tem o intuito de evitar qualquer "preferência" por uma religião por parte do estado. Se essa vedação não existisse o estado poderia colocar um imposto absurdo sobre igrejas de matriz africana, inviabilizando-as de existir. Assim, o que deveria, a meu ver, ser exigido é que as igrejas fizessem uma prestação de contas públicas (afinal elas sobrevivem com o dinheiro não pago de impostos, ou seja, dinheiro público). O mesmo deveria ocorrer com sindicatos.
transparência creio que seja melhor que mais tributos, pois isso inviabilizaria religiões pequenas e religiões grandes pagariam impostos e continuariam normalmente.

Anônimo disse...

Menos, galera.O governo do PT ter sido pontuado por escândalos de corrupção, as maquiadas do governo nas contas públicas logo antes das eleições, a falta de atenção às pautas das minorias ajudaram SIM o backlash. Dizer que uma coisa não tem absolutamente nada a ver com a outra é birra de quem não quer ver as falhas do próprio grupinho. O PT simplesmente não foi o governo bambambam que prometeu que seria. Ponto. Com PSDB teria sido melhor? Duvido. Mas que o próprio PT tem sua parcela de culpa na desilusão com governo de tendência esquerda, tem. Agoooora, vendo que tá perdendo apoio de todo lado, a Dilma tentou recuperar apoio dos movimentos tradicionalmente de esquerda com a aprovação do feminicídio. Que até onde eu vejo, não passa muito de pão e circo.

Anônimo disse...

Nossa, bolsonaro e bolsominions são a prova de que existe gente estúpida e medíocre no mundo!! entrar num vídeo pra dar deslike e xingar as minas, caramba...acho que um moleque de 6 anos sabe fazer isso. Isso é muito triste...e o pior é que ninguém pode bater de frente com essa criatura que já é taxado de petista, esquerdopato, mas só pra avisar: qualquer um que tenha bom senso não vai concordar com aquele traste.

Anônimo disse...

E agora tem uns que botaram na cabeça que o Joaquim barbosa elogiou o bolsonaro por causa de um vídeo em que o nome dele é citado!! Meu deus, só sendo muito retardado pra não perceber

Anônimo disse...

20:27 é possível você ser a favor da família tradicional ou cristão e ser feminista. A Valéria, do Shoujo Café, é evangélica, tem uma família tradicional e é feminista. A questão é que suas convicções pessoais não podem interferir no direito dos outros. Você pode ser a favor da família tradicional mas não pode ser contra casamento gay, mães solteiras ou qualquer formação familiar que fuja da tradicional. Você não pode querer proibir o aborto porque sua religião acha que a vida começa na concepção, nem pode perseguir religiões não cristãs. Também não pode querer impor sua visão de como as mulheres devem se comportar, nem pode dizer a uma mulher que ela não pode fazer algo por causa do gênero dela. Não pode recusar direitos a pessoas transgêneras.

Anônimo disse...

Anon das 21:25 pessoas inteligentes e conscientes não apóiam discurso de ódio só porque estão se cagando de medo de perder privilégios machistas. Tire suas próprias conclusões a partir daí.

Anônimo disse...

6:27, eu sou judia, daquelas que viveu em Israel e tudo o mais, e minha visão entre é que Estado tem que ficar bem longe de religião, justamente para evitarmos que os interesses de uma minoria prevaleçam sobre a maioria. Isso também não me impede de enxergar e apontar o dedo para a misoginia que existe dentro da minha religião.

A Mila falou em autocrítica e creio que está faltando isso. Eu esperava que o PT cedesse às pressões lobistas, mas não a esse ponto. Tivemos avanços sociais visíveis, mas nessas eleições o PT se enfraqueceu bastante principalmente por não dialogar com outros partidos da esquerda. Me chamem de pessimista, mas vejo um futuro nefasto. Por ser o maior partido dito de esquerda no nosso país, o PT deixou muito a desejar especialmente com o compromisso com as minorias.
Mas não nos esqueçamos que a oposição neste país só quer aparecer e nunca apresenta um projeto político racional e que vise interesses coletivos. Parece apenas um recalque de não estar no poder roubando também.

A.

Cão do Mato disse...

Sou totalmente favorável à tributação de instituições religiosas. Não há nenhuma razão que justifique essa aberração. Para evitar distorções, basta adotar limites de isenção e sistema de tributação progressiva (nenhum sistema tributário decente adota tributação linear). Aliás, adotar um limite de isenção seria uma ótima maneira de separar as instituições religiosas que têm como objetivo a propagação da sua fé, daquelas que são verdadeiras empresas. Também poderia haver a isenção da receita que fosse revertida em atividades sociais. Assim, mesmo que a igreja fature bilhões, poderia ficar isenta se revertesse tudo para a caridade. Já quem usasse o dinheiro para comprar emissoras de televisão, por exemplo, seria taxado pesadamente.
Quanto ao "Bolsomito", o que dizer? Alguns acham que ele sabe perfeitamente o que está fazendo, e que no fundo sabe que sua forma de pensar é errada, mas faz um "tipo", porque sabe que será aceito por grande parcela da sociedade. Eu, particularmente, acho que ele realmente pensa dessa forma, o que é muito mais perigoso. E pensar que ainda teremos que aguentar esse congresso reacionário por mais três anos. Espero que nas eleições municipais a coisa seja diferente.

Doutrinador disse...

Proibir candidatura de lideres religiosos? Pros energumenos que assinam uma petição dessa eu recomendaria um pouco de estudo, e talvez aprendessem que foi preciso muita luta e sangue derramado para que hoje tivéssemos voto universal e direitos políticos plenos.

Dá pra ter uma idéia de como seria o mundo se um desses esquerdistas desmiolados tivesse algum poder. Começariam cassando as prerrogativas políticas de cidadãos. Quem seriam os próximos "elementos indesejáveis" a ter direitos políticos cassados? Por isso tenho medo dessa gente fofuxa que "só quer um mundo melhor".

Rafael Cherem disse...

Tenho que concordar com o Doutrinador em relação á proibição de voto de líderes religioso. Só para espantar especulações, sou ateu.

Cão do Mato,

Acho que o melhor seria investigar as lavanderias de dinheiro que são essas igrejas, prendendo os bandidos,além do mais, vai tributar com base em que? Propriedade?Movimentação financeira?

Anônimo disse...

Doutrinador

Olha meu lindo ate um certo ponto você tem razão, mas por outro lado vale lembrar que religião e uma escolha assim como e roupa, comida, carro e etc. por tanto diante disso, se pessoa não pode concorrer um mandato, porque a religião de alguma forma impede, e só abandonar a religião e ta tudo resolvido.


Suellen

Cão do Mato disse...

Um bom ponto de partida seria começar a cobrar IPTU desses megatemplos...

Anônimo disse...

Será possível criticar o Bolsômito sem ser acusado de "esquerdista", "petralha" ou alguma coisa do tipo? Parece que as pessoas só enxergam em preto e branco, credo. Eu sei que uma coisa tende á outra, logo o feminismo é tão associado á esquerda e o cristianismo á direita, mas cérebro tá aí pra isso. Não me refiro aos comentários daqui, mas em reportagens e blogs, tá de lascar.
Sobre a proibição de candidatos religiosos, acho que se o indivíduo se comprometesse a não misturar suas convicções com o trabalho, sou contra proibir. Mas talvez eu esteja sendo ingênua.

Dan

Anônimo disse...

Proibir candidatura de líder religioso é diferente de proibir candidatura de pessoas religiosas. Deveria ser proibido no mínimo se candidatar como "pastor não sei das quantas", justamente pra evitar formação de curral eleitoral.

B. disse...

Para algumas pessoas dos comentários: saiam do mundinho de Alice dizendo que quem vota no Bolsonaro é pq "não o conhece". Conheço gurias jovens, mais ou menos da minha idade, tão inteligentes quanto uma lata de lixo, que sabem do que o Bolsonaro defende e mesmo assim apoiam! Elas (as burras idiotas) aplaudem medidas como que a mulher deve ganhar menos pq pode engravidar (mesmo que não engravide). Uma P**** (desculpa, mas isso a descreve) acrescentou ainda que a mulher devia ganhar ainda menos pelo simples fato de MENSTRUAR...e falou que se tivesse uma empresa (detalhe: ela tem uma empresa) não contataria mulheres, pq menstruam.

Mulher machista é uma das coisas que mais me dá nojo...

Anônimo disse...

Suellen,

Olha minha linda ate um certo ponto você tem razão, mas por outro lado vale lembrar que orientação política e uma escolha assim como e roupa, comida, carro e etc. por tanto diante disso, se pessoa não pode concorrer um mandato, porque ser de direita/esquerda de alguma forma impede, e só abandonar sua ideologia e ta tudo resolvido.

e daí falam que direitosos querem a volta da ditadura......

Alessandro Bruno disse...

"Nossa, que texto cheio de Ad hominem e argumentação rasa. Resumo de tudo que ela falou: eu não quero o Bolsonaro pra presidente porque não gosto dele, não quero ir num jantar com ele e as pessoas que concordam com ele são burras. Que medo disso."

Concordo um pouco com esse Anônimo. Eu não votaria no Bolsonaro nunca, mas ficar xingando ele e os eleitores não é construtivo, a esquerda quer ser diferente da direita fazendo as mesmas coisas? Não concordo com ele, vou difamá-lo e chamar de burro quem concorda? Sério que vocês pensam que vão fazer um Brasil melhor assim? Ódio e intolerância é válido se for contra eu não apoio? Tenho medo sim, mas dessa onda de ódio que está assolando o país, de todos os lados.

Anônimo disse...

Anônimo das 10 e 45

Não misturas coisas, ideologia e um conjunto de ideias com as quais você concorda ou não, religião e uma escolha isolada, além disso o que esta sendo preposto ate onde eu sei, e que lideres religiosos não podem concorrer a mandatos, e não quem apenas faz parte de uma religião, agora se sua religião não permite que você deixe a posição de líder, ai o erro esta na sua religião não na lei.


Suellen

Rafael Cherem disse...

Tá certo, ai o Pastor "Cledivaldo" tira o título do nome, concorre apenas como "Cledivaldo" ganha, e claro, vai deixar suas convicções de lado? Por esse detalhe Suellen?

Que ingenuidade. Essa medida é tirânica e preconceituosa.

Leandro disse...

Impedir lider religioso de se candidatar? Nós vivemos num estado laico e não numa ditadura do secularismo... Em nenhum país democrático do mundo tem isso.
Substitua "lider religioso", por qualquer outro tipo lider, como líder LGBT, lider sindical...
Imagine uma petição querendo proibir líder do movimento LGBT de se candidatar... Pronto, já rotulam de "homofóbicos", lá vai o movimento LGBT fazer baderna para acabar com a petição...

Curral eleitoral? Líder sindical também tem curral eleitoral (a exemplo de Lula, Luiz Marinho e outros). Vamos proibir líderes sindical de se candidatar tb? Aliás, sabe-se que muitos lideres sindicais tem campanha financiada com o dinheiro roubado do sindicato. Engraçado, segundo alguns aqui, pastor evangélico é tudo ladrão, mas ficam caladinhos com o dinheiro roubado dos sindicatos...

Eu sei porque vocês querem proibir religiosos de se candidatar. Porque a Bancada Evangélica atrapalha a agenda da esquerda. Projetos como PL 122 felizmente não passaram graças à resistência da bancada evangélica. É isso, vcs querem passar a agenda autoritária de vocês sem resistência.

E assim como hj querem proibir lider religioso de se candidatar, daqui a pouco vão querer proibir outros tipos de lider de se candidatar porque atrapalham a agenda de vocês, como líder militar (rotulam de "bancada da bala"), fazendeiros (rotulam de "bancada ruralista"), líder empresarial.... E assim estará instalada a ditadura de esquerda...

Anônimo disse...

^A bancada evangélica impede a pauta não só da esquerda, mas de toda a direita liberal, jovem. Ela quer cercear as liberdades individuais, o Estado metendo o bedelho até sobre como vc deve educar seus filhos. Religião tem que ficar a léguas de distância de política.

Anônimo disse...

Isso, defendam os pastores ladrões e padres pedófilos. É uma pena que na ditadura cristã que querem implantar neste país eles não vão estar nem aí para vocês. Quando interferirem nos currículos escolares, no nosso modo de produção, na indústria e principalmente na ciência e tecnologia e voltarmos ao século XV não reclamem. O país já está quebrado, imagina quando instituírem o criacionismo na escola e que o homem veio do barro? Não reclamem depois.

Alana disse...

Que preguiça de vocês, povo chato. Eu sou religiosa e também quero um Estado devidamente laico, assim como vocês, mas dá pra parar com a cretinice? O bom senso de vocês tirou férias? Ser religioso não implica necessariamente em nada.

Rafael Cherem disse...

Anônimo das 13:28, só eleger candidatos contra tudo isso, o que não pode é impedir eles de se candidatarem, o problema em última instância é do eleitor.

Anônimo disse...

o triste é a lola fazendo campanha contra o cara, ele tem o mesmo direito de falar que ela tem, mais nesse blog ela é a opressora onde não aceita nenhum de meus comentários sendo que nunca fui desrespeitoso apenas portador de uma opinião contraria

Anônimo disse...

Lily

Sou católica e fiz primeira comunhão e quero um Estado totalmente LAICO!!
Eu nunca faria aborto, mas não quero que mulheres que precisem fazer sejam impedidas ou presas!
Casei e me separei de meu tosco primeiro marido, e hoje moro com meu namorado que tem uma filha, tecnicamente por um bando de moralistas do Congresso, NÃO somos uma família. Não sou a mãe biológica e não somos casados!
E também não quero que pessoas gays, separadas ou tias, tios e avós sejam impedidos de serem considerados FAMÍLIA por um Estatuto!
Nunca votei no PT e tenho N-O-J-O de reaças!
Moro no RJ e fiquei chocada quando essa ABERRAÇÃO chamada Jair Bolsonaro foi eleito com o maior número de votos.
NOJO desse homem desprezível. Misógino, homofóbico, racista, classicista com preconceitos em geral! Esse Bolsonazi é uma das maiores nojeiras que apareceram no país, assim como o igualmente PODRE do Cunha, o Lula, o Renam Calheiros, Feliciano entre outros(só não cito a Dilma, não pq eu a poupe por ela ser mulher, mas, porque ela já tá pagando o preço de ser uma pessoa sem atitude, personalidade, firmeza, coragem, e deixou uma profunda crise econômica e social se instalar no país, infelizmente, ela tá pagando com impopularidade por suas péssimas escolhas e ações).
Nem tudo é preto no branco, é esquerda ou direita!
Porque nosso país NÃO pode ir pra FRENTE?!!
Porque não podemos evoluir invés de caminhar pra uma Neo-Idade Média?

Anônimo disse...

Lily exatamente porque você se considera católica? Digo porque você tem apego por uma instituição anti mulher e totalmente contraria a tudo o que você acredita como feminista,mesmo sabendo que deus não existe?

Eu sou totalmente contra religiões, acho que deveriam ser sim banidas pelo estado, e uma pratica primitiva de adoração ao imaginário, sociedades mais evoluidas como conhecemos tem quase a totalidade de suas populações ateias, Dinamarca, Noruega etc.

Anônimo disse...

Na Dinamarca e na Noruega as religiões foram banidas pelo Estado? Em alguma sociedade "mais evoluída" o Estado se arrogou o papel de banir religiões?

Anônimo disse...

Lily

Sr "Católico de verdade" o sr tá mais pra membro do talibã!

Jesus não condenava as pessoas.
Jesus não tratava as mulheres como seres inferiores aos homens.
Jesus não bancava o "dono da razão"!

Se sou supostamente " abortista defensora de assassinato covarde" o sr é um "MISÓGINO defensor do assassinato covarde de mulheres e também crianças"!

O sr se acha superior só pq tem um pedaço de carne inútil entre as pernas??

Ps: Bolsonazi nunca foi a favor de controle de natalidade, sempre tratou mulheres como parideiras inferiores e foi um dos que votaram na PL.

Antes de julgar e condenar as pessoas, volte pra escola seu imbecil misógino e ignorante!

Alana disse...

16:10, ainda bem que ninguém aqui depende do que tu és contra ou a favor. Algumas das pessoas mais maravilhosas e tolerantes que conheço são religiosas, e ainda tenho que ler um comentário desses.

Raven Deschain disse...

Exatamente o que eu ia dizer Vicky. Esses bolsominions são muito burros.

Google tem um algoritmo bem mais inteligente que o Facebook e dislike ou não, é só mais monetização e view pro canal (que é ótimo, aliás).

Anônimo disse...

Li em um comentário em um artigo sobre religião e política:
"Não obstante, vejo um ciclo de retroalimentação em que o poder religioso se converte em voto, poder político, que possibilita verbas, concessões de rádio e TV, ampliando o alcance e poder religioso que, por conseguinte, é fermento para mais votos, etc..."
Esse é o perigo de líderes religiosos na política!

Anônimo disse...

Existe uma puta diferença entre um líder religioso e um líder sindical: um tem DOGMAS e o outro pode ser dobrado pela razão. "Ah, mas demagogia, corrupção, desonestidade". De fato, ambos podem ser corruptos assim como ambos podem não ser. Ainda assim, o líder sindicalista tem que responder pelas pautas do sindicato, baseado em problemas e demandas dos trabalhadores que só podem ser sanadas pelo governo. Já o líder religioso, que como você mesmo disse, dificilmente vai separar a fé da política, vai responder pelas pautas dos adeptos que, dessa forma, saírão do templo e virarão pauta governamental. E dá-lhe missa na Câmara, estatuto da família, estatuto do nascituro! Simplesmente não tem porquê trazer "representatividade cristã" (pra usar de exemplo a maior fé brasileira) como pauta governamental se os problemas intrinsicamente cristãos, num estado laico, deveriam ser resolvidos exclusivamente nas igrejas, apenas pelos próprios adeptos da fé. Sua religião é contra o aborto em qualquer caso? Ótimo, não aborte! Sua religião é contra o casamento gay? Ótimo, não case com pessoa do mesmo sexo! Sua religião é contra sexo antes do casamento? Ótimo, case virgem! Sua religião tem rezas ao longo do dia? Ótimo, reze! O foda é passar lei em que NENHUM casal gay será considerado família, passar lei que dificulta o acesso de TODA mulher ao aborto seguro nos casos previstos por lei, aceitar discurso de "moral cristã" como argumento para legislação de aborto, celebrar missa na porcaria da Câmara, que deveria por princípio, não aceitar celebração de religião alguma. Por isso vejo problema na candidatura de líder religioso - se quiser seguir política, tem que escolher entre chefia do templo e a carreira, misturar os 2 não dá.

Anônimo disse...

Eu tenho religião na minha vida, sou evangélica, filha de pastor, conheço muito bem a Palavra de Deus e acho extremamente ignorante misturar leis religiosas, que obrigam somente a quem segue uma determinada fé (e com limites, porque a menos que você viva em uma colônia ninguém vai ficar fiscalizando cada mínimo detalhe da sua vida) com as leis de um estado democrático de direito. E quem faz isso, quem defende isso com o voto alheio o faz pelo poder apenas, porque estou pra ver algum deles seguindo de fato os preceitos que defendem. Mas a grande massa é ignorante e vai, aí acontecem essas coisas que estão ocorrendo agora. E sobre igreja pagar imposto também sou a favor, já faria uma boa limpeza em certos meios só interessados em explorar pessoas em situação de total vulnerabilidade. É vergonhoso pedirem doação para ajudar meia-dúzia de supostos necessitados ao mesmo tempo em que se paga fábulas para veicular programas na televisão, até parece mesmo que é Deus quem precisa disso aí.

Taty Valéria disse...

Eu posso falar pelo que vi. Apenas.

Taty Valéria disse...

Eu estava lá e sei.

Anônimo disse...

Blá, blá, blá...Não gosto do Bolsonaro! Blá,blá,blá, quem é de direita não sabe escolher e não merece meu respeito. Sério isso? Liberdade de expressão e de pensamento só pra quem é aliado ideologicamente?

Ahhh,esse marxismo cultural tá enchendo! Os argumentos do post são rasos e extremamente pautados nos preconceitos do expectador.

P.S.: Sou mulher, defendo igualdade na sociedade (sem privilégios pra seu ninguém) e se tiver oportunidade voto Bolsonaro sim! (Com orgulho!)

Carolina Herrera disse...

Espero que vc esteja certo

Carolina Herrera disse...

A louca da minha irmã foi falar com essa criatura uma vez durante a campanha .detalhe o.filho dela , meu sobrinho e gay! !!! Ela disse que não votaria nele por causa disso .ele teve a cara de pau de responder que não era contra gays. Imagina se ele fosse ....ele é repulsivo .a loja usou a palavra certa

Carolina Herrera disse...

Exatamente. Quando alguém não está anônimo na Internet e apóia essas figuras .eu procuro não brigar diretamente .reformulo tudo o que eles gostariam de dizer em uma pergunta pra eles com a seguinte finalização : e isso mesmo que vc queria dizer? Exemplo: vc acha que eu devo ser estuprada por ser feminista? Na hora engasgam e passam ridículo e raiva ,pois publicamente não podem se assumir...falam que sair cristaos e odeiam, querem gente morta e estuprada mas são pessoas de bem. Até pra eles fica contraditório e ridículo !!!!recomendo a tática

Carolina Herrera disse...

Tem várias feministas cristãs e a grande maioria delas e a favor de toas as famílias, tradicionais ou não .ser a favor da família não tradicional e não ser cristão não significa ser contra as duas coisas. Da mesma forma , cristaos podem não ser contra ateus e não interferirem na forma de viver de famílias não tradicionais ,seguindo o preceito cristão máximo de amar o próximo como a so mesmo.te faço outra pergunta é vc odeia as famílias não tradicionais ou ateus? Fico curiosa .

Carolina Herrera disse...

Silvio causando furor de desejo nos mas cus!!!!Esse povo e tão ridículo que a gente tem que rir um pouco pra não chorar somente fim tanta violência e burrice

Rafael Cherem disse...

Anônimo das 21:43

Existem esses problemas,é óbvio, as pautas religiosas confundindo-se com a pauta pública, mas veja bem, não são todos os pastores que pensam dessa forma, hoje mesmo pela manhã assistia uma entrevista com alguns contrários ao que está sendo feito na Câmara, existe um documentário, chamado " O Capital da Fé" ponde pastores criticam abertamente a postura mercantilista de alguns, isso é um ponto. Outro ponto, é que os Parlamentos refletem as sociedades que temos e que queremos, infelizmente, a maioria da população optou por esses caras que são contra as pautas progressistas porque NÃO QUER UM PAÍS ONDE O ABORTO É LIBERADO, ONDE OS GAYS POSSUEM TRATAMENTO IGUALITÁRIO, ONDE O RACISMO É ENCARADO E COMBATIDO DE FRENTE,ONDE HÁ CONTROLE DE ARMAS, é uma opção eleitoral de quem vota, do contrário, esses pastores PERDERIAM as eleições,lógico que o caminho que o eleitor percorre até apertar o botão da urna, passa pelo púlpito e pelos canais de televisão,mas isso é outro problema.

Anônimo disse...

Rafael Cherem, só que o jogo político não é assim. Se dependesse do brasileiro médio, não haveria direitos humanos, pena de morte a torto e a direito, gay seria internado compulsoriamente. Mas não vivemos (por enquanto) numa ditadura da maioria. Há de se pensar em mecanismos que permitam e fomentem o diálogo e que a convicção pessoal de uma pessoa que foi eleita para representar o povo não legisle em causa própria. Como já falaram aí, o lobby religioso não afeta somente a liberdade individual das pessoas, mas atua também em concessões de televisão, por exemplo.

Rafael Cherem disse...

Anônimo,

Vc acertou no alvo, é preciso fomentar mecanismos que automaticamente coloque de lado esse tipo de pauta(religiosa) em detrimento de outras quando afetar os princípios do ordenamento, como separação de poderes e estado laico.Mas dai a proibir candidaturas de X ou Y por causa de religião, acho absurdo,curiosamente, o mesmo argumento foi usado contra o partido comunista para jogá-lo na clandestinidade, quer dizer, esse conjunto de ideias não nos agrada, vamos bloquea-las.Não pode, elas tem de ser expostas, rebatidas, e se for o caso rechaçadas, o que alias é o que acontece.

Anônimo disse...

Bolsonaro é lixo, seus fãs piores ainda

Vicky_ disse...

Ela é muito amorzinho. <3
Mas acompanho mais a Jout Jout.

B. disse...

"P.S.: Sou mulher, defendo igualdade na sociedade (sem privilégios pra seu ninguém) e se tiver oportunidade voto Bolsonaro sim! (Com orgulho!)"

É? Então vc aceita ganhar menos só pelo fato de ser mulher, menstruar e um dia poder ter filhos?
Tem mulher que pede pra ser burra e entra na fila 2 vezes, não é possível...

Anônimo disse...

Quem simpatiza com o Bolsonaro, um homem com ares de psicopata, afinal os mesmos são inteligentes e tem fãs. Ter afinidade com ele e suas ideias é necessário ser intransigente, prepotente, arrogante e com complexo de superioridade ou então tal admiração vem de pessoas sem perspectiva de futuro que vê neste homem cheio de si, altivo e autoritário um ídolo. Vou deixar aqui um trecho de um livro do Regis de Morais que explica bem o fato de pessoas como Bolsonaro serem ovacionadas como líderes religiosos que o cercam, inclusive um de seus filhos o Eduardo é do PSC. " Os que, tendo aceitado uma certa insignificância social que os protege, dobram-se ante o discurso opressivo das tiranias da metrópole. Aparentemente, abdicam de vez de uma auto-identificação e até de uma afirmação pessoal. Buscarão, na verdade, uma outra forma de identificação que alguns chamam de "projetiva". Isto significa: elegerão para si líderes ou ídolos fortes - tão fortes como eles não puderam ser. Aplaudirão a força implacável do Esquadrão da Morte, apoiarão a audácia do "Mão Branca", escolherão times fortes, atletas imbatíveis e até - algumas vezes - grandes bandidos nos quais projetam secretamente seus anseios de poder. Nesta linha de raciocínio, até mesmo a religião pode assumir uma forma de uso do autoritarismo do tipo:"Deus é grande, infinitamente mais forte do que eu. Confio Nele, que é meu Amigo, para dobrar os inimigos."

Bruno disse...

Muitos falam de liberdade de expressão porém julgam prematuramente como ignorante alguém que apoia o deputado Jair Bolssonaro. Sou versado, tenho pós gradução e mestrado e não me julgo ignorante, mesmo não concordando em tudo com o deputado ainda assim meu voto irá para o Bolssonaro.
Desejo ver uma mudança que nenhum outro politico me propõe além dele. Respeito quem apoia outros, mas a esquerda já está a muito tempo no poder, e a mudança faz bem para democracia, a direita no poder um tempinho cairia bem!