sábado, 20 de junho de 2015

GUEST POST: O MACHISMO E PRECONCEITO NO MEU MEIO SOCIAL

"Isso mesmo; sonhos e objetivos são o modo de Satã te distrair de fazer o jantar"

Acho ótimo quando recebo emails de adolescentes já tão conscientes do mundo em que vivem! Este é da J.:

Meu nome é J. e tenho 17 anos. Acompanho o seu blog diariamente. Bem, meus pais se divorciaram quando eu tinha 8 anos, e desde essa época vivo com a minha mãe. Por mais incrível que possa parecer, minha mãe possui uma visão mais machista do que meu pai; para ela é obrigação de uma mulher saber cozinhar e zelar de uma casa, acima de tudo. Cresci escutando ela dizendo “imagina quando tu casar? Teu marido vai dizer: ‘tua mãe não te ensinou isso, menina’”.  
Etiqueta com instruções de lavagem:
"Ou dê pra sua mãe. Ela sabe fazer"
Apesar de ser nova, não tenho vontade de casar e ter filhos (nada contra quem tem), mas não consigo planejar minha vida além da carreira que quero seguir, pela qual luto todos os dias. Eu sou muito estudiosa, já ganhei diversos prêmios de “aluna nota 10” e olimpíadas, mas meus pais não valorizam isso, principalmente a minha mãe, que considera como prioridade eu saber ser uma boa dona de casa. É meio difícil pensar diferente quando se vive cercada de pessoas que ainda possuem uma visão engessada das coisas.
Fora isto, ainda existe a pressão sobre as meninas da minha idade de “seja perfeita”, “seja desejada”, “não seja p*ta” –- a respeito disso, gostaria de dizer que acho o CÚMULO essa taxação! Quer dizer que homens podem ficar com quem quiser, enquanto isso mulheres devem se preservar até o ultimo suspiro -– e outros estereótipos a serem seguidos. Vejo amigas minhas maravilhosas, mas que por não se encaixarem nos padrões de beleza pré-estabelecidos, se sentem “não-desejadas” e inferiores às consideradas “bonitas”. Confesso que às vezes até eu me sinto assim. É como se todas nós estivéssemos em uma prateleira, e que só as melhores mercadorias são “consumidas”.
Assim é mais legal
Outra coisa absurda é a diferença na criação de meninos e meninas. Garotos são educados a “pegarem” o máximo de mulheres possíveis na vida, enquanto meninas devem ser “assexuadas”. As pessoas costumam dizer que as coisas melhoraram nas ultimas décadas em relação a essa diferenciação, porém não vejo isto. Um exemplo disto é a gravidez na adolescência: a culpa é sempre da garota, que são se preservou; o rapaz é sempre isento de qualquer julgamento ou culpa, afinal “é de seu instinto”.
Sinto-me como um peixe fora d’água às vezes, principalmente pelo fato de que eu passo a maioria do meu tempo estudando (o que é quase uma rebeldia, porque mulheres não podem ser mais estudiosas que homens) ou sonhando com a minha futura carreira. Não tenho namorado -– não tenho vontade de me envolver com alguém só porque todas as minhas amigas estão namorando ou por medo de ficar só -– e, principalmente, por pensar diferente, o que faz com que muitas vezes as pessoas me critiquem por ser assim! 
Adoro o seu blog, e seus artigos me ajudaram e ajudam muito a me aceitar como sou!

49 comentários:

Anônimo disse...

Fala mal do machismo trabalhando num ambiente climatizado e 'logando' no 'face' durante o expediente é facil, quero ver quando o bicho pegar!

Jonas Klein disse...

Olá J

Fico feliz que você desde sedo, se juntou ao grupo das pessoa que lutam pata destruir o machismo estrutural que existe na sociedade.

Agora existem algumas coisas no seu texto que requerem uma observação:

"minha mãe possui uma visão mais machista do que meu pai;"

Se ele tem condições de te abrigar, você nunca pensou em ir morar com seu pai? no seu caso eu tentaria fazer isso.

"para ela é obrigação de uma mulher saber cozinhar e zelar de uma casa, acima de tudo."

Vamos calma aqui, entendo que saber cozinhar e cuida de uma casa e todas pessoa precisam independente do gênero, pois em algum momento da vida quase toda pessoa vai precisar fazer estas coisas, amenos que você seja uma pessoa rica e por isso possa pagar para fazerem tudo para você. O problema e estereótipo de gênero que existe encima das funções domesticas.

"Garotos são educados a “pegarem” o máximo de mulheres possíveis na vida, enquanto meninas devem ser “assexuadas”."

Pois é, o pior de tudo que as mulheres machistas, que eu já as apelidei de idiotas uteis a serviço do patriarcado (porque não ganham nada com machismo, mas ajudam mantê-lo de pé), contribuem para a manutenção, deste sistema de opressão tanto quanto os homens machistas, e uma triste realidade, mas ainda e mundo que nos vivemos.

"Um exemplo disto é a gravidez na adolescência: a culpa é sempre da garota, que são se preservou; o rapaz é sempre isento de qualquer julgamento ou culpa, afinal “é de seu instinto”."

Calma que isso não generalizado, os homens também socialmente cobrados para assumirem as suas responsabilidades paternas, e por não se cuidarem também, embora cobrança social seja menor.

O que você esta fazendo já e nivelamento por baixo, negando que existe diversidade enorme no que se refere ao comportamento humano, e suas experiências das pessoas, por isso tenha cuidado com o que lé por aqui, pois tem umas feminista aqui que adoram nivelar tudo por baixo mesmo.

Bom dia.

Camila D disse...

J, sua mãe não pode decidir sua vida, só vc. Continua estudando, ja que vc gosta, além de q isso possibilitará tua independência em breve.
Quanto às críticas, elas sempre vão existir, então não liga. Viva a vida do teu jeito, porque ninguém tem nada que ver com isso.
No mais, te desejo tudo de bom :)

Panthro disse...

Ó, teve uma amiga minha que teve que ir contra o pai pra continuar estudando. A mãe dela apoiava, o pai era anti-intelectual e dizia que quem lê muito fica doido. Ela tocou o foda-se pro pai dela e continuou estudando. Hoje tá muito bem de vida e - surpresa! - não ficou louca.

Meu conselho pra você: Não importa o que você faça, faça pela sua própria vontade. Porque única pessoa que vai assumir a responsabilidade pelo que acontecer com você é você mesma. Se tiver filhos só por ter, é você que vai criar. Se não os tiver e se arrepender, é só você que vai ficar sem eles. De todo o jeito, suas escolhas vão se refletir sobre você. Então não tente viver uma vida de mentira pra agradar os outros, a menos que seja isso mesmo que você quer. De resto, você é livre pra fazer o que bem quiser.

Inclusive ignorar esse conselho :^D

Anônimo disse...

Estude e foque na sua carreira, J, é o que você quer e pronto. Só você vai viver a sua vida, então não perca tempo tentando fazer o que os outros acham melhor porque aí você se ferra (experiência própria). Estude, faça sua carreira e seja feliz.

Claro, anon das 11:54, porque quando a coisa aperta a primeira coisa que uma mulher vai fazer é arranjar um macho pra ser sustentada, né? Afinal todo mundo sabe que uszomi machistas cuidam muito bem das mulheres, sempre dão tudo que elas precisam, ajudam enquanto elas estão desempregadas e nunca abusam da vunerabilidade delas. SQNUNCA, bocó.

D Stoffel disse...

Realmente esse texto não falou mais do mesmo é o dia-a-dia de uma mulher, mas ainda bem que hoje Já vejo jovens que se dizem feministas por exemplo eu tenho primas feministas e eu nem sabia disso antes.

O que me incomoda é saber que essa geração de jovens é muito retrograda ao invés de terem as mentes abertas ainda tem muito adolescente agindo como há 20 anos atrás, uma mulher pode até usar roupa curta mas ela sabe que vai ser julgada.

Mas eu sinto que estamos no caminho certo eu vejo mulheres reconhecerem que é machismo, algumas delas tendem a se conformar com a situação e outras não tomara que isso mude.
toda oportunidade que eu tenho de defender feminismo eu faço ,estou fazendo a minha parte se depender de mim vai.

D Stoffel disse...

Mas uma coisa não entra na minha cabeça é feminista que usa frases
como vai procurar uma rola!

Anônimo disse...

Ah... conheço esse discurso!!! Apesar de a minha mãe não se opor a ideia de que mulheres devem ser independente financeiramente (mas só financeiramente) - até por que ela mesmo sempre foi - esse papo de ser "dona de casa exemplar" e ser "boa moça de família" eu conheço muuuuuuuuuuuuuuito bem.
A coisa mais importante na vida de uma mulher deveria ser saber esfregar fogão/panelas/chão/whatever. Tudo tinha que brilhar como diamantes na coroa de um rei. No mesmo patamar de importância estava "manter as pernas fechadas" e fazer o que o marido mandar e servi-lo em tudo.

J. sei como é viver nesse ambiente ácido e que as vezes desanima. Mas seja teimosa e vá em frente!!! Seja sempre independente em todos os aspectos da vida. Jovens mulheres como você me deixam mais esperançosa com a humanidade. ;)


Jane Doe

Anônimo disse...

lola off topic
porque o homem brasileiro tem recalque com as mulheres? toda vez eles falam que somos vagabundas nos outros países, mas será que eles sabem que a fama do homem lá é de ladrão e gays também? e só não é de vagabundo por conta do machismo.
E a verdade é que eu já fui no canadá e lá fazem sexo rapidinho então o complexo-de vira-lata e o machismo tomam conta do homem brasileiro.
Eu fico indignada toda vez que vejo isso pois eles não respeitam as mulheres mesmo.

Anônimo disse...

Ontem nos comentários eu vi muita ente falando que não se dava bem nos relacionamentos também sou assim, ninguém me olha mesmo. Eu queria que a Lola falasse sobre isso
e o pior é que eu acho que o que mais da raiva nos homens é que eles acham que nos mulheres somos as garanhonas e podemos pegar todos, vai ver por isso nos chamam de putas por inveja de uma coisa que nem é verdade...

Anônimo disse...

anonimo
Porque homem brasileiro é machista mas baba ovo de sueca e escandinavas,
mal sabe que todas são bem feministas e fodem quando querem bebem usam saias curtíssimas. eles tem raiva de quando as brasileiras fazem isso e principalmente quando pegam um gringo que nem liga pra isso pois não é machista, aí que ficam putinhos
, mas te garanto uma coisa em questão de putaria brasileiros são na frente e ainda querem falar de moral e bons costumes...
Voltando ao tópico mulher machista reproduz machismo mas ela está apontando o dedo pra ela também, pois basta ela viver que será a p*ta, a não ser que vire freira, então xingar uma mulher que gosta de ter liberdade é um misto de machismo com inveja do que ela faz o que eu queria fazer mas eu vou falar mal pra me consolar.
baby

Anônimo disse...

Eu ainda vejo jovens mulheres na faixa dos 30 anos criando suas filhinhas para "casarem", as meninas tem que ser "meninas" bonitas, "engomadinhas", cor de rosa, que se preocupam com qdo casarem, e como serão seus namorados.
Eu estudei e tive a sorte de fazer tudo o que quisesse, fui sempre apoiada pelos meus familiares, e vista até como modelo pra meninas mais novas ( não que isso fosse grande coisa).
Acho que casamento e relacionamento são parte da vida de algumas pessoas e se não fizer parte de algumas ok não tem problema... vc tem uqe ter é liberdade pra escolher com quem que ficar e se quer estar com alguem...
Alguns homens acham que são trofeus pra mulher, que não existe mulher bem resolvida sozinha. Não sei se pararam no tempo, ou se acham demais... A educação liberta as mulheres e isso é um fato, cria novas perspectivas, novos horizontes . Tiram-nas do velho modelo quadrado de sempre, penso que as vezes isso assusta os homens eles sempre puderam ser o que quiserem sempre tiveram maior chance de escolha (não estou considerando o social aqui) eqto as mulheres tiveram que conquistar seu espaço. As mulheres ganharam mto mais espaço (ainda n somos iguais aos homens) mas lutamos dia após dia, e essa vontade e nossas conquistas assustam quem é criado em um ambiente machista e opressor.

Raven Deschain disse...

Sério D Stoffel, que em vez de perguntar tu preferiu me mandar uma indireta?

"Vai procurar uma rola" virou meme ontem quando o Boechat mandou o Malafaia fazer exatamente isso: procurar uma rola e parar de intolerância religiosa.

Mas é mais fácil mandar uma indireta besta em vez de ser amigável e perguntar o que te deixou na dúvida neh?

Zero disse...

pode parecer estupido (em teoria) perguntar isso, mas.

o que NÃO é machismo?

vejo muita gente acusar tudo que lhe é "estranho" ou até familiar de machismo.

mas nunca vejo ninguém dizer o que não é machismo.

alguém poderia dizer o que não é machismo?

Raven Deschain disse...

Pra facilitar mais ainda tua vida, tá aqui o video:

https://m.youtube.com/watch?v=IP0CLLJIe9o

Zero disse...

tem uma leitora sua, Lola. que me segue no twitter e se interessou por mim.

foi algo bem curioso pra mim....

as vezes ela me menciona só pra chamar atenção, queria saber meu nome e de onde
eu era, "xeretou" meu perfil pra ver se descobria algo sobre mim...

achei bem diferente, ficamos amigos até...

mas e se fosse o contrario?

seria eu acusado de ser um perseguidor, um "stalker"?

seria eu machista, invasivo e desrespeitoso?

não estou me queixando, apenas comentando uma situação no mínimo, inusitada pra mim.

Jonas Klein disse...

Zero

E meio difícil isso depois do que você me disse, mas vou tentar ser legal contigo.

Segundo o dicionário machismo e um termo bem definido na língua portuguesa.

Veja a definição:


s.m. Opinião ou atitudes que discriminam ou recusam a ideia de igualdade dos direitos entre homens e mulheres.
Característica, comportamento ou particularidade de macho; macheza.
Demonstração exagerada de valentia.
Informal. Excesso de orgulho do masculino; expressão intensa de virilidade; macheza.
(Etm. macho + ismo)


Fonte

http://www.dicio.com.br/machismo/

Acredito que você e um feminista assumido, e quer ser modelo em termos de bom comportamento. Se você não quer ser machista a formula na minha visão e você nunca tratar as pessoa com base no gênero delas, trate a todos apenas como seres humanos, e esqueça o gênero, e aja assim com sigo mesmo nunca fazendo ou dizendo nada com base no fato de ser homem, agindo assim não acho justo que alguém algum dia te chame de machista.

Quanto a esta pergunta

'seria eu machista, invasivo e desrespeitoso?'

Não, errado neste caso seria você perseguir a mulher se ela já mostrou que não quer nada contigo, se ela se mostra receptiva você não esta fazendo nada errado.

Se ela se esta afim de você se mostrando receptiva aproveite, vai que você consegue tirar o cabaço e quem sabe ate algo mais.

Zero disse...

p/ Jonas

sinceramente não lembro exatamente o que eu disse pra ti. serio mesmo...

mas no fim você definiu o machismo mas não respondeu o que eu perguntei.

todo mundo lista coisas machistas e define como "não-machista" o avesso dessas
atitudes, mas nunca fala de atitudes "não-machistas" próprias, e não apenas as
que vão na contramão do machismo.

talvez não haja.

sobre o caso do Twitter, apenas fui irônico, pois acredito que se fosse o contrario,
certamente alguém citaria que sou perseguidor e invasivo. só opinião mesmo.

conversamos apenas, não tenho intenção alguma.

"vai que você consegue tirar o cabaço"

cara, não é assim. que nojento, brother.
não tem nada a ver. eu não sou assim. posso conversar com qualquer mulher sem intenção sexual alguma.
nunca.
e mesmo que a mulher já diga de antemão que nada rolaria (não foi o caso)
não deixaria de conversar numa boa ou de ser amigo de alguém. sou muito diferente disso....

Anônimo disse...

Segundo estatísticas da Ashley Madson a mulher brasileira é a mais infiel do mundo, cerca de 57%, então, começa por aí...

S. disse...

Seria legal um post sobre mulheres que se ferram em relacionamentos ou que são ignoradas completamente, é bem diferente do mundo paralelo onde mascus vivem, no qual toda mulher pega o homem que quiser e até mesmo as gordas nojentas conseguem e eles não. Ficam revoltados com gordas transando.
Eu sou gorda e onde é que está o meu harém??? Só ganhei bullying na escola, um grupinho me zoava a tempos, do nada um deles se diz apaixonado, seus amigos começam a me humilhar ainda mais porque ele era sarado, ele fica quietinho enquanto eles me zoam, depois escuto ele reclamando que eu era gorda e mesmo assim n queria nada com ele, quer dizer, estava me fazendo um favor e eu não quis. Eu gostei muito mascus, passei o ano inteiro chorando e pensando em me matar(e essa alegria dura até hoje). Não entendi até hoje que merda foi essa.
Estranhos me zoando na rua do nada. Gordofobia para mascus não existe.
Nunca namorei, minha autoestima é quase zero, uns 2 caras disseram que estavam interessados em mim, mas eu n quis nada, não consigo acreditar que alguém se interesse mesmo, pode ser mais um fdp tentando me zoar, não dá para saber, então é melhor ficar sozinha mesmo.
E se por um acaso um homem quiser uma gorda, vai ser zoado. Já vi isso na rua, uma mulher gorda chegou com um cara, pararam no ponto do ônibus, se abraçaram, comeram um troço lá, aí chegaram uns "amigos" dele, vi que estavam de longe rindo, assim que a mulher foi embora, caíram na gargalhada, dizendo que o cara devia estar desesperado para sair com "aquilo".
E os babacas são tão escrotos, que mesmo que te achem nojenta, pensam que são tão incríveis que você acha eles maravilhosos e gostosos. Uma vez estava na entrada do shopping conversando com uma amiga e tinha um relógio bem em frente, aqueles que tem hora e a temperatura, olhava para lá para ver as horas e tinha um grupo de babacas bem perto.
Uma hora percebi que estavam rindo e olhando para minha cara, não lembro direito o que disseram, mas estavam rindo porque a gorda estava dando em cima deles?????KKKKKKK Puta merda, isso que é arrogância, tinha diversas coisas na direção deles, mas é claro que eu só podia estar olhando para aquele bando de babacas!!
A vida de todas nós é uma maravilha mesmo.

S. disse...

Alguém já viu o reality Big Women:Big love? Umas ficam como eu, sozinhas. E outras como desse reality, parecem desesperadas para encontrar um homem que goste delas, para suprir a autoestima que elas não tem. Triste.

Giseli disse...

Não dá para ignorar o problema nessa frase: "vá procurar uma rola". O sentido dessa frase reforça a linda mensagem que aprendemos desde sempre em todos os lugares de como precisamos dos homens (ou de rola). Não precisamos procurar rola nenhuma pra nos ~livrarmos~ de sensação nenhuma. Vou procurar um bar com os amigos, um livro, um jogo de futebol, uma discussão. Vamos nos ligar nos valores naturalizados que podem estar presentes no que reproduzimos ...

Anônimo disse...

Ontem nos comentários eu vi muita ente falando que não se dava bem nos relacionamentos também sou assim, ninguém me olha mesmo. Eu queria que a Lola falasse sobre isso

=>Esqueça. Não vai, por que precisa sustentar sua posição que só "mascu" passa por essa situação.

e o pior é que eu acho que o que mais da raiva nos homens é que eles acham que nos mulheres somos as garanhonas e podemos pegar todos, vai ver por isso nos chamam de putas por inveja de uma coisa que nem é verdade...

=> Idiotice deles. O que se passa com eles é o mesmo que se passa com mulheres que reclamam que 'falta homem no mercado'. O que estão querendo dizer é que 'falta homem de valor elevado no mercado sexual interessado por elas'. E falta mesmo. Eles igual, o que querem dizer é que 'falta mulher de valor alto no mercado sexual a fim deles'.

Toda generalização é idiotice. (Desculpe a dona do blog, que ama uma generalização)

Anônimo disse...

Concordo com o anom acima.

Todo mulher e homens, a princípio, buscam o "ideal" Nessa fase a mulher quer desfilar com um gato, sarado e de status social. E o homem quer desfilar com com uma gostosa e ainda por cima "de família".

Pois bem, os tipos acima são evidentemente poucos e muito disputados. Eventualmente, homens e mulheres se veem na situação de aceitar o que está disponível para eles. A isso se chama "maturidade".

Anônimo disse...

Olha, com certeza tem mulheres que não pegam ninguém. Mas várias vezes eu já escutei de mulheres (nenhuma modelo maravilhosa, mulheres bem normais, algumas inclusive mais pra feinhas) que conseguir sexo era só elas quererem, ainda mais com aplicativos tipo o Tinder.
Uma ex minha (uma menina bonita normal, nada que faça pessoas virarem a cabeça, um padrão estético no nível do meu) uma vez me disse: "olha, se você me trair e eu resolver descontar vai ser muito pior pra você porque vai ser muito mais fácil pra mim".

Zero disse...

acredito que mulheres tenham mais facilidade pra "pegar" homem...

mas, qual tipo? essa lorota masculista que "qualquer mulher pega qualquer homem"
não existe... convenhamos...

não pense que qualquer uma sai colecionando Brad Pitts por aí, pois quantidade
sobrando é só sósia do Batoré....

já dizia o poeta, "se tá sobrando não presta"....

mulher pode até fazer um "harém", mas só de brocha e feio pacarai.... que veem ela
como uma buceta gigante e nada mais que um "troféu" pra sua "macheza" e autoestima.

ele tá pouco se fodendo se ele é atraente ou se vai ser bom pra mulher...

aí é fácil dizer que mulher "pega mais", ela vai aturar só sabugo...

nesse caso, ficar sozinha ou com o "melhorzinho" é o melhor a fazer... (acho)...

S. disse...

00:45

Falar e fazer são coisas diferentes, acho que do mesmo jeito que homens mentem que pegam geral, mulheres também mentem.
Eu já menti que tinha ficado com um cara, para que parassem de encher o saco, o que não falta é gente sem noção que só sabe se intrometer na vida dos outros, que a única coisa que sabem me perguntar é seu eu tenho namorado, quando vou casar... Um porre.

Camila D disse...

S., se me permite, gostaria de te falar umas coisinhas: ficar se lamentando porque não tem homem não vai resolver nada. Pode parecer hipócrita da minha parte, já que eu namoro, mas não é - continuo com o mesmo vazio interior que sempre tive, e já saquei que um relacionamento não é imprescindível para uma pessoa se sentir bem, ou pra que todos os seus problemas de autoestima se resolvam magicamente.
Já pensou em outros meios de elevar tua autoestima sem depender de outra pessoa? Você tem que se amar primeiro antes de querer que algué te ame. É dessa maneira que vc vai poder passar por cima da situação de não ter alguém. Se sentir segura com quem vc é pode ser a chave pra ter um bom relacionamento, e garantir que vc não use o outro como bengala emocional.
Sei que as coisas são diferentes pra cada um, mas não custa tentar. Você não precisa aderir a um estilo de vida que vai contra quem vc é, pq aí que tá, muita gente se anula por causa de alguém, e isso tá errado! Ninguém precisa da aprovação social pra ser feliz, são desejos construídos, e uma vez que vc se ligue disso, vai ter duas opções:
1- cagar e andar para o que a sociedade espera de ti, e viver a vida do teu jeito, da maneira que te faz bem, sem depender emocionalmente de um companheiro.
2- ou vc assume que seria mais feliz de acordo com o esperado pela sociedade, e corre atrás disso se acha que pode conseguir um namorado assim. Porque não dá pra saber como muitas coisas são sem que se experimente primeiro, né?
E em qualquer uma das opções, já adianto: reclamar não resolve nada, só te faz perder tempo e se sentir pior ainda.

Dê uma chance pra si mesma. Reflete bem sobre as opções que a vida te dá, e não desperdice teu tempo sonhando com como gostaria que as coisas fossem, mas faz alguma coisa a respeito.
Eu comecei a fazer atividade física e isso tem me ajudado bastante em relação à depressão. Tenho uma tendência enorme em me fechar e nutrir todo tipo de pensamento pessimista e de autocomiseração, só que esse estilo de vida vai me levar pra cova mais cedo se eu não fizer nada, e quando o momento chegar, eu não quero olhar pra trás e ver que me privei de todo prazer que gostaria de ter nutrido por viver por conta do passado e "do quão injustas as coisas são".

Não caia nesse poço de vitimismo, porque quanto mais tempo tu ficar nele, mais custa a sair depois.
Se é tão difícil se aceitar gorda, procura um psicólogo se tiver como. Mas não culpa os homens pela tua baixa autoestima, porque tu não depende deles pra ser feliz e se amar. Isso tem que partir de ti.

Espero ter contribuído em algo. Mas se não serve, deleta o que eu disse, me manda à merda, sei lá. Só saiba que imagino o que tu passa porque já sofri muito bullying na infância e adolescência por ser gorda, e não havia ninguém pra me dizer que eu não precisava mudar pra me ver linda, pelo contrário.
A gente tem que desaprender as merdas que nos ensinaram, jogar fora o que não serve. Mas primeiro temos que identificar o que são essas coisas.

E se tiver tempo livre, indico uma série chamada My Mad Fat Diary, que é sobre uma adolescente gorda e sua vida conturbada. Tirando as típicas babaquices de adolescente, eu apreciei a série e dei boas risadas, assim como me vi em algumas situações.

Desculpa o texto enorme. Eu só gostaria que tu soubesse que tem alguém que te entende e gostaria que tu deixasse de alimentar problemas que podem ser solucionados sem jogar toda a culpa nos homens, no machismo, na sociedade, e cagasse e andasse pra opinião alheia (o que, admito, não é fácil, mas uma vez que se torne hábito e vc dê mais atenção a si mesma e ao que vc realmente quer da vida e ir em busca, o resto é história).

Feminismo precisa empoderar, e não ferrar mais ainda com o psicológico das pessoas, como é o que tenho visto com frequência. Mas seja forte, moça! Avalia o que te impede de ser feliz contigo mesma e lide com a situação sem se machucar mais. Teu valor é tu quem define, ninguém mais :)

Beijos!!!

S. disse...

Camila D

Obrigado pelos conselhos.
Olha, eu não me lamento por não ter namorado, ainda escuto indiretas que sou lésbica, mas nem tento desmentir, pensem isso a vontade. A raiva é dos escrotos acharem que tem todo direito de me humilhar e é isso que ajudou a destruir minha autoestima. Sei que tenho que gostar de mim primeiro, que não tenho que depender de outros gostando de mim, mas o difícil é isso, se amar.
Sabe o que dá mais raiva nisso tudo? É que eu percebi que concordo com todos os escrotos, que eu sou uma porcaria e que não mereço nada. Também sou muito fechada, nunca falei essas coisas para ninguém.
Estou tentando melhorar, comer coisas mais saudáveis, admiro quem consegue ser feliz gordo mas eu não vejo vantagem alguma nisso, lendo autoajuda, espiritualidade, já fui em psicólogo e para mim n serviu muito. Mas é brabo, se livrar de pensamento pessimista é uma luta, uma hora to tentando pesar positivo e quando vejo já estou pensando um monte de merda, como me matar. Não é fácil.
My Mad Fat Diary, eu adoro essa série, é muito boa mesmo.

Obrigado mesmo, beijos!!!

Camila D disse...

S., eu te entendo. Também me esforço pra mudar maus hábitos que aprendi, e um deles é me odiar por não ser perfeita (em todos os sentidos). E em suicídio eu também penso com certa frequência, mas ainda bem que me vem a ideia de que, pô, eu só tenho essa vida, por que vou abreviar? E ela não está tão ferrada assim, tem conserto a longo prazo, eu acho.
E, sabe, é bom focar em coisas que nos causem bem-estar, assim não pensamos tanta merda.

Se vc quer emagrecer, talvez seja bom consultar um nutricionista, começar a fazer atividade física aos poucos... To fazendo aeróbica em casa todo dia, sabe, porque detesto academia, e não curto muito sair na rua pra caminhar, até pq não conheço mt bem a cidade em que estou morando. E tem sido bem produtivo, me dá uma sensação boa e também me ajuda a combater a insônia e ansiedade. Tenho uns ataques de pânico muito bruxos, começo a tremer e vem uma sensação de pavor horrível. Sinto o coração na boca, como dizem. Por isso tive que fazer alguma coisa. Sei lá, às vezes tenho medo de fazer besteira por conta dessas sensações.

Sobre vc se amar, sei que não vai ser da noite pro dia. É um processo né, vc abre mão de pensamentos equivocados sobre vc mesma e preenche com os certos, que vc não é como te definem, não é o seu peso, não é o que vc come nem nada dessas merdas que a gente sempre ouve. Mas nada te impede de querer mudar alguns hábitos, até pq é isso que a gente faz quando quer obter resultados diferentes.
Não quero parecer conselheira, tá? Espero que não me ache babaca por estar falando essas coisas, só acho que estamos no mesmo barco e as vezes é bom compartilhar vivências e tentar ser útil :)
E obrigada por compartilhar teus pensamentos. Gostei bastante de vc ^^
Abração!

Jonas Klein disse...

Zero

"todo mundo lista coisas machistas e define como "não-machista" o avesso dessas
atitudes, mas nunca fala de atitudes "não-machistas" próprias, e não apenas as
que vão na contramão do machismo."

Talvez você não tenha me entendido direito, mas eu entendo que qualquer atitude que tenha como foco a busca pela igualdade de direitos entre homens e mulheres por si só, já e uma atitude própria não machista.

Quanto a sua conhecida no Twitter, eu não sugeri que você procurasse ela pensando em sexo, eu quis dizer que se você continuar falando com ela, tal ela te convide para um namoro, transa etc. partindo do ponto de vista que ela tome as atitudes...


S

"Estou tentando melhorar, comer coisas mais saudáveis, admiro quem consegue ser feliz gordo mas eu não vejo vantagem alguma nisso"

E não tem vantagem mesmo, agora você a mim deu entender que esta tentando emagrecer, apenas controlando alimentação, e eu já vi que isso não e boa ideia, tentar emagrecer só controlando alimentação, só torna o processo de emagrecimento mais demorado e sofrido, o melhor e você combina o controle da alimentação com atividade física, o ideal seria academia, mas em casa já da para fazer algumas coisas.

Bom dia

Anônimo disse...

Não tô entendendo esse papo. Não era que ter problema de autoestima e não pegar ninguém era coisa de mascu.

Lola, vem desmentir essas mentirosas aqui. Tão inventando estórias. Com mulher isso não acontece.

S. disse...

Camila D

Também gostei de você, sei que está tentando ajudar. Eu não sei se vou a um nutricionista porque eu já fui uma vez e acho que todo mundo sabe o que fazer para se alimentar melhor, daí vou pagar para me falarem o que eu já sei? Sem falar que minha ansiedade aumenta, porque vou ter que ficar prestando contas ao médico se eu consegui ou não emagrecer o suficiente naquele mês, já aconteceu isso.
Acho que também já tive ataque de pânico na rua, o coração acelerou, fiquei enjoada, comecei a sentir dormência pelo corpo, é horrível mesmo. Estava pensando em caminhar mesmo, academia é só mais um lugar para ficarem te medindo de cima a baixo, não gosto do ambiente.
E eu não falei ontem mas para piorar não consigo emprego e ainda moro com meus pais, eu ajudo em casa mas me sinto um lixo por isso tb, não vou falar que todo mundo me dispensou por ser gorda, mas com certeza isso está atrapalhando, fui em uma loja e a mulher falou na minha cara que não ia me contratar porque eu não ia aguentar o trabalho por ser "gordinha". Estou pensando em fazer algum curso na área de beleza, pelo menos vou poder trabalhar por conta própria, meus pais disseram que iam me ajudar nisso.
Espero que você consiga melhorar e ser mais feliz!
Beijo!


Jonas
Já li em vários lugares que o principal é a alimentação, mas eu vou começar a caminhar também.

Zero disse...

Jonas

mesmo que fosse assim nunca rolaria. além da distancia, eu nunca "me mostro".

pra você ter noção, sou tipo um "fantasma". onde eu morava há anos atrás tinha
vizinho que nem sabia que eu "existia". mas não vem ao caso. só quis relatar um
caso (pra mim) bem inusitado.

S. disse...

pra você ter noção, sou tipo um "fantasma". onde eu morava há anos atrás tinha
vizinho que nem sabia que eu "existia"


Nossa kkkkkkkkk é igualzinho a mim, tem gente que nem sabe que meus pais tem uma filha, acham que é só o meu irmão.

Zero disse...

interessante, S.

talvez você veja a mesma bipolaridade de opinião que já vi muitas vezes.

ora me tratam como "inferior" ou "infeliz" porque sou sozinho, ora me acham "arrogante" porque gosto de ficar sozinho (como se eu quisesse dizer que ninguém é "bom" pra estar comigo) o que não é verdade.

o mais engraçado é as pessoas dizendo que não "me entendem" e ainda assim querem dar
pitaco sobre a minha vida. ué? se não me entende como sabe o que é "melhor pra mim"?

outra coisa, sei que é difícil dizer isso, mas tente não ligar pra opinião de gente estupida, procure ser feliz pra você, e não tentar agradar outras pessoas.

você disse ser gordinha, eu particularmente acho gordinhas bonitas e atraentes... (pena que sou feio) kkkk...

Anônimo disse...

Queria ter tido contato com o feminismo na idade dela. Bem, sinta-se orgulhosa de pensar assim, menina. Vejo que a adolescência de 10 anos atrás não é muito diferente da de hoje: as meninas tem essa pressão de serem bonitas, desejáveis, mas nada de ficar com muita gente, porque né, "isso é coisa de vadia". Mas ó, nada de não pegar ninguém também, porque "ficar com os meninos é um must na adolescência". Basicamente, a mulher tá sempre na corda bamba, tem que controlar com precisão numérica os caras que se envolvem com ela.
E gente, sério, vamo parar de dividir as pessoas entre "top" e "resto". Se eu ler essa merda de "valor de mercado sexual" de novo, eu vomito. Pra esse povo, as pessoas vêm com rótulo. Devem vir com prazo de validade também, credo.

Dan

Jesse disse...

O que não é machismo (minha visão):
Todo mundo na casa dividir as tarefas domésticas não é machismo
Todo mundo na casa dividir tarefas como trocar fralda, dar banho e alimentar o bebê não é machismo
Todo mundo na casa se dividir pra buscar e trazer as crianças dos lugares onde vão, escola, festinha, médico etc não é machismo
Ensinar a criança, independente do sexo, que ela deve cuidar da casa não é machismo
Não achar que mulheres não podem assumir cargos de responsabilidade porque "choram" (mercado financeiro é assim por exemplo, conheço empresas que não contratam mulheres porque "não aguentar a pressão". Aí o cara justifica a política de contratação ilegal de sua empresa dizendo que a tia da prima da ex-chefe dele "ficou louca" depois de ter o primeiro filho) não é machismo
Deixar os filhos brincarem do que estiverem a fim e vestirem o que estiverem a fim e se interessarem pelo que estiverem a fim não é machismo
Dividir conta não é machismo, pagar a conta por gentileza, e não por obrigação, e nem para gerar a obrigação do sexo não é machismo
Não avaliar as mulheres na rua, amigas, familiares, colegas de trabalho, porque estão "descuidadas", "gordas", "mal vestidas" não é machismo
Identificar o Sean Penn como ganhador do Oscar e a Charlize Theron TAMBÉM não é machismo (uma revista anunciou a separação deles dizendo: o ator ganhador do Oscar e a bela sul-africana...)

Muita coisa não é machismo.

S. disse...

Zero

Vejo sim, uma hora sou tímida, em outra sou metida, estranha, lésbica, daí acham q estou certa em ficar sozinha, depois que eu tenho que sair mais, que eu to certa em ficar em casa kkkkk
Você é um dos poucos que gostam de gordas.
Tenho que tentar não ligar mesmo e tente não se esculachar dizendo que é feio.

Zero disse...

S., não sou um dos poucos não. a diferença é que eu ficaria sério, e não "escondido"...

muitos "gostam" só como uma tara, fetiche. atração só sexual. e não da pessoa em si.

eu acho atraente mesmo. bonitas....

mas não sou bonito mesmo. não sei qual a "linha" que divide "não-bonito" e feio mesmo... kkkk

S. disse...

Zero

Já ouvi isso, que tem cara que gosta mas não assume, deve ser por isso que eu nunca vi um. Só os babacas ridicularizando.
Pelo padrão de beleza, a maioria das pessoas é um bagulho, mas temos que tentar ignorar isso.

Anônimo disse...

"vai ver por isso nos chamam de putas por inveja de uma coisa que nem é verdade..."

BINGO!

Mila disse...

J., seu relato, infelizmente, é a realidade de muitas aqui.
Apesar de ser criada com mulheres, recebi uma educação muito machista. Apesar de meu primo (com quem fui criada) e eu termos idade muito próximas, sinto que a cobrança sempre foi pro meu lado. E a frase "ele pode pq é homem". Quantas vezes eu já ouvi: quando aos 8 anos eu era chamada de "inútil" pq não enxergava a "sujeira" no chão (só depois descobriram que eu tinha quase 3 graus de miopia); quando, apesar das minhas notas altas, minha família se preocupava que eu não ia casar; quando eu não podia sair sozinha com as amigas; quando, com 14 anos, um sujeito me seguiu na rua e eu fui culpada por estar usando calça legging.
Mas a luta é assim. A cada dia, vamos desconstruindo mais.

Lynne disse...

Gente, tem MUITOS que gostam de gordas. Quando fui pra SP capital, recebia MUITAS cantadas e até pedido pra morar junto. Estou 20kg acima do peso. Mas queria ficar sozinha. Não queria ngm àquela altura da vida.

Mas tem muitos que gostam de gorda sim, a mulher que se boicota pq está acima do peso, continuará tendo problema de autoestima caso emagreça, vai ficar caçando defeito em outras coisas pq sempre nos caçam defeitos, nunca estamos boas, etc... mas isso a gente tem de ignorar.

Já fui preterida tbm por estar acima do peso, mas quem nunca é preterida?

Lynne disse...

S. esses caras que ficam "zoando" o Fulano que namora gorda e etc, vc tem q pensar q isso define a eles, e não à gorda ou ao casal ou ao etc, até pq a gorda pode emagrecer, a magra pode engordar, milhares de coisas podem ocorrer e fatalmente todos um dia envelheceremos e morreremos.

No minimo os caras que fizeram isso são muito jovens e acham que serão assim pro resto da vida. A maioria das pessoas, principalmente as mais velhas, acaba namorando ou casando com alguém fora dos padrões - pq a grande maioria é fora dos padrões.

Cara nessa idade ainda deve sonhar com a Fulana do filme pornô que ele assiste, mas me diz, quando que ele vai "pegar" uma que nem ela - de graça pelo menos?

A resposta: não vai. Até as artistas qdo estão sem maquiagem são mto diferentes da vida real.

E olha aí, vc disse q teve 2 sujeitos dando em cima de vc, um deles pelo menos até sarado era. Pode ser idiota te zoando? Até pode, mas e se não for? Vc nunca vai saber.

Não te digo pra sair dando chance assim pro primeiro q aparece, não, vc não deve fazer isso só pra suprir a sua carência, mas sai uma vez, duas, vai saindo, e se não der certo parte pra outra. Acredite, acontece com muito mais gente do que vc pensa, a maioria das pessoas passa por isso, seja gorda ou magra.

E ser gorda não é um drama tão grande, mais de 50% da população é obesa em algum grau, então, é uma minoria q na verdade é maioria? Saca como as premissas muitas vezes vão contra os fatos?

E se o sujeito não estiver gostando de vc? Ou se não gostar de vc pq vc é gorda? Pensa assim, vc não deve se pautar pelo q os outros pensam de vc. Se ele não gosta, problema! Vai haver quem goste.

Sei q falar é fácil pq eu passei por relações muito dolorosas e pra mim ultimamente relação se tornou sinônimo de sofrer, mas tento combater isso dentro de mim. Tem um cara q se interessou em mim, mas eu disse a ele q queria ir devagar pq sofri em meu passado, nós combinamos em algumas coisas (finalmente pq a maioria q me cantava ou chamava pra sair não tinha nada, mas nada mesmo, a ver comigo, fico com bronca qdo um homem me canta só pela aparência, pq modestia a parte mesmo sendo gordinha eu sou bonita, então no mínimo eles me cantaram pela apaeência e não pelo q eu sou, ou por achar q "gorda é mais solta na cama", acredite mtos acham isso!) e por sorte ele não está me apressando! Estamos conversando devagar, sem colocar o carro na frente dos bois, e se não der? Não deu, paciência, mas pelo menos estou tentando, dando uma chance de quem sabe ser feliz.

Lynne disse...

Corrigindo: Até as artistas qdo estão sem maquiagem são mto diferentes NA vida real.

S. disse...

Lynne

Acho que vc pode estar certo sobre eu me sabotar e sobre os babacas zoando os outros, mas por agora eu prefiro é continuar sozinha mesmo. Sobre não ser um drama ser gordo, eu discordo e muito, já perdi emprego por isso.
Eu já vi uma matéria sobre as maravilhas de se namorar uma gorda, só baboseira, tipo essa de que topamos tudo no sexo, estamos sempre de bom humor, comemos tudo que vemos pela frente, daí o cara n vai passar fome... ridículo.
Obrigado por responder.

YC disse...

Lola, há uns meses eu não lia suas postagens por falta d tempo. Li essa hoje e preciso dizer: que saudade! tão bom ver no teu blog um espaço para que as pessoas compartilhem experiencias e opinioes interessantes.
Obrigada por existir!

Casais Sem Filhos disse...

J. infelizmente a nossa sociedade ainda é muito machista. Também sofri isso em relação ao meu irmão, do tipo "ele pode porque ele é homem". Mas acredito que as coisas estão mudando sim! Eu tenho 31 anos e fui criada com meu irmão Meus pais sempre cobraram desempenho escolar igual dos dois. Só podia sair com os amigos, passear e viajar quem tinha tirado boas notas. Meus pais vibraram muito mais quando passei em concurso público do que quando fui me casar. Nunca aprendi a fazer NADA de casa. NADA mesmo! Não se cozinhar, passar roupa, lavar banheiro e etc. E te falo, sobrevivi! Meu marido tem 39 anos e não é nem um pouco machista. As tarefas são dividas igualmente. Ele cozinha, eu lavo a louça. Eu coloco a roupa para lavar e ele passa. Assim nós fazemos. Nós contratamos uma pessoa e os dois pagam. As contas são divididas. Ele respeita a minha prioridade de ir ao salão de beleza e eu a dele de ir ao jogo de futebol, digo em termos financeiros. Claro que tive que lutar para conseguir o que quero. Enfrentei aos meus pais várias vezes. Nunca admiti namorado que tivesse um pensamento machista que seja. E assim foi... Hoje posso dizer que vejo muita gente machista, inclusive mulheres da minha faixa etária que cuidam sozinha do bebê, pois o pai faz "o mais dificil" que é sustenta-lo. Ah, me poupe né...

Meu conselho pra ti é que continue estudando sempre. Isso ninguém poderá tirar de você e só trará excelentes frutos. Em relação à menina puta. Sempre achei e continuo achando uma GRANDE BOBAGEM. Mulheres podem dar pra quantos homens elas quiserem. E ainda acredito que tudo isso esteja ligado a independência financeira: do tipo "eu que pago as minhas contas, então não devo nada a ninguém." Continue assim que tais no caminho certo!