domingo, 3 de maio de 2015

MISANDRIA E A VIDA MISERÁVEL DOS MASCUS

Dois comentários aleatórios que eu deixei em dois posts, nem lembro quais. E não lembro como exatamente surgiu o tema.

Fica aqui o registro sobre misandria. Pouca gente leva isso de misandria a sério. Quase sempre eu só vejo o termo "misandria" usado por feministas pra fazer rir. É um termo irônico, como se misandria realmente existisse, como se fosse o outro lado da misoginia. Coisas como este tumblr em inglês, por exemplo, são uma sátira aos "perigos" que a misandria representa, e à mera definição do que seria misandria. Esses dias alguém deixou um tuíte dizendo que esses ataques contra mim dão uma boa ideia sobre como misandria não existe. 
Pois é, concordo. Misoginia ameaça, misoginia mata todos os dias, não é brincadeira, nem piada. Por mais que eu ache totalmente equivocado uma feminista radical "comemorar" a morte de algum homem dizendo algo como "Um piroco a menos", isso é bem diferente de causar a morte de alguém. Que é exatamente o que os misóginos querem pra mim e pra tantas outras feministas em particular e mulheres em geral.

O termo GET A LIFE poucas vezes é tão apropriado como quando se refere a mascus. Eles têm uma vida miserável, ponto pacífico. Não por problemas financeiros, já que a maior parte deles é classe média. Mas porque acreditaram que, por serem homens, receberiam tratamento especial, seriam deuses, únicos, teriam as mulheres que quisessem a hora que quisessem, um emprego acima da média. E aí notam que não é assim. Que eles têm privilégios por serem homens, mas só esses privilégios não os transformam em reis. 
E então sentem-se fracassados e culpam as mulheres, o feminismo, os gays, os negros, a esquerda, o governo, qualquer um que não seja eles, pelo fracasso. Criam planos mirabolantes para superarem esse fracasso: por exemplo, quando forem ricos, as mulheres se jogarão em cima deles. Aí eles nunca ficam ricos (óbvio), e, os poucos que conseguem uma condição econômica melhor veem que as 40 virgens prometidas não vieram. 
Até pouco tempo os guerreiros de um real prometiam que era só o homem chegar aos 30 para receber uma chuva de mulheres. O tempo voa, vários mascus passaram dessa idade, e constataram que as mulheres não vieram. Mais fracasso. Eles não vou culpar "a real", porque "a real não falha nunca". Continuarão culpando as mulheres, as feministas, os gays etc. E então passam uma vida inteira submergidos no fracasso, na tristeza, no que eles consideram uma injustiça.
Eu rio muito das besteiras que eles falam, mas das vidas deles eu não rio não. Porque dá pena.

161 comentários:

Anônimo disse...

Pra esses narcisistas sem noção do ridículo a culpa é sempre dos outros. Nem adianta acordá-los pra vida que eles acham que as críticas são sinal de inveja

Anônimo disse...

Pois é,dá pena ver a vida que eles tem,infelizes,amargurados que queriam viver no século passado.

Anônimo disse...

É tão realista quanto achar que negros culpam os brancos por tudo, gays culpam os héteros por tudo, esquerdistas culpam as "classes superiores" por tudo...

E vc's são mais propensos a acreditar nestas besteiras que em outras.

O que diferencia uma estupidez da outra?

BLH

Anônimo disse...

Ableísmo e ageísmo não matam, então podemos publicar discurso de ódio contra deficientes e idosos aqui? Só não pode publicar o que mata?

Anônimo disse...

Não tem nada mais interessante no feminismo para ser discutido do que a vida dos mascus? To cansada de ver post ou comentários sobre eles.

Anônimo disse...

Lola está perdendo a coerência permitindo discurso misandrico aqui. Por mais que não exista no dia-a-dia, existe na ideologia de radfems, e se vc asssim como eu é contra elas, deveria sim apagar esse tipo de comentário. Só acho que vocês estão sem razão e criando desculpa pra não ter que admitir isso. Caso contrário, alguém me explica a coerência em permitir discurso misandrico mas misógino não? O fato de que misandria não mata não convence, pois isso também dá aceitação pra discursos ableístas, ageístas e inclusive contra gordos. Se o feminismo da Lola é inclusivo e não segregacionista, se é sobre empoderamento e não humilhação, se é sobre igualdade e não superioridade, então não faz sentido permitir comentários de radfems aqui e rechaçar quem reclama disso.

Fábio disse...

Misandria né? Misandria na realidade não e somente a 'raivinha, que uma mulher em individual, sente dos homens, ou a compreensível aversão que algumas mulheres sentem de homens, quando sofrem violência por parte de um individuo homem. compreensível porem patologica, e deve ser tratada, um homem a agrediu, não todos os homens. passar a vida odiando metade da população humana, pela bestialidade de um individuo, não e nada saudavel, seja homem ou mulher.

A misandria e uma superestrutura social, que o feminismo tenta vender como aceitável, como "pagamento de uma divida histórica" O objetivo das feministas não e a reconciliação entre os gêneros, mas sim o revanchismo.
A misandria estruturada na sociedade, tem muitas faces, não vê homens como individuos humanos, mas sim como uma "manada de pensamento hegemonico coletivo" ou seja, desumaniza o homem como individuo.
O feminismo não luta contra o machismo, ou seja, um comportamento masculino socialmente construído. Mas sim contra a própria natureza masculina, e essa palavra não tem outra função que essa, estigmatizar o comportamento natural masculino, e a forma de pensar masculina, a tornando essencialmente má. O machismo, enquanto “movimento social” não existe, é uma invenção feminista, simplesmente uma palavra criada para ofender. Nenhum homem se identifica como machista, e quando o faz é devido à frequentemente o comportamento masculino ser identificado como machismo de tal forma que é impossível ele ser homem e não se enquadrar no adjetivo machista.
Para uma feminista não há decisões pessoais, não existem pessoas, apenas a “sociedade”, como sendo uma espécie de ente abstrato com vida própria. Não é um homem, enquanto pessoa, que decidiu cometer um crime, e sim a “sociedade machista”, como se o machismo fosse uma espécie de força maligna que entra nos homens e obriga eles a fazerem coisas más, e não que um homem, enquanto indivíduo, decidiu realizar um ato violento. Dessa forma se você mata uma mulher você é machista, se você rejeita uma mulher promíscua, você é igualmente machista, facilmente colocando no mesmo patamar um valor masculino comum com um crime bárbaro.

Não é preciso dizer o absurdo que é chamar uma mulher de feminista só por ser uma assassina. Um homem se vê como indivíduo, dessa forma assume sozinho a responsabilidade pelos seus atos, assim como não culparia todas as mulheres pelo ato de uma. Mas uma mulher, caso seja feminista, verá no ato de um único homem entre milhões um problema social, e consequentemente culpará todos os homens. Dessa forma conseguem o malabarismo de transformar um único assassino em milhões de homens como uma representante do machismo, de modo que todos os homens viram um pouco assassinos pelo ato de apenas um.

Fábio disse...

Outros aspectos da misandria, como superestrutura social, são:
A desvalorização da vida do homem, segundo senso comum, nossas vidas valem menos, quando uma mulher e brutalmente assassinada, vira noticia por semanas, e se cobra com afinco o esclarecimento dos caso ( como se deve) mas e quando e um homem? O numero de homicidios de homens no Brasil, 10 vezes maior, que o de mulheres, de cada 100 pessoas assassinadas, mais de 90%, e homem.E e banalizado, a sociedade já acha "aceitável" como rotina a morte de homens, mas não de mulheres.
As feministas afirmam que quem mata a maioria destes homens, são outros homens, o que prova o que eu disse anteriormente, que somos vistos como uma manada por elas, não como individuos humanos.

O nosso toque, segundo a misandria, e mais "sujo" quando uma mãe, tem contato com um filho, dando-lhe banho, trocando suas fraudas, ou seja para lhe dar carinho, todo mundo acha super normal, mas quando um homem tem os mesmo gestos com uma filha, todos lhe olham tosto, como se um natural gesto de cuidado paterno, para com sua filha, fosse algo sujo, indevido. Como se um pai mando sua filha/o, fosse algo dispensavel.
O utilitarismo, na sociedade atual, a misandria institucionalizada, e o que e pior, diante das outras super estruturas sociais opressoras, considerada aceitável, homens são meras "caixas de ferramentas" devem ter utilidade, nada mais que isto.

Anônimo disse...

Espero que dessa vez o comentário não seja apagado e possa haver um debate construtivo com argumentos, e não com "maletears" e "uzomi", até porque não sou homem. Não se trata de maletears e sim de uma feminista que preza pela coerência e discorda de discursos de ódio como um todo, tenho certeza que não sou a única no mundo.

Anônimo disse...

É muito amor! Por que as ideologias precisam de uma ideologia do "contra" pra existir?

Lola, o feminismo é machismo elitista, o feminismo só atinge o homem feio e pobre.

E atinge as mulheres atraentes assim que elas envelhecem, se duvida do que falo, pergunte para as psicologas a dor que suas clientes sentem quando seu namorado / marido rico as trocam por uma mais nova do que ela.

Anônimo disse...

/\ O Fábio sim que tá de maletears, por favor não me confundam com ele.

Anônimo disse...

Lola que feminista radical você viu festejando morte de piroco, ops, digo, morte de homem? Isso vai contra direitos humanos. Muita sororidade de sua parte você pegar uma opinião individual e generalizar como se fosse opinião de um grupo inteiro, viu. Não é pq vc não tem mais argumentos pra debater conosco quando criticamos o transgenerismo que você tem que apelar pra desonestidade, isso passa longe do feminismo. Mesmo pq ver libfem falando borracha é facinho também. Enfim, mais um blog pra falar mal do Feminismo Radical, como se já não houvesse milhares, com a diferença de que para os donos desses blogs somos TODAS feministas "radicais".
Um desserviço que o blog feminista mais famoso do brasil não tenha o que falar. Quando não é uma semana inteira defendendo ida de macho pra prisão feminina, é post pra falar de hômi de cabelo azul com um desfile insuportável da palavra "cis" pra lá e pra cá.
Pq é que vc não faz posts pra falar da cultura de estupro no BDSM? do capitalismo e da exploração envolvida na prostituição e na pornografia? pq não há posts criticando papéis de gênero? Pq que vocês se dizem feministas se vocês não problematizam nada?

Anônimo disse...

Estagiária kkk, quero fazer estágio no seu blog também Lola, como faz pra mandar currículo? Na boa, menos. A Samantha só está apagando trolls, mas de vez em quando escorrega, como quando apagou meus comentários reclamando das radfems.

Jonas Klein disse...

quanto questão da misandria A verdade e uma só, tirando um ou outro blog misandrico que tem pela internet, o único lugar aonde eu vejo misandria escancarada e diariamente dentro e fora da internet e a área de comentários deste blog, e não porque este e um espaço feminista, pois já visitei outros blogs feministas e não tem misandria em lugar nenhum neles, acho que porque moderação de conteúdo lá funciona mesmo.

As vezes eu ainda vejo alguma misandria normalmente de forma surtiu em outros espaços na internet.

O que vou dizer agora vai irritar os masCUUUUUS de plantão (como se isso fosse algum problema pra mim).

Agora sabe eu nem estranho, pois eu sei que direta forma mais direta outros não, com maior menor dureza aqui se faz e aqui mesmo se paga por tudo que agente faz as outras pessoas.

O que quero dizer com isso que os homens uns de forma justa e outros não, estão pagando por todo o mal que fazem e já fizeram as mulheres, pois se engana quem acha que por a troco de nada que a misandria o feminismo existem.

O negocio que misandria e o feminismo só por que existe machismo para alimentar diretamente isso, pois se desde que a civilização existe se todas as mulheres sempre tivessem sido tratadas com respeito, dignidade e sem qualquer opressão hoje nos saberia o que e feminismo muito menos misandria.

Na pratica o feminismo precisa do machismo e da misoginia para se manter vivo, quanto nos precisamos doar que respiramos para vivermos.

E aos querem aos que querem acaba com feminismo eu dou uma dica bem simples e funcional, se virem contra o machismo e qualquer outra forma de opressão, contra as mulheres, incluindo papais de gênero, assédio etc. e estimule quem você conhece fazer o mesmo, que em alguns anos feminismo já era.

Eu já fiz isso, e quem se habilita também fazer o mesmo?

Anônimo disse...

Diva


Lola, e outra leitora do blog POR FAVOR imploro quem são estes cientistas do tal "Elite Daily"(que pelo nome parece mais uma revista barata de quinta categoria do que nome de uma faculdade reconhecida) que afirmam em tom GENERALISTA(coisa que ODEIO!) que mulheres preferem cafajeste?!
Pra ver tal aberração(que infelizmente não é mentira!) tá no link que passa abaixo, e claro muito homenzinho inseguro, machista e babaca tá adorando cuspir na cara de TODAS as mulheres, uma suposta predileção delas por cafas!
Só faço uma pergunta, sim tem mulheres que preferem cafas e outras que são enganadas por supostos bonzinhos, mas, homens TAMBÉM não podem se apaixonar por mulheres cafajestes ou se enganar com algumas?
Enfim, vejam e quem puder me responder quem são estes "cientistas" de merda, fico agradecida.
Acho que em pleno século XXI a "Pseudo Ciência Racista e Eugenista" foi substituída por uma "Pseudo Ciência Misógina" que alega que mulheres são mais felizes mais magras, casadas com homens bem mais velhos e que só podem ter felicidade do lado de homens ricos e só se realizam com monte de filhos.
Eu gostaria de saber se estes "cientistas" não tem nada mais importante pra resolver como por exemplo o problema da água, como umA jovem cientista achou uma solução pra diminuir o problema hídrico e advinha? MULHER, JOVEM(digo não pela idade, mas pelo clichê que mulher jovem só vive atrás de jogador de futebol e pagodeiro) E BRASILEIRA! Chorem misóginos de merda!

Aqui tá o link:
https://br.mulher.yahoo.com/blogs/sexo-oposto/cinco-razoes-cientificas-por-que-as-mulheres-170255625.html

Anônimo disse...

"pq não há posts criticando papéis de gênero?"

Não sabe ler ou é preguiça de pesquisar mesmo? Tá cheio de post assim no blog. E quer dizer que o único feminismo que "problematiza" as coisas é o radical? Ninguém pode discordar de vcs e ser feminista?

E sobre a palavra cis, já era utilizada muito antes na ciência junto com o termo trans, por exemplo para denominar certos compostos químicos e também na biologia. Apenas aplicaram o conceito cis/trans para a questão da identidade de gênero, não entendo o problema de vocês em aceitar isso.

Anônimo disse...

"Na pratica o feminismo precisa do machismo e da misoginia para se manter vivo, quanto nos precisamos doar que respiramos para vivermos"
_
Falou o Jonas, homenzinho babaca, metido a prolixo, do que o feminismo precisa, ou deixa de precisar. na realidade, o feminismo precisa, e de emponderamento feminino, e não de pitaco de quem tem toda uma sociedade machista, para se expressar.
Jonas, já esta na cara que você não e bem vindo entre feministas, qual é a sua? Quer atenção para que? para provar que e um 'cavaleiro dourado' e que todas nós devemos agradecer por ter você ômizinho do "nosso lado"
Não vai rolar fi, se manca, e dá linha.

FÁBIO, MORRE, A LOLA JÁ DISSE QUE VOCÊ E PESSOA NON GRATA, POR AQUI, FAÇA-NOS UM FAVOR, E SE MATA MASCUTROLL.

Anônimo disse...

Anon das 13:43: contraditório ela já ter criticado papéis de gênero e ao mesmo tempo defender transgenerismo. Não tem nada de abolicionista aí.

Anônimo disse...

Queria saber qual é a das radicais. Sério, não sei o porquê de toda essa raiva delas. Não me sinto nenhum pouco acolhida entre rad's.

Anônimo disse...

Que!? Mulher é feliz se se casar com homem bem mais velho? Que nojo! nojo! nojo!

Jonas Klein disse...

Anon 13:49

Mascu babaca de passando por mulher feminista e um pé nas bola do cara, de qualquer forma para sua informação eu sei bem que ate convento e um lugar melhor pro cara descola uma mina, do que um blog feminista...


Diva

Não sei te responder isso.

O fator que explica esta APARENTE preferencia das mulheres por cafajestes, e que os tais cafas na media tem muito mais jogo de cintura pra conquista uma mulher do os homens totalmente honestos, vamos dizer assim.

Pois normalmente tem atitude pra chega numa mulher, puxa uma papo legal com ela, são seguros de si quando falam, em fim eles tem alguns traços de perfil que os fazem ter mais sucesso com as mulheres, ai vem pergunto a mulher fico com cafa, por ele ser cafa ou porque não acho primeiro um cara honesto, mas que tivesse postura para conquistar ela?

Anônimo disse...

Eu queria entender qual a das rad vindo AQUI??

Quero dizer, eu perguntava isso dos mascus, mas agora chove rad pra encher as paciência. Elas tão em TODOS os posts perturbando e falam que eu é que quero chamar a atenção(HAHA NEH?) Gente, já disse, a net é uma coisa maravilhosa. Eu não me identifico com o Constantino então não fico eternamente indo lá pra discordar e ter desgosto.


Credo, que falta de vida.

Sobre o post: misandria não existe. ¬¬

~Raven,no pc dos outros.

Anônimo disse...

Diva

Pra Anônimo idiota das 14:30

Querido, vai pra escola e deixa de ir pra merda de baile Funk que isso tá fodendo tua cabeça!!!
Deixa de ser moleque a vira homem poha!!!


Anônima querida das 14:34

Foram dois cientistas da faculdade de uma cidade da Inglaterra(ou como diria a saudosa Dercy, faculdade da casa do caralho, kkk!) que alegaram que casamentos onde o homem é mai velhos que a mulher é (supostamente) mais duradouro e feliz, em compensação estes babacas escrotos alegaram que quando é o inverso(mulher mais velha com homem mais jovem) não dá certo!
Como diria a Dercy, que estes pseudo-cientistas enfiem suas teorias machistas no rabo!! kkkkkk

Anônimo disse...

Passando "Women who make America" na GNT. Com todas as feministas RADICAIS que a Lola e as visitantes desse blog adoram deslegitimar: Robin Morgan, Susan Brownmiller, Catharine MacKinnon, Gloria Steinem, Charlotte Bunch, Rita Mae Brown. Tudo transfóbica <3 <3 <3

Anônimo disse...

Diva

Para Jonas


A questão não é sobre atitude e sim caráter. Qualquer mulher pode se interessar, ficar atraída e se apaixonar por um homem de atitude, mas, muitos homens de atitude tem boa índole e outros não tem caráter nenhum.
O caráter e a índole do homem a gente só vai conhecer com a convivência, assim como acontece o inverso(quando o homem conhece a mulher).
Postura, atitude, charme são diferentes de: machismo, canalhice e mal caratismo!
Tem homens tímidos que não são flor que se cheire, tem extrovertidos de boa índole, como tem desinibidos que não valem nada e acanhados que tem ótimo coração. Só a convivência é que dita se a mulher vai ficar, ou não com o cara!
Muitas mulheres trabalham, são independentes e tem ótima alta estima e estas NÃO irão se envolver com mal caráter que as trata como lixo! Pode acontecer, mas acho MUITO DIFÍCIL!
Aliás generalizar é a coisa mais babaca que existe, e isso não concordei com estes pseudo pesquisadores, porque não mostrar então que boa parte dos homens preferem mulheres lindas, jovens, magrinhas de peitão e bundão, e NÃO se interessam se estas tem bom ou mal caráter?!!
Isso que acho foda! Avaliar como se TODA mulher fosse uma romântica, masoquista estúpida que só gosta de homem que não presta e que TODO homem é esperto, fodão e não cai na lábia e na sedução de uma mulher sem caráter pelo físico desta!
Há mulheres que gostam de cafas sim, há homens que gostam de mulheres cafajestas, como há mulheres que preferem caras legais(eu to incluída) e homens que preferem garotas bacanas às marias-chuteiras siliconadas da vida!
Entendeu porque eu DISCORDO desta pseudo-pesquisa?

O fator que explica esta APARENTE preferencia das mulheres por cafajestes, e que os tais cafas na media tem muito mais jogo de cintura pra conquista uma mulher do os homens totalmente honestos, vamos dizer assim.

Pois normalmente tem atitude pra chega numa mulher, puxa uma papo legal com ela, são seguros de si quando falam, em fim eles tem alguns traços de perfil que os fazem ter mais sucesso com as mulheres, ai vem pergunto a mulher fico com cafa, por ele ser cafa ou porque não acho primeiro um cara honesto, mas que tivesse postura para conquistar ela?

3 de maio de 2015 14:38

Anônimo disse...

Diva

PS: esqueci de apagar os trechos de referência de sua opinião Jonas, foi mal, kkk.

Anônimo disse...

A não ser em Seven, nunca vi gordo sendo assassinado por ser gordo.
GORDOFOBIA NÃO EXISTE!!!!

Anônimo disse...

Como esses mascus e machistas choram, pelo amor de Zeus. Continuem chorando, pois a tendência é só piorar para vocês.

Anônimo disse...

Queridas feministas radicais (pra quem for de um país de língua inglesa, radfem, porque a teoria é universalizante), pode ser que alguém esteja perseguindo vocês por serem mulheres, por serem feministas ou por serem feministas com projeção (caso da Lola), mas não, quando outras vertentes feministas discordam de vocês não é perseguição. Ninguém é obrigado a concordar com vocês, nem bater palma pro discurso segregacionista e muito menos pra estrutura sectarista que vocês construíram. NINGUÉM É OBRIGADO A CONCORDAR. NINGUÉM.
Aceita que dói menos e pára de se vitimizar com essa historinha de "ain, as outras feministas misóginas transqueergenderroleescravasdopatriarcado não concordam comigo, sou perguida".

Anônimo disse...

Pra esses narcisistas sem noção do ridículo a culpa é sempre dos outros. Nem adianta acordá-los pra vida que eles acham que as críticas são sinal de inveja


Engraçado, parece bastante com feminismo, tudo é culpa dos omi opressores, da sociedade, do patriarcado, dos outros... menos da própria mulher.
Tem que ser cego para não ver que entre vs há bastante coisa parecida.

Anônimo disse...

Puta merda, você vem nesse blog esperando discussões profundas e fundamentadas em argumentos lógicos, mas encontra um bando de virgens dizendo que o "cafajeste" conquista a mulher com o papo. Parecem até adolescentes discutindo como pegar mulher.
Sinceramente, quanta decadência, não é meus queridos e queridas?
E quem falar: "é só não frequentar os comentários" eu já respondo: eu frequento O QUE EU QUISER E CRITICO O QUE EU QUISER, GOSTE VOCÊ OU NÃO.
Virgens.

Anônimo disse...

Não entendo o mimimi das radfems aqui. A Lola nunca concordou com elas e já deixou isso claro em vários posts, agora elas vem aqui exigir explicações, piada. Não vão exigir explicações nos blogs dos mascus também não? Era só o que faltava. Ninguém deixa de ser feminista porque não concorda com vocês. E aliás, quantidade de homens e mulheres machistas que repensaram suas atitudes por causa do feminismo radical: 0. Não sei como pretendem melhorar a sociedade assim.

Elen disse...

Resumindo tudo, se o ódio n mata ninguém, n tem problema ou n existe.
E ainda cobram lógica nas respostas? Acho que primeiro deveria ter lógica nos argumentos.

Anônimo disse...

Anon das 16:37
Quem falou que mulher é machista, babacão?

Anônimo disse...

Esse negocio de misandria tá no mesmo nível de branco reclamando que sofre opressão racista do sistema. Vitimismo às avessas.

Julia disse...

Do post das Bruxas Feminazis no Facebook:
"Misandria é simplesmente repelir o patriarcado e o falocentrismo. E é também tida como defesa de mulheres vítimas de misoginia."

Pra ser considerada misândrica basta ser empoderada e repelir machistas.

A misandria não é praticada na sociedade. As misândricas não vão agredir, estuprar nem matar homem. Só não estão dispostas a aturar machismo.

Para as feministas iuzoministas: revejam suas prioridades. Vocês me dão vergonha alheia.

Para os homens reclamando de misandria: calem a boca.


Resumindo: Vai ter misandria no feminismo SIM. E se reclamar vai ter o dobro.

Anônimo disse...

aiai feministas querendo deturpar o dicionário, pq lá misandria significa ódio ao homens e n esse mimimi de reação do oprimido.

Anônimo disse...

vi na reportagem do yahoo os brazuca querendo ir pro oriente médio pra arrumar uma mulher virgem e burra pra aturar o corno deles, vocês acham que os homens daqui são evoluídos.
Eu quero mais é que eles se explodam por lá pra mim são resto de aborto.

Anônimo disse...

Eu quero saber onde fica esses caras tão legais, nunca achei nenhum.

Anônimo disse...

Anon 13:49, você não leu o comentário do Jonas direito. Ao menos o que eu entendi do que ele quis dizer foi: quer que o feminismo acabe? Então contribua para acabar com a opressão. Todas as formas de opressão de identidade. E essa mensagem é bacana.

O Jonas tem muito o que amadurecer (momentos de arrogância/mansplaining chatos paca) mas está com a cabeça muito mais no lugar do que muitos homens e mulheres de esquerda que eu conheço...

Julia disse...

E ódio a homem significa o que na pratica?

Julia disse...

Quem acha que os homens daqui são evoluídos? Eles que se acham, só se for..

D Stoffel disse...

Pra mim machista é tudo terrorista, é o mesmo extremismo e discurso de ódio, não aceitam outra opinião.
Ficar com essa gente é danoso, até com mulher assim.

Anônimo disse...

Realmente até o macaco é mais evoluído que os caras daqui, só porque eles não praticam o islã não quer dizer que são menos ruins.
Eu vejo o ódio neles , qqr mascu pra mim não são civilizados poha nenhuma, deviam prender numa jaula, pois se comportam pior que animais.
É na internet que a mais pessoa vê, de bonzinhos não tem nada.

Anônimo disse...

Homens, se você for machista mas não estuprar nem matar ninguém, tá liberado. Esse é o limite do ódio. Podem continuar sendo machistas livremente.

Julia disse...

Você ta de gracinha comparando machismo com misandria, né?

Machismo sempre foi liberado, amore. O que não é liberado é reação contra ele.
Machismo ainda é visto como natural, biológico, homem é assim mesmo, deus quis assim.. e mulher que reage a ele é a mal amada, mal comida, lésbica, histérica, louca e mais recentemente, misândrica.

Anônimo disse...

Tá legal, se isso não é discurso misândrico então é o quê?

"No meio do mato, as mulheres poderiam simplesmente se unir, como em acontece em várias espécies, ou simplesmente matar a maioria dos fetos masculinos que nascerem para diminuir a quantidade de inimigos. [...] Sem a adoração e a subordinação das mulheres, homem é um nada. [...]
Em uma sociedade sã, o macho trotaria obediente atrás da fêmea. O macho é dócil e facilmente conduzido, submetido sem esforços ao domínio de qualquer fêmea que se importe em dominá-lo. Na verdade, o macho quer desesperadamente ser conduzido pelas fêmeas, quer a Mamãe no comando, quer abandonar-se aos cuidados dela."

Trechos de comentários que foram postados em outro post mas a moderação não apagou.

Anônimo disse...

E não, NÃO vai ter misandria no feminismo. Que eu saiba discurso de ódio nunca representou o feminismo, e se reclamar RADTEARS pra vocês

Anônimo disse...

19:44, esses comentários era em resposta de um cara que estava ameaçando estuprar todas as mulheres no mato. E recebeu a resposta que ele merecia. Se quer ser respeitado aqui, nos respeite também.

Camila Dias disse...

Falou tudo, Julia.

Anônimo disse...

Anonimo das 13:49

Incentivo ao suicidio é crime.

Julia disse...

Trecho de comentário em resposta a comentários misóginos. Esqueceu de citar essa parte..

Alan disse...

Crime passional agora virou misoginia, claro que isso nem existe com mulheres, se alguma mata um homem não é misandria, nem crime passional, o que será então?
Acho que nada, na feminislândia, mulheres raramente matam ou abusam de homens.
Vi uma pesquisa aqui nesse dimensão, que na Inglaterra, 700 mil homens foram vítimas de violência doméstica, muito raro. Vai ver que elas tinha motivo...

Julia disse...

Poi zé. Quer ser misógino e receber amor de volta. Ah vá, senta lá, meu filho..

Carlos Eduardo disse...

Concordo que misandria não existe no mundo real. Mas no meio feminista, tá cheio ... Mas como para mim está claro que o meio feminista não representa nem 5% das mulheres (na verdade, grande parte das mulheres fogem de ser associadas ao feminismo como o diabo da cruz), então pouco importa...
----
Sobre o meio que vcs chamam de mascu, eu já frequentei e vejo muito wishful thinking...
Claro que há muito meninões fracassados e inábeis socialmente (como tb há muitas feministas que preenchem os esteriótipos que criam sobre elas). Mas quer saber, há muitos que não são.
Eu mesmo. Sou independente financeiramente desde os 20 (tenho 35). Tenho um cargo muitíssimo bem remunerado e todo o status social decorrente. Ah, também sou bonito. Mulheres ? Tive uma cota muita acima da média. Várias namoradas 'sérias' (o que chamamos de civis ou putas de família), A quantidade vagabas que já comi, melhor nem falar porque certamente irão dizer que é mentira (bom, vão dizer que é tudo mentira de qualquer forma, haha)...
E hoje, vivo com uma namorada por escolha própria, não frequento mais as comunidades, mas nem por isso deixar de guardar várias coisas válidas que aprendi (e óbvio, descartei o que acho bobagem). E na époco tive contato com vários caras da comu com perfil similar ao meu.....
......
Então, minha pergunta é simples.
Tipo, qual a dificuldade de entender que muitos homens simplesmente concordam com muitas idéias dali ? Qual a necessidade (auto-defesa psicológica ?) de acreditar que é necessário ter determinado perfil para ter frequentado o meio ? Eu heim ?
....

Anônimo disse...

Quer dizer, do jeito que ficou, apaga uns e outros não, a moderação foi bem incoerente. Misandria não existe no dia-a-dia? Ok, não existe no dia-a-dia, mas existe nesses comentários das radfems, porque a moderação não apagou então? Como disseram aí, discurso de ódio nunca representou o feminismo.

Anônimo disse...

"Julia disse...
Quem acha que os homens daqui são evoluídos? Eles que se acham, só se for.."na logica da Julia, homem brasileiro e atrasado, mas mulher brasileira e evoluida e moderna, mesmo compartilhando o mesmo ambiente, e mesma cultura.

Julia disse...

To dizendo, minha gente. A misandria ta pouca. Tem que aumentar.

Carlos Eduardo disse...

Você ta de gracinha comparando machismo com misandria, né?

Machismo sempre foi liberado, amore.

=> Liberado ? Pensei que tinha um grupo de malucas na internet que vivia só para perseguir quem pensa assim, hahahaha

Carlos Eduardo disse...

E na boa ? Se quiserem ser misândricas, fiquem a vontade. Eu é que não vou passar minha vida caçando misandricas na net.

Anônimo disse...

Pergunta: é coerente a moderação (Samantha) apagar comentário misógino e liberar comentário com discurso misandrico?

Até agora ninguém respondeu isso.

Anônimo disse...

Difícil encarar misandria como discurso de ódio com fundamento na realidade. No fim do dia, é só mais uma brincadeirinha de inversão de papéis, seja com o fim de ironizar as relações patriarcais, seja para tentar suscitar empatia dos opressores, promovendo a inversão de posições. Enquanto isso, incontáveis mulheres continuam a figurar dia a dia nas estatísticas oficiais como vítimas de violência física, sexual, financeira etc. Não dá pra pensar na misandria com seriedade, como um fato, até porque a sociedade não foi estruturada dessa maneira. Agora, a misoginia...

Carlos Eduardo disse...

Agora, uma coisa é real também. Uma coisa é igualzinha no feminismo e no masculinismo. A maioria das mulheres e homens não querem ser associadas com isso por causa de minorias de talibãs radicais que queimam os todo mundo.
...
Se discordam quanto ao feminismo, é só analisar um pouco. Quantas mulheres vcs acham que querem ter o nome associado à pessoas que enfiam imagem de santa no c... no meio de praça ?

Julia disse...

Sim, é coerente.
Agora para de encher.

Raven Deschain disse...

Preciso concordar com o Cadu nesse último comentário. Se o primeiro contato que eu tive com o feminismo fosse feminismo radical... Bom, eu teria saído correndo dessa merda e ido morar na lua. Afinal, ninguém quer ser a chata do rolê, como diz a Clara.

Anônimo disse...

QUEM TE DISSE CARLOS FEMINISMO VEM CRESCENDO ATÉ AS LEIGAS DIZEM QUE SÃO A FAVOR DA EQUIDADE, SE ELAS FOGEM É PQ SABE O QUANTO É DIFÍCIL SE INTITULAR FEMINISTA NESSE MUNDO MISOGINO E NOJENTO.

Julia disse...

Ué, milhões de pessoas se associam a uma religião que queimou pessoas vivas e prega misoginia. O que dá enfiar um pedacinho de uma estatua de gesso no orifício anal? Não dá nada não. Uma performance artística inusitada apenas. Eu achei muito corajoso.

Anônimo disse...

Crime passional é ato de misoginia sim, pq o agente trata a vítima com desprezo pela sua condição de mulher, movido por um sentimento de propriedade em relação a ela. Ou seja, existe uma relação de posse: o agente acredita que é dono/senhor/proprietário da mulher, enqnt ela é um OBJETO nessa relação. É o famoso: "se não é MINHA (pronome possessivo), não é DE mais ninguém". É porque é uma relação assimétrica - em q o homem acredita que a mulher é um ser inferior, devendo se submeter à vontade dele - que o faz pensar ter o poder de vida/morte sobre ela.

lola aronovich disse...

Carlos Eduardo, mascutroll, aqui no Brasil cerca de 30% das mulheres se assumem feministas. Nos EUA o número é equivalente. Na Grã Bretanha é um pouco mais alto, cerca de 35%. Ou seja, um terço das mulheres nos 3 países citados não têm problema nenhum em se associarem com o feminismo, talvez porque não vejam o feminismo como um ato feito por duas pessoas numa macha das vadias. E aí, quantos homens se assumem masculinistas? Aqui no Brasil, quantos mascus têm coragem de por o nome completo e a foto? E não vem dizer que é por perseguição... É porque eles sabem que, toda vez que falaram suas ideias ridículas pra alguém (não pra alguma feminista, mas pra qualquer pessoa, homem, mulher), foram tachados de fracassados, pega-ninguém, misóginos... Então não vem querer comparar feministas com mascus não, campeão.

Anônimo disse...

BEM CARLOS ESSE GRUPO ÉO FEMEN E NÃO TEM NADA DE FEMINISTA ELES MESMO DISSERAM, ENTÃO TÁ SABENDO LEGAL...

Bizzys disse...

Só digo uma coisa sobre esse post:

"All men must die".

Beijos

(Choro de machinhos clamando por "misandria" e dizendo que tem uma feminazi pregando o extermínio masculino em 3...2...1...)

Anônimo disse...

Muita mulher não sabe de seus direitos, portanto não são feministas mas pelo que percebo vem crescendo cada vez mais, até na minha família tem feministas eu fiquei meio surpresa pensei que era só eu.
lola se tiver oportunidade de falar sobre pratica sexual de colocar areia na vagina das mulheres na áfrica é uma pratica dolorosa para mulher e elas se sujeitam a isso pelos homens.

Anônimo disse...

Carlos eduardo, sua namoradinha sabe que ela é apenas uma b#ceta para você? Que ela é só mais uma "vagaba" como você mesmo chava? Foda-se os homens que concordam com isso,todos só vem mukheres como objetos, tenho pena apenas das romanticas iludidas que se ferram no final.

Raven Deschain disse...

A Lola voltou! *-*

Põe ordem nessa poham!

Raven Deschain disse...

Que engraçadinho neh?

O cara fala "civis", "putas de família"e "vagabas que já comi", mas não posso desejar que esse cara seja atropelado por uma manada de elefantes. É misandria.

Julia disse...

VALAR MORGHULIS <3

Alan disse...

E quanto aos crimes passionais de mulheres?
Os motivos são idênticos ou parecidos, misandria? N, crime qualquer.
N existe nada provando esse argumento tosco de vcs.

Anônimo disse...

Lola, só você que pode comparar feministas com mascus, né? Especialmente se elas não forem liberais como você a Cynara. https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xta1/v/t1.0-9/1506688_788943207869945_7049845473021913821_n.jpg?oh=5ca1956b8b430561f6e2260757f720f7&oe=5597CA55&__gda__=1440393323_0bfc2b352f153ff865b51bc2d2f1d709

lola aronovich disse...

Nem sei se foi neste post ou em outro, mas aproveito para, em primeiro lugar, agradecer a Samantha pela moderação. Aliás, não é bem moderação, porque moderação é aprovar comentários antes de serem publicados, eu acho. E, como vcs estão vendo, os comentários estão abertos. A gente olha quando tem tempo e deleta os mais agressivos depois. Há algumas regras de forma geral: insultos a mim ou outrxs comentaristas, comentários repetidos, comentários cheios de mentiras (tipo 99% dos coment mascus), ameaças, e mascus que enchem o saco faz tempo (tipo o Fábio, que trollou este espaço durante anos, sumiu, aleluia, e agora voltou -- eu não o quero aqui). As radfems (é assim que vcs são chamadas, e não é um nome pejorativo nem nada, é só uma abreviação -- vcs mesmas falam libfems para feministas liberais) são um tédio só, e espero que cedo ou tarde elas deixem de comentar aqui e voltem a ficar apenas nas páginas do FB onde se reúnem (que nem sei quais são, porque não tenho FB). Dá nos nervos quando copiam trechos de radfems e publicam aqui, sem nenhum contexto. É como mascu publicando trechos de mascus. Vou passar a deletar a partir de agora, porque na maior parte das vezes não tem nada a ver com o post. É uma droga ter que publicar montes de comentários transfóbicos dos quais eu discordo totalmente. E comentários absurdos de "morte aos homens" também. Não é o meu tipo de feminismo de jeito nenhum. Pior é ter que publicar esses coment sem nenhum sentido e ainda ser acusada de "silenciar radfems". Comentarista anônimx não pode nem reclamar de "silenciamento", a meu ver. Bom, o fato é que muitos dos comentários nos últimos dias têm sido ridículos e monótonos. Dos mascus não se pode esperar outra coisas, mas é triste quando feministas fazem isso...

Julia disse...

Então, se as mulheres que se relacionaram com vc fossem misândricas, nem bom dia tinham te dado.

Misandria é amor. Misandria é vida.

PENA QUE TÁ POUCA AINDA!

Anônimo disse...

Se esse cara ameaça estuprar mulheres ele seria apenas mais um coitadinho, carlinhos? E você ja comtou para sua namorada que ela não passa de uma p#ta para você? Ou ela é apenas uma iludida? Que pena...

Carlos Eduardo disse...

Lola, sua comparação é que é absurda e vou mostrar o porquê:

1) O masculinismo nunca foi um movimento organizado e tem zero articulação política para se sustentar.

2) Devem existir um milhão de vezes menos masculinistas que feministas. Como vc espera que apareçam representantes de movimento tão pequeno e sem representatividade ?

3(Ainda que eu considere que o feminismo (no Brasil, fique claro) não é nenhum sucesso estrondoso, é espantoso querer compará-lo com um 'movimento' que não passa de algumas centenas de batendo papo na net.

Essa pra vcs que adoram falar em falsa simetria.

Camila Dias disse...

Falou tudo, Julia.

Anônimo disse...

Pena da sua namorada...você asfixiou ela para depois f#der como os caras da real defendem?

Anônimo disse...

Misandria é amor. Misandria é vida.

PENA QUE TÁ POUCA AINDA! [2]

Julia, sua maravilhosa! *-*
TE AMO :)

Carlos Eduardo disse...

Bom gente, não quero bagunçar demais o espaço de vcs. Passei mesmo só para deixar o recado (já que texto fala de 'mascus'). Eu já frequentei as comunidade e estou longe de ter uma 'vida miserável' (pelo contrário, tenho uma vida que 99% dos brasileros não tem acesso). E conheci por lá outros como eu. Então fica aí ... ser simplista pode até ser reconfortante para vcs, mas não quer dizer que corresponda à realidade.

Abraços a todxxxsssss

Anônimo disse...

"A misandria estruturada na sociedade, tem muitas faces, não vê homens como individuos humanos, mas sim como uma "manada de pensamento hegemonico coletivo" ou seja, desumaniza o homem como individuo."

O Fábio disse muita besteira, mas esse trecho tem um fundo de verdade.

Samantha disse...

De nada Lola. Sempre que precisar, estamos aí. ^^

Oh gente, a Lola voltou. Podem mandar para ela os prints dos meus atos de censura, ditadura, ódio aos homens, misandria e tudo o mais que dizem que eu fiz aqui por esses dias. <3

Anônimo disse...

Então você tomou posição, referente as feministas, que você não considera "limpinhas e comportadinhas" o suficiente Lola. Muito triste.
Enquanto isto, neste momento, alguma menina, e violentada, por uma besta fera natural, que carrega uma "arma biológica" entre as pernas.

Anônimo disse...

Qual é o problema em ser chamada de lésbica? E ainda coloca lésbica ao lado de mal comida, mal amada, como se tivesse o mesmo peso que estes xingamentos.
.

Anônimo disse...

Então você tomou posição, referente as feministas, que você não considera "limpinhas e comportadinhas" o suficiente Lola. Muito triste.
Enquanto isto, neste momento, alguma menina, e violentada, por uma besta fera natural, que carrega uma "arma biológica" entre as pernas.

-Nossa, quanto ódio. Tô besta.

Anônimo disse...

"O nosso toque, segundo a misandria, e mais "sujo" quando uma mãe, tem contato com um filho, dando-lhe banho, trocando suas fraudas, ou seja para lhe dar carinho, todo mundo acha super normal, mas quando um homem tem os mesmo gestos com uma filha, todos lhe olham tosto, como se um natural gesto de cuidado paterno, para com sua filha, fosse algo sujo, indevido. Como se um pai mando sua filha/o, fosse algo dispensavel"

Meu namorado tem uma filhinha, e já havia me dito algo parecido. Me disse que certa vez em um fraldário, as atendentes perguntaram para ele,onde estava a mãe da criança. E enquanto ele a trocava, e limpava, elas e outras mães, ficavam olhando torto, como se estivessem vendo um predador, sob uma presa.
Ele disse que nunca se sentiu tao mau na vida, como se um pai cuidar de uma filha, fosse algo nojento, e como se o fato de ele ser home, já carimbasse na testa dele, a frase "estuprador pedófilo"

lola aronovich disse...

Pois é, anon das 23:07, se uma feminista não pensa como uma radfem, então ela não é feminista, certo? Bom, pelo menos também não sou machista, já que, segundo vcs, não existe mulher machista. Sou apenas uma feminista esquerdomacho, seja lã o que isso quer dizer. Não tem nada a ser limpinha ou comportadinha, tem a ser transfóbica ou achar que homem cis tem uma "arma biológica entre as pernas", como se um pênis ou uma ereção fosse um perigo imediato, como se o problema não fosse o machismo, a misoginia, não o homem. É tão caricato o que vcs falam que não dá pra saber se é realmente uma radfem falando ou alguém querendo se passar por radfem para ridicularizar vcs.

Anônimo disse...

Ué, para mim homens machistas, não passam de uma manada de idiotas mesmo.
Qual o erro em afirmar isto?

Anônimo disse...

Gente... Lola,preciso de ajuda
vi um cara tirar uma foto da bunda de uma mulher no metrô ontem. Mandei um sms denuncia mas na hora não consegui gritar pra avisar a mulher (o cara tava mt perto de mim e eu fiquei com medo)... O que se deve fazer nessas situações? Eu deveria procurar a polícia? Isso adianta em alguma coisa? com certeza tinha câmera

Anônimo disse...

Vixi, hoje tem briga de feminista.

3,2,1 ...Fight

Anônimo disse...

Se as mulheres veem homens como estupradores pedófilos isso não é sem razão.

Homens que ficam muito ofendidos com isso no mínimo não têm empatia para entender e muito menos respeitar as experiências de vida e o ponto de vista das mulheres. Na verdade, eles só estão pensando no ego insaciável deles e estão muito preocupados por não estarem sendo venerados e adorados apenas por causa de sua presença masculina tão maravilhosa, majestosa e indispensável (cof cof) e por estarem recebendo críticas reais, com fundamento na realidade.

Anônimo disse...

"A misandria estruturada na sociedade, tem muitas faces, não vê homens como individuos humanos, mas sim como uma "manada de pensamento hegemonico coletivo" ou seja, desumaniza o homem como individuo."

Faz sentido, vendo o comentário acima.

Anônimo disse...

Até parece que estupradores pedófilos têm muito com o que se preocupar nesse mundo machista protecionista de macho escroto abusador.

Só se e quando as misândricas (sic) entrarem em ação de verdade que esse tipo de verme nojento vai começar a ter motivos reais pra ter medo.

Anônimo disse...

Segundo a UNESCO, a grande maioria das violências domesticas cometidas contra crianças, parte de mães e cuidadoras.
Incluindo espancamentos, abuso moral, terrorismo psicológico etc.
A situação se equipara na questão de violencia sexual, segundo o estudo, de 2009, com homens sendo maioria dos agressores, mas quase 30% dos casos de abusos sexuais de meninos e meninas, e cometidos por mulheres.
Vá estudar RadFem, para não passar vergonha.

Anônimo disse...

Segundo machos, mulheres são tão podres quanto eles mesmos e por esse motivo são bem piores que eles, na verdade. Nós deveríamos acreditar em machos por motivos de que mesmo...?

Anônimo disse...

A anônima 23:17, se você visse um homem, com todo o conceito histórico que pesa sobre eles, e os conhecendo como eles realmente são, tocando as partes intimas de uma menina, você acharia normal?
Se o simples olhar masculino e carregado de abusos, imagina o toque?!
Eu chamaria a policia na hora.

Anônimo disse...

Onde que o contexto de um pai cuidando da higiene de uma fila bebê, tem conotação sexual de abusso? Credo que doideira.
E se o toque e olhar masculino, e carregado de abusso, porque o feminino não seria também?
A menos que você acredite na baboseira dos mascus, de assexualidade feminina.

Anônimo disse...

A descoberta de que o pênis poderia ser usado como uma arma, pelo homem, e tao emblemática quanto a descoberta do uso do fogo

Men Feminist disse...

OLA BOA NOITE DESDE JA EU QUERO PARABENIZAR A VOCE LOLA PELO BLOG. E PELOS ASSUNTOS DE EXTREMA IMPORTANCIA NELE ABORDADO. Eu parabenizo tambem feministas pela coragem e força de lutar pelos seus direitos numa sociedade machista Como a nossa. Eu conheço o feminismo desde pequeno. Minha mae se separou do meu pai e fui morar com minha mae, minha Irma e minha avó que eram adeptas ao feminismo. Elas sempre foram muito mandonas comigo EU era o unico homem em casa EU tinha uns 7 anos de idade, ao decorrer deste tempo EU fui desenvolvendo um lado submisso em relaçao as mulheres, Como minha mae trabalhava direto pra sustentar a casa, minha Irma estudava e minha avó trabalhava de costureira. Minha mae sempre quando saia de pedia Para lavar a louça e limpar a casa pra quando elas chegassem tudo estivesse limpo, quando fui crescendo ela me ensinou a lavar as roupas, fazer comida. Ela me ensinava e me cobrava com muito rigor, EU cresci assim com essas mulheres mandonas. Minha Irma quando EU era pequeno ela vestia as roupas dela em mim, tinha vezes que minha mae chegava do trabalho e me via assim e nada fazia, e Grande parte da minha infancia foi assim. Minha mae nao me deixava brincar com os meninos ela me falavam que eles eram pessima influencia Para mim. E so me deixava brincar com as meninas . Foram longos anos assim ate que EU completei 16 anos e minha mae comecou a me levar Para os movimentos feministas e home EU estou com 20anos e confesso uma coisa essa criaçao que EU tive acabou me transformando em um homem submisso em relaçao as mulheres. Todos os relacionamentos que eu tive eu sempre mostrei meu lado submisso as mulheres. Eu vejo voces mulheres como se fossem superiores a nos a forma de pensar a forma de se expressar. De sentir e agir. Sem contar o maior dom da natureza foi dado a voces que eh do dom de dar a vida. Se nao fosse por voces nos homens nao estariamos aqui. Eu sempre fui submisso as mulheres e acho que o relacionamento só da certo quando ela é guiado pela mulher. Eu queria saber se voces feministas namorariam um homem como eu? Submisso e disposto a viver um relacionamento com inversao de papeis.

Anônimo disse...

Homem é incapaz de compreender a perspectiva feminina ou qualquer outra perspectiva que não seja a deles, na realidade. Eles pensam que mulher é igual a homem, a mesma bosta mal cagada que eles são. Só que eles também pensam ao mesmo tempo que as mulheres são piores e inferiores, porque eles são seres tão lógicos e racionais, é claro!

Anônimo disse...

Castrado

Anônimo disse...

Isto e obviamente uma sátira irônica,.Mas não deixa de mostrar uma vertente de estratégia feminista, a de afastar a figura paterna, e de influência masculina dos filhos, e cria-los de forma ortodoxa feminista.
Ate porque a ideologia feminista, considera o feminino padrão humano verdadeiro, e tudo o que e masculino, como maléfico e primitivo.

Anônimo disse...

Nossa como vocês são inocentes, sexo para homem, e uma questão mais de poder e dominância opressora, do que de prazer. Portanto o toque e olhar deles, tem sim um contexto sujo.
Estudem a historia humana, desde os primórdios, e verão que o que eu digo, se confirma em fatos.

Anônimo disse...

Nossa, como tem imbecil pra aplaudir palhaço aqui.

Anônimo disse...

Sim!

Anônimo disse...

"Nossa como vocês são inocentes,"

Nossa, como vocês são ..., melhor não, vai que é doença.

Anônimo disse...

Verdade, Anon 00:38

Anônimo disse...

00:38 Pois é anon, mulheres em toda a história nunca abusaram de crianças... Só no seu planeta.

Anônimo disse...

É só falar em mascu e radfem que isso aqui vira um hospício.

Anônimo disse...

Gente, e daí se o sexo foi sempre ao longo da história associado com a puta que pariu?

A escravidão sempre foi entendida como algo normal até a abolição, homofobia não era questionada no Brasil até recentemente, mulheres votando sempre foi visto como algo anormal até o começo do século 20, etc.

É difícil perceber que a sociedade evolui e a mentalidade também? Foda-se o que o homem das cavernas pensava do sexo, estamos em 2015, existem muitos homens com outra mentalidade para os quais sexo é sobre respeito a parceira e prazer mútuo.

Anônimo disse...

Agora me poupe, olha onde chega o nível dessas radfems: dizer que o toque e o olhar de todo homem é sujo, até quando se refere a própria filha. Ou seja, todo pai de menina no fundo é um pedófilo, porque tem olhar sujo até pra limpar as fraldas. Gente, menos, vão se tratar.

Anônimo disse...

Há sim claro, ate porque isto e muito raro não? Quase não vemos pais abusadores de filhas. Senta lá mascu, seu iuzomismo bate no meu empoderamento e volta.

Julia disse...

Não tem problema em ser chamada de lésbica.. Nem de misândrica. Apenas listei do que machistas chamam mulheres que se recusam a aceitar a merda deles. Aliás, nunca entendi porque chamam de lésbica. Devem achar que mulher hétero tem que aturar machismo por tabela por se relacionar com homem..

Anônimo disse...

Devem achar que mulher hétero tem que aturar machismo por tabela por se relacionar com homem..
_
Mas Julia, todo homem e machista em algum grau.

Anônimo disse...

Feministas radicais estão sendo proibidas de fazer militância em espaços políticos e coletivos universitários: estão sendo expulsas, perseguidas, ameaçadas, hostilizadas e agredidas apenas por serem feministas radicais.

Cês tão achando que essas porra desses transativistas tão de brincadeira? Eles NÃO ESTÃO.

Isso se chama COLONIZAÇÃO: um feminismo falocentrado, misógino e autorizado a perseguir mulheres. Um feminismo em que não se pode falar de vagina, útero, buceta, ovários, maternidade, aborto, sexo feminino e socialização feminina porque esses temas são transfóbicos, porque esses temas "oprimem" pessoas que nasceram no sexo masculino. Um feminismo dedicado a falar de pênis, de colocar pênis, tirar pênis, ser socialmente aceito apesar do pênis, alterar documentos porque tem pênis, sobre como coagir lésbicas a aceitarem pênis em suas relações, sobre outras formas de enfiar pênis no feminismo.

Cês tão de parabéns viu!

Anônimo disse...

"Isso se chama COLONIZAÇÃO: um feminismo falocentrado, misógino e autorizado a perseguir mulheres. Um feminismo em que não se pode falar de vagina, útero, buceta, ovários, maternidade, aborto, sexo feminino e socialização feminina porque esses temas são transfóbicos, porque esses temas "oprimem" pessoas que nasceram no sexo masculino. Um feminismo dedicado a falar de pênis, de colocar pênis, tirar pênis, ser socialmente aceito apesar do pênis, alterar documentos porque tem pênis, sobre como coagir lésbicas a aceitarem pênis em suas relações, sobre outras formas de enfiar pênis no feminismo."

Não sei quem vc é, mas saiba que eu te amo.

Tenho a fortíssima impressão que boa parte das pessoas aqui não é realmente engajada nos ativismos sobre os quais discute ou, se são, não fazem questão de conhecer o outro lado, digamos assim.

Também forte é a minha impressão que, se apenas uma meia-dúzia mais vocal que se faz presente nos comentários e provavelmente a própria Lola, que se essas pessoas em vez de gastarem tempo de vida printando asneira de machista nos fóruns da Real passassem a frequentar os grupos de debate feministas do Facebook, por exemplo, que muitas opiniões seriam mudadas à velocidade da luz.

Basicamente porque você descreveu com precisão cirúrgica como são boa parte dos grupos que acolhem visões como as que você descreveu. Nos espaços realmente femininos (que ganham a pecha de transfobia sem serem), não é desse jeito.

O silenciamento de mulheres-XX é concreto, eu não sei de que modo pode ser motivo de opressão os termos que negritei na primeira parte de sua postagem. Gente expulsa de comunidade porque OUSOU falar de menstruação, OUSOU pedir conselhos sobre substituição do método hormonal contraceptivo, OUSOU apontar a realidade da socialização feminina vs socialização masculina e o impacto social de ambas, OUSOU dividir a dor de ter que realizar um aborto clandestino. Tudo o que é voltado ao feminino é "transfóbico", ou não é. Gente, que mundo é esse?

Eu sei que mundo é esse. É o mundo do cotton ceiling, por exemplo, que muita gente diz "não entender" mas na realidade não quer é enxergar o que, afinal está não só nas entrelinhas mas bem claro, à vista de qualquer um. Acho pior ainda que a friendzone tradicional, porque usa de chantagem acadêmica: ou aceita meu pênis feminino ou você é transfóbica.

Aliás, pênis feminino... o que dizer, não é mesmo?

Quanto mais eu conheço desse "feminismo", mais simpatizo com as Rads.

camila santos disse...

Tenho que concordar com algumas anônimas sempre que se fala de vagina você é automaticamente chamada de transfobica, eu percebo que falar de vagina ainda é um tabu ou incômodo pra algumas pessoas! Eu apoio totalmente as transexuais quero que elas possam sim serem tratadas com respeito mas pra mim é bem complicado dizer que uma transexual é mulher até porque elas não passam o que mulheres passam. eu mesma já presenciei uma transexual matar uma mulher e ela tirou proveito do fato de estar vestida de mulher sendo que "ela" tinha força de homem, eu fico pensando será que uma transexual pode ser tratada como mulher em todas situações?

Anônimo disse...

Se num crime passional onde o homem mata a mulher é misoginia, como toda feminista diz, então em um crime passional onde a mulher mata o homem, é misandria.

Anônimo disse...

Kkkkkkkkk

Anônimo disse...

gente, por favor, vejam essa proganda da itaipava: https://www.facebook.com/quebrandootabu/photos/a.177940715595657.45589.165205036869225/879638148759240/?type=1&fref=nf

Eh um absurdo. Vamos la na pagina Facebook deles reclamar. a paginas dele é essa:https://www.facebook.com/itaipavacerveja?fref=ts&hc_location=ufi

Yara

Anônimo disse...

Enquanto tem post onde o nível dos comentários é ótimo, mesmo com discordâncias, o desse tá uma m*r@#da!

Raven Deschain disse...

"O nosso toque, segundo a misandria, e mais "sujo" quando uma mãe, tem contato com um filho, dando-lhe banho, trocando suas fraudas, ou seja para lhe dar carinho, todo mundo acha super normal, mas quando um homem tem os mesmo gestos com uma filha, todos lhe olham tosto, como se um natural gesto de cuidado paterno, para com sua filha, fosse algo sujo, indevido. Como se um pai mando sua filha/o, fosse algo dispensavel"

Meu namorado tem uma filhinha, e já havia me dito algo parecido. Me disse que certa vez em um fraldário, as atendentes perguntaram para ele,onde estava a mãe da criança. E enquanto ele a trocava, e limpava, elas e outras mães, ficavam olhando torto, como se estivessem vendo um predador, sob uma presa.
Ele disse que nunca se sentiu tao mau na vida, como se um pai cuidar de uma filha, fosse algo nojento, e como se o fato de ele ser home, já carimbasse na testa dele, a frase "estuprador pedófilo"

- Eu: É, bom. Dá pra pôr a culpa em todo cara que achou uma excelente idéia abaixar as calças de uma criança. Dá pra pôr a culpa no machismo. Dá pra até culpar a tal misandria. Poham, dá pra culpar até alguma energia cósmica do universo misândrico.

Mas não dá pra culpar o feminismo.

Anônimo disse...

Devem achar que mulher hétero tem que aturar machismo por tabela por se relacionar com homem..
_
Mas Julia, todo homem e machista em algum grau.


Pra mim, toda feminista é radfem em algum grau.

Carol disse...

"E então sentem-se fracassados e culpam as mulheres, o feminismo, os gays, os negros, a esquerda, o governo, qualquer um que não seja eles, pelo fracasso. " Isso vindo das mesmas pessoas que defendem com unhas e dentes a meritocracia. Desculpa. Tive que rir!

Anônimo disse...

"Homem é incapaz de compreender a perspectiva feminina ou qualquer outra perspectiva que não seja a deles, na realidade. Eles pensam que mulher é igual a homem, a mesma bosta mal cagada que eles são. Só que eles também pensam ao mesmo tempo que as mulheres são piores e inferiores, porque eles são seres tão lógicos e racionais, é claro!"

E mulheres têm o mesmo pensamento, são incapazes de compreender a perspectiva masculina e blá, blá, blá.

Grande coisa.

Geise disse...

Lola! Estou comentando apenas para deixar meu apoio! Concordo em tudo: Misandria não é uma realidade oposta ao machismo!

Julia disse...

To ciente que todo homem é machista. Só não sou obrigada a aturar.
Não sou obrigada a nada rs

Anônimo disse...

Caramba, tanta coisa absurda escrita aqui... Se as pessoas perdessem 1 minuto da vida pra estudar antes de vir cagar opinião como se fossem verdades, o Brasil já seria um país um pouquinhozinho melhor.

E também tem que aprender a ver as coisas dentro do CONTEXTO. Gente, cada situação é cada situação. Tem que entender, estudar, refletir antes de chegar a uma conclusão.

Não pode sair afirmando que uma coisa é APENAS assim ou assado. As pessoas são complexas demais pra isso...

Anônimo disse...

Nós radfems ainda visitamos seu blog pq talvez temos alguma esperança em você, Lola.
Leia o comentário das 4:00 e reflita se é certo essa hostilização. Sabemos que você nos entende completamente, mas não quer dar o braço a torcer. Você mesma já foi chamada de transfóbica só pq já citou a Germaine Greer, mesmo que não tenha sido relacionado a trans. Ainda lembro dos post dos livros, sei que você já leu Sheila Jeffreys, o livro da Ariel Levy e muitas outras coisas radicais. Você concorda com tudo ou pelo menos com a maioria do que falamos, mas não quer a pecha de ser chamada de transfóbica...

lola aronovich disse...

"Nós radfems". Vc está falando por todas as radfems, anon das 12:47? Então por que não assina o comentário? A hostilização não vem da minha parte, vem da parte de vcs. E não é só comigo, mas com todas e todos que discordam de vcs, o que realmente joga por terra a ideia de que radfems prezam a sororidade. Sororidade só com radfems. Eu não entendo feminismo radical de jeito nenhum. Essas coisas de que todo sexo é estupro, que todo pênis é uma arma, que uma ereção é um perigo, são ideias totalmente absurdas. Impossível concordar. Eu já disse e repito: não me alinho com nenhuma corrente específica do feminismo. Tem coisas que concordo em todas elas, e coisas que discordo. Pra mim, só ser feminista me basta. Não preciso me identificar com uma corrente. Eu sou bastante anti-pornografia e anti-prostituição, mas nem por isso sou radfem. Os comentários deixados aqui, "assinados" por radfems que não têm sequer coragem de deixar o nome, são completamente ridículos. Eu não falo ou deixo de falar alguma coisa buscando aceitação. Imaginava que, depois de 7 anos do meu blog, vcs já teriam notado isso.
Ah, não sabia que Ariel Levy era radfem. Mas, pra vcs, Gloria Steinem também é...

Anônimo disse...

Ah Lola, você pega as visões mais extremistas do Feminismo Radical p ridicularizá-lo. Mesmo pq há discordâncias dentro do próprio feminismo radical também. Não sei se Ariel é radfem, não curto a terceira onda, mas eu gosto do livro dela pq tem um approach mais pro radical, afinal ela critica a pornografia e esse falso senso de empoderamento que as feministas da 3a onda encontram em serem sexualizadas e objetificadas. Inclusive Levy já foi chamada de transfóbica. Gloria Steinem era sim, estava longe de ser extremista como a Jeffreys ou a Dworkin, mas era. Leia o artigo que ela escreveu na década de 70 sobre transsexualismo, as visões dela sobre prostituição e pornografia e me diga. Não era muito no início da militância nem hoje em dia, mas ela era no meio da década de 70. Ela mesma se assumiu Feminista Radical nos anos 90. Perto da Friedan, Steinem era radical. Outra coisa, não sei pq vc idolatra Steinem ao ponto de achar que tudo que ela fala deva virar "lei". Popularidade não quer dizer nada. Eu sempre achei que a Greer fosse uma figura muito mais central e significativa. Eu tenho um carinho especial pela Steinem tb, mas acho muito estranho aquelas histórias do envolvimento dela com a CIA. Você é "bastante anti-pornografia e anti-prostituição" e acha realmente que a solução está em regulamentar, especialmente com aquele projeto esquerdomacho do Jean Wyllys?
Outra coisa, já que você está assumindo ser anti-prostituição/pornografia, cuidado pra não te chamarem de "SWERF", viu? Piroco faz de tudo pra deslegitimar feminismo que não seja mainstream e reformista. Eu concordo e entendo perfeitamente você concordar e discordar de todas as vertentes, não querer se limitar nem se definir em nenhuma. Embora eu penda pro Radical por gostar da Segunda Onda, também me sinto assim as vezes. O problema é que concordo totalmente com o RadFem quando o assunto é trans e isso em si faz de mim transfóbica, TERF e mais um monte de adjetivos carinhosos. Você pode ser totalmente contra as hostilizações a comunidade trans (embora reversas) que rolam no feminismo radical, mas não pode discordar que há fundamento e que as políticas trans passam longe do feminismo ortodoxo e da teoria abolicionista de gênero, sim.

Anônimo disse...

Inclusive essa matéria que você compartilhou reclamando, repara como tem toda uma sincronia com a reclamação de que a agenda trans seja misógina e homofóbica em "Guimarães Rosa não teve coragem de fazer Riobaldo assumir a homossexualidade dele. Inventou que Diadorim era uma mulher vestida de homem. Isso é uma coisa mineira."
Aliás, não tinha um mascu que falava que homens gays deveriam virar travestis pq travestis eram melhores que mulheres?
Esse tipo de pensamento é comum entre os mascus da extrema-direita. Mesmo no Irã é preferível ser trans que gay, né? hahaha. Pra não falar do tratamento que dão as mulheres. Rá!

http://www.superpride.com.br/2015/05/ziraldo-faz-declaracao-homofobica-ataca-fernanda-montenegro-e-tv-globo.html

Anônimo disse...

Transativismo = Misoginia e cura gay disfarçada.

Anônimo disse...

Verdade!

Transgenerismo é misoginia e cura gay, pesquisem a história da transexualidade/transgeneridade pra verem como é isso mesmo.

Anônimo disse...

Anon das 14:53

Esse povo nem sabe que a cirurgia de mudança de sexo foi inventada por um médico homofóbico. Com gente ignorante não dá nem pra discutir. Fora que Greer tem razão em dizer que é BAD MEDICINE. Leiam "Gender Hurts" da Jeffreys, há depoimentos inclusive de quem fez a transição e se arrependeu.

Anônimo disse...

"Homem é incapaz de compreender a perspectiva feminina ou qualquer outra perspectiva que não seja a deles, na realidade. Eles pensam que mulher é igual a homem, a mesma bosta mal cagada que eles são. Só que eles também pensam ao mesmo tempo que as mulheres são piores e inferiores, porque eles são seres tão lógicos e racionais, é claro!"

E mulheres têm o mesmo pensamento, são incapazes de compreender a perspectiva masculina e blá, blá, blá.

Grande coisa.

-------------

Mentira!

A perspectiva masculina é bem conhecida por todo mundo, ela é institucionalizada e está disponível ao acesso de qualquer pessoa. A perspectiva masculina está entranhada na cultura, de um modo geral, e é bastante ensinada a todas as crianças, inclusive as meninas meninas, que são forçadas a internalizá-la das piores formas possíveis. A ponto de abraçarem e reproduzirem a perspectiva dos homens com dedicação e fé apaixonadas. Ou ficarem tão fartas e nauseadas por conhecerem tão bem essa perspectiva, cada cantinho sujo escondido, todas as partes imundas, fedorentas, em putrefação, que elas passam a vomitá-la, a rejeitá-la e expurgá-la completamente do seu corpo, da sua mente, do seu ambiente, da sua vida.

@vbfri disse...

Sabe o que eu acho muito curioso? É que sempre, SEMPRE que se fala em violência doméstica, vem uzomi falar do caso Yoki.
É o único exemplo que eles conseguem pensar para mulheres que assassinaram homens.
Aí 15 mil mulheres morrem por ano pelas mãos de cônjuges, companheiros e respectivos ex e tá tudo de buenas, né?
Nem precisa da Lei Maria da Penha. Porque uzomi é tudo santo e as mulheres são todas putas.
E ninguém precisa do feminismo.

Julia disse...

O que acho interessante nesse caso é que nem acharam que a mulher foi capaz de matar o homem sozinha.
Até nisso duvidam das nossas capacidades tsc

Anônimo disse...

Homens que se excitam com pornografia de estupro e pedofilia tudo bem né? Mesmo com o instinto incontrolável e irracional do macho(não passam de animais) todas as mulheres e as mães podem confiar 100% que nunhum papai vai f#der com a sua filha.

Anônimo disse...

Falou, falou e não falou nada

@vbfri disse...

Anônimo falou:

"Transgenerismo é misoginia e cura gay".

Galera compara ovo com telefone e não entende onde errou.

Dica: veja documentários sobre crianças transgêneros.

Tem um muito bom chamado "I Am Jazz".

Vai lá. Informe-se.

Fabiano disse...

Eu sou novo nesse espaço, e não sabia da existência de radfems.

Eu sempre achei que feminismo era a busca pela igualdade de fato entre mulheres e homens. Nem mais, nem menos.

Vendo esses comentários supostamente feito por radfems, eu me pergunto, essas pessoas pensam assim de verdade, ou são comediantes que estão fazendo uma caricatura do feminismo, ou são homens que se passam por mulheres para ridicularizar a luta feminista?

Anônimo disse...

Se afirmar que todo homem é um estuprador em potencial não é uma forma de misandria, não sei mais o que é.

Anônimo disse...

Pode chorar, mas eu não volto pra você
Pode chorar, você não vai me convencer
Pode chorar, você se lembra o quanto eu chorei por você?

Quase que acabo com a minha vida
Você me pôs num beco sem saída
Por que fez isso comigo?
Me dediquei somente a você
Tudo o que eu podia eu tentei fazer
Mas não, não adiantou

Você não sabe o que é amar
Você não sabe o que é amor
Acha que é só mesmo ficar, ficar, ficar
E se rolar, rolou
Não se maltrata o coração
De quem não merece sofrer
Não vou ficar na solidão de mão em mão
Assim como você

Pode chorar, mas eu não volto pra você
Pode chorar, você não vai me convencer
Pode chorar, você se lembra o quanto eu chorei por você?

Anônimo disse...

Fabiano, vai estudar, babaca. Só na tua cabeça de macho beneficiado pelo patriarcado que feminismo é sobre "igualdade". Igualdade dentro desse sistema patriarcal? Tô fora. Não sou reformista. Esse nunca foi meu tipo de feminismo. Não acho que alguém de extrema-direita ou anti-aborto pode ser feminista. Equality feminism não é comigo. Feminismo pra mim sempre foi Women's Liberation. Ou seja: Libertação da mulher. Autonomia! Emancipação! O dia que o feminismo estiver agradando machos birrentos feito você, é pq tem algo errado.
Vocês, pós-modernos da terceira onda sequer sabem o que é feminismo, mas aceitam com facilidade as pautas liberais da terceira onda, pq como já falaram, isso nunca foi feminismo, mas um backlash contra a segunda onda disfarçado de feminismo.

Anônimo disse...

Como Germaine Greer falou: "Nos anos 70, influenciada pela Revolução Sexual, eu fiz umas fotos nuas. Era muito inocente ainda e tinha a ilusão de que pornografia e prostituição era empoderador. Nem mesmo a Revolução Sexual nos libertou, era apenas uma baita propaganda para a pornografia. Pornografia e prostituição é capitalismo, não empodera ninguém. É só um modo de fazer dinheiro. Aposto que quando topei fazer aquelas fotos, os homens que trabalhavam naquela revista comigo sussurraram: YESSSSSSS!"

Resumindo: Feminismo que agrada homem - you're doing it wrong!

Fabiano disse...

Interessante anônimo das 18:37. Fale mais do "seu feminismo". Como funciona na prática?
O que é "liberar as mulheres?"




Anônimo disse...

Parasito...

Crl disse...

Se.você fosse feminista mesmo não acreditaria em papéis, muito menos na inversão deles.

Anônimo disse...

Já expliquei, Fabiano, o que quero dizer é que (pra mim) feminismo não é uma reforma, mas women's lib!
É a emancipação e autonomia das mulheres. Feminismo pra mim não é sobre igualdade (nem supremacia, embora ache que a história do mundo teria sido melhor caso a supremacia fosse feminina e não masculina). Eu acho o feminismo de "igualdade" muito individualista e contraproducente. O que as pessoas precisam entender é que Feminismo não é só obter uma fatia igual, mas mudar toda a receita do bolo, saca? De resto, devo ser a radfem mais tolerante do mundo por estar aqui as 2:30 da manhã explicando pra macho relaxado o que eu acho é feminismo. (Como se eu tivesse obrigação!)
Como já falei, se declarar "feminista" é diferente de ser feminista. Vocês homens e "libfems" poderiam pelo menos procurar saber o que é feminismo antes. Deviam entender que a liderança do feminismo não é de vocês, até pq não há liderança mesmo dentro do movimento onde há várias vertentes e mesmo as mulheres discordam entre si.
É por isso que nunca me preocupei se o homem deve se declarar "feminista" ou "pró-feminismo", pq se declarar é diferente de ser. Há muita mulher que se diz feminista e reproduz um machismo escabroso, eu não acho que sejam feministas. Se você estivesse realmente preocupado em ser feminista ou pró-feminismo (como preferir), teria ido estudar o assunto pra fazer jus ao título e não estaria aqui me perguntando ou dizendo como a minha luta deve ser. _|_

lola aronovich disse...

Valeu, anon das 2:37. Vc é quem decide quem é ou não feminista. Só o seu feminismo é o correto, os outros nem são feminismos. Tem que passar em algum guichê pra confiscar a carteirinha feminista ou dá pra fazer isso pelo correio?

Anônimo disse...

Se eu pudesse tirar carteirinha de alguém, Lola, já teria tirado a tua! hahahaha Blz, até tem alguns míseros homens críticos do pós-modernismo que correm com radfem, mas não é que dispensamos o apoio dos homens, só não precisamos do apoio deles e não vou me espantar se hora ou outra pisarem na bola. De resto, você, essas libfems, os homens, todos vocês podem se declarar "feministas", nem mesmo acho que o "pró" antes seja obrigação como algumas radfems acham o mais adequado. Não mando na boca de ninguém. Só que tem que fazer jus ao título. Machista ou reprodutora do machismo que se declara feminista só se declara, mas não é!

Fabiano disse...

Obrigado pela explicação.

Com certeza, vc não tem nenhuma obrigação de explicar para mim e nem para ninguém, o que vc considera feminismo.
Ainda assim, não ficou claro como se daria na prática "mudar toda a receita do bolo". Mas não espero receber essa resposta.
De qualquer forma, eu não me considero feminista, pois acho que essa é uma luta das mulheres, e são elas que devem estabelecer a sua agenda, prioridades e de que forma irão atuar. Nem mesmo colaborador posso me considerar, pois não sou militante. Tenho uma certa desconfiança com pessoas que desejam militar por uma causa da qual não tenha identificação direta. Embora existam muitas pessoas bem intencionadas, também existem oportunistas.
Como havia dito, sou novo nesse espaço, e o que conhecia até então era o feminismo liberal. Tenho simpatia pela sua filosofia, e por aquilo que deseja conquistar.

Boa sorte na sua luta.

Anônimo disse...

De nada, Fabiano. Tudo de bom. Boa tarde.

TatoBezerra disse...

Falou tudo, vc q nao sabe ler.