sexta-feira, 24 de abril de 2015

"QUERO ABANDONAR A DEPILAÇÃO MAS NÃO POSSO"

A C. me enviou este relato:

Olá Lola, amo seu blog, acredito em seus ideais, que por sinal são os mesmos que os meus. Mas quando se trata da gente mesmo é muito difícil colocar tudo em prática. Principalmente no meu caso, quando o assunto é depilação. Hoje, sou uma mulher de 33 anos, casada, tenho uma filha, mas esse assunto me persegue ainda, assim como perseguiu a vida inteira.
Tenho uma forma de hirsutismo grave associada a fatores genéticos e hormonais e por causa disso sofri e sofro a minha vida inteira. No colégio era vítima de bullying desde os 9 anos. Apelidos como macaca, lobisomem etc sempre fizeram parte de minha vida. Tanto que desde os 10 anos encaro torturantes depilações com cera. 
No começo só depilava pernas e axila, mas mesmo assim não era suficiente. Mas como minha mãe achava que era exagero depilar tudo, eu ficava com os braços à mostra o suficiente para ouvir todo tipo de humilhação vinda de outras pessoas, o que me fez decidi usar blusa de frio todos os dias do ano, mesmo com o calor do cerrado brasileiro onde eu moro.
Não parecia adiantar. Foi aí que com 16 anos passei a depilar o corpo todo, e faço isso de 15 em 15 dias desde então. Nossa, são três horas intermináveis de muita dor, porque os pelos são grossos, e tenho que ouvir comentários dispensáveis da depiladora, que faz questão de contar a todos como é difícil e trabalhoso o meu caso.
A verdade é que me sinto humilhada toda vez que passo por isso, tenho alergia à cera, então forma bolhas enormes sobre meu corpo, que vão desaparecendo em três dias. Outras alternativas para mim seriam inviáveis. Laser ficaria muito caro, para todas as partes que eu tenho que depilar; lâmina, tem áreas que eu não alcanço e é muito trabalho para no outro dia precisar fazer tudo de novo. Já passei épocas sem depilar, e até hoje na vida adulta posso perceber como as pessoas podem ser más. "Porca", "desleixada" e outras coisinhas legais eu ouço até hoje de pessoas que dizem se importar muito comigo.
Tom Selleck em poster
popular dos anos 70
Meu marido diz não ligar, diz que eu exagero e minha filha tá indo pro mesmo caminho (tem 5 anos, e já tem amiguinhos na escola mexendo com ela por causa disso). Meu esposo também tem muitos pelos, e não vejo ninguém humilhando ele por causa disso, e vejo que isso é uma questão altamente machista da sociedade, e ele concorda comigo. Me apoia se eu quiser parar de depilar. Mas não sei se quero isso. Ao longo da vida aprendi a odiar meus pelos e sentir nojo deles. Seria muito difícil mudar de uma hora outra para outra. Por isso escrevo em tom de desabafo, em busca de conselhos. 

Não raspo minhas patas e ainda sou
uma fera sexy
Minha resposta: Querida C., é incrível como "saber" de uma coisa não necessariamente impede que ela nos afete. Sabemos que a indústria da beleza é uma farsa feita para fazer com que a gente se sinta mal e, assim, consuma mais. Sabemos que o photoshop corre solto. Sabemos que nem a Gisele Bundchen se parece com a Gisele Bundchen. E mesmo com toda essa "sabedoria", essa exposição a milhares de imagens irreais ainda nos faz detestar o que vemos no espelho.
E pior é que tantas vezes a gente fala pra criança e adolescente que "Fica melhor com o tempo", e jura que as pessoas vão parar de praticar bullying, mas nem sempre isso é verdade. Como você disse, até hoje -- e você já tem 33 anos -- você ouve gente te chamar de porca e desleixada. Mas acredito que pra sua filha de 5 anos seja muito pior. 
E sim, sem dúvida que depilação é uma questão de gênero. Até fazem muita piada com o Tony Ramos, mas dificilmente ficam patrulhando homens anônimos para que eles se depilem, e nem associam os pelos deles à higiene. Somos só nós, mulheres, que somos "porcas" se a depilação das axilas não estiver nos trinques!
Eu fico pensando se faz mesmo diferença se depilar. Por exemplo, euzinha. Fui muito sortuda em ter poucos pelos. Nunca tive que fazer o "bigode" (buço), nem perna inteira, nem nada (e como isso de depilar virilha completa não é coisa da minha geração, dispenso a obrigação). Já contei que, durante vários anos, eu me depilava com cera. Até que constatei que aquilo dói pacas e que eu não preciso me submeter a esse método de tortura medieval. A partir daí, só gilete. 
Mas, e daí? Pra quem me odeia eu sou uma ogra bigoduda peluda e suja. Eu ainda seria uma ogra bigoduda peluda e suja mesmo que eu gastasse fortunas pra me depilar com cera quente. 
Monique levan-
ta vestido para
mostrar pernas
peludas
Quem liga? Ser chamada de ogra bigoduda peluda e suja não define quem eu sou. Mas certamente fala muito de quem me define assim.
Só que não adianta vir com essa atitude de "não dou a mínima", porque gasta-se muito tempo e energia para conseguir ter essa atitude. Às vezes, é menos trabalhoso simplesmente se depilar do que explicar para toda uma sociedade por que você não se depila. O certo, certo mesmo, seria você parar de se depilar com cera e deixar seus braços peludos e livres e dar um belo de um "dane-se" pra quem vier te chamar de desleixada. Mas isso não vai facilitar a vida da sua filha. 
Aliás, nada vai. Ela vai sofrer bullying por ser peluda, e o melhor que você pode fazer é conversar com ela e mostrar que ela deve ter orgulho de ser como é. E mostrar que você e o pai dela também são assim. Lógico, será mais fácil convencê-la se você não só falar, mas também agir assim. 
O caminho menos trabalhoso é acatar as ditaduras da sociedade. Ou seja, andar de calça (aí não precisa depilar as pernas), e só passar lâmina nos braços, todo dia, pra poder usar manga curta. E talvez, quando você for à praia, ir peluda mesmo, porque praia é um lugar bastante democrático em que todo mundo tem suas imperfeições físicas e ninguém fica avaliando muito (pelo menos essa é a minha experiência de gorda). 
O caminho mais trabalhoso é o que eu falei antes: realmente aceitar que você é peluda e que você não é menos linda ou limpa ou feminina (seja lá o que isso quer dizer) por conta desses pelos. É você que tem que decidir, querida. E não sei se há uma escolha certa ou errada. Ou que precise ser uma escolha definitiva. Mas tem que ser sua.

143 comentários:

Anônimo disse...

Que divo esse Tom Selleck S2

Anônimo disse...

Só avisando que a depilação a laser não é reeeeeeeeeeealmente definitiva, então você termina o procedimento e já começa a juntar dinheiro pro próximo.

Ariadne Buendía disse...

Bom, acho que urgente mesmo é, caso você continue fazendo depilação, pelo menos trocar de depiladora. Extremamente antiprofissional e deselegante a atitude dela.

Jonas Klein disse...

Afffffffff isso ai e tanta choradeira que nem tive paciência de ler o post todo, o teu problema e só falta de espinha dorsal, quando você isso você manda sociedade se foder e vai ser feliz ao seu jeito, eu já fui de ficar baixando cabeça para os papeis estereotipados de gênero que existem, depois que aprendi que sou dono do meu nariz, eu me tonei uma pessoa livre.

Anônimo disse...

Nossa, todo mundo inspirado pelo depoimento de superação do Jonas, homem branco hétero de classe média que aprendeu que é livre

Anônimo disse...

Nossa, todo mundo inspirado pelo depoimento de superação do Jonas, homem branco hétero de classe média que aprendeu que é livre


Claro, porque todo homem branco e hétero, vive num mar de rosas, nunca é ofendido, humilhado por nada...

Marcela disse...

Não tenho essa forma grave de hirsutismo que vc tem, mas tbm sofro muito com essa questão da depilação... já tentei vários métodos, mas tanto a cera quanto a lâmina irritam MUITO a minha pele, e eu sofro demais com isso. Já fiz laser, mas, além de ser caro, não é realmente definitiva, como falaram, então acho q nao compensa.
Tbm já passei por essa situação da depiladora fazer comentários desagradáveis, e depois disso decidir não ir em salão mais, prefiro me virar sozinha.
Hoje consigo ser um pouco mais desencanada.. Por muito tempo andei de calça jeans num calorão por causa da depilação, hoje não faço mais isso... Se tiver muito quente eu saio de short mesmo que a perna não esteja lisinha, e fico feliz pq tanto a minha família quanto o meu namorado me apoiam nisso. Qdo bate a insegurança e eu coloco calça, eles já falam q isso é bobagem e que ninguém tem nada a ver com a minha vida, e isso me deixa melhor.
Espero que vc consiga tomar a decisão que te deixe mais feliz e confortável com vc mesma.

Beijos

Anônimo disse...

Eu acho que valeria a pena investir na pseudo-definitiva sim, pelo menos nas regiões mais visíveis (braços, buço se fosse o caso etc.). Talvez, colocando bem na ponta do lápis todos os custos, acabe compensando mais que continuar na cera.

Sobre a criança, é complicado. Tenho uma sobrinha assim, inclusive a mãe dela a levou para vários especialistas pra ver se não existia uma outra causa para o excesso de pelos. A menina tem nada, vende saúde. Infelizmente ela mesma raspa os pelinhos do braço já, fico com dó mas ela deve saber do bullying que sofre.

Anônimo disse...

"Bom, acho que urgente mesmo é, caso você continue fazendo depilação, pelo menos trocar de depiladora. Extremamente antiprofissional e deselegante a atitude dela."

Também acho, nunca vou entender isso! Pagar pra sentir dor e ser humilhada.

Anônimo disse...

Olha, eu sofria, sofria e sofria pq tenho hisurtismo e os meus pelos além de muitos eram duros.

Encarei a depilação a laser, tem profissionais que montam preços em conta (no médico, nada de curiosos) e os que voltaram a nascer, nascerem RALOS E POUCOS.

Foi o melhor dinheiro que gastei na minha vida.

Anônimo disse...

Falta de "espinha dorsal" quem tem é vc, se toca Jonas!!! Não tem nada pra acrescentar então fecha o bico, tua dor não é superior a dos outros.

Sara disse...

É nojento mesmo essa cobrança hipócrita, homem pode ser porco e desleixado a vontade. Agora mulher tem que sofrer na cera para agradar os machinhos sensíveis a pelos.
Você tem sorte de não ser incomodada na praia Lola, não é essa maravilha não. Sou gorda e uma vez escutei de uns babacas, que eles estava esperando para ver como a baleia aqui ficaria de biquíni.

Jonas, baixe a bola, se você já conseguiu mandar todos se fuderem, ótimo, mas nem todo mundo é obrigado a agir como você, tem gente que não consegue por mil e um motivos.

Anônimo disse...

"Encarei a depilação a laser, tem profissionais que montam preços em conta (no médico, nada de curiosos) e os que voltaram a nascer, nascerem RALOS E POUCOS."

Geralmente é assim mesmo que volta, bem menos do que era antes. Agora se não realizar de novo o processo, aí uma hora e dependendo da pessoa chega no que era antes (só demora)

Thomas disse...

"mas dificilmente ficam patrulhando homens anônimos para que eles se depilem, e nem associam os pelos deles à higiene"

Errou rude. Hoje em dia em todo intervalo comercial de tv é anunciado um Gillette pra depilação masculina, associando um corpo sem pelos a um ideal mais limpo, mais higiênico..

Sem contar que eu já cansei de ouvir mulher falando que exige homem depilado porque homem peludo é nojento. E sem contar também que a depilação masculina é um dilema discutido há tempos entre os homens.

É óbvio que uma mulher de bigode ou axila peluda vai causar mais por aí. Mas pelo é um tabu na sociedade pra ambos os gêneros.

PS: querem apostar quanto que meu comentário será deletado e o comentário tosco do Jonas será mantido? Depilo minhas pernas com cera se isso não acontecer.

Anônimo disse...

Esse Jonas não tem nada melhor a fazer do que ficar dando pitaco em um site de mulheres e para mulheres?

Não sei nem por que os comentários dele continuam sendo aprovados pela moderação.
Esse moço nunca acrescenta nada relevante as discussões, ao contrário, só atrapalha

Moço não tem um outro site pra vc ir comentar não?

Cão do Mato disse...

Não entendi a ironia, Anônimo das 16:06... E toda aquela história de que o machismo é ruim pra todos? Não vale mais?

Jonas Klein disse...

"queridas" anônimas das 16:06, 16:16, 16:20, vocês não tem ideia de como foi a minha infância nem adolescência, quando se trata de bulling, eu posso falar disso com conhecimento de causa, pois eu já sofri quase que de todas as formas possíveis, só que aprendi que querer e poder, logo quando você quer superar algo e faz o que precisa ser feito, você consegue.

Enquanto este povinho não receber uma educação que preste, o jeito e você aprender lidar com o bulling e os estereótipos da melhor forma possível.

Dito isso podem, começar com o mimimi.


Anônimo disse...

"Hoje em dia em todo intervalo comercial de tv é anunciado um Gillette pra depilação masculina, associando um corpo sem pelos a um ideal mais limpo, mais higiênico.."

A única vez que isso aconteceu (aquele comercial com a Sabrina Sato), os homens deram um piti tão grande que a Gillette até retirou o comercial do ar.

Cão do Mato disse...

A questão dos pêlos não tem nada a ver com higiene. É questão de estética mesmo. Homem peludo faz a cabeça de muita mulher (apesar de muitas não curtirem). Já mulher peluda, não conheço ninguém que ache atraente (com exceção dos fetichistas de plantão). Acho que a autora do post deveria mesmo encarar uma depilação a laser, principalmente se realmente voltar bem mais fraca.

natalia disse...

Thomas, mostra uma foto da sua perna depilada com cera.

B. disse...

"E talvez, quando você for à praia, ir peluda mesmo, porque praia é um lugar bastante democrático em que todo mundo tem suas imperfeições físicas e ninguém fica avaliando muito"


Que mundo tu vive, Lola? Tem passagem pra lá? rsrs

Thomas disse...

"A única vez que isso aconteceu (aquele comercial com a Sabrina Sato), os homens deram um piti tão grande que a Gillette até retirou o comercial do ar."

Errado também. A Gillette continua com uma série de comerciais anunciando produto pra depilação masculina, que passa todo dia, em todos os horários.

Thomas disse...

"Thomas, mostra uma foto da sua perna depilada com cera."

Vai ficar incrível. Eu tava querendo ver melhor meus músculos da perna mesmo.

carol disse...

Eu fiz depilação a laser no mento e buço e ainda tenho pelos, mas poucos e ralos... Agora dá pra tirar com a pinça em casa mesmo e não gasto com depilação nessas áreas.
Se isso te incomoda tanto, faz as contas. Porque se depilar de 15 em 15 dias também não deve ser barato.
Mas saiba que você é linda do jeito que é! E não importa o que gente idiota te fale!

Anônimo disse...

A questão Jonas não é o que vc passou na infância ou não. Mas aqui discutimos vivências e experiências de mulheres.

Não faz sentido um homem dizer como uma mulher deveria ou não ter se comportado na questão relativa depilação!

Primeiro porque você não é uma! Segundo que sendo você um homem, duvido que a sociedade coloque a questão dos teus pelos como um problema. Terceiro, aposto que você não passa com regularidade pela tortura que é uma depilação com cera

Anônimo disse...

Eu acho que em casos assim, que a pessoa vai acabar se depilando sempre, na pontinha do lápis o laser acaba tendo um custo x benefício maior.

Anônimo disse...

Tive um conhecido tri antipático que olhava com nojinho pro meu buço kkkk eu nem ligava, mas ele dizia q se depilava todo, até o traseiro. Imagina que trabalheira? '-'

~ Camila

Anônimo disse...

E tem gente aqui que n acha o Jonas arrogante...

Thomas

Quer comparar mesmo a cobrança em cima das mulheres, com a dos homens?
Piada.

Anônimo disse...

Tive um conhecido tri antipático que olhava com nojinho pro meu buço kkkk eu nem ligava, mas ele dizia q se depilava todo, até o traseiro. Imagina que trabalheira? '-'

~ Camila

Death disse...

Essa questão de depilação é complicada mesmo... também sofro bastante, mas já abandonei a cera faz tempo. Muito sadôsmasô pro meu gosto.

No meu caso em particular minha neurose com meus próprios pelos melhorou muito depois que arrumei uma companheira que não liga pra isso.

Foda como muito que diz respeito a nossa própria condição depende do olhar alheio... difícil trabalhar isso.

Queria poder me reconhecer com meus "defeitos" inclusos e dizer "está tudo bem, essa sou eu".

Death disse...

Em tempo, Thomas e Jonas pq não fazem as malas e vão para cucuias?

Anônimo disse...

É muito fácil dizer "aceite-se, você é maravilhosa, foda-se o que os outros pensam" se não é a pessoa quem literalmente tá sofrendo bullying e o kct. Mesmo porque gente linda maravilhosa também sofre, todo mundo conhece a """"piada"""" da modelo engenheira. Mas eu acho que dependendo do problema, o negócio é ser prático. Se uma giletada no banho resolve pelo menos as partes mais aparentes, por que não?

Anônimo disse...

Vocês dão bola e espaço pra uns merdas que olha, só observo.

Jackeline disse...

Quem sabe, se você não tiver coragem para parar a depilação de repente de uma vez, talvez ajude você ir adotando métodos menos agressivos, como gilete, cremes depilatórios (se der certo pra vc), tingir eles bem claros para aparecerem menos, até que aos poucos você se acostume e não faça mais nada. Claro que isso não vai barrar os comentários maldosos, mas pode ajudar você a ficar gradativamente mais confiante nesse respeito.
Eu lembro que até não muito tempo atrás, celulite era assim uma GRANDE COISA. Ok, ela ainda tá no foco, mas cada vez mais eu vejo na rua mulheres por aí de shortinho e saia com celulites e pelos à mostra (principalmente no calor), o que é ÓTIMO. Acho que tá acontecendo cada vez mais um "foda-se" nesse quesito, mesmo que gradual e devagar, e pra mim isso é empoderador. Mesmo eu, que como a maioria das mulheres tenho essas neuras com meu corpo, ganhei uma dose de confiança quando comecei a reparar nisso.

Infelizmente não tem alternativa fácil no seu caso... mas entre as duas alternativas - depilar e continuar sofrendo pra se adequar a um padrão que no fim não tem validade nenhuma ou tentar adquirir a confiança pra tocar o foda-se e abstrair comentários desnecessários, acho que a segunda opção é a mais saudável e que vale mais a pena a longo termo, né?

Luciene disse...

Sei como se sente, pois tenho pelos no rosto que me causam constrangimento. Você pode tentar fazer depilação com linha, que não irrita a pele, arranca pela raiz e diminui os pelos. Acho mesmo que em algumas partes tem que ligar o botão do foda-se bem alto. Mas faça o que seu coração mandar.Depilar ou não, "faça o que tu queres pois é tudo da lei". Eu não depilo a virilha nem fudendo. Meu marido não depila a dele...

Rebeca Chambers disse...

Bravo Thomas! Bravo! Bravíssimo!

A Gillete está tentando impor esse costume horrendo para os homens também e ninguém diz nada! Pelo contrário, há memes circulando na internet onde mulheres determinam o que é uma "barba" e o que não é, dizendo que homem que raspar o peitoral, ridículo.

Deveríamos lutar por mais direitos e não retroagir o que já foi conquistado, mas eu vejo muita acomodação no meio feminista, pra muitas basta ler uma meia dúzia de livros e apoiar companheira que pega homem casado.

Feminista que cobra depilação de homem e dá moral pra mulher biscateira deveria ficar com vergonha e pedir pra se retirar!

Bravo, mais uma vez.Que homem!

Anônimo disse...

" tingir eles bem claros para aparecerem menos,"

isso NUNCA funciona, a pessoa vira um golden retriever

Thomas disse...

"Quer comparar mesmo a cobrança em cima das mulheres, com a dos homens?
Piada."

Foi o que eu fiz. Comparei. E eu disse que a cobrança é maior para as mulheres, mas isso não quer dizer que não exista cobrança pros homens, como a Lola disse. Mais uma vez, a capacidade de interpretação de texto falha em vocês.

"Em tempo, Thomas e Jonas pq não fazem as malas e vão para cucuias?"

Porque é importante conhecer perspectivas diferentes. Eu sei que a bolha do feminismo é quentinha e confortável, mas nunca é saudável se limitar a ficar só na zona de conforto de um ambiente em que todo mundo concorda com tudo o que você diz.

Jonas Klein disse...

J a que vocês querem mais uma dose vamos lá.

"Não entendi a ironia, Anônimo das 16:06... E toda aquela história de que o machismo é ruim pra todos? Não vale mais?"

Boa pergunta Totó.


Anon 17:06

Va ver se eu too lá na esquina, você sabe que se problema e o mesmo, embora a vitima e diferente seja por diferentes causas, a sua reação a ele deve ser a mesma, isso se chama coerência.

Anon 17:19

E a sua vês de ir pro pega pra capa, as cobranças feitas sobre os homens são enormes também, só o que muda e a causa delas, querem resolver o problema foquem-se nele deixem para lá, quem e a vitima.


Kittsu disse...

Moça da postagem, hoje eu descobri a existência de fotodepiladores (nao sei se é esse o nome) domésticos. Tipo, pra uso em casa. por você mesma. Sozinha. Meu queixo caiu... Eu realmente desconhecia, mas parece que já são comuns fora do Brasil. Tem o tal do philips lumea, por exemplo. Tu acha lá fora por R$500 a R$1500 reais, aqui no brasil a R$2000.
Eu também sou meio peludinha e já passei muita raiva com isso, resolvi até satisfatoriamente com sessões de fotodepilação em clinica especializada, mas que acho que poderia ter sido mais efetiva pelo preço que paguei. Mas no geral foi positivo pra minha pessoa, fica bem mais fácil "sambar na cara da sociedade" sem estar depilada quando esse "sem depilar" é quase nada de pêlo e uma passada de gilette dura mais de uma semana até os pêlos voltarem a ser perceptíveis... Não vou ser hipócrita de falar que não é. Eu também tinha resistência a insulina e síndrome do ovário policístico que arrumei com dieta, até os pêlos do braço (que não faço nada) ficaram mais finos e claros.
Ainda estou procurando os resultados desse lumea pra saber se vale a pena.



Thomas, a quantidade de propagandas que eles colocam não reflete o apelo real da opressão de gênero. É muita propaganda, mas pouca adesão ao conceito deles. Sabe como você pode medir isso? Faça dois testes:
a) vá num clube/praia/parque. Observe os homens de bermuda e/ou sem camisa: Quantos estão lisinhos? E as mulheres?
b) pergunte aos homens que você conhece (pode ser TODOS): Quantos já deixaram de usar bermuda ou de ir a um clube/praia/parque porquê não estavam depilados, lisinhos?





Carol F. disse...

Nossa, que rotina cansativa e dolorida. Queria falar só para você largar, mas sei que é muito chato ouvir comentários irritantes de conhecidos e desconhecidos o tempo todo.
Há não muito tempo estava em um ônibus e vi uma menina evangélica (cabelo abaixo da cintura, saia meio longa, sem adereços etc, é um estereótipo mas é fácil perceber que a pessoa é evangélica) com uma saia só um pouco abaixo do joelho, e pernas super peludas. Como a religião dela diz que não é para depilar, ela não estava nem aí, não estava tentando esconder. Por um lado essa imposição de "não pode" da religião é péssima, mas por outro dá pra ver como esse tipo de coisa é só cultural. Para uns é feio, para outros é obrigação deixar pq Deus te fez assim.

Anônimo disse...

"Moça da postagem, hoje eu descobri a existência de fotodepiladores (nao sei se é esse o nome) domésticos. Tipo, pra uso em casa. por você mesma. Sozinha. Meu queixo caiu... Eu realmente desconhecia, mas parece que já são comuns fora do Brasil. Tem o tal do philips lumea, por exemplo. Tu acha lá fora por R$500 a R$1500 reais, aqui no brasil a R$2000."

Só que tem uso limitado e não existe "carga", acabou, tem que comprar outro.

Jackeline disse...

Também, queria só acrescentar que, sobre a cobrança pra mulher x cobrança pra homem em se depilarem, a diferença é que pra homem é um padrão estético que está começaaaando a emergir nos últimos tempos, tanto que apesar de que tenha propagenda e muita gente que prefira homem depilado, na sociedade em geral ainda é totalmente aceitável ter pelos e isso não vai interferir tanto no que as pessoas pensam sobre eles como pessoa (no máximo do máximo alguma vaga de emprego exige que os homens andem sempre de barba feita, e é isso).
Pra mulher, o padrão é que não tenham pelo nenhum e acabou. Não é aceitavel em nenhuma parte, é o padrão, um requisito e quem se desvia disso tem que lidar com insulto e gente questionando o caráter, a higiene pessoal e o caralho a quatro.

MariR disse...

Eu comprei um depilador elétrico com vários tipos de lâminas e uso de acordo com a minha resistencia. Só tiro pela raiz, das pernas . Como meus pelos da perna são muitos e grossos, encravaram bastante no início. O bom do depilador eletrico é que dá para dar uma " debastada" e usar sempre que tiver vontade. Talvez seja útil nos braços. O processo tb dói, mas é uma dor diferente da cera.

André disse...

Caros colegas de gênero, faço um apelo a vocês, a sociedade também nos cobra algumas coisas (eu diria que boa condição financeira, capacidade de beber muito e uma grande experiência sexual são as principais) mas muito, muito, muito, muito raramente (para não dizer nunca) uma completa estranha na rua vai nos agredir por sermos pobres, fracos pra bebida ou sexualmente inexperientes. Então vamos ficar quietinhos porque a vergonha alheia tá incomodando bastante. Obrigado.

Raven Deschain disse...

Pode ie depilando aí, Thomas. Kkk

Posta fotos, por favor. As propagandas da Gillette são sofríveis, concordo. Mas oq houve? Homens se sentiram ofendidos e a empresa OUVIU eles (Risqué? Oi? Ah, foda-se? Ok) e meio que parou com a campanha.

E olha, na boa? Chupar um pau peludo? Huashua ngm devia ser obrigado.

André disse...

MariR,

Esse depilador elétrico é do tipo Satielle? Você ou alguma outra já tentou barbeador elétrico? Não dói e acho que dá pra passar no corpo todo relativamente rápido. Tem uns que funcionam debaixo d´água.

Anônimo disse...

"E olha, na boa? Chupar um pau peludo? Huashua ngm devia ser obrigado."


Mulher chupar um pau peludo é opressão, mas homem tem que AMAR chupar uma buceta peluda...ok

Raven Deschain disse...

Olha, Moça. Tenta foto depilação. É mais barato que laser e beeeem menos dolorido (já fiz as duas). Eu não depilo as pernas - se pá uma vez na vida outra num casamento -, pq não sou obrigada HAHA, mas quem sou eu? Tenho pêlos que nem aparecem. Depilo a axila pq acho que eu, pessoalmente, suo mais. Mas virilha? Posso me pendurar numa corda se eu passar gilete na virilha (coça, encrava, é pior que um episódio inteiro se walking dead) e não rola de ficar sem depilar. Em época de menstruação acho muito nojento. Eca! ><

Mas no teu caso e da sua doença (é uma doença, gente?) fico pensando na falta de bunda pra dar desse pessoal. Se incomodar com pêlos no braço? Tipo, dafuq?! Te encher os pacová por isso? Eu hein?

pp disse...

C., primeiro troque de depiladora, pois esta não merece seu dinheiro.

Quanto ao laser, vc já pesquisou e calculou qual seria a diferença para o tanto que vc gasta com cera ao longo do tempo? Vc pode fazer uma parte de cada vez. Eu fiz laser super bem sucedido em várias partes do corpo, só falta a coxa (sou bem peluda desde nova), e após os anos não voltou o que tinha acabado. Na virilha, por exemplo, tenho uns 3 pelinhos super finos de cada lado.

Hoje faço com o aparelho light sheer, que dói demaaais (anestesia injetável na virilha é bom), mas é muito eficaz. No passado fiz com um mais tranquilo, mas voltou tudo.

Enfim, como feminista deveria estar dando um super apoio para vc assumir seu corpo, para não deixar o patriarcado te reprimir, etc., mas como pessoa que precisa se depilar desde os 10 anos, entendo como que isso é difícil. Não são só uns pelinhos na perna neh.

Desejo felicidades a você!

Raven Deschain disse...

Eu não digo que ngm tem q amar porríssima nenhuma, amigo. Pare de pôr palavras na minha boca.









Zé Roela.

Thomas disse...

Ótimos pontos, Kittsu. Tudo isso é verdade... mas até quando? A ditadura do corpo tá contaminando cada vez mais homens. Imagino um futuro onde a igualdade de gênero realmente exista, mas no sofrimento em conjunto. Homens e mulheres finalmente iguais, de mãos dadas correndo atrás de ideais de beleza inalcançáveis, internados lado a lado em clínicas de reabilitação de transtornos alimentares e enterrados lado a lado após morrerem em procedimentos estéticos mal feitos.

Quando esse futuro distópico chegar, encontrem consolo no fato de que vocês leram aqui primeiro, no post do Thomas.

Anônimo disse...

"Não entendi a ironia, Anônimo das 16:06... E toda aquela história de que o machismo é ruim pra todos? Não vale mais?"

Jonas e Cão do Mato:

Uma vez li uma frase que dizia que querer comparar os danos que o machismo causa às mulheres e aos homens é o mesmo que comparar o dano que um tiro causa a quem leva a bala e a quem recebe o "coice" da arma, e concordo 100%.

E se vocês acham que o machismo também faz mal para os homens, por que não lutam contra ele, ao invés de ficar aqui dizendo como as mulheres devem ou não se comportar? ;)

Anônimo disse...

"Uma vez li uma frase que dizia que querer comparar os danos que o machismo causa às mulheres e aos homens é o mesmo que comparar o dano que um tiro causa a quem leva a bala e a quem recebe o "coice" da arma, e concordo 100%."

Só que quem leva os tiros, literalmente, são homens.

Anônimo disse...

"Quando esse futuro distópico chegar, encontrem consolo no fato de que vocês leram aqui primeiro, no post do Thomas"

Desculpa a péssima notícia, mas um pessoal no twitter já levantou essa hipótese faz tempo. Nem é preciso ser um grande pensador para imaginar isso, aliás.

Anônimo disse...

"Só que quem leva os tiros, literalmente, são homens."

É, nos seus sonhos.
hahahahahahahaha

Nelia disse...

Olha C. essa questão da depilação acho muito pessoal. Faça se você quiser e não pelos outros. Eu não gosto de pelos e sempre tive inveja da minha mãe que quase não os tinha, devido sua ascendência indígena. Ela nunca soube o que era depilação em sua vida, sortuda. Eu "puxei" mais o lado da minha bisavó espanhola e sempre me depilei. Comecei com lâminas, mas minha pele é sensível e fica muito irritada. Depois fui para as ceras quentes. Além de serem muito doloridas, as industriais me causam alergia por conta dos conservantes. E, para piorar, apareciam muitos pelos encravados. Há poucos anos descobri uma cera a qual me adaptei muito bem. Chamada de Cera Marroquina, é feita com cera de abelha, própolis e chocolate. Um pouco mais cara que as outras e o procedimento um pouco mais longo, mas tem a vantagem de ser menos dolorida e menos agressiva à pele. Não é reaproveitada, portanto mais higiênica. Só não é encontrada em todo lugar, porque é mais trabalhosa de se obter e aplicar. Caso se interesse, procure o site do fornecedor dessa cera, entre em contato e pergunte se tem alguém que a aplica na sua região. Com o tempo os pelos enfraquecem e vão ficando mais ralos.
Com relação à depilação definitiva sei que a única de fato é a depilação por eletrólise. Parece que é bastante dolorida e demorada, pois é feita pelo por pelo. Precisaria de muitas sessões para grandes áreas a depilar. E não tenho nenhuma idéia de preço.
Abração.

Cybele Petronilo disse...

Sempre leio o blog, mas não costumo comentar...
Geralmente me descubro e concordo com quase tudo que leio, mas esse assunto realmente me intriga, não consigo nem pensar em não depilar... entendo e depois que li sobre isso a primeira vez, achei interessante o ponto de vista, mas não entendo. Meu feminismo não entende.

Jonas Klein disse...

Thomas e anon 18:32

E verdade o que vocês disseram.


Anon me tire disso, pois eu luto contra o machismo estrutural existente na sociedade quase que diariamente, e só você ler os comentário que eu já fiz neste Blog para ver, e não só aqui.

Anônimo disse...

Você diz que luta contra o machismo, mas nos seus comentários em posts aqui você apenas faz pouco do que as mulheres relatam sofrer (como nesse post mesmo, você disse que a autora estava de "mimimi") ou dá conselhos esdrúxulos que quase ninguém pode pôr em prática (por ex., mandar as mulheres andarem armadas para prevenir estupros).

Quer lutar contra o machismo? Desce do pedestal e escuta quem sofre com ele, talvez você aprenda alguma coisa.

Cão do Mato disse...

Anônimo das 18:26: quando que eu vim aqui dizer como as mulheres devem se comportar? Por acaso eu disse que a mulher do post TEM que se depilar?

Anônimo disse...

Nesse post não, Cão do Mato, mas não é de hoje que você comenta aqui. O único erro do meu comentário é que você não luta contra o machismo, você é mascu e vem aqui para trollar, perdão pela confusão. :)

lola aronovich disse...

Vcs estão falando aí de depiladores elétricos (?) domésticos e lembrei que eu já tive um EPILADY. Acho que era da Philips e era uma droga. Doía (porque puxava o pelo pela raiz), demorava pacas, enfim, ruim mesmo. Usei pouco. Aí quando fui tentar vender de segunda mão (era no Primeira Mão, antes da internet), vi que o que mais tinha lá era Epilady à venda... Alguém sabe do que eu tô falando?


Ha ha, Rebecca dizendo "Que homem!" pro Thomas. Made my day. (Eu achava que Rebecco era um mascu genérico, mas agora desconfio que é o próprio Thomas Toddy).

lola aronovich disse...

Sobre Camille Paglia: Li a entrevista na Folha muito rapidamente, só uma passada de olhos. A Camille, além de antifeminista, é uma polemista tradicional. Ela só fala o que ela sabe que causará impacto, e é por isso que a mídia a adora. Por isso e pelo fato d'ela ser antifeminista, claro. Essa agora da Camille dizer que é transexual é nova. Que eu lembre, ela nunca havia dito isso. Enfim, sinceramente, nenhuma feminista que conheço dá qualquer atenção pra Camille. Ela não é séria.


Sobre depilação entre os homens, tem crescido bastante nos últimos anos a pressão para que homens se depilem. Por isso postei essa foto do Tom Selleck dos anos 70. Esse era um padrão de beleza masculino naquela época. Hoje em dia ele teria menos pelos, ou nenhum. Tem uma outra foto também do Tony Ramos no começo da década de 80, pra uma revista. Ele é chamado de "ursinho de pelúcia". Hoje os pelos dele não são recebidos com tanto carinho, muito pelo contrário. Mas enfim, não dá nem pra comparar a questão da depilação pras mulheres e pros homens. Isso que a leitora conta no post (ter que usar manga comprida pra cobrir os pelos do braço!), eu duvido que aconteça com homem.

Cão do Mato disse...

Ao André: desde quando mulheres são agredidas por completos estranhos na rua apenas por não se depilarem ou não estarem dentro dos padrões de estética que a sociedade exige? Para de ficar fazendo média, bancando o defensor dos fracos e oprimidos porque, isso sim, está causando bastante vergonha alheia...

Thomas disse...

"Ha ha, Rebecca dizendo "Que homem!" pro Thomas. Made my day. (Eu achava que Rebecco era um mascu genérico, mas agora desconfio que é o próprio Thomas Toddy)."

Lola, menos. Você deveria ser ao menos cordial e admitir que, apesar de não concordar em muita coisa comigo, sou um homem inteligente, muito bem articulado e sempre munido de excelentes argumentos e que, portanto, não é surpresa que várias pessoas concordem comigo.

Thomas disse...

"Desculpa a péssima notícia, mas um pessoal no twitter já levantou essa hipótese faz tempo. Nem é preciso ser um grande pensador para imaginar isso, aliás."

Desculpa a péssima notícia, mas eu sou um pessoal do twitter que levantou essa hipótese faz tempo.

Cão do Mato disse...

Então, anônimo das 19:03, refresque minha memória e aponte outros comentários meus em que eu "trollo" vocês... O erro da maioria dos/das comentaristas aqui é rotular qualquer opinião discordante como "mascu/troll, misógino, machista "...

pp disse...

Lola, percebi mesmo que a Camille Paglia queria era causar polêmica. Nunca tinha nem ouvido falar.

lola aronovich disse...

Desculpe se não te acho muito inteligente, Thomas. Mas me divirto que você tenha um fã clube por aqui. Sou muito mais o Jonas Klein! O Jonas é de direita, mas pelo menos é educado. E o Cão do Mato é troll antigo mesmo. Sabe quem é homem inteligente, só pra citar unzinho? O Allan Patrick. Pra esse sim eu digo "Que homem!"
(e pro meu maridão também, óbvio. Aliás, a gente tá vendo BORGEN e adorando!).

Anônimo disse...

Eu lembro desse epilady, geeeente aquilo era o CÃO, melhor morrer cabeluda

Anônimo disse...

Thomas, é claro que não nutro qualquer tipo de admiração por vc.

Mas tenho que admitir que vc é bem engraçado (e outros trolls tbm). Eu realmente rio sozinha com vc aqui. Estou sendo sincera.

Anônimo disse...

Não entendo como vocês permitem que HOMENS roubem o foco e o protagonismo até mesmo em blogs feministas.

Anônimo disse...

Mas eu não te sigo, Toddy. E, bem, não tem como comprovar que você falou isso no twitter tempos atrás...

Anônimo disse...

Anon aí de cima, vou entrar em defesa dos homens dessa vez.

Quando quero discutir feminismo na vida real, eu não encontro uma amiga disposta a discutir. Fico revoltada. Já homens, encontro vários. Quase sempre eles tão contra mim, mas pelo menos eles têm interesse na problematização.

Fico mto irritada com a passividade das minhas amigas nesses assuntos (feminismo, política, etc). Os homens, claro não querem abrir mão dos privilégios. Mas pelos menos eles enxergam os próprios privilégios.

Maioria das minhas amigas não consegue sequer problematizar, muito menos enxergar se há ou não privilégio. Tão mais preocupadas em falar de relacionamento e namorado (sim, ta nessa mediocridade - fico triste).

Bem ou mal, pelo menos em número, os homens estão mais interessados em problematizar a questão de gênero do que as mulheres. É uma pena que eles quase sempre problematizem errado. Mas, pelo menos, há interesse.

PS: Sou mulher, leio sempre o blog e gostaria que minhas amigas tivessem uma cabeça mais questionadora, tipo das meninas daqui.

Julia disse...

Faço o favor de gravar um vídeo da depilação e postar o link aqui.
Quero rir do seu sofrimento.

Anônimo disse...

Esqueceu de algo incrívelmente óbvio Jonas: cada ser humano é diferente do outro.
Então dizer q todos tem q reagir igual é no minimo ridículo.
Você sofreu bullying e parece ter superado, outros se matam, pela sua lógica deveria ter se matado faz tempo.

lola aronovich disse...

Ha ha, é verdade, anon das 19:32. O Epilady era horrível! Na propaganda eles se vangloriavam do sistema giratório que arrancava o pelo pela raiz, mas, óbvio, esqueciam de dizer que aquilo doía pacas e que, antes de puxar o pelo, tinha que encontrá-lo com a droga do sistema espiral. Ah, encontrei um comercial antigo da praga.
E notem como no comercial e nas imagens do post só tem foto de depilação em partes do corpo já inteiramente sem pelos!
Ah, e tentem encontrar imagens de negras se depilando! Por algum motivo escroto, não tem!

Anônimo disse...

E claro que muitos dos homens com quem eu discuto feminismo são trolls e não querem aprender nada. Mas tem outros tantos que são muito bacanas, querem problematizar. Nem sempre chegamos num consenso, mas é legal discutir com eles. Há interesse.

Agora minhas amigas, na boa, nenhuma se interessa por feminismo, política, etc. É só a mesma merda de vim me contar que o namorado isso, o namorado aquilo. E quer que eu dê opinião no relacionamento. Aff, to cansada. Não sei se é assim com vcs tbm.

Julia disse...

Nossa, falou igual a Xuxa agora.
Eu gosto da Xuxa. Me emocionei :')

Bizzys disse...

Anônima das 19:52 (e 19:47?)

Você deveria mudar de amigas, então, já que parecem não ter nada em comum. Eu só acho que você está perdendo a oportunidade de "feministizar" as suas amigas dando conselhos sobre os namoros (vai que alguma está em um relacionamento abusivo...). Mas enfim, se você não as aguenta, não é obrigada a continuar tendo contato.

No facebook tem grupos feministas de várias vertentes, se quiser gente para discutir é só procurar lá.

Julia disse...

Comoooo assim??
Você não gosta de The walking dead, Raven?

Raven Deschain disse...

Nem, Julia. Hahaha acho um saco.

Política demais, zumbi de menos. Sou mais um George Romero, onde nada faz sentido.

Julia disse...

E quem atira é homem também..

Juliana disse...

Concordo com você, Lola! O Allan Patrick é um grande homem. Por ele, eu não faria nenhum tipo de depilação em nenhuma parte do corpo. Mas ainda não consegui me soltar dessas amarras sociais impostas. Me acho muito feia e pouco atraente quando cabeluda. Não vou mais a salões de beleza por causa dos comentários que escuto sobre o tipo de pelo, quantidade de pelo, pelo encravado, pelo grande, pelo pequeno... E não adianta mudar de depiladora, pois todas elas fazem sempre comentários desnecessários. Uma chatice e desrespeito! Além de tudo, as posições que elas pedem para ficarmos são muito constrangedoras.
Me viro em casa mesmo.
Já usei o depilador Phillips. Deusdocéu, como puderam inventar algo tão tenebroso assim? Dói demais!
Os cremes para depilação também são horríveis: fedem e acho muito agressivos (muita química sendo absorvida pela pele).
Gilete encrava os pelos.
Foto depilação ou a laser nunca fiz por falta de coragem.
Fico mesmo na cera à base de mel (tem uma cujos resíduos que por ventura ficarem na pele saem com água!)

Anônimo disse...

"Bem ou mal, pelo menos em número, os homens estão mais interessados em problematizar a questão de gênero do que as mulheres. É uma pena que eles quase sempre problematizem errado. Mas, pelo menos, há interesse."

Não há, os ÓMES que estão aqui trolando são a prova disso. E no lugar de debater a postagem, ficam "debatendo" (entre muitas aspas, porque na verdade isso é alimentar e contribuir pra fuga do protagonismo) com eles.

A campanha Empodere Duas Mulheres diz tudo o que penso sobre os demais pontos.

Jonas Klein disse...

Anônima das 19:00

Talvez não tenha me expressado direito, mas eu não disse que e errado mulher reclamar, por ser ofendida por não se depilar, mas o que foi escrito neste texto pra mim e choradeira sim.

O problema não ideia do texto, mas sim forma como ela e exposta.

Quanto as mulheres não poderem anda armadas para se protegerem, caso você ache isso errado, e você seja de esquerda, vá reclamar isso para a sua turma que foi quem criou, esta droga chamada estatuto do desarmamento...



Cão do Mato

Quanto apo que você disse no comentário das 19:12 acho que André em parte esta coreto, pelo visto você considera só agressão física como agressão, a questão que existe também agressão psicológica e moral, que por sinal machuca muito, quando pessoa não tem capacidade psicológica para administrar isso corretamente, acho que e deste tipo de agressão que o André se referiu, Agressão psicológica e moral em função da estética as mulheres na rua eu não sei, mas na internet elas sofrem muito com isso...



E podem ficar tranquilas, que eu não vou voltar comentar neste post.

Kittsu disse...

"Imagino um futuro onde a igualdade de gênero realmente exista, mas no sofrimento em conjunto. Homens e mulheres finalmente iguais, de mãos dadas correndo atrás de ideais de beleza inalcançáveis, internados lado a lado em clínicas de reabilitação de transtornos alimentares e enterrados lado a lado após morrerem em procedimentos estéticos mal feitos. "
Vamos todos morrer com zumbis, ebola ou radioatividade bem antes disso, não seja otimista.

"Só que tem uso limitado e não existe "carga", acabou, tem que comprar outro"
Uai, a caixinha que eu vi tinha um carregador e uma "cabeça" extra... vai ver tem modelos diferentes. Dura 2000 disparos (acho que cada cabeça) e pelo preço, acho que se paga sim. fotodepilação em clínica sai fácil a R$300 para 1 sessão pra pernas + axilas + virilha...


PS.: Bônus - meio mês passado um dos caras mais peludos que eu conheço declarando ódio a mulheres que se orgulham de enfrentar o tabu dos pêlos corporais. Homem pode,mulher não, fim.

Anônimo disse...

Anon das 20:32, aqui é a anon das 19:52 e 19:47. Fui que que falei das minhas amigas e o feminismo.

É o seguinte, eu sou feminista mas não sou muito de ficar disputando protagonismo não. Até porque meu interesse é no resultado, ou seja, na melhora das condições pras mulheres.

Infelizmente, quase a totalidade das pessoas que querem discutir feminismo no meu meio são homens (e são muitos). O cara com quem eu tenho as conversas mais produtivas é o meu namorado (que está longe de se declarar feminista). Ainda assim, mesmo sem ter essa consciência, ele é bastante feminista.

O ponto é que em algumas discussões entre nossos amigos eu quase sempre sou a única mulher e a única feminista.. E tenho que argumentar "contra" 5, 7, 10 caras ao mesmo tempo. Vou te falar que gosto pra caralho qdo meu namorado entra e é mais uma voz no feminismo. E ele costuma fazer isso com frequência.

Pra mim esse é o ideal? Não. É claro que eu queria que minhas amigas participassem. Mas elas não se interessam, o que eu posso fazer?

E Bizzys, vc está certa. Eu tento falar aos poucos mtas coisas do feminismo (de fato tem algumas em relacionamento meio abusivos e tal). Mas não consigo reverter a pauta. Tudo termina em vida pessoal, como se isso foi a única coisa que existisse no mundo. Eu não deixo minhas amigas pq amo mto elas, são pessoas muito boas e justas. Só queria que elas atuassem mais...

Enfim, e o que me revolta mais é que homem ser machista ou alienado pra questão de gênero é plenamente compreensível. Eles têm vantagens nisso. Agora mulheres machistas ou alienadas??? Sério, acho muito pior. Beira a burrice total.

Anônimo disse...

Mal frequentada essa caixa de comentários....

Thomas disse...

Não conheço nenhum desses que você citou, Lola. Mas esse seu recalque agressivo só confirma meu sucesso.

Anônimo disse...

Em que mundo tu vive, Cão do Mato? Só pode ser no meio do mato mesmo.

~ Camila

Anônimo disse...

Gente, laser ja foi caro, hoje eh um procedimento extremamente acessivel. Eu odeio pelos e fiz laser no corpo todo. Ja tem cinco anos e poucos pelos nascem. Se precisar repetir faco sem problemas. Sou feminista, nao me incomodo se alguem quiser parar de depilar, mas em mim eu sentia nojo mesmo.

Raven Deschain disse...

Credo Kittsu. Aqui em Cwb tem a Não + pelo que cobra 60 mangos a sessão por local. Então pernas+virilha+axila, por ex, saem 180. Considerando que a média dos salões a cera é 50 reais por área, acho super mais em conta.

Julia disse...

Você perdeu pro Jonas na preferência da Lola, Toddy.
Isso é o fundo do poço.

Se eu fosse vc nunca mais comentava aqui. Foi bom enquanto durou.
Adeus :(

Ps: Antes de ir de vez posta o vídeo, ta?

Fábio disse...

Um pouquinho de biologia, a depilação foi pouco difundida entre os homens, ao longo da história, porque, fisicamente somos mais vascularizados, ou seja, sangramos mais.
(E não loletes, isto não e construção social :P )

Anônimo disse...

Fábio, eu AMO suas pérolas, cara! Vc é mto bom. Não interessa o post, sempre consegue me fazer rir (eu realmente to rindo aqui).

Fernanda

Grão da Noite disse...

Talvez por seu marido ser hétero ele não sofra preconceito por ser peludo. Mas eu, que sou gay, constantemente sou rejeitado por causa disso, em salas de bate-papo ou em sites de encontros (de onde excluí meus perfis, por falta de paciência). E olha que estou longe de ser um Tony Ramos. E, mesmo que fosse, o que teria demais? Eu nunca deixaria de sair com um cara interessante por causa de pelos ou pela falta deles. Mas, como pela internet a palavra conta mais do que a presença, constantemente os pelos fazem que me rejeitem. É a vida. Venho notando um certo preconceito com os pelos. Embora a barba esteja na moda, pelos em outras partes do corpo masculino têm sido criticados. Quando dirijo costumo ligar o rádio do carro. Tem uma propaganda de um desses lugares de depilação que é extremamente preconceituosa. Duas amigas estão conversando e avistam dois homens que acham gostosos. Mas um deles tira a camisa e, eca, ai que nojo! ele é peludo!... Não tem como um cara peludo como eu não se sentir nojento... Mas depois passa, começo a pensar. Eu tomo mais de um banho todo dia. Uso sabonete, desodorante e perfume. Por que eu seria nojento, se sou mais asseado e cheiroso do que muito lisinho? Eu mesmo acho mais sexy um peito peludinho, assim, tipo Freddie Mercury, Ney Matogrosso, Alec Baldwin, principalmente quando era novo, Clint Eastwood, Sean Connery. William Holden... Fico louco só de pensar (rs). E pra quem é peludo o banho é muito mais gostoso. Eu já me depilei algumas vezes e me senti uma galinha depenada. E tomar banho ficou muito chato. Os pelos provocam mais atrito com o sabonete e por isso o banho fica bem mais espumante e gostoso. Quando me depilo dá uma trabalheira medonha fazer espuma com o sabonete. Fica horrível. Tomara que passe logo essa aversão a pelos. Porque tudo é moda. É só esperar a próxima estação. Daqui a uns tempos vai ter gente implantando pelo no peito e nos braços. Espero que o preconceito acabe para as mulheres também. Porque o preconceito lasca é todo mundo.

Julia disse...

Só resta alguém aqui acreditar nessa lorota, Mingau.

Anônimo disse...

Lola o aparelho de depilação é esse aqui que usa luz como se fosse depilação a laser luz http://www.polishop.com.br/depilador-i-light-pro-remington/p?gclid=CNDWu_PBkMUCFYY8gQodaXAAmQ

O epidaly hoje é conhecido como satinelli pessimo! doi mto nao arranca pela raiz e ainda pode causar acidentes arrancando pedaços da pele em areas com o fio muito grosso de até ter que dar ponto.

Anônimo disse...

Eu pessoalmente sou adepta do satinelle, talvez eu tenh uma grau maikr de aceitação da dordsei lá. Porém como ele tira pela raiz, hoje nasce tão pouco que se eu dar é de 20 em 20 dias e e olha lá. Pelo nas axilas nem sei o quê é quase...sei lá cada um é cada, mas satinelle foi pra mim a solução. É pessoal, prático e barato, por R$ 200 compra um excelente.o que comprei agora, pode se usar até no banho, a dor é nula praticamente.

Anônimo disse...

Eu tive esse satinelle também e que bom que tem gente que se dá bem com ele, porque pra mim foi, de longe, o pior procedimento em termos de dor e resultado. (E olha que já passei por quase todo tipo de depilação: gilete, cera quente, cera fria, luz pulsada e agora tô vendo onde o laser vai dar. É caro mas tenho a esperança de que vai durar). Também tenho hirsutismo, mas um grau baixo. Ah e não é uma doença, Raven, é uma condição hormonal, que infelizmente tem implicações estéticas.

Raven Deschain disse...

Ah sim. Obrigada, anon.

Fábio, homens sangram mais e...

Que que isso tem a ver com pêlos?

Anônimo disse...

Minha pele não reage bem à cera e nem a gilete. A melhor opção que encontrei, e talvez sirva a alguém, é diminuir o comprimento com uma máquina de barbear (aquela de cortar/raspar o cabelo) e descolorir os pelos com blonder. Pelo menos no meu caso, que tenho a pele bem clara, os pelos, quando descoloridos, mal aparecem. Faço a descoloração a cada 15 dias e diminuo o comprimento uma vez por mês. Fica aí uma sugestão.

Anônimo disse...

Me identifiquei muito com esse post. Sempre tive muitos pelos e mesmo depilando com qualquer método que arranca pela raiz, uma semana depois eles estavam lá firmes e fortes. Isso atrapalha a minha vida. Não frequento clubes; nem lembro a última vez que usei biquíni. Não uso vestidos, shorts... Pode estar calor de deserto que estarei de calça. O mais triste é quando as piadinhas vêm da sua própria família. Você ri por fora, mas fica destruída por dentro. Além de não ter dinheiro pra laser, sei que não faria por vergonha de mostrar meu corpo. Na minha cabeça, eu entendo a imposição, sei que quem ganha são as empresas, mas no meu coração, não consigo me aceitar.

Thomas disse...

"Você perdeu pro Jonas na preferência da Lola, Toddy.
Isso é o fundo do poço."

Até porque, se você acompanha meus comentários aqui, vai perceber que eu realmente me esforço muito pra conquistar a simpatia da Lola, né.

No dia que a Lola concordar em alguma coisa comigo, eu não posto mais aqui.

Anônimo disse...

Tirando o fato da depilação de lado, hirsurtismo é uma doença hormonal, e tem tratamento.
Procure uma equipe medica de endocrino/gineco/dermatologista pois não precisa ser assim.
Voce pode se tratar e nao mais precisar passar por isso.

lola aronovich disse...

Concordo totalmente com sua última frase, Thomas Toddy!
Pra quem não quer conquistar minha simpatia, pegou mal aquele lance de que seu sonho era ser professor no meu departamento na UFC...


Esse Satinelli eu nunca ouvi falar. Epilady foi minha primeira e última tentativa com algo elétrico pra depilar. Ah, acho que barbeador funciona melhor que Epilady/Satinelli (e que horrível isso poder de arrancar parte da pele). Pelo menos já usei barbeador emprestado do meu pai (faz muito tempo) pra parte de baixo da perna e funcionou bem.

Anônimo disse...

Muita gente pode até estar tentando ajudar, mas dizer pra uma pessoa que passa por esse tipo de situação pra fazer depilação a laser, usar depilador elétrico etc, é a mesma coisa de dizer pra um gordo que pra emagrecer basta se alimentar melhor e fazer atividade física. Não funciona pra todo mundo. Conheço tudo isso aí, já usei vários e mais alguns não citados aqui e não funcionou. Nem usando cera meus pelos começaram a nascer mais finos, como afirmam por aí. E nem sempre ter muito pelo é hormonal, pode ser de família também.

Anônimo disse...

Levando em conta que tem uma criança envolvida que vai passar por tudo o que a mãe já passou, e provavelmente vai ser muito pior pra ela porque sabemos qual é a progressão da mídia e da sociedade na exigência de certas perfeições, acho que é o caso de procurar ajuda médica e o tratamento necessário uma vez que a situação tem fundo hormonal e existe medicação pra isso. Se a mãe acha caro pra si mesma etc., tudo bem, mas pra criança acho que vale a pena investir no futuro dela sim.

Barbara O. disse...

vcs viram isto??????????

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/04/1621105-analise-atitudes-machistas-do-estado-islamico-atraem-seguidores.shtml?cmpid=facefolha

Anônimo disse...

Eu me identifiquei com o post pois tenho o mesmo problema e passei pelo mesmo preconceito. Sofro de sindrome de ovarios policísticos e essa doenca causa hirsutisno em varios niveis (no meu caso e o severo) e obesidade. Posso falar com experiência q o tipo de preconceito sofrido por uma mulher hisurta e muito maior e pior q de uma mulher obesa. Sei pq sou (ou fui ) as 2 coisas. A gorda na praia e desprezada e ignorada, a peluda atraia olhares e piadinhas sobre sua sexualidade. Vira aberracao. Infelizmente o unico jeito e lutar contra os pêlos e graças a Deus eu venci. Mas foram anos, desde os 12 anos de idade, tomando medicamentos e fazendo laser e eletrólise. E nao sou de familia rica. Ao contrario. Morei qse minha vida toda em favela, mas consegui tratamento num hospital publico aqui no rio, o instituto de endicrologia do mocorvo filho. Eles tem os melhores endocrinos do brasil. Infelizmente só depilacao nao vai resolver. Depilacao é tratamento complementar. É o remédio q afina o pêlo e infelizmente leva anos pra começar a dar resultado e deve ser tomado pro resto da vida.

Anônimo disse...

Feministas fingem ignorar Camille Paglia simplesmente porque não são capazes de rebate-la. Ela realmente toca na ferida do feminismo sem nenhum pudor, e por isso choca. Adorei a entrevista.

Hoje vemos que o feminismo se tornou um movimento de burguesas amarguradas. Lola não tem coragem de fazer um post sobre Paglia, e por isso apela para o ad hominem.

Ingrid Bezerra disse...

A anônima acima falou tudo!!! Ser uma mulher peluda é tipo ser uma aberração sim!!!

Eu sou uma mulher peluda, muito peluda. Os meus pelos são longos, grossos, pretos e estão em muita quantidade por todo corpo. É bem parecido com um animal, de verdade.

E uma vez eu fui à praia com os meus pelos à mostra. Tinha uns caras jogando futebol, eles pararam de jogar para ficarem olhando espantados e muitos ficavam rindo e faziam piadinhas.

Eu sou peluda desde sempre. Na infância eu sofri muito, na adolescência também... Agora na fase adulta eu me escondo em roupas longas.

Eu não me dou com NENHUM método de depilação, todos me machucam, causam irritabilidade, foliculose... E eu não tenho nenhum problema hormonal e nem nada. é coisa de família mesmo, tenho parentes assim, mas eu sou a mais peluda de todas.

Sabe o que verdadeiramente sempre me causou tristeza?! Não eram os meus pelos, nunca foram. Pois acreditem se quiser, eu até gosto deles, me dão uma sensação boa (idêntica a de um rapaz que descreveu em um comentário acima, o banho é mais gostoso, sem os meus pelos eu me sinto também como uma galinha depenada). O que causa sofrimento são as pessoas, as pessoas são ruins e humilham mesmo.

As pessoas na rua param para ver, as crianças riem, apontam, te chamam de porca... Um horror. Eu sei que as pessoas gordas também sofrem, mas ser peluda é algo bem mais anormal na nossa sociedade.

Anônimo disse...

Barbara O., que coisa! Isso faz a alegria das feministas porque é um bom motivo pra explicar porque o feminismo é útil até hoje. Nem parece que estamos no século XXI.

Anônimo disse...

Até mulher cabeluda é melhor de se ver do que Tom Selleck de cuequinha. Parece um sapo. Roupas curtas e justas só deve ser usadas por mulheres mesmo.

Tati disse...

Sinceramente não entendo pq vcs dão atenção para os trolls... Deixa eles falarem sozinhos.

André disse...

Thomas,

A Lola concordou com algo que você disse. Agora cabe a você cumprir sua promessa.

Julia disse...

O Toddy não tem palavra, André.

Julia disse...

Realmente me faz muito feliz saber que um bando de ateus está se juntando ao EI por se identificar com a misoginia deles. Foi o ápice do meu dia...

Anônimo disse...

Essa obsessão por depilação e gordura já virou caso psiquiátrico.

Ingrid Bezerra disse...

Anônimo "25 de abril de 2015 17:47", eu achei esse Tom Selleck uma delícia. E eu torço sempre para que a moda dos shorts e cuecas curtas para homens volte. Eu amoooo!!! Delícia. Vibro naqueles filmes antigos, aquela cuecas, aquelas pernocas de fora (finas ou grossas, adoro pernocas de todo tipo), aquelas calças jeans apertadas e cintura alta, aquelas cuecas, aquelas cuecas... aiai hummmmmmm

Anônimo disse...

Existem ateus machistas, mas acho que não ao ponto de se juntarem a grupos de fundamentalistas religiosos.

Ficar enchendo o saco de quem faz depilação ou perseguir mulheres que fogem de algum esteriótipo feminista já virou doença neste blog.

Anônimo disse...

"Ah, e tentem encontrar imagens de negras se depilando! Por algum motivo escroto, não tem"

Se as industrias das laminas dependessem de negras e indias elas iriam a falencia, pois nessa questao as mulheres dessas racas sao privilegiadas. As mulheres de ascendencia branca tem mais propencao ao hirsutusmo nao hormonal, o genetico, e mesmo as q nao tem hirsutismo de um modo geral têm mais pêlos. E uma caracteristica genetica q pode aparecer em quem tem ascendencia ibérica, grega ou italiana.

Anônimo disse...

Minha mãe e o pai dela são negros e não tem pelo nenhum. Deve ser verdade.

Anônimo disse...

"E talvez, quando você for à praia, ir peluda mesmo, porque praia é um lugar bastante democrático em que todo mundo tem suas imperfeições físicas e ninguém fica avaliando muito (pelo menos essa é a minha experiência de gorda). "

Acho q vcs não sabem o q é hirsutismo grave. Pra quem não sabe, segue a definição da sociedade brasileira de dermatologia: "hirsutismo é um aumento de quantidade de pelos na mulher em locais usuais ao homem, como queixo, buço, abdome inferior, ao redor de mamilos, entre os..."

Ou seja, não é ter pelos a mais nas axilas e pernas. E ter tanto ou mais pelos no abdomen e no peito qto o Tom Selleck da foto. E ter o braço tão cabeludo qto o do Tony Ramos e não esses bracinhos com poucos pelos das fotos. Experimenta usar um biquini com a barriga cheia de pelos escuros e grossos, com as pernas iguais de um jogador de futebol pra ver se não vai ser a "sensação" do lugar... Vc acha q alguém na praia não notaria isso?

Um conselho pra moça do post, de alguém q sofreu a vida toda com essa doença, não vá a praia sem se depilar. Não digo isso pq acho certo ter de se mutilar ( pq pra mim depilação é anti natural ), mas pq só quem tem esse problema sabe o qto dói ficar sendo avaliada e ridicularizada. E depois de anos sendo tratada mal, tudo q vc menos precisa é ser tratada mal na praia, um lugar de descanso e laser. Infelizmente vivemos numa sociedade em q mulheres com pelos são consideradas aberrações circenses.

Outro conselho: Pro braço, o melhor tipo de depilação é a eletrolise. Doi muito, pois e uma cauterização da raiz do fio, mas é altamente eficiente e bem mais barato que laser. Consegui fazer com q a qtdade de fios dos meus braços tivessem uma aparencia "normsl' graças a esse metodo e pude abandonar as mangas compridas.

Anônimo disse...

"Na minha cabeça, eu entendo a imposição, sei que quem ganha são as empresas, mas no meu coração, não consigo me aceitar."

Nossa, nunca me senti tão em casa num post da Lola.
Eu não gosto de fazer "olimpíadas do sofrimento" (ou da opressão, como a Lola chama) por isso não tenho como nem interesse em dizer se quem sofre mais em termos de estética é uma mulher muito gorda ou muito peluda. Só sei que eu, magra e muito peluda, já me senti uma aberração. Hoje em dia estou um pouco mais desencanada dos meus pêlos, depois de muitos anos sentindo nojo do meu próprio corpo, que eu até gosto, mas só coberto ou depois de uma depilação completa (pernas, virilha, bumbum, costas, barriga, braços...). É muito triste, mas já foi mais.

Pior que é como alguém aí em cima disse, só fui desencanar um pouco por causa do meu companheiro, que eu acho que preferiria me matar do que deixar ele ver meus pêlos ao natural, mas ele não se importa, uma vez até apontou pros meus pêlos na axila e disse que eram pelinhos fofinhos.
É meio deprimente você se sentir bem por causa da validação de outra pessoa, mas são tantas tantas coisas horríveis que a gente vê, ouve e presencia desde criança que a gente acaba se conformando com a ideia de que somos uma aberração. Mas não deveria ser assim :(

Anônimo disse...

"Lola, menos. Você deveria ser ao menos cordial e admitir que, apesar de não concordar em muita coisa comigo, sou um homem inteligente, muito bem articulado e sempre munido de excelentes argumentos e que, portanto, não é surpresa que várias pessoas concordem comigo."

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O ego do Thomas é tão grande que que deve caber um milhão de litros de toddynho!!!

Anônimo disse...

Esse post não traz o sonho de toda hisurta, uma "cura" indolor e definitiva, mas me sinto menos sozinha, toda dor e sofrimento físico/ emocinal, pelo algo que simplesmente nasce com vc, como uma pinta ou sei lá, causar tanto incômodo a ponto de sermos julgadas/humilhadas a vida toda, ser natural é muito difícil, ainda mais no Brasil, as pessoas rejeitam a menor quantia de pelos na mulheres imagina na quantia equivalente a um homem? Hoje me aceito melhor, saio sem depilar quando bate um "foda-se", mas tem aquele sussurro "vc é menos: mulher/feminina/atraente/ bonita", mas antes do feminismo era um grito com muitos ecos, o feminismo liberta.

Anônimo disse...

Donadio vai ficar bolado com essa pagação pro Patrick.

Raven Deschain disse...

Vai nada. O Donadio sabe que tb achamos ele: muito sexy!

lola aronovich disse...

Adoro o Donadio também! Ele deveria comentar mais aqui.

Anônimo disse...

Se a moça do post realmente optar pela depilação sugiro fortemente a fotodepilação...é em mais barato que laser e pelo menos pra todos asos que onheço diminui DEMAIS os pêlos, quando não elimina...Pra não pesar tanto no orçamento fiz uma área por vez, tipo: terminava as sessões da axila, fazia da virilha, et...Por questões de alergia, voê deve agendar um teste antes ...Pelo menos nas duas empresas que fiz foi feito este teste...E o melhor: a fotodepilação pega melhor nos pêlos mais grossos!

Anônimo disse...

Olha vou falar algo que talvez não seja politicamente correto do ponto de vista feminista
Mas acho que vc deveria tentar a depilação a laser, faça por partes, economize e faça primeiro do braço que com certeza deve ser a parte mais incomoda de expor.
Quem tem pelos grossos e escuros tem muito sucesso com depilação a laser, e mesmo que não fique definitiva os pelos ficam mais finos então será “normal” como o da maioria das pessoas.
Depois de um tempo faça da perna, do joelho para baixo, e assim por diante, ou não, pode parar só nessas regiões que são as mais visíveis.
Mas não faça a de rádio frequência (acho que é assim o nome) ou foto depilação, só opte pelo laser é mais doloroso mas é mais garantido, as outras técnicas infelizmente não são tão boas para quem tem tendência a muitos pelos ok?!
Eu tenho poucos pelos, ou a média não sei definir, mas não sei como seria se eu tivesse que me depilar inteira e nessa rotina tão desgastante, isso porque me depilo em casa mesmo, por isso mesmo me solidarizo com vc.
Espero ter ajudado.

Anônimo disse...

A Lola podia fazer uma festa de fim de ano em Fortaleza pros comentadores daqui do blog se conhecerem e a Kittsu e o Toddy finalmente se entenderem.

Anônimo disse...

Olha, eu sempre tive problemas com pelos, não tanto como você, mas tive. Há alguns meses viajei e comprei um aparelho de luz pulsada da Philips pra uso doméstico e estou gostando. Meu caso é perfeito pois tenho pelos grossos e escuros e sou bem clara, é a melhor situação. Eu raspo com lamina toda a area a ser depilada e depois passo o aparelho. Devo ter usado no máximo quatro vezes, pois se usa uma vez a cada quinze dias nos primeiros meses e já notei que os pelos crescem mais finos e devagar, já há algumas falhas também. É bem mais rápido do que a cera e não chega a doer, em algumas áreas incomoda, mas bem tranquilo.
Acredito que cada mulher deve manter seus pelos ou não e fazer essa escolha por si mesma, mas desde o inicio da minha adolescência eu evito saias e shorts por não me sentir segura, pois sempre tive muitos pelos nas pernas. Ironicamente, adoro saias e tenho uma coleção de vestidos, alguns nunca usados, pois minhas pernas nunca foram lisinhas e a depilação sempre me fez mal.Já conheci mulheres que abandonaram a depilação e não acho que seja ruim e tal fazer isso, mas eu não consigo. Já brigo demais por muita coisa, esse é um ponto que eu não consigo enfrentar. Então comprei mesmo o aparelho e foi uma das minhas melhores compras!

Raquel B.

Kittsu disse...

Vou embora de Fortaleza depois de amanhã, consegui até o corte de cabelo que eu queria (seus trambolhos, ninguém nem me indicou nada). Juro de pé junto que até vi a Lola andando a pé perto do Dragão do Mar hahahaha

lola aronovich disse...

Eu, Kittsu?! Quando foi isso? Difícil, faz tempo que não vou ao Dragão do Mar... Acho que não era eu não. Eu passo quase todos os meus dias no Benfica, que é onde moro e trabalho. Aparece por aqui!

karin disse...

oi.
bem, eu também tenho excesso de pelos e desde os 12 anos sofro com isso. tenho 46 e desisti. não suportei mais a dor e o custo da depilação total a cada 15 dias. depilador elétrico é uma forma meiga de denominar um instrumento de tortura moderno. laser, impossível: doloroso fisica e financeiramente. então, desisti. voltei a usar lâmina, o que é mais simples, barato e indolor. se eu tivesse uma "pelagem" fina e clara, não teria depilado. acho bonito. mas os meus pelos sempre foram escuros e grossos, pura genética ruim, porque nenhuma doença foi detectada em mim.
abandonei a guerra, pois perdi todas as batalhas. a quem depila com lâmina, recomendo o sabonete para barbear da granado. a marca oferece espuma também.
primeiro é preciso lavar com sabonete bactericida, com água no mínimo morna, as áreas que serão depiladas. depois de enxaguar, aplica-se o sabonete ou espuma e massageia-se bastante. use preferencialmente lâmina venus, que é muito boa.
infelizmente não receberei nenhum pagamento destas duas marcas, só divulgo porque realmente funcionam muito bem pra mim. :)

Ana disse...

Aos 15 anos descobri que tinha SOP (Síndrome Ovário Policístico). Portanto, a genética + a doença me fizeram ter muitos pelos. Desisti da cera há mto tempo, pois além da dor, fico com muitos pelos encravados. Uso a lâmina.

Não sou neurótica mas não consigo ficar sem me depilar. Mas percebi que rolava preconceito na minha cabeça quando minha filha entrou na adolescência.

Pegava no pé direto pra ela se depilar e ela não queria. Na verdade, ela ainda não quer e vivia me questionando. Aprendi que a decisão é dela.

Esses dias foram umas colegas dela em casa e percebi como ela é pressionada para se maquiar, se depilar e fazer escova progressiva porque seu cabelo é "feio".

Não tinha percebido como isso é duro pra uma garota de 14 anos. Mas me orgulho por ela não se dobrar a essas regras impostas. Ela que deve decidir o que fazer com seu corpo.

Anônimo disse...

Sofro com sudorese , e é um problema que afeta muito minha vida social, meus pés e mãos ficam tão encharcados que preciso andar com uma toalha e evitar sandálias, existe cirurgia mas o médico foi claro, e uma grande porcentagem das vezes o suor migra para outra área do corpo, o que significa tapar o sol com a peneira, mas aprendi a conviver com o problema, fico estressada com isso alguns dias e em outros nem me importo, a questão é, todo ser humano possui defeitos, e aqueles que atiram pedras só tentam desesperadamente desviar o foco do problema deles.
O que eu mais percebo em nossa sociedade é a hipocrisia do pseudo rebelde, pessoas que dizem não se importar com o que pensam, mas a verdade é que podem não se importar com a opinião de um estranho mas se importam com a opinião dos amigos, da família, do chefe , do sexo oposto... e um foda-se só serve como armadura , mas não impede que nos magoemos do que foi dito.
Espinha dorsal, é fictícia , somos fortes para algumas pessoas e fracos para outras.
Seres humanos são animais que vivem em grupo, e sempre vão procurar se encaixar dentro dele, prova disso e que independente do que acreditamos, ninguém faz tudo o que quer por medo de represálias e de ser isolado do bando.
Posso não me importar com a opinião de determinado grupo mas me importo com a opinião do grupo que me encontro inserida e é assim pra todos.
O que falta ao ser humano e civilidade, às pessoas creem que devem dar opinião sobre tudo e todos, contudo esquecem que mentiras sociais são adequadas para a vida em sociedade, você pode achar a sudorese nojenta ou o problema com pelos estranho, mas não precisa e nem deve dizer em voz alta o que pensa, e sim , é obrigação nossa aparentar cara de paisagem quando virmos algo incomum, educação meu caro! Sua mãe não te ensinou que é feio ficar olhando e apontar para os outros? Compartilhe o que pensa no âmbito de questões sociais e não sobre defeitos físicos alheios, afinal, ninguém é perfeito!

A. C. disse...

Oi! Eu sei que esse post é antigo, mas estou querendo desabafar. Tenho pernas peludas e gosto delas assim, mas meus pais (sou adolescente) vêm me pressionando para que eu as depile; caso contrário, não saem comigo em lugar nenhum se eu não estiver usando calças (ou seja, piscina pública nem pensar). Quando meu pai, que tem pernas peludas e não depila, disse que achava pernas peludas feio, eu o chamei de hipócrita. Ele e minha mãe me explicaram que não gostam de pernas peludas EM MENINA. Mesmo eu tendo explicado para eles que eu era um tipo de "andrógina não assumida", pois também não uso maquiagem e já pensei em cortar meu cabelo cacheado e tal, e jamais me dei com essa coisa de binarismo de gênero, eles ainda assim não querem sair comigo se eu estiver de bermuda. Chamei-os de machistas, pois estão interferindo em minhas escolhas; eles não querem entender e meu pai começou a gritar comigo.

Eu fico muito triste. Primeiro porque minha família não é do tipo preconceituosa (não na minha frente, pelo menos); mas fico triste ao saber que, se eu tivesse um pênis eles não estariam se implicando comigo por causa disso, muito embora eu seja igual igual, só tivesse um pênis e ausência de seios (por outro lado meu pai talvez implicasse com o fato de ser sensível). Eu acho isso perda de tempo.

Segundo porque o que a família deveria fazer era acolher, dar apoio, e não discriminar. Eles dizem que "não é natural", quando deveriam dizer que ninguém deve interferir nas minhas escolhas. Eu fico praticamente presa em casa e na escola, sem sair com a família para lugares que eu gosto, só porque sou diferente da sociedade e não quero seguir a "ditadura da beleza" (também não tenho muitos amigos). Por que eles precisam ser preconceituosos com ALGUMA coisa? Foi meio que a mesma coisa quando disse a eles que não acreditava no tal Deus (eles são católicos; podem não ir à igreja, mas acreditam em Deus MESMO), mas agora eles se acostumaram - mais ou menos. Sabem que não vou ficar falando para todo mundo que não acredito em Deus, mas não querem que eu fale do assunto em casa. Só que com pêlos é diferente.

Por que eu não posso escolher? Eu já falei que não sou 100% menina poxa! Ninguém é um dígito binário de gênero. Só porque gosto de usar vestidos tanto quanto bermuda e camiseta larga não quer dizer que eu tenha de depilar as pernas também! Se viesse de qualquer outro ser em qualquer outro lugar, tudo bem. Mas de minha família? De quem eu mais esperava apoio, acolhimento, entendimento?

Anônimo disse...

Verdade!! Puta propaganda enganosa. Descobri isso depois de gastar centenas de reais