quarta-feira, 4 de junho de 2014

CASA DE INFERNO ASSUSTA PARA JESUS

Uma ex-aluna de Letras da UFC, a Barbie, que hoje é professora e tradutora e tem um blog, me alertou para este artigo, em inglês, e o traduziu aqui pro blog. 
Eu nunca tinha ouvido falar nisso, mas agora estou me preparando pra assistir ao documentário Hell House, que trata de casas mal-assombradas feitas para catequizar crianças sobre o que vai levá-las a um inferno terrível. As teses são as de sempre da direita cristã. Leia e assuste-se.

Não sabia o que esperar quando dirigi até Temple, no Texas, à procura de uma Casa do Inferno Pentecostal local, mas certamente não estava preparada para assistir a uma garota adolescente cometer suicídio com um caco de vidro. 
Tiroteio na escola, um dos roteiros
Também não antecipei testemunhar um predador da internet estrangular uma garota para depois segurar seu cadáver nos braços. Se soubesse que que o “guerreiro das orações” de um metro e noventa bloquearia a saída quando eu tentasse escapar, talvez não tivesse ido. 
Numa casa do inferno, Satanás
celebra casamento gay
Numa tarde de domingo, comprei um ingresso de dez dólares e esperei na fila com uma dúzia de adolescentes para a Casa do Inferno da Igreja Bethel, um tour perturbador com encenações escandalosas de pecados, concluindo com uma visita ao inferno. 
“O que você vai experimentar é uma representação da realidade perturbadora,” um membro da igreja nos advertiu antes de entrarmos no prédio. 
“Não toque em nada,” ele falou, “Se não tocar na gente, não tocaremos em você.” 
******
Casas do Inferno típicas são localizadas em igrejas evangélicas no sul dos EUA, têm uma equipe de jovens adultos que usam anéis de castidade, e são compostas de cenas ilustrando as consequências escandalosas do uso de álcool, drogas, da homossexualidade, do oculto, do suicídio, e do sexo antes do casamento. 
Casas do Inferno não são um fenômeno novo, mas sua popularidade está  crescendo. Em 2001, George Ratliff, lançou um documentário sobre a construção de uma Casa do Inferno em um subúrbio de Dallas, no Texas. Adolescentes disputaram os papéis invejáveis da Garota do Aborto ou Garoto com AIDS, e quando as performances acabaram, a igreja realizou uma Noite do Oscar da Casa do Inferno, com prêmios para “Melhor Suicídio” e “Melhor Estupro”. 
Pastores anunciam venda de shows e
roteiros de Casas do Inferno ou
Casas do Julgamento
Recentemente, uma das Casas do Inferno [algumas são chamadas de Casas do Julgamento] mais famosas do país começou a vender kits para iniciantes para igrejas que desejem fazer parte da magia –- tudo pelo precinho de banana de $299! De acordo com o site, “Centenas de kits estão equipando igrejas e pastores para a linha de frente da batalha espiritual,” tanto nos EUA quanto no exterior. 
Mas, espere –- tem mais! Os clientes podem pedir cenas adicionais, algumas delas tão absurdas que podem se passar por sátiras. Em um roteiro complementar, descrito como “de bom gosto, ainda assim, chocante”, dois jovens mostram seu “apetite sexual fora de controle”, fingindo preliminares enquanto demônios pairam ao seu redor. Em outro, o guia leva os visitantes para um aposento decorado como o interior de um útero para assistir um aborto acontecer. 
As apresentações variam de ano para ano, de igreja para igreja, mas são praticamente sempre preocupadas com sexo. 
O evento da Casa do Inferno desse ano focava em uma jovem no ensino médio, Lindsay, filha de uma mãe alcoólatra e um pai fisicamente abusivo. Lindsay decide fazer sexo com seu namorado, Chandler, sem saber das consequências trágicas e fatais de sua transgressão aparentemente inofensiva. 
*****
O nosso grupo, que incluía um grupo de adolescentes de 14 anos dando risadinhas, viu primeiro Lindsay e Chandler no refeitório de sua escola. Lindsay timidamente discutia ir até o final com Chandler, e sua amiga ofereceu para emprestar seu vibrador -– estranho, mas gentil, acho. 
Do outro lado do refeitório, Chandler e seus amigos meio burros e cheio de hormônios conversavam sobre uma festa no lago que aconteceria em breve. 
“Lindsay vai trazer suas amigas,” Chandler mencionou. “Se elas ficarem bêbadas, vocês também podem participar.” 
Esperei um raio cair do céu, matando Chandler e seus amigos estupradores, mas não tive tanta sorte. Em vez disso, nosso guia gargalhou por trás de sua máscara. 
“Viu?” ele provocou. “Chandler é como todos eles. Eles dizem que amam você, mas estão apenas te usando!” 
Pela primeira de muitas vezes naquela noite, me perguntei o que os garotos adolescentes de nosso grupo estavam pensando. 
Logo depois de conhecermos o casal, vimos Chandler novamente na festa no lago, onde um grupo de adolescentes fingia beber cerveja e falava sobre garotas peladas. Logo, uma briga começou. Chandler, intoxicado com ódio e álcool e sua libido incontrolável, atirou e matou um colega que estava flertando com Lindsay. Com uma arma. O grupo de atores adolescentes fez planos para se livrar do corpo, e nosso guia-demônio levou nosso grupo para a cena seguinte. 
Encontramo-nos na sala da casa de Lindsay, onde seus pais bebiam em silêncio até ela chegar em casa. Assim que ela entrou, seu pai começou a gritar por chegar mais tarde do que deveria, e a acusou de fazer sexo. 
“Sua irmã nem pode mais se espelhar em você. Você é uma prostituta!” ele gritou. “Eu tenho uma filha puta!”
Quando a mãe de Lindsay tentou intervir, ele jogou as duas contra a parede. Ele saiu de cena, e alguns dos adolescentes do nosso grupo se encolheram por instinto ao passarem por ele. 
Logo em seguida, fomos levados a uma clínica de aborto, onde Lindsay e sua mãe sentavam em uma sala de espera antes de uma enfermeira chamá-las para uma porta no fundo. 
As luzes diminuíram e ouvimos Lindsay gritando atrás da porta fechada. “Meu bebê!” ela gritava. 
“Mate o bebê! É a única forma!” uma voz, supostamente de um profissional médico, respondeu friamente. 
“Sou uma assassina!” Lindsay chorava quando as luzes se acenderam novamente. 
“A menos que tenha hora marcada, me siga,” nosso guia fez uma piadinha e saiu pela porta. 
Cena seguinte: Vimos a irmã mais nova de Lindsay conhecer um homem chamado Serge pela internet. Quando ela foi a sua casa, ele pediu para tirar fotos sexy dela em seu sofá enquanto um demônio lhe dizia, “Você não pode deixá-la escapar dessa vez.”
Menino assiste assustado
Ela tentou ir embora, então ele apertou seu pescoço e a estrangulou. Depois de tirar fotos de seu corpo morto, sentou-se com ela no sofá, acariciando seu cabelo e sorrindo para a plateia. Qualquer distância que existia entre aqueles atores jovens e nosso grupo foi quebrada naquele momento: senti-me desconfortável e vulnerável, e meu instinto disse-me para ir embora. 
Mas fiquei para a próxima cena: um acidente de carro cheio de vidro quebrado e dois corpos, Lindsay e sua mãe, que havia tentado dirigir para casa bêbada da clínica de aborto. Lindsay despertou e encontrou sua mãe morta, e chorou tentando ressuscitá-la. Ela falhou. Um demônio pairou sobre ela, levando-a a encontrar a arma de sua mãe. Ela procurou no porta luvas e apontou para a cabeça -– mas não havia balas.  
“Você merece morrer lentamente, de qualquer forma,” o demônio riu quando Lindsay achou um pedaço de vidro do para-brisa quebrado. Ela gemeu fingindo enfiar o pedaço de vidro em sua barriga. Eu tremi e olhei para o outro lado, mas os jovens perto de mim olhavam boquiabertos. 
Sala 1: estupro na rave, sala 2: suicídio,
sala 3: aborto, sala 4: tiroteio na escola,
sala 5: Aids no hospital etc (clique p/ampliar)
Nosso guia nos levou à cena final: o Inferno. No caminho, passamos por uma porta coberta por um lençol, onde vimos a silhueta do pai de Lindsay pendurado em um nó, seus pés balançando. 
Passamos por uma porta em forma de caixão e uma série de corredores estreitos, e então chegamos a uma sala onde Lindsay e sua família estavam gritando, acorrentados ao chão. Satanás estava em uma plataforma e falou, “Olhe o que Lindsay fez! Se ela ao menos tivesse tomado decisões diferentes,” enquanto alunos da oitava série vestidos de espíritos malignos rosnavam para nós. 
*****
A porta de saída era depois de uma sala de orações do outro lado do Inferno, mas não me deixaram sair até eu garantir ao guarda que não queria rezar por minha eternidade. Andando pelo estacionamento até o carro, ainda sentia-me perturbada. A atuação era terrível, e o roteiro certamente escrito por um pastor de meia-idade. Mas certas cenas e a retórica dos atores me pareciam bizarramente familiares. 
"Decidi aceitar Jesus", diz jovem
espectadora após sessão de Casa
do Julgamento
Apesar do estupro, da violência doméstica e dos assassinatos -– todos crimes sérios cometidos por personagens masculinos -– foi a jovem garota que carregou a culpa pela punição eterna da família no inferno. Sua imoralidade sexual desencadeou a onda de pecados mortais que destruíram as vidas de seus entes queridos e a sua própria. 
Foi Lindsay que gritou, “Sou uma assassina!” na clínica, atormentada por suas ações, ao invés dos homens que literalmente assassinaram pessoas. 
Depois do caso do estupro de Maryville e os julgamentos de Steubenville, ver esta religião culpar as vítimas e fazer slutshaming e ignorar totalmente os pecados dos personagens masculinos não me pareceu tão irônico ou absurdo como o resto da produção. 
Os homens da Casa do Inferno não eram personagens gentis: eram abusivos, violentos e cruéis. Mas também não eram o alvo da fúria de Deus. De alguma forma, seu comportamento era perdoável, enquanto o de Lindsay não era. A violência, principalmente a violência contra a mulher, foi mostrada como um resultado inevitável de uma cultura secular obcecada por sexo e cheia de vadias. 
Não são somente as igrejas protestantes e os políticos conservadores. Está em todo lugar. Mulheres são ensinadas que se não querem ser estupradas devem vestir-se de forma mais modesta ou parar de beber ou simplesmente ficar em casa. A responsabilidade pela violência sexual é deslocada, e os homens são ensinados que não podem -– ou não devem -– se controlar. 
E quando sobreviventes de violência sexual falam sobre isso, muitas vezes são ridicularizadas e humilhadas. Rehtaeh Parsons, Amanda Todd, Daisy Coleman –- todas  elas são Lindsays condenadas pelos crimes de outras pessoas. 
"Aprendi o que acontece com as
pessoas que não acreditam em
Jesus", diz jovem espectador
Às vezes, nós mulheres podemos nos levantar e nos liberar da vergonha sexual que a igreja, o governo e a mídia colocaram em nossas costas. Às vezes, não podemos. Me pergunto como a Casa do Inferno vai afetar a garota que interpreta Lindsay, agindo como bode-expiatório para os homens agressivos com que contracena noite após noite. 
Mais que isso, me preocupo como vai afetar os garotos. 

45 comentários:

Anônimo disse...

Mas gente, que é isso? Eu não sou muito fã de ditados populares, mas tens uns que realmente são verdade, tipo, "o que está ruim sempre pode piorar"
Como podem existir adultos que incetivem/aceitem adolescentes a participar dessa aberração, como isso pode ser permitido?
Incrível e ainda tiram dinheiro em cima disso, só pra não perder o hábito.

Léty Hyuuga disse...

É tão absurdo, tão bizarro, que se não estivesse em um Blog sério eu acharia até que era mentira... D:

Anônimo disse...

Sawl

Sinceramente estas pessoas são doentes! Obrigar que rapazes e garotas atuem e vejam estes teatrinhos moralistas e repulsivos chega a ser chocante!
Quando mais nova fui muito influenciada pela igreja(no caso a católica, mas, as protestantes são igualmente castradoras). Deixei de transar com homens que eu desejava para "esperar" o "homem certo" e em troca casei com um canalha disfarçado de bom moço!
Fui muito julgada quando me separei dele, mesmo o padre e os mais próximo sabendo o que eu sofri nas mãos do traste do meu ex-marido ainda sim ficaram contra mim.
Até quando as Igrejas Protestante e Católica vão castrar e culpar as mulheres por tudo de ruim que acontece no Mundo e vão abençoar estupradores, pedófilos e assassinos por estes serem homens?!
Fica meu questionamento de uma ex-menina carola e reprimida.
Que Deus proteja estes meninos e principalmente meninas, expostos à tantos preconceitos, moralismo e misoginia barata!
Ps: sei que não tem a ver com este interessante e ao mesmo tempo assustador post, mas, vocês poderiam comentar dois casos de assédio sexual que chamaram atenção ontem e foram praticados por homens de diferentes classes sociais: um porteiro e um desembargador.
E se puder também comente sobre a reação da moça cantada de forma podre pelo porteiro e também sobre os comentários ofensivos contra ela vindo de comentaristas machistas.

Aqui tá o link que fala de ambos os casos e com uma rápida entrevista com a moça que foi assediada pelo porteiro:

http://oglobo.globo.com/sociedade/o-desrespeito-foi-aumentando-nao-consegui-ficar-calada-diz-estudante-assediada-12713884

Ps: e mais uma vez, no caso da moça ofendida pelo porteiro, a culpa recaiu sobre ela e teve imbecis que defenderam o canalha!

Sawl - Always the rebel

Anônimo disse...

Esse troço é pago ainda???
Não sei pq pessoas "investem"( pra mim é uma perda absurda) tempo e dinheiro pra fazer isso. Tem uma equipe enorme de profissionais alienados, os atores, roteiristas, câmeras. Eu custo a a creditar que exista tanta gente babaca empenhada numa inutilidade dessas. Acho que voltamos ao modo de alienação medieval, o que antes era subliminar agora é descarado mesmo, e o pessoas parece ainda não enxergar...
E se tudo é tão legal, pq precisam de um show de horrores pra fazer o pessoal acreditar?

Anônimo disse...

Que tal uma casa de horror versão feminista???
Ao invés de mostrar o aborto, mostrem o estupro, o drama da mãe tendo que aguentar a gravidez. O pai que abandona a criança e chama a mulher de vagabunda porque dormiu com ele.
Mostrem que os serial killers nas escolas fazendo massacre muitas vezes é um problema de odiar meninas, não somente violência.

Luiza Original disse...

Eu ia fazer um mega comentário, mas deixa pra lá. Só me espanta mesmo como certos religiosos falam mais no diabo do que em Deus. Sei não, viu...

Mena disse...

Que absurdo! E o mais grave não é ser um pai abusivo ou uma mãe relapsa, nem mesmo ser um jovem estuprador. O problema é a coitada da Lindsay querer transar na adolescência, isso que causou a ruína na família... o.O

Anônimo disse...

Ir lá na Bíblia e ver como Jesus pregava de verdade eles não querem, né? Nem religiosa eu sou, mas é só ler o Novo Testamento e usar os miolos pra ver que Jesus não tinha NADA a ver com isso. Mas, enfim, como já disse alguém, as igrejas estão bem mais interessadas em arrecadar grana dos fiéis que em qualquer outra coisa. Não, não surpreende. Fiéis apavorados pagam mais, essas "casas do julgamento" são só mais um enrola-trouxa pra tirar dinheiro de gente ignorante e assustada. Prefiro assistir Horror em Amityville, A Mulher de Preto, Identidade Paranormal, Os Outros, Poltergeist, etc. O enredo tem bem mais qualidade, os fantasmas fazem mais sentido, diverte mais e é bem mais barato. Ah, e ainda dá umas lições de amor e humanidade bem melhores que essas igrejas infernais por aí...

Veronica disse...

Maas o q é isso ??

Totalmente insano !

Sara disse...

https://www.youtube.com/watch?v=OMwtES5VvDc

Não tem como esperar nada de bom pra mulheres em religião nenhuma.
Agora nesse link tem um FUNK GOSPEL tudo de bommmmm, é a primeira vez q vejo alguem fazer alguma coisa de útil e divertido com a religião.
A perereca ta ungida!!!!!

Ta-chan disse...

Já tinha lido esse artigo no Vice e fiquei chocada com nível desse povo neo pentecostal.Mas aqui no Brasil já aproveitaram a ideia, o nome da coisa é Casa do Julgamento.

http://casadojulgamento.com.br/

Bruno disse...

Evangelho segundo São Matheus, Capítulo sete:

Não julgueis, para que não sejais julgados.
Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.
E por que reparas tu no cisco que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o cisco do olho do teu irmão.
(...)
Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.
Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
(...)
Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade."

Eis aí o que disse Jesus. Os responsáveis por essas "casa do inferno" e outros fundamentalistas, antes de quererem condenar quem quer que seja, deveriam conhecer mais o que dizem acreditar.

Relicário disse...

Isso é a coisa mais bizarra que eu já vi/li...absurdo, nojento...argh!

Mariana Mendes disse...

Quando comecei a ler o texto me lembrei de uma peça que assisti na minha cidade em uma igreja metodista. Não sou e nem nunca fui evangélica, mas por insistência de uma amiga acabei indo. Não me lembro muito bem dos pormenores, mas era algo na mesma linha, que mostrava jovens cometendo "pecados" e indo para o inferno. Infelizmente não é só nos EUA que isso rola...

Ana Carolina disse...

Li o texto, achando inacreditável, e me deparei com a foto e legenda do menininho ao final del, o que me despertou o pensamento: desde a infância, aprendendo que mulheres (e o desejo das mulheres por sexo) é a semente de todo mal. Logo, controle as mulheres.

Anônimo disse...

A explicação pra essas casas do julgamento é realmente simples; o deus que essa gente cultua é o dinheiro. Pregar o "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo" não enche o rabo do pastor de grana. O problema pra esses maníacos perversos e aproveitadores é que controle por medo não funciona por muito tempo. Cedo ou tarde a coisa explode (em geral quando o pastor é pego no flagra fazendo tudo que ele condenava, e até mesmo cometendo crimes) e o bando de enganados cai na real e se manda.

MrDissidiaFan disse...

Eu acho que as pessoas que acham que sexo só é correto depois do casamento tão ridículas quanto as pessoas que achavam(E algumas ainda acham) que sexo sem fins procriativos é errado.

Janaina disse...

Assustador, mas o jeito errado. Qual parte do "amar o próximo como a si mesmo" essa gente da 'casa dos horrores' não entendeu?

Raven~ disse...

Opa! Se no inferno, o deabo já tá casando gays é pra lá que nóis vai. Já tá assegurando mais direitos do que aqui. :D

PERSEU disse...

na verdade o satanismo nem é a favor de gays. o satanismo é eugenista, social darwinista, existem várias organizações diferentes de satanismo como a ORDER OF NINE ANGLES(que mistura satanismo com nazismo), a CHURCH OF SATAN(que só não é nazista pois foi criada pelo judeu Anton Lavey, porem é eugenista e segue a filosofia de nietzsche).

a idéia do satanismo é melhorar a raça humana, exterminando todos os deficientes e fracos do mundo, e criar um imperio baseado nisso.

eu não sigo isso por dois motivos: eu acho que religião e política são coisas que limitam minha vontade, se eu fosse atuar na política eu atuaria apenas de forma egoísta pensando só em mim, e como falei, religião cria regras de comportamento, no satanismo existe idolatria a mulheres bonitas, brancas e magras, o arquetipo de lilith, ou seja, é algo mangina e não bate com o movimento masculinista, ja que o masculinismo norte americano é inspirado no personagem mitologico PERSEU, e o masculinismo rejeita a hierarquia entre os homens, talvez num imperio satanista, adeptos do masculinismo zeta seriam perseguidos e mortos, pois uma das coisas que o satanismo é parecido com o nazismo, é no aspecto da perseguição psiquiatrica ao diferente, ou seja, ja há perseguição psiquiatrica ao diferente numa democracia elaborada por elites globalistas, imagina como isso seria no satanismo, seria banho de sangue.

Anônimo disse...

Mais um absurdo criado por fundamentalistas cristãos norte americanos que talvez em breve vai ser copiado mundo afora, quem sabe não teremos uma versão brasileira logo logo desse circo de horrores. Aff, socorro!!

Natalie disse...

Eu cansei de ir em igreja. Meu comportamento e personalidade nunca foram bem aceitos pelas igrejas que eu ia. Acredito em um Deus, sei lá, uma "força superior" , mas não esse deus misógino aí.

Se esse deus quer dizer que mulher que foi estuprada é pecadora, mulher com parceiros demais durante sua vida é pecadora, mulher que transa antes de casar é pecadora, gay é pecador... E os homens que estupram, fazem sexo com várias e ANTES do casório? E será que ser gay é tãããão grave assim para esses religiosos quanto um cara hétero que mata pessoas?

Se for assim, eu prefiro ir para o inferno com Lúcifer e seus demônios.

"Já tinha lido esse artigo no Vice e fiquei chocada com nível desse povo neo pentecostal.Mas aqui no Brasil já aproveitaram a ideia, o nome da coisa é Casa do Julgamento."

Lógico, porque parece que só importam lixo dos EUA, leis que é bom, nada.

Anônimo disse...

Tem legenda em português esse documento?

Anônimo disse...

Uma vez eu fui em um troço parecido com esses em uma igreja evangélica, pq uma amiga minha (que se afastou porque eu não quis seguir a religião)insistiu para me levar. Como eu já tinha 18 anos, achei tudo muito engraçado, fiquei até com dó do esforço do povo lá. Não era nem de longe tão violento, e os personagens masculiinos foram "pro inferno" também, mas a mensagem era a mesma.

PERSEU disse...

'''Eu cansei de ir em igreja. Meu comportamento e personalidade nunca foram bem aceitos pelas igrejas que eu ia. Acredito em um Deus, sei lá, uma "força superior" , mas não esse deus misógino aí. ''

tambnem prefiro viver sem religião. religião é algo limitante, cria regras de conduta, no teu caso, voce é mulher, o cristianismo é misógino e machista, voce teria que aceitar ser submissa pra ser aceita no cristianismo. isso prova o quanto religiões são uma merda. eu tambem não gosto de certos tipos de gnose que idolatram a mulher que taxam de ''sodomita'' qualquer homem que seja pega-ninguem, isso prova o quanto religião é algo limitador.

agora voltando a falar o que eu comentei antes sobre satanismo, não é mais resposta a mulher ali. eu percebi que o satanismo é uma merda, durante muitos anos simpatizei com satanismo pois achava que ele tinha como objetivo destruir o universo, mas apos muit reflexão vi que é impossível destruir o universo, ele nunca será destruído e todo esses gnosticismo do satanismo era só uma forma de alcançar uma especia de trasncendencia e essa transcendencia viria atraves da mulher, ou seja, é algo feminista. na verdade o satanismo não passa de uma religião de eugenia, querer melhorar a humanidade atraves de pratica eugenica, darwinismo social, eliminando todos os deficientes mentais e físicos, os ''fracos'', os miseráveis, favelados etc com objetivo de melhorar a humanidade e ainda misturando isso com teorias raciais do seculo 19 sobre superioridade ariana. hoje apos muita reflexão sobre isso percebi que o satanismo é uma merda mesmo, pois eu não vejo sentido em melhorar uma raça humana cujo 3% das pessoas são psicopatas. eu não tenho fé na humanidade. e não faz sentido, numa existencia de 80 ou 90 anos no maximo, viver preocupado com a evolução da humanidade, em vez de viver a vida pra si mesmo no egoísmo. por isos que o satanismo não faz mais sentido pra mim.

Anônimo disse...


Thaís

Nossa isso me lembrou os teatros que tínhamos que fazer na escola (década de 80 e 90), com temas gravidez na adolescência, uso de drogas... Aquelas palestras sobre DSTs com aquelas fotos de órgãos genitais deformados e feridos. Nossa era tanta desinformação, tanto senso comum... Era a educação pelo medo! Logico que o que acontece nestas casas do terror é tudo mais over, mas se for pensar bem a essência é a mesma.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Que horror! A única coisa que esses jovens devem ter aprendido nesse dia é que tudo é culpa da mulher. Se homens não respeitam mulheres, culpa delas que confiam neles, se o pai bate na filha, culpa dela que fez sexo.
Fico pensando como seria legal se um dia entrasse um grupo que fosse lá pra avacalhar, ficar rindo e tivesse a reação contrária à esperada.

Anônimo disse...

A religião por si só é machista. A mulher é a caixa de Pandora que jogou no mundo todos os males que hoje há através da fruta do Éden. No que se refere a religião a mulher é sempre pecadora e inferior e tem aguentar a lei da mordaça, ser a mulher da máscara de ferro em que não tem voz nem opinião. A mulher do pastor é a perfeita ressurreição da escrava Anastácia em que é silenciada com máscara de ferro se desobedecer o marido santo crente vai para o inferno levar suas chibatadas. Já fui muito religiosa, teóloga e tudo mais até sonhei em ser pastora da igreja que eu julgava ser o paraíso. Quando apresentei toda minha fé e devoção riram de mim: PASTORA? MULHER NÃO LIDERA IGREJA. A PASTORA É MULHER DO PASTOR PORQUE É CASADA COM ELE NÃO PORQUE ELA TEM CARGO A ALTURA. A é? Pois fiquem aí com o machismo de vocês o Deus que sigo não é assim e hoje nem piso em igreja, templo os cambal. Essa palhaçada de Casa do Inferno é a igreja de hoje. Tudo que eles abominam no teatro eles fazem atrás da Bíblia. È o pecadinho de estimação deles. FODAM-SE é que digo para eles. Agora estão exercendo o evangelho do medo com esses teatros de tortura psicológica. Aí digo o que dizia João Batista: RAÇA DE VÍBORAS. Por não querer me submeter ao machismo e as lendas da igreja me chamam de radical pois, a mulher na igreja só tem um direito limpar o chão e dizer amém.

Patty Kirsche disse...

Credo em cruz.

VitorGrando disse...

Bonito mesmo é o Xereca Satânik...

Vai cuidar das bizarrices do feminismo que já são muitas, Lola.

Deixa que dos movimentos alheios cuidam os outros.

Paula disse...

em outras palavras: religiosos fundamentalistas sendo religiosos fundamentalistas...

alguem ficou, tipo assim, muuuuito surpres@?

Anônimo disse...

Isso não é eduação, isso é lavagem cerebral, é terrorismo psicológico. Acredito que esse tipo de coisa pode prejudicar o desenvolvimento da sexualidade em crianças e adolescentes, deixá-los traumatizados. Me lembro que na escola, de vez em quando, eles faziam umas palestras muito loucas sobre aborto mostrando fetos desmembrados, sobre "educação" sexual mostrando coisas bizarras, sobre drogas mostrando fotos de pessoas que supostamente tinham ficado com uma aparência terrível devido ao uso de drogas, um suposto ex-agente penintenciário passou uma mensagem tipo "se vc usar drogas, vc vai chegar em casa e encontrar sua mãe morta". "Se vc usar drogas, vc vai ser preso e estuprado por uns 30 detentos logo no primeiro dia e vai escorrer sangue e sêmen do seu ânus e vc vai morrer de hemorragia, ai seu pai vai ficar sabendo que vc morreu e vai morrer também". "Se vc usar drogas, vc vai ser preso e comer comida azeda e com baratas". Por coincidência esse cara também era evangélico rsrs. Me parece que esse tipo de coisa não é exclusividade da terra do tio sam. O comentarista Vitor Grando,tentou comparar com o evento chamado "Xereca Satânik" com as casas do inferno, fiquei sabendo desse evento de forma muito superficial pelo "feiçi", não sei se tudo que falaram é verdade, não entendi os objetivos, e duvido da eficácia. Acho que um erro não justifica o outro e a diferença é que adultos participam do xereca de livre e espontânea vontade , enquanto crianças são obrigadas a participar das casas do inferno. ASS: Sandro

Anônimo disse...

Pois é. Fundamentalistas religiosos deveriam ter percebido há anos que mesmo com todos os esforços sociais para que as mulheres não trepem, elas continuam trepando delicia. Não vai adiantar. Nunca adiantou. O machismo está centrado no fato de que homens broxam e mulheres não. Ué, mas a natureza não foi tão favorável a eles? Não e eles sabem disso (e tentam nos fazer acreditar que "nossa, mas a natureza é cruel com mulheres né"). Por isso tentam ser máquinas de sexo que nunca foram e nunca serão e temem profundamente as mulheres, uma vez que estas não broxam em nenhum momento da vida estando habilitadas para transar, por simplesmente, a vida inteira. Aí mora a "raivinha" deles.

Jules disse...

Sei que minha comparação vai ser boba, mas estudei anos num colégio católico só de meninas e durante uma aula lá, a professora soltou que se usassemos OB perderiamos a nossa virgindade, então ela não recomendava que a gente fizesse isso. Estávamos na sexta ou sétima serie, começando a menstruar, imagina o que aquilo não fez com a gente... Uma coisa boba influencia, imagina essas casas satânicas aí, que horror!

Raven~ disse...

Mayochamps ainda bem que vc descobriu que o universo não pode ser destruído. Huashua

Anônimo disse...

Vocês estão generalizando religiões. Sou pagã, wiccana, e na minha religião não tem dessa de ofender mulher não.

Este recado é para aqueles que falaram que toda religião é machista. Sejam mais específicos: religiões abraâmicas são machistas (cristianismo, islamismo e judaísmo).
POR FAVOR, NÃO GENERALIZEM!

Camila Barreto disse...

Legal que o campeão Perseu precisou de muita reflexão para perceber que "eugenia e darwinismo social" são umas merdonas.

Julia disse...

Mulher só pode ser pastora de for casada com o pastor? Dessa não sabia. Quando eu penso que já vi machismo suficiente nessas religiões.

A colega wiccana que pediu pra não generalizar tem razão. Não sei muito sobre a sua religião mas tenho muito interesse em aprender.

Anônimo disse...

Julia, se tiver interesse, procure pessoas sérias, a Wicca infelizmente no Brasil virou motivo de piada pq muitos adolescentes acharam que virariam Herry Potters ou feiticeiros de magia negra... =/

E evite livros de Eddie van Feu...

Eduardo Nobre disse...

Julia, esse negócio de títulos de pastor, de papa, de padre, é coisa de religiosos, vaidade e maneiras do homem manter o poder, e isso foi condenado por Jesus (falando dos religiosos da sua época):

"Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los (alguma semelhança com os nosso dias?);
E fazem todas as obras a fim de serem vistos pelos homens; pois trazem largos filactérios, e alargam as franjas das suas vestes,
E amam os primeiros lugares nas ceias e as primeiras cadeiras nas sinagogas,
E as saudações nas praças, e o serem chamados pelos homens; Rabi, Rabi".

Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos.
E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus.
Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo.

Ninguém precisa de um título para fazer a vontade de Deus, a Lola mesmo sendo atéia age muito mais segundo os propósitos de Deus do que muitos religiosos, pois todo aquele que luta pelos "pequeninos", a Cristo estão fazendo.

"Uma paródia minha com um trecho da Bíblia":

"Vinde a mim benditos do meu Pai, porque fui discriminado, e lutaram por mim, tive dor, e me oferecestes um ombro para chorar"...

E a Lola responde:

"Mas quando Senhor, eu te vi sendo discriminado, e quando lutei por ti? Eu nunca te vi, e nem acreditava que existia"

E Jesus responde:

"Quando fizeste a um desses pequeninos, a mim fizeste".

Anônimo disse...

Ai sou obrigada a dizer que tenho um enorme preconceito com religiões, principalmente as cristãs (sei que é errado, mas esse tipo de coisa só reforça o preconceito)

Para verem o quanto a coisa é realmente absurda, ha alguns anos atras o marido da minha avó tentou me agarrar (ele que vive na igreja e é amiguissimo do pastor)
Pois bem, na época foi um escândalo danado e a parte crente da família colocou o tal pastor no meio de tudo para aconselhar e iluminar.
E sabe qual foi a maneira de resolver tudo segundo ele? Perdoar e esquecer, ou seja eu deveria esquecer que o cara que me viu nascer, me pegou no colo, que sempre foi bem vindo na minha casa e sempre foi tratado muito bem planejou de maneira magestral um estupro contra a minha pessoa.
E depois quando eu disse que não perdoaria o tal do pastor ainda disse que tinha pena da minha alma pois eu iria para o inferno, e que o bonito estava muito arrependido
Respondi que não queria ir para um céu que aceitava pedófilos estupradores e rejeitava suas vitimas, e que se isso significava ir para o inferno ia para lá de muito bom grado

Sinceramente essa mentalidade deles é muito distorcida

Mimis

Ana Eufrázio disse...

Bom você trazer a tona esse assunto. Havia visto um documentário sobre esse tipo de encenação em alguma tv, mas não recordo onde foi. Pense numa pessoa muito irada com muitas religiões, ESSA PESSOA SOU EU. Lola, eu temo sinceramente pelo nosso futuro próximo. Querida, estamos passando por um retrocesso brabo em termos de direitos humanos, principalmente com relação as mulheres, o cenário tá ficando sinistro. Haja vista a bancada evangélica aqui no Brasil. Como esquecer a revogação da portaria do SUS que garantia dinheiro pra os hospitais para que realizassem abortos legais. Há tantos outros exemplos, né? Mas não vou encher tua página com minhas reflexões não. Deixo com você a tarefa de refletir, coisa que você faz muito bem.
Abraços querida.

Anônimo disse...

Pra mim esse texto devia se chamar: "Como educar um menino para ser um Mascu"

Rebecca Souza disse...

Fico espantada quando vejo um negocio desse.O que me espanta é como eles fazem uma lavagem cerebral na cabeça das crianças e dos jovens,como eles criam pessoas que através da desculpa da religião,vão ser tão preconceituosos.
Estranho como a religião vai se moldando de acordo com a conveniencia dos homens,outro dia pesquisado para dá uma aula,descobri que uma das primeiras universidades do mundo,foi criada por um mulher islamica,na cdade de Fez,em que momento as religiões deixam de ser algo que costroe para ser algo separatista?
Ainda tenho esperanças,sério,posso ser muito otimista,mas tenho esperanças,quando eu vejo posicionamento das Catolicas pelo direito de decidir,quando vejo Malala,mesmo com sua roupa islamica,elevando a voz acima do fundamentalismo,eu acredito que se cada vez mais as mulheres se emoderarem(pq,sim,são as mulheres que ´´geram´´ as mudanças)poderemos mudar muito.
Júlia,eu não sou wiccana,mas,sou de bruxara tradicional,e como falou o anonimo,existe muita gente que faz a bruxaria moderna(wicca)com seriedade,como aqueles que fazem por modinha,posso te passar contato de pessoas wiccanas sérias,que trabalham mesmo o aspecto da Deusa e do seu consorte,o Deus,se vc tiver facebook pode me procurar,está meu nome como aqui no comentario,e minha capa é uma pintura da Frida Khalo com borboletas(amo Frida,paixão eterna).

Anônimo disse...

As casas do julgamento já chegaram ao Brasil! Outro dia estava andando pela faculdade e havia um folder divulgando uma casa do julgamento com o tema overdose, a entrada é de dez reais. Nçao sabia se arrancava aquilo de lá ou oqe...