segunda-feira, 28 de outubro de 2013

ATIVISTAS PELOS DIREITOS DO HOMEM BRANCO HÉTERO CHEGAM À MÍDIA

Erga-se pelo seu pênis!

Com a emancipação das mulheres, muitos homens ficaram perdidos. Se as mulheres não precisam mais deles para serem os provedores do lar, visto que elas também trabalham, qual é sua função? Se muitas mulheres não têm interesse em casar ou ter filhos, o que esses homens, que antes eram vistos como imprescindíveis, vão fazer? Se tantas mulheres não se sentem mais atraídas por um modelo de masculinidade baseado na agressividade e na competitividade excessiva, o que esses homens têm a oferecer? 
Essa sensação de “o mundo mudou, e agora?” não é nova. Muitos homens na década de 70 e 80 já sentiam essa ansiedade. Revoltados, passaram a querer voltar a uma época em que os papéis estavam bem definidos. E aí culparam as feministas em particular e as mulheres em geral por não aceitarem voltar atrás. Warren Farrell foi um dos primeiros a capitalizar em cima da insatisfação de muitos homens. Portanto, o que quero dizer é que nada disso é uma novidade. 
Em países como EUA e Austrália foi a internet que impulsionou os MRAs (Men's Rights Activists ou Movement, ou Ativismo pelos Direitos dos Homens, mais popularmente conhecidos como masculinistas, e, aqui no Brasil, pelo apelido carinhoso que dediquei a eles, mascus). Na internet homens muito frustrados com sua perda de poder na sociedade encontram espaço para se reunir e destilar seu ressentimento contra mulheres, feministas, e qualquer homem que não siga sua cartilha.
Obviamente, as feministas já sabem da existência dos mascus faz um tempinho. Mas a mídia mainstream é mais lenta. Não é a primeira vez que essa mídia os retrata, se bem que agora, nos EUA, eles pareçam estar em alta. O principal site mascu americano, A Voice For Men, cresceu bastante no último ano. Um programa de TV, o 20/20, fez um programa sobre eles (a transmissão foi adiada várias vezes e ainda não passou na televisão, mas, pela cara da repórter no preview, e pela presença de feministas entrevistadas, o retrato não deve ser positivo). 
Lógico que, quando a mídia chega perto, sites misóginos recuam, inventam que não queriam dizer o que dizem sempre, insistem que chamar todas as mulheres de vadias e que afirmar que estupros não existem, são apenas “vadias que se arrependem de terem transado”, é uma sátira. 
Camiseta vendida por MRAs
Num artigo publicado semana passada sobre os MRAs, o Daily Beast explicou que esses grupos estão divididos em basicamente três: os Pick Up Artists, ou PUAs, que veem mulheres como vaginas ambulantes e só querem transar com o maior número possível, nem que pra isso tenham que mentir (pense no personagem do Tom Cruise em Magnólia); os MGTOW (Men Going Their Own Way, ou Homens Trilhando seu Próprio Caminho), que “desistiram” das mulheres e pregam a total segregação entre os gêneros (escrevi quase nada sobre eles até agora porque não são muito populares no Brasil, mas são engraçados, e merecem ser dissecados); e a maioria, que são os masculinistas-padrão. Em comum entre os três grupos, a misoginia e a ilusão de que vivem num universo paralelo, em que as maiores vítimas de uma sociedade “b*cetista” são os homens brancos e héteros
O Daily Beast escreveu que um dos problemas que os mascus criam para serem aceitos pelo público mainstream “é sua tendência em depender de afirmações altamente duvidosas”. Como exemplo, ele cita a campanha em que os mascus brasileiros foram mais bem sucedidos: espalhar a mentira que as feministas barraram a pílula anticoncepcional masculina inventada pelo Dr. Elsimar Coutinho. Os MRAs americanos acreditaram nas mentiras dos mascus brasileiros, e passaram a repetir essa bobagem por lá também. 
Por que mulheres seriam contra a pílula masculina? Ah, porque, sabe, tudo que nós queremos é aplicar o golpe da barriga -– engravidar de um mascu ou de um homem poderoso (nem que pra isso tenhamos que pegar camisinha usada da lata de lixo) e, assim, ficar com todo seu dinheiro. 
John Hembling, ou John the Other
Diz o escritor do Daily Beast sobre o nojentinho do Voice for Men que insiste nessa besteira: “[John] Hembling se esqueceu de mencionar que os testes da pílula anticoncepcional de Coutinho foram interrompidos em 1998 porque o ingrediente ativo, gossypol, provou produzir efeitos colaterais extremos, incluindo esterilidade para homens e dano permanente para o tecido do útero para mulheres. Além do mais, sua eficácia em reduzir a contagem de esperma foi imprevisível”. 
Ainda assim, os MRAs, principalmente o Voice, que é o foco principal da história, amaram o artigo do Daily Beast, afirmando que é o melhor sobre eles já publicado na mídia mainstream. Algumas feministas americanas alegam que o artigo é bonzinho demais com esse grupo de malucos. Eu não sei. Eu achei que o artigo pinta os mascus como os lunáticos que são. Inclusive, o artigo diz que quando fez perguntas mostrando que investigou as fantasias de seu principal personagem, Hembling encerrou o contato, e ainda escreveu que o artigo provavelmente o pintaria como um fracassado sexual que mora no porão da casa da sua mãe, alegações mais comuns feitas aos mascus tanto de lá quanto daqui (por que será?). 
É também interessante que o artigo cita como modelo de civilidade entre os MRAs o Spearhead, que, entre outras coisas, é contra educação superior para mulheres, contra o voto feminino, e que culpa as mulheres pela epidemia de estupros nas forças armadas americanas. Afinal, elas não têm nada que estar lá.
Tira MRA aprova estupro e necrofilia
O artigo finaliza: “O que o MRM não parece notar é que toda vez que eles idolatram alguém que diz que o afogamento de uma menina de quatro anos é algo bom, ou riem com um líder que se gaba por tirar vantagem sexual [leia-se: estupro] de uma mulher que está bêbada demais para entender o que está acontecendo com ela, ou que teorizam que mulheres gordas querem ser estupradas, ou que lançam uma teoria mirabolante de que os cérebros das mulheres são fisicamente incapazes de compreender moralidade, eles só põem esses recursos [para ajudar homens vítimas de estupro e violência doméstica] ainda mas distantes. É emblemático que, de todas as organizações profissionais que ajudam vítimas masculinas com quem falei, todas especificamente me pediram para deixar claro que não estão relacionadas de forma alguma com o MRM”. 
Num mundo muito, muito distante...
Aqui no Brasil, os mascus eram um (ou vários) grupinhos no orkut, com alguns fóruns e blogs por fora. E continuam sendo exatamente assim, só que a maior parte migrou do orkut pro facebook, e só sobraram poucos blogs, todos minúsculos em termos de visitas e influência. Além disso, e eu orgulhosamente digo que tenho um dedo nisso, por tudo que eu zoei dos mascus, eles mudaram de nome. Não se reconhecem mais como masculinistas, já que mascu virou sinônimo de machista fracassado. Agora o único grupelho mascu que sobrou apelida-se -– ha ha, a ironia! -– realista. São os guerreiros da real, ou, como costumam ser chamados, guerreiros de um real. 
Como eu disse recentemente, os mascus que têm mais público atualmente estão ligados a blogs de finanças. São rapazes que se odeiam, se auto-intitulam pobres (mesmo o principal deles ganhando 5 mil reais por mês), feios, sem sucesso com mulheres, sem amigos. Apesar de misóginos, como todos os outros, tudo que os mascus assumidamente losers (pois boa parte dos realistas cansou de se assumir assim) querem é ficar ricos, parar de trabalhar, comprar um Camaro (é um carro, eu chequei), e formar um harém ou ter dinheiro suficiente pra pagar prostitutas de luxo toda semana. 
E, muito importante, causar inveja nos playboys. Eu diria que um terço da raiva desses mascus dirige-se aos playboys, que, segundo eles, conseguem pegar as minas que eles gostariam de pegar, outro terço dedica-se às mulheres, óbvio, que nem olham pra eles, e outro terço é contra o mundo em geral, incluindo aí o governo, que eles consideram socialista, o sistema (matriarcado, dãã), o feminismo, a ditadura gay, e tudo mais que eles conseguirem encaixar.
Não basta ser machista
Há algumas peculiaridades entre os mascus brasileiros. Engana-se quem pensa que são todos adolescentes. Pelo que observo, a média de idade deve estar nos 25 anos. São todos de extrema direita. É pré-requisito pra ser mascu. Vários são católicos, alguns evangélicos, alguns ateus. A vasta maioria é solteira, mora com os pais, e não têm nenhuma intenção de sair de casa. Ao contrário de seus pares americanos, mais velhos e muita vezes com ódio de mulheres devido a um divórcio, o maior trauma dos mascus brasileiros é que alguma garota não lhes deu bola, ou, pior ainda, os colocou na friendzone. Pois é, enquanto mulheres têm traumas com problemas de verdade, tipo estupro e violência doméstica, mascus têm trauma porque alguma menina lhes disse que deles só queria a amizade.
Se os mascus americanos pelo menos fingem (e fingir é bem a palavra) se interessar em ajudar homens vítimas de estupro ou violência doméstica, os mascus brasileiros não estão nem aí pra isso. Seus fóruns e blogs dedicam-se a comentar notícias de celebridade ou notícias claramente falsas (pelos menos 20% dos tópicos dos fóruns são sobre notícias fake), todas pra chegar à mesma conclusão -– mulheres são todas vadias -–, ou pra falar mal do feminismo (mesmo quando as personagens envolvidas nem sejam feministas; pra mascu, toda mulher é, além de vadia, feminista), ou pra atacar homens que não sigam a ideologia mascu. 
Pra um “movimento” que diz defender os homens, mascus realmente não mostram muita compaixão por homens não mascus, chamados de manginas, matrixianos, capitão salva-puta (qualquer homem que namore ou case com uma mulher que não seja virgem), cornos otários, sem-bolas etc. 
Auto-ajuda: e viveram felizes para sempre
Mas mascus brasileiros preferem tratar o que fazem -– dedicar-se 95% do tempo a falar mal de mulheres em geral e de homens que não são mascus –- como “desenvolvimento pessoal”. Ou seja, há um ou outro tópico dizendo que mascus devem estudar, ganhar muito dinheiro (nunca se fala em encontrar um trabalho que possa trazer satisfação), se politizar com Olavo de Carvalho, e fazer muita musculação, pra quando chegarem à idade mágica dos 30 anos, que é quando as mulheres perdem todo seu “valor sexual” e os homens florescem, quer dizer, florescer não, que eles são espada, todas as novinhas se jogarão aos seus pés. 
Curiosamente, a vontade toda para que esses objetivos difusos se concretizem está muito menos na missão de pegar mulher que no desejo de vingança. Mascus sonham em ver a mulher que os rejeitou acabada (obra do deus Chronos), arrependida por ter rejeitado um partido tão maravilhoso. Eles fantasiam que todas as mulheres, principalmente as "carreiristas" (qualquer mulher que trabalhe fora), vão morrer (logo), sozinhas, amarguradas, depressivas, e cheias de gatos (pelo jeito, homem que é homem não gosta de gato).
Os mascus brasileiros repararam que não vão muito longe com esse tipo de pensamento, e se contentaram com pouco, ou com nada -– ter páginas no Facebook cheias de “juvenas” que mal sabem escrever, deixar comentários misóginos, homofóbicos e racistas em portais, atacar feministas. Só. A maior piada é que os mascus brasileiros se consideram muito mais avançados que os americanos, apesar de traduzi-los e copiá-los à exaustão. 
Se os mascus americanos estão sendo agora percebidos (não com muito louvor) pela mídia mainstream, isso é porque alguns (poucos) de seus líderes têm nome e rosto. Só com nome e com rosto você pode dar uma entrevista. Duvido muito que algum veículo de comunicação queira entrevistar um mascu vestindo máscara do homem-aranha. No Brasil, nenhum figurão mascu divulga seu nome ou seu rosto. Os mascus mais famosos tinham pseudônimos como Nessahan Alita, Silvio Koerich (que se dizia um búfalo, o maior perdedor do mundo, e usava o avatar de uma menina com seios grandes), e Doutrinador (usava o avatar do Bruce Willis). Todos eles sumiram. 
Os dois únicos mascus com nome e rosto foram/são os sanctos Engenheiro Emerson e Marcelo Valle. Nenhum blog mascu será tão popular quanto o do Silvio Koerich fake na época em que viralizou por conta das denúncias (entre setembro de 2011 e março de 2012), pouco antes da prisão dos dois. Agora Marcelo está fazendo o que pode para popularizar seu novo site de ódio (só denunciem, não divulguem!), incentivando estupros corretivos, pregando a morte de “vagabundas” (qualquer mulher) e o extermínio de gays, recomendando que testes científicos sejam feitos não com animais, mas com mulheres e homossexuais. 
Deve ser chato quando os únicos rostos e nomes do seu “movimento” pertencem a dois psicopatas. Pelo menos alguns mascus americanos ainda podem aparecer na TV sem a palavra “Procura-se”. Ainda.

148 comentários:

Luíza disse...

Não exatamente sobre o post, mas vi que você menciona nele a tal pílula masculina e, por coincidência, estava pensando sobre isso.

No meu namoro, o acordo tácito é que eu tomo pílula e ele compra as camisinhas. Financeiramente, acho que acaba dando na mesma.

Mas, por outro lado, eu estou recebendo uma dose absurda de hormônios, que eu não tenho certeza de que são bons pra mim, enquanto ele só precisa se preocupar em colocar uma capinha de borracha no pau... hahaha

Acho que seria legal poder dividir essa responsabilidade, e conversar sobre as opções...

Mas daí que eu pensei que a) essa opção só serviria pra casais comprometidos. Fica difícil sair com um cara mais ou menos desconhecido e confiar que ele tomou o remédio certinho; e b) mesmo quem namora... vai que o cara esquece... o risco recai muito mais sobre a mulher.

Enfim, estou só pensando alto...

Anônimo disse...

Na opinião de vocês, em um mundo predominantemente feminista (que é o objetivo eu acho) onde se encaixaria os homens héteros ?

Que tipo de sugestão vocês teriam para um novo conceito de masculinidade, porque acham que mulheres devem definir tal caminho, e não homens? que são os verdadeiros interessados num assunto que lhes cabe.
Se o feminismo não aceita que mulheres pautem o feminino, porque homens devem aceitar criticas feministas?

Anônimo disse...

Lola sendo você, e as demais, feministas, não deveriam estar focadas em assuntos feministas ?
Qual o objetivo disto ? Se o feminismo e um lugar onde homem não dever ter voz, mas sim ser apenas espectador,como afirmaram seus seguidoras em um dos seus posts, porque querem vocês pautar um movimento masculino,de homens para homens, no qual VOCÊS, não tem nada com isso.

lola aronovich disse...

Ué, um grupo de ódio que ameaça feministas, espalha mentiras contra feministas, é misógino, chama todas as mulheres de vadias, prega a vingança (e coisas bem piores) contra mulheres, inventa que estupro não exista... ahn, vc quer me convencer que isso não deveria ser um assunto feminista?

Anônimo disse...

Existe uma forma de resolver isto feministas, fiquem permanentemente longe de todos os homens brancos héteros.
Tenham certeza que não faremos nenhuma questão de convivência com vocês.

Joana Guilhermina disse...

Esse cara que disse pra você não falar mal de mascu, É MASCU COM CERTEZA.
Mas não adianta, aqui no Brasil não há espaços pra vocês. CORRAM ESCÓRIA!

Anônimo disse...

Ooopa, parece que a moça do primeiro comentário, respondeu o porque de feministas terem se posicionado contra a pilula masculina.

Mel disse...

Pobres homens :(
Por que falar deles, Lola? Por que perturbar a paz dos pobrezinhos? Eles já não se preocupam demais em ficar nesse mimimi eterno de friend zone?
Deus abençoe os homens, esses seres incompreendidos que não querem que suas pautas sejam discutidas pelas feministas, porque né, eles quasem não perdem tempo falando de nós e o quanto somos vadias interesseiras. Realmente é um mundo injusto.

Patty Kirsche disse...

Sabia que o Michael Flood escreveu um capítulo para um livro sobre esses movimentos masculinistas? Dá pra acessar o pdf neste link:

http://www.xyonline.net/sites/default/files/Flood,%20Backlash%20-%20Angry%20men.pdf

Bruno S disse...

"em um mundo predominantemente feminista (que é o objetivo eu acho) onde se encaixaria os homens héteros?"

homens héteros (cis ou trans) poderão continuar se encaixando com mulheres héteros (desde que ambos possam responder por seus atos e estejam de acordo).

A diferença é que o homem hétero não será valorizado pela quantidade de mulheres com quem ele "se encaixe" nem a mulher hétero será desvalorizada pelo mesmo motivo.

Henri disse...

Ola a todos, eu temo muito pela segurança mental de muitos, pois vê-se que a multidão é facilmente manipulável. Respondendo ao anon, o feminismo que eu conheço/apoio visa lutar pela igualdade de géneros, isso é, colocar a mulher no mesmo panteão da homem, não abaixo e nem acima do homem, até extendendo-se pela luta pelas minorias. Os homens têm direito a voz no movimento femenista, pois a vitória da igualdade conseguem-se pelo apoio do ambos sexos.
Quanto a esses patéticos mascus, eu simplesmente tenho pena deles e dos educadores deles, pela falta de coerência do discurso e da aparência que eles apresentam na sociedade, pois na net, sãos os Provedores da Real, mas na vida real, são apenas meros peões dispensáveis.

Carol disse...

Lolinha, sempre que leio sobre os mascus me surge uma dúvida enorme...
Acontece que eu não conheço NENHUM mascu pessoalmente. Conheço vários homens (e mulheres) com um ou outro pensamento machista, mas mascu nesse nível hard não conheço.
Aí me surge a pergunta: vivo num mundo privilegiado onde eles realmente não existem OU eles só ficam na internet e no mundo real não têm coragem de falar tamanhas besteiras?
Não estou nem por um segundo duvidando da existência deles, afinal a gente sempre vê pela internet... mas cadê eles na minha vida? (Não que eu queira eles por perto!!)

Anônimo disse...

O que são esses anônimos da 14:44 e 15:03 comentando? Quando a diz que é burro e ignorante, se ofende, mas demora pra entender um simples conceito, como o feminismo... Ô coisinha difícil de se entender, essa igualdade entre os gêneros, né?

Anônimo disse...

Lá vem a Lola com generalização, pra variar.

Farofa disse...

Tadinho dos homens brancos e héteros, eles são tão excluídos da sociedade. Se eles ao menos tentassem ser menos imbecis, talvez eles fossem aceitos com mais facilidade e não precisariam ter que estuprar as mulheres pra poder sentir elas por perto...

Lola, tu tens algum post que explica como os homens podem ser feministas sem invadir o espaço das mulheres? Eu me interesso por isso mas não sei muito a respeito. E tu poderias sugerir livros feministas pra podermos nos instruir?

hemhike disse...

Concordo com a Luíza, essa pílula masculina seria excelente.

Namoro a dois anos e não gosto de transar com camisinha. Eu e minha namorada sempre cuidamos pra não acontecer nenhum imprevisto, mas já teve duas vezes em que ela não tomou regularmente o anteconcepcional e a menstruação demorou pra descer.

Só quem já passou por isso pra saber o desespero que vai dando kkkk. Não que uma gravidez inesperada seja o fim do mundo. Mas acho que ainda falta uma boa estabilidade financeira e emocional pra nós termos um filho.

O dia que vender essa pílula, com certeza eu compro.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

se não fosse o movimento masculinista e os misóginos do orkut, eu taria preso em depressão por falta de mulher, mas caras la da comunidade ''eu ja saí da matrix'' mudaram minha vida totalmente. hoje em dia eu me conformo com masturbação graças ao movimento masculinista. eu não vejo mulheres mais com sentimento, apenas como fonte de prazer. masturbaçaõ ja resolve.

Marcia disse...

Triste é quando alguém acha que o feminismo não tem nada a oferecer aos homens héteros...

Só pensar um pouco: feminismo é a ideia radical de que mulheres são seres humanos.

Significa ser igual em direitos. Significa que em vez de 'prover' um ser 'moralmente inferior', você terá mais parceiras de convívio para dividir as alegrias e as tristezas da vida. Será tão difícil entender?

Sou feminista e não risquei homens héteros da minha vida, risquei os homens e mulheres babacas machistas.

Cética disse...

Como se fosse pouco tudo o que esses desocupados fazem ( ou não fazem,no caso) ainda esperam que sejam as feministas que defendam/lutem por direitos pra o homem ( vide o eterno chororó na hist do alisamento obrigatório,a entrada mais barata em balada etc..)Se mobilizar que é bom,nada.A jogada é "cobrar" das feminazis,aproveitando pra jogar pra cima das mulheres a culpa por esses males.

Anônimo disse...

Mais um post acerca dos "mascus" . Interessante que somos ninguém e incomodamos tanto. Aguardando o próximo post...

MCarolina disse...

É mesmo, nos EUA até p pessu da Klu Klux Klan tem rosto e nome (nem sempre, mas enfim). Aqui o padrão é ser anônimo. Também, que vergonha né? Olha aí já vários comentários anônimos envergonhados.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Mascus. Como vivem, como se alimentam, como não se reproduzem. Pô, Lola, rs.
Falando sério. Detesto esse assunto, mascus, porque acho que você acaba dando alguma seriedade e relevância pra quem não tem nenhuma.
Mas tirando a parte guerreiros de um real, gostei muito do post. Acho importante você falar sobre o que esses grupos andam aprontando nos EUA, já que lá sim existe alguma coisa além de piadas ridículas no facebook. E essa história absurda do doutor Elsimar Coutinho também rendeu um pouco na época da entrevista no Roda Viva. Mas pouco né, porque era absurda demais pra ser levada a sério. Pelo que entendi a Betty Friedan fez um comentário sobre mulheres não deixarem de tomar a pílula porque surgiria a masculina e daí o cara já aumentou as coisas, como se ela tivesse poder pra vetar algo assim. E o pior é um médico, um cientista, que se diz sério, em rede nacional usando palavras do tipo "feia, boba e chata" pra falar dela. Foi muito ridículo.

Sara disse...

Me perdoem os homens, que eu tenho certeza, tem dignos representantes, e eu já conheci pessoalmente alguns, homens que foram exemplos de bondade de amor e justiça, mas pelo que vejo uma grande parte de vcs não vale nem o que comem.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

lola fala que os masculinistas não mostram a cara

olha eu aqui:

http://www.metal-archives.com/artists/Deathcrusher/31789

pronto, to mostrando a cara pra voces. eu digo porque eu sou masculinista, porque as mulheres escolhem os buliers na época da escola, rejeitando os bonzinhos. as mulheres incentivam o bullying contra o homem zoado e humilhado, dando sexo pros buliers e incentivando eles a baterem cada vez mais nos zoados.

existe motivo melhor do que esse pra ser masculinista? óbvio que não. eu sou masculinista e mostro a cara mesmo, ja falei quem eu sou. tem vários fakes com minha foto no facebook que não sou eu, eu não tenho perfil real no facebook, mas to aqui mostrando a cara e mostrando que sou masculinista

é hipocrisia mesmo, as mulheres exigirem respeitos dos homens, quando as mesmas tavam la no ensino medio dando sexo pra pitboys porradeiros que me espancavam. eu defenderei o masculinismo ate o final da minha vida. sou misantropo e masculinista, pra mim masculinismo é misantropia, essa é a minha visão do masculinismo.

lola aronovich disse...

Nossa, Demogorgon, como vc é corajoso por mostrar seu rosto e assinar com seu nome verdadeiro, Demogorgon Deadhammer. Finalmente os mascus terão um líder!
Falando sério agora, vc já deixou claro que é adepto do Men Going Their Own Way. Aliás, todos os mascus são no fundo MGTOW, porque não conseguem se relacionar com mulheres, mas só poucos assumem. Acho que já falei aqui umas 500 vezes, mas repito: sou totalmente a favor que mascus "desistam" das mulheres e passem a ter relacionamentos apenas com bonecas infláveis, por exemplo. Ninguém sentirá a falta de vcs.

Anônimo disse...

A velha tatica da lola de caracturizar movimentos masculinos, pelo comportamento imaturo de alguns garotos.As feministas querem criar um modelo de sociedade, na qual a liberdade feminina é
irrestrita e sem qualquer tipo de regulação. Ou seja, elas querem construir uma
sociedade na qual as mulheres possuem enormes poderes e estão no topo das
proteções jurídicas

Anônimo disse...

"Sara disse...
Me perdoem os homens, que eu tenho certeza, tem dignos representantes, e eu já conheci pessoalmente alguns, homens que foram exemplos de bondade de amor e justiça, mas pelo que vejo uma grande parte de vcs não vale nem o que comem."

28 de outubro de 2013 17:58
----------------------------------
Comentário fantástico e realista Sara, parabéns.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Demogorgon, você ainda não superou o ensino médio?
Adolescência é um período da vida confuso e complicado pra maioria das pessoas. A gente tem mania de achar que a grama dos outros é mais verde, mas as vezes não sabe o que outras pessoas passam.
Muito gente que zoa os outros, é agressivo, faz isso exatamente porque é tratado assim em casa ou já foi tratado assim por outras pessoas.
Já parou pra pensar que, de repente, o seu problema maior na vida é não namorar a menina mais bonita da sala e o do seu colega ao lado pode ser negligência familiar, abuso.
E esse negócio de "dar sexo". Mulher não dá sexo, querido, faz sexo. Talvez saber que esse processo não é unilateral, que os dois desfrutam de uma relação sexual de repente ajude alguma coisa. Porque se você vai ficar com uma garota todo ansioso ou arrogante, achando que ela vai dar alguma coisa pra você e não que vocês dois possam usufruir da companhia um do outro, não é de admirar que não dê certo.
No mais, você diz que esses caras te ajudaram, mas você não parece lá muito feliz.
Será que de repente não vale a pena procurar uma ajuda de verdade? Um psicólogo, terapeuta. Problemas todo mundo tem e eles podem ajudar e muito. Falando numa boa, de verdade.

Worm disse...

Tenho uma teoria de que a Lola inventou o Demagorgon...
Ninguem é tão tosco assim.Ou caricato.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

não é só no ensino medio não. é tambem na vida social na fase adulta. o que eu vi de gente escrota na vida social, caras pitboys drogados porradeiros, etc que conseguiam mulheres enquanto os bonzinhos, zoados etc sempre eram tirado pra lixo. eu sou totalmente contra vida social, e foda-se essa merda de terapia eu não preciso disso. eu tirei a conclusõa que vou viver é solitario mesmo e nunca mais terei amigos(amigos foram os que tentaram me matar, os que me humilahvam e debochavam de mim na frente das mulheres e as mulheres aprovavam), por isso eu chamo amizade de merdamizade. ter merdamigos é furada.

eu acredito que o movimento masculinista pode ser forte se ele seguir o que proponho, existem muitos masculinistas que são balada strike e não frequentam baladas, isso ja é algo bom, eliminar as baladas é algo que o proprio silvio koerich(original) recomendava, ele dizia que balada é o puteiro da mulher. mas não basta isso, tem que haver um boicote total a qualquer tipo de noitada, vida social etc porque a maioria dos homens são manginas babacas que tendem a humilhar os homens pra atrair as mulheres, mas o homem masculinista deve ter muito ódio dentro de si e deve se recusar a se relacionar com as pessoas nessa sociedade insana, no maximo só pra trabalho e só, e não passa disso. o ódio é o uncio caminho certo.

quem pega mais mulher? o varg vikernes que matou um cara a 23 facadas ou eu que sofri bullying a vida inteira? óbvio que é o varg, porque isos que mulher gosta, gosta de assassino, quando a mulher fala que gosta de cara de atitude, o cara de atitude é o assassino, o pitboy porradeiro etc eu digo foda-se a vida social, foda-se as merdamizades e viva o masculinismo.

Farofa disse...

Demogorgon. Sua atitude é tão infantil que chega dar pena. Se os caras batiam em você você vai odiar as mulheres que faziam sexo com eles? Por que não odiar os caras que BATIAM EM VOCÊ? Deve ser foda ser Mascu pois toda a base de sua filosofia de vida é uma completa falta de foco nos problemas. Tu acha que os caras batiam em você por que? Por que eles eram feministas? Claro que é porque eles eram MACHISTAS e achavam que você não se encaixava nos padrões dele. Deixa de se fazer vítima e culpar as mulheres. Procura um psicólogo e trata esse teu trauma.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

farofa, os alfas batem nos betas, bonzinhos, excluídos não é por causa do machismo, e sim porque as mulheres aprovam esse tipo de atitude, mulheres gostam de marginais, de pitboys, de playboys escrotões, é isso que mulher gosta. eu aprendi isso com o movimento da REAL, com o masculinismo, e virei masculinista assim que conheci a REAL em 2011, foi de primeira mesmo

Henri disse...

Ola à todos. Que estranha essa declaração do DEMOGORGON DEADHAMMER, na minha vida estudantil , quando sofria abusos por parte de colegas e outros estudantes, a maioria (quase) absoluta era XYs, assim como eu, quem oferecia-me consolo era XXs, raremente um XY defendia-me, até eu aplicar a táctica de cupido amoroso, da qual eu nunca beneficiei umas das partes uniteralmente, resumindo usei a práctica de agência de namoros. A vida social é umas da coisas que nos tornou racionais e permetiu nos dominar as outras formas de vida, porquê agora, certos seres confusos e fracaçados querem que abdiquemos disso? Se a tua vida é um lixø, já tentes lix@r a vida dos outros.

Anônimo disse...

Demogorgon, você ainda não superou o ensino médio?
Adolescência é um período da vida confuso e complicado pra maioria das pessoas. A gente tem mania de achar que a grama dos outros é mais verde, mas as vezes não sabe o que outras pessoas passam.

------------
Parece fácil pra você que nunca apanhou na escola.

André disse...

"Muitos homens na década de 70 e 80 já sentiam essa ansiedade. Revoltados, passaram a querer voltar a uma época em que os papéis estavam bem definidos."
O novo não assusta só os homens, muitas mulheres também preferem continuar a seguir os papéis sociais de gênero.

Fabiana disse...

Eu li num livro de bioética sobre a pilula mascu foi abolida porque afetava a saúde do homem. Se formos ler os efeitos colaterais da pílula feminina são inúmeros incluindo trombose. Nós que dizem ser o sexo frágil somos submetidas a bombas hormonais e o sexo forte é poupado. Sem contar que a vasectomia é menos invasiva que a laqueadura, mas ainda assim nôs mulheres somos mutiladas mais que os homens.

Anônimo disse...

Esse DEMOGORGON DEADHAMMER e fake, sou Masculinista e nenhum usa o termo pitboys/balada strike.

Nota-se que a forma de escrita e de uma mulher, e muito mimimi para um homem que se diz da Real.

Um homem jamais iria vir em um blog feminista par ficar chorando murmúrios passados, nem propagando o ódio gratuitamente.

Se não for faka, va estudar,trabalhar, constitua um bom aporte financeiro, tente encontra uma mulher digna honrada para se casar.... Fim

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

mulher honrada? por isso que o masculinismo é tão fraco. por isso que os misóginos do orkut sempre foram superiores ao povo da real. eu aprendi muito com a real, mas a forma com que a real lida com as pessoas não é a mesma forma que os misóginos lidam. não existe essa de mulher honrada, toda mulher tem a mesma essencia, eu sei o que tu quer, tu é mais um merda desses que vai virar capitão salva putas, vai estudar muito trabalhar pra sustentar alguma mulher. todo esse papo de desenvolvimento pessoal do povo da real é só pra virar capitão salva putas então? não faz sentido isso. eu fui do movimento misógino no orkut, fiz parte da irmandade masculina, e mostro a cara, no link que postei tem uma foto minha e meu nome real ta la tambem.

o masculinismo só seria forte mesmo, se os masculinistas fizessem um total boicote ás mulheres, Àos alfas, aos manginas e não terem vida social, seguir o caminho solitario e misantropico aí sim teriamos um masculinismo forte, um boicote À sociedade escrota de merda.

Anônimo disse...

Tenham dó feministas, estamos a beira de uma revolução, que vai espalhar caos por toda sociedade brasileira, com movimentações sociais claramente na divisão etnica,religiosa, manipulações externas, desconstrução social, inversão de valores e na guerra de classes. Com muito derramamento de sangue, e vocês preocupadas com "mascu"???

Dá para ver porque nosso povo e tão alienado mesmo, o terror revolucionário batendo a nossa porta, onde provavelmente seremos fragmentados, deixando existir como nação, nota-se claramente que quando tudo ruir, o povo em sua grande maioria não vai saber nem onde o galo cantou

lola aronovich disse...

Aviso: não sei se o Demogorgon é fake, meu fake é que ele não é. Aliás, eu não crio fakes. Ao contrário dos mascus, eu sempre assino com meu nome e sobrenome, tenho rosto, todo mundo sabe onde trabalho e tal. Eu não tenho medo de lutar pelos meus ideais e dizer quem sou.
Sei que o Demo é mais um doente. Durante um tempo, parei de publicar seus comentários, porque o avatar dele levava pra um blog dele que era totalmente misógino (e que, pelo jeito, ninguém lia). Pelo discurso do Demo, ele é um mascu sancto mesmo, mas acho que ele é tão solitário, tão misantropo, que não tem contato com nenhum mascu mesmo, nem sanctos, nem realistas, nem nada. Por um lado eu fico com pena, mas por outro minha pena por esses lunáticos já se esgotou. Eu também tive pena do Raphael, outro misógino de marca maior, que virou Raziel. E não adianta, esses caras não deixam de ser misóginos. Nem com tratamento psiquiátrico e medicamentos fortes. Então o melhor é que eles continuem "boicotando" a sociedade. Dessa forma, eles só estragam a própria vida.


E continuo aguardando algum comentário mascu minimamente inteligente, que fale, por exemplo, do artigo do Daily Beast (que é o tema deste post), ou da volta de um site de ódio dos sanctos, ou uma explicação sobre por que o masculinismo no Brasil, ao contrário do masculinismo nos EUA, não consegue se fortalecer.

Anônimo disse...

Puts, mais fake que isso impossível.

O que resta determinar e; Qual o objetivo?

Anônimo disse...

Claro Lola, o estilo e todinho o do transsexual Raziel ( Rafael)
Realmente um caso de patologia.

Licca disse...

HAHAHAHAHAHAHAHA To chorando de rir aqui com as male tears. É muito mimimi para poucos homens HAHAHAHAHAHAHA
E ainda não faz o menor sentido apanhar de homem e jogar a culpa na mulher. Não falam tanto que o homem é o racional, aquele ser supremo, o alfa, que não precisa de mulher? Então porque diabos ele precisa de aprovação de alguma?
Há horas que eu fico na dúvida se o meio social desse povinho é tão ruim assim ou se é eles que interpretam cada atitude das pessoas de maneira totalmente maluca, como se tudo o que ele não gostasse estivesse contra ele.
Mas não dou a mínima para mascu, então dane-se e que continue as piadas HAHAHAHAHAHA

Anônimo disse...

Demogorgon existe sim é carioca, me lembro dele de uma comunidade do orkut de thrash metal.

Tidus disse...

Pelo jeito tu só aceita os comentários que tu quer mesmo, né? Postei aí várias vezes já e nunca fui aceito.

Cadê a liberdade nesse blog?

Anônimo disse...

E continuo aguardando algum comentário mascu minimamente inteligente, que fale, por exemplo, do artigo do Daily Beast (que é o tema deste post), ou da volta de um site de ódio dos sanctos, ou uma explicação sobre por que o masculinismo no Brasil, ao contrário do masculinismo nos EUA, não consegue se fortalecer.

=========
Porque aqui ao contrario dos EUA não possui liberdade de expressão.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

licca, os alfas são os porradeiros, ricos, buliers, marginais, pitboys, playboys escrotões etc que batem nos betas e comem as mulheres.

os betas são os homens considerado inferiores, zoados pelos alfas, porem naõ se libertaram ainda da vida social

quando um beta se liberta da vida social e vira misantropo e masculinista, aí ele se torna um ZETA, o ZETA sim, é um homem que a lola comentou aqui, que segue o próprio caminho, muito comum no masculinismo norte americano. o ZETA está livre da vida social medíocre, ele não joga de acordo com as regras escrotas da sociedade, ele pode trabalhar, mas a maneira como ele lida com as pessoas é totalmente fria e independente emocionalmente.

Tidus disse...

E o Demogorgon tem razão, no ensino médio mulheres davam pra bulliers, cafajestes, canalhas, pegadores, caras que detonavam elas e depois espalhavam as fotos e videos delas.

Elas amam esses tipos. Já o bonzinho, o 'nerd', esse sempre se fudia, mesmo que fosse bonito, sempre era tirado pra lixo.

lola aronovich disse...

Exato, Tidus, só aceito os comentários que eu quero mesmo. Meu blog, minhas regras. Por que será que seus comentários nunca foram aceitos? Será porque eles fedem à misoginia escancarada? Não tenho a menor vontade de publicar comentários mentirosos recitando os dogmas mascus de que mulher só gosta de marginal, não de caras bonzinhos como vcs que chamam mulher de vadia. Tipo, sei lá, eu sou mulher e nunca gostei de bullies. Pelo contrário, eu lutava contra os bullies que bullied colegas. Eu me casei com um cara realmente bonzinho, super ético, sem preconceitos, sem inimigos, um cara que é querido por todo mundo, homens e mulheres. E vcs querem me convencer que gente como vcs, cheia de ódio e preconceitos, faz mais sucesso que gente bacana como o meu marido...
O fato de algumas mulheres (muito longe de ser todas) mandarem cartas pra criminosos na cadeia tem muito mais a ver com o desejo de "salvá-los", de regenerá-los, que de ter qualquer coisa sexual com eles. Aliás, o que vcs acham que existe mais? Presidiário que recebe um montão de cartas de mulheres querendo ter um relacionamento com ele, ou presidiário solitário que manda um monte de cartas pra mulheres em classificados (e que nunca recebe resposta, coitado)?

lola aronovich disse...

Exato, Tidus, só aceito os comentários que eu quero mesmo. Meu blog, minhas regras. Por que será que seus comentários nunca foram aceitos? Será porque eles fedem à misoginia escancarada? Não tenho a menor vontade de publicar comentários mentirosos recitando os dogmas mascus de que mulher só gosta de marginal, não de caras bonzinhos como vcs que chamam mulher de vadia. Tipo, sei lá, eu sou mulher e nunca gostei de bullies. Pelo contrário, eu lutava contra os bullies que bullied colegas. Eu me casei com um cara realmente bonzinho, super ético, sem preconceitos, sem inimigos, um cara que é querido por todo mundo, homens e mulheres. E vcs querem me convencer que gente como vcs, cheia de ódio e preconceitos, faz mais sucesso que gente bacana como o meu marido...
O fato de algumas mulheres (muito longe de ser todas) mandarem cartas pra criminosos na cadeia tem muito mais a ver com o desejo de "salvá-los", de regenerá-los, que de ter qualquer coisa sexual com eles. Aliás, o que vcs acham que existe mais? Presidiário que recebe um montão de cartas de mulheres querendo ter um relacionamento com ele, ou presidiário solitário que manda um monte de cartas pra mulheres em classificados (e que nunca recebe resposta, coitado)?

vera disse...

2 comentários aqui de gente que n quer usar camisinha,esqueçendo totalmente das doenças e que se engravidarem vão dizer que foi "sem querer"...

o que o DEMOGORGON DEADHAMMER diz é verdade sim, do mesmo jeito que ele era ignorado na escola, eu tb era, mas por ser gorda,sofria bullying direto enquanto as meninas magras dentro do padrão recebiam elogios ou no minimo eram tratadas com dignidade.
então n sei pq ridicularizam o que ele diz se é a mais pura verdade,o garotos da minha turma q não eram populares,maconheiros ou bagunçeiros eram tão zuados quanto eu.

então dá muito bem para entender o ódio dele.
eu sei que ainda tem gente legal no mundo,mas eu n tive a sorte de encontrar nenhuma,então tb prefiro ficar longe das pessoas.

Anônimo disse...

em que planeta vcs vivem? só pq vcs n toleram os homens babacas(eu tb n) acham q todas são assim? quem dera.

machistas,maconheiros,ladrões, chefes de tráficos,homens agressivos,assassinos,todos encontram mulheres com estômago para transar com eles e ainda se declararem apaixonadas por essa corja.

Julia disse...

Eu devo estar ficando maluca, mas tenho uma certa pena do DEMOGORGON DEADHAMMER.... É impressionante como eles não conseguem superar a época da escola. Na boa, eu sofri MUITO a minha vida escolar toda, muito mesmo. Muito mais do que qualquer homem da minha sala na escola, mas get over. Obvio que você nunca esquece, é parte de quem você é, mas bola pra frente. Na vida adulta as pessoas ligam pra coisas diferentes. Acha o seu grupo metaleiro e vai viver a vida. Se o masculinismo fez tão bem pra você, porque você ainda é tão infeliz? Isso é bullshit e você já deve saber disso.

Anônimo disse...

O masculinismo não se fortalece no Brasil pelas próprias características da sociedade brasileira.
Não existe masculinista que pega mulher. Aqui, no Brasil, com uma mínima interação/desenvolvimento social o proto-masculinista arranja alguma companheira e *shazam*, ao sentir o quente úmido recôncavo feminino o sentimento de revolta desaparece como se fosse mágica.

Coisa que em sociedades mais fechadas (ok, dizem que os EUA são mais liberais do que a gente, mas creio que isso seja apenas em partes específicas do país) não acontece.

Esse fenômeno geodeterminista pode ser visto por aqui também. Quantos masculinistas há no nordeste? Eu nunca vi nenhum nos fóruns da vida. A maioria se concentra no Sul/Sudeste, particularmente em locais com imigração européia marcante e maior distanciamento nas relações sociais (mas que, ainda sim, são muito mais aceptivos quanto às relações humanas do que a sociedade norte americana/européia).

Além disso, esse dado que você citou (dos 25 anos) exemplifica bem a razão do movimento não crescer... oras, a maioria dos que entram são jovens, mas depois de algum tempo de "militância" eles saem dessa vida.

Daí quem, por essas bandas, se mantém no movimento depois da vida adulta são apenas pessoas com reais problemas de integração social, casos patológicos mesmo.


Eu tenho dó, na moral. Também já fui extremamente tímido (ainda sou bastante, hahaha) e a "real" me seduziu quando era mais novo. Garotos que sofrem bullying, possuem baixa auto-estima e, muitas vezes, pouca orientação familiar tendem a ir por esse caminho (afinal, são apenas garotos perdidos no fim das contas). Oras, o quê ele vê? Ele vê isso que o demagorgon citou. O cara nerdão, sem nenhum tipo de habilidade social, com um psicológico altamente fragilizado, vê caras altamente machistas com meninas altamente machistas; daí, o nerdão, que muitas vezes também é um machista enrustido, acaba jogando sua frustação no que vê - ele não tenta entender o processo que levou ele àquela situação, simplesmente vira um misantropo de primeira e pronto.

Óbvio que a sociedade também não ajuda nem um pouco... "uaheuhauehuae, nerdão virjão come ninguém, otário".

Então o caso do demargorgon (bela camiseta do Kreator), por exemplo, é altamente triste sim.

Meu conselho pro camarada é: esqueça o passado. Se não conseguir esquecer, se mude. Recomece a vida em outro lugar e siga em frente.

Sei que vocês vão falar que há pessoas aí com problemas muito piores. Fato. Mas não devemos hierarquizar o sofrimento. Talvez ele sofra tanto por aquilo pois é justamente seu único sofrimento.

Enfim...

Esse trabalho que você faz em desconstruir o masculinismo/mra é muito bom, Lola. "Saí" dessa por causa desse lugar, foi lendo isso aqui - com extrema rejeição no início - que percebi que "o que não se vê" é muito profundo do que o percebido por nós, garotos com desajustes sociais e uma certa quantidade de depressão. E a vida continua...

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

julia eu não acredito em felicidade, mas eu creio em formas mais fortes de se encarar a vida, e o masculinismo é isso pra mim. eu não vou andar com grupo de metaleiros porque todo grupo assim como a vida escola, existe bullying. em todo grupo se forma uma hierarquia baseada na violencia.

todos são infelizes, mas quantos sabem disso? eu ja tentei ser feliz com a ascese mas isso é impossível, se alguem aponta uma arma pra uma asceta acaba a felicidade dele. não há felicidade nesse mundo, só há sofrimento mesmo. eu não acredito nessa parada de aprovietar a vida, quando tentei aproveitar a vida gerei um karma ruim pra mim, de algo que nõa comentarei aqui. eu não sou ateu, creio bastante no lado religioso, não consigo ser niilista, mas não creio no cristianismo, creio em outras coisas.

por mais que me mostrem a situação de alguem que está aleijado, ou cego e dizer a mim que devo ser feliz com isso, não adianta nada porque amanha a desgraça pode cair pra mim. eu sou extremamente pessimista mesmo, e o masculinismo tem a ver com pessimismo, é o pessimismo que vai fazer o homem desisti de ter namorada e seguir seu caminho solitário. o pessimismo é sempre mais racional.

Licca disse...

"licca, os alfas são os porradeiros, ricos, buliers, marginais, pitboys, playboys escrotões etc que batem nos betas e comem as mulheres.

os betas são os homens considerado inferiores, zoados pelos alfas, porem naõ se libertaram ainda da vida social

quando um beta se liberta da vida social e vira misantropo e masculinista, aí ele se torna um ZETA, o ZETA sim, é um homem que a lola comentou aqui, que segue o próprio caminho, muito comum no masculinismo norte americano. o ZETA está livre da vida social medíocre, ele não joga de acordo com as regras escrotas da sociedade, ele pode trabalhar, mas a maneira como ele lida com as pessoas é totalmente fria e independente emocionalmente."

The zuera never ends HAHAHAHAHAHAHA Só rindo mesmo para aturar tanta merda e complexo de inferioridade *rachando o bico aqui XD*

Anônimo disse...

Meu conselho pro camarada é: esqueça o passado. Se não conseguir esquecer, se mude. Recomece a vida em outro lugar e siga em frente.


----------
Pra playboy é fácil, já que pode morar em qualquer lugar do mundo.

hemhike disse...

DEMOGORGON DEADHAMMER

Também sofri bullying pesado no ensino fundamental e médio. Até hoje tenho cicatrizes emocionais daquela época. Naquela época os canalhas do colégio sempre pegavam as meninas mais bonitas. E hoje é fácil ver muitas mulheres bonitas saindo com caras totalmente sem caráter.

Mas, perceba uma coisa, no seu colégio também tinham meninas que sofriam bullying. Tinham as nerds, as gordinhas, as que eram cheias de espinhas, as bem magrinhas... Muitas mulheres bonitas só tem beleza pra oferecer. Algumas escolhem ficar com caras cafajestes justamente por que são inseguras. Porque acham que nenhum homem vai interessar em algo delas além da beleza.

Então, o segredo é parar de se importar com as mulheres que acham que podem tratar mal qualquer homem só porque elas são bonitas. Comece a olhar para as outras mulheres. Você acha ruim quando a bonitona te ignora ou te trata mal, então porque você faz isso com as outras mulheres?

Acho uma pena que você chegou nesse ponto de ter ódio do mundo. Por ter passado por tanto bullying, eu simpatizo com sua história. Mas não concordo com o seu pensamento em relação ao mundo. O ódio à todos não é o caminho. Eu odeio os caras que me agrediram e humilharam e sempre vou odiar. Mas tem um mundo inteiro de pessoas interessantes pra se conhecer.

Dê uma chance pra você. Se você já viveu tanto tempo tendo ódio dos outros, experimenta pelo menos por alguns meses ser uma pessoa mais sociável, conversar mais com as pessoas. Se você não gostar, volta a viver desse jeito. Mas pelo menos tenta. Do mesmo jeito que você precisou de alguém do seu lado quando você sofria bullying, pode ter alguém precisando de você nesse momento.

hemhike disse...

vera disse...
"2 comentários aqui de gente que n quer usar camisinha,esqueçendo totalmente das doenças e que se engravidarem vão dizer que foi "sem querer"..."


Eu e minha namorada só começamos a transar sem camisinha depois de quase um ano de namoro. Nós doamos sangue então sabíamos que nenhum de nós dois tem doenças sexualmente transmissíveis. Além disso nós cuidamos muito bem da higiene.
Em relação à gravidez, a cartela de anticoncepcional deve ser seguida regularmente e um dia sequer sem tomar já faz uma bagunça danada e corre o risco de engravidar. Mas tomando a pílula do dia seguinte esse risco cai bastante. Então no meu caso foi só o susto mesmo.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

essa parada de habilidade social, isso é furada. 4% da população mundial é sociopata, eu estudei parte da sociopatia pra entender como funciona o bullying da vida social. os sociopatas sempre escolhem o mais fraco psicologicamente do grupo pra zoar, e manipulam os outros a concordarem com ele e fazer bullying tambem. em todo grupo de pessoas, em vida social, sempre existe um sociopata. por isso pra mim é impossível conviver com o ser humano. eu alem de misantropo e masculinista, sou anti-humanista, pois considero a raça humana um erro. alias por ser religioso eu creio em criaçaõ e pra mim a criaçaõ do homem foi a maior desgraça que aconteceu nesse mundo. muitos caras que tiveram poder na humanidade, tipo adolf hitler, tiveram que matar milhões pra manter o seu poder, isso prova que é dificil lidar com o ser humano.

Anônimo disse...

Esse Demogorgon até que é bonitinho (se é que essa é a foto real dele...). Se não tivesse essa atitude tão ruim, esses pensamentos tóxicos, mau humor, provavelmente encontraria alguma pessoa legal na cena metaleira dele se quisesse (mesmo que não fosse bonitinho também encontraria - afinal não é só modelo dentro do padrão que casa). Fica acumulando ódio e fala como se isso fosse algo legal. Triste.
Bullying é mesmo uma m*.
Eu fico pensando se o bullying não acaba sendo mais devastador em alguns casos para meninos , brancos e heteros, justamente porque desde de pequeninos ensinam para eles que eles tem que ser os f*does e que o mundo deve alguma coisa para eles. No caso de uma gordinha "nerd" ou mesmo adolescentes gays, eles (infelizmente) já imaginam que vão sofrer e não tem tanto esse senso de "entitlement". Se o menino branco hétero não encontra apoio em casa, talvez tenha até mais chance de pirar.
E, fiquei com dó

Mas se for mesmo para não se tratar ou nem buscar força interior / raciocinar para superar e mudar, espero que Demogorgon continue evitando a sociedade mesmo, inclusive a internet, evitando destilar o seu ódio por aqui também. O mundo não precisa de mais do mesmo.

Engenheira

Tidus disse...

A vera tem razão, gordas também sofrem nas mãos de bulliers e filhos da puta.

A humanidade é lixo total.

Worm disse...

Ok,se não é fake(ainda acho que é)é uma pessoa extremamente deprimida/depressiva/perturbada pedindo ajuda.

Licca disse...

Jesus Crist, terapia existe por uma razão!!
Eu também sofri bullying (e dos pesados) na escola, mas sempre soube separar os babacas do colégio dos caras legais. E esse papinho de "nerd não pega ninguém, só cafajeste" é a mais pura falácia!! Meus amigos eram todos nerds e conseguiam ficar com garotas, inclusive algumas populares. Assim como tinha muito babaca medido a fodão que era tão, mas tão insuportavelmente idiota que nenhuma garota ficava com eles. Inclusive um deles era machista pra caralho, quando alguém se referia à ele T-O-D-A-S as garotas faziam cara de "aff, esse fulano não..."

Mascus, revejam seus conceitos de "nice guy" e "cafajeste". Só um aviso, vindo de uma mulher: Emprestar borracha na sala de aula, trocar meia dúzia de palavras educadas de manhã, fazer dupla no trabalho escolar NÃO TE FAZ UM CARA LEGAL. Sair chorando e generalizando um gênero todo porque algumas não gostavam de você NÃO TE FAZ UM CARA DECENTE.

Vou rir para sempre dos fulaninhos que choram: "eu sou tão simpático, decente, legal, interessante (pausa para recuperar o folego das risadas) e educado! Então porque essas cachorras vadias interesseiras golpistas manipuladoras de sentimentos masculinos não me amam??"

daniel disse...

cara adoro ler os comentários dos posts pq o que as feministas dizem perseguir como amor ,paz,igualdade entre homens e mulheres cai por terra rsrsrsrs

DEMOGORGON DEADHAMMER diz que sofreu bullying pesado e pelo visto está traumatizado até hoje e com ódio de tudo e vocês feministas reunem toda a empatia( q vcs adoram se gabar q tem de sobra) que tem e dizem que ele é um babaca fresco,que já devia ter superado isso,que tem pena dele.

lembro de alguns posts de mulheres que sofreram com bullying e o discurso é totalmente diferente.

ou o post de pinto pequeno,rir de piada ridicularizando homens n tem nada demais,agora rir de piadas sobre mulheres é proibido.e ainda deram a desculpa q fazer a piada pega mal mas rir dela não tem problema kkk grande diferença...
que vcs abominam opressão mas vcs podem oprimir.

por isso que n me ligo em movimento nenhum pq tudo gira em torno do próprio umbigo mas pelos menos os mascus assumem q estão pouco se fudendo para as mulheres,ao contrário de vocês com esse discursinho de que querem igualdade.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

''Eu fico pensando se o bullying não acaba sendo mais devastador em alguns casos para meninos , brancos e heteros, justamente porque desde de pequeninos ensinam para eles que eles tem que ser os f*does e que o mundo deve alguma coisa para eles. ''

foi isso que me levou ao fracasso, essa pressão social pra ser alguém na vida me fez tentar os concursos mais difíceis e reprovar, em vez de tentar algo menos dificil, passar e fazer aquilo. essa pressão social é absurda quando a gente é mais jovem, eu considero isso uma merda mesmo. e a pressão em cima do homem branco é grande mesmo. ate o povo da REAL faz pressão, com essa parada de desenvolvimento pessoal, fazem pressão pra casamento, pra ser capitão salva putas, a REAL mudou muito, nos meus tempos do orkut a REAL era totalmente marriege strike, e relationship strike. a REAL se tornou menos radical quando chegou ao facebook, geral la só quer ser honradão babaca.

Luíza disse...

Vera, espero que você não esteja se referindo ao meu comentário, quando falou da camisinha.

Não que seja da conta de ninguém, mas mesmo tomando pílula, mesmo que houvesse pílula masculina e nós dois tomássemos anticoncepcional, eu SEMPRE uso camisinha. Mesmo depois de dois anos de namoro.

Anônimo disse...

Ok,se não é fake(ainda acho que é)é uma pessoa extremamente deprimida/depressiva/perturbada pedindo ajuda.


----------
Sempre foi misantropo, mas na epoca inda não existia masculinismo. Vivia caçando os "infieis" do movimento black metal.

DEMOGORGON DEADHAMMER disse...

eu admito que tenho um pouco de FOBIA SOCIAL. por isso mesmo eu não vou retornar À esse blog aqui pra ver os insultos contra mim que irão despejar em breve. a minha idéia está aí, não vou mais comentar no blog da lola, ate porque ela é feminista e eu masculinista, ou seja, não faz mais sentido eu entrar aqui discordando dela e ela me ridicularizar por isso. NÃO VOU VOLTAR PRA FAZER MAIS POSTAGENS, O RECADO TA AÍ E TA DADO, ADEUS A TODOS

Anônimo disse...

O momento em que a caixa de comentários da Lola pára por causa de um cuzeiro mascu cheio de mimimi...
Vamos lá gente, o cara já conseguiu os 15 minutos de atenção que queria.
(Tá, bem legal ver certos depoimentos incentivando o cara a mudar de vida, mas o masculino tá só no mais do mesmo, quer só atenção msm...)
Tá bom de alimentar trollando mascu por hj, não?

Anônimo disse...

Sawl - The Rebel

PARA Anônimo de 19:53

Tenha dó VOCÊ masculinista de merda(aliás retundância minha, porque todo masculinista é um MERDA!)
Vê se países árabes, africanos e asiáticos onde existe misoginia forte são países evoluídos.
TODOS países de 4º Mundo!
Existe machismo e masculinismo na maioria dos países, incluindo Primeiro Mundo: EUA, França, Japão, mas, mesmo assim NÃO é uma misoginia generalizada!
Coitada da tua mãe e da mãe de TODOS masculinistas doentes mentais que tem no Brasil e tb nos EUA.
Se vocês acham que TODAS as mulheres não prestam(incluindo suas pobres mães que sofreram 9 meses pra parir um bostas que nem vocês), não querem se envolver com nenhuma, ou se envolver só com prostitutas porque apenas as mulheres que cobram são capazes de aturar tipos como vocês, problema de...VOCÊS!!

Mas, a partir do momento, em que vocês pregam o ódio, que mulheres NÃO podem estudar, trabalhar e votar(coisa que acontece nos países árabes mais miseráveis do Mundo), pregam que meninas menores de idade devem ser molestadas, que meninos devem ser ensinados a agredir e desrespeitar mulheres, que lésbicas devem receber "estupro corretivo", que negros, gays e mulheres em geral devem ser...mortos, e, que a culpa violência sexual é SEMPRE da mulher, então TODOS cidadãos de bem, homens(digo homens de verdade, coisa que vcs mascus não são) e mulheres devem combater SIM a ideologia de ódio, racismo, homofobia e misoginia de vocês!!!!!!
O que vocês pregam é RETROCESSO, não evolução!!
Quer ser feliz em ambiente misógino? Vá pra algum país árabe, ou africano(mas, este sei que vc não vai pq boa parte de vcs mascus ainda são racistas, queria saber quem vcs não odeiam) ou asiático de 5º Mundo onde meninas são mutiladas e obrigadas a casar com homens adultos pedófilos, onde mulheres são tratadas como lixo, vá pra algum país desses ou melhor querido, vá pra PQP!!!!!!

CONTINUA...

Sawl - The Rebel

Luíza disse...

Vera, espero que você não esteja se referindo ao meu comentário, quando falou da camisinha.

Não que seja da conta de ninguém, mas mesmo tomando pílula, mesmo que houvesse pílula masculina e nós dois tomássemos anticoncepcional, eu SEMPRE uso camisinha. Mesmo depois de dois anos de namoro.

Em nenhum momento falei que não gostava/não queria usar.

Anônimo disse...

p/ DEMOGORGON DEADHAMMER

Como deve ser o relacionamento com sua mãe? Acho que não deve ser dos melhores né? Afinal, vc saiu de uma mulher!
Sabe qual seu problema? Imaturidade, recalque e falta do que fazer!!!
Supere a poha do ensino médio cara!!!
Vc com certeza era o garoto nerd que queria a garota mais "gostosa" da escola e ela só ficava com o babaca bully, mas, em compensação devia ter alguma menina não tão bonita ou popular interessada em você, e vc nem sabia disso. Uma menina bacana, de boa índole, inteligência e caráter, mas, vc queria era a "deusa" não a garota comum.
Eu tb era vítima de bullying.
Eu era a mais baixinha da minha turma, a que quase não tinha seios, era alvo de deboche porque não usava roupa curta e não gostava de funk, e apesar de ser hétero, era taxada de lésbica(NÃO que seja ofensa porque tenho conhecidas que são, mas, pra uma adolescente complexada e tímida que era difícil!) porque era tímida e usava visual "rocker girl", era taxada de "feia" porque era pouco desenvolvida pra minha idade, e de quebra vivia na FRIENDZONE(ou vc acha que "só homem sofre com friendzone"? kkk). E eu era apaixonada por um garoto inteligente e bacana que NÃO prestava atenção em mim, porque tava afim de uma garota burra e machista que saía com o bully escroto da escola.
Entendeu a questão?
Quase todos nós sofremos com bullying. A diferença é que uns sofrem e se levantam e se tornam pessoas bem sucedidas(trabalho no meu escritório de arquiteta), e outras como você, choram pelos cantos, se lamentando, de mimimi e culpando as pessoas erradas(afinal, vc devia ter raiva dos bullies, não das garotas estúpidas e...MACHISTAS que ficavam com eles!).

continua...

Sawl - The Rebel

Anônimo disse...

Sawl - The Rebel

para DEMOGORGON DEADHAMMER

E, NÃO, é MENTIRA sua, alegar que "toda mulher gosta de homem bully). Isso é uma inverdade, uma mentira de homens recalcados que lamentam que siliconadas metidas a gostosas não querem eles e sim caras ricos!
Eu sou casada com um homem inteligente e maravilhoso.
Conheço INÚMERAS mulheres que preferem homens gentis, de boa índole e bom caráter. Simplesmente porque são mulheres independentes, inteligentes que tem alto estima.
Agora, alegar que um homem que chama mulheres de "vadias", generaliza, prega o ódio é "bonzinho"?! Que piada! kkkkk
Eu quero tanta distância desses MERDAS metidos a machão intitulados "alfas" como tb quero distância de vcs mascus cheios de ódio!
Saiba que mulheres que preferem valentões sem caráter, são mulheres machistas que fazem parte de uma "engrenagem patriarcal e atrasada" que vocês próprios mascus alimentam essa engrenagem!
Saiba que TODAS as mulheres que se envolvem com: bullies, mauricinhos babacas, ricaços fúteis, criminosos, estupradores, assassinos, etc, enfim, todo o LIXO que vocês mascus chamam de "alfas"; estas mulheres tem baixo alto estima, complexo de inferioridade, são frágeis, e suscetíveis por terem tido uma educação machista, castradora e atrasada!
Estas mulheres NÃO são a maioria!
São mulheres que precisam tanto de ajuda quanto vcs mascus tb precisam!
E PAREM com essa mania de alegar que mulher "dá sexo". Nós fazemos sexo!
Eu me casei com meu marido porque ele é um homem incrível, gentil e viril, NÃO pelo dinheiro(aliás, meu salário é maior do que o dele, não falo por arrogância, apenas digo um fato da minha vida).
E alegar que mulher é igual em essência, que tem conhecido seu que é "salva-puta"! Que patético, leviano e imoral da tua parte alegar que "toda" mulher é p...!
Por acaso tua mãe é PUTA?! Se achar que sim, coitada, esperar 9 meses pra parir a placenta, ela não merecia isso!
Você pode ter uma FILHA. Sabia disso? Afinal se vc dorme com uma mulher(se tiver sorte de achar uma louca que te queira), e, ela engravidar de você, você pode ser pai de uma menina, e aí? Vai gostar de encontrar um babaca misógino que vai dizer na tua cara que sua filha será apenas mais uma vadia no mundo, ou uma p...?!
Lembrei, vc não corre este risco de ter filha(nem filho, afinal se vc tiver um menino com certeza de tanto ouvir merda misógina, ele se tornará ou um estuprador ou um assassino) porque você tá casado com tua MÃO. E continue assim, melhor ficar no "5 contra 1" do que ficar falando mentiras, generalizando e propagando ódio contra as mulheres. Você é um homem digno de passar seus dias em um sanatório!
Cresça(mentalmente falando)! Acorda pra vida e deixar de ter tanto ódio!
Deus existe, e vc é um filho dele, e Ele tem filhos e filhas! Para de odiar todo, tudo e principalmente odiar a si mesmo e tenha uma vida de verdade, cara!
Agora se não quiser seguir meu conselho, faça com que cada vez mais mascus sigam tua filosofia e invés de atacarem, violentarem e matarem mulheres, casem com as próprias mãos e batam punheta até o fim de suas vidas.
Afinal, como vc e seus amiguinhos sofrem tanto né?! Afinal ser rejeitado por siliconada desmiolada machista que prefere "alfa" é bem pior do que as milhares de mulheres agredidas, estupradas e assassinadas todos os anos no Brasil e em outros países(sem contar em meninas de 8, 9, 10 anos que são obrigadas a casar com homens adultos no Oriente Médio, elas não sofrem nem um pouco né?). Vocês mascus que sofrem, coitadinhos!


Sawl - The Rebel

Anônimo disse...

Engenheira, concordo com TUDO o que vc escreveu (tirando a parte que diz que ele é bonitinho) e tenho a mesma sensação que vc.

É assim: mulher sofre bullying na escola e pode até passar uma vida inteira com feridas incuráveis, mas não vai sair por aí dizendo que o mundo inteiro não presta e nem vai se fechar ao contato humano. Quantas mulheres que pegaram em armas e saíram atirando na escola por causa de bullying nós conhecemos? Eu não conheço nenhuma. Mas história de machinho idiota que faz isso tem aos montes.

Já vi muitas mulheres que passaram por traumas em relacionamentos e continuaram a tocar suas vidas. Traumas que vão desde um par de chifres até estupro e espancamento, e que mesmo assim não desistiram de viver. Tem sim aquelas que optaram por nunca mais encarar um relacionamento amoroso, mas não saem por aí pregando ódio ao mundo. Agora já vi sim muito playboy branquelo de classe alta que ficou revolts pq a namorada cometeu o grande crime de terminar com ele (isso é familiar a vcs mascus?).

Machinhos não conseguem ouvir um não. Machinhos saem pro mundo achando que todos tem a obrigação de só dizer sim a eles. Seus mimadinhos, filhinhos da mamãe e do papai, comedores de mingau.

Peguem o exemplo desse Demogorgon e façam o mesmo que ele. Fiquem só na punheta, não se reproduzam, não cheguem perto de mulheres, virem hikikomoris. Por sorte já dá para fazer compras pela internet.

Anônimo disse...

Sawl - The Rebel


Prezados homens, sejam os normais ou mascus...

Nós mulheres, independente da sexualidade, raça, etc, não temos NADA contra vocês!

Não recriminamos homens brancos e héteros. EU sou casada com um.

O que somos contra é o mimimi escroto de alguns de vocês que NÃO são normais, nem maduros e nem conscientes!
Homem tem infinitas vantagens sociais(vindas do machismo) que mulher não tem!
Branco NUNCA teve sua honestidade e integridade questionados pela cor da pele!
Hétero NUNCA foi alvo de discriminação, agressão ou assassinato por sua sexualidade.

Por isso, estes ativistas são um bando de palhaços que não tem o que fazer de importante!
Invés de irem à hospitais, ajudarem instituições ou simplesmente pessoas que precisam, ficam de FRESCURA inventando mentiras, e alegando privilégios que minorias discriminadas por eles próprios teriam.
Ridículos! Deviam aprender a serem homens de verdade(e ser um HOMEM de verdade não tem a ver com: raça, opção sexual ou religião, ou qualquer outro detalhe, e sim, a ver com: caráter, cidadania e coragem coisas que eles não tem). E tb peço que certas mulheres machistas aprendam a ter AMOR PRÓPRIO, aprendam a serem mulheres e deixem de se envolver com este tipo de homem que só as humilham e ainda generalizam todas as mulheres a partir delas!!
Aprendam a amar, NÃO a odiar. Ódio não leva ninguém a lugar nenhum.
Fiquem com Deus.

Sawl - The Rebel

Anônimo disse...

Demogorgon, fica aqui meu abraço pra ti.

(~'-')~ ('-')

Sem sarcasmo. Mesmo.
Porque sério, cara. Ce tá precisando de um. Acho que 90% dos masculinistas tão precisando de mais amor nessa vida, porque olha.

Só espero que um dia superem essa fase.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Eu juro que tento, mas não entendo, rs.
Aí o cara vê a namorada de um criminoso, um pitboy, um político corrupto, um milionário que compra as pessoas e no lugar de pensar que quer distância de uma mulher assim, sente inveja desses caras.
Se uma mulher está com um homem que não tem caráter, é bem provável que ela não tenha caráter também ou que, no mínimo, seja bem problemática.
E aí é esse tipo de mulher que você gostaria que estivesse ao seu lado?
Se sim, então é caso de você se perguntar porque quer ter do seu lado uma mulher que fica com esse tipo de gente. O problema não é só delas, é seu também.

Robson Fernando de Souza disse...

Adorei ver Lola voltando a falar desses pedaços de estrume.

Valeu, Lola =) Os posts sobre mascus são os que mais me fazem rir por aqui =)

Crl disse...

Eu sou uma q ficou com pena do mascu misantropo, eu o entendo como uma pessoa q sofreu violência por parte dos seus iguais, pressão intensa por parte dos seus superiores(a família e a sociedade como um todo) e nunca conseguiu ser forte o bastante p superar, traumatizado e com medo, totnou seus sentimentos em ódio e direcionou—o ao q já foi seu maior desejo.Não q as coisas q ele diga sejam justificáveis, mas ao menos ele não fez nada, preferiu reunir seu ódio e se excluir. Hey, vc misantropo, vc pode se manter sozinho se quiser, mas se um dia quiser sair do buraco q vc mesmo cavou, saiba q haverá pessoas p te acolher e ajudar, há muitos homens e mulheres no mundo, muitos q passaram pelo mesmo q vc e superaram, e estarão dispostos a te emprestar a força q vc não consegue ter, a de superar.

Yohanna Cordeiro disse...

Nossa! Que preguiça desse povo! E me entristece profundamente que a Austrália faça parte disso, porque passei quatro anos da minha infância lá e aprendi muita coisa sobre respeito e comunidade lá.
Mas claro, não existe lugar perfeito e a Austrália está mesmo longe de ser.

Agora, o cara com o cartaz do assalto merecia um prêmio de reaça do ano! putz

Anônimo disse...

Só li o post agora. Pô eu acho o Spearhead um site MUITO fatalista e doido,principalmente doido. Eu gosto de ler o site ArtofManliness.com, o blogueiro escreve inclusive com a esposa dele artigos sobre modelos de masculinidade antiga e tradicional, pra quem tem preconceito e sabe inglês eu recomendo(esse mes de novembro os leitores deixam o bigode crescer para incentivar os homens a fazer exame de próstata,um assunto BEM delicado,kkk).
Sei que para mulheres isso é uma bobagem, principalmente para feministas, mas reflexões sobre a masculinidade sao uma paixão minha, e me tornam uma pessoa melhor,acho que os mascus podiam pesquisar e refletir mais sobre o tipo de homem que querem ser.
Eu nao vou dizer que deixei de ser machista lendo o seu blog, porque isso é algo muito dificil de deixar para trás, mas melhorei uns 80% e passei a ter muito mais empatia e consciência por questões femininas que passam batido por ser homem e hétero.Parabéns pelo blog.

Alan disse...

Foi-se o tempo que era divertido falar dos mascus brazucas, mas agora se tornaram um grupo tosco e sem graça de direita.

Nem a Lola se empolga mais em falar deles.

Feminista capitalista disse...

Hahahah olha o troll do capeta ali no 2º comentário que pessoa brilhante...

A Lola está falando sobre um bando de lunáticos bem doidos que com um discurso de ódio total espalham a misoginia pura,o racismo, a homofobia e muitas outras fobias por aí e pensam que apenas os homens héteros brancos de classe média (ou alta) devem ter voz,espaço e principalmente direitos nessa sociedade de merda (que basicamente já é assim a muito tempo,lembrem-se que as visões que predominam em nossa sociedade são as masculinas, heterocentristas e eurocentristas) e tudo que o troll consegue pensar e se importar é....

IUZOMI?

Como se os homens héteros devessem estar no topo da nossas preocupações e como se coubesse a NÓS termos que lutar por eles, seja lá o que quer que eles tenham que lutar numa sociedade onde eles já tem todos os direitos garantidos e principalmente TODOS OS DIREITOS.

E os homens héteros numa sociedade feminista mascu?
Não sei,que tal eles se fuderem? Difícil ter paciência, que tal eles se reeducarem e aprenderem a respeitar as mulheres como seu semelhante,que tal eles aprenderem que não são o sexo forte,dominante e que as mulheres não são nem 0,01% inferiores a eles em qualquer aspecto ao contrário do que eles acreditam?
Não é problema nosso, os homens héteros TAMBÉM são prejudicados por esse cacete de sociedade machista e injusta, cabe a VOCÊS acordarem e lutarem contra isso que também é razão de seus sofrimentos e não esperar que as feministas pensem primeiro nos ‘pobres homens héteros tadinhos’ pra depois pensarem em si mesmas.

Que modelo de masculinidade propomos?

NENHUM! Não queremos saber de ‘masculinidade’ e ‘feminilidade’ ,queremos os papéis de gênero destruídos caso você não tenha entendido ,pois eles são nocivos as sociedades e especialmente aos membros delas.
Nós queremos que as pessoas sejam mais HUMANAS e não divididas em ‘masculinas’ e ‘femininas’ com toda uma pesada carga e expectativa em cima delas apenas por elas terem nascido nesse ou naquele sexo, feminismo é isso.


É bem como a Lola falou,se tirar os caras do papel de opressores eles ficam perdidinhos,que nem barata tonta, sem saber o que fazer,pois acreditam intrinsecamente que a ‘masculinidade’ deles está no ‘poder’ que exercem sobre as mulheres.

É um mimimi desgraçado porque em 2013 não é tão fácil oprimir mulheres quanto era em 1949, e naquela época com certeza existiam homens revoltados porque as mulheres não eram tão submissas quanto elas eram em 1876 e por sua vez, os homens desse ano estavam revoltadinhos que as coisas já não eram tão horríveis pro sexo feminino quanto eram em 1802.


As mulheres conquistam direitos e mais liberdade, e os homens choram,choram e choram como se tivessem perdendo algum direito,porque né, como vão se sentir tão fodões,especiais e superiores sem o outro pra inferiorizar? Com o “segundo sexo” se empoderando? Na cabeça deles não entra!

O sonho dos homens é exercer o controle,o controle sobre eles mesmos e outros, especialmente sobre as mulheres, e tudo mais na vida; ao passo que nós feministas sonhamos com a liberdade e acreditamos que o ser humano é livre por natureza.

Feminista capitalista disse...

E olha o outro ali,que genial, os homens batem e fazem da vida dele um inferno e a culpa de quem é?

Pra variar das mulheres CLARO, é óbvio.... né?
Ao invés de se enfezar contra o machismo que fez da vida dele uma bosta ele prefere espalhar mais ódio contra as mulheres, que já se são oprimidas por todas as partes.

É o seguinte mascu, abra o olho, o olho não, abra a mente e veja que você tem extrema baixa auto-estima e ódio de si mesmo por conta dessa sociedade patriarcal e não por conta de qualquer coisa que as feministas tenham feito.

Aprenda, não existem alfas e betas, nem zetas, nem deltas, nem kappas, nem porra nenhuma existem apenas HUMANOS e não esses rótulos ambulantes em que você em sua inocência insiste acreditar.
Quem te ensinou a enxergar esses homens agressivos e ‘cheios das mulé’ como superiores e o restante como ‘inferiores’ foi essa sociedade, e essa nossa sociedade é MACHISTA.

Já lhe ocorreu que eles te agrediam justamente porque foram educados pela sociedade pra serem ‘hombres’ ,isso é machões violentos, agressivos, que objetificam mulheres e saem por aí dando porrada e falando sobre como são ‘fodões’, fazem e acontecem ao invés de serem eles mesmos?
Já lhe ocorreu que as mulheres que se relacionam com eles foram educadas por essa mesma sociedade machista pra achar que ‘homem é isso’ e que esses são os homens desejáveis?


No mais porque você se compara tanto com outros homens? Porque faz tantas comparações da vida alheia com a sua? Você não é nenhum deles,você é apenas você mesmo e tem sua própria vida, e por que você considera como medida de sucesso a quantidade de mulheres com quem um homem já transou?

Isso é machismo puro de uma sociedade que ensina homens a terem o sexo como valor número um da vida e que ensina você a ver mulheres como troféus de conquista.
Agora sexo por acaso engrandece alguém? enaltece alguém? torna alguém mais humano,mais inteligente?

E coloque na sua cabeça, sexo não é um prêmio que as mulheres dão aos homens por acharem que eles se comportaram ‘direitinho’, sexo é algo que as mulheres tem o direito de fazer, tanto quanto os homens, isso é com quem elas quiserem, se quiserem,quando elas quiserem e com quem quer que seja que lhes desperte o desejo e o tesão, elas não são obrigadas a te prestar contas de suas vaginas ,nem pra você nem pra ninguém, assim como os homens gozam, não prestam conta pra ninguém do pênis deles, e a sociedade encara tudo com muita naturalidade, as mulheres também tem esse direito.
Você pode cuidar do seu pinto se quiser, da periquita alheia não.


Agora ficar chorando porque as gostosonas da escola não te quiseram,ao passo que você provavelmente ignorava as garotas mais nerdinhas,legais e fora do padrão não é nada legal,aliás serve pra você aprender que beleza não é tudo,e é um conceito até certo ponto efêmero .

Se você treme de medo perto de uma mulher,sente que não tem uma palavra a dizer,fica completamente calado e intimidade diante delas,então não adianta querer que elas te achem interessante,o problema nesse caso é você,sua falta de repertório e não elas.

Se você fosse de fato tão bonzinho quanto você diz ser não teria tanto ódio das mulheres assim, o fato de você ser tímido e os outros terem cometido violência contra você não te torna uma cara legal,bonzinho, nada disso, pare de ter pena de si mesmo; quando muito isso te transformou em injustiçado e os outros em injustos, apenas.

Feminista capitalista disse...

Enfim as mulheres sofrem, são espancadas,correm o risco de serem assassinadas por aquele que diz amá-las, são ensinadas a terem inúmeras neuroses eternas com a própria aparência, a não se defenderem, são castradas em sua sexualidade,a maioria é traída pelos homens,ludibriada,ouvem várias coisas que destroem a auto-estima,correm risco de estupro, tem que aguentar gracinhas de desconhecidos que nunca viram no meio da rua, são desestimuladas a levarem a própria profissão a sério, são encaradas como menos desejadas pelos pais,como pessoas menos inteligentes,os homens acham que mandam e desmandam na nossa vida e corpo, enfim uma série de coisas e...
Tudo que o mascu consegue pensar é como ele que propaga tantas injustiças por aí, sofre por ter passado por uma rejeição amorosa, como se as mulheres não soubessem muito bem o que é isso,como se nunca tivessem passado por isso.

É cada uma viu, esse tal de masculinismo é o cúmulo do EGOÍSMO e do ‘Ai,meu umbigo!’.O comentário da Sawl - the Rebel me lavou a alma! Ela disse tudo.

--------

Daniel

Tá com peninha é? Vá lá prestar sua solidariedade a eles pra ser atacado e chamado de ‘mangina’ dentre outras coisas, ainda tem a cara de pau de vir até aqui cobrar empatia das feministas?
Não te enxerga não,hein meu filho? Que mais que você quer?
Que os negros ‘respeitem’ os racistas?
Que os LGBTT lutem pelos direitos dos homofóbicos?
Mamar na vaca você não quer né?

NÃO somos obrigadas a termos empatia com quem quer nos varrer do mapa e pregar a ‘inferioridade’ de tudo que é feminino.

Seu discurso é mais do mesmo, aquela velha história com a qual já estamos acostumadas:


“Mimimi, suas bruxas, por que não são legais comigo enquanto eu as oprimo e tento tirar os seus direitos?’’

Tenha a santa paciência.


--------

André

Só as mulheres acomodadas e machistas como você querem retornar ao passado. Ao contrário do que se imagina este não tem vantagem nenhuma pra oferecer as mulheres.


*E acho ótimo que a Lola faça posts sobre mascus, justamente pra mostrar como existem mentalidades escrotas e misóginas por aí,e como o feminismo se faz muito necessário ainda,ao contrário do que a sociedade pensa.
ATé porque era sempre legal a maneira a qual a Lola detonava os mascus.
Esse tipo de post faz falta.

Anônimo disse...

Lola, não tenho twitter/blog/facebook então vou compartilhar isso com você por aqui mesmo, achei esse artigo muito bom:

http://feministcurrent.com/8098/feminists-are-not-responsible-for-educating-men/

Eu, da minha parte, cansei de fazer a lição de casa pra vagabundo. Se o cara sabe ler e consegue pesquisar no Google os 90583094538405398 filmes que sua atriz pornô predileta atuou, então ele consegue pesquisar também um conceito ou dois sobre feminismo e, quiçá, como deixar de ser um mascuzão vagabundo.

Bjo Lola, amo seu blog.

Anônimo disse...

alguém sabe o qe aconteceu com a página feminismo sem demagogia no face?

Anônimo disse...

Um comentário fora do assunto...
Aqui na minha cidade, Caxias do Sul, saiu no final de semana uma reportagem no jornal Pioneiro sobre as regras de conduta nos shoppings. Entre várias estava o uso de fones de ouvido, andar em grupos, levar animais de estimação e amamentação. Os shoppings da cidade informaram que é proibido amamentar nos corredores e que as mães devem ir para local apropriado (local que não existe em nenhum dos shoppings). A reportagem causou polêmica e essa semana o jornal está fazendo uma pesquisa de opinião com as pessoas. Fico contente de ver que a grande maioria das pessoas é a favor da amamentação em qualquer ponto shopping.

Anônimo disse...

Outro dia comentava com minha mãe... logo vai desaparecer essa ideia de solteirona. As moças não querem mais casar, querem ser donas da própria vida e fazer o que quiserem quando quiserem, coisa que não conseguem com um marido. Logo os homens que vão ser desesperados pra casar, isso pq eles não recebem educação para se virarem sozinhos, até hoje sempre tem uma mulher, mãe, irmã, namorada, pra fazer "serviços domésticos" para eles

Fernanda disse...

Pô, valorizei a ideia de um anônimo por ai... Vamos lançar a campanha "Dê um abraço em um Mascu Branco Hetero Comedor de Mingau Traumatizado do Bullying de 1978 Batedor de Punheta Solitario".

Eu daria um abraço numa boa.

Alias, ô Demon-sei-la-o-quê, que pena que você não volta aqui pra ler isso, porque eu REALMENTE queria que você soubesse que você é totalmente pegavel.

Pena que enlouqueceu.

Ao pessoal que falou ai dos brancos heteros totalmente despreparados pra viver as decepções e recusas naturais à vida, BRAVO! Super bem analisado, eu ja tinha intuido alguma coisa por ai mas nunca de maneira tão precisa. Concordo muito com vocês.

Com outro carinha que falou por ai (desculpa, gente, mas tem baciada de comentario, é impossivel guardar os nomes todos) que no Brasil o masculinismo não vai pra frente porque eles sempre terminam arrumando uma mulher, nossa, também achei genial como conclusão. Sempre pensei sobre isso, vivi 7 anos na França e la sim existe um "processo seletivo" muito mais cruel e severo nas relações afetivas. As mulheres la são infintamente mais exigentes que as brasileiras (e tendo a dizer as mulheres de cultura latina). Era muito, muito, muito homem sozinho e afundado numa solidão gelada. Feio demais de se ver. Porém, todos que eu conheci sonhavam com um relacionamento, não tinha esse papo de mascu não (eu não conheci nenhum, pelo menos). Pra se ter uma ideia, os sites de relacionamento mais famosos tinha cotação da bolsa de valores.

Foi vendo essa realidade de la que me dei conta que aqui no Brasil as mulheres são muito mais indulgentes, compreensivas, acolhedoras e com um nivel de exigência bem mais baixo. Aqui em BH então, nossa senhora, você anda na rua e vê aquele mulherão, toda produzida, toda cuidada, cheirosa, frufru, com uns homens bem menos preocupados com estética. O que significa que pra terminar sozinho no Brasil, sendo um homem branco hetero, tem que ser quase um profissional do "Loserismo".

hemhike disse...

Conheço homens mil vezes mais feios que o DEMOGORGON DEADHAMMER que namoram com meninas bonitas e legais.

A diferença é que eles são caras muito gente boa e tem uma autoestima fora do normal(uns caras feios de doer mas que se acham um Brad Pitt da vida). kkkkkk

daniel disse...

mais hipocrisia da feminista capitalista,vcs é que ficam com essa mantra de 'tenham empatia' como se fossem santas,mas todo o seu amor n se estende ao mundo inteiro...

e o vitimismo escancarado,segundo vcs todos são 100% manipulados pelo sistema mas vcs só morrem de pena das mulheres idiotas q ficam com marginais,mas os marginais q se fodam,,todos tem plena consciência das burradas que fazem,menos as mulheres é claro.

é o q eu disse ,cada um olha para o próprio umbigo mesmo.


e alguém ai forçou a barra feio,uma mulher q sofreu bullying n odeia ninguém,n acha os homens uns merdas? kkkk
concordo q mulher n sai matando por ai, mas falar q mesmo sendo alvo de discriminações ela ainda esta cheia de amor no coração é dose.

Anônimo disse...

Pô, valorizei a ideia de um anônimo por ai... Vamos lançar a campanha "Dê um abraço em um Mascu Branco Hetero Comedor de Mingau Traumatizado do Bullying de 1978 Batedor de Punheta Solitario".

Eu daria um abraço numa boa.

Alias, ô Demon-sei-la-o-quê, que pena que você não volta aqui pra ler isso, porque eu REALMENTE queria que você soubesse que você é totalmente pegavel.

Pena que enlouqueceu.

Ao pessoal que falou ai dos brancos heteros totalmente despreparados pra viver as decepções e recusas naturais à vida, BRAVO! Super bem analisado, eu ja tinha intuido alguma coisa por ai mas nunca de maneira tão precisa. Concordo muito com vocês.

Com outro carinha que falou por ai (desculpa, gente, mas tem baciada de comentario, é impossivel guardar os nomes todos) que no Brasil o masculinismo não vai pra frente porque eles sempre terminam arrumando uma mulher, nossa, também achei genial como conclusão. Sempre pensei sobre isso, vivi 7 anos na França e la sim existe um "processo seletivo" muito mais cruel e severo nas relações afetivas. As mulheres la são infintamente mais exigentes que as brasileiras (e tendo a dizer as mulheres de cultura latina). Era muito, muito, muito homem sozinho e afundado numa solidão gelada. Feio demais de se ver. Porém, todos que eu conheci sonhavam com um relacionamento, não tinha esse papo de mascu não (eu não conheci nenhum, pelo menos). Pra se ter uma ideia, os sites de relacionamento mais famosos tinha cotação da bolsa de valores.

Foi vendo essa realidade de la que me dei conta que aqui no Brasil as mulheres são muito mais indulgentes, compreensivas, acolhedoras e com um nivel de exigência bem mais baixo. Aqui em BH então, nossa senhora, você anda na rua e vê aquele mulherão, toda produzida, toda cuidada, cheirosa, frufru, com uns homens bem menos preocupados com estética. O que significa que pra terminar sozinho no Brasil, sendo um homem branco hetero, tem que ser quase um profissional do "Loserismo".


----------------------

Culpa do feminismo que estar avançado na Europa.

Aninha disse...

De boa, Fernanda, eu não vou abraçar ninguém, não.

Esse pessoal precisa do abraço de uma camisa de força.

Anônimo disse...

Pelo visto a Lola não entende nada de PUA. Rafael Correa e Jean Zanin ririam ao ler esse artigo.

PUA não é apenas pra seduzir e conquistar mulheres, tb ajudam homens tímidos/sem muita experiência social a se aproximarem e interagirem com o sexo oposto sem medo, ou acha que é fácil competir com alfas e destacados?

Além disso existe material pro publico feminino também.

Anônimo disse...

Eu juro que tento, mas não entendo, rs.
Aí o cara vê a namorada de um criminoso, um pitboy, um político corrupto, um milionário que compra as pessoas e no lugar de pensar que quer distância de uma mulher assim, sente inveja desses caras.
Se uma mulher está com um homem que não tem caráter, é bem provável que ela não tenha caráter também ou que, no mínimo, seja bem problemática.
E aí é esse tipo de mulher que você gostaria que estivesse ao seu lado?
Se sim, então é caso de você se perguntar porque quer ter do seu lado uma mulher que fica com esse tipo de gente. O problema não é só delas, é seu também.

==============
Porque eles pensam que todas as mulheres são assim.

Anônimo disse...

Vê se países árabes, africanos e asiáticos onde existe misoginia forte são países evoluídos.
TODOS países de 4º Mundo!

===========
Japão e Coreia do Sul te mandam um abraço.

Anônimo disse...

Eu conheci o tal masculinismo no Orkut, entre os anos 2004 e 2008. Tem dois tipos, revoltados sem causa que brigam com a mãe por causa da mistura e os perigosos, menciono isso, pois indução ao suicídio é crime e eles viviam fazendo isso em suas comunidades, mas sem IP e perfil fake quem vai provar algo mesmo com página printada? Ninguém, até porque criminoso no Brasil tem tratamento brando, ainda mais crimes de internet que são recentes e estas figuras tem bons conhecimentos em tecnologia da informação, assim podem destilar ódio a vontade.
Dizem que o caso Wellington foi algo isolado, nossa??? Não me diga??? Ele fazia parte de comunidades masculinistas, frequentava blogs de ódio e foi sim, induzido em doses homeopáticas a comenter aqueles crimes, agora se existem pessoas como este rapaz dentro do masculinismo ainda? Não sei, mas que são psicopatas, sociopatas isso são, fora a demência que continua solta em blogs, Youtube, pode ler alguns comentários em vídeos da Lola e pasme até em trailers de filmes, até lá atacam.
O ódio deles? A menina loira, magrinha, de olhos azuis e cabelos lisos rejeitou? Oh pobrezinhos, não merecem isso.
Eu era zuada na escola, não tinha sossego, apanhava dos meninos, das meninas maiores e ainda quando chegava em casa machucada levava uma surra do meu pai por não me defender, mas como se defender de uma turma, então passei a mentir sobre as feridas, dizia que era por causa da educação física. fora o corredor polonês, sabe o que é isso? Você vai passar no corredor para ir para a aula e todos chutam você, isso todo o dia, mudei de escola, mas para evitar que o mesmo acontecesse em outro ambiente me isolei, tentavam se aproximar, mas eu não queria, evitava, foi assim por um bom tempo, sempre saia sozinha e mesmo assim com 13 anos fui parar no hospital porque uma grandalhona de 16 me deu uma surra porque eu não me misturava com o pessoal do prédio, além de baixa sou magra e isso era uma forma de certas pessoas descontarem sua raiva e geralmente em mim. Tive ódio? Não vou mentir, sim, mas procurei com o tempo reverter tudo o que fizeram de mal para mim para o bem. Estudo, trabalho e tenho minha vida. Hoje são lembranças remotas, mas quando gente dizendo besteira que mulher ajudava em prejudicar, machucar ou maltratar alguém, claro que sim, mas os homens também, lembro que até aqueles mais retraídos me tratavam mal para serem aceitos pelos briguentos, me ofendiam, falavam parte bosta e parte do meu nome. Então pensem na garota feia, reservada e retraída da sala e como vocês as tratavam também, ok? Desprezavam ou ridicularizavam com certeza.

Julia disse...

"É totalmente pegável, pena que enlouqueceu" É ótimo. Super verdade também, alias.

Luiza Original disse...

"Eu juro que tento, mas não entendo, rs.
Aí o cara vê a namorada de um criminoso, um pitboy, um político corrupto, um milionário que compra as pessoas e no lugar de pensar que quer distância de uma mulher assim, sente inveja desses caras.
Se uma mulher está com um homem que não tem caráter, é bem provável que ela não tenha caráter também ou que, no mínimo, seja bem problemática.
E aí é esse tipo de mulher que você gostaria que estivesse ao seu lado?
Se sim, então é caso de você se perguntar porque quer ter do seu lado uma mulher que fica com esse tipo de gente. O problema não é só delas, é seu também."

Já poderia fechar a caixa depois desse comentário. Perfeito.

E não sei porquê pegam tanto no pé do Hammer sei lá das quantas. Enquanto ele estiver quieto no canto dele, que pense o que quiser, uai.

Anônimo disse...

Hahahaha achei que só eu tinha achado o tal Demon bonitinho. Pena que né, é melhor nem chegar perto. Eu tb não abraçaria um mascu não, prefiro eles bem longe. Eu tenho é medo deles. Lendo todos esses comentários eu acho que tive uma infância privilegiada, só estudei com pessoas legais, meninos e meninas que nunca deram esses problemas. Brincadeiras sempre tinham, eu mesma tinha apelido nada lisonjeiro. Mas sempre foram turmas muito unidas, sempre que um aprontava e se dava mal era a turma inteira protegendo e defendendo...Pena que mtos não tiveram essa sorte.
Camila.

Anônimo disse...

Esses masculinistas vivem compartilhando tirinhas de péssimo gosto utilizando da homofobia para atacar os homens vegetarianos.

Henri disse...

O estranho é odiar as XXs, se os próprios-mascus são vítimas do seu próprio sistema. Quanto ao ódio, todo mundo já sentiu/senti é algo normal, o segredo é transformar esse sentimento é algo bom, e não refoca-lo para outras pessoas.

Leandro disse...

A grande verdade é que esse discurso de que "o feminismo quer igualdade" já não engana mais. O homens (e as mulheres também) já perceberam que isso não passa de uma falácia. Afinal, que "igualdade" é essa, onde as mulheres se aposentam mais cedo, mesmo vivendo mais que os homens? Que "igualdade" é esta, onde as leis de violência doméstica que protege APENAS as mulheres? Que igualdade é essa, onde querem criar leis "feminicídio", segundo à qual, a vida de uma mulher vale mais? Onde está a igualdade nisso? O feminismo viola completamente o princípio da IGUALDADE perante a lei. Então, os homens se deram conta disso, e começaram a reagir.

Julyana Silva disse...

Lola, não dê ouvido para mascus reaças.
Todo mundo que não gosta do feminismo, É MASCU E REAÇA SIM. Não há outra opção.
Ou melhor, todo mundo que considera mascu um ser humano É MASCU É REAÇA SIM.
Lola, você é doutora, adimirada por aproximadamente 100 milhões de pessoas só no Brasil, vai dar ouvido a gentinha? Vai dar ouvidos a sub-humanos filhotes de Bolsonaro?
Eu dou ouvidos a Lola, e sou super feliz, a cada dia mais feliz e pronta pra derrubar o patriarcado. Temos uma legião de mulheres te apoiando, por que precisaríamos de mais alguém?

Blonde disse...

E hoje ficou comprovado que na hora de escolher entre as Revolução Feminista e a Revolución, a Lola fica com a segunda. É triste Lola, mas não adianta, uma hora você teria que escolher.
Eu sei que eu sou subversivo demais para que você aprove meus comentários, só estou aqui pra te consolar.

Anônimo disse...

Lola, por favor, aprenda a escrever em português antes de ficar postando essas sandices feministas!

Anônimo disse...

"alguém sabe o qe aconteceu com a página feminismo sem demagogia no face?"

a página ou foi excluída, ou foi ocultada, mas não sem antes pelo menos uma das administradoras receber um zilhão de ameaças e ter seus dados divulgados, inclusive os do Serasa.

eu tentei falar com ela por mensagem mas já era tarde demais.

ia orientar para que ela não apagasse as postagens, só ocultasse e hoje fizesse Ata Notarial de tudo e que a Lei Maria da Penha não era aplicável nesse caso porque não se trata de agressão perpetrada em ambiente familiar por pessoa com quem ela tenha envolvimento (essa admin disse que iria a uma delegacia fazer BO e "pedir a proteção da LMDP").

infelizmente, não deu tempo.

de qualquer modo, fica aí a dica para enfrentar caluniadores/difamadores/injúria/ameaça/etc na net. Não exclua nada, só oculte. Vá a um cartório (use o google), peça a Ata Notarial. É um documento caro mas é uma prova importantíssima, que tem fé pública e aí sim você tira cópia de tudo, leva a uma delegacia, faz BO e já junta essas cópias das atas no inquérito. A Ata Notarial pode ser, entre outras coisas, um "print screen com valor jurídico de difícil contestação". E obviamente que tudo o que você gastar pode ser reembolsado depois, quando ganhar as ações na justiça.

e aproveitando a oportunidade, nunca denunciem o perfil agressor para ele ser excluído. Quem faz isso está AJUDANDO o agressor porque basicamente tá fazendo com que a prova das ações dele suma ou fiquei muito mais difícil de obter.

Otávio Ziglia disse...

Concordo que a (grande) maioria dos machistas/masculinistas, ou seja lá como se denominem, são pessoas frustradas. No entanto, acho tosco responsabilizar um homem por transar com uma mulher bêbada. Se você está usando qualquer substância que altere em maior ou menor grau o estado de consciência, você tem esse DIREITO, mas terá que arcar com as consequências daquilo que seu "eu temporário" fez. Seja isso transar com alguém, matar, roubar... sejam essas consequências morais ou legais - a não ser que você tenha sido ludibriado para usar aquela substância. Abraços.

Anônimo disse...

@Demogron Deadhammer
"existe motivo melhor do que esse pra ser masculinista? óbvio que não.

Se tem motivos melhores para ser "masculinista", eu não sei. Até porque o masculinismo brasileiro não é sobre igualdade, mas sim sobre reafirmar um padrão machista. Mas posso citar alguns motivos bem melhores para lutar pela igualdade do que perder a atenção de algumas mulheres para bullies:

- Homens tem expectativa de vida muito menor que a das mulheres (elas vivem em média 8 anos a mais) porque não há programas de atenção à sua saúde nem qualquer incentivo para que eles procurem ajuda médica antes de ser tarde demais. Basta ver no site da transparência o que o governo investe.

- Homens superam as mulheres em uma razão de 3,7:1 no número de suicídios. Apesar disso, nenhuma ação do governo é feita para que eles tenham acesso a tratamento psicológico.

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/suicidio-no-brasil-afeta-mais-homens-e-idosos

- Homens são minoria em todas as faixas de anos de estudos, exceto naquela entre 1 a 3 anos de estudos. E nada está sendo feito para incluir os homens na educação. No máximo, descobriram que isso é culpa do patriarcado, que força os homens a largar os estudos para sustentar a família.

http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/idb2010/matriz.htm

Isso são só algumas razões. Há várias outras pra você entender que a situação masculina está bem pior do que meramente estar em uma "friendzone" ou ver a menina por quem você está apaixonado se interessar pelo seu bullie.

Aliás, a friendzone é fácil de resolver: paquere outra pessoa e deixe essa garota em paz. Simples assim. A mulher que te deixar lá nunca quis namorar você e provavelmente nunca mudará de ideia. Então é perda de tempo para você insistir em namorá-la. E ela ficará feliz com o fim do seu assédio. Não se esqueça, não é não. E se ela está de "doce" é porque não encontrou ainda uma forma de te dizer não sem ferir os seus sentimentos.

E se você sempre "cai na friendzone", está na hora de revisar a sua estratégia de conquista, pois está completamente errada. Já adianto que "se fazer de amiguinho" nunca funcionou. E gentileza nenhuma gera algum tipo de "dívida sexual" dela para você. Não importa o que você tenha feito, ela continua tendo todo o direito do mundo de te dizer não e você continua tendo a obrigação de respeitar a decisão dela.

Se você quiser mesmo justiça, lute para que os bullies sejam punidos e para que as vítimas sejam atendidas da forma como precisam. As mulheres não tem culpa se você foi humilhado por um cara babaca. Aliás, saiba que essas mulheres que orbitavam em torno do bullie que te bateu provavelmente foram as próximas vítimas dele.

Enfim, não acha que já está na hora de superar isso?

Anônimo disse...

O anônimo aí tem razão, o homem só se fode nesse mundo.

Eu mesmo sou homem e estou pensando em suícidio. A sociedade me oprime, tenho muito desejo sexual, e não consigo mulher, ai tenho que gastar em prostitutas e acabo gastando bastante.

Tenho um filho, e a ex mulher me exige uma pensão muito alta, que vai além dos 40% do meu salário, e o governo aceitou isto.

Além do que, a ex mulher já me levou meu carro, e vários móveis meus, por 'direito', sendo que tudo foi comprado com MEU DINHEIRO e com meu trabalho.

Não tenho uma saúde muito boa, e sei que o governo não tá nem aí pra isso e nem tenho âmparo nenhum. Estou cheio de dividas e encurralado...

Ou eu viro indigente ou me suicido.

Serei mais um nas estatisticas.

Anônimo disse...

@Anon das 17h34
Cara, desista dessa ideia. Tudo tem solução nesse mundo (exceto a morte, é claro). E apelar para a morte vai dar em nada.

Com relação à sua ex, entre com ação de revisão do valor da PA, acho que o juiz reduziria o valor se for exagerado como você diz. De preferência, troque de advogado. O seu atual é muito meia boca.

Normalmente, a pensão é fixada em 20% da renda do pai quando tem apenas um filho. O percentual de 30% é usual quando existem dois ou mais filhos, podendo ser superior no caso de prole numerosa. Se forem dois filhos de mães diferentes, costuma ser em 15% para cada um. Se forem três, 10% cada; porém, percentual inferior a esse somente tem sido admitido quando o valor representa quantia razoável.
Fonte: http://www.jurisway.org.br/v2/dhall.asp?id_dh=298

Se não houver filhos na jogada, o entendimento do STJ é que essa pensão deve ser excepcional e temporário. Ou seja, você só deve pagar PA pra ex-esposa só se ela não tiver condições de conseguir um emprego.
Fonte: http://www.stj.jus.br/portal_stj/publicacao/engine.wsp?tmp.area=398&tmp.texto=106988

Já estou dando algumas jurisprudências. Agora é só correr atrás de um advogado competente e reduzir isso aí.

Quanto às dívidas, tente sentar com seus credores e renegociar as dívidas. Geralmente eles aceitam, visto que o que eles querem mesmo é receber! Com relação à saúde, não tem como, vai ter de aturar o SUS por enquanto. É difícil, é ruim, exige paciência, nem sempre você consegue atendimento, mas não estão negando atendimento aos homens. Ou, se for coisa simples, converse com o farmacêutico mesmo e compre o remédio.

No mais, não morra: renasça. Dê uma guinada em sua vida. Encontre um emprego novo, abra uma empresa, encontre um hobby, dedique mais tempo ao(s) seu(s) filho(s) ou sua(s) filha(s), se tiver, mesmo que tenha de lutar na justiça.

Erga a sua cabeça e tenha coragem. E desista dessa ideia tola de tentar suicídio.

Anônimo disse...

Querido Anonimo, ja que japão e Coreia do Sul sao países desenvolvidos e não existe feminismo, por que não se muda para la

Henri disse...

>"Concordo que a (grande) maioria dos machistas/masculinistas, ou seja lá como se denominem, são pessoas frustradas. No entanto, acho tosco responsabilizar um homem por transar com uma mulher bêbada. Se você está usando qualquer substância que altere em maior ou menor grau o estado de consciência, você tem esse DIREITO, mas terá que arcar com as consequências daquilo que seu "eu temporário" fez. Seja isso transar com alguém, matar, roubar... sejam essas consequências morais ou legais - a não ser que você tenha sido ludibriado para usar aquela substância."
Se bem entendi, se encontraste desacordado devido ao alcool, podem ser estrupado, agredido ou morto, pelos simples facto de encontrares Desacordado, é isso?<

>"Homens tem expectativa de vida muito menor que a das mulheres (elas vivem em média 8 anos a mais) porque não há programas de atenção à sua saúde nem qualquer incentivo para que eles procurem ajuda médica antes de ser tarde demais. Basta ver no site da transparência o que o governo investe".
Pelo sei, a genética parece que favorece as XXs na longetividade face as nós. Além disso, nós temos a mania de acharmo-nos SuperHomens e menosprezamos tratamentos clínicos em doenças "leves", até para ir fazer análise de cancer de prostata é uma Dor. Por acharmo-nos fortes o bastante para subjugar "dorzinhas" acabamos dormindo mais cedo.<

Hamanndah disse...

"Mulheres, ergam-se pelas suas b"c&t@$". Olha eu imitando os mascus...invejosa!

hemhike disse...

Ao Anônimo das 17:34h

Até onde eu sei o normal é o juiz fixar o valor da pensão em 30% da renda do ex conjuge.

Se você está tendo dificuldades para pagar a pensão, entra com uma ação revisional de alimentos e pede os benefícios da justiça gratuita.

Suicídio não deve ser opção.

Sara disse...

anon 17.34hs, vc esta vivo e pode mudar sua situação, basta querer, mas parece que da muito pouco valor a sua vida e até de seu filho que pelo jeito considera um fardo, agora triste mesmo é a situação de milhares e milhares de mulheres que QUERIAM ESTAR VIVAS, que davam valor as suas vidas, mas tiveram suas vidas ceifadas por homens canalhas e egoístas como vc.

Feminista capitalista disse...

Daniel, o único hipócrita aqui é você meu filho.

Ter empatia por quem acredita que as mulheres são todas ‘malditas’ e ‘vagabundas por natureza’?
Passo, muito obrigada, prefiro ter ANTIPATIA mesmo, porque não temos que empatizar com a misoginia, temos que aniquilá-la.

Se você tá achando graça e contradição nisso então porque não vai perguntar aos negros porque eles não tem empatia pelos membros do KKK?
Caso você não tenha entendido somos feministas, não somos santas, embora a sociedade machista como você,sempre espere que sejamos santinhas e cordiais, compreensivas e incapazes de sentir raiva.... SINTO, a realidade não é essa.

E é claro que numa relação abusiva eu vou empatizar com a mulher, se você prefere empatizar com quem estapeia, espanca e assassina do que com quem é estapeada, espancada e assassinada, o problema é seu, só mostra quem você é e de que lado você está.

No mais, a maior contradição é a sua, não é feminista, não gosta das feministas? Acha o feminismo contraditório e uma grande perda de tempo?
Tá fazendo o que então num blog feminista?

Fora que o fato dos homens serem vitimas da cultura patriarcal tanto quanto as mulheres não os exime de todas os erros que eles cometerem, nem os tira do papel de privilegiados e grandes opressores,simples assim.


-------------------

Concordo absolutamente com quem falou ali sobre o sentimento de entitlement que os homens tem, é bem isso mesmo,estava me lembrando de uns amigos nerds que tinha na escola...
Por quem eles se apaixonavam e queriam que se interessasse por eles?

As patricinhas,populares e peitudas é claro, as garotas com vida social agitada,extrovertidas,divertidas, com namorados bonitinhos (nem sempre),muitos colegas e que não tinham NADA a ver com eles que eram totalmente timidos, retraídos, sem repertorio e obcecados por videogames e piadas bobas, que nunca bebiam uma cerveja e por aí vai; bem naquele estilo que tremiam diante de uma mulher bonita e nem tinham o que dizer diante delas.

E as garotinhas nerds da sala, que eram até bonitinhas em alguns casos e que eram tímidas como eles, porém simpáticas, falantes e que poderiam ter dado a maior atenção e até mesmo namorado com eles?

Com essas eles não estavam nem aí, só queriam saber de fazer piadinhas pelas costas delas, de como eram descabeladas, mal vestidas etc...

Era como se elas nem fossem garotas, e sim alienígenas que caíram na terra pra serem zombadas. O resultado?
Enquanto os nerdões ficaram chupando o dedo até entrarem na faculdade, as garotas nerdinhas acabavam namorando com o vizinho,com os garotos das ruas delas, com os rapazinhos nerds das outras séries, com os caras que elas conheciam na missa e afins...
E os nerds lá, revoltado que as ‘patys desmioladas’ não estavam nem aí pra eles.

É esse o problema da sociedade, os homens acabam sendo educados pra levar em conta apenas a aparência das mulheres, e se esquecem que isso não vem em primeiro lugar,muito menos é a única coisa que desperta interesse em uma pessoa, eles se apaixonam pela a imagem física da mulher, e não pela mulher em si.

E não importa quão feios eles sejam, eles sempre vão achar que tem direito as mulheres mais lindas do mundo, as mais dentro do padrão o possível,sendo que eles estão bem fora deste padrão; eles não se enxergam, apenas acham tudo muito natural e que é o direito ‘de macho’ deles. Eles simplesmente desconsideram que as mulheres, humanas como são, possuem uma coisa igualzinha a eles,chamada vontade própria.

Feminista capitalista disse...

Ah e sério que o anônimo cheio de graça ali de cima quer comparar dois países economicamente desenvolvidos como Japão e Coréia do Sul aos países do oriente médio e da África central?

Pirou foi?
O Japão até pode ser um país tradicionalista,machista, de cultura de submissão da mulher, no entanto,nem no Japão ,nem na Coréia as pessoas extirpam os clitóris das mulheres, em nenhum dos dois as mulheres são proibidas de beber,dirigir,votar,usarem mini-saias,conversarem com homens desconhecidos,fazerem sexo casual, estudarem, perseguirem uma carreira e inclusive serem independentes, podendo até (ainda que raro) chegarem a presidência e ao cargo máximo de uma empresa.

Ou seja são culturas moderadamente machistas, mas NÃO são totalmente misóginas,onde as mulheres sequer tem direitos e são ‘vendidas’ pra casamento pra qualquer um ainda na adolescência, bem diferente dos países que a sawl the Rebel fez referência.

Aliás, tanto o machismo japonês é péssimo que hoje muitas mulheres jovens de lá estão optando por uma carreira ao invés de uma família, e elas PODEM, tem essa opção, coisa que não existe na Arábia Saudita por exemplo.

http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2013/10/23/sindrome-do-celibato-por-que-jovens-do-japao-nao-fazem-mais-sexo.htm


-----------


Otávio, isso que você defende é ESTUPRO.
Ninguém aqui condena o sexo entre pessoas bêbadas, afinal isso nem sempre é sinônimo de abuso, condenamos o SEXO SEM CONSENTIMENTO, porque isso é violência meu caro, um abuso total chamado ESTUPRO.

Você pode fazer sexo com quantas mulheres bêbadas você quiser, MAS elas tem que estar cientes disso, também querer e acima de tudo dizer sim, afinal se elas não consentiram não é sexo, É ESTUPRO, espero que você já tenha aprendido a diferença.

Julia disse...

Feminista capitalista, os SEUS comentários lavaram minha alma. Dessa vez concordo 100% com vc.

Daniel, quem acha que mulheres são santas é você. Um monte de feminista perdendo tempo dando conselho pra mascu e você ainda vem reclamar da falta de empatia???
Não dá pra estender amor ao mundo inteiro, principalmente a quem nos odeia, despreza e oprime.

Eu fico impressionada como esses caras acham que temos que ser as detentoras de toda a compreensão, paciência e bondade e nos tratam como LIXO, tentando provar a todo custo como somos inferiores e descartáveis. Talvez eles pensem que mulher é boneca de pano que você pode jogar pra lá pra cá, pisar em cima, e ela continua com o sorrisinho estampado na cara.


Ps: Tem outra Julia comentando no blog, mas concordo com todos os comentários que vi dela até agora. Então, se confundirem não tem problema.. pelo menos pra mim rs

Julia disse...

Otávio, seu comentário está um pouco confuso mas você quis dizer que a mulher que bebeu deve ser culpada pelo estupro que cometeram contra ela?

A mulher que foi estuprada enquanto bêbada não fez NADA. Quem fez foi o estuprador. E ai sim ele deve arcar com as consequências do seu CRIME.

Encher a cara não é crime, estuprar é.

"Aguentar as consequências do que seu eu temporário fez" seria se ela falasse besteira, vomitasse no chão, tirasse a roupa e pulasse na piscina, sei lá.. Aí ela teria que aguentar as consequências de ter bebido muito e feito merda.

SOFRER um estupro não está nessa lista.

Anônimo disse...

"E continuo aguardando algum comentário mascu minimamente inteligente [...]"


Hahahahahahhaha, seria trágico se não fosse cômico, Lola.
Vc não está esperando, sua manipuladora e desonesta intelectual, porque quando um masculinista inteligente aparece, vc simplesmente não aceita os comentários...
E enquanto isso continua apascentando esse rebanho de ovelhas que são suas seguidoras.
Mas não se preocupe, vc ainda via ouvir falar muito do movimento masculinista, mas um movimento masculinista verdadeiro, um que não tem a ver com adolescentes revoltados.

lola aronovich disse...

AHAUAHAUHA, mascutroll anônimo, se vc acredita na existência de "masculinistas inteligentes", eu tenho um terreno na lua pra te vender. Quer?

Anônimo disse...

@Henri
Pelo sei, a genética parece que favorece as XXs na longetividade face as nós. Além disso, nós temos a mania de acharmo-nos SuperHomens e menosprezamos tratamentos clínicos em doenças "leves", até para ir fazer análise de cancer de prostata é uma Dor. Por acharmo-nos fortes o bastante para subjugar "dorzinhas" acabamos dormindo mais cedo.

Então recomendo que você estude mais. As informações que você tem estão erradas, visto que está culpando a vítima por um problema não tem culpa.

Antes de tudo, não há qualquer pesquisa científica que comprove isso de fato. Tanto que no começo do século XX a diferença não passava de 2 a 3 anos. Isso porque 90% dos homens e 55% das mulheres fumavam e haviam muito mais profissões perigosas exercidas na totalidade por homens. Isso sem qualquer proteção ou cuidado. Agora essa diferença é de 8 anos.

E sabe porque existe o outubro rosa? Porque as mulheres esqueciam (algumas ainda esquecem) o quão importante é diagnosticar o câncer de mama. Essas mulheres que esqueciam procuravam o médico apenas quando a dor provocada pelo tumor se tornava insuportável. No Brasil ainda é muito comum o diagnóstico da doença em estágios avançados. Tanto que o câncer de mama é uma das coisas que mais matam mulheres no país e ainda é o tumor com maior incidência nelas. A campanha é importante por isso.

Agora conte para mim algum programa pela saúde dos homens que tenha tanta visibilidade e tantos investimentos quanto o outubro rosa. Não consegue pensar? É normal. Não tem mesmo. O programa de atenção integral à saúde do homem, realizado pelo ministério da saúde, nunca foi além de algumas propagandas apresentando o programa em 2009. Atendimento, campanhas de prevenção e incentivos para fazer com que homens procurem o médico que é bom, nada. Poderia existir, por exemplo, o novembro azul para lembrar os homens a procurar um médico para fazer um check up. Mas o repasse do Ministério da Saúde para esse programa em 2013 foram de "incríveis" 0 reais. Isso mesmo: Zero. Nada. Nenhum centavo. E as ações do ministério para promover a saúde dos homens seguiram as cifras liberadas.

E o pior é que caberia ao governo promover campanhas para acabar com essa cultura de "super homem" e incentivar os homens a procurar ajuda médica mesmo com uma dorzinha. Como o poder público faz absolutamente nada nesse sentido, então os homens estão à mercê dessa cultura machista. E morrendo mais cedo.

Anônimo disse...

"E as garotinhas nerds da sala, que eram até bonitinhas em alguns casos e que eram tímidas como eles, porém simpáticas, falantes e que poderiam ter dado a maior atenção e até mesmo namorado com eles? "

Ah, aquelas que só tinham olhos pro alfão que só saía com as garotas com vida social agitada, extrovertidas, divertidas e com beleza exuberante? Sei...

Quando se fala que nenhuma mulher se interessa por um cara mais nerd, mais tímido, é ninguém mesmo. Pessoalmente, eu nunca vi uma garota desse jeito se interessando por um garoto igualmente nerd e igualmente tímido. Nunca mesmo. Só um ou outro relato, mesmo assim todos nesse blog.

E mesmo assim essas garotas conseguem namorado. Não era o "alfão" por quem viviam apaixonadas, mas já quebra o galho. Já o nerdão ficava chupando dedo porque a nerd estava com namorado ou estava tão apaixonada pelo "alfão" que queria saber de mais ninguém. E as outras mulheres? Sabe como é, sem ter um mínimo de sensualidade, de "química", não rola. E exigir isso de um cara que mal consegue falar com uma mulher é meio que pedir demais.

Qual opção um garoto tímido desses tem além de ficar solteiro? Ainda mais considerando que a sua timidez seja uma desvantagem quase debilitante na hora de seduzir alguém - tendo em vista que na cultura machista tomar a iniciativa da conquista amorosa seja obrigação exclusiva do homem.

Anônimo disse...

@Anônimo das 10h42
Mas não se preocupe, vc ainda via ouvir falar muito do movimento masculinista, mas um movimento masculinista verdadeiro, um que não tem a ver com adolescentes revoltados.

Não sei quanto à Lola, mas pode ter certeza de que eu estou muito ansioso para ver um movimento masculinista verdadeiro, que realmente lute pela igualdade.

Não um movimento fajuto e meia boca, mas um que inclua todos os homens, independente de eles serem cis, trans, brancos, negros, índios, mestiços, gays, héteros, etc. em uma luta alinhada com vários movimentos sociais para alcançar uma igualdade real, que de fato trabalhe para eliminar os preconceitos na sociedade, sejam eles o sexismo, o racismo, a homofobia, a transfobia, o classismo, o body shaming, a intolerância religiosa, etc.

Se um dia surgir um masculinismo que seja assim, eu serei militante com um sorriso de orelha a outra. Como o masculinismo não é assim (e nunca tentou ser) e no Brasil está mais para um bando de adolescentes revoltados com as mulheres que preferem ficar com um qualquer a namorá-los, prefiro ficar bem longe disso.

Licca disse...

Anônimo 11:29

Já desmenti seu mimimi: Garotos nerds/tímidos conseguem sim garotas, sejam elas populares, nerds, tímidas, o que diabos for. E nem todos os "alfas" (ou o que diabos vocês chamam os outros garotos) ficam com todas. Já vi isso muitas vezes. Quando eu estava no colégio, o garoto mais bonito da minha série só conseguiu ter 2 namoradas (de curta duração) durante os vários anos que estudou lá. Sabe porque? Ele era falso pra caralho (prova viva que não é só mulher que possui falsidade), galinha e praticava bullying com os outros (inclusive eu aqui fui uma das vítimas). Aí nenhuma garota queria algo com ele, no máximo só ficar.
Quem sabe no dia que você parar de chorar pelas populares e coitadismo e olhar pras outras você arranja alguém.
Se bem que não recomendaria um cara com esse tipo de discurso nem para inimigas.

Anônimo disse...

Realmente, o masculinismo brasileiro, hoje, é dominado por adolescentes revoltados.
Vcs estão esquecendo apenas de um pequeno detalhe: os adolescente crescem e se tornam os homens que governam o país.

donadio disse...

"Qual opção um garoto tímido desses tem além de ficar solteiro? Ainda mais considerando que a sua timidez seja uma desvantagem quase debilitante na hora de seduzir alguém - tendo em vista que na cultura machista tomar a iniciativa da conquista amorosa seja obrigação exclusiva do homem."

A gente cresce, aprende, supera a timidez, descobre que existem mulheres que tomam a iniciativa (e que quando elas fazem isso a gente entra no jogo, em vez de morrer de medo).

Difícil? É, mas é bem mais difícil se você nem ao menos tenta.

Anônimo disse...

Anônimo das 11:47:
Vá cagar regra no seu próprio movimento ok?
Deixe que do masculinismo os homens de verdade cuidam.
Gays e trans já têm seus próprios movimentos.
Masculinismo tem a ver com o direito dos homens héteros, sejam negros, brancos, amarelos, vermelhos, de qualquer raça.

E não é uma espécie de antifeminismo, isso é só mais um mimimi feminista que acha que o mundo gira em torno delas e que tudo o que um homem faz é para atacá-las, direta ou indiretamente.

Anônimo disse...

Licca disse...
Já desmenti seu mimimi: Garotos nerds/tímidos conseguem sim garotas, sejam elas populares, nerds, tímidas, o que diabos for.

Até pode conseguir, mas é muito mais difícil de conseguir. SE conseguir.

E nem todos os "alfas" (ou o que diabos vocês chamam os outros garotos) ficam com todas.

Pense naquele cara que tem TODOS os privilégios que vocês, feministas, falam que os homens tem. Principalmente o de ficar com várias mulheres. Pois é, esse é o alfa. E os que realmente o são representam uma parcela muito pequena da população masculina.

E nenhum alfa fica com todas. Mas eles geralmente ficam com (quase) todas as mulheres que eles querem. E é nessa brincadeira é que a nerd é deixada de lado.

Já vi isso muitas vezes. Quando eu estava no colégio, o garoto mais bonito da minha série só conseguiu ter 2 namoradas (de curta duração) durante os vários anos que estudou lá. Sabe porque? Ele era falso pra caralho (prova viva que não é só mulher que possui falsidade), galinha e praticava bullying com os outros (inclusive eu aqui fui uma das vítimas). Aí nenhuma garota queria algo com ele, no máximo só ficar.

Com relação a esse cara aí, não acho que seja alfa de verdade. Tanto que as pessoas a seu redor perceberam a falsidade dele. Na realidade ele era um cara fraco e inseguro que descontou a sua fraqueza e insegurança em outras pessoas, incluindo você. Você teve o azar de conhecer o bullie típico.

Quem sabe no dia que você parar de chorar pelas populares e coitadismo e olhar pras outras você arranja alguém.

Não fique falando como se isso fosse prática exclusiva dos homens. Você vai apenas estar mostrando que não entende lhufas do que realmente acontece e só está vendo as coisas sob um ponto de vista bem midiático. Pois é assim que a mídia retrata essa situação. E você sabe que nem tudo o que é retratado por filmes, seriados e novelas é verdade, não sabe?

Eu vivia no meio de caras nerds e tímidos. E o que mais via era a situação que descrevi: o cara apaixonado por uma mina que fazia parte da turma dos nerds - que estava longe do padrão de beleza - apaixonada pelo alfa da escola e que pegava o pobre coitado pra fazer um relatório do que o alfa fazia. E quando o cara finalmente criava coragem pra se declarar, era um fora quase sempre certo. E depois os amigos quem tinham de aturar a choradeira do marmanjo.

O que eu acho - hoje em dia - meio óbvio. O cara quase sempre não fazia ideia de como se comportar diante de uma garota que ele queria como namorada.

Se bem que não recomendaria um cara com esse tipo de discurso nem para inimigas.

Vindo de uma feminista, eu estranharia se recomendasse para alguma mulher qualquer homem que tenha um discurso diferente do feminismo.

Anônimo disse...

@Anônimo das 15h35
Vá cagar regra no seu próprio movimento ok?
Deixe que do masculinismo os homens de verdade cuidam.
Gays e trans já têm seus próprios movimentos.
Masculinismo tem a ver com o direito dos homens héteros, sejam negros, brancos, amarelos, vermelhos, de qualquer raça.

E não é uma espécie de antifeminismo, isso é só mais um mimimi feminista que acha que o mundo gira em torno delas e que tudo o que um homem faz é para atacá-las, direta ou indiretamente.


E desde quando homem de verdade fica de mimimi por causa de uma mulher que lhe partiu o coração ao ponto de criar uma pseudo-causa social pra isso?

Todos os homens tem muito a ganhar com o fim da homofobia. Você vai entender se um dia você estiver chorando em público (seja porque perdeu o emprego ou uma mulher te deu o fora) e passarem pessoas falando "hmmm... boiola". Ou pior, um grupo de skinheads resolver espancar vocês se abraçar seu filho na frente de todos e acabarem sendo confundidos (pelo olhar torto deles) com um casal gay. Mesmo que vocês sejam hétero. Ou ainda se você recebe fama de gay e ouve piadinhas homofóbicas dirigidas a você, como se você fosse gay, só porque torce para algum clube em específico (por exemplo, São Paulo).

E o mesmo poderia dizer sobre o fim do machismo, do racismo e de tantos outros preconceitos. Mas você não entende isso porque acha que direito dos homens seja o mesmo que todos os homens tenham os mesmos privilégios dos alfas.

Só que eu falei mais em cima sobre problemas os homens passam que são muito mais sérios do que aturar alguma ou outra mulher que tenha lhe partido o coração. E nem você e nem masculinista algum me pareceu particularmente preocupado em resolver a altíssima mortalidade masculina, a ausência de programas de saúde direcionados aos homens, o menor grau de educação formal que estão recebendo, nem mesmo a tendência do sistema judiciário em beneficiar grandemente as ex-esposas no caso de separação, chegando a extremos como o do anom das 17h43 de ontem. No máximo, só fazem algum barulho quando a Bombril solta um comercial misândrico e a CONAR manda vocês irem plantar batatas.

Você chama isso de "lutar pelos direitos dos homens hétero"? Você acha que os masculinistas atuais (como o Demogorgon Deadhammer, por exemplo) sejam esses tais "homens de verdade"? Me diga, sinceramente: como vocês planejam crescer se elegeram como primeiro inimigo um todo um movimento social que tem um órgão na ONU, um ministério, uma bancada na câmara e no senado e várias secretarias pelo país, fora inúmeras ONGs, inúmexs estudiosxs e a aceitação de cerca de 30% da população do Brasil se as suas ideias, suas causas, suas reivindicações e seus líderes são tão "pebas" que alguns até mesmo foram para a cadeia?

O feminismo pode não representar os homens (algumas feministas até fazem questão de deixar bem claro que os odeiam), mas está muito melhor estruturado e a luta contra o machismo que elas estão travando talvez traga algum benefício indireto para os homens. O que já é muito melhor do que ficar a vida inteira tentando ser um alfa e fracassar miseravelmente ou virar um perdedor zeta que nem sequer sabe viver em sociedade.

Anônimo disse...

Sawl - The Rebel

PARA Anônimo de 15:35

Não sei o que o outro anônimo falou, mas, acho que vc tá mal informado quanto às REAIS intenções da maioria dos movimentos masculinistas.

Por acaso, ser "homem de verdade" é pregar ABERRAÇÕES do tipo: mulher não pode votar, estudar, trabalhar, usar métodos anticoncepcionais, ser violentada se estiver bêbada, ser estuprada se estiver no exército, ser molestada sexualmente se for apenas uma menina de 10 anos, apanhar se não fizer o serviço doméstico corretamente, que mulher que é independente não presta, etc?! E que homem: não pode chorar quando algo grave lhe acontece, não pode ir ao médico, não pode ajudar em casa, nem ajudar na educação dos filhos, etc?!
Se acha que to mentindo, vá em todos os sites masculinistas do Brasil e dos EUA. Inclusive dos EUA, a maior parte defende a teoria hedionda e nojenta do "Legitimate rape" que é a que a mulher que engravida de estupro, na verdade NÃO foi estuprada!!!
Então eu digo, o conceito de "homem de verdade" pregado pelos mascus é um conceito de MERDA!
E vocês mascus são RACISTAS sim! Deixa de ser cínico cara! A foto do babaca segurando a placa de "não me ensine a não ser roubado, ensine um NEGRO a não roubar" é só UMA entre várias fotos, postagens, etc, de homens(ou melhor pseudo-homens) mascus!
Se fosse um movimento que pregasse a igualdade, o respeito entre os sexos, entre as raças, etc, teria minha consideração.
Não acho que um bando de homens frustados, raivosos, recalcados, misóginos e preconceituosos sejam "homens de verdade". Aliás, sua alegação me soou PIADA!!
E vc tem razão. Masculinismo não é antifeminista. Concordo, masculinismo na verdade é anti-TUDO! Anti-mulher, anti-negro, anti-criança(muitos pregam o estupro e morte de meninas menores de 11 anos), etc!
E tem razão, os mascus não atacam as mulheres, nem os negros... só que NÃO!

Acorda pra vida e deixa de ser um loser!
Abraço.


Sawl - The Rebel

Hamanndah disse...

Existw o Novembro Azul, O qe não existe é homem se habilitando a levar dedada

Anônimo disse...

Então eu digo, o conceito de "homem de verdade" pregado pelos mascus é um conceito de MERDA!
E vocês mascus são RACISTAS sim! Deixa de ser cínico cara! A foto do babaca segurando a placa de "não me ensine a não ser roubado, ensine um NEGRO a não roubar" é só UMA entre várias fotos, postagens, etc, de homens(ou melhor pseudo-homens) mascus!
Se fosse um movimento que pregasse a igualdade, o respeito entre os sexos, entre as raças, etc, teria minha consideração.

------------
Então nunca ouve homens no mundo, pois, sempre ouve escravidão.

Fernanda disse...

@Anônimo 21:24.

"Nunca OUVE homens no mundo..."

Hum.

Até que não seria má ideia parar de OUVIR alguns homens. Podemos começar por você.

Licca disse...

Anônimo

Seu comentário foi um grande "IUZOMI NERDI" Simplesmente patético.

"Não fique falando como se isso fosse prática exclusiva dos homens. Você vai apenas estar mostrando que não entende lhufas do que realmente acontece e só está vendo as coisas sob um ponto de vista bem midiático. Pois é assim que a mídia retrata essa situação. E você sabe que nem tudo o que é retratado por filmes, seriados e novelas é verdade, não sabe?"

Cara, eu VI e VIVI bullying e com esses tipos de pessoas e ainda me fala que baseio minha opinião em mídia.

O resto nem comento, como já disse, tudo um grande mimimi e coitadismo para justificar os preconceitos que você tem. Também sofri bullying, mas penso antes de cuspir merda.

Que fique aí com suas ideologias furadas, dá para ver que você é bem feliz com elas e que vai vencer na vida HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA *morrendo de rir aqui*

Anônimo disse...

Você nunca ouviu um homem falar porque sempre ouviu a escravidão? Como assim?

Fernanda disse...

Hahahahahahaha, gente, descobri!!!

É tudo um problema de AUDIÇÃO!!!!

Hahahahahahahahahaha!!!

Tô desmontando de rir aqui!!!!

Anônimo disse...

Licca disse...
Seu comentário foi um grande "IUZOMI NERDI" Simplesmente patético.

Não que o seu comentário não tivesse sido igualmente patético.

Cara, eu VI e VIVI bullying e com esses tipos de pessoas e ainda me fala que baseio minha opinião em mídia.

Sério? Não parece. De verdade.

Eu VI e VIVI o bullying. E o que foi visto e vivido por mim tem absolutamente nada a ver com o que você está descrevendo. Talvez porque vivemos em cidades diferentes ou porque você seja uma mulher e eu não.

O resto nem comento, como já disse, tudo um grande mimimi e coitadismo para justificar os preconceitos que você tem. Também sofri bullying, mas penso antes de cuspir merda.

E o que você fez além de desfilar mimimis para justificar os preconceitos que você tem contra "uzopressô ki nunk tem pobrema"?

Ou acha MESMO que alguém cairia naquela mentira de que "mulher nerd se interessa por um garoto nerd"? Caia na real! A tal garota nerd escolhe quem ela achar melhor, seja o alfa, o vizinho, a BFF ou quem quer que seja.

Pode até se interessar por um cara nerd, mas isso é muito raro. Isso porque o cara nerd não soube alimentar qualquer atrativo além da inteligência. Mas eu nunca vi uma mulher desejar se casar com um cara só porque ele tira 10 nas provas. Quando esse cara finalmente consegue uma namorada, é porque ele cultivou também outras qualidades ou habilidades e conseguiu convencer alguma garota que ele tem o seu valor.

E mesmo que hajam algumas raras mulheres que tomem a iniciativa, isso ainda é dever dos homens. Ao contrário do que algumas pessoas podem imaginar, se o cara ficar esperando "a princesa encantada" ao invés de tratar a timidez e desenvolver a sua estratégia de sedução, ele provavelmente morrerá solteiro.

E em pensar que o feminismo combata justamente os estereótipos de gênero. Estereótipos como o da garota nerd estudiosa e amorosa, que está em busca de um garoto igualmente nerd. Como é irônico perceber que um estereótipo machista como esse veio justamente de alguém que se declara feminista.

Que fique aí com suas ideologias furadas, dá para ver que você é bem feliz com elas e que vai vencer na vida

Igualmente.

Anônimo disse...

"E desde quando homem de verdade fica de mimimi por causa de uma mulher que lhe partiu o coração ao ponto de criar uma pseudo-causa social pra isso?"

Manja muito de masculinismo hein?
Velh@, abra sua mente e não reduza o masculinismo a meia dúzia de adolescente frustrados que ficam chorando pitanga na internet porque tomou pé de alguma guria.
Masculinismo é uma luta por direitos sociais, como prevenção de doenças, porque morrem muitos homens por câncer de próstata e as campanhas de prevenção e os investimentos não chegam a 1% da prevenção ao câncer de mama, por exemplo.
A questão da guarda dos filhos, que as mães AINDA tem preferência em 99% dos casos, mesmo quando o estudo psicossocial comprova que o pai é o mais indicado para ficar com os filhos. Licença paternidade para que o pai também possa acompanhar o desenvolvimento do filho nos primeiros meses, dar uma força para a mãe e criar um vínculo mais profundo com a criança.
E por aí vai...

Anônimo disse...

@Anônimo das 13h14
Como vou abrir a mente, se os masculinistas do Brasil se resumem a ficar chorando pitangas na internet porque tomou pé de alguma guria? Como? Tem algum site masculinista brasileiro sério onde eu possa acompanhar isso?

E eu sei dos problemas que os homens passam. Tanto que indiquei os dados lá em cima. Mas onde está a militância masculinista lá na frente do Ministério da Saúde cobrando o novembro azul e o programa de atenção integral à saúde do homem? Cadê? Passo todos os dias na porta desse ministério e nunca vi um masculinista sequer por lá para protestar contra o descaso à saúde masculina. Aliás, nunca vi uma faixa, um cartaz, uma placa, uma pichação. Nada. E a única vez que se mobilizaram de verdade para alguma coisa foi pra fazer merda. Ainda bem que a Polícia impediu.

E quando vou a um site masculinista, o que eu vejo é só mimimi por que as mulheres não são mais "honradas" (seja lá o que isso signifique), que a "família tradicional" está ameaçada, que as mulheres só querem saber de pagodeiros, playboyzinhos, marginais... Isso quando as coisas não descambam para o ódio pueril e doentio contra as mulheres.

Como você quer que eu "abra a mente" e considere o masculinismo um movimento sério se vocês fazem ABSOLUTAMENTE NADA pelos homens? Se vocês nunca nem sequer tiveram coragem de pintar um cartaz, fazer uma faixa para mostrar pro governo e para a população a sua insatisfação?

Volta e meia feministas fazem isso, sabia? Inclusive as radicais, aquelas que vocês amam odiar, frequentam protestos (e peitam a tropa de choque da PM), fazem folders e cartazes para campanhas de conscientização (pagam a impressão do próprio bolso), realizam eventos e seminários, vão ao congresso cobrar, pressionar ou rechaçar deputados, fazem abaixo-assinados... E hoje as mulheres estão em uma situação muito melhor do que estavam a 60 anos atrás porque elas de fato LUTARAM para estar aonde estão hoje. E continuam lutando porque muitas coisas ainda não foram resolvidas.

E com relação ao problema das guardas, só existem duas instituições que lutam para que os homens tenham direito à paternidade: o Pai Legal e o Instituto Papai, que a propósito é FEMINISTA. Que vergonha! Até mesmo feministas (que escondem de ninguém que estão pouco se lixando para o bem-estar dos homens) lutam mais pelos direitos dos homens do que o masculinismo. Que vergonha! Que lixo de "movimento social" é esse tal de "masculinismo". Está mais para "mimimizismo".

Eu não estou vendo o masculinismo sob uma visão teórica, mas sim pela sua prática. E se a teoria já não é lá grande coisa, a prática é a pior possível. Vocês tem muito a provar, muito a fazer e até agora vi vocês fazendo absolutamente nada além de ficar de birra contra feministas que ainda perdem o seu tempo para apontar na cara de vocês e falar umas verdades.

Fazer parte de um movimento social (que, acima de tudo, é um grupo político), não é, nunca foi nem jamais será fácil. Ainda mais quando a causa não é socialmente reconhecida como justa, como é o caso dos direitos dos homens. Vocês ainda vão ter de levar muita borracha da PM, pregar muitos cartazes, fazer muitas faixas, receber muito não, aturar muitas manifestações CONTRA vocês, pagar muitos panfletos do próprio bolso, ser vítimas de muitas perseguições de membros da elite, além de construir uma base teórica sólida e coerente antes de pensarem em talvez ter alguma voz.

Mas já que vocês gostam de frequentar blogs feministas, porque não aproveitam para aprender mais sobre a opressão que o patriarcado faz contra os homens, em especial os pobres? E porque não aproveitam também sobre como se faz militância de verdade?

Anônimo disse...

Como você quer que eu "abra a mente" e considere o masculinismo um movimento sério se vocês fazem ABSOLUTAMENTE NADA pelos homens? Se vocês nunca nem sequer tiveram coragem de pintar um cartaz, fazer uma faixa para mostrar pro governo e para a população a sua insatisfação?


-----------
Aqui não existe liberdade de expressão. Tudo que é contra a esquerda é ameaçado de ir pra cadeia.

Anônimo disse...

Espero que este "dar uma força para a mãe é ajudar a tomar conta do moleque. Sim, porque umde vcs, mascus, escreveu, textualment, que homem deve ter licença. paternidade igual a da mulher - algo que nos concordamos - mas nao e obrigação dele usar esta licença para a ajudar. mulher com o guri, pois, quando o pneu fura, ele troca sozinho. DETALHE:!UM PNEU DE CARRO FURA HA, APROXIDAMENTE, 1 , 2 VEZES POR ANO. O BEBÊ SUJA A FRALDA GERALMENTE 2 A 4 VEZES POR DIA. Justa a comparação hein?

Anônimo disse...

@Anom das 22h29
"Aqui não existe liberdade de expressão. Tudo que é contra a esquerda é ameaçado de ir pra cadeia."

E daí? Tá com medinho de apanhar da polícia, é? Ou será que esses "homens de verdade" na verdade são verdadeiros frangotes?´

Como falei, apanhar da PM e ir pra cadeia faz parte da militância. Os governantes nunca deixariam barato que alguém tente derrubar seu reino.

De qualquer forma, só tenho um adjetivo para você: COVARDE! Vocês NUNCA vão ser mais do que um bando de moleques COVARDES, chorões e malcriados. Tenho pena das mães que criaram vocês. Elas devem estar morrendo de vergonha pelos lixos COVARDES que colocaram no mundo.

Latino Modesto disse...

tudo errado lola. O seu primeiro erro eh acreditar que o MRA eh uma volta dos tradicionalistas. As feministas informadas nao cometem esse erro e percebem que o MRA tem uma roupagem diferente, atraindo inclusive a esquerda politica com sua atitude revolucionaria e de emancipacao masculina. Se eles estao errados, nao sei, mas se vc nem consegue conhecer seu inimigo, lola, ou prefere subestimar sua importancia, pode acabar dormindo no barulho deles. Eu venho acompanhando essacampanha pela internet a algum tempo, e, na verdade, ela mostra um movimento teorico se articulando com sucesso, onde contra argumentos sao construidos e alternativas as narrativas culturais do feminismo sao propostos. Ha machinhos frustrados? Claro. Mas nao me faca ter q lembrar que dentro do feminismo tambem ha muito odio e radicalismo concreto. O movimento pelo direito dos homens esta em pleno pulmao, e se nao conseguir instituir dogmas perenes, vai pelo menos forcar o feminismo a negociar e colocar os seus dogmas em cheque, o que vai trazer um novo paradigma nos estudos de genero. Sinto lhe informar que ser anti-feminista nao significa ser misognio ou sexista - para isso vc teria que pressupor que o feminismo eh um uma religiao inatacavel, e que qualquer um que ouse discordar eh um sacrilego. Algo feministas devem perceber agora é que suas teorias e dogmas são apenas mais uma moeda no grande mercado da narrativa ideas.The do patriarcado e da opressão das mulheres estão sendo expostos, e os estudos de gênero está pedindo uma nova abordagem refrescante . Mais: o feminismo não é um dogma invulnerável. Não é o dono da justiça e equality.One pode ser um anti-feminismo sem ser um "misógino machista /." Na verdade, pode-se ver o sexismo dentro do feminismo. O proprio dogma do patriarcado eh denunciado como uma narrativa sexista da historia - pois inspira suspeita contra um unico genero, alem de dar uma visao simplista da negociacao do poder politico - por alguns teoricos.

Latino Modesto disse...

Sumarizando as pressuposicoes erradas sobre o movimento masculino:
1. eh um movimento tradicionalista (nao. a maior parte do mra novo - apesar dos radicais - q tb existem no feminismo - eh um tentativa de revisar o papel de genero tradicional do homem. O anti-feminismo aqui eh uma atitude colateral, baseada na ideia de que todo feminismo vilaniza a experiencia masculina na medida em que explica a sua historicidade pelo ponto de vista de uma estrutura politica injusta: o patriarcado)

2. eh baseado em teorias duvidosas (eh, isso nao eh verdade, a nao ser que os criterios de avaliacao tenham subido muito mais do que os usados para avaliar as teorias feministas. Nao ha nada de metodologicamente inferior nas teorias e narrativas culturais masculinistas. Os principios do feminismo nao gozam de nenhuma prioridade epistemologica de direito)

3. Todo anti-feminismo eh machismo e sexismo disfarcado (mentira. a menos que o feminismo seja equivalente a toda a verdade e toda justica do mundo, contestar o feminismo nao tem de ser sempre um ato de `denial` ou ma-fe. pelo contrario, nao estamos mais na idade media, e assim como se pode contestar um partido politico que usa propaganda democratica mas eh conservador, eh possivel criticar o feminismo historicamente, incluindo as seus parentescos com pressuposicoes femininas milenares e tradicionais - para lr sobre isso, ver Kosteski: ginocentrismo)

3. O masculinismo eh uma forma de machinhos frustrados se rebelarem contra mudancas sociais (isso eh apenas mais uma indulgencia do feminismo com as mulheres historicamente. O feminismo costuma superestimar sua contribuicao historica, e ver a si mesmo de maneira romantica, como um heroismo revolucionario, um movimento sem qqer apego conservador. Na verdade, teorias respeitaveis apresentam o feminismo como apenas a nova face d euma tendencia conservadora e tradicional que reina desde o inicio dos valores de genero: a saber, a ideia de que a mulher tem de vir primeiro, considerada um dos pilares do proprio machismo)