quinta-feira, 1 de agosto de 2013

PRA QUE MULHERES POSSAM ABORTAR NOS CASOS PREVISTOS POR LEI

Por que é importante que Dilma sancione o projeto aprovado no Congresso que regulamenta atendimento na rede pública às mulheres que sofreram violência sexual? Há uma série de motivos. Um deles é que as mulheres não conseguem abortar no Brasil nem nos casos em que o aborto é previsto por lei. Por exemplo:

"Tenho 3 filhos através de cesareana. Devido a um problema de hipófise eu não posso tomar contraceptivos, e  o risco de engravidar é enorme. Fiquei novamente grávida no resguardo desse último filho. Fiquei apavorada e tive sérias complicações na gravidez, culminando em outra cesareana em menos de um ano. Tive o bebê em janeiro. Ele nasceu prematuro e morreu logo depois.
Embora me cuidando com afinco eu fiquei grávida de novo do meu marido. Descobri que estou com um mês! E novamente fiquei apavorada. Sei da lei sobre interrupção da gravidez em caso de risco para a mãe. Fui ao Hospital da Mulher no RJ, munida com tudo e certa e que iriam me ajudar! Mas não. Fui muito repreendida, disseram que aborto é crime e para eu desistir que lá jamais iria conseguir.
Sei que corro risco de vida porque quase morri da última vez. Não é concebível eu abrir novamente a minha barriga, é muito risco. O que tenho que fazer? Não quero fazer um aborto clandestino pois acho que tenho direito ao legal! A minha saúde está em jogo, minha vida em risco!
Já fui a vários hospitais, e nada. Parece que aborto legal não existe, Lola. Eu fui atrás desse direito por causa do seu post! É utopia! Não tem um setor específico pra procurar, nada!" 

C. teve que comprar remédios no mercado negro para realizar um aborto clandestino, arriscado, inseguro, sem acompanhamento médico. 
Os fundamentalistas cristãos que querem impedir que mulheres abortem até em caso de risco de vida pra gestante e estupro são os mesmos "pró-vida" que veem mulheres desse jeitinho aqui:
Como containers de bebês. Como matrioskas. Alguma dúvida que os conservadores dão muito mais valor a um embrião que a uma mulher adulta? 

49 comentários:

Rosanna Andrade disse...

Essa imagem da mulher como container de bebês é chocante, desumanizadora. Só convence quem já é misoginx mesmo.

A.H.B. disse...

puxa, eu acho que os homens casados deviam se dispor a fazer vasectomia com mais frequência. Ia ajudar bastante.

Thaís B disse...

Deu para sentir muito bem o desespero da C., coitada.
E foi justamente isso o que eu pensei ao ver essa imagem, trataram mulheres como meras matrioskas!! ABSURDO!!! E ainda colocar a foto de um bebê... será que esse povo não consegue entender que o aborto seria para EMBRIÕES e FETOS???

Anna disse...

abortar também é um risco para saúde. desejo para a autora do post que ela consiga resolver esta questão da melhor forma possível, mas que depois de resolvido, pense seriamente em vasectomia, laqueadura, camisisnha ou, em último caso, abstinencia, porque depois de uma gravidez de risco e um (provavelmente) aborto, nao convém engravidar novamente.

Beatriz Correa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beatriz Correa disse...

Depois do que li nos comentários do post de ontem, não há a menor dúvida que os "pró-amontoado de células" pensam na mulher adulta, cidadã, e ciente de seus direitos e deveres como incubadora.
É desumano, é ridículo

garotacomplikda disse...

O marido deveria fazer uma vasectomia ou ela laqueadura.

Sara disse...

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2013/08/01/dilma-sanciona-lei-sobre-vitimas-de-violencia-sexual/

Sancionado finalmente parabéns presidente Dilma

Sara disse...

me desculpem não ser muito pheeena, mas esse anuncio dos pro vida simboliza exatamente o q pensam de mulher, que somos objetos que só servem pra procriar e mais NADA, que não apareça nenhum na minha frente , pois não me responsabilizo LIXO DE GENTE....

Adriana Pit Andrade disse...

São tão, mas tão pró-vida que defendem a vida de quem nem nasceu sem dar a menor importância quem já está crescido e consciente.
Eu sou a favor do aborto EM TODOS OS CASOS, desde criança nunca vi nada de errado em fazer aborto até um certo período de gravidez. eu tenho que decidir se eu quero ou não gerar uma vida. não tenho a menor culpa de nascer mulher e tem esse "dom" de gerar um vida.
e deixar de fazer sexo está fora de cogitação.
E a Igreja é uma instituição arcaica que faz muita gente ficar alienada.

@dddrocha disse...

Ai gente... Tô tão desanimada do mundo, das pessoas que escrevem e pensam dessa forma e tratam as mulheres como umas inúteis.
Isso nunca terá fim, não dá vontade nem de sair de casa mais =/

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nane disse...

Laqueadura e/ou vasectomia são opções para o futuro. No momento ela tem um grande problema que precisa ser resolvido já, com um aborto seguro e legal.

Luiz disse...

Beatriz Correia,

você anida hoje continua sendo só um amontoado de células.

Luiz disse...

Mais um crime envolvendo os tais "dimenor". A única certeza é a impunidade.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/08/1320033-aplicativo-ajudou-policia-a-esclarecer-morte-de-universitaria-em-go.shtml

Unknown disse...

Gente, desculpa, apaguei o comentário pq tinha uns errinhos, ai vai o texto corrigido.

Pois é, estava justamente tuitando sobre isso ontem, sobre como métodos não são 100% eficazes.
E aos que recomendam laqueadura ou vasectomia, saibam que é quase tão difícil fazer o procedimento quanto conseguir o aborto legal. Os médicos simplesmente ignoram a lei e não as fazem.
Não cabe a nós julgar uma pessoa que engravidou, mas cabe sim a nós carregar o ônus de mulheres que arriscam a vida, incluindo deixar os filhos órfãos, no caso dela, porque não conseguem a assistência a qual tem direto ou porque tem que recorrer ao aborto legal.

Ms.Minna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ms.Minna disse...

Unknown
Laqueatura e vasectomia podem ate reverter, mas se os dois fizerem as chances de que revertam nos dois é menor, nao acha?

E sim tem que achar um bom medico, principalmente no caso da laqueatura. Passei por 5 ginecologistas ate achar uma que aceite e entende e nao me julga pela decisão de nunca ter tido filhos ate a minha idade e nem querer te-los, os meus outros medicos viviam insistindo que o tempo estava passando e eu ia me arrepender

Laqueatura é um procedimento muito mais complicado que vasectomia, e a autora devia ter feito logo após a sua ultima cesariana. Mas sim existem medicos que o fazem sem julgar é dificil achar mas existem, melhor se procurar no privado, na rede publica esquece,

Bela Campoi disse...

O protesto aconteceu no dia 17, conforme o cartaz bizarro: as pessoas foram?? Deu na grande mídia?

Ms.Minna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silence The World disse...

Feministas, podem começar a xingar esse gordo FDP:

http://www.youtube.com/watch?v=EgcYITqEsiM

Flavio Neves disse...

Seria mais interessante ter pena de morte a estupradores, obrigatoriedade de esterilização para quem já teve mais de três filhos, tanto homens quanto mulheres e outras coisas.
Mas, interromper uma vida de nascer, sendo que a mesma não tem ao menos a chance de se defender? isso é um crime.

Thaisinha disse...

Interromper uma vida é crime e blá blá blá... Mas e a vida da moça que mandou o relato? Não corre o risco de ser também interrompida, Flávio? E as crianças que ela já tem, e que correm o risco de ficar orfas, não merecem que alguém olhe pelos interesses delas?

Mordred Paganini disse...

Pessoas que acham que só porque está no código penal é necessariamente errado...Lógica circular...

Dia desses um amigo meu deixou de ser amigo na seguinte discussão:

Ele - os playboys que estavam fumando maconha na USP tinham mais é que morrer.
Eu - Por que?
Ele - porque é crime, faculdade não é lugar de fumar baseado.
Eu - Mas peraê! Pena de morte por causa de um baseadinho? Como assim, fera?
Ele - Não digo pena de morte, mas levar umas porradas.
Eu - mas hey, agressão também é crime. E é um crime bem mais grave do que fumar maconha. Além do mais, faculdade também não é lugar de encher a cara de cachaça e no entanto, essa é a realidade. Ou vai dizer que tu não bebe mais? Fumar maconha é errado só porque é proibido? Então você vai dizer na minha fuça que pararia de beber se proibissem?

Ele depois dessa ficou ofendidíssimo com o cheque mate e nunca mais falou comigo.

Eu, de minha parte, não preciso de código penal me dizendo o que eu devo ou não fazer.

Regras estúpidas são feitas para serem desrespeitadas!

aquarela surrealista disse...

é aí que eu digo:cadê o povo que se diz defensor do direito de escolha absoluta da mulher para assumir que este erro não precisaria de ter acontecido com esta mulher se antes se houvessem lutado para fazer com que os homens se vasectomizassem antes(e tbm que,por favor,né,macharada,respeitem a mulher,não é voce que tá lá com a barriga cortada e ainda tem que d@r...!)

então,vamos por partes:conheço o SUS porque sou pobre,mãe de muitos e não tenho convenio(não daria conta,em casa é muita gente!)então,pelo menos aqui na capital paulistana,a coisa funciona da seguinte maneira,a gente faz o pré-natal pelo SUS e tbm participa das reuniões de Planejamento Familiar,coisa que toda mulher até mais pobre do que eu pode ser contemplada,pois são bem informadas,os agentes de saúde passam nas casas,inclusive nas favelas...não faz o planejamento quem(salvo por raríssimas exceções,que desconheço)não quiser mesmo.Bem,mas é preciso muita conversa entre o casal,e devido a demora nas filas do SUS,tem que esperar(e,em casos de risco como os deste relato,tem que o casal se entender e esperar SEM transar,até que o procedimento se faça.Geralmente,aqui(zona sul,cheiaço de gente!)a espera por uma vasectomia é de uns 3 meses...caras,será que não dá pra esperar e poupar a esposa neste curto período de tempo,que normalmente coincide tbm com a sua recuperação pós-parto?E voces,mulherada,será que é mais fácil defender aborto do que esterilização num caso destes??Neste caso dela,pelo que vi não teve jeito,ela precisa estar viva pra dar conta dos outros bebes - uma briga feia pela vida...mas o relato me dá a entender que tudo isso poderia ter sido evitado!Porque ela já com tres vezes o útero cortado(são ,salvo engano,7 camadas de tecido que se corta,lá dentro,o corte externo cicatriza rápido,os internos,dos outros tecidos,claro que demora muito mais!)ainda teria que fazer raspagem,curetagem,se tomou remédio,teve de sentir contrações num útero enfraquecido de cesárea,absurdo que pode se evitado,gente!Pense que,em casos como este,não é o aborto que devemos defender,mas que o casal se cuide com medidas Preventivas!

Natália Paraíso disse...

Boa sorte para a C. Estou na torcida pra que tudo dê certo pra ela.
Essa foto da mulher-container com o rosto cortado me deu calafrios.
Está bem claro que não somos mais que sub-humanas para esses conservadores.
Que bom que a Dilma sancionou.

Natália Paraíso disse...

Boa sorte para a C. Estou na torcida pra que tudo dê certo pra ela.
Essa foto da mulher-container com o rosto cortado me deu calafrios.
Está bem claro que não somos mais que sub-humanas para esses conservadores.
Que bom que a Dilma sancionou.

Nanda disse...

Gente, nesse caso não é bom essa mulher usar o cytotec não...
Com 4 cesáreas o risco de ruptura uterina é muito alto!
Com 2 cesáreas já é contra-indicado o parto normal, porque as contrações podem fazer romper os pontos do útero (o local da cicatriz não recupera o músculo, fica uma camada de tecido fibroso)...
Usar um comprimido que induz contrações uterinas desordenadas é risco demais!
O ideal é procurar um serviço médico pra tentar resolver o problema...

E que irresponsabilidade desse médico que fez sua 4ª cesárea, que ao ver que não havia mais condições de se realizar outro corte não fez a laqueadura...

Boa sorte nessa história!

aquarela surrealista disse...

tem médico que tbm é uma piada,porque sabe que depois das tres cesáreas tem que fazer a laqueadura,e sabem o que fazem?ficam chantageando a mulher para ela pagar por fora,aí eles fazem rapidinho,conheço é muitos casos,em que pessoas próximas a mim,pobres como eu,quando sabiam que iriam ter o terceiro parto,já iam economizando para pagar,mesmo sendo pelo SUS,o médico por fora,um absurdo...eu mesma tentei uma cesárea para conseguir laqueadura,e não deixaram porque meus partos todos são naturais...então,imaginam que,se para conseguir laqueadura e vasectomia já está difícil,imagine aborto legal?Continuo dizendo que o melhor para a mulher ainda é a esterilização definitiva,e para o homem tbm,a burocracia e a luta demora do mesmo jeito,mas um aborto é muito mais agressivo e em muitos casos antiéticos(opinião minha!)

Unknown disse...

tem que facilitar o aborto em caso de estupro
mas não de forma indiscriminada
se fez sexo consensual significa que assumiu riscos como gravidez e dst's,
o segundo caso é doença e pede intervenção médica e o caso da gravidez é doença tb?

ao praticar um ato assumo os seus riscos!

Patty Kirsche disse...

Credo, que imagem perturbadora... ugh

Priscila MR disse...

Olá Lola, eu trabalho com gestantes que fazem uso de Substancias Psicoativas e sinceramente, a cada vez que eu entro em contato com as minhas estudadas eu piro. Sinceramente, eu não tenho dó quando eu vejo uma adolescente grávida. Primeiro que eu não acho que uma criança seja um "castigo" para aqueles que fizeram sexo. Há casos e casos, pois muitas gestantes adolescentes desejam e até mesmo planejaram a criança. Mas meu coração aperta pra valer quando dou de cara com uma usuária de álcool ou drogas grávida, porque cada história é única e aquela gestação ocorreu por acidente, e é uma situação muito ligada a depressão. Além dessa população, eu fico extremamente mexida quando vejo histórias como desta moça que já era mãe e engravidou novamente. É muito comum a gente ver nas unidades de saúde essas mulheres que não podem ter mais uma criança de forma alguma porque não tem nenhum suporte físico, mental e social. Uma gestantes que eu conheci já teve 7 gestações, contando com a atual, e tem 3 filhos, esperando o 4º bebê. Quando ela pediu para fazer a Laqueadura na terceira gravidez falaram pra ela que não podiam porque "Laqueadura dava câncer". Serio, a cada extremista que grita pelo "não aborto" dá vontade de gritar de volta "Então você vai ajudar a criar".

Jane Doe disse...

Lendo alguns comentários e o post dessa mulher, eu fico me perguntando se durante a residência em ginecologia, os estudantes passam por algum curso de "como ser um idiota escroto". Antes que venham com 4 pedras na mão - SIM EU SEI que existem profissionais maravilhosos que honram o jaleco que vestem!!! Já fui atendida por ginecologistas assim, mas não sem antes ter passado pelos babacas que nos veem exatamente como a figura da matriosca.

Não pensem que conseguir uma esterilização é fácil. Já vi inclusive feministas que demonizam a esterilização VOLUNTÁRIA e CONSCIENTE - e não são poucas!!!

Enquanto esse tabu em torno dos métodos definitivos de contracepção e o mito da maternidade perdurarem, não haverá lei que garanta o acesso a laqueadura/vasectomia e ao aborto seguro!!!

Anna disse...

(*Outra Anna)

Imagem perturbadora essa.. E ainda tem mulher q defende isso, não vendo que estão sendo reduzidas literalmente ao útero e perdendo direitos

E eu pensei a mesma coisa lendo aquele seu post.. Afinal teve aquele caso da garota q tinha câncer e teve q lutar para conseguir o aborto já q o juiz estava mais preocupado com o feto. Imagino o drama para conseguir um aborto mesmo legal numa sociedade como a nossa.

Enfim, espero q tenha dado tudo certo para C.

Obs: comentário pró-''vida'' bem típico do Flávio. Defende as vidas inocentes (aka fetos, mulheres não), a pena de morte e esterilização obrigatória pra quem tem muitos filhos.

simone disse...

cara c.,

no rio de janeiro tem o instituto fernando magalhães, em são cristóvão (r. gen josé cristino, 87, são cristóvão). sei q lá eles realizam pq uma amiga próxima minha levou uma colega dela lá pra abortar. diz ela q rolaram os olhares de juiz, a primeira obstetra q a examinou não quis fazer o procedimento (direito dela), mas um outro médico obstetra fez de boa (ela alegou ter sido violentada após um colega tê-la dopado). uma amiga minha que faz GO q me orientou a referenciá-la pra lá.

agora, um ponto importante: o seu ginecologista/médico assistente deveria ter escrito um laudo dizendo que vc não poderia engravidar, já q correria risco de vida. munida com esse documento e os exames que corroboram a informação, se o gineco/obstetra se negasse a fazer o procedimento por questões pessoais, ele OBRIGATORIAMENTE tem q garantir q vc receba atendimento! se for uma situação de risco, ele negar e não tiver outra pessoa pra te atender, é omissão de socorro. como o seu procedimento seria eletivo, ele deveria tê-la referenciado para local adequado.

se vc tiver com a documentação em mãos e souber quais foram os médicos com discurso moralista e q se recusaram a te atender, inclusive com essa postura anti-ética, eu sugiro com força q vc faça uma queixa no cremerj. procurei no site algum lugar específico pra isso, mas não encontrei. aqui vai o tel de lá pra maiores informações: 3184-7050

gente, FAÇAM QUEIXA NA OUVIDORIA DO HOSPITAL E, SE FOR O CASO, NO CONSELHO (de medicina, enfermagem, de técnicos).

só não esqueçam de também elogiar os funcionários exemplares :)

um bjo!

donadio disse...

"Seria mais interessante ter pena de morte a estupradores, obrigatoriedade de esterilização para quem já teve mais de três filhos, tanto homens quanto mulheres e outras coisas."

"Mais interessante", pelo visto, é que as vontades das pessoas sejam desrespeitadas. Não quer ter filho? Obriga a ter! Quer ter quatro? Não pode, é proibido!

Vc nasceu de chocadeira, fio?

***********

Acho que tá na hora, aliás que já passou da hora, de estatizar a medicina.

Paulo Tarso disse...

Feministas sabem que sexo pode gerar crianças ?

Flavio Moreira disse...

@Paulo Tarso
Sim, elas sabem. Quem não sabe são pessoas que preferem se manter na escuridão, como você, que se exime também da sua parcela de responsabilidade. Nós, homens, fomos criados para sermos os "comedores", os "garanhões", os "galos". Se as mulheres, inclusive as feministas, não estiverem dispostas a fazer sexo para não correr o risco de engravidar, sabe o que vai acontecer? Os homens vão ter que transar entre si, porque é o único jeito de fazer sexo e não correr o risco de engravidar uma mulher - porque todos os métodos anticoncepcionais não são infalíveis. E aí? Vai arriscar a sua masculinidade? Se toque, rapaz, pare de ficar culpando as mulheres. Não exima a si e aos colegas de gênero da responsabilidade.
Um pouco de maturidade, bom senso, solidariedade, empatia e respeito ajudam.

Jessica disse...

Não falem que aborto é crime que isso é muito relativo. O que é crime hoje pode ser legal amanhã.
Boa sorte para a senhora.

Julia disse...

Lola, socorro, que imagem é essa, a última??
Não é possível.
Essa imagem é verdadeira???

Julia disse...

Eu estou perplexa com essa imagem.
Isso é o fundo do poço.
Não tem como piorar.

Paty disse...

É complicado. Mas se eu estivesse no lugar dela usaria camisinha, é simples e iria evitar um risco pra ela.
Ou então conversar com o marido a respeito da vasectomia.
Apesar de ser contra o aborto, nesses casos o Estado deveria ajudar.
De qualquer forma, eu evitaria transar sem camisinha.

Caroles disse...

Lola, tu viu isso? Uma menina de 14 anos se juntou aos protestos no Texas pra que o aborto não deixe de ser legal. O cartaz dela dizia "Jesus isn't a dick, so keep him out of my vagina" hahahah amei! Enfim, aconteceu o óbvio e um monte de gente começou a xingar ela de whore pela internet afora e dizer coisas terríveis pra ela e pro pai dela (que foi com ela protestar). Aí tem dois links, um com uma compilação dos piores tweets e status do facebook sobre o assunto, e outro com um texto que ela escreveu!

http://publicshaming.tumblr.com/post/56467925777/14-year-old-womens-rights-activist-attacked-online

http://www.xojane.com/issues/billy-cain-tuesday-cain-jesus-isnt-a-dick-so-keep-him-out-of-my-vagina

Joane Farias Nogueira disse...

se fez sexo consensual significa que assumiu riscos como gravidez e dst's,

Unknwon 23:28 , 1 de agosto.
Então, o SUS deverá parar de fornecer tratamento médico para aidéticos, diabéticos,pessoas com câncer, hipertensos e todos aqueles que assumiram os risco de ficarem doentes ao beber em demasia, fumar, não se alimentar direito e etc porque eles assumiram o risco ao fazerem tudo isso. Pessoas "reducionistas" me matam.
Ninguém assumes riscos quando faz qualquer coisa. Principalmente porque temos a mania de achar que nada nunca nos acontecerá. Cadê os homens que resistem à camisinha? Cadê os homens que acham que mulher quer usar camisinha é puta? Cadê os homens que acham que precisam deixar toda responsabilidade para a mulher e não se preocupam nem em perguntar à mulher que ele supostamente diz que ama se os efeitos da pílula estão incomodando, se ela precisa de algo, se ela não quer ser poupada por pelo menos um mês (eles usando camisinha)? Cadê isso tudo?

Feminista capitalista disse...

Hummm,a imagem me incomodou,mas não me surpreendeu né, é a igreja reafirmando pro mundo,mais uma vez o papel da mulher (na visão dela) : parideira,máquina de fazer bebês e dar a luz.
Afinal, se as pessoas não tiverem bebês adoidados como nos EUA,como a igreja aumentará seu poder né?
Quanto mais melhor! E ainda tem gente que defende....
-----

No entanto a imagem foi muito bem pensada pra ter um certo efeito psicológico nas pessoas,e convencerem os pró-feto a serem ainda mais pró-feto; explico o golpe baixo:

Fizeram uma mulher oca, sem orgãos,sem corpo,sem NADA, só uma casca, como se isso é o que as mulheres fossem, não seres humanos, mas SOMENTE UMA CASCA DE OVO, que vai dar luz aos importantes pintinhos (do sexo masc. é claro,pq os do sexo fem. eles não estão preocupados e nem consideram importantes) é isso que a mulher é pra eles, tão vazia quanto uma casca de ovo.

Fora que,me desculpem, mas pra mulher parir uma criança dessas só se ela arrebentasse, explodisse a perereca né?
Porque o que as mulheres parem são recém-nascidos pesando cerca de 3 quilos,5 se obesos, e não esse cavalão pesado da imagem, já com 10
quilos e provavelmente muito próximo do seu primeiro aniversário ,tanto que já até sorri (coisa que recém-nascidos não fazem, pois só aprendemos isso lá pelo segundo ou terceiro mês de vida)

Assim fica fácil se sensibilizar com o sorriso do nenê e acreditar que quem aborta assassina bebêzinhos.
SÓ QUE ninguém aqui está defendendo a morte de recém-nascidos, nem fazendo campanha a favor de um aborto já no oitavo ou nôno mês, quando de fato o feto já está 99% desenvolvido e teria altas chances de sobreviver mesmo que retirado antes da hora do corpo da mãe, estamos defendendo o aborto antes disso, quando o feto ainda depende 100% do corpo da mulher pra poder vir a ter uma vida própria e quando, como alguém disse numa analogia perfeita : é uma espécie de parasita no corpo da mulher, ou seja ,sem mulher, sem mamãe, sem futuro bebê,sem feto, sem nada.
Por isso não sei como essa gente pode ser contra o aborto mesmo que isso custe a vida da mãe. Pra mim é uma gente sem coração, e o pior de tudo, sem cabeça.

A imagem foi certeira, porém uma baixaria, no entanto eu não me digo surpresa,pelo simples fato de não poder esperar absolutamente nada melhor vindo de uma gente completamente baixo-nível, que odeia as mulheres e as considera nada além de parideiras,ou seres que tem não a opção mas a OBRIGAÇÃO de ficarem grávidas.
Esse tipo de gente me revolta.

Anônimo disse...

Lola e meninas, uma dúvida jurídica (de verdade).
Nos países onde o aborto é legalizado, se for provocado por terceiros, sem o consentimento da grávida, é crime? E que tipo de crime?
Procurei no google mas não achei.

Aline disse...

Anonimo das 13:20 é crime de lesão corporal.

Joane Farias Nogueira disse...

Anônimo de 7 de Agosto, 13:52, eu creio que deve ser crime,sim. Pelo fato de que a mulher foi empurrada a fazer isso. Aborto provocado por terceiros com certeza é inadmissível e acho que posso dizer com segurança que é crime. Mas é uma opinião.

Veronica F. Garcia disse...

Que horror esse cartaz, credo!

Muito interessante teu post.

Pode-se ver alguns dos outros problemas sérios da saúde pública na América Latina: a julgar pelos estudos, essa mulher fez cesarianas sem necessidade, agora sua vida está em risco por causa disso. Ela não teve ESCOLHA qto ao número de filhos, muita gente queria ter uma família enorme (vai numa igreja dos 'mórmons' pra ver), mas não pode pq faz uma cesa seguida de outra e fica com saúde comprometida para novas gestações. Cadê o direito a escolha?

Esse casal parece que acha que somente a mulher tem que prevenir a gravidez.

Esse casal parece não conhecer outros métodos contraceptivos. Cadê ajuda para fazer vasectomia ou laqueadura, agora é pelo umbigo? Essas opções deveriam ser dadas tão logo o casal tivesse o diagnóstico de risco, que horror! Vão esperar essa mulher engravidar qtas vezes? Qtos abortos ela terá que fazer??