domingo, 16 de dezembro de 2012

UM PARAÍSO CHAMADO JERI

No final de semana passado eu não estava aqui. Deixei minha pobre mãe cuidando da moderação de comentários do bloguinho (felizmente, neste caso, muito menos movimentado sábados e domingos) e fui me desligar do mundo em Jericoacoara. 
Eu e o maridão nunca tínhamos ido pra essa que é uma das cidades litorâneas mais badaladas do Ceará. Só deve perder pra Canoa Quebrada, que fica pro leste de Fortaleza, enquanto Jeri fica pro oeste, a uns 300 quilômetros daqui. 
Jeri realmente é lindíssima. Só que é cara, por causa do acesso complicado a tudo quanto é lugar. Chega-se fácil ao município de Jijoca, mas de lá pra Jeri tem que decidir se você quer deixar o carro num estacionamento (R$ 10 por dia) e pagar 70 reais de táxi pra ir até Jeri (que faz parte do mesmo município, mas tem que se passar por uma reserva ecológica, estradas sem pavimento e areia da praia), ou esperar a próxima "jardineira", ou pagar R$ 40 para um guia e ir com o próprio carro. Optamos por essa alternativa.
O maridão dirigiu numa boa, seguindo as instruções do guia, até a primeira vez que atolamos, na praia. Aí decidimos que era melhor o guia dirigir nosso Uno, que nunca esteve tão perto do mar na vida, até a cidade. Ele foi calmamente e elogiou muito o carrinho.
Sem querer, pegamos de guia o Bruno, que parece ser uma lenda viva entre os guias de Jeri. Ele é o que ganha mais dinheiro porque é o único que fala inglês, daí pega os turistas estrangeiros. E aprendeu inglês sozinho. Ele também é famoso por ser um pão duro incurável. Ou seja, é dos nossos.
A cidade de Jeri é um charme, com vários restaurantes, pousadas, lojinhas, e ruas todas de areia. A atmosfera do lugar é diferente, com muita gente que largou a cidade grande pra se aventurar por lá. Conhecemos um cara lindo de Curitiba que havia feito faculdade e pós em engenharia em Joinville. Desempregado, dez anos atrás ele aceitou o desafio da madrinha e, sem nunca ter viajado de avião na vida, foi parar em Jeri pra tomar conta de um restaurante. Agora ele tem sua própria cantina, boa pacas, onde a especialidade é batata suíça. E já quer abrir uma franquia.
Conhecemos também uma moça que havia chegado a Jeri há duas semanas. Cansada de São Paulo, agora ela está vivendo dia por dia em Jeri. À noite ela vende passeios de buggy, e durante o dia gasta o que ganhou à noite. Sem planos, sem correria, com a única ambição de aproveitar a vida num outro ritmo. Parece tentador, né?
E, bem naquele fim de semana, havia um magnífico festival de jazz na praça central. Eu quase comprei um dinossauro (R$ 60) criado por um artista que tem várias esculturas na praça. Feitas com latinhas de alumínio. É fascinante vê-lo trabalhar.
Comemos bem e gastamos quase todo nosso dinheiro numa sorveteria incrível, a Gelato Grano, bem melhor que qualquer sorveteria que conhecemos em Fortaleza. Copinhos com dois sabores a R$ 7. A foto do maridão não me deixa mentir sobre a qualidade desse sorvete.
Ficamos numa pousada um tanto meia boca (o quarto era ótimo, mas não tinha nada além do quarto), que pagamos em promoção por 100 reais a diária. Amigos se hospedaram numa pousada a um quarteirão da nossa por R$ 125, com direito à piscina, jardim exuberante, gatos e cachorros sociáveis, e uma proprietária simpática. A da nossa pousada foi a única pessoa rabugenta que conhecemos em toda Jeri. Ela estava lá, manchando o bom nome de Santa Catarina, de onde tinha vindo.
Todo mundo que vai a Jeri tem que fazer pelo menos um passeio de buggy (R$ 40 por pessoa) para conhecer dunas e lagoas paradisíacas. A primeira parada é na árvore da preguiça, que ganhou esse nome por se recusar a ficar de pé. 
Eu vi uma coruja linda na areia! Não tem foto porque eu fui a única no buggy que vi a coruja, e muito rapidamente. Edson, um guia jovem e na dele (mas gente boa), disse que dá pra ver preás, raposas e guaxinins na reserva ecológica, mas só à noite. 
Tivemos a sorte de dividir o buggy com um casal tão tranquilo quanto nós, que não fez questão de andar um quilômetro a pé em areia fofa pra chegar até a praia da Pedra Furada. Ficamos horas na Lagoa Azul mesmo, que é tudo de bom. Água cristalina e profunda. 
Não tem muito mais de um ano que descobri um superpoder meu, bastante invejável, modéstia à parte: devido a minhas bóias naturais, meus seios, eu flutuo em qualquer lugar. Não preciso mexer as pernas ou os braços, que eu bóio. Posso ficar horas boiando onde ninguém faz pé. Eu só volto pra borda pra beijar o maridão.
Depois fomos à Lagoa do Paraíso, que é pertinho. Ela também é esplendorosa (são 12 km de lagoa!), mas tem ondas, ao contrário da Lagoa Azul, e os restaurantes são mais caros.
Mas tem aquilo que virou marca registrada de Jeri: redes pra deitar dentro d'água (totalmente inúteis pra quem tem o dom de flutuar).
Como em todo Ceará, não chove em Jeri faz meses, e os animais (vimos muitos soltos: vacas, bois, jegues, jumentos, cavalos, porcos) estão sofrendo, tadinhos, magros que só eles. A vegetação está toda diferente, quando há, e uma das lagoas, a do Coração, ficou completamente seca. Espero que chova muito, e logo, pelo bem dos animais fofinhos.
A praia central de Jeri também é maravilhosa. Mar calmo, quentinho, praia sem prédios (como toda praia deveria ser), com piscinas naturais que se formam por toda a orla.
O maridão tirou inúmeras fotos do por do sol.
No total, gastamos R$ 630 por dois dias e meio (duas noites) de paraíso, a maior parte da grana (R$ 240) em transporte. O resto foi em comida (R$ 190). Ahn, em sorvete, devo dizer. Foram só três refeições, tirando o café da manhã. E sorvete.
É caro, mas vale demais a pena. Acho que da próxima vez retornaremos a Fortim (do lado de Canoa Quebrada), desconhecida, e que não oferece grandes opções (recomendo a Pousada da Eva), principalmente de restaurantes, e é uma pechincha. Deve sair por um terço de Jeri. E eu sou apaixonada pelo Rio Jaguaribe. Ainda tenho muito que flutuar por lá!
Lolinha boiando no Rio Jaguaribe, em Fortim, em julho

38 comentários:

Amanda disse...

Lola, vc tá uma cara muuuuuuito feliz nas fotos, tá demais! =D

Lord Anderson disse...

Caramba Lola, que lugar maravilhoso :)

Parece que sua mudança pro nordeste foi uma das suas escolhas mais felizes.

Parabens a vc e ao CM, vcs merecem.

Roxy Carmichael disse...

saudade de jeri!
adorei a crônica de viagem lola!
ontem vi o doc o riso dos outros, de fato é genial ver você rindo bastante, se divertindo. e deu pra ouvir a sua voz! achei a edição muito boa. antonio prata, vc, laerte, jean willys e um gatinho que tava com a camiseta dos rolling stones (acho)esclarecidíssimos de um lado e os capiau do stand up paulista do outro. mande um beijo pra sua mãe que ela fez um ótimo trabalho de moderação por aqui. bom domingo pra vocês!

Binha disse...

Jeri é linda mesmo, Lola! Estive lá em 2007, durante uma belíssima viagem pelo nordeste. Ah, deitar naquela rede dentro da lagoa, sem pressa em ser feliz, é tudo de bom :-)

Anônimo disse...

Turismo e recreação foram coisas inventada pelo patriarcado maligno !!! Feministas de verdade não devem pratica-las!!!

Augusto disse...

Maravilhosa!!!! Já pensou em abrir espaço essa relação monogâmica ou isso nunca passou pela sua cabeça?

Cris disse...

E aqui no Sul a praia é longe e tem água gelaaaada de doer os ossos

Carol NLG disse...

Lola, so queria dizer que te odeio por ficar mostrando essas fotos e dando vontade :D

Hehe, brincadeira. Parece ser um lugar lindo. Aproveitem

Anônimo disse...

Faltou falar que jeri é área de proteção ambiental não sei o que, o que significa que a polícia não faz nada e enche de maconheiro, cocaineiro, drogado de todo tipo.

Anônimo disse...

O que dizer desta matéria:http://br.esporteinterativo.yahoo.com/noticias/spt--wozniacki-%C3%A9-acusada-de-racismo-ap%C3%B3s-imitar-serena-williams-183911976.html
Houve de fato racismo ou foi "tudo brincadeira". E o quer dizer da chamada da matéria: "Não há graça no corpo da mulher negra"?

Desculpe atrapalhar o tom descontraído do post de hoje...não foi por inveja não, rsrs

lola aronovich disse...

Bom, anônimo, se isso for mesmo verdade, o que duvido (já que a polícia existe por lá, e não é toda Jeri que é área de proteção ambiental, apenas uma parte), então precisamos urgentemente legalizar as drogas nos outros lugares também. Sim, porque o índice de criminalidade em Jeri parece ser baixíssimo. Pelo menos todo mundo pode andar nas ruas na madrugada sem medo, pode dormir de portas abertas...
Vimos um cara dormindo no meio de uma rua central, mas acho que ele havia sofrido os efeitos de uma droga legalizada -- o álcool, já ouviu falar?

Sara disse...

Desculpe o ufanismo, mas não existe pais mais lindo q o nosso.
E vc deu a sorte de estar na parte mais maravilhosa heim Lola.
Espero um dia poder conhecer cada pedaçinho desse meu pais.

Raziel von Sophia Imbuzeiro disse...

Só em eu ver essas fotos meu calor e sede já aumentaram.

Lola, tu não curtes lugares mais friozinhos não? Como o interior do RS e de SC. =]

Alias, um dia tu virás a PoA dar palestra? u.u

Lays, mãe e tudo o mais. disse...

E eu aqui, encarando shopping lotado... morrendo de inveja!!!!

Lilly disse...

Já fui pra Jeri quando era criança... tenho muita vontade de voltar, não esqueço de lá. É realmente muito bonito e tem um ar bucólico que é tentador. Dá vontade de ficar lá pra sempre, hihi. Tu pareces tão feliz nas fotos, Lola. Adorei todas.

Anônimo disse...

Ô, se inveja matasse.

Marcelle disse...

Adorei o tom leve, divertido e informativo do post.
Deu mais saudades ainda deste Brasil tão bonito.
Obrigada por dividir.

Juba disse...

Adorei.

Lola, eu também bóio sem nenhum esforço, mas isso desde muito antes de ter peito. Será problema de densidade?

As fotos estão lindas!

lola aronovich disse...

Pessoas queridas, acabei de fazer um novo sorteio do livro TODA MANEIRA DE AMOR VALE A PENA. Leiam o update, por favor. O número vencedor agora foi o 149, que representa a LORENA. Por favor, Lorena (mas não qualquer Lorena, tem que ser a número 149), entre em contato comigo. Me mande um email com seu endereço. Não tenho como entrar em contato contigo, porque o seu perfil não tem qualquer dado pessoal. Fico no aguardo. Se a Lorena não entrar em contato até o dia 26/12, farei um terceiro sorteio...

Raziel von Sophia Imbuzeiro disse...

Vou fazer um abaixo assinado pela Lola em Porto Alegre! hunf -_-

Se a Lola for TR00, ela consegue dar palestra feminista até no IF-UFRGS(tem uns feminismos loucos lá).

carina disse...

Se pronuncia jéri ou jêri ou jerí?

taxpayer disse...

Tudo isso com a nossa grana. Isso é um abuso, uma falta de respeito com o povo. Me devolva já toda a grana que tive que bancar. Aliás, não a mim, a todos os taxpayers.

Mordred Paganini disse...

Até onde eu sei, a Lola trabalha para ganhar seu salário e paga provavelmente muito mais de imposto de renda do que você. Então baixa a bola aí, seu retardado!

lola aronovich disse...

Ai ai, toda santa vez que publico um post sobre alguma viagem que fiz num fim de semana ou nas férias vem alguém dizer que está financiando meu lazer... Porque, pra essa gente, funcionário público tem que trabalhar de graça. Isso vale pra médico que trabalha no SUS também, Taxpayer, ou só pra professora universitária numa federal? Ou de repente vale só pra professoras de humanas em federais? Se eu lecionasse em outra área, teria direito de viajar, comer em restaurantes, ir à praia, com o meu dinheiro?
Assim como muita gente privilegiada, eu tenho um emprego. Exerço uma profissão e sou remunerada por ela. E, assim como todo mundo (que não é rico e não tem advogados e contadores que o ensinam a pagar menos impostos), eu pago impostos. Pago 27,5% de impostos. É a alíquota mais alta.
Vc, Taxpayer, provavelmente pensa que servidores públicos não deveriam existir, ou deveriam trabalhar de graça...

Andressa disse...

Que delícia de mini-férias! Que bom que foram bem aproveitadas com o SEU dinheiro que você recebeu justamente pelo seu trabalho.
Enfim, viajar é uma das melhores coisas que a gente por si mesmos. Parabéns pela aventura :)

Mirella disse...

coisamaislindadomundo *.*


Quem bom que aproveitou bastante, Lola!
As crônicas de viagem dão o tom perfeito pra começar uma segunda =)

Anônimo disse...

'Vc, Taxpayer, provavelmente pensa que servidores públicos não deveriam existir'

Nope, o que ele (e que todo libertário) diz é que se o que os funças fazem é tão útil como eles dizem que é, as pessoas pagariam por isso voluntariamente.

Anônimo disse...

'Bom, anônimo, se isso for mesmo verdade, o que duvido'

Cinco segundos de google matariam essa sua dúvida.
http://blogs.diariodonordeste.com.br/egidio/turismo/sexo-violencia-e-drogas-ameacam-jericoacoara/

Lorena disse...

Ai, não acredito, Lola, sou eu mas não sou eu! hahahaha! Pq sou a Lorena nº49... Ah, que pena! Que minha xará apareça pra receber o livro, então, eu vou atrás da minha cópia pra comprar. :)

Sobre Jeri, não sei nem o que dizer... a não ser que graças a Deus saio de férias semana que vem e vou pra praia tb. Não é Jericoacoara, mas é no NE também, pelo menos!

Beijo!

Cintia Diedrich disse...

Que passeio maravilhoso hen! Vou colocar Jeri na minha lista de férias! Vc e o maridao estao com feiçoes de muita felicidade. axo que o passeio fez muito bem :D

Sabrina Alves disse...

Jeri é realmente incrível. moro em uma cidade vizinha =) bem pertinho daqui, inclusive a lagoa azul é do município que moro. infelizmente, não aproveito jeri tanto quanto tenho vontade. um dia farei isso, passarei muitos fins de semana por lá. e é incrível o ar de paz presente. passei ano novo lá, e nem história de ter brigas. maravilhoso. jeri é um paraíso

Sem paciência com ignorantes disse...

O taxpayer nem deve trabalhar, se não, saberia quanto de imposto servidor público paga.
O imposto de servidor é retido na fonte, ou seja, o governo já paga descontando o imposto (nem dá opção) e, depois disso, o servidor ainda tem que declarar imposto de renda pra pagar ainda mais ao "governo".
Na iniciativa privada, é possível sonegar os rendimentos iniciais. É possível burlar leis trabalhistas retendo a carteira do trabalhador por mais de cinco dias após a contratação, depois demitir o indivíduo com apenas 30 dias de experiência (sendo que, tendo a carteira estado retida, o cara passa bem mais que isso na empresa), o que desonera o pagamento de direitos trabalhistas...
Sem falar que você não declara tudo o que compra, que existe um mercado de notas frias, que depois você também nem declara tudo o que ganha...
Taxpayer bobinho e mal informado, duvido muito que você seja um taxpayer mesmo.
Se fosse empresário, ficaria quietinho e continuaria roubando seus funcionários.
Se é funcionário, é bem ignorante e nem sabe de onde está sendo roubado.
Tenho raivinha de gente preguiçosa (porque não procura se informar) e metida a "direitinha".
Você bem merece continuar explorado por seu patrão.

Anônimo disse...

Quanto mais gente viajando, curtindo a vida, mais serviços diversos (guias, aluguel de carros etc) teremos. Isso é ótimo. Somente liberais toscos e moralistas pensam como o tal de pagador de impostos ali.

Anônimo disse...

Lola, segue uma reportagem bem triste. Veja que a ditadura de Papa Doc assim como a de Kadafi usavam o estupro como forma de explicitar seu poder. O mesmo aconteceu na nossa ditadura.

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,as-vitimas--silenciosas--do-haiti-,974475,0.htm

Anônimo disse...

Taxpayer é "classe média sofre" preocupadíssimo com os impostos que paga, como se só a "classe média sofre" pagasse impostos! kkkkkk

taxpayer disse...

Exatamente, Lola. Por mim funcionário público não precisa existir. A sociedade toda paga um alto preço por um péssimo serviço. Funcionários público não geram riqueza. Um país enriquece com a acumulação de capital.

Priscila disse...

taxpayer, eu quando fui funcionária pública fiz um ótimo serviço. Mais respeito, rapaz.

Outra coisa, quem disse que funcionário público deve gerar riqueza? Funcionários públicos prestam serviços a quem não teria outra forma de ter acesso a eles, por não ter como pagar. Ou você é daqueles que pensam "não pode pagar, foda-se!"?

Marcos disse...

Jericoacoara ao meu ver esta com bons preços, quando viajar é preciso dar uma olhada na promoção das passagens, mas é nessa época que é bom para comprar pois existem promoções todas as semanas...

um abraço
Marcos
http://escolhasuaviagem.com/jericoacoara-uma-das-praias-mais-lindas-do-mundo/