terça-feira, 21 de agosto de 2012

É TÃO DIFÍCIL SER HÉTERO

Tá tarde pacas e não tenho nenhum post agendado pra hoje e estou com preguiça. Acontece nas melhores famílias, vai. 
E essa ditadura gay que não começa nunca?
Então vou colocar aqui umas imagens. A de cima é um cartum que, ao mesmo tempo que dá um cutucada nessa coisa ridícula que é o orgulho hétero, também questiona a ideia divulgada pelos homofóbicos e demais ignorantes de que a heterossexualidade é algo natural (o que leva a crer que, por contraste, a homossexualidade seria algo anti-natural). Aí eu fico pensando na frase (mas não lembro quem disse) que, se a heterossexualidade fosse algo tão, mas tão natural, por que esse esforço monumental da sociedade para defendê-la e vendê-la como única alternativa?
Este cartum do Laerte vai na mesma linha.
E a foto de baixo é só uma provocação aos conservadores. Adoro a carinha sapeca da manifestante. E o pior é que tenho certeza de que o que ela diz é verdade. Diz assim: "Você pode ter tirado todos os meus direitos, mas eu ainda consigo mais b*ceta que você". Alguém duvida?

147 comentários:

Carlos disse...

Homossexualismo é um defeito genético, pois nunca vi leão gay, gato gay, cachorro gay, etc...

Homem heterossexual que reprime gays é burro... pois quantos homens homossexuais pagando de hétero e casado com alguma mulher?

Se heterossexuais parassem de reprimir homossexuais, teriam muitos homens saindo do armário e não teria mulheres casando com homens homossexuais não assumidos, assim deixando elas "disponíveis" no mercado sexual.

lola aronovich disse...

Alguém me ajuda a decifrar o comentário do mascutroll Carlos?

Quando vejo palavras tão ignorantes assim, lembro de umas palavrinhas:

Homossexualidade existe em todas as espécies. Homofobia, só em uma.

Vanessa"' disse...

""Se heterossexuais parassem de reprimir homossexuais, teriam muitos homens saindo do armário e não teria mulheres casando com homens homossexuais não assumidos, assim deixando elas "disponíveis" no mercado sexual.""

1ª. Só homens podem ser homossexuais e saem do armário

2ª. Mulheres tem que casar com homens, mesmo que seja só pra ele esconda a sua homossexualidade.

3ª. Mulher que não casa fica "disponível no mercado sexual"?

Marcelo disse...

A defesa da heterossexualidade é homofobia e ego-distonismo. Esses hipocritas nao entendem isso. e cometem esse ato-falho que é o tal orgulho-hetero.

Luca disse...

Boa noite, Lola!
Para começar, sou leitora assídua do blog há quatro meses, quando o conheci. Todos os dias espero ansiosamente o seu post e sempre leio todos os seus comentários.
Mas, falando sobre o post e comentário do troll acima,sempre que um hétero homofóbico faz alguma "defesa" da homossexualidade é sempre com esse argumento ridículo e sexista de que é bom que mais homens virem gays(para começar, como se só homem fosse homossexual, até nisto são machistas)porque sobram mais mulheres para eles.
Ridículo.

Luiza disse...

"pois nunca vi leão gay, gato gay, cachorro gay, etc..."

Eu nunca vi Azkaban, mas tenho certeza que ela existe!

Esse cara é o resultado da péssima educação pública. Não sabe o que fala e não sabe como pesquisar estudos que deem apoio à sua opinião. Porque se soubesse, não escreveria tanta merda.

Livia Siqueira disse...

Lola, o Morgan Freeman tbm arrasou num comentário esses dias: "I hate the word homophobia. It's not a phobia. You are not scared. You are an asshole."

Lord Anderson disse...

Quando ouço alguma merda igual a dita pelo Carlos, imagino se ele só ta se fazendo de idiota pra ser troll ou se realmente tem tão pouco conhecimento em zoologia (vale consultar google e wikipidia)e tanto preconceito que acredita nas besteiras que diz.

Marcelo disse...

"pois nunca vi leão gay, gato gay, cachorro gay, etc..."

O bonobo é um primata parente proximo ao ser humano e e sua sociedade é homonormativa e matriarca (com femeas homossexuais). Comprovado e estudado exaustivamente pela ciencia, o que indica que uma serie de outros animais tambem sao assim.

Panthro disse...

Oi, Carlos. Veja agora:

http://www.youtube.com/watch?v=Q8gttC6P3bE

Cultura faz bem pra alma.

Anônimo disse...

Lola, neste exato momento está passando na Band uma matéria sobre aborto e estupro.

Mauricio disse...

Tem pelo menos dois casos bem divulgados na mídia de casais gays de pinguins em zôos de Madri e Toronto.

Anônimo disse...

Que horror ! ter orgulho de ser hetero ,algo tão feio e anti-natural. Ainda bem que somos todas lesbicas.

Sara disse...

Lola eu ja fui criadora de periquitos australianos, inclusive escrevia algumas materias para uma revista especializada, e por várias vezes vi casais de periquitos "gays" tanto de fêmeas como de machos, e muitas vezes tambem vi alguns individuos que durante sua vida alternavam sua preferência entre machos e fêmeas, portanto eram bissexuais, não sou biologa para afirmar mas creio que isso acontece em muitas espécies e é totalmente normal.

yulia2 disse...

lixo machista poluindo a net...


http://www.youtube.com/user/vmzaneti?feature=em-comment_reply_received

yulia2 disse...

galera , queria fazer um pedido pra vcs ...

votem no joinha desse video... não vamos deixar a mascuzada ganhar

http://www.youtube.com/watch?v=e6CBqYxFcF4

Carlos disse...

"Homossexualidade existe em todas as espécies. Homofobia, só em uma."

Não sei onde vocês viram homossexualidade em outras espécies, um macho tenta acasalar com outro macho na falta de fêmeas num território.

"1ª. Só homens podem ser homossexuais e saem do armário

2ª. Mulheres tem que casar com homens, mesmo que seja só pra ele esconda a sua homossexualidade.

3ª. Mulher que não casa fica "disponível no mercado sexual"?

1ª mulheres homossexuais são mais aceitas do que os homens homossexuais, duvida? Colocaram uma vez um casal de mulheres se beijando... a maioria passou com indiferença, já no casal de homens houve indignação, dizendo para eles serem mais discretos.

2ª em nenhum momento afirmei que mulheres devam casar com homens enrustidos... sendo quando tem homem não assumido, mulher não se importa... tanto que tenha "conta paga" no fim do mês...

3ª de uma forma ou outra mulheres ficam no mercado dos relacionamentos quando são solteiras, assim como homens... a expressão sexual foi no sentido figurado que falei.

"Eu nunca vi Azkaban, mas tenho certeza que ela existe!

Esse cara é o resultado da péssima educação pública. Não sabe o que fala e não sabe como pesquisar estudos que deem apoio à sua opinião. Porque se soubesse, não escreveria tanta merda."

Machos de outras espécies só tentam acasalar com outros machos na falta no território deles pelo menos uma fêmea.

"O bonobo é um primata parente proximo ao ser humano e e sua sociedade é homonormativa e matriarca (com femeas homossexuais). Comprovado e estudado exaustivamente pela ciencia, o que indica que uma serie de outros animais tambem sao assim." e

Oi, Carlos. Veja agora:

http://www.youtube.com/watch?v=Q8gttC6P3bE

Cultura faz bem pra alma."

Se este leão fosse homossexual mesmo, teria acertado seu "possível objetivo"... quero ver ele ter esta atitude tendo fêmea(s) por perto.

"Tem pelo menos dois casos bem divulgados na mídia de casais gays de pinguins em zôos de Madri e Toronto."

Quero ver machos e fêmeas de alguma espécie tendo relações homossexuais no seu habitat natural.

*Zoo = hospício para os animais, lugar de bicho é no mato.*

Anônimo disse...

Não importa se é um defeito genético ou não Carlos. Ela existe, inclusive em mulheres também, só pra salientar. Já que ela existe, pode ser defeito genético, "coisa do demo", "coisa linda de deus", enfim, tanto faz.

A homosexualidade é fato, tá ai e merece ser respeitada.

yulia2 disse...

Homossexualismo é um defeito genético, pois nunca vi leão gay, gato gay, cachorro gay, etc...
__________________

Na moral.... parei por aqui...

yulia2 disse...

Doente é quem se sente incomodado com a sexualidade alheia...

se o cara se incomoda com homossexuais a esse extremo... é porque se sente INSEGURO a respeito da sua própria sexualidade.

homem ou mulher BEM RESOLVIDOS com essa parte, JAMAIS se afetam porque o outro é gay....
JAMAIS!

FATO!

Beatriz Alencar disse...

http://pt.wikipedia.org/wiki/Homossexualidade_no_reino_animal

Este longo artigo na wikipedia, sobre homossexualidade nos animais cala sua boca Marcos. A homossexualidade nos animais é a coisa mas natural no mundo. E se voce nunca viu cachorros gays, vc não vive nesse mundo! Minha colega, tem tres cachorros: dois machos, uma fêmea. Os dois machos são tão gays, que deixam a fêmea de lado. Nem transam com ela mesmo que ela esteja no cil. Um pouco de aula de história e pesquisa lhe cairia bem.

lola aronovich disse...

Não acho justo compartilhar essas risadas no Twitter e não com vcs. Olhem só o que acabei de ler num fórum mascu perto de vc:

“Mulher se não tivesse b*ceta, eu passava perto e chutava”. Mas eles não são misóginos, é só impressão!

Tem essa outra pérola mascu tb: "Nunca sou visto na companhia de EPBs (Elementos Portadores de B*ceta), a não ser quando estou tentando acasalar".

Repararam no TENTANDO acasalar, seus EPBs?
Esses seres tão evoluídos intelectualmente são amiguinhos seus, Carlão?


Anônimo disse...

Homossexualismo é natural? Beleza, então não precisaria da parada do Orgulho. Mas se eles querem ter e vivemos numa sociedade que defende a liberdade de expressão, então ok.

Mas se eles tem o direito disso por que os outros não podem ter? Heterossexual não pode ter orgulho? Só porque é algo natural?

É porque heterossexual não sofre preconceito ou discriminação? Mesmo quando um hétero está rodeado de homossexuais? Tem certeza disso?

Engraçado esse Carlos falando tanta besteira, achei até que a Lola tinha banido ele, curioso ela não deletar posts assim.

Imagino o que aconteceria se ele argumentasse melhor.

Carlos disse...

Em nenhum momento falei que homossexualismo me afeta, apenas rebati a teoria que homossexualismo é algo natural a todos seres vivos, este defeito genético é exclusivo de seres humanos.

Há duas soluções para o homossexualismo...

ou os heterossexuais não se importem com homossexualismo, para que sobre mais mulheres e que não tenha casamento de "fachada" gay X mulher

ou os homossexuais sejam discretos como casais, homens e mulheres que curtem menage e swing*.

*sabemos que existem estas pessoas... mas ninguém sabem quem são, pois são discretos e coerentes... por que se falassem tudo do que gostam, sofreriam preconceito de outras pessoas.

lola aronovich disse...

Ha ha, o anônimo homofóbico dizendo que o CARLOS é que está falando besteira (ele não!). Ahauahauahauahahuaha Desculpa, gente. Não faço mais. É que esses neandertais são hilários.

Elaine Telles disse...

“Mulher se não tivesse b*ceta, eu passava perto e chutava”. Mas eles não são misóginos, é só impressão!

"Nunca sou visto na companhia de EPBs (Elementos Portadores de B*ceta), a não ser quando estou tentando acasalar".

Desculpem autores dessas frases, mas vocês gostam de homem. E já está justficado o ódio que sentem por aqueles que são livres para manisfestar sua sexualidade. Sugiro parar de tentar fazer de conta que gostam de mulher indo atrás apenas de sexo e ser feliz ao lado de seu(s) parceiro(s) do sexo masculino.

Carlos disse...

Este anônimo fez eu me confundir... não sabe interpretar é isso no que dá...
está certo que falei anteriormente

"apenas rebati (contrariar) a teoria que homossexualismo é algo natural a todos seres vivos..."

esta colocação está certa, mas depois coloquei que (NÃO) num comentário posterior

isto é, homossexualismo NÃO é algo natural, tanto que não existe homossexuais nas outras espécies.

Beatriz Alencar disse...

Para de Orgulho Hétero é igual parada de Orgulho Branco. Não faz sentido, se voce não sofre preconceito por ser do seu jeito. O orgulho serve para vc dizer que se ama, independente da sociedade discrimina-lo; Para isso que servem esses tipos de paradas.

Todos os argumentos usado por Carlos, me lembra aquela questão dos canhotos que sofreram preconceito na idade média pelos mesmos motivos que os gays sofrem preconceitos: São minorias, logo não são normais. Antigamente, se achava que canhotos eram possuídos por espiritos malignos. Tinha até padre que tratavam eles para expulsar os demonios! Ser canhoto também era visto como um ''erro genético'', e muitos eram forçados a escrever com a mão direita.
A ciencia veio, e desmentiu tudo isso e provou: Ser canhoto é tão normal quanto ser destro, mesmo que sejam minorias.

Agora com os biólogos cada vez mais compreendendo a sexualidade humana, fato semelhante vai acontecer com os gays: Eles são minorias, mas são tão normais quanto héteros.

Luiz Prata disse...

Sobre essa história do Orgulho Hétero, eu sempre me lembro do que o programa Furo MTV, com Dani Calabresa e Bento Ribeiro, disse a respeito. A mais bem-humorada resposta que se pode dar a essa proposta ridícula.

http://www.youtube.com/watch?v=8PHNpwAYIEM

André disse...

Beatriz Alencar,
De fato parada do orgulho hétero não faz sentido, mas são os héteros que tem que chegar a essa conclusão, deixando o bolsonaro desfilando sozinho na avenida. Quando homossexuais tentam impedir uma parada hétero a situação se complica.

Karla disse...

ahahaha Lolinha, seu EPB, estou rolando no chão de rir desses trolls! Parabéns a todos os envolvidos

André disse...

Não sei porque meu comentário sumiu, creio não ter sido ofensivo. Disse apenas que achava que o Carlos estava errado porque meu tio criava gado (não confinado e misturando machos e fêmeas) e de vez em quando aparecia um garrote gay entre eles. E disse que achava que a Lola estava errada porque era comum o garrote gay ser isolado e agredido pelos demais animais. Não estou justificando a homofobia (creio que podemos ser mais evoluídos que gado de corte), mas a homofobia existe na natureza.

Vanessa"' disse...

"1ª mulheres homossexuais são mais aceitas do que os homens homossexuais, duvida? Colocaram uma vez um casal de mulheres se beijando... a maioria passou com indiferença, já no casal de homens houve indignação, dizendo para eles serem mais discretos."

Não foi uma comentário acerca do que é mais aceito ou não, lésbicas sofrem tanto preconceito quando gays, a diferença é muitos dos machos mais ignorantes e retrógrados por ai acham duas meninas bonitas e ao invés de bater nelas ou as xingar, o que faria no caso de um casal masculino, faz piadinha sexual. E eu sei muito bem do que eu estou falando.

"2ª em nenhum momento afirmei que mulheres devam casar com homens enrustidos... sendo quando tem homem não assumido, mulher não se importa... tanto que tenha "conta paga" no fim do mês..."

Incrível como você assume que mulheres precisam de homens, e que quando casadas com um é só pra ter alguém que lhe pague as contas. Você deve conhecer pouquíssimas mulheres pra generalizar desta forma.

"3ª de uma forma ou outra mulheres ficam no mercado dos relacionamentos quando são solteiras, assim como homens... a expressão sexual foi no sentido figurado que falei."

Mercado dos relacionamentos,é somos todas mercadorias mesmo. E até parece que toda pessoa solteira está, desesperadamente, procurando alguém.

PS: Carlos, você escreve mal. Procure ler mais, quem sabe com esse hábito você aprenda a se comunicar e até a pensar melhor!

Anônimo disse...

Vocês conhecem esse site aqui chamado Manual do Cafajeste(para mulheres)? link: http://www.manualdocafajeste.com/2012/08/17/bukowskiniano/

É um nojo esse blog!
São homens que postam suas peripécias da vida de solteiro sempre esculachando e xingando as mulheres que eles pegam,que os amigos pegam de tudo quanto é nome.
Ficam expondo o ódio que sente por mulheres a torto e a direito.
O pior disso tudo é ver um monte de mulher concordar com as merdas que esses camaradas escrevem e comentar que "mulher é burra","que a fulana é uma vadia" e por aí vai...

yulia2 disse...

''Em nenhum momento falei que homossexualismo me afeta,
apenas rebati a teoria que homossexualismo é algo
natural a todos seres vivos, este defeito
genético é exclusivo de seres humanos.''


não fale bobagens...
vc não tem nenhuma comprovação científica
disso.


''Quando homossexuais tentam impedir uma
parada hétero a situação se complica.''


HAHAHAHAHH quem está impedindo a passeata hetero???

parem de viajar..... vcs não precisam de permissão
de seu ninguém pra fazer passeata , as ruas estão
aí pra quem quiser.... façam.

È ridiculo ao extremo, mas ta aí façam
como quiserem...kkkkkkkk

Rebecca souza disse...

oi ,em primeiro lugar ,meu caro carlos,sabe pq lesbicas são como vc diz ´´aceitas`´?pq até nisso os mascus acham que existe só para matar o fetiche deles de duas mulheres juntas,sabe pq no ``mundo tudo para o prazer dos homens`´o sexo só serve para eles.
agora deixa eu te contar um segredo:EU FICO COM MULHER PQ EU GOSTO,NÃO PARA SATISFAZER SUA TARA`´
TRISTE NÉ?

agora quando ao post,o que me enoja do `´orgulho hetero`´é ver mulheres participando disso,cara vcs já tiveram o desprazer de entrar nessas comunidades do face`´orgulho hetero masulino e feminino?´´gente elas simplesmente acham que colocando foto de homens como carne de açougue igual a de mulheres elas estão sendo o top de linha,o pior é que elas mandam fotos para a comunidade masculina e levam td tipo de comentario nojento .Pq uma mulher faz isso?pq aceita o que o machismo lhe impõe,isto é um misterio para mim,só para verem o nivel,alguns comentarios dessa pagina:

´´tiro esta coeca no denti com muito gosto17 de Agosto às 22:47 · CurtirCurtir (desfazer) · 1.`´Tem orgulho de ser hetero,mas,de escrever direito não!

`´ Noossa! eu so agradeço por ter mulheres "sapatona" que naum curti essas maravilhaa... Sobra mais p gente! Aoow dlç *-----*17 de Agosto às 20:12 · CurtirCurtir (desfazer) · 2.,`´realmente ter orgulho de ser hetero,não curte estudar,mulheres no plural,sapatona no singular.

`´se for boiola eu dou um trato nele que ele nao vai querer saber d outra coisa! q dlç =)17 de Agosto às 19:31 · CurtirCurtir (desfazer) · 1.`´vc já não ouviram o famoso`´é lesbica pq eu nunca peguei?`´

e por ultimo ,meu preferido,um status da propria pagina:

`´Encontrei algumas feministas na página e já mandei ir passear. Garotas,nossa página é para aquelas sentem orgulho de ser hétero feminino e que não estão aqui para defenderem ideologia feminista. Gostamos de homens e essas daí citadas acima,sei não viu?! kkkkkk Querem que homem dividam a conta com a gente,querem ser homens também,eu acho.Eu gosto de ser tratada como uma princesa,e o dia que um homem pedir para eu dividir a conta com ele,é pé na bunda na hora´´
entendeu agora,senhores que não acham uma pagina dessa preconceituosa?,eu sou bi,tenho orgulho disso,mas,acho que cada um escolhe seu caminho.
estas pessoas são heteros e acham que além de ter orgulho ,tem que ter preconceito contra quem não é!
Pensem nisso!

Carol disse...

Albinismo é uma condição (não um defeito) genético. Olhos azuis, idem. Supondo, e somente supondo, que homossexualidade seja também um "defeito" genético, e sabendo que o pessoal preconceituoso acha que aqueles que possuem o "gene" devem ir contra seu dna, pergunto:

Será que eles acham que albinos devem tingir seus cabelos e que gente de olhos azuis deve sair de lente por aí?

Lógica manda beijos.

Anônimo disse...

Homodeus dos céus!

Anônimo disse...

Essa história de homossexualidade não ser natural é velha e já está batida há muito tempo. É só ir no google imagens e procurar "gay animals". O caso da parada gay é que ela é só um manifesto pedindo mais tolerância. Também acho que não há nada que se orgulhar em ser gay ou hétero. Por mim, a Parada Gay nunca deveria ter tido razão de existir (diferente de achar que nunca devia ter existido).

Aqui, fiquem com esta imagem: http://i.imgur.com/L5dxu.jpg

Anônimo disse...

O PROFETA MASCULINISTA
( eu despertei...)

Os homens heterosexuais, o são de forma convicta, ( excluindo e claro os homosexuais enrustidos, que por pressão social, não demonstram sua sexualidade plena)a heterosexualidade masculina, diferentemente da feminina não e uma construção social, mas sim biológica, o homem se exita somente com a cisão do corpo feminino, a ereção e involuntária, consequência de milhares de anos de evolução, para que o homem pudesse ver atrativo na fêmea, senão não haveria procriação.

A mulher não, na mulher sim a heterosexualidade e uma construção social, quase 100% das mulheres tem tendencias homosexuais, a mulher admira mais o corpo feminino que o masculino, ela não vé atrativo no corpo masculino nu pura e simplesmente, e preciso um estimulo a mais, a atração pelo macho e pura e exclusivamente utilitarista, devido ao instinto materno.
Seculos de dominância masculina, pela força, criaram uma memoria genética de temor e asco ao gênero masculino, e isto esta impregnado em como a mulher vé o homem nos dias de hoje, as mulheres se sentem incomodadas e acuadas com a presença masculina em ambientes comuns.
toda mulher tem uma lésbica dentro de si, e o feminismo potencializa o asco natural que as mulheres tem ao gênero masculino, os homens não vão mudar pois o machismo/masculinidade, como eu disse não e uma construção social, mas sim uma natureza característica inerente ao individuo, o que e construção social, e a forma como será expressada este machismo/masculinidade, e as mulheres continuaram sentindo repulsa pelo machismo/masculinidade do homem(eu andei lendo a respeito, e constatei que as poucas mulheres que admiram o corpo masculino em si,tem uma dosagem de testosterona maior no seu organismo, curioso!!).
Com a emancipação da mulher, e a acensão do feminismo, eu acredito que ate o fim do seculo, quase que 90% das mulheres serão lésbicas, quem viver verá

Anônimo disse...

outro dia eu vi um cachorro macho cheirando o anus de outro.

Fernando Borges disse...

Será que postar textos todos os dias não acaba sendo algo negativo? Não estou dizendo que é, mas que pode vir a ser. Parece ser muita pressão e soa como uma obrigação. Acho que o blog não sairia prejudicado se você escrevesse 4/5 vezes por semana ao invés de 7. Bom, de uma maneira ou de outra, eu gosto do formato atual e sempre passo por aqui :)

Abraço

Sphynx disse...

Sou dos que acham que esses movimentos de orgulho branco, orgulho heterossexual, não têm verdadeira razão de ser.

Quem quer defender essas ideias tem o direito de fazer isso, é claro, mas não vejo a real necessidade nem a legitimação histórica aí.

O que eu vejo nisso é uma birra social feita por gente que não tem direitos novos a conquistar pra si mesmos, afinal já têm garantidos todos os direitos que a ordem atual prevê, então se empenham em boicotar que outros grupos tenham mais direitos. Birra, choradeira mesmo.

Lembro que outro dia, aqui no blog mesmo, alguém comentou se queixando que daqui a pouco não vai mais poder fazer piada de homossexual, de negro, de mulher, de nordestino, de judeu, e de sei lá o que mais.

E me parece ser bem isso a mentalidade dos apoiadores desses "orgulho-elite", achar que as frivolidades deles merecem mais proteção que a dignidade dos outros.

Nibelung disse...

http://twitpic.com/ahenqb

"Homofobia não é uma palavra. Você não tem medo. Só é um c**ão"

Nibelung disse...

http://twitpic.com/ahenqb

"Homofobia não é uma palavra. Você não tem medo. Só é um c**ão"

Debora disse...

ola!
achei seu blog hoje e gostei muito de ler
apesar de nao concordar com tudo e até achar algumas contradicoes, achei muito proveitoso. Talvez essa foi a parte que gostei mais, porque me fez refletir mais ainda.
salvei nos meus favoritos, te visitarei mais vezes
:) um abraco!

Anônimo disse...

Se o sexo é ou deixa de ser biológico, ou "natural", é problema de quem impõe o conceito...

Anônimo disse...

Como saber se você está falando com um ativista de direitos dos homens (os famosos masculinistas ou "mascus")
Parte 1: http://25.media.tumblr.com/tumblr_m8qiot63qC1rb2zifo1_500.png
Parte 2: http://24.media.tumblr.com/tumblr_m8qiot63qC1rb2zifo2_500.png

Orahcio disse...

Lembrei de uma amiga que encerrava uma discussão comigo com um "cala a boca pois já peguei mais mulher que você". Daí meus argumentos acabavam. O termo peguei não é tão legal mas acho que no contexto valeu.

Bruna B. disse...


Por que a maioria dos homofóbicos é do sexo masculino?

Não tenho dados a respeito, mas é o que percebo no cotidiano. Em todos os tópicos relacionados à homossexualidade a maioria dos comentários negativos e homofóbicos vêm de homens, enquanto as mulheres são muito mais esclarecidas e tolerantes...

É mera impressão minha ou vocês também já notaram isso?

Anônimo disse...

Lola,

esse comentário nada tem a ver com o post, e eu não queria que ele fosse aceito nesse post, mas é algo que gostaria de contar e, se possível, gostaria que você lesse. Não dou meu nome, mas, se você algum dia quiser escrever sobre o tema, minha história não precisa ser segredo. Sou homem, tenho 24 anos e, quando tinha 14, recebi em meu quarto à noite a "visita" de uma amiga de minha irmã mais velha, na época com 17, que, a pretexto de conversar comigo, começou a me acariciar e logo avançou para fazer sexo comigo. Eu não queria, disse que não queria e ameacei gritar; ela disse que gritaria mais alto e diria que eu a estava estuprando. Aconteceu. Contei para minha irmã, que ficou enfurecida e, ao tirar satisfações com a amiga, ouviu que eu era um "garoto bonitinho", que aquilo "acabaria acontecendo" e que ela estava me fazendo um favor, me dando experiência, eu devia estar grato. Todos os amigos de minha irmã concordaram. Ela nunca mais falou com nenhum deles.

Meu pai não entendeu meu problema, pelo contrário. Quando contei, ele achou ótimo, me parabenizou e no dia seguinte me deu de presente um pacote de camisinhas. Eu levei muitos anos para dar um único beijo em outra garota, fiz terapia depois dos dezoito sem que meus pais soubessem e, graças à psicóloga, entendi e aprendi a dizer que fui estuprado quando adolescente. Preciso dar o nome certo ao que aconteceu. Minha atual namorada é leitora assídua de seu blog, e reconheço boa parte das palavras carinhosas e da compreensão que ela me dá em seus posts. Comecei, portanto, a ler também; e percebi que, como tantos, preciso do feminismo. Para que as pessoas entendam que eu não devia estar grato, para que entendam o quanto aquilo me devastou, o quanto foi difícil ficar nu diante de outra garota, minha namorada em quem confio, e de tê-lo conseguido apenas aos 23 anos depois de terapia e muito apoio. Eu preciso do feminismo, do seu trabalho e do fim dessa sociedade que considera meu estupro um "favor" e minha estupradora uma "iniciadora sexual", quase uma "boa samaritana". Sei que não sou um caso isolado, sei de outros garotos que sofreram e, como homens, como eu, ainda sofrem. Tive a sorte de encontrar uma garota feminista, ou de ser encontrado por ela, e tive sorte de encontrar esse blog. Muito obrigado.

Anônimo disse...

Putz, se homossexualismo é "defeito genético"... acho que os cientistas estão beirando à depressão por nunca terem "achado" o fato causador dela...



Lorena disse...

Adoro esse primeiro cartum justamente porque ele dá a ideia do tamanho da idiotice que é um movimento de orgulho hetero. Eu não acho que a pessoa sentir orgulho, pessoalmente, de ser o que é, é errado. Independente do que ela seja! Agora, certos grupos não tem motivo pra tornar o seu orgulho um movimento político! Pq um movimento do orgulho hetero vai lutar pelo quê??? Casamento civil? Oh, eles já têm! Visibilidade?? São os únicos que têm. Oportunidade de demonstrar seu afeto pelo parceiro em público?? Garantia de direitos como pensão e convênio médico?? Adoção de crianças?? Como pergunta o cara do cartum, é muito esforço ser hetero??

Você sentir orgulho da pessoa que é, beleza, ótimo pra você! Mas não compreender que quando uma minoria (qualquer que seja) defende o seu orgulho em passeatas, estampado em camisas, em bandeiras, em movimentos políticos, é algo muuuito maior e mais importante do que o orgulho próprio (apesar de que perpassa por isso, orgulho próprio é o primeiro passo), é passar atestado de burrice.

Geíza Bolognani disse...

Lola, não sei se vc está sabendo... Momento histórico: as garotas agora poderão entrar na AMAN - Academia Militar das Agulhas Negras, do Exército. O último bastião foi posto abaixo. Leia e se puder (e quiser) comente: http://insanidadetemporariabyge.blogspot.com.br/2012/08/mulheres-na-aman-finalmente-chegamos-la.html

Bruno S disse...

Realmente fica difícil entender o porquê dessa preocupação toda com a vida sexual e amorosa alheia.

Sem falar nas falsas simetrias. O cara querer bancar de orgulho hétero como equivalente ao orgulho gay é querer dizer que a socidedade os trata igualmente, o que é bastante distante de nossa realidade.

Anônimo disse...

Rebeca, quase que dou um dedinho pra saber se essa página não é de mascu se fazendo passar por mulher...

Marcelo disse...

Mais de 60 homossexuais sao mortos violentamente por dia no brasil.
Pra voce ter uma ideia como o preconceito institucionalizado acompanha os homossexuais ate depois da morte, tente doar os orgaos, corneas e rins de uma parente homossexual com morte cerebral e voce vera como esse pais é governado por hipocritas.

E ainda vem com essa de orgulho hetero... lastimavel.

Mirella disse...

Mascu funciona de um jeito estranho.
Um diz que não tem homossexualidade em animais.
Aí diversas pessoas postam links e informações de animais homossexuais.
Então ele dizem que não tem não, que é porque não tinha fêmea - porque homossexual só existe machos, não fêmeas (!!!).

"quero ver ele ter esta atitude tendo fêmea(s) por perto."

Aqui uma matéria do ano passado
http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,homossexualidade-no-reino-animal,763657,0.htm

Se a pessoa possuir um mínimo de capacidade cognitiva, vai ler o seguinte excerto:
"Foram verificados envolvimentos homossexuais entre leões machos das mais variadas espécies. Eles também se relacionam com fêmeas, mas somente para a reprodução. Os casais gays criam os filhotes juntos e, assim, garantem a sobrevivência dos genes. ."

Mas como é que eles se relacionam com fêmeas se não tem fêmeas por perto?
Hmmmm...

Ah, aqui tem outra matéria, de 2010.
http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/785884-golfinho-faz-sexo-gay-para-manter-amigo-veja-ranking-animal.shtml

Aqui a reportagem diz que:
"Sexo é parte da vida dos bonobos como em nenhuma outra espécie de primatas. Eles fazem sexo para resolver conflitos, para pedir desculpas, como forma de congratulação e, claro, na maioria das vezes só por prazer mesmo. Nas palavras do grande primatologista Frans de Waal, os bonobos fazem tanto sexo que uma hora até cansa ficar observando seu comportamento. Tanto os machos quanto as fêmeas se envolvem em sexo homossexual, mas elas se destacam. "

Ora... um primatologista não senta no zoológico para estudar primatas. E, ué, fêmeas também são homossexuais?
Que bom, assim deixam alguns homens disponíveis no mercado!!

Anônimo disse...

Quem defende que a homossexualidade é um defeito genético, tem coco na cabeça. Mas eu acho graça, vai que o avô ou os outros parentes da pessoa também são homossexuais, se é genético, herdou o gene de alguém da família. As pessoas vivem a sexualidade da forma que bem entender,não preciso de justificativa "científica" para respeitar os outros. Essas pessoas que ficam procurando na "natureza" uma justificativa para serem homofóbicos, se não encontram vão falar de religião e assim vai. Elas não repeitam os outros e pronto, deviam apenas admitir, ao invés de arranjar desculpas esfarrapadas. JU

Andrea Elias disse...

Beatriz Alencar disse td!!!

lola aronovich disse...

Desculpem publicar essa coisa ridícula escrita pelo “Pateta Masculinista”, que deve ser o Fábio, aquele que disse que não trollaria mais, mas não passa um dia sem vir aqui e ser deletado. Mas esse comentário eu não resisti. É muito engraçado! Adorei a parte de que a ereção é consequência de milhares de anos de evolução! Pois é, ninguém disse que é fácil pros mascus... E obviamente nós, EPB (Elementos Portadores de B*ceta), muito menos evoluídas, só olhamos pros homens por causa do nosso instinto materno. Às vezes eu penso se os mascus competem entre si pra ver quem consegue escrever mais porcaria por frase.

lola aronovich disse...

Anônimo das 8:03, sinto muito pelo que vc passou. Sim, foi estupro. Não, não tem nada de bom nisso. Sabemos que boa parte da sociedade encara que uma mulher transar com um adolescente mesmo que ele não queira um favor, uma oportunidade. A “lógica” por trás disso é parecida com aquela piada que o Rafinha contou de estuprador não merecer cadeia, merecer um abraço, porque proporcionou um favor, uma oportunidade de sexo, à mulher feia, que não faria sexo de outra forma. É a mesma coisa que sua estupradora e seu pai pensaram do seu estupro. Pelo menos sua irmã agiu certo e te apoiou. Fico feliz que, com o apoio da sua namorada e da psicóloga, vc tenha conseguido superar isso. Essa sem dúvida é uma das faces perversas do machismo, e mais uma prova de como o machismo prejudica também os homens: um rapaz adolescente (ou adulto, tanto faz) deve ser grato a uma mulher que o forçou a fazer sexo. Homem não pode dizer não, tem que estar sempre pronto e disposto pra transar. Fico feliz que, através do feminismo, vc viu como esta lógica é errada. Abração pra vc e pra sua namorada!

Anônimo disse...

Ahhhhh meu deos do céu com tanto homem bonito, legal e inteligente neste mundo a gente tem que aguentar desaforo dos feios, burros e chatos...

-__________________-

EPB?

Eu acho que a maioria dos meliantes que são chamados de "elemento" pela polícia são EPP (elementos portadores de pinto)...


Clara

Huan Icaro Piran disse...

"De fato parada do orgulho hétero não faz sentido, mas são os héteros que tem que chegar a essa conclusão, deixando o bolsonaro desfilando sozinho na avenida. Quando homossexuais tentam impedir uma parada hétero a situação se complica."

Eis a coisa mais sensata que já li

Huan Icaro Piran disse...

"Por que a maioria dos homofóbicos é do sexo masculino?

Não tenho dados a respeito, mas é o que percebo no cotidiano. Em todos os tópicos relacionados à homossexualidade a maioria dos comentários negativos e homofóbicos vêm de homens, enquanto as mulheres são muito mais esclarecidas e tolerantes...

É mera impressão minha ou vocês também já notaram isso?"

Pode ser seu meio, aqui onde vivo o negocio é meio parelho, mas homens tendem a serem mais expressivos culturalmente em seus posicionamentos sobre sexualidade e vejo que mulheres tendem a evitar falar coisas que podem meter elas em enrascadas, como o crime da homofobia por exemplo.

Huan Icaro Piran disse...

Orgulhar-se de sua cor, credo, sexualidade, posicionamento politico, família ou o que for é bacana, é o ideal até, pois devemos aceitar e amar quem somos.
Movimentos de Orgulho, seja Gay, Negro, Feminista, Nativista ou o que diabos for, normalmente tem a finalidade de contrapor certos tabus, preconceitos e hipocrisias sociais.

De certa forma vejo essas bizarrices de Orgulho Hétero e similares como um contraponto no efeito de mola, um reflexo de uma confusão das liberdades extrapoladas em alguns pontos de exceção, mas que devem ser observadas com muito cuidado durante sua curta existência, pois se elas se prolongarem podem se tornar algo bem perigoso.

Anônimo disse...

Carlos, meus cachorros vivem um enrabando o outro no "mercado sexual" canino. Mas deve ser "defeito genético" mesmo.

Mirella disse...

"quase que 90% das mulheres serão lésbicas, quem viver verá"

HAAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAAH


Ai ai, nós podemos ser EPB, mas pelo menos podemos nos divertir.
Quem viver, verá. O Deus Clonos não perdoa.


Bruna B,

"Por que a maioria dos homofóbicos é do sexo masculino?"

Eu imagino que seja pela construção social do conceito de masculinidade. Aquela famosa frase "homem que é homem (insira aqui alguma bobagem)", aliada ao conceito de existirem "comportamentos de homem" e "comportamentos de mulher". Quando alguém vai contra estes preceitos sem sentido, quando um homem ignora esta "dádiva" de man to be man, grrrrr machão Rambooo, é uma ofensa, sabe. Gays não são homens, na cabeça de alguns, ou então são menos homens. Falta toda uma consciência de que gays são pessoas que vão muito além do sexo. São pessoas completamente normais. E imagino que talvez haja uma tolerância maior por parte de mulheres porque, frequentemente, nós nos aproximamos mais (entre heteros e homos). Acho que inclusive pela tranquilidade de ser um homem que não vá dar em cima de vc, não representa um perigo imininente etc etc. Mas vale ressaltar que existem mulheres extremamente homofóbicas, mas basta ver que tem o pensamento pautado sempre pelo "isso não é coisa de homem".
É uma discussão bem interessante.

Huan Icaro Piran disse...

Bem pensado Mirella, eu não havia indagado por esse angulo. Tem muito sentido. Mesmo que minhas experiencias praticas digam que a diferença seja pouca, isso pode ser parte do contexto onde estou inserido.

lola aronovich disse...

Este comentário anônimo que acabei de receber é novo pra mim:

“ toda feminista gosta mesmo e de "lamber a tampa do danone" !!! ”

Isso quer dizer que somos lésbicas? Não entendi. Não gosto muito de iogurte. Tem alguma coisa de chocolate? E eu não gosto de lamber quase nada. Prefiro morder. Até sorvete eu mastigo.

Mas me digam o que é pior: receber trocentos comentários de trolls todo dia (e deletá-los), ou receber comentário de um dos trolls mais assíduos dizendo que EU que crio comentários de trolls? Eu que crio mascus fakes como o próprio cara... O cara tá me dizendo que ele não existe e eu é que escrevo por ele e o deleto em seguida? Mascus: os medicamentos que vcs tomam não estão funcionando. Peçam pro psiquiatra reforçar a dose.

Sil Teixeira disse...

Fiquei pensando sobre o comentário da Bruna B. É que a mulher recebe uma educação diferenciada, para ter mais tolerância, procurar entender. O tal do "sentimentalismo feminino" que não é nada mais que uma construção social.
Normalmente o homem não sabe como expressar seus sentimentos, então em vez de dizer "Pera, eu não entendo isso, alguém me ajuda?", não ele prefere descontar a raiva de forma agressiva e fingir que é o dono da verdade.

Sil Teixeira disse...

Ah, agora vi o comentário de Mirella! Bem mais explicativo que o meu! HAHA

Eu vi certa vez em algum lugar que o homem morre de medo que os gays façam aquilo que ele faz com as mulheres. O medo de ter seu espaço invadido constantemente, saber que tem alguém te analisando da cabeça aos pés e pensando coisas nojentas com você sem ao menos te conhecer. Eles não querem ter o seu espaço invadido como eles invadem os das mulheres. Acho que no fundo, no fundo, é medo.

Mirella disse...

Huan,


Não tenho dúvidas de que tudo depende do nosso contexto e do ambiente (ainda bem, né!). Por exemplo, na faculdade (cursei Relações Internacionais) era raríssimo ouvir qualquer tipo de comentário levemente homofóbico. Uma vez, quando um colega meu entrou na sala, o professor fez "trejeitos gays" pelas costas dele, sabe? Tipo imitando rebolado e desmunhecando. No dia seguinte, ele mandou um e-mail de retratação para a sala inteira. Quantas vezes essas coisas não acontecem em outros ambientes e nem reparamos? Ou reparamos, mas ninguém se importa?
Fico "feliz" de lembrar que, apesar de não gostar muito da minha turma, o preconceito não era recorrente e, quando acontecia, era rebatido.
Já no meu atual ambiente de trabalho... É um facepalm atrás do outro.

Huan Icaro Piran disse...

Sil Teixeira, fomos dois então, fui tomar meu café refletindo justamente sobre isso. Acho que a Bruna B fez uma analise bem pertinente, e cá entre nós a Mirella deu parâmetros muito bons para reflexão.
Somando ao que você complementou (similar ao que eu estava refletindo porem mais completo) dá par repensar muita coisa.

Sil Teixeira disse...

Gente, eu já escutei o seguinte:

"Ah, mas se minha namorada me trair com uma mulher não é traição!". No sentido tipo "posso entrar na festinha também, com certeza elas sentirão falta do meu super pênis". Se a traição fosse com homem teria outro "macho ocupando meu território".
Cara, se sua namorada quisesse mesmo ela não te trairia com outra mulher. Que seja, no entendimento traição não é você omitir algo, nem trair a confiança... Se for com mulher, beleza se o cara puder entrar na festa, caso não possa: minha ex-namorada é uma vadia.

Anônimo disse...

Lamber tampa de Danone? hahahaha... essa é realmente nova.

Dá pra rir...

Lola.. tem o Danette, é de chocolate. hummm...

Lamber a tampa deve ser delícia!

risos

André disse...

Huan, Mirela e Sil,

O que eu observo é mulheres homofobizando principalmente as lésbicas e homens homofobizando principalmente os gays. Sendo que, no meu meio, as mulheres são mais sutis, são mais de isolar que agredir. Já os homens, além de isolar, são mais diretos, fazem piadas e, no limite, partem para o confronto físico. Não sei se é uma construção social ou biológica, mas é pouco prático uma mulher de porte médio tentar agredir um gay de porte médio.

Huan Icaro Piran disse...

Realmente André, mas conheço muito homem que não aceita lésbicas e muita mulher que não aceita gays. A salada por aqui é bem diversificada nesse sentido, o que me preocupa.
Contudo, temos uma população trans e homo bem grande por aqui, então preconceitos a parte, eles estão para ficar, ponto.

Ana disse...

"(...) este defeito genético é exclusivo de seres humanos"
"(...)homossexualismo NÃO é algo natural"

Gente, eu tenho uma dúvida: como uma coisa pode ser
genética e não ser natural? O_o

Sabemos que o Carlos 'não é afetado pelo homossexualismo', ótimo. Mas qualquer que seja a fonte da informação de que homossexualidade é um defeito genético, ele devia passar adiante. Porque ela resolve todo o problema!

Explico:

O grande argumento dos homofóbicos é que homossexualidade não é natural - é escolha, é comportamento, é 'falta de uma boa surra' (oi, Bolsonaro). Dizem que ninguém nasce assim, que é só um problema que pode ser corrigido, uma 'doença' que pode ser 'curada'.

Pois bem. Mas se a homossexualidade é genética, tudo isso cai por terra. Provando que uma pessoa gay nasce gay... a homofobia perde a razão de ser.

Primeiro porque uma pessoa não pode escolher como nasce, não tem culpa por seus genes e não pode ser curada dos próprios genes (?). Logo, se o cara nasce gay não há o que se fazer sobre isso. E aí querer 'consertar' um gay seria mais ou menos o mesmo que querer 'consertar' um negro - seria visto como absurdo.

Segundo porque não haveria mais razão pra dizer que 'dar direitos aos gays é incentivar a homossexualidade - um perigo para as crianças!'. Oras, nessa realidade, ou seu filho nasce gay ou não. Crianças hétero estariam imunes a qualquer demonstração de afeto homossexual - porque ser hétero está escrito em seus genes. Até a adoção por casais gays seria amplamente liberada então, porque né, se está no genes, então a sexualidade dos pais adotivos não influencia as crianças. Não haveria essa de 'todo mundo vai virar gay!', 'vamos incentivar os adolescentes a experimentar relaçãoes com o mesmo gênero' e outras palhaçadas.

Enfim, se foi provado que homossexualidade é genética... pra quê toda a discussão? O_O

Só pra deixar claro, não tenho intenção nenhuma de teorizar sobre as raízes da homossexualidade - se é genético, se não é, o escambau. Pra mim pouco importa, eu acho que todo mundo é livre pra viver como quer. Minhas duas dúvidas são:

- Como foi que DNA deixou de ser classificado como 'natural'?
- Onde é que está o estudo provando que homossexualidade é 'defeito genético'? Temos que repassá-lo por email ou coisa assim...

Pra deixar claro: o conceito de 'natural' aqui é no sentido biológico (natural = por natureza), e não cultural (natural = 'normal').

Como eu disse, grande parte de debate se dá em torno da origem da sexualidade - se é um comportamento adquirido, e que portanto pode ser reprimido ou incentivado; ou se é algo de berço que não pode ser escolhido ou consertado.

Assim, o único 'natural' que faz sentido aqui é o que se reporta à genetica, ao nascimento e tal. Se algo nasce com um ser humano, aquilo É natural - é trabalho da 'mãe natureza', algo que simplesmente aconteceu, e não algo adquirido. É por isso que não entendo como algo no DNA pode NÃO ser natural.

... Aliás se o conceito de 'natural' fosse o cultural, os exemplos dos animais nem fariam sentido a começo de conversa. É, o 'natural' usado aqui é definitivamente o que se reporta a coisas inatas, de berço - e aí os animais podem ser usados, sob argumento de que eles nasceram assim.

Dúvidas, dúvidas, dúvidas.

Lorena disse...

No meio em que vivo, percebo que tanto homens quanto mulheres são homofóbicas, mas agem de maneira diferente, como o André disse. Mulheres fazem piada, lançam comentários desaprovadores, mas de uma forma mais sutil. Homens são diretos e parece que não ser direto, pra eles, passa a ideia de "concordância", de que seriam "menos homem" se fossem mais sutis. Então a maioria é nada sutil. Daí acho que vem também a violência física. Faz parte da "masculinidade" desses homens atacar a "feminilidade" dos outros homens (esses conceitos entre aspas sendo o estereótipo).

Já ouvi barbaridades de colegas de trabalho, mas sempre vindas de homens. Quando são mulheres, geralmente é em tom de "opinião", mas de forma mais sutil, mesmo.

Mirella disse...

André,


Por um lado, mulheres gays não são "tão" descriminadas porque representam aquele fetiche cretino "dos hómi". Mas tem sempre aquela crítica quando a lésbica não segue o "padrão normativo da femininidade". Ai da lésbica que cortar o cabelo curtinho, não usar saia, salto vestido etc etc. Elas ficam se masculinizando! Tudo bem ser lésbica, mas por que não pode ser feminina?
Mesmo porque qualquer mulher que não respeite o padrão "princesinha" de qualidade é discriminada - por homens e mulheres. E homofobia não é só bater em gays, mas também toda a violência psicológica incutida. Então uma mulher pode não bater em ninguém (mesmo porque violência não é coisa de mulher feminina*!), mas também consegue ser preconceituosa igual.


*óbvio, entenda que não incito violência nem acho que mulher tem que dar saindo porrada. Mas é só um exemplo do que é ensinado culturalmente, que homem tem de defender sua "honra" saindo no braço.

Max disse...

Concordo com alguém que disse anteriormente que a princípio alguém sentir orgulho de ser o que é, seja ela hetero, homossexual, branco, negro ou vascaíno (o meu caso...rs)não há nada de mais. O problema é que na maioria das vezes, esses grupos de orgulho hetero ou branco só são criados como reação aos grupos que agem em defesa de minorias oprimidas e discriminadas. Percebe-se no discurso desses grupos uma intolerância edesejo de perpetuação de injustiças. Agora, só uma coisa me causou estranheza no post da Lola: quando ela afirma que a heterosexualidade não é natural, o que ela quis dizer então? que ser homosexual é que é o natural (normal)? Obviamnete que vejo que há uma grande pressão pela heterosexualidade, mas será que questionar essa condição passa por problematizar a outra condição? muito estranho e um pouco intolerante ao meu ver, quando o que vemos por aqui é a defesa ferrenha em prol da normalidade da homosexualidade.

Mirella disse...

Sil Teixeira,

"homem morre de medo que os gays façam aquilo que ele faz com as mulheres."

Já li isto em algum lugar também (acho que foi aqui!). E acredito que é bem por aí, mesmo. Quantas vezes já não ouvi por aí "se um gay vier dar em cima de mim eu encho de porrada bla bla bla"? Imagina se nós, mulheres, déssemos porrada em tudo que é cantada que ouvimos? Vamos passar a adotar tal postura, quem sabe assim para com essa cretinice. Um cara que escolhe o ambiente e a abordagem recebe uma negativa educada. Os sem noção recebem um chute no saco. Aposto que acaba rapidinho.

Ana disse...

... Lembar tampa de danone...!!!

Pelo menos essa foi criativa, vai! (... se bem que eu não entendi muito bem, mas tá... O_O)

@Sil
""Ah, mas se minha namorada me trair com uma mulher não é traição!"."

Eu ouvi uma vez (de um cara que seguia a mesma política do 'quanto mais gay melhor que me sobra mais mulher') que se perder mulher pra outro homem tudo bem, mas que o foda mesmo é perder mulher pra outra mulher - aí é de chorar.

Eu fiquei pensando nisso eternamente. Perder uma namorada pra outra mulher é pior? Porque? O_ó

Acho que tem haver com o que a Mirella disse: "(...) conceito de existirem "comportamentos de homem" e "comportamentos de mulher"."

'Pegar mulher' é coisa de homem, que nasceu pra fazer sexo 24/7. Logo se um cara perdeu a mulher pra outra mulher, é porque ele é muito inútil - não sabe satisfazer uma mulher, não sabe usar a sua dádiva divina (aka pênis), não cumpriu seu papel (traiu o movimento, mano!). Até uma mulher, que é 'naturalmente submissa', foi mais bem sucedida do que ele, que nasceu pra ser o dono do pedaço. Realmente, por esse lógica idiota, é de chorar mesmo.

A sociedade é muito, muito apegada à 'ordem natural das coisas' - mulher fazendo 'coisa de mulher' e homem fazendo 'coisa de homem'. Tanto que tem aquela coisa do 'pode até ser gay, mas não dê pinta!' - ver um homem tendo comportamento 'afeminado', com trejeitos 'de mulher', desperta asco, até em quem não tem problema com a sexualidade do cara.

E até entre os gays tem um preconceito básico com os caras que são penetrados, não? (onde foi que eu li isso, mesmo? No guest post do rapaz gay desses dias? Ou em outro lugar? Ai pessoas desculpa, não lembro. Mas vi em algum lugar, desculpem-me se estiver falando besteira). Há uma associação de que ser penetrada é coisa de mulher, é uma submissão (porquê, se dá prazer igual??), logo num casal gay entre os dois o pior ainda é o que faz papel 'de mulher'.

Enfim, bobagens é o que não falta.

Huan Icaro Piran disse...

Ana, não é natural vivermos em construções de pedra...sera que os mascutrols são naturalistas convictos? Se forem tem uma frase perfeita para eles:

"Seus argumentos são tão bons que estou pensando agora mesmo em abdicar de minhas roupas e ir viver no mato como fazem os macaco!" - Voltaire (ao se referir aos naturistas)

Carol disse...

"Homossexualismo é um defeito genético, pois nunca vi leão gay, gato gay, cachorro gay, etc..."

Só você porque eu já vi animais homossexuais haha

ViniciusMendes disse...

Huan, Mirela e Sil,

Eu concordo com o André, o problema da maioria das discussões sobre homofobia (e qualquer tópico relacionado à homossexualidade) acaba girando em torno do homossexual masculino (até por isso "GLS" virou "LGBT", foi uma forma de jogar as lésbicas na linha de frente).

O que eu costumo ver, é que homens hostilizam mais homossexuais masculinos, por se sentirem intimidados pela possibilidade de receberem uma cantada (e bem lá no fundo, gostarem), ou de serem percebidos como gays pela sociedade. Enquanto isso, uma parte considerável das mulheres acham que toda mina precisa de um amigo gay, aquela pessoa com um senso de moda IN-CRÍ-VEL que vai ensinar como fazer sexo oral, soltar comentários venenosos, vai dar pitaco nas roupas, muitas vezes cortar o cabelo e fazer as unhas dela, e que não vai competir pelos machos dela. Ou "seje", não deixa de ser uma visão preconceituosa. Eu mesmo tenho uma amiga que vive agindo como se eu fosse a "bicha da novela", mesmo que geralmente eu saia com ela (e com todo mundo) usando bermuda, camiseta e tenis e não manje p. nenhuma de cabelo e maquiagem.

E o inverso também acontece... Se os homens objetificam as lésbicas e excluem os gays, as mulheres desumanizam os gays e excluem as lésbicas... Mas na nossa organização social (ou talvez seja algo mesmo inerente a cada gênero de forma geral), as mulheres jogam no plano emocional o que os homens jogam no plano físico... e isso inclui a agressão e a exclusão.

Tem ainda aquelas pessoas de ambos os sexos que ADORAM os amigos gays e lésbicas que tem, mas acham errado que se casem, ou adotem crianças, ou andem de mãos dadas :P

Fernanda disse...

Gente, eu acho que os homofóbicos heteros (e gays também) estão com medo disso:

http://www.youtube.com/watch?v=DknyqGd0VdI

Quanto à questão de quantidade de mulher homóbica e homem homofóbico, acho que pode ser impressão. A questão é um pouco como alguém falou acima que homens têm uma postura de se expressarem mais (ninguém nunca os recriminou por expressarem suas opniões, por mais abóbrinhas que fossem). Mas já ouvi comentários tenebrosos de mulheres próximas sobre a homossexualidade. E também concordo com uma outra pessoa que postou acima, que mulheres tendem a ser mais duras com mulheres gays e homens com homens gays.

yulia2 disse...

Com a emancipação da mulher, e a acensão do feminismo, eu acredito que ate o fim do seculo, quase que 90% das mulheres serão lésbicas, quem viver verá.
__________________

depois dessa eu até chorei....
















DE TANTO RIR...

Roxy Carmichael disse...

eu não acho que mulheres sejam menos homofóbicas, talvez só manifestem de outra forma. e concordo em gênero, número e grau com vinicius. é preconceituoso e estereotipado isso de impor um verniz consumista e fútil aos gays, mas esse comportamento é incentivado por produtos culturais cool, em que meninas descoladas sempre andam com seus amigos gays fashionistas à tira colo. o fato é que talvez o gay masculino ofenda mais a sociedade, já que ser homem é o privilégio do privilégio, então quando o homem renuncia essa masculinidade hegemônica e passa a reinvindicar uma masculinidade oposicional, os homens da masculinidade hegemônica (e a sociedade como um todo erguida sobre os preceitos dessa masculinidade, ou seja, sociedade patriarcal) se sentem traídos. o estudo da masculinidade é relativamente novo e ainda conta com pouco material, mas é mais uma abordagem interessantíssima dos estudos de gênero.

yulia2 disse...

Aconteceu. Contei para minha irmã, que ficou enfurecida e, ao tirar satisfações com a amiga, ouviu que eu era um "garoto bonitinho", que aquilo "acabaria acontecendo" e que ela estava me fazendo um favor, me dando experiência, eu devia estar grato.
________________

Não existe nada mais horroroso do que sofrer esse tipo de violencia e ainda seu pai dizer que vc tinha que estar grato por isso....
não somente eles, os amigos também,talvez sua irmã deve ter sido a única na época que se indignou com isso...
Quando a gente fala que o machismo é uma aberração.... ninguém acredita.

Maicon Vieira disse...

Ana disse...

“Eu ouvi uma vez (de um cara que seguia a mesma política do 'quanto mais gay melhor que me sobra mais mulher') que se perder mulher pra outro homem tudo bem, mas que o foda mesmo é perder mulher pra outra mulher - aí é de chorar.”

Já escutei muito isso vindo de mulheres.

“E até entre os gays tem um preconceito básico com os caras que são penetrados, não? (onde foi que eu li isso, mesmo? No guest post do rapaz gay desses dias? Ou em outro lugar? Ai pessoas desculpa, não lembro. Mas vi em algum lugar, desculpem-me se estiver falando besteira). Há uma associação de que ser penetrada é coisa de mulher, é uma submissão (porquê, se dá prazer igual??), logo num casal gay entre os dois o pior ainda é o que faz papel 'de mulher'.”

Já escutei bastante homens dizendo que o cara que só penetra não é gay, gay é aquele que é penetrado. Tem também aquele questão sobre o famoso fio terra, se um cara deixar uma mulher colocar o dedo lá então ele é gay.

Anônimo disse...

“ toda feminista gosta mesmo e de "lamber a tampa do danone" !!! ”
-
Ué Fábio, você não gosta não ? tem nojinho e ? eu sempre desconfiei kkkk

Roxy Carmichael disse...

sobre o post de ontem, ao parecer a pressão é grande para que o senador que falou aquela estupidez sobre estupro e gravidez se afaste do partido republicano :
http://colunas.revistaepoca.globo.com/ofiltro/2012/08/21/declaracao-polemica-sobre-estupro-dificulta-tentativa-republicana-de-controlar-o-senado-americano/

yulia2 disse...

E o inverso também acontece... Se os homens objetificam as lésbicas e excluem os gays, as mulheres desumanizam os gays e excluem as lésbicas... Mas na nossa organização social (ou talvez seja algo mesmo inerente a cada gênero de forma geral), as mulheres jogam no plano emocional o que os homens jogam no plano físico... e isso inclui a agressão e a exclusão.

Tem ainda aquelas pessoas de ambos os sexos que ADORAM os amigos gays e lésbicas que tem, mas acham errado que se casem, ou adotem crianças, ou andem de mãos dadas :P
____________________

disse tudo!!!

carolinapaiva disse...

Bruna B, Sil Teixeira e Huan Icaro

Eu percebo uma situação mais parelha de homofobia. As diferenças estão no modo como as pessoas expressam seus preconceitos.
As mulheres homofóbicas tendem a mostrar seu nojo de uma forma mais zombeteira, como fazer piadinhas com "bibas" e "sapatas", ou excluir da convivência, pois acham a homossexualidade algo "estranho".
Os homens homofóbicos, além de fazerem piadinhas e acharem "estranho", ainda tendem a mostrar pros outros o quanto eles não gostam de homens homossexuais, para defender sua masculinidade. E claro, rolam aquelas piadas sobre como seria bom ter duas mulheres lésbicas na cama.

Talvez essa impressão de que os homens são mais homofóbicos, ou mais violentos, seja porque o homem homofóbico quer, além de expor seu preconceito, defender sua masculinidade.

Dá pra fazer uma analogia com o bullying. O bullying masculino tende a ser mais violento, físico e visível; já o feminino tende a ser mais velado, pois o mais comum são as piadinhas e a exclusão.

Luiza disse...

Lamber a tampa do Danone? (com letra maiúscula, please)

Ixi... eu detesto doce, e agora, comofaz?

Bruna B. disse...

André, Huan, Mirela e Sil


Não falo nem em confronto físico... Falo sobre comentários na internet mesmo.
Em todos as páginas que falam sobre homossexualidade e homofobia os homens são maioria nos comentários negativos, preconceituosos e absurdos. Mulheres são a esmagadora minoria, vejo pouquíssimas.
Basta procurar um dos textos 'geniais' do tio Rei e seus congêneres (onde eles falam sobre a 'ditadura gay', hahahah) e observar a caixa de comentários.
Não me admira que uma das pautas masculinistas (aquele grupinho que mente, afirmando que luta pelo bem dos machos) seja a de humilhar, agredir e maltratar os homossexuais (dizendo que são anomalias, por exemplo).

Também concordo com a opinião de quem disse que essa homofobia toda é medo...
E também acho que é raiva das mulheres, porque tudo o que é associado ao feminino soa ruim aos ouvidos machistas.

Sil Teixeira disse...

Concordo plenamente com Vinicius! Tenho um amigo bi, mas nem por isso faço dele meu consultor de moda, até porque ele também não entende nada!

Faço Letras e realmente a maioria dos alunos é homossexual, mas TODOS são diferentes. Não tem essa de "todo gay é bixa afetada", vai da personalidade. Tem dois que são super sérios e quietos, porque é da personalidade deles. Já tem um que adora ficar cantando, pulando e brincando. E outra, não quer dizer que esses mais sérios façam papel de "homem" e os mais "afeminados" papel de "mulher. :(
O que noto muito nos homens em geral é que vários dele tem essa personalidade mais "solta" e ficam tentando esconder, se sente forçados a fazer papel de "machão".

Sil Teixeira disse...

Tem muita menina agora que acha o máximo sexo entre dois homens e tem nojinho de sexo entre duas mulheres. WTF?

lala disse...

Ana sempre mata na unha! =D

ViniciusMendes disse...

Ana

O gay heteronormativo (que no meio chamam de "discreto" ou "sigiloso") é o tipo mais desejável, quanto mais brucutu, melhor. Não por acaso, parte considerável dos atores de pornografia gay são homens heteros. Quanto mais afeminado, menos desejável... Gay afeminado que prefere ser ativo (penetrar) tem problemas com isso. Tem aqueles que nem pegam em pinto e não deixam pegar em sua bunda por medo de macular sua "atividade", e "passiva" (sendo passivo o penetrado) é frequentemente usado como ofensa. Eu mesmo acho esquisito um gay exclusivamente ativo inferiorizar alguém exclusivamente passivo, afinal, é exatamente com eles que esse cara vai se relacionar.

Em resumo é assim: heteronormativos > efeminados > travestir > transgêneros.

Huan Icaro Piran disse...

Mirella

Em meu curso de História (antes de eu trancar e começar a fazer matérias dispersas) minha turma era composta por 2/3 de mulheres. Dos homens, 2 eram machistas, homofóbicos e periga um deles ser racista clássicos, 2 eram café com leite (não falam mal nem bem de nada nesses sentidos), o grupo de esquerda (2 comunas, 1 socialista e eu) e o de direita (1 ex seminarista e 1 liberal) eramos bem mais politizados nesse ponto.

Estranhamente, a maioria esmagadora da turma era machista.

Sempre vou recordar quando tivemos em aula uma dinâmica em que se perguntou sobre o homem desempregado cuidar dos filhos enquanto a mulher trabalharia, independente das situações (foi colocado que era em parâmetro geral, excluindo possáveis ressalvas) onde 2 garotas apoiaram (mantenho contato com elas até hoje) 3 não fizeram menção a comentar e as demais condenaram. Somente os 2 rapazes se opuseram a isso, o que me deixou bem assutado pela inversão de valores.

Aqui no trabalho a única mulher (concursado como temporários) é mente aberta (evangélica para o espanto de alguns aqui), 4 rapazes são o típico homem machista inconsciente (mas dispostos a repensar seus atos) e infelizmente temos 3 machistas, sendo 1 deles escancaradamente racista.
Infelizmente não posso fazer nada aqui, os problemas assinam meu contracheque e eu fico muito puto com isso.

Huan Icaro Piran disse...

Bem pontuado carolinapaiva, concordo com você, mas a forma não torna mais ou menos. Uma morte não é mais matada ou menos matada, preconceito não é mais ou menos preconceituoso. O que muda é apenas a visibilidade x_x

Então Bruna B. reafirmo o que eu disse, mulheres culturalmente tendem a dar menos tiro no pé do que homens ao abrir a boca. O que a carolinapaiva falou sobre autoafirmação de masculinidades em contrapartida as violências mais simbólicas que as mulheres praticam é bem aplicável para contrapor seu argumento.
Contudo concordo com seu argumento tirando essa ressalva...

Sil Teixeira disse...

Carolina Paiva, as mulheres tendem a saber o ponto fraco e logo tentar "destruir" a autoestima da pessoa que querem ofender. Já os homens PRECISAM dizer o quanto eles odeiam os gays para não serem comparados com gays. :(

carolinapaiva disse...

Huan

Sim, isso não tem serve para dizer que alguém é mais ou menos homofóbico, pois a agressão é a mesma.

Sil

No colégio, sempre que tinha alguma discussão sobre sexualidade, os guris se preocupavam muito em passar essa imagem de homem viril.
Era normal ver as meninas se manifestando contra a homofobia (e ainda eram minoria), mas os meninos ficavam com receio de serem zoados se fizessem o mesmo.

Sil Teixeira disse...

Lola, posso desabafar? Aqui no seu serviço estão vendo o site do Testosterona! Socorro! Levanto e quebro o computador? HAHA

Mirella disse...

Gente, gostaria de continuar o debate, mas me perdi rs.
Vou tentar voltar mais tarde, porque a coisa tá muito legal.

Ana disse...

@Maicon
"Já escutei bastante homens dizendo que o cara que só penetra não é gay, gay é aquele que é penetrado."

@Vinicius
"Eu mesmo acho esquisito um gay exclusivamente ativo inferiorizar alguém exclusivamente passivo, afinal, é exatamente com eles que esse cara vai se relacionar."

Pessoas, está aí um coisa que eu nunca entendi - e provavelmente nunca vou entender.

Um gay discriminar o outro não faz PORRA DE SENTIDO NENHUM na minha cabeça (desculpem a expressão, mas é bem isso aí).

Esse raciocínio mata meus neurônios, sério. Os dois são gays! E como disse o Vinícius, putz, é exatamente com o 'afeminado' tão indesejado que se faz sexo. Quer dizer, oi? O_O

Procuro Lógica, ofereço recompensa!

"Tem aqueles que nem pegam em pinto e não deixam pegar em sua bunda por medo de macular sua "atividade""

-_-

...É sério essa m...

Não tenho nada haver com como os outros vivem sua vida, mas pelamor... Isso aí é frescura #prontofalei

Frescura no sentido de ser inútil. O que uma mão numa bunda muda? Nada! ._.

Eu não entendo, não adianta...

@Huan
"(...) e as demais condenaram."

Isso foi uma pegadinha? 'Cê num tá falando sério, né?

Que que essa mulherada tem na cabeça? Qual o problema de um pai cuidar dos filhos e a mãe trabalhar?? O_O

@Sil
"Tem muita menina agora que acha o máximo sexo entre dois homens e tem nojinho de sexo entre duas mulheres. WTF?"

Se é pra falar do preconceito que as mulheres tem com lésbicas, acho que a palavra é essa mesma: nojo.

A coisa fica muito pior se a mulher for 'masculina'. Aliás, acabamos esbarrando aqui em outro velho preconceito - o da vaidade.
Quando não se é "feminina" um dos possíveis xingamentos, bem ao lado de 'desleixada' é justamente de 'sapatão'. Porque né, desleixo só é normal pra homens, logo, se você anda de cara lavada, deve ter algo de XY em você...

Procuro Lógica, estou dobrando a recompensa!

Ana disse...

"Lembar tampa de danone...!!!"

... Lembar? PUTZ. Essa foi quase tão ruim quanto Clonos! Digitei de olhos fechados pelo jeito! KKKKKKK

@Huan
"Ana, não é natural vivermos em construções de pedra...sera que os mascutrols são naturalistas convictos?"

Kkkkk. Os mascutrols eu não sei... O Carlos eu desconfio que tem problemas com a palavra 'natural' a começo de conversa (vide o DNA que não é natural).

Teu comentário me lembrou que tive um professor de filosofia que adorava perguntar se a gente já tinha se dado conta de que passava a maior parte de nossas vidas dentro de caixas de concreto. E escrevo sem aspas, porque é isso aí mesmo, né? Caixas de concreto.

Realmente, de natural essa nossa vidinha não tem nada.

@Sil
"Não tem essa de "todo gay é bixa afetada", vai da personalidade."

Vai dizer isso pro pessoal das piadinhas inocentes... Esses dias no Zorra tinha uma paródia do 'Dark Shadows'... O cara vestido igual o Depp tinha que morder uma menina, mas aí ele desistiu porque tinha medo que o sangue dela fosse azul - não combinava com a roupa dele!

Ok, de lugares assim é de onde menos se espera bom senso, mas o que eu quero dizer é que gay sendo retratado como fútil/afeminado/bicha loca é o que não falta. As pessoas acabam associando, eu acho.

Huan Icaro Piran disse...

Ana

Aqui minha região é complicada, bem complicada. A quantidade de golpes da barriga é grande (e vem dado errado, o que tem gerado uma leva de mães solteiras amarguradas que me preocupa enquanto educador).
Uma parte de minhas colegas só estava lá para permanecer como educadoras pela nova lei, já que são obrigadas a ter diploma, estavam cagando e andando para os debates sérios. Uma parte de minhas colegas estavam lá pelo curso ser barato e na faculdade ser fácil achar bom partido.

Alias, uma correção, 3 colegas se opuseram, mas a Nanda não estava na aula naquele dia, ela estava trabalhando, cobrindo uma colega ou algo assim.

Particularmente, acho que metade de meus colegas na faculdade só estavam lá pq o curso estava as beiras de findar (e o fez por um tempo), pois eramos poucos a debater seriamente os assuntos propostos...

Sil Teixeira disse...

Ana,

Olha, inclusive lá na minha faculdade apareceu um menino (homossexual mais para "afeminado" mesmo) que estava fazendo piada com um outro cara (de outro bloco da facul), dizendo que eram casados. Uma garota perguntou "Ah, mas é seu peguete mesmo?". E ele "Ah, não, mas eu quero que seja", a menina rebateu dizendo: "Mas o cara é gay?". Pasmem, mas o primeiro menino disse que o cara não era gay, ele não gostava de pegar gay e que não precisava ser necessariamente gay para ficar com outro homem. Que ele já pegou VÁRIOS héteros porque ele gosta de HOMEM COM H.

Também quero achar lógica nisso, se alguém puder me explicar.

Huan Icaro Piran disse...

Ana, o dia que uma colega de Vacaria me soltou que o sonho dela era "casar com um fazendeiro rico" eu larguei de mão, já tinha presenciado umas duzias de tiradas que desanimaram...

Huan Icaro Piran disse...

Bah Ana, de fato, nem ir ao banheiro é natural se for pensar bem ewahlhewajklhewalk
Seu professor tinha uma pegada interessante, faz refletir apesar de tudo e é essa a finalidade bem no fim xD

Rafael disse...

Vou sair muito do assunto do tópico, mas eu queria aproventar o que o Vinicius disse para colocar minha opinião. Eu pensava que feminismo não tinha nada a ver comigo. Eu sou gay, então eu não sou machista. Isso sempre foi muito óbvio para mim. Machista é meu pai, que acha que mulher não pode jogar futebol porque isso é coisa de homem. Agora, eu, machista? Eu não. Eu acho uma estupidez dizer que "lugar de mulher é na cozinha". Eu acho é que as mulheres têm mais que lutar para conquistar espaço e respeito mesmo.

Quando eu comecei a acompanhar esse blog e outras discussões na internet, percebi que o feminismo tem muita coisa a ver comigo, sim. Aqui já teve alguns comentários sobre homofobia e o preconceito que existe entre os gays, como o Vinicius falou aí em cima, e isso ajudou a abrir minha cabeça. Primeiro, eu percebi que eu era um babaca machista. Eu tinha esse mesmo comportamento, do tipo ser gay não é problema, o problema é ser bicha. Se o cara é fã da Lady gaga, não gosta de futebol ou é afeminado, é bicha. Tem uma coisa que eu sempre fiz e reconheço que é pura babaquice. Se eu conhecia um cara e no mesmo dia ele dava para mim, eu pensava que ele era fácil e não servia para ter algo sério, só para eu pegar quando eu tivesse afim. Eu tratava os caras assim, e isso para dizer o mínimo. Fazia comentários escrotos com meus dois amigos que sabem que eu sou gay, igual o cara hétero que fala para todo mundo que uma menina é puta porque deu para ele.

Foi aí que eu percebi: aquele machismo que o feminismo condena é exatamente o que me fazia agir desse jeito. Percebi que eu não era menos machista que o meu pai, nem que a minha família ultraconservadora (a mesma família nunca vai aceitar eu ser gay). Meu comportamento era tão desprezível quanto o deles. E quando eu chamava um cara afeminado de "viadinho" e "bicha" era só porque eu, mesmo sendo gay, sentia necessidade de sustentar esse modelo de masculinidade que a sociedade impõe. Na mesma linha de raciocínio do pessoal do orgulho hétero, eu tinha orgulho de dizer que era gay mas era macho, e não viado. Eu sei, eu era um idiota completo. Sei também que isso vem da educação machista que eu tive.

Mas eu estou mudando. Quando eu penso no cara que eu era aos dezessete anos, eu sinto nojo. Eu não quero ser esse cara. Eu não quero ser tão escroto, machista e preconceituoso quanto meu pai, que é uma dos maiores reaças que eu conheço. Por isso que o feminismo é minha bandeira, também. Ser feminista é ser contra o machismo, e o machismo é ruim para todo mundo, principalmente para os homens.

ViniciusMendes disse...

Sil Teixeira
É o que eu chamo de "hetero até debaixo de outro hetero" :P

O triste é que uma relação dessas tem dois finais prováveis: Ou o cara não é gay, cedeu por causa do tesão e do momento, e larga o outro pra voltar ao seu estado corriqueiro.

Ou o cara é gay, morre de medo de descobrirem e passa anos e anos enrolando o outro enquanto namora meninas pra manter as aparências.

Conheço gente que já quebrou a cara dos dos jeitos, e a consequência via de regra é reforçar a já baixa auto-estima daquele que por não se aceitar, procura companhia em gente que não tá no mesmo barco.

Huan Icaro Piran disse...

Rafael, não sinta nojo, todos já erramos, tenha orgulho em continuar amadurecendo!

xD

ViniciusMendes disse...

Rafael

Eu passei a repensar minha postura em relação aos afeminados quando percebi que vários deles nem percebem que são assim... Que é algo natural pra eles, vem de dentro, e que era ridículo eu querer condenar alguém por agir de acordo com a própria natureza. Se eu quero que meu espaço seja respeitado, tenho no mínimo que respeitar o alheio. Depois disso eu descobri que muitos desses rapazes, além de pessoas inteligentes e divertidas dão um pau na cama em muito machão cheio de trava. :P

Tbm acho que se a pessoa foi pra cama com vc de cara, ela te curte... Já fiquei com gente "fácil" que veio a valer muito a pena depois, e já fiquei com gente cheia de cu doce que eventualmente mostrava que só queria trepar mesmo :P

Rafael disse...

Huan, valeu, cara. Com certeza, o importante é amadurecer. Eu sei que eu ainda tenho muita coisa machista no meu comportamento, mas eu me controlo o tempo todo agora.

Rafael disse...

Vinicius, depois que eu começei a mudar de atitude também conheci caras legais e inteligentes. E ser "macho" não tem nada a ver com ser afeminado ou não. Tomei um sermão de um cara uma vez, que me disse que é preciso ser "muito macho" para assumir a sexualidade assim, e se expor ao julgamento da sociedade inteira (coisa que eu mesmo não tenho coragem de fazer).

Ana disse...

@Huan
"Ana, o dia que uma colega de Vacaria me soltou que o sonho dela era "casar com um fazendeiro rico" eu larguei de mão"

Mas foi sério? Aqui essa é uma das piadinhas mais feitas em ambiente feminino!
Sempre, seeempre que duas ou três conhecidas se reúnem sempre sai um 'ai, tenho que achar um homem rico, rá rá rá'.

É como se 'Homem Rico' fosse na verdade só mais um produto das Organizações Tabajara, sabe... Arranje um e seus problemas acabaram!

Eu costumava entrar nessa conversa também - não que eu achasse que valhe a pena ter um homem pra me sustentar, mas sabe como é né... eu tinha TANTA certeza de que eu não era machista, de que eu estava num 'nível mais elevado'... Kkkkk Eu achava aquilo um absurdo na verdade, quando repetia 'era só uma piadinha'.

Claro que agora, depois do feminismo, não repito essa besteira nem de brincadeira, Kkkk. Não consigo mais!

Minha mãe e as amigas dela, por outro lado...

@Rafael

Eu quero te dar um abraço! ;__;

Belíssimo comentário. E não esquenta não, é assim mesmo. Pega eu, por exemplo. Fui criada pela minha avó, que viveu o machismo feroz na pele (é de 1940 - só seus irmãos homens foram pra escola, pra teres idéia). Assim, sempre tive um discurso em casa de que machismo era uma coisa horrível. Mas a imagem que eu tinha na cabeça era de um marido espancando uma mulher de cinta ou coisa assim, e só. Então é, todo o resto passava por mim tranquilo.

Ainda estudei toda minha vida em escola religiosa - e embora lá tenha muita gente boa, é sim um ambiente muito machista. Eu sempre fui do tipo que classificava as 'putas' e as 'santas' - não exatamente assim, mas eu passava pra frente comentários sobre as meninas que eram 'corrimão de escada'. Por quê? Por motivo nenhum. Por que pra mim o mundo era daquele jeito.

Eu não via machismo em dizer que uma mulher 'tem que saber dizer "não" ou não pode reclamar depois'. Na minha cabeça, fazia todo o sentido!

Eu só fui me dar conta do absurdo que isso era quando conheci o blog da Lola. E aí ao mesmo tempo que eu percebi o mau que eu fazia pros outros, eu também identifiquei o porque de várias coisas que me incomodavam - como eu sou criatura mais virgem que a terra já viu, rótulos como 'maçaneta' não me atingiam. Mas eu era cobrada o tempo todo pra me encaixar no padrão estético, por exemplo. O feminismo me mostrou de onde essas coisas vem.

Hoje, me assusta pensar em quantas outras cabeças são formadas por aí passando pra frente mil e uma bobagens sem se dar conta de que é machismo. Eu tive a oportunidade de encontrar gente que me fez pensar, mas e quem não teve?

É assim mesmo que o machismo se perpetua, através da ignorância - da imagem de que machista só é quem bate em mulher, da idéia de que feminismo é coisa de gente radical, da crença de que 'o mundo é assim e é assim que as coisas são'... A verdade é que em algum ponto todo nós acreditamos nisso.

A vida é isso aí, a gente vai abrindo a cabeça aos poucos :)

Ana disse...

@Rafael
"é preciso ser "muito macho" para assumir a sexualidade assim, e se expor ao julgamento da sociedade inteira (coisa que eu mesmo não tenho coragem de fazer)."[2]

Ah é, bem lembrado. Eu acho isso também!

Sempre me confundo com alguns parâmetros de masculinidade usados, porque às vezes eles não fazem sentido. Por exemplo, no caso do gay se assumir, pô, aja coragem! É sim uma demonstração de 'macheza', kkkk.

Outras coisas também, como por exemplo o medo irracional de alguns pais de deixar os filhos brincarem de boneca (eu vivo voltando pra esse assunto).

Às vezes o próprio pai acha que é uma besteira não deixar a criança brincar com o que quer, mas mesmo assim ensina o filho a jamais pegar numa barbie - Porque né, 'o que é que os outros vão dizer?!'.

E eu não entendo porque pra mim, é muito mais 'macho' o muleque ter opinião própria e fazer valer sua vontade, do que aprender a deixar de lado seus desejos pra fazer os outros felizes - porque oras, se ele quer brincar de tal coisa e não brinca pra evitar falação, é exatamente isso que ele está fazendo. Está abrindo mão do que quer pra deixar os outros satisfeitos. Está só correndo e se escondendo. O que, que eu saiba, não é muito valente.

Não é nem sobre as bonecas, é sobre qualquer coisa - ora, toda vez que os outros ameaçarem meter o bedelho na vida dele ele vai aprender a fingir que é outra pessoa? Se acharem que ele é 'nerd' demais por exemplo, ele vai ter que deixar de fazer as coisas que ele gosta e passar a imitar os outros garotos?

Sei lá, eu acho isso muito covarde. É meio desmoralizante ficar fazendo só o que os outros querem - tanto pra meninOs quanto pra meninAs (e acho que posso falar, porque fui uma guria que sofreu bullying, e mesmo assim nunca abaixei a cabeça pra ninguém, não. Podiam até me zoar, mas eu não mudava um passo meu pra fazer vontade de gente que não sabia nada sobre mim).

Eu não entendo essas lógicas.

E sim, eu saí totalmente do assunto...

Rafael disse...

Ana, eu entendo o que você quer dizer. É muito covarde eu mentir para a minha família toda vez que eles me perguntam das "namoradas", e é muito mais covarde eu sair com mulheres para esconder que sou gay. Não só covarde, é triste também. É muito mais "macho" você sustentar as suas opiniões de verdade, seja sobre sexualidade ou sobre ser nerd, como você disse.

Estou usando "macho" pelo significado da expressão, porque isso não tem mesmo nada a ver com gênero sexual, ou ser coisa de homem.

Rafael disse...

E Ana, valeu pelo apoio!

ViniciusMendes disse...

Rafael

Não é uma situação fácil, e eu sei que não adianta falar que você não precisa se sentir mal com isso, pq vc vai se sentir mal.

Mas tbm acho que esse tipo de conversa (infelizmente) pede um estado emocional particular, e não acho que alguém deva se culpar por adiar assumir uma dificuldade antes de se sentir preparado para enfrentá-la. Tenho problemas com gays que enganam mulheres para manter as aparências, ainda mais quando isso envolve relacionamento sério ou casamento, mas considerando as merdas que nós vemos todo dia ao vivo ou na mídia, acho que não ter medo ou receio de se assumir gay é no mínimo ingenuo.

Relaxa, que com o tempo e maturidade, você vai fazendo as pazes com esse aspecto da sua pessoa e aprendendo a lidar com isso em sociedade... Um aspecto que, tanto quanto raça ou gênero, você tem que lembrar sempre que define muito pouco do que e quem você é como pessoa. ^^

Anônimo disse...

Gente, só atentem pra essa coisa de ser "macho" como sinônimo de ter coragem, personalidade, etc.

Porque macho é uma palavra que só se dá na oposição com fêmea, e consequentemente ser fêmea seria o oposto de ter coragem?

Colocarmos macho como uma qualidade positiva, é o mesmo que elogiar a hombridade, os culhoes, a virilidade, coisas que só os homens poderiam ter.
Eu tenho certeza que vocês não concordam com isso, desculpa ser cricri, mas a nossa linguagem por si só fala muito.

Beijos, Li.

Ana disse...

@Rafael
"É muito covarde eu mentir para a minha família"

Hahaha...

Rapaz, eu nem disse pra minha família ainda que eu sou feminista (preguiça eterna de tentar provar que focinho de porco não é tomada). Então acho que estamos no mesmo barco, e eu ainda é pior porque convenhamos, o máximo que eu vou ganhar é um olhar torto. Já você, né amigo... =/

Na minha família o machismo mais 'soft' corre solto. Somos na maioria mulheres, e minhas parentas vivem reafirmando um milhão de pensamentos sexistas o tempo todo. Pensa no estereótipo de mulher interesseira... É o que mais tem aqui. Por mais que me doa admitir, quando aparece cara aqui reclamando desse tipo de mulher eu consigo entender perfeitamente o que eles dizem.

Eu tento fazer o que posso pra abrir os olhos delas, mas eu sou bem ruim de dialogar com os outros, sabe? Tenho pavio curto. Na maioria das vezes eu acabo ficando quieta pra evitar briga. O que sim, é bem covarde. Um dia desses ainda vou chegar e soltar "Oi gente, poisé, eu sou feminista" :P

Quem tem mais noção da minha posição é minha mãe, que enfiou na cabeça que feminismo é coisa de radical e que eu só sou porque sempre fui do contra mesmo. Ela vive dizendo que 'o mundo é assim mesmo', imagina só o meu desgosto.

Eu não acho que você seja tão covarde assim, porque a sociedade em que vivemos é muito complicada. Vide o tanto de gente que já foi espancada até a morte... Se assumir é uma coisa corajosa e devia ser vista como tal, mas no pé em que estamos hoje não só é algo subestimado como também é muito arriscado. Eu não estava pensando nisso antes.

Por essas e outras aliás aquela lógica que eu mencionei antes me irrita tanto - porque a gente começa ensinando as crianças assim, e acaba com um bando de adultos formando uma 'muralha' em torno do status quo. A lógica torta sobre masculinidade vai passando de pai pra filho, e por isso pessoas como você precisam ficar quietas. É um ciclo =/

De qualquer maneira, você já percebeu muita coisa importante, isso é ótimo :)

--

**percebi o maL
**sou A criatura
**Haja coragem - do verbo haver

como esses erros de digitação me irritam -_-

Ana disse...

@Li
"Eu tenho certeza que vocês não concordam com isso, desculpa ser cricri, mas a nossa linguagem por si só fala muito."

Sim sim sim faz todo o sentido.

Mas é justamente o que eu digo, o mesmo povo que associa ser 'macho' a ter coragem e não abaixar a cabeça pra ninguém é o povo que ensina seus filhos a renegar tudo o que for preciso pra ficar dentro dos padrões que a sociedade quer.

Quer dizer, WTF? Não faz sentido nem dentro da lógica sexista, é pregar uma coisa e fazer exatamente o oposto! Isso que me enrola.

Se ser macho fosse mesmo toda essa Trakinas, não teríamos metade dos preconceitos que temos hoje. Mas o fato é que hoje o que temos de 'macho' na verdade é gente morrendo de medo do que os outros vão dizer. Onde fica a coragem, eu não sei.

Concordo totalmente com você, a linguagem diz muito.

EneidaMelo disse...

"Logo se um cara perdeu a mulher pra outra mulher, é porque ele é muito inútil - não sabe satisfazer uma mulher"

não sabe satisfazer uma mulher = não sabe lamber a tampa do Danone...

Brincadeira, eu sei que tem mulher que nem gosta de sexo oral.

Mas que tem muito mais homem que não sabe fazer, ah isso tem.

EneidaMelo disse...

"Estou usando 'macho' pelo significado da expressão, porque isso não tem mesmo nada a ver com gênero sexual, ou ser coisa de homem."

Legal o seu relato de amadurecimento. Legal também você perceber que "tem que ser muito macho" não tem a ver com gênero.

Por outro lado, acho que quando a gente percebe que usa uma expressão destas só porque é corrente mas que, na prática, ela é deslocada, vale a pena procurar uma outra expressão que tenha o mesmo significado, que todo mundo entenda, mas que não venha com um conceito machista embutido.

Acho que "tem que ter muita coragem" ou "tem que ser muito valente" são boas substituições.

Lorena disse...

Rafael,

como o Vinícius pontuou, por favor, não se culpe por ainda não ter coragem de se abrir para sua família e amigos! Infelizmente, em nossa sociedade, não ser heterossexual é correr um risco real. E o primeiro risco que corremos é o mais doloroso de todos: a rejeição da família. Por isso, não se obrigue a tomar uma atitude que você não está preparado para tomar, porque essa atitude quase que com certeza gerará consequências. E se você não estiver emocionalmente preparado, pode sofrer muito mais...

Palavra de quem já passou por isso: você vai saber quando for o momento certo. Acredite, ele vai chegar! continue se fortalecendo, se conhecendo, aproveite pra construir uma rede de apoio, de amigos, pessoas com quem você pode contar em qualquer circunstância... que uma hora você vai sentir a necessidade de se abrir com quem ama, com sua família, seus amigos mais antigos, isso você pode ter certeza! Mas que essa vontade nasça de você, porque assim você vai saber que está preparado pro que der e vier.

No mais, boa sorte na caminhada. Que bom que você descobriu o blog da Lola e que bom que você já percebeu que mudar é preciso, muitas vezes, e é bom. Amadurecer, crescer, ajuda sempre.

PS: Ana, eu é que tenho vontade de te dar um abraço apertado! Você é muito fofa! Te admiro muito mesmo, como comentarista e como pessoa. #prontofalei

Anônimo disse...

Isso Rafael,continue seu lindo processo de amadurecimento,e se nesse meio tempo você "ferrar" com a vida de alguma mulher,enquanto decide o que fazer com a sua,é de "boa".


Cética

Pedro Poli disse...

Li o post despretensiosamente, mas que grata surpresa! Os comentários do Carlos são sensacionais! E o anônimo então... risadas mil.

Rafael disse...

Li e EneidaMelo, eu também não acho que a palavra macho seja certa. Mas eu fico sem saber qual usar. Tentei pensar em alguma outra e não consegui. Concordo com vocês, a gente deveria parar de usar esse tipo de expressão machista.

Ana, o Vinicius e Lorena, obrigado pela força. Foi bom ver a opinião de vocês e saber que alguém entende o que eu falei. Sobre assumir, eu nem penso em fazer isso agora. A situação ficaria muito difícil mesmo na minha casa, então não me culpo tanto por causa disso. Quanto a vontade de contar, eu não tenho nenhuma, pelo menos por enquanto. Eu sei o que vou ouvir da minha família, porque eles deixam bem claro a opinião deles. Aqui o machismo é pesado, meu pai e tios são militares, eu e meus primos estudamos em colégio militar. Tenho consciência que isso não é desculpa e nem justifica a ninguém agir de uma forma machista, mas eu não estou nem um pouco ansioso para contar a eles. Quando eu falo que é covardia eu não assumir, é porque é mesmo. Vou esperar eu formar e ser independente, porque isso é o caminho mais confortável para mim. O que não deixa de ser covarde, mas com certeza evita muito problema pro meu lado.
Aí eu mudo o que eu posso, por enquanto. Não preciso rir das piadas machistas dos meus primos e nem tratar um cara mal porque ele é afeminado, ou porque ele é passivo e eu não. Isso é mesmo muito estúpido.

Rafael disse...

Para a pessoa que falou que eu estou ferrando a vida de alguma mulher, eu queria saber como. Até onde eu sei estou ferrando só a do meu pai mesmo (e a minha). Eu não estou casado com ninguém e nem tenho namorada. Eu saio e fico com mulheres para manter as aparências sim, o que é covarde, mas eu não estou pedindo ninguém em compromisso nem mentindo para ninguém. Sobre o seu sarcasmo, eu não acho que você vai me atingir com ele. Melhor tentar outra coisa.

Huan Icaro Piran disse...

@Ana

Bah...nunca pensei que pudesse ser uma piada, mas não posso dar certeza. O que sei é que foi dito em meio a um debate serio durante uma aula de Teoria da História, temo que se foi uma brincadeira foi bem infeliz, porque ao menos umas cinco pessoas (meus três amigos e duas mulheres que são quem dou certeza) com quem conversei não levaram na esportiva '-'
Mas nunca havia pensado por esse angulo...

Ps.: gostei do método de @ acabei replicando jkehwakjhekwal

Rafael, não só você, semana passada por conta de uma postagem aqui passei uns três dias revendo uns conceitos.

Anônimo disse...

Galera, desculpa aí a "irresponsabilidade intelectual" do meu comentário, mas só passei pra dizer que essa menina aí da última foto é uma pequena maravilha hein... Queria ter nascido mulher só pra ela me pegar.

Anônimo disse...

Errata errata no meu comentário anterior: *gostaria de ter nascido mulher e/ou sentir a necessidade de alternar meu sexo para tal só pra ela me pegar.

(ufa, não sou mais cissexista agora! hehe)

Anônimo disse...

Comentários como o do anônimo das 08:03h e do Rafael me deixam muito feliz! De verdade!
É gratificante ver que esse trabalho de formiguinha pode fazer 1 ou 2 pessoas refletirem, embora na maioria das vezes a impressão que temos (eu tenho, pelo menos) e a de que estamos falando com as paredes...

Mayara disse...

Acho que o problema de muita gente que teoricamente é neutra sobre o assunto... É que confundem...
Não é porque você não tem VERGONHA de algo que precisa ter ORGULHO. Orgulho é reservado a conquistas - no caso da homossexualidade/homoafetividade, é orgulho de ter se assumido, de ter aceitado quem é e de se amar, ao contrário do que a sociedade prega.
No caso de ser hetero, claro que você não vai ter VERGONHA de ser hétero. Mas não há orgulho algum - não há CONQUISTA ou VITÓRIA envolvida. Não há mérito.
Demorei muito tempo para conseguir formular esse pensamento sozinha. Acho que é um problema que nunca é colocado dessa forma.
No caso, dizer que o "Orgulho Gay" não é orgulho de SER gay, que isso não é uma conquista, mas orgulho de se aceitar, de buscar seus direitos, de não mentir mais, para si ou para os outros. Isso sim é uma conquista. É orgulho de ser gay e não ter vergonha disso e de ter conseguido, após um caminho na maioria das vezes árduo, assumir, aceitar e ainda viver no dia a dia em uma sociedade que te odeia.

Rê_Ayla disse...

Estes dias rolou uma discussão feia no meu FB - tinha um conhecido insistindo que masculinismo é o mesmo que feminismo, mas pelos homens. E eu insistindo que não, pois homens heteros já têm todos os privilégios assgurados...

Enfim...

orgulho hetero é a coisa mais estúpida e homofóbica ever!

E roubei uma imagem que você usou aqui para ilustrar um post que escrevi a partir da discussão com esse cconhecido no meu FB.

Ana disse...

@Lorena
;_______________________;

*só chora de emoção*

@Huan
Uh, bem, quando se faz essa piada aqui é bem óbvio - em tom de piada mesmo. Será que ela tava falando sério? D:

... Se bem que, me lembrei que uma vez eu escutei uma menina na escola dizendo que o sonho da vida dela era se casar com um cara rico e ser dona de casa... que aí ela não ter que estudar e fazer vestibular e trabalhar e tal (e sim, soou bem sério).

... Sabe do que mais... As pessoas me assustam às vezes... o_o

Huan Icaro Piran disse...

Ana, pessoas me dão medo, serio mesmo

tiago disse...

A quantidade de comentários é metafórico: a visão de gênero e seus abismos conceituais.

Anônimo disse...

Oi Lola, vim aqui desabafar, imagino que centenas de pessoas venham pelo mesmo motivo.
Eu não sou homossexual mas sou ser pensante, logo, repudio o preconceito.
Minha mãe já foi amante das artes, cuca fresca, liberal e responsável pelo meu gosto por tantas coisas boas, mas hoje minha mãe é testemunha de jeová e é dona de um preconceito tão grande que me faz chorar. Ontem tivemos uma discussão e não consigo perdoar o preconceito dela... Como dói sentir tanta raiva de quem se ama tanto.
Eu quero ser uma pessoa melhor e não sentir tanta raiva, mas é péssimo assistir esse espetáculo de horror e preconceito vindo de alguém que se ama tanto.

Maxuel disse...

o que tem haver com leão ser gay,etc. pode existir, mas algo eu sei que foi erro da genetica do ser humano entao essa pessoa que nasce gay, nao tem culpa. e tem gay que nao sabe porque nasceu assim primeiro se descobri, e se veja.
mas eu tenho algo a dizer eu sou um gay assumido pra mim mesmo e eu nasce assim minha primeira paixão foi po ator de novela desde de criança, e nada foi por um erro de criação, despois que cheguei na adoslencencia eu foi sentindo paixão profunda quy nao conseguir me controlar. mas nunca senti atrção por mulheres, sempre falo que sao bonitas. e se estao assumindo agora de tanto tempo, e porque surgiu a lei do gay que agora pode se assumir, casar , adotar filhos gerar uma familia. nao e nada de que esta VIRANDO GAY. simplismente nasceu assim. se alguns nao consegue se assumir por medo da violencia, estrupo, bulling. e mais dificil pra oshomens assumirem do que as mulheres, so basta respeitar, nao precisa aceitar se estiver um pouco de inteligencia. entoa nao fique dizendo que coisa do demonio,ningue sabe so apenas quem nasce gay mesmo. e tambem existe pessoas quegosta do mesmo sexo. que nasce com erro na genetica na biblia talvez nao fala tudo. e eles sao iguais a nos so muda o gosto de gostar de alguem.por favor respeitem, eles nao fizeram nada para voceis. e a vida deles nao virem as costa ajudem serem felizes o que eles sao.
tchau!
boasorte para todos e perdou por terem opniao tao preconceituosos e agradeco aqueles por respeitarem e aceitarem tambem.

Danielle disse...

Pois é, os héteros conseguem procriar, mas por que então temos tantas crianças abandonadas por aí? Conseguem procriar mas não querem CUIDAR. Não seria legal dar a essas crianças uma chance de ter uma família e ser adotadas por casais homo? Precisamos urgentemente que a sociedade mude e que pare de se intrometer na vida alheia. Vamos gente, temos hoje 4G, internet, medicina evoluída, tudo tudo, tecnologia não nos falta... Mas as ideias continuam no século passado, uma vergonha. Vamos deixar a religião dentro da igreja e longe do Estado.