terça-feira, 1 de maio de 2012

LEIS DE PROPRIEDADE CANINA

Não me pergunte onde vi isso, porque já faz muito tempo e não anotei. Mas é fofinho, e só decidi traduzi-lo agora. Acho que todo mundo que ama cachorros (e bichos em geral, porque, não sei quanto a você, mas meu gatinho Calvin parece seguir essas leis de propriedade também, exceto a número 10 -- aliás, discordo da número 10; animais adoram coisas quebradas) vai se identificar. 
Estou com muitas saudades de ter um cãozinho. Meu último, o Hamlet, morreu em dezembro de 2007 com quase 16 anos, chuif. Amo cães e gatos igualmente. Não tenho preferência, não preciso escolher, posso ter os dois, não? A única coisa é que gato deve dar uns 10% do "trabalho" que dá um cachorro. E lembre-se: nunca compre um bicho de estimação. Adote um.
Bom, vamos à lista traduzida das leis de propriedade canina:
1. Se eu gosto, é meu.
2. Se está na minha boca, é meu.
3. Se posso tirá-lo de você, é meu.
4. Se eu tava com isso faz pouco tempo, é meu.
5. Se é meu, nunca deve parecer ser seu de nenhuma maneira.
6. Se estou mastigando alguma coisa, todos os pedaços são meus.
7. Se parece ser meu, é meu.
8. Se eu vejo primeiro, é meu.
9. Se você está brincando com algum troço e o larga, isso automaticamente se torna meu.
10. Se está quebrado, é seu. 
A LISTA DO QUE SE DANE
Hoje é feriado, então não espere nenhum post mais profundo. Mas eu estava vendo uns posts antigos e encontrei um bem filosófico, digamos. Lembra do filme meia boca Antes de Partir (The Bucket List)? Aquele em que Morgan Freeman e Jack Nicholson fazem o que eles consideravam importante antes de bater as botas? Pois é, na época alguém lançou um F*ck It List, ou uma lista do dane-se. Em outras palavras, de coisas que você não sentirá a menor falta se não fizer antes de morrer. A minha lista tá aqui, e eu não mudaria nadinha (pule o começo, em que eu falo que nunca entrarei no Twitter e blábláblá). Qual é a sua? Não vale incluir "Ser assaltado". Tem que ser coisas que a maior parte da sociedade considera incríveis e/ou necessárias, mas que em você não faz nem cócegas. E tem que ser coisas que você nunca fez. Portanto, exclua "Ler o blog da Lolinha". Pode incluir "Ter um bicho de estimação", se você for uma pessoa sem amor no coração.

24 comentários:

Anônimo disse...

-Ter um carro grande e chique
-Ir a Miami
-Casar na igreja
-Ver minha filha casar na igreja (se bem que essa parte é ela quem vai decidir :))
- Vestir vestidos "repolhos" para qualquer ocasião! Espero que ela me poupe de festas de 15 anos, casamentos, batizados, etc
- Ler uma linha que seja de Paulo Coelho
- Clarear o cabelo (leia-se, ser loira - parece que há uma idade em que TODAS querem!)
- Transar em lugar perigoso ou inóspito (adoro conforto!)
Ana

Ellen disse...

Off tópico
Lola, olha a declaração da Caroline Celico:
“Eu perdoaria uma traição do Kaká. E sabe por quê? Porque quando o homem trai, é sinal de que a sua mulher falhou em algum ponto. Ela não estava dando o necessário. E não falo só de sexo. Falo de carinho, diálogo, cumplicidade. Se eu descobrisse um caso do Kaká, seria complicado. Mas se ele me trair, acho que estou fazendo algo de muito errado.”
Tão triste, né, uma formadora de opinião vomitar tantas bobagens...

Lord Anderson disse...

kkkkkk


essa lista bem que podia-se aplicar a uma duplinha de sobrinhos por afinidade que tenho.

Na minha lista do dane-se
entraria nunca ir a um show de qualquer genero musical

Maria disse...

1-Esportes radicais,to fora
2-comer sushi idem
3-ter cabelos lisos
4-roupas caras e de marca
5-pintar unhas
6-passear em shopping
7-baladas

Linda disse...

Gostei da ideia! Haha. Aí vai..
My fuck it list:
- Fumar ou experimentar drogas ilicitas (excluo o alcool, que bebo em raras ocasiões e pequenas doses).
- Ficar porre.
- Ter filhos biologicos.
- Pular carnaval.
- Ir numa micareta.
- Aprender a gostar de leite.
- Viajar para através de agencias de turismo.
- Viajar pra ficar em hoteis chiques e fazer compras sem explorar a cultura local.
- Aprender a gostar de frutos do mar (sushi, eu passo).
- Comer coisas nojentas e caras tipo escargot, caviar etc.
- Ter um carro (excluindo situações de extrema necessidade).
- Ir morar em algum lugar que eu jamais moraria por causa de um emprego que vai pagar mais, considerando que eu tenha emprego na cidade que gosto de morar (se eu estivesse faminta trabalharia em qualquer lugar, claro).
- Seguir uma carreira que em que eu não tenho o menor interesse, por que paga mais no mercado (aquela revirada no estomago quando vejo alguém que vai fazer cirurgia plastica).
- Aderir a tendencia cultural brasileira da corrupção.
Foi tudo o que eu consegui lembrar.

aiaiai disse...

• Ter um animal de estimação (eu sou mesmo uma pessoa sem amor no coração
• Viajar sem liberdade (ou seja: em excursões, cruzeiros, para ficar hospedada em resorts, etc)
• Fazer compras sem ter necessidade, só por diversão (acho a coisa mais chata do mundo comprar...só compro o que preciso, em geral pra repor o que ficou velho)
• Ter carro caro. Um dia espero poder não ter carro
• Ter jóia, acho a coisa mais babaca q a humanidade introduziu no mundo do consumo kkkkkkkk
• Ter um objeto tecnológico de última geração...além de caro, eu acho absurdo comprar uma coisa cara, que vc nem sabe se vai funcionar direito. Prefiro tecnologias já consagradas (podem rir de mim)
• Ter emprego que me obrigue a ir no mesmo lugar todo dia (se bem que eu já tive, há muito tempo atrás...só lembro como era chato ir no mesmo lugar todo dia...)
• Usar aliança e casar...por motivos práticos, eu casei com o pai do meu filho, mas foi apenas uma assinatura. Casar com aquele ritual, jamais. Com oito anos eu disse pra minha mãe q jamais faria aquilo e realmente nunca tive menor vontade.
• Jogar qq jogo valendo dinheiro...não gosto nem de apostar com amigo. Essa ideia de que é bacana ir para cassino pra mim é uma coisa incompreensível.
• Aparecer em qq lugar da mídia. Esse é um dos motivos pelos quais resolvi ser anônima nos blogs que leio e no twitter

Lays, mãe e tudo o mais. disse...

Minha lista:
- ler livros de auto-ajuda;
- fazer plástica;
- aprender tricô ou crochê;
- casar de novo;
- ir à Disney;
- ir a um jogo de futebol;
- ir a um baile funk;
- dizer pra minha filha que ela não pode fazer algo porque é mulher.

nina disse...

- Ter filhos biológicos
- esportes radicais
- acampar
- ir à praia (sim, eu detesto)
- fazer cirurgia plástica
- experimentar alguma droga
- voltar a dirigir
- voltar a comer carne
- trabalhar numa empresa ou ter um emprego que eu abomino só pelo dinheiro

Amaranta disse...

- Alisar o cabelo
- Comprar um carro caro (por mim eu ñ dirigia nunca, mas ultimamente tem sido uma necessidade)
- Ir a um festival sertanejo
- Assistir Big Brother
- Pular de paraquedas
- Experimentar drogas
- Ter filhos
- Trabalhar em um escritório, pior ainda se for de um órgão público (droga, já traí a minha lista =/ )

Flavia Vianna disse...

Vamos lá, esta é a minha lista:

- Fazer escova progressiva
- Trabalhar numa profissão só pelo dinheiro (larguei Eng. Civil justamente por este motivo)
- Fazer uma cirurgia plástica
- Clarear o cabelo

Foi o que consegui lembrar. Por que existe um monte de coisas que quero fazer.

LisAnaHD disse...

"Ter um bicho de estimação", se você for uma pessoa sem amor no coração." --LoLa, no post

ah!. LoLinha, então os presidentes americanos têm muito amor no coração... rs...

LC disse...

Bacana.
Primeiro peguei as leis e já compartilhei. Lá em casa tudo isso cai bem,como uma luva. Temos uma gata. Inclusive a 10a lei ela segue ao pé da letra. Já quebrou mais de 15 coisas, entre carregador de celular e fone de ouvido, mas é automático: quebrou, largou.
Quanto a lista deu até vontade de fazer uma, mas por hora me bate a preguiça desgramada do feriado, então li as listas alheias, postadas nesse e no original.

isa disse...

-Mergulhar (exceto mergulho livre)
-Ter filhos
-Assistir Harry Potter
-Fazer parte da High Society
-Votar na direita
-Casar na igreja
-Usar roupa/calçado desconfortável só para ficar "bonita"/agradar a sociedade.
-Ir para Salvador/Rio no carnaval
-Ser evangélica
-ser vegetariana (desculpe vegans, não consigo)

Anônimo disse...

-Praticar esportes radicais
-Casar na igreja
-Ter milhões de roupas e sapatos que eu vou usar raramente, só pra encher o guarda-roupa
-Comprar um carro caro
-Frequentar baladas com música ruim e pegar vários numa noite só pra dizer que sou o máximo
-Frequentar uma igreja

Deve ter mais coisas...

Anônimo disse...

Adorei a lista, Lola, me identifiquei com quase tudo (eu gosto de frutas, pinto minhas unhas e ainda estou tentando emagrecer). Na minha acrescentaria umas coisas:
-Fazer plástica
-Alisar o cabelo
-Ficar loira
-Aprender a dirigir/comprar um carro

Gostei também das leis da propriedade canina. Fiquei rindo e olhando para a minha vira-lata, Tuta. Esses dias me dei conta de que ela está com dez anos e me deu um aperto no coração. Acho que os bichos deveriam viver tanto quanto a gente.

Ana D

Luciana disse...

Minha filhota canina se enquadra em quase todas as regras. Porém ela adora qualquer coisa quebrada rsss. Lola, o Hamlet era lindo, cheio de classe e tinha cara de comportado. Muito fofo! *_*


Minha F*ck It List:
- Beber, fumar e experimentar drogas ilícitas;
- Casar na igreja;
- Ter filhos;
- Ir a uma micareta, um jogo de futebol e um baile funk;
- Virar religiosa;
- Comprar um carro.

Augusto disse...

1. Fazer coisas porque a maioria das pessoas fazem.
2. Ter filho biológico.
3. Ter cachorro. (Apesar de que ter um gato me é bastante possível.)
4. Ter um enterro religioso.
5. Casar.
6. Ter vídeo-game
7. Assistir esportes.
8. Ter uma vida longa.
9. Assistir televisão paga.
10. Manter laços afetivos por manter.

Lorena disse...

Ah, eu adoro listas. Adorei a lista do au-au, o meu é justamente assim, com exceção do nº 10. Ele só larga algo que ele ache que é dele (ou seja, tudo em que ele toque a patinha) quando essa coisa já não existe mais! Se ele quebrou/destruiu algo (ele vai fazer isso, com qualquer coisa), ele só larga se não sobrar nem um pedacinho inteiro. :P

Quanto a minha F*ck List, confesso que nunca fiz uma... Mas vamos tentar:

- fazer cirurgia estética por vaidade (só faria se fosse por questão de saúde ou restauração);
- pintar o cabelo, a não ser quando estiverem brancos, daí talvez eu pinte;
- deixar o cabelo crescer além da altura dos ombros, ou um pouco abaixo;
- ir a um micareta ou Carnaval de Salvador;
- comprar um CD de Axé ou Funk;
- Comprar novamente mídias piratas (comprei uma vez, quando era adolescente, mas nunca mais);
- Gastar rios de dinheiro com coisas de marca só por causa da etiqueta;
- usar blusa/vestido tomara-que-caia (vai que cai?? :P);
- torcer pra um time de futebol (vai contra os meus princípios).

Foi o que consegui me lembrar...

Diana disse...

Hahahahahahahaha

Eu não gostaria de ter bicho de estimação, mas isso não significa que eu não tenha amor no coração. Mas até os peixinhos eu achava que eram trabalho demais, que dirá animaizinhos que precisam de atenção, carinho, remédio, amor... Prefiro não ter do que não fazer direito. (pessoas deviam pensar mais nisso antes de terem filhos. Pra mim já basta o filho)

Rafaela disse...

Olá Lola e leitor@s.
Adoro essa listinha dos cães (que já tinha lido antes graças ao StumbleUpon), pois ela descreve perfeitamente o comportamento dos 2 lindos que tenho aqui em casa.
Quanto a fuck it list, os meus não-planos são os seguintes:

- Casar (nem no civil, muito menos no religioso)
- Fazer progressiva (fiz uma vez e quase fiquei careca)
- Trabalhar em algo que abomino só por causa de grana
- Continuar em um relaciomento fracassado apenas para manter as aparências
- Não viajar para outros países
- Gostar de futebol
- Assistir novela e programas humorísticos disponíveis na TV
- Gastar dinheiro com coisas que julgo desnecessárias só para conquistar uma felicidade rasa
- Frequentar igreja novamente

Bom... Acho que é isso.
Abraço a tod@s!

Anônimo disse...

Os animais são sinceros, o ser humano tem que inventar desculpas amarelas pra justificar o que quer

Anônimo disse...

Os cachorros tbém acham que os humanos são deles =)
"Se me deu comida, é meu humano"

Anônimo disse...

Nunca :

-irei a uma micareta
- voltarei a trabalhar com que detesto só por grana
- deixarei de seguir meus sonhos e acreditar q serei mais feliz =)

Anônimo disse...

E nunca terei filhos!