terça-feira, 3 de abril de 2012

MANIFESTO DA LIBERTAÇÃO DAS GORDAS

Outro dia me deparei com este manifesto escrito em 1973. Nem sabia que naquela época já existiam movimentos de Fat Acceptance (aceitação da gordura; prefiro usar um termo mais abrangente: aceitação do corpo). Pensei que fosse um fenômeno muito mais recente. O interessante de pesquisar este tema é que a gente começa a ver não apenas inúmeras conexões entre o feminismo e o movimento de aceitação do corpo, como também entre fat e queer (que significa homossexual, no caso, lésbica, já que a cobrança pelo corpo perfeito é muito mais frequente para mulheres que homens; portanto, há bem mais mulheres entre ativistas de movimentos de aceitação do corpo do que homens. Mas queer não se resume apenas à homossexualidade. Inclui também ser diferente). Tanto gord@s quanto gente queer são pessoas à margem, o que torna ainda mais errado que tantos gays sejam gordofóbicos. Bom, o manifesto não fala nisso. Tomei a liberdade de traduzi-lo. Escandalizem-se:

1. Acreditamos que as pessoas gordas têm todo o direito ao respeito e ao reconhecimento humanos.
2. Estamos zangadas com o mau tratamento devido a interesses comerciais e sexistas. Esses têm explorado nossos corpos como objetos do ridículo, criando assim um mercado imensamente lucrativo que vive de vender a falsa promessa que esse ridículo pode ser evitado ou aliviado.
3. Vemos nossa luta como aliada de outros grupos oprimidos contra classismo, racismo, sexismo, preconceito etário (ageism), exploração financeira, imperialismo, e outros.
4. Exigimos direitos iguais para pessoas gordas em todos os aspectos da vida, conforme prometido pela Constituição dos EUA. Exigimos igual acesso a bens e serviços na esfera pública, e um fim à discriminação contra nós nas áreas de emprego, educação, instalações públicas, e serviços de saúde.
5. Destacamos como nosso principal inimigo a assim chamada indústria de “redução”. Esta inclui clubes de dieta, spas, médicos de dieta, livros de dieta, comida de dieta, suplementos de comida, procedimentos cirúrgicos, inibidores de apetite, drogas e equipamentos de redução. Exigimos que essa indústria se responsabilize pelas suas promessas falsas, reconheça que seus produtos são perigosos à saúde pública, e publique estudos de longo prazo provando qualquer eficácia estatística dos seus produtos. Fazemos essa exigência sabendo que mais de 99% de todos os programas de perda de peso, quando avaliados num período superior a cinco anos, fracassam totalmente, e também sabendo dos perigos extremos e comprovados de mudanças frequentes no peso [o efeito sanfona].
6. Nós repudiamos a “ciência” mistificada que falsamente afirma que não somos saudáveis. Isso tem criado e mantido discriminação contra nós, em conluio com os interesses financeiros das empresas de seguro, da indústria da moda, das indústrias de redução, das indústrias de comida e medicamentos, e das instituições médicas e psiquiátricas.
7. Recusamos ser subjugadas aos interesses de nossos inimigos. Queremos retomar o poder sobre nossos corpos e nossas vidas. Estamos comprometidas a buscar esses objetivos juntas. Pessoas gordas do mundo, uni-vos! Não temos nada a perder.

315 comentários:

1 – 200 de 315   Recentes›   Mais recentes»
Lord Anderson disse...

Tb fiquei surpreso com a data, mas é bom saber que sempre existiram pessoas dispostas a lutar contra todo preconceito.

Só lamento que logo vai aparecer o pessoal desesperado com a aparencia alheia de acusando de fazer apologia a obesidade morbida (que a unica visão de pessoas gordas que ele tem)e de se gabar de como conseguiram ficar magros e que quem não consegue é pq tem todos os defeitos morais do mundo.

E tudo jurando que é preocupação com a saude alheia.

Assim como os machistas que são contra o feminismo mas só pelo bem das mulheres.

Anônimo disse...

Gentinha que acha que sabe do exame de sangue alheio, só de olhar pra uma pessoa, dando seus palpites em 3, 2, 1...

Ivy G. disse...

Olha, sou gorda e me orgulho disso há muito tempo, já. Sempre fiz uma corrente de auto aceitação pela internet, eu tinha uma comunidade no Orkut chamada fattitude, onde eu colocava os assuntos de nossos interesses, de maneira feminista. Ou seja, seja feliz, seja bonita pra vc, foda-se o padrão.
De qualquer maneira, acho que cabe às gordas pararem de tapar o sol com a peneira, e também menearem e criarem soluções e alternativas pra todas nós. Eu faço isso, tenho amigas que têm lojas pra gordo por causa da dificuldade em achar coisas legais, ou seja, temos que criar alternativas, e mostrar pra esses cu comé que faz.

Bruno S disse...

"Só lamento que logo vai aparecer o pessoal desesperado com a aparencia alheia de acusando de fazer apologia a obesidade morbida (que a unica visão de pessoas gordas que ele tem)e de se gabar de como conseguiram ficar magros e que quem não consegue é pq tem todos os defeitos morais do mundo."

Posso assinar embaixo?

Anônimo disse...

Ué, achei que esse culto à magreza fosse uma coisa recente...

sex pistol disse...

Desculpe usar esse espaço nos comentários desse post importantíssimo mas, ele é o único canal que tenho na internet.Isso é para esclarecer que:
-Não tenho twitter e nunca terei;
-Não tenho orkut e nunca terei;
-Não tenho facebook, facefuck ou afins e nunca terei;
-Não tenho blog ou site de qualquer espécie e nunca terei;

Meus únicos canais de comunicação são o blog da Lola, quando participo e meu e mail.
Grato.

carolinapaiva disse...

Lord Anderson

Quero assinar também.

Raphael disse...

Faltou pedir para aumentar a largura das portas e entradas em geral...

Dri Caldeira disse...

Hum, poucas pessoas comentaram ainda, vou esperar um pouco mais...

Anônimo disse...

kkk Fui brincar que a lola toma 6 litros de água pra acompanhar os 6kg de brownie e ela ficou enfezada.

foi brincadeira, lola, pode beber seus 6 litros de água a vontade, lindona!

Beatriz disse...

"Só lamento que logo vai aparecer o pessoal desesperado com a aparencia alheia de acusando de fazer apologia a obesidade morbida (que a unica visão de pessoas gordas que ele tem)e de se gabar de como conseguiram ficar magros e que quem não consegue é pq tem todos os defeitos morais do mundo." (assino tb)
Amém. And let the mimimi begin.
Na boa, o problema é que o pessoal acha q aprende sobre saúde de verdade assistindo Discovery Home and Health e lendo revista de dieta. Não gente, não.

Anônimo disse...

Lola, não sei se você viu essa parte do Fantástico em que colocam crianças para fazer "regime". O que me chamou a atenção, foi que para menina gordinha, cujos exames não apresentaram NENHUM problema é feito um prognóstico com POSSÍVEIS terríveis consequências do sobrepeso, enquanto o menino magrinho que já tem problemas de colesterol é apresentado como o sonho de qualquer pediatra e tem só esse detalhe para resolver. Ah tá que não é estética :(

Anônimo disse...

Esqueci o link, é esse aqui: http://www.youtube.com/watch?v=ZxxO7Jysv4c

Maria Valéria disse...

Gostei, mas quero ressaltar que nao vejo nada demais em uma pessoa querer emagrecer por nao estar se sentindo bem com o peso que tem.

Eu emagreci 6 kg ano passado, por mim, porque todo mundo jurava que estava bom e que nao precisava mudar nada.

Enfim, acredito que o importante e se sentir bem com o próprio corpo,independente se vc e gordo ou magro.

Quanto a questão de saúde, sou medica, e se chega uma pessoa no consultório perguntando ' Dra, meu colesterol nao abaixa, POR QUE?ora, eu só posso indicar dieta e excercicio físico.
Muitas vezes lembrando que ter colesterol alto e diabetes nao e privilegio de pessoas gordas, pois magros também tem esses problemas-:)
Entao, a questão da sua saúde,da sua aparência, e sempre voce que sabe como quer ficar e como quer manter,
Estando feliz nao vejo problemas.alias já conheci gente que se recusa a fazer dieta para diabetes e colesterol, dizendo que nao quer viver comendo alface e frango grelhado. Respeito, ta no seu direito, mas fica um acordo subentendido que depois a pessoa nao pode voltar ao medico e dizer que ele ' nao resolve' o seu problema.afinal, a opção foi da pessoa e nao existem formulas magicas.
O importante e ser feliz como vc esta-:)
Bjs, Lola

Anônimo disse...

Ih, o zeca camargo tava um porquinho cevado este domingo no Fantástico. Não adiantou xongas ele ter entrado num programa de dieta com exercício físico.

concordo com o anonimo acima. tem que parar com esses programas de emagrecimento de obeso televisionado. uma que não temos nada com a obesidade de ninguém, outra que é tudo fabricado. axo que os obesos ganham uma boa graninha de cachê pra fazer papel de bobo e nós não ganhamos nada de assistir a baboseira.

Mens sana in corpore sano

Anônimo disse...

Esse negócio de dizer que gordura é doença é um absurdo, só porque aumentaria a probabilidade de vir a ter doenças no futuro! A gente nunca sabe do futuro.
É a mesma coisa com o meu cigarro, enchem o saco, dizendo que isso pode prejudicar minha saúde. Só que tem gente que não fuma e é doente e tem gente que fuma e não é. Muita gente morre de câncer de pulmão sem nunca ter fumado. Vai falar do estado do meu pulmão só porque eu fumo? Chego no médico, com problemas, o safado só vê meu fumo e me manda parar de fumar... preconceito total!
Mesma coisa com a gordura

André disse...

É bom salientar que gordo, para a indústria da moda, é qualquer um com IMC maior que 5.

Anônimo disse...

é assim aqui nesse país que não tá nem aí pra violência contra a mulher. a polícia não faze nenhum esforço em prender estuprador e ele vai fazendo vítima atrás de vítima. a polícia e o governo são os grandes estupradores: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/04/03/suspeito-de-estuprar-menina-ha-15-anos-e-reconhecido-por-mais-12-mulheres-em-mg.htm

Anônima Beócia

Anônimo disse...

anônimo 11:51, concordo com você em gênero, número e grau, desde que não fume onde estou. Mania desse povo que quando fica mal, dá de fazer campanha de conscientização contra o cigarro. Viu a mulher do chico anísio? que idiota, né? tá certo que o chico reclamou e lamentou um bocado ter fumado tanto, mas é problema dele, poxa. viveu até muito mais que muita gente.

Anônimo disse...

Anônimo das 12:02, muito obrigada pelo apoio. A mesma coisa com gordura, essa história de que a pessoa tem maior probabilidade de diabetes, derrames, ataques cardíacos... tem nada a ver. Todas essas coisas podem dar em qualquer um! Me deixa ser gorda em paz e cuida da sua saúde se quiser!

Jiquilin disse...

Me mandaram esse video: http://www.youtube.com/watch?v=eKUGltGwN3U

Achei despropositado. Aqui a gente não ve gordas sendo livres, mas mto amarradas pelo machismo. Certeza q o diretor desse video eh um homem magro que queria incluir as pobres gordas. Note como elas sao tratadas como/comparadas a objetos. Além dsso, sao associadas aos afazeres domesticos, como se essa relacao fosse intrinseca a mulher. E no final, ainda aparecem uns boy magias todo saradaooo... AI, que uoh!

Dri Caldeira disse...

Na novela de ontem da Globo, a personagem da Adriana Esteves diz para a filha que é gorda e deve ter uns 11 anos: filha, vc já não é bonita e ainda coloca esse vestido feio? Isso retrata bem a verdade, pq minha mãe era assim comigo e atualmente ela morre qdo me vê com as roupas apertadas, decotadas e estampadas que eu uso. Eu amo minha mãe, morro por ela se preciso for, mas kgay pra opinião dela ao respeito do meu gosto de se vestir...

Renata disse...

Maria Valéria, médico não é padre, é prestador de serviço. A pessoa PODE SIM, (não) se cuidar como quiser e ir ao médico quando quiser. Não cabe a ninguém julgá-la.

Anônimo disse...

penso exatamente igual a você quanto
aos obesos, anônimo, desde que não
venham sentar do meu lado no ônibus,
avião, cinema, em cadeiras de tamanho
normal. abs.

Lord Anderson disse...

Bruno, Carolina

Suas assinaturas são mais do que bem vindas :)

Anônimo disse...

Po Jiquilin, curti pacas esse video... é pra ser forçadão mesmo, uma sátira. E ficou sexy.

Anônimo disse...

Renata, o obeso que vai ao médico por causa de colesterol alto quer um remédio qualquer pra abaixar os índices e não acabar com a causa do colesterol em excesso, né?

em medicina isso é muito comum. não se atacam as causas, se medicalizam os efeitos.

Fernanda: disse...

Jiquilin, fiquei completamente asssustada com o conteúdo do vídeo! Há uma inversão total da mensagem que parece tentar dizer que toda mulher é linda, ela só tem que se aceitar do jeito que é. No contexto que o vídeo coloca dá pra entender que toda mulher é linda, contanto que ela se adeque as padrões de maquiagem/moda/comportamento que agrade aos homens.
Aí fica difícil ser linda tendo que agradar a metade da humanidade, mas muitas vezes não sendo feliz consigo mesma.

Carol NLG disse...

Belo texto, as usual.

Já falei antes. Em termos de IMC, sou classificada como sobrepeso (IMC 26,5). Todas as minhas taxas estão perfeitas. Quando fico com o IMC menor (entre 23 e 24, que seria o "normal"), tudo sobe. Colesterol, triglicerídeos, tudo!

Levei ANOS achando que teria é que emagrecer mais pra ser saudável, até um médico finalmente me contar que, adivinha só, eu sou saudável assim! E não preciso mudar pra me adequar a uma coisa que vai me fazer mal!

Fiz minha primeira dieta com 8 anos de idade (Vigilantes do Peso). Até os 20 e poucos, foram várias. Meu presente de aniversário de 18 anos? Uma lipoaspiração. Pois é. E eu jurava que tudo isso era pro meu bem.

Agora eu fico triste ao ver as mesmas coisas sendo impostas à minha irmã mais nova. Recentemente ela engordou 7kg. Estava toda feliz, porque finalmente começou a ter peito e bunda (porque, né? Como vai conseguir isso tendo um IMC de 15?) Até que minha mãe começou a apontar como ela está engordando, e está ficando feia, etc. Acabou com a menina!

Eu já tive algumas brigas colossais com minha mãe justamente por questão de aceitação. Eu me aceitei, eu decidi me amar - e ser saudável por isso. Ela não. Agora, a mesma coisa com minha irmã mais nova.

Renata disse...

A opção é da pessoa, não cabe ao médico julgar. Essa é a mesma justificativa para o mal tratamento de quem faz aborto e chega com complicações, alcoolistas que são maltratados, tudo o que é "responsabilidade" da pessoa. O médico tem que se recolher a fazer o que o paciente pede e o que a ética médica define. E a ética médica não prevê o julgamento das ações de ninguém. Só isso.
Se é causa, sintoma, ou o que for, aí cabe a cada um avaliar.
Porque senão temos aquele tipo de postura, "olha, eu respeito a ação dele" que supõe a continuação," mas o certo seria..."
Não existe o certo! Essa patrulha médica é moralista.

oscar wildcat disse...

a 'consciência gay' é, infelizmente, muito machista. não falo dos movimentos e grupos organizados, estes tentam (tudo bem que, muitas vezes, sem muita vontade) defender os diferentes; mas digo pelo que vejo por aí: busca doentia por corpos perfeitos e padrões irreais, usando o argumento ultrapassado da psicologia evolucionista ("ah, os homens têm como principal estímulo o visual!"). gordos, afeminados (aqueles que se aproximam do feminino, isto é um crime!), negros e os que deixam o corpo naturalmente peludo são exemplos dos que a 'cultura gay mainstream' vê como inferiores. em sites de relacionamento gays, todo perfil tem um disclaimer do tipo "não curto gordos, negros, afeminados e gente feia". já gente burra pode, né? fora a quantidade de gays que conheço que se matam em dietas, academia, cirurgias, produtos de beleza para se aproximarem do "ideal". é triste que uma cultura que deveria questionar estes padrões se apossa deles e os leva ao extremo. conheço grupos que só deixam novos membros se juntarem a eles caso tenham menos que 10% de gordura corporal. é sério. o ódio às lésbicas (e mulheres no geral) é outra característica bem pronunciada, vide aquele hotel gay que irá proibir a entrada de mulheres. é revoltante e absurdo.

Dri Caldeira disse...

Eu tive brigas homéricas e intermináveis com minha qdo. me casei pq eu TINHA de casar de branco, tadinha, ela imaginava q eu era virgem. Só q ela ficou numa encruzilhada: como eu podia casar de branco gorda daquele jeito?? Certos clichês não vão morrer, por mais q a pessoa te ame: gorda não usa branco, gorda não usa estampado, gorda não usa roupa colada no corpo, gorda não usa roupa transparente, gorda não usa listras, gorda não sai pra dançar, gorda não come em público... Pois eu casei de branco, gorda (96 quilos) de cabelo curto, sem véu, sem calda na porra do vestido, linda, feliz e comi a festa toda!!

Dri Caldeira disse...

Brigas com minha mãe tá?

Débora Vaz disse...

Lola, eu confesso que tenho medo de praticar gordofobia.

Sei que é necessário lutarmos contra a imposição de padrões estéticos e contra o preconceito a quem está com quilinhos a mais ou a menos do ideal, mas tenho uma grande apreensão quanto à obesidade.

É importante levar estilos de vida saudáveis e tal, e eu sempre tento incentivar (quando as pessoas conversam comigo ou pedem dicas) a prática de esportes e o fim do sedentarismo. Mas devo dizer que tenho receio de ser preconceituosa em minha abordagem!

E agora? Por favor, não ria de mim, é um pequeno dilema meu a ser levado a sério... beijos!

Dri Caldeira disse...

Débora Vaz - vou falar por mim. O que eu não suporto são esses preconceituosos metidos à médico q assim q veem vc na rua, te enfiam aquela dieta fácil de fazer, onde vc perde 10 quilos em um mês!! É só vc olhar pra pessoa, tem gordo infeliz, q não encara ninguém nos olhos, q anda de cabeça baixa, sem auto-estima nenhuma, q só sai de casa pra fazer o essencial e volta correndo. Não se arruma, não coloca roupas legais, pq sempre vem um FDP e diz q não é bonito q não pode. Eu fazia coisas terríveis nas lojas aqui de Santos. Fui muitas vezes na loja da Fórum, olhava a vitrine, olhava e chamava a vendedora, pedindo tal calça, só q em tamanho 50. Elas riam de mim e eu começava a discutir, a brigar a dizer q ia chamar a polícia pq aquilo era preconceito... coitadas, elas ficavam apavoradas!! Eu me divertia muito às custas das magricelas. Mas não liga não, é q eu sou uma peste. E tb não deixo que ninguém, nem a minha própria mãe diga q sou feia por ser gorda, pq eu sei q não sou.

Anônimo disse...

Renata, se cada um fosse seu próprio médico, acabaria com esse dilema. a postura do médico deve ser sempre a de medicalizar o quanto possível e não se envolver emocionalmente com o sofrimento do paciente.

no caso das mães e responsáveis por crianças, eles têm sim responsabilidade de não deixar os filhos se prejudicarem. mas fez 18, tchau e bênção, vai se virar. kkkkk

Ivy G. disse...

Eu sou gorda e pratico um monte de atividades físicas, tenho uma vida super saudável. Sua abordagem não será preconceituosa se não for: vc é gorda e feia e precisa malhar.
Todo mundo tem que ficar saudável, e dar fim ao sedentarismo. Emagrecer é inerente a isso, e não deve ser uma obrigação pra contentar os outros.
Meu peso nunca foi limitação pra mim, mas era pro meu pai, minha mãe, por exemplo. Você não pode passar a vida baseando seu sofrimento na opinião dos outros. Tive que descobrir que eu não tinha problema nenhum com minha gordura, pra deixar ela livre. Consequencia dessa aceitação? Hoje faço muitos exercícios, levo uma vida com alimentaçlão saudável, me amo, amo minha vida e estou naturalmente equilibrando o meu peso ao meu biotipo, que é diferente, por exemplo, de uma menina que veste naturalmente calça nº38. Pra mim, o mínimo será nº46, e eu acho que sou uma delicia com minhas curvas, o que sobra, o que falta, mas o mais importante: quem eu sou.

Anônimo disse...

Ivy, vc tem algum texto que possa me mostrar sobre biotipos? não consigo entender esse trem. abs.

Luiz disse...

Eu acho esse assunto todo muito complicado. Excesso de peso pode ser tão problemático quanto anorexia. Dai a razão de eu não fazer apologia ao excesso de peso. Muitos problemas de saúde podem resultar disso. Nosso corpo foi preparado para guardar energia e para gasta-las, mas como atualmente maioria das pessoas vivem uma vida sedentária e tem uma alimentação desregulada e acabamos por acumular gordura e ficar obesos e isso pode sim trazer consequencia para a saúde. Faço exercícios físicos durante 3 vezes na semana intercalado com natação. Sinto me muito bem com isso. Minha vida melhorou depois disso. Não é uma questão meramente estética mas sim de saúde. Respeito quem é obeso, mas isso pode sim trazer problemas para sua vida tanto quanto a anorexia.

Renata disse...

Anônimo,não acho que cuidado seja sinônimo de imperativos, nem de julgamento, nem de frieza.
Nem com pacientes, nem com filhos.

lola aronovich disse...

Débora querida, eu te conheço pessoalmente e sei que vc não conseguiria ser preconceituosa nem que tentasse. Bom, a gordofobia pode acontecer em vários níveis. Úm deles é achar que a pessoa é feia por ser gorda. Mas, desde que essa opinião fique pra vc – porque a gente não precisa anunciar pro mundo por quem tem ou não atração –, ela é inofensiva. Outra forma de gordofobia bem mais grave é a discriminação: deixar de contratar alguém por ser gordo, ou achar que uma pessoa será incapaz pra fazer alguma coisa por ser gorda, ou não lhe dar um bom atendimento médico porque a pessoa é gorda e o médico não gosta de gordos. Aí é muito sério mesmo. Outra forma é ficar tentando diminuir a pessoa por ela ser gorda. Pra mim não é ofensa ser chamada de gorda, porque eu sei que sou gorda, ué. Mas quem me chama de gorda tem certeza que está me ofendendo. Enfim.... Se uma pessoa gorda te pede dicas de saúde, vc pode falar de prática de esportes, de emagrecer e tal. Mas DUVIDO que essa pessoa já não tenho ouvido essas dicas mil vezes antes. Agora, se uma pessoa gorda não te pedir dicas, por que falar de emagrecer e de exercício físico e tal? A forma física da pessoa deveria ser um não-assunto, um non-issue. Então é isso: não sair por aí tentando “ajudar” toda pessoa gorda a encontrar sua magreza interior!

lola aronovich disse...

Maria Valéria, concordo com o que vc disse. Também não vejo nada de mais em uma pessoa gorda querer emagrecer, ou uma pessoa magra querer engordar. O problema é fazer disso uma obsessão, achar que depois de perder aqueles quilos a vida será um paraíso (porque não será, né? Pessoas com peso “normal” também sofrem!), e deixar de fazer coisas prazerosas até eliminar aqueles quilos.


Jiquilin, o vídeo objetifica a mulher, não há dúvida. Por outro lado, é sexy, e usa modelos incomuns (se bem que as usa pra falar de “amplitude, bagagem”, termos assim). Nós feministas temos que tomar cuidado: se o vídeo fosse feito com as mulheres magrinhas de sempre, a gente não gostaria. Como é feito com gordas, a gente acha que é libertador? (quer dizer, sei que vc não acha). Às vezes caímos nessas armadilhas...

Anônimo disse...

Anônimo,não acho que cuidado seja sinônimo de imperativos, nem de julgamento, nem de frieza.
Nem com pacientes, nem com filhos.

desculpe, não sei se você é mãe, renata, mas no caso de filhos, é imperativo sim.

Luiz disse...

Mulheres são acusadas de atacar homens sexualmente para retirar sêmen
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,mulheres-sao-acusadas-de-atacar-homens-sexualmente-para-retirar-semen,803934,0.htm

Lord Anderson disse...

Luiz, mas vc percebe que entre a anorexia e o sobrepeso existe uma margem extremamente variada de pesos não é mesmo?


Então pq achar que um manifesto a favor de se aceitar faz apologia da obesidade?


foi oq eu disse no primeiro comentario, tem pessoas pra quem a palavra gordo remete automaticamente a obesidade, sem parar para refletir que nem todo gordo é obese.

simples assim.

Dri Caldeira disse...

Vamos parar com essa mania de dizer que todo gordo é sedentário? Eu cuido da casa, da minha mãe, faço todas as coisas q tenho q fazer a pé (quem conhece em Santos sabe q aqui vc sempre mora perto de um centro comercial), danço, caminho na praia, ando de bicicleta. Tem dias que não como nada, mas tem dias q extrapolo, o que QUALQUER SER HUMANO FAZ, INCLUSIVE OS MAGROS!! Acabei de pegar meus exames, nada, nem um motivozinho sequer pra eu fazer dieta ou a maldita cirurgia bariátrica!! LET MY FAT PEOPLE FREE!!

Anônimo disse...

Excesso de peso pode ser tão problemático quanto anorexia.

=============

ambos são transtornos alimentares.

simples assim.

Anônimo disse...

Dri, nunca acreditei que sedentarismo fosse causa da obesidade. eu sou a maior sedentária do planeta e magra de dar dó.

Maira disse...

Uma música para corroborar com o manifesto :-) http://www.youtube.com/watch?v=yDSK91mUNLU

Mylena M. disse...

Normalmente nós, gordas, somos vistas como sedentárias que não fazem nada pra mudar sua situação e tem uma saúde péssima... mas não é bem assim!
Eu tenho uma alimentação saudável (é claro que como algumas coisas não tão saudáveis, mas todos são assim, isso é totalmente normal), até pouco tempo atrás malhava e fazia muay thai, tenho uma saúde boa, no entanto, sou gorda... e vale lembrar que também não sou de comer até passar mal sabe!? não sou gorda porque 'como e durmo'... sou gorda por conta da genética, hormônios, e é claro que por conta de comer normalmente, sem me preocupar com passar fome pra ficar parecendo uma modelo... até porque, com a minha estrutura óssea natural, isso é impossível!
Normalmente as pessoas ficam com pena de você quando sabem que você tem problemas hormonais que 'fazem você ser gorda'... como se ser gorda fosse algo digno de pena... caracterizasse uma vida triste... mas não é assim!
É claro que toda pessoa gorda pode ter lá suas limitações... tipo ter dificuldade de comprar roupas, já que nosso mercado não está preparado para atender os gordos... mas é claro que os magros também tem lá suas limitações... assim como qualquer pessoa no universo!

Débora Vaz disse...

Obrigada, Dri Caldeira e Lola. Vocês ajudaram bastante. Beijos! ;)

Sara disse...

Luiz sei q é errado, mas n consegui disfarçar um certo sentimento de vingança....
Se essa moda pegar, quem sabe mais homens vão poder entender mais plenamente como uma mulher se sente ao ser vitima de um estupro.

patriciazier disse...

Eu ja vi alguns murmuros sobre a saude do " gordo" em sites e que nem todo gordo é doente, mas a verdade e que eu não esito em dizer , é que eu não sei em que acreditar, pois os médicos provam que podemos ter doenças futuras, mas quem entende de medicina são eles, se estiverem mentindo, nunca saberemos. Mas é hipocresia, a sociedade dizer que somos tão regeitados pelo fator de saúde, pois pessoas magras de mais não são sudaveis também, a questão da saúde é só desculpa e se de fato fosse verdade, saberiam que a fato de sermos regeitados, pode nos fazer pessoas tristes e deprssivas, e isso obviamente não é saudável, aliás tem pessoas que engordam exatamento por causa disso, ja eram gordinhas e acabam ficando com depressão e passam de gordinhas para obesas. Adoro essas discussoes Lola *u* , ainda mis que tem muita gente que le, isso da voz as matérias ! [ desculpa o português de adolecente kk]

Anônimo disse...

Cara, vou fazer uma pergunta provavelmente preconceituosa, então desde já peço perdão.

Bom, eu sempre tive curiosidade de saber porque a maior parte das pessoas gordas tem dificuldade em admitir que são gordas porque comem em demasia.

Por que é tão difícil aceitar que se consome mais calorias do que o corpo precisa?

Eu sou gorda também, mas eu tenho certeza absoluta que estou assim porque como mais do que meu corpo necessita. Afinal, como doces, biscoitos, sanduiches, etc, várias vezes por semana.

Admitir que ser gorda é, de certa forma, também uma opção pessoal não seria importante para se aceitar?

Dri Caldeira disse...

Tem uma pessoa muito influente no twitter, q dá "conselhos" para q as pessoas tenham uma vida amorosa feliz, que teceu o seguinte comentário, meses atrás: Prefiro que me desejem a morte do que me desejem engordar. Daí eu reclamei e falei q aquilo era bullyng contra gorda. Ela me respondeu e eu agora vou ter q gostar de e de ser gorda por causa disso? Eu queria entender o pq desse ódio que as magras tem contra as gordas, pq não vejo gorda falando mal de magra, sem que tenha sido ofendida ou provocada antes!! Não vejo uma gorda dizendo pra uma magra q ela tá horrível magra daquele jeito, q vai acabar anoréxica, justamente pedimos o contrário, respeito... às vezes, qdo. tô comendo fora, percebo o olhar das magras e dos magros me fuzilando, como se eu fosse Hitler acionando o botão do "on" nas câmaras de gás...

moz, m. disse...

Nenhum excesso é bom, magra demais ou gorda demais. Não é uma apologia ao sedentarismo e aos péssimos hábitos alimentares, mas não é porque não se tem 30 quilos que é preciso ser considerado com obesidade mórbida.

Veronica H disse...

Falando em preconceito.. vocês viram isso? http://ffw.com.br/noticias/cultura-pop/na-indonesia-minissaia-vira-crime-pornografico-saiba-mais-sobre-o-caso/

Li disse...

Eu não sou gorda, e discordo de que *todo* gordo o é, por comer muito. O que toda pessoa tem, determinado geneticamente, é uma determinada quantidade de células adiposas no corpo. Se essa pessoa emagrece, essas células murcham, mas não somem. Aí vai de pessoa para pessoa quanto acumular de gordura e em qual pate do corpo. Tudo determinado geneticamente. Há meios de contornar isso? Sim, exercício, dieta, alimentação.. desde criança.. o que não pode é haver essa criminalização, julgando pessoas gordas como se elas fossem as únicas responsáveis pelo corpo. Genética conta muito. Assim como a pessoa "perfeitinha" teve como única responsável sua genética. Convivo com diversas pessoas gordas e magras e posso atestar com certeza de que " comer muito" não é a causa da gordura delas. Senão os magros estariam mórbidos. Vamos abrir a mente e pensar um pouquinho pra fora do nosso mundinho

Má disse...

Lola, tem uma coisa que sempre me vem na cabeça quando vc trata da gordofobia aqui.
1) O que a propaganda/midia/padrão de beleza exclui como gorda, para mim, NÂO é gorda.
2) Quem pratica a gordofobia, com pseudo-dicas médicas não tem noção de que a gorda para quem eles dão dicas, não é obesa que, talvez precisasse, mas alguém fora do padrão "estético" da magreza.

Não ser magra ou "média" tá longe de ser gorda não?
O argumento de saúde ( que particularmente acho que a saúde das pessoas tão indo muito mal, é muito mais complexo do que gordura ao meu ver.) cai por terra, pois tenho a impressãa que perdemos a noção, ou mudamos muito a noção do ser gorda!

Sou uma pessoa magra, ams comparado a qq padrão de modelo, sempre brinco com meu namorado, sou gorda. Um dia, se continuar assim, tudo que não é esquelético vai virar gorda, reparou?

Bjão!

Lord Anderson disse...

Anonimo da 13:59

(chato responder anonimo, por favor use ao menos um apelido)

eu sou gordo (mas não obeso de acordo com meus medicos) simplesmente pq como bastante e pq meu trabalho é bem sedentario.

não faço apologia disso, apenas estou confortavel como sou.

Anônimo disse...

julgando pessoas gordas como se elas fossem as únicas responsáveis pelo corpo. Genética conta muito. Assim como a pessoa "perfeitinha" teve como única responsável sua genética.

HOJE EM DIA ATÉ GATOS E CACHORROS TÊM GENÉTICA DE GORDO. TA CERTO QUE SÓ OS PETS DE MADAME, MAS XAPRALA. NÃO DISCORDA QUE LEVA PORRADA.

Samira disse...

"1) O que a propaganda/midia/padrão de beleza exclui como gorda, para mim, NÂO é gorda." (2)

Realmente não entendo 80 % das pessoas que se dizem gordas, porque pra mim elas são simplesmente normais!! A percepção de gordura acho que anda muito deturpada. Estava vendo uma exposição de fotos das
"Chacretes". Hoje elas seriam consideradas obesas.

patriciazier disse...

concordo com a dri, eu tenho uma prima de 12 anos que esses dias tava reclamando que um menino a chamou de gorda, detalhe ela é magra.Ai eu perguntei porque dela se ofender? ja que ser gordinho é só uma caracteristica, assim como ser alto, baixo, negro, branco. Mas ela não me respondeu. Ou seja, as pessoas ja nascem com isso na cabeça SER GORDO É FEIO .PONTO. Isso acaba comigo :/ pois ja tive e até hoje tenho uma pontinha de depressão por conta disso aliás eu sou o tipo de gordo que vive em casa e só sai de vez enquando !

Dri Caldeira disse...

Uma coisa q foi dita aqui e q eu concordo é q tem muito (a) gordo (a) hipócrita, que diz não saber pq está assim acima do peso. É claro que existem as pessoas com problemas de metabolismo, na tireoide mas que a maioria é sem vergonha, isso lá é... eu como muito tudo, tanto comida saudável, como comida engordativa, junkie food, doce, etc, etc...

Anônimo disse...

As gordas tampam o Sol não é coma peneira é com sua gordura e tamanho mesmo...kkkk

sabrina disse...

eu n concordo com a teoria de q a pessoa engorda só por comer muito e os milhares de magros q comem tudo q veem pela frente e n engordam uma grama?

eu conheço um cara assim,eu como muito sim e ele mais ainda, mas tem a história de q o organismo dos q n engordam queima gordura mais rapido.
sinceramente eu n acredito muito em medicos,não estou desprezando todos os conhecimentos pq seria burrice mas hj em dia dizem q tal alimento pode ferrar sua saude ,trazer doenças e daqui a pouco o mesmo alimento já é milagroso e só faz bem.

parece q é tudo achismo,hj acham q q é isso,amanhã descobrem q é outra coisa.

sem falar q cada medico fala uma coisa.

Anônimo disse...

e parece q as pessoas n tem noção do q é alguem gordo

se essa é a foto real da patriciazier e ela diz q é gorda me desculpe mas vc ta louca,a coisa ta feia mesmo engordou 2 kgs e ai ja acham q estão obesas,q é isso?

se vc é gorda,eu sou o q então? devo ser um rinoceronte,pq eu sim to bem gorda .

sabrina disse...

vi uma noticia tb,de uma mulher q fazia tudo q supostamente a livraria de uma saude ruim e infarto,se alimentava bem,fazia exercicios e memso asssim infartou.

Anônimo disse...

Claro que genética conta muito pra uma pessoa ser gorda, mas, independente de todos os fatores, é fisicamente impossível alguém engordar sem comer mais do que gasta. /capitãoóbvio

Anônimo disse...

E eu não sabia que achar que quase todo gordo é feio era gordofobia. :(

Anônimo disse...

Eu queria entender o pq desse ódio que as magras tem contra as gordas,

ÓDIO CONTRA AS GORDAS OU CONTRA A GORDURA EM SI? UÉ\O/

METONÍMIA ALERT

Ginger disse...

O pior de tudo é quando vc não é gorda, gorda, dai todo mundo fala que vc é e dai vc fica deprimida e engorda, então essa galera toda resolve sumir.

antes era só "preocupação" e depois vira "ah mas eu avisei, não posso fazer nada por vc".

¬¬

Anônimo disse...

"Um dia li que fumar fazia mal, então parei de fumar. No outro dia li que beber fazia mal, então parei de beber. Depois, li que comer gordura fazia mal, então parei de comer. Então, li que fazer sexo fazia mal, parei de ler."

:)

Daniel disse...

Lola... Que chato...

Esse é um dos temas que eu mais gostaria de participar e não vou ter tempo. Trabalho demais. Poxa tenho muita coisa pra falar...

Estou triste.

:(

Anônimo disse...

Me parece que hoje em dia qualquer pessoa que nao use tamanho 34 é obeso mórbido.
Eu sempre fui magra, mas quando entrei na faculdade acabei por engordar uns poucos quilos (seilá, uns 3-4 no máximo) devido às horas sentada (fazia curso integral) e alimentacao ruim. A reacao de alguns parentes e amigos foi impressionante. Se eu tivesse comecado a vender drogas acho que nao teria sido tao insultada.
Lembro-me de um dia que uma tia comecou a falar histéricamente que eu tinha engordado e blábláblá. Eu tentei argumentar, dizendo que era apenas uns poucos quilos e qua já tinha parado com a "junk food".
Ela olhou pra mim e falou (quase cuspindo sa palavras) - gorda, gorda, gorda...
Nao ser um "tamanho 34" já virou crime contra a humanidade e nada disso tem relacao com "saúde".
Se houvesse de fato preocupacao com a saúde, essa gente toda que adOra controlar a balanca alheia ocupariam-se em se informar como nossos alimentos sao produzidos, transportados, armazenados e se seguem as normas de higiene e seguranca.
Mas claro, esse tipo de preocupacao nao traz o prazer mórbido de escrachar qualquer pessoa que nao se encaixe no "modelo padrao de qualidade".

Ana

Lara disse...

Minha auto-estima só melhorou depois que saí do sobrepeso, pra mim durante bastante tempo não fazia diferença está gorda, mas pra minha mãe era motivo de sofrimento era como se ela tivesse falhado como mãe sei lá era algo meio louco talvez por eu ser filha única, ela nunca disse que eu estava feia ou coisa assim, mas que e ficaria mais bonita se emagrecesse fora a pressão de toda família que sempre tinha alguma gracinha.

Quando entrei pra faculdade cansei de ser só inteligente queria ser bonita de novo então comecei uma dieta em alguns meses estava bem mais magra, eu estava acima do peso só que sempre pratiquei exercício era saúdavel e continuei sendo depois que emagreci.

Emagreci não por saúde e sim por estética só que algumas coisas melhoraram como a respiração, minha postura, etc. Ainda não estou com o peso quero talvez nunca esteja aprendi com minha mãe que é magra a ter medo de engordar e ser meio insatisfeita com o peso.

Posso afirmar que as pessoas olham pra vc de forma diferente quando seu peso muda, vc não é mais a desleixada, preguiçosa, não importa o quanto a pessoa seja inteligente se é gordo as pessoas olham meio de lado é uma triste realidade que sinceramente espero que mude, mesmo desejando nunca mais ser gorda.

Anônimo disse...

"A reacao de alguns parentes e amigos foi impressionante. Se eu tivesse comecado a vender drogas acho que nao teria sido tao insultada"
Nossa, a Ana sintetizou a coisa toda com perfeição!
Caráter, integridade, inteligência, ética, nada é virtude.
Você tem que ser magr@ E (plus):
. Jovem e/ou aparentar no mínimo 10 anos a menos do que vc tem, principalmente se for mulher;
. tem que ser magr@ mas tem que ter peitão, cintura de formiga e bunda estufada e dura;
. tem que ter cabelo lisérrimo (e LOIRO)
. tem que ser sempre simpátic@ (se não, claro!, vc é mal amada-comida-resolvida, whatever
Ô mundinho podre, viu?
Bárbara

Mario Gomes disse...

Mylena M.

"Eu tenho uma alimentação saudável (é claro que como algumas coisas não tão saudáveis, mas todos são assim, isso é totalmente normal), até pouco tempo atrás malhava e fazia muay thai, tenho uma saúde boa, no entanto, sou gorda... e vale lembrar que também não sou de comer até passar mal sabe!? não sou gorda porque 'como e durmo'... sou gorda por conta da genética, hormônios, e é claro que por conta de comer normalmente, sem me preocupar com passar fome pra ficar parecendo uma modelo... "

Tem coisa errada ai, hein! Não sou nenhum doutor na área mas, se você faz tudo o que falou não deveria ser gorda. E falar que é genética é muito complicado, você diz por conta própria? Ou algum médico te falou?

Sou formado em educação física (atualmente no 1º ano de nutrição) e tenho amigos que são nutricionistas e nós trocamos conhecimentos e isso já foi discutido. O pessoal fala fala que é genética e muitas não é...

LisAnaHD disse...

eu não compreendo
- "sou gorda e me orgulho disso"
- "sou homem e me orgulho disso"
- "sou mulher e me orgulho disso"
"me orgulho disso" ... o que isso tem a ver com a condição da pessoa como nos exemplos acima?

eu compreendo
- sou brasileira:chilena:italiana: boliviada: caboverdiana... enfim... e me naturalizei americana:argentina:francesa:angolana:cubana:alemã: inglesa... enfim... e "me orgulho disso"

- eu era obesa mórbida, emagreci graças ao meu grande esforço na mudança de meus hábitos e venjo mantendo um peso saudável há mais de cino anos e "me orgulho disso"

- eu era magra para seguir o padrão imposto pela mídia e graças a muito empenho e grande esforço mental pra mudar o (falso) paradigma que me alimentava e me mantinha escrava, engordei X+Y quilos e "me orgulho disso"

atualmente, ser gorda não me "me orgulho disso" porém tb não me traz sofrimento psicológico algum.

ser homem ou ser mulher não entendo pq isso traria orgulho ou não uma vez que a pessoa nasceu assim e com algum sexo a pessoa teria de ter nascido e no geral os seres humanos se sentem OK com o sexo com que nasceram...

PORÉM se a pessoa se submeteu a uma cirurgia para mudança sexual e, após passar por todo o sofrimento que enfrentou e se sente vitoriosa, então sim pode dizer "me orgulho disso" (do atual sexo).

"me orgulho disso"
está muito banalizado
"me orgulho disso"
se tornou uma expressão até mesmo medíocre.
uma lástima... pois
"me orgulho" do Brasil
ter uma mulher no comando da nação.

ps: brasileira naturalizada americana, nasci mulher e continuo mulher, estou gorda, com uns 20 aquilos acima do peso e não me sinto infeliz e nem amargurada... sinto-me liberada pq passei a vida não aceitando o simples pensamento em um dia ficar gorda... não que eu quisesse ser magérrima... finalmente me vejo gorda e não está sendo o bixode7cabeças que eu pensei pudesse ser... "me orgulho disso" isto é, não de ser gorda, mas sim de não sentir peso psico-emocional algum por ser gorda... "me orgulho disso" = me orgulho em me aceitar na boa... e sou mais uma a dizer "Obrigada, LoLa".

Maria Valéria disse...

Renata,

Eu nao disse que medico e padre.
Cada um tem direito sim, de ir ao medico quando quiser e de fazer da sua saúde o que bem quiser.
Mas o fato e que recebo MUITA mulher insatisfeita com o peso e que diz ' nao comseguir' emagrecer.
E se a pessoa vai ao consultório medico e reclama do peso, alguma orientação tem que ser dada, né-:). ???
Na grande maioria dos casos oriento dieta e atividade física. Medicação para emagrecer só em casos indicados, muito raramente e por tempo curto, pois sem a reeducação alimentar eles nao bastam.
Detalhe: quase nunca recebo homens insatisfeitos com o peso, pois na nossa cultura homem pode ser gordo, mas mulher nao.
Caso pra se pensar...
Nao tem como nao orientar emagrecer e fazer exercício se a próprio paciente reclama, foi isso que eu disse-:)
Um ou outro( e a grande maioria homens)resolve se aceitar gordinho e ser feliz assim.
Cada um feliz, na opção que escolheu. Bj.

Maria Valéria disse...

Obs: uma amiga que vive na Europa, disse que lá nao Tem essa obsessão pela magreza como no Brasil e ela se sente muito mais a vontade lá.
Caso pra se pensar, também....

Mais alguém daqui vive na Europa e compartilha dessa opinião???

Dri Caldeira disse...

Maria Valéria - sinceramente, vendo sua foto e sabendo q vc perdeu 6 quilos me deixou preocupada, vc não tá muito boa da cabeça não. Ou vc é mais uma dessas magrelas cruéis q adoram maltratar as gordas, ou vc tá com a razão distorcida, a um passo da anorexia, se achando gorda qdo. não é. Desculpe ser mal educada, mas 6 quilos a mais pra vc não te deixariam gorda, vc q colocou isso na cabeça e diante da sua afirmação q todos ao teu redor disseram a msm coisa, é preocupante.

Eva disse...

Por uns problemas pessoais, engordei MUITO um tempo atrás em relação ao que sempre fui - sou baixinha, e nunca fui nem gorda e nem magra, mas teoricamente normal. Mas meu normal sempre foi calça 40 ou 42. Fiquei um tanto fora de órbita por esses problemas pessoais, mas nunca me importei com o peso. Quando sai da depressão, fui voltando ao meu peso normal, sem grandes esforços, e depois de alguns anos fora do ar, fui voltando a conviver em sociedade.

Uma coisa que me espantou, e muito, é que mesmo quando tinha voltado para o meu peso normal, tinha gente que vinha me dar dica de dieta. Tipo, oi? Desde quando ter 1,57m e 57 Kg é estar acima do peso? É porque eu tenho peito, coxa, bunda? Gente, sério, o que que tá acontecendo com o mundo? Não era (tão) assim um tempo atrás õ.o

Esse preconceito com os gordos é uma idiotice sem tamanho. O que é ser gordo? Como eu disse, uso calça 40 atualmente, e tem gente que me chama de gorda, dá receita de dieta, dica de malhação. Tenho que ficar anoréxica pra contentar os outros? Minha amiga é gorda e tem a saúde melhor do que a minha, comprovado por exames médicos. Mas imaginem quem vai ser olhado mais torto na rua?

Quando pararem de cuidar do rabo alheio, possivelmente o mundo melhora um pouquinho.

LisAnaHD disse...

LoLa, já estou à caça em onde/como adquirir um CD de las Krudas Cubensi tanto gostei do vídeo! Peto de casa havia um restaurante cubano, pequenito, com apenas umas 4 mesas, e um cardápio com poucos itens mas com refeição completa e tb com sanduíches e vez ou outra comíamos lá... o pudim (flan) lá era deliciosoooooooo... assim do nada, o restaurante foi fechado... uma pena.

Puxa, LoLa, é que isso que vou relatar aconteceu muito antes de eu saber do Escreva LoLa Escreva... se não te enviaria as duas revistas... uma amiga virtual do Rio me enviou as revistas de fotonovelas dos meados dos idos anos 50 começo da década de 60... as revistas foram compradas em algum sebo, tavam bem frágeis... mas havia lá o regime pra mulher manter-se magra e te juro era um nazismo culinário !!! um horror a dieta a que a mulher tinha de se submeter para manter-se magra. Bem, se vc observar nos filmes as atrizes dos anos 30 40 50 eram sim magras, até mesmo bem magras e uma ou outra era encorpadas, mas sempre fazendo regime e aparecia mais cheinha somente qdo perdia as estribeiras e não conseguia manter-se sob a linha dura da balança imposta por HollyWood, que é como vemos Marilyn Monroe em alguns filmes, cheinha. A coisa tomou a proporção que vemos hoje unicamente pq a mídia está mais abrangente e fica difícil ser controlada, censurada.

A muher brasileira de 1,65 pesando 65 quilos no geral qual é o número de manequim que usa? Eu sei que pode variar pra mais ou pra menos conforme a estrutura óssea, mas ainda assim há um tamanho pra ser citado. Alguém pode me responder?

Niemi Hyyrynen disse...

Maria Valéria

Não importa o que te digam o melhor é vc se sentir bem consigo mesma, apenas tome cuidado para que seu controle sobre o peso não se torne fixação.

LisAnaHD disse...

Dri Caldeira disse... 3 de abril de 2012 20:15
Maria Valéria - sinceramente, vendo sua foto e sabendo q vc perdeu 6 quilos me deixou preocupada, vc não tá muito boa da cabeça não. Ou vc é mais uma dessas magrelas cruéis q adoram maltratar as gordas, ou vc tá com a razão distorcida, a um passo da anorexia, se achando gorda qdo. não é. Desculpe ser mal educada, mas 6 quilos a mais pra vc não te deixariam gorda, vc q colocou isso na cabeça e diante da sua afirmação q todos ao teu redor disseram a msm coisa, é preocupante.

=======
Dri Caldeira, mais uma vez lá vem vc com caldeirada...

não te parece IN SENSATO, ser SEM TATO?

vc JÁ sabe de antemão que vai soar mal educada (desculpou-se por soar mal educada) MAS prossegue na má educação sob o pretexto de preocupar-se com a pessoa a quem vc está agredindo...

desculpando-se de antemão...
invalidou a má educação?
claro, claro que não!

Dri Caldeira disse...

LisaAnaHD - Fui mal educada eu sei, eu mesma disse isso, mas é chocante saber q a pessoa está com a visão distorcida de si mesma. E vc tb é agressiva qdo. quer, não venha agora atirar pedra no meu telhado de vidro, pq o seu já tá rachado faz tempo. Será que dava pra parar de patrulhar o comentário dos outros e olhar PARA O SEU PRÓPRIO RABO??!!??

Dri Caldeira disse...

O blog da Lola é o único lugar onde todo mundo vem pra reparar algum defeito, só q o dos outros.

LisAnaHD disse...

sex pistol disse... 3 de abril de 2012 11:20 -- Desculpe usar esse espaço nos comentários desse post importantíssimo mas, ele é o único canal que tenho na internet. Isso é para esclarecer que:
. . . . Meus únicos canais de comunicação são o blog da Lola, quando participo e meu e mail.
Grato.

========

TRUCOOOOOOOOO desde daqui d'outro lado da meia-noite...
http://www.youtube.com/watch?v=2dqLwLWRsGQ&feature=related

Anônimo disse...

Se você é gordelícia, fez os seus exames e viu que tá tudo okay, quem são os outros para dizerem o que você deve ou não fazer com a sua saúde?

Patrulheiros da gordura alheia, vão para casa do chapéu!

Anônimo disse...

Não seja invejooooosa do corpitcho da

outra, dri. você também é linda.

se ela quiser ser anoréxica voce não

tem nada com isso. curta suas banhas

e deixe as magras serem felizes!!

LisAnaHD disse...

(OFF topic - há um par de dias ou mais até, rolou assunto sobre automutilação e a música abaixo tem a ver com)
"The Other Side Of Midnight"
by Crimson Glory
http://www.youtube.com/watch?v=JH0LLfrvxZk

Midnight tolls on the clock downstairs
A reminding me voice inside my head that does not care
His rapture keeps me waiting for a life behind the attic door
Footsteps on the stairs... no one there...
I watch my shadow fade to gray
From the warmth of daylights charm
I cower, turn and run away
From a light so bright and warm
With my fading health
I start to cry and cut myself
To watch the blood look silver
In the blessing of the moon...

I sit here in my rocking chair
They've come again to tie me down and wash my hair
Faceless figures on the wall
Haunt me 'til the morning dawn
Behind the attic door
Why can't they let me go?
Here where devil's roam
Twisted and bleeding all alone
In this hell beyond the light
On The Other Side Of Midnight...
The Other Side of Midnight!!
I bang my head against the wall
To kill the demons in my soul
I blind myself so I can't see
Evil things inside of me...
You're not me? Who's there?
Am I evil?

Anônimo disse...

Maria Valeria, não sabia que as gordas reclamavam do peso. pensei que eram todas satisfeitas e super felizes com os quilinhos extras.

no fim elas acabam jogando o jogo do contente mesmo porque se disciplinar não é pra qualquer um não.

Parabéns!
Você é uma avis rara.

Anônimo disse...

se quer copiar ou será se inspirar?
no seu caso, debochar?
então ao menos saiba rimar...

Anônimo disse...

Não importa o que te digam o melhor é vc se sentir bem consigo mesma, apenas tome cuidado para que seu controle sobre o peso não se torne fixação.

=============

hehe,toma cuidado com conselho de gorda dra. fixação em manter o peso DESCONTROLado pode, fixação em controlar não poooode. Fabiana Varla que o diga!

LisAnaHD disse...

Dri Caldeira disse... 3 de abril de 2012 21:02
LisaAnaHD - Fui mal educada eu sei, eu mesma disse isso, mas é chocante saber q a pessoa está com a visão distorcida de si mesma. E vc tb é agressiva qdo. quer, não venha agora atirar pedra no meu telhado de vidro, pq o seu já tá rachado faz tempo. Será que dava pra parar de patrulhar o comentário dos outros e olhar PARA O SEU PRÓPRIO RABO??!!??

====

ah... Dri, DriDriDri... cêtava indo até bem (obrigada) até lá pela metade do seu comentário qdo apelou e espalhou a caldeirada... rs...

Carlo disse...

Fico surpreso ao chegar num blog desse que não percebe a hipocrisia do que fala, ou sequer parece entender o significado de direitos e liberdade.

Vocês querem forçar as pessoas a serem vegetarianas e querem tirar a liberdade de julgamento delas, ao ver pessoas gordas (um sinal de saúde ruim, preguiça, desleixo, genética pouco propícia para sobrevivência...).

Além das baboseiras mais grotescas, como pedidos por direitos iguais? Nunca vi um gordo com menos direitos que eu.

Mas será que vale a pena discutir, com um grupo que reclama de "um estrutura controladora estabelecida" e querem trocá-la por outra igualzinha só que controlada por essa outra ideologia.

Epicuro disse...

Dri Caldeira:

O post fala entre outras coisas, sobre se sentir bem, nessa questão se ela não se sentia bem antes de perder esses 6 quilos e está com saúde... Cabe a você criticar?

Você deduziu que ela está "doida da cabeça"? Talvez tenha descoberto, também uma nova ciência para verificar estes problemas, deveria contribuir com as pesquisas no campo da psicologia, psicanálise de alguma forma.(mesmo como paciente)

" Ou vc é mais uma dessas magrelas cruéis q adoram maltratar as gordas, ou vc tá com a razão distorcida,"

Falácia da falsa dicotomia. Ou x, ou Y... parabéns.(você pode ter orgulho do seu peso, mas não precisa ter de sua desonestidade intelectual)

Nem vou dar crédito para as outras besteiras que disse...

LisAnaHD disse...

dra. Maria Valéria,
pra colaborar com quem se preocupa com você pq te acha magra etc etc diz pra gente sua altura e seu peso? mesmo pq vc é médica e estou achando um insulto ainda maior o comentário mal educado dirigido a você.

Sobre o peso da mulher europeia... vou te falar pelo que vejo na TV... a mulher italiana é dada a ser magérrima e toda siliconada... (algumas chegam a parecer travesti); a mulher francesa é um deleite, quase sempre com peso normal e sempre com aquele jeito arrumado que parece desarrumado ou desarrumado que parece arrumado... a mulher portuguesa me parece realista, nem muito lá e nem muito cá (claro que existem as magruxas)... isso eu digo baseada no acesso que tenho aos respectivos canais de TV para noticiário, novelas, filmes, ópera, documentários, etc.

Carlo disse...

Outra coisa, que li nos comentários, onde que na nossa cultura homem pode ser gordo? Que ilusão é essa?

Maria Valéria disse...

Dri caldeira,
( nem te conheço)
Sua grosseria nao me espanta,já que e freqüente nesse blog da Lola que comentaristas agridam os outros...
Se eu perdi seis quilos porque quis, sendo magra ou gorda, e irrelevante pra e nao interessA a vc.vc nao conhece minha vida para julgar.
Me chame de anoréxica o quAnto vc quiser, vc nao conhece meu peso, minha altura e imc. E a foto que vc viu foi tirada depois dos seis quilos perdidos, ...
E sorry, anônima que me ironiza ao falar de jogo do contente e me chama de avis rara.....
Pensei que aqui era um debate civilizado, e somente tentei ( educadamente) explicar porque medicos pedem pra pacientes fazerem dieta( Pq elas mesmas reclamam e pedem a dieta e nao pq obrigo).
P/ niemy( uma das poucas que me responderam educamenente):
Nao, nao sou anoréxica nem tenho obsessão com magreza.
Em 2009 engordei muito e nunca mais tinha conseguido perder.
Ano passado, percebi que estava acomodada, infeliZ com meu corpo, mesmo as outras pessoas achando ok.( meu imc era 24,3, quase beirando o sobrepeso na epoca)
Hoje, depois de emagrecer, estou feliz e sem necessidade de emagrecer mais.
Mas obrigada pelo toque, entendi o que vc quis dizer-:)
Quanto ao restante,melhor nao dizer mais nada,uma vez que vc e a Lola foram as únicas a me responderem educadamente( e a falta. De educação me desestimara bastante a participar do blog da
Lola, apesar de amar os posts dela)
Fui!!!
:pppp

Ruiva disse...

Engraçado falarem que geralmente é magra que fala mal de gorda, quando eu que fui magra a vida toda (com direito a tomar biotônico fontoura pra ver se "dava jeito") já ouvi muita merda de outras pessoas a respeito disso, inclusive gordas.

Falando nisso, uns meses atrás uma amiga gorda disse pra mim: "credo, seu namorado é gordo! você podia arranjar coisa melhor!"
Oi?

E falar que "acima de 34 é obeso" é muuuuito exagero. A maioria das lojas de departamento nem tem calça 36 (meu numero), quem dirá 34.

LisAnaHD disse...

parabéns, Epicuro...
qdo a pessoa mete os pés pelas mãos ao se deixar dominar pela emoção, tudo o que ela fala, grita, esbraveja, escreve dá em falta de inteligência e não há intelecto que prove o contrário...

aclarando antes da caldeirada:
a pessoa que grita esbraveja e seus afins não o faz por falta de inteligência e sim por falta de controle emocional que no caso poderia ser causado por hipoglicemia, entre outras causas tb poderia ser complexo de inferioridade (ou sensibilidade, pra ser politicamente correto).

Anônimo disse...

a ironia não foi pra você, Maria Valeria. foi pras gordas que não conseguem se educar aí o jeito é ser feliz gorda mesmo.

Enigmático e Realístico disse...

Será que sou o único que acha no minimo sem sentido esse "manifesto"?

Afinal se os gordos estão tão bem com seus corpos e com sua vida para que a necessidade de um manifesto para enfiar goela abaixo uma "aceitação" dos outros?

Feministas vocês são estranhas :S

Má disse...

Dri (não quero parecer pegar no seu pé, sei que tem muita gente preconceituosa com gordo, mas digo isso p vc pois gostaria de acreditar que vc luta contra preconceito, por isso falo isso p vc, e não p troll que não tem jeito mesmo.) Na verdade nem falo só p vc, mas como reflexão mesmo p todas nós. Vejo que vc usa o termo “magricela” e como mulher, nem porque sou magra, mas como feminista acharia legal nós não usarmos “atributos físicos” para descrever, insultar, menosprezar uma mulher. Isto é o que o machismo faz. Por mais que a mulher seja gordofóbica, uma idiota, etc etc, como feministas, acredito que NUNCA podemos usar a mesma arma do machismo contra outras mulheres. Ao descrever uma mulher como aquela magricela, ou divertir as “custas da magricela” vc designa a mulher não pelo que ela é em sua atitude ou pensamento, mas no seu “físico”, coisas que nós como femnistas lutamos tanto para acabar e sermos consideradas “mais” do que magricelas/gordas, não? Ao fazer isso, vc não está se referindo apenas a quem te insultou e dando o troco, vc ofende todas as mulheres.
Penso que nests blog “contra” os preconceitos temos que fazer nossas refexões sobre. Este é o espaço.

Anônimo disse...

Claro que as europeias não ligam tanto assim pro peso. No geral elas são magras de peito grande, mesmo, vão se preocupar pra que?

Maria Valéria disse...

Lisanahn
Desculpa, só vi seu post agora

Temho1.66 de altura
Meu peso aos 25 anos era 53( todos me achavam feia daquele jeito, magra, ossuda, ate namorado reclamava)
Em 2009 após problemas pessoais fui parar nos 67 kg e vivia numa sanfona ate o ano passado.
Outro problema emocional que tive me serviu de. ' empurrao' pra perder o peso que eu queria: seis quilos.
Hoje peso 61,5.
Caibo numa calca 42, o que pra industria de moda e considerado. 'gorda' mas to nem aí.tenho quadril bem largo e engordo da cintura pra baixo, o que fez que muit gente nao acredite que eu estava acima do peso cm 67 kg, pois nunca teve barriga.
Mas e só fazer as contas:67kg pra 1.66m da uns 24,3 de imc.
Nao queria arriscar chegAr nos 25(limite do saudável)' por questoes1 esteticas(nao vou ser hipócrita. E dizer que tava feliz daquele jeito) e 2- pq tem vários diabéticos na minha. Familia, se eu nao me cuidar serei a próxima, mais cedo ou mais tarde....
Entao, e isso.
Vc me perguntou de modo educado, e por isso respondo pra vc aqui sem papas na língua nem medo de dizer o que penso ou sinto.
Os demais, que quiserem me julgar e me chamar de doida da cabeça, fiquem a vontade,... Já fale aqui sobre educação/ respeito, e o que importa pra mim e a opinião dos meus amigos ,familia e pessoas que amo-:)
Dessa maneira, encerro minha participação nesse tópico.bjs.

Eva disse...

Maria Valéria, não dá pra ser hipócrita, né? Acho que todo mundo se preocupa com estética em algum grau. Eu acho que você estava bem, mas é uma opinião pessoal, acho mulher coxuda mais bonito, mas você tocou num ponto interessante - eu também tomo cuidado, porque minha família é cheia de diabéticos pros dois lados.

Maria Valéria disse...

Desculpe, esqueci de responder onde foi que ouvi que homem gordo e aceito na sociedade, entao vou responder
1- no consultório, rarissimo homem se queixar que quer perder peso
2-nunca ouvi falar de amiga que largou do namorado ou deixou de gostar de um cara Pq ele era gordo ou pq desenvolveu barriga.Sempre acham os caras lindos, charmosos, com ou sem barriga.
Eu mesma só me apaixonei por caras acima do peso, acho que nunca me envolvi com um homem magro.
Em compensação, advinha o que os homens fazem quando a namorada engorda ou ganha barriga??....
Escuto isso todos os dias, tanto de amigas/ conhecidas como. De pacientes....l
-:)
Ok, anônimo, entendi que vc nao quis me ironizar-:)
Quanto as mulheres européias, nao lembro quem comentou, mas essa minha amiga que comentou isso de lá o povo ser mais a vontade vive na Holanda,
Parece que lá a relação com o o corpo e ideal de beleza e outra mesmo.
E agora fui mesmo. Rsrsr ta tarde!!

Anônimo disse...

Lisana,você adora falar em educação e inteligência, mas não foi o que demonstrou várias vezes, como as patadas que deu há um ou dois dias, basta conferir as últimas caixas de comentários.
A Dri pode ser esquentadinha e também largar as caldeiradas dela, mas é uma pessoa inteligente, com personalidade, senso de humor e carisma, coisa, que, me perdoe, mas você não tem.
Cris

Epicuro disse...

Dr. Maria Valéria

Não se afaste da discussão por causa de alguns poucos trolls, vale a pena passar por aqui, apesar dele, pode acreditar.

LisAnaHD:

Obrigado, pelo apoio, depois volto pra ver como anda o debate. Até mais.

Sobre o peso e aparência:

Esse debate pode ajudar por que muitas pessoas acabam escolhendo um parceiro/parceira com base não no próprio critério de beleza, que eu realmente não julgo ser universal.

Algumas pessoas sentem atração por mulheres mais magras (até magérrimas) ou mais gordinhas (até as bem acima do peso, usei eufemismo aqui) e da mesma maneira que a pessoa se estiver se sentindo bem ( e de preferência estiver saudável, mas ainda cabe a ela decidir) não deveria ser ridicularizada assim como também não deveria ser o seu parceiro, por estar com quem lhe atrai.

Pra mim esse padrão de beleza descrito pelo anônimo 17:30 ". tem que ser magr@ mas tem que ter peitão, cintura de formiga e bunda estufada e dura;"

Eu tenho os meu padrões, o que me atrai, e não mudo por causa do que as pessoas dizem (quando era adolescente já fiz isso e me arrependi)

Tenho amigos que não trocariam a namorada/esposa gordinha, por causa do padrão de beleza vigente.

Sátiro disse...

"Nós repudiamos a “ciência” mistificada que falsamente afirma que não somos saudáveis. Isso tem criado e mantido discriminação contra nós, em conluio com os interesses financeiros das empresas de seguro, da indústria da moda, das indústrias de redução, das indústrias de comida e medicamentos, e das instituições médicas e psiquiátricas."

Ok, estar acima do peso não representa perigo algum para a saúde, e todos os médicos do mundo que são unânimes em afirmar isso estão envolvidos em uma conspiração maligna da indústria da beleza.

Anônimo disse...

epicuro, jamais seria gorda ou

magra pra agradar homem. quando

casei estava no limite do peso

normal e sobrepeso, hoje estou no

limite do peso normal e abaixo.

meu marido que se vire pra

gostar de mim como estou porque

quem ta dentro do meu corpo sou

eu.

LisAnaHD disse...

3 de abril de 2012 13:08
LoLa, maravilhosos seus comentários das 13:08.

=======

DÉBORA VAZ, te vi em alguns vídeos há dois dias... achei ótima sua aborgaem sobre se cabelo, etc. e até ia mandar os links pra LoLa, mas acabo de descobrir que vcs se conhecem e se dão bem!

=======

MARIA VALÉRIA, vc está com o peso ótimo e fez bem em emagrecer 10% do que pesava... e vc como médica sabe disso! e que loucura é essa manequim 42 ser passado de peso para uma mulher feita com 1,65 pesando 61-62 quilos???!!!

aqui nos EUA... (acalme-se aquela mascuzinha que se incomoda qdo eu digo "aqui nos EUA") bem, conheci uma neurocirurgiã que emagreceu quase 30 quilos e ela é baixinha, assim,parecia mais gorda do que se fosse alta pra perder 30 quilos... se tiver 1,60 nem acho que tenha. Fez o Vigilantes do Peso, frequentava academia pra aprender uma rotina que depois pudesse praticar em casa e então comprou uma esteira e uns pesos pra se manter. Sim, médicos e médicas tb podem ficar obesos e como todos nós enfrentam a mesma dificuldade com os efeitos colaterais e mais do que nós se empenham (ou deveriam se empenhar) em ter o peso com ICM no máximo 25 (alguma pedrada? a pedrada poderá ser como um bumerangue...)

Minha prima médica ortopedista chegou a pesar 130 quilos para 1,73 de altura e essa luta do engorda e emagrece durou sei lá uns 15 anos pelo menos, acho que até mais... bariátrica foi a opção dela e pelo menos desde 1999 é magra, cheia de energia, e continua sendo médica ortopedista.

Maria Valéria, volta e meia aqui acontece uma guerra entre o mesmo sexo... rs... mas seria legal vc reconsiderar e pelo menos vez ou outra comentar algo mesmo correndo o risco de ser atacada pelo mesmo sexo, pois tirando uns caras trolls que já saíram daqui, os caras que têm aparecido por aqui são legais sim... la guerrilla pega pesado entre o sexo feminino ou seria feminista? ai ai LoLa, deixa passar essa de um humor (negro), tá?

Dri Caldeira disse...

Má - quando eu falo magricela é na mesma intenção de chamar os mascus de gay, é da maneira sim, pejorativa, pra provocar neles o mesmo mal q eles provocam nos outros. Não me ofende ser chamada de gorda, me ofende ser diminuída como ser humano por isso, como se eu fosse um "sub" ser, apenas por ser gorda. Pq a forma do meu corpo me desmerece como ser humano? E, olha, não é que eu seja mal educada, claro que tive educação e das melhores, mas levei tanta pancada da vida, que agora reajo assim. Estou errada, acredito q esteja sim, mas sofro por isso? Não, sofria muito mais quando era fina e educada.
Uma coisa que reparei foi a ausência total dos trolls q entravam com a única e exclusiva intenção de ofender. Só pra isso. A própria Moema, nem veio aqui nos espantar com toda aquela bobagem dela. Eu piamente acredito que eram os frequentadores do blog do Silvio, o Engenheiro Emerson e o Marcelo, pq eu entendo q somente uma pessoa impossibilitada de entrar na net não viria aqui vomitar aquelas baboseiras preconceituosas e ofensivas. Acho q eram eles que entravam aqui, para nos ofender de forma baixa.

LisAnaHD disse...

Anônimo Cris disse...
. . . . . . . A Dri pode ser esquentadinha e também largar as caldeiradas dela, mas é uma pessoa inteligente, com personalidade, senso de humor e carisma, coisa, que, me perdoe, mas você não tem.

====

CrisTal, então vc continua seguindo meus comentários? E fazendo avaliação sobre meus atributos!!!! E vc é psico-embaixadora !!! Embaixador é que não...

Tal e Tal, CrisTal,
eu nunca me considerei a tal,
vc me expressa como sendo a TAL,
ora CrisTal.

mas sim sim sim nas últimas horas da última madruga, analisei alguns versos de Apocalipse 22 e me ocorreu ...

qdo foi que vc, CrisTal,
também o fez
pela última vez?

Anônimo disse...

gostei do seu mea culpa, dri. mas você atacou a Maria Valeria de graça, lindona. chamar uma médica de ruim da cabeça e de magricela cruel porque ela emagreceu 6kg denota um problema com quem vc julga estar acima de você. aliás você vive fazendo isso. ataca depois se desculpa.

Anônimo disse...

Quando todo mundo quer saber é porque ninguém tem nada com isso.

Em geral, quando a gente encontra um espírito aberto, entra e verifica que está é vazio.
Máximas do Millor pra relaxar (que Deus o tenha em um bem humorado lugar)


Aniversário é uma festa
Pra te lembrar
Do que resta.

Ser génio não é difícil. Difícil é encontrar quem reconheça isso.

Há certas mulheres que acabam ficando bonitas de tanto a gente dizer que são.

Anônimo disse...

Por mais violento que seja o argumento contrário, por mais bem formulado, eu tenho sempre uma resposta que fecha a boca de qualquer um: «Vocês têm toda a razão». Millor

true true

Barbie Furtado disse...

Eu sou gorda e nem ligo. Aliás, o único motivo pelo qual eu gostaria de emagrecer era pra usar vestidos fofos que, na maioria das vezes, não vendem em tamanhos bem maiores, ou não vestem bem. Mas, até hoje, nunca achei que valesse a pena. Eu não como muito -- mas como porcaria. Troco jantares várias vezes por semana por sanduíches, pizzas ou pastel, adoro bolo de sobremesa, e até almoço, como a menina só vem três vezes na semana, muitas vezes eu acabo comendo porcaria. Prefiro ficar com o peso que eu tou -- e meus exames sempre dão completamente normais -- que me desfazer disso. Se algum dia eu resolver emagrecer, eu tento. Nunca sofri preconceito, nunca tive nenhum problema pra ficar com garotos. Pra quê, então?

:)

Anônimo disse...

Barbie? tu não ligas mas tua mãe ligou ou esse barbie é nick??!!!

devia existir barbie gorda (a boneca).

Epicuro disse...

Escrevi algo na pressa e pode ter passado a imagem errada, estou fazendo umas correções:

"Pra mim esse padrão de beleza descrito pelo anônimo 17:30 ". tem que ser magr@ mas tem que ter peitão, cintura de formiga e bunda estufada e dura;"

>>> Esse padrão não serve pra nada

Eu tenho os meus padrões, o que me atrai, e meus padrões não se encaixam nesta definição bunduda, peituda cinturinha no que a mídia e a industria da moda, ou a industria farmacêutica tentam nos empurrar goela abaixo,e não mudo por causa do que mídia prega (quando era adolescente já fiz isso e me arrependi)

Quero dizer que se a sociedade diz que a mulher tem que ser do jeito x ou y não me importa. Se eu gosto de mulher do tipo Z, vou continuar gostando.

Eu digo isso por que tem homens que acham certas mulheres atraentes mas acabam, para impressionar os amigos, saindo só com mulheres do tipo que os amigos julgam atraentes mesmo que não seja exatamente o que o atrai. Isto tem a ver com a objetificação da mulher, que é por muitos exibida como um troféu. E algumas se permitem esse papel degradante, basta ver alguns vídeo clipes...

A mulher tem o direito de se sentir bem como é, se sentir bonita, independente do conceito de "belo" que a mídia tenta vender, e ambos (tanto a mulher que se sente bem, quanto o homem que a julga atraente) sem serem descriminados.

Espero ter esclarecido algum possível engano.

Má disse...

Dri, eu entendo que vc sofreu por ser insultada por ser gorda, mas te digo na boa mesmo, ao dizer “magricela” para estas mulheres, ou “gay” para os mascus, por mais odiosas que estas pessoas possam ser, ou ter feito algo p vc, vc não está combatendo o preconceito, pelo contrário, vc só está reforçando, uma vez que ataca usando as mesmas armas que eles. Tenho plena noção que a gordofobia é maior que um insulto que uma magra possa receber. Mas não podemos como feministas usar o atributo físico para menosprezar outra mulher. Por mais que eu tente entender seus traumas, o que vc esta lutando é para acabar com o preconceito ou para atacar as magras? Percebe que quando usa-se magricela para tacar uma mulher vc cofede TODAS as mulheres, quando usa gay para atacar os mascus vc ofende TODOS os gays. Sua luta, com todo respeito, deve ser maior Dri. Não para amenizar apenas o seu sofrimento ou de uma outra gorda, mas a luta tem que ser de ACABAR com estes preconceitos. O preconceito que vc sofreu não pode ser desculpa para crias ou usar outro preconceito. Como vc diz que não quer que “a forma do meu corpo me desmerece como ser humano” vc faz isso com os outros? Designar o atributo físico de uma mulher para xingar, independente desta mulher ser uma idiota, só reforça o machismo e agride eu, vc, e todas as mulheres reforçando tal ideologia de que mulher é gorda/magricela e não com tal e tal capacidade que ela tem como ser humano.

Carol M disse...

Entre as reflexões que precisam ser feitas está o tal do IMC.
Sério mesmo que em pleno século xxi não inventamos nada melhor que um cálculo inventado por um demógrafo no século xix?
Demógrafos estudam populações gente e não indivíduos!
O IMC não avalia a proporçao de músculo, ossos, órgãos e gordura que uma pessoa tem.
Então essa é a medida mágica que até mesmo médicos usam?

Nós somos condicionados a não estarmos felizes com nossos corpos, a achar que precisamos sempre perder peso.

Há dez anos atras eu pesava 63kg, era sedentaria e vestia 44. Hj eu peso 82, danço, malho 4x semana e visto 44/46. Sério mesmo que vão querer me convencer que eu estou menos saudável agora?

Desculpe Dra Valéria, mas se uma pessoa reclama de peso vc pede os exames de sangue, nao pede? Se estiverem todos dentro do padrao, vc manda a pessoa emagrecer mesmo assim ou diz pra ela parar de bobagem pois está com todos os indices reais de saúde bons?

Pq no fim é isso, se o colesterol esta bom, o açucar tb, triglicerides idem, todos os hormonios bonitinhos, pra que diabos vc vai ficar se preocupando com ponteiro de balança?

LisAnaHD disse...

Epicuro disse... 3 de abril de 2012 22:47

valeu! qdo eu me casei meu marido já havia sido apaixonado por uma moça obesa mórbida e não se casou com ela pq ele se casaria somente ao terminar a faculdade e ter um emprego para que ele pudesse sustentar-se a sim mesmo mais a mulher com quem ele se casasse. A gaja não quis esperar pq as amigas estavam todas se casando e blablablá e arrumou com quem se casar pra se divorciar um par de anos depois e contatar meu marido que estava me namorando... Bem, ainda antes de me conhecer meu marido gostou de uma moça negra, mas a família dela não aceitou o namoro por ele ser branco. Ele tb namorou e gostou de uma moça mais velha do que ele... foi apaixonado por uma magriça no tempo da faculdade... magrinha e de cabelo tipo a Simone cantora brasileira.

Assim que eu me casei com um homem que eu já sabia por fato comprovado que a mulher ser gorda ou ser magra, ser negra ou ser latina; ser mais nova ou ser mais velha não o faria amar menos a mulher com quem ele se casasse. Meu tempo em empenhar-me em ser magra nada teve a ver com meu marido... mas nem por isso eu quero me permitir estar com o peso que JÁ me causa dores nos calcanhares, como está sendo o caso, pois meus dois calcanhares ficaram fragilizados por conta de torceduras mal curadas... acontece que por falta de poder fazer atividade física, descobri que é uma delícia comer sem pensar na balança... rs...

LEGAL vc tb estimular a dra. Maria Valéria a permanecer aqui conosco... espero que ela dê a volta por cima e retorne.

Anônimo disse...

Eu digo isso por que tem homens que acham certas mulheres atraentes mas acabam, para impressionar os amigos,

eh, cara, muito verdade seu comentario.

ricky

Carlo disse...

Maria Valéria - realmente você tem a oportunidade de encarar a situação por outro lado, mas acho que podemos imaginar algumas razões para os homens não irem no consultório reclamarem de peso:

1- é chato ser um cara e ir reclamar de peso pra uma mulher, mesmo que ela seja médica

2- os que realmente estão procurando emagrecer provavelmente já falaram com amigos/pesquisaram na internet e já partem pra malhação (ou compra de termogênicos de fontes pouco confiáveis).

3- Normalmente homem não quer emagrecer, quer ficar forte, e pra parecer forte emagrecer faz parte do processo

E realmente algumas mulheres gostam de homens um pouco acima do peso (tenho até uma prima assim), mas a parcela de homens que compartilham esse gosto me parece ser menor. Entretanto, eu não conheço outras mulheres que gostem de homens gordos e muitas falaram que melhor o cara ser magrão do que gordo. Na balada então nem pensar.

O que não entendo é essa "luta por direitos dos gordos". que direitos que eles não tem?

Vão obrigar a aceitação social incondicional? (coisa que cheira a ditadura)

E que tal discutirmos os custo social de termos uma sociedade cada vez com mais gordos e cada vez mais gordos? Seguros de saúde mais caros, dependência maior de remédios, etc....

Claro que as pessoas devem ter bom senso, mas a crítica social é importante, seja para o controle da estabilidade, seja para garantir a saúde do próximo.

Os mais revolucionários vão falar que isso é conformismo, mas lembrem que o magro da mídia (modelos anoréxicas) é uma coisa perpetuada pelas MULHERES! Homem não se importa com moda e pode perguntar para qualquer um a preferência de mulheres, nenhum deles quer um esqueleto.

Barbie Furtado disse...

Anônimo, Barbie é que meu nome é Barbara, e todo mundo me chama de Barbie. Que eu sou toda cor de rosa, e fofinha. Pra cê ver. Eu gorda, de cabelos castanhos, e TODO MUNDO me chama de Barbie... e ainda perguntam cadê o Ken.

:)

LisAnaHD disse...

Carol M disse... 3 de abril de 2012 23:57 . . . . . Há dez anos atrás eu pesava 63kg, era sedentaria e vestia 44. Hj eu peso 82, danço, malho 4x semana e visto 44/46. Sério mesmo que vão querer me convencer que eu estou menos saudável agora?

======
a menos que vc tenha crescido uns 12 centímetros no mínimo entre o tempo dos 63 kg e os 82 kg pq engordar 19 quilos e AINDA ASSIM vestir e usar o mesmo número de manequim ou no máximo apenas um número maior é um assombro... assombroso como virgem, engravidar sem ter tido relação sexual e continuar virgem após dar à luz... e o filho ser nada mais e nada menos do que Deus !!! que poderia se salvar da morte, mas pra não parecer grande coisa, opta por padecer como um cidadão qualquer e promete que, qdo menos se espera, vai retornar e dar um basta em quem não O crê !!!

Anônimo disse...

Desculpe Dra Valéria, mas se uma pessoa reclama de peso vc pede os exames de sangue, nao pede? Se estiverem todos dentro do padrao, vc manda a pessoa emagrecer mesmo assim ou diz pra ela parar de bobagem pois está com todos os indices reais de saúde bons?

Pq no fim é isso, se o colesterol esta bom, o açucar tb, triglicerides idem, todos os hormonios bonitinhos, pra que diabos vc vai ficar se preocupando com ponteiro de balança?

=============

o pavor de alguém per der peso que não nós mesm@s é de lascar, PQP ao cubo.

LisAnaHD disse...

Bianca, obrigada a vc tb pelo destaque que vc acaba de me dar... HD does not care... Muita gente já atacou a LoLa pelos papos dela incluindo o maridão (dela)... agora está sendo minha vez... keep going... I can take you... baci per te.

Anônimo disse...

Homem não se importa com moda e pode perguntar para qualquer um a preferência de mulheres, nenhum deles quer um esqueleto.

esqueleto tá pendurado na sala de anatomia. tem um monte de magra famosa bem casadinha. quer exemplos?

Carol M disse...

Entao Lisana, um dos erros mais banais que as pessoas fazem é esse seu: assumir que todo ganho de peso é gordura e que as medidas das pessoas irão ficar muito maiores.

Eu ganhei muito peso sim, como falei, estou malhando e ganhei muito músculo. Músculo pesa mais do que gordura se pegarmos o mesmo volume de ambos. Minha gordura corporal caiu de 35% pra 25%.

Essa presunção básica que as pessoas tiram é uma das provas que existe sim muito preconceito com gordos. Meu formato de corpo é renascentista, cinturinha, pernas grossas, bunda grande e quadris largos. O aumento de massa muscular não alterou meus quadris, por isso visto o mesmo manequim ou 1 maior dependendo da loja.

Entao pq valorizamos tanto o IMC, se com ele só ficamos achando que as pessoas sao sacos de gordura e nao pensamos como seus corpos são constituídos?

E mais uma coisa, mesmo que a gordura corporal de alguém seja alta, pq essa pessoa deveria buscar perda de peso a qq custo?
Não é o peso ou gordura individuais q importam, mas uma estrutura social que coloca seu valor na sua aparência, especialmente se vc for mulher.

O problema não é emagrecer é o pq da pessoa achar que precisa emagrecer.

Anônimo disse...

eu to de saco cheio de debater sobre isso, então nem li os comentários. é cansativo ter que ficar brigando pra ser respeitado, ainda mais por gente que milita em outras áreas.

hoje 2 ativistas lgbt ficaram dizendo que gordofobia nao existe pq "nao tem gordo tomando lampada na cara toda hora". como se o fato de um gay ser agredido automaticamente tornasse as dores de todas as outras pessoas invisíveis. acho incrivel q um comentario imbecil desses ganhe RT e ninguem diga pra eles que na Unesp teve rodeio das gordas, mas nao rodeio das "bichas". isso quer dizer que a unesp é um ambiente mais gay-friendly? é uma lógica absurda a q eles tentam impor. a mentalidade de quem agride gordos e gays é a mesma: falta de respeito pelas diferenças. curiosamente é o mesmo q esses ativistas gordofobicos estão fazendo.

outra coisa: gordos são mais rejeitados em entrevistas de emprego. gays, não. a não ser que eles sejam como aquele serginho do bbb, ninguém vai sequer desconfiar que sejam gays. e mesmo que saibam: só fanáticos religiosos vão rejeitar os gays, pq a sexualidade deles não é automaticamente atrelada ao desempenho no trabalho. já os gordos recebem de cara um atestado de incompetência e preguiça, gratuitamente, da MAIORIA das pessoas.

há pesquisas que atestaram que muita gente prefere perder um membro do que engordar 50kg. e também indicam que homens gordos são até mais aceitos, mas mulheres gordas são sempre consideradas, por homens e outras mulheres, nojentas, sujas, mal-cheirosas (hoje mesmo no national geographic passou um programa falando isso).

enfim, é ridículo da parte deles militar contra gordos. deve ser pq querem aliviar a consciência pra continuarem fazendo piadas de gordo, ignorando a incoerência.

LisAnaHD disse...

minha mãe chegou aos 160 quilos e passou longe pra cima desse peso sem nunca ter tido qq resultado anormal em exame de sangue e todos os demais exames... o único problema dela era o hipotiroiismo que tb foi detectato em mim com 58 quilos para 1,64 de altura... minha mãe morreu no dia 5/1/12 pq o coração não tava dando conta e dificultava a respiração.

portanto, ser obesa mórbida grau III e ter problema com colestrol e diabetes não caminham necessariamente mano-a-mano... para os meus mesmos 58 quilos e os mesmo 1,64 meu colesterol já esbarrava no 200 com toda a seleção alimentar a que eu me discipinava mais academia... hoje meu colesterol está em 246 e a médica disse que está tudo bem... e eu tô aqui pra não desmentir e meu marido tá lá na cama me esperando... sorry Bianca, I could not resist...

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Lola, não sei se você viu essa parte do Fantástico em que colocam crianças para fazer "regime". O que me chamou a atenção, foi que para menina gordinha, cujos exames não apresentaram NENHUM problema é feito um prognóstico com POSSÍVEIS terríveis consequências do sobrepeso, enquanto o menino magrinho que já tem problemas de colesterol é apresentado como o sonho de qualquer pediatra e tem só esse detalhe para resolver. Ah tá que não é estética :(
3 de abril de 2012 11:41


eu vi tb!!! o menino magrinho com colesterol alto foi considerado um exemplo pq fazia nataçao, futebol e tal. o unico "probleminha" dele é a alimentaçao ruim.

ja a menina gordinha com todos os exames normais foi considerada uma bomba-relógio. sendo q o único problema dela era falta de exercício físico (a propria mae disse q nas ferias ela brinca o dia todo e acaba emagrecendo).

o fantástico fazendo um grande desserviço, pra variar.

Carol M disse...

No meu primeiro comentario eu falei que verificar hormonios estava junto com colesterol e açucar, seria um disparate nao considerá-los tb.

Anônimo disse...

ô carlo, vc leu o post? que tal o direito de sair na rua sem ser xingado, por exemplo? o direito de ir estudar na unesp sem tentarem montar em você. o direito de não ser comparado a bois/vacas/elefantes/baleias/hipopotamos. sabe quando xingam negro de macaco? pois é.

negros não têm, por lei, menos direitos que brancos. mas são absurdamente mais desrespeitados. o padrão (não só de "beleza", mas de "normalidade") é ser branco e magro. e jovem, hetero.

pessoas gordas perdem empregos ou deixam de ser contratadas

pessoas gordas são agredidas verbalmente a vida toda

pessoas gordas se privam de várias atividades de lazer, como esportes, pq são hostilizadas

Anônimo disse...

Entao pq valorizamos tanto o IMC, se com ele só ficamos achando que as pessoas sao sacos de gordura e nao pensamos como seus corpos são constituídos?

==========

Não é bem assim que a banda toca. Vai ao nutricionista ou a uma academia e espere se não vão medir sua gordura corporal. Nem precisa medir, no olho mesmo dá pra ver se estamos gordos ou malhados. Você tá é de mimimi.

Perder gordura a qualquer custo quer dizer ser operado, OK, mas tratar a compulsão ou alimentação sem regras ou usar um pouco da razão na hora de comer é muito custoso?

Carlo disse...

Anônimo 00:22

você compara mulheres magras com esqueletos só pode estar me zoando? Vai me dizer agora que a Gisele Bündchen ou Alessandra Ambrosio são esqueletos?

E mais, elas serem consideradas bonitas faz a Cleo Pires ser menos desejada? Ou seja, um corpo ideal e desejado por mulheres não estão nem de longe limitados a passarelas de moda.

Anonimo 00:32

Você entende que a obesidade a longo prazo é uma situação propícia para aparecerem diversos problemas? É que é muito mais difícil de se prevenir pq pede uma mudança grande de hábitos?

Alguém atlético com colesterol alto basta corrigir a alimentação, ou já tem que partir pra remédio, o tratamento e aplicação do mesmo são coisas bem mais fáceis.

Aê essa "gordinha"(não vi o fantástico pra saber) chega aos 30 anos com sobrepeso e se descobre com vários problemas "surpresa", porque seus exames de sangue estavam limpos.

Carol M disse...

E algumas (muitas) pessoas q o olhômetro considera gordas já fazem isso. Uma alimentação saudável e variada não é sinônimo de corpo magro, assim como alimentação ruim não é sinônimo de corpo gordo.

Cada pessoa vai ser um caso de acordo com o próprio metabolismo, palhaçada é sair por aí generalizando.

Carol M disse...

Carlo, problemas "surpresa" não identificáveis em exames de rotina tipo oq?

Claro que é bom ter uma atividade física regular, mas ambas as crianças citadas tinham um problema a corrigir, seja alimentaçao ou sedentarismo, pq só uma é apontada como bomba relogio?
Pq nao falaram de todos os problemas do menino de colesteral alto pode vir a ter se continuar comendo bobagem? A diferença de tratamento é um indicativo de discriminação.

Caroline disse...

Muita gente não consegue emagrecer porque tem problema psicológico.

Depressão pode provocar um apetite desmedido, por exemplo. Existe um transtorno chamado "binge eating disorder" que faz com que a pessoa coma muito mais do que gostaria, descontroladamente. Enfim, há várias razões que fazem com que engordemos... a genética é uma delas, mas não podemos culpar somente a ela. Temos que olhar além.

Muito pouco é falado sobre os fatores psicológicos da obesidade. No senso comum, existe a noção de que quem é gordo o é porque é desleixado. Em muitos casos, não é assim. O problema é multifatorial. Se o gordinho tiver um binge eating disorder não identificado, como ele vai curar isso sem ajuda psiquiátrica? Nutricionista prescreve dieta, não cuida do psicológico. É preciso mais do que uma dieta para ter um corpo saudável. É preciso ter mente sã.

Carlo disse...

Anonimo 00:40

gordos saem na rua e são xingados? grupos de pessoas vem e ficam gritando "gordo baleia saco de areia"??

Sobre seus argumentos, gostaria de ver dados sobre isso, mas analisemos na suposição:

cara, acho uma merda essa comparação com negro porque cor de pele não tem nada a ver.
Entretanto, um gordo (na maioria das vezes) é gordo porque quer ou por falta de força de vontade. Gosta de comer muito doce? Blz, mas na vida não podemos fazer só o que dá vontade e é prazeroso.

Ter gordos na sociedade causam um custo social e econômico sentido na área da saúde. Se gordos estão perdendo emprego, será que isso não tem nada a ver com o desempenho deles no trabalho? Não tenho dados sobre isso, mas tudo mais igual alguém menos gordo é menos custoso para uma empresa por diversas razões (ou não, caso o gordo em questão seja a exceção que é super saudável).

Sobre a questão dos esportes, se ele for bom ninguém vai ter problemas com ele jogando (talvez um excesso de suor incomode) agora se além de gordo o cara é um zero a esquerda aê ele é zoado duas vezes e realmente vai ficar longe dos esportes (isso só vale pros de equipe, existem muitos individuais)

O fato é: Pessoas não precisam ser escrotas contra gordos, mas ninguém fica gordo da noite pro dia. É um processo de meses, até anos, pra alguém ficar obeso.

Anônimo disse...

é assim mesmo como a Lis disse, uns trolls mascus diziam que a Lola tinha inventado um marido que ele não existia coisa nenhuma, e a gente viu foto do maridão de ascendência nórdica que a Lola tem, igual a Lis com seu marido nórdico - e muita fé-menina destilando o fel da inveja aqui.

Anônimo disse...

"Você entende que a obesidade a longo prazo é uma situação propícia para aparecerem diversos problemas?"
não, isso não é verdade. é especulação.

"É que é muito mais difícil de se prevenir pq pede uma mudança grande de hábitos?"
pessoas magras que tem um estilo de vida sedentário e/ou se alimentam mal também precisam passar por essas mudanças difíceis. só que elas não são hostilizadas.

"Alguém atlético com colesterol alto basta corrigir a alimentação, ou já tem que partir pra remédio, o tratamento e aplicação do mesmo são coisas bem mais fáceis."
1) não considero fácil mudar hábitos alimentares. se fosse fácil, vigilantes do peso (e afins) não eram empresas milionárias. 2) o "atlético" que se alimenta mal terá que fazer exatamente o mesmo esforço do gordo que se alimenta mal. não entendi o seu ponto.

"Aê essa gordinha(aqui a foto http://fantastico.globo.com/platb/files/2126/cache/3b69a1453d5cc46ddab749aeb13f5147.jpg) chega aos 30 anos com sobrepeso e se descobre com vários problemas "surpresa", porque seus exames de sangue estavam limpos."

vc está especulando. quem disse que ela vai ter doenças? se ela se mantiver saudável durante esses anos, ela não vai ter doença nenhuma. vc está fazendo exatamente oq estamos criticando.

Cida disse...

Muito pouco é falado sobre os fatores psicológicos da obesidade. No senso comum, existe a noção de que quem é gordo o é porque é desleixado. Em muitos casos, não é assim. O problema é multifatorial. Se o gordinho tiver um binge eating disorder não identificado, como ele vai curar isso sem ajuda psiquiátrica? Nutricionista prescreve dieta, não cuida do psicológico. É preciso mais do que uma dieta para ter um corpo saudável. É preciso ter mente sã.

+1000

Carlo disse...

Carol M.

Anos e anos muito acima do peso costumam se desenvolver em problemas de circulação, respiratórios, cardíacos, etc...

E tipo, no Brasil pessoas jovens não fazem todos os exames de rotina recomendados.

Creio que a menina foi considerada uma bomba relógio pq a situação dela é meio que uma caixa preta, é tipo fumante. tem gente que fuma e passa anos sem problemas até que encontram um.

A do moleque não é bomba relógio, já se sabe qual o problema e suas consequências, mas acho que a diferença de tratamento se deve a expectativa de sucesso das recomendações médicas. É muito mais provável que o moleque corrija seus hábitos do que a menina e acho que isso pode ser comprovado com estatísticas médicas, mas não tenho os dados para confirmar.

Anônimo disse...

Carlo, concordo com tudo, mas a situação do moleque magrinho é bomba relógio também, adivinha por que:
ele vai crescer, parar de fazer toda aquela atividade física e continuar comendo mal e bastante. é o caso dos ex-esportistas.

Anônimo disse...

Anônimo 01:01 disse :
"é assim mesmo como a Lis disse, uns trolls mascus diziam que a Lola tinha inventado um marido que ele não existia coisa nenhuma, e a gente viu foto do maridão de ascendência nórdica que a Lola tem, igual a Lis com seu marido nórdico - e muita fé-menina destilando o fel da inveja aqui."
Querid@ anônim@ defensor@ da Lisana, eu nunca disse que o marido dela não existia. Acredito que ela exista sim, não foi essa crítica. Por favor, leia com mais atenção. E, desculpe, mas justificar dizendo que "tem inveja" é de uma pobreza intelectual ímpar...
Só uma dúvida: pra q essa necessidade de frisar que os maridos citados têm ascendência nórdica? O que isso acrescenta? Tá querendo supervalorizar algo?
Bianca

LisAnaHD disse...

Anônimo disse... 4 de abril de 2012 00:47 Lisana é egotista. Nâo leia os comments dela e pronto.
abs
===
'dorei, a pílula... percebi seu alto grau de simancol ao achar que precisa orientar alguém a fazer o que eu mesma muitas vezes orientei a quem implica comigo e... de nada valeu a (minha) advertência... melhor sorte pra vc, N. ... N de nada... não do verbo nadar... mas isso vc já sabe ou não?
=======

sobre o comentário abordando criança e exame de colesterol... meu sobrinho era obeso antes do 7 anos, mas qdo digo obeso é obeso mesmo pois o pai pesava sei lá qto e mãe (minhai irmã) 1,73 já esbarrava ou passava dos 100+ kg portanto se naquela casa concordavam que o menino era obeso, era pq era mesmo... idas e vindas a psicólogo, médico, nutricionista... a infância toda e adolescência... 14 anos... 125 quilos... não sei a altura dele aos 14 anos, mas aos 15 era 1,82 e nem vou prosseguir pra não chatear o nada da N e nem parecer que estou querendo competir minhas pérolas com as ostras e... ganhar delas!!! a natureza tá falhando ou tá falando?

Anônimo disse...

a inveja em si não é pelos maridos que elas têm e sim pq ambas sabem se posicionar e Lola tem essa de utilizar o adjetivo nórdico (branco nórdico) vez ou outra em posts, "pobreza intelectual ímpar..." vc já tentou escrever roteiro para as novelas da globo? que pérola essa sua citação... ou seria situação? nunca reparou como os caras que comentam aqui são legais com a Lis? hummmmmmmmmm

Carlo disse...

Anonimo 01:02

Especulação? Pegue dados médicos, já é estatística comprovada. A chance de problemas surgirem em pessoas de sobrepeso é maior, somente isso. É 100%? Claro que não, apenas uma chance maior.

No caso do fantástico o moleque não era sedentário. Então por favor não traga situações que não tem a ver com o que foi comparado.

Sobre a mudança de alimentação, será que será o mesmo esforço? quanto cada um terá que abrir mão de doces e guoseimas? Será que aquele que consome mais porcarias não vai sofrer mais para abrir mão das mesmas?

Sobre seu último ponto, como ela vai se manter saudável estando no sobrepeso? E tipo, blz, chega nos 30 e não tem nada, mas um dia ela vai fazer 40 anos, 50, 60, etc... A chance de ela ter problemas é maior e no Brasil as pessoas não fazem tantos exames de rotina e se um dia aparece um problema aê fica a "gordinha" surpresa pq ela era tão saudável.

PS: No caso da criança acho difícil de dizer, ela não era obesa, dps cresce e tudo se ajeita.

Anonimo 01:09

Bom, se ele piorar os hábitos dele aê ele já sabe o que vai acontecer. Porém, se alguém vai no médico buscar orientação a gente não espera que ocorra uma piora nos hábitos.

Anônimo disse...

"gordos saem na rua e são xingados? grupos de pessoas vem e ficam gritando "gordo baleia saco de areia"??"
sim, exatamente. não é engraçado? hilário. me sinto de volta à terceira série cada vez que alguém me xinga na rua ou faz piadas de gordos

"Sobre seus argumentos, gostaria de ver dados sobre isso"
hoje mesmo passou no natgeo. aqui no blog da lola há outros posts sobre o assunto com links pra essas pesquisas, use o campo de busca.

cara, acho uma merda essa comparação com negro porque cor de pele não tem nada a ver.
tamanho da barriga também não tem nada a ver. gordura não autoriza ninguém a hostilizar outra pessoa, da mesma forma que é imbecil hostilizar negros

Entretanto, um gordo (na maioria das vezes) é gordo porque quer ou por falta de força de vontade. Gosta de comer muito doce? Blz, mas na vida não podemos fazer só o que dá vontade e é prazeroso.
Gosta de discriminar gordos? Blz, mas na vida não podemos fazer só o que dá vontade e é prazeroso.

"Ter gordos na sociedade causam um custo social e econômico sentido na área da saúde."
1) nem todo gordo é doente. nem todo doente é gordo. 2) obesos mórbidos podem, eventualmente, causar custos pro sus. da mesma forma que grávidas causam custos. balas perdidas causam custos. pessoas que bebem causam custos. pessoas que fumam causam custos. pessoas que pegam dsts causam custos. TUDO causa custos, carlo. quem tem direito de usar o sus? apenas pessoas saudáveis?

"Se gordos estão perdendo emprego, será que isso não tem nada a ver com o desempenho deles no trabalho?Não tenho dados sobre isso, mas tudo mais igual alguém menos gordo é menos custoso para uma empresa por diversas razões (ou não, caso o gordo em questão seja a exceção que é super saudável)."

hmmm será? será que professoras barradas no concurso para magistério pq são gordas estão tendo um desempenho ruim antes mesmo de tomarem posse? já sei, eles estão barrando gordos PREVENTIVAMENTE. pq vai que eles adoecem não é? o engraçado é que a lei proíbe discriminações em contratações, proíbe inclusive que se exija exame de aids. ou seja soropositivo pode ter emprego (veja bem: ele JÁ ESTÁ doente), mas gordo não pode pq pode ser q UM DIA ele tenha um enfarte.
leia aqui http://papodegordo.mtv.uol.com.br/2011/01/31/gordos-tem-mais-dificuldade-de-conseguir-emprego/

e onde que gordo é mais custoso para empresa? vc está ESPECULANDO e fazendo afirmações sem base nenhuma.

Anônimo disse...

"Sobre a questão dos esportes, se ele for bom ninguém vai ter problemas com ele jogando"
amigo, pessoas gordas nem tem a chance de saber se são boas ou não. são excluidas de jogos desde a mais tenra idade. ninguem nasce com uma aptidão natural para esportes, as pessoas desenvolvem isso praticando. e quanto mais se pratica, melhor se fica.
experimenta ser gordo por um dia e vai caminhar na praia. não faça afirmações sobre experiencias que vc nunca teve. OUÇA oq estamos tentando dizer.


"O fato é: Pessoas não precisam ser escrotas contra gordos"

carlo, pessoas não PODEM ser escrotas. é errado, ponto. não ser escroto com gente gorda não é BONDADE, é OBRIGAÇÃO.

"mas ninguém fica gordo da noite pro dia. É um processo de meses, até anos, pra alguém ficar obeso."

so what? por isso mesmo é tão ruim. a maioria dos gordos foi gordo a vida toda. tá acostumado a levar patada e ser excluido a vida toda. isso só torna as coisas mais difíceis. pessoas gordas não são estimuladas a emagrecer, são estimuladas a se envergonharem de si mesmas. e quando tentam emagrecer, são ridicularizadas.

sex pistol disse...

Lisana, não saquei nada, mas aqui vai uma poesia pega na Internet
Chama-se pistol sex

Pistol sex

I love this fucking pain
The pistol's aiming right at me
I eat the bullet and I smile
'Cuz I'm gonna be here for a while
Everytime I turn around
The pistols are everywhere
No matter what I do
They are shooting straight for me
Everytime I hear the bang
I smile and feel the blood drip down
It feels so good to be shot down
It stops my head from spinning round

abraço

Anônimo disse...

Um N é um N, Nada mais do que um N. N de Nicholas, N de Natália, N de Nelson que nas mãos de uma bullysana se torna N de Nada, N de Ninguem, N de Nonsense.

N.

Carol M disse...

Anonim@ das 01:28

"a maioria dos gordos foi gordo a vida toda. tá acostumado a levar patada e ser excluido a vida toda. isso só torna as coisas mais difíceis. pessoas gordas não são estimuladas a emagrecer, são estimuladas a se envergonharem de si mesmas. e quando tentam emagrecer, são ridicularizadas."

foi um excelente resumo de como nossa sociedade age junto aos gordos. é discriminado? a culpa é sua que nao se cuida. a culpabilizaçao da vitima é um mote eterno né

Anônimo disse...

"Sobre a mudança de alimentação, será que será o mesmo esforço? quanto cada um terá que abrir mão de doces e guoseimas? Será que aquele que consome mais porcarias não vai sofrer mais para abrir mão das mesmas?"
de ONDE vc tirou que a menina come mais guloseimas que o menino magrinho? tá vendo oq eu falei? ESPECULAÇÕES. o problema dela é alimentação ruim e falta de exercícios. o dele era só alimentação ruim. mas ela não tinha nenhum problema de saúde e ele tinha colesterol alto. pq vc insiste em considerar que, pelo fato de ela ser gorda, o caso dela é pior que o do garoto?

sex pistol disse...

no pain, no remorse, no vegeance, just keep alive and let those shits swallow their own sewage.
abraço

Anônimo disse...

pessoas gordas não são estimuladas a emagrecer, são estimuladas a se envergonharem de si mesmas. e quando tentam emagrecer, são ridicularizadas.

quanto mimimi junto, sô.

você fala como se a pessoa fosse gorda inexoravelmente e não estivesse gorda. tá gordo e quer jogar futebol com a turma, não custa nada perder uns quilos, ora bolotas. que gente mais chata! bate sempre na mesma porra de tecla!!!

vira o disco, gente!

LisAnaHD disse...

N de Neusa (minha cunhada)
N de Natacha (minha sobrinha)
N de Nada (você)
vc me abordou e agora não aguenta o tranco? tivesse prestado atenção aos meus comentário, à minha redação, à maneira como eu lido com gente inconveniente e vc teria aprendido algo bom ou no mínimo teria se dado conta que me abordar à maneira como vc o fez não resultaria em NADA bom pra vc e agora a do bullying sou eu?

aqui já tentaram me chamar de troll...
agora vem vc querendo chamar a atenção (não sei de quem) me chamando de bully..

vem cá, chega perto,
mais perto ainda,
pertinho pertinho
e escuta bem:
- Você vai conseguir um grande N maiúsculo de NADA pra cima de mim.

vi fazer naninha e nada de fazer xixi no berço... :>)

Anônimo disse...

"quanto mimimi junto, sô.

você fala como se a pessoa fosse gorda inexoravelmente e não estivesse gorda. tá gordo e quer jogar futebol com a turma, não custa nada perder uns quilos, ora bolotas. que gente mais chata! bate sempre na mesma porra de tecla!!!

vira o disco, gente!"

que engraçado. e eu que pensava que a bolota quisesse jogar futebol justamente pra perder uns quilos...

eu viro o disco quando o disco de vocês, gordofobicos, virar também.

LisAnaHD disse...

sex pistol,
how beautiful and so true!
hugs

Maria Valéria disse...

Nao li todos os comentários, entao vou responder só aos que me chamaram a atenção:
1-nao, o IMC sozinho nao mede se alguém e saudável ou nao.
Se o índice de colesterol ta normal, etc, sem diabetes, mas o IMc ta acima do ideal(20 a 25), sobram duas alternativas:
1- diZer pra pessoa perder peso,apesar dos exames normais.
2- dizer pra pessoa consultar um nutricionista, que e o profissional habilitado pra calcular a porcentagem de gordura corporal, massa óssea, quantidade de água corporal, gasto metabólico, etc, e ele( nutricionista) dizer se a pessoa ta adequada ou nao.
Detalhe: atendo em posto de saúde. E apesar de termos uma nutricionista, a rede publica nao disponibiliza os aparelhos para ela fazer esses cálculos precisos sobre a composição corporal( adipometro, aparelho de biompedancia, entre outros)
Entao, se o Imc ta elevado, com os exames de sangue normais, Na rede publica:
- ou ela perde peso
- ou ela paga um nutricionista particular que tenha condições e aparelhos pra fazer esses cálculos
- ou ela desencana
Agora nao sou eu que vou dizer pra ela desencanar se o imc ta elevado,se nao tenho outros recursos pra comprovar a composição corporal da pessoa, isso e o paciente que decide, certo???Se quiser desencanar, pagar nutricionista particular, etc
E sim, o imc nao e preciso.
Eu já tive imc 19 e nem por isso era ' desnutrida' se fosse levar essa continha ao pé da letra.
Hoje ta em torno de 22, 23 .
E pra complicar um pouco mais, existe um diagnostico em nutrição que se chama ' obesidade grau 1', imc normal com % de gordura corporal acima do recomendado pra faixa etária e sexo.
( mas isso de obesidade grau 1 nao creio que seja pra encanar,a nao ser que vc seja atleta, tenha diabetes, entre outras condições clinicas)
Ps: gente, nao precisa me chamar de Dra.!!!
Fico meio sem graça,sou uma pessoa super simples.-:)
Respondi a pergunta de quem me perguntou?
Bj

Carol M disse...

outra coisa, por mais que uma pessoa esteja mudando seus habitos, para ser mais saudavel, pq ela deveria odiar o proprio corpo até atingir um peso X?

pq ela nao pode apreciar e amar suas formas? pq seu corpo deve ser um erro a ser corrigido e modificado para entrar num padrao imposto?

pq uma mudança no corpo nao pode vir como consequencia natural e mudança de habitos ao inves de ser a meta?

Carlo disse...

Anônimo 01:27

Você diz e diz que eu especulo, mas o que você faz não é a mesma coisa? Já fui gordo e tenho vários amigos gordos, familiares gordos, etc... Pessoas se juntarem para xingarem, gritando, um gordo me cheira a um caso de exceção (não que isso deveria ocorrer de qualquer forma)

O programa do NatGeo não contradiz as estatísticas médicas. É possível que seja apenas uma coincidência uma incidência maior de problemas em pessoas gordas? Sim, é possível e o cara que descobrir isso vai ganhar o prêmio nobel.

Você comparar algo que a pessoa tem de nascência com algo que é (na maioria dos casos) uma escolha pessoal é ilógico. Tá mais fácil comparar a compulsão por comer com hábitos de drogados.

Gostar de discriminar gordos? A discriminação deve existir, mas quanto disso não é uma crítica aos atos que as pessoas fazem? Ninguém mais deve julgar pessoas pelos seus atos? Já ouvi de pessoas gordas dizerem que se sentiram discriminados pq ninguém se interessou por elas. Não existe nenhuma parcela de responsabilidade pessoal?

Boa comparação de fumantes com obesos, não e a toa que estamos tentando diminuir a quantidade de fumantes e tentar eliminar doenças como AIDS da população. No caso da AIDS não tem volta, por isso tem que haver garantias para eles, mas no caso do peso existe solução não?

Desconheço esse caso do magistério, gostaria de ler sobre.

Sobre o custo pra empresa, você saber que existe seguro de saúde que a empresa oferece? E que sai mais caro para ela com pessoas mais propensas a doenças?

Na questão dos esportes, lamento por você mas tenho amigos gordos muito bons de bola (alguns em futebol, outros em basquete). Um deles joga até no time de Brasília de Rugby.

Por fim, você termina dizendo "so what" se alguém decidiu se empanturrar durante a vida e ser gordo. Essa falta de auto-controle é mal vista pelas pessoas, vai faltar estética para os sonhos românticos e soma de diversos fatores vai gerar uma vida ruim. E se alguém não quiser amigos gordos? É preconceito, discriminação? Alguém que se controla e não quer estar perto de pessoas que podem ser má influência?

Carol M disse...

Oi Valéria, fui eu q perguntei. Respondeu sim, e foi ótimo pq trouxe outras coisas a pensar.

A mera questao de cuidar da saúde é algo q vai depender da classe social da pessoa. Quem pode pagar plano pode ter um acompanhamento constante sem grandes problems, mas quem depende do SUS nao. Isso tb mostra q "nao se cuidar" nao tem a ver com ser preguiço ou desleixado necessariamente.

LisAnaHD disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlo disse...

Anonimo

Eu por acaso falei quem come mais doces? Do jeito que escrevi poderia ser muito bem o moleque, que então sofreria mais para mudar seus hábitos.

Acho que você preconceito onde quer isso sim.

Carol M

Nunca falei que ninguém tem que odiar seu corpo, mas não podemos forçar todas as pessoas do mundo a nunca expressarem sua opinião quando ofenderem alguém. Esse é o caminho da loucura quando cala-se as vozes individuais.

Cada um faz o que quer e deve saber aguentar as críticas (que não é a mesma coisa que violência ou discriminação de fato)

Carol M disse...

E se alguém não quiser amigos gordos? É preconceito, discriminação? Alguém que se controla e não quer estar perto de pessoas que podem ser má influência?

___________________________________

Sim é discriminação, é colocar uma caracteristica fisica como juizo de valor. Existem trocentas razoes para alguem ser gordo. E mesmo que seja "culpa" da pessoa, pq essa caracteristica fisica deve servir de "avatar" pra tantos adjetivos ruins?

Carol M disse...

E falando de aguentar criticas, isso tb vale para quem se acha no direito de atestar que "todo gordo (insira atitude reprovavel aqui)".
É uma colocação generalizadora e errada, e quem fala isso deve tb aguentar as criticas ao seus pensamento tacanho.

Carlo disse...

Carol M

eu por exemplo não quero amigos fumantes, não gosto de fumaça. O mesmo raciocínio não pode ser aplicado para gordos culpados do próprio problema?

(eu pessoalmente não tenho nada contra gordos, tenho até amigos fumantes, mas um fumante me deve achar muito chato pq estou sempre enchendo o saco pra pararem de fumar)

LisAnaHD disse...

sex pistol,
no www.youtube.com vc busca
the sex pistols
é um grupo musical americano e vc poderá ouvir várias interpretações da banda... have fun! you such a nice guy

Anônimo disse...

ah, sim, Carol M. tudo isso que vc colocou pode ser conversado com um profissional competente ou resolvido com uma boa reflexão individual. O erro a ser corrigido não é o corpo e sim o estado em que deixamos o corpo pelos que fazemos com ele, aí sim, por puro ódio. Isso você não põe na mesa, né?

Carlo disse...

Carol M

generalizações são toscas, mas ninguém aqui fica meio de cara quando vê alguém gordo falar que está de dieta ou alguma coisa parecida, aê vai no mac donalds como 4 big macs, só que a coca-cola tem que ser light??

Pessoas são vão sacanear pessoas contraditórias ou contadoras de vantagens. Igual alguém falar que está subindo na empresa e conhece diretores, mas anda de busão e tem que morar com os pais.

Não queremos atrelar juízos de valor com características físicas, mas pessoas acima do peso tendem a realizar atos que então serão analisados.
Só posso falar de experiência própria, mas do que eu escuto das experiências de outras pessoas é tipo 99% igual.

Então como acabar com esse estereótipo se todos conhecem as mesmas histórias ocorrendo com pessoas diferentes?

LisAnaHD disse...

sex pistol,
se vc quiser saber sobre "The Sex Pistols"
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sex_Pistols

Anônimo disse...

É, na verdade era pra citar apenas um trecho e acabou que inadvertidamente colei tudo que eu havia escrito até agora.
Como não consigo apagar, por favor ignore.
Não tenho surtos, querida, nem de "copy and paste", nem esquizofrênicos...de musiquinhas, piadinhas e afins...
Bianca

Epicuro disse...

LisAnaHD :

Obrigado por me responder.

Maria Valéria:

que bom que voltou, não some não menina.

Todos: Gente, sério, que guerra é essa. Tá tenso... Boa noite.

LisAnaHD disse...

vc não vê ao final de seu comentário, seguindo ao horário, um ícone?

então, coloque o mouse lá e sem clicar leia "exluir comentário" daí vc clica no botão esquerdo do mouse e poderá apagar o comentário... se tiver boa vontade, tente pq funciona.

Anônimo disse...

"Você diz e diz que eu especulo, mas o que você faz não é a mesma coisa? Já fui gordo e tenho vários amigos gordos, familiares gordos, etc... Pessoas se juntarem para xingarem, gritando, um gordo me cheira a um caso de exceção (não que isso deveria ocorrer de qualquer forma)"
não. não é exceção. qualquer filme adolescente mostra que xingar gordos é normal, apenas uma "brincadeira". piadas de gordos são banais. aqui mesmo nessa caixa de comentários de pessoas supostamente esclarecidas tem gente xingando gordo.

"O programa do NatGeo não contradiz as estatísticas médicas. É possível que seja apenas uma coincidência uma incidência maior de problemas em pessoas gordas? Sim, é possível e o cara que descobrir isso vai ganhar o prêmio nobel."
vc assistiu o programa? ele disse exatamente oq eu disse: que nem todo gordo é doente, que nem todo gordo vai ficar doente e que é absurda a forma com que pessoas gordas são tratadas, pq parte-se do princípio que elas são ou vão ficar doentes, como se essa eventual doença (cujo aparecimento - repiso - não é CERTEZA) justificasse um tratamento desrespeitoso.

"Você comparar algo que a pessoa tem de nascência com algo que é (na maioria dos casos) uma escolha pessoal é ilógico"
1) a minha predisposição a ser obesa é de nascença, sim. eu fui um bebê gordinho, uma criança gorda que nem essa menina do fantástico e continuei sendo uma adulta gorda, até na minha fase mais "magra" (85kg). isso não significa que eu vá me tornar uma obesa mórbida, mas que eu serei gorda para o resto da minha vida.

"Tá mais fácil comparar a compulsão por comer com hábitos de drogados."
essa frase tem muitos erros, vamos por partes:
1)nem todo gordo tem compulsão alimentar. comer um hamburguer com maionese não faz o magrinho do fantastico engordar um grama sequer, mas faz as outras duas crianças ficarem gordinhas. existe uma coisa chamada metabolismo: o de pessoas magras é mais acelerado. para gordos emagrecerem eles precisam comer menos que os magros e/ou se exercitarem mais que os magros.
2) há muitas pessoas magras que também só comem bobagens, e muitas. isso também é considerado compulsão alimentar ou só quando o sujeito é gordo?
3) ninguém nasce se drogando, mas todos precisamos comer pra sobreviver. não é um hábito que se pode EVITAR. é algo que precisa ser controlado, medido, pensado. crack: ou se usa ou não se usa.
4) nossos hábitos alimentares são formados essencialmente na primeira infância, quando não temos muita consciência sobre isso. o uso de drogas geralmente começa na adolescência ou até na vida adulta e dificilmente ocorre sem nenhuma orientação a respeito.
5) o combate às drogas é algo levado a sério por pais e escola. há campanhas de conscientização a respeito. não há - nem de longe - o mesmo empenho no que diz respeito ao consumo de açucares, gorduras, etc.
repito: estimula-se o gordo a se envergonhar, a "parar de comer". é diferente de estimular, de verdade, TODOS nós a comermos mais vegetais e poucas bobagens. há gordos que se alimentam muito bem (e talvez por isso mesmo não fiquem doentes) e há gordos que comem bobagens (da mesma forma que há magros que se alimentam bem e outros que só comem bobagens)


"A discriminação deve existir"
SERIOUSLY? vou nem responder isso

"Ninguém mais deve julgar pessoas pelos seus atos?"
se estes atos não são ilícitos ou imorais, não. maltratar alguém por ser gordo, por ex, é imoral. é cruel, mesquinho e uma prova de ignorância. ser gordo só faz mal... ao gordo. aliás, nem a ele, se ele for saudável.

Anônimo disse...

"Já ouvi de pessoas gordas dizerem que se sentiram discriminados pq ninguém se interessou por elas."
a gente não pode controlar o desejo sexual de ninguém. tem gente que não se sente atraído por negros, fazer oq? a pessoa tá contaminada por um pensamento preconceituoso. mas, acredite, essa não é o pior problema dos gordos (ou dos negros). antes fosse... se fosse só isso, o mundo seria tão mais justo. eu até prefiro que gente que não gosta de gordos se mantenha bem longe de mim.

"Não existe nenhuma parcela de responsabilidade pessoal?"
claro que sim. mas se a pessoa é gorda, está bem consigo mesma, pq diabos ela deveria se culpar ou tentar mudar, etc? ela tem todo o direito de viver a vida como bem entender, assim como qualquer um.



"Boa comparação de fumantes com obesos, não e a toa que estamos tentando diminuir a quantidade de fumantes e tentar eliminar doenças como AIDS da população. No caso da AIDS não tem volta, por isso tem que haver garantias para eles, mas no caso do peso existe solução não?"
eu não comparei. eu disse que todos nós eventualmente podemos causar prejuízos aos sus e que esse é o custo de se viver em sociedade. vai dizer que eu comparei grávidas aos gordos também? e gente que bebe, você não mencionou de propósito? pq o alcool é a droga mais usada no mundo e amplamente aceita. "esquisito" é quem não bebe. e aí, vamos deixar de contratar pessoas que bebem? vamos discrimina-las pq elas causarão prejuízos ao sus? enfim, leia ali oq eu disse sobre SUA comparação com o uso de drogas.

Anônimo disse...

"Desconheço esse caso do magistério, gostaria de ler sobre."
a lola escreveu a respeito. use o campo de busca.

"Sobre o custo pra empresa, você saber que existe seguro de saúde que a empresa oferece? E que sai mais caro para ela com pessoas mais propensas a doenças?"
e vc leu a parte que eu disse que soropositivos (entre outras pessoas doentes) são contratados pq é proibido, por lei, discriminar e exigir determinados exames? e q gordos não são doentes e apenas ALGUNS vão EVENTUALMENTE ficar doentes? volta lá e lê pq eu n vou repetir.

"Na questão dos esportes, lamento por você mas tenho amigos gordos muito bons de bola (alguns em futebol, outros em basquete). Um deles joga até no time de Brasília de Rugby."
fico feliz pelos seus amigos, de verdade :)
vamos fazer um censo e descobrir qual hipótese é mais comum? eu mantenho minha convicção baseada em experiência e observação.


"se alguém decidiu se empanturrar durante a vida e ser gordo"
se alguém decidiu se empaturrar durante a vida e ser magro, posso dizer 'so what'? e se alguém decidiu não se empanturrar e mesmo assim é gordo, posso dizer 'so what'?

"Essa falta de auto-controle é mal vista pelas pessoas"
que falta de auto-controle? nem todo gordo tem compulsão alimentar. nem toda pessoa com compulsão alimentar é gorda.

"vai faltar estética para os sonhos românticos"
não consegui decifrar essa frase.

"soma de diversos fatores vai gerar uma vida ruim"
verdade, principalmente a discriminação. faz um mal danado pra saúde, tem uns estudos sobre isso também..

"E se alguém não quiser amigos gordos? É preconceito, discriminação?"
é, sim. mas foi oq eu disse ali em cima sobre atração sexual: fazer oq? eu prefiro q pessoas assim REALMENTE não sejam minhas amigas, nao se aproximem, nao falem comigo.

"Alguém que se controla e não quer estar perto de pessoas que podem ser má influência?"
ah, sim. eu influencio meus amigos a serem gordos. só de ficarem perto de mim, já ganham uns 3kg. quando eles dão bobeiro eu vou lá e enfio um churros na goela deles. eles lutam contra a minha influência, tadinhos, mas sou muito persuasiva

Emmanuelle disse...

eles so podem tar doentes,a menina nem obesa é só da a impressao de barriguda pq ela ainda nao tem muito peito e ta numa pose meio que estufando http://fantastico.globo.com/platb/files/2126/cache/3b69a1453d5cc46ddab749aeb13f5147.jpg e o magro que eles julgam é o de preto? pq pra mim os dois tem o mesmo peso,tadinha dessa menina,tenho 13 anos,se fosse eu fugiria de casa,mas nao me humilharia na frente de tanta gente PRÉ-conceituosa

lola aronovich disse...

Tá aqui o post sobre a professora que foi dispensada do emprego por ser gorda. (dou uma ajuda porque sei que não é fácil encontrar posts antigos no meu blog).


Bianca, já deletei o mesmo comentário seu várias vezes. Por favor, não insista. Se vc quiser falar mal de leitoras/comentaristas daqui, ou desista, ou no mínimo faça com mais tato (sem expressões como "cagar no teclado", por exemplo).

Emmanuelle disse...

Carlo se nao querer amigos gordos é escolha daqui em diante nao olho pra cara de homem brasileiro,homem brasileiro me da nojo,tudo machista,burro e feio pra caralho,só namoro gringo,e eles bem que gostam de novinhas :3

Emmanuelle disse...

e antes que me digam que amigos gordos trazem ma influencia ja namorados brasileiros não,Namorados brasileiros sao ma influencia sim,imagina eu ter que ser toda submissa,me contaminar com essa CUltura & burrice toda,vai me deixar mais doente mental que eu ja sou,entao por recomendaçoes medicas,me tragam um sueco please
--------------------
espero que entendam o sarcasmo

Anônimo disse...

"Nunca falei que ninguém tem que odiar seu corpo, mas não podemos forçar todas as pessoas do mundo a nunca expressarem sua opinião quando ofenderem alguém. Esse é o caminho da loucura quando cala-se as vozes individuais."
criticar alguem por ser preconceituoso é calar vozes individuais? o caminho da loucura é essa intolerancia com o proximo, cara.

"Cada um faz o que quer e deve saber aguentar as críticas (que não é a mesma coisa que violência ou discriminação de fato)"
críticas embasadas são cabíveis em relação a comportamentos prejudiciais à sociedade. criticar alguém por ser negro é imbecil. criticar alguém por ser gordo é imbecil. criticar alguém por ser velho é imbecil. criticar alguém por ser gay é imbecil. criticar alguém por um ato danoso é válido.

"generalizações são toscas, mas ninguém aqui fica meio de cara quando vê alguém gordo falar que está de dieta ou alguma coisa parecida, aê vai no mac donalds como 4 big macs, só que a coca-cola tem que ser light??"
cara, vc faz as generalizaçoes mais toscas EVER. todo gordo come 4 bigmacs? eu sou gorda e NUNCA comi bigmac, não gosto desse tipo de comida, tenho alergia a queijo (então pode excluir pizza e outras guloseimas da sua listinha). eu tb não tomo refrigerante (nem a lola, alias, ela ja disse isso varias vezes), mas se essa sua amiga hipótetica quer evitar tomar mais uma dose cavalar de açucar, alem dos 4 sanduiches, qual o problema? em vez de consumir trocentas mil calorias, ela vai consumir (trocentas menos "X", sendo x o numero de calorias do refri).
e oq vc tem a ver com isso? pq vc precisa critica-la? não é vc q vai engordar. se essa pessoa em questão fosse magra, vc acharia tão ruim quanto acha um gordo q come fast food?


"Não queremos atrelar juízos de valor com características físicas, mas pessoas acima do peso tendem a realizar atos que então serão analisados."
que elas sejam julgadas, assim como TODAS as outras pessoas, pelos seus atos. não por suas características. o meu trabalho eu desempenho muito bem, minha gordura não atrapalha em nada. se eu quisesse ser esportista/policial/gari, aí eu iria emagrecer pra desempenhar bem minhas tarefas (até mesmo pq existem testes físicos de aptidão para estas profissões. carreiras que não dependem do corpo não tem testes físicos por esse motivo bem simples, logo não faz sentido usar a gordura como critério de exclusão para estas profissões)

"Só posso falar de experiência própria, mas do que eu escuto das experiências de outras pessoas é tipo 99% igual."
então estamos quites, pq minha experiência pessoal e observação dos que me cercam diz que é 99% igual ao que eu descrevo. repito: vamos fazer um censo?

LisAnaHD disse...

bem, o que vejo é que a pessoa gorda carrega como que um estigma e uma coisa é ficar gordo/a já na idade adulta e outra coisa é o mesmo estar presente desde a infância ou se manifestando na adolescência... nunca foi legal ser gordo/a, mas o pior é que hoje o que define "ser gordo/a" está longe demais!!!

a LoLa já comentou a que penas conseguiu ser magra por uns 10 anos, algo assim e finalmente encontrou auto-aceitação e a prova dela ter encontrado auto-aceitação é que ela continou sendo produtiva, não se desviou do caminho profissional que havia traçado, etc. etc.

já comentei que estou bem uns 20 quilos acima do peso que eu gostaria e mesmo me sentindo OK enfrento restrições portanto não faço apologia a estar gorda... eu poderia ao menos fazer um esforço na ergométrica y otras cositas simples... e se eu pudesse apostar que não passaria desse peso, tudo bem... mas sei o que me espera se eu não tomar tenência JÁ.

desculpa lá vc aí que é tão sensível a "aqui nos EUA", mas aqui nos EUA a coisa chegou ao seguinte: nos anos 80 até começo de 2000 qd alguém ia alugar um imóvel pra saber se o pessoal do bairro ou do prédio estava dentro dos digamos critérios daa escala social, era considerado que tipo e condição de carro se via estacionado... se fossem carrões vc poderia considerar se estava ao seu nível ou se era muito pra vc e já fazia uma ideia do aluguel... se os carros fossem um bagaço ou carros baratos, a mesma coisa e isso era importante pra quem tinha filhos pois os pais e as mães querem que os filhos/as se socializem com seus nossos iguais ou até melhor.

HOJE tá diferente...
o pessoal fica dando volta no bairro ou no estacioamento do prédio pra ver se as pessas são gordas ou magras, pois existe essa ideia de que gente magra é superior em ecolaridade educação etc. etc.

e qdo vc vai comprar uma casa (EUA) o corretor não pode te falar se o vizinho é branco ou negro ou chinês ou latino ou obeso ou seja lá o que for que possa implicar em discriminação pq a lei não permite.

Anônimo disse...

manu, a menina do fantastico é gordinha sim e nao há mal algum nisso. gordo não deveria ser ofensa. mas as pessoas usam como ofensa, é triste.

enfim, talvez ela emagreça (ainda mais depois desse bullying promovido pelo fantastico), mas o mais provavel é q ela seja levemente gordinha até o fim da vida, se mantiver esses habitos atuais. pra quem tem tendencia a ser gordo, emagrecer é um esforço. quem é magro "de ruim" nao tem consciencia disso pq comer 300g de comida e ser sedentario, para eles, não engorda. tenho amigas magras que nao fazem academia pq nao gostam e nem por isso engordam. se eu nao faço academia, eu engordo. eu vou para a academia para tentar manter o peso atual (que é gordo). o mais magra q eu ja fiquei foi 85kg, fazendo uma dieta maluca e malhando todo dia. só q isso é muito trabalhoso e impossivel de manter. vc logo volta a comer normalmente e engorda tudo de novo.

Emmanuelle disse...

Eu disse que ela nao é gorda? apenas disse que ela nao é obesa,nao ta num peso tao alarmante assim pra chamarem ela de 'bomba' e voce me conhece pra me chamar de manu? nada não mas é porque geralmente só conhecidos me chamam de Manu,desconhecidos me chamam de Emma

Anônimo disse...

outra coisa, por mais que uma pessoa esteja mudando seus habitos, para ser mais saudavel, pq ela deveria odiar o proprio corpo até atingir um peso X?

pq ela nao pode apreciar e amar suas formas? pq seu corpo deve ser um erro a ser corrigido e modificado para entrar num padrao imposto?

pq uma mudança no corpo nao pode vir como consequencia natural e mudança de habitos ao inves de ser a meta?


exato, carol. se a pessoa não se sente bem, que ela emagreça por vontade própria. mas que ela ame o próprio corpo, independentemente desse emagrecimento, pq ninguem tem vontade de tratar bem algo q odeia. ela não merece ser criticada nem precisa se odiar. e talvez deixando de se odiar, ela veja q realmente nao precisa emagrecer, pq pode se aceitar como é.

e se a pessoa é saudável e já se acha bonita, é totalmente absurdo q sejam tão preconceituosos e falem palavras de ódio, tentando impor um sentimento de culpa por algo q nao a incomoda.

e se a pessoa está realmente doente e precisando emagrecer, só um acompanhamento médico humanitário vai ajuda-la. não são palavras de odio e atitudes discriminatorias que vao ajudar nesse processo de emagrecimento.

LisAnaHD disse...

Preconceito não é um pecado qualquer
http://www.militarcristao.com.br/estudos.php?acao=texto&id=689

pessoal, não estou endossando o blog, aliás nada mais me interessa nele depois de uns 10 minutos no blog, mas o artigo vale a pena ser lido particularmente por gente homofóbica... (o blog é cansativo, cheio de pisca-pisca e com visual bem cafona)

Anônimo disse...

Essa ditadura da magreza, essa ideia q a mídia passa o tempo todo de q gordo é sinônimo de doente, no fundo tem uma única motivação: GRANA. A busca pela magreza rende rios de dinheiro. Envolve vigilantes do peso, médicos, medicamentos, academias, nutricionistas, tratamentos estéticos... Tudo muito caro. Qto mais acharmos feio sermos gordos,qto mais raro forem as roupas e os produtos para pesssoas gordas, mais gastaremos tentando sermos magros. O objetivo é esse mesmo, tornar a vida do gordo difícil para q ele gaste cada vez mais buscando um padrão de beleza inatingível. Portanto, essa conversinha, esse nhenhenhem, q obesidade é nociva pra saúde e por isso temos de combatê-la é a maior de todas as mentiras. Isso é discurso pra render dinheiro pra industria da estética. Se isso fosse uma verdade absoluta, não existiriam magros com colesterol alto, diabetes ou problemas cardíacos.

Carlo disse...

Anonimo

realmente tirar frases de contexto e querer falar besteira sobre é uma arte que você dominou.

Mas vamos lá, estou sempre aberto a uma discussão:

1- Filme adolescente por acaso virou fato real? Será que você não está apenas usando sua experiência pessoal para discutir? Pq de todos os gordos que conheço, amigos e familiares, só um deles passou por situações citadas por você (bom, nenhum deles foi xingado na rua, nenhum)

2- repito, o NatGeo não contradiz as estatísticas médicas, mas porque você vai perder tempo para ler os argumentos apresentados. Sim, tem gordo que não fica doente, mas a parcela que fica é estatisticamente maior comparados a outras categorias analisadas (controladas para questão de drogas e doenças genéticas) Mesmo assim, acho que nada justifica um tratamento desrespeitoso no médico.

3- Claro que você ignorou "Na maioria dos casos", afinal, se tivesse levado em consideração sua argumentação seria apenas a repetição de algo que já foi considerado.

4- Existe uma coisa chamada metabolismo, vc está certa. Mas estudos feitos sobre o assunto na inglaterra apontam que a desculpa do metabolismo é usada de forma excessiva, lembrando que fazer exercícios acelera o metabolismo. (mas caso queira se manter na ilusão aproveite esse documentário Why Are Thin People Not Fat? )

5- Compulsão é compulsão, mas quais são as chances de se encontrar uma pessoas magra com essa compulsão? E daê que existem magros que só comem bobagens? Isso não é justificativa para pessoas que tem tendência a engordar a terem os mesmo hábitos. E você mesmo disse, comer tem que ser algo medido, controlado. Logo é plausível a inferência de que alguém que é gordo tem pouco controle.

6- Eu não falei que a discriminação é necessária, o sentido desse verbo está como de possibilidade Ex: Deve existir vida fora da terra. (mas claro, você separou essa frase e nem se importou com o contexto)

7- Alguém que não controla seus hábitos não é imoral? Se eu pago impostos por um sistema de saúde, pessoas que não se cuidam estão me prejudicando (e nisso inlcuo fumantes, drogados, alcóolatras, etc...)

8- Quer dizer que a falta de atração sexual por gordos, ou negros, está atrelada a preconceito?? Uau, é por isso que na natureza apenas os animais mais gordos conseguem sobreviver e acasalar! (ironia, já que você parece não querer entender o que lê)

9- Sim, cada um tem o direito de viver a vida como quiser. Porém, vivemos em sociedade, estamos expostos a críticas. Algumas vão passar do limite e por isso temos leis e o governo, mas não quer dizer que seria mais saudável para sociedade simplesmente censurar todo tipo de opinião e crítica.

10- Você comparou obesos a fumantes sim. Está colocando grávidas agora, mas tem um detalhe: grávidas não causam um prejuízo, elas estão dando continuidade a espécie, caso isso não ocorresse não teria nem sentido haver uma sociedade. E caso você não saiba bebidas em moderação podem ser benéficas a saúde, diferentemente do cigarro.

11- Que eu saiba, no Brasil, os remédios para soropositivos são fornecidos pelo governo e a empresa não tem que arcar com esses custos adicionais. Entretanto, mais obesos na lista de pessoas que estão no mesmo pacote de seguro de saúde faz o seguro ficar mais caro para todo mundo. Você tem algum conhecimento de estatística, ou probabilidade básica, porque parece querer não entender como o mundo funciona. (e poxa, comparar obesos com soropositivos, realmente...)

Carlo disse...

Anonimo

12- Pois façamos a hipótese e pelo que aparenta eu estive mais exposto aos esportes. Eu não tenho convicção como você, estou aberto a possibilidades, mas os gordos que evitam esportes são por três razões: Não se interessam/gostam, São ruins ou tentam jogar com pessoas que jogam muito competitivamente. Como qualquer exercício físico, ao praticar um esporte você deve começar de leve. Lembre-se que nem todo esporte é de equipe, existem várias atividades individuais que gordos evitam e dão as mesmas desculpas. (sim, é chato ir correr sozinho, mas todos temos que começar em algum lugar)

13- O seu "so what" faz sentido no caso do cara magro? ou no caso de alguém que realmente tem um problema genético? Você quer abrir mão de responsabilidade pessoal usando exemplos de pessoas que fazem a mesmas coisa e tem resultados diferentes.

14- Sim, nem todo gordo tem compulsão alimentar (o que é até um problema a parte) mas na MAIORIA dos casos pessoas são gordas por falta de controle.

15- Pessoas gordas não são consideradas bonitas, logo expectativas românticas podem ser bastante desapontadoras.

16- Exato, ostracismo social faz mal psicologicamente, o que logo afeta o corpo. Só que não é curioso o fato exigir uma mudança na atitude de todas as outras pessoas do mundo em vez de olhar pra si mesmo e mudar suas próprias atitudes? Pq me parece que sempre cai no ciclo vicioso "eu sou gordo pq me alimento de forma errada. Fico triste pq me "discriminam" por ser gordo. Como só besteira pq estou triste. As pessoas tem que me aceitar como sou e foda-se, e vou continuar sem ter hábitos mais saudáveis.

17- Alguém que bebe pouco e tem amigos que bebem muito tem chance de passar a beber mais. O mesmo raciocínio não pode ser aplicado a quem tem amigos que só vão no macdonalds? Ou que tem sempre chocolates e brigadeiros em mãos?
Pq se não é influência externa e tb não é culpa da pessoa, então de quem é culpa das pessoas engordarem? Da sociedade? lamento, mas duvido muito que seja culpa da sociedade.

LisAnaHD disse...

sobre a professora que foi dispensada do emprego por ser gorda... esse governador Alckmin é um boçal o quê? os eleitores não perceberam nada antes de o elegerem? duvido que um cara fique ou vire boçal assim do nada, de repente... governador !!!!

Carlo disse...

Anonimo

sobre o resto que vc escreveu:

1- acho que tem que criticar os preconceituosos mesmo, mas o que vcs sugerem aqui é que ninguém dê mais um piu sobre os gordos.

2- Ser gordo não é um estado natural do ser humano, não é igual a ser velho ou ser negro. Você quer ignorar os custos na saúde por causa disso? tudo bem, vc já se convenceu disso mesmo.

3- eu por acaso falei que é todo gordo? qualquer exemplo agora é verdade absoluta? fique se enganando sobre o que está escrito. E será que você não vê a hipocrisia? É exatamente essa dissociação mental de "ah, vou economizar x calorias na coca-zero" que é considerado tão ridículo.

4- Eu tenho estudo bastante sobre a questão de emprego e processo de escolha das empresas. Você pode achar preconceito e escrotice, mas essas empresas quantificam diversas coisas importantes e infelizmente a categoria de gordos aparenta estar pior que outras categorias de pessoas. Muito pior? Acho que era cerca de 3~5%, na média. Tem uns melhores e outros piores. Outro fator e a aceitação no ambiente de trabalho, mas você já se convenceu que ser gordo é um estado natural do ser humano e que não afeta em nada o desempenho dela.

5- Pois eu gostaria de trocas histórias então. Meu pai trabalhou no banco do brasil eu mudei muito qdo criança, morei em 13 cidade diferentes e acredito (embora possa estar redondamente enganado) ter tido contato com mais gordos, e mais variados, durante a vida. Eu mesmo já fiz dessas idiotices de falar "agora estou me cuidando" e comer um monte de besteira sozinho. Ser gordo não é uma categoria/minoria.

Carlo disse...

Só um detalhe, quando eu falo gordo são pessoas mais gordas que a menina do fantástico.

E outra coisa, se alguém está fazendo uma dieta maluca para emagrecer com certeza não vai dar certo.

Dietas são coisas de longuíssimo prazo e que não devem limitar sua energia. E alguém que está malhando muito e mesmo assim não está dando resultado, só posso imaginar que está tendo um acompanhamento ruim, por diversos detalhes, como fazer exercícios aeróbicos por 40 minutos e sem cuidar da massa muscular.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 315   Recentes› Mais recentes»