domingo, 17 de outubro de 2010

BREVE NOTA SOBRE O DEBATE

O debate Folha/Rede TV foi chatinho como todos aqueles do primeiro turno. Nós, da militância, estávamos querendo um debate como o último, da Band, em que Dilma, mais solta, mais aguerrida, nocauteou o Serra – tanto isso é verdade que os reaças já andavam pedindo pro tucano não participar mais de debates! Bom, imagino que os coordenadores de campanha saibam o que fazem. Tem aquela regra de que agressividade tira voto. Eu, francamente, não sei. Pode tirar voto mas anima a militância, e será que isso não vale mais a pena que Dilma soar boazinha pra uma audiência de 4% no Ibope?
O debate não teve grandes momentos, absolutamente nada que entrará pra história (tem um resumo aqui). Quer dizer, Serra decretou a morte do Enem, o que deve soar estranho pra milhões de estudantes que farão a prova daqui a pouco. Pelo menos não se falou em aborto. Mas com Serra é assim: fala-se em quebra de sigilo fiscal quando é pra acusar o PT. Quando a Carta Capital diz que a filha dele quebrou o sigilo de 65 milhões de brasileiros, ele não quer mais falar no assunto! Serra fala de aborto durante quinze dias ininterruptos. Quando descobre-se que sua mulher já abortou, opa, vamos mudar de assunto! No melhor estilo "Não quero mais brincar, tô levando a bola!". Não aguento mais olhar pra cara dele, sério. Com este debate, ele alcançou o nível que Maluf provoca em mim: engodo absoluto.
No final, pudemos ver pelas conclusões o que sempre desconfiamos: que Serra é um tipo arrogante, incapaz de trabalhar em equipe, que não divide glórias com ninguém e que crê ter criado o universo em sete dias, sem nenhum auxílio. Enquanto Dilma disse se orgulhar de ser candidata do presidente mais popular da República, Serra preferiu dizer que se orgulha de ser candidato a presidente, ponto. Ele não é candidato por ninguém, entende? Não é candidato do FHC, do PSDB. E muito, muito menos do povo.

23 comentários:

Tânia Braga Guimarães disse...

O Debate foi chatinho mesmo. O Serra abusou do recurso de só responder na tréplica. Isso me cansou.

Meu voto é decidido com muita pesquisa. Eu queria a Dilma como no debate anterior, mas acho que ela deve ter sentido o cansado.

Serra por sua vez, era o próprio cinismo. Quando ele fala em educação, meu coração se aperta.

Abç

Borboletas nos Olhos disse...

O debate foi um saco, morno, muito morno. Acho que a Dilma foi mal nas considerações finais; mas o Serra foi o mesmo de sempre no debate inteiro: arrogante e superficial. Prefiro as notícias da militância na rua. Bjs

Nitoso disse...

Breves considerações?! Você não viu as minhas:

http://nitoso.blogspot.com/2010/10/consideracoes-sobre-o-debate-folha.html

Na boa, não tem muito mesmo o que dizer!

Anunciação disse...

Eu confesso que prefiro acompanhar debate pela timeline do twitter;sinto mais o pulso da coisa;mesmo pq não vou mudar meu voto.Não há chance,mesmo magoada com a força extra recebida por rosengana aqui no maranhão,de votar no Serra.

Karen Lommez disse...

Lola, da mesma forma, o PSDB bate no peito para dizer que mensalão é coisa do governo Lula, enganando a maioria dos brasileiros que ignoram que o mesmo surgiu no PSDB de Minas Gerais, com caras como Eduardo Azeredo e o publicitário Marcos Valério. O Serra tenta se colocar como herói ao "denunciar" condutas dentro do PT, na "turma da DIlma", mas não fala das muitas que sua turma apronta por aí. É realmente um lobo em pele de cordeiro. bj

Vítor C. disse...

Serra é o presidente dos poderosos, dos entreguistas. Aqui em casa, quando comentamos a dependência dos EUA que o PSDB promoveu em seu governo, meu tio sempre diz: "essa gente é poderosa com os humildes e humilde com os poderosos". Para mim, define bem o governo PSDB.

Koppe disse...

"o PSDB bate no peito para dizer que mensalão é coisa do governo Lula, enganando a maioria dos brasileiros que ignoram que o mesmo surgiu no PSDB de Minas Gerais, com caras como Eduardo Azeredo e o publicitário Marcos Valério."

Nunca devemos esquecer, esse Eduardo Azeredo é o inimigo número 1 da internet, era ele quem queria criar barreiras para o uso da rede que iam atrasar a inclusão digital em décadas, além de facilitar possíveis espionagens e invasões de privacidade. Por que ele tem esse ódio contra a internet? Será porque na rede o nome dele sempre é associado aos escândalos ou a essa lei absurda?

aiaiai disse...

tb achei o debate morno...a Dilma estava cansada e não teve chance de apontar as mentiras do serra.

Agora, a notícia do dia ontem foi a marina e o pv se colocarem como neutros. Relembrando o que eu escrevi, e lolinha publicou aqui (http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2010/10/leitoras-se-manifestam-sobre-o-rumo-das.html)achei que foi como se a Marina estivesse com o balde na mão, mas ao invés de jogar no fogo, aproveitou para tomar um banho...
Pelo menos ela não deixou o pv apoiar o psdb/dem que era o que eles queriam.
O importante agora é que os eleitores de Marina comparem bem as propostas e vejam como o projeto do PT é muito (mas muuuiiiitttoooo) mais próximo do projeto da Marina do que o projeto privatista/ruralista/entreguista do psdb/dem.

Esse material em pdf (grande mas muito informativo) deve ajudar a aclarar as mentes

http://tiny.cc/s2y00

reparem na foto da pág 40 e lembrem-se de como a gente tinha vergonha da postura colonizada do presidente/sociologo/principe !

Antonio Luiz disse...

Eu também achei o debate morno e angustiante, pois queria que Dilma enfiasses fuças adentro de Serra as mentiras que propaga. Mas, não deu. Paciência. De todo modo acho que quem mais se expôs, com arrogância e mais mentiras, foi ele.
Gostei muito desta máxima do tio de Vitor C. sobre a filosofia PSDBista: "essa gente é poderosa com os humildes e humilde com os poderosos".
São por essas e outras sábias análises filosóficas que, em nós, mantém-se acesa a chama da esperança e a perseverança no rumo certo.

Vê Oliveira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Vê Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Míriam Martinho disse...

Vocês acreditam mesmo no que falam? Depois de sua candidata falar no "polvo" de São Paulo e do Piauí? Depois de sua candidata dizer que vai trabalhar pela pessoa humana...kkkk? Depois de sua candidata dizer que o Brasil foi o primeiro a entrar na crise econômica e o último a sair?
O esquerdismo é uma esquizofrenia intelectual. Vive todo mundo no imaginário. Enquanto isso a realidade avança.

Niemi Hyyrynen disse...

Também prefiri acompanhar o debate pela timeline do twitter e vez por outra contra argumentar tuites toscos com apoio ao Nosferatu.

Pelo menos dá pra ver que as pessoas se preocupam com coisa pouca, como "pleonasmos" e erros de português cometidos por qualquer pessoa que esteja talvez, um pouco nervosa?

Se eu fosse a Dilma, acho que tb deixaria escapar algum "polvo" só de ver a cara do Serra já fico brava.

As pessoas tem um senso muito "cri-cri tico".

Niemi.

Fernanda disse...

Vamos ver se eu entendi, Míriam?
Então.. Você confunde deslizes linguísticos com mentira e acha que isso é motivo para não votar em alguém. A gente baseia nosso voto em fatos e dados reais ocorridos durante um governo de esquerda durante os últimos oito anos e você fala de uma realidade que segue apesar da esquerda. E nós é que somos os esquizofrênicos? Unh...

lola aronovich disse...

Uma ativista GLBT que faz campanha para o Serra! Eu sabia que deveria existir! Depois somos nós que temos de responder se acreditamos mesmo no que falamos, né, Miriam?

aiaiai disse...

Nossaaaa, o blog da Mirian é um local perfeito para quem votou na Marina saber que tipo de pessoa vota e faz campanha para o serra.

Marinistas leitores de Lola: façam o favor de dar uma olhada no blog da moça (Mirian) e constatar a sujeita in loco!

aiaiai disse...

Meninas e meninos, vejam que legal esse texto de uma pessoa que votou na Marina e agora é dilma, explicando tintin por tintin:

http://tiny.cc/w6yfn

João disse...

Um time de indecisos estava presente ao debate e julgou: Foi melhor a Dilma no terceiro bloco; empataram no segundo bloco; foi melhor o Serra no primeiro, quarto e quinto blocos.

Tem gente querendo tirar leite de pedra...

Alguém pode me explicar como é que a Dilma pede que o Serra se explique pelo fato de São Paulo não estar bem na educação se o índice calculado pelo Ministério da Educação do próprio Governo do PT coloca SP no topo do ranking? Ela disse que isso acontece por causa da "promoção automática", que eleva o índice; não seria, então, necessário corrigir o método em vez de ficar criticando?

Dai disse...

Eu achei a Dilma muito pianinho, tb, o peso da responsabilidade... nao é pra qualquer um manter a sanidade e a postura diante da canalhice do Serra e sua claque (paga, né? pq direita não sabe nem jamais saberá o que é fazer militância movida por ideias).

Eu fiquei tensa em casa, querendo MUITO ver a Dilma arrancar sangue do Serra. Mas não é assim, e como vc disse, não valeria a pena...
Dizer que o Enem foi cópia do provão, aquele exame criado para privatizar as federais? E ter a a pachorra de dizer que vai acabar com o Enem? A máscara espatifou no chão...

Como a vida é feita de compensações, coisa linda foi dar aula de manhã cedo e encontrar meus alunos com botons, adesivos pelos corredores. Um deles me saudou com um "bom Dilma, professora", eu respondi com um sorriso e um V da vitória.
É isso aí, go Dilmão!

brasil disse...

Dilma passou a usar os debates pra pautar o assunto da semana, percebi pelo programa da tevê de hoje. Ela buscou orientar o debate - privatização no centro - e conseguiu com relativo sucesso. E respondeu muito bem à questão da Erenice.

O PT é lerdo pra cacete em campanha (não fosse o Lula, nunca seria presidência), mas sacou - como você bem disse várias vezes aqui - que não podia deixar os tucanos pautarem a discussão.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

O que me irritou no debate é o quanto ele bate na tecla que a Dilma está sendo agressiva, desrespeitosa... Caramba! É um debate, não é um bate-papo entre amigos, ele só tenta isso porque sabe que ela é mulher e que o povinho machista acha que mulher tem quer fofinha e simpática em todos os momentos. Ela sendo assertiva, falando em um tom próximo e muitas vezes até menos agressivo que o dele e toda hora ele canta essa bola.
Antipatia da cara dele!

Defesa316 disse...

Uma frase da candidata petista, na fala final, poderia ser um emblema de sua performance: “Farei um governo voltado para a pessoa humana,sobretudo para a pessoa humana, que será respeitada”. Seja lá o que isso signifique, dada a impossibilidade de existir uma pessoa não-humana. Dilma talvez estivesse tentando corrigir posições polêmicas expressas em entrevistas anteriores, como a defesa que fez da descriminação do aborto. (Reinaldo Azevedo)

Ana Lu disse...

É sério que estão implicando com a expressão "pessoa humana"??E por acaso não sabem que há a pessoa jurídica??Ah se fôssemos nós,eleitores da Dilma,falando isso...Lá iam eles falando que somos analfabetos e o caramba.Ai,que tédio.