terça-feira, 14 de setembro de 2010

SEGUNDA ETAPA DO CONCURSO DE BLOGUEIRAS

Muitas novidades! Em primeiro lugar, encerrou-se a votação para a primeira etapa do 4o Concurso de Blogueiras, cuja temática é A Origem do meu Feminismo. Como vocês que acompanharam e divulgaram o concurso sabem, oito posts participaram. Lá embaixo você pode ver o resultado (deixo pra baixo pra dar mais destaque à nova etapa).
No momento, o mais urgente é votar e divulgar a segunda etapa, com mais oito posts excepcionais. São estes o concorrentes desta etapa:

Segunda etapa do concurso (para a enquete atual)
Mulheres, homens e mais mulheres – Leika, Proseando
Feminista, eu? - Leticia, Chá-Tice
O dia em que me tornei feminista – Lúcia, Memórias
A anti-garota Anglo – Maíra, Como Assim?!
Feminismo, hein? - Nanci, Lúdica e Ácida
Antes que o galo cante - Renata, Agruras e Delícias
Menina pode sim – Rita, Estrada Anil
A origem do meu feminismo - Wonderwoman, Coffeee, Clear Heels and Random Thoughts

O tempo para votação na enquete ao lado será menor, de apenas uma semana. Portanto, não deixem de ler os textos e votar logo. Para divulgarem, peço para que vocês coloquem o link para este post, de preferência (ou seja, http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2010/09/segunda-etapa-do-concurso-de-blogueiras.html), não pro meu blog.
Os três posts mais votados em cada etapa do concurso entram para uma enquete final.
Como foram muitas inscrições para o concurso, seria inviável reunir todos os posts numa só enquete. Assim, acatando sugestões, originalmente dividi o concurso em duas etapas, com oito posts participantes cada. Só que aconteceu algo incrível. Depois das inscrições encerradas, veio uma leva de tartaruguinhas mancas (com todo o respeito às tartaruguinhas mancas!) perguntando se ainda dava tempo de participar. E como vou negar? Chegaram mais 14 posts, todos maravilhosos, de verdade. Vou acomodá-los em mais duas etapas, sete posts em cada uma, por ordem alfabética mesmo (pelo nome da blogueira). Vocês já podem começar a lê-los:

Terceira etapa do concurso
A origem do meu feminismo – Ághata, Se Perdendo
Aos treze – Anastasia, do Relicariante
Mulher da vida – Borboleta, do Borboleta nos Olhos
Maternidade, plenitude e feminismo. Hein? - Carolina, do What Mommy Needs
A origem do meu feminismo – Gabriela, do Ecdise
Não! Eu não sou obrigada – Glória, do Apenas uma Fresta
Liberal na Alemanha, feminista no Brasil – Isabela, do Berlin Direction

Quarta etapa do concurso
Minhas asas feministas – Jux, do Dolcinha
Chega de maçãs – Luci, do Caso me Esqueçam
O pop que me deu o caminho – Luna, do Pernície
De raiz – Monix e Helê, Duas Fridas
Meu feminismo não tem origem, tem futuro – Nathalia, Letras na Tela
Mirem-se no exemplo – Somnia, do Borboleta Pequenina na Suécia
Coisas de menino – Valek, do Aline Valek

Não quero impedir a criatividade de ninguém, mas acho que 30 posts já são suficientes neste momento. Se vocês quiserem escrever sobre o tema, escrevam e mandem os links pra mim (de preferência neste e nos próximos posts sobre o concurso), que eu organizo um outro concurso um pouquinho mais pra frente. Sei que muita gente quis participar mas está sem tempo.
Os posts que participaram na primeira etapa foram estes. Os mais votados estão em negrito, e o número de votos de cada um, ao lado. No total, foram 215 votos.

Primeira etapa do concurso (enquete atual)
O feminismo que papai ensinou - Aline, Meus e Outros 28 votos, ou 13%
Como um machista me transformou em feminista – Amanda, Petit Journal de la Porte Dorée 45 votos, ou 20%
O Feminismo & Eu - Bia, Groselha News 36 votos, ou 16%
Aos 21, era muito mais feminista do que sonhava a minha vã filosofia – Clara, Gaveta Virtual 18 votos, ou 8%
Feminismo, ateísmo e outros “ismos” - Deborah, A Realidade, Maria, é Outra 9 votos, ou 4%
Sobre a origem do meu feminismo – Ge, O Ângulo Mais Bonito 25 votos, ou 11%
O começo de tudo – Fernanda, Grito de Fernanda 41 votos, ou 19%
Feminista graças a Deus (e olha que sou agnóstica) - Laurinha, Mulher Modernex 13 votos, ou 6%

Vale ressaltar que esta não é uma competição de verdade. O objetivo é simplesmente juntar blogueiras e tornar blogs mais conhecidos, divulgando mulheres que escrevem bem. É uma boa mostra da força da blogosfera feminista que trinta posts estejam participando. E com um tema que, pra muita gente, ainda é espinhoso: a origem do feminismo de cada uma. Pra ter origem, é preciso que a blogueira se veja como feminista. Não é um problema para as trinta blogueiras participantes, mas o é pra muitas mulheres, mesmo as que acreditam em direitos iguais. Eu sempre conto a historinha, porque pra mim é aterrorizante, de uma amiga que, durante seu doutorado-sanduíche, foi participar de uma mesa redonda sobre D. H. Lawrence nos EUA. Eram seis palestrantes, de diversos lugares diferentes, e a descrição do congresso decidiu apresentá-las como feministas. Minha amiga conta que uma a uma das palestrantes, ao chegar sua vez, começava dizendo “Eu não sou feminista”. Inclusive a minha amiga, com quem tive uma looonga discussão por causa disso. Pô, qual a vergonha em se declarar feminista?! Eu faço isso desde os oito anos de idade. Só é vergonha ser feminista pra quem compra a propaganda patriarcal do que é feminismo — ódio aos homens! — e, principalmente, de quem é feminista — mulheres feias, mal-amadas, solitárias, lésbicas, quiçá com bigode. A quem interessa que um movimento que luta por direitos iguais seja estigmatizado e visto como um palavrão? Só a quem não quer perder seus privilégios, a quem não quer qualquer tipo de mudança.
Portanto, meus parabéns a todas as trinta blogueiras que escreveram, sem medo e sem vergonha, sobre como se descobriram feministas. E a todas as leitoras, e leitores também, de cada blog feminista. Somos mais do que o pessoal imagina. Somos uma legião.

23 comentários:

aiaiai disse...

Disse tudo lolinha...o mais importante neste concurso em particular é mostrar à blogosfera brasileira que sim, somos muitas e muitos!!!

Parabéns novamente pela iniciativa e a todas as blogueiras que estão participando. Eu to adorando!

Essa semana estamos descobrindo que "ser petista é ruim porque é ruim ser pedista" (via NPTO), ser militante é ruim porque é ruim ser militante (via idelber), ser ateu é ruim porque é ruim ser ateu (via datena kkkkkk) e, finalmente, ser feminista é ruim porque a feminista não se depila (via um idiota que me recuso a sequer saber o nome...saiu na folha kkkkkkk).
Pois eu sou ruim mesmo: petista, militante, ateia e feminista. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

dolcinha disse...

Querida Fofaronovich!
E lá vem as tartuguitas! Sabe o que tem sido legal desde que derrubei a suposta máscada "igualista" e assumi a cara feminista? Muitas das meninas que me ouvem hoje tem um pensamento mais crítico em relação ao mundo... Elas ainda não se consideram feministas, mas já tem os olhos mais abertos!
Beijukiss!!!

Jux

Lord Anderson disse...

Oq????

Ah Lola, vc não me engana.

AGORA DESCOBRI;

Alem de comunista de esquerda vc é FEMINISTA!!!

achou que ia enganar seus leitores por muito tempo hein???

Lord Anderson disse...

Perai, parece que tem um monte de feministas pela blogesfera tb.

Onde esse mundo vai parar???

lola aronovich disse...

Pois é, Lord Anderson, não teve um leitor fiel que, depois de um ano e meio me lendo, disse não ter se dado conta que este era um blog feminista?
Imagina a debandada geral que vai ser quando souberem que sou de esquerda tb! Não espalha, não espalha!


Aiaiai, adorei esse post do NPTO, quero escrever sobre ele. Talvez pra quinta. Só preciso de tempo. "Só".


Jux, só vc pra me chamar de Fofaronovich! Como vc consegue escrever todas essas letrinhas? Usa cola? Sério: a gente influencia mais gente do que sabe.

Clara Gurgel disse...

Oi Lola!Primeiro quero te parabenizar pela iniciativa do concurso e agradecer por ter participado.Adorei!
Quero agradecer a todas que deixaram comentários lá no meu blog:Maíra,Laurinha,Wonderwoman,Aiaiai,Anastásia,Luci/Caso me esqueçam,Gê e a Glória.
Queria agradecer também,quem não deixou comentário mas visitou o meu blog e leu os meus posts.Nossa!Nunca tive tanta visita no meu humilde bloguinho!Obrigada!Ah,e também visitei vários blogs bacanas,virando até seguidora de alguns.Foi muito legal!
Enfim,o prêmio maior foi exatamente essa interatividade entre as blogueiras.Se o objetivo era esse,achei que foi cumpridíssimo!
Parabéns também a todas as outras participantes. Apesar de estilos diferentes,achei todos os textos ótimos.O que só serviu para nivelar o concurso por cima.
(Nossa,isso tá parecendo até concurso de miss,rsrsrs)
Bom,...que que venha a segunda etapa,então!Vou continuar daqui acompanhando tudinho!

Caso me esqueçam disse...

uuuhh ruhhh! que super final de post! me senti super importante por fazer parte da legiao. hihi

agora, vamos à segunda leva de posts. vou começar a le-los, apesar de achar que o post da rita vai ser insuperavel. :X

beijos, lola!
ass. tartaruguinha manca

Bruno Stern disse...

Bastante coisa boa postada.
Fica difícil escolher um para votar.

Ághata disse...

[Ai, dá uma vergonha de ver um post meu aí na lista...]

Lolinha, tô impressionada com o tanto de inscrições!! 30??!! Nossa, isso é excelente!!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Muito bom o post, Lola! Outro dia li em algum lugar uma moça falando que esse pessoal que tenta difamar o conceito de feminismo e as feministas, são justamente os que sabem exatamente o que quer dizer, mas por se incomodarem tanto, tentam esse caminho da distorção. Concordei com ela.

Bjus e parabéns mais uma vez pela iniciativa!
São pessoas como você que ajudam a fazer a diferença.

Fernanda disse...

Lolíssima (perdoe a intimidade, mas leio seu blog religiosamente todo dia, então te considero de casa" :-) - Que maravilha!!!Estou tão feliz por meu humilde post no meu humilde blog ter ficado em segundo lugar na votação da primeira etapa!!!O seu concurso foi minha inspiração para começar o blog!!! Que alegria...E mais alegria ainda ler os comentários carinhosos de tantas leitoras...Valeram a pena as horas e horas de edição para incluir acentos e cedilhas manualmente palavra por palavra (hehehe, meu teclado não tem pontuação em português infelizmente).
A iniciativa do concurso foi maravilhosa...Não só ajuda a divulgar o blog das amigas brasileiras, mas também das que, como eu, moram no exterior mas têm o coração no Brasil...Somos muitas por essas bandas, entao não se esqueça de nóis nunca não :-)

Beijos da chuvosa Londres,

Fernanda

Camila Hareide disse...

Putzgrila, Lola, tá difícil votar, com tanto texto bom. E ainda conheci uns blogs que não conhecia...

Geniais os seus concursos por isso mesmo - a gente descobre mais coisa boa nesse oceano que é a internet...

bj

Borboletas nos Olhos disse...

Lola, acho incrível essa iniciativa e tenho me divertido e aprendido muito visitando blogs interessantes e construídos de forma inteligente e bela. Estou contente de ter ouvido as recomendações da Rita e inscrito meu post. Saltitante de estar entre tanta gente boa. Já votei no post da Rita,pra mim incomparável. Mas passeio nos demais com alegria. Beijos
Luciana

primeirocego disse...

Lola, escrevi também um post sobre o assunto, já que você tinha falado que homens podiam escrever guest post. Tá aqui: http://primeirocego.wordpress.com/2010/09/14/agua/
(não sei pôr link aqui nos comentários) :(

E vi que o post em que votei tá lá em negrito, eba! Agora arranjar tempo pra ler a segunda etapa...

P.S.: E quem vai conseguir conter a legião de tartaruguinhas mancas mal amadas? Céus!

Wonderwoman disse...

passando rápido só pra dizer que estou super feliz com esse concurso. Não tanto pela competição, mas pelo fato que ele me fez abrir-me e ver que posso expor sem medo minha posição e especialmente os fatos que na origem a motivaram. Fico feliz de conhecer tantas feministas e ler seus posts. Agradeço a todas que comentaram e com mais tempo agradecerei pessoalmente as que ainda não fiz.
E, claro, a Lola, que me motivou a fazer valer cada dia mais minha voz feminista,
obrigada
Camilla

Glória Maria Vieira disse...

Ueba! Vamulá, Lolita! \o/
Daqui pro final de semana, leio todos. Porque ando meio sem tempo, mas vou arrumar tempo pra ler todos de cabo a rabo.

E ah, mais tarde eu mando o e-mail, viu?! Um beijo, amor!;*

Miguel do Rosário disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isabela Candeloro Campoi, disse...

Oi Lola, como uma das tartaruguinhas mancas, quero agradecer o apoio e a inclusäo do meu post. Meu texto näo foi exatamente sobre a origem do meu feminismo, mas como se trata de quando me dei conta do quanto esse movimento é importante no Brasil, achei que cabia. Obrigada, Lola...

Miguel do Rosário disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miguel do Rosário disse...

HUM, TINHA UM ERRO NO COMENTÁRIO. CORRIGI E REPUBLICO AQUI. ERA UM DESSES ERROS TERRÍVEIS. EM VEZ DE "MENOR" EU BOTEI "MELHOR" E INVERTI O SENTIDO DE TUDO!


Oi Lola, não sei se você lembra de mim. Eu participei do grupo no Encontro dos Blogueiros em São Paulo. Na hora, não consegui falar uma coisa, em relação a esse machismo da blogosfera política, então falo agora: você tem razão. Por outro lado, entendo também que ainda exista aquela tendência bem humana de nos agregarmos aos iguais. Mas isso é coisa que se faz no colégio e não é desculpa para a blogosfera, ainda mais política. Mas é o que eu queria falar mesmo é que nas minhas análises das estatísticas eleitorais, detectei sempre que as mulheres tinham grau de informação política muito MENOR. Isso inclusive prejudicou muito a candidatura de Dilma Rousseff durante seus primeiros meses, e até hoje prejudica. Ela tem bem mais votos entre os homens do que entre as mulheres, sobretudo porque as mulheres, repito, tem menos grau de informação política. Como é, então, que nós, blogueiros de esquerda, nunca pensamos nisso? Nunca pensamos que era preciso, dentro de nossas modestíssimas limitações, ajudar a quebrar essa barreira? E a melhor maneira, naturalmente, é interagindo. Fui olhar meu blogroll e, com exceção da Maria Frô, só tem homem. Acabo de incluir você por lá. E aliás estou lendo mais seu blog e me identificando muito, porque sou um apaixonado (no sentido mais romântico que se possa pensar) por literatura, ainda mais americana. Por falar em literatura, sugiro que leia pelo menos o trecho de Moby Dick que é o discurso do pastor antes do protagonista embarcar. É logo no início, é um discurso extremamente belo, profundo, original. Uma visão diferente de Deus e do homem. No filme, quem interpreta esse pastor é nada mais nada menos que Orson Welles. Enfim, penso em acompanhar mais seus textos e dos blogs de mulheres linkados por aqui - e linkando-os também por lá. Aliás, vou fazer isso o mais rápido possível. Talvez hoje mesmo. Abraços e parabéns pelos seus textos, que são muito bem escritos.

PS: Meu blog é o OleodoDiabo.blogspOt.com.

lola aronovich disse...

Oi, Miguel! Claro que lembro de vc. A gente tava no mesmo grupo no Encontro de Blogueiros. Lembro de quando vc falou do nome do seu blog, Óleo do Diabo (eu já conhecia, acho até que um pouquinho antes tinha dado um link pra lá, não me lembro por causa de qual post seu). Pena que não deu pra gente conversar. Bom, vc tava lá, e viu como o que eu disse sobre a blogosfera de esquerda não levar blogueiras muito a sério não foi muito bem recebido. Alguns blogueiros ficaram indignados! Durante o intervalo, alguns vieram me provar como eu estava errada, e que a culpa pelos blogs progressistas escritos por homens terem poucos links pra blogs de mulheres era... das mulheres, lógico. Fico feliz que isso te levou a uma reflexão, e vc notou que no seu blogroll só havia um link pra uma blogueira. Concordo que, em alguns lugares, o interesse de mulheres por política é menor. Mas, falando assim, até parece que os homens do nosso país são muito politizados! Não são, e nem as mulheres. A gente aprende desde pequena que existe um universo que não está ao nosso alcance – futebol, política, jogos em geral –, que pertence ao “mundo dos homens”. Quero acreditar que isso está mudando, mas, se depender da mídia, não muda nunca. É só ver o que os cadernos femininos de jornais e revistas dedicam pra gente. Mas aí é que está a beleza da blogosfera: a diversidade. Há blogs de mulheres sobre maquiagem, moda, culinária, relacionamento, cabelo. Enfim, o trivial (como também há blogs de homens sobre esses mesmos assuntos). Mas também há blogs de mulheres sobre TODOS os outros assuntos, incluindo política, religião, jogos, futebol, sexo, etc etc. Acontece que uma parte da blogosfera acredita que mulheres só têm blogs sobre os assuntos “femininos” de sempre. É só ver os concursos que têm por aí, que quase sempre incluem uma categoria pra “blogueira mais gostosa”, pq quem vai querer ler o que uma mulher tem a dizer, né? E o que me chama a atenção é que a blogosfera de esquerda ainda tem uma visão equivocada de blogs escritos por mulheres. E de mulheres falando sobre política. É só ver aqui e em outros blogs de mulheres que falam de política: a maior parte dos comentaristas é mulher. E elas parecem tão interessadas quanto qualquer homem. Vamos nos falando, ok? Obrigada pelo apoio e pelo carinho!

Chris disse...

Oi Lola, tudo bem??
tentei inscrever meu último post no concurso (no seu primeiro post sobre esse concurso, onde voce pediu pra deixar o blog). Já tinha passado a primeira data para a inscrição de posts, mas vc mandou pelo twitter que ainda seria possivel inscrever bolgs.
Infelizmente, parece que não deu para meu texto participar. Mas, espero que seja possivel no proximo concurso...
Adoro seu blog, e ele me serviu de inspiração pra me assumir feminista, e começar o meu blog.

lola aronovich disse...

Pode ser que eu tenha deixado algo de fora, Cris, é possível, são muitos posts. Por favor, coloque-o neste post ou mande pro meu email (lolaescreva@gmail.com), que eu o incluo na etapa 3 ou 4. Aliás, fica faltando UMA vaga pra gente ter 8 posts certinhos pra cada etapa. Alguém se habilita?