quarta-feira, 7 de novembro de 2018

OUTROS PAÍSES, OUTROS BOLSONAROS, MESMO PADRÃO

Gostei muito deste texto que Kauan Von Novack publicou no seu Facebook.

Kauan
Estive em países governados por outros Bolsonaros. E posso contar algumas coisas pra vocês. 
No último mês, viajei para a Polônia de Kaczynski, para a Turquia de Erdogan e para as Filipinas de Duterte. Todos versões locais do Coiso. Como fui para trabalho, tive a oportunidade de conhecer e entrevistar diversas pessoas (de privilegiados até povão) sobre a vida que levam e como as coisas têm sido nos últimos anos. Também vi muita coisa assombrosa escondida nas entrelinhas. 
Na Polônia, todos que conversei disseram que o país não é uma democracia mas não sabem quando o país deixou de ser. Aparentemente as seguranças de cidadania foram aos poucos sumindo em nome da segurança nacional. Essa segurança entretanto é assegurada por uma polícia branca e extremamente nacionalista. Essa policia protege skinheads e bate em refugiado. Estive em Auschwitz e vi um grupo de skinheads cuspindo no monumento de memória ao povo judeu. 
A guia me disse que antigamente eles poderiam ser presos, mas hoje em dia seria capaz de eles fazerem o guia ser preso. Ao final do tour, a guia (cujo avô tinha sobrevivido Auschwitz) nos pediu aos prantos para contribuirmos para manter o campo, já que o governo havia cortado todos os fundos para a manutenção do campo e eles estavam à beira de fechar as portas. Afinal, de acordo com Kaczynski a Polônia não tem obrigação nenhuma com minoria alguma. Soa familiar, não? 
Na Turquia, foi ainda mais bizarro. Fiz uma palestra em um evento de inovação (de tecnologia militar, descobri lá) patrocinado pelo governo turco. Erdogan esteve presente. Assisti de um camarote ele chegar de avião e milhares de visitantes irem na direção dele gritando em turco “líder, líder”. Perguntei ao meu colega da Turquia ao que se devia isso. Ele me disse que o culto de personalidade de Erdogan começou no momento em que o presidente começou a aumentar o próprio poder e diminuir suas responsabilidades. Como assim?, perguntei. 
Aparentemente o presidente aumentou seus poderes de demandar segurança, empoderado milícias e assassinos de opositores. Suas responsabilidades, entretanto, foram canalizadas contra a oposição e grupos minoritários -- cada problema que acontecia por sua própria incompetência era usado para perseguir um novo alvo ou prender/matar uma nova pessoa. Esse ciclo criou o autoritarismo vigente na Turquia hoje. 
Nas Filipinas, vi um país pobre com um dinheiro barato como nunca vi antes. Uma gorjeta de 15 reais levou um taxista às lagrimas. Mas ainda assim, a primeira coisa que li em um jornal era que o desemprego era zero. Conversando com um economista filipino, aprendi o seguinte: Com Duterte, as leis trabalhistas foram dizimadas. Com isso, uma pessoa trabalhando como atendente de loja por duas horas semanais ganhando o equivalente a 50 reais por mês é considerada empregada. 
Além disso, vi um local onde matar pessoas suspeitas de usar drogas é legalizado e de acordo com todos que conversei, adivinhem qual a população que mais morre com essa lei -- étnica e pobre
Nesses três países vi um povo sofrido e buscando soluções, mas aprisionados em um sistema baseado no medo, na supressão de direitos e na perseguição
Todos esses países outrora grandes estão sucumbindo pela própria ignorância e por darem voz e poder a políticos intolerantes. Suas democracias e direitos desapareceram pouco a pouco, golpe a golpe, a cada direito retirado. 
RESISTE, BRASIL!

40 comentários:

Anônimo disse...

Pobre país, não se sabe o que é pior , o coiso idiotando por aí e prejudicando o país antes mesmo de assumir ou seus eleitores falando boçalidades.


Repeti minha afirmação pq achei pertinente


E não há dúvida de que se deixarem esse coiso ele arrasará este país, o exemplo dele é Trump dos EUA mas ele é um Duterte piorado

Anônimo disse...

"Conversando com um economista filipino, aprendi o seguinte: Com Duterte, as leis trabalhistas foram dizimadas. Com isso, uma pessoa trabalhando como atendente de loja por duas horas semanais ganhando o equivalente a 50 reais por mês é considerada empregada."

Por isso o Bolsonaro quer mudar o cálculo de desemprego que o PT usava, de acordo com este até quem recebe bolsa família era considerado empregado.

Anônimo disse...

E as provas e dados onde estão?

titia disse...

https://brasil.elpais.com/brasil/2018/11/02/internacional/1541181915_050896.html?id_externo_promo=ep-ob&prm=ep-ob&ncid=ep-ob

"A China se juntou à Rússia, Índia, Brasil e África do Sul, os BRICS. Esse projeto, ao contrário do que poderíamos imaginar, era um aviso temível para os Estados Unidos. Tinha que ser neutralizado a qualquer preço porque colocaria em questão o mais sagrado do império americano, o dólar"

"Sim, ao custo de reprimir qualquer movimento para acabar com o dólar como a única referência mundial. Sempre que há um ataque a essa moeda a reação dos Estados Unidos é brutal. É verdade que o ex-presidente do FMI Dominique Strauss-Kahn esteve em uma confusão com uma camareira, mas, coincidentemente, um mês antes ele havia proposto a criação de uma cesta de moedas como referência para o comércio mundial, e não apenas o dólar. [Sadam] Hussein queria que o comércio de hidrocarbonetos fosse em euros e Gaddafi propôs uma moeda africana semelhante ao euro. Todos tiveram destinos fatais."

Está tudo na cara pra só enxergar quem realmente não quer ver. O pior é que o brasileiro no geral SABE q isso não vai dar certo, mas não se importa, só quer ver o próximo em situação pior do que ele. Meu nojo é tanto q às vezes tenho vontade q o nazipalhaço ferre tudo com os países árabes só pro Hamas vir p cá e explodir geral. O povo desse país na maioria não vale nada e não merece viver.

Anônimo disse...

Comparar Bolsonaro a estes presidentes equivale a comparar Lula Gleise ou Haddad com Chavez, Maduro ou Fidel Castro.

Mesmo que Boslonaro sonhe um dia instalar um regime ditatorial no Brasil, a realidade o faz acordar. Temos instituições democráticas sólidas que resistiram a dois impeachments, imprensa livre e líderes de oposição atuantes.

Tanto isso é real que vem amenizando ou mesmo modificando posições do passado, inclusive do passado mais recente.

Anônimo disse...

“““ Mesmo que Boslonaro sonhe um dia instalar um regime ditatorial no Brasil, a realidade o faz acordar. ”””

Está na moda a burrice-ostentação.

Boslonaro…

Cristiane Lira disse...

Lola, eu ainda não li muita coisa sobre o Erdogan, mas o texto chamou minha atenção. Parece ser um populista de extrema-direita. E tem até culto a personalidade. Culto a personalidade é evidente que temos com Bolsonaro aqui, mas parecem ser contextos diferentes, de qualquer forma. Há no meu Facebook dois mulçumanos canadenses que mandaram convite há algum tempo. Aceitei os dois e rejeitei um terceiro. Ambos são brancos e militam pelos negros, um dos dois às vezes está na áfrica. Um deles está constantemente criticando a violência policial contra negros. Falam muito mal desse Erdogan. Assim, como falam contra o terrorismo dos grupos extremistas, um deles já fez post contra esse Erdogan associando-o a ações terroristas, mas não pesquisei se ele está mesmo associado ao terrorismo.

Rafael Cherem disse...

Vc se informa pela globonews exclusivamente?

Rafael Cherem disse...

Uma coisa que ele fez de positivo foi prender juiz golpista.

Anônimo disse...

Aham anon... Então ta, então.

Anônimo disse...

Uma coisa que me deixa puto. Somos o país com mais afrodescendentes fora da áfrica do mundo e quem tinhamos pra disputar nossa presidência? Só homem branco hétero. O Capetão Bolsonazi é descendente de nazista(não to zoando, olhem o artigo dele no wikipedia), o Haddad é descendente de Árabe, o Ciro é um "Coroné" e o mais próximo de ser negro(Daciolo) consegue ser mais pirado que o Capetão Bolsonazi com o astrologo juntos.

Com este "excludente de licitude", a polícia vai poder matar qualquer um que pareça bandido pros padrões racistas sem nem ser investigado. O governo do Capetão Bolsonazi vai ser bom pro tiozão conservador hipócrita, pro ruralista e seus jagunços e pros militares. A população marginalizada será mais marginalizada ainda.

Anônimo disse...

Uma pessoa postou: "Por isso o Bolsonaro quer mudar o cálculo de desemprego que o PT usava, de acordo com este até quem recebe bolsa família era considerado empregado."

A prova disso esta no próprio link do IBGE. Basta ir lá e conferir.

https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/trabalhoerendimento/pme/pmemet2.shtm

Perceberam o .../trabalhoerendimento/.. no meio do link. Pois é.

Quem recebe Bolsa Família tem algum rendimento como um pipoqueiro consegue ganhar pouco acima de R$ 250,00/mês, para o IBGE ele NÃO é um desempregado. O mesmo vale para um lavador de carro no meio da rua, flanelinhas e ...São os considerados "trabalhadores não remunerados" para o IBGE. Os que recebem Bolsa_Família caem nessas conta.

O texto abaixo é um copia do site do IBGE. As pessoas citadas acima caem na conta: Não remuneradas.

"Não Remunerados - aquelas pessoas que exercem uma ocupação econômica, sem remuneração, pelo menos 15 horas na semana, em ajuda a membro da unidade domiciliar em sua atividade econômica, ou em ajuda a instituições religiosas, beneficentes ou de cooperativismo, ou, ainda, como aprendiz ou estagiário."

Para esse mesmo IBGE, se você esta procurando por emprego por mais de seis meses e desistiu. Saiba que você não é considerado um desempregado. você será classificado como "desalentado".

"População Desocupada - aquelas pessoas que não tinham trabalho, num determinado período de referência, mas estavam dispostas a trabalhar, e que, para isso, tomaram alguma providência efetiva (consultando pessoas, jornais, etc.)."

Isso foi copiado diretamente do site do IBGE. A "População Desocupada" não entram no calculo dos desempregados por simplesmente " por estarem dispostas a trabalhar e que tenha tomado a providencia de perguntar: Conhece alguem que esteja precisando de um trabalhador ou procurou no jornais.

Quando isso mudou? Durante o primeiro governo do Lula. Foi a maneira que ele encontrou de "reduzir o nível de desemprego". Não é fantástico isso?




Anônimo disse...

Lola, confesso que votei no Bolsonaro pensando na economia do país, confiando no Paulo Guedes. Resultado: o cara nem assumiu e já estou profundamente arrependida desse voto.
Realmente, é iminente o perigo desse homem virar um ditador. Ele está moderado somente por que não assumiu ainda, mas é só ver o que dizem os filhos dele, só absurdo.
Muitos se iludiram com ele. Inclusive um colega, antes das eleições, comentou que ele estava pela primeira vez com a maior esperança na legalização da maconha com o Bolsonaro no poder, uma ideia bem absurda. (Votei nele, mas consciente de que teria que ter cuidado absurdo ao ir atrás da bendita erva).
Sinceramente, duvido que ele se reeleja, a não ser que instale uma ditadura. Muita gente do meu círculo social se arrependeu do voto. E os outros estao alienados numa realidade paralela onde todo o mal do universo se encontra no PT. O que resta agora é resistir e esperar que nas proximas eleições possamos escolher entre Ciro Gomes e João Amoêdo, ou Marina e Amoêdo, por exemplo.

Anônimo disse...

Rsrsrsrs

Anônimo disse...

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/11/folha-pede-ao-tse-extincao-de-processo-de-bolsonaro-contra-reportagem.shtml

A "peça" pcm joga no ventilador.
E fica por isso mesmo?

Anônimo disse...

"E as provas e dados onde estão?"

Aqui: https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/trabalhoerendimento/pme/pmemet2.shtm

Marina disse...

16:10, queria ter seu otimismo.
Verdade q ele vem dando declarações contraditórias e se quiser ter governabilidade em um presidencialismo de coalizão, vai ter q caminhar mais para o centro, se não já era. Mas a questão é exatamente essa, se ele não resolver caminhar para o centro e consequentemente não conseguir governar, o q ele vai fz?Um auto-golpe, como falou seu ilustríssimo vice?
E outra, realmente temos instituições democráticas sólidas, o Congresso só foi dissolvido 1 vez por um breve período de tempo, por exemplo. No entanto, a existência do Congresso não impediu q diversos golpes fosse levados a cabo...
Enfim, sobre esse tema, sugiro a faixa do podcast Salvo Melhor Juízo que foi lançada recentemente sobre presidencialismo de coalizão. Explica mta coisa!

Anônimo disse...

E Marina? E como vc disse, Haddad não é branco, mas árabe.

Anônimo disse...

Votar no Bolso achando que ele ia liberar a maconha? A brisa estava forte kkk

Anônimo disse...

O mundo tem que ser do jeito que você quer não e Lola?Se nao for ateu,comunista, feminista,lgbt, ladrão vítima do sistema é errado!

Marina disse...

Ô anta da 00:19, vc só eskeceu de colar uma partezinha do site do IBGE: "A pesquisa segue as recomendações da Organização Internacional do Trabalho". Não foi o Petê que determinou a metodologia, foi a OITÊ, sã diferentes, tá okey?? (ver se falando assim eles entendem).

Anônimo disse...

Quem aplaude o projeto de extinguir TODOS os direitos trabalhistas e previdenciários vai lá saber o que é OIT?

Anônimo disse...

“O mundo tem que ser do jeito que você quer não e Lola?”

Isso sim que é defender Erdogan, Bolorasno e quejandos! Pôxa, Lola, deixa o Dutertinho matar quem ele quiser, qual é o problema? :-P

Anônimo disse...

Sobre as regras de desemprego, elas mudaram, normalmente para serem mais rigorosas, por isso é bom comparar PNAD com PNDAD. O próprio Bolsonaro tem uma concepção em entrevista mais rigorosa se usar como baliza, o patamar atual deve ir para 16 milhões ou mais, isso tem um lado positivo por que se houver recuperação os ganhos também são maiores, quem pensa que apenas afrouxar é bom para o mandatário de plantão, não é bem assim.
Erdogan é um líder diferente dos outros citados, ele está mais para os líderes que surfaram na onda das commodities e fizeram modificações estruturais para continuar no poder com programas sociais para ter apoio da maioria, como Chaves, Putin, Ivo Moales etc; tanto que o atual presidente da Turquia é considerado amigo pelo presidente Lula, por sinal o endurecimento atual fazendo uma analise do discurso da presidenta Dilma é responsabilidade dos golpistas que levou ao Erdogan tomar essas medidas.

Anônimo disse...

Parece mentira, mas é sério. Eu até disse que isso não aconteceria nem em sonho.
A esperança dele era o Paulo Guedes, que por ser liberal poderia pensar na renda que seria gerada pelo comércio da maconha, como também abriria um nicho de mercado, headshops, clubes de cultivo com assinatura etc

Anônimo disse...

Engraçado acusar os outros do que você é. Se o mundo nao for engomadinho, cristão e cheio de regras "morais" (a moral dos homens "de bem") também está errado né?
Será que ninguém pensa num mundo onde haja liberdade? Liberdade de cada um escolher o que quer, liberdade na economia, liberdade de pensamento.

Não sou feminista, não sou de esquerda e visito muito o blog da Lola justamente por ser uma opinião de esquerda que eu vejo que respeita a todos independente do pensamento.

Anônimo disse...

Cara, a pessoa mais perto disso serio o João Amoedo, e mesmo assim não seria fácil, o uruguai está tendo um aumento de homicídios com a liberação das drogas.

Anônimo disse...

Anarcoapitalismo...?

Anônimo disse...

Apesar do crescimento do aumento de homicídios, furtos e roubos, afetando tanto a periferia quanto o bairro nobre de Carrasco, há problemas estruturais sérios no Uruguai, o governo não gastou a parte dos impostos arrecadados em segurança e programas para diminuição das drogas através da conscientização; claro que o criminoso iria procurar outro rendimento que no caso são uma droga parecida com crack (na Argentina chama-se Paco, no país portenho também elevou a violência nas periferias e nos bairros próximos a essa).

Anônimo disse...

solução pro brasil é simples. dividi essa joça em dois: brasil do norte e brasil do sul.

manda quem é de esquerda pro norte, manda quem é de direita pro sul, pronto.

ngm impões as ideias e crenças que acredita em cima de ninguem.

resolveria facil tudo.

mas a galera quer é impor sua verdade em cima dos outros, entao...

Anônimo disse...

É muito complicado um estado interferir na minha liberdade individual de usar ou não a maconha. Aumentou o numero de homicídios, mas eu tenho o direito de usar o que eu quiser.
Se eu plantar, posso rodar como traficante, que opção tenho além de ir na boca de fumo? Apanhar da policia eu nao vou, por que sou branca e de classe média (infelizmente isso faz diferença nessa hora).
O trafico só existe por causa da proibição. Em poucos anos, apos a liberação, os produtores de maconha seriam como a Souza Cruz. Tudo certo, tudo de boa.

Anônimo disse...

Provavelmente outro sulista separatista com adesivo "O sul é o meu país " na camionete Amarok, Hillux, S10, Toro...Faz o seguinte separa mesmo e pergunta para as autoridades alemãs para saber se tem um espaço para vocês por lá, adoraria saber como serão recebidos, pois a maioria no sul mal e porcamente fala e escreve em português corretamente, imagina em alemão. Ps: não adianta arriscar em inglês de cursos online meia boca. Vai lá caso tenha fluência em alemão tentar um espaço na Alemanha e boa sorte. Até nunca mais.

Anônimo disse...

Olha, não é só o sul, sou do centro oeste e aqui a população quer ter armas para se proteger e maior conservadorismo nos costumes, além de pagar menos impostos e ter menor burocracia, deveria ter uma descentralização maior do governo pelo menos para que as visões de quem mora em um lugar não se sobreponha a outros.

Anônimo disse...

Recomendo o livro "Como as democracias morrem ". Abraço.

Anônimo disse...

Vc se arrependeu pq? Ele fez algo que disse que nao ia fazer ou vice versa? Ninguém pode dizer que foi enganado.
Agora senta e espera esses 4 anos.

Anônimo disse...

Anônimo das 11:57 centro oeste tem muitos paranaenses, gaúchos ou catarinenses como pecuaristas, latifundiários, então este discurso engana quem desconhece esta realidade . Segregam nos respectivos Estados PR,SC, RS e não fazem diferente quando vão morar nos Estados do MT,MS,GO e TO. Quando não existe segregação é trabalho análogo ao escravo, depredação com o que resta do cerrado e por aí vai. Fora as mortes e "sumiços " de índios, pequenos produtores, ribeirinhos. Conservadorismo? Maquiagem ruim para pseudo moralismo, o tal faça o que mando e não o que faço , teoria importada dos Estados Unidos da América.

Anônimo disse...

O interessante é que o autor, pelo que diz no texto, esteve na Polônia este ano. Mas o ex-Presidente Lech Kaczynski morreu faz 8 anos. E o outro irmão Kaczynski não governa o país. Além disso, Erdogan e Duterte estão claramente se aliando à Rússia de Putin. Será que o Putin também é de extrema-direita? Se sim, alguém precisa avisar isso ao Lula, pois ele tem muita simpatia pelo presidente da Rússia.

Anônimo disse...

Não fui enganada não. Só achei que ele não iria fazer o que prometia, por que é inimaginável. Pensei que seria um Collor da vida, no máximo, não um Levi Fidelix.

donadio disse...

*Será que o Putin também é de extrema-direita?*

Óbvio. Alguma dúvida?

*Se sim, alguém precisa avisar isso ao Lula, pois ele tem muita simpatia pelo presidente da Rússia.*

Que coisa ridícula. Política externa não se faz com "simpatias", se faz com interesses convergentes. Não interessa se o Putin é de extrema-direita, interessa se os interesses econômicos e geopolíticos da Rússia são compatíveis com os do Brasil. Dica: os interesses geopolíticos e econômicos dos Estados Unidos são totalmente antagônicos aos interesses econômicos e geopolíticos do Brasil.

donadio disse...

Não fui enganada não. Só achei que ele não iria fazer o que prometia, por que é inimaginável. Pensei que seria um Collor da vida, no máximo, não um Levi Fidelix.

Pois é.

Regra número um do eleitor consciente:

Se um candidato promete fazer algo bom, duvide. Se um candidato promete fazer algo ruim, acredite.

Hitler também foi eleito por que todo mundo achava que ele não ia fazer o que prometeu.

Deu no que deu.

E aqui, dará no que dará.