sexta-feira, 29 de setembro de 2017

REAÇAS ESCANDALIZADOS COM ARTE, PARTE 543

Depois de todo reaça virar crítico de arte e declarar que exposição que mostrava desenhos de "crianças viadas" era pedofilia 
e que quadro que continha o desenho de uma menina entre dois homens com pênis ereto (com as palavras "o machismo mata, violenta e humilha" escritas embaixo) era pedofilia, chegamos a mais um escândalo reaça sobre o que constitui pedofilia.
Aconteceu na terça, na performance de abertura do 35o Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna (MAM), em SP. O artista Wagner Schartz, nu, deitado num tablado, apresentava a obra La Bête, inspirada na obra "Bichos" de Lygia Clark (em que o público manipula uma escultura). 
No caso, o coreógrafo era a própria escultura que devia ser construída e reconstruída por pessoas do público. Até aí, os reaças que viraram críticos de arte bradariam que "isso não é arte!" e "meus impostos estão sendo usados pra patrocinar essa porcaria!". Mas o que despertou a fúria conservadora foi um vídeo em que uma menina de uns 4 anos, junto com uma mulher (sua mãe), engatinha e toca no calcanhar e nos pés do artista. 
No vídeo, a menina não parece constrangida, sequer olha pra genitália do artista. Ela toca nos pés e engatinha pra fora do tablado, enquanto a mãe "fixa" a cabeça de Wagner.
Reaças fizeram circular também um vídeo da mesma performance apresentada no ano passado, no Goethe Institut, em Salvador. Nesse vídeo, uma menina mais velha toca na cabeça do artista. 
Qualquer pessoa que acompanha como reaças tratam os fatos (fake news são sua especialidade) pode adivinhar o que aconteceu, né? Rapidamente, disseram que as meninas haviam tocado no pênis do artista. Alguns falaram em orgia. Estão chamando o artista de pedófilo e pedindo que a mãe perca a guarda da filha. A tag @PedofiliaNaoEArte dominou a tarde de hoje. Reaças planejam um protesto no museu.
O MAM lançou esta corajosa nota em que, ao contrário do Santander, não pede desculpas: 
"O Museu Arte de Moderna de São Paulo informa que a performance ‘La Bête’, que está sendo atacada em páginas no Facebook, foi realizada na abertura da Mostra Panorama da Arte Brasileira, em evento para convidados. A sala estava sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez do artista. O trabalho não tem conteúdo erótico ou erotizante e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, sobre a manipulação de objetos articuláveis. As acusações de inadequação são descabidas e guardam conexão com a cultura de ódio e intimidação à liberdade de expressão que rapidamente se espalha pelo país e nas redes sociais. O material apresentado nas plataformas digitais omite a informação de que a criança que aparece no vídeo estava acompanhada da mãe, que participou brevemente da performance, e que a sala estava ocupada pelos espectadores. As insinuações de pedofilia são resultado de deturpação do contexto e significado da obra."
Obviamente, assim como nos outros casos recentes, reaças acusam qualquer um que seja contra a censura de pedófilos. E, mais ainda: dizem que um dos ideais esquerdistas pro mundo é legalizar a pedofilia. 
Não sei, mas quando eu leio isso de "legalizar pedofilia" eu penso em vários sites misóginos criados por gente de extrema direita. E quem denuncia esses sites e chans sou eu, de esquerda, e muitos outros esquerdistas. Eu não costumo ver reaças denunciando esses sites.
Anteontem, inclusive, um chan de extrema direita, cheio de eleitores de vocês sabem quem e grandes admiradores e alunos do curso de filosofia de vocês também sabem quem, estava postando coisas assim, defendendo um cara que abusou de uma menina num supermercado:
Entre outras aberrações, eles ensinavam uns aos outros como "esbarrar" nas partes íntimas de garotas de 5 anos em público sem que ninguém percebesse, e perguntavam quanto precisariam pagar pra estuprar meninas pobres.
Mas pedófilos, segundo reaças, são pessoas de esquerda. São um coreógrafo nu e a mãe de uma menina que vai a um museu -- que os conservadores automaticamente rotulam como de esquerda.
Será que reaças entendem que essa quadrilha misógina que me persegue há quase sete anos não é de esquerda? Que um dos motivos pra eles me perseguirem é justamente porque eles são de direita e eu sou de esquerda? Que um dos membros dessa quadrilha está preso por pedofilia? Que os autores de um site de ódio que pregava, entre outras coisas, a legalização da pedofilia oferecia recompensas para quem me matasse e matasse o Jean Wyllys? Que os caras, assumidamente de direita, foram presos e condenados por pedofilia (entre outros crimes) em 2012? 
Quem combate pedofilia é a esquerda. A direita só defende moralismo. 
Clique para ampliar
A direita é aquela que culpa a vítima, que diz que não existe machismo, racismo, homofobia. A direita é quem faz piada com estupro (agora estão dizendo que tudo bem estuprar feminista, é só dizer que foi uma performance artística). Outro dia, a filha adulta de um guru de extrema direita disse que havia sido abusada quando criança, e que seu pai não fez nada. O pai, e outros reaças, disseram que não houve abuso, muito menos estupro, porque fora apenas uma passada de mão na bunda (de uma menina de 9 anos). 
Uma criança ver um homem nu exposto num museu não é pedofilia. Sabe onde mais crianças veem homens nus? Em praias de nudismo. Eu já fui com uma menina de 3 anos a uma praia naturista. Eu, ela e a mãe dela, minha amiga, tiramos nossa roupa e entramos. Pras crianças, tirar a roupa é opcional. Existe também outra regra em praias naturistas: homem não pode entrar sozinho. A menina, filha da minha amiga, viu homens e mulheres nus e nem piscou. 
Eu me lembro que, no dia anterior, a menina, sua mãe e eu estávamos numa praia regular (não de nudismo), quando a garota, para se secar, decidiu tirar a roupa. Duas mulheres passaram e reclamaram da indecência que era uma menina (de 3 anos!) nua por alguns minutos.
Ah, mas em praia de nudismo ninguém toca em ninguém, e no museu, na tal performance, a menina foi "induzida ao ato libidinoso" (como li) de tocar nos pés do artista. E como o artista estava nu, isso é automaticamente pedofilia, segundo conservadores.
Então reaças gritam: prendam o artista. Prendam a mãe, uma vagabunda vadia e pedófila também, claro, que incentivou a filha a tocar no pau do artista pedófilo. Prendam também todo mundo que estava assistindo, porque dá pra ver a cara de pedófilos deles. E não prendam apenas. Prender é o mínimo! Vamos executar toda a esquerda em praça pública, pra dar o bom exemplo. 
É este o Brasil que vivemos atualmente. 
Um país em que reaças não se escandalizam com a corrupção dos seus bandidos de estimação, não se escandalizam ao terem seus direitos jogados no lixo, não se escandalizam com sites verdadeiramente pedófilos que vivem de compartilhar imagens de crianças nuas e de perseguir mulheres. Mas se escandalizam com exposições de arte.
Ainda bem que os reaças lutam pela moral e os bons costumes da nação
 

134 comentários:

Anônimo disse...

Eu vivi para ver uma cena onde uma menininha vendo um homem desconhecido pelado na frente dela é adultos em volta incentivando que ela o tocasse e que isto não tem nada de mais. E uma feminista defendendo isto.
Os pedofilos agradecem.

Anônimo disse...

Não acho nada de mais. A mãe da criança estava lá. Uma pessoa nua não é sexo. Não sou critica de arte moderna. é mais um acontecimento usado pelos extremistas e os hipócritas que se julgam santos mantenedores da moral, como munição para atacar a esquerda, os progressistas, os gays, os que não veem nada demais nisso, ou qualquer pessoa que discorde deles. Vai se tornar, infelizmente, um acontecimento deturpado e explorado.

Não entendo essas associações com pedofilia. Um adulto pelado ao lado de uma criança é pedofilia? Pais e mães tomam banho pelado com seus filhos, isso é incitação a pedofilia? Uma criança tocar o pé ou a canela de um homem nu (como no caso da exposição) é pedofilia?

"Essa mesma galera que tá pistola e quer dizer o que a filha do outro pode ou não ver é a mesma galera que é contra discussão de gênero na escola (entre outras coisas) pq diz que educação sexual é responsabilidade dos pais e que isso só diz respeito a família."

Engraçado que tem horas que mãe e pais podem decidir sobre seus filhos, mas tem hora que não. A conveniência é sempre de quem tá acusando.

Rodrigo Almeida disse...

A menina parece não estar constrangida mesmo, mas não dá pra saber somente pelo video, porém nao passou na sua cabeça q talvez ela ainda não entenda aquilo e não qria fazer, mas só fez pq a mãe a incentivou?

Consegue perceber o risco de normalizar a criança apalpar um homem estranho, pelado e ainda com a permissão de um parente?

Eu vejo muitos problemas nisso, será q estou errado em ficar indignado? Parece q a desculpa pra toda idiotice da esquerda é a arte, q só esses seres iluminados conseguem enxergar.

Anônimo disse...

E o fim da picada!!

D Stoffel disse...

Sinceramente vc nao me convenceu e me decepcionou te admirava antes disso ,tbm como feminista achei um absurdo e nao arte nao deveriamos expor as crianças a isso, ja pensou ?as crianças acabarao achando normal um estranho tocar nelas .vc so esta defendendo por birra com os reaças pois defender o queer museu ate entendo agora isso ai ja foi demais.

Anônimo disse...

Como mãe, achei absurda a presença de crianças nessa "performance" e que dirá a interação da menina com o "artista".

Nunca achei que veria o feminismo defendendo exposição de criança a ato obsceno.

Podem falar de praia de nudismo, de que na Europa é assim e assado, que nos Estados Unidos é não sei o que, pouco importa pra mim. O que interessa é que em nome da arte, abusos estão sendo cometidos e, curiosamente, sempre com foco nas crianças.

Quando eu era uma, minha escola (pública, baixa renda) ficava ao lado de uma escola de música e nós, alunos, éramos levados lá para assistir às apresentações. O condutor explicava as peças antes e às vezes havia pausa entre as músicas justamente para contextualizar. Esse tipo de apresentação, didática, tem por finalidade a formação de audiência. Esse modelo também é usado na Virada Cultural de São Paulo, em que música clássica é apresentada de modo mais informal de modo a atrair e formar público, acostumando a pessoa a voltar sempre. Comigo funcionou, com outros colegas com quem ainda tenho contato também. Sempre levo meus filhos a apresentações assim, até porque a maioria ou é de graça ou custa muito barato, 5, 10 reais.

Que tipo de audiência está sendo formada com essas "manifestações artísticas" polêmicas?

Anônimo disse...

Mas se eu crio minha arte e desenho uma super heroína bonita, devidamente vestida, em uma historia em quadrinho, as feministas dizem que estou objetificando a mulher, incentivando o estupro e que minha arte deveria ser censurada.

Ué?

titia disse...

Os homens sempre acusaram as mulheres de terem as falhas de caráter e a atitude deles; a direita é essencialmente patriarcalista. É surpresa, então, que a direita acuse a esquerda das suas próprias podridões? Escrevem instruções de como molestar meninas de 5 anos, e acusam um artista que NÃO fez as crianças tocarem seus genitais de pedofilia. Criam fóruns só pra defender a legalização da pedofilia, e acusam os esquerdistas de quererem (adivinha) legalizar pedofilia. A direita é um amontoado de covardes doentes e pervertidos que jogam nos outros as próprias falhas e perversões.

17:58 leu a parte em que a menina NÃO tocou nos genitais dele? Leu a parte em que a Lola não defender a atitude da mãe de levar a criança, apenas diz que foi a mãe quem levou a menina e que a menina não tocou nos genitais do artista? Faça o favor de não ser um idiota histérico e LER o post antes de fazer seu rabo de lança chamas.

Unknown disse...

Lola, entendo seu ponto de vista. E não vou contra-argumentá-lo porque, em alguns aspectos eu concordo com você, em outros não. Você bem sabe que toda unanimidade beira à ignorância e à intolerância, e também acredito que não somos nada disso, verdade? Porém, não consigo entender por que esse tipo de performance precisa ter crianças presentes, ou melhor, permitir a presença das mesmas. Não seria mais prudente - e até mesmo mais respeitoso com uma população brasileira majoritariamente cristã e conservadora - deixar que apenas adultos pudessem apreciá-la? Utilizo-me agora da famosa frase, "em Roma, aja como os romanos", mesmo não concordando com eles! Sabemos ainda que crianças são muito suscetíveis a estímulos externos, muitas vezes benéficos e muitas vezes maléficos, os quais só vêm a se mostrar anos mais tarde por meio de comportamentos sociais inexplicáveis sem uma análise psicológica mais profunda. Muitos pais desconhecem a dinâmica da formação psíquica dos pequeninos, e inconscientemente agem erroneamente ao expor seus filhos a certos ambientes e a certos estímulos precocemente, querendo dar às suas criações um ar contemporâneo, de estar bem "antenado com o presente e com o futuro da sociedade", para que seus filhos estejam preparados e bem educados para uma nova era. Outro aspecto que gostaria de abordar, não tão fora deste contexto: naquele episódio no RS, por qual motivo a exposição necessitaria do apoio da Lei Rouanet, uma vez que se tratava de promover uma instituição financeira internacional cuja lucratividade aqui no Brasil beira a insanidade em termos de milhões ou até bilhões de reais por ano? Ainda, não menos importante, por que atacar símbolos que remetem à crença judaico-cristã? Será que não haveria melhor maneira de expor aquela arte com mais respeito à fé professada pela esmagadora maioria da população brasileira? Lembremo-nos que não somos Holanda, nem Reino Unido e nem Inglaterra, e nem outro país mais liberal neste quesito. Se há que se evoluir - caso seja o caminho correto para nossa sociedade brasileira -, que se adote uma dinâmica menos "fast-forward" e apertemos o "play" com várias sessões de "pause" para apreciarmos com moderação e inteligência as diversas opiniões, as muitas análises, os importantes debates sociais representando as várias faces de nossa sociedade (nada unilateral)e caminharmos na direção e no sentido de pessoas civilizadas, cidadãos de verdade, sem defesas de "lados", de "ideologias", de "rotulagens" desnecessárias e que não vão melhorar estes mais de 9 milhões de quilômetros quadrados onde vivemos e que se chama Brasil. Grande abraço! E parabéns pelo seu blog!

Anônimo disse...

Vc acha certo meninas de 5,7,8 anos tocando em homens nus e usa o exemplo de uma praia de nudismo para justificar, é a total falta de simetria e noção de sua parte.

Lara disse...

Sei lá, eu não sou conservadora e odeio chans de direita mas também não vi a "perfomance" com bons olhos. A menina pode ser inocente, mas a mãe deveria a proteger e que ela tenha contato com estranhos sem roupas, vai que algum dia ela encontra um tarado e a mãe não está por perto? Além disso, não acho que se possa fazer de tudo em nome da arte, prudência e bom gosto sempre são bem vindos.

Anônimo disse...

"A menina não parece constrangida"
Mas este e justamente o problema , naturalizar para uma criança que um homem nu perto dela não tem nada demais.

Anônimo disse...

Neste mandou mal, Lola

As coisas podres da direita não anulam que o o ocorrido também foi mto podre!!

Eu sinceramente não vejo como uma feminista pode encarar isso como normal. Não interessa que não foi no pênis. Não é uma situação para crianças, isso não pode ser normal. Tanto abuso, tanta objetificação.. não podemos abrir nenhuma brecha!!

gabs

Anônimo disse...

titia, os homens não são apenas da direita, a esquerda também é cheia de homem... na verdade, eles criaram e comandam todo esse espectro político direita/esquerda - liberal/autoritário, tão limitado, ultrapassado e completamente obsoleto como eles mesmos.

Anônimo disse...

Só vejo falta de caráter e incoerência, dos dois lados.

Maria Isabel de Castro Lima disse...

Ai, Lolinha amada, acabei de arrumar uma confusão pelo FB na linha de um amigo (não com ele, mas com um que chamei de "cabeça de camarão" justamente sobre esses temas. As pessoas não passam da primeira imagem ou do cabeçalho de uma reportagem (que na maioria das vezes hoje em dia é enganoso). E se passam, já olham com o olhar totalmente distorcido por princípios morais deturpados, conservadores. Uma exposição de arte, aviso na porta sobre ser impróprio para menores, as pessoas entram de livre e espontânea vontade. Quem filma e divulga como um "escândalo" está querendo mesmo criar problemas. Acho que daqui para a frente tem que ser radical: Para entrar em qqer performance ou exposição, celular e câmeras ficam apreendidas na portaria. Existe uma agenda bem marcada para 2018. E a situação está muito ruim, pois o povão é muito ignorante e facilmente manipulável. Qqer pastor leva o povo no bico.

Maria Isabel de Castro Lima disse...

Aos que falam sobre crianças nessa performance ou em exposições com nus, devo lembrar que há aviso na porta. A criança está acompanhada de seus pais. O resto é conservadorismo. Não levem seus filhos à exposição, se acham que eles não têm idade para vê-la. Censura, não.

Anônimo disse...

Otimos comemtarios.
Pra vc Lola foi uma obra de arte

Mas e na cabeça da criança?

Ela nem sabe o q se ta passando ali. Por ela ta tudo bem em pegar no corpo de adultos. Ta tudo normal.

Nao enxergue pelos seus olhos, e sim pelos da criança e verás o quao bizarro foi isso.

O q vc ta usando é um espantalho.

D Stoffel disse...

O pessoal da esquerda ta pisando na bola com isso de defender arte a todo custo.É nisso que da polarizacao politica .

Anônimo disse...

Desculpa Lola mas desta vez não dá pra achar de boa isto ai não.

D Stoffel disse...

Sim ,tbm nao acho que a desculpa da mae deixou seja valida.

Anônimo disse...

Mais uma vez a "criatividade" dos artistas... tudo se resume a ficar pelado ou sexo. É bizarro acharem normal crianças vendo isso e tocando em homem nu. Presa fácil para pedofilos, a criança vai achar normal tocar em estranhos pelados, então, se fizerem o mesmo com elas vão achar q está tudo bem.
E as desculpas pra apoiar isso sao ridiculas, supondo q ela n estivesse constrangida mesmo, ninguém pensou q se deve a idade dela? A garota n tem noção das coisas, muito menos vai ter discernimento pra saber q isso n tem a ver com sexo, era "arte".
Q arte é essa eu n vou entender nunca. A mãe dela tem merda na cabeça e ela n foi a única criança nisso aí, vi a foto de 3 crianças andando de mãos dadas com o peladão.

Anônimo disse...

Maria Isabel se um pai ou mãe malucos levarem os filhos pequenos em um show de streep tese ou em um cinema com filme com indicação de 18 anos eles são impedidos de entrar.

Anônimo disse...

Aí q tá Maria, q pais são esses q levam os filhos pra essa palhaçada?

Anônimo disse...

Pela sua logica, ta tudo bem um pai entrar com uma filha num puteiro.

Ta acompanhada do pai, entao ta tudo okay.

CDO disse...

Não cheguei a ver todas as obras em exposição (tem na internet?),mas me parece que a maioria dos artistas tiveram a intenção de escancarar um problema, pedofilia, por exemplo, pintando quadros que estão no limiar da sugestão e do escracho, arte que não incomoda e faz pensar, pra mim, não é arte, cabe ao público saber lidar com o que é mostrado e ter maturidade suficiente pra isso. Agora, mudando radicalmente de assunto, tenho visto muito conteúdo radfem no YouTube e acho que elas são coesas em vários aspectos (sobretudo quanto ao movimento trans), por que limá-las do feminismo mainstream? Do discurso? Será que a feminista mainstream já parou pra ver conteúdos de transativistas? Apreciem essa transativista e me digam se ela se importa com algo que afete mulheres https://www.youtube.com/watch?v=cx4zAT5OABk&pbjreload=10. Em tempo, não sou radfem, mas estou aberta a ver por vários ângulos e leio inclusive sobre opiniões divergentes à minha, alimenta meu senso crítico.

Anônimo disse...

Vc ta exigindo pensamento critico e maturidade de crianças??

Volte 10 casas

Anônimo disse...

Lola, meu, vambora, cara.

Amiga, não tem como te defender. Não tenho como ficar do teu lado, bicha. Eu te adoro, bicha, não faz isso. Não faz isso com a gente... Eu fico triste, cara. Eu fico triste.

Anônimo disse...

http://www.tonygoes.com.br/2017/09/la-bete-e-as-bestas.html

Anônimo disse...

Dá-lhe titia!!! Respondeu à altura o mascu do primeiro comentário!!

E vamos seguindo em frente pessoal, o Brasil está indo ladeira abaixo com esse governo ilegítimo, então vamos lutar com todas as nossas forças por um FORA TEMER.

Anônimo disse...

De boa, as duas vertente e seus seguidores já perderam o bom senso faz muito tempo.
Ambos parecem um bando de lunáticos uivando pra lua.

A obra da menina entre os dois homens era claramente uma denúncia sobre machismo e pedofilia. Apreende-la foi sim um ato de insanidade (ou seria birra??)

Sou completamente contra esse tabu sobre a nudez, principalmente num contexto não sexual. Aliás a palavra chave aqui é CONTEXTO!!!
Não me parece que essa performance artística era algo sexualizado. Mas vale lembrar que envolver menores (e animais como no museu queer) em tais coisas é sempre perigoso e a linha é muito tênue.

Novamente - bom senso!!! Esquerdistas e direitistas tem que parar de defender qualquer coisa e qualquer aberração a todo custo em nome de sua ideologia.

Sério galera, não está só ridículo - está enveredando para um lado muito perigoso!!!

Jane Doe

alessandro bruno disse...

CDO

arte que não incomoda e faz pensar, pra mim, não é arte, cabe ao público saber lidar com o que é mostrado e ter maturidade suficiente pra isso.

Isso vale pro Danilo Gentilli e o Rafael Bastos também? E o Alexandre Frota quando narrou um suposto estupro contra uma mãe de Santo? Afinal, Stand Up Comedy também é uma forma de arte.

donadio disse...

"Mas este e justamente o problema , naturalizar para uma criança que um homem nu perto dela não tem nada demais."

Sei.

A polícia devia então dar um baculejo geral em todas as tribos da Amazônia; é evidente que a pedofilia corre solta por lá:

http://3.bp.blogspot.com/-_cAjqTWH2ig/U9JvhArp0bI/AAAAAAAAAYo/8R85xCaglyQ/s1600/0009-5.jpg

donadio disse...

"O pessoal da esquerda ta pisando na bola com isso de defender arte a todo custo.É nisso que da polarizacao politica."

É como dizia um pastor protestante:

"Primeiro, os nazistas vieram buscar os comunistas, mas, como eu não era comunista, eu me calei. Depois, vieram buscar os judeus, mas, como eu não era judeu, eu não protestei. Então, vieram buscar os sindicalistas, mas, como eu não era sindicalista, eu me calei. Então, quando vieram me buscar... já não restava ninguém para protestar."

Quando você se der conta, estarão linchando você por usar uma minissaia - e usando todos esses argumentos que você vê por aí - pedofilia, naturalização, estupro visual, etc, etc, etc. E aí vai ser tarde para você querer protestar.

Rafael Cherem disse...

Pedofilia não é.É falta de bom senso,não é preciso defender um absurdo só pq a direita é contra.

Anônimo disse...

Eu acho que o Brasil não está ficando apenas mais conservador. Está ficando mais burro também.

Uma mãe leva seus filhos numa apresentação artística em que se sabe que vai ter nudismo. Ninguém foi enganado. Isso então é pedofilia?

Nudez nas artes é a coisa mais velha do mundo (literalmente). Os asnos falam como se fosse uma invenção da pós modernidade.

É lógico que qualquer um pode criticar, não gostar, se recusar a ver a performance. Mas dizer que isso é pedofilia é mau caratismo.

titia disse...

Meu saco... seguinte, pessoas:

O aviso estava na porta. Todos sabiam o que ia ser a performance e a maioria decidiu que não ia levar criança, não achou adequado leva-las. Mas uma mãe pensou diferente e levou a filha. Aqui é assim, se a criança estiver acompanhada pelos pais ela entra em qualquer lugar. Não é a primeira vez que acontece; na minha cidade uma mãe levou a filha de 6, 7 anos para peças de teatro onde havia nudez e representações de sexo homossexual. Os atores ficaram desconfortáveis com a presença da criança, mas em respeito ao público continuaram a apresentação e só depois reclamaram da presença da criança ao órgão competente. E ninguém que soube do caso culpou os atores por isso, a mãe é quem teve que dar explicações.

Se vocês não gostam que crianças entrem em eventos e apresentações impróprias mesmo que com os pais, façam pressão pra mudar a lei porque é assim que as coisas funcionam. Mas imagina se a reaçada aceita que o governo mande mais nos filhos do que eles, né? Imagine, permitir que o governo mande no que eu posso ou não posso mostrar ao meu filho! Ditadura! Poder familiar acima de tudo! No meu filho mando eu!

O que não pode é censurar esse tipo de apresentação e espalhar mentiras sobre pedofilia. A criança NÃO tocou nos genitais do artista e ninguém sabe como essa família lida com a nudez. E se forem todos frequentadores de praias de nudismo e um homem nu não for nenhuma novidade pra menina? E se por causa dessa abertura com nudez ela na verdade for mais consciente sobre abuso do que outras crianças que só veem gente nua quando espiam a pornografia do pai? O que protege uma criança de abuso e pedofilia, coleguinhas, é vocês sentando e conversando com ela sobre o assunto às claras, não correr pra fechar os olhos dela cada vez que uma bunda aparece (quer dizer, uma bunda que não esteja na TV nem num outdoor da playboy. Essas as crianças podem ver).

A escolha é bem simples, povo: ou vocês exigem uma mudança na lei que impeça as crianças de entrarem em cinemas, exposições, peças de teatro e outros considerados impróprios mesmo que estejam acompanhadas dos pais (e sim, aceitam que nessa área o Estado vai mandar mais que vocês sobre seus filhos), ou mantém-se como os mandantes absolutos do seu filho e aceitam que nem todo mundo vai seguir os mesmos códigos morais que vocês. Essas são as suas escolhas, não tem uma terceira opção em que todo mundo fica feliz. Façam sua escolha e batalhem por ela.

Sou pragmática. Não estou aqui pra alisar ego de ninguém. Esses são os fatos: parem de espernear e decidam baseados neles.

Anônimo disse...

Nossa, comparar com índios foi foda!
Nós, adultos, sabemos que n teve pedofilia, o cara n quer molestar ninguém, n tem a ver com sexo. Mas crianças n tem maturidade pra entender isso, a mãe tá errada sim.
N se façam de idiotas, n dá pra defender qualquer coisa só por ser de esquerda. N sou contra a arte, mesmo achando uma porcaria (esse povo n sabe protestar/questionar sem estar pelado?), falar que é normal crianca alisando homem nu é loucura.

Mais bizarro ainda é levar filho pra ver cena de sexo em peça.

Anônimo disse...

Seguindoa a sua logica, um pai pode entrar num puteiro com sua filha menor de idade q ta tudo bem, afinal, esta acompanhada do pai.

Nem cinema ta aceitando vc entrar com seu filho de 12 numa indicacao de 14 e acompanhado dos pais.

Errou feio

Anônimo disse...

Ah ta.
Crianca ficar tocando no corpo de um adulto desconhecido ta tudo certo.

Voce, com seu ego e elitismo, enxerga arte nisso.

A crianca, usada por vc, pra servir com agente passivo da arte, nem sabe o que diabos é arte.

Na cabeca da criança: "isso filha. Toque em corpos de estranhos"

Na sua cabeca: "olha como a crianca é inocente. Que arte linda"

Incentivo a pedofilia sim

Anônimo disse...

Esse donadio é cheio de espantalho.

Estamos criticando algo serio e ele mete nazismo no meio, mete OUTRO assunto.

Espantalho.

Anônimo disse...

Moça, so uma pergunta:
Vc tem opiniao?

Luise Mior disse...

Titia, mandasse muito bem. Concordo plenamente: havia aviso e a mãe decidiu levar a criança. Eu sou de esquerda e não defendo que o Estado deve decidir o que crianças podem fazer. Donadio, também adorei teus comentários. Abraços aos dois e bom final de semana!

donadio disse...

"Esse donadio é cheio de espantalho."

Espantalho são coisas tais como "Jesus com plug anal" ou "a criança tocou nos genitais do ator". Apontar que a nudez é uma coisa natural (bem mais natural que qualquer roupa, que é, por definição, artificial) não é espantalho. Assim como não é espantalho apontar a histeria punitivista, que quer reduzir tudo ao direito penal, e o direito penal ao linchamento, metafórico ou não.

Como alguém já disse, querem menos Estado para tudo - menos para a vida privada das pessoas; nessa o Estado tem de se meter, e quanto mais se meter, melhor. E zurram que são "liberais"...

Anônimo disse...

O irônico é que nem mesmo artes do estilo do oscar niemayer, um comunista declarado, estão sendo utilizadas. A moda agora é ficar pelado e causar polêmica ao invés de financiar monumentos artisticos que possam ter utilidade de embelezar cidades, turismo e colocar o brasil na lista internacional de arte.

Anônimo disse...

No ego de esquerdistas funk é cultura e é femimista. Uma vergonha para mim, que me considero feminista, ver garotas defendendo isso, apoiando uma decadência cultural, já que uma decadência econômica, política e de qualidade de vida já não basta.

Anônimo disse...

É, mas você e os putros esquerdistas adoram quando o estado se mete na burocracia das pessoas, impedindo que elas possam empreender e colocando um protecionismo e nos forçando a pagar mais caro por produtos alimentando as oligarquias nacionais porque neoliberalismo, abertura econômica e empreendorismo é o capeta.

Viviane disse...

Mas aí, Donadio, temos de chegar ao cerne da questão: a direita quer o Estado se intrometendo na vida privada dos cidadãos para desviar o foco dos problemas do País. Tática velha, desde a ditadura de 1964 é usada. Ou alguém acha que os militares censuravam meios de comunicação por "preocupação com moral e bons costumes"?
Incrível como a esquerda ainda não acordou para isso e fica, semana após semana, repercutindo a "polêmica da vez"...

Anônimo disse...

http://veja.abril.com.br/politica/lula-e-bolsonaro-lideram-intencoes-segundo-parana-pesquisas/

donadio disse...

"É, mas você e os putros esquerdistas adoram quando o estado se mete na burocracia das pessoas, impedindo que elas possam empreender e colocando um protecionismo e nos forçando a pagar mais caro por produtos alimentando as oligarquias nacionais porque neoliberalismo, abertura econômica e empreendorismo é o capeta."

Bom, eu sou radicalmente contra a existência do Estado, então fica difícil "adorar" quando o Estado faz isto ou aquilo.

Só que tem o seguinte: eu posso ser contra a existência do Estado, porque eu sou também contra a existência da propriedade privada. Então não existe incoerência na minha posição; eu não fico torcendo para o Estado proibir as pessoas de terem sexo, por que eu sei o que o Estado é: um instrumento de defesa dos privilégios de classe.

Agora, se o seu horizonte é tão limitado, tão restrito e tão míope que você acha que o Estado tem sempre de existir, e apenas deveria se preocupar mais em regular o que as pessoas fazem debaixo dos lençóis do que regular a atividade econômica, é difícil responder aos seus questionamentos, pois eles são todos fundamentados em fantasias (quem é contra a exploração privada, pensa você, necessariamente tem de ser a favor de uma burocracia estatal pesada). Como é que eu vou discutir com quem insiste em achar que eu me chamo Manuel e moro em Niterói?

donadio disse...

"Mas aí, Donadio, temos de chegar ao cerne da questão: a direita quer o Estado se intrometendo na vida privada dos cidadãos para desviar o foco dos problemas do País. Tática velha, desde a ditadura de 1964 é usada. Ou alguém acha que os militares censuravam meios de comunicação por "preocupação com moral e bons costumes"?
Incrível como a esquerda ainda não acordou para isso e fica, semana após semana, repercutindo a "polêmica da vez"...
"

Bom, a tática funciona, porque, como nós podemos ver aqui mesmo na caixa de comentários da Lola, o que não falta no mundo é esquerdomachismo - inclusive na versão "feminista" do esquerdomachismo, que é o radfemismo moralista, separatista e confiante em que as instituições patriarcais - mercado, Estado, polícia, justiça, ciência acadêmica - vão por algum motivo libertar as mulheres.

Mas eu não sei se a coisa pode ser resumida como "desviar o foco dos problemas do país". Como tudo que se refere a sexo, acho que o buraco é mais embaixo. Como todo líder de seita, seja religiosa ou política, sabe, quem controla a vida sexual dos outros controla tudo. Uma população sexualmente reprimida é provavelmente incapaz de qualquer tipo de liberdade, mesmo naquilo que não tem diretamente a ver com sexo.

J.M. disse...

Mais um texto perfeito da Lola. Incrível como na cabeça dessa "gente direita" um pedófilo é "cidadão de bem" vítima de uma "vadiazinha", mas um artista se torna um pedófilo que deve ser combatido por sua arte mais "ousada". Acho que reaças não são nem um pouco doentes como muitos dizem, são psicopatas assumidos.

Anônimo disse...

Não e apenas um "corpo nu" perto de uma menina, mas um corpo nu de um predador natural de mulheres nu perto de uma menina sendo naturalizado. E como ensinar crianças a nadar com tubarões.

Anônimo disse...

Queria saber em que ponto o Brasil deixou de ser um monte de pessoas nativas que andavam por aí sem roupa e passou a ser um monte de carolas pudicas. Mentira, eu sei.

Marcos Sousa disse...

Em 1992, li uma reportagem do Renato Russo (homossexual e maior poeta do rock brasileiro) em que ele, que estava de férias em Nova Iorque, falando de tudo mesmo - não só de homossexualidade, como os gays teimam em fazer hoje.

Renato sempre foi politizado e, pra ele, a homossexualidade não é a "Colcha de Retalhos", e sim, "Um Retalho na Colcha".

A repórter perguntou: "Renato, entre "Quatro Paredes" vale tudo?

Ao qual, o gênio respondeu: "Vale tudo o que for combinado, e sobre pedofilia, mesmo que seja combinado, é crime horrendo, pois, a criança não sabe dizer não, e não sabe que está sendo abusada!"

25 anos depois...

Ah, mas a mãe da criança (assim como todos lá) sabia o que ocorria, sabia que ia encontrar um homem nu, e que, com total permissão concedida pela criança (logo, ela não demonstrava constrangimento), a mãe a induzia a tocar nos pés do artista...

E parafraseando Renato Russo... "... e sobre pedofilia, mesmo que seja combinado, é crime horrendo, pois, a criança não sabe dizer não, e não sabe que está sendo abusada!"

Luiz Mott deve está adorando isso tudo...

Anônimo disse...

Não entendo porque acham que só quem é de direita e apoia o MBL vê problema nessa exposição. Eu não sou, mas acho um absurdo submeter uma menina a isso e todo mundo aplaudir.

Meninas deveriam ser ensinadas a verem abuso em qualquer homem, quantos relatos existem aqui mesmo no blog da Lola de meninas que foram abusadas, até por membros da família e a mãe nunca soube.

donadio disse...

"[É] como ensinar crianças a nadar com tubarões."

Como as crianças vão necessariamente ter de nadar com esses "tubarões", então é melhor ensiná-las a nadar com eles. Caso contrário, elas serão vítimas muito mais fáceis.

Anônimo disse...

Donadio, a questão aqui não é dizer se o nu é natural ou não.

A questão é a criança.

Vc pode interpretar o q vc quiser com essa "arte".

Estamos falando de uma criança tocando num corpo de um adulto nu desconhecido, sem senso nenhum de pensamento critico ou arte (uma criança) e vc com seu ESPANTALHO fala que "ahhh... o nu é natural"

donadio, o rei do espantalho.

Anônimo disse...

Se uma pessoa envenena um animal e assiste ele morrer, como uma forma de arte, os inteligentinhos como o donadio, vao achar lindo
"Vcs nao conseguem enxegar a arte na dor desse pequeno animal?"

Eh a msm coisa com a crianca.
Tocando num corpo desconhecido de uma pessoa nua. De 5 anos apenas.
Naturalizando isso para a crianca. Lembre-se inteligentinho: é uma criança. Nao eh vc, um marmanjao.

Anônimo disse...

Esse cara é um canalha de 1a categoria. Isso sim.

Luísa Feital disse...

Sinceramente, me alarma o número de pessoas reclamando aqui do seu texto. "O corpo que está e nu e não serve para erotização deve ser coberto!" Quer dizer, no carnaval milhares de mulheres desfilam nuas na sapucaí e todos achama IRADO, mas é só alguém mostrar isso de uma forma não sexualizada que está errado? Quando foi que nos convenceram que o corpo nu é sinônimo de algo ruim? É claro que fica à critério dos pais levar ou não crianças à este tipo de exposição, mas se há uma conversa franca dentro de casa, porque não? Uma coisa é você explicar para seu filho(a) que não há MAL nenhum no corpo nu, e que por sinal, Deus nos fez assim, sem pudor. Outra coisa é você explicar que não devem tocar no seu corpo (ou você no de outros) sem consetimento. É realmente tão difícil assim para vocês, de direita, entenderem questões tão bobas? Dá até um pouco de preguiça ter que ficar explicando qualquer coisinha. Vocês com certeza não sobreviveriam numa época mais louca da sociedade, como a Idade Média, pois estão muito mau acostumados com as comodidades do capitalismo moderno. Informação está aí para TODOS e, importante lembrar, a maldade está nos olhos de quem vê, falou?! Beijos!
Se der, visite meu blog: http://sobrancelhaaguda.blogspot.com.br/

Psi disse...

Ver se entendi:
1. nascido homem: estuprador em potencial.
2. homem nu na rua: cultura do estupro
3. homem nu no museu interagindo com criança: Artista!
*** Seus imbecis que polarizam tudo, problematizam tudo: não se trata ou não deveria se tratar de política, nem militância e nem moralidade: se trata de respeito a um ser em fase de desenvolvimento! Perguntem a qq um q trabalhe com vítimas de abuso sexual infantil se concordam com ensinar a uma criança q tocar o corpo de um adulto NU é normal!! Vejam as cartilhas, vídeos, livros e manuais sobre prevenção ao abuso sexual infantil e depois opinem! Deixem as crianças em paz!!!!! Ass: Psicologa infantil e mãe

Viviane disse...

Seu argumento faz sentido, mas ainda estou na dúvida sobre qual repressão veio primeiro.
Mas com certeza a tática continua funcionando...

Viviane disse...

Filho, não é lógica, mas lei: para começar a conversa, "puteiro" é igual a cassino: proibido por lei no Brasil, só existe porque a fiscalização é falha. Então o seu pai hipotético também, em tese, pode ser preso se encontrado em um (o que, na prática, não acontece, pois esses "estabelecimentos" costumam dar propina à polícia para se manter abertos). No mais, é como a titia escreveu: a lei permite que crianças entrem em espetáculos públicos acompanhadas dos pais, mesmo que a classificação seja imprópria para a idade. O que pode acontecer é alguém denunciar os pais por levar a criança (como o exemplo dela, em que os atores da peça denunciaram), mas quem promove o evento não pode ser responsabilizado (exceto se deixou a criança entrar sozinha).

J.M. disse...

"Em 1992, li uma reportagem do Renato Russo (homossexual e maior poeta do rock brasileiro) em que ele, que estava de férias em Nova Iorque, falando de tudo mesmo - não só de homossexualidade, como os gays teimam em fazer hoje."

---> Pois é você quem decide sobre o que os homossexuais devem falar, não é? E, pela sua sagrada vontade, homossexualidade deve ser assunto proibido para gays. Reaçada e suas pérolas...

donadio disse...

A tchurma chega a ser engraçada.

Criança na escola, aprendendo o que consta do currículo - não pode, que horror, estão enfiando coisas goela abaixo nas crianças, abaixo o Estado bolivariano, MEU FILHO MINHAS REGRAS.

Criança levada pela mãe a um evento público onde vai quem quer - CADÊ O ESTADO QUE NÃO IMPEDE ESSA PIRANHA DE PROSTITUIR A FILHA?!?!?!

E querem ser levados a sério.

Anônimo disse...

Nem todo feminismo do mundo é capaz de me fazer defender esse tipo de "performance". E se a mãe que levou, ela é responsável direta por isso também. Até agora criei meus filhos sem a menor necessidade de expor a esse tipo de coisa. Uma garota de 4, 5 anos gente.. olha bem o que vocês estão defendendo e em nome de quem, principalmente.

Anônimo disse...

Putz não da idéia senão já viu...

Anônimo disse...

" Perguntem a qq um q trabalhe com vítimas de abuso sexual infantil se concordam com ensinar a uma criança q tocar o corpo de um adulto NU é normal!! Vejam as cartilhas, vídeos, livros e manuais sobre prevenção ao abuso sexual infantil e depois opinem! Deixem as crianças em paz!!!!! Ass: Psicologa infantil e mãe "

Até porque é exatamente assim que se dessensibiliza uma criança, qualquer estudo sobre o modo de operação dos predadores sexuais dentro da família fala exatamente disso.

Não é adequado que um homem adulto exponha a genitália para uma criança e a-ca-bou, não existe argumento pra defender isso, não é isso que você ensina para suas crianças em casa, não se naturaliza esse tipo de coisa.

Elvis disse...

Povo fala tanto "Ah, a criança vai achar que é normal ser tocada por um desconhecido", parecem esquecer que a maioria esmagadora dos abusos são feitos por conhecidos da criança (familiares, amigos da família).
Vou ser sincero que essa obra/exposição não faz muito sentido para mim artisticamente falando, não é um evento ao qual eu iria. Mas não vi nada de abuso no vídeo, nem a criança sendo obrigada ou coagida a fazer algo. Ela encostou no pé do homem, não sei como pode haver algo de tão errado nisso.
Eu acho que, infelizmente, as crianças precisam ser criadas para saber "se defender" de potenciais abusadores, mas o que vemos no vídeo não diz tanto sobre a criação desta menina como fazem parecer. Não sabemos se a mãe já conversa com ela sobre esses assuntos, já deixa claro que ela deve contar tudo para a mãe e não deixar adultos toca-la sem permissão. Lembrando que no vídeo ela toca o pé do homem, não o contrário.

Anônimo disse...

Viviane,

"não é lógica, mas lei: para começar a conversa, "puteiro" é igual a cassino: proibido por lei no Brasil, só existe porque a fiscalização é falha."

Se informe melhor, manter casa de prostitução não é crime!

http://www.conjur.com.br/2015-dez-31/casa-prostituicao-nao-crime-camara-criminal-tj-rs


"a lei permite que crianças entrem em espetáculos públicos acompanhadas dos pais, mesmo que a classificação seja imprópria para a idade."

Mesmo que a lei permita, o fato de uma mãe deixa uma menininha de 4 anos(!) acariciar um homem nu é, no mínimo, questionável. Há quem considere inclusive un crime, então criticar isso não é ser um escroto que quer censurar um artista, é ter bom censo.

Veja o que diz o ECA:

"O artigo 4º. do ECA repete a norma, especificamente, dizendo dever da família, da comunidade, da sociedade em geral assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à educação, à dignidade e ao respeito, para com a criança e adolescente.

A lei é clara quando diz que nenhuma criança será objeto de qualquer forma (artigo 5º., do ECA) de negligência, de discriminação, de opressão, punindo-se qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais."

Então, se o comportamento da mãe for negligente, a presença dela no local não isenta o artista e nem mesmo os espectadores da ação da lei.

E lembrando que o artigo 232 do ECA diz:

Art. 232. Submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento:
Pena - detenção de seis meses a dois anos.

Eu tenho uma filha de 6 anos, não deixo ela nem ver quanto mais se aproximar de um homem sem roupa em hipótese nenhuma, na minha opinião a mãe estava errada sim e todos que viram a exposição e aplaudiram também,

Anônimo disse...

Hoje nobres cidadãos em apoio ao MAM foram praticar arte marcial la na frente. Coisa linda de se ver :)

Luis Bassetto disse...

Esse papo de esquerda e direita tá chato demais...

Não é porque o pai ou a mãe está junto que pode tudo.

Será que estamos felizes com o nível de educação nas escolas, com a quantidade enorme de crianças com famílias desestruturadas, com professores apanhando de alunos.

Tá errado e ponto!!!

D Stoffel disse...

Mas a sociedade que vivemos é patriarcal portanto vai ser relacionado ao sexo ,e ponto o que importa é o bem das crianças nao o que mbl e caramba a 4 defende polarizaçao politica ta virando doença é so o que se ve por ai ,um lado acusando o outro de ser tudo de ruim e esquecem que tem coisa mais importante do que ter sempre razao.

Prof. Felipe Roberto Martins disse...

Acho arte nu muito bonita. Não para as crianças. Creio q tá faltando bom senso nas pessoas, é um local p/ adultos, não p/ crianças.

Anônimo disse...

"A polícia devia então dar um baculejo geral em todas as tribos da Amazônia; é evidente que a pedofilia corre solta por lá"

E você deveria ir trabalhar de sunga. Afinal, na praia você pode usar...

Viviane disse...

Então você assume que é a "sua opinião" e "mesmo que a lei permita, é errado".
Eu estou falando de legislação, não de moral. Eu também sou mãe e não levaria minha filha num evento desse tipo, mas é como disse a titia: ou você quer o Estado tomando conta dos seus filhos ou não quer. Decida-se!
Sobre a informação das casas de prostituição, a decisão judicial é muito recente. Agradeço pela informação.

Anônimo disse...

Esse blog é um exemplo de como o pensamento da esquerda pequeno-burguesa é,ficam ai repercutindo os ataques da direita,falando do sexo dos anjos,e o bicho pegando para a classe trabalhadora,especialmente para mulheres.

Anônimo disse...

Daqui uns anos, a menina do MAM vai escrever assim

"#meuprimeiroassédio foi com o consentimento dos meus pais. Afinal, eles incentivaram, aplaudiram, foi filmado, fotografado, e ninguém que estava presente se levantou pra me defender. Fui forçada a tocar no corpo de um homem que estava nu pela minha própria mãe. Uma ideologia fez com que mamãe e papai se esquecessem de que eu era somente uma menininha. Mamãe e papai permitiram o #meuprimeiroassédio . Mamãe e papai me abandonaram, abriram mão de cuidar de mim, e de preservar a minha infância e inocência".

Anônimo disse...

Se o artista estivesse com uma sunga de banho não teria dado todo esse bafafa e acho que nem mudaria profundamente a sentido artístico da performance. Maaaas, não foi o caso.

Inicialmente eu não vi de forma tão escandalosa assim, pela questão do contexto não ser sexual e tal, mas vendo os argumentos sobre a questão da prevenção de abuso sexual infantil, tenho que concordar.

Fiquei pensando que eu fui criada de forma mto tranquila em relação a nudez e que isso foi bom, porem, pensando mais profundamente, minha ingenuidade em relação ao assunto me levaram a me expor e a ser exposta a situações complicadas (que hj eu vejo como abuso inclusive). Eu era modelo e tinha que trocar de roupa na frente de mta gente nos desfiles e provas de roupa. Eu achava que todo o Mundo via a minha nudez da forma não sexualizada, assim como eu via. Levei mto tempo para perceber que não era bem assim e passar a me preservar mais.

Anônimo disse...

Continuando..
Os casos mais marcantes nessa época de modelo se deram com um produtor num desfile (eu tinha uns 14 anos) e com dois fotógrafos, em diferentes ocasiões. Inclusive Um dos fotógrafos, que hj é sócio de uma revista masculina famosa, foi recentemente acusado de assédio sexual. Sobre esse último, só liguei os fatos do que tinha acontecido cmg mtos anos depois, qnd uma amiga me disse que se sentiu desconfortável durante um ensaio fotográfico com ele. Até então, na minha cabeça, não tinha tudo maldade na minha nudez...

Anônimo disse...

O manicômio chamada Direita Brasileira tá bombando na viagem na maionese: comparam um cara só pelado com o ambiente erótico de um puteiro, comparam um cara só pelado que nem mexe no próprio pinto (provavelmente murcho) com os tarados do busão que ESFREGAM o pau nos outros e até ejacula!
As pessoas realmente não possuem mais inteligência de dicernir óbvias diferença das coisas ou bancar a retardado pra aparecer virou moda!?

Anônimo disse...

Daqui a pouco vão existir feministas querendo que as mulheres andem de burca para não serem objetificadas.

Anônimo disse...

Esse foi de longe o melhor comentário desse tópico. Tem gente ensandecida aqui misturando as coisas.

Anônimo disse...

Criança na escola, aprendendo o que consta do currículo - não pode, que horror, estão enfiando coisas goela abaixo nas crianças, abaixo o Estado bolivariano, MEU FILHO MINHAS REGRAS.

Assuntos de gênero e lgbt, n constam no currículo, querem enfiar goela abaixo mesmo.


Criança levada pela mãe a um evento público onde vai quem quer - CADÊ O ESTADO QUE NÃO IMPEDE ESSA PIRANHA DE PROSTITUIR A FILHA?!?!?!

Evento público para maiores de 18, onde a criança n foi porque quis e nem tocou no cara por vontade própria. Deixem de cinismo. Crianças fazem o q os pais mandam.
O estado deve se meter se os pais forem abusivos com filhos, fora isso, n apitam nada.

Samantha disse...

Eu fiz alguns comentários sobre isso no meu face que vou deixar aqui também, porque acho pertinente.

Eu li alguns textos de gente séria questionando se seria bom para uma criança pequena ser levada nessa exposição e achei os argumentos pertinentes. Eu não sou educadora sexual. Eu não sou pedagoga. Então acho questionamentos válidos.

Agora sabe o que todos os textos sérios que eu li tinham em comum? Nenhum deles, nenhunzinho atacou a exposição ou disse que aquilo não era arte.

É fato que a arte traz trabalhos controversos. Todo mundo já deve ter ouvido falar da Mariana Abramovic que fez coisas muito mais cabulosas que essa exposição em plenos anos 70. A questão é que a performance do MAM foi feita em local devidamente sinalizado e só levou crianças lá quem quis. Ele não estava no meio da rua fazendo sua performance e muito menos o artista pediu a participação de público infantil.

Se há algo a questionar, talvez e boto aqui de novo, TALVEZ seja o fato de pais levarem crianças a esses eventos mesmo com o conteúdo de nudez. E esse questionamento deve ser feito sob o prisma de como ter contato com isso afeta ou deixa de afetar a edução sexual de uma criança. O resto é apenas histeria coltiva patrocinada pelos reacinhas de sempre.

Outra coisa que me chama muito a atenção é que não vi uma vivalma falar de quem filmou a menina e jogou na internet.

Ora amigos, se a exposição é pedófila e mimimimi, quem gravou a criança em uma posição constrangedora e jogou na internet cometeu um crime. Não interessa as motivações: violou-se o direito de imagem de um menor e, de acordo com quem defende essa palhaçada, divulgou pornografia infantil.

Cadê gente pedindo cadeia pro autor do vídeo com base no artigo 240 do ECA?

Pois é né?

Eu sei que não é conveniente. Afinal, o cara que jogou o vídeo na mídia fez isso para causar essa zoeira toda, então ele é aliado.

O que mostra como a reaçada é hipócrita e contraditória.

J.M. disse...

"Assuntos de gênero e lgbt, n constam no currículo, querem enfiar goela abaixo mesmo."

---> A importância histórica dos movimentos sociais, como o feminismo, sempre fez parte do conteúdo programático da história, da sociologia. Questões relacionadas a sexualidade há muito são abordadas nas aulas de ciência. Mas para quem vive no mundo dos unicórnios direitistas alucinados não existe mesmo a noção de realidade.

"O estado deve se meter se os pais forem abusivos com filhos, fora isso, n apitam nada."

---> Mas, se o pai pedófilo for denunciado, rapidinho os "humanos direitos" clamam por esse pobre cidadão de bem vítima da filha "vadiazinha"... Pais que desprezam, humilham, expulsam filhos de casa por serem homossexuais ou que os submetem a terapias (leia-se tortura psicológica) de "reversão sexual"? Imagina se isso é abuso! Nessas situações é meu filho, minhas regras..

Anônimo disse...

a esquerda está agindo como a direita - defendendo os seus sem questionar, sem pensar.

está ridícula essa defesa acrítica de qualquer coisa que o MBL critica. o MBL está conseguindo fazer grudar na esquerda a pecha de pedofilia! está definindo não só sobre o que a esquerda da internet vai falar, mas também o que vai falar!!!!

vergonhosa essa falta de responsabilidade com as crianças, esse vale-tudo para não parecer moralista.

Anônimo disse...

---> A importância histórica dos movimentos sociais, como o feminismo, sempre fez parte do conteúdo programático da história, da sociologia. Questões relacionadas a sexualidade há muito são abordadas nas aulas de ciência. Mas para quem vive no mundo dos unicórnios direitistas alucinados não existe mesmo a noção de realidade.

Sempre? Talvez dependa da escola, mal vi feminismo quando estudei. E estou falando de trans, ninguém nasce homem / mulher, tudo imposição. .. isso sempre fez parte? Me poupe.

N sou a favor de se expulsar filho gay de casa, nem de humilhações. Mas olha q engraçado, a pessoa pode ir no psicólogo, alegando q quer virar homem /mulher e fazer a "transformação ", mas alguém falar q quer virar hetero? é absurdo!
E nem leram a proposta, como sempre. N é nada forçado, o psicólogo só pode falar em virar hetero, se o paciente pedir por isso. Caso contrário, ele n se mete nessa área, se o paciente n tem problema em ser gay.

É a pergunta confusa e sem resposta. Ser hetero é imposição, ninguém nasce hetero, homem ou mulher. Mas se nasce gay/lesbica/ trans.

Marcos Sousa disse...

Ao (ou à) intelectualoide J.M. da data "30 DE SETEMBRO DE 2017 às 21:01":

Eu não decido nada, pois, se tivesse tal poder ia distribuir em igualdade as economias e oportunidades sociais neste país.

Só tô comparando um gay Polímata (Renato Russo), com os gays "Mainstream" de hoje, como o Johnny Hooker, que colocam o assunto "homossexualidade" à frente de outros assuntos.

É tipo, você conversar sobre "A situação política entre Coreia e EUA" e o gay de hoje responde colocando homofobia, assassinatos de gay, trans-fobia, readaptação sexual, etc.

Os gays podem falar do que quiserem, só que há um lobby muito grande da Comunidade LGBT em colocar o assunto "homossexualidade" em assuntos, cujo bojo é "Astronomia", por exemplo.

Renato Russo era um cara que (até pelas letras dele) falava de tudo, todos os assuntos - a canção "Pais e Filhos" é umas das poesias mais lindas, onde casa frase da música, é um assunto diferente tipo: "Dorme agora! É só o vento lá fora!" É como se uma mãe ninasse sua criança, que não consegue dormir... Cada estrofe da canção é um depoimento diferente de uma criança, ou de um adulto diferente...

Você bem entendeu o que eu quis dizer, mas, como você deve destas pessoas que gostam de criar confusão, você dá uma de valente pela internet...

Mais Renato Russo e Cazuza; menos Johnny Hooker e Lineker - falo de homossexuais que eram intelectuais e poetas da nossa música, que tratavam de todos os problemas do Brasil sob a mesma importância; diferente dos homossexuais de hoje, que pra eles os problemas sofridos pela Comunidade LGBT deve ser tratada como prioridade em relação aos problemas infantis.

"Eu moro na rua, não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar" (Renato Russo, sobre crianças de rua)

Mas, você entendeu; só quer atacar anti-democraticamente alguém que tem uma opinião adversa a sua. Essa é a diferença entre uma pessoa adulta, com compostura, e outra que é infantilizada, que não sabe conversar, ou dialogar educadamente, como todo mundo aqui do Chat da Lola está fazendo...

Anônimo disse...

Crianças não podem ver exposições, peças, filmes, revistas, programas, shows, nada que seja PROIBIDO PARA MENORES.

Cara Valentina disse...

"Mother
Tell your children not to walk my way
Tell your children not to hear my words
What they mean
What they say
Mother

Mother
Yeah, can you keep them in the dark for life
Can you hide them from the waiting world
Oh mother

Father
I'm gonna take your daughter out tonight
I'm gonna show her my world
Oh father

Not about to see your light
But if you wanna find hell with me
I can show you what it's
Till you're bleeding

Not about to see your light
And if you wanna find hell with me
I can show you what it's

Mother
Tell your children not to hold my hand
Tell your children not to understand
Oh mother

Father
Do you wanna bang heads with me
Do you wanna feel everything
Oh father

Not about to see your light
And if you wanna find hell with me
I can show you what it's like
Till you're bleeding

Not about to see your light
And if you wanna find hell with me
I can show you what it's
Yeah

Not about to see your light
But if you wanna find hell with me
I can show you what it's like
Till you're bleeding

Not about to see your light
And if you wanna find hell with me
I can show you what it's like"

Mother, Danzig (1988)

titia disse...

Obrigada, anon 01:48 e Luise. Essa questão é tão simples quanto 2 + 2 = 4: ou o Estado manda mais que eles no que os filhos assistem ou eles mandam absolutos no que os filhos veem. Fácil, rápido e indolor se você agir como adulto. Mas esse pessoal, como eu já disse, é tudo criança barbada que envelheceu sem amadurecer. Receita certa pro desastre que é essa direita patética e birrenta brasileira.

11:45 Oscar Nyemeyer não é artista. É arquiteto. Os monumentos dele não são obras de arte, são monumentos arquitetônicos. Eu sei que pra vocês que entendem tanto de arte quanto uma batata é tudo a mesma coisa, mas acredite, não é. Se você quer um monumento arquitetônico que também seja obra de arte, o obelisco de Francisco Brennand é um exemplo bem melhor.

titia disse...

15:52 ninguém pede pra virar gay. Por quê pediria isso? Pra ser agredido moral e fisicamente, ser expulso/expulsa de casa pelos pais, ser renegado e odiado pela própria família, sofrer estupro corretivo e morrer de pancada no meio da rua? Que porra você tem na cabeça, bosta?

Anônimo disse...

Oi, Lola. Eu escrevi um comentário ontem que não foi publicado. Desculpe a grosseria (ela veio de uma raiva genuína), mas o que eu falei veio do coração. As imagens aqui me deixaram mal, especialmente a do homem segurando a mão das crianças. Eu li sobre o assunto em outros sites, mas esses tiveram o bom senso de não divulgar as imagens explicitamente. Se eu me senti tão mal, imagine como pode ficar alguém que foi abusado na infância? Por muito pouco eu não fui vítima do maior pedófilo brasileiro, um homem chamado Carlos Alberto Guerreiro do Valle filho de outro rico e poderoso pedófilo de Goiás. Esse homem e sua esposa abusaram de dezenas de crianças e produziram material pornografico que vendiam pela internet pra diversos países. Isso aconteceu nos anos 90. Eu cheguei a ir na casa deles, felizmente nada aconteceu comigo no dia em que estive lá. Uma amiga minha não teve a mesma sorte. Se bobear, as imagens dela estão até hoje em computadores de diversos lugares do mundo. Agora, imagine como é pra alguém que teve sua infância corrompida e divulgada na internet, entrar num blog feminista e ver esse tipo de imagem, não sendo censurada, mas apoiada?! É violento. Eu sei que pra vc essas imagens significam uma coisa, mas pra MUITAS pessoas tem outro significado.

E mais: o argumento de que a criança não parecia constrangida é ruim. Pedófilos  como o predador que eu citei são profissionais em seduzir crianças, muitas delas não se sentem constrangidas e podem elas mesmas procurar seu abusador novamente. Por isso tantas vítimas se sentem culpadas ao crescer. Outro argumento ruim: a mãe. A mulher de Carlos abusava das crianças e de seu próprio filho.Tambem desconfio que algumas mães sabiam do que acontecia naquela casa. Existem mães terríveis e não são poucas!

Pra terminar, pedófilos em geral foram abusados no passado. Por isso eles encaram isso com naturalidade. As consequências desse tipo de permissividade como a que aconteceu no MAM  são no mínimo perigosíssimas, tanto em nível pessoal quanto no de sociedade.

Não publique este comentário, por favor. Só espero que o leia sem me odiar e que talvez junto aos outros comentários te faça repensar. Eu leio seu blog há uns 5 anos. Concordo, aprendo e também discordo de muita coisa aqui. Mais do que especialmente nesse post.

J.M. disse...

"Sempre? Talvez dependa da escola, mal vi feminismo quando estudei. E estou falando de trans, ninguém nasce homem / mulher, tudo imposição. .. isso sempre fez parte? Me poupe."

---> Me poupe você, trollzinho. As conquistas sociais, especialmente as femininas, sempre foram e serão parte integrante do currículo de história e sociologia. Ou será que do auto de seu orgulho da ignorância vão dizer que as conquistas das mulheres ao longo dos anos diante das limitações que sempre lhes foram impostas não tem nada a ver com a questão do gênero? Quanto a abordagem da identidade de gênero, em nenhum momento disse que sempre foi tema do currículo escolar, mas, por se tratar de um tema que ganha cada vez mais relevância diante de toda a violência atualmente promovida contra pessoas LGBT por gente como você, por que censurar o debate sobre esse tema em sala de aula, um local que intrinsecamente deve promover respeito à diversidade?

"N sou a favor de se expulsar filho gay de casa, nem de humilhações."

---> Que lindo né, olha como ele até acha que gay também é gente...

"Mas olha q engraçado, a pessoa pode ir no psicólogo, alegando q quer virar homem /mulher e fazer a "transformação ", mas alguém falar q quer virar hetero? é absurdo!"

---> Pessoas LGBT querem ser hétero porque simplesmente isso lhes é imposto de maneira violenta a todo momento. E olha que simetria perfeita, o que mais tem por aí é hétero querendo fazer terapia pra se tornar gay. Afinal, deve ser ótimo ser discriminado nos mais diversos aspectos da vida.

"E nem leram a proposta, como sempre. N é nada forçado, o psicólogo só pode falar em virar hetero, se o paciente pedir por isso. Caso contrário, ele n se mete nessa área, se o paciente n tem problema em ser gay."

---> Lindo né. Imagina se pais de adolescentes gays vão forçar os filhos a tais terapias de reversão. Claro que não. Aumento de bullying contra adolescentes gays nas escolas? Estigmatização ainda maior de um grupo já masscrado pelo preconceito todo dia? Imagina se isso vai ser reforçado com uma fantástica decisão judicial como essa... Claro que não.

J.M. disse...

"Mais Renato Russo e Cazuza; menos Johnny Hooker e Lineker - falo de homossexuais que eram intelectuais e poetas da nossa música, que tratavam de todos os problemas do Brasil sob a mesma importância; diferente dos homossexuais de hoje, que pra eles os problemas sofridos pela Comunidade LGBT deve ser tratada como prioridade em relação aos problemas infantis."

---> Comparar artistas homo/bissexuais que viveram numa época em que homossexualidade era tabu e ainda considerada doença a artistas LGBT da atualidade, época em que finalmente LGBT têm um pouco de voz para clamar por igualdade, é no mínimo ingenuidade (ou má-fé, o que é mais provável). Renato e Cazuza constantemente abordavam a homossexualidade em suas letras (como em Meninos e Meninas, Vento no Litoral, Leila, Heavy Love) de forma "camuflada", dado o tabu do tema na época. Os tempos são outros, Renato e Cazuza não tiveram a oportunidade de viver numa época mais aberta ao debate sobre a diversidade sexual. Por que artistas LGBT atuais precisam obedecer ao seu "padrão-do-que-gays-podem-falar"?

"Mas, você entendeu; só quer atacar anti-democraticamente alguém que tem uma opinião adversa a sua. Essa é a diferença entre uma pessoa adulta, com compostura, e outra que é infantilizada, que não sabe conversar, ou dialogar educadamente, como todo mundo aqui do Chat da Lola está fazendo..."

---> Atacar anti-democraticamente? Não lembro de ter pedido censura ao teu comentário ou algo do tipo. Você está aqui destilando senso comum e sendo respondido. O que há de anti-democrático nisso?

Anônimo disse...

Aprenda a ler jm, n disse q feministas n tiveram papel na história ou sociedade. Disse que feminismo n é ensinado na escola, n como vcs querem , so falam por alto, n faz parte do currículo. Sabe como é, outras coisas aconteceram no mundo, n dá pra focar no maravilhoso feminismo. ..

Os direitos são iguais, se fulano pode procurar psicóloga pra virar mulher, outros tem direito de querer deixar de ser gay.
E psicologo que fizer essa terapia forçada se fode, simples. Mesmo q o adolescente n falar q esta sendo forcado, a psicologa vai perceber. Seu argumento é mera especulação, os pais forçaram os filhos...

Anônimo disse...

"Ora amigos, se a exposição é pedófila e mimimimi, quem gravou a criança em uma posição constrangedora e jogou na internet cometeu um crime. Não interessa as motivações: violou-se o direito de imagem de um menor e, de acordo com quem defende essa palhaçada, divulgou pornografia infantil.

Cadê gente pedindo cadeia pro autor do vídeo com base no artigo 240 do ECA?"

Como foi feita uma denúncia criminal com base no vídeo, o autor deste não cometeu crime. Está no próprio ECA.

Anônimo disse...

Levei minha sobrinha para ver um filme e não observei a classificação indicativa. Não me deixaram entrar e fiquei plenamente ok com a coisa, culpa minha de não ter sido mais atenta e ter me enganado pela aparência de um desenho não tão inocente assim.

Mas pelo visto, homem mostrar o pênis para garotas, sempre garotas como as fotos demonstram muito bem, não é objeto de censura.

Nessa hora dou graças a Deus por não ter filhos, especialmente filhas, porque como você vai educar pra uma coisa dentro de casa se a mídia fala que tá tudo bem, que não tem problema, que é bom normalizar isso?

Se existe um renascimento da onda conservadora no Brasil é por situações assim e não adianta a mídia ficar batendo a favor não, as pessoas são contra e as eleições estão logo ali.

Sabe quem vai eleger um merda feito Bolsonaro presidente? A esquerda.

donadio disse...

"Assuntos de gênero e lgbt, n constam no currículo"

Ah? Então quer dizer que todo esse papo sobre doutrinação marxista cultural nas escolas não passa de mentira, é isso?

Anônimo disse...

agora vão resolver isso com essa proposta:
http://www.gazetadopovo.com.br/ideias/reacao-contraria-a-exposicao-com-artista-nu-nao-deve-levar-a-censura-diz-ministro-da-cultura-diq8ja9una7ypxr935sh7vai0

Anônimo disse...

Da-lhe Donadio!!! Da-lhe Jm!!!! Vocês me representam!!

Acabem com esses mascus!!!!

Anônimo disse...

Não me considero de direita nem de esquerda, mas nesse caso estou com a opinião dos esquerdistas que não vêem mal algum nisso. Pedofilia é uma doença onde se sente atração sexual por crianças. Para o pedófilo não importa se a criança está nua ou vestida ou se ela o toca ou não. Ele a assedia de qualquer forma. Uma criança tocar um corpo de um adulto não vai "naturalizar" coisa nenhuma. Parem de criar espantalhos. O que vai proteger uma criança da pedofilia e deixar bem claro para elas que ninguém deve tocar suas partes íntimas ou seu corpo de forma sensual. É preciso educar as crianças a respeito das relações sexuais e deixar bem claro que aquilo não deve ser feito com elas por qualquer pessoa.
Que idiotice é essa de comparar puteiros com essa performance? Em puteiros existe a prática sexual, a qual deve ser vedada para as crianças. Na performance havia apenas um corpo nu de um artista o qual está sendo levianamente chamado de pedófilo.
Eu levaria minha filha para uma exposição destas sim! Não há nenhum mal em que ela veja como é o corpo de um adulto.
Eu a orientaria para jamais tocar nas partes íntimas de qualquer pessoa e e nem deixar que toquem nas dela. Também a ensinaria a não tocar em estranhos sem o meu consentimento ou sem que eu estivesse por perto.
É aí que está o foco: o consentimento do responsável: eu consentiria que ela tocasse o homem da performance, mas deixaria bem claro que ela não deve tocar um homem sem o meu consentimento e a minha presença. E que ninguém deve fazer isso sem o meu consentimento e presença. E que ela deve me dizer caso alguém a toque de forma sexual. Sei que isso não protege nenhuma criança de sofrer ataques de pedófilos. Mas ajuda para que os pais saibam quando o caso ocorreu e possam tomar as providências cabíveis.
Estou achando essa atitude de pessoas que se escandalizaram com isso completamente histérica. Fora que há um total desconhecimento sobre como os pedófilo agem e sobre como proteger as crianças de verdade. Não se trata de querer ter sempre razão, mas de saber como funcionam as coisas. Não faz nenhum mal a criança ver um corpo adulto nu de forma consentida e nos limites da sensatez. Deixando bem claro para ela que não se pode tocar as partes íntimas. É bom inclusive para esclarecê-las a respeito das relações sexuais das quais as crianças tem tanta curiosidade. Deixar claro para elas que foi por meio do sexo que ela veio ao mundo e que esta é uma prática de adultos e que ninguém deve tentar fazer tal coisa com elas. Antes ver um corpo adulto numa performance acompanhado da mãe que aprender da pior forma possível: através de pornografia de estupro com os coleguinhas da escola.
Estou com a Lola. Não vi argumentos neste comentários que justifiquem tanta histeria. E pra fechar, se vocês não se sentem a vontade com seus filhos vendo adultos nus apenas não os levem a este tipo de performance. É um direito seu não gostar. Mas não é isto que vai protegê-los de pedófilos reais.

Anônimo disse...

Eu também sou psicóloga e não é isso que vai proteger as crianças de um abuso. É educa-las sobre que um adulto não deve toca-las de forma sexual. E que se isso acontecer ela deve informar a um adulto responsável por ela.

Anônimo disse...

Até que enfim alguém foi só ponto. É vc e já imaginou o numero de pedofilos de verdade se masturbando vendo a cena pelo celular? Porque expor a criança a isto.

titia disse...

Me pergunto quantos desses defensores da infância comentando furiosamente aqui fetichizam uniformes colegiais, gostam de "novinhas" ou assistem hentai com crianças monstros de 1000 anos sendo estupradas...

Michele disse...

Bom, dessa vez tinha aviso. Se não estou enganada não existe proibição a entrada de menores em exposições e museus, apenas recomendações.
Não levaria meu filho pra ver aquilo, mas tbm não sei se aquela mãe conversa com a filha e a esclareça sobre nudez e consentimento. É dificil julgar, o assunto é controverso e eu entendo os dois lados.
Mas se as pessoas estivessem REALMENTE preocupadas com as crianças, era só ter a maturidade de falar do real problema que é a não proibição da entrada de crianças em determinadas obras. É questão de discutir mudanças nas leis, só isso. Se não existe tal proibição isso pode acontecer em qualquer obra,então que algumas passem a proibir a entrada e não que deixem de acontecer.
Não adianta ficar por aí falando de pedofilia e pouca vergonha, pq não foi. Não é bom querer censurar obras de arte. E aliás esse tipo de coisa desvia a atenção do que realmente é pedofilia, pq normalmente um pedófilo chega travestido das melhores intenções, e não pelado.
Não sou a favor de concordar com tudo, mas a questão é discutir o real problema invés de ficar com sensacionalismo moralista.

Anônimo disse...

Dois pontos: acompanho o caso desde o início e primeira vez que li alguém dizendo que a criança tocou os órgão sexual do artista foi com você. Alguém deve ter dito, mas tem qyecyer sido minoria. Você não está distorcendo para fugir do foco principal? E depois, há muitas fotos do artista com outras crianças. MUITAS. Porque essas crianças são sempre meninas com altura próxima a cintura dele?

Anônimo disse...

Bom dia Lola. Que tal pararmos de categorizar as pessoas? O termo "reaça" não contribui em nada para termos um convívio mais tolerante entre nós, brasileiros. Acho que tirando os extremistas de qualquer filosofia, todos nós podemos ser mais flexíveis com os outros. O tema hoje tratado por você envolve inúmeras questões pessoais, de cunho de formação e contexto. Vale sim a discussão, sem ofensas ou agressões verbais, como as que surgem aos borbotões em seu espaço, infelizmente. Esse foi meu pensamento, não vamos nos reduzir à adjetivos, acho que cada ser humano pode ser mais do que isso. Você como formadora de opinião tem muito a acrescentar sem precisar usar dos novos termos, com viés sempre depreciativo (reaças, esquerdopatas, etc...). Amor no coração de todos !

Anônimo disse...

Porque a real intenção do "artista" é essa mesma: incutir como "normal" que uma menina que fique na altura do pênis de um marmanjo pelado. Isso é crime, mas querem fantasiar como " arte". Lobo na pele de carneiro, já ouviu falar?

Anônimo disse...

" E depois, há muitas fotos do artista com outras crianças. MUITAS. Porque essas crianças são sempre meninas com altura próxima a cintura dele?"

Exatamente, tudo o que achei desse "artista" foi nesse sentido, sempre meninas e com a visão na altura do pênis.

Mas fico feliz que o feminismo é uma coisa muito plural e a maioria das pessoas que comentaram esse assunto criticamente condenaram o ato e entenderam que não se normaliza tal coisa em um país onde abuso sexual infantil é mato.

Anônimo disse...

" ou assistem hentai com crianças monstros de 1000 anos sendo estupradas..."

Pelo menos não tem uma criança de verdade nesses desenhos, diferente dessa "performance" aí, corriqueira na vida do "artista".

Anônimo disse...

Lola, segue: CP, Art. 241-D. Aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso: (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008)

Pena – reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa. (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008)

Art. 241-E. Para efeito dos crimes previstos nesta Lei, a expressão “cena de sexo explícito ou pornográfica compreende qualquer situação que envolva criança ou adolescente em atividades sexuais explícitas, reais ou simuladas, ou exibição dos órgãos genitais de uma criança ou adolescente para fins primordialmente sexuais. (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008). Parem de defender o indefensável. É crime, é errado, é imoral e pronto!

titia disse...

13:13 pele de cordeiro, filho, lobo em pele de cordeiro. E já foi provado que os maiores lobos em pele de cordeiro do mundo são gente como você, cidadãos ditos de bem, pais de família defensores da moral e dos bons costumes que quando saem do computador deixam cair as máscaras e vão assediar as meninas de 9 e 10 anos na rua.

Viviane disse...

Pergunte a quem filmou sem autorização da mãe da criança e jogou na web para todo mundo ver.

Viviane disse...

Legal, psicóloga tem bola de cristal agora? Como qualquer humano, ela pode perceber ou não, mas para o trabalho psicológico, importa o que a pessoa traz à terapia. Afinal, o profissional não está com a pessoa 24h por dia.
Sobre a pretensa "terapia", independente de a pessoa querer, o psicólogo não pode fazer, pois não existe tal técnica na Psicologia. Quem diz que existe esta se baseando em crença religiosa, pois todas as evidências científicas apontam para a impossibilidade de tal tratamento. É por isso que o CFP publicou a resolução há quase 20 anos.

Viviane disse...

Fazer a denúncia não implica em soltar o vídeo na web para quem quiser ver.

Anônimo disse...

Ai de vós, Almas depravadas!

Marcos Sousa disse...

Ao (à) J.M.:

"---> Pois é você quem decide sobre o que os homossexuais devem falar, não é? E, pela sua sagrada vontade, homossexualidade deve ser assunto proibido para gays. Reaçada e suas pérolas..."


Você é quem chegou à conclusão que "Eu me coloquei como aquele quem decide o que os homossexuais devem falar, pois de acordo com 'o que você entendeu do meu texto', pra mim a homossexualidade deve ser assunto proibido para gays; pois pra você, 'eu sou um reaça que lança minhas pérolas'".

Se o seu ato de usar de "Espantalhos Falaciosos", usando de "Reversais Filosóficos" para re-significar no meu texto não for anti-democrático, eu não sei mais o que é.

Você é só uma pessoa infantil que gosta de fazer confusão na internet, acusando as pessoas que você nunca viu de coisas que você não sabe só pra chamar atenção dos outros aqui - pra você, eu sou um reaça que, com minhas pérolas, eu decido o que pode e o que não pode ser falado pelos gays.

Cresça!

Anônimo disse...

Titia 13:13: Qual é mesmo a grande diferença entre o "cordeiro" e o "carneiro" heim, sapientíssima anciã?

titia disse...

19:26 perturbe um cordeiro e ele vai fugir de você. Perturbe um carneiro e conte quantos metros você vai voar com a chifrada que ele vai dar no seu rabo. Cordeiros são bichinhos inofensivos e tímidos, incapazes de fazer mal a pessoas e outros animais, por isso ele é o bicho usado nessa analogia como antítese ao lobo - o predador-mor da cultura ocidental. Carneiros não são inofensivos; eles sentam a porrada mesmo e por isso não são usados nessa analogia. Entendeu?

J.M. disse...

Trollzinho de 2 de outubro de 2017 00:17, quem precisa não apenas aprender a ler, mas ter noção de realidade, é você. Abordar a importância das conquistas femininas ou debater questões relacionadas a gênero em sala de aula não significa que esses temas serão o único foco das aulas, apenas que não se deve censurá-los ou perseguir professores que os abordem na escola, como é o sonho de vocês.

Quanto à liberação da "terapia de reversão sexual", quem faz suposições absurdas sobre essa excrescência jurídica é você, que finge viver num mundo cheio de unicórnios onde homofobia não existe e heterossexuais são oprimidos por serem o que são. Apenas reiterando o que já te desenharam muito bem: não existem técnicas de "cura gay" cientificamente fundamentadas, apenas "terapias" de tortura psicológica baseadas nos preceitos religiosos mais sordidamente homofóbicos. Usando a linguagem machista que você entende tão bem: seja homem e assuma de uma vez só que todo esse teu orgasmo pela aprovação desse absurdo jurídico é o fato de ver toda a tua homofobia ser respaldada pela justiça, pois, olha só que legal, agora dá pra chamar gay de doente sem medo de "ser feliz", né mesmo...

J.M. disse...

"Se o seu ato de usar de "Espantalhos Falaciosos", usando de "Reversais Filosóficos" para re-significar no meu texto não for anti-democrático, eu não sei mais o que é."

---> Anti-democrático seria você ter seus comentários (até agora conservadores moderados) censurados. Você e demais "conservadores" (já que "reaças" é um termo tão forte pra você) estão aqui demonstrando tudo que se espera da sua corrente de pensamento (nesta postagem, especificamente machismo e homofobia) da forma como bem querem (a Lola só deleta os mais "exaltados", tá bom assim?) e quem tem uma visão contrária responde a vocês. Novamente, cadê a anti-democracia nisso?

"Você é só uma pessoa infantil que gosta de fazer confusão na internet, acusando as pessoas que você nunca viu de coisas que você não sabe só pra chamar atenção dos outros aqui"

---> Porque é assim que se vence um debate, acusando o oponente de infantil e pedindo pra ele crescer. Responder aos argumentos do adversário? (*som de grilo na floresta*). Quanto a falar de coisas que não se sabe, bem, já comentei sobre comparar artistas LGBT que viveram em décadas passadas (quando homossexualidade era tabu e considerada doença) aos artistas LGBT da atualidade. Não ficarei me repetindo aqui...

Anônimo disse...

Titia 22:02, vc está equivocada: "O carneiro é o animal adulto, e o cordeiro é o animal com até um ano de idade". Mas ambos são o MESMO animal.

Fonte: Wikipedia

Opinar é legal, mas é muito melhor quando opinamos tendo certeza do que falamos e não apenas repetimos mantras pré-orientados de uma ideologia fracassada. Bjs estrelados.

Anônimo disse...

Suas palavras valem para você mesmo, otário. É a velha hipocrisia de apontar o dedo indicador em riste para outros e não enxergar que tem 3 outros dedos voltados para si mesmo.

titia disse...

00:53 podem ser o mesmo animal, mas o comportamento de um cordeiro é muito diferente do de um carneiro adulto e não é a espécie do animal, mas o comportamento dele que faz contraponto ao lobo. Nesse caso, o carneiro não serve, tem que ser o cordeiro mesmo. Você não espera que um sapo respire debaixo d'água porque um dia ele foi girino, né?

Desde quando ditados populares tem a ver com a ideologia dos direitistas fracassados que só se indignam com nudez se não for destinada à punhetagem e repetem a mesma desculpa furada da "moral, família e bons costumes" pra reprimir qualquer tipo de nudez não objetificadora?

Anônimo disse...

Acompanhava esse blog diariamente, mas de um tempo para cá é só decepção.
Um homem com o pênis para fora e as crianças o tocando, para quê?
Isto não é normal e não deve ser aceito.
No texto a Lola insere vários assuntos paralelos - excelente tática. Fala da direita, corrupção, falso moralismo(td com razão),mas não toca com prioridade no assunto central.
Acho q é o ranço contra os conservadores e tudo q eles apóiam tem q ser rechaçado através dos textos bem construídos por essa professora de Letras, mas que não me convenceram. Não há texto q me convença q crianças tocando homem nú não tem como objetivo a pedofilia.

Caroline Rodrigues disse...

Acho que a esquerda está tão preocupada em se diferenciar da direita, que está ignorando o cerne do problema.
A exposição não envolveu pedofilia, como muitos reaças adoram apontar, mas também não está isenta de problemáticas, como a esquerda defende. Expor uma criança à nudez dessa forma, ao meu ver, é algo completamente desnecessário. Afinal, a complexidade de uma exposição artística raramente pode ser compreendida por crianças, não acha? Eu não apoio a atitude da mãe que incentivou a filha a participar disso, tampouco iria deixar meu filho (hipoteticamente falando, pois não tenho filhos) entrar e interagir em exposições de conteúdo maduro.Não entendo o escarcéu que os reaças estão fazendo sobre tudo isso. Coisas muito piores acontecem todos os dias com crianças, adolescentes e mulheres, apesar de não causar tanta comoção na direita quando exposto (vai entender??).
Não deveria haver lados quando estamos falando de arte ou pedofilia.Polarizar isso é perigoso, pois faz com que as pessoas estejam mais preocupadas em decidir o seu lado ao invés de analisar a situação friamente. E este foi o primeiro post em que eu discordei de você,Lola. Mas sempre há uma primeira vez pra tudo,né?

Anônimo disse...

Para contribuir com a discussão...

https://amb.org.br/noticias/amb-alerta-sobre-la-bete-encenada-no-museu-de-arte-moderna-de-sao-paulo/

kimberly santos disse...

O estranho não tocou nela,quem tocou foi ela! E com supervisão da mãe. E se a mãe expos a criança a uma perfomance assim,cabe a ela ensinar a criança.Muito antes do século XV já havia nudez na arte,quem diz que não é arte(nudez) é por que erotiza.

Anônimo disse...

É a mesma pessoa, que volta como Anônimo para se auto elogiar.

Anônimo disse...

É isso mesmo. Ninguém está pensando nas crianças, de nenhum lado do espectro político a que imaginam pertencer.

Reacionários e autoritários são aqueles que sempre agrediram e estupraram as crianças em casa, e abafam tudo isso - e hoje em dia até mostram a cara defendendo sua 'liberdade de expressão' de serem pedófilos. Agora aproveitam-se dessa polarização fabricada para, fingindo que se preocupam com as crianças, aprofundar ainda mais as divisões e ganhar mais território, de expressão pública e de povoamento das subjetividades, em massa.

Liberais nunca foram livres e defensores das lutas coletivas, sempre foram narcisistas individualistas travestidos de livres, subjetividades fabricadas pelo liberalismo estadunidense para colonizar outras subjetividades, em massa, e construir um imenso grupo que pensa que pensa, para se encaixar em uma falsa oposição aos autoritários, uma falso coletivo incapaz de ações coletivas organizadas e efetivas, um bando de individualistas movidos pelos valores empresariais e liberais já entranhados em qualquer canto da grande cultura social. Dentro desse grupo as crianças continuam sendo abusadas, só que de outras formas, mais simbólicas, ou mesmo concretas, como no caso da mãe que submeteu a filha a vexame público (artigo 232 do ECA) na performance do MAM. O interesse dela também não era a criança, sua saúde e sua proteção, mas satisfazer o seu ego dominado pela falsa agenda liberal, posar de desconstruída, preferindo causar danos psicológicos a própria filha à quebrar sua própria crista narcisista. De que maneira isso é diferente de ser um pai ou uma mãe reaça e autoritário? Não é diferente, é igual, é a mesma coisa. E ninguém liga para as crianças.

Ninguém enxerga realmente o que precisa ser enxergado, fala o que precisa ser falado, pensa verdadeiramente. O caso do Santander foi uma oportunidade desperdiçada de discutir não só a tática fascista de dominação cultural, como discutir o que realmente é a teoria queer e seus danos ao feminismo, às crianças, à cultura e à sociedade em geral, naturalizando a dominação patriarcal na pornografia e na prostituição. Desperdício.

Em meio aos falsos pensares, a essa busca obsessiva e deliberada por maus encontros em arenas virtuais como esta, apenas uma fala, um único texto preocupou-se realmente com a criança. Esta entrevista da especialista em educação sexual e presidente do Instituto Cores, Caroline Arcari, para a revista Carta Capital, acessível aqui: https://www.cartacapital.com.br/sociedade/eu-desencorajaria-os-pais-da-possibilidade-de-uma-crianca-tocar-o-corpo-de-um-homem-nu - e ela foi muito polida e cuidadosa... porque é preciso ter cuidado com o linchamento liberal.

FAWM disse...

FAWM disse...
Bom;
Tenho medo de vcs, de esquerda,de direita, machistas, feministas, etc.
Tenho medo pelo simples fato de que não importa nada além de seus unilaterais pontos de vista.
Vcs não estão defendendo um bem comum, estão apenas atirando ao léu.
Como ser vivo integrante de uma sociedade evolutiva e consideravelmente com uma mente que não se encaixa nessas lutas egoístas de vcs me pergunto:

Primeiro, nos forçamos a não termos direitos e nem deveres?
Segundo, não nos permitimos decidir o que é melhor para os outros e nos e impomos sermos detentores das vidas de todos?
Sabemos oque é bom para quem nem sabemos que existe?

Quando era jovem, eu era tão ignorantes que achava que sabia o que era bom pra mim e hoje décadas depois tenho o privilégio de perceber que até hoje não sei se tenho capacidade de tomar as melhores decisões a meu respeito, que dirá sobre a vida de alguém?

Mas uma coisa é certa, tenho certeza que ainda posso encontrar pessoas que tenham em seus corações o amor de me queres bem e a iniciativa de me proteger tal qual a vc tmbm. Existe ainda quem pense no bem estar de nos com tal altruísmo que negaria toda e qualquer bandeira egoísta. Vc acredita?
Salve guarde a dos fetos, pq nessa escalada insana de busca pelo desconhecido, por lei já não podemos proteger!
Pessoal desculpa se tiver me desequilibrado, e se por algum ponto eu tenho aparentado ser da esquerda ou da direita pois não foi minha intenção caminhar para algo tão baixo.

Pessoal licença para fugir e me salvar de vcs, pois sou maior de idade e posso fazer o que eu quiser agora. (Brincadeira, eu sei que não posso)

Psss: sou a favor de aborto quando em casos improdutivos ou imediatamente pós estupro, sou a favor do ECA, sou a favor da arte mas não acho que nenhum artista e um deus como nossos colegas imaturos se acham( até pq deus na terra só se for um faraó ou imperador da antiguidade), abomino o machismo e o feminismo, não sou fã do capitalismo mas odeio o comunismo por não permitir a liberdade, etc, etc, etc.
Que triste ver pessoas incompetentes com poder nas mãos.
Não ajudem eles a instaurar qualquer tipo de guerra em nossa nação, somos uma nação pacífica, e ainda podemos continuar assim. Cuidado pq a pessoas que só dão valor ao que perdem!!!!!

11 de outubro de 2017 04:10

Publicar