quinta-feira, 12 de março de 2015

GUEST POST: PRECISAMOS FALAR SOBRE BBB

Ninguém vai acreditar, mas recebi praticamente ao mesmo tempo dois textos sobre BBB, e ambos escritos por Gabis. Publiquei ontem o da Gabriele, e hoje publico o da Gabriela Corrêa, técnica em alimentos e (quase) historiadora no Rio e blogueira

Auto da Compadecida no teatro
Podemos dizer que temos uma cultura erudita, produzida e/ou voltada para uma elite em termos de classe e/ou intelectual. Uma cultura popular, que tem a ver, como o próprio nome diz, com o povo, mas não estou falando de Valesca Popozuda. Nessa categoria poderíamos colocar Ariano Suassuna, como alguém que coloca em suas obras escritas o próprio jeito de falar da população que ele retrata. Bom, é só um exemplo. 
E temos a cultura de massa, que transpassa as classificações de elite e de povo e se transforma justamente em "massa". Basta pensarmos na massa com sentido culinário: diferentes ingredientes que se misturam para se transformar em algo homogêneo. Aí sim entra a Valesca Popozuda. É na cultura de massa que nós temos um funkeiro que surgiu de uma região pobre do país cantando funk ostentação, ou uma jovem de classe média alta da Zona Sul do Rio de Janeiro que vai ao show do mesmo funkeiro. É uma mistura, produto de uma indústria cultural que visa o entretenimento por ter como objetivo o lucro. Vamos mais um pouco adiante nisso.
O que sempre deu status ao pesquisador, falando aqui como estudante/ pesquisadora de História, era se dedicar ao estudo do erudito. Mais tarde, a cultura popular ganha espaço na academia. Hoje, a cultura que ainda sofre preconceito quando decidimos estudar é a cultura de massa. E aí ressalto duas visões: um preconceito de classe, uma vez que na cultura de massa se encontra o "povão", e uma visão política de esquerda que busca boicotar ou abomina aquilo que é feito por uma indústria visando o consumo. 
Acontece que nenhuma dessas visões ajuda no debate sobre a nossa sociedade e sobre como compreender (ou buscar compreender) as formas através das quais esses fenômenos que têm muita audiência, arrastam multidões, ditam comportamentos e influenciam formas de pensar, ocorrem em nosso país. Consumidores, pesquisadores ou qualquer outra coisa que sejamos, eu compartilho da visão de que não posso ignorar a Rede Globo. E tendo um programa que fica "na boca do povo" durante três meses, todos os anos, concluo que sim, precisamos falar sobre o Big Brother. No meu caso falo como crítica e como consumidora, uma vez que assisto ao programa. 
Tamires foi logo de início uma das participantes que mais chamou a minha atenção por ter despertado os sentimentos (de posse e obsessão) do poeta (stalker) Adrilles. Independente de qualquer denúncia feita sobre sua conduta antes da casa (ainda que sejam importantes, mas independente disso), a forma de Adrilles agir com Tamires e sobretudo a forma de Adrilles agir com a rejeição de Tamires demostra ali um comportamento característico de homens que não sabem lidar com o "não" de uma mulher e travestem de amor um sentimento violento, que não necessariamente implica em agressão física, mas agride psicologicamente a pessoa "amada". 
Tamires diversas vezes declarou se sentir incomodada com o comportamento e a presença de Adrilles, e mesmo com os avisos de outras pessoas da casa, ele insistiu no comportamento doentio, enquanto a edição tratava tudo de forma cômica ou mesmo como amor -- tão amor quanto o lindo amor entre Monique e Daniel no BBB12, pra quem lembra da polêmica sobre um possível estupro.
Outro ponto muito marcado pela edição era a compulsão de Tamires pela comida. As notícias na internet se voltavam para o peso que a participante ganhava no confinamento, e muitas críticas e piadas foram feitas com o seu corpo, através da já conhecida gordofobia. 
Se Tamires é gorda ou não, nem vou entrar nesse mérito. O que me choca e entristece é ver que isso ainda é usado como ofensa e que se tenha tanta vigilância em cima do corpo de uma mulher. "Isso é coisa de Big Brother", eu já ouvi. Antes fosse! Se esse comportamento fosse restrito ao programa e seus telespectadores (o que já é gente pra caramba), seria menos pior. Mas não é só coisa de Big Brother, é coisa da nossa sociedade machista, e mulheres com baixa autoestima sofrendo com a imposição de padrões sobre seus corpos é carta comum no nosso dia a dia.
Como se já não bastasse a negatividade de toda a situação com Adrilles e a baixa autoestima, Tamires ainda sofreu com a possibilidade (que se mostrou realidade) de ser rotulada de "vagabunda" por ter rolado um clima entre ela e Rafael na festa de sexta-feira, onde os dois estavam bêbados. Rafael namorava na casa a Talita, amiga de Tamires, eliminada naquela semana. 
Rafael, também bêbado, diversas vezes chamou Tamires para o quarto onde ele estaria. Tamires correspondia ao mesmo tempo em que relutava. Fato é que o que aconteceu, aconteceu entre DUAS pessoas. No entanto, só uma recebeu a culpa: a mulher, pois é tarefa desta "se dar ao respeito". Rafael inclusive perguntou a Tamires, após ela dizer que ele a chamou para o quarto: "E o que você foi fazer lá?", e logo depois manifestou sua preocupação com Talita e enfatizou que nada aconteceu nem acontecerá entre os dois, como um aviso a Tamires. 
Aqui fora, a manifestação negativa do público se dirigia à falsa amiga e "vagabunda" Tamires, que se preocupava com o que sua filha poderia estar ouvindo a seu respeito. A moça desistiu do jogo em um estado claro de desgaste emocional, após lidar com um stalker, com a baixa autoestima, com a culpa seguida da alcunha de "vagabunda" que recai sobre toda mulher. 
No programa "ao vivo" tudo isso era reduzido à "ressaca moral" pelo apresentador. O esporro de Boninho para os participantes ainda no jogo, cujo áudio vazou, a chamava de "perdedora". No Dia Internacional da Mulher, tivemos uma participante chamada de gorda, vagabunda e perdedora, desistindo de um programa da TV aberta, segundo Bial, por não aguentar a pressão. Se o programa é um reality show, nós, mulheres, tivemos mesmo um show de realidade. Um show de horror.

98 comentários:

Anônimo disse...

Daqui a pouco vem gente se pagar de "discurso de vida saudável". Como se estivessem preocupados em policiar a saúde, e não a aparência.

Ela não é criança, sabe o que come, parem de ser fiscal de prato! Se vai ter índices altos de colesterol, açúcar e tal, é entre ela e x médicx.
Ninguém falaria tanto se fosse uma magrela se entupindo de porcarias sem engordar. E ainda dizem que estão preocupados com a saúde...

Raven Deschain disse...

Nossa mas se essa menina é gorda pobre de mim.

Anônimo disse...

FINALMENTE um texto bem escrito, abordando os reais aspectos do q essa menina passou no BBB, sem ridicularizar os atributos físicos nem a idade de ninguem, mesmo sendo esse alguem um stalker.

Anônimo disse...

Ela é a moça mais bonita e natural da casa.

Erisson disse...

Torcia pela Tamires! );
Tudo muito simbólico ter acontecido isso logo no dia internacional das mulheres, né!?

Otavio Questionador disse...

Olá homo sapiens, sou novamente. Migrei de tópico que aquele outro se desvirtuou sem intenção prévia da minha parte, tendo em vista o crescente números de feministas que ficaram chateadas com meu comentário anterior.


Sim, a moça do tal programa é gorda, triste realidade, mas ela pode mudar se decidir por viver uma vida mais regrada. É um esforço que terá que fazer, não é fácil, basta ter vontade. Mas vontade é algo que separa os vitoriosos dos que só sabem reclamar, no fim o cobiçado prêmio ficará nas mãos daquele mais bem preparado intelectualmente e fisicamente.

Vemos ai já uma desvantagem da moça, rs. Não pude resistir a piada.

Sim o rapaz que foi assediado tem total razão, ela foi no quarto instigá-lo a trair a namorada por que quis, depois se arrepender e botar a culpa na bebida...ora bolas! Desonestidade intelectual da mais soberba maldade.

E ainda por cima, quer vilanizar o pobre homem? Dois pesos e duas medidas certamente.

Como diz o ditado: Quando um não quer dois não brigam.

A esquerda procura boicotar produtos de massa? A televisão Venezuelana está ai para desmentir essa falácia! Touché! Sorte a nossa que temos defensores que estão angelicamente cuidando da autonomia da nossa TV Câmara por exemplo, ou ela se tornaria um panfleto televisionado da teoria marxista que afronta nosso amado continente sulamericano.

Quero mais uma vez convidá-las a tentar superar a própria limitação ideológica afim de debatermos idéias e não pessoas, lembrem-se do que diferencia os grandes pensadores da grande maioria.

No outro tópico fui inocente, pedi para baixarem os escudos, esqueci de baixar as espadas, não vamos entrar num debate como se fossêmos Gladiadores, não há necessidade de tamanha selvageria num espaço teoricamente democrático! Vamos lá! Sou um pouco otimista demais eu sei, por pensar que podem fazer mais, não me decepcionem!

Estes dois assuntos podem render boas idéias, temos que dissecar a má vontade da moça em manter uma dieta equilibrada e de aprender a se manter distante de homens bem relacionados.

PS: Só trocarei argumentos com feministas sensatas e de boa educação, dispenso pessoas mal resolvidas e cheias de complexos existenciais.

Anônimo disse...

O texto tocou no problema do assedio do Adrilles sobre a Tamires, sem precisar chamá-lo de velho de 40 anos e tampinha.

Parabéns!!

Elen disse...

Mui amiga ela,espero que nunca tenha uma amiga como ela e nem um namorado babaca como esse.
Ela pelo menos finge que está arrependia,ele só diz que não lembra de nada.
É absurdo como a mulher é tratada lá,mas sinceramente,eu não tenho pena.
Elas já sabem muito bem como é essa bosta de programa,eu só vi os dois primeiros e não sei como dura até hoje e mesmo assim ficam doidas para entrar.E além do mais,é tudo armado,editado,ganha quem eles querem,sem falar da falsidade de todos,mal se conhecem e de repente,todo mundo é amiguinho,se juntam para fazer casal,porque se amam muito...
Transam como se estivessem num motel e não num programa,com milhões vendo e a própria família assistindo,sem falar da falta de respeito com quem tá dentro da casa e é obrigado a ver e ouvir.
Não fazem porra nenhuma por três meses e ainda são chamados de heróis.
E a filosofia barata do Bial é dose.

Anônimo disse...

Há , deixem de hipocrisia , só gostaram do post pq fala de big brother , admito que não gosto da rede globo em geral , só não misturem as coisas

Helen Pinho disse...

"Se o programa é um reality show, nós, mulheres, tivemos mesmo um show de realidade." <3

Anônimo disse...

Ótimo texto! Terrível realidade. ....

Eu frequento o blog (e o mundo virtual em geral) há pouco tempo mas gostaria de agradecer o Otávio pois começo a entender o comportamento e as motivações dos tão falados trools a partir dos comentários dele (e ainda dá pra categorizar os ditos cujos, esse é do tipo "intelectual" que tenta camuflar os insultos utilizando uma linguagem rebuscada). Quer enganar quem troolzim?

Otavio Questionador disse...

Olá anônimo! Não posso me referir à você nominalmente pois não se identificou previamente.

Não sei nem o que significa a palavra trool, mas sinto que foi de forma perjorativa que usou esta palavra para me provocar.

É de fato uma tentativa, mas vim aqui para discutir saudavelmente (até o ponto que as feministas permitirem).

Também gostaria de me defender da acusação que faz sobre insultos, creio que não há maior ofensa do que defender valores degradantes e família, se você faz isso no fundo sente culpa e precisa colocar uma face para o mal, entendendo seu comportamento mas não compactuo com ele, jamais.

Anônimo disse...

Excelente texto!

Lola, comecei a acompanhar o BBB por causa das denuncias de stalking do Adrilles e fiquei horrorizada com a forma que a produção tenta mudar a historia e romantizar a perseguição dele com a Tamires.

O Rafael - com quem ela ficou na casa - é outro babaca. Fingiu que não era com ele e chegou a falar com o Fernando que a Tamires foi atrás dele porque não se respeitava.

Outro ponto importante e que eu acho que pode render uma boa discussão aqui no blog é a relação do Fernando e Amanda! Tem algo muito errado acontecendo ali também. Chegou ao ponto dele falar que faria tudo com ela, mas que não a beijaria, porque tinha outra namorada que já saiu da casa (Aline). E ao que tudo indica, em ela aceitou tudo isso e eles ficaram juntos (sem beijo) ontem a noite.

Adoro o blog e amo os comentários (de forma geral, aprendo muito aqui!)
Beijos, Melissa

Priscilla Souza disse...

Se ninguém tem haver com a vida da moça o que você tem com o que os outros pensam?ela estava em um programa,teve liberdade de escolher,fez o que achou que era certo.Não podemos escolher o que os outros vão pensar e sim o que podemos escolher.O crime seria não ter escolha

Anônimo disse...

E eu ainda tenho que ouvir que as mulheres já conqusitaram igualdade, e os preconceitos são iguais pra homens e mulheres... que bom que minha fé na humanidade como um todo já morreu faz tempo. Não assisto BBB, só acompanho alguns fatos pelo blog, mas não me surpreendeu nadinha do que aconteceu e do que disseram. A sociedade em peso é assim, o BBB é só um reflexo.

Nic disse...

Muito interessante ver esta concepção de cultura erudita e de massa de uma historiadora, pois na Comunicação já ultrapassamos essas ideias. A dita cultura de massa nunca é pensada fora de um paradigma cultural e ideológico, a homogeneização é na verdade um processo muito maior e mais complexo do que o termo “cultura de massa” dá a impressão de ser. Isso pra mim demonstra a necessidade de integração das diferentes áreas da ciência. :)
Só queria fazer esse adendo até para que se enxergue que há uma discussão sendo feito em outros campos de conhecimento. :)

Graciema disse...

"Sou um pouco otimista demais eu sei, por pensar que podem fazer mais, não me decepcionem!"

Who in the hell vc acha que é para que alguem se preocupe com decepcionar ou deixar de decepcionar você?

Agora, vaza daqui e vai procurar as suas feministas boazinhas e domesticadas em outro lugar.

Jonas Klein disse...

Olá Lola.

Eu sei que provavelmente hoje vão me xinga ate cansarem aqui e eu too nem ai para isto.

Vejam só "e uma visão política de esquerda que busca boicotar ou abomina aquilo que é feito por uma indústria visando o consumo."

E nestas horas eu me lembro de ex 1ª Ministra da Grã-Bretanha e de uma frase foi dita por ela, que eu acho que foi uma das mulheres, mais brilhantes que passou por este mundo, que disse:

O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros.

Esta frase é simplesmente perfeita.

Quanto a Tamires eu não fico com nenhuma peninha dela, pois ela sabia muito bem como é o BBB, e entro nesse lixo de programa porque ela mesma quis logo ela não tem do que reclamar.

Quanto aos comentários maldosos feitos por ela esta acima do peso, permita-me lembrar que a não ser quem tem alguma doença que faça pessoa engorda demais, quem é gordo esta assim por que quer, logo a Tamires poderia ter evitado de passar pelo que ela passou.

Sobre gordofobia, apesar de eu achar que ninguém tem nada haver com vida dos outros, ainda importante que se diga que isso bem diferente da homofobia, pois ninguém escolhe ser Gay nem Lésbica, a pessoa nasce assim, e no que se refere à questão racial ocorre a mesma coisa. Mas esta acima do peso para quem é adolescente ou adulto, pra maioria e uma questão de opção.

E para não dizer que eu não falei de "flores" isto requer uma observação:

"No Dia Internacional da Mulher, tivemos uma participante chamada de gorda, vagabunda e perdedora, desistindo de um programa da TV aberta, segundo Bial, por não aguentar a pressão."

Pois bem e quase certo que estas, que a maioria das pessoas que chamo a Tamires destas coisas são mulheres também, aqui entre aquilo que já disse alguma vezes neste espaço, as mulheres (não todas) dependendo da situação às vezes são ate mais machistas e/ou preconceituosas que os homens, logo se queremos acabar com machismo, temos que primeiro fazer as mulheres deixem de serem machistas, e no que se refere a as mulheres machistas eu sei que vou dizer e uma frase forte, não da parar tapa o sol com peneira.

As mulheres precisam deixar de serrem idiotas uteis a serviço do patriarcado, pois é o que toda mulher machista é nem se dão conta disto, apesar dos prejuízos que elas têm, ajudando manter o patriarcado de pé.

Ainda mais que nos sabemos que, mães machistas criam filhos e filhas machistas.

Por fim saindo do que eu disse aqui tudo o resto e coitadismo profissional, mas de qualquer forma eu respeito opiniões em contrario. Sei que peguei pesado mais eu precisava fazer este desabafo.

Boa tarde

Anônimo disse...

Tem um livro (bem ensaístico) que trata bem do tema. Lá vai:

http://www.boitempoeditorial.com.br/v3/Titulos/visualizar/rituais-de-sofrimento

Rafael disse...

Olá homo sapiens, sou novamente. Migrei de tópico que aquele outro se desvirtuou sem intenção prévia da minha parte, tendo em vista o crescente números de feministas que ficaram chateadas com meu comentário anterior.

Sim, a moça do tal programa é gorda, triste realidade, mas ela pode mudar se decidir por viver uma vida mais regrada. É um esforço que terá que fazer, não é fácil, basta ter vontade. Mas vontade é algo que separa os vitoriosos dos que só sabem reclamar, no fim o cobiçado prêmio ficará nas mãos daquele mais bem preparado intelectualmente e fisicamente.

Vemos ai já uma desvantagem da moça, rs. Não pude resistir a piada.

1 - Defina "Gordo".
2 - Defina "vida regrada"
3 - Os vitoriosos são magros? Conte-me mais a respeito da vida derrotada de Jô Soares, por exemplo.


Sim o rapaz que foi assediado tem total razão, ela foi no quarto instigá-lo a trair a namorada por que quis, depois se arrepender e botar a culpa na bebida...ora bolas! Desonestidade intelectual da mais soberba maldade.

"O rapaz foi assediado". Mas não foi ele que a chamou REPETIDAS vezes para ir ao seu quarto? Quanto à bebida, ambos estavam bêbados.

E ainda por cima, quer vilanizar o pobre homem? Dois pesos e duas medidas certamente.

Como diz o ditado: Quando um não quer dois não brigam.

Favor indicar onde o homem foi vilanizado. A indignação deu-se sobre a vilanização dela. Uma coisa não leva à outra e seu argumento é fraco no tocante à Lógica

A esquerda procura boicotar produtos de massa? A televisão Venezuelana está ai para desmentir essa falácia! Touché! Sorte a nossa que temos defensores que estão angelicamente cuidando da autonomia da nossa TV Câmara por exemplo, ou ela se tornaria um panfleto televisionado da teoria marxista que afronta nosso amado continente sulamericano.

Sim, a esquerda tem o hábito de recriminar a massificação. Massificação é nociva. Não sei onde você leu sobre Venezuela. Leu errado. Você já foi lá por acaso? Daqui a pouco fala de Cuba...

Quero mais uma vez convidá-las a tentar superar a própria limitação ideológica afim de debatermos idéias e não pessoas, lembrem-se do que diferencia os grandes pensadores da grande maioria.

No outro tópico fui inocente, pedi para baixarem os escudos, esqueci de baixar as espadas, não vamos entrar num debate como se fossêmos Gladiadores, não há necessidade de tamanha selvageria num espaço teoricamente democrático! Vamos lá! Sou um pouco otimista demais eu sei, por pensar que podem fazer mais, não me decepcionem!

Estes dois assuntos podem render boas idéias, temos que dissecar a má vontade da moça em manter uma dieta equilibrada e de aprender a se manter distante de homens bem relacionados.

PS: Só trocarei argumentos com feministas sensatas e de boa educação, dispenso pessoas mal resolvidas e cheias de complexos existenciais.

Eu não sou mulher, tampouco feminista, mas adoro comer reaças e coxinhas com requeijão no café da manhã. Se você continuar, vou te humilhar na próxima vez.

Otavio Questionador disse...

Olá Rafael! Que não é feminista, mas que é servil às feministas! rs

Rapaz, você acha mesmo que está humilhando alguém? Pois bem! Vamos discutir seus pontos, mas deixo claro que não vou me rebaixar ao seu nível de provocação, rapaz tende a treinar mais a arte da provocação meu caro!

Sem mais delongas:

1 - Defina "Gordo".
2 - Defina "vida regrada"
3 - Os vitoriosos são magros? Conte-me mais a respeito da vida derrotada de Jô Soares, por exemplo.

Gordo, você nunca viu? são pessoa a cima do peso? Mas quem sou eu para definir alguma coisa? Vamos ao dicionário? É o pai dos burros, você deve conhecê-lo, já deve ter o manuseado antes, agora a leitura?

Compartilhe esta página:
gordo
gor.do
adj (lat gurdu) 1 Que tem muita gordura. 2 Semelhante à gordura. 3 Que tem muita matéria sebácea. 4 Que tem o tecido adiposo muito desenvolvido. 5 Alentado, importante. 6 Cheio de gordura. 7 Aplica-se ao terreno apto para boa produção. 8 Diz-se da mulher grávida. 9 Aplica-se ao domingo, à segunda-feira e à terça-feira de carnaval. 10 Diz-se do dia em que a Igreja não ordena abstinência de carne. sm 1 Homem gordo, obeso. 2 Qualquer substância gorda. 3 Tip O mesmo que negrito. Nunca ter visto mais gordo: ter total desconhecimento de uma pessoa. Suje-se, gordo: expressão tomada a Machado de Assis, que significa admitir-se a patifaria, mas rendosa.


Vida regrada

regrar
re.grar
(lat regulare) vtd 1 Traçar linhas com auxílio da regra ou régua: Regrar o papel. vtd 2 Dispor em simetria (livros, móveis etc.); alinhar. vtd e vpr 3 Submeter(-se) a determinadas regras; guiar(-se), regular(-se), regulamentar(-se): Ela regrava severamente o comportamento das crianças. Regra-se por preceitos da psiquiatria. vtd 4 Administrar, dirigir, governar: Regrava a tesouraria do partido. vtd 5 Moderar: Regrar os gastos.

É claro que estamos falando de um sentido figurado aqui, se não sou souber o que é um sentido figurado pode colocar sua dúvida aqui também! Te explico o significado numa boa!

Sobre o Jô Soares, bem, aposto que ele não gostaria de ser gordo daquele jeito não é mesmo? Não sei como você define sucesso, mas se o seu exemplo é o Jô soares sugiro repensar este conceito.

Sim o rapaz convidou a nobre moça para o quarto, mas você não tem como saber se ele fez isso por pura educação ou se foi um teste de caráter, ou até mesmo a questão de que ele não esperava que ela aceitasse o convite, mas é ela quem toma o partido de ir até lá, livre arbítrio traz responsabilidades. ao menos que o meu caro debatedor viva anarquicamente e não assuma nunca a responsabilidade do que faz para defender que a moça possa fazer o que quiser sem se preocupar com as consequências.

Acho que o meu amigo está sendo cego seletivamente, não viu que a dona do blog postou dois textos SÓ para falar mal do sujeito? Tirarei print dos textos e posso te mandar por email com zoom aplicado se quiser!

Se eu fui pra Venezuela? Você já foi pra Marte por acaso? Ou o Polo Norte?

Mas da Venezuela sabemos muitas coisas, pois há a imprensa que está lá investigando e nos alertando sobre as atrocidades que acontecem naquele país que tem um líder Maduro só no nome.

Ou vai negar que o povo venezuelano ficou sem papel higiênico para limpar o anus?

Isso não saiu na Carta Capital logo não aconteceu?

Aguardo a parte em que me supostamente me humilha! De certo será emocionante!

Otavio Questionador disse...

Graciema! Minha jovenzinha!

Uma moça com um nome tão lindo como o seu se comportando de modo nada gentil com um pobre homem como eu? É deveras, vergonhoso!

Minha cara, não sou ninguém, mas quem, tirando nosso mestre da sabedoria Jesus Cristo é alguém relevante? Posso ter mil qualidades e alguns defeitos, mas presunção não é um deles, com certeza!

Aguardo que se acalme para ter a abertura de falar comigo e debater idéias, quem sabe você não seja uma dessas feministas boazinhas? Só necessita de orientação!

Kittsu disse...

Achei interessante a autora apontar o fato de que a esquerda no geral rejeita os produtos voltados ao consumo pelas massas (na verdade, voltado para o consumo em geral), quando na verdade deveria ter uma atenção especial a este tema e fazer uma boa análise sobre eles. Os motivos de existirem, quem os fomenta, com que intuito (além do simples lucro, óbvio), quais os resultados do consumo deste produto.
Digo, não é um mal DA ESQUERDA realmente. costuma ser um mal de pessoas de esquerda. Existem vários livros e produções acadêmicas que pela lente de um posicionamento de esquerda fazem este tipo de análise e reconhecem a influência deles. Mas pode existir sim uma tendência das pessoas em rejeitar não só o consumo deste produto (o que deveria ser meio óbvio), mas de taxa-los logo de mera futilidade e a coisa morre por aí. bom, pode até ser futilidade, mas de alguma forma reflete a própria sociedade.

Anônimo disse...

Ela teve obsessão por comida pois foi vista com indiferença pelo homem de sua 'amiga', assim como ela fez com o perseguidor dela.

Rafael disse...

Olá Rafael! Que não é feminista, mas que é servil às feministas! rs

Favor demonstrar onde fui servil a quem quer que seja. Iniciar a discussão falando da pessoa (famosa Ad Hominem não é legal

Rapaz, você acha mesmo que está humilhando alguém? Pois bem! Vamos discutir seus pontos, mas deixo claro que não vou me rebaixar ao seu nível de provocação, rapaz tende a treinar mais a arte da provocação meu caro!

Sem mais delongas:

1 - Defina "Gordo".
2 - Defina "vida regrada"
3 - Os vitoriosos são magros? Conte-me mais a respeito da vida derrotada de Jô Soares, por exemplo.

Gordo, você nunca viu? são pessoa a cima do peso? Mas quem sou eu para definir alguma coisa? Vamos ao dicionário? É o pai dos burros, você deve conhecê-lo, já deve ter o manuseado antes, agora a leitura?

Compartilhe esta página:
gordo
(limite de caracteres)

Vida regrada

regrar
re.grar (limite de caracteres)

É claro que estamos falando de um sentido figurado aqui, se não sou souber o que é um sentido figurado pode colocar sua dúvida aqui também! Te explico o significado numa boa!

Eu tenho dicionário. Continuo aguardando a definição de gordo, posto que mesmo a definição metalinguística é subjetiva. Não fuja. Se eu quisesse saber do dicionário, teria pesquisado lá.

Sobre o Jô Soares, bem, aposto que ele não gostaria de ser gordo daquele jeito não é mesmo? Não sei como você define sucesso, mas se o seu exemplo é o Jô soares sugiro repensar este conceito.

Onde leste sucesso? Você falou de separar vitorioso de derrotado. Eu não curto o Jô, mas ele é derrotado? É mesmo?. Posso passar a tarde enumerando gordos vitoriosos. Quer um primeiro exemplo? Winston Churchil era gordo. BEEEEM gordo. Venceu uma guerra e foi Nobel de Literatura em 1953. Tá bom de vitória para você? Ah, Winston era chegado a um Uísque, o que não é exatamente regrado, certo?

Sim o rapaz convidou a nobre moça para o quarto, mas você não tem como saber se ele fez isso por pura educação Você é humorista? ou se foi um teste de caráter, ou até mesmo a questão de que ele não esperava que ela aceitasse o convite, mas é ela quem toma o partido de ir até lá, livre arbítrio traz responsabilidades. ao menos que o meu caro debatedor viva anarquicamente e não assuma nunca a responsabilidade do que faz para defender que a moça possa fazer o que quiser sem se preocupar com as consequências.


(continua)

Rafael disse...

(continuação)
Ao contrário de você, não vou elocubrar sobre os motivos que a levaram até lá. Ele convidou. Ela foi. Ambos bêbados. Fim. Se houve erro, foi conjunto

Acho que o meu amigo está sendo cego seletivamente, não viu que a dona do blog postou dois textos SÓ para falar mal do sujeito? Tirarei print dos textos e posso te mandar por email com zoom aplicado se quiser!
Você tem problemas com interpretação. Curso de portugês resolve

Se eu fui pra Venezuela? Você já foi pra Marte por acaso? Ou o Polo Norte?
Eu não falei da imprensa estatal de Marte. Você falou da venezuela. É esse seu conceito de lógica? Repito a pergunta: Você esteve lá?

Mas da Venezuela sabemos muitas coisas, pois há a imprensa que está lá investigando e nos alertando sobre as atrocidades que acontecem naquele país que tem um líder Maduro só no nome.

Ou vai negar que o povo venezuelano ficou sem papel higiênico para limpar o anus?
Lamentável a falta de papel, mas o que isso tem a ver com cultura de massas mesmo? Lógica, cadê?


Isso não saiu na Carta Capital logo não aconteceu?

Aguardo a parte em que me supostamente me humilha! De certo será emocionante!

Você, como todo bom reaça humilha-se. Quando perguntado sobre A, responde B. Mistura assuntos sem relação para levantar poeira. Atenha-se ao debate. Não é o que você mesmo pede? Siga uma lógica coerente! Já que você tem um dicionário bacana, procure lógica e coerência lá. Aqui, na sua resposta, elas não existem.

Saber escrever não é o mesmo que saber argumentar. Tente novamente sem DISTORCER o que eu falei (caso do Jô) e sem FUGIR do tema (definições, Venezuela e cultura de massas).

Tente novamente. Estou aguardando. Aproveite, hoje estou com tempo.

Luiza disse...

Ai ai, o cara a chama pra ir no quarto, ela, adulta e que não tem namorado, vai. Que consequencias deveria sofrer? De forma alguma é aceitável que a chamem de vagabunda por isso.

Duvido que se fosse ela que o tivesse chamado para ir ao seu quarto alguém usaria a desculpa de que ela estava testando seu cárater ou não esperaria que ele fosse.

E o cara que o blog criticou por stalkea-la não é esse que ela ficou. Acho que nao é o rafael que precisa receber print com zoom.

agora venezuela é a nova cuba para os direitistas. Pode-se estar debatendo oscar oou jujubas,que eles aparecerem e gritam "E A VENEZUELA HEIN? E A VENEZUELA!?

Anônimo disse...

Nada mais justo, a Venezuela é o novo poster boy do fracasso da esquerda, já que nem montada em petróleo ela consegue não arruinar um país.

Anônimo disse...

Mas Rafael, ele não sabe escrever! Só sabe rebuscar a linguagem para parecer inteligente! Veja na resposta que ele me deu às 14:17, o último parágrafo é totalmente confuso!
Um idiota!

Otavio Questionador disse...

Favor demonstrar onde fui servil a quem quer que seja. Iniciar a discussão falando da pessoa (famosa Ad Hominem não é legal

Não consegue perceber a sua serventia para com as suas senhoras, as feministas? A pior escravidão está na mente! É um triste fato que esteja com um cabresto politicamente correto e não consegue ver que é um joguete!

Eu tenho dicionário. Continuo aguardando a definição de gordo, posto que mesmo a definição metalinguística é subjetiva. Não fuja. Se eu quisesse saber do dicionário, teria pesquisado lá.

Trouxe a você a definição do dicionário para que você não ficasse confuso, ela está ai bem explicada e de forma sucinta, sem delongas, se puder voltar e ler o que está escrito perceberá a definição do que gostaria de saber. E oras, se sabia, por que perguntou? Não vale jogar cortina de fumaça.

Onde leste sucesso? Você falou de separar vitorioso de derrotado. Eu não curto o Jô, mas ele é derrotado? É mesmo?. Posso passar a tarde enumerando gordos vitoriosos. Quer um primeiro exemplo? Winston Churchil era gordo. BEEEEM gordo. Venceu uma guerra e foi Nobel de Literatura em 1953. Tá bom de vitória para você? Ah, Winston era chegado a um Uísque, o que não é exatamente regrado, certo?

Que bom que mencionou Churchil, um dos maiores homens de valor que a Humanidade testemunhou, chutou a bunda de muitos comunistas! Mas o que faz deste homem um vencedor? Ele tinha foco! A doença dele não impediu que ele fosse determinado a vencer, o que não é todo gordo que tem esta virtude! Para de selecionar as exceções, se atenha a regra, aos milhares de gordos que não conseguem sair da situação pq não desejam.

Você é humorista?

Sou um entusiasta da vida! Pela Vida!

Ao contrário de você, não vou elocubrar sobre os motivos que a levaram até lá. Ele convidou. Ela foi. Ambos bêbados. Fim. Se houve erro, foi conjunto

Para quem iria me humilhar, já estar concordando comigo em partes é de fato uma grande imposição.

Você tem problemas com interpretação. Curso de portugês resolve

É de fato um jovem! Sempre combativo! Mas essa sua tática é cansativa! uma hora tu se coloca a pedir água!

Vamos lá! os posts da Lola estão ai! Todo mundo apontando o dedo em riste para o pobre participante!

Eu não falei da imprensa estatal de Marte. Você falou da venezuela. É esse seu conceito de lógica? Repito a pergunta: Você esteve lá?

Estar lá ou não estar lá não muda os fatos! Leia mais jornal rapaz! Agora repito, e você? Esteve lá!?

Lamentável a falta de papel, mas o que isso tem a ver com cultura de massas mesmo? Lógica, cadê?

O Povo não tem nem papel para cagar catso! Vão ter alguma cultura que não seja outra imposta pela mídia do governo? Se lhe faltam coisas tão básicas, coisas mais nobre como o direito de liberdade de expressão certeza que lhe serão talhados.

Você, como todo bom reaça humilha-se. Quando perguntado sobre A, responde B. Mistura assuntos sem relação para levantar poeira. Atenha-se ao debate. Não é o que você mesmo pede? Siga uma lógica coerente! Já que você tem um dicionário bacana, procure lógica e coerência lá. Aqui, na sua resposta, elas não existem.

Saber escrever não é o mesmo que saber argumentar. Tente novamente sem DISTORCER o que eu falei (caso do Jô) e sem FUGIR do tema (definições, Venezuela e cultura de massas).

Tente novamente. Estou aguardando. Aproveite, hoje estou com tempo.


Visto que ainda não conseguiu refutar meus pontos apresentados mantêm certa soberba, é somativo! Esse pedantismo não é gratuito eu sei! Mas estarei pacientemente defendendo meus argumentos, veremos quem irá sucumbir!

Anônimo disse...

Que argumentos Otávio?
Você é um grande idiota!!!!!

Mena disse...

Essa caixa de comentários já foi melhor frequentada...

Carlos Eduardo disse...

O valor da mulher no "mercado sexual" é dado em 90% pela aparência. Com as consequentes implicações economicas e em status que isso acarreta, para o bem ou para o mau.

Negar uma realidade não faz ela deixar deixar de ser realidade.

Otavio Questionador disse...

Que tristeza ver tantas ofensas! Por que estão se comportando de maneira tão histérica? É muita tensão! Nossa, não gostaria de viver a vida de vocês, parece bastante amarga!

Luiza minha querida! a Venezuela é o exemplo mais contemporâneo de que o esquerdismo faz mal para sociedade! Só não consegue perceber algo tão cristalino quem é....esquerdista! Bem irônico não?

Vamos falar de jujubas então!

Carlos Eduardo disse...

Já para o homem o valor no "mercado sexual" é um mix mais equilibrado. Eu diria que 1/3 aparência, 1/3 carísma e 1/3 sucesso ...

Logo os homens tem mais possibilidade compensar seus pontos fracos melhorando nos outros. No caso da mulher, a beleza pesa demais. Para sorte de algumas e azar de outras.

Rafael disse...

Otávio, não tem resposta enquanto você não RESPONDER AO QUE QUESTIONEI. Não fuja e tente novamente.

Já encontrei reaças mais inteligentes e mais afeitos à lógica.

Carlos Eduardo disse...

Falando no caso do julgamento da Tamires, acho tem um pouco de paranóia feminista no texto.

Se um homem flertasse com a namorado do amigo que deixou o programa, com certeza seria chamado de canalha também.

Carlos Eduardo disse...

* a namorada do amigo

Otavio Questionador disse...

Carlos Eduardo

Muito interessante trazer à tona essa questão do mercado sexual ao debate! É elucidativo.

Diria que o mix se compõe de 1/3 de sucesso financeiro 1/3 de carisma e 1/3 de força de poder, beleza só conta para gays ou eunucos servis ao feminismo, como algumas pessoas que não irei citar nomes....rsrsrs

Mulheres não são visuais! De resto, acho importante o assunto proposto.

Otavio Questionador disse...

Rafael meu amigo!

Eu respondi a todas suas falas, mesmo as mais ofensivas, nas quais eu poderia me reservar ao direito de te ignorar mas não o farei!

Fique à vontade para refutar o que lhe disse ou já pode "arregar", como dizem os jovens!

Anônimo disse...

Nossa, que comentários sem noção Carlos e Otávio! Saiam daqui!

Rafael disse...

Otávio, sério. Você é um cômico. Não adianta jogar para a torcida. Venha para o debate e lhe receberei.

Ao contrário de ti, não fujo de debate.

Anônimo disse...

Pela foto acho que dá pra entender porque o Otávio quer que as mulheres não sejam visuais.....kkkkkkkkk

Otavio Questionador disse...

Otávio, sério. Você é um cômico. Não adianta jogar para a torcida. Venha para o debate e lhe receberei.

Ao contrário de ti, não fujo de debate.


As respostas todas, eu deixei nos tópicos à cima! Basta respondê-los! quem está fugindo hein meu caro amiguinho de esquerda?

Viva lá revolución petista!

Anônimo disse...

QUE VERGONHA LOLA...
Olha, sobre o comunicado de um caso que aconteceu na USP campus leste:

"CASO DE MACHISMO OCORRIDO NA EACH

Na noite da última quarta feira (11/03), mais uma mulher foi vítima do machismo, tão naturalizado nessa sociedade. Um aluno denunciou no grupo “Estudantes da EACH”: “Esse cara que está mexendo no celular, não sei o nome dele, tirou fotos da bunda de uma colega minha durante a aula... Por questão de respeito a garota, o nome dela não será divulgado (ela já está sabendo o que o cara fez), estamos na sala 220 no Titanic agora...”
Após ler isso, um grupo de meninas se deslocou até à sala mencionada para entender melhor o ocorrido. Ao chegar lá, o denunciante foi localizado e relatou a esse grupo que ele presenciou o colega de sala fotografando a garota e salvando a imagem em seu celular. Após isso, o grupo conversou com a vítima e ela pediu que nenhuma atitude fosse tomada durante o andamento da aula e que conversassem com o assediador ele saísse da sala para que ele entendesse a gravidade dessa ação.
Ao final da aula, o garoto saiu e o grupo o abordou pacificamente, questionando a veracidade dessa informação, que foi negada grosseiramente por ele com a seguinte frase: “Você está louca?” (se referindo a uma das garotas que o questionava). Em seguida ele disse que aceitaria conversar em outro momento pois precisava ir embora. Foi sugerido então que mostrasse seu celular e ele respondeu que em seu aparelho haviam fotos particulares que ele não gostaria de mostrar. Porém o grupo repetiu a pergunta e sugeriu que ele mostrasse a última foto que foi tirada com seu celular. Se comprometeu a passar seu contato telefônico, enquanto andava e nem olhava para o grupo que o interpelava.
Desceu rapidamente e entrou no banheiro masculino, numa clara tentativa de apagar as fotos que comprovariam sua estúpida atitude. Alguns estudantes, homens, o seguiram e comprovaram que ele estava trancado em uma das cabines apagando fotos do celular. Após sair da cabine, uma estudante bravamente o encurralou dizendo que era crime o que ele tinha feito e que um boletim de ocorrência seria realizado, Nesse momento ele confessou e pediu desculpas. Foi dito a ele, então, que as desculpas deveriam ser direcionadas à estudante assediada e que atitudes machistas não serão aceitas dentro dessa escola.
Infelizmente atitudes como essas são proferidas contra as mulheres todos os dias, nos mais variados espaços e com diferentes intensidades. Quantas mulheres diariamente sofrem, com medo de sair de casa com a roupa que lhe der vontade, porque um machista pode a estuprar, se valendo ainda do argumento de que ela o provocou a cometer tal ato? Quantas mulheres tem medo de exercer seu direito de ir e vir e ficam em pânico ao estar sozinha em uma rua e se deparar com um homem? Quantas mulheres precisam se esforçar para que em sua vida profissional, as pessoas prestem atenção em suas suas palavras e não em seu corpo?
Enquanto isso for uma realidade e as pessoas enxergarem como natural, o machismo estará vencendo.
Mas enquanto as mulheres tiverem vozes, elas jamais serão caladas e machistas serão expostos e denunciados. Não haverá tolerância. Machistas não passarão!"

E você precisava ver o nível dos comentários no post da denúncia. Sempre aquele diálogo de que vai sujar a imagem do cara, não tinham certeza, as mulheres que se exaltavam estavam "sendo preconceituosas com os homens"...
serio, o que fazer??? to desanimada, acho que perdi a fé viu. Não vou por nenhum filho no mundo pq isso aqui ta uma vergonha.

Rafael disse...

Otávio, eu já disse que não estou fugindo. Só não discuto com quem argumenta baseado em falácias. Já disse para ater-se ao escrito, sem inventar coisas da sua cabeça.

Você aparentava ser bem melhor.

Rafael disse...

Você não definiu o que é ser gorda, você disse que gordos são derrotados. Justificou Churchil ser gordo com o fato dele ter lutado contra comunistas.
Disse que a comunicação estatal na Venezuela é "de massa" e para comprovar, disse que falta papel.
Cogitou que o cara tenha chamado a mulher para seu quarto em um contexto de "teste de caráter".




Veja como você disse uma coisa e foi buscar outras completamente sem relação para seu embasamento.




Sua argumentação é desprovida de lógica e intelectualmente desonesta.






Você é um fiasco! Se está a soldo do MR, diga lá que eles precisam de Guerreiros da Real melhor preparados.

Anônimo disse...


Quando o assunto é o BBB, tenho receio de opinar pois não vejo esta porcaria prefiro ver um seriado ou ler um livro, mas vamos lá.

a) Este stalker vai vencer o programa, pois ele representa o machismo e a ignorância das massas.

b) A moça ficou com o rapaz porque ele quis, a maioria dos homens adoram culpar as mulheres pelos seus erros

c) Lola me desculpa não quero ofender ninguém mas as mulheres do BBB, seguem a linha gostosa e burra na maioria das vezes, elas reforçam o machismo

Anônimo disse...

Gente, sério, por que esse post sobre cultura de massa e BBB se transformou numa discussão a respeito de gordura? Por que estamos discutindo se a Tamires é gorda ou não e se é por falta de vergonha na cara ou estresse? Oi, que tal simplesmente não falar disso? Que tal simplesmente calar a boca e não dar palpite no corpo das outras? Se fosse o Luan descontando estresse na comida ou o nojento do Adrilles desenvolvendo uma pança do tamanho do mundo ninguém estaria discutindo gordura ou magreza. Esse assunto só entrou em discussão porque é uma mulher e por isso todo mundo se sente autorizado a dar palpite no corpo dela. Que tal falar de cultura de massa e BBB e deixar o corpo da Tamires, que NÃO é propriedade pública, fora desse papo K7?

Otavio Questionador disse...

Otávio, eu já disse que não estou fugindo. Só não discuto com quem argumenta baseado em falácias. Já disse para ater-se ao escrito, sem inventar coisas da sua cabeça.

Você aparentava ser bem melhor.


Rafael meu caro e distinto adversário de debate! rsrsrs

Eu respondi a todas suas falas, repito isso pela terceira vez, se são falácias, prove! Quebre-as! Não fique ai de "mimimi" (aprendi essa recentemente no twitter), não cairei na sua provocação, por mim está bem claro que quem jogou a toalha foi você! Mas eu serei paciente e quando quiser voltar a discutir, faremos.

Também me sinto um pouco decepcionado contigo! Pensei que fosse um esquerdista inteligente! Poxa que ledo engano!

A demais, sem ônus de desvirtuar a nossa interessante conversa, quero agradecer a dona do blog a oportunidade de refutar as piruetas ideológicas feministas. De fato, foi um dia divertido!

Voltarei aqui sempre! Estou empolgado em debate até o último nível cada ideia exposta, e elucidar pontos controversos.

Amanhã aguardo vocês!

B. disse...

"Eu acho que o texto tinha muita paranoia feminista" disse o cara (parafraseei).


Cara, homem não tem que achar nada, não sente o machismo na pele.

Anônimo disse...

Onde essa moça é gorda? Na boa eu pegava ela fácil fácil e não deixava ir embora tão cedo! Uma pena ela ter desistido de um sonho por culpa de terceiros.

Anônimo disse...

Não pensei que isso fosse problema por aqui,Rafael.
Feministas adoram inventar coisas que você não disse,só porque elas acham que você deve ser assim,tudo baseado no fato de ter discordado delas.
Simplesmente ignoram o que a pessoa diz e partem para especulação,"argumento" bem infantil e idiota.

Anônimo disse...

"à cima"? Para alguém que quer usar palavras difíceis ele não consegue nem usar advérbio. Pouca forma e nenhum conteúdo...

Luiza disse...

O cara argumenta que a moça instigou o rafael a ir no seu quarto para faze-lo trair a namorada.

Repondido que ele que a convidou várias vezes, disse que era para testar seu cárater, ou por educação.

Rebati perguntando que se fosse ela que o houvesse o convidado a ir no quarto dela, a hipótese de ser um convite por educação ou para testar seria levantada.

Não respondeu.

Disse que estavam vilanizando o rafael e que haviam feito dois posts a respeito dele.

Respondi que não havia sido feito nenhum post criticando o rafael mas sim o adrilles que a stalkeava. O outro comentador de nome rafael também disse que não estavam vilanizando o rafael mas sim o fato de a estarem chamando de vagabunda e não falando nada do rafael.

Não respondeu. Tampouco apontou onde haveria "vilanização" do participante rafael.

fora ter dito que os gordos são fracassados e ter sido rebatido com exemplos que provam O contrário e argumentar que são exceções.
A porcentagem de gordos nos eua é bem grande, todos fracassados? Alias a tamires muito provavelmente seria considerada magra la (vejam que o conceito de gordo varia)

Mas claro, ele refutou "piruetas feministas".

Anônimo disse...

Achei o texto muito bom e muito pertinente discutir o BBB. Mesmo não gostando do programa, não há como negar a grande quantidade de gente que ele influencia. E essa influência acaba respingando em todos os setores da sociedade! Discutir a Globo, os comerciais de cerveja (aquele do "Verão é NOSSO" é terrível: a mulher, lindíssima por sinal, é tratada como "propriedade")
Pena o "debate" nos comentários. ...me parece que até o "feminista" está sabotando o blog ao dar trela para o "reaça" que nitidamente só quer incomodar....

Anônimo disse...

E o post sobre Malhação? As cenas de apologia a estupro e violência contra a mulher?

nadiaschenker disse...

Temo que o discurso contra o BBB seja muito mais uma forma de propagandeá-lo do que combater os "desvalores" que ele transmite. Não tá na boca de ninguém. Não Conheço ninguém que assista. É sério! A audiência tá na merda. E de toda forma, se o programa saísse do ar, as coisas melhorariam na Tv? Não! O BBB é sintoma e a doença está no monopólio da mídia. O BBB não é uma afronta ao feminismo, somente. Eu não assisti nunca e nem vou assistir (mesmo porque não tenho TV há uns 7 anos). Eu tenho certeza que de lá, como de toda a programação dessa e de outras emissoras, saiu muita ofensa às muitas minorias. Enfim, bastava ter noticiado que puseram esse stalker no programa. O resto já é de se esperar. Não vejo porque esmiuçar o programa. O programa pode ser combatido simplesmente pelo que propõe: enfiar pessoas numa casa, confinados, invadir sua privacidade, direito trocado por dinheiro e fama, para anestesiar pessoas de todas as classes sociais, com a promessa de que lá poderia estar qualquer um e de que ali está representada a vida de qualquer um. Afinal, é como se diz: todo mundo tem seu preço. Ainda aguardando o post de amanhã...

Anônimo disse...

BBB é lixo,nunca perdi meu tempo com isso.Não tenho pena de ninguém que faça parte disso.Não são crianças,mas sim adultos guiados por ganância e sede de fama.Pior do que essa Tamires é Talita.Se comportou feito uma cadela no cio,ok,o corpo é dela, deu pro cara por que quis,agora se fazer de santinha depois que foi eliminada?Pelo amor de Deus!Muita hipócrita.

Anônimo disse...

ADOREI O OTAVIO QUESTIONADOR!!!
Gente! incrivel!
Divertido, brincalhão, palhaço mesmo!
Adorei!

O melhor é ele tentando se passar por um homem de 50 anos. Dá pra ver pelo modo como escreve que tem entre 15 e 30. Mas 30 com muita dificuldade intelectual.

Adorei quando ele disse "nao sei o que é trool". Cara, ele teria entendido se vocês tivessem falado troll, mas o erro de digitação fez ele querer mostrar que não entende a ignorancia alheia, se fazendo de desintendido.

Muito bom.

A lógica dele é genial:
- gordos são perdedores sem vida regrada
- mas se combater comunista deixa de ser perdedor na hora
- ela provocou o cara quando aceitou seu convite.

afff

Anônimo disse...

Uma coisa que acho tosca é ficar corrigindo português em vez de refutar argumentos. Ad hominem puríssimo. Maaas, existe uma ironia incrível em querer pagar de intelectual condescendente e falhar na tentativa. Então, primeiramente como um exercício de humildade:

1. " Não pude resistir a piada." -> ninguém usa crase na internet. Mas se você quiser parecer intelectual, o correto é "não pude resistir à piada", já que o verbo é transitivo indireto e tem um artigo definido
2. "Como diz o ditado: Quando um não quer dois não brigam." -> o "Quando" deveria começar em minúscula
3. "Quero mais uma vez convidá-las a tentar superar a própria limitação ideológica afim de debatermos idéias e não pessoas" -> "afim" é sinônimo de "semelhante"; a expressão que você queria utilizar era "a fim", que é sinônimo de "com a finalidade de"
4."Vamos discutir seus pontos, mas deixo claro que não vou me rebaixar ao seu nível de provocação, rapaz tende a treinar mais a arte da provocação meu caro!" -> "tende" é terceira pessoa do presente do verbo "tender", que significa "com inclinação a". Suponho que você quis escrever "tem de" mesmo, querendo dizer "necessita de". E ainda assim a frase fica mal construída.
5. "são pessoa a cima do peso?" -> o correto é "acima"
6. "É o pai dos burros, você deve conhecê-lo, já deve ter o manuseado antes, agora a leitura?" -> o correto é "tê-lo manuseado". O que indica que alguém não manuseava direito o livro de gramática.
7. " De certo será emocionante!" -> a expressão correta para sinônimo de "com certeza" é "decerto", junto mesmo.
8." É deveras, vergonhoso!" -> o texto todo carece de vírgulas nos lugares certos, mas essa foi particularmente gritante. Não se separa com vírgula sujeito e predicado. O correto é "É deveras vergonhoso"
9."Para de selecionar as exceções, se atenha a regra" -> o "para" que você usou é preposição. Imperativo do verbo "parar" é "pare". E faltou a crase em "se atenha a regra" também.
10. "já estar concordando comigo em partes é de fato uma grande imposição." -> você acha que "impôs" a concordância a ele? Realmente é essa palavra que quis usar?
11. "Visto que ainda não conseguiu refutar meus pontos apresentados mantêm certa soberba, é somativo!" -> partindo da suposição que o "mantêm certa soberba" se refere ao Rafael (porque não pela primeira vez a vírgula foi ignorada), o certo é "mantém". Da forma que você escreveu é plural.
12."As respostas todas, eu deixei nos tópicos à cima!" -> novamente, o correto é "acima". Sobrou das crases que você esqueceu, né?
13."A demais, sem ônus de desvirtuar a nossa interessante conversa," -> a expressão que você quis usar é "ademais", tudo junto.

Quando quiser parecer erudito, garanta que vai conseguir. Caso contrário você se faz de besta.

Anônimo disse...

Fábio Mingau, Thomas toddynho, Raziel, Claudio, Arnold, etc. etc. etc.

Dava pra citar mil trolls conhecidos aqui no blog e ainda tem gente que os alimenta.

Tudo que eles querem é audiência... até desanima ler os comentários...

Anônimo disse...

Quem escreveu esse texto não assistiu ao programa.
Quem assiste ao programa, como eu, percebe que Tamires de santa não tem nada!
Era fofoqueira, alcoviteira, dissimulada, intrigueira, preconceituosa, mimada, falsa e desesperada por atenção e tentava disfarçar tudo isso com "lacinhos de criança" na cabeça e horas e horas de choro por dia, por qualquer motivo.
Em suma, não valia nada e nem devia ter entrado lá e até que demorou demais para sair.
E quem passava o dia inteiro falando de gordura e citando o ganho de peso pejorativamente era ela própria, que vivia choramingando pelos cantos (também) porque estava ganhando peso!
Assiste ao programa antes de vir com teses furadas fia.

Anônimo disse...

Como assim, não são visuais? Você não é mulher pra falar com tanta propriedade, eu sou mulher e um homem bonito fisicamente, chama muito minha atenção. Para relacionamentos, só a beleza não sustenta, tanto para homens ,quanto para mulheres. Agora, você não conhece nada sobre mulheres, para dizer isso.

Anônimo disse...

Quanto às argumentações:
1."E ainda por cima, quer vilanizar o pobre homem? Dois pesos e duas medidas certamente." -> ninguém quer vilanizar o Rafael (tirando uma ou outra mais exaltada, esse ponto eu lhe concedo). O que se quer é que o julgamento seja igual para ambos. Se Tamires é vagabunda por ter ficado bêbada com o Rafael, o último é igualmente canalha, pois fez EXATAMENTE a mesma coisa. Ou não se rotula ninguém, ou os dois são rotulados.
2."Também gostaria de me defender da acusação que faz sobre insultos, creio que não há maior ofensa do que defender valores degradantes e família, se você faz isso no fundo sente culpa e precisa colocar uma face para o mal, entendendo seu comportamento mas não compactuo com ele, jamais" -> pra VOCÊ não há maior ofensa do que defender valores degradantes e família (suponho que aqui você quis dizer "à família"), até porque "valores degradantes à família" é um critério muito subjetivo. Mas é consenso social que ser chamado de troglodita é insultante: o que foi o que você disse com "não vamos entrar num debate como se fossêmos Gladiadores, não há necessidade de tamanha selvageria num espaço teoricamente democrático! Vamos lá! Sou um pouco otimista demais eu sei, por pensar que podem fazer mais, não me decepcionem!". Logo, a conclusão do anônimo de que você proferiu insultos com palavras rebuscadas procede.
3.Olá Rafael! Que não é feminista, mas que é servil às feministas! rs -> o termo "servil" foi usado de forma claramente pejorativa. O Rafael comentarista pode não ser feminista e não necessariamente discordar das feministas em cada ponto de vista. Falha lógica sua então.
4. Sobre o sucesso ou fracasso de gordos. Primeiramente você dá a entender que pessoas acima do peso não podem ser vencedoras, vide sua classificação de gordos como são pessoa a cima do peso unida com o trecho anterior Sim, a moça do tal programa é gorda, triste realidade, mas ela pode mudar se decidir por viver uma vida mais regrada. É um esforço que terá que fazer, não é fácil, basta ter vontade. Mas vontade é algo que separa os vitoriosos dos que só sabem reclamar, no fim o cobiçado prêmio ficará nas mãos daquele mais bem preparado intelectualmente e fisicamente.. Há um problema aqui. Vitoriosos de que? De uma prova de corrida com obstáculos? De um jogo de videogame? "Vitorioso na vida"? Porque o último conceito é subjetivo. Há quem considere que "ser vitorioso" é ter uma família padrão, outros que acham que é ganhar dinheiro, outros que acham que é transar o máximo possível, outros que acham que é ter muitos amigos... Então dizer que gordos são naturalmente perdedores é critério apenas seu. Tanto é que no trecho Sobre o Jô Soares, bem, aposto que ele não gostaria de ser gordo daquele jeito não é mesmo? Não sei como você define sucesso, mas se o seu exemplo é o Jô soares sugiro repensar este conceito. você resumiu toda a condição subjetiva "ter sucesso" a ser ou não ser gordo; ignorando a fama e dinheiro que o Jô inegavelmente possue, critérios bastante usuais de "sucesso" para as pessoas.

Anônimo disse...

5."Sim o rapaz convidou a nobre moça para o quarto, mas você não tem como saber se ele fez isso por pura educação ou se foi um teste de caráter" Cristo, e tem como alguém saber? Via de regra, se você não quer que fulano entre no seu quarto, você não o convida. Porque quando você convida o fulano vai entender que tem permissão de entrar no quarto. Seu argumento é falacioso porque supõe que o convite dele era, por algum meio obscuro (aka porque lhe convém), falso; e que de maneira igualmente obscura a Tamires deveria ter entendido isso e não aceitado o convite.
6."Acho que o meu amigo está sendo cego seletivamente, não viu que a dona do blog postou dois textos SÓ para falar mal do sujeito?" Que ela tivesse postado vinte. Sério, o que a quantidade tem a ver com o assunto? Até porque o foco de ambos textos sobre o BBB era o Adriles.
7.Uma moça com um nome tão lindo como o seu se comportando de modo nada gentil com um pobre homem como eu? É deveras, vergonhoso! Mais uma vez o tom condescendente e pedante. Mas pelo menos se eu chamar Jurossauro eu posso me comportar como eu quiser.
8.É um triste fato que esteja com um cabresto politicamente correto e não consegue ver que é um joguete! Por favor, explique os mecanismos do suposto joguete que estamos fazendo com o Rafael.
9.Trouxe a você a definição do dicionário para que você não ficasse confuso, ela está ai bem explicada e de forma sucinta, sem delongas, se puder voltar e ler o que está escrito perceberá a definição do que gostaria de saber Com essa frase você deixa claro que não entendeu a argumentação do Rafael quando ele disse que a definição metalinguística é subjetiva.. Note que em todas as definições do dicionário que você trouxe, "gordo"
é uma pessoa que possui muita gordura, ou muito tecido adiposo, ou muita matéria sebácea. Mas em que ponto passa-se do "normal" para "muito"? Pelo IMC? Pelo peso de atletas ou modelos? Defina.

Anônimo disse...

10."Mas o que faz deste homem um vencedor? Ele tinha foco! A doença dele não impediu que ele fosse determinado a vencer, o que não é todo gordo que tem esta virtude!(1) Para de selecionar as exceções, se atenha a regra, aos milhares de gordos que não conseguem sair da situação pq não desejam.(2)" No primeiro trecho, você declara que um gordo pode ser um vencedor APESAR dele ser gordo por ter força de vontade. Logo, ser gordo em si não necessariamente implica em ser perdedor. No segundo trecho, você declara que a maioria dos gordos não pode ser vencedora PORQUE eles são gordos. Logo, ser gordo implica em ser perdedor. Contradição.
11.Diria que o mix se compõe de 1/3 de sucesso financeiro 1/3 de carisma e 1/3 de força de poder, beleza só conta para gays ou eunucos servis ao feminismo, como algumas pessoas que não irei citar nomes....rsrsrs -> No caso, suponho que você quis dizer "[Eu] diria". Logo, VOCÊ diria. E o que você diz não necessariamente é regra absoluta.
12.Mulheres não são visuais! -> Novamente, opinião sua. Não quer dizer que seja verdade.

Denise Marinho disse...

NÃO ALIMENTEM OS TROLLS. NUNCA.
Mesmo que você tenha a resposta perfeita, não responda. Temos tanta discussão boa para fazer aqui...
Não vamos perder o foco, por favor.

Anônimo disse...

Credo, que sujeito seboso esse Otávio

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Como a Raven disse, questionador como?? Só vi senso comum

Anônimo disse...

Concordo com a Denise! Por isso acho questionável o "apoio" do Rafael....parece um teatrinho de "debate" só pra atrapalhar a discussão!

Otavio Questionador disse...

(Parte I)

Bom dia! Amigos e amigas blogueiros! Vamos ao nosso delicioso debate?


ninguém quer vilanizar o Rafael (tirando uma ou outra mais exaltada, esse ponto eu lhe concedo). O que se quer é que o julgamento seja igual para ambos. Se Tamires é vagabunda por ter ficado bêbada com o Rafael, o último é igualmente canalha, pois fez EXATAMENTE a mesma coisa. Ou não se rotula ninguém, ou os dois são rotulados.

Como não querem colocar uma cruz no homem? (empalamento?obsessão pelo anus masculino?) Dizem que querem um julgamento(note bem a palavra, que já vejo o apedrejamento logo ali), mas só destacam a suposta má ação do sujeito, a Tamires pobre, pq oh, é uma mulher, logo incapaz (segundo suas teorias feministas) não teve sucesso em raciocinar que o que estava fazendo era errado! Só o "canalha" do Rafael!

pra VOCÊ não há maior ofensa do que defender valores degradantes e família (suponho que aqui você quis dizer "à família"), até porque "valores degradantes à família" é um critério muito subjetivo. Mas é consenso social que ser chamado de troglodita é insultante: o que foi o que você disse com "não vamos entrar num debate como se fossêmos Gladiadores, não há necessidade de tamanha selvageria num espaço teoricamente democrático! Vamos lá! Sou um pouco otimista demais eu sei, por pensar que podem fazer mais, não me decepcionem!". Logo, a conclusão do anônimo de que você proferiu insultos com palavras rebuscadas procede.

Estou apenas a dar pequenas pitadas de provocação! Parece que alguns peixinhos moderam a isca!

o termo "servil" foi usado de forma claramente pejorativa. O Rafael comentarista pode não ser feminista e não necessariamente discordar das feministas em cada ponto de vista. Falha lógica sua então.

Ser servil não é necessariamente ruim minha cara! O mundo se divide em pessoas vitoriosas e dominantes e pessoas conformistas, estas nascem para servir o primeiro grupo! O problema é, a quem você serve? Quais os SEUS interesses? Gostaria muito que me elucidasse este enigma!

Sobre os gordos

Bem, vamos no metro de Nova York ou então em algum Mc da Periferia de um bairro pobre americano, já que vocês tem tanta vontade de falar sobre eles, veremos quantos gordos fracassados e quantos gordos vitoriosos tem por lá?

Cristo, e tem como alguém saber? Via de regra, se você não quer que fulano entre no seu quarto, você não o convida. Porque quando você convida o fulano vai entender que tem permissão de entrar no quarto. Seu argumento é falacioso porque supõe que o convite dele era, por algum meio obscuro (aka porque lhe convém), falso; e que de maneira igualmente obscura a Tamires deveria ter entendido isso e não aceitado o convite.

Não tem como saber! Somente o Rafael pode nos dizer! São suposições! Espero que saiba o que isso significa! (rs não vá se fazer igual o Rafael hein!)

Que ela tivesse postado vinte. Sério, o que a quantidade tem a ver com o assunto? Até porque o foco de ambos textos sobre o BBB era o Adriles.

Correção: O foco é destruir reputações de homens! E para isso precisam insistir muito!

Otavio Questionador disse...

(Parte II)

Mais uma vez o tom condescendente e pedante. Mas pelo menos se eu chamar Jurossauro eu posso me comportar como eu quiser.

Ad h....complete a frase! rsrsrs

Por favor, explique os mecanismos do suposto joguete que estamos fazendo com o Rafael. Vocês sabem como funciona! Primeiro atacam a estima do rapaz, com todo um sistema boboca de teorias "psico-históricas" fazendo-o se sentir culpado por ser homem, depois o domesticam e fazem igual o pernilongo da dengue, depois de contaminado, o homem feminista sai pra natureza tentar adoecer outros homens!

Note que em todas as definições do dicionário que você trouxe, "gordo"
é uma pessoa que possui muita gordura, ou muito tecido adiposo, ou muita matéria sebácea. Mas em que ponto passa-se do "normal" para "muito"? Pelo IMC? Pelo peso de atletas ou modelos? Defina.

Vamos a um exemplo prático, quanto você tem de altura e peso? Não vale ficar com vergonha! PReciso da sua resposta para explicar o meu ponto.



No primeiro trecho, você declara que um gordo pode ser um vencedor APESAR dele ser gordo por ter força de vontade. Logo, ser gordo em si não necessariamente implica em ser perdedor. No segundo trecho, você declara que a maioria dos gordos não pode ser vencedora PORQUE eles são gordos. Logo, ser gordo implica em ser perdedor. Contradição. Minha cara, não posso por mais que eu queira ser compreensivo com sua falta de boa interpretação textual! Os gordos já são pessoas preguiçosas por sua natureza, mas eles podem mudar, querer outra vida, basta de largarem de fazer gordices. Não há contradição.

No caso, suponho que você quis dizer "[Eu] diria". Logo, VOCÊ diria. E o que você diz não necessariamente é regra absoluta. [você-sujeito oculto]Já ouviu falar de sujeito oculto?

Mulheres não são visuais! -> Novamente, opinião sua. Não quer dizer que seja verdade. Prove o contrário! Podem até olhar, mas serão seduzidas pelas palavras, muitas aqui já disseram que beleza não sustenta interesse, pq na verdade o interesse não se dá pela beleza! Fato comprovado!

Ademais, me despeço por enquanto!

Elaine Telles disse...

Uma pena que os comentários têm sido desvirtuados pelos mascutrolls e ainda alimentados. Don't feed the trolls!

Anônimo disse...

Lola não tem como você bloquear os perfis dos trolls?

Otavio Questionador disse...

Censura! Arbitrariedade!


Lola, que vergonha, vi que apagou o comentário de apoio que eu recebi!

Estou de olho! Nossa, que decepção! Lamentável!

Priscilla Souza disse...

Seria melhor deixar o blog particular.pois no totalitarismo não se tem liberdade de opinião.Você ja viu uma feminista lutando por algo util?reinvidicando vaga em serviços pesados?lutando contra falsas acusações contra homens?você ja viu alguém que fala que luta por um mundo melhor ter um minimo de consideração pelo próximo?

Anônimo disse...

Por que meu comentário foi apagado?Por que falei a verdade?Que vcs feministas não aceitam e não aguentam serem confrontadas?Apagar meu comentário só comprovou essa certeza.
Que coisa né Lola,uma mulher da sua idade,com sua experiência de vida,que gosta de pagar de intelectual,bem resolvida,censurando quem não concorda com esse fanatismo de achar que mulheres são sempre as santas ,vítimas e coitadas do Universo.Essa é a sua forma de democracia ,de liberdade de expressão?Foi assim que vc construiu sua imagem e sua reputação?Calando quem não concorda com sua visão do mundo como se ela fosse a única?Vc só provou que uma farsa.
Digo e repito,quem entra em programas como BBB sabe muito bem o que está fazendo,são todos atores num teatro amador,todos procuram fama ,dinheiro fácil,são pessoas egocêntricas e gananciosas,independente do sexo.
Digo novamente,bloquear perfis de trolls e anônimos mostra o quanto vc e suas seguidoras são covardes e imaturas,por que não aceitam que o que vcs pensam não é a verdade Universal.Cresça,já passou da hora.

Anônimo disse...

Otávio, todo mundo sabe que você está usando uma persona de homem mais velho e usando linguagem rebuscada para se passar de "experiente" e "intelectualmente superior" (foto do olavão, for fucks sake, tem como ser mais óbvio que isso??). Infelizmente pra você, a força dos seus argumentos é mais que o suficiente pra provar o contrário.
Nunca vi um monte de senso comum vomitado tão toscamente condescendente. É basicamente discurso de facebook disfarçado de opinião intelectual (mas cheio de erro de português como a amiga apontou la em cima hahahah).
Gente, eu sei que não tem que alimentar ""trool"" que fica de ""mimimi"" (pelo menos essa ele "aprendeu no twitter recentemente" kkkkkkkk) mas eu não me aguento, essa tem que ser a tentativa mais cretina de vir "meter a real", de todas.

Anônimo disse...

Otávio e Carlos Eduardo, peguem na mão um do outro e sigam felizes, em direção ao horizonte.

Otavio Questionador disse...

Meus caros anônimos!

Sou uma pessoa do bem, estou aqui somente para expor idéias e trocar argumentos a fim de que possamos evoluir enquanto espécime humana que somos.

Atacar o indivíduo não leva a nenhum lugar benéfico, tão pouco o debate será enriquecido, pensem nisso com muito carinho parcimônia!

Anônimo disse...

1.Como não querem colocar uma cruz no homem? (empalamento?obsessão pelo anus masculino?) Dizem que querem um julgamento(note bem a palavra, que já vejo o apedrejamento logo ali), mas só destacam a suposta má ação do sujeito, a Tamires pobre, pq oh, é uma mulher, logo incapaz (segundo suas teorias feministas) não teve sucesso em raciocinar que o que estava fazendo era errado! Só o "canalha" do Rafael! Reitero: salvo exceções (que não incluem a autora do guest post), não está sendo defendida a culpa exclusiva do Rafael. O que se quer é que se a moça é chamada de vagabunda (o que está acontecendo), que o Rafael seja TAMBÉM reconhecido como canalha (o que não acontece). Se ainda assim você insistir que estamos tentando "vilanizar" o Rafael, a única saída é concordar que discordamos.
2.Estou apenas a dar pequenas pitadas de provocação! Parece que alguns peixinhos moderam a isca! Uau, quanta maturidade.
3.Ser servil não é necessariamente ruim minha cara! O mundo se divide em pessoas vitoriosas e dominantes e pessoas conformistas, estas nascem para servir o primeiro grupo!(1) O problema é, a quem você serve? Quais os SEUS interesses? Gostaria muito que me elucidasse este enigma!(2). Concordo com a afirmação de que quando se usa o termo "servil" não necessariamente se quer descrever uma relação ruim. Mas no contexto que você usou foi claramente usado de forma pejorativa. Pergunte a outros leitores qual foi a interpretação deles também. Me abstenho de responder à segunda parte porque além de ser novamente uma pergunta subjetiva, não entendo como a resposta pode contribuir à discussão.
4.Bem, vamos no metro de Nova York ou então em algum Mc da Periferia de um bairro pobre americano, já que vocês tem tanta vontade de falar sobre eles, veremos quantos gordos fracassados e quantos gordos vitoriosos tem por lá? Quando você especifica que estamos no METRÔ de Nova York ou na PERIFERIA de um bairro, você acrescenta termo circunstancial à sua premissa: independentemente de serem gordas, magras ou atléticas, pessoas que andam de metrô ou que moram na periferia naturalmente já falham em critérios de senso comum de "ser vitorioso na vida", que é ter muito dinheiro e status. Pra exemplificar, eu poderia rebater "vá numa academia de sumô e conte quantos gordos fracassados e quantos gordos vitoriosos tem por lá", adicionando um termo circunstancial favorável ao meu argumento na premissa.
5.Não tem como saber! Somente o Rafael pode nos dizer! São suposições! Espero que saiba o que isso significa! (rs não vá se fazer igual o Rafael hein!) Exatamente, são suposições (com fundamento nenhum) que distorcem o fato concreto de que o Rafael convidou a Tamires pra ir para o quarto. E ainda que estivessem corretas, não tinha como cobrar que a Tamires fizesse exatamente as mesmas suposições.

Anônimo disse...

6.Correção: O foco é destruir reputações de homens! E para isso precisam insistir muito! O primeiro texto é controverso. Mas esse guest post agora? Ele só defende, primariamente, que a Tamires tem o direito de falar NÃO para um homem e ter sua decisão respeitada. Em escopo menor, problematiza que a Tamires seja traíra e vagabunda enquanto o Rafael "não sabia o que estava fazendo". Novamente, se ainda assim você insistir que o objetivo dos textos é difamar homens, temos que concordar que discordamos.
7.Ad h....complete a frase! rsrsrs Ad hominem puríssimo, ser arrogante não significa necessariamente que você está errado. Mas destaca o pedestal em que você se coloca.
8.Vocês sabem como funciona! Primeiro atacam a estima do rapaz, com todo um sistema boboca de teorias "psico-históricas" fazendo-o se sentir culpado por ser homem, depois o domesticam e fazem igual o pernilongo da dengue, depois de contaminado, o homem feminista sai pra natureza tentar adoecer outros homens! Fazemos isso? Má interpretação sua do movimento feminista.
9.Vamos a um exemplo prático, quanto você tem de altura e peso? Não vale ficar com vergonha! Preciso da sua resposta para explicar o meu ponto 1,64m e 65 quilos.
10.Minha cara, não posso por mais que eu queira ser compreensivo com sua falta de boa interpretação textual! Os gordos já são pessoas preguiçosas por sua natureza, mas eles podem mudar, querer outra vida, basta de largarem de fazer gordices. Não há contradição. Não fui eu que interpretei errado. Você que escreveu mal. Não sou vidente pra entender seu "verdadeiro" ponto de vista exposto com frases mal formuladas (ou pra entender que o Rafael, ao convidar a Tamires, na verdade não queria que ela fosse no quarto, diga-se de passagem). Se quer que eu interprete melhor, reformule o trecho em questão.
11.[você-sujeito oculto]Já ouviu falar de sujeito oculto? Claro que sim, destaquei-o em "[Eu] diria" justamente pra diferenciar da segunda possibilidade [Ele/ela] diria. O meu argumento é que você mesmo destacou com essa construção que é uma opinião sua. E sua opinião não é regra. Mas o raciocínio já estava suficiente claro antes, não? Foi falta de interpretação ou má vontade?
12.Prove o contrário! Podem até olhar, mas serão seduzidas pelas palavras, muitas aqui já disseram que beleza não sustenta interesse, pq na verdade o interesse não se dá pela beleza! Fato comprovado! O ônus da prova é todo seu, colega. "beleza não sustenta interesse" não implica que a ausência de beleza não vai ser levada em consideração. O que a frase exprime é unicamente que APENAS beleza não sustenta interesse.

Anônimo disse...

Ps.:tão pouco o debate será enriquecido -> já que todos queremos evoluir, anote: o correto é "tampouco".

Julia disse...

Nossa, achei q tinha um monte de comentario novo mas eram só os troll desocupados. Passou tanta letrinha, eles estão escrevendo muito agora.

Otavio Questionador disse...

Vamos continuar aqui a nossa saga intelectual, espero que a anonima não pela "arrego" rsrsrs, igual nosso amigo Rafael!

Reitero: salvo exceções (que não incluem a autora do guest post), não está sendo defendida a culpa exclusiva do Rafael. O que se quer é que se a moça é chamada de vagabunda (o que está acontecendo), que o Rafael seja TAMBÉM reconhecido como canalha (o que não acontece). Se ainda assim você insistir que estamos tentando "vilanizar" o Rafael, a única saída é concordar que discordamos.

Não querem a culpa exclusiva do Rafael, mas escrevem dois POSTs inocentando a Tamires e cobrando apedrejamento do Rafael. :D claro que sou eu que estou maluco! (gostaram do emoticom? a história do emoticom é fascinante!)

Uau, quanta maturidade. Obrigado!

Concordo com a afirmação de que quando se usa o termo "servil" não necessariamente se quer descrever uma relação ruim. Mas no contexto que você usou foi claramente usado de forma pejorativa. Pergunte a outros leitores qual foi a interpretação deles também. Me abstenho de responder à segunda parte porque além de ser novamente uma pergunta subjetiva, não entendo como a resposta pode contribuir à discussão.
Concorda comigo em partes e tem medo de me dizer quais são seus interesses....hum, é muito revelador!

Quando você especifica que estamos no METRÔ de Nova York ou na PERIFERIA de um bairro, você acrescenta termo circunstancial à sua premissa: independentemente de serem gordas, magras ou atléticas, pessoas que andam de metrô ou que moram na periferia naturalmente já falham em critérios de senso comum de "ser vitorioso na vida", que é ter muito dinheiro e status. Pra exemplificar, eu poderia rebater "vá numa academia de sumô e conte quantos gordos fracassados e quantos gordos vitoriosos tem por lá", adicionando um termo circunstancial favorável ao meu argumento na premissa.
O velho relativismo esquerdista! Ora, gordos não são pessoas tão capazes de serem felizes quanto os magros? Pq só se espelham no Jô Soares e excluem os gordos pobres? (que são a maioria), que são gordos que querem ficar magros mas não conseguem!?

Exatamente, são suposições (com fundamento nenhum) que distorcem o fato concreto de que o Rafael convidou a Tamires pra ir para o quarto. E ainda que estivessem corretas, não tinha como cobrar que a Tamires fizesse exatamente as mesmas suposições.
Se a Tamires fosse uma moça Cristã que se dê-se o valor pensaria duas vezes antes de aceitar qualquer convite para sexo naquele lugar! Definitivamente, ela não pode pensar ao contrário do que ela acredita, ou seja, ela já foi com má intenção!

Anônimo disse...

Anon das 16:47... não, esquece. Sua argumentação não merece resposta. AO invés disso vu falar com todos que estão jogando pedras na Tamires por ter ido ao quarto: Nossa, eu não sabiaque a Tamires era comprometida com a Talita! Achei que o tal do Rafael, e não a Tamires, fosse o par da Talita nesse BBB... ah, é mesmo, pra machista homem não tem obrigação de ser fiel. Mulher é quem tem que deixar de existir pra não "tentar" o pobre machinho incapaz de se controlar.

Pra quê é mesmo que vocês existem, hein?

Otavio Questionador disse...

O primeiro texto é controverso. Mas esse guest post agora? Ele só defende, primariamente, que a Tamires tem o direito de falar NÃO para um homem e ter sua decisão respeitada. Em escopo menor, problematiza que a Tamires seja traíra e vagabunda enquanto o Rafael "não sabia o que estava fazendo". Novamente, se ainda assim você insistir que o objetivo dos textos é difamar homens, temos que concordar que discordamos.

Mais relativismos! Só o primeiro post...só isso, mas aquilo, vamos lá! Se atenha a unidade de todo o pensamento! quem escreveu este texto e o outro assim como quem publicou tem pensamentos coincidentes!

Ad hominem puríssimo, ser arrogante não significa necessariamente que você está errado. Mas destaca o pedestal em que você se coloca.

Pelo menos admite que ataca o adversário! É um ato nobre para um ação torpe.

Fazemos isso? Má interpretação sua do movimento feminista.
Claro, pq a única interpretação válida e correta do feminismo é a das feministas! rsrsrs

1,64m e 65 quilos.É gorda moça! Desculpe, agora percebe pq defende com tanto voracidade a Tamires? Pq é sua igual, não tenha vergonha, pode emagrecer! Ser feliz!

Não fui eu que interpretei errado. Você que escreveu mal. Não sou vidente pra entender seu "verdadeiro" ponto de vista exposto com frases mal formuladas (ou pra entender que o Rafael, ao convidar a Tamires, na verdade não queria que ela fosse no quarto, diga-se de passagem). Se quer que eu interprete melhor, reformule o trecho em questão.

Outra vez jogando cortina de fumaça e apelando para a argumentação de que o interlocutor não entendeu ou não se fez entender, pelo amor dos meus filhinhos!

Claro que sim, destaquei-o em "[Eu] diria" justamente pra diferenciar da segunda possibilidade [Ele/ela] diria. O meu argumento é que você mesmo destacou com essa construção que é uma opinião sua. E sua opinião não é regra. Mas o raciocínio já estava suficiente claro antes, não? Foi falta de interpretação ou má vontade?

Falácia da interpretação 3X

O ônus da prova é todo seu, colega. "beleza não sustenta interesse" não implica que a ausência de beleza não vai ser levada em consideração. O que a frase exprime é unicamente que APENAS beleza não sustenta interesse.

Só sair para a rua! Saia da sua bolha Marxista, veja o mundo! Mulheres lindas com homens feios, mas com muita grana, quanto mais bonita a mulher, maior tem que ser a conta bancária do sujeito.

Felicitações! Está durando mais que o Rafael!

lola aronovich disse...

Otavio adorador do Olavão, vc está a um tuíte de ter seus tuítes deletados. Baixa a bola aí. E saiba que vc não está agradando ninguém.
Por que vcs mascutrolls insistem tanto em comentar aqui? Será por que ninguém lê o que vcs escrevem nos seus próprios fóruns e blogs?

Anônimo disse...

CALA A BOCA OTAVIO OTARIO! VC SO CAGA PELOS DEDOS!

Anônimo disse...

Gente, essa menina se converteu ao islamismo para casar com o primeiro marido. :(

Anônimo disse...

Otávio, tu sofre um caso sério de pombo enxadrista. As pessoas não conseguem interpretar o que você diz porque você escreve mal, não pra distorcer seus argumentos. Sou a anônima que tava discutindo até agora, mas me abstenho do exercício em futilidade.

Anônimo disse...

Serio, 20:40? Não me surpreende. Ela é muita fraca. Ouvi ela contar que a filha não tem o sobrenome dela. Mas tbm o casamento acabou pq ela não era uma amelia, submissa o suficiente. Ela era muito jovem tbm.

Anônimo disse...

Tamires à revista Quem:

"QUEM: E o Adrilles?
TP: O Adriles é um fofo. Gosto muito dele. É uma pessoa que me deixava louca de nervoso. Quando estava estressada, ele chegava e falava a coisa errada, sabe? Era atrapalhado, queria ajudar, mas atrapalhava. Mas quando eu estava mal mesmo, ele sempre sabia a coisa certa para falar. Quero manter contato com ele. Gosto muito dele. E, depois da Amanda, até ficaria muito feliz se ele ganhasse o prêmio. Apesar de ele me desestabilizar. Porque lá dentro eu era tão tranquila até o momento que não deu mais - isso em relação a ele. Ma fora isso, ele é muito querido."

Wasp Salander disse...

Também achei, Julia. A situação tá tensa!

Anônimo disse...

"FINALMENTE um texto bem escrito, abordando os reais aspectos do q essa menina passou no BBB, sem ridicularizar os atributos físicos nem a idade de ninguem, mesmo sendo esse alguem um stalker"

Arrasou!

Anônimo disse...

BBB não é só um sintoma dos problemas da sociedade, é também um propagador, assim como tudo mais que a nossa sociedade consome. Não importa que seja um programa em decadência ou que seja UM programa. O discurso que fere as minorias está lá, sendo compartilhado e reproduzido.

Talvez falar sobre o BBB realmente não mude a situação do país, ou das mulheres... mas é importante. Especialmente por ser um programa que (supostamente) lida com a realidade. Se a realidade pode avacalhar com a gente assim e o público apoia, deixar tudo de lado vai ajudar quem?

Anônimo disse...

Estava lendo os comentários, mas parei quando li que a tal Tamires tava comendo demais porque queria, sabia o que tava fazendo e não podia reclamar da situação em que estava passando (no caso, o bullying). Nem sei quem é a criatura, mas... cara, esse é o mesmo discurso de que a mulher que usa roupa curta ta pedindo pra ser estruprada!
O que acontece é que toda essa campanha rotulada de "pró-obesidade" pelos defensores do fitness lifestyle nada mais é do que uma campanha exigindo algo essencial a uma boa convivência em sociedade chamado respeito.
Pessoas gordas não são doentes, e mesmo os doentes merecem respeito. Não entendo a insistência em demonizar a gordura (to brincando, eu entendo sim. De que a indústria da estética, suplementos alimentares e academias vão sobreviver se não do preconceito contra pessoas gordas?)

Anônimo disse...

Estava lendo os comentários, mas parei quando li que a tal Tamires tava comendo demais porque queria, sabia o que tava fazendo e não podia reclamar da situação em que estava passando (no caso, o bullying). Nem sei quem é a criatura, mas... cara, esse é o mesmo discurso de que a mulher que usa roupa curta ta pedindo pra ser estruprada!
O que acontece é que toda essa campanha rotulada de "pró-obesidade" pelos defensores do fitness lifestyle nada mais é do que uma campanha exigindo algo essencial a uma boa convivência em sociedade chamado respeito.
Pessoas gordas não são doentes, e mesmo os doentes merecem respeito. Não entendo a insistência em demonizar a gordura (to brincando, eu entendo sim. De que a indústria da estética, suplementos alimentares e academias vão sobreviver se não do preconceito contra pessoas gordas?)