domingo, 4 de janeiro de 2015

RETROSPECTIVA 2014 E TUDO QUE QUERO EM 2015

Gente querida, com toda a confusão das ameaças no final do ano, nem deu pra fazer a retrospectiva pessoal de 2014. Fazer retrospectiva do ano passado já no ano novo tem um ar de atraso, né? Mas é bom pra eu me lembrar. 
Não vou falar muito do bloguinho porque costumo escrever sobre isso no aniversário do Escreva Lola Escreva, no final de janeiro. No fim do mês ele completa sete anos de vida, e aí eu dou uma recapitulada de tudo que aconteceu.
Vi um monte de gente implorando pra 2014 acabar logo, sugerindo que foi um ano péssimo. Mas pra mim não foi não. Todos os anos são bons. A vida é bela
Por mais rotineira e exaustiva que minha vidinha possa me parecer às vezes, eu a amo. É tudo que tenho e, se dependesse de mim, gostaria de viver mais mil anos exatamente como estou agora. Só queria que o mundo mudasse, se tornasse mais tolerante, menos preconceituoso.
Minha saúde não está grande coisa. Explico: não é que eu sinta qualquer tipo de dor ou cansaço, é só que, fazendo todos aqueles exames de rotina, eu noto que a idade vai chegando. Até os 45, por aí, tudo estava bem. Agora, pela primeira vez, a glicemia está acima do normal (122, enquanto deveria estar abaixo de 99). Continuo com esteatose (gordura no fígado), diagnosticada há quase três anos. A partir de agosto, comecei a tomar suco de frutas e verduras todas as manhãs, e diminuí muito o chocolate (até cheguei a parar totalmente com o vício durante um mês). Estou me sentindo melhor por causa do suco. Mas não cheguei a fazer exercícios físicos, como deveria ter feito. 
Eu espero que, no meu próximo exame de sangue (o último foi em junho), meus indicadores já estejam melhores. Sei que muitxs de vocês disseram que eu devo procurar uma nutricionista, e até concordo. Mas minha última consulta com uma nutricionista, em 2013, foi traumática. A mulher nem olhou pra minha cara e já foi me passando uma dieta, sem nem se preocupar com o que eu como ou deixo de comer. Eu interrompi, disse pra ela que não iria comer aquilo (banana e peixe, por exemplo, são coisas que eu detesto), que aquilo nunca daria certo pra mim, e ela não quis nem saber.
Eu tenho plano de saúde da Unimed, e se tem duas especialidades médicas que os planos de saúde praticamente não cobrem são nutricionista e endócrino. Isso porque esses são os "médicos de dieta", tão procurados que não compensa pra eles atenderem via convênio. E eu acho um absurdo pagar uma nota em plano de saúde (R$ 800 entre o maridão e eu, sendo que a faculdade colabora com menos de 200) e ainda ter que desembolsar 200 ou 300 reais para uma consulta particular. 
Só pra ter uma ideia, pra conseguir marcar com uma nutricionista pelo plano de saúde em 2013, as pacientes tinham que passar por uma triagem. Precisavam ir à sede da Unimed, serem entrevistadas por uma enfermeira, para só daí marcar uma consulta semanas depois. A primeira consulta foi com uma nutricionista bacana, mas a segunda (e última) foi com a médica totalmente impessoal. 
Acho que minha alimentação está entrando nos trinques por causa do suco verde. Antes eu não tomava nada de café da manhã, e hoje minha primeira refeição é este suco feito com couve, limão, maçã, gengibre e mamão, e às vezes cenoura, maracujá, abacaxi, espinafre, hortelã, e acelga. Sem açúcar nem adoçantes, sem coar, com um litro e meio d'água. Eu e o maridão tomamos o suco (dá uma jarra cheia no liquidificador), ele mais do que eu. Muitas vezes eu substituo a refeição da noite por um copo de suco. 
E estou gostando tanto que até levamos o liquidificador e alguns ingredientes pras nossas férias em dezembro, para que o suco não parasse. Portanto, há mais de quatro meses que faço e tomo suco todo dia. Isso tem que estar me fazendo muito bem, ou senão não há justiça: eu substituo um monte de chocolate por frutas e verduras, e não há diferença? Acho que vai dar. Vamos ver o próximo exame.
Um problema talvez mais sério e que preciso resolver logo é que estou com ovários gigantes, principalmente o direito. Minha ginecologista (eu gosto dela, embora prefira a gastro, que nunca me dá bronca) é a favor de tirar tudo, útero e ovários. Eu concordo, porque nunca usei nem usarei esses órgãos mesmo, e não terei a menor crise de me "sentir menos mulher" por removê-los, já que nunca quis ser mãe (sei que muitas mulheres têm essa crise, e respeito). 
Porém, numa pesquisada rápida na internet, constatei que tirar esses órgãos (principalmente sem haver um motivo certeiro pra isso) pode encurtar a expectativa de vida de uma mulher em vários anos. Claro, ainda precisarei pesquisar mais e conversar com ginecologistas e cirurgiões pra decidir o que fazer. Alguma de vocês já passou por isso? Meus ovários aumentaram muito de tamanho nos últimos tempos e, apesar dos exames, a gineco não sabe bem o que é, se são cistos ou o quê. E eu nem saberia que meus ovários estão enormes se não fossem os testes, porque isso não interfere na minha vida. 
Mãe, gata Isabel, maridón
Ah, outra coisa: meus dentes não estão bem. Comecei um tratamento em novembro. 
Eu preciso "consertar" tudo isso. Já que não vou viver mil anos, queria ao menos chegar aos 80. E chegar tão bem quanto minha mãe está chegando (em maio ela se torna octogenária, com ótima saúde. Eu, pelo jeito, puxei meu pai. Na questão dos dentes, certamente puxei meu pai, grrrr!). 
Além da questão da saúde: em 2014 eu queria ter publicado outro livro, mas não deu tempo nem de escrevê-lo. Vamos ver se dá este ano. Não será fácil, já que, neste primeiro semestre, pegarei quatro disciplinas, fora a disciplina de Estudos de Gênero em Literatura e Cinema (aberta a todxs vocês aqui do Ceará: começa em março, terças, no horário do almoço, na UFC, grátis; quem quiser se inscrever, envie um email pra mim: lolaescreva@gmail.com). 
Consegui publicar alguns artigos acadêmicos, mas tenho que publicar mais, publish or perish. A UFC (e não sei se outras universidades federais também) está dificultando cada vez mais a progressão funcional dos docentes. Eu sou professora-adjunta 3 e creio que, com meu currículo, não terei grandes dificuldades para chegar a adjunto 4, em março de 2016. O problema será a progressão de adjunto para associado, em 2018. Falta bastante até lá, lógico, mas preciso me programar desde já. Eu queria muito fazer um pós-doutorado em gênero, talvez no exterior, ano que vem ou em 2017. Mas depende de conseguir licença, e estou num departamento com outros 45 professorxs que também têm seus projetos. 
Eu sabia que, em 2014, os convites para palestras iriam diminuir, por causa da Copa do Mundo e das eleições. E, de fato, diminuíram, mas nem tanto: em 2013 participei de 52 eventos, entre palestras, mesas-redondas, debates etc. Em 2014, foram 38 eventos, distribuídos entre onze cidades (Fortaleza, Florianópolis, Redenção, CE, Curitiba, Brasília, São Paulo, Londrina, Maringá, Araraquara, Bauru, Marabá, PA) e cinco estados. Também dei mais de 25 entrevistas para veículos de comunicação diversos. 
No ano que passou ganhei muito bem e guardei um montão, mas menos que em 2013. Os gastos foram maiores: fizemos uma reforma na casa (ainda precisamos fazer outra) e trocamos de carro. Na realidade, a troca foi no ano retrasado, mas como somos os piores vendedores do mundo, levamos meses pra vender nosso modelo 2007; assim, ficamos com dois carros durante os primeiros meses de 2014, e contabilizei a diferença do valor (oito mil reais; compramos um Uno 2012 com 7 mil km) este ano. 
Não posso reclamar nada da minha vida amorosa (eu e Silvinho caminhamos para um quarto de século juntos; bodas de sei-lá-o-quê em agosto) e nem financeira. Pra quem estava em dúvida (eu estava) se valia a pena se mudar de Joinville pra Fortaleza, agora em 2014 eu e maridão ganhamos o triplo que em 2009. 
Os primeiros planos são que a gente se aposente quando eu tiver 55 anos e ele, 65. Em 2022 ou 23, se der. Mas não sei, no fundo a gente gosta de trabalhar. 
Bom, vamos a mais um ano excelente! E vocês, pessoas queridas? Como foi seu 2014 e o que vocês exigem de 2015? Contem aí!

144 comentários:

Anônimo disse...

Oi! Na minha cidade, não tenho problemas com a Unimed para ter consulta com endócrino, mas com nutricionista também. Entendo muito bem teu trauma, passei por vários profissionais assim. Não adianta dar uma dieta pronta para a pessoa, essa não vai seguir e está fadada ao fracasso e frustração... dieta pronta o dr. google te dá facilmente! Mas Lola, tenta alguma indicação boa de nutri, nutrólogo ou endócrino - apesar desse último não achar o mais adequado para isso - que vai dar certo! :)

Itárcio Poeta Ferreira disse...

Oi, Lola,
Também tenho esteatose, mas o meu problema é a falta de exercício e a bebida alcoólica.
Em relação as ameaças que você recebe, nem sei o que dizer, você realmente é uma pessoa de fibra. Fica aqui a minha solidariedade. O que eu puder ajudar, é só falar. Você tem um amigo em Recife.
Tudo de bom para você, seu marido e todos que você ama e a todos que amam você.
Abraços!

Raven Deschain disse...

Ih Lola. Se retirar os ovários ou o útero diminui a vidinha, vou morrer. A médica simplesmente me extraiu um ovário sem falar nada disso. Haha

Melhoras.

Anônimo disse...

Isso ae, continuem falando que ser gorda é legal, é bacana e o excesso de peso não interfere na saúde. Parabéns.

Kittsu disse...

É irritante sempre que você fala da sua saúde porquê você sabe qual o problema, sabe o que tem que fazer mas não muda os seus hábitos. Você se entupir de frutas - que é apenas mais açucar na sua alimentação, pois aparentemente só cortou o chocolate - não vai te ajudar em nada, na verdade você tinha que cortar justamente os açucares - massas, qualquer pão, macarrão, pizza, bolo, lasanha, batata, arroz.
E esses ovários malucos e dentes em mau estado são apenas mais um sintoma da sua dieta. Você com certeza tem síndrome metabólica e cacete, tu vai morrer cedo disso daí! Tu vai ter um piripaque! Tu vai virar do avesso!!!! Não vai nem precisar de mascu nenhum pra fazer o serviço, tu tá se matando sozinha. Céus, como eu detesto ver isso acontecendo. garrrrghhhh

Gle disse...

Oi Lolinha!

Ovários policísticos é? Vixxx... Seja bem vinda ao clube! Depois de ficar quatro meses sem menstruar, fiz uma ultrassom e descobri que tenho cistos nos dois ovários! Segundo minha gineco, isso é normal em mulheres e na maioria dos casos não tem muito perigo não. Hormônios são os responsáveis. Eu engordei muito (muito mesmo, tipo mais de 10kg depois disso) e até hoje não consigo voltar ao meu peso normal. O bacana foi eu perguntar a ela: "como posso controlar isso?" e ela respondeu: "com anticoncepcionais ou cuidar na alimentação". Como eu não uso anticoncepcionais a três anos (e não quero voltar a tomar), a saída seria a alimentação, mas ela não soube me explicar muito, só disse que hj em dia os alimentos como frango tem muito hormônio. Foi ai que resolvi me consultar com uma nutróloga que meu plano cobrisse. E assim como vc, fiquei traumatizada! Ela começou a me dar um Monte de folhas para fazer dieta e mandou eu fazer exercícios. Foi então que eu disse "ok, mas vc não vai me dar exames para fazer? A dieta não tem que ser de acordo com o que meu corpo necessita?" e ela me responde "exames se faz de 6 em 6 meses... Mas se vc quer eu faço a guia para vc". Me senti péssima, não fiz a dieta e nunca mais voltei lá.

Pra mim 2014 foi um ano bem difícil, mas tbm penso positivo e agradeço pelas oportunidades! Acredito que nós somos responsáveis pela forma com o que vemos as situações. E eu sempre tento ver o lado bom em tudo. Que 2015 seja maravilhoso! Beijo.

Gle disse...

Ah! E se vier pra SC esse ano dar alguma palestra, avisa aqui no bloguinho, please. Quero participar!

lola aronovich disse...

Ahn, obrigada pelas boas novas, Kittsu. Não tenho síndrome metabólica. Isso tem a ver com a tireóide? Já fiz exame disso e não deu nada de anormal. Não planejo morrer cedo não.


Gle, qual a diferença entre nutricionista e nutrólogo? Nutrólogo é tipo técnico em nutrição? Vamos ver se conseguimos diminuir nossos ovários! Um ótimo 2015 pra vc!

Alessandro Bruno disse...

Lola, o nutricionista não é um médico, é quem faz faculdade de Nutrição - uma área da saúde ligada mas independente da medicina, assim como enfermagem e odontologia.

Já nutrólogo é um médico, que fez especialização nessa área, ele pode prescrever remédio e até tratamentos complicados como uma cirurgia. O nutricionista só pode te aconselhar e ajudar com a dietal
.

Anônimo disse...

Oi Lola, sera que vc poderia passar as quantidades de cada coisa no suco verde? gostei da ideia e principalmente de ter gengibre e limao, mas queria saber quanto vc bota. obrigada!

Aline disse...

Felizmente encontrei em 2014 uma nutricionista maravilhosa, diva, super compreensiva, linda, e ainda por cima vegana (estou na transição de vegetariana pra vegana). E ela cobra barato! Pena que ela é de Bh, se não te indicava...

Sugiro que você procure um nutrólogo (que tem formação em medicina, diferentemente do nutricionista), muitos dos seus problemas de saúde devem estar relacionados à alimentação. Além do suco verde (que é um santo amigo da saúde) ele pode indicar outras mudanças que irão te beneficiar. Não é o fim do mundo se reeducar aos poucos, no seu ritmo, e o corpo fica feliz com essas mudanças.

Não pensa também em fazer alguma atividade física? Há tantas prazerosas... Certeza que você encontrará algo de que goste aí em Fortaleza. Natação, por exemplo, é uma delícia e apresenta baixo risco de lesão. Faz um bem danado se exercitar, Lola! Aprendi isso em 2014 também.

Um bom 2015!

Aline disse...

Ah, Lola, não sei se vc conhece esse truquinho que facilita a vida que quem toma suco verde todo dia: gelo de couve! É só bater uns dois maços de couve (com hortelã também, se quiser) com um mínimo de água e congelar em forminhas. É um truque joia porque além de evitar que as folhas estraguem na geladeira facilita o processo diário e ainda deixa seu suco já geladinho!

Também costumo congelar frutas como manga e abacaxi, já descascadas, picadas e separadas em porções, pra sempre ter minhas frutas favoritas à disposição sem ter tanto trabalho.

Marcia Alvim disse...

Querida Lola !
Eu acredito que uma dieta deve ser de acordo com o resultado dos exames, verificando os seus déficits nutricionais. Entendo que fica pesado, mas um(a) nutricionista com conhecimento é de grande valia para nossa saúde.
Uma ótima dica de exercício é a Hidroginástica.
Meu 2014 foi tranquilo, só preciso diminuir um pouco o vinho....risos....
Melhoras.
BJS!

Marcia Alvim.

Gle disse...

Isso, Lola. Nutrólogo é um médico (formado em medicina) e especializado na área de nutrologia (trata doenças ligadas a alimentação, por exemplo). Nutricionista estuda alimentos.
Tô criando coragem p encarar outra nutrologa agora. Mas conseguir consulta com esses médicos levam tempo. Geralmente tem que esperar uns 2 meses. Sugiro que vc procure um na sua região e marque uma consulta. Com certeza ele poderá te ajudar bastante! Ah, e consulta nesta área é tipo uns 300 reais se for pagar particular.

Anônimo disse...

Para mim os seus problemas giram em torno de excesso de açúcar (antes com o chocolate) e gordura animal. Mesmo quando você não coa o suco você destroi as fibras das frutas no liquidificador (elas fariam você absorver o açúcar mais devagar, sem as fibras ocorre um pico de glicose no seu corpo), eu recomendaria comer as folhas e frutas durante o dia. Você precisa de exercícios, diminuir os carboidratos simples e a gordura animal e inserir mais legumes e frutas in natura na sua dieta. Eu sei que é chato ter um monte de gente dando palpite na sua saúde aqui, mas é que nos preocupamos demais com você. Peço por favor que você consulte um nutrólogo ou endócrino e tenha muitos anos de vida, quero meus filhos lendo o bloguinho da Lola bem velhinha :D

Julia disse...

O que foi isso, Kittsu?

Ana Cíntia disse...

Oi, Lola! Gostaria de saber se você vai comentar algo a respeito do caso da Mirian França que está presa aí em Fortaleza acusada de participação no assassinato da turista italiana Gaia Molinari, em Jericoacara. Há fortes indícios de racismo institucional neste caso. Muitas pessoas na rede estão se mobilizando, denunciando as irregularidades desta prisão, pedindo pela sua liberdade e que o processo legal seja respeitado. Você está por dentro deste assunto, poderia dar uma força na divulgação? Aqui estão os links de um evento e uma página no facebook e algumas matérias:

https://www.facebook.com/events/1541526549436470/?fref=ts

https://www.facebook.com/liberdadeparamirian?fref=ts

http://noticias.r7.com/cidades/movimento-no-facebook-pede-liberdade-a-amiga-de-italiana-morta-no-ceara-04012015

http://www.vermelho.org.br/noticia/256398-1

Abraço e desculpa por não colaborar com seus questionamentos sobre sua saúde , sou totalmente leiga e morro de medo de dar palpite errado! Se cuida!

Anônimo disse...

Pessoa de 45 anos no meu ponto de vista ainda é muito jovem. Cuide da saúde que vc chega aos 90 sem alguns desses problemas. Alimente-se bem e veja a diferença. Ser gordinha tem seu preço e não é estético.

Lygia disse...

Concordo com o comentário da (do?) Kittsu...

Com essa glicemia, tirar só o chocolate e substituirpor frutas não vai adiantar muita coisa.
E o ovário policistico sempre vem juntinho com a resistência à insulina, ou seja, mais um passinho pro diabetes...
Sem contar que a esteatose pode evoluir pra uma cirrose...

Acredite, to torcendo muito pra estarmos erradas! Mas é irritante!

Kittsu disse...

Julia disse...
O que foi isso, Kittsu?

Um espasmo. Gente inteligente sendo desleixada com a saúde pisa feio no meu nervo da intolerância.

Zrs disse...

Lola querida, não tire o útero e ovários, só em último caso. Mamis tirou com 42 anos e foi uó. O útero não serve apenas para gerar filhos, mas tb tem outras funções, creio que ligadas tb a bexiga (li uma vez em um blog sobre não ter filhos).

Os ovários são importantes tb, minha mãe qdo tirou, devido a miomas, teve que na sequência tomar hormônios e que foi bem ruim para ela (teve até um câncer relacionado a isso).

O conselho que te dou, no caso de ovários é a questão do açucar (o que esta ligado diretamente a questão da insulina).

Como disseram acima, não adianta trocar chocolates por muitas frutas, o açucar tá lá ainda. Tb, o que pode ajudar, é trocar todo o tipo de farinha branca por integral (pães, tortas, arroz...), já diminui um pouco a questão. Tb, tente levar uma dieta vegetariana, auxilia bastante; digo isto como alguém que sofria muito com miomas. Já os ovários policísticos tb tratei mudando a alimentação.

Boa sorte.

Anônimo disse...

Não, Lola. Nutricionista não é médico mas sim um profissional graduado em nutrição. Nutrólogo é o médico ( graduação em medicina) com especialização ou residência médica em nutrologia. Campos de atuação afins mas formações de base diferentes.

Raven Deschain disse...

Cacilda, que ideia excelente a do gelo de verduras/frutas. =D Valeu!

Ana Rafaelle disse...

Lola vai dar certo! Esse lance da glicose aconteceu o mesmo comigo, troquei algumas coisas por frutas, verduras e legumes e diminui o açucar (fui pesquisar o que tinha e o que se transformava nele e eu mesma fiz as substituições). Também era viciada em chocolate, mas consegui tirar fiz tudo aos poucos pq se dependesse da nutri e do endocrino cortava tudo de uma vez!Fui a varios médicos e só ouvia a mesma ladainha: vc está gorda, tem refluxo pq é gorda, gastrite pq é gorda, tendinite pq é gorda, ovario micropolicistico, pre diabetes, anemia tudo era culpa da gordura. Até que consegui uma nutri que me orientou certinho, me ajudou a voltar a comer carne (é eu era quase vegetariana) e me explicou sobre sódio, glicose mascarada nas comidas e me ensinou a comer frutas sem me prejudicar (isso foi no HapVida, Dra Georgia Amorim) No caso do suco é bom, eu mesma estou tomando é legal da mais energia sei lá pq, mas é assim que eu me sinto. A Unimed tá uma porcaria aqui no Ceará eu troquei o meu pelo Hapvida que é bem melhor, consegui fácil consulta com nutri e endocrino lá, da pra trocar e aproveitar carencia. Lolinha cuidado com as frutas demais e fazer suco não é legal pq concentra muita frutose numa dose só, então é melhor comer mesmo uma porção. Aveia ajuda a baixar a glicose, toma de manhã com iogurte e a fruta que da certo. O meu suco verde faço com maçã, gengibre, limão e couve, se colocar outra fruta troco a maçã. Sei que a vida de professora é corrida mas tenta fracionar as refeições em varias no dia que foi assim que baixei e controlo a glicose. Essa diciplina que vais ministrar vai ser em qual campus da UFC? Sou aluna de lá queria participar!! Bjs!!! Sei vai dar tudo certo em 2015 pra vc e familia!

Patty Kirsche disse...

Puxa, Lola, que ruim o serviço da Unimed. E eu reclamando porque a Medisanitas demorou pra liberar minha guia de ressonância magnética...

Olha, eu passo na endocrinologista periodicamente porque tenho problema na tireoide. Fiz um ano de acompanhamento praticamente mensal na nutricionista porque tenho intolerância a lactose. O convênio nunca deu problema.

Minha nutricionista é muito fofa. Passou um tempão procurando uma alternativa para o leite com chocolate que gosto tanto de beber. Acho que o lance é passar em outra mesmo.=/

Anônimo disse...

Lola,

Seus belos olhos azuis fazem falta em Joinville.

Sucesso em 2015.

Perdedor Master.

lola aronovich disse...

Ana, obrigada pelas dicas! HapVida é mais barata também, não é? Tenho que ver, não estou satisfeita com a Unimed. Mas acho que o meu sindicato (ADUFC) só tem convênio com a Unimed, não tenho certeza. Faz 5 anos que pesquisei um pouco os planos de saúde e optei pela Unimed, acho que por causa do sindicato. Mas aumenta todo ano muito acima da inflação (teve um ano que aumentou 18%, acredita?), e o benefício do governo nunca aumenta (quer dizer, aumentou uma vez em 5 anos, de 167 pra 194 mensais; o resultado é que em 2010 a gente pagava 177 do nosso bolso pro plano, e agora paga 600! E o valor vai aumentar mais ainda quando o maridão chegar aos 60 e eu aos 50). Também tem que ver se os médicos que a gente confia (por exemplo, o oftalmo do Silvio, que em 2014 fez uma cirurgia muito boa nele, que resolveu vários problemas de visão) também atendem pela HapVida. Ah, só que também tem outra coisa: o nosso plano Unimed Multiplan é aceito em todo o país. A HapVida só tem no Nordeste, não?
Ah, sobre a disciplina no curso de extensão, é na UFC do Benfica, onde tem as Casas de Cultura. Tomara que vc possa fazer!

lola aronovich disse...

Gente, sobre o gelo das verduras, eu já sabia, mas nunca fiz. Compensa mesmo? É que não dá trabalho nenhum colocar a couve na hora no liqui, logo cedo. E obrigada por explicarem a diferença entre nutricionista e nutrólogo.


Zrs, pois é, ainda tenho que ver bem isso. Também li que, quanto antes vc tira o útero e ovários, mais problemas pode dar, menos anos na sua expectativa de vida (pelo menos era o que alguns estudos mostravam). Eu já estou quase na menopausa, quer dizer, minha gineco disse que ainda estou produzindo hormônios), talvez demore mais um ou dois anos pra chegar lá, e aí terei que tomar hormônios de qualquer jeito. Pelo (pouco) que li, o melhor seria tirar os órgãos depois de chegar à menopausa, mas tenho que tratar dos meus super ovários antes disso.
Obrigada pelas dicas de alimentação. Não como muito arroz, mas, quando como, é sempre integral. Pão também.

lola aronovich disse...

Obrigada, Perdedor Master! Sinto saudades de Joinville, por mais que eu ame o Nordeste. Ah, meus belos olhos são verdes.

Ana Rafaelle disse...

Lola é mesmo Hap só atende norte e nordeste! Ve se essa dra Georgia atende pela Unimed ela foi super compreensiva comigo pq eu não comia nada que prestasse e ela adequou a dieta ao meu tipo de vida e alimentação, alias dieta não ela chamou de plano de reeducação alimentar! Boa sorte com sua saude, vai dar certo! Quanto a disciplina vou ter que ver os dias pq todas as minhas cadeiras são lá no Pici, e são a tarde então dependo do dia mesmo. Onde será publicado o dia e inscrição para a disciplina? Bjs!!

Anônimo disse...

Lola, já ouvi dizer que a menopausa para as mulheres que tiram o útero e os ovários é especialmente difícil.

Fer disse...

Oi Lola, sou estudante de Medicina que AMA teu blog e faz anos que acompanho. Fiz uma revisão rápida aqui sobre a Síndrome Metabólica que não, não tem a ver com a tireóide, pois vi que o pessoal estava meio perdido sobre o assunto, e é super comum na nossa população.

Síndrome Metabólica é um grupo de anormalidades metabólicas que conferem aumento do risco de doenças cardiovasculares e diabetes melito. É diagnosticada por pelo menos 3 dos critérios critérios:
- cintura abdominal acima de 88 cm (m) e 102 cm (h)
- hipertrigliceridemia: triglicerídeos acima de 150 ou uso de medicação específica
- HDL-colesterol abaixo de 50
- pressão arterial acima de 13/8
- glicemia acima de 100

Sobrepeso/obesidade, sedentarismo e envelhecimento sao fatores de risco, e querida, pelo jeito tu tem todos.
O tratamento consiste basicamente e, dieta e atividade física, que é o que reverte os fatores etiológicos. É pra essa doença que serve também a cirurgia bariátrica (em ultimos casos).

Seria muito bom se tu tivesse uma médicx que te ajudasse a controlar isso junto com uma nutri. Parece simples, mas tem risco de evoluir pra doenças mais sérias e fatais.

Outra coisa, em geral cirurgia só em últimos casos, ou casos mais graves que ovários policísticos. Ela não encurta a vida da mulher, só que daí tu teria que tomar hormônios, e nem todo mundo se acerta com isso.
Ah, e a dieta também está equivocada. Como alguém aqui falou, trocar doce por fruta não ajuda muito, tem que trocar carboidratos como pão branco, massas, arroz...por versões integrais.

Então gata, corre atrás!

Anônimo disse...

Por que não se consulta com endócrino do SUS?

Anônimo disse...

Não vou dar palpite sobre reeducação alimentar porque já têm alguns aí em cima, excelentes por sinal, então eu nada teria a acrescentar.

Mas digo uma coisa, esses problemas de saúde provavelmente (só um diagnóstico médico pode confirmar) são consequências que estão chegando agora de mais de 40 anos de alimentação inadequada, e não porque você já está ficando "com mais idade"; você ainda é relativamente jovem, Lola, por favor pare de falar como se estivesse na terceira idade. Além do que cada organismo é único, possivelmente nem todos os seus problemas de saúde tem a ver somente com a sua dieta...mas, novamente, somente uma médica pode avaliar isso.

Ah, a amenopausa...tenho casos na família de pessoa que entrou aos 40 anos, como teve quem entrou aos 58.

Patela.

PoshDrosofila disse...

Lola, aqui na Australia os naturopatas recomendam bastante maracuja (com sementes) pra ajudar com a esteatose.
Abraço
Karina
poshdrosofila.wordpress.com

Anônimo disse...

Muita gente com sobrepeso gosta de falar que não tem problema de saúde e é saudável. Quando vc tem 20, 30 anos, ok, é possível. Mas mais tarde a conta chega, principalmente se a pessoa é sedentária.
Apesar da bronca torço pra que tudo dê certo com sua saúde, Lola.

Firewest disse...

Lolinha, vamos nos reunir e ir viajar pro exterior? Seria demais! \^O^/

Aline disse...

Oi, Lola, pra mim o lance do gelo de verduras funciona porque quando a rotina tá pesada só consigo ir à feira a cada duas semanas, nesse período as verduras amarelam e estragam, então pra mim ajuda a não desperdiçar. Foi uma dica da nutri que ajudou bastante!

B. disse...

Incrível que é só a Lola falar de relance da saúde dela que vem vários nutricionistas e médicos aqui comentar né? Agora todo mundo virou nutricionista, uau! De modo geral curto os comentários de Kittsu, mas o que foi isso, precisava dessa agressividade?

Eu sinceramente não vou dar pitaco na saúde da Lola, claro que quero que ela se cuide, que melhore alguns hábitos, mas não vou dar uma de médica, até pq não sou.

Verô! disse...

Lolinha do nosso coração, cuide bem da sua saúde porque suas fãs ainda querem a Lola aqui por muitas décadas! :)

Não te conheço pessoalmente, mas acompanho seu blog há tempos e acabei criando um vínculo de afetividade. Ler a Lola é atividade diária! É como ter uma amiga que escreve para você palavras de conforto, que te inspira pela coragem, que te faz pensar...

Um feliz 2015 para você e toda a sua família!

#SomosTodasLola

Anônimo disse...

Alguém avisa para Kittsu que o que a Lola faz com o corpo dela não interessa a ninguém. Nada mais patético que feminista querendo impor regras ao corpo alheio.

Alessandra Pelegrini disse...

Eu sou magra, vegetariana, pratico exercicios quase que todo dia, tenho uma boa alimentação, não sou de beber frequentemente e tb não fumo ou uso outras coisas e olhem só, tenho ovários policisticos e outros probleminhas. Faço acompanhamento médico (sim, unimed tá ruim no país inteiro) e o problema do sus, dependendo do lugar, é conseguir consulta com especialistas, conseguir exames e acompanhamento com o mesmo profissional, pois para uma doença crônica, é importante ser assistido pelo mesmo profissional durante todo o processo. Se não, ficam mudando o tratamento e as orientações. Muita gente desiste por causa disso. Vc passa por um clínico para conseguir a indicação do especialista. Dependendo da demanda e da sorte, vc é atendido pelo especialista de uma semana até 6 meses. O mesmo para exames. Ai você volta no médico. Mais espera. Quem aguenta isso? E não é só p SUS que tá assim. Já me aconteceu de voltar com os exames no médico da unimed e ele não atender mais o plano. Ai procura outro profissional, mais 2 meses na fila para uma consulta, leva os exames: estão velhos! Faz de novo! E esse tempo todo sem tratamento, sem orientação. Planos que não liberam exames... Difícil! Por isso é bom se cuidar ao máximo pra não depender de sistema de saúde nenhum!!! Quanto aos ovários, sugiro a Lola e as demais sofredoras de qlq mal desses a seguirem grupos de portadoras de doençaa crônicas. Eu sigo alguns grupos e blogs e leio informações muito importantes de como lidar com a doênça e terapias alternativas mais naturais. Eu tenho tomado alguns chás, pois como já comentaram, mandam a gente tomar anticoncepcional e eu não estava mais lidando bem com os efeitos de tanto hormonios. Esses grupos não substituem o acompanhamento médico, mas são importantes fontes de trocas de conhecimento e experiência. Tomar um chá tb é automedicação, só pra lembrar.

Kittsu disse...

Todo mundo é babaca de vez em quando, e essa foi a minha vez.

O índice glicêmico dos produtos "integrais" é maior do que a versão comum. Sem falar que esse negocio de integral é uma enganação deslavada: eles apenas adicionam um pouquinho de farinha integral no meio da farinha branca, o suficiente pra dar aquela corzinha diferente e conseguir vender mais caro um produto que é essencialmente a mesma coisa que o outro, mas com o marketing (só marketing) de "saudável" ou coisa do tipo. Melhor é não consumir, mesmo, já que farinha não tem nada de útil. Só o ácido fólico e o ferro, que são adicionadas na fabricação porquê senão tava todo mundo morrendo por deficiência desses nutriente, uma vez que a farinha não possui isso naturalmente e as pessoas substituiram toda a comida de verdade por... farinha. Pão francês, bolo, macarrão, caneloni, lasanha, biscoito, cream cracker, pão de forma, pão sovado, coxinha, pão da vovó, panqueca, crepe. Ninguém mais parou pra pensar que tudo isso é só farinha? Se alguém se alimentasse quase que só de tictac todo mundo acharia bizarro, nutricionalmente paupérrimo e preveria que a qualidade de vida dessa pessoa não duraria muito. Mas farinha? ora, tudo bem. é só usar a versão """integral""". Estamos morrendo mais cedo e de causas plenamente evitáveis por causa disso.
E toda a minha irritação com essa questão é a insistência geral de colocar o consumo do trigo como *necessário* para uma alimentação "equilibrada", de forma que em qualquer cardápio de nutricionista, nutrologo ou seja lá o que for vai necessariamente aparecer em pelo menos 2 ou 3 refeições. Se ele não colocar, o paciente vai fazer questão ou fazer um drama danado, como se fosse morrer por causa disso.

Imagina o quão birrento soaria se alguém exigisse pro médico que em pelo menos 3 refeições por dia pudesse comer chicken nuggets ou alfajor da mônica? é praticamente a mesma coisa. valor nutricional quase nulo, só porcaria.

Se estou demonizando a farinha? aos olhos de alguns, com certeza. mas o que estou dizendo é que comer em uma ou duas refeições por semana é ok, mas se ela vira a base da dieta a coisa com certeza vai desandar.

Anônimo disse...

Mas foi a própria Lola quem pediu opinião. Leia o texto novamente.

B. disse...

Kittsu, por curiosidade, que tipo de comida vc consome? Curiosidade sincera mesmo.
Beijs

Anônimo disse...

"Estamos morrendo mais cedo e de causas plenamente evitáveis por causa disso."

Estamos morrendo mais cedo que em que outra época?
Não tenho ouvido falar em recessão da expectativa de vida...

Anônimo disse...

Oi Lola, você pediu nossa opniao, entao vamos lá. A alimentacao lowcarb é usada como terapêutica para quem é portador de doenças metabólicas e ovários policísticos. Tente reduzir o consumo de carboidratos refinados, já que parece ser difícil para você abdicar de uma vez. Procure ficar longe de frutas com alto índice glicêmico por um tempo, opte por côco, abacate, morangos, framboesas, mirtilos e amoras, que sao a melhor escolha, mas pode apreciar as cítricas com moderação. Deixe para comer as outras quando quando a esteatose estiver curada. Se você conseguir fazer lowcarb pelo menos por um mês, já verá resultados satisfatórios da sua glicemia e da sua esteatose. O Açúcar e o elevado consumo de carboidratos refinados é que causam a esteatose hepática. Há muitos sites com várias receitinhas alternativas para você nao passar "vontades". O chocolate amargo com pelo menos 70% de cacao é um bom auxílio naquele momento que dá vontade de comer doces. Desejo melhoras para você. Beijos

Anônimo disse...

14:13, o problema da Lola não são as frutas carregadas de frutose. O problema dela é o chocolate sem praticamente nenhuma massa de cacau e muito açúcar, gordura trans, etc. + todo creme de gordura com mais açúcar, bem como as farinhas como bem colocou a Kittsu.

O que se considera lowcarb de verdade são as verduras e os legumes com até 10% de carboidrato, que podemos ingerir em bastante quantidade, já que ninguém deveria viver à base de doces. Mas não pode refogar em um mar de óleo nem adicionar os molhos industrializados, que seria trocar 6 por meia dúzia.

O chocolate 70% é ótimo, mas tem que ver os doces feitos com chocolate de péssima qualidade e teor de massa de cacau.

No fundo, todas nós sabemos o que está errado. O que falta é mudar o estado mental para aderir à comida de verdade, né?

O suco que a Lola toma de manhã é bom sim, mas cadê a proteína, principalmente no jantar?



Anônimo disse...

Anônimo Anônimo disse...
Alguém avisa para Kittsu que o que a Lola faz com o corpo dela não interessa a ninguém. Nada mais patético que feminista querendo impor regras ao corpo alheio.

5 de janeiro de 2015 13:00


Esse é o legado nefasto de algumas feministas, que atrasa a vida de todas que estão reféns da indústria das porcarias e das bebidas alcoólicas. Ser feminista é não impor regras ao corpo alheio nem ao próprio corpo, né? até que seja tarde demais. Os gordos querem se livrar da obesidade sim, mas os que internalizaram o adágio feminista do aceite-se gordo/a não conseguem. Talvez a Lola mesma não consiga, porque terá que bater de frente com suas certezas. Raros são os que se livram desse pensamento escravizante, e viram a mesa, literalmente. Pena.

Mari disse...

Tirar os vários pode ser uma boa ideia dependendo do caso. Conheço uma mulher que optou por não tirar, respaldada pelo ginecologista e menos de um ano depois teve um câncer no aparelho reprodutor que está indo e voltando há uns 7 anos.

Anônimo disse...

Anom 14:52. Concordo com você. Mas note que eu escrevi por causa da osteatose. Frutas in natura serão sempre melhores que o suco das mesmas. Mas Smoothies verdes são os melhores. Mas enfim, que a Lola pense com cuidado e priorize sua saúde para poder continuar curtindo a vida.

Anônimo disse...

Adoro como o anonimo das 15:02 parece saber o que todo gordo do mundo quer.

Kittsu disse...


"Estamos morrendo mais cedo que em que outra época?
Não tenho ouvido falar em recessão da expectativa de vida.."
Perdão, me expressei mal. o que quis dizer é que doenças típicas da velhice estão aparecendo em gente muito mais jovem. E no geral realmente nossa expectativa de vida está aumentando... até agora. Mais por conta dos avanços da medicina e tudo mais. Mas a mudança radical na base da alimentação e modo de vida ocidental ocorreu apenas em 1960 (com os protocolos que instituiram a pirâmide alimentar e dieta de baixa gordura), não sei até onde é possível extrapolar os efeitos disso na longevidade e qualidade de vida de quem foi criado já nesse novo paradigma.


B.: praticamente de tudo, especialmente muito de quase tudo o que eu gosto. Carnes variadas (evito embutidos), ovos, verduras, castanhas, qualquer folha que estiver disponível. Evito laticínios porquê atacam minhas espinhas. Meu dia típico: Café da manhã - 1 ovo e duas fatias de bacon, café preto sem adoçante. não sinto fome até o horário do almoço, então não como nada até lá, apenas bebo café sem adoçar e água. Almoço - algo entre 300g e 500g, depende da gula. folhas, abobrinha, abobora, repolho, couve, tomate, beterraba, acelga + às vezes um pouco de feijão topeiro ou purê + um montão de cupim, contrafilé, picanha, carne de porco ou frango com pele, costumo variar entre uns 3 cortes... porquê eu gosto, rs. À tarde, se eu sinto fome, costumo beliscar umas castanhas e tá ok. De noite, alguma coisa feita com fécula de mandioca tipo uma tapioca regada na manteiga e recheada com bacon e presunto, crepioca (que leva ovo e menos fécula), bolinho sem-vergonha com pó de cacau e creme de leite, por aí vai.
Coisas que eu como com menos frequência: chocolate amargo (acima de 70%), coisas adoçadas, sushi, arroz. Coisas que como quase nunca, normalmente por ser algum evento: qualquer coisa que leve farinha - pizza, bolos, pães. docinhos de festa.

Anônimo disse...

16:40, me mostra uma gorda ou gordo que não queira emagrecer, por mais que externamente sustente o 'ame-se gorda' ou algum sucedâneo que o valha.

Acontece que a vontade de comer sem controle algum todas as porcarias que a indústria alimentícia oferece, mais a compulsão instalada por motivos vários acaba vencendo.

Aí, juntam-se a aprovação externa e interna de araque da obesidade 'com saúde' mais a compulsão/falta de controle e veja que os grilhões ficam muito fortes e pesados, impossíveis de romper.

O que o feminismo faz nesta hora? Confunde alhos com bugalhos e joga suas seguidoras num conflito eterno com seus corpos, com seus sensos estéticos, inclusive com o senso comum. Apregoam que a obesidade é um fato da vida (agora reconhecida na Dinamarca como DEFICIÊNCIA FÍSICA) e quem quiser que se acomode. A indústria açucareira e dos farináceos agradece de joelhos.

Anônimo disse...

Kittsu, qual o seu IMC?

Anônimo disse...

Anônimo 18:44, qual a razão dessa agressividade toda? O debate perde a importância dessa forma. A pessoa obesa não tem culpa de sua condição, ao contrário do que os gordofóbicos insistem em dizer. Compulsão alimentar carece de tratamento e compreensão.

Kittsu disse...

Eu acho o IMC uma furada porquê musculo pesa mais que gordura, e vi um mega fortão cabuloso ser dispensado do concurso dos bombeiro porquê o IMC estava acima do estipulado em edital.

Mas tenho 1,68 e no começo do ano estava pesando cerca de 74kg, hoje estou "vareiando" pelos 69kg. Daquela época para hoje, meus triglicerides cairam de 133 para 73, saí da deficiência de vitamina D, finalmente estou acima dos valores de referência para o cálcio, que eram condições que já perduravam a anos.

Eu cheguei perto de estar obesa, cheguei aos 80kg. Fiz uma reeducação alimentar padrão e desci aos 71kg, então eu reconheço que funciona ao menos a curto prazo. Mas a restrição calórica e a necessidade de vigilância e "auto-flagelo" constante acabam fazendo fugir dos parâmetros que haviam sido estabelecidos. aí não demorou um ano pra eu ver a balança começando a berrar de novo. Eu, espertona pra caramba, comecei com o tal do pão integral e substituí os refrigerantes zero por aqueles smoothies de frutas que vem em vidrinhos coloridos e "chás" de lata. Aí que o peso disparou e eu ficando chateada pensando "poxa, eu tô fazendo tudo direitinho, porquê não tá dando certo?".

Então também acho que nem sempre ser gordo é culpa da pessoa, o problema é que ela pode não ter as informações verdadeiras pra decidir por conta própria. Mas estar obeso é sim sinônimo de saúde em risco e isso deve ser combatido com informação, espalhando o que a indústria alimentícia e da saúde fazem questão de que não saibamos ou ignoremos. Poxa, eles lucram horrores com isso, pra quê vão querer saber de eliminar compulsão alimentar, diabetes...? Os gordinhos podem e devem se orgulhar de seus corpos, mas eu realmente acho que eles merecem (grave bem essa palavra) ter informação suficiente para DECIDIREM como querem os seus corpos, e não somente serem reféns de uma condição que são incapazes de mudar. Todo ser humano merece ter informações suficientes para conseguir preservar sua saúde e integridade- seja sobre saneamento básico, lavar seus alimentos ou se alimentar bem.

Anônimo disse...

19:41, tem obesos que se orgulham da compulsão de que sofrem. Acham bonito vir a público e dizer que tomaram uma garrafa de vodka sozinhas, que comeram uma caixa de bom-bom inteira, e talz. É novidade pra você? Pra mim não é.

Eu não estou sendo agressiva, mas quando exponho certos fatos e estratégias, tem gente que estrila porque foi desmascarado/a. Os obesos são as vítimas inocentes? Os gordofóbicos é que são os verdadeiros culpados pela fila da bariátrica cada vez maior? Será que sou a responsável pela esteatose hepática e pré-diabetes da Lola, hein? Ah, é a midia implacável, as passarelas cruéis e a indústria do vestuário que não fabrica roupa tamanho XXXXXGGGGG, né? Ou a indústria moveleira que não faz uma cadeira medindo 1 metro de assento. Puxa que gente má!!!







Raven Deschain disse...

Credo Kittsu. Admiro mesmo sua dieta. Juro pra ti que se não como pelo menos arroz fico com fome de uma em uma hora. Aí acabo comendo mais. E mais porcarias.

Anônimo disse...

Kittsu, eu só perguntei porque desconfiei que sua dieta é high fat tb. Você tá num peso bom e veja como muitas aqui poderiam estar na mesma situação comendo de tudo que é comida de verdade e se esquivando da ditadura do trigo e do açúcar, né?

Não é preciso passar fome, como dizem, para ter medidas confortáveis e exames positivos, como você está demonstrando!!!



Anônimo disse...

'E como agora se vê, adultos obesos saudáveis tendem a se tornarem obesos doentes com o passar dos anos, fornecendo mais evidências contra a ideia de que a obesidade pode ser saudável.'

'And as we now see, healthy obese adults tend to become unhealthy obese over time, providing further evidence against the idea that obesity can be healthy.'

Pois é...

http://www.dailymail.co.uk/health/article-2897630/Study-reveals-fat-people-worse-health-years-thinner-counterparts.html

Anônimo disse...

Gente por favor. O açúcar das frutas nao é o mesmo do chocolate! A frutose que tem nas frutas é muito mais benéfica pra sua saúde Lolinha. Vai firme no sucão!

Anônimo disse...

Eu vivo uma vida 90% low carb high fat. Como arroz e batatas algumas vezes na semana, porém não alteram a minha condição low carb. Nunca tive problema com peso, mudei minha dieta por conta da saúde. Tenho hipotiroidismo, mas que está sob controle graças à alimentação. Sofri anos, mesmo repondo hormônios. Eu também sofria de enxaqueca, cansaço demasiado e hipoglicemia, sumiram também. Viver sem trigo e açúcar é libertador.

Anônimo disse...

E levar essa dieta gordurosa por muitos anos Kittsu, não tem consequências? Pergunto na duvida mesmo. Meu colesterol é alto e não sei como me entupir de ovo Bacon e carne vermelha pode ser bom.

Anônimo disse...

"19:41, tem obesos que se orgulham da compulsão de que sofrem."

Uau, você viu alguém expondo o próprio problema, se doeu com algo que não te interessa e concluiu que todos os gordos são assim.


"Acham bonito vir a público e dizer que tomaram uma garrafa de vodka sozinhas, que comeram uma caixa de bom-bom inteira, e talz."

Vejo muita gente com esse tipo de atitude, e a maioria é MAGRA. Gordo geralmente não se expõe assim por causa da agressividade alheia (tipo a sua).



"Os obesos são as vítimas inocentes?"

Isso é problema dos obesos, né. O que não dá é pra alguém vir colocar o dedo na cara de outra pessoa.



"Puxa que gente má!!!"

Não, só escrota. Tipo você.

Anônimo disse...

Sou gorda, não gosto de ser gorda e não acho gordo bonito. Continuo cuidando da minha própria vida, tentando me reeducar pra ser saudável e emagrecer.

Imagino o que gente "magra" teria pra se sentir tão ofendida com a gordura alheia.

Anônimo disse...

Queria saber quem por aí diz que obesidade, que é uma doença, é saudável... o que existe, sim, é gente acima do peso saudável, assim como existe gente abaixo

Anônimo disse...

Algum medico, nutricionista ou nutrólogo poderia dizer se essa dieta da Kittsu está correta? Não sei se tanta carne ou gordura assim faz bem.

Anônimo disse...

"Apregoam que a obesidade é um fato da vida (agora reconhecida na Dinamarca como DEFICIÊNCIA FÍSICA) e quem quiser que se acomode. A indústria açucareira e dos farináceos agradece de joelhos."

E você chora, neném

Juba disse...

Um dos problemas em relação à obesidade é que ela é tanto uma doença quanto um sintoma. Os ovários gigantes também sÃo sintoma, Lola. A chamada síndrome dos ovários policísticos não se origina no ovário, ele é uma das manifestações... Você pode ficar sem ovários e continuar tendo problemas.

Eu tenho exames lindos de morrer, ovários gigantes (sem montes de cistos), e todos os outros sintomas da síndrome. Sinais de resistência a insulina, mesmo que os exames não apontem, mas que aparecem na pele (acantose) e na forma de cansaço extremo, fome descontrolada e problemas de memória. Minha endocrinologista é ótima e não passa remédio à toa, mas decidimos tratar essa resistência e tudo melhorou.

Não tenho a síndrome metabólica, colesterol, triglicérides, glicemia, tudo ok, pressão baixa, gordura acumulada nos quadris e não na barriga... Se a obesidade foi o disparador ou um dos sintomas, não faço ideia. Sei que me esforço e muito para vencer o vício por comida, e não sou sedentária.

Ao contrário do que pregam, não me odeio, não me acho inútil, nem ridícula. E, oooh, gordo faz sexo, sim! Quero ser mais leve porque a gordura cobra um dia a conta, e porque me sinto melhor quando estou mais leve.

Lola, vou te mandar um email sobre outra questão relacionada, que não quero discutir aqui, ok?

Barbara disse...

Lola, nao escute essas vozes que te falam para nao comer frutas porque tem acucar.

O acucar das frutas eh o combustivel do nosso corpo, cerebro, e na minha experiencia pessoal, da alma tambem.

Eu recomendo fortemente que voce procure se informar sobre dietas veganas, ricas em carboidratos limpos (sem sal ou gorduras) e alimentacao viva (raw food). Eh cura pra todos os seus problemas, sem medico ou procedimentos extremos.

Todxs queremos que voce viva muitos e muitos anos e respeito a opiniao dos outros comentarios, mas tudo que se sabe sobre dieta hoje eh dia eh que elas nao funcionam e te restringem liberdades, nao eh? Entao te recomendo fortemente peesquisar sobre isso, voce e o maridao vao gostar, acredite!

Beijao

Kittsu disse...

http://www.lowcarb-paleo.com.br/
http://www.paleodiario.com/
http://paleoforwomen.com/

O que causa colesterol alto não é o consumo de alimentos com gordura e colesterol. uma dieta de baixa gordura é que causa o colesterol alto, curiosamente.
Na verdade o padrão é não ter esse pavor de gordura, e foi assim que todos antes de nós viveram. Retirar a gordura da alimentação é coisa muito, muito nova.

Anônimo disse...

Concordo com a Barbara, como eu falei no meu comentário do dia 4 as 21:05 eu diminuiria drasticamente a gordura animal e comeria mais frutas e legumes in natura, além de bons carboidratos. Eu faço caminhada de 1 hora por dia junto com meu marido, meu bairro é muito tranquilo e gostoso de caminhar. Tiramos férias de 20 dias no final do ano e não caminhamos nesse período, senti muita falta e já comecei novamente. É incrível como a atividade física (mesmo que moderada) faz você se sentir bem, estamos comprando duas bicicletas e não vejo a hora de chegarem todas as peças.

Anônimo disse...

Kittsu trollou todo mundo, hahahahahahaha

Anônimo disse...

Quantas verdades.

Anônimo disse...

Eu não consigo entender como uma dieta RICA em colesterol pode DIMINUIR o colesterol, e uma dieta POBRE em colesterol pode AUMENTAR o mesmo. Gostaria de ver artigos científicos sérios sobre isso, vou pesquisar.

Anônimo disse...

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2014/12/1565364-fazer-dieta-so-serve-para-engordar-mais-ainda-diz-nutricionista-da-usp.shtml

Anônimo disse...

Anônimo de 14:48, isso porque nos fizeram acreditar em bad science. Procure nas manchetes das revistas época e time magazine do ano passado e verá os resultados de um grande estudo randomizado conduzido na Inglaterra por 8 anos. Não foi encontrado uma única evidência que aponte a gordura saturada como causador de doenças do coração. Conclusão: causador é o excesso de açúcar e carboidratos refinados na dieta. Um vídeo bem ilustrativo no Brasil é do dr Kater, médico nutrólogo, que está bem atualizado. O dr. Drauzio Varella também escreveu sobre o assunto. O problema é que o Brasil é um deserto em termos de publicações médicas traduzidas para o português. Se você ler em inglês, é só por no Google pubmed about satured fats, vai encontrar os estudos mais recentes baseados em ciência de verdade e não falácias.

A propósito, eu estudo nutrição na Alemanha.

Mas não quero convencer ninguém a mudar sua dieta. Apenas informar quem gosta de alimentos de origem animal, que não há evidências científicas, baseadas em estudos prospectivos e randomizados, que condenem o seu consumo. Aliás, escolha da alimentação é algo individual. O importante é descobrir com quais escolhas nutricionais nos sentimos melhor.

Anônimo disse...

Kittsu, tava aqui super sua fã pelo seu comentário sobre o trigo...


...até ler o que você come.

você jura que acha saudável se ENTUPIR de gordura saturada e trans?!

Olha, gordura pode sim ser saudável - mas somente as gorduras insaturadas (presentes em alimentos como azeite de oliva, amêndoa, castanha-do-pará, abacate, semente de linhaça, salmão, etc). Estas, aliás, são as responsáveis pela diminuição do colesterol ruim e dos triglicérides.

Já as que você consome têm o efeito justamente oposto: aumentam o colesterol ruim e diminuem o bom.

Me desculpe, mas é muita incoerência criticar o consumo de trigo quando você intoxica seu organismo com bacon, picanha, frango com pele, manteiga, presunto.

Anônimo disse...

17:13, você sabia que a pele do frango, pp a asa, é rica em ácido hialurônico?
e que este é o responsável pelo preenchimento entre as células da pele, cartilagens e outros tecidos?

Só quem deve se abster de fontes de ácido hialurônico são os pacientes de câncer, pois o ácido hialurônico transporta células cancerosas no caso de metástase.

Anônimo disse...

Anônimo 18:24, eu sou o 16:44. Você teria como postar links para a sua afirmação? Eu leio tudo, até mesmo o que não tem dados conclusivos e fica no campo hipotético. Ficaria agradecida, pois meu ponto de especialização será em tratamento de câncer tendo como coadjuvante a dieta cetogênica (ketogenic diet). Meu futuro orientador é oncologista e utiliza esse tipo de dieta para tratar seus pacientes, concomitantemente com radio e quimioterapia.

Anônimo disse...

fazer-dieta-so-serve-para-engordar-mais-ainda-diz-nutricionista-da-usp//

a nutricionista em questão é francesa e só argumentou o senso comum.

Se restringir não é bom, como ela restringe o consumo de refrigerante e sucos se restringir é contraproducente?

O cérebro faz isso e aquilo, mas lá pelas tantas ela diz que os médicos e nutricionistas não conseguem mudar a cabeça (do paciente). Ué, ela se refere à massa cinzenta ou à mente?
Afinal, é o cérebro ou a mente que muda? Como mudar uma massa cinzenta?

Ela também diz que a dieta vem antes do transtorno alimentar...rsrs se não tem transtorno, pra que dieta, dona?

Queijo e foi gras não são apenas gorduras. São proteína com gorduras integrais. Queijo que se preze tem que ter pelo menos o mesmo teor de proteína que de gordura. Os requeijões são gordura pura quase todos.

Todo mundo sabe que a desgraça dos obesos é a comida industrializada e processada. Os franceses cozinham; cozinham LEGUMES e ANDAM A PÉ. Verdadeiramente podem comer pão com queijo brie, porque vão gastá-los.

Outra, academia não emagrece. O que emagrace é exercício aeróbico. Musculação NÃO é aeróbido, só a esteira e a bicicleta ( e a natação, mas piscina não é academia).

O que nos faz engordar um quilo por ano NÃO é a genética, mas o consumo de comida sem a necessária movimentação. Genética para engordar, TODO MUNDO TEM.

Concordo apenas em que a motivação para perder peso tem que ser interna e verdadeira ou necessária para um evento específico como participar de um esporte/luta/desfile. Não fosse assim, NINGUÉM emagreceria.












Anônimo disse...

Então se eu tiver um câncer não descoberto com metástases no corpo estou ferrada se comer pele de frango rs.

Anônimo disse...

Esse negócio de que musculação não emagrece já tá superado. Mais músculos, maior gasto calórico em repouso.

Anônimo disse...

O assunto comida gera tantos comentários agressivos, gente falando como se fosse fanático religioso. E gente que no geral é ponderada.

Anônimo disse...

19:23, mais músculo quer dizer mais massa corporal. A gordura se transforma em músculo e não se perde um grama. Bjs

Kittsu disse...

"Outra, academia não emagrece. O que emagrace é exercício aeróbico. Musculação NÃO é aeróbido, só a esteira e a bicicleta ( e a natação, mas piscina não é academia).

O que nos faz engordar um quilo por ano NÃO é a genética, mas o consumo de comida sem a necessária movimentação. Genética para engordar, TODO MUNDO TEM."

Esse negócio de calorias que entram/calorias que saem, balanço energético, etc... tudo balela. Se matar de exercício, especialmente os aeróbicos, só serve pra causar fadiga adrenal. E não temos "genética pra engordar", temos genética para sermos caçadores de topo de cadeia alimentar. não existem lobos e cães selvagens obesos lá no mato, mas tu já viu cachorro que come ração e petisco? O problema é o que colocamos pra dentro.



"você jura que acha saudável se ENTUPIR de gordura saturada e trans?!" Ah, vai, não coloque a gordura trans e a gordura saturada no mesmo saco. Sabe onde você acha gordura trans a rodo? Na hidrogenação pra produzir... "gordura" vegetal, tipo adivinha o quê? margarina. que dizem ser o salvador de corações, mas não passa de um trambolho homicida. Não chego perto dessas porcarias. Agora do que pode existir naturalmente nos alimentos? bem, o boi não morreu disso. rs

Agoooora gordura saturada? sim, é saudável. E eu nem estou ME ENTUPINDO, isso eu fazia um café colocando manteiga e óleo de coco, nem tô fazendo mais. só é "se entupir" se você comer o trem puro, porquê se aparece sozinho na comida... qual o problema? Tenta aí, fiota, não vai te fazer mais mal que todas essas coisas "light".

Anônimo disse...

19:10, http://scitechdaily.com/new-research-reveals-important-clues-to-cancer-metastasis/

Este artigo, contudo, relaciona o HA com metástase nos ossos, como vc verá.

Uma vez, antes de saber da correlação entre HA e câncer, li num blog o diário de uma menina que sofria de câncer e que após ter saído do hospital um pouco antes de morrer, só queria uma coisa: comer asa de frango que ela adorava!!!


Não é só a asa de frango ou a pele deste que contém ácido hialurônico, né? Ele é oferecido como suplemento para suporte para as juntas e cartilagens, além de ser ótimo pra pele. Eu mesma fiz preenchimento facial com HA uma vez.

http://www.dtic.mil/dtic/tr/fulltext/u2/a567469.pdf

Este trabalho relaciona o HA com metástase de câncer de próstata nos ossos tb.

https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=hialuronic%20acid%20and%20metastasis

Tenho lido várias coisas a respeito de tratamento alternativo contra o câncer. Uma delas é a suspensão total da ingestão de glucose, pois as células cancerosas se alimentam de glucose. A dieta cetogênica pode dar certo.
Mas olha que interessante:

http://www.sciencedaily.com/releases/2013/01/130131144427.htm

Anônimo disse...

E não temos "genética pra engordar", temos genética para sermos caçadores de topo de cadeia alimentar. não existem lobos e cães selvagens obesos lá no mato, mas tu já viu cachorro que come ração e petisco? O problema é o que colocamos pra dentro.//

confirmado, Kittsu. Acontece que nós e muitas espécies animais temos a capacidade de produzir células adiposas para estocar gordura, não só os animais que hibernam, hein? Isso é genético, não? Aliás, essa capacidade é infinita...haja vista o caso do Manuel Uribe, falecido em maio do ano passado aos 48 anos.

Quanto à balela que você apontou, não vou discutir, pois já o fiz suficientemente em outro blog. Fico no meu IMC 20,53, perdendo o excesso das festas e caindo para o habitual 20,08 fazendo o que sempre fiz: gastando o que como para ficar com o peso que eu quero.

Uma perguntinha: você caça?

Bjs

Anônimo disse...

Lola já li que tirar o aparelho reprodutor pode causar aderências com outros orgãos, de qualquer forma faça de tudo para evitar essa cirurgia, porque cada corpo reage de uma forma e cirurgia sempre tem seus riscos,talvez ai na sua cidade não tenha mas procure tomar chá da casca do uxi amarelo pois faz milagres para diminuir miomas e cisto no ovario.

Anônimo disse...

O problema é o que colocamos pra dentro.//

Concordo, mas não se esqueça que tudo tem um valor calórico. O corpo não faz mágica. Se você aguentar comer um boi por dia e não se movimentar bastante, vai engordar igualzinho a todo obeso. É a compulsão que faz as pessoas comerem sem parar. É lógico que a compulsão tem alvo certo, mas se acontecer de o alvo serem proteínas e gorduras, fica sossegada que vai estocar gordura do mesmo jeito, além de outros efeitos indesejáveis.

Anônimo disse...

Lola, tem muita gente falando bobagem demais aqui. Sou nutricionista e só te digo para procurar outro nutricionista. Tenho colegas horríveis, mas tenho outros ótimos e é o único profissional adequado de fato para fazer um planejamento alimentar adequado, que passa 4 a 5 anos na graduação estudando tanto os alimentos quanto seus efeitos em nosso organismo, além das pós-graduações que todos fazem (pelo menos em SP) e da atualização constante que toda profissão na área da saúde exige, seja por congressos, cursos livres, leitura de artigos ou grupos de estudo. Ah, e não tem quase nutricionista em convênio porque os convênios dificultam MUITO a adesão e pagam valores pífios como 10 reais a consulta. E não tem como ser uma consulta de "tenho este sintoma"-"tome isto aqui": você tem que conversar com o paciente sobre sua alimentação atual, seu histórico de saúde, medi-lo, definir com ele, explicar a importância e encontrar formas viáveis em sua realidade para mudar hábitos de vida que podem ter décadas e envolver memórias, traumas e significados emocionais... Enfim, uma consulta pela qual o profissional está ganhando 10-30 reais dificilmente terá a duração necessária para isso (a menos que o profissional ironicamente passe fome). Vale a pena procurar bem por indicações de um nutricionista na sua cidade com o qual alguém já tenha feito tratamento e gostado e pagar a consulta. Sei que é caro para o paciente, mas você felizmente tem recursos e muitos dos problemas que você relatou aqui podem estar relacionados à alimentação. Você precisa de um acompanhamento personalizado para suas necessidades, não de fórmulas mágicas. Beijos sinceros

Rê_Ayla disse...

não comento nada, deixo isso para profissionais que estudam estas coisas a sério:
http://www.gease.pro.br/

tem infos sobre exercícios, alimentação, "drogas" e etc aí na pág do Gease (pessoal é sério e isso é bem fácil de ver lendo os artigos, conheço alguns pessoalmente e tem contatos na pág... de repente, bom pra tirar dúvidas, pedir indicação de médicos/nutris, etc)

Anônimo disse...

21h22: perder gordura e ganhar músculo é emagrecer sim. Não perde peso mas reduz o percentual de gordura corporal. Massa magra aumenta = emagrece.

Anônimo disse...

Neguinha se entope de gordura e quer enfiar o dedo na cara alheia... fica a dica não só pra Lola, mas pra todxs: procurem NUTRICIONISTAS, não embarquem nessas balelas de comentário de gente pretenciosa

Anônimo disse...

Obrigada, anônimo 21:50. Vou ler os links com calma :).

Thomas disse...

Lola, por favor não escute nada que a Kittsu diz sobre dieta. Ela é adepta da dieta paleo, e se você fizer uma rápida pesquisa na internet, vai ver que esse tipo de dieta já foi amplamente refutada, com suporte de muitos estudos científicos. Infelizmente os mitos propostos por essa dieta se popularizaram e as pessoas compram essas ideias sem questionar.

Essa ideia de dieta de carboidrato baixo é um absurdo, não faz o menor sentido. Não faz sentido nenhum também dizer que fruta faz mal porque tem açúcar. O que faz mal é açúcar refinado, industrializado. Frutas contêm inúmeras vitaminas essenciais, fibras, são baixas em gordura, ricas em água e a frutose contida nelas é saudável. Uma dieta rica em frutas promove perda de peso, há estudos que compravam isso.

Dietas vegetarianas ou veganas ricas em carboidratos saudáveis comprovadamente ajudam a combater pacientes com diabetes.

Lola, não caia nessas ideias. A dieta mais saudável que você pode seguir deve conter, necessariamente, pouca gordura e muitos carboidratos saudáveis. De preferência, elimine carne. Carne que não seja orgânica não é saudável (e mesmo a orgânica não é grande coisa se comparada a dietas vegetarianas) e o seu consumo está ligado há um número grande de doenças.

Lola, você não precisa acreditar na minha palavra. Então segue links de estudos científicos que comprovam o que eu tô te falando:

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19351712

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=Barnard+ND%2C+Cohen+J%2C+Jenkins+DJ%2C+Turner-McGrievy+G%2C+Gloede+L%2C+Green+A%2C+Ferdowsian+H.+A+low-fat+vegan+diet+and+a+conventional+diabetes+diet+in+the+treatment+of+type+2+diabetes%3A+a+randomized%2C+controlled%2C+74-week+clinical+trial

http://ajcn.nutrition.org/content/52/3/524.long

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22560213

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20820038

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19828712

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16549459

http://www.andjrnl.org/article/S0002-8223(09)00452-0/abstract

PS: Se vocês quiserem, posso até mandar uma foto dos meus exames de sangue e também do meu corpo, que é tão definido que parece um mapa de anatomia. Ah, e eu não preciso restringir calorias, como o quanto eu quiser, só evito lixo industrializado e qualquer tipo de carne.

PS2: Tem bem mais estudos científicos de onde vieram esses, se alguém tiver afim de tentar me contradizer em alguma coisa.

Kittsu disse...

http://live.smashthefat.com/why-i-didnt-get-fat/

Neguinha aqui se entope de gordura porquê é esperta e estudou o suficiente do assunto para pensar fora da caixinha das verdades absolutas empurradas goela abaixo.
Com orgulho, rs

Thomas disse...

Eu cito um monte de estudos científicos e a moça manda um link de uma pessoa que diz que não ficou gorda com essa dieta.

Seguinte, o corpo humano é bem versátil. É por isso que você vê por aí gente forte ou gente magra que consegue manter esses tipos de corpos mesmo com dietas aparentemente porcas. O fato de você não ter engordado comendo isso, ou ter conseguido ficar forte comendo carne de açougue todo dia não significa que a sua dieta é saudável.


Kittsu, é seguinte. É óbvio que você não estudou o suficiente se você acha que uma dieta rica em gordura é saudável. Você não pensa fora da caixa, você só quer enxergar o que escolheu enxergar. Se você quiser mesmo pensar fora da caixa, te convido a assistir uma série de vídeos extremamente bem pesquisada, embasada em muitos estudos científicos que tem como objetivo refutar essa dieta paleolítica, e alertar quanto aos riscos de promover uma dieta rica em gordura e baixa em carboidratos, que está diretamente ligada a inúmeras doenças: https://www.youtube.com/playlist?list=PLCC2CA9893F2503B5

Se depois de ver os vídeos você ainda acreditar no que fica pregando aqui, sinto muito. É sinal de que você contraiu um pensamento de culto e nenhum argumento racional vai poder te convencer.

Só peço pra você deixar de ser irresponsável e vir num post de uma mulher que diz que tem problema de gordura acumulada no fígado pra tentar incentivá-la a adotar uma dieta rica em gordura. Qual o seu problema, moça? Você não tem a capacidade de ler o que escreve e identificar o absurdo e a irresponsabilidade das suas ideias furadas? Nenhum médico ou qualquer pessoa que tem o mínimo de conhecimento de nutrição indicaria gordura pra alguém que sofre com acúmulo de gordura em órgãos. Pelamor.

lola aronovich disse...

Gente, agradeço muito por toda a preocupação e as dicas para minha alimentação, mas é evidente que preciso e vou consultar nutricionista (ou nutrólogo) para ver se posso continuar tomando suco de frutas e o que mais preciso fazer. Até porque (e não falei isso no post) o Silvio, meu marido lindo, que é magro e raramente consome doces (ele prefere frutas mil vezes), também foi diagnosticado com glicemia acima do normal no último exame (pra ele deu 109, pra mim deu 122; os índices devem ser até 99). Talvez ELE tenha que cortar algumas frutas, coitado.
Aliás, ontem comentei com ele:
"Sei que preciso falar com uma nutricionista, mas não vou adotar a dieta paleolítica".
E ele: "Paleolítica?! Claro que não, meu anjo. Até porque todo mundo daquela época já morreu".
Enfim, entendo que a dieta possa funcionar pra algumas pessoas, mas, sei lá, eu tenho gordura no fígado. Não acho que uma dieta com tanta gordura seja ideal pra mim...
Foi muito bom o comentário da nutricionista, e também o da Ana, sugerindo pra que eu mude de plano de saúde. Vamos ver...

Anônimo disse...

ADORO esse povo que fala que come o que quer, "menos as porcarias industrializadas" - ou seja 90% de tudo que é bom kkkkkk - ate barrinha de proteínas se encaixa como industrializado. Pior os que cortam também cara e dizem que comem de tudo - leia - se carne ovo e folha.

Vinícius Dias dos Santos disse...

Não existe "a dieta mágica". Sério. Assim como tudo na vida, suspeite de fórmulas mágicas.

O corpo humano é um sisteminha chato em que uma substância melhora um aspecto mas causa outros problemas. Dieta com restrição de açúcar prejudica o funcionamento do cérebro, por exemplo. O metabolismo de glicose é mais eficiente que o de corpos cetônicos. Pouco açucar deixa você mais "lerdinho". Muito açucar deixa o cérebro hiperativo e acelera deterioração. Cafeina/nicotina/canabinoides(no chocolate tem uma pequena quantidade), tem suas vantagens e desvantagens (e afetam o resto do corpo). E por aí, vai.

Trocar 6 por meia dúzia funciona sim. Fica parecendo que alimento só tem açucar, gordura e proteína. Trocar guloseimas por frutas é bom por conta dos micronutrientes. Mas cada corpo é cada corpo. Quem tem síndromes com nível de glicose tem se virar com pouca glicose e mais corpos cetônicos.

Enfim: qualquer pessoa tentando passar dieta pra você sem seu histórico médico e consulta, você deve suspeitar. Não vejo nada de errado em experimentá-las, já que o corpo(e exames) avisam bem rápido. Mas as pessoas tem genéticas diferentes e acham que porque funcionou pra elas vai funcionar pra todo mundo.

Kittsu disse...

Ai que preguiça, Thomas, já passei estudo tantas vezes que me dá até preguiça. Parece que ninguém lê.

Alguns: http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/01/os-estudos-cientificos-confirmam.html
Resumido assim mesmo, que outra pessoa escreveu, que é médico, que trata paciente usando essa abordagem.

www.nutritionjrnl.com/article/S0899-9007%2814%2900332-3/pdf

Etc. Aquela postagem do rapaz que consumiu 5 mil calorias por dia foi só pra ilustrar como não é verdadeira a premissa daquela teoria das calorias consumidas/utilizadas.


Tudo bem você não se utilizar dela, Lola. Mas você tem conhecimento das alternativas, só acho ruim que muita gente as desconheça.

Anônimo disse...

Neguinha estudou porra nenhuma e acabou tomando uma aula do Thomas.

Bjos nas gorduras

Anônimo disse...

Kittsu, desista. A Lola te botou o chapéu de burrinha da sala. Come uns bacon aí e fica quieta.

lola aronovich disse...

Putz, gente, não chamei ninguém aqui de burro, muito menos coloquei chapéu de burrinha da sala em alguém. Kittsu não foi a primeira nem será a última a recomendar a dieta paleo, que tá na moda (além de ser a preferida dos mascus, vi uma reportagem na Época, ano passado. Até parece interessante -- quero dizer, os veganos devem odiar --, mas pra quem tem gordura no fígado, meu caso, não parece ser muito bacana, só isso).
Estou escrevendo um textão sobre Gentili... Até breve.

Anônimo disse...

Quis dizer, cortam CARB

ana clara disse...

Oi, Lola.

Eu fiz uma dieta meio "paleo". Comia só hamburguer e salsicha, nada saudáveis, e emagreci um monte em pouco tempo. Claro que foi aliado a um pouco de exercício, e fruta/água.

Mas isso não foi o suficiente pra me deixar bem. Depois de só enfiar carne e gordura no meu corpo, comecei a ter fraqueza e problemas de saúde. Até uma gripe me derrubava, o que nunca acontecia.

Não indico isso pra ninguém.

Anônimo disse...

Acho que os mascus gostam da paleo porque os faz "sentir" como caçador, o homem forte, etc. Como tudo o que eles fazem tem que ter uma relação infantil e imaginária com algo de macho, taí uma opção...

Anônimo disse...

Kittsu, dear, essa experiência que você postou não vale um tostão, sabe por quê? O rapaz que ingeriu 5000 calorias por dia e não engordou deve ser que nem meu filho, que tem que comer um prato de pedreiro a cada 5 horas pra manter um peso abaixo do esperado. Só que ele tem intestino solto, tem 26 anos, não come porcaria, é super agitado. Ganhou massa magra a custa de muuutio kung fu e tem que comer montes de whey protein pra segurar o peso.

Esses casos NÃO SÃO PARÂMETRO para o resto de nós. Você mesma está 'chubby'. Chega a ingerir 3000 calorias por dia?

Você não me respondeu quantos animais vc caça por mês.

Bjs





Anônimo disse...

Thomas, a dieta baixo carbo faz sentido sim, porque não nos movimentamos suficientemente para gastar alto carbos. Pedreiro, estivador e maratonista podem se entupir de carboidrato pra conseguir energia rápido. Não é o caso do resto de nós, né?

Por baixo carbo eu quero dizer alimentos com baixo teor de carbo (até 10%) que englobam todas as folhas e legumes. Alto carbo como farinhas de toda sorte (exceto farinha de amêndoa, nozes, etc) tem que ter a maior parcimônia possível, de acordo com o peso/nível de energia que se pretende.

Batata tubérculos em geral já têm 20% de carbo. De vez em quando, controlando o peso na balança, tudo bem.

Leguminosas (feijões) todas têm proteína mas bastante carbo tb. Combinar com outro carbo complexo, só se conseguir gastar na movimentação diária. (andar a pé, subir e descer escada, etc).

Somos feitos de proteína, então cadê a proteína da sua dieta?

ana clara disse...

E esqueci de dizer que fiquei muito deprimida nessa época. Não sei se tem a ver com o que eu comia, acho que sim, e eu só melhorei quando parei de restringir minha alimentação a carnes, e passei a comer de forma mais variada.

Anônimo disse...

Lola, você teria é que escrever sobre esse ministério da Dilma. Estou triste com a nomeação da Katia "Motoserra". Ninguém merece

Barbara disse...

Eh triste e patetico ver gente defendendo comer carcaça de animais como saudavel.
Essa Paleo diet eh soh mais um esquema do sistema pra fazer tu te entupir de produtos animais aka carcaças, secreçao de vaca e menstruaçao de galinha.


Boa sorte com seu cancer no futuro. Kittsu. Pra quem critica tanto a saude da Lola e se ela eh gorda ou nao, voce ta fazendo tudo certo, campeao (soh que ao contrario).

GO VEGAN!

Kittsu disse...

http://live.smashthefat.com/why-i-did-get-fat/

Eu estou "menos chubby" comendo uma pratada de meio kg por dia de verduras e carne do que estava quando comia uma miséria lowfat de 250g. E adivinha? ainda estou emagrecendo. Durmo melhor, faço minhas atividades melhor, me livrei da acne, meus ovários policisticos evaporaram. Porquê você QUER que eu esteja gorda e doente com essa dieta? Só porquê sou um exemplo de contradição das suas crenças.
Já falei: a reeducação alimentar padrão é muito boa comparada à forma como o povo costuma se alimentar (só no junk food e etc). Mas existe algo diferente desse padrão, que funciona, e tem suas vantagens. pode guardar esse rancor maluco aí pra você.

Eu digo quantos animais eu caço por mês se você me disser quantos hectares de arroz você cultiva por semana.

Anônimo disse...

Gente, cada um tem o direito de adotar uma dieta com a qual possa conviver durante a sua vida, seja ela onívora, vegetariana ou vegana. Ninguém proibe nada! As diretrizes nutricionais são recomendações e não imposições. Se a saúde está em risco, procura-se a orientação de um profissional (de preferência um médico nutrólogo e ATUALIZADO). Com certeza uma intervenção nutricional terapêutica será necessária. Para pessoas com glicemia alta, diabetes 2 e esteatose,infelizmente, terá sim que ficar sem comer algumas frutas com alto IG por um tempo, mas depois de superada a crise, volta-se a comer com moderação. Estou na reta final do curso de nutrição. descobri que para ter a minha saúde sob controle, tive que ignorar o que aprendi no curso e correr atrás de pesquisas atualizadas e encontrar um médica interessada, aberta e atualizadíssima. Pessoas são diferentes, nem tudo é preto e branco. Só sei que a minha linha de trabalho terapêutica para futuros pacientes será com dietas lowcarb e cetogênicas, porque me interesso pelo controle de doencas metabólicas e os resultados de estudos recentes com ensaios clínicos comprovaram a eficácia das mesmas. Como moro na Alemanha, sei que terei suporte para seguir essa linha. Meus gurus sao o dr. médico cardiologista Aseem Malhotra (british medical journal) e dr. Md. Andreas Eenfeldet (Suécia).
E para quebrar os preconceitos e a desinformação, sugiro o filme "fat head", tem no youtube. Sua saúde está satisfatória? É possível ir lá no fastfood uma vez ou outra com os amigos, para quem curte, claro, sem que isso comprometa a mesma. Ninguém tem que radicalizar sua forma de comer, se a pessoa não ver a necessidade para isso. No fundo o que todas as vertentes nutricionais pregam é "coma comida de verdade, evite os industrializados, reduza o consumo de açúcar e pratique atividades físicas que lhe dêem prazer".
Abraços a todxs

Anônimo disse...

Vcs são mesmo ridículos, paleo de um lado, vegan de outro, tudo porcaria que dá câncer e não emagrece. Venho aqui pra falar pra Lola fazer a dieta da Nutella. Eu faço e como de tudo, contanto que seja junto com Nutella. Se emagrece eu não sei, mas sou feliz.

jardinesca disse...

E capinar ninguem quer né!
Bando de gente contraditória

Anônimo disse...

"Eu digo quantos animais eu caço por mês se você me disser quantos hectares de arroz você cultiva por seman"

Fia vc não entendeu o sarcasmo da pergunta sobre os animais que vc caça. Quem come carbo não se vangloria dizendo que come o que os asiáticos plantavam no século 100 antes de cristo. Foda-se isso. Agora vc dizer que se alimenta como os homens das cavernas sendo que muito provavelmente come frango Sadia, é meio engraçado.

Kittsu disse...

Pois eu como o frango da sadia, a carne da friboi, o porco do açougue e ainda como o seu cachorro, você e a sua família se você continuar com esse papinho. E ainda dou os restos pro meu próprio cachorro comer - que ele é carnivoro, matam animais pra ele comer e tal. Vou dar pra ele até o frango da sadia, o boi da friboi, você, seu cachorro...

Com uma saladinha, pra ser light.

Anônimo disse...

Ui, Kittsu, como você é foda, todo mundo tremeu aqui com essa sua resposta

Só que não, haha

Anônimo disse...

Então, se o negócio da pessoa for só emagrecer porque "foda-se, eu quero emagrecer", essas dietas malucas servem, pelo tempo que a pessoa aguentar.

Mas há opções muito melhores pra ser saudável. Emagrecer por emagrecer não me parece o negócio da Lola.

De qualquer modo, força, Lola!

Anônimo disse...

Anônimo das 17:17

Tamo junto! Tb sou mega feliz comendo Nutella!!!!

Anônimo disse...

Não tenho cachorro.
Kittsu perdeu o controle.
Nem fui eu que perguntou se ela caça, só entendi o sarcasmo e quis explicar, kkkk

Anônimo disse...

21:09, não servem não. Emagrecer é fácil sim, continuar magra são outros 500 reais, pode acreditar. Dieta deficiente ou com medicamento inibidor não servem pra nada mesmo.

Kittsu, eu nunca disse que temos genética para sermos agricultores pra justificar minha alimentação. E sabe que os agricultores são magros porque lavoura é trabalho duro.

Pra falar a verdade, nossa genética pra engordar está presente em quase todo o reino animal, como você concordou porque é um fator biológico. O que os paleos não entendem é que somos animais CULTURAIS, além de biológicos. Somos onívoros, caçamos, plantamos, pescamos, cozinhamos, enchemos carrinho no supermercado, rs.

Caçar não é biológico, muito menos genético. É cultural. POrtanto, a justificativa para seguir dieta dos paleolíticos é furada, mas não condeno de todo. Se você está bem, segue em frente.

Concordo que o presente estilo de vida urbano não comporta a ingestão diária de altas porções de carboidrato cultivado e não aceito ter aquele barrigão das nossas antepassadas indígenas.

Nossos índios e índias se entupiam de farinha biju. Eram semi-agricultores. Nâo eram obesos mas também não eram magros. E caçavam, pescavam todo dia. As mulheres andavam, cozinhavam, dançavam, etc.

Também não é verdade que os paleolíticos viviam à base de gorduras tipo óleo de coco, azeite, manteiga, etc. Lembre-se que eram homens das cavernas. Manteiga é um derivado da pecuária ou pastoreio, que precedeu a agricultura (aliás, as duas andam juntas desde que o sedentarismo floresceu). O azeite só bem recentemente começou a ser fabricado e mais recentemente ainda a ser consumido. O azeite era usado como combustível para lamparina, muito depois da Idade da Pedra Lascada.

Anônimo disse...

22:29, eu quis dizer justamente isso. Alguém vai emagrecer rápido comendo carnes, por exemplo, mas dificilmente vai conseguir manter, e provavelmente vai ter problema de saúde (como a Ana Clara disse).

Anônimo disse...

Se é pra ser paleolítico seja, mas também com a carne sem tempero e fruta colhida do pé. Sem gorduras como azeite e manteiga. Ou então mudem o nome da dieta.

Rosanna Andrade disse...

Pelo msnos para mim, a Paleolitica nao se justifica pela genetica ou por ser a dieta ancestral, mas pelos estudos cientificos de alto nivel que a corroboram e ao mesmo tempo destroem os argumentos low-fat, high-carb.

O blog do Dr Souto eh recheado de evidencias cientificas

http://www.lowcarb-paleo.com.br/

Eu comecei a dieta low-carb por causa dos meus ovarios policisticos, que ao q tudo indica tinham relacao com sindrome metabolica, embora eu seja magra. Eu passava mal e qse desmaiava se ficasse 3h sem comer, coma paleo isso ACABOU.

Eu soh nao verifiquei os ovarios pq nao tenho coragem de largar a pilula por simples medo de engravidar. Uso camisinha em todas as relacoes, mas gostaria de ter um segundo metodo alternativo.

QUANTO A GORDURA NO FIGADO DA LOLA

Dietas de baixo carboidrato (e consequentemente, alta gordura) sao ALTAMENTE indicadas para esse caso

http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/12/o-figado.html

"O que leva à esteatose é a conversão do excesso de glicose e frutose em triglicerídeos no fígado; se esta conversão excede a capacidade do órgão de exportá-los, eles acumulam-se nos hepatócitos (células do fígado);
Quanto menos carboidratos na dieta, menos esteatose;
Quanto MAIS proteína na dieta, menos esteatose e menos disfunção hepática."

Rosanna Andrade disse...

No mais, estou com a Kitsu e entendo que ela esteja muito brava. O pessoal aqui falando mal de dietas low-carb sem conhecer, sem rebater com estudos, cheios de achismos de que a pessoa que emagrece comendo carne dificilmente mantem

Muito pelo contrario

http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/07/exercicio-e-emagrecimento.html

Eu n costumo fazer muita propaganda da minha dieta nao, pq as pessoas tentem a me chatear dizendo que eu vou morrer rapidinho sem ter a menor base pra isso (tipo nessa caixa de comentarios).

Pra quem interessar, faco paleo a 1 ano, tenho 48 kg e 1,63m. Ja tinha esse peso antes da dieta, n mudou nada pq eu ja era magra. Mesmo assim, meus triglicerides estavam bem altos...

Anônimo disse...

08:19, há várias maneiras de emagrecer rápido. Todas precisam da restrição calórica. A restrição ideal são TIRAR 500 calorias por dia no máximo, até chegar no peso que quer.

Entendo que comer só proteína acarreta alguns problemas futuros como gota, problemas renais, e talz. Todas nós sabemos da importância da suplementação, pp de vitamina D, K e outros micronutrientes, antioxidantes encontrados nos temperos, nas frutas vermelhas, nos sucos verdes, como a Lola tá fazendo, e na suma importância da balança. Sem balança não dá porque não conseguimos sentir o corpo engordar. Temos que ter algum auxiliar. Umas gostam da fita métrica. Outras se guiam pela roupa. Eu prefiro a balança mesmo. É número e número não mente. Emagrecimento e saúde geralmente veem juntos mas não são a mesma coisa, né?

Mesmo na área do condicionamento físico, há que ter certa sabedoria, senão pagaremos a conta lá na frente quanto a lesões, exageros desnecessários, etc.

E tem gente que cai no conto do 'eu faço isso e aquilo, então posso fazer aquilo outro'. Pode não. Se entupir de doce de leite e depois correr pra academia não vai impedir suas artérias de entupirem. Falo por experiência na família.
Comer super saudável mas encher a cara no fim de semana, ou cair de boca no churrasco regularmente não impedirá um câncer amanhã. Se lambuzar de protetor solar mas se intoxicar de remédio pra emagrecer, dormir, viver na balada, e outros comportamentos de risco, é que nem tiro no pé.

Tem que fazer o certo e NÃO FAZER O ERRADO, porque toda a proteção é relativa.











Anônimo disse...

Quanto menos carboidrato complexo, né, Rosanna? O amido das folhas e dos legumes com até 10% de carbo são excelentes para a dieta paleo e qq outra. Pode comer à vontade e de quebra ganhamos muito micronutrientes e FIBRAS. A dieta paleo é deficiente em fibras, tanto que se recomenda a ingestão de fibra de aveia, como na dieta Dukan, que eu acho bem razoável.

Alimentos com 5% carbo (a cada 100 gramas, 5 gramas são amido): folhas, legumes todos com exceção da abóbora, cenoura, chuchu e beterraba, pois estes contém 10% de amido.

Alimentos com 20% de carbo (amido):
batata, mandioca, inhame, cará, milho verde, etc.

http://www.tiojuliao.com.br/Bet_Balanca/Dicas_de_Nutricao/nut26.php






Rosanna Andrade disse...

Sim, os vegetais e legumes com menos de 10% de carbo que vc citou sao excelentes. Alias, no site do low-cab paleo, q eh o q eu mais acesso, sempre houve a recomendacao expressa de comer folhas verdes. Nao sabia do problema das fibras e nem dessa recomendacao. Eu nao tenho problema com fibras, alias, pelo contrario, meu intestino eh ate um pouco solto. Nao pela dieta, mas por um problema anatomico (ceco movel). A aveia tem o problema de conter gluten, mas e a fibra de aveia?

O que eu ja vi de recomendacao qto a intestino preso em paleo foi a ingestao de amido resistente, talvez seja a mesma coisa. Como nao se aplica a mim nao dei mta bola.

Qto a batata, mandioca, inhame, cará, tudo bem consumir se vc n tiver precisando perder peso. Nunca vi milho ser recomendado.

Anônimo disse...

Rosanna Andrade, tá cheio de link nos comentários, é só copiar e colar.

Como alguém que já fez dieta de carne (quase exclusivamente comendo isso), posso dizer que não dá pra manter e dá problema, sim. Mas pelo que eu entendi, a paleo é mais do que só carne.

Pra mim, botar tudo isso de gordura no corpo não dá.

Kittsu disse...

Rosanna, não é deficiente de Fibra e não precisa suplementar com farinha de grão nenhum, pois ela exclui justamente os grãos.
Dunkan não é paleo, e é baixo carboidrato E baixa gordura, por isso que tem tanta fibra.
Até daria pra viver só de carne, mas teria que ser cru e um animal inteiro teria que ser consumido a cada semana - cerebro, medula, baço, fígado, etc. Só o músculo não teria todos nutrientes. Quem alimenta seus animais com alimentação natural crua sabe disso e se não souber, o bicho vai sofrer e ter deficiências nutricionais bem feias.

Anônimo disse...

Credo. Prefiro viver até os 70 em vez dos 80 e poder comer meu doce de leite em paz de vez em quando. Imagina não poder comer NUNCA coisas gostosas? Isso não é vida.

Anônimo disse...

Folha verde só não vale, Rosanna. Cadê a infinidade de legumes que tb têm 5% de carbo como a couve-flor, por ex?

Kittsu disse...

Quem disse que precisa ser cetogênico? Não precisa.
Na verdade, paleo pode ser até de alto carboidrato e até vegan. Existem várias vertentes, pois baseia-se somente na exclusão de industrializados e grãos e seus derivados (óleos). Algumas vertentes também excluem laticínios, outras sequer são de baixo carboidrato apesar dessa ser a tendência.
O que eu faço nem chega a ser paleo estrita, tá mais pra uma mistura de um baixo carboidrato/alta gordura puxando pra paleo.

Eu não acho que comer verduras variadas+carne pode ser pior do que viver à base de arroz, batata, feijão, trigo e bife feito no óleo de soja, com uma alface ocasional pra fingir que come bem. Esse é o prato padrão e não vejo as duras críticas sobre falta de fibra, falta de nutriente esse e aquele.

Quer que eu faça um diário com fotos dos meus pratos pra você me dizer o que tem de errado? Falo até quais foram as minhas fugas da dieta, se quiser...

Anônimo disse...

Ah Kittsu vc foge da dieta às vezes? Achei que vc tava 1 ano sem colocar 1g de doce/trigo na boca.

Kittsu disse...

Porquê?

Rosanna Andrade disse...

"Folha verde só não vale, Rosanna. Cadê a infinidade de legumes que tb têm 5% de carbo como a couve-flor, por ex?"

Gente, vcs tao levando tudo literalmente. Eu como saladas variadas pra caramba. Tomate eh meu primeiro amor. Se eu nao pudesse comer tomate ficaria bem depre.

Costumo comer tbm cenoura, beterraba, palmito. Gosto muito de couve-flor e brocolis... mas nao posso abusar. Como ja mencionei, tenho uma condicao anatomica - ceco movel - que me impoe uma serie de restricoes que nada tem a ver com dietas de baixo carb/paleo.

Brocolis e couve-flor tem alguns oligosacarideos que eu nao tolero. Qdo eu como certas coisas, eu preciso tomar um sache de uma enzima no dia. Esse sache nao da conta se eu simplesmente abusar desses alimentos. Como com moderacao.

Por esse exato motivo, eu nao posso ENCOSTAR em nada com alho, nem maca ou pera. Com ou sem enzima. Tudo isso me causa crises serias de diarreia. E essas orientacoes vieram do meu medico gastro, que ate torce o nariz pra paleo.

Entao, meu cardapio nao eh um bom guia para quem quer saber como eh uma dieta paleo ou de baixo carb, pq eu tenho restricoes que nao sao tipicas da dieta. Como cada organismo eh unico, eu adaptei meus problemas gastricos a dieta, e as vezes tiro duvidas com o proprio Dr Souto do blog lowcarb-paleo.

De toda forma, a paleo me tornou uma pessoa mais disposta, com MUITO MENOS quedas de pressao ou glicemia. Como com prazer, meu peso eh bom e eu arrisco dizer que perdi boa parte da gordura localizada que eu ainda tinha, apesar de ser magra.

Minhas crises de diarreia sao bem controladas, apesar da cartilha do meu gastro dizer que eu nao deveria comer "muita" gordura. E convenhamos, para a nutricao mainstream paleo tem "muita" gordura sim. As crises soh voltam quando eu saio dos eixos, comendo em lugares que eu nao tenho como ter ctza se usam ingredientes proibidos pra mim.

Rosanna Andrade disse...

E assim como a Kittsu, eu tbm tenho minhas pequenas fugas. Mas elas nao sao problematicas, eh uma questao da regra 80/20. Se vc segue a dieta 80% do tempo, nao vao ser os 20% que vao ferrar com tudo.


Por exemplo, eu adoro comida japonesa, entao qdo eu decido comer isso, eu saio da paleo e como arroz.

As vezes qdo estou com meu namorado eu como pizza, que tem trigo. Geralmente eu "monto" uma 1/2 pizza pra mim com ingredientes que nao me facam tao mal.

Tambem saio da dieta em alguns aniversarios, por exemplo. Nessas ocasioes eu tenho mais cuidado em nao comer alho do q carbs, pq alho eh diarreia na certa.

Mas raramente eu como doces. Acho que minha unica excecao sao bolos de aniversario, pra nao ofender as pessoas. Meu paladar mudou muito (eu era bem chocolatra, por exemplo). Os doces se tornaram enjoativos pra mim.

Qdo eu tenho desejo de "doces", como frutas ou chocolates com no minimo 70% de teor de cacau. Nao sinto falta deles, e isso eh absolutamente libertador.

Anônimo disse...

Legal, Rosanna! Você é sua própria nutricionista, hein? Parabéns! Está explicada a sua magreza, que não é parâmetro, repito, para ninguém dizer que você come um monte mas é magra, né?

A todas: http://www.dailymail.co.uk/tvshowbiz/article-2903647/Holly-Hagan-admits-vile-internet-abuse-led-incredible-body-transformation.html

Talita Barbosa disse...

Lola, minha mãe tirou o útero há alguns atrás porque havia crescido muito; e os médicos também não sabiam o porquê. Vários anos depois, ela descobriu ser portadora da Acromegalia e a causa foi essa. Não quero lhe assustar, mas seria bom passar por um endócrino e verificar os hormônios. Beijos e se cuida!

Lidiany CS disse...

2014 ñ foi um ano muito bom, espero que 2015 seja melhor...

Mas Lola como assim vc ñ gosta de banana? Vitamina de banana c aveia. hummm <3

Espero que vc consiga organizar sua dieta e fazer exercícios, pq vc não tenta hidroginástica ou fazer caminhadas?

Abraço!