sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

O MASTERCHEF E O PATRIARCADO

Terça foi a final do único programa de TV que eu e o maridão estávamos acompanhando, o MasterChef, na Band. 
Não deu pra tuitar nada porque a gente estava na linda Caponga, CE, sem acesso à internet. Minha torcida era por Helena, mas nada contra a jovem Elisa ter vencido. Foi emocionante ver duas mulheres disputando o título de melhor chef amadora num meio tão machista, em que 90% dos chefs são homens. 

O programa foi excelente e aguardo ansiosa pela segunda temporada (que obviamente terá muito mais que os 300 2,500 inscritos desta temporada), mas o que me chamou a atenção foi ler um monte de babaca afirmando que Elisa só ganhou porque foi ajudada pelo pai. 
Foi assim: na final, Elisa e Helena tiveram duas horas para preparar um menu com três pratos cada uma, entrada, prato principal e sobremesa. Qualquer pessoa que já entrou numa cozinha sabe que duas horas pra cozinhar três pratos é super pouco tempo. Ambas tiveram que correr pra terminar os pratos no último minuto. Muita adrenalina.

Já na contagem regressiva, Elisa -- que havia imaginado uma reinterpretação da velha Romeu e Julieta -- não conseguiu abrir o pote com a goiabada. E pediu ao pai, que estava na plateia, que a ajudasse. O pai abriu e ainda guardou a tampa como lembrança. Foi um gesto bonito e emocionante, ainda mais porque a mãe de Elisa já havia dito que Elisa era igualzinha ao pai, e que sua paixão por culinária vinha dele. 
De um fórum mascu
Mas lógico que os machistas viram o gesto como uma vantagem desleal, digna de quem ganha as coisas graças a um pussycard, ironizando a opressão do patriarcado (que pra eles não existe), e sugerindo que o verdadeiro vitorioso do programa foi um homem. Afinal, chef de verdade é quem sabe abrir pote de conserva.

Cada vez que os misóginos adotam esse tipo de discurso ridículo, reforçam a ideia de que é só pra abrir pote que eles servem... 

Update: A roteirista do programa deixou um comentário super esclarecedor. A Daniela não pode escrever um post em nome do programa porque teria que pedir permissão pra muita gente, até gente de Londres. Mas espero que os esclarecimentos calem de vez os machistas.

53 comentários:

Patty Kirsche disse...

Ah, pelo amor, né? Eu vi a cena; achei tão fofa... A menina ia perder SÓ porque não conseguia abrir um bendito dum pote de conserva? Gente, o tempo estava se esgotando! Com tempo hábil, existem várias formas de se abrir potes: aumentar o atrito com um pano, furar a tampa, aquecer a tampa, usar um grifo ou morsa, jogar o pote na parede e arrebentar logo... Força física pode ser uma vantagem, mas definitivamente não é insubstituível.

Anônimo disse...

O feminismo tem seus verdadeiros inimigos, em três pilares professora:
Potes de conserva, pneus furados e baratas voadoras :P

Anônimo disse...

Mulheres já fizeram e fazem tanta coisa por homens. E nem estou falando do próprio processo de gestação, amamentação, sem o qual ninguém estaria aqui, mas o tanto que as mulheres cuidam dos homens, principalmente em uma cultura machista como a nossa.
Mas aí um cara te ajuda a carregar algo mais pesado ou abrir alguma coisa: tá vendo como vocês são inferiores? tá vendo como não merecem direitos iguais?
Seria engraçado se não fosse triste.

Anônimo disse...

Nossa, que grandes inimigos...como se eu nunca tivesse conseguido abrir um pote, trocar o pneu ou matar uma barata.

Mallagueta Pepper disse...

Assisti um pedacinho onde um dos jurados falou pra um concorrente que ele nunca ia ser cozinheiro na vida. Achei simplesmente nojento.

Eu tenho TV a cabo em casa e já vi outras versões desse programa, até voltado pra crianças, e não me lembro de ter visto esse nível de grosseria antes.

Os jurados são severos sim, não poupam nas críticas dos PRATOS, mas chegar num concorrente e falar que ele nunca vai ser cozinheiro? Achar que pode julgar toda a vida e carreira da pessoa no futuro por causa de um único prato feito num momento de pressão e com tempo escasso?

Acho que só aqui no Brasil mesmo.

Barbara O. disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

minha mãe me deu um dispositivo que abre potes de conserva. É alemão. Funciona perfeitamente. Adquiram e joguem os machistas no ridículo por toda a eternidade.

Anônimo disse...

Parabéns para as duas finalistas e para a vencedora. Eu que nem sei direito o que fazer na cozinha só posso aplaudir quem consegue fazer entrada, prato principal e sobremesa em apenas duas horas. E esses mascus são doentes, estão dizendo que a FILHA só conseguiu ajuda do PAI por causa do b*cecard? Na boa, eles são asquerosos! Tomara que nunca tenham filhas.

P.S. Potes de conserva? Hum, já existem conservas embaladas em filme. E as leis da física ajudam com os potes. Pneu furado? Uma chave de roda mais longa que o normal resolve. Princípio básico da alavanca (again, leis da física, aquela coisa que os mascus nem sabem que existe, e o que é física? É de comer?). Baratas voadoras? Minha tia mata pra mim. Mas manter a casa limpa ajuda, viu, mascuzada? Eu sei que vocês olham pra uma vassoura e se perguntam se é uma invenção alienígena, mas foi inventada aqui na Terra mesmo e serve pra manter a casa limpa, e casa limpa é uma casa sem insetos nojentos.

Anônimo disse...

Como disse a Lola: Mascus só servem pra abrir pote mesmo.
E Anon. da 01:24... Gostei do que vc falou.
Mas dialogar com mascus é a mesma coisa que dialogar com baratas voadoras, potes de conserva ou pneus furados: vale de nada.

Pepper

Anônimo disse...

Potes de conserva - abro todos com água quente ou uso uma faca como alavanca.

Baratas voadoras - já matei uma em pleno voo com um chinelo. Foi cômico. Mas normalmente eu só uso "tiros" de veneno em spray.
Ah... só pra constar: aqui em casa quem se borra de medo de insetos e aranhas é meu marido.

Pneus - não tenho carro. Mas quem troca pneus e câmaras furadas da bicicleta, além de outros reparos e ajustes sou eu.

Além disso, canos entupidos, resistências e lâmpadas queimadas, tábuas soltas, pintura descascando etc não são problemas pra mim. Tenho certeza que não são pra muitas mulheres.

Não adianta masCUzada... vocês estão ficando cada vez mais e mais obsoletos...

Jane Doe

Raven Deschain disse...

Será que algum mascu morre cada vez que trocamos um chuveiro?

Haha sou noventista. E sabia programar o video pra gravar. Acho que com essa foram dois mascus. Kkkk

Mas bem, concordo com o que foi dito ali encima. O nível de grosseria era mto grande. Daí nem acompanhei. Mas que bom, que legal que uma garota venceu. E com dois jurados homens! É nóis!

Fulano de Tal disse...

Vamos lá, aqui fala a roteirista do programa, alguém que estava lá. Todos os competidores têm consultores culinários ao seu lado para ajudar com dificuldades técnicas - os equipamentos que eles têm a disposição são muito modernos, nem todos eles são familiarizados com isso. A presença do consultor só ficou mais evidente nessa edição por causa da Helena, que precisou de alguém para ajudá-la quando quebrou o pé, mas durante a competição os consultores são usados pelos participantes diversas vezes, inclusive pelos participantes homens, lembro do Mohamad e do Estéfano que não souberam usar a panela de pressão, gente que teve problema com o forno. Isso é corriqueiro e nem entrava na edição, porque acontece. O que não pode é ajudar a cozinhar. Quando Elisa teve a dificuldade de abrir a tampa, ela poderia pedir ajuda aos consultores, talvez nem entrasse na edição, porque, como disse é coisa corriqueira (a goiabada tinha cristalizado na tampa – realmente estava bem difícil de abrir, não era culpa dela). O extraordinário foi Elisa, em vez de pedir ajuda aos consultores que estavam bem mais perto dela, foi correr para o outro lado e pedir ajuda ao pai. Isso foi um momento de puro instinto e puro afeto. Daquelas coisas raras que fazem alguém como eu, que escreve história, valorizar a realidade. Acho que foi o momento mais bonito do programa – era tão importante para ela a presença do pai e cozinhar pela primeira vez na frente dele, que ela bloqueou qualquer outra presença naquele set que estava cheio. Foi muito amor. Mas a vitória foi da Elisa, não do pai dela.

Anônimo disse...

Várias aí pagando de mecânicas kkkkk acredito
O fato é q a cozinheira fodona precisou da ajuda de um homem opressor para ganhar.

P.s : Parabéns por mais uma lei sexista, o tal feminicídio,feminismo lutando por "igualdade ".
Kkkkkkk

Anônimo disse...

Eu também achei que os jurados perderam a mão no nível de grosseria, dava pra ser firme sem ser estúpido. Mas fora isso eu gostei bastante. Fui team Elisena desde a metade do programa, adorei quando vi as duas no final.
E nunca tive problema em abrir lata de conserva, é só usar uma colherzinha para subir aquelas partes da tampa que são mais presas, sai o ar, e pronto.

Anônimo disse...

"O fato é q a cozinheira fodona precisou da ajuda de um homem opressor para ganhar."

E vc precisou não de uma "ajuda", mas da existência de uma mulher para nascer, seu imbecil.

Anônimo disse...

E se ela não conseguisse abrir a tampa, quem ia ganhar? Outra mulher.

Anônimo disse...

Curiosa com os desdobramentos do caso adobe avelã...

Claudia - RJ disse...

Lindo momento, me deu uma saudade danada do meu pai :)

Anônimo disse...

Esqueceu da ajuda do meu pai opressor para q eu nascesse kkkk
É outra mulher teria ganho mas é cômico vet como ficam putas com a realidade, mulheres geralmente tem dificuldade para abrir potes tanto é q precisam de algo como colher,dar batidas na tampa,o homem com a mão consegue.
Dizem q n tem inveja dos homens mas garantem q são fodonas e conseguem fazer tudo q a gente faz, mentira braba.
Mulher q sabe trocar pneu,consertar pia...é exceção.
Já vida até feminista alegando q enfrentam bandidos, a gente vê isso direto,mulher se arriscando par salvar os outros kkkkkkk
E n tem nada de errado,são diferenças q vcs n conseguem engolir.

Anônimo disse...

Sabe o que é hilário?? É masCU vir aqui criticar a moça que pediu ajuda para o pai ou duvidar que nos viramos sozinhas quando, não muito tempo atrás, nesse mesmo blog vieram choramingar que precisam de uma mulher pra preparar o mingauzinho deles e elas - oh essas bruxas - se recusam a fazer.
Sem contar o costumeiro "ainnn... uzomi também sofri e as feminazi não fazem nada"...

Homens são autossuficientes?? Sei...

Jane Doe

Anônimo disse...

A mesma coisa que eu já disse a um retardado: dois mestres de capoeira não conseguiram me derrubar, então cade essa força masculina toda? Se fosse um daria para ignorar, mas dois?

Luiza Original disse...

Olha, se você perguntar pros meus colegas homens da faculdade (nenhum gay, senhores machistas e homofóbicos), da vez que o hospital estava sendo dedetizado e baratas voadoras VOAVAM para todo lado, eles te dirão que, nessa hora, não existe homem e mulher, existe seres humanos saindo correndo como se não houvesse amanhã.

Anônimo disse...

Engraçado que esses manés que dizem que as mulheres não devem ter direitos iguais aos dos homens dependem da mãe pra tudo: pra comer, porque não cozinham nem miojo; pra ter comida em casa, porque se depender dos mascus só se janta e almoça danoninho, toddyinho e mingaus (e eles precisam das mães pra fazer o mingau); pra ter produtos de higiene (que mal e mal usam), pra tirar as roupas sujas do canto do quarto, pra pendurar a toalha molhada. Nem ir na esquina comprar um pão esses inúteis devem ir, as mães só não devem precisar trocar as fraldas desses mascus, e eles dizem que as mulheres são inferiores porque não conseguem abrir um pote de conserva com as mãos? E pior é que quando a embalagem do toddyinho não abre, eles ao invés de provar sua força e masculinidade abrindo sozinhos, vão é chamar a mamãe pra abrir o toddyinho malvado pra eles. Que tal eles desistirem de passar tanta vergonha em público na internet?

Anônimo disse...

Entao homens so servem atualmente para trocar pneus, matar baratas voadoras e abrir potes de conserva?
Que bosta, hein! Tomara que tenha sido ironia... Nos comentarios do blog da Lola nao da para ter certeza de nada, pelas coisas absurdas que ja li aqui.
Sou mulher e consigo abrir qualquer pote e tranquilamente mato baratas. Nao tenho carro e nem pretendo ter ( mesmo podendo), por isso nao posso falar nada sobre pneus, mas ja vi mulheres executando o serviço com perfeiçao. Fico com o meu feminismo mesmo. :)

Anônimo disse...

Hahaha! Bela resposta. Chora, mascuzada!

Anônimo disse...

Pois pode acreditar, merdas como voce estao cada vez mais obsoletos (sobre potes, eh perfeitamente possivel abri-los sem ajuda de mascuzinhos. Nao sei se vc sabe, mas muitas vezes sequer eh necessario usar de força). Logo, logo mascus terao de criar grupos "g0ys" soh para eles. Eh a unica maneira que encontrarao de fazer sexo. Isso eh, se ja nao usuam desta tatica, ne? E "kkkkk" nao eh argumento. Qual eh a sua idade mental? Seis aninhos?

Anônimo disse...

Pibre mae desse mascu merdinha. Esperar 9 meses para nascer isso.

Anônimo disse...

"mulheres geralmente tem dificuldade para abrir potes tanto é q precisam de algo como colher,dar batidas na tampa,o homem com a mão consegue." Grandes merdas. Precisar de força fisica para tudo. Conheço homens tao fraquinhos que para abrir um pote teriam de manda-lo varias vezes na cabeça de um mascu para abri-lo. E quem esta putinho aqui eh vc e seus amiguinhos mascus. Estao cada vez mais obsoletos. Dica: so vai piorar.

Anônimo disse...

HAAHAHAHHHAAHAHAAHAHAHAHAAHHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA
adorei o tópico ahhahahahahah
"papaiiii!"
ahahahahah

Anônimo disse...

Eu continuo achando que a Lola dá espaço demais pra machista nesse blog.
Pra quê mesmo?

Anônimo disse...

Eu to passando vergonha ou são vcs q inventaram n sei quantas coisas q eu n disse por falta de argumento?
Kkkkkk
Sinto informar mas n gosto de toddynho,onde foi q eu disse q homens são capazes de fazer tudo?
Quem posa de fodonas são vcs.

Anônimo disse...

Pois é, Lola, agora sabemos o porquê de duas mulheres terem sido escolhidas para a final.
Não poderia ser diferente com uma roteirista feminista.
Você falha até mesmo quando tenta dar uma dentro.

Anônimo disse...

Ninguém vive totalmente sozinho no mundo, ninguém faz tudo sempre sozinho sem ajuda de ninguém, seja homem ou mulher.
Mas machista é tão inseguro e se sente tão ameaçado por mulher, que se ver um homem ajudando uma mulher a fazer qualquer coisa já quer se sentir aliviado e quer desesperadamente se convencer que é superior ou que ainda tem algum valor no mundo. Machista é o tipo de preconceituoso mais patético e inseguro que existe.

Anônimo disse...

Impossível não usar força. Sem a aplicação de força o objeto jamais sairá da inércia. Beijinho no ombro de Isaac Newton.

Anônimo disse...

Velho vc eh muito, muito burro. Estou falando de usar as forças das maos, dos braços. Nao eh necessario usar de muita força para abrir um pote. Mas esperar inteligencia e interpretaçao de texto de um mascu eh um pouco demais, ne?

Anônimo disse...

Gosta de nescau entao? Pede para a mamae fazer um copinho bem quente de leite com nescau e relaxa.

Anônimo disse...

Chora mais, perdedor.

Anônimo disse...

Mascuzeto das 15:34, abrir potes com as mãos? Grandes coisas, as mães de vocês tem que fazer sua comida, limpar seu quarto, recolher suas roupas sujas, pendurar suas toalhas molhadas, lavar suas cuecas sujas, te dar remédios, comprar o pão depois de um dia inteiro trabalhando, tudo sozinha porque sua ajuda em casa se limita a abrir um pote só com as mãos e você ainda acha que é superior a ela só por isso? É tragicômico como os inúteis se acham o máximo por fazer uma coisa que um bom uso das leis da física resolvem pra gente numa boa. Vocês são completamente obsoletos e desnecessários...

Anônimo disse...

E olha, eu consigo abrir potes com facilidade. Mas ja que vc da tantaaa importancia para isso, tai algumas dicas para abrir potes usando pouquissima força fisica: http://m.brasilescola.com/fisica/como-facilitar-abertura-tampa-um-vidro-azeitonas.htm

http://m.youtube.com/watch?v=kfPAw1KIums

Algumas dicas sao dadas por fisicos. Boa sorte espero que consiga. Beijos de luz.

Anônimo disse...

Claro. Se fosse um homem roteirista, no minimo vc diria que as duas "deram" para ele. Se fosse uma roteirista mulher e dois homens fossem finalistas, diria que a escolha foi mal feita. Afirmaria que outros seriam merecedores. Vc so ficaria satisfeito se fosse um roteirista homem com dois homens finalistas.

Nao tem como ganhar de machista, ne? Aceita que doi menos.

lola aronovich disse...

Isso de que duas mulheres foram pra final porque a roteirista do programa é mulher e feminista parece piada, mas não é -- é realmente o "pensamento" dos mascus, que não sabem nada sobre nada. Eles devem achar que roteirista manda alguma coisa num programa de TV. Ainda mais num programa que tem 3 jurados (dois homens e uma mulher), e quem decidia qual candidato seria eliminado era sempre esse júri. Imagina a roteirista se metendo na decisão dos jurados e falando: Peraí, vamos levar duas mulheres pra final! Acho que os mascus não viram o programa. Eu e o maridão sempre comentávamos como o Masterchef era diferente do Aprendiz, por exemplo (que foi outro programa que acompanhamos). No Aprendiz, o Justus muitas vezes não eliminava quem tinha se saído pior naquela prova. Ele levava em consideração o histórico do candidato em outras provas. No Masterchef, não. A pessoa era julgada especificamente por cada prova eliminatória. Tanto que candidatos muito bons, como Cecília e Flávio, apesar de considerados favoritos por muitos, foram eliminados por terem tido um dia ruim.
Elisa e Helena foram excelentes. Elisa foi quem mais ganhou provas individuais no programa, ou seja, mereceu estar na final. Pra mim, mais bonito ainda que o fato de duas mulheres estarem na final foi a completa camaradagem entre as duas. Foi só ver o longo abraço no final, ao vivo. Elas realmente se deram bem e torciam uma pela outra.
Foi um programa muito bom. Concordo com a pessoa acima que repreendeu a crueldade do jurado Jacquin por dizer ao Mohamad "Vc nunca será cozinheiro". Ele se arrependeu e pediu desculpas. Os 3 jurados tinham que ser bem "linha dura", mas no fundo dava pra ver que eram boa gente e que gostavam mesmo dos candidatos.

Denise Marinho disse...

Nossa, sensacional seu raciocínio. Pior é vir chorar num site declaradamente feminista. Pra q? Sei lá, podia ir dar uma volta na rua, fazer um café, passar um pano na casa.

Sobre a estupidez dos jurados: uma pessoa como o mohamed na cozinha é um risco (eu achi mais uma certeza) de acidente. Vc tem q ser organizado e limpo, p nao contaminar a comida, não se machucar e não machucar os outros.

André disse...

23:39,

Que tal você abrir a cabeça, trocar essas ideias ultrapassadas e matar esse bichinho do ódio que corrói seu coração?

Denise Marinho disse...

Eu amei o Stefano e fico feliz q ele já está numa cozinha profissional.

Amei a qualidade dessas pessoas, a disputa justa. Foi um programa muito bacana.

Cozinha é uó de machista! Tipo um intensivão de história, sabe? As mulheres foram mantidas longe, e eles dizem que é pq nao aguentamos o peso, o stress, o calor e a tpm. Mas isso está mudando, como tudo.

Anônimo disse...

Nao gostei desse programa, achei os jurados muito grossos, fiquei incomodada com aquela linguagem e nao assisti nem o primeiro episódio direito.

Maria Lia.

Ric disse...

na boa, gastar tempo discutindo sobre tampa de pote é triste hein!

kkk

Anônimo disse...

Dá espaço pra machista pra provar que o feminismo é útil e esses imbecis ainda dão força achando que vão fazer Lola chorar. Mas eles são tão infantis que acho ridículo brigar com eles.

Gle disse...

Achei liiiiiinda essa final!!! A parceria das duas em todas as fases foi demais tbm. E "quase morri" de ansiedade nos últimos segundos da prova final.
Quanto aos mascus falando do pote de goiabada... Pelo amor. Vão aprender a cozinhar antes de julgar uma masterchef como a Elisa. Foi tudo lindo! Tão de parabéns pelo programa... Aguardando o próximo *-*

Claudia disse...

Ao anônimo de 10/12, 10:30h. Espero do fundo do meu coração que vc jamais procrie, pois não entende NADA da relação pai/filha e com certeza não deve entender nadica da relação pai/filho também.

Julia disse...

Não achei os jurados grossos não. O Mohamed é muito bagunçado, não dá pra ser chef assim.

Julia disse...

Torci tanto pela Elisa!
Queria que ela ganhasse desde a metade do programa. Espero um dia ir jantar no restaurante dela!

Anônimo disse...

Eu não aguento, estão diminuindo a vitória da menina, em razão de pote ?
a) Já vi machão falando que precisa da mãe, para fazer até mingau, porque não sabe fazer sozinho.
b) Sou mulher e troco lâmpadas e conserto maçanetas.

Anônimo disse...

Achei que a Elisa ganhou só porque é novinha... eu sabia que ela ia ganhar quando a Paola perguntou quantos anos ela tinha, toda maravilhada. Acho que teve marmelada ali, uma puxada de sardinha pro lado da Elisa, vista como tendo "muito a fazer pela frente", "muito a oferecer" e outros clichês.

Manoela disse...

A Elisa Fernandes daria uma ótima atriz.

O problema não foi o pote da final mas os vários "potes" durante várias provas.

Chorou muito e conquistou o carente e ingênuo público brasileiro que, diga-se de passagem, nunca valorizou muito o mérito...

Quem acompanhou do início ao fim sabe que a Elisa foi a candidata mais auxiliada pelos jurados.

Venceu sem ter saído da zona de conforto na maioria das provas, sem ousar. Fez o "arroz com feijão". Na final ficou muito claro isso.

Além disso os jurados utilizaram várias vezes a palavra idade. E desde quando a idade era critério de avaliação?

Marmelada.