quarta-feira, 19 de março de 2014

"NÃO QUERO DEIXAR MINHA VIRGINDADE COMO TROFÉU"

A L. me mandou esta dúvida:

"Oi Lola, tudo bem? Primeiro queria dizer que te admiro muuuito e que seu blog é fantástico! Já me ajudou em muitos momentos desde que o conheci, em 2012.
Enfim, queria te pedir uma ajuda. Tenho 20 anos e sou virgem. Ciente desse mundo machista, eu simplesmente não quero deixar minha virgindade como troféu para homem nenhum. Encaro o rompimento do hímen como algo físico, sem encanações. Daí eu queria fazer isso sozinha, sabe? A minha dúvida é um jeito seguro e o menos desconfortável e doloroso possível. Sei que talvez isso pareça bem íntimo e tabu, mas acho que você não tem essas noias. Então o que eu queria era isso: alguma dica, sei lá. Me sentiria bem melhor se fizesse isso. Deve ser simples, porque já ouvi relatos de meninas rompendo até com o OB...
Me ajuda?"

Minha resposta: Essa é nova pra mim, L.! Mas é uma visão interessante: você não quer que alguém veja a sua virgindade como um troféu que foi conquistado. Entendo isso. 
Quanto a te ajudar com sugestões, creio que depende do hímen. Alguns são fáceis de serem "rompidos", outros são complacentes. Você pode fazer você mesma, com o dedo ou com um vibrador. Espero que minhas queridas leitoras possam te aconselhar melhor. 
E já avisando aos mascutrolls que porventura queiram comentar neste post: morram. Grata.

95 comentários:

Anônimo disse...

Pq não pensei nisso antes... agora é tarde :X

E mascus que forem comentar aqui: morram.

Liliane disse...

Lola, você não me respondeu o que acha dessa discussão http://forum.outerspace.terra.com.br/index.php?threads/machista-n%C3%A3o-sexista.372384/page-6
Leia pelo menos as páginas 6, 7 e 8. e me diga o que acha.

Anônimo disse...

Isso não é nenhuma novidade para mim. Uma amiga de uma amiga fez isso, disse que não daria esse gosto para homem algum. Ela rompeu o hímen com o cabo de uma escova de cabelo.
Ah, e aquela história que OB rompe, é mentira, usei minha adolescência inteira (e também já havia colocado meu dedo lá), o hímen rompeu só quando tive a primeira relação. Infelizmente, porque era tudo que meu ex-namorado queria na época, não estava nem aí para mim, para ele, como a moça disse, foi um troféu mesmo.

Nane disse...

Compre um vibrador pequeno e não muito grosso, e use com lubrificante. Faça de uma maneira suave e prazerosa.Nem sempre há dor.Boa sorte.

Anônimo disse...

Se você romper o hímem com o dedo ou objeto continuará sendo virgem, pois virgindade significa que você nunca teve relações com outra pessoa. Tanto que garotas que fazem sexo anal, oral ou até vaginal, mas sem penetração para não "perderem" a virgindade, não são virgens. Garotas que tem relações com outra garota sem penetração não são virgens. E o que alguns bobões consideram troféu é a virgindade, ou seja, o fato de ser o primeiro. Assim que você tiver a sua primeira relação, vai ter um primeiro ou uma primeira, independentemente de você ter ou não hímem. Acho até que tem garotas que nascem sem, e tem algumas cujo hímem não se rompe na primeira relação.

A primeira vez pode ser bem ruim. Depende do quanto a garota se sente confortável no momento. E ter rompido o hímem antes não significa que você se sentira à vontade. Enfim, não tem nada a ver. Se você encara o rompimento do hímem como algo físico sem encanação alguma, comece desencanando dessa história e tente se relacionar com caras mais bacanas.

Cyberia disse...

Desde que essa ideia me ocorreu, achei ela bem interessante. Acho que o melhor a fazer é romper se masturbando, se conhecendo. Como você vai fazer sozinha, olha que legal: É no seu tempo. Se quiser levar 5 dias pra romper, leve 5 dias. Se fosse EU: começaria explorando a região, inserindo 1 dedo durante a masturbação, depois 2... Se tiver um vibrador/consolo, poderia eventualmente inserir ele também e passar a se masturbar com ele. Pronto, fim. Não vai ser nada diferente de uma relação depois, e quando for ter a primeira vai poder só curtir, sem encanações.

Se a ideia tivesse me ocorrido antes, era isso que eu faria.

lola aronovich disse...

Anon que já deixou duas mensagens (não publicadas) pedindo pra denunciar um blog mascu, está denunciado. Mas eu não divulgo blog mascus. Não ponho link pra páginas de ódio. Portanto, não posso publicar seu comentário. Infelizmente, quando a gente pede pra denunciar uma página ou blog, e põe o link, está divulgando o negócio. Por isso, convém mais simplesmente denunciar, sem divulgar.
Esse blog que vc citou é uma porcaria mascu. E sabe o mais incrível? ELE tem adsense! E o Google não permite que o meu blog tenha, porque fala (de vez em quando) de orgasmo, virgindade, masturbação, estupro etc. Mas chamar todas as mulheres de vadias e louvar a cafetinagem aí tudo bem, pode!

Anônimo disse...

Perdi minha virgindade aos 21 anos. Passei 20 anos da minha vida a guardando para o "futuro marido", ate me dar conta de que isso era a coisa mais imbecil que eu poderia fazer comigo mesma. Pois perdi nao com OB, ou vibrador, ou dedo. Perdi com um cara lindo, que eu tava muito tesao por ele. E ele por mim. Mas desde nos conhecermos, foi puramente fisico e sabiamos que seria apenas isso. Foi maravilhoso e foi melhor ainda porque ele ia embora do pais na semana seguinte, entao nao havia espaco para desenvolver nada. Faria de novo

Anônimo disse...

Usei absorvente interno desde a minha primeira menstruação (pra mim é uma das melhores coisas já inventadas) e isso não rompeu meu hímen. Como sou lésbica e descobri minha sexualidade bem nova, tive várias parceiras virgens cujo hímen foi rompido em uma relação comigo. Olha, se você for usar seus dedos para penetrar a vagina, começando com um, depois dois, depois três, o hímen pode não romper de uma vez, mas sim aos poucos, o que pode gerar pequenos sangramentos a cada vez. Se for com um consolo ou vibrador, é bem provável que consiga rompê-lo de uma vez. Uma ex namorada e amiga rompeu seu próprio hímen porque na época vivia na casa dos pais e estes estavam tentando que ela se casasse virgem. Faziam muita pressão mesmo! Na epoca ela acreditava que não conseguiria deixar de seguir as ideias dos pais e pensou que mesmo se casasse com um homem, pelo menos faria o "desaforo" de não ser mais virgem. Bom, ela rompeu o hímen com o cabo de uma escova de cabelo!

lola aronovich disse...

"Liliane", não gosto de ser cobrada pra ler alguma coisa. Se eu não respondi é porque não tive tempo pra responder ou porque não quis responder. Vc não acha que é meio demais me mandar duas vezes ler três páginas de discussão num fórum machista? Sabe, eu trabalho. E esse fórum é horroroso. Eles já fizeram tópicos nesse mesmo fórum com títulos como "Quando a Lola será presa?"
E eu nem entendi qual é a discussão. É só mais um palco pra male tears e pra montes de dados dos Instituto Mascu de Pesquisa As Vozes me Disseram.
É se a palavra "machismo" deveria ser substituída por "sexismo"? Bom, eu não acho que deveria. Mas tem muita feminista que acha. E nos países de língua inglesa ninguém fala em machismo, sempre em sexismo. E?...

Anônimo disse...

Olá moça do post! Eu passei por uma situação parecida, tinha vinte e poucos anos e era virgem. Mas gostava, e gosto, de me masturbar, então fui, aos poucos e com cuidado, inserindo dedos e objetos na vagina. Começando com o dedo mindinho, depois indicador, depois dois dedos e assim por diante, gradativamente e em momentos de excitação, como uma brincadeira gostosa comigo mesma. Assim, quando transei pela primeira vez com um homem foi super tranquilo, não houve dor nem sangue. Acho que o hímem foi se alargando aos poucos. Bem, essa foi minha experiência, seu hímem pode se comportar de maneira diferente. Mas sugiro isso, que vá se conhecendo, testando com paciência, com prazer. Necessariamente não precisa ser um rompimento traumático, com dor e sangue. Sinceramente, acredito que nós mesmas somos as melhores pessoas pra "romper" nosso hímem, como um auto-conhecimento, um empoderamento, sem deixar como um troféu pra terceiros.

Anônimo disse...

Acho que uma boa ideia para a moça do post é primeiro assistir uns vídeos da Laci Green no youtube - https://www.youtube.com/user/lacigreen.
Sério! Ela tem vários vídeos legais sobre virgindade e tudo em torno do assunto: inclusive dicas para tornar a primeira relação confortável.

Do mais, o hímen na verdade não vai embora, não é arrancado, removido whatever... ele simplesmente estica ou fica mais maleável - só em casos muito raros é necessário "rompe-lo" de fato.

Então... sei lá... acho bem bizarro que em 2014 ainda existe todo esse tabu em torno de um pedacinho de pele. Mais estúpido ainda que exista homens que pensam estar "ganhando" alguma coisa com isso.


Jane Doe

Anônimo disse...

Lola, sou eu a anon que postou os comentários. Obrigada pela resposta!

Não pensei nisso, que publicar o link iria dar audiência naquele lixo. Desculpe!

Se você olhar o que aquele porco babaca escreve e os absurdos nos comentários, você passa mal. Não salva nada ali...

Obrigada por responder!

Liliane disse...

Lola a discussão é boa, e levanta pontos interessantes, você taxar as postagens de male tears só evidencia seu preconceito para com os problemas masculinos, além disso, têm vários feministas na discussão.
Mas tudo bem, entendo você não discutir o assunto.

Lilian disse...

Acho que posso ajudar com a minha experiência, pois fiz exatamente o que a L. está querendo. Tive minha primeira relação sexual aos 23, mas já estava 'sem hímen' faz tempo! Bem L. o que fiz foi comprar um vibrador não muito grosso, como a Nane já sugeriu! Fui brincando com o vibrador aos poucos, até que eventualmente entrou tudo! Nem cheguei a usar lubrificante, mas fica mesmo mais fácil se tiver um à mão. E fiquei tranquila, que se você for explorando aos poucos, não deve doer. Pra mim não doeu nem sangrou. Foi inclusive prazeroso!

Agora, quanto ao hímen, não sei até que ponto a gente rompe ele mesmo ou só dá uma afastadinha nele. Tem um vídeo legal sobre isso, mas em inglês. Se quiser ver: https://www.youtube.com/watch?v=9qFojO8WkpA&list=PLTXiNEUzXWKTOhoUZWMcXY2vVQs7NwCxq

Enfim, L., e se me permite uma última sugestão, procure encarar a experiência como uma exploração divertida. Tenha em mente que você não precisa se sentir desconfortável ou com dor. É pra ser prazeroso e assim, inclusive, você vai descobrindo o que gosta e como gosta. Boa sorte!

Anônimo disse...

Ola Lola, sou sua fã.
Tem um blog mascu horrível chamado Vida ruim de Pobre, gostaria que vc ou alguém denunciasse.
Os participantes dizem que mulheres tem que morrer, falam coisas horríveis, me deixam chocada.
Eu só não denunciei, porque não sei como proceder.
Gisele

Anônimo disse...

Acho que dá para tentar com um vibrador e KY. Deve funcionar. No mais, qdo chegar sua vez de transar com um cara não precisa dizer a ele que é sua primeira experiência pq, bem, sua vida sexual não é da conta de ninguém (a menos que vc queira contar claro). Se ele perguntar algo, pergunte se ele é historiador ou algo do gênero. Se ele for um cara bacana vai te tratar bem seja vc virgem ou não.

Anônimo disse...

Romper um hímem não é deixar de ser virgem .

Suzan disse...

Será que todos os homens veem a virgindade como um troféu? Será que não há um cara legal que possa se interessar por você independente disso? Posso estar sendo ingênua, mas acredito que a sua vez pode ser bacana com alguém que te respeite que não vá encarar isso como um privilégio sagrado. Em todo o caso, vc tem a opção de não contar que é virgem. Já vi muitos relatos de mulheres que fizeram isso.

Anônimo disse...

Oi, L! Sabe que eu tinha mais ou menos essa mesma ideia que você? Eu não queria que a minha virgindade fosse troféu para ninguém, e nem queria me casar virgem. Pelo contrário. Eu sempre achei que sexo deveria ser encarado com naturalidade, sem essa pressão toda. E, aos quase vinte anos, eu também era virgem. Não pela a ideia de não ser troféu, mas porque eu ainda não tinha encontrado alguém que me fizesse sentir realmente confortável e à vontade o bastante para ter a primeira vez. Mas eu queria, eu tinha vontade, desejo.

Então, eu procurei um amigo com quem eu tenho uma relação muito boa. A gente namorou na época da escola, quando eu tinha 15 anos. Na época, eu ainda não queria fazer sexo e ele sempre me respeitou. O melhor é que a gente tem uma química boa, tanto "física" quanto "intelectual". Ele é inteligentíssimo, culto, isso sempre me conquistou. Ele sempre foi "nerd" e eu sempre gostei disso. Nós somos amigos, ele me conhece bastante. Respeita a minha sexualidade (eu sou pansexual) e as minhas escolhas. Inclusive, ele sabia que eu era virgem.

A minha primeira vez foi incrível! Sem paranoia, sem pressão. De tarde, na minha casa (divido apartamento com duas amigas). Nada de 'debaixo das cobertas', 'luz apagada', 'acaba logo com isso' que eu tinha ouvido algumas amigas falarem. Como a gente já tinha muita intimidade (com o namoro, e todos esses anos de amizade), ele sabe muito bem o que eu gosto e interpreta fácil, fácil as minhas reações. Eu me senti completamente à vontade com ele. A gente ficou a tarde inteira 'brincando', digamos assim. E a tal virgindade, mesmo - o hímen de fato - eu perdi uns dois dias depois, na casa dele. De novo, foi muito bom! Nos encontramos mais algumas vezes. O sexo sempre foi casual entre a gente, mas a amizade é verdadeira.

Ele não me considera um troféu, pelo contrário. Por sinal, é ele quem brinca dizendo que eu o "usei", o tratei como "objeto". Mas, como eu disse, o sexo sempre foi casual e de comum acordo entre a gente, isso é só uma brincadeira, mesmo. Hoje eu tenho 22, nós ainda somos tão amigos quanto antes, e o sexo casual ainda é uma possibilidade (não agora, porque eu estou me envolvendo com outra pessoa). Eu não vou desconsiderar a sua ideia de "perder a virgindade" sozinha, mas nem todos os homens encaram dessa forma, sabe? E eu estou dizendo "homem" porque entendi, pelo seu relato, que você é heterossexual.

Anônimo disse...

Acho que pior do que homens que consideram o hímem o troféu,são mulheres que tem esse tipo de pensamento.

Barbara O. disse...

parece que tem uns lubrificantes com anestésico... o meu rompimento doeu... o meu parceiro não percebeu a "conquista" huahuahuahuhauahuha. morram mascus e machistas de todas as colorações.

Maria disse...

Por favor, parem de sugerir pra menina usar uma escova de cabelo.
Ela pode se machucar!!
Querida, use os dedos ou um vibrador, nada de cenouras, pepinos e garrafas ok? ;)
Especialmente garrafas, porque podem criar vácuo e vc vai ter que ir no posto de saúde pedir ajuda pra tirar.

Maria disse...

Muitos homens se agarram nesse fetiche de virgindade e ficam loucos com isso, mas só será um troféu se vc oferecer como troféu. Se vc achar que é um troféu.
Virgem ou não, os homens fazem de tudo um troféu: virgindade, a primeira vez de sexo anal, a primeira vez de um sexo oral, a primeira vez que ela deixou ele tirar a blusa dela... tudo é troféu nas mãos deles. Não ache q é só a virgindade...

Talvez vc deva fazer desse momento um troféu seu, uma conquista sua, seja fazendo sexo ou rompendo o hímem com um objeto. Ah! se vc for ao gineco, ele pode ajudar.

Vc tem 20 anos e ainda é virgem, o q isso significa? que vc estava se guardando e desistiu? que não teve possibilidade de realizar o ato? que vc esperou tooooodo esse tempo pra terminar num vibrador, no dedo????? Coisas pra se pensar.

Querida, o troféu é seu, pense assim. Não precisa alardear "sou virgem" pra ninguém... e não precisa fazer sexo com um machista.

Mas se quiser a opção do vibrador, do dedo, tá valendo.

Carmen D'Silva disse...

"E já avisando aos mascutrolls que porventura queiram comentar neste post: morram. Grata."
Lola como não amar? kkkkk!

Anônimo disse...

Não ter relações sexuais com nenhum homem, e o maior gesto politico de afirmação que uma feminista pode ter neste momento histórico.

Carmen D'Silva disse...

Nossa esse depoimento super parece com o meu caso, tenho 22 anos e também sou virgem não encaro o sexo como tabu e só pretendo perder minha virgindade quando eu tiver vontade afinal o corpo é meu e quem decide a hora certa sou.
Mas as vezes fico pensando também não quero dar minha virgindade como prêmio pra ninguém. Talvez simplesmente faça sem necessariamente precisar avisar o cara que sou virgem, só tenho medo que saia um pouco de sangue e fique aquela situação constrangedora, afinal alguns não ligam, outros ficam espantados, e outros acham isso o máximo tipo: “UHU, tirei uma virgindade, eu sou incrível!”.
Só espero encontrar um cara que não aparente ser legal para lá na frente eu descobrir que é um babaca.

Caroles disse...

Anon das 14:08, eu concordo, virgindade não é hímen... mas na nossa sociedade burra e machista, é. Então se a moça do post romper o próprio hímen, quando ela for transar com um cara ela não precisa nem pensar em dizer que é a "primeira vez".Ah, e duvido que ela não fique a vontade, porque ela parece muito desencanada e de boa!

Anônimo disse...

Eu bem que tentei fazer isso mas não consegui :/ De qualquer forma acho uma excelente ideia.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo de 14:08. Romper seu himem não quer dizer que vc não é mais virgem. E nem necessariamente ele vai sangrar quando romper na sua primeira relação sexual. No meu caso, só fiquei com uma mancha de sangue pequena na calcinha que só vi quando cheguei em casa (há 14 anos...)
Desencane disso, se vc estiver com um cara legal ele vai cagar para o fato de vc ter ou não himem. Se vc quiser, nem precisa falar pro cara que vc nunca transou.

Bela Campoi disse...

Nossa, que situação mais bizarra! Como alguém já disse, virgindade não significa o não rompimento do hímem. Não poderia imaginar esse nível de pensamento na atualidade, apesar de ter tido uma amiga de infância que fazia sexo anal pra se manter virgem! Isso há 20 anos. Achava isso uó, mas cada cabeça uma sentença, né? Se posso dar uma sugestão bem prática, comece a usar um coletor menstrual: vc rompe a pelinha e ainda descobre uma maravilha. Absorvente é coisa do passado! Ou então encontre um cara legal e não fale que nunca transou, assim sua virgindade não será vista como troféu. Aliás, isso é tão demodê, né?

Cintia Olivia Moreira disse...

Sinceramente acho meio estranho esse pensamento de "hímen" e "trofeu", não acho que todo homem acredite que a virgindade é um prêmio, você esta relacionando todo homem com machismo, não sei se estou sendo clara mas sei lá, enfim, faça o que se sentir melhor, e acho um vibrador um bom amigo.

Anônimo disse...

Concordo com qm disse q existem pessoas, homens inclusos, que não acham que a virgindade feminina é troféu, ou importante que seja. E que virgindade não está relacionada com hímen, afinal nem todos nascemos com.

Já que estamos compartilhando casos, demorou três relações pra meu hímen finalmente "romper". Sério. E não doeu ou sangrou nenhuma das vezes.

Mas acho sim que é legal ela se familiarizar com o vibrador. Pra mim o que mais incomodava nas primeiras relações eram os músculos desacostumados da vagina mesmo, já q o hímen era como se num existisse. Com o tempo melhorou bastante.

Débora

Anônimo disse...

Sou mulher,solteira,38 anos e virgem.Nunca cogitei uma possibilidade dessas,romper meu hímem com objetos,com vibradores,com dedos,apesar da vergonha que é ser "casta" tão velha.A menina deveria parar de se preocupar com os que os outros vão fazer com o hímem.você o está transformando num troféu,não os homens.Não acredito que não conheça um homem bacana que possa lhe ajudar.Você parece ser diferente de mim,não tem complexos de inferioridade,não tem vergonha do seu corpo.Pense antes de fazer isso.
Boa sorte.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Acho uma ideia equivocada. Virgindade é nunca ter feito sexo. Mesmo que você rompa o hímem propositalmente, correndo o risco até de se machucar, continuará sendo virgem. Do mesma forma que tem mulher que tem hímem complacente, faz sexo a vida toda, e não vai ser virgem porque ainda tem hímem.
Se não quer "deixar sua virgindade como troféu" tente achar um parceiro que não seja machista (o que nem sempre é fácil de encontrar) e também não precisa contar para o cara.

Juliana disse...

Post interessante, e sim, morram mascus.

Lola, vi esse video e lembrei de vc, muito fofo:https://www.youtube.com/watch?v=7D5bPLxU8U8

Beatriz Correa disse...

O único conselho que posso dar além dos que várias moças já falaram aqui, parece bem óbvio, mas é super importante: CONSULTE UMX GINECOLOGISTA!!
Principalmente pq, no ato da consulta @ médic@ vai ter como ver que tipo de hímen vc tem, e se é fácil de romper.
Exemplo: uma amiga minha, depois de anos de ter perdido a virgindade, descobriu que o hímen dela é complacente (ou seja, não rompe)
E olha que ela já teve vários parceiros xD

Mas enfim, de resto recomendo o mesmo: KY, vibrador, dedos, uma pessoa legal... O que mais for prazeroso pra vc ;)

Anônimo disse...

Bom, realmente hímen não é virgindade (mto menos troféu), mas de fato, acho que se você usar um vibrador e dedos e ir se masturbando, curtindo aos poucos até se penetrar, vai ajudar bastante quando foi ter a primeira relação sexual. Daí não precisa dizer pro carinha que ele é seu primeiro, se é isso que te incomoda. Mas sei lá, nem todo mundo acha isso um troféu mesmo...

Ah.. a recomendação de não usar objetos estranhos é importantíssima! E lubrificante também pode ser bem útil. have fun!

André disse...

Concordo muito com o que disse a Laurinha (Mulher modernex).

Anônimo disse...

É uma decisão que também me surpreendeu, embora eu também quisesse fazer isso sozinha eu tive as minhas primeiras vezes com um pedófilo dos 6 aos 11 anos e foi horrível com dores e sangramentos, mas isso não é relevante aqui e agora né? Você pode seguir os conselhos das meninas aqu, acho que seria muito bom e importante a primeira vez da mulher ser com ela mesma,pois ela sabe o que lhe agrada e não agrada nesse momento único. Os homens embora digam que não é troféu sempre se vangloriam de que fulana foi com ele. Machismo ridículo .Quando o tarado foi preso eu passei um bom tempo sem me tocar, sem nem se quer tomar banho nua para não me olhar, mas depois que vi relatos de superação aqui passei a me conhecer melhor. Vale a pena querida esse momento com você, não dar mesmo esse gostinho aos homens. Para mim a virgindade da mulher está também na moral tem mulher que é virgem e se comporta como uma verdadeira quenga e outras que já foram casadas e tiveram vários parceiros que se comportam divinamente, mas a sociedade sexista é claro atribui o hímen a pureza da mulher.

Anônimo disse...

Por que não contrata um garoto de programa para fazer isso? Eles são experientes, fazem só o que vc quer sem pressão ou tabus, e o único troféu q ele quer é um pouco de dinheiro, romper seu hímen seria só trabalho, talvez não o mais comum na rotina dele, mas ainda assim só trabalho. E depois de pagar vc nunca mais precisará vê-lo se ñ quiser.

Anônimo disse...

Eu acho que virgindade não tem nada a ver com hímen rompido. Entendo perfeitamente que não queira virar fetiche de um desses carinhas que acham o máximo dizer que "tiraram" a virgindade de alguém, mas a questão é que vc nem precisa contar que é a sua primeira vez na hora que for transar com alguém, por que isso só diz respeito a vc. E não, não é tão simples de o cara perceber, é claro que vai doer um pouquinho na hora da penetração, mas isso não acontece só quando a menina é virgem, pode acontecer se ela estiver nervosa e tal, então não tem como ele saber só por isso. Quanto ao sangramento que sempre falam, sim provavelmente vai sangrar um tantinho, mas não é aquela coisa toda não, pode ser q fique um pouco na camisinha pelo lado de fora né, mas vai se misturar com os outros fluídos e ele talvez nem perceba mesmo. Com relação à outros aspectos mais subjetivos como nervosismo e falta de experiência, bom, gatinha, esses mesmo q vc não seja mais tecnicamenete virgem vc ainda vai ter na primeira vez que for transar com alguém.
Enfim, eu tb "perdi" (muitas aspas aqui) a virgindade a não mto tempo atrás, qdo tinha mais ou menos a sua idade e não contei pro cara com quem transei. Não sei se ele percebeu ou não, só sei que nunca me perguntou nada e sinceramente apostaria q não percebeu.

Anônimo disse...

Troféu é algo dado, lindinha! E quem dá o troféu é a mulher. Se vc não está pensando em dar nada a ninguém, ninguém ganha o troféu.

E quem disse q todos os homens acham q virgindade/himem é troféu?

Anônimo disse...

Acho mais fácil achar um homem de cabeça aberta que não vai achar que é um troféu e que te trate bem.
É importante a moça conhecer o corpo antes de ter a 1ª vez, querer se masturbar só pra romper o himem vai te ajudar muito pouco...

Rachel disse...


Quem está transformando virgindade em trófeu é você mesma.Hoje em dia existe uma cirurgia que reconstitui o hímem,ou seja ,a mulher pode dar a vontade e quando quiser,pode voltar a ser pura novamente,exemplos famosos não faltam-Angela Bismark,a tal Virgem do Leilão,e mais recentemente Veridiana Freitas.
Você não precisa contar pro cara que é virgem,dependendo do seu hímem ele nem vai notar.Se grila não.Virgindade vai muito além de um pedaço de pele.

Anônimo disse...

Eu achei a idéia muito boa. Sou de outra geração, e minhas primeiras vezes não foram agradáveis. Meu hímen rompeu da primeira vez, com sangue e alguma dor. Por isso, acho importante falar para o cara que é a primeira vez. Se ele é um cara legal, vai ir com calma. Mas como alguém falou antes, o que mais me doía nas primeiras relações eram os músculos da vagina mesmo, que não estavam acostumados. Por isso acho a idéia do vibrador ótima. Eu comecei a ter realmente prazer depois da décima transa, aproximadamente.
E ainda hoje, se fico muito tempo sem transar, a primeira vez depois dói no início. (só eu sou assim?)
Boa sorte, querida. Nunca use objetos estranhos, use um vibrador e um bom lubrificante.

Anônimo disse...

duas coisas:

1 - sem hímen o cara não vai ter nenhuma sensação de ter rompido uma pele, e assim realmente tira uns dos aspectos que o fariam achar que ganhou um troféu... mas não é só questão de hímen, pode ser que ele note que você é/era virgem se você não souber o que fazer durante a relação, ele pode te perceber ou não como inexperiente, e se vangloriar ou não disso.

2 - como dito acima, acho que o cara pode gostar da sensação de romper um himen, mas pode tambem nem se importar com isso, desde que note que a mulher é virgem pela inexperiência que ela demonstre, a "alegria" dele pode estar em ser o primeiro, com ou sem hímem e isso ele pode notar pela sua inexperiência.

Em qualquer dos casos, problema é dele, pois o hímen é seu, o que digo é que não sei se a falta de hímen por si só afasta a a informação de que você nunca fez sexo... principalmente se você não tiver nenhuma noção de como é o sexo na prática.

Em todo caso boa sorte, se pudesse tinha feito isso também, mas nem pensei e nem sei se teria coragem. Devíamos nascer sem hímen mesmo para que acabassem com qualquer idéia de que podem controlar nossa iniciação.

Anônimo disse...

Fala sério!
Ter o hímem rompido antes da primeira relação sexual vai fazer você deixar de ser virgem????

Virgindade não tem nada a ver com hímem rompido, e sim com a primeira relação sexual.

O que você quer é que o primeiro homem com quem tiver relação sexual não saiba disso. Mas continuará sendo virgem.

Meu conselho: arrume um homem legal para ser o primeiro e deixe-o saber. Se ele não merecer saber disso, não merece que faça sexo com ele.

Jéssica disse...

"Mas como alguém falou antes, o que mais me doía nas primeiras relações eram os músculos da vagina mesmo, que não estavam acostumados. Por isso acho a idéia do vibrador ótima. " [2]

Eu tenho vaginismo, e ter descoberto isso me masturbando COM CERTEZA foi muito melhor que junto com um cara. Você não tem como saber se penetração para você vai ser tranquilo ou um inferno, é melhor descobrir isso antes de ir para cama com alguém.

Estou estranhando muito os comentários horrorizados com a agrota sugerindo romper o himen se masturbando, vocês também se horrorizam quando um garoto de masturba antes da primeira vez?

Jéssica disse...

A sugestão de "arranje um homem legal e não terá problemas!" também é bastante fajuta, não é como se fosse fácil saber se um cara realmente é legal ou não. Além do mais, ela pode muito bem querer pegar um cara que ela achou gostoso, independentemente do cara parecer ser a gentileza em pessoa.

Patty Kirsche disse...

Olha, uma coisa que me incomoda muito é essa visão de que o hímen é para o pênis. Se a vagina da menina não foi penetrada ainda, "não pode" fazer ultrassom transvaginal. Pq imagina se romper o hímen, né? E isso é consenso entre ginecologistas, uma insanidade. O hímen já tem um buraco no meio. Esse buraco só vai se alargar, o rompimento não é certo.

Na minha opinião toda menina deveria introduzir o dedo na vagina pra começar a abrir a hímen e sentir o próprio corpo. Deixar para o pênis é ridículo; mesmo que seja numa relação sexual, o cara tem que colocar o dedo primeiro. A história de sangramento (como se alguém tivesse cortado os pulsos sobre a cama) vem mesmo da brutalidade de muitas das primeiras penetrações.

Minha experiência pessoal. Eu havia colocado o dedo várias vezes durante a masturbação e já usava absorvente interno quando resolvi fazer sexo vaginal. Eu não senti dor e experimentei um sangramento bastante discreto; apenas algumas gotinhas cor-de-rosa na calcinha. Se fosse hoje, eu usaria um dildo ou vibrador mesmo. Mas é difícil conseguir essas coisas quando a gente é menor, né? =(

Anônimo disse...

Anônima das 20:40, eu sou assim também! E nem precisa ser muito tempo sem não... Uma semana já exige cuidados!

Anônimo disse...

Anon das 20:40, eu também!! se fico muito tempo sem ter relações, sempre tenho um desconforto na primeira vez depois. vai entender o_o.

e, sei lá, troféu ou não, se é ela que está fazendo tempestade em copo d'água, toda a discussão acerca do que é ser virgem... acho válida, mas acho que ela já tomou a decisão dela, independente dessas outras questões. e acho extremamente válida tbm. direito sobre o corpo dela.

quando eu era mais nova eu cogitei essa possibilidade tbm, pelo simples motivo de que achei que seria mais confortável e menos estressante pra mim perder meu hímen comigo mesma. acabou que não aconteceu, mas eu faria, se fosse o caso.

como já citaram aí em cima, não use objetos aleatórios, use coisas que foram feitas pra serem introduzidas na sua vagina: vibradores, pênis de plástico, etc. não vejo como isso pode te machucar de fato, talvez vc sinta dor pelo hímen, não pelo objeto.

novamente, como já falaram, talvez não sinta nada. eu senti... prazer! fui sortuda. e depois tinha um sujinho de sangue na calcinha. mas só.

beijo e divirta-se

Anônimo disse...

Entendo que ela usou a palavra virgindade como forma de expressão. É equivocada mas ela see fez entender. Me identifico, pq pensei da mesma forma. Tinha ciência de que pode doer ou não, sangrar ou não, o cara perceber ou não... Então como iria saber? Não gostaria de descobrir isso estando junto com alguém. Então fiz isso, comprei um vibrador e usei. No meu caso, sangrou e doeu muito (isso minha experiência, não quero assustar ngm!!). Continuou em outras masturbarções, pois provavelmente tinha o hímen mais resistente. Mas posso falar com propriedade me senti muito mais livre.

Patty Kirsche disse...

Só respondendo um dos comentários acima. Percebi que alguém perguntou sobre os termos "sexismo" e "machismo". Bom, a razão pela qual textos em inglês não utilizam o termo machismo é o fato de que esse é um fenômeno quase predominantemente latino. Machismo é um conjunto de características do "macho" latino, o que inclui sexismo e misoginia. Sexismo se refere a preconceito de sexo, é um termo mais genérico.

Citando Victoria Sau:
"A palavra machismo é utilizada primordialmente no âmbito
coloquial e popular. Um termo mais apropriado (sobretudo em nível
ideológico) para expressar dito conceito é sexismo, já que o primeiro
se utiliza para caracterizar aqueles atos, físicos ou verbais, por meio
dos quais se manifesta de forma vulgar o sexismo subjacente na
estrutura social. No plano psicológico, a diferença entre sexismo e
machismo é que o sexismo é consciente e o machismo inconsciente;
isto é, o machista atua como tal sem necessariamente ser capaz de
explicar ou dar conta da razão interna de seus atos, já que unicamente
se limita a reproduzir e a pôr em prática de um modo grosseiro (grosso
modo) aquilo que o sexismo da cultura a que pertence por
nacionalidade ou condição social lhe brinda."

Nadia disse...

Para a autora do post e demais interessadas, conheci há pouco tempo o quadrinho "Garota Siririca". Achei ótimo.
Tem algumas tirinhas que podem ajudar (e identicarmos com humor)
O link: http://revistasamba.blogspot.com.br/search/label/garota%20siririca

Cris disse...

meu conselho: tente com um vibrador. apenas dedo não acho que adiante pq vc não estará acostumada com a espessura de um pinto - especialmente se vc tiver sua primeira relação sexual com um cara bem dotado. acredite, pode te dar um trabalhão xD

Anônimo disse...

Sawl

Eu não posso opinar sobre a decisão da moça em se auto-desvirginar, kkk, porque acho que só cabe à ela. Como já disse tive minha primeira vez da forma tradicional, depois do casamento e me arrependo MUITO porque meu ex era um TRASTE e eu sentia o quanto ele se achava FODÃO por ter sido o primeiro(claro, esse não foi o motivo do fim, mas, foi o aviso da merda que eu tinha me metido, dali em diante a máscara de "bom moço" só caiu!).
Só aconselho que ela fique desencanada, seja pra ter com um cara qualquer, com um namorado ou até consigo mesma, não importa. Deve esquecer o que os outros podem dizer. Não é opinião alheia que traz felicidade.
Mudando um pouco de assunto, como eu sou cinéfila voraz, kk, alguém pode opinar sobre a comédia "SOS Mulheres ao Mar"?
Eu li alguns artigos e principalmente este que irei passar, e todos alegam que o filme tem uma base de roteiro razoavelmente machista e de quebra a "mocinha" da história ainda faz o famoso "slut-shamming" com sua rival.
O curioso é que quem dirigiu o filme foi uma mulher.
Aqui tá o link da matéria sobre o filme:
http://omelete.uol.com.br/cinema/sos-mulheres-ao-mar-critica/#.Uypv2YWgl8E

Abraço


Sawl

Anônimo disse...

O que vc disse n tem nada a ver patty,imagina a mulher que nunca transou,n esta excitada e o medico simplesmente enfia um troço lá dentro,deve ser uma dor desgraçada.

Anônimo disse...

Vibrador é um otimo amigo!!!!

Sempre, sempre. Se descobrir é ótimo.

Musicista Feminista disse...

Eu rompi essa coisa com 15 anos, me masturbando. Saiu um pouco de sangue só...

Patricia disse...

menina, eu pensei IGUAL na minha época...
o primeiro cara com quem eu transei näo sabe que foi o primeiro até hoje!!! Näo queria que ele ficasse se achando..

näo vou mentir pra vc: vai doer. Mas o que é dor pra vc, para o cara vai parecer prazer... só pede pra ele ir devagar que vc vai sobreviver...

a partir da segunda, a coisa deslancha...
boa sorte :)
use camisinha ;)

Raquel disse...

Lendo os comentários a primeira coisa que me vem a cabeça é: o que é virgindade? será que é mesmo a ruptura de uma pelinha?
Falo isso porque não tenho hímen desde criança (por causa das aulas de ginástica olímpica).

Rebecca Souza disse...

Durante muito tempo mantive relações sexuais só com mulheres,e quando mantive a minha com um homem,não achei que era virgem,só que estava mantendo minha primeira relação sexual com um homem.O conceito de ´´perder´´a virgindade,com lençol com as marcas de sangue sempre foram uma bobagem para mim(e olha que sou de etnia cigana).Se ela resolver romper sozinha que seja com um vibrador ou com um garoto de programa,ou espere,posso garantir que a minha primeira vez com homem foi ótima,o cara esperou ,fez de um jeito que foi prazeroso e seguiu meu tempo.
Lola,só queria te dizer o quando teu blog é importante,e usando algumas referencias dele fui escolhida para o Projeto `´Jovens Mulheres Líderes da Onu``estou indo pra brasília .Obrigada,Lola!

Nane disse...

Olha, não dá pra declarar que vai doer! A minha primeira experiência não doeu absolutamente nada!

Nane disse...

Gente o que é ser virgem? É ter um hímen? É nunca ter tido uma experiência sexual?
Assim que a L. cumprir sua intenção ela deixará de ser virgem porque não terá mais um hímen. E deixará de ser virgem porque teve uma experiência sexual com ela mesma.Ou experiência sexual só existe se for com outra pessoa?

Iaiá disse...

O que é esse bando de gente falando para a menina achar um cara legal? Vamos todos combinar que ela NÃO PRECISA transar com um cara se não quiser e vamos todos respeitar a decisão que ela tomou de romper o hímem sozinha? Ou ganhar um pouco de autoconhecimento antes de fazer sexo com alguém? Povo abelhudo, credo.

Tá, virgindade não tem nada a ver com hímem, todas sabemos disso, mas o mundo lá fora não sabe, não, galera.

Iaiá disse...

Para a autora da pergunta: vá em frente! Mas com carinho com você mesma. Tente não ver só como uma missão de romper o hímem, mas como também um meio de se conhecer, de descobrir seu corpo e o que te dá prazer. Acho melhor ir devagar, sem pressão com você mesma, usando os dedos e um vibrador e deixando seu corpo mesmo te dizer quando deve rolar a penetração. Como falaram por aqui, não use escova de cabelo e essas coisas. Tenha camisinhas para o vibrador também.

Eu vejo até outro lado positivo, além de não deixar sua virgindade de troféu, você pode descobrir cedo o que te dá prazer (eu demorei a descobrir e acho bem mais fácil a gente descobrir isso sozinha e depois levar para a relação) e ter primeiras vezes bem mais prazerosas que a maioria de nós temos.

Anônimo disse...

Querida,

passei pelo mesmo incômodo que você, em relação a essa coisa de "troféu". Meus namorados achavam romântico, queriam que fosse "a primeira vez", e eu achava isso meio besta.

Até porque uma relação sexual não começa e não termina com a penetração.

Então, mesmo que você adote essa estratégia... não vai ser isso que vai "tirar sua virgindade".

Tire essa ideia da cabeça.

Acho que "virgindade" é uma coisa que se "perde" aos poucos.

De qlqr forma, acabou que um belo dia eu me senti à vontade com um rapaz, não combinamos nada, fomos lá e fizemos. Foi natural.

Se eu pudesse dar um conselho seria esse: "virgem" ou não, só fazer qd der vontade. P/ o resto da vida.

Bjs, boa sorte. Desencane, todo o corpo humano é erotismo e diversão.

ps.:O fato de uma relação romper o hímen não torna o outro poderoso. Se vc está saindo com alguém que pensa assim, reflita. Ser menos virgem não torna o outro menos machista, infelizmente. rs.

Anônimo disse...

O melhor de tudo é ver que cada um tem uma experiência diferente, faz uma escolha diferente e isso é ótimo.
Com amigo, com desconhecido, com vibrador, o que quer que funcione, o que quer que satisfaça, o essencial é ter liberdade para escolher. Ter um espaço para discutir tudo isso é fantástico, acredito que é o tipo de coisa que evita sofrimento e frustração.

Anônimo disse...

Perder a virgindade com garoto de programa não me parece uma boa ideia. Gostaria de saber da experiência de uma mulher que resolveu fazer isso.

Anônimo disse...

Eu considero que deixei de ser virgem quando fiz sexo oral no meu primeiro namoradinho. E nunca rolou penetração com ele. Vamos evoluir please? Que tal transar a primeira vez com alguém legal? Não é tão difícil assim saber o que um homem pensa sobre as mulheres. É difícil talvez para uma adolescente, uma mulher insegura...

Veronica disse...

Um pinto desses de plástico que vende em sexy shop são ótimos. Macios e não doi muito. Vc pode ver o tamanho q quiser e tal. Só n compre aquelas canetinhas grossas,sei lá como chama aquilo, é horrível.

Anônimo disse...

E o povo que acha absurdo perder a virgindade com amigo? Povo machista, né. Sei lá o q passa na cabeça deles. Talvez que mulher tenha q se "guardar pra alguém especial nhe nhe nhe".
É amigo não inimigo. Não consigo entender..

Anônimo disse...

Gente, TODO MUNDO aqui sabe que perder a virgindade é fazer sexo pelo primeira vez. O público daqui é esse, não tem mistério nisso. O que ela quer é quer romper o himen antes do sexo, para que não seja o homem a romper. Eu acho ótima ideia. Tem gente falando "desencana, se o cara for legal etc" mas vcs já pensaram na possibilidade de ela fazer sexo casual? A primeira vez tem muito peso, eu teria preferido muito que o meu primeiro parceiro não tivesse sabido que eu era virgem, mas não deu porque em mim o rompimento do himen foi nítido: uma grande pressão e um rasgo repentino (falando assim parece violento, mas o rompimento em si não doeu, e sangrou umas gotinhas apenas). Aí ta, eu nem namorava com o cara, ele nunca tinha transado com uma virgem, na hora ele congelou e depois continuou meio inseguro. Ficou eternamente como o "cara que tirou minha virgindade" e depois casou com uma amiga minha. Achei chato.

De qualquer forma, nem todo mundo quer esperar o primeiro amor, a cara metade, um cara que vc confia de coração pra ter a primeira experiência sexual. Em um sexo casual, eu particularmente não contaria pra outra pessoa que era virgem.

Anônimo disse...

L., muitxs comentaristas não entenderam seu ponto. Acharam que você pretendia dissertar sobre o conceito de virgindade.
Eu transei com penetração pela primeira vez aos 19 anos.
Durante a adolescência, por longo tempo, usei ob. Acabei também nessa época, inserindo dedo/s (tanto para conhecer melhor a inserção do ob, quanto durante a masturbação clitoriana).
Só que, aos 18, me revoltava a ideia de um homem ter o poder/ controle sobre meu hímen - MEU corpo. Já tinha ouvido duas histórias, bem diferentes, em que, literalmente, as mulheres choraram de dor na hora.
Uma foi ignorada pelo namorado, o qual continuou, ignorando-a, até ejacular (ah, que surpresa - só que não).
A outra (mais velha: o que me contou fazia bem mais tempo), foi perguntada pelo parceiro, o qual achava que eram gemidos, assustou-se, falou que ela poderia ter falado, eles parariam (cultura machista forte de o homem decidir sobre início/ meio/ fim da relação sexual), enfim, tratou-a carinhosamente.
(Fora outras histórias..., mas essas foram as mais relevantes).
Enfim, aos 18, decidi que eu mesma teria tal poder sobre meu corpo. Usei, na época vibradores não eram tão acessíveis, um frasco daqueles antigos desodorantes líquidos (devidamente esvaziado e higienizado), com preservativo. Não sangrou, nem dessa nem em outras vezes, nem doeu (cada corpo é diferente).
Senti-me empoderada. Não interessava tanto se a primeira pessoa "percebesse" x ou y. Interessava-me que eu decidi/decido sobre meu corpo, e não ia entregar tal controle (no caso, quanto ao meu hímen) a NENHUM homem ("homem" - pq sou hetero).

Luiza disse...

Eu perdi minha virgindade com quase 20 anos. Não porque não tive vontade antes. Apenas não queria que fosse com um babaca.

Demorou 20 anos para conhecer um cara interessante? Claro que não. Tive uns rolinhos antes, mas eram muito jovens e afoitos, e na hora do "vâmo vê" eu não me sentia totalmente à vontade.

Eis que, em determinado momento, conheci um cara legal e um pouco mais experiente(ele deveria ter uns 26 anos). Entre outras qualidades, ele me respeitava, era educado com todo mundo e o mais importante eramos ótimos juntos, a conversa, o toque, o beijo, tudo encaixava e me enchia de tesão.
Resolvi contar para ele sobre a minha virgindade. Expliquei que não esperava fazer daquilo um grande evento. Ele nunca tinha transado com uma virgem antes e nunca viu isso como um troféu, honestamente, acho que ele ficou comigo APESAR disso, e não por causa disso. Enfim, no meu caso eu achei melhor contar antes pq nunca escondi de ngm e não tinha pq esconder dele.

Tenho a dizer que a minha 1ª vez foi maravilhosa! Uma das melhores transas que já tive até hoje. Ele foi mto dedicado, carinhoso e paciente. Não sangrou quase nada.

Tinha uma amiga na mesma situação. Mas ela não queria falar nada e, de fato, não disse até a hora H, não lembro se ela comentou antes ou depois do sexo, mas o cara recebeu com naturalidade e ela disse que foi tranquilo como ela esperava. Tb não sangrou.

Então, respeito a sua vontade, mas saiba que existem homens bacanas que não vão se importar com isso.

Caso vc prefira fazer isso sozinha, use instrumentos adequados, como um vibrador e lubrificante. Além disso, para que vc não sinta dor é importante estar relaxada e excitada. Boa sorte!

Anônimo disse...

Já contei minha história aqui: paguei pra perder o selinho do INMETRO com um garoto de programa e foi muito legal. E na Sessão Vale a Pena Ver de Novo, repito: pedi para um médico passar um bisturi ali e ele se recusou, dizendo basicamente que eu devia me guardar para o marido. Mereço isso. Mas aposto uma jujuba que se eu tivesse pedido pra ele romper meu hímen "de outra forma", ali na mesa ginecológica, ele teria topado em meio segundo. Hipocrisias....

Anônimo disse...

Por que eu não pensei nisso?
O que me aconteceu foi que eu não conseguia terminar pe ele tinha sido meu único e tinha alguma ideia romântica de manter assim. E ele tb não terminava comigo por isso. Claro que existem outros motivos, mas admito que esse era bem forte. No final, a gente só se fazia infeliz...
Esse negócio de hímen devia ser tirado quando nós nascemos. Os pais sempre furam as orelhas das meninas, deviam começar a tirar o hímen também. Todo mundo diz que criança não se lembra depois. Pra quê ter algo que nos diferencia dos homens?

Anônimo disse...

Use o que você preferir, contanto que seja confortável e te dê prazer. Acho que começar com os dedos é mais confortável, até porque não precisa romper de uma vez. Provavelmente a sua primeira vez com um homem vai ser muito melhor assim, sem risco de ser um troféu, menos probabilidade de doer e sem neuras de "e se ele notar que eu sou virgem". Vá em frente.

Anônimo disse...

Concordo com quem disse que o hímen deveria ser retirado na infância, tal como os meninos judeus retiram o prepúcio quendo bêbes. Sabe-se que há uma função biológica de evitar infecções na menina, mas com o medicamentos que temos , ficou obsoleto e visto com símbolo de "pureza". Uma grande besteira! Pra mim é mais uma motivo para associar a sexualidade feminina com a dor e sofrimento.

Anônimo disse...

Tenho 32 anos e sou "virgem", e toda mulher deve ter direito de exercer sua liberdade sexual da forma que bem entender, e se achar que é melhor para você romper seu próprio hímen, deve ser feito algo similar ao que ocorre no ato sexual. Já li sobre mulheres que fazem "exercícios" diários com os dedos mesmo, com calma, para a membrana se romper aos poucos e sentir menos desconforto. Nós temos todo direito sobre nosso corpo e sexualidade, mas acredito que como mulheres que buscam acabar com toda forma de preconceito, não devemos tratar homens como meros animais em busca de sexo como um "troféu". Há homens tolos, da mesma forma como há mulheres tolas. Como mulheres, ou melhor como seres humanos, precisamos estabelecer relações de confiança, afeto, carinho, e precisamos aprender a avaliar com quais homens, e tb mulheres, estabelecemos nossas relações, e não simplesmente classificar um ser do sexo masculino como indigno de compartilhar de nossa primeira relação sexual.

Anônimo disse...

Virgindade não quer dizer que você tem um hímen e sim que você NUNCA teve um relação sexual, independente se for com mulher ou homem. Por mais que você tire seu hímen com dedo ou vibrador, você ainda será virgem por não ter tido contato sexualmente com alguém!!! Há meninas que nascem sem hímen e por isso que o hímen não está relacionado com virgindade. Se você for hétero não dá pra escapar, só perca com quem ame ou com quer que você perca OU não perca nunca!!! A virgindade é sua e você faz sua escolha!!! O homem naturalmente machista sempre vai ver uma virgem como uma espécie de ´troféu´.

Anônimo disse...

eu penso parecido com isso, venho a um tempo tentando romper meu himen por motivos egoistas mesmo rsrs (a- eu conheço meu proprio tempo b- quando eu tiver de fato uma relação sexual será mais prazeroso pra mim), mas não consegui ainda, não é tão fácil como aparenta ser :\

Carolina disse...

LINDA, acho que essa escolha é sua e você deve fazer o que quiser! Se você quer experimentar com vibrador, com o dedo, seja como for, a escolha é sua e natural! Seja acompanhada ou consigo mesma.
Quanto a ser um troféu, pode também aparecer alguém bacana que não compartilhe dessa visão. Mas se não quiser esperar alguém, assim como eu também não quero, eu apoio. Também sou virgem e cogito muito a hipótese de eu mesma tirar minha virgindade, porque não acho alguém com quem eu possa dividir isso e estou morrendo de vontade de experimentar a penetração!
É isso, seja como for, que seja prazeroso pra você! Não se prenda a tabus! Beijos!

Raquele disse...

OI, EU TAMBÉM PENSO ASSIM, E FAZ ALGUNS DIAS QUE VENHO TENTANDO ROMPER MEU HÍMEM,POIS QUERO TRANSAR COM UM CARA E NÃO QUERO UE ELE SAIBA QUE SOU VIRGEM,E EU JÁ FIZ SEXO ORAL E ANAL MAS AINDA NAO FIZ VAGINAL, MAS SO DISSE PRA ELE QUE JA TRANSEI E NÃO EXPLIQUEI QUE AINDA SOU VIRGEM NA VAGINA,E POR ISSO ANTES DE TRANSAR COM ELE QUERO EU MESMA ROMPER MEU HÍMEM, MAS QUANDO COLOCO UM OBJETO NA MINHA VAGINA, SINTO MUITA DOR QUANDO ENCOSTA NO HÍMEM, E CONSIGO METER DOIS DEDOS, MAS NÃO CONSIGO ROMPER O HÍMEM POR CAUSA DA DOR. NAS PRIMEIRAS VEZES QUE CONSEGUI METER O DEDO SENTIR UMA PELINHA SE RASGANDO E CHEGUEI A PENSAR QUE ERA O HÍMEM QUE TINHA ROMPIDO MAS QUANDO COLOCO UM OBJETO NÃO CONSIGO METER MUITO, TEM ALGO QUE IMPEDE A PASSAGEM E CAUSA MUITA DOR QUANDO EU FORÇO. GOSTARIA MUITO QUE ME AJUDEM A CONSEGUIR ROMPER. AGRADEÇO DESDE JÁ. BJUS

Anônimo disse...

Boom no meu caso não é por conta de troféu , e sim porque mentir para as minhas amigas dizendo que não era mais virgem , pois me sentia desconfortável qnd elas começava a dizer que tiveram relações prazerosas na noite anterior i não saber dizer que prazer são esses ? Me sentia mal vendo todas com suas vidas sexual indo pra frente i eu sem nem saber como é ter uma relação .. I sempre que elas me arrumam um gato eles querem não só beijar i sim partir pro ataque .. Agr estou procurando ajuda para perder a virgindade sozinha ..

Anônimo disse...

Eu fiz isso.
Também cansei de ver todas as amigas tendo relação e eu nada, mas o que mais me incomodava, por incrível que pareça, era ir à ginecologista e dizer que ainda era virgem. Morria de vergonha!!!
Quando a médica perguntava "e sua primeira relação, quando foi?" eu só faltava me explodir de vergonha ao dizer "não foi".
E não queria também dar minha virgindade pra homem nenhum. Além de não querer ninguém se gabando que rompeu meu hímen.
O que eu fiz? Conheci um sex shop online aparentemente confiável, comprei um vibrador legal, tamanho bom, à prova de água, e eu mesma rompi o hímen durante o banho.
Doeu sim, mas nada como muita gente fala que foi um absurdo. Acho que por eu estar mais tranquila.
Fui introduzindo, quando chegou no hímen, parou e começou a arder. Fui mexendo devagar, até sentir que rompeu.
Aí, haja sangue.
Deu uma sensação de alívio, sabe?
Então, se vc não tiver feito isso ou transado com alguém desde então, já que a postagem tem mais de 6 meses, se vc quer mesmo isso, recomendo.
Nada de mais, viu?

Anônimo disse...

Em tempo, para quem disse "ah, vc pode romper o hímen mas continuar virgem. Não é isso que tira sua virgindade, pq vc continuou sem fazer sexo, portanto, continua virgem".
Sim, é verdade. Virgindade é mesmo muito mais que um hímen rompido.
Mas agora, se eu conhecer alguém legal, não vou ficar encanada do que ele vai pensar (por mais que se diga que não importa o que os outros pensam, quando vc conhece um cara legal, por mais que ele não se importe ou releve, vc se preocupa sim com a impressão que passa), ou com a meleca que vai fazer na hora, se vai doer muito ou não... A meleca já foi, aqui, pelo ralo.
Virgindade, realmente, só quando fizer sexo com alguém, mas o hímen pelo menos, já foi e não me arrependo.

Thiago disse...

Claro! Pq é mais fácil romper um himem por conta própria do que arrumar algum parceiro(a) que preste e não vai te tratar igual lixo.

Anônimo disse...

Sim, Thiago. Considerando o nível da ala masculina atualmente, pode ter certeza que isso é infinitamente mais fácil.
Eu diria que é mais fácil ganhar sozinho na Mega da Virada do que achar homem que preste.
A maioria esmagadora não está valendo a bosta que caga.

Anônimo disse...

Bom, , sou menina e tenho 14 anos. No meu hímen tem uma bola com um buraco, por onde passa a menstruação. Meu hímen não é só uma pele com um furo, tem uma bola maior do que uma bolinha de gude, e isso me preocupa.

Anônimo disse...

Cara L., estou na mesma situação que você. Tenho 24 anos e ainda não pratiquei a "conjunção carnal pênis-vagina" (acho que assim fica mais claro, diante de alguns comentários acima). O meu caso é que simplesmente não aconteceu. Nunca tive namorado ou peguete e etc, mas não estou esperando o "cara certo". Só não aconteceu. Não me sinto à vontade em contratar um garoto de programa e tenho pensado seriamente em comprar um dildo e resolver o meu problema. Sim, o meu caso é um problema, pois me sinto preparada para o ato há um bom tempo, mas nunca acontece.

Claudio Elias Do Nascimento disse...

Muito bom esse blogger

Carla mulher disse...

Minha humilde opinião é a seguinte: acredito que a virgindade está mais relacionada ao ato de tocar o sexo oposto ou até o mesmo. Relacionada ao contato, à relação entre duas pessoas e não ao fato de romper fisicamente o "lacre". Portanto, acredito que a mulher abrir o "caminho" ou romper o hímen, não significa necessariamente que perdeu a virgindade. Para mim, ela ainda é virgem, nunca experimentou uma transa e quando experimentar, de fato, vai perder a virgindade, vai gozar, vai se deliciar.