quinta-feira, 6 de junho de 2013

SEU IDEALISMO É O MEU PRESENTE

Hoje é meu aniversário. Nem adianta eu não falar, porque vai aparecer alguém pra dedurar. Não, brincadeirinha, não tenho vergonha da minha idade. 
Em março, uma simpática jornalista do UOL, a Camila, me fez algumas perguntas por conta de uma reportagem pro Dia Internacional da Mulher. No final, ela perguntou: "Posso colocar a sua idade?", e eu não resisti e respondi: "Claro que pode! Tenho 26 anos". 
Pois é, hoje faço isso aí mais vinte. E parece um montão, mas eu me sinto bem novinha. Se eu pudesse viver mais cem anos do mesmo jeito que estou agora, juro que não reclamaria. Ok, reclamaria, porque na verdade eu queria viver mais 900 anos (me inspirei nos tempos bíblicos). 
Bom, a verdade é que nem estou aqui. Hoje estou em Balneário Camboriú. E daqui a pouco dou uma palestra, a sexta em três semanas. Tô um pouquinho cansada. Mas eu gosto, vale a pena, e a cada lugar que vou sou recebida com muito carinho. Até hoje é difícil acreditar que um mero bloguinho pessoal possa ter essa repercussão. Eu ainda olho pra trás quando alguém com cara de fã olha na minha direção. Mas lógico que essas demonstrações de amor me deixam contente (quem não gosta?). E claro que me orgulho de influenciar um pouquinho uma galera jovem. 
As god is my witness, eu raramente divulgo elogios. Mas como hoje é meu aniversário, vou abrir uma exceção. Se alguém quiser saber como presentear esta mulher que já tem tudo (tenho mesmo: tudo que preciso), chocolates são bem vindos, assim como fazer o favor de comprar meu livrinho, pra eu poder provar pras futuras editoras que o feminismo tem leitorxs. 
Pra quem se revolta com minha influência maléfica, recomendo que siga o exemplo do historiador francês que, indignado com a aprovação do casamento gay na França, se suicidou na bela catedral de Notre Dame (aliás, eu estive lá dois anos atrás). Obrigada, obrigada.

Lola, meu nome é Duda. Há tempos eu queria te enviar um e-mail, queria te agradecer... Então, por meio desse, quero escrever um agradecimento para ti e toda a mudança que as tuas palavras causaram na minha vida.
Hoje eu sou feminista. E grito para quem quiser ouvir. Mas antigamente eu não era. Até desconhecia o feminismo, e as noções básicas -– e erradas -– que eu tinha sobre ele é que era um movimento em que as mulheres buscavam superioridade. Eu tinha poucas bases feministas. Achava super injusto os homens ganharem mais que as mulheres, mesmo trabalhando no mesmo cargo. Achava que o Estado não deveria interferir na decisão da mulher de ter filho. 
Mas só. No resto, eu era machista. Machista ao ponto de “coitada dela que foi estuprada, mas né, bebeu demais” ou “olha o tamanho da saia daquela ali”. E o pior: “que vadia!”. Eu não via problemas. Todas as minhas amigas faziam o mesmo, e é claro que ela era uma vadia se ficava com x meninos em uma noite ou se usava roupas curtas.
Até que o feitiço virou contra a feiticeira. Foi no final do ano retrasado. 
Um menino, com quem eu tive um “casinho”, começou a me insultar com as piores palavras. E só porque eu fiquei com outros meninos. Vadia, vagabunda, não presta. Essas coisas. E o pior: em redes sociais! Assim mesmo, para todos os meus amigos verem, pra todo mundo ver. E só porque eu estava sendo... livre. Eu já não ficava mais com esse menino há alguns meses, e nem mais conversávamos. Não entendi porque ele estava fazendo aquilo. Ora, eu era livre! E sempre fui. Eu podia ficar com quem eu quisesse, quantas vezes eu quisesse, com quantos eu quisesse! A decisão era somente minha. 
Mas ele não interpretou dessa maneira e jogou muito baixo. Me feriu de uma maneira que eu não consigo explicar. Eu não merecia (nenhuma pessoa merece), mas eu já havia feito o mesmo. Eu já tinha julgado outras pessoas. Nunca cheguei a insultar de uma forma tão explícita, mas eu sabia que o meu olhar condenava. Quando aconteceu comigo, foi como o fim do mundo, ou algo muito próximo a isso. Algumas “amigas” começaram a achar que eu realmente era uma vagabunda. Todo mundo sabia o que ele falou a respeito de mim. Eu me senti um lixo. Tive vontade de morrer.
Naquele momento, eu parei para pensar. Achei injusto ele me chamar dessa maneira se eu não era uma vadia, se eu não tinha feito nada de errado. Perguntei a mim mesma por que eu chamava as outras da mesma forma. E eu não achei resposta. Eu só fazia o que os outros faziam. Eu era igual a todos, e queria me igualar ainda mais. Se os outros achavam uma moça uma vadia, eu também iria achar. Qual era o problema nisso?
Naquele momento, eu parei de ser uma menina e me tornei mulher. Alguns dias depois alguém colocou um link do seu blog no facebook e eu acessei. Os meus olhos brilharam, Lola. Todas as perguntas que eu estava fazendo estavam respondidas. Ninguém era uma vadia. E ninguém tinha o direito de falar isso. Eu descobri um novo universo. E gostei muito desse universo. Fui atrás. Identifiquei-me inteiramente. Eu cresci, e foram as suas palavras que me ajudaram nisso.
Se homem vadio é o homem que não trabalha, por que vadia é a mulher livre? Se estar puto é uma coisa normal, porque ser puta é visto como ofensa? Por que um homem pode beijar quantas mulheres quiser e ser visto de uma forma boa, enquanto as mulheres que beijam quantos homens quiserem são vistas como vagabundas? Eu não entendia. Mas as suas palavras me deram a resposta.
Hoje, eu reconheço um machista de longe. E mantenho distância. Mas não adianta, sempre tem algum -- ou alguma -- que dá um jeito de chegar mais perto. A maioria das pessoas machistas que eu conheço são mulheres. Mulheres que aceitam e que GOSTAM de ser submissas. Mulheres que acham que “se ela apanhou, é porque mereceu”. Acham que toda mulher deve ter uma família de propaganda de margarina, com um marido, dois filhos e cachorro. Eu posso contar no dedo o número de mulheres que eu conheço e que tem conhecimento a respeito do feminismo: não chega nem a cinco. 
O restante são aquelas que têm a visão errada em relação ao feminismo e às feministas. Aquelas que acham que feminista não se depila, não usa sutiã, que protesta com os peitos de fora e que querem ser superiores ao homem. Hoje isso me espanta e me atordoa. Não entendo como, por exemplo, uma mulher pode fazer piadas sobre mulher na direção. É completamente sem sentido! Ou como uma mulher pode achar que a outra mereceu ser estuprada e agredida. Nunca aceito calada. Questiono o porquê dessa opinião, falo sobre o feminismo, tento introduzir um novo ponto de vista. Sempre recebo como resposta “Duda, tu nem sabe o que tu tá falando. Tu é tão novinha pra saber se é feminista ou não”.
Eu não vejo problemas em falar: tenho quatorze anos e sou feminista! Tenho certeza do que eu sou. Estou convicta de todas as minhas opiniões e defendo-as até o fim. Eu tenho vontade de mudar o mundo, de sair gritando por aí, de fazer a diferença. Espero que isso não passe, que não seja só a intensidade da adolescência. Sei que nunca vai passar. Não consigo ver alguém agindo como machista estúpido e não falar nada. Eu não consigo mais me calar. Antes, eu era calada. Agora jamais deixarei que me silenciem. Eu comecei a falar, descobri o meu mundo, e esta minha jornada está só começando.
Toda a base que eu tenho hoje foi você quem me ajudou a construir, Lola. Essa mudança que aconteceu dentro de mim, foi causada por você e pelas suas palavrinhas mágicas. Eu acho que desviei muito o assunto, mas eu quis enfatizar a diferença que você fez na minha vida. Conseguiu transformar uma futura machista em uma feminista cheia de vontade de mudar o mundo. Acho que o destino acerta quando põe as coisas no nosso caminho. Se não fosse o meu desespero um ano e meio atrás, e se não fosse o seu blog aparecendo na minha frente de repente, eu tenho medo do que eu seria hoje. Mas você me salvou, Lola.
Muito obrigada. Eu agradeço com toda a minha alma e com o meu coração. Obrigada por todos os textos impecáveis, por todas as palavras. Obrigada por me guiar, mesmo que indiretamente, para o caminho certo. Nem sei como agradecer. Espero que, através das minhas palavras, você tenha noção de ao menos uma parcela do meu agradecimento.
Continue escrevendo, Lola, continue!

77 comentários:

RavenClaw~ disse...

Puxa vida. Legal.


E parabéns Lolinha! *-*

Sara disse...

Lola querida vc não ajuda só as mais jovens não, tem muitas bem mais velhas q vc , q se beneficiam muito do que vc tem a ensinar.
Não acredito em horoscopo ou astrologia, mas pelo menos p mim esse dia é especial, pois minha irmã uma alma iluminada, inteligente, altruísta, e extremamente caridosa nasceu na data de hje, como se vê, é um dia especial para a vinda de pessoas muito especiais, como vc Lola querida, q tb ajuda tanta gente.
Um gde abraço, muitas alegrias, saúde, amor, e realizações.

MCarolina disse...

Parabéns Lola! Adorei o depoimento de aniversário.

Martha disse...

Parabéns pra você! Nesta data querida!! `Feliz aniversário!!!!

Menina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RAS disse...

Nossa Lola que emocionante essa carta e a importancia que voce assume na vida das pessoas... Feliz aniversário Lola e continue mesmo escrevendo, pois você é um sol em muitas vidas. Se estou triste, basta ler algumas cronicas de cinema que você escreveu que já começo a rir e ver tudo melhor,você é muito inteligente, engraçada e auto confiante. Beijão, saude e muitas alegrias com a mamãe e o maridão mais os gatinhos fofos.RAS

Liana hc disse...

Parabéns Lola!! Um super abraço. :D

Lord Anderson disse...

Muita correria nos ultimos dias, mas não podia deixar de passar aqui e te deixar os mais sinceros parabens e desejos de que viva mais 900 anos de pura felicidade :)

E aproveito para dizer obrigado tb, pq seu ativismo mudou muito do meu modo de pensar, e tem ajudado a influenciar outras pessoas tb :)


Que vc continua sempre com a sua luta.

mihaelo disse...

Lola:
parabéns, parabéns
saúde e felicidade
que tu colhas sempre todo dia
paz e alegria na lavoura da amizade

e que também ganhe muito "tablets' de chocolate!

Larissa Gambaro disse...

Nossa gente!!!!!! Que coisa linda, fiquei muito emocionada de ler o depoimento dessa jovem mulher, tão cheia de sonhos e de opinião e de convicção no seu poder de escolha e liberdade. Dá um orgulho enorme da Lola e de todxs nós que estamos aqui, nos educando e transformando os nossos pontos de vista para tornar esse mundinho estreito um lugar mais plural, aberto, tolerante e igualitário.
Lola querida, feliz aniversário com um abração enorme em você e saiba que as palavras desse post descrevem bem o que muitas de nós sentimos aqui.

° Emy ° disse...

Êeeeeeeeeeeeeeee

Parabéns Lola! Vida longa a você, ao blog e a nossa determinação na luta que travamos dia-a-dia contra o machismo!

Estamos com você! :D

CB S disse...

Sou uma das pessoas, dentre as muitas, que possui uma eterna gratidão pela sua pessoa.
Todo amor, carinho e respeito por você Lola.
Parabéns :)

Mariana disse...

Lola, parabéns!!! Que vc continue influenciando cada vez mais pessoas pro lado bom da força, o feminismo! Leio vc desde 2008 e posso te dizer que a mudança nos meus pensamentos foi tremenda! Obrigada mesmo!

Beyjas e muitos anos de feminismo!

Elaine Pinto disse...

Parabéns! Deve ser muito compensador receber esses relatos de leitorxs. Um presente mesmo!

P.S.: O desenho do topo é uma Mafalda adolescente? Que legal!

B. disse...

Lola!!!!!!!!!

Parabéns!!!!!

Você é uma maravilhosa influência para milhares de mulheres!!

Lola, vc com certeza mudou quem eu sou, pra muito melhor!

Obrigada por existir!

Jaine Moreira disse...

Primeiro de tudo, Feliz aniversário Lola! Espero que a sua vida continue repleta de realizações e elogios como esse do post e mais milhares que você recebe. Faço das palavras dessa menina ( Tenho 20 anos e queria muito voltar aos 14!) minhas também! Te agradeço muito pelo que tem feito, por disseminar uma cultura de tolerância, amor e igualdade entre as pessoas. Você é iluminada! Muito Obrigada! Mil beijos!

Val disse...


Faz tempo que eu quero te falar, acho que hoje é o dia.. Muito obrigada Lola! Você não pode imaginar a mudança que causou na minha vida.. sempre tive "tendências" feministas, mas não tinha muita noção disso até encontrar teu bloguinho.. vc me abriu um mundo de possibilidades!
Graças a vc finalmente sou feliz com meus cachos.. me libertei do medo do meu amor, da vergonha das minhas formas.. me senti plenamente capaz, completa, independente e o mais importante: Me "absolvi".
Tive voz pelas tuas palavras.

Feliz aniversário! Que teus dias sejam cada vez mais lindos!

Gabriela Barbosa disse...

Parabéns,Lola!!!!


Geminiana como eu(meu aniversário é daqui há 2 semanas)!

Gabriela de Oliveira disse...

Parabéns Lola!! Obrigada por falar de Feminismo!

Caos disse...

Parabéns pra você, nesta data querida, muitas felicidades, muitos 900 anos de vida!!!

Obrigada por mudar a vida de tantas pessoas, assim como mudou também a minha.

Lola querida, que a força esteja com você no melhor estilo jedi possível =]

Luciana disse...

Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Tudo de bom pra ti!!!

° Emy ° disse...

Lola, faz um favorzinho pra gente? Excluiu o comentário do idiota do Fábio? Please? Faz essa caridade...

° Emy ° disse...

Gradicida Lola! ;)

Sofia L.B. disse...

Parabéns, Lola! \o/

Muito, muito obrigada por tudo! Vc não tem idéia do quanto os seus posts são importantes pra mim ♥

Gabriela Luzia disse...

Lolinha! Posta aí a data de nascimento completa e o horário pra gente fazer teu mapa astral, porque cê tem é NADA de geminiana, minha filha! Pelo contrário.
Enfim, todas as coisas boas do mundo estão certamente reservadas pra vossa pessoa. Tenho tanto ou mais a agradecer em comparação à menina do post. Deve ser uma sensação engraçada mudar tantas vidas sem muito esforço, né? Enfim, saiba que tens uma legião. Fico me perguntando o que aquela menininha liiinda de olhos verdes e sorriso gigante que queria ser freira acharia de ser uma líder esquerdalha-petralha-feminazi exemplo para the young ones da esfera virtual. Com certeza ela acharia um máximo, né? "Ok, vocês são feministas por minha causa, que lindo, agora tragam chocolate." Amém!

Maria Fernanda Lamim disse...

Lola, parabens pelo aniversario e pelas ideias que vc semeia em cabeças jovens e "maduras".,, ;)
E a leitora que escreveu esse lindo texto, parabens por ser tao inteligente mesmo sendo tao jovem. E nao acredite em quem te diz que vc e jovem demais para ser feminista. Quando eu tinha 15 anos era como vc e todos me diziam que isso ia "passar" qd eu ficasse mais velha e "conhecesse a vida". Pois bem, hj tenho 32 anos e nao mudei minhas opinioes socialistas e feministas nem um centimetro! Pelo contrario, cada vez mais tenho certeza delas.
Beijos! :)

Kenny Guilherme disse...

Continue, Lola, continue. Seu blog mudou minha vida.

Bela Campoi disse...

Ai, que coisa mais linda a Duda! Parabéns, Lola! É mesmo difícil vc computar a dimensão do seu blog. No poço sem fundo que é a internet, vc dá chão pra muita gente. Escreva, Lola, escreva sem parar!!!...

Laís S. disse...

parabéns, Lola! é lindo de ver o tanto que você influencia as pessoas. eu também serei eternamente grata por você ter ampliado minha visão de mundo da maneira que ampliou, muito obrigada mesmo! sei que às vezes deve ser muito difícil de aguentar a ignorância e o ódio que o seu blog é capaz de atrair, mas não esqueça nunca que o bem que ele faz pras pessoas é enorme,e muito mais forte que isso.

Sarah Luna disse...

Parabéns Lola! Vc mudou e continua mudando a vida de muita gente. Que missão maravilhosa vc tem hein! O relato dessa jovem de 14 anos me deixa feliz em detrimento das declarações da Marina Ruy Barbosa (17 anos) que nos deparamos ontem. Vc viu? https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=8&cad=rja&ved=0CEoQFjAH&url=http%3A%2F%2Frevistaquem.globo.com%2FQUEM-News%2Fnoticia%2F2013%2F06%2Fmarina-ruy-barbosa-sobre-virgindade-tem-que-ser-com-pessoa-certa.html&ei=wrewUaTTAoio0AHf8oDIAw&usg=AFQjCNEQTu9yfe0Kj_5KGcCKmcc4gwutrw&bvm=bv.47534661,d.dmQ

Que grande contribuição para a sociedade brasileir, não? Aiaiai Fale sobre isso!

Dai disse...

Lola, sem me alongar para não ficar piegas (sim, eu sou), só queria dizer que você é muito querida, mora em meu coração e tenho muito orgulho por tê-la conhecido e por acompanhá-la aqui, neste espaço, que faz tanta diferença na vida de tanta gente. Felicidades e alegrias hoje e nesse novo ano de sua vida!

Hanna Ribeiro disse...

Parabéns, Lola! Gosto muito do seu blog e ele é mito importante para mim. Aprendi muito aqui. É como se eu conhecesse você.

Cláudia Dans disse...

Lola,
Feliz Aniversário!!!!

Muitas felicidades, saúde, paz, alegrias e muito sucesso!! E se eu pudesse te dar um presente, seria um mundo onde todos se respeitassem profundamente, independente do gênero, da raça, da religião, do time de futebol!

Muitos beijos e abraços carinhosos!!!!

Lucas disse...

Parabéns, Lola. Faço minhas as palavras da Duda, de verdade mesmo. :´)

bruni disse...

lola, sua querida!
me identifiquei muito com o depoimento e fico muito feliz em saber que o despertar da consciência está acontecendo desde muito cedo nas mulheres.
no teu aniversário, só nós, as leitoras do teu blog, temos que agradecer mesmo. pelas palavras acolhedoras.
muitas e muitas felicidades
;)

Ângela disse...

Lola:

Pelo dia de hoje, pela coragem e pelo bom humor: parabéns e saúde!!!!

bruna disse...

Parabéns Lola!!! Muitas felicidades :)

Quem dera eu com 14 anos tivesse a oportunidade de ter lido um blog como o seu... mas antes tarde do que nunca né?
Jé te escrevi dizendo também que foi através do seu blog que me tornei a feminista que sou hoje.
E eu também sinto muita falta de ter amigxs feministas. Como dito na carta, posso contar nos dedos as pessoas que conheço que têm a mínima noção do que isso seja... mas eu vivo compartilhando seus posts e de outros blogs, pq assim como eu mudei sei que outras pessoas podem mudar tbém!!!

Marli Belloni disse...

Lola, milhões de felicidades pra você e que viva mais mil anos - se não na realidade, que seus posts sobrevivam por muuuuuito tempo, inspirando pessoas maravilhosas como a Duda. Eita menina porreta! E vamos nós!

Lorena disse...

ê, que delícia! Parabéns, Lola! Acho que além de chocolates, um bom trabalho reconhecido traz uma felicidade imensa, e você faz isso todos os dias! :) Obrigada por tudo e sinta-se abraçada!

Beatriz Gosmin disse...

Feliz aniversário LOOOLA!!!

E puxa, me identifiquei muito com o post... o feminismo também me transformou... Agradeço ao seu blog e a você por isso!

lica disse...

Que bonitinha a Duda!
Parabéns Lola, pelo Blog, e hoje principalmente pelo aniversário!

Eu não sou das leitoas que mais posta comentários amáveis, mas gosto muito daqui! Eu sempre pensei mais ou menos como penso hoje porém, depois que comecei a ler seu blog, meu raciocínio e os meus argumentos passaram a ser muito mais claros.

Hoje sou mais capaz de defender meu ponto de vista e o feminismo (olha que sou super engajada na igreja e isso me gera infiniiiiitas possibilidades de "converter" o pessoal haha).

Nunca tive medo de me definir como feminista, pra mim isso era algo indiferente, quase óbvio, porém agora eu tenho vontade e faço questão de usar o rótulo.

Abraços a você, ao maridão e obrigada por compartilhar seu preciosíssimo tempo, inteligência e percepção conosco.

Leio Lola Leio disse...

Muita saúde, Lola!

Um abraço.

Lala disse...

Saúde, felicidade e mts realizações!

Beatriz Correa disse...

Lola querida!! :D

Milhares de realizações nesse próximo ano que se inicia pra você ;)

Não sou tão nova quanto a Duda (fiz 24 no fim de Maio), mas tinha a mesma visão, o mesmo comportamento ,mas graças aos Céus sempre saí com caras legais, que jamais se importaram com a quantidade de pessoas com quem saí.
Encontrei o seu blog em um momento frágil da minha vida, onde eu não sabia quem eu era, nem meu lugar no mundo.
Abri meus olhos a um mundo totalmente novo, e ao mesmo tempo igual ao de todos os dias, com a grande diferença que agora eu o vejo pelos olhos de uma feminista, que VOCÊ ajudou a despertar ^^

Sou muito, mas muuuuito grata por me trazer à vida mais uma vez!! <3

Léty Hyuuga disse...

Feliz aniversário, Lola!!!! \o/ \o/ \o/

Tai disse...

Nossa, quando cheguei no fim do texto e vi que era uma menina de 14 anos fiquei chocada! Puxa, é tão bom saber q cada vez mais pessoas estão se assumindo feministas e deixando aquela visão distorcida e besta de lado. :)

Queria deixar registrado aqui meus parabéns e MUITO obrigada. Você não tem noção de como mudou a minha vida, a minha percepção de mundo e da "família de comercial de margarina", a minha auto estima e enfim... MUITAS coisas. Conheci teu blog pq eu seguia o Pablo Villaça e acompanhei uma discussão de vcs sobre uma piada machista q ele fez, e q na época eu não vi nada demais. Depois de um tempo caí no seu blog por acaso e minha percepção sobre machismo e feminismo mudou demais. Sério, te considero minha musa inspiradora <3 Q vc viva muitos e muitos anos e que sempre tenhamos o privilégio de ler seus textos aqui no blog e em outros lugares. Um dia gostaria de te conhecer pessoalmente e poder te dar um abraço.

:)

Adriana disse...

Parabéns Lola!!!
Muitos anos de vida pra você, com muita saúde, amor e sabedoria (que tudo isso eu sei que vc tem de sobra!).
Mesmo sem te conhecer, te adoro muito, e um dos meus sonhos é que você venha pra minha cidade um dia só pra eu poder te dar um abraço!!
Beijos!
Adriana

Mariana. disse...

ahhh lola, feliz aniversário!

Eu conheço o blog há muito tempo, acho que desde 2009 e a internet é uma coisa maravilhosa né?

Li tanta coisa boa aqui e em outros lugares e tudo isso contribuiu para eu me tornar a pessoa que sou hoje, de quem eu muito me orgulho.

Claro que não concordo com tudo o que leio aqui e nem em lugar nenhum, mas ainda sim é inspirador, mesmo.

Ainda tenho muito o que melhorar e crescer, mas quando olho para a garota que eu era (sempre fui muito tranquila, sem muitas amarras sociais, mas fiz uma faculdade com colegas e namorado conservador, então..).. você me ajudou a não me deixar levar pelas pessoas do meu meio. Obrigada!

Vida longa a lola e ao blog! :)

Lia disse...

Parabéns, Lolinha!! Feliz Aniversário!

Você é uma das mulheres que eu mais admiro nesse mundo! Obrigada pelo seu delicioso bloguinho!
Foi aqui que conheci o feminismo e a minha vida ficou muito melhor... Seus textos me tornaram uma pessoa mais cabeça aberta, mais tolerante, menos preconceituosa e quero continuar evoluindo assim!
Acho que você não vai lembrar, mas a dedicatória enorme de duas páginas que você escreveu no seu livro quase sempre me faz chorar, toda santa vez que a leio. Muitas palavras inspiradoras vindas de uma pessoa também inspiradora, suas palavras sempre me dão força. Te desejo as melhores coisas que existem nesse mundo!
Beijos feministas!

Azerfin disse...

Feliz aniversário, Lola, te desejo mais 1000 anos de vida e felicidade, e mais 1000 anos de postagens, claro -q.
Conheço o blog há mais ou menos um ano, pouco tempo comparado a outras pessoas, mas foi o suficiente para me mudar completamente, pois você me mostrou verdades que eu desconhecia ou até que eu não queria enxergar, e me inspirou muito, aumentando minha sede de revolução e mudanças nesse mundo tão brocochô haha.
Seria tão bom se todo o mundo pudesse ter acesso ao blog e mudar como eu e tantos outros leitores mudamos, caso isso acontecesse duvido que ainda haveria machismo, homofobia, racismo, e todos esses preconceitos repugnantes. (E seria também muito bom se o povo que me rodeia passasse a ler seu blog também haha, sou um ano mais velho que a Duda e parece que ninguém que eu conheço da minha idade se importa com temas tão importantes como os abordados aqui.)
Mas ainda não consigo superar esse preconceito que você tem por Brasília haha. Como assim, você nunca mais vai vir aqui? Estamos te esperando ansiosamente, e, claro, com muito chocolate!
Enfim, te admiro muito e sou eternamente grato pelo que você fez, faz e ainda vai fazer pelo mundo! Beijos!

Valéria Fernandes disse...

Feliz aniversário, Lola! Desejo felicidade multiplicada, muita saúde, e que você possa continuar escrevendo por muitos e muitos anos ainda. :)

Iza Vasconcellos disse...

Lola, sua linda, sua linda, sua linda,
te desejo muita saúde, sempre.
bj grande.

Luciana Barbosa disse...

Parabéns Lola!! Te adoroo!

Gabi Something disse...

Lola, tenho muita coisa para te dizer, mas hoje só que repetir uma coisa que ouvi alguém dizer em uma série americana. A personagem falava pra Oprah, assim:

"Eu não tenho religião, só sigo você!"

É assim que me sinto quando leio seu bloguinho. Parabéns, por ele e pela pessoa que você manteve viva por mais um ano. Obrigado.

João Paulo disse...

Parabéns Lolinha! (desculpe a intimidade do diminutivo - tenho muito carinho por você desde que comecei a ler seu blog) Meu desejo pro seu aniversário é que cada vez mais abra olhos e cabeças para a possibilidade de um mundo mais justo, tolerante e pacífico - aliás, foi essa meta que seu blog me ajudou a encontrar, para guiar minha vida.

medb hErenn disse...

Obrigada por existir,linda! E muitíssimo obrigada por escrever. Também sou geminiana(asc.peixes) e escrever é um dos meus talentos naturais,espero que um dia trabalhemos juntas por um bem maior que é a nossa luta por reconhecimento que as mulheres e os homens merecem uma vida repleta de amor e felicidade. A Grande Deusa está transbordando de felicidade por uma de suas filhas estar aniversariando hoje.Parabéns!!

Luana Rodrigues disse...

Me identifiquei muito com o post, apesar de ter quase 10 anos a mais que a menina que o escreveu, e fiquei muito feliz de saber que ela abriu os olhos tão novinha.

Parabéns, Lola! Tudo de bom pra ti!

Mari Andrade disse...

Também tenho muito a agradecer a você. Hoje sei que sempre fui feminista, desde criancinha. rsrsrsr

Parabéns Lola!!!
Vida longa a você e ao seu blog!

Petra disse...

Parabéns Lola!!!! Tudo de mais lindo e maravilhoso na sua vida, continue escrevendo e mudando um pouco mais o mundo.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Parabéns, Lola! Que vc continue sendo feliz, realizando seus objetivos.
E obrigada por tudo o que vc representa.

moreira joão disse...

parabéns, lola, parabéns! :]

Isabela disse...

Lola, muitas felicidades e muitos séculos de vida pra ti!

Estou acompanhando teu blog faz alguns meses, mas é a primeira vez que comento. E acho uma ótima ocasião estrear nos comentários te dando os parabéns e dizer que teu blog fez muita diferença na minha vida quanto a meus ideais. A alguns anos atrás eu era mais ou menos como essa menina (aliás, lindo depoimento), mas eu me indignava cada vez mais com certas injustiças cometidas contra as mulheres, e passei a mudar meu ponto de vista. Você é uma inspiração, Lola!

Ah, uma leitora aqui comentou que não você não tem nada de geminiana. Pois eu discordo (adoro dar "pitacos astrológicos", hehe), pois esse signo é super inteligente, e principalmente, comunicativo. E bom, com todo esse dom que você tem de inspirar as pessoas, só pode vir de alguém que tenha o dom de se comunicar e expor suas ideias! :)

Dani disse...

Parabéns Lola, o depoimento da Duda me deixou emocionada. Você é muito importante para milhões de pessoas, que viva muitos anos!!!

Aless disse...

Lola, queridissima...feliz aniver, vida longa a você que tanto me ensina e me faz refletir, amadurecer e ser uma pessoa melhor. Um abraço e escreva Lola escreva \0/ \0/

Aless

Isa Rizza disse...

Parabéns Lola, pelo seu aniversário, pelo seu blog e por essa trajetória linda de vida que você está traçando! Beijos de uma das suas MILHARES de fãs!

Elaine Honorato disse...

Primeiramente, PARABÉNS LOLAAAA!!!! Eu ADORO o seu trabalho...sempre que possível faço divulgação do seu blog, seja na mesa de uma bar com amigos, em discussões e debates em sala de aula,enfim, minha admiração por você é grande mesmo! E para comemorar o seu dia, seu livro chegará aqui no Acre, local no qual estou morando há quatro anos. Um grande abraço e continue escrevendo!!!

Marilia Romao Capinzaiki disse...

Lola, parabéns! Lindo depoimento :)

Adorei seu livro, mas só tenho uma ressalva: pô, ele acaba muito rápido! quero outro já :) ehehe

beijos

Laura Girdwood disse...

Ahhhhh que linda! É tão bonito isso... Ver o espírito de revolução despertar em alguém tão jovem. Emocionante!

Continue escrevendo, Lola, continue!

Nane disse...

Eu nunca fui grata ao patriarcado, mas também não tinha as convicções que tenho hoje. E devo muitíssimo a você querida Lola! Só lamento ter sido tarde. Tenho a mesma idade que você.Já com dois filhos adultos e um adolescente. E se eu tivesse antes a mentalidade que tenho agora teria lhes dado uma educação feminista.
Parabéns Lola! Te desejo muitos anos de vida. Mais 900 anos já está bom. Muita gente vai se beneficiar.
Beijos
Mariane

Monalisa disse...

Parabéns e muita conscientização e luta por aí. Obrigada pelo espaço para idéias, reflexões.

Flavio Moreira disse...

Lola, perdão por eu não ter entrado no blog para te dar os parabéns ontem, mas foi bem corrido e eu só consegui um tempinho agora. Toda a felicidade do mundo e que você continue nos inspirando e servindo de exemplo e apoio a tantas pessoas que conseguiram mudar atitudes, superar dificuldades, vencer desafios. Você é uma pessoa linda que merece todas as alegrias e chocolates que puder devorar - espero que tenham sido muitos! (rs).
Beijos,
Flávio

Sara disse...

Lola voltei pq achei imprescindível dizer q amei a sua sugestão para seus "haters" realmente é uma exelente pedida essa da catedral, além de eles causarem muito impacto com seu ódio, ainda nos livraríamos de vários...

Zilmara Silva disse...

Parabéns Lolinha! Que você ainda viva muitos anos! ^^

Luiz Prata disse...

Parabéns, Lola!

leaveinsilence disse...

LEVEI UM SUSTO QUANDO LI 14 ANOS!!
tava visualizando uma moça de, sei lá, uns 23-24 anos... meu Deus, tem menina de 14 anos pensando assim? Por que eu quando tinha 14 anos nem sonhava em pensar essas coisas que essa moça pensa! Eu com 32 anos estou descobrindo o mesmo que ela, se com 14 anos eu já estivesse assim, nossa, teria poupado muito sofrimento na minha vida! Obrigada, Lola, vc ajuda desde jovenzinhas até não-tão-jovenzinhas!! Beijo!!

Cora disse...

Lola!!

um parabéns atrasadíssimo pra vc! td de bom e muita força, disposição e saúde pra luta, q as coisas por aqui não tão fáceis, não!!


bom saber q uma garota tão jovem se questiona e questiona o mundo ao seu redor. e enxerga e se posiciona contra e, principalmente, rejeita a violência simbólica. só assim as coisas podem mudar.

Anônimo disse...

Oi, Lola

Por estar na correria do penúltimo semestre da facul (YEAHHH!) faz tempo que, infelizmente, não passo no seu magnífico blogão (e não bloguinho, rs), mas hoje fuçando por aqui te darei os parabéns atrasado!

Parabéns, Lola! Tomara que você viva 900 anos, antes você pra nos alentar do que qualquer personagem, pra nos amedrontar, daquele livro que de sagrado não tem nada.

Saúde sempre! Linda Lola!

Ass. Rinaldo