terça-feira, 30 de abril de 2013

GUEST POST: AS PESSOAS SÃO CRUEIS COMIGO POR CAUSA DO MEU CHEIRO

A R. me enviou este relato que destruiu meu coração em pedacinhos e depois tacou fogo. Foi coincidência porque recebi o relato pouco depois de chegar a dúvida da leitora sobre o que fazer com a amiga que cheira mal. Olha, só sei que o mundo é muito cruel e intolerante com qualquer pessoa que fuja um tiquinho que seja do padrão. 

Sou uma leitora recente e me senti acolhida pelos relatos de tantas outras moças. Não sei se a minha história se encaixa no perfil do blog, porque não é o abuso sexual que li em muitos posts, mas me sinto agredida de certa forma e gostaria de contar.
Tenho 23 anos e sofro desde os 19 de um problema que acomete apenas um por cento da população, a hiperidrose. Transpiro em excesso e com isso vem a bromidrose, que é o cheiro ruim da transpiração no corpo. No meu caso o suor acontece nas axilas, pés e mãos.
Sempre fui cuidadosa com a higiene pessoal, roupas e calçados. Quando comecei a transpirar bastante redobrei os cuidados, tomo tantos banhos quanto possível, cuido muito da depilação e higiene das axilas e também do trato com os pés, sempre limpos, esfoliados, sem micose alguma. Nessa trajetória usei inúmeras fórmulas caseiras e arriscadas, além de muitos produtos receitados, todos sem resultado. Passei por mais de um médico que riu da situação. Eu senti que precisava passar por um psicólogo e este foi um dos que me desrespeitaram. Ele nem imaginava o quanto ensaiei pra entrar naquela sala e começar a contar minha história! Depois dessa com o psicólogo não me senti à vontade pra falar sobre o assunto com outras pessoas.
Quando iniciei a faculdade, já estava trabalhando. Trabalhava o dia todo e em seguida ia de van pra faculdade. Não dava tempo de passar em casa pra tomar banho, então eu levava uma camisa extra, sabonete, toalhinha e desodorante. Assim, no trabalho mesmo, eu fazia uma higiene improvisada, trocava camisa, meias e calçado. Mas antes de acabar a primeira aula o suor entrava em ação e cheirava mal, um cheiro que atravessava o calçado e não tinha jeito. Na van e na sala de aula eu era o motivo das indiretas e piadas. Ouvia coisas como “nunca vi uma moça cheirar igual macho”, “mulher porca é f***”, “banho não tira pedaço”, “não adianta se arrumar pra vir à aula e chegar fedendo”. 
O pessoal notava o cheiro, mas não notava que eu tinha sentimentos!
No trabalho as indiretas e caretas continuavam. Um dia cheguei e um colega tinha afastado minha mesa das demais, eu ficava longe de todos. Vale dizer que sempre fui competente e gostava do meu trabalho, mas os comentários acabavam comigo. Pedi demissão e quando voltei à empresa para assinar alguns documentos havia uma cestinha de higiene pessoal, presente dos colegas de departamento. 
Eu segui com tratamentos ineficazes, cada receita nova era uma esperança de chegar cheirosa, de cabeça erguida, digna de assistir uma aula sem incomodar a galera com cheiro de suor. Pensando que minhas roupas e calçados estivessem com o odor entranhado e que lavar bem já não adiantava, refiz o guarda roupa e comprei sapatos novos. Nunca tive grana sobrando, mas era para o meu bem estar. As coisas não mudaram e tranquei a faculdade, pois estava esgotada. Fui ficando retraída, cabisbaixa, introspectiva. Achava que qualquer pessoa era mais digna por ser “limpa”. De tanto escutar até de pessoas que eu queria bem que “fulano é muito limpinho” “sicrano é tão cheiroso”, me peguei várias vezes com a sensação de que meu corpo de certa forma era sujo.
As alternativas que pareciam mais eficazes eram a simpatectomia, uma cirurgia que destrói a cadeia simpática (responsável pela transpiração), mas na maioria dos casos após a cirurgia o paciente desenvolve o suor compensatório, que pode ocorrer em grande volume nas nádegas, coxas, virilha, costas ou barriga. Fiquei com medo desse suor compensatório e optei por outro tratamento, interromper as atividades das glândulas sudoríparas com toxina botulínica, o botox. Foi uma maravilha, recebi a aplicação de botox apenas nas axilas. Fiz apenas nas axilas, e durante os seis meses me senti bem melhor. Infelizmente não dava pra desembolsar essa grana a cada semestre.
Aprendi lendo que o que causa o odor são as bactérias encontradas nos locais do suor, que começam a se decompor, gerando o odor fétido. O suor sozinho não tem cheiro. As bichinhas são resistentes; as fórmulas que os médicos me receitaram nunca funcionaram. Algumas pessoas que obtém bons resultados dizem que depois de um tempo usando o antibiótico as bactérias acostumam. Minha solução seria acabar com elas ou com o suor. Uma moça de Porto Alegre fez uma cirurgia um pouco diferente, mas ela não transpirava, só tinha o odor (isso também pode acontecer). Ela criou um blog que agora está desatualizado, pois ela se recuperou e tocou a vida.
A bromidrose limitou minha vida durante um tempo: eu não evoluía, não tinha coragem de retomar a faculdade, não tinha coragem de operar, não conseguia fazer as coisas simples, não tirei habilitação, não parava nos empregos, perdi oportunidades. Meus pais não entendiam a razão de eu não conseguir concluir nada e tampouco me ajudavam a encontrar uma solução.
Eu me poupava de sair e passar constrangimento, mas se todo mundo se formava, viajava, por que não eu?
Comecei a estudar japonês. As aulas eram uma vez por semana e mesmo com alguns inconvenientes, eu persisti. Algum tempo depois houve seleção para bolsas de estudos no Japão, passei e estou aqui há vários meses. Tenho aulas todos os dias. Na minha turma tem coreanos e brasileiros, e as brincadeiras de mau gosto continuam; não sei se os coreanos também fazem piadas, porque eu não entendo.

Comentei com algumas pessoas sobre o suor em excesso, a fim de esclarecer a causa do cheiro que aparece em mim depois de um tempinho. Minha colega de quarto vê o quanto me cuido e contei que há bastante tempo busco uma solução, mas segundo as palavras dela, “uma vez fedido, fedido pra sempre; as pessoas irão te rotular não importa quantos banhos você tome”.
Na aula me sento isolada, fico bem quieta, quase sem me mexer, tanto que depois de algumas horas sinto dores na coluna e nos membros. 
Às vezes chego perto e as pessoas cobrem o nariz, e por isso desisti de me aproximar. Quando vem chegando alguém, instintivamente me afasto. Faço todas as refeições sozinha, quase não saio do dormitório. A última vez que me permiti jantar em grupo fiquei muito envergonhada, quem estava perto jantou cobrindo o nariz. Saí antes de todos, só queria voltar para o quarto, tomar um banho e ficar em paz.
Um dia os brasileiros queridos da classe promoveram uma "brincadeira" pública referente ao meu cheiro. Não sabia o que fazer Lola, queria explodir, gritar que eu não tinha culpa, que queria ser normal, que fazia o possível e não adiantava. Meu rosto pegava fogo, quis chorar de raiva, travei e apenas me mantive em silêncio.

Tenho raiva das pessoas por me hostilizarem, entendo que ninguém gosta de mau cheiro, mas qual o prazer em machucar tanto? Meu maior desejo é chegar em algum lugar e me sentir à vontade, poder me mexer com liberdade, sentar ao lado das pessoas, ficar conversando, passar o dia fora de casa, fazer coisas em grupo, abraçar, estudar me preocupando apenas com a matéria e não o com cheiro de nada, aproveitar minha estadia por aqui, me divertir... Sinto falta das coisas simples.
Planejei que assim que chegar ao Brasil vou fazer a cirurgia enfrentando os riscos. Se o suor e o mau cheiro diminuírem, será satisfatório. O intercâmbio acabará logo, mas estou a ponto de desistir, as coisas que os outros dizem me afetam demais. As piadas são cruéis, ninguém percebe o quanto dói. Acordo em pânico por ter que enfrentá-los mais um dia.
Quis contar minha história pra alguém que acredito que não vá me tachar de primeira. Sempre fui muito alegre, brincalhona, e agora me sinto como um bicho acuado.

UPDATE em agosto: Final feliz!

166 comentários:

aiaiai disse...

Caramba R., só posso dizer que sinto muito por tudo o que vc vem passando. Dá para entender que as pessoas se incomodem com o cheiro, mas não dá para entender tanta crueldade. To aqui pensando no que te dizer e não consigo achar nada...

acho que temos que agradecer a você pelo relato. quem sabe, assim, muita gente que acha normal reclamar do cheiro dos outros, deixe de achar.

Fica também a minha torcida para que você consiga se libertar dessa dor que te causam. Também acho que você deveria insistir em terapia. Você teve uma experiência ruim, mas existem terapeutas maravilhosos que poderiam te ajudar.

Andréa K. disse...

Olá!

Só passei aqui para dar o telefone de um homeopata que é muito bom. Quando você voltar, se puder, vá nele. Ele atende aqui em Curitiba, mas tem skype também.

(41) 3343 3732 - Dr. Carlos Luiz Nascimento.

Luan disse...

R. Eu tb não sei bem o que dizer, estou tentando me colocar no seu lugar e parece realmente muito difícil.

Algumas pessoas não são apenas crueis, são também completamente imbecis. Esse comportamento em grupo que você relata é ridiculo.

Veronica disse...

R., não desista de buscar tratamento médico. Vc foi mal atendida por alguns proffissionais, mas não desista, querida!! Tem q haver tratamento médico, já procurou um endocrinologista? Pode ser alguma coisa hormonal, por isso que remédios tópicos não resolvem.

Só posso te desejar força e torcer para que vc encontre ajuda.

Um grande abraço, e passe sempre por aqui pela Lola que estaremos aqui :), ao menos vc pode desabafar

Alice A. disse...

Nossa, que triste!!
As pessoas são mesmo cruéis (ainda é pior, pq no seu caso as pessoas devem achar que você poderia evitar).

Na minha sala na 4ª série tinha um menino que suava assim (ele tinha que escrever com uma toalha na mão).

Penso que um homeopata de repente pode mesmo te ajudar.

No mais só posso dizer que sinto muito por ti e te desejar boa sorte no tratamento.

Sara disse...

Embora ache terrível, até posso entender que quem não saiba do seu problema te trate como se vc não se importasse com eles, e fosse descuidada com sua higiene.
Mas é intoleravel q façam isso sabendo q seu problema é uma doença sobre a qual vc não tem contrôle.
Saiba q vc e outros q carregam esse problema tão dificil tem toda a minha empatia.
Espero q vc seja bem sucedida em sua procura por uma cura desse mal.

Vívian Soares disse...

R.,
Eu sofri com o mesmo problema durante muitos anos. Começou na adolescência e eu sei como é. A minha "sorte", porém, é que eu suava apenas nas axilas, os pés e as mãos eram controlados. Usei muita roupa preta por causa disso. :-/ Também usei muitas fórmulas e cheguei a ser diagnosticada rapidamente por hiperidrose. Mas não foi a cirurgia e nem o botox que resolveram meus problemas, mas sim a psicoterapia. Talvez o médico que te recomendou isso tenha razão sim. No meu caso, pelo menos, o suor era uma compensação para várias frustrações e dificuldades da minha vida, e a terapia me ajudou enormemente a superá-las e a conter esse problema. Eu ainda suo muito, especialmente quando estou sob pressão ou insegura, mas pelo menos sei de onde vem o problema.
Eu recomendo a você tentar a terapia antes da cirurgia. Eu cheguei a considerar seriamente a simpatectomia, mas coincidentemente comecei a terapia na época, por outros motivos, que me ajudaram a evitar passar por isso.

Espero que minha história te ajude. Boa sorte!

Unknown disse...

R., primeiramente eu gostaria de dizer que sinto muito pelo que você está passando. Nada justifica as agressões cometidas contra você.

Mas, caso você queira encontrar alguns métodos para amenizar o seu odor corporal, o Japão é um ótimo lugar para tanto.

Os japoneses em geral tem muito medo de odores corporais, por isso mesmo a indústria deles tenta ao máximo desenvolver produtos para inibi-los.

Um deles é um amaciante de roupas que libera perfumes assim que entra em contato com a umidade e é indicado também para o uso em roupas de exercício.

Dá uma olhadinha, quem sabe não te ajuda a se sentir um pouco mais confortável:

http://easttowestskincare.com/2013/03/21/off-kao-lanca-amaciantes-e-perfumes-para-roupas-com-sensor-de-umidade/

Bom, te desejo força e coragem para superar tudo isso.

Ana Carolina disse...

Uma amiga muito querida tem hiperidrose, mas por sorte dela é só o excesso de suor sem o cheiro. Mas mesmo assim é muito limitante: ela não pode usar determinados tipos de sapato (senão ela não consegue andar porque escorrega), numa prova por exemplo as mãos começam a escorrer e manchar o papel, etc. Mas o que ela disse, da experiência dela, é que tá muito ligado ao emocional. Então procure outro psicólogo, que tenha preparo para lidar com seu problema, pode ser que melhore.

Depois descobri que minha cunhada tem hiperidrose, mas ela fez a cirurgia. Diz que o suor que vai para outros lugares é muito menor do que o que ela tinha antes e ela está muito mais feliz. Então se é uma coisa que te traz muito sofrimento (por esse relato é óbvio que traz), apoio inteiramente fazer a cirurgia ou buscar outros tratamentos. Porque faço ideia a humilhação que você vive e a destruição da sua autoestima... :(

Paola disse...

Entendo o q vc passou.
Quando eu era adolescente, sofrio mto por ter acne muito severa, q não melhorava nunca, mesmo eu fazendo tratamento.
Meus pais me levaram em muitos médicos dermatologistas e gastaram muito dinheiro em tratamentos e remédios.
Eu sempre seguia as recomendações do médico, e mesmo assim a melhora era pouca. Toda vez que ia a um médico novo começar um novo tratamento, eu me enchia de esperança que daquela vez daria certo.
Eu sofri mto, pois as pessoas diziam q eu era porca, q era relaxada, q não me cuidava, etc.
E eu me cuidava sim, e mto!
Eu espero q vc consiga vencer esse trauma e não ligue para essas pessoas idiotas, e q logo vc esteja de volta ao Brasil e consiga resolver esse problema.

carolina Oliveira disse...

Eu sofri com hiperidrose nos pés e nas mãos durante anos, Há um ano e meio fiz a cirurgia. Na hora que voltei da anestesia já havia secado as mãos, os pés diminuiram não ficaram sequinhos, mas ficou um suor normal que geralmente as pessoas tem quando ficam muito tempo de sapato ou faze atividade fisica, super recomendo a cirurgia!

Anônimo disse...

(ficou grande o cometário foi dividir em duas partes!)

R, sei que falar é fácil, foda é fazer. Mas vou comentar mesmo assim, vai que ajuda.
Primeiro... R. NÃO TEM NADA DE ERRADO COM VOCÊ, QUERIDA!! Coloca isso na sua cabeça. Você não é suja. Suja é a MENTE IMUNDA de quem fez tudo isso com vc!!

Bem, acho que psicólogo seria uma boa. Este LIXO que te atendeu merece ser denunciado por sua falta de ética e capacidade. Não sei se isso é possível. Enfim, mas não desista de psicólogo. Em toda profissão tem gente babaca. Você deu azar de justo no momento de fragilidade dar de cara com a peça rara. Procure um psicólogo que te entenda.

O seu caso me lembrou muito de uma amiga minha. É diferente pela natureza do problema, mas similar pela escrotidão alheia que desperta. Conheci uma garota que tem uma doença degenerativa, então toma remédios fodidos desde bebê, pra atrasar a doença. Só que este dá uns efeitos colaterais fodas que alteraram inclusive o desenvolvimento dela - então ela é muito menor do que o "normal" e tem algumas alterações físicas, umas 'deformações', digamos. E sim, como se não bastasse a condição em si, as pessoas ao redor parecem achar que desgraça pouca é bobagem, e fazem questão de zoar com a garota. Mas porra, acho que vi poucas pessoas tão confiantes quanto esta mina. Ela taca um foda-se MESMO, faz tudo o que tem vontade e se alguém fala merda ela responde na hora. Se impõe, escancara a babaquice alheia.

E a sua situação é diferente, eu sei. Mas acho que no fundo é meio que este o caminho, sabe. Você tem que aceitar a sua condição. Talvez tenha tratamento, talvez não. Mas você não vai deixar de fazer sua vida por conta disso. Você é assim, e os outros que se fodam. Os incomodados que se mudem, não é o que dizem?? Eu tive a impressão que, pelo seu relato, você se tornou uma pessoa mais tímida e retraída, e sua auto-estima já foi quase toda comida por conta dos escroto de plantão. E talvez por isso que eles deitem e rolem. Porque os babacas são assim, quanto mais por baixo você se sente, mais eles se aproveitam. É uma crueldade sem tamanho, mas eis a lógica deles.

Vai ser difícil, mas talvez você possa tentar se impor mesmo. Ah é, tão tampando o narizinho é? Pois tampem! E fala na cara deles "Tô fedendo? Eu sei, tenho bromidose e não posso fazer nada sobre isso. Se tá incomodado sai de perto." O pior que vai acontecer é os caras saírem mesmo, mas você ia querer a companhia destas pessoas em primeiro lugar? Digo isso porque não é você que tem que se apressar em sair de perto... São ELES, os mal-educados (pra dizer o mínimo) que tem que mudar,se mexer. ELES tem que aprender a conviver com pessoas em condição diversa da deles. A sua parte tú tá fazendo. Toma seus banhos, se cuida, procura tratamento. Porque PORRA, mas que gente mal educada!! Colocar a mão no nariz quando você chega perto...?? Ah, vai se fuder, puta falta de respeito. Tem que apontar o dedo na cara deles, evidenciar que isso NÃO É UM COMPORTAMENTO TOLERÁVEL.

Anônimo disse...

(continuando)

Enfim, retomando o que disse R., eu sei que é mais fácil falar do que fazer. Isso de se aceitar e se colocar pra sociedade é um processo e talvez nunca termine. Mas sinceramente acredito todos merecemos viver nossas vidas em paz, e você merece isso. Essa frescura com cheiro é coisa da nossa sociedade artificial que nega nossa humanidade, nossos fluídos... Mas nós os temos, somos humanos. E foda-se.

Acho que você tá sofrendo porque é uma pessoa boa, está frustrada porque tenta tanto ficar do jeito "certo" (sem odor nenhum, sem suor) mas todo seu esforço é em vão, só resulta em babaquice dos demais... Por isso manda eles à merda, R.. Não adianta, como sua colega disse, os babacas de plantão sempre vão te julgar. Então reaja!! Mostra que eles são babacas! Claro, você não precisa xingar necessariamente, você pode ir no caminho da ironia, entrar na zoação e reverter a situação, jogando os problemas deles em evidência. Acho que o lance é a postura confiante, porque os bulling acontece justamente com o objetivo de te ver pra baixo. Se você não reage assim, a coisa muda.

Desculpa se falei algo que não te agradou, ou se fui repetitiva, mas R, como sua história me deixou revoltada!! Não acredito como as pessoas são babacas. Tô até suando de nervoso agora, de tanta raiva que fiquei deste povo que te machuca (tenho algum problema com suor também e cheiro forte - além de ter bastante pelos - embora não tão sério como é o seu caso).

Enfim, é isso, minhas recomendações são mais pro bullyng do que pro problema. (já que outros comentaram melhor sobre o que fazer). Sei lá. Pelo menos foi assim que enfrentei meus próprios bullies malditos, e foi assim que minha amiga foda reagiu ante aqueles que queriam humilhá-la por conta da sua doença.

Tudo de bom pra vc, R.

Anônimo disse...

Que situação difícil R. Tenho uma amiga que tinha hiperidrose nas mãos e nos pés e fez a cirurgia. Agora ela sua bastante nas costas, mas não tem cheiro.
Ao ler seu relato lembrei de um programa de TV q vi sobre um caso parecido com o seu..a Moça tinha sido diagnosticada com hiperidrose e fez d td pra passar o cheiro..Só depois de mtos anos descobriu q o diagnóstico estava errado, na verdade ela tinha Trimetilaminúria.
Quem sabe não é o seu caso?Procure segundas e terceiras opiniões, pra saber c vc foi diagnosticada corretamente..Diagnóstico errado é mto comum!
E concordo com algumas pessoas q comentaram aqui, a terapia com ctz vai te ajudar. Lógico q com um bom profissional, não com a anta q te atendeu antigamente!
Força e continue seus estudo no Japão!Tente não ligar pra essas pessoas cruéis e qdo tiver vontade de chorar, chore e sofra o qto quiser. Mas depois d sofrer td, levante e enfrente mais uma vez...Dps terá valido a pena.

lola aronovich disse...

Pessoas queridas, eu liberei a opção de comentários anônimos e voltei com a moderação. Acho que a alternativa anterior (sem moderação de comentários, sem permitir comentários anônimos) funcionou MUITO bem nesses últimos dias, e estou tentada a deixar a caixa de comentários desse jeito. Porém, hoje e amanhã estarei no computador direto (assim posso liberar os comentários de meia em meia hora), e também eu gostaria de dar a oportunidade de gente séria que queira comentar sem se identificar (por exemplo, pessoas com bromidrose, ou pessoas que foram estupradas, em outros posts) possam comentar.
Mas peço a vcs que estão comentando com nome ou avatar que continuem fazendo isso! É bem melhor ver comentário assinado.
Vou escrever sobre moderação dos comentários num post... Talvez pra amanhã, se eu tiver tempo.

M. disse...

Querida R.,

levante a cabeça!

Gostaria de dizer que o procedimento cirúrgico ao qual você se refere funciona. A ignorância infinita dos outros, em contrapartida, não se resolve com cirurgia.

Conheço o caso de uma pessoa bem próxima a mim. Assim como você, ela sofria muito (não apenas pela quantidade do suor, como também pelo mau cheiro, que, de tão intenso, ficava para sempre "grudado" nas roupas). Hoje, anos depois, essa pessoa apenas transpira um pouco mais no abdômen e nas costas - e está muito feliz. O mau cheiro sumiu.

Um forte abraço!
M.

liv disse...

isso me lembrou de um seriado da nickelodeon que eu adorava quando era criança(ainda gosto), as aventuras de pete e pete. o arque inimigo de um dos dois personagens principais era um bully que tinha esse problema, o mancha de suvaco. ele sempre aparentava estar suado e usava um relógio por cima de uma munhequeira. mas eles não usavam isso pra fazer "chacota", tanto que quando ele aparecia sempre rolava a frase: http://24.media.tumblr.com/tumblr_lpr91zsES71qik5ulo1_500.jpg

Má disse...

R., procure uma boa psicoterapia. Peça indicação nas faculdades de psicologia da sua cidade. É possível encontrar e-mails de professores, e por eles pedir um contato pra te atender. Confia, vai te fazer muito bem! Desde que seja um profissional bem formado.. mas eles existem, acredite!

Nanda Soares® disse...

R., simplesmente não existem palavras para compensar a dor, que as palavras já te causaram.
O que me veem a cabeça é um dia poder te conhecer e te dar um abraça apertado por um longo tempo. Seja imediatamente após um de seus banhos, ou cinco horas depois.
Assim como a maioria do pessoal, só posso falar para vc continuar buscando solução com os médicos e tentar achar um terapeuta decente, pq o que te atendeu, com certeza não devia estar dentro de um consultório.
Outra coisa, aproveita que vc está no Japão e tenta a acumpultura. Já me ajudou com alguns problemas de saúde aqui no Brasil, quem sabe ai no Japão vc não consegue tb.
E não se reprima! Grite e fale alto com esse grupo de babacas com quem vc estuda.
Não abaixe a cabeça!
Vc tem uma voz garota!
Não deixe que ninguém te tire mais nada! E retome tudo aquilo que tiraram de você! Se não tem quem te acompanhe, vá sozinha! Conheça o mundo, divirta-se, conheça, aprenda!
Não perca seus sonhos por causa de pessoas que vc provavelmente não irá mais ver qud retornar ao Brasil.
Força e fé!!!

Anônimo disse...

R. Querida tudo bem? Olha eu sei que as vezes não tem palavras pra descrever um sofrimento que passamos e por isso te admiro muito por voce ter conseguido se expressar tao bem, vc poderia tentar fazer isso no seu dia a dia e explicar para as pessoas sua condiçao, sei que tem monstros por ai que pouco se importam, já passei por situaçoes muito constrangedoras tb e sei como é dificil.

Querida, um dia eu assisti um programa no Discovery que falava sobre a historia de uma moça que tinha um problema serio de mau cheiro, depois de muito tratamento e sem nenhuma soluçao um medico a aconselhou a mudar a dieta, o problema dela havia começado na adolescencia qd nós nos jogamos nas frituras, batatinhas, etc...o que é uma delicia claro, mas no caso dela em especifico o consumo de alguns alimentos como: batata frita, OVOS (principalmente ovos) leite etc estava ajudando a aumentar o mau cheiro, ela mudou algumas coisas na dieta dela e pelo depoimento que ela deu parece que resolveu uma boa parte do problema e se tornou controlavel o mau cheiro. Quem sabe funciona. Estarei aqui em pensamentos positivos por voce querida, espero que encontre uma soluçao, nao se desespere, nao se entregue, nao deixe de lutar e nao deixe de fazer as coisas pela imposição alheia, viva a vida, nao se importe tanto, sei que é dificil, eu sei, mas confie em voce, logo logo vc vai encontrar uma soluçao, confie! Estarei de dedos cruzados torcendo por voce!

Fique bem querida. K.

João Maria disse...

R a simpatectomia e a solução definitiva p/ vc, q. já tentou de tudo. Só resolverá a bromohidrose se parar a hiperhidrose. A cirurgia é endoscopica, pouco invasiva e a hiperhidrose compensatória não ocorre em todos os casos.
Procure um bom cirurgião torácico e boa sorte.

Anônimo disse...

Querida,

Durante um bom tempo sofri com a bromidose. Me consultei com vários dermatologistas, fiz vários tratamentos e nunca obtive resultados.

Até que pesquisando pela internet e conhecendo outras pessoas com o mesmo problema descobri por conta a melhor forma de lidar com o problema. Hoje uso o Driclor (Loção para Hiperidrose (Suor Excessivo) 60 ml - Stiefel (no começo usava 3X por semana e hj uso 1X por semana para manutenção). Este produto não vende no Brasil e cada vez que tenho que comprar tenho que importar com a alguém, mas foi a solução da minha vida.

Fica como dica para quem vive o mesmo problema. Hj, não digo que estou 100% mas minha vida melhorou 90%.

Ainda preciso cuidar do meu desodorante diário: sem essa de usar DOVE, Rexona - para mim tem que ser o SVR - SPIRIAL SPRAY - 100ml (este vc acha nas grandes farmácias no Brasil),
as roupas que uso tem que ser de algodão (nada sintético ou acrílico) e na hora de lavá-las - Lysorform sempre.

Espero que estas dicas possam ajudá-la.

Beijos

Julio Cezar Klein Puglia disse...

Me sensibilizei muito com a história contada por R. Eu tenho um amigo que tinha um problema semelhante e que foi resolvido com duas sessões de psicoterapia e hipnose.
Imagino o quanto você está sofrendo, na verdade não sei tanto quanto você, mas tenha esperança que seja uma solução psicológica, seja uma solução clínica (com a cirurgia) você encontrará uma solução para a dificuldade que você está passando.
Procure conscientizar publicamente as pessoas, faça uma apresentação aos seus colegas sobre esse enfermidade que você tem. Será difícil, porém eu acredito que você conseguirá angariar pessoas para se solidarizarão com você.
Força e persistência!

Anônimo disse...

Tem uma doença que é muitas vezes confundida com a hiperidrose e chama-se TMAU ou síndrome do odor persistente. Vale a pena procurar informações sobre isso aí mesmo no Japão porque um simples exame de sangue pode diagnosticar, mas o Brasil não tem a tecnologia entao precisa fazer sequênciamento genético por aqui.

Anônimo disse...

R., fiquei muito sensibilizada com o seu relato.
Sou estudante de direito e logo já penso na via jurídica de qualquer caso.
Assim, eu te aconselho a pensar em um processo por danos morais contra empresa que você trabalhava, talvez também a faculdade.
O jeito que você foi tratada é uma afronta a sua dignidade. O relato do kit de produtos higiênicos por si só já é suficiente, e imagino que você deve ter passado por inúmeras situações parecidas.
A empresa/faculdade tem responsabilidade pelo atos de seus colegas e deveria ter tomado providências.
Sem falar o psicólogo, ele também merecia um processo por danos morais!
Sei que essas medidas não vão mudar tudo o que você passou, mas você tem direito a ter o dano que sofreu reparado.
Com o dinheiro que você receber poderá custear tratamentos, cirurgia, entre outras coisas.
Procure a orientação de um advogado ou até mesmo da Defensoria Pública.

Iara Sindrominha disse...

É impossível dizer a moça do post alguma coisa que a possa confortar,porque a situação dela é terrível...eu não sofro desse problema,mas uma coisa me foi dita uma vez e me ajudou bastante:o ser humano é um animal que se diverte perseguindo os outros,poucos ficam imunes.Eu sofri toda a minha vida com meu peso e posso escrever um milhão de posts,na verdade faço isso no meu blog,de tanto que fui perseguida.E toda a perseguição leva sempre ao mesmo ponto,ao isolamento.A única coisa que posso sugerir a moça é procurar e tentar todas as alternativas possíveis para se sentir melhor,é importante se fortalecer e dar a volta por cima,porque o ser humano é assim mesmo,cruel.Espero que tudo se resolva bem e rápido,e lá vem outro enigma,também não sei como,mas apesar de tantos ataques as pessoas sobrevivem,mesmo que seja aos pedaços,é possível dar a volta por cima,apesar da dor.Boa sorte.

Thays Mossi disse...

R., não consigo imaginar o quanto tudo isso deve ser difícil. Sinto muito que vc tenha que passar por isso, e imagino que deve ser imensamente difícil se impor diante de situações em que as pessoas te agridem assim. Mas aí eu tenho uma pergunta, que é só uma pergunta mesmo, não é algo que ache que vc deva ou não fazer: como vc se sente em relação a expor o seu problema, como vc fez pra sua colega de quarto? Vc acha que talvez pudesse trazer algum grau de compreensão das pessoas com quem vc tem que conviver?

Vou torcer pra vc encontrar uma forcinha dentro de vc e não desistir do seu intercâmbio e nem de mais nada que vc goste ou queira por causa da ruindade dos outros!

Abraços!

Anônimo disse...

Olha, eu também sofri muito com isso durante o colégio e te entendo. É uma situação realmente horrível e por mais que você saiba que não é sua culpa os outros vão sempre te julgar. Como outra menina que comentou, eu também só conseguia sair de preto, e mesmo assim levava casacos - que eram usados para o oposto do que servem. Quanto mais calor, mais blusa eu colocava para ninguém reparar.
Eu estudei muito as opções e fiz a cirurgia. O meu problema, eu tenho certeza, também tinha um fundo psicológico e eu deveria ter feito terapia na época, mas eu não sabia. Recomendo muito que você procure um terapeuta legal - pegue indicações de amigas. Não é porque esse foi ruim que todos serão.
E eu recomendo a cirurgia também. Na hora eu já me senti bem melhor, ela é supersimples (vc passa só uma noite no hospital) e minha vida melhorou 100%. Eu suo bastante quando faço atividades físicas, principalmente costas e barriga, mas não é nada fora do normal. No resto do dia eu posso usar camiseta da cor que eu quiser e abraçar todo mundo sem encanar.
Espero que você encontre o melhor caminho!

darkgabi disse...

eu tenho um amigo q tem um problema semelhante, mas em menor escala. sabe o q resolveu pra ele? bem simples: lavar as axilas com um sabonete antibacteriano - no caso dele, protex. claro, ele tem q fazer isso quase sempre e ainda usar um desodorante potente por cima, e retocar o desodorante várias vezes.

nao sei se o caso dele é extremo como o seu, pq eu mesma nunca reparei, mas ele diz q eu nunca reparei pq ele tá sempre se cuidando mt. entao talvez sirva pra vc tb? nao sei se vc já tentou... vai q né..

e o curioso é q essas bactérias "passam" e a mulher dele diz estar ficando com o suor mais fedido tb. mas ela se trata do mesmo jeito dele. e ainda se amam =]

há esperancas. acho q vc ainda é nova e poderia tentar um tratamento psicológico, como foi sugerido. isso pode ter origem psicológica ou pode ser apenas uma fase. nosso corpo está em constante mudanca e isso inclui hormônios e afins. portanto, pode ser q daki uns anos melhore... como uma fase de espinhas de adolescentes.

mas se dps disso nao melhorar, entao sugeriria mesma a cirurgia. piro nao pode ficar, certo? e vc tb nao pode deixar de viver por isso.. msm nao tendo dinheiro, pode ser q seja possível fazê-la com plano de saúde. ou em algum hospital universitário.

e por último: converse sempre com os seus pais. talvez eles tenham tido isso no passado? ou sabem de algum parente q teve - e podem talvez te sugerir algo. mas, msm q nao possam, ao menos vao entender o pq vc estar mudando tanto. e com ctz lhe darao apoio.

CCX disse...

Tenho superidrose também, e optei por não operar por medo da cirurgia e dos efeitos colaterais. Uso desodorante Driclor e ajuda muito. Boa sorte!!

Beatriz G. disse...

Oi R.
Não dá para entender o nosso corpo, não é mesmo? Espero que você supere a cada dia este problema, e que você possa encontrar uma solução e ser feliz. Mas se você tem coragem de todo dia enfrentar tudo isso, saiba que você pode tudo. Não se acue, lute.

Espero que você saia daí realizada e possa fazer as coisas melhorarem e evoluírem ainda mais quando estiver por aqui.

Boa sorte e saiba que nem todas as pessoas do mundo são assim, imbecis, sem sentimentos, ignorantes e sem empatia. <3

Julia disse...

Que coisa triste. :( Pra autora do post: você já tentou algo que equilibrasse mais seu corpo internamente como homeopatia? Não sou médica, mas de repente seria uma solução menos radical e talvez mais barata do que você ter que encarar uma cirurgia. Eu sei que homeopatia é muito desacreditada pelas pessoas, mas graças a ela não tenho mais alergias (eu era alergica a tudo).

Espero muito que você possa fazer também o acompanhamento psicológico pq é de cortar o coração o preconceito que você sofreu. Muita força procê.

Anônimo disse...

Não compreendo qual problema de manter coisa implicar falta de anonimato. Não basta fazer uma conta "bogus"?

Anônimo disse...

Menina do post,

acho que vc deveria MESMO tentar a cirurgia. Veja bem, os riscos existem para qualquer tratamento de qualquer coisa. Eu conheço 3 pessoas que fizeram a simpatectomia. Apenas uma tinha problemas com o cheiro, as outras duas apenas suavam excessivamente, a ponto de não conseguirem tirar uma digital porque o suor borrava tudo. As 3 fizeram e nenhuma desenvolveu o tal suor compensatório. A que tinha problemas com o cheiro resolveu o problema, apesar de que ela SÓ se lava com o protex, que alguém mencionou aí em cima. Ela diz que é pra prevenir já que ela sofreu mtos anos de comentários maldosos. As outras duas que não tinham problema com cheiro apenas pararam de suar excessivamente (e era MUITO mesmo. num dia frio elas ficavam com a camiseta TODA molhada e as mãos estavam sempre molhadas tbm).

Anônimo disse...

e ainda tem gente que me pergunta por que eu prefiro a companhia de animais do que seres humanos,está ai escancarado:a crueldade.

espero que vc encontre uma solução para isso.

P.S. Lucas disse...

Eu não sei o que te dizer. Eu também suo que nem um condenado, mas, graças a Deus, não tem cheiro; não que passe a camiseta.

Mas imagina, se já é um caos, suar um rio mesmo no inverno, imaginar feder suor o dia inteiro. Coitada de você, espero que você consiga dar um jeito nisso.

Mas, mesmo sabendo o quanto dói a exclusão, acho que você não deve trancar os estudos. Você faz o que é possível, deve entrar em sala de aula com a cabeça erguida, ninguém ali está fazendo nenhum favor pra você, és tão digna quanto qualquer um de seus colegas.

Espero que você fique bem!

Abraço,

Anônimo disse...

realmente não entendo a relação de anonimato com falta de verdade e de "assinatura".

quem tem conta pode muito bem estar com nome falso,informações falsas,já vi gente com conta falando os maiores absurdos.

mas tudo bem,o blog é seu,você faz o que quiser.
acho que vou ter que abrir uma conta para comentar aqui .

Beatriz Correa disse...

OFF-TOPIC

Lola, a "vingança" de um namorado traído ganhou todas as redes sociais hoje.
Sei q vc n tem facebook, mas esse é o link original:

https://www.facebook.com/mariahelena.santiago.568/posts/437542093006999

Resumindo:
A garota combina no meio da noite de sair com o professor, beber um vinho e talz, mas o namorado, após entrar na conta DELA de facebook, descobriu o q aconteceu e PUBLICOU A CONVERSA DOS DOIS no perfil da mesma.

Agora estão fazendo bullying com ela (novidade?).

Brenda disse...

Poxa, que chato :/ Já tive perto de pessoas que não cheiravam bem, mas, nossa, nunca iria demonstrar isso pra pessoa. Sério, do fundo do meu coração, tem que ser uma pessoa mt má pra debochar do sofrimento dos outros.
depois desse relato eu vou pensar duas vezes antes de me afastar de uma pessoa com mal cheiro...

Beatriz Correa disse...

E, só uma coisinha pros anônimos q reclamam da Lola proibir essa opção dos comentários:

Qual o probleminha q vcs tem em colocar o nomezinho na opção Nome/URL? Não precisa ser nome e sobrenome, e creio que não exista uma única pessoa que tenha um nome inédito no mundo.
Não se sente à vontade de colocar um nome? Use um apelido, oras!
Agora, vamos lembrar q mtos anônimos se aproveitam disso pra trollar e fazer mansplaining por aqui sem ser identificado, e isso não está sendo mto legal pro andamento do blog, e creio q foi por isso q a Lola tirou essa opção.

Agora, tbm tem a opção de fazer uma conta no Google...
Vai doer? Tirar pedaço? É pago?

Por favor, né gente...

Mariana. disse...

Nossa, que situação.

Você procurou saber o que desencadeou esses problemas? Você disse que o suor em excesso e o odor decorrente começaram quando você tinha 19 anos e, geralmente, as pessoas nascem com hiperidrose, não é?

No meu caso foi assim, pelo menos. Suo nos pés e nas mãos apenas, e praticamente não suo no resto do corpo (e olha que moro em uma das cidades mais quentes do brasil).
Na adolescência lembro-me que o suor aumentou, mas hoje é bem mais controlável. Tenho sorte também porque não tenho bromidose. Minhas mãos só ficam úmidas quando estou nervosa ou com mto calor, e meus pés também. Tenho que ter um cuidado a mais que as pessoas "normais" com o sapato fechado. Deixo sempre o calçado tomar sol depois que uso, uso um desodorante para o pé e lavo bem (nada que todo mundo não devesse fazer heheh).

Nunca pensei em fazer cirurgia porque não é algo que me incomoda muito. Sei que quando estava na idade de aprender a andar, minha mãe estava preocupada achando que eu tinha algum problema motor. Até o dia que mudamos de casa e eu começei a andar no mesmo dia (aos 3 anos de idade). A diferença é que na casa nova tinha carpete e eu não escorregava. Vivo de meia desde que me entendo por gente para não escorregar também hehehe.
As mãos só me causam transtorno por eu ser canhota e "borrar" o que já escrevi por causa da mão úmida.


Enfim. Acho que você nao tem nada a perder com a cirurgia se sua situação está tão ruim como está agora. Faça.

E essas pessoas crueis, tente não ligar. Se vc não suasse, eles iriam arrumar outro problema para te por pra baixo. Podia ser seu cabelo, sua pele, seu peso. Gente cruel arruma motivo mesmo sendo a pessoa mais perfeita do mundo a vítima.

Mariana. disse...

No meu caso nunca precisei de usar toalhinha pra escrever e hoje, na maior parte do tempo, minha mão fica seca. Tenho uma amiga que sua muito mais e precisa andar com toalha de mão. Mas ela é médica e acha que, no seu caso, é exagero pensar em cirurgia. Nós temos a sorte de não termos odor, mas o seu caso é completamente diferente.
Isso tá afetando sua vida em todos os aspectos (me afetaria também), até profissional. Faça a cirurgia, comece uma terapia.

Helena disse...

Cara R., realmente triste tudo isso.
Como muitos já disseram, acho que ainda tem as "terapias alternativas" que funcionam muito bem, como acumpuntura, homeopatia, por tratarem não apeanas a doença, mas a pessoa que traz a doença.
Conheço um site maravilhoso biotipologia.com.br que propõe a cura das doenças através da alimentação, que é uma outra possibilidade.
Enfim, trago carinhosamente outras sugestões, apenas para contrapor a questão da medicina ocidental, que vc já tem tentado há anos, sem sucesso.
Fique bem!
grande abraço

Roberta Santos disse...

Fico muito sentida com seu relato e também por ter uma primo irmão que passou pelos mesmos transtornos durante a vida toda escolar (obesidade+sudorese excessiva+ mau cheiro). Sei o quanto os abusos, chacotas, bullyng definiram e definem até hoje a conduta dele, que sempre sentiu a necessidade de ir pra longe daqui tentando talvez fugir do problema e hoje está em Londres, detido em um hospital psiquiátrico a mais de 1 mês após um surto psicótico. No caso dele, fez a cirurgia para retirar as glândulas sudoríperas e sempre gastou bastante dinheiro (que nem tinha) com tratamentos e alternativas, porém o estigma, o rótulo e a assimilação que isso tudo causou nele próprio o levaram quase à loucura. Concluo que a situação é muito delicada, constrangedora e que realmente esmaga a auto estima de qualquer ser, e além do mais, onde quer que se vá, nossos problemas irão junto nos acompanhar... Eu choro pensando nele e fiquei muito triste lendo seu relato, espero que logo você descubra um tratamento mais seguro e conclusivo e que depois disso procure novamente a terapia psicológica para superar as marcas emocionais que ficam. Um grande abraço, bem apertado e solidário!

Anônimo disse...

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2013/04/1270518-aluna-de-13-anos-de-colegio-particular-denuncia-assedio-sexual-praticado-por-colegas.shtml

Ana Paula disse...

Oi R., eu tenho uma sugestão que, se vc não tiver tentado ainda, talvez valha a pena. Minha filha de 5 anos transpira muito também, mais à noite e o pijama dela sempre acordava com mal cheiro, com dois dias de uso já tinha que trocar. Nós fizemos um tratamento com um médico holístico aqui em Brasília, visando tratá-la de modo geral e não o cheiro do suor, especificamente. Mas o maior resultado do tratamento dela (pelo menos o resultado perceptível) foi que o suor parou de ter mau cheiro. O tratamento holístico que fizemos é baseado em homeopatia e o médico receita um remédio baseado nas características da pessoa. É um remédio para cada um, individualizado. O nome dele é Dr. Edson Nilton Veiga (61) 3443-0043 www.medicinaholistica.com

Luiza disse...

A hiperidrose pode ser primária ou secundária. A secundária pode envolver, entre outras, causas psicológicas. Nesse caso a terapia ajuda. Mas a maioria tem a primária, genética. Nada mais irrita um hiperidrótico do que ouvir um "ah, é psicológico, para de pensar no suor que passa.". Please. Se for pra dizer esse tipo de coisa, fica quieto.

R., me sinto até idiota de sugerir, já que você tentou tanta coisa, mas tente Rexona Clinical, chuta logo o masculino, mesmo. Não vai parar o suor, não parou minha mega axilar, mas o cheiro sumiu, e não deixa a manga da camiseta dura e cheirando ruim.
Também sugiro que você procure um endócrino pra ver o que pode ser feito. A mim parece hormonal. Ou um médico ortomolecular. Eu trabalhei com uma excelente, que pedia uma tonelada de exames antes de conversar com você e iniciar o tratamento.

Ingrid F disse...

Enigmas da Medicina TMAU (Trimetilaminúria ou Síndrome do Odor de Peixe)

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=-K9Ecm3Yjus

http://tmaubrasil.wordpress.com/

Ingrid F disse...

Sugiro que a moça dê uma olhada:
Portadores de TMAU – Trimetilaminúria ou Síndrome do Odor de Peixe

http://tmaubrasil.wordpress.com/

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=-K9Ecm3Yjus#!

Abraços e força!

Anônimo disse...

Nem li o texto, mas, como eu também sofria do mesmo problema, resolvi compartilhar meu mais novo conhecimento sobre cheiro ruim nas axilas.

Exalar odor fétido é ruim. É ruim para todos. Ninguém gosta de estar ao lado de alguém com cheiro desagradável.

Sendo direto:

1 - Queime - ou lave muito bem - todas as camisetas, blusinhas e outra roupas que já estejam contaminadas;

2 - Compre uma bucha vegetal

3 - Compre sabonetes anti-sépticos, desses que vendem em mercados;

4 - Compre a arma mortal - para mim funcionou - Leite de Magnésia Phillips;

5 - Compre algodão em bolinhas.

6 - Tome um belo banho. Lave as axílas com a bucha e o sabonete anti-séptico.

7 - Após o banho, seque bem as axílas e, logo em seguida, aplique a solução de Leite de Magnésia com o algodão.

Solução:- 1 colher de sopa de Leite de Magnésia com 1 colher de sopa de água.

8 - Espere secar. Vista-se com uma roupa limpa.

Não utilize a mesma roupa sem antes lavá-las;
Evite condimentos fortes;
Evite caldo de carne, galinha, cebola e alho.
Beba bastante água.


Você continuará transpirando, porém, agora, espero eu, sem odor fétido.
Com o tempo, devido a tranquilidade de não mais estar exalando esse tipo de odor, sua transpiração pode diminuir. É preciso deixar claro, também, que pode se tratar de fator psicossomático, nesse caso, a ansiedade e a insegurança.

Isso funcionou comigo. Espero que funcione, não só com você, mas, com todos que convivem diariamente com esse problema. É muito ruim.

Obrigado por ter a oportunidade de dividir isso com vocês.




Pedro!

Anônimo disse...

Voltando aqui - Se a Sr. dona do blog permitir -

Me dei o trabalho de ler o relato da menina.

Olha, isso é assim mesmo, da uma insegurança desgraçada.

Já ouvi o relato de muitas pessoas que gastaram fortunas com diversos desodorantes e outros produtos para resolver esse problema - de nada adiantou-.

Para os sapatos e para os pés, existem dois produtos:

1 Lysoform Primo ( para o corpo )
2 Lysoform Spray ( para os sapatos )

3 - Leite de Magnésia Phillips ( para as axílas )


Tenta esses ai, são bem em conta.

Boa sorte, fique tranquila e esteja consciente de quem você é.


Pedro!

Rebeca disse...

Poxa R, o seu relato é realmente de cortar o coração e deixa claro como nós podemos ser maus. Já convivi com outras pessoas com odor ruim, mas no caso delas era negligência mesmo. Espero que as coisas melhorem para você e acho que talvez o seu diagnóstico esteja errado como sugeriu outro leitor. Achei o blog que foi criado dos portadores de Trimetilaminúria (TMAU) http://tmaubrasil.wordpress.com/ e muitos pontos são semelhantes com a sua história. Desejo que após o diagnóstico correto você consiga encarar de frente os problema e seguir o curso de sua vida. Outra dica que eu dou é para vc procurar tratamento psicológico (esqueça aquele idiota que zombou de sua história, ele é um mal profissional e vai ficar para trás). As coisas que você tem passado deixam marcas profundas e a ajuda de seus familiares amigos e de um profissional vão te fazer sentir melhor com certeza. Tô torcendo por você ;)

Ana Líbia Fernandes disse...

Virei um caquinho humano depois dessa história! Que sacrifícios essa moça não passa, gente! E que inferno de gente maldita que julga, que ofende, que não compreende; que bando de ignorantes medievais!

Eu não conheço nenhum especialista no seu problema, moça; mas torço pra que dê tudo certo na sua cirurgia!

Um grande abraço.

Patty Kirsche disse...

Pow, que gente desagradável, hein? Não sei se ajuda eu falar, mas eu tenho uma peculiariedade na pele do rosto chamada rosácea. Minhas bochechas são muito vermelhas por cuasa disso, às vezes ficam muito evidentes por conta de sol, frio, nervoso, etc. Passei boa parte de minha vida ouvindo pessoas dizendo que eu tinha pesado a mão no blush. Não é da conta de ninguém, mas muitas vezes eu falei que não era blush. Não sou de levar desaforo pra casa, sabe? Uma vez, eu estava no estacionamento dum shopping quando um cara gritou do alto da escada que eu tinha passado muito blush. Eu fui correndo atrás dele e o joguei no chão. Sério. Peguei a mão dele e coloquei em meu rosto pra que ele sentisse a pele quente. Ah, esse aí vai pensar duas vezes antes de mexer com quem não conhece. Mas não quero te induzir a nada. Só acho que, às vezes, a gente precisa colocar as pessoas no lugar delas. E um pouco de raiva de vez em quando pode ser saudável. Tipo dar um grito: "Bando de imbecis desgraçados!" Pelo menos a dor não fica no peito.

Débora disse...

R., eu também tenho esse problema de hiperidrose. No meu caso, é só nas axilas, mas, mesmo assim, é dificílimo; consigo entender o que você está passando. Sempre evitei de usar blusas de mangas curtas ou compridas, porque, bom, depois de algum tempo, estavam encharcadas e, ainda, fediam. Sempre procurei por tratamentos na internet pra não precisar recorrer à cirurgia, mas nunca encontrei um efetivo.
Há mais ou menos um mês, porém, acabei, em uma dessas buscas, achando um site muito legal. Se chama Hiperidróticos (http://hiperidroticos.com.br/) e tem várias resenhas dos mais variados produtos. É muito legal e confiável.
Hoje, uso um produto chamado Odaban, em spray. Funciona muito bem, e você pode ver isso vendo os comentários nos posts sobre os produtos. Além de ter melhorado a questão do suor, melhorou, também, a questão do odor. Tá tudo meio relacionado.
Espero, de verdade, que você consiga achar alguma forma de resolver o problema, seja por esses produtos ou pela cirurgia. Tenho consciência de que isso é um incômodo terrível, e o pior é que não tem como não se sentir culpada, mesmo sabendo que não é nossa culpa.
Tudo de bom pra você, de verdade. <3

Anônimo disse...

eu tb queria indicar um homeopata unicista mt bom, mas q vc tem q deixar recado q ele liga. Enfim, podem combinar via web... Ele curou meu esporão e meu problema de pele q destruiu minha adolescencia.
É Pedro Paulo (RJ) 021-2256-7198 Comigo ele sempre foi um "bruxo" e é daquelas doses 1x por semana!
Mari

Anônimo disse...

Gente, que história...

Moça, sinta-se abraçada e compreendida! Que você possa encontrar o caminho e a cura, tanto do corpo quanto do coração. E que essa experiência te torne mais forte.

Olha, não sei se é bem o caso, mas vou contar minha pequena experiência com mau cheiro corporal.

No meu caso, eu estava desenvolvendo síndrome do intestino irritável e comecei a ter problemas com mau cheiro, mas relacionado ao intestino. É um problema bem ligado ao emocional, também.

Na época, por indicação de um amigo, fiquei conhecendo o kefir (http://www.kefir.50webs.org/)

Consegui uma doação - pois o kefir não é vendido, somente doado - e após menos de uma semana de uso meu intestino voltou ao normal. O mau cheiro sumiu e depois de um tempo percebi que o cheiro do meu suor também ficou mais suave, apesar de eu não ter bromidose.

Enfim, como eu disse, não sei se seria exatamente o caso, mas como é gratuito e faz bem à saúde de modo geral, e também atua melhorando o humor, achei que valia a recomendação. Hoje sou doadora.

Muita força para você! Beijos

natalia disse...

Olá querida,
tive quase que o mesmo problema que você, por muito tempo. Não chegava a ser bromidrose, mas até os 25 anos, o cheiro que vinha das axilas era bem forte. Na época, fui submetida a uma cirurgia local que melhorou bastante o problema. Aí, comecei a suar muito no rosto, sempre que sentia muito calor ou fazia um esforço. Era a hiperhidrose. Então, com quase 40 anos, me submeti a simpatectomia. Não suo mais no rosto, mas tenho sim a compensatória que, no meu caso, ocorre no meio dos seios e costas. Só que este é mais fácil de resolver. O desodorante odaban e outros similares livram a gente dessa compensatória por quase uma semana. Por tudo que passei, penso que vale a pena você fazer a simpatectomia.
Boa sorte...

Anônimo disse...

Também tenho bromidrose e sofro com isso desde os meus 17 anos hoje tenho 31, já fiz inúmeros tratamentos, gastei muito dinheiro, acho que a cura é mesmo a cirurgia, fora os constrangimentos, as humilhações, me privei de muita coisa e hoje estou aqui com auto estima destruída.

P. disse...

Ah, R., que horror.

Não sei o que dizer, a não ser que vc tem toda a minha simpatia.

As pessoas são mesmo cruéis e tendem a reclamar mais daquilo que ofende a ideia de certo delas do que de incômodos reais. Quero dizer, falam do gordo porque ele não se enquadra no padrão mais do que porque se preocupam com sua saúde. Acredito que falam e zombam de alguém que tem um cheiro diferente mais porque esse alguém também não se enquadra nesse nosso padrão opressor de normalidade do que pelo real incômodo que o odor pode provocar.

Fala sério, levar as mãos ao nariz? Ah é, porque só assim mesmo que a gente consegue prender a respiração.

No outro post de tema parecido, em que a menina relata o caso da amiga, várias pessoas que comentaram sugeriram tratamentos... creio que vc já deve ter tentado de tudo, mas, sei lá, de repente tem algo novo lá.

Boa sorte no resto do intercâmbio, e boa sorte na cirurgia. Torço muito por vc!

Anônimo disse...

Na adolescência tive muitos problemas com acne. Eu tinha muita espinha, muita mesmo, todas grandes e inflamadas. Fiz todo tipo de tratamento, passava mil cosméticos, tomava mil comprimidos, rebocava a cara com quilos de maquiagem antes de ir para escola. E ainda assim as espinhas continuavam e as pessoas faziam comentários terríveis. Me lembro que o que mais me incomodava eram os comentários de que eu era descuidada, que não fazia nada para melhorar a pele, existem tantos tratamentos! Aí me davam dicas de coisas que eu já tinham tentado. Isso me machucava, eu cuidava da minha pele! Mas existe diferença entre ter um espinha ou outra e ter um problema sério com acne.

O problema da moça do guest post é pior eu acho, existe alguma semelhança entre as duas situações.

Luiz F. disse...

Acho que você deveria fazer a cirurgia pra ontem, porque pelo o que você disse, a situação já passou dos limites. Pior do que tá não dá pra ficar. Já conheci um cara que tinha um problema parecido com esse, e realmente é uma situação bem complicada.

Off-topic: Viram isso?

https://www.facebook.com/mariahelena.santiago.568/posts/437542093006999

Paula disse...

Não posso nem imaginar o que você passa, mas tenho algo que talvez te ajude.
Algumas pessoas falaram do leite de magnésia. Eu não tenho nenhuma das patologias e uso ele como desodorante há um ano, por aí. To tentando me livrar de químicas que podem ser nocivas,enfim. Pra "turbinar", você deve colocar, no próprio pote do leite de magnésia, algumas gotas de óleo essencial de melaleuca (tea tree). Cuidado com óleos essenciais, eles podem ter efeitos colaterais se não souber usar, mas esse de melaleuca é um dos únicos que dá pra passar direto na pele sem risco de alergias e tal. Vende em lojas como Mundo Verde ou na internet. ele é antibacteriano e funciona bem mesmo. Já usei pra tirar cheiros fortes de tênis, por exemplo. Enfim, talvez te ajude!
Ah, quanto ao psicólogo, vc pode fazer uma denúncia formal. Ele é um babaca e deveria ter o registro cassado. Não deixe de procurar alguém que tenha ética profissional e acolha sua dor. Mas tem que tomar cuidado mesmo, existem profissionais péssimos. Eu recomendo ue você peça recomendação de alguém confiável ou de uma universidade séria. Tô no último ano de psicologia e atendo na clínica da faculdade. De repente vc pode procurar um serviço desses na sua cidade, nem que seja pra pedir uma indicação de um bom psicólogo clínico. Se não puder pagar o valor integral de um já formado, pode seguir o tratamento na clínica escola mesmo. Enfim, uma triagem bem feita pode te encaminhar pra qualquer um dos casos.
Te desejo toda a força do mundo!

Bea disse...

Olha, passei por isso do 1o ao 3o ano do ensino médio. Me submeti à simpatectomia e até hoje, 5 anos depois, nunca sofri nenhum efeito colateral. O médico disse que os meus gânglios eram os maiores que ele já viu, imagina! E que talvez pudesse ocorrer transpiração por outras áreas, mas ainda bem, não foi o caso :-) Recomendo a cirgurgia! Nem que seja pra mudar o foco da transpiração. Eu mal conseguia escrever ou digitar, e não levantava os braços e nem me movia por medo de aparecer as "pizzas".
Boa sorte!

Anônimo disse...

Te entendo... sou negra, o que, para muita gente, é sinônimo de fedida.
Sei que o cheiro no seu caso é fato, mas considerando que, além de fedida, sou julgada como pobre, bandida, vagabunda, desonesta, servil... (sim, as mulheres negras são vistas assim por muita gente, eu diria até que a maioria)
Considerando isso tudo, posso dizer que te entendo. E espero, do fundo do coração, que você resolva esse problema de uma vez, pois, infelizmente, as pessoas não vão mudar, então ou você resolve (quando é possível) ou acostuma. Eu acostumei.
Boa sorte, querida!

Thaís disse...

Eu não sei nem o que te dizer :(

Deve ser horrível viver assim, espero que consiga superar. Mesmo.

Anônimo disse...

Eu também tenho hiperidrose, felizmente não é acompanhada de um odor tão forte, mas é muito desagradável ser abraçada por alguém e ver no rosto da pessoa o desagrado de ter entrado em contato com seu suor (a minha acontece principalmente nas costas e na cabeça), nas festas de casamento/formatura nunca faço escova, o suor ataca na hora de fazer escova, é um dinheiro jogado fora. Na academia enquanto estava correndo na esteira veio um senhor perguntar se estava tudo bem comigo, quando parei de correr vi que tinha feito uma poça e estava muito muito molhada (sempre levo minha toalha e alcool 70% daqueles de borrifar). Durante um período comecei a ficar paranóica com isso, achei que cheirava mal (apesar de ninguém ter sido escroto comigo por causa disso), cheguei a tomar banho com clorexidina (uma substancia que os cirurgiões usam para lavar as mãos antes de cirurgias), diminuiu o cheiro mas deixou minha pele horrivel, as bactérias são importantes para manter a saúde da pele e eu descobri do pior jeito, com várias infecções. Também tentei tratamentos mil, cremes, botox, acumpultura, homeopatia... nada funcionou pra mim.

Sei que as nossas situações são muito diferentes, mas acho que vale a reflexão : Se fosse você a conviver com alguém que apresenta um odor corporal desagradavel, forte, como você agiria? Seria idiota, babaca e ma-educada como essas pessoas? Faria o possivel para reafirmar essa situação de superioridade só por apresentar um odor corporal menor?
Não, não é mesmo?
Isso porque essas pessoas que trataram/tratam você assim tem verdadeiramente um problema, e esse nunca será curado com medico/psicologo/homeopatia/remedio nenhum...

jacmila disse...

Vou repetir o q disse no post anterior sobre este assunto: leite de magnésia phillips nas axilas, nos pés tb. Tem em qq farmácia, é barato e super eficiente:

http://www.mundoeducacao.com.br/quimica/leite-magnesia-acaba-com-odor-nas-axilas.htm

Maíra disse...

Minha querida, fiquei com o coração em pedaços ao ler seu relato! É difícil saber o que dizer numa situação dessas, ainda mais para uma pessoa como eu, que nunca passou por nada parecido! Sim, já sofri preconceito de outros tipos (sou lésbica, já fui gorda, etc), mas acho que você, sem dúvida, já sofreu em 1 ano muito mais do que eu sofri a vida toda!
Mas, gostaria de lhe dar um conselho, talvez sirva para alguma coisa, talvez realmente te ajude (não sei se alguém já falou sobre esse assunto com você algum dia): como é sua alimentação? R., eu sou vegana (ou seja, não como NADA de origem animal), e posso te afirmar com todas as letras que a alimentação interfere e MUITO nos odores de uma pessoa! Talvez você possa fazer um teste e mudar sua alimentação aos poucos, excluir carnes, ovos, leite do seu cardápio e ver como fica o odor do seu suor! É uma forma natural de resolver esse problema que tanto te incomoda, e talvez até evite uma futura cirurgia, além de ser uma alimentação muito mais saudável, que fará bem à sua saúde! O que acha? Se quiser conversar mais a respeito, pode me escrever: mairarigobello@yahoo.com.br

Beijos, e força aí!

Mariana disse...

Eu tinha uma amiga com o mesmo problema, e desde o primeiro dia de aula a aceitei do jeito que ela era. No Teatro, tivemos uma dinâmica em grupo em que o contato físico era inevitável. Mas eu gostei dela, não importava se ela suava muito, o que importava pra mim é que ela era minha amigona e pronto <3

Anônimo disse...

Mistura óleo de alecrim com tea tree oil. Vai funcionar, vc vai ver. E eu sei que é difícil, mas tenta não pensar nessas pessoas. O ser humano é muito escroto, eu mesma só topo com gente sem-noção na minha vida, portanto resolvi ligar o foda-se e ser feliz. É claro que não estou na sua situação, mas já tive muito cecê e o que tem funcionado é tea tree + alecrim. Beijos e boa sorte!

Fabricio soares disse...

Tive varios amigos com o mesmo problema, na epoca, era adolescente e sempre rolava brincadeira com eles sobre o fedor. Na escola a coisa era mais seria, ja teve o caso de um professor que falou no meio da aula "não é vergonha tomar um banho e passar um limãozinho debaixo dos braços" Muito tempo depois um deles me relatou que eu fui de grande ajuda naquele momento, por mesmo com o problema eu não me distanciava dele. É estranho pq de certa forma eu tbm ofendia ele com a brincadeira, mas ele entendia q eu so estava fazendo aquilo pra ele cair na real se cuidar (tomar banho), na epoca eu não tinha conciencia de que isso era uma doença. mesmo assim isso nunca me impedia de sair com eles ou convida-los a minha casa pra jogar video-game ou qualquer outra coisa. Uma coisa q eu percebi de diferente entre um e o outro era que um tinha uma higiene impecavel, superior a de muita gente na epoca e o outro ja era mais largado mesmo. Existia um certo preconceito na na forma que o mais com mais higiene e feio era tratado em relacão ao bonito e largado. boa parte da brincadeira/humilhação vinha referente a beleza do individuo.

Madelaine disse...

R.,

mandei um e-mail para a Lola explicando como foi a minha experiência com a simpatectomia e gostaria muito de lhe ajudar neste processo da decisão e até, quem sabe, da escolha do profissional.

Se for do seu interesse, por favor, entre em contato comigo. Pedi que a Lola passasse-o para você através do e-mail.

Força!

Anônimo disse...

Putz R. que situação triste querida.
Espero que você encontre uma solução para o seu problema.
Aliás, o seu problema está nesta sua condição, mas os maus tratos nunca foram seus problemas, mas dos outros.

Além da sociedade estar estruturada de uma maneira violenta (violência não vem só do bandido não meu povo!), o que ocasionou seu bullyng, vejo também que há muito desconhecimento e ignorância sobre esta doença, não é mesmo?
Se 1% da população sofre por isso , é bastante gente! Por que não haver mais conscientização desta doença, para, pelo menos, o povo sacar que não se trata de falta de higiene? É muito desconhecimento.
Sei lá, não sei se atenuaria o caso (talvez não, porque gordo tb é tratado como se fosse preguiçoso, mesmo depois de tanta informação), mas pelo menos uma maior visibilidade ao caso seria bom para tdos!

Bjos e desejo tudo de bom!

Anônimo disse...

R., querida. Meu irmão tem muito cece nas axilas, também. Sabe o que da jeito nele? BICARBONATO DE SÓDIO. Experimenta, pois eu passei e já não gasto dinheiro com desodorante. Ele sua muito, também, por isso o bicarbonato acaba saindo com o suor, mas ele leva umas toalhinhas umedecidas e limpa as axilas depois passa mais um pouco de bicarbonato. Dá para levar umas 6 ou 8 horas assim de boa sem ter que trocar a camisa, só retocando o bicarbonato. Tenta essa rotina, querida.
A quantidade do bicarbonato é como uma 'pitadinha de sal", do tamanho de um caroço de feijão e espalhe bem. Dá para comprar no supermercado ou farmácia.

boa sorte.

Juba disse...

R., você já deve ter tentado, mas não custa contar: meu esposo quando novinho tinha um problema parecido, não sei se exatamente a mesma doença. Tomava 3 ou 4 banhos por dia e continuava com o cheiro. Um dia contou ao homeopata, no interior de SP, e este passou um remédio que resolveu, nunca mais teve. É obeso, transpira, mas tem vida normal hoje.

Maria Valéria disse...

Bem, eu entendo que nao da pra nao se incomodar com um odor desagradável, mas tambem nao precisa ser cruel nem dar indireta, nem fazer piadinha,

Alias se fosse comigo, passava batido...eu tenho olfato péssimo, talvez por causa da minha rinite alérgica, e sempre que alguem comenta de um cheiro ruim, de mau hálito de alguem, eu nao percebo,...o único rapaz que senti que tinha mau hálito so percebi na hora de beijar....( foi horrível...)

Bem, o que posso indicar para você, como medica, e que procure um tratamento adequado.Nao sou dermatologista,mas se fosse juro que faria o botox pra vc de graca ou com desconto, se fosse possivel.Nao sei se e possivel nao cobrar o botox, pois e um procedimento e a toxina botulinica tem um custo.talvez se vc conversar com o profissional, ele possa te fazer um desconto,
Igual quando eu fiz a cirurgia de miopia, por ser medica o colega oftalmo nao me cobrou a consulta, mas a cirurgia nao teve como, pois ele tinha que pagar o equipamento de laser e isso nao dependia dele, enfim, gastei 3 mil reais ha dez anos.

Outro caminho seria vc entrar na justiça para conseguir a aplicação de botox de graca de 6/6 meses, comprovando danos psicológicos, juntando laudo de psicólogo, laudo de dermatologista indicando o procedimento de 6/6 meses, testemunhas do que vc sofre, das piadinhas, das indiretas, e comprovando que vc nao pode gastar essa quantia de 6/6 meses.
Pelo que vc conta, se a simpatectomia tem mais riscos, se houvesse possibilidade de tentar pela justiçai botox eu tentaria,
Nao sou advogada, e nao sei se isso demora, se e viável, etc....conte comigo. Posso tentar ver com a minha dermato de SP se ela teria como fazer o botox em vc com desconto, mas nao prometo,...estou a disposição...;)) bj




Pandora disse...

Só queria dizer que concordo amplamente com o anônimo das 12:50!!!

Honestamente, não é você que precisa mudar algo, são os outros que precisam. Nada justifica que alguém te trate como algo menos que um ser humano, nem mesmo cheiro.

Anônimo disse...

É uma situação muito difícil mesmo, sinto muito. As piadas são imperdoaveis, mas as pessoas taparem o nariz, se afastarem ou falarem para vc do mau cheiro, apesar de irritante, é compreensível. Tem gente q realmente não aguenta cheiros diferentes, nem se for de perfume e tem a mesma reação. Mas em geral, não nos sentimos bem com mau cheiro. Na minha faculdade já teve um menino com esse problema e não dava mesmo para ficar perto dele. Eu não sei como lidar com isso.

Não fiz piadas, não falei nada, simplesmente o evitei em todas as oportunidades possíveis. Não era culpa dele? Provavelmente não. Mas isso também não quer dizer que eu vá querer ser amiga dele. Não é uma situação de preconceito, mas uma ação de egoísmo, acho.

SEi q tem muita gente falando de que é/seria amigo de pessoas com esse problema, por isso resolvi comentar minha visão menos tolerante.

Nathaly Moraes disse...

Concordo com a 'aiaiai'!! Não dá pra entender a razão de tanta crueldade.
Por outro lado, agradeço a R por ter sido tão corajosa e postado um relato como esse... Precisamos aprender a ser mais tolerantes e compreensíveis com as pessoas ao nosso redor.

Lolinha, minha querida, mais um post que me ajuda a quebrar mais uma parte do preconceito que me habita, mesmo sem saber que eu tinha...

Abração!

Isadora Machado disse...

Oi, R.!

Posso imaginar como é duro pra você, apesar de não ter o mesmo problema.

Mas queria te encorajar na cirurgia, porque o meu irmão fez, e apesar de ele suar muito nas costas, o incômodo do cheiro e do excesso de suor, nunca mais voltaram. Mas escolhe bem o médico, porque apesar de a cirurgia ser pouco invasiva(por cânulas), é arriscado porque passa perto do coração!

Te dou força também porque há pouco tempo sai com umas "amigas novas" que tinha feito, e elas ficaram a noite toda fazendo piada sobre cheiro e eu nem desconfiava que era eu. Aí no final da noite, uma dessas meninas veio falar comigo: "olha, não é a primeira vez, então preciso te dizer que vc está com cecê". Eu fiquei verde e roxa de vergonha, mas minha raiva foi maior. Por que elas só falaram comigo depois que a noite acabou? Por que ficaram fazendo as piadas, se podiam ter me falado? Por que cada um não cuida da sua vida?

Acho que tem gente que tem a vida tão pequena, que precisa sempre de um "bode expiatório", e nesse caso tá sendo você. Mas não acredite no que os outros dizem sobre você!

To te mandando um monte de energia positiva!

E te encorajo também a terminar o seu estágio, porque com um curso de japonês depois você pode até trabalhar em casa ou até tentar uma faculdade e depois mestrado, enfim, caminhos que não te obrigam a conviver com quem você não quer (pq vc vai melhorar psicologicamente, tô torcendo, e essas pessoas que te fizeram mal vão soar cada dia mais ridículas)

Então deixo aqui minhas palavras de solidariedade, e uma dica: sempre que eu to/tava nesses períodos (sim, parece que de tempos em tempos ou eu fedo, ou o nariz das pessoas fica sensível), minha mãe arrumou um negócio na farmácia que se chama Lysoform. Você pode tanto usar antes do desodorante, quando usar pra lavar embaixo da manga das blusas. Em mim dá certo =) Sei que vc já deve ter tentado tudo, mas essas dicas de mãe...sabe como é =)

Por fim, queria te dizer que entre os orixás, havia uma que todos diziam ter "cheiro de búfalo". O que eles não sabiam era que ela tinha esse cheiro porque ela tinha poderes de se transformar em búfalo e assim era na verdade uma das orixás mais poderosas. Seu nome é Iansã.

Muito axé, querida!

i

Vanessa disse...

Tenho esse problema que já vem de pai e mãe, mas o meu é exacerbado principalmente da axila e além da hiperidrose sofro da bromidrose e é simplesmente vergonhoso, do tipo eu querer sumir quando o problema começava. Até que um dia eu ouvi um cara falando que Bicarbonato de sódio é bom, eu experimentei nas axilas e ajudou bastante, e meu pai usou nos pés pois ele passa 12 horas com uma bota de segurança que ao final do dia tinha que ficar no quintal de casa, e simplesmente o mau cheiro desapareceu depois do uso do bicarbonato. Não sei se você já tentou, mas essa dica é de alguem que sabe um pouco o que você passa. E eu vou começar usar lysoform nas roupas pra ver se melhora um pouco, pois eu percebi que com roupas novas sem bactérias o problema demora mais a vir. Então essa é a minha tentativa de ajuda.

Anônimo disse...

Olá, espero que ajude.

Tem um site www.docelimao.com.br com alternativas sobre tratamentos vários e também óleos essenciais como livros, informações.

Lulis disse...

O Driclor que mencionaram acima realmente funcioma muito bem pra algumas pessoas. Eu tive hiperidrose por muito tempo, notei mais na adolescência. Não tinha muito cheiro ruim (mais que o normal, mas não tanto), mas transpirava demais nas axilas e também nas mãos, eu era da turma de só usar roupa preta também. Eu transpirava sempre, no inverno era horrível porque mesmo com frio o suor vinha em grande quantidade, aí ficava com mais frio ainda por causa da umidade. Eu sonhava em usar camisetas coloridas, blusinhas de manga comprida que não fossem pretas. Parece uma coisa tão boba mas só quem passa por isso sabe como é, e como isso fere a auto-estima. Lembro de uma vez em que eu ia participar de um coral da igreja que ia na época e ficou combinado que todas usariam uma camisetinha lilás. Eu já entrei em pânico e pedi que considerassem outra cor, e ouvi "nossa, as vezes tem que deixar a vaidade de lado, é uma causa maior" (blergh). Ou quando eu tocava teclado na mesma igreja, ficava nervosa e molhava bastante as teclas, ouvia coisas como "que nojo, usa umas luvas né?". Enfim, esse tipo de coisa doía bastante porque ninguém entende mesmo, ao mesmo tempo que ficam com nojo, acham que sofrer por isso é uma frescura. Minha mãe também tem/tinha o mesmo problema, ainda pior, de usar camiseta colorida e a "pizza" descer até cintura. Muito constrangedor. Bom, eu fui usar o tal do Driclor pra ver se resolvia e pra mim funcionou muito bem. Usei no começo como o recomendado, dia sim, dia não e lavando sempre no dia seguinte ao acordar. Depois diminuindo pra dia sim, 2 não, depois uma vez por semana.... Hoje posso dizer que não uso mais tem uns 2 anos, meu suor normalizou mesmo. Transpiro normalmente, uso todas as blusinhas coloridas que quero. Minha mãe não acreditava muito na história, porque tanto ela quanto eu já tinhamos ido em dermatologistas que sempre falavam: "olha, não tem jeito, não tem remédio pra isso, se conforme, nem é tão ruim assim... blablabla". Só que eu era teimosa e nunca me conformei com isso, e como sentia um descaso desses médicos em entender o nosso problema, fui procurar solução por mim mesma (viva os falecidos fóruns do orkut!) Resumo da ópera: minha mãe usa também, ela transpira mais que eu mas hoje tá bem normal também. Nunca mais teve aquelas pizzas, só que ela não consegue ficar sem usar por tanto tempo como eu estou que já volta a transpirar mais que o normal. Ah, sobre o Driclor, ele não é nada proibido ou perigoso, pelo menos não que eu saiba. Não tem nada parecido aqui no Brasil mas no exterior (EUA, Canadá) ele é vendido tipo desodorante em farmácia, tem vários similares tão eficientes quanto.
Ah, outra coisa importante é que o estado emocional colabora muito para piorar a hiperidrose. Você sabe que transpira, fica nervosa por isso e transpira ainda mais, é um efeito em cadeia. Hoje estou muito mais tranquila em relação a isso e acho que é o que ajudou a normalizar. Eu nunca usei esse produto na mão, por exemplo, e a transpiração melhorou muito. Toco teclado hoje mas como sou mais confiante, transpiro muito pouco. Se estou nervosa aí transpiro bem mais, mas nem de perto como era antes, quando eu estava com a auto estima destruída por causa do problema.
Quem ficar interessado, eu comprava na época com uma moça de Sorocaba, que mandava por frete, nunca tive problemas. Pagava uns 60 reais, não sei quanto custa hoje, mas dura bastante e pra mim compensou cada centavo: o email dela é o sueliPONTOsbarrosARROBAhotmailPONTOcom
Pode não ser uma solução milagrosa pra todos, mas funciona muito bem pra alguns. Parece um problema tão pequeno mas sofri tanto com isso por tanto tempo que sempre que posso estou indicando, rs.
E R. boa sorte na sua caminhada. Parece que o seu caso é um pouco mais grave por causa da bromidrose, mas fica a sugestão. Espero que ache uma solução pro seu problema e mais ainda, espero que essas pessoas horríveis fiquem bem longe de você logo, logo.
um beijo!

Sara disse...

É Lola esse post me fez repensar certas atitudes minhas, vc pode não acreditar mas eu NUNCA tinha ouvido falar nessa doença, embora fazendo um balanço, creio q ja devo ter cruzado com varias pessoas com esse problema.
O primeiro q me lembro foi um amigo do ginásio (agora deu pra saber q fazzzz temmmpo isso) pois bem ele era um menino lindissimo, mas devia ter esse problema, poucos de nós conseguiamos ficar perto dele.
Teve outros, mas o mais recente é um vizinho meu, ele não tem problema de mau cheiro, mas logo q mudei para esse apartamento, começei a frequentar a acadêmia de ginastica q é muito boa aqui, como o prédio é novo , geralmente fico sozinha na acadêmia, mas varias vezes eu via poças do q me parecia ser agua ou óleo no chão da acadêmia, eu imaginava q talvez fosse o liquido lubrificante das esteiras ergométricas, e resolvi me queixar com o síndico do prédio, fiquei horrorizada ao saber q aquele liquido era o suor de um de meus vizinhos, é dificil acreditar q alguem possa perder tanta agua do corpo, ja q sabemos q somos 75% de agua.
Agora lendo os relatos aqui, pude ver q isso é um problema muito sério pra cerca de 1% da população.
Bom nem é preciso dizer q esse vizinho ficou ofendido com minha queixa, e tenho tido atritos com ele, mas pelo menos ele tem tentado levar uma toalha para secar os aparelhos que ficam inundados com o suor q ele produz.
Mas mesmo assim , quando vou usar os aparelhos tenho q limpa-los antes, pois sempre ha resquicios.
Mas pelo menos agora depois de saber q essa é uma condição fisica independente da vontade dele, vou procurar ser mais tolerante.

Raquel disse...

R,
leio sempre a Lola mas quase nunca comento. Mas hoje não pude conter a vontade de me expressar. Espero que nesse exato momento vc esteja lendo a incrível quantidade de comentários que as pessoas já deixaram por aqui com incentivos, dicas, apoio, abraços, enfim.

Nessas horas a esperança se renova ao vermos que com um desabafo tão íntimo como o seu, e com certeza doloroso (mas não mais doloroso do que o que vc vem passando nos seus dias), aparecem tantas pessoas dispostas a ajudar com suas experiências e palavras de carinho.

Eu sofri a adolescência praticamente inteira e começo da juventude com um problema severo de acne, teve uma época que estava num estado tão crítico de inflamações que no meu pescoço apareceram gânglios como defesa do organismo, pense.. A essas alturas eu já vinha de uma romaria desesperadora de dermatologistas, remédios (inclusive quase um ano todo de Roacutan, um período tão infernal e depressivo que até larguei a escola nessa época, e logicamente o remédio não funcionou nada, teve foi um efeito reverso), esperanças vãs. Até que numa iluminação que só posso afirmar como divina, minha mãe teve a ideia de me levar a um excelente endocrinologista. Bateladas de exames depois, se descobre que eu tinha um problema hormonal de difícil detecção. Mas pra mim, foi esse médico meu anjo salvador, depois de dez anos inteiros de sofrimento, vergonha, rejeição. Hoje, dois peelings a laser depois, ainda trago marcas profundas no rosto, e quer saber? Sinto-as exatamente como na música: 'e são tantas marcas, que já fazem parte, do que sou agora, mas ainda sei me virar'.

Tudo isso é para te dizer que você já deu o primeiro passo desabafando aqui, e para dar o primeiro passo é preciso ter coragem. Agora encare os medos e apreensões, e faça essa cirurgia!
Com certeza sua vida vai se reiventar, e pra muito melhor. E lembre-se, apesar dos ditos efeitos colaterais, o monstro quase nunca é tão feio como o imaginamos.

Um grande beijo!

Anônimo disse...

Parece que muitos aqui não leram o post... Continuam dando dicas de higiene, como se fosse esse o problema dela.

E outros ainda sugerindo homeopatia, "medicina holística" e outras picaretagens.

R. disse...

Raquel e todos que comentaram

Estou aqui emocionada com o apoio de vocês.
Não fazem idéia de como está sendo importante ler as palavrinhas de todo mundo, as dicas e tudo mais.
Só tenho a agradecer a Lola e a vocês pela força.
“R.”

Luna Rossa disse...

R.

Desde criança eu tive bromidrose, quando tinha uns 17 anos fiz a cirurgia, eu antes nao suava, tinha o mau cheiro, agora suo nas costas, e nao tenho mais mal cheiro.

É chato suar e tal, eu escolho minhas roupas com muito cuidado pra nao aparecer o suor, mas prefiro mil vezes isso a ter mau cheiro.

Era muito forte, acredito que seja tipo o seu, eu também me recuava das pessoas, e muitas vezes saia do banho e qdo vestia uma roupa, coisa de 15 min o mau cheiro voltava, tinha dia que tomava mais de 5 banhos pra tentar funcionar e nao funcionava. Chegava até a rezar pra no dia sequinte nao passar vergonha, nao funcionava também hehe.

Eu moro no Centro-oeste e é calor o ano todo, inverno é so por duas semanas, costumava sair com duas blusas uma por cima da outra pro cheiro nao ficar tao forte e muitas vezes blusa de frio pra poder me sentir mais a vontade

Eu fiz tratamento homeopatico e na epoca nao funcionou também. O que ajuda é nao comer carne vermelha mas nao termina, so deixa o cheiro mais fraco. Pra mim a soluçao é a cirurgia e já que está no japao, eles devem ter produtos melhores que ajudam pro mau cheiro.

Tenha força que todos seus estudos vao te dar coisas boas e essas pessoas nao significarão nada pra vc daqui uns anos, esse pensamento me ajudou muito. Se não encontrar medicamentos ai no japao te indico a cirurgia, fiz há 8 anos e até hoje acho que valeu a pena e nao tenho mais mau cheiro e nem problemas de relacionamentos por conta disso, só as roupas que devem ser bem escolhidas pra nao suar e caso soe ele nao aparecer :)

Força que você vai conseguir.

Sara Marinho disse...

Sinto muito querida, posso ver que sofre muito com isso, e a crueldade alheia dói em mim quando ouço histórias do gênero...Tenho certeza que algumas pessoas se sentiriam culpadas, te deixariam em paz, ou até tentariam se aproximar se soubessem a verdade, assim como tenho certeza que alguns idiotas continuariam a te ofender sem dó...Eu me identifiquei muito com você...Estou descobrindo ter um transtorno de déficit de atenção, e há coisas que sempre me atrapalharam que parecem ser fruto disso, embora seja algo menos evidente do que um odor que espanta as pessoas, tenho medo de aprofundar minimamente meu relacionamento com as pessoas, e ser julgada burra, retardada, o déficit de atenção me faz ser o que as pessoas consideram uma pessoa lerda, eu vivo esquecendo coisas elementares, não prestando atenção em gente que está falando diretamente comigo, fazendo bobagem e passando vergonha, achei durante muito tempo que fosse um problema que era minha culpa, ao menos em grande parte, e que apesar de cursar um curso concorrido numa universidade pública, manter boas notas, e me envolver em muitos projetos (nos quais tenho dificuldade extrema de me organizar na atuação e frequentemente faço bobagem), que não conseguiria ser grande coisa na vida, pois minhas dificuldades quase inviabilizam, no cotidiano, que eu execute atividades corretamente, sem abandoná-las ou cometer erros estúpidos, depois de uma situação constrangedora no estágio, pesquisei sobre o assunto, e se de fato eu tiver transtorno de déficit de atenção e hiperatividade(TDAH), é um problema biológico, realmente tem algo errado comigo, mas não é minha culpa, não é falta de vergonha na cara, falta de esforço, é uma dificuldade biológica de ser atenta, entre outros problemas sérios, e tem tratamento. Estou com um psiquiatra marcado para averiguar se o problema é o TDAH, mas bem minha querida, acho que você não devia desistir do tratamento psicológico, eu entendo que depois de ser destratada você relute em tentar novamente, mas como algumas pessoas nos comentários colocaram, pode ser um problema de raiz psicológica, e há profissionais e profissionais, tem muita gente boa também.
Tenho uma dúvida, o excesso de suor e odor é o único problema?Minha irmã tem micro ovário policístico e sofre de excesso de pelos, excesso de oleosidade na pele, cólicas terríveis, assim como de suor e odor além do normal, a incomoda muito, e ela tem que se cuidar muito bem para não feder, ainda mais em dias quentes (além desses sintomas em tese ela teria dificuldade para engravidar, mas nunca tentou), minha irmã sofre os efeitos dessa doença desde dos 13/14 anos, mas só conseguiu um diagnóstico aos 23, e o tratamento é feito com anticoncepcional(tão simples!). Tem muito médico por ai que não sabe o que está fazendo, a extrema especialização da medicina faz com que muita gente não tenha ideia de como por o nariz para fora do que estudou especificamente e indicar outra especialidade que poderia tratar(tentar fazê-lo) daquele paciente que as procura, quando sua área não resolve(ou aquele médico especifico mão resolve...), meu pai teve apinéia do sono durante anos, demorou mais de 20 para ser diagnosticado (e foi meio que tarde de mais...), e hoje desconfio que ele talvez também tenha TDAH, é uma síndrome genética, e ele tinha muitos dos sintomas que eu tenho, que caracterizam o transtorno, quando era ativo.
Enfim, boa sorte querida, espero que você supere essa fase, independente de como, muita força para você.

Izabel disse...

GENTE!!! QUE HISTÓRIA É ESSA.

Para a menina que contou sua história, eu digo. Querida o que grita nesse seu relato não é seu "problema" são as pessoas a sua volta, gente pelo amor de Deus. Depois desse relato minha fé na humanidade perdeu mais alguns (muitos) pontos.

Fique firme viu, vc tem tanto direito de estar neste mundo e de fazer tudo tanto quanto qualquer pessoa

João Paulo disse...

Força, moça. Não é sua culpa o cheiro de suor. Mas a grosseria e o ataque é completamente culpa de quem te agride sem nem saber quem você é o que você passa. Torço muito para que você consiga, seja através de cirurgia, seja através de ligar a tecla F*-se, se sentir confortável e ser feliz!

Ana Maria disse...

Minha prima sofria com esse problema e operou, agora eu me toquei o quanto ela REALMENTE sofria. Não sei o que te falar a não ser boa sorte e continue firme, não deixa esses babacas te derrubarem.
Ps: eu faço tecnico em meio ambiente, essas bacterias são por causa da materia organica da sua pele, não sei se isso vai te ajudar, mas ao inves de desodorante, passe alcool nas axilas (eu tbm achei estranho a principio quando meu professor de acqa me contou mais pra mim funcionou). E não se lave com sabonete (principalmente com essência), mas sim sabão. De preferencia aqueles caseiros que usam soda a 100%, pois ele vai decompor a materia organica adjacente da sua pele. Espero que ajude.
Procure não tomar banhos muito quentes pois elas são termobacterias,ou seja adoram calor.

Janaína disse...

R., vc pode sofrer de uma desordem genética rara. Trata-se de uma doença conhecida clinicamente como trimetilaminuria. Ela é causada pela emissão de quantidades excessivas do composto trimetilamina (TMA). O TMA é produzido com a digestão dos alimentos ricos em uma substância chamada colina – incluindo peixes de água salgada, ovos, fígado e alguns legumes, como soja e feijão. Tente se informar mais sobre isso e, caso seja o seu caso, buscar acompanhamento médico. Muitas pessoas sofrem horrores com essa doença antes de serem diagnosticadas. Algumas até fazem a cirurgia para hiperidrose, mas sem sucesso. Boa sorte!

Novas Descobertas disse...

R, posso te dizer que para algumas pessoas é difícil conviver com cheiros ruins, eu por exemplo não consigo ficar muito perto de algo ou alguém que cheira mal, talvez seja uma questão de costume, mas eu passo mal mesmo. Mas não é o caso da falta de educação, as pessoas tem mania de julgar alguém logo no inicio sem saber o que acontece com elas. Não desista de procurar ajuda médica, mas princilpalmente não desista de ter amigos, não fique sózinha pois pior do que seu problema de saúde é você entrar numa depressão que é outra doença. Já que você está ai no Japão fazendo intercambio tente conversar com pessoas online mesmo. Eu não acho que seja uma opção salvadora para a solidão, mas ajuda bastante. Tenho depressão e posso lhe dizer que muitas coisas que vc passa eu também passo, mesmo sem ter um cheiro ruim, as pessoas se afastam e nós por diversos motivos, é ignorância mesmo. Se quiser podemos conversar. Abraços e fique bem.

Clé disse...

Sinto muito pela sua história.
Aproveite que você está no Japão e busque medicina oriental (como acupuntura ou cromoterapia). Certamente há uma solução para esse problema.

Clé disse...

Sinto muito pela sua história.
Aproveite que você está no Japão e busque medicina oriental (como acupuntura ou cromoterapia). Certamente há uma solução para esse problema.

MCarolina disse...

Não é verdade isso da primeira impressão. Como comentei no outro post sobre o assunto, tinha um colega de trabalho que cheirava muito mal. As pessoas comentavam muito até descobrirem que era uma condição médica. Depois disso, pelo menos perto de mim, ninguém nunca mais o criticou. Depois de um tempo, não sei como, ele deu um jeito no cheiro, deve ter feito algum tratamento, e ninguém nunca mais falou no assunto nem ficou relembrando. As pessoas que trabalhavam com ele gostavam bastante dele.

Isabel disse...

Oi Lola e R!

Eu tenho hiperidrose e desde 2008 tenho um blog sobre o assunto, é o www.hiperidroticos.com.br

Recebo muitos emails e relatos de pessoas com problemas seríssimos de hiperidrose e alguns que tem a bromidrose (mau odor) também, e posso dizer que os produtos de uso tópico como o DRICLOR são EXCELENTES. O problema é que as pessoas desconhecem ou então fazem pesquisas muito rasas sobre o tema, e só pensam que existe cirurgia (FURADA vendida pelos médicos como maravilha) ou botox (caríssimo)!

Os produtos do mercado nacional assim como formulas manipuladas NÃO funcionam. Porém produtos importados como Driclor, Odaban, Antihydral dentre outros são muito eficazes!

Querida R, antes de fazer a cirurgia, tente um desses tratamentos. São eficazes e sem riscos de você transferir este suor para outras partes do corpo!

Visite o meu blog também, lá tem muitos posts e muitos relatos de pessoas que sofrem como você e também de quem conseguiu melhorar e superar esse problema.

Um beijo!
Isabel.

Froide disse...

R,

Infelizmente também sofri muito com a hiperidrose, até dentro de casa com meus irmãos e primos, então não tinha vida social, vivi (desde os 9 anos, quando começou) até os 21 trancada no meu quarto. É a mesma história: os risos, a perda de oportunidades, os problemas na escola etc.

Tentei milhares de médicos, homeopatia, acupuntura, medicação manipulada , simpatia: DE TUDO. Inclusive tomei uma medicação, o RETEMIC, que quase me matou, fui pro hospital, sou cardíaca, meu coração quase parou, não conseguia respirar, demorei um mês pra ficar recuperada.
As pessoas acham que é muito fácil, meus pais nunca entenderam, acham que não fazemos nossa higiene como deveríamos, quando na verdade somos compulsivos por isso. Tive problemas de pele por excesso de banho e os resultados permanecem até hoje. Fiz tratamento psiquiátrico, ao contrário do que aconteceu com você me ajudou muito, afinal alguém conversava comigo sem julgamentos, mas o médico não pode continuar o tratamento porque segundo ele já estava com ele há 5 anos e ele “havia se apegado” e isso era ruim pra mim e pra ele e novamente me vi sozinha.

Meu desespero era tamanho que resolvi voltar a tomar a medicação e se morresse seria lucro e por milagre encontrei o blog de uma menina chamada Isabel (http://hiperidroticos.com.br) e lá conheci o DRICLOR, e não tenho como descrever o quanto minha vida mudou. Em 3 dias não suava mais uma gota e tem sido assim há meses. Nesse blog você vai descobrir que não está sozinha, há muitos relatos que me confortaram enquanto esperava a chegada do remédio e quando deu certo só pude chorar tamanha felicidade.

Espero que logo o seu pesadelo tenha o mesmo final feliz que o meu.

Cinthia Novaes disse...

Ola, eu realmente sinto muitíssimo em ler o seu relato, as pessoas tendem a ser cruéis e qualquer detalhes/diferença já é motivo. Fico triste em pensar em tudo o que você evita de viver com medo da reação de outras pessoas. Espero que tudo se acerte.
Alem disso, um dos cometários aqui foi de um episodio do enigmas da medicina do Discovery home and health que falava justamente sobre uma situação parecida com a que você descreve, o episodio esta neste link do youtube: http://www.youtube.com/watch?v=-K9Ecm3Yjus
Mesmo podendo não ser o seu caso gostaria de compartilhar.

Ártemis disse...

Eu não vou conseguir ler todos os comentários.

Mas isso de suor compensatório é overrated.

Eu suava HORRORES nas mãos e pés. Horrível, ler, escrever, dar as mãos, usar sandália, tudo era sofrível. Um chulé que meldels.


Minha qualidade de vida melhorou uns 80% SÓ de fazer a cirurgia. Acordar com as mãos secas pela primeira vez em anos é fantástico, fantástico.

Ainda ficou uns 60% do que era nos pés. As costas/nadegas/barriga ficam molhadas em dias de calor, mas naaaaaaaaada de escorrer ou ficar pingando ou ficar fedendo.

O suor compensatório é infinitamente menor que o que você já tem, e praticamente vc nem lembra dele. Duvido que tenha alguém que não fique com a barriga ou costas suadas num dia de calor ou com roupa justa.

Ártemis disse...

Eu estou usando driclor no pé. Ainda não rola usar sandália, meu pé incha horroooores, mas o driclor não tem feito grandes diferenças.

A cirurgia é razoavelmente complexa (envolve uma batelada de exame), e queria muito ter feito ela quando fosse guria.

Toda minha alfabetização teria sido mais simples. Eu tinha que ficar andando com toalhinha pra secar as mãos. Aff.

Jussara disse...

Sinto muito pelo o que vc passou e ainda passa, o ser humano é muito cruel! Tente não desistir do intercâmbio, sei que não deve ser fácil aguentar tanta crueldade, mas tente terminar...

Só queria reforçar a sugestão que alguns já falaram: antes da cirurgia pense em se consultar com um BOM médico homeopata, de preferência unicista (que receita apenas um medicamento por vez). A Homeopatia é fantástica e nos trata como um todo, não foca apenas na doença, mas na pessoa. E talvez esse suor e o cheiro sejam decorrentes de emoções que vc carrega. E como outros tb disseram, acho que um bom psicólogo ajudaria (que não seja como o palhaço que te atendeu).

Já ouvi falar muito do Driclor, antes de procurar uma solução definitiva acho que ele pode ajudar.

Tirar algumas coisas da alimentação talvez ajude um pouco tb. Ouvi falar de pessoas que retiraram leite e seus derivados e café, e que sentiram grande melhora no cheiro do suor.

Não há o que eu possa falar para diminuir sua dor. Espero que vc encontre uma solução e que supere tudo isso.

Marina disse...

R, só queria vir aqui deixar minha simpatia e meu repúdio à crueldade das pessoas. Que triste tudo isso, de verdade. Eu me sinto terrível por viver em um mundo com gente assim, gente que não se importa com você pelo que você é, gente que não vê atrás da casca. Se você quiser ter alguém pra conversar, mesmo que seja só por email - já que você está morando do outro lado do mundo - me escreve. Eu realmente gostaria de oferecer um ombro amigo (e falar mal dessas pessoas malvadas e rir da cara delas com você). Um beijo.

Anônimo disse...

Só quero acrescentar que, no meu caso, depois dos pelos da axila crescerem (não quando estavam crescendo), o odor diminuiu. Talvez depilar tanto deixe as axilas mais expostas e não ajude tanto como parecia. Boa sorte!

Anônimo disse...

http://www.electroantiperspirant.com/en/iontophoresis https://www.youtube.com/watch?v=613BzgO3UjE Que tal tenar esse tratamento antes da cirurgia?? Lola entra em contato com a moca e mostre ela.

Anônimo disse...

Ah, e caso ela nao goste do aparelho, e' possivel devolucao.!

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=613BzgO3UjE Legal tambem!!

ninha disse...

bom dia,

o negocio é sempre fazer novas tentativas e seguir em frente...

eu percorri varios dermatologistas e ja usei varios produtos. Tente:

lysoform primo (desodorante corporal)espera secar + icaden spray,ate pomada vaginal pode combater o odor axilar(esse eu uso em casa a noite).

- apos o banho,espere os produtos secarem e use seu antiperspirante, o odor vai desaparecer gradativamente. e se continuar finalize da seguinte forma:

- em um recipiente coloque o leite de magnesia(suficiente para as 2 axilas,o do pote azul)+ 1 colher de cafe de bicarbonato de sodio,misture bem e com o algodao,apos o uso do antiperspirante,passe a mistura nas axilas e espere secar.

OBS: o inconveniente nesta ultima dica é que as axilas ficarao brancas impossibilitando de vc usar blusa sem manga.

Espero que funcione pra vc,pois graças a DEUS funcionou pra mim.

Deus te abençoe. :D

Anônimo disse...

Sei como é ! Ninguem fica muito perto de min ate minha mae mais minha irmã fica falando que eu não so "fedorento" mais vejo as pessoas colocando a mão no "narizinho perfeito delas" como se elas fossem perfeitas.Esse odor acaba comigo.Tipo tenho 18 anos ja e nem se quer eu saio de casa pra se pa arruma um "trampo" ...Sei la, se o mundo fosse "humilde" não sombariam dos outros que tem "defeitos esagerados" ...O ultimo dia que eu sai anoite ,com um ex-patrão e a esposa delle .Escutava ela falando "que menino fedido" e tal...Mais ela não sabe oque eu passo ! Se fosse ela, veria o quanto eu sofro por "isso", dai agnt sento em um lugar publico e fomos cv com os amigos deles e pa mano, qnd a fé ligo pra uma amiga minha e saiu de perto e vo pra fora do resinto e to cv com ela e pa qnd a fe eu falei pra min mesmo não vo perde tempo com esse povo que fica so julgando os outros não mano .To saino no andano, fui em um ponto de moto taxi , peguei e fui pra minha casa qnd fui pra paga o cara ele me atingiu com uma palavra que não sou . Se TODOS que risem e fisessem graça ou algum tipo de piadinha ou chingamento fossem "igual agente" saberiam o quanto doi ! Hoje pesso so a Deus pois elle é o unico que pode me ajudar com isso.Alguem pode me ajudar ou me dar aguns conselhos doque eu possa faser para parar de vez com isso !

Anônimo disse...

passo pelo msm problema parece ate que é minha historia. tbm estou a procura de uma solucao fiz a cirurgia mas ainda tenho mau cheiro.


Anônimo disse...

Olá, não tenho esse problema de suor excessivo, mas tenho o problema de cheirar mal, o que gastei de dinheiro em desodorantes e produtos que achava ser a solução. Perdi muita coisa, tenho 26 anos hoje, faço faculdade mas vou pra aula com medo, sinto falta dos meus amigos do meu lado,oportunidades de entrevistas de emprego perdidas, festas não idas, jantas, comemorações...
Bom, essa semana vou conversar com uma psicologa, ver o que ela acha, talvez seja da minha cabeça mesmo.
Passei algumas tambem já, me identifiquei muito com esse texto, espero ter contribuído um pouco tambem, me boto no lugar dela.
Abraçoss,
Henrique

fatima disse...

Lola, não a conheço e parei neste blog por acaso, mas lembrei de um video do home discovery home and health, em enigmas da medicina, que me levou às lágrimas e a sua história é igualzinha... por favor, se alguém tiver contato com ela passe o link da reportagem : http://www.youtube.com/watch?v=-K9Ecm3Yjus

Lola meu email é fatticah@hotmail.com espero de coração que seja a solução do seu problema. Beijos e sorte

fatima disse...

gente, não sei quem é o responsável pelo blog, já que caí aqui de pára- quedas mas por favor façam chegar na Lola este link : http://www.youtube.com/watch?v=-K9Ecm3Yjus
mostra um caso nos estados unidos em enigmas da medicina, me arrepiou o quanto as histórias e sintomas parecem parecidos...

Anônimo disse...

Lola sinceramente seu depoimento nao me comoveu, acredito que a comoção se dá por algo desconhecido dentro de nós, ela ocorre de fora para dentro e pode passar rapidamente,. Eu posso te dizer que eu conheço bem a sua dor, não da mesma maneira, mas sei bem o que é querer se esconder do mundo, o que é abrir mão da vida para sobreviver dia após dia. Eu te considero uma guerreira, uma vitoriosa, sua vitória não vai chegarum fdia, ela já chegou e acontece dia após dia quando vc se levanta.
Assista o filme Paixão de Cristo e veja o que Jesus Cristo foi capaz de sofrer por vc e por nós ele não desistiu, acredito que sua vitória consiste na aceitação do amor de Deus por vc, vc é importante, linda, valorosa e cheirosa pra Deus foi ele que te fez, e te fez forte o bastante para passar por cima de toda essa rejeição e ajudar outras pessoas a vencer, se Deus foi caoaz de dar o filho Dele por vc, por que não daria todo o resto que vc precisa. Nada de religião estou falando de amor, Deus quer que vc enxergue o seu verdadeiro valor. Aceite essa verdade, aceite esse amor e vc verá como muitas coisas mudaram.

Vde disse...

Eu tenho sérios problemas de respiração, raramente consigo sentir algum cheiro. No mais, fico feliz quando consigo sentir, seja ele bom ou ruim.

Viviane Polo disse...

NÃO FAÇA SIMPATECTOMIA! É uma cirurgia INÚTIL, digo por experiência própria. Este tipo de cirurgia só funciona se você apenas tem transpiração excessiva mas não cheira mal. Se você cheira mal, você tem que fazer um outro tipo de cirurgia que retira as glândulas apócrinas das duas axilas. Porque são as glândulas apócrinas que liberam substâncias que as bactérias que tanto gostam, o suor que essas glândulas liberam é um suor pegajoso. A cirurgia de simpatectomia apenas não permite que você libere suor aquoso e este tipo de suor não tem as tais substâncias que as bactérias tanto amam. Mas não querendo ser pessimista seu caso pode ser ainda mais grave... Você pode ter esta doença: síndrome de odor de peixe. E não tem cirurgia para este caso, pois o mau cheiro é liberado por todos os poros do corpo, isso mesmo. Se você tiver esta doença, a única solução é você fazer uma baita restrição alimentar. Quem tem esta doença pelo menos tem uma vantagem: o cheiro ruim só é liberado quando a pessoa está nervoso, é como se o cheiro ficasse no poro da pessoa 24 horas, mas quando a pessoa fica nervoso, o cheiro é liberado, é como se a pessoa fosse um gambá mesmo. Para saber se a pessoa tem a tal da doença, somente com exame genético. Maiores informações: www.tmaubrasil.wordpress.com

Bea Couto disse...

Há cerca de dois meses eu percebi q estava com "CC". Provavelmente eu peguei de alguma blusa q experimentei p comprar....Pois bem , corri na internet e peguei a receita do limão com bicarbonato.(1 limão p uma colher de doce cheia de bicarbonato)Os dois juntos reagem espumam mas não tem problema. Passe essa mistura a noite nas axilas e deixe 15 minutos, depois tome banho.Faça durante uma semana ou o quanto for necessario. Nas roupas deve-se fazer o mesmo e repita uma duas ou 3 vz de lavagem depois de usar, depois deixe de molho no lysoform mais 15 minutos antes delavar (não mancha a roupa) Use leite de magnesia de philips liquido como desodorante. E tbém passe a usar soapex sabonete ao lavar as axilas. Fiz isso e comigo deu super certo.

Alexandre Dumas disse...

Sofro do mesmo problema que vc, tenho 44 anos nunca namorei, nem me casei.Um dia sai corredo da faculdade e nunca mais voltei tamanho desespero e vergonha. Sou extremamente higiênico,mas isso parece ser uma praga.Sei exatamente o que se passa dentro de vc.

Fred disse...

Caros amigos e amigas, tenho 33 anos e desde os meus 19 anos que sofro de hiperidrose, partilho dos vossos receios e do vosso pouco à vontade especificamente quando tentamos controlar a transpiração e não conseguimos, quanto mais tentamos, pior é. No entanto tenho algo para vos dizer sobre o assunto que quase foi ultrapassado desde há 3 anos, tive em 2010 uma depressão e os comprimidos que me deram foram fluoxetina "Prozac" e um ansiolitico "Alprazolam" tenho a verificar que o Alprazolam que tomei durante 2 anos tornou o problema da hiperidrose um fantasma do passado, provando assim o facto de ser uma doença do foro psicológico e do sistema nervoso, assim que se consegue controlar a ansiedade consegue-se controlar a hiperidrose, tentem falar com um psicólogo ou psiquiatra sobre o assunto antes de decidirem qualquer tipo de intervenção cirúrgica, pode ser que mesmo após fazerem um tratamento com um ansiolitico consigam recuperar para uma vida normal. Mas sempre com a supervisão de um médico ou profissional da saúde! Abraços e beijos e o melhor para vós

Fernanda Vieira disse...

R., este meu comentário talvez nunca chegue até você, já que seu texto foi postado há meses e é possível que nem entre mais por aqui. Bom, sou psicóloga e sofri anos com hiperidrose (toda a adolescência). Me afastava das pessoas e meu pior pesadelo era assistir aula. E olha que no meu caso não havia cheiro forte associado. Pensando na minha história e sabendo que seu drama é maior do que foi o meu, consigo imaginar o quão isto tudo de afeta. Acho que a psicoterapia será um ótimo caminho para trabalhar a autoestima e pra conseguir manejar tanta rejeição ao longo nos anos. No entanto, como psicóloga, não acho de jeito nenhum que isto descarta a cirurgia. Nenhum psicólogo do mundo fará com que você pare de suar em excesso (vai diminuir, não cessar) e o problema se manterá. Eu fiz a cirurgia e minha vida mudou completamente desde então. O suor compensatório não é nem de longe semelhante ao suor da hiperidrose e normalmente vem associado ao calor excessivo, não sendo como a descarga infindável da hiperidrose mesmo em dias mais frios. Pense que você não tem nada a perder por tentar. Espero, sinceramente, que ganhe coragem e enfrente mais este desafio. Sei que não é fácil lidar com o medo da cirurgia e de uma possível frustração, mas acho pouco provável que não fique satisfeita com o resultado. Outra coisa: ignore conselhos para ir em homeopatas. Não resolverá nada e você só ficará mais frustrada!! Problemas grandes requerem soluções grandes... Abraços e boa sorte!

Anônimo disse...

R. sei exatamente do que está falando, ao ler parecia que estava lendo alguém mesmo sem me conhecer relatando minha vida. Tenho 32 e ainda não namorei - isso é uma das coisas que mais me dói- quero casar, ter filhos e ainda não resolvi esse problema que já deve ter uns 25 anos. Sou mineira, se alguém quiser manter contato e ser a(a) seria legal, afinal não tenho vida social e a maior parte da minha vida passo deitada, trancada no quarto ( local onde a dor parece ficar amenizada)mas quando saio e a reação das pessoas é de nojo, só quero voltar para o meu mundo, meu cantinho, meu quarto. Converso com algumas pessoas pela net, mas sem que me vejam ou gere outro tipo de contato, já que não posso encontrá-las por causa desse maldito cheiro que não sei controlar. Fui a mais um dermato e o que ele me receitou tem me ferido tanto, afff. Parece ser punida até nas fórmulas. Obrigada por compartilhar sua história R. você ainda que não perceba ter ajudado muitas pessoas com o mesmo problema, pois, tem estudado e isso faz com que queiramos enfrentar mais o problema de frente. Muito muito obrigada por esse post. Meu nome é Aline, vou voltar a ler aqui outras vezes, porque sofri abuso na infância e percebi que existem post sobre isso também, mas o abuso hoje sei que não foi minha culpa e acho que está mais tranquilo. A bromidrose me mata um pouco a cada milésimo de segundo. afff

Anônimo disse...

Eu tenho a solução! por favor avisem essa moça! Compra Perspirex ou dricolor. acho q ela encontra o perspirex no japão. E um antiperspirant tratamento, só passa a noite de 2 a 3 vezes na semana. Vale muito a pena, eu achei que nunca iria conseguir parar de suar e consegui! ele é para bromidrose tbm! Usa e seja feliz é garantido! To muito satisfeita e torço para que funcione para essa moça tbm!

Anônimo disse...

Eu também sofro desse problema e eu sei exatamente o que você tá passando. Sabe que eu tô até chorando agora? O pior de tudo é que não dá realmente pra fazer nada. Você toma quatro banhos por dia, testa vários desodorantes, receitas caseiras etc etc e até remédios e continua lá, com o mesmo mau cheiro. O pior de tudo é ouvir as pessoas fazendo piadas e ver a auto-estima lá no chão. Eles não entendem e falam coisas horríveis. Eles acham que você não toma banho nem nada e é super nojenta e largada. Dá vontade até de vomitar. Vocês evita tudo e todos e sua vida não anda e tudo vai de mal a pior. Enfim, a única coisa boa é saber que eu não tô sozinha. Queria te dar um abraço agora. Vou rezar por você e te enviar muita força.

lua disse...

Sei que vc não sofre de problemas de higiene. Li o post e entendi sim. Imagino que vc use desodorante, mas que o efeito passe rapido porque o suor é muito e dilui o desodorante. Mas alguns desodorantes diminuem a transpiração. Poderia tentar usar algum desse tipo, em grande quantidade, e reaplicar a cada 2 horas. Talvez funcione. E limão também mata as bactérias e é natural, para passar nos locais, mas não dispensa o uso do desodorante. Mas cuidado, pois o limão mancha a pele, se vc ficar no sol. Tem alguns desodorantes que são de má qualidade e não funcionam nem em pessoas que costumam suar pouco. Melhor procurar os que prometem proteção de 48 horas para mais. E eu sempre passo desodorante em qualquer lugar que corra risco de feder, e não só nas axilas. Eu passo nos pés e isso evita o chulé. Tem a pomada de nistatina também, que é uma pomada vaginal, mas que deixa a pele linda e mata qualquer bactéria. Tanto que usei quando tinha acne e foi uma maravilha. Eu aconselho que também use sempre dessa pomada na vagina, porque o excesso de umidade do suor, na area intima, pode causar candida, que é um fungo muito desagradável, e que muitas mulheres tem. Eu mesma ja tive. E até o estresse provoca essa tal de candida. E ela também causa mal cheiro, na area intima. Mas a pomada cura ela bem rapidinho. Outra coisa super importante é vc não ficar toda travada e com os braços fechados, como diz que fica, porque isso te faz suar mais ainda. Quando adolescente eu tinha medo de suar e ficar fedida e por isso eu também evitava abrir os braços e me movimentar muito, para não espalhar o cheiro, mas não era uma boa ideia, porque era agir assim que me fazia suar muito, e olha que eu nem tinha um problema médico, era só psicológico, mas se eu tivesse o problema, e agisse assim de ficar travada... ai eu ia suar milhares de vezes mais. Então é importante vc abrir mais os braços, não ficar nervosa e nem preocupada, se movimentar mais e ficar em lugares mais arejados. Acho que isso evita aumentar mais ainda o suor. E use sapatos abertos. Sapato fechado faz suar, e sapato e sandalia de plástico também. Escolha uma sandália totalmente aberta, tipo havaiana e passe o de só durante como falei, a cada duas horas e tal. Talvez seja melhor comprar dwspdorantes masculinos, que são ainda mais fortes do que os femininos. E já notei que dwspdorantes sem perfume não é de durar muito, mas escolha um perfume mais suave, já que vai reaplicar muito. E evite blusas de manga. Use só de alcinha , e procure ficar mais com os braços abertos. A ventilação pode ajudar a diminuir o suor. Se for proibido no ambiente de trabalho ou do curso, que use sandália e blusa de alta, basta conversar sobre sua condição médica na diretoria do lugar e pegar uma autorização. E o mal cheiro fica grudado nos sapatos sim. É bom trocar antes de começar a agir assim. Procure andar descalço em casa e onde puder. É muito útil. Mas na hora do banho tem que passar a unha na sola do pé, para tirar o excesso de pele, se não fica com o pé grosso e cascudo. Mas essa dica de passar a unha, em todo banho, foi algo que aprendi quando criança e que funciona muito bem. Ando descalço o tempo todo e nunca fico com os pés cascudos. Vc pode até mesmo deixar a sandália um pouco de lado, quando estiver sentada no trabalho ou na aula e balançar os pés ou ficar com eles tocando no chão ou na ponta do pé, para ventilar o resto da sola.

Anônimo disse...

Oi gente! Sei o quanto é difícil suar horroresss, eu passei por isso nas axilas. ...Pois bem, pesquisei e encontrei o Odaban e o Driclor, resolvi comprar o Odaban por não ser agressivo. O Odaban é um produto importado feito especialmente para tratar a hiperidrose e consequentemente a bromidrose, isso porque em países como a Alemanha suar excessivamente é considerado doença mesmo, por isso o Odaban é tido como um medicamento de tratamento, não há efeitos colaterais. Eu uso e posso dizer que ele age quase como um efeito botox, é ótimo, libertador, por isso me sinto melhor, mais feliz em paz. Haaa comprei no mercado livre mesmo e digo não tenham medo de usar esse produto que foi feito especialmente para curar o sofrimento.

Anônimo disse...

Oi gente tb tenho bromidrose, hoje tenho 33 anos e começou com 17 anos,fiz botox e não deu resultado, fiz inúmeras fórmulas,receitas caseiras, troquei todas minhas blusinhas e nada resolveu.Hoje estou usando ODABAN, o cheiro está diminuindo,pesquisei sobre o síndrome de odor de peixe e descobri que devemos ter uma dieta baixa em colina, carnitina e lecitina de soja é difícil a gente se adaptar a essa dieta mas não é impossível essa dieta tem no site tmua(síndrome do odor de peixe).
Eu tb deixei de fazer um montão de coisas que as pessoas da nossa idade fazem, mas nunca deixei de trabalhar.Eu faço assim levo uma necessaire grande com desodorante, toalinha para todo lugar e calculo umas 3 horas para lavar a axilas hoje me sinto mais confiante.
Boa sorte a todos e fiquem com DEUS NOSSO SENHOR.

Tatiane genice disse...

oi,
então me identifiquei com sua história pois acho q sofro a mesma coisa que vc , nunca contei pra ninguem é horrivel num sei nem o que falar . preciso de ajuda me sinto depressiva e não falta de higiene . não tenho grana pra pagar o tratamento. as vezes até penso em terminar com meu namorado com medo qe ela posso sentir esse mal cheiro de suor. mais pesquisando achei um sabonete chamado soapex ele é mto bom acaba com o mal cheiro mais acaa mto rapido e é caro demais. comprei o icaden e o leite de magnésia.sou vitimas de piadas tb. horrivel sem palavras. minha mãe sofre disso tb e minhas irmã é genético.. :( :(

Eliane de morais disse...

Oi,
não sei se vc ja tentou usar bicabornato de sodio? lavar bem as axilas com sabonete e depois aplicar bicabornato de sodio.usar pouca quantidade 1 colher de cha de bicabornato com um poco de agua ate formar uma pasta, aplicar e deixar uns minutos...tb te recomendo um desodorante da Lancaster a embalagem e branca, na Europa custa uns 5 Euros...abraços e boa sorte

Anônimo disse...

Oi,
bicabornato de sodio é bom pra eliminar o odor das axilas, 1 colher de cha de bicabornato e agua fazer uma pasta e aplicar depois de ter lavado com sabonete deixar atuar por uns minutos..comigo funcionou...un abraço e boa sorte

Anônimo disse...

Grupo no facebook : bromidrose

Anônimo disse...

Olá R,e um prazer estar aqui. Eu entendo exatamente tudo que vc tem passado, pois tenho tido um problema semelhante há uns dois anos, sendo que não no corpo, mas no hálito. É uma coisa absurda que todos sentem até de longe. Tenho feito vários tratamentos em vão e precisei de psicologo e psiquiatra pra voltar a viver pois eu so chorava o tempo todo e tive panico como vc. Mas enfim, não se deixe abater tanto, pare e pense que vc deve ter muitas qualidades que muitos não tem, o que faz de vc uma pessoa especial e de muito valor. Te aconselho a ir no psicólogo e no psiquiatra, pois só este pode te passar remédio, pois acho que vc precisa. Não leve a mal o que estou falando, e que sei oque e isso e as vezes a gente não percebe que precisa desse tipo de médico, eu mesma teimava com meu otorrino que não precisava, até que ele disse que só ia continuar me tratando se eu tratasse também o psicológico e hoje ele diz que eu sou outra pessoa.enquanto ta em tratamento procure fazer algumas adaptações como um curso a distância por exemplo, e o que eu tenho feito.e quem ri ou fala mal de vc certamente não merece a sua companhia. Confie em Deus pq somos especiais pra Ele. Caso queira entrar em contato este e meu email gm.bernardo@bol.com.br abraços

Anônimo disse...

Estimados, Não há literatura em português, mas em sites estrangeiros.

A causa de certos odores corporais vêm do ácido úrico e este, em excesso, leva à doença chamada gota, além de poder causar cálculos renais.

Deve-se fazer o controle do PH de sua urina, ingerindo bicarbonato de sódio ou bicarbonado de potássio, que tornam sua urina e seu sangue alcalino, facilitando a eliminaçao do ácido úrico pela filtragem nos rins. Deve-se domar agua em abundância para que o mesmo se dilua e mais facilmente seja eliminado preferencialmente pela urina. A eliminação do ácido úrico pela sua pele e suor, eu e você ja sabemos o resultado…

Atenção para o Sódio, que pode ser tóxico para o corpo e não dissolve cálculos renais. O Bicarbonato de Potássio serve na metabolização muscular e celular, mais encontrado na banana.

Eu testei o bicarbonato de sódio e me trouxe resultados quase imediatos, 1 colher de chá em um copo de agua ~1hr após o almoço e a mesma quantidade antes de dormir. O gosto não é agradável, mas vale o resultado.

Bicarbonato de potássio é recomendado cerca de 5g diarios. Pelo que consegui me informar, é a mesma quantidade de bicarbonato de sódio, 1 colher de chá em um copo de agua, apos o almoço e antes de dormir. Nao há contra-indicação desde suplemento.

Note que estes dois suplementos diminuem a acidez estomacal, por isso de devê-los tomar depois das refeições e após a digestão.

Para quem tem chulé, cure eliminando os fungos que vivem nos seus pés, meias, e calçados. Comprar Nitrato de Miconazol pomada e passar nos pés 2 ou 3x por dia, de manhã e à noite antes de dormir, 3 dias seguidos e Adeus chulé.
No meu caso tenho 7 meias, 1 para cada dia da semana. Nunca repetí-las nem deixá-las dentro dos sapatos. Pode-se fervê-las por 5 min e lavar normalmente. Trocar os sapatos para que arejem e sequem, é uma boa dica.

Normalmente quem tem chulé pode ter pé de atleta que, são rachaduras entre os dedos com um cheiro fétido. Usar o mesmo Nitrato de Miconazol na mesma posologia.

Sejam felizes e paz no coração

Anônimo disse...

Use bicarbonato de sodio em tudo..coloque bicarbonato em um pedaco de algodao e pingue umas gotas de agua e passe nas axilas..nem precisa usar antitranspirante..ande com ele na bolsa e use quando achar necessario..é fantastico..barato e eficaz..jogue bicarbonato dentro dos calcados, dentro da meia..passe tb nos pes com algodao..gargareje com bicarbonato misturado com agua..pesquise na net..experiencia propria..boa sorte

Anônimo disse...

Eu transpiro mais em lugares públicos, devido à pressão e estresse. Quando estou em casa transpiro muito menos... isso é muito chato ..
Tento beber apenas chá de sálvia mas não ajuda. Mas cada corpo reage de forma diferente..... Procurei uma solução com ingredientes mais ativos e enconterei o cloreto de alúminio na forma de Odaban. Um antitranspirante que acalma um pouco e faz parar de suar quando se aplica à noite (como só tenho 14 anos, coloco apenas quando sei que o estresse será maior no dia seguinte). De resto procuro relaxar e comecei a fazer yoga e outras atividades que me relaxam.

Anônimo disse...

Oi R.,bom dia!
Acabei de ler seu relato e lhe digo de coração, procure um Homeopata, os Unicistas são excelentes também! Essa linha de tratamento é maravilhosa e profunda, muito profunda, tenho experiência com meus filhos e estou encantada com o resultado! Num segundo momento depois de iniciar e dar continuidade ao tratamento por homeopatia, aí sim pode repensar num processo terapêutico; que com muito cuidado, deve escolher o profissional para que não aconteça o que você relatou acima novamente. E caso ocorra, denuncie-o no Conselho Regional de Psicologia! Gente assim não tem condições de atuar! Tenho certeza que você ficará bem minha flor! Deus te abençoe! O Ser Humano é cruel, não deixe intimidar por isso! Nem todos o são.

Anônimo disse...

Ôi R.

Nao li todos os comentarios mas tenho um parente que tin há esse problema e resolveu sua do o leite de magnesia de Philips.
O efeito dura 8 horas!

Bom proveito.

ACPJ

jessyca rocha disse...

Oi,me identifiquei muito com o seu relato pois passo por uma situação parecida com a sua.Tenho 20 anos e sofro com o distúrbio de Hiperidrose,minhas mãos,pés e axilas transpiram mais que o normal e é muito constrangedor.Sempre que eu tenho que sair é uma tortura para mim,por que as minhas mãos começam a suar sem parar,e eu nunca sei oque fazer,tenho medo de cumprimentar as pessoas com um toque de mão por causa do suor,evito ao máximo o contato(oque me machuca muito).Graças á Deus eu não sofro com odores,mas isso não diminui o constrangimento de ficar com as minhas mãos suando a todo momento,e independente do clima esteja sol ou num frio de 10 graus negativos as minhas mãos estão encharcadas.É horrível ter que passar por isso,mais graças á Deus este distúrbio tem tratamento,e isso me dá esperança de um dia poder me relacionar melhor com as pessoas.

Flor de Mel disse...

Sofria de hiperidrose axilar e facial e em 2006 comecei a transpirar na virilha também. Em 2007 fiz a Simpatectomia e além de ter tido pouco resultado com meu suor ainda fiquei com suor compensatório abundante nas costas e abdômen. Não deu certo pra mim a cirurgia. Então hoje transpiro em excesso no rosto, axilas, virilhas, costas e abdômen. Antes era só o suor em excesso agora noto um odor desagradável também, mas somente em situações de grande estresse ou dias muitos quentes. Mas vou começar a buscar uma solução para esse odor esporádico, pois para a hiperidrose por ora o que estava ao meu alcance fazer eu fiz. O desodorante Driclor não consigo usar pois ele faz minha pele coçar insuportavelmente ao ponto de eu me ferir e não conseguir dormir; a medicação oral provocava fortes efeitos colaterais então tive que interromper; a simpatectomia foi um fiasco. Complicado! Sou negra, pobre, complexada, não tenho vida social e nem amigos e a hiperidrose teve um papel importante nessa minha vida limitada. Já sofri e sofro muito com tudo isso. Força pra todos nós que somos alvos da maldade alheia e vamos seguir tentando. Fazendo tudo que estiver ao nosso alcance pra nos ajudar e tornar a vida mais suportável e quiçá um dia, feliz!

Anônimo disse...

OLÁ .... menina A.R.
Sofri como vc principalmente na adolescência, agora já adulta fui entender que mesmo quando tivess acabado de tomar banho e usado a limao ou minancora, se eu estivesse nervosa, começava o cheiro ruim e forte surgir. Mas hoje emdia resolvi meu problema das axilas e virilha sem cirurgia: USO O desodorante REXONA CLINICAL....EXCEPCIONAL.... fica cheirosa até 2 dias depois se eu ate quiser tomar so banho de gato(banho rápido só das partes intimas)....e continuo cheirando muito bem....Compre o rosa que vc vai ver sua vida mudar!

Anônimo disse...

OLÁ .... meninas A.R. e FLOR DE MEL
Sofri como vcs principalmente na adolescência, agora já adulta fui entender que mesmo quando tivesse acabado de tomar banho e usado a limao ou minancora, se eu estivesse nervosa, começava o cheiro ruim e forte surgir. Mas hoje em dia,graças ao avanço da ciência cosmética (AMO).consegui resolver meu problema das axilas,virilha,atras da orelha,no cofrinho(acabou histporia de cordão "cheroso" agora tudo normal, sem suor excessivo e sem odorsem cirurgia: a solução milagrosa é:
desodorante REXONA CLINICAL
....EXCEPCIONAL.... fica cheirosa até 2 dias depois se eu ate quiser tomar so banho de gato(banho rápido só das partes intimas)....e continuo cheirando muito bem....Compre o rosa que vc vai ver sua vida mudar!Só é um pouc caro em relação aos outros desodorantes 24h, mas em relação a solução do meu problema, pago feliz, pq é mais barato que cirurgia e resolveu mesmo!
Ah detalhe, sou mulata também, então sei do que estou falando!
Abrçs e me conem depois o resultado!Abrçs Mulata perfumada!

Anônimo disse...

É triste tudo o que tens passado. Como te encontras atualmente? Espero notícias, querida! Beijinho

Anônimo disse...

Gente existe o Dlicor o odaban, a diferença é que o odaban é mais fraco e não coça tanto, mas é ótimo. Para usar esses produtos precisa tomar banho e secar muito bem as axilas, se possível secar com o secador. Eu comprei o Odaban no mercado livre. Esses desodorantes foram feitos para serem usados à noite como se fossem medicamentos, eles não são absorvidos para a corrente sanguínea somente agem na axila e nas glândulas.
Vale a pena, eu comprei, usei e fiquei feliz. Quero que você que sofre deste problema vá atrás desses produtos e pare de sofrer.
Outra coisa que digo "TENHAM FÉ, ACREDITEM EM JESUS CRISTO, ACREDITEM NAS CIRURGIAS ESPIRITUAIS PEÇAM AJUDA AO DOUTOR BEZERRA DE MENESES QUE É UM MÉDICO QUE VIVE EM OUTRO PLANO MAS CONTINUA FAZENDO SUAS CURAS AQUI NA TERRA. Esse site abaixo explica sobre as cirurgia onde você irá estar em casa.
http://www.franciscodeassis.org.br/pt/gerenciaCirurgia/indexCirurgia.do

Eu falo isso, pois fiz muitas cirurgias espirituais e estou muito bem, estou feliz. Deus está conosco e quer nos ver bem, não tenha medo, se precisar faça a cirurgia espiritual.
Abraço, de uma pessoa que também passou por sofrimentos, mas que hoje já superou graças ao auxilio divino. SOHAN

Anônimo disse...

EU CONVIVO COM A 'HIPERIDROSE BROMIDROSE' HÁ 7 ANOS; E DESDE ENTÃO NÃO TENHO MAIS VIDA SOCIAL...É HORRÍVEL CONVIVER COM ESSA DOENÇA!!!
FIZ A SIMPATECTOMIA TORÁCICA TEM
2 MESES, E ATÉ AGORA O MAU ODOR NAS AXILAS NÃO FOI SOLUCIONADO.
NÃO SEI MAIS O QUE FAZER...JÁ PENSEI ATÉ EM ME MATAR. :(

Anônimo disse...

Estou prestes a cometer suicídio. É muita tristeza quando você percebe que seus amigos e familiares começam a zombar de você, é uma tristeza sem tamanho e não temos solução pra isso. Nenhuma mesmo, estou quase sem forças. O esforço é tanto pra continuar a viver, mas não sei se vale a pena.

Anônimo disse...

Também sofro do mesmo problema, já fiz a simpatectomia, usei produtos bactericidas e nada!!! São 27 anos de uma semi vida...

Anônimo disse...

Tem remédio muito bom driclor , antihydral e i odaban que são muito bom e tipo um desodorante que dura uma semana.

Anônimo disse...

Tem o remedio bom o driclo , antihydral e odaban. São muito com cura de verdade. Mais o principal e deus tem que ter muita fé. Voce pode comprar no mercado livre ou no dermabeleza. São muito bom

Anônimo disse...

oi, sou terapeuta floral, mas conheço outras terapias alternativas, sei que em HOMEOPATIA EXISTEM FORMAS DE TRATAR ODORES CORPORAIS como: cheirar a podre tipo carne/peixe estragado e/ou cheirar a gases - flatulência(vulgo peido), PORQUE MEU FILHO COMEÇOU A TER ESSE PROBLEMA E FOI RESOLVIDO COM HOMEOPATIA. Sei também que o tratamento e diferente pra cada pessoa, isto é, os medicamentos são específicos para cada pessoa embora tenham o mesmo problema. Quanto maior numero de informações (temperamento, emoções, sentimentos, atitudes, qual trabalho exerce, alimentação, quantidade de vezes que evacua e urina-cor e odor, relacionamentos) sobre vc e sua vida para o terapeuta que vai vasculhar tudo para descobrir o que se aplica ao seu caso. Espero que tenha esclarecido muitas coisas e possa decidir e escolher um bom homeopata pra recuperar sua estima e sua vida. Assim como aconteceu com meu filho, que no caso dele foi rápida (uma semana) porque eu sabia que não podia esconder nada da vida dele, o que ajudou na escolha da medicação e maravilhosa recuperação.

Anônimo disse...

Não tenho o mesmo problema, mas tenho uma pinta no rosto que sempre foi motivo de piada e perseguição por parte dos colegas na época de escola. Durante esse tempo aprendi que devemos transforma nossos maiores defeitos em nossa maior arma (ou charme)!
Até onde sei a transpiração não tem realmente odor, o que causa o mal cheiro é aquilo que você come e as bactérias que se acumulam no local em que mais se transpira por isso você poderia transformar seu suor em perfume!! Já faz algum tempo que vi sobre comprimidos e balas que transformavam suor em perfume e parecem ter um resultado agradável. Teve até uma que foi criada por uma universidade de Curitiba, mas tem que tomar um pouco de cuidado pq a Fybersense tinha sido desenvolvida inicialmente pra controle de peso (reduz a ingestão de gordura).
Penso que ainda existem vários medicamentos que você ainda pode testar e que uma cirurgia é algo um pouco drástico, tente pesquisar sobre esse tipo de produto e ver onde pode comprar antes de se arriscar na cirurgia.

Espero ter ajudado e que Deus te ajude!!



Links de onde achei: http://quitosana.spaceblog.com.br/25792/FYBERSENSE-QUITOSANA-AROMATIZADA/
http://www.lazerbeleza.com/produtos/perfumes/perfume-em-comprimido-suor-com-cheiro-de-lavanda/
http://www.mdig.com.br/?itemid=26613
http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL382058-5603,00-PILULA+DA+CHEIRO+E+EMAGRECE+DIZ+PESQUISADOR.html

Anônimo disse...

Oi luna qual cirurgia vc fez?

Anônimo disse...

28 DE FEVEREIRO DE 2015 23:38
Anônimo disse...
Estou prestes a cometer suicídio. É muita tristeza quando você percebe que seus amigos e familiares começam a zombar de você, é uma tristeza sem tamanho e não temos solução pra isso. Nenhuma mesmo, estou quase sem forças. O esforço é tanto pra continuar a viver, mas não sei se vale a pena.

24 DE MARÇO DE 2015 09:04
Anônimo disse...
Também sofro do mesmo problema, já fiz a simpatectomia, usei produtos bactericidas e nada!!! São 27 anos de uma semi vida...

Oi, meu nome é Ana e gostaria muito de falar com vcs, por e mail talvez? Eu tenho 25 anos e tb sofro muito com o bulling. Quem sabe não poderíamos falar sobre as nossas experiências e dividirmos um pouco desta dor?

Anônimo disse...

Anônimo Anônimo disse...
R. sei exatamente do que está falando, ao ler parecia que estava lendo alguém mesmo sem me conhecer relatando minha vida. Tenho 32 e ainda não namorei - isso é uma das coisas que mais me dói- quero casar, ter filhos e ainda não resolvi esse problema que já deve ter uns 25 anos. Sou mineira, se alguém quiser manter contato e ser a(a) seria legal, afinal não tenho vida social e a maior parte da minha vida passo deitada, trancada no quarto ( local onde a dor parece ficar amenizada)mas quando saio e a reação das pessoas é de nojo, só quero voltar para o meu mundo, meu cantinho, meu quarto. Converso com algumas pessoas pela net, mas sem que me vejam ou gere outro tipo de contato, já que não posso encontrá-las por causa desse maldito cheiro que não sei controlar. Fui a mais um dermato e o que ele me receitou tem me ferido tanto, afff. Parece ser punida até nas fórmulas. Obrigada por compartilhar sua história R. você ainda que não perceba ter ajudado muitas pessoas com o mesmo problema, pois, tem estudado e isso faz com que queiramos enfrentar mais o problema de frente. Muito muito obrigada por esse post. Meu nome é Aline, vou voltar a ler aqui outras vezes, porque sofri abuso na infância e percebi que existem post sobre isso também, mas o abuso hoje sei que não foi minha culpa e acho que está mais tranquilo. A bromidrose me mata um pouco a cada milésimo de segundo. afff

18 de dezembro de 2013 22:23

Talvez eu não consiga mais te localizar, ja faz um tempinho q vc postou o comentário. Mas gostaria de falar com você. Meu nome é Ana.

Anônimo disse...

Eu sofro com isso não sei se eu tenho hiperidrose, mas quando começo a suar depois de algum tempo começo exalar cheiro de suor corporal e das axilas, faço minha higiene pessoal todos os dias,mas mesmo assim começo a feder escovo meus dentes passo fio uso enxaguante bucal passo raspador de língua, mas mesmo assim fico com mau halito, eu já não aguento mais essa situação, pois no meu servico todos falam que eu não tomo banho não escovo meus dentes e quando minha família se junta é a mesma coisa joga indiretas que eu estou com bafo ou fedendo, mas eu pergunto para meu marido e minha mãe eles dizem que não tenho nem bafo e não fedo, mas muitas vezes eu sinto, cara eu já não aguento mais, no meu serviço bota defeitos em mim ficam me olhando de cima em baixo quando vou falar com alguns deles eles muitas vezes colocam a mão no nariz, mão na bocão ficam esfregando lábio no outro, falam do meu mega hair falam que não lavo minhas roupas essa situação está insuportável.

Anônimo disse...

Oie tudo bem Aline, li o seu comentário e queria saber se você não gostaria de conversar comigo pois sofro a mesma coisa e já faz três anos gostaria de compartilhar com alguém que tenha o mesmo problema que eu e possa me entender.ja faz um tempinho que você postou mas se quiser conversar.meu nome é ketlyn

Aline disse...

Eu tenho 17 anos, e sofro com esse problema mas ou menos 3 anos, não aguento mas já fui a 2 dermatologista e nada resolveu já fiz de tudo e nada, e pior que além de ter bromidrose nas axilas eu tenho em outras partes no corpo como na virilha e nos pés,já ñ aguento mas ir na escola e escuta as pessoas me zoando, falando que eu sou uma carniça ja me falaram que eu fedo bosta, parece que as pessoas gosta de te ver triste, choro todos os dias e ñ consigo entender o pq sou assim, as pessoas acha que é falta de higiene mas ñ é, tomo banho quase 4 vezes por dia se deixar, lavo minhas blusas todos os dias e nada adianta, ñ saio mas de casa é só escola e casa me insolei do mundo, e pra mim é muito dificil, já pensei em fazer varias bobagens, que queria sumir desse mundo e ñ volta mas, pq as pessoas te machuca muito as pessoas são ruins a sociedade em geral são uma bosta,bem só quis mesmo é desabafar um pouco que eu paço todos os dias.

Anônimo disse...

Oie Aline meu nome é ketlyn tenho 16 anos e há 3 sofro com isso nossa eu sofri o mesmo. na escola quando eu passava as pessoas tampavam o nariz e na sala de aula ninguém sentava perto de mim falavam que eu tava fedendo. e até que não aguentei mais e sai da escola. minha família não entendeu nada e eu inventei uma história até hoje eles não sabem o motivo. Sou isolada do mundo não saio de casa com vergonha. só fico no meu quarto é aonde me sinto segura não sei o que fazer não sei pra quem recorrer tenho medo de ir ao médico e zombarem da minha cara quando eu contar é muito difícil conversar com alguém sobre isso. eu queria ter alguém pra falar alguém que me entende. Então se você quiser conversar comigo me responde aqui embaixo só quero desabafar com alguém.

MicWinter disse...

ALS é uma doença terrível, se não for para o meu marido e com a ajuda do grande Dr. Ehi minha vida teria sido uma bagunça! Eu fui diagnosticado com ALS, em 2005, meu marido me incentivou e me disse para não perder a esperança, eu consigo dar à luz a um menino que estava livre da doença, e meu marido estava sempre lá para mim! Um dia ele veio até mim e me disse que ele encontrou um homem que pode me curar. Base cientista, eles disseram que não há cura para ALS; ele me disse que ele tem visto muitos testemunhos sobre ele na internet. Decidimos entrar em contato com ele, que encheu sua casa formulário Herbal, e ele nos pediu para comprar algumas ervas itens que fizemos! 14 dias depois, ele me pediu para ir para o teste de ALS, fielmente fui fazer o teste, vejam só, eu estava curada, a doença não foi encontrado no meu corpo ... Meu caro marido e meu Pai Dr. Ehi, Deus certamente irá abençoar o tanto de você, até o fim dos tempos, em nome de Jesus .. Se você tiver qualquer problema por favor contacte Dr Ehi on (shomorikaspelltemple@yahoo.com) ou ligue para ele no 2349038669448

Anônimo disse...

Aline, li seu comentario, eu tbm tbm sofro muito com esse mau cheiro.
Sabe, sera se o seu fedô é mais forte que o meu? há poucos anos atras eu engravidei do meu amante, em menos de um mes de namoro, mas abortei pq eu nao sabia quem era o pai, nao sabia de qual dos amantes que era, a unica coisa que eu sabia era que nao era do meu namorado,que me ama tanto, O Santiago, sera se é por isso que fedo tanto? sera se meu fedo é mais que o seu? Rafaela Gaucha, tenho 24 anos.

Anônimo disse...

Ana, forcas, tem coisa muito piores do que esse mau cheiro,tem gente que tem a alma e o carater carnicento... Rafaela Gaucha.

Anônimo disse...

Olá a todos..

eu sei o que é passar por isso.. pois faço minha higiene de rotina, me cuido, tenho infinitos perfumes, desodorantes eu já perdi a conta de quantos comprei e o cheiro depois de um tempo volta devido ao elevado nível de stress.. daí vem o pânico.. me sinto triste, deprimido, tenho vontade de sumir dos lugares quando isso acontece... meu convívio social está afetado.. me sinto uma pessoa que leva um peso nas costas.. sinceramente.. não sei o que fazer.. mas seja forte.. assim como estou sendo.. não deixe a peteca cair!! Pense que logo tudo isso passará e será apenas uma história que ficará no passado.. torço por você.. por mim.. e por outros tantos que não conhecemos, mas sofrem desse mal.

Anônimo disse...

Oie, moça que disse que o pessoal fala que vc fede a bosta, liga não, fica com raiva não, eu tenho uma amiga que fede a esperma de amante. Isso vai passar moça. Oi Aline, nao se esconda, vc nao tem culpa disso, bola pra frente... torço por vcs, a minha bromi tbm nao passa. aff. Pessoal queira uma opinião, to querendo pintar meu cabelo de roxo, mas o problema é que eu tenho um tufao duro, mas bem duro, no miolo da minha cabeça, acho que é até que nao tenho um pedaco do cerebro kkkkk pq é um buraco bem no meio da minha cabeça com um cabelo bem duro, e meu cabelo é horrivel, nao é nem cacheado nem liso, um terror, o que vcs acham sera se eu pintar vou fazer uma catastrofe?

Anna disse...

Oi gente,
Nossa Ana, não se esconda, Deus vai te libertar disso.Fica triste não, nem com raiva desse povo idiota. E Aline, vc tbm vai ficar bem, o deipomento d vcs é realmente triste. Torco por vcs, isso é muito ruim mesmo, a minha bromi tbm nao passa. Mas procuro levar a vida, faco faculdade, namoro, saio com aZamigas e vou indo. Tudo isso vai passar. nos livraremos disso. Eu tenho uma amiga que fede bem mais que a gente. Mas eu queria uma opiniao de vcs, eu estou querendo pintar meu cabelo de roxo, eu tenho um tufao bem no meio da minha cabeca, parecendo que falta um pedaco do meu cerebro, e o cabelo lá é igual o da minha tixa, bem durao, sem contar que meu cabelo é um cabelo horrivel, nao é nem cacheado nem liso, será se vai ficar muito catastrofico se eu pintar? Meu nome é Anna.

Anônimo disse...

gente e dificil ne. sem namorado, sem nada. Aff to passada com isso, agora mesmo tirei uma foto com a metade da cara que ficou um toco, mas acho que to abafando.
Meu cabelo ta podre gente. Kuriri.

Isa disse...

Olá!

Estou com a simpatectomia toracica marcada, mas não tenho hiperidrose, apenas a bromidrose. ( que ja fiz de tudo um pouco para tratar e ninguém merece fazer varios tratamentos no decorrer da vida para sarar) Sem suor, há bromidrose? tenho receio de fazer a cirurgia o o odor permanecer. sabe dizer?