terça-feira, 26 de março de 2013

GUEST POST: AOS JORNALISTAS QUE ATACAM QUEM PROTESTA


Ainda não tive nem tempo nem chance de falar sobre a piada de mau gosto que é ter um deputado racista, homofóbico e machista como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. 
Imagino que o resto do mundo deve estar rindo pra valer da gente, porque, sabe, colocar um pastor preconceituoso pra presidir uma comissão que deveria tratar de direitos de minorias é um tanto, digamos, irônico. Estou acompanhando e divulgando, via Twitter, os muitos protestos que têm acontecido no Brasil (e até no exterior, como este em Berlim) contra Marco Feliciano. Tenho grande orgulho das pessoas incansáveis que não o deixam em paz.
Como não podia deixar de ser, os reaças de sempre estão bastante felizes pelo governo (que eles detestam) ter deixado uma raposa pra tomar conta do galinheiro. E estão indignados contra quem tem a ousadia de protestar. Afinal, pro pessoal de direita, protesto é coisa de vagabundo. Semana passada um dos jornalistas mais conhecidos da direita brasileira (não estou falando do astrólogo que se diz filósofo) atacou manifestantes que foram ao Congresso gritar "Fora Feliciano!". Não vou linkar o texto deste cidadão aqui no blog, mas é só escrever "na base do berro reinaldo" que o Google te leva até lá. 
Quem me enviou este guest post foi a estudante brasiliense Ana Vitória, que estava lá protestando. É ela quem ilustra este post. Fico honrada por publicar o seu texto, Ana. Tomara que o seu segundo nome vire uma realidade e a gente consiga tirar Feliciano da Comissão.


Sou uma das pessoas apontadas por alguns representantes da mídia como elemento buliçoso e desordeiro, com direito ao meu rosto e de outros ativistas estampado no site de uma revista “conceituada”, e comentários na TV aberta de uma jornalista que está em evidência. Para quem não sabe do que se trata, na última quarta-feira foi a segunda reunião da Comissão de Direitos Humanos e Minorias desde que Marco Feliciano assumiu a presidência, e assim como na semana anterior, diversos militantes marcaram presença, munidos de palavras de ordem, placas e muita insatisfação.
Como não poderia ser diferente, alguns jornalistas se aproveitaram para transmitir notícias no mínimo tendenciosas, nos chamando de “despreparados para a democracia”, "desordeiros" e "futuros ditadores", por usarmos nossa voz para manifestar descontentamento com a presidência da CDHM. Um deles inclusive expôs um dos ativistas mais que os outros, de forma completamente irresponsável. Lola, como o seu blog possui um largo alcance, e como sei da sua postura ética inquestionável ao tratar temas como direitos humanos, imagino que meu texto não sirva apenas como relato, mas também como um direito de resposta a esses veículos de comunicação da mídia tradicional.
Antes de tudo quero ressaltar que não pertenço a qualquer coletivo presente na Câmara, apesar de ter sido muito bem recebida por seus ativistas e por estar totalmente ao lado deles. Mas por uma questão de representatividade, prefiro frisar que estou respondendo por mim. Como não sou lésbica, nem bissexual e nem trans, não me acho no direito de ser portavoz dos LGBT. Da mesma forma, como não sou negra, não posso falar como representante dos negros. Tampouco sigo religião de matriz africana (que também tinha seus representantes na casa), uma vez que sou ateísta. Mas posso falar como mulher, feminista e simpatizante de todas as causas que considero justas por buscarem a igualdade.
Acompanhando os últimos acontecimentos da nossa política, fiquei estarrecida com o fato da presidência da CDHM ser assumida por um parlamentar completamente estranho às noções de laicidade do Estado, cidadania (que só existe quando a igualdade está assegurada) e, pasmem, direitos humanos, tema central da Comissão presidida por ele. Aproveitando que moro em Brasília, busquei informações sobre possíveis manifestações e dei de cara com coletivos muito bem articulados que já estavam se movimentando bem antes. Sem conhecer ninguém, sem ter nenhum ativista entre meus amigos, fui ao meu primeiro ato e acompanhei as duas reuniões da Comissão, mas vou me ater à última, que foi a que mais esteve na mira dos jornalistas.
A Comissão aconteceria às duas da tarde. Conseguimos entrar e garantir mais lugares no plenário, que na semana anterior havia sido tomado por evangélicos partidários de Feliciano. O que aconteceria nessa quarta-feira (20/03) era uma audiência sobre transtornos mentais, com direito à presença do representante do Ministério da Saúde, Aldo Zaiden (que foi interrompido de forma rude por Jair Bolsonaro), e do Dr. Rosinha, presidente da Comissão de Seguridade Social e Família. Feliciano ficou apenas oito minutos dentro da Comissão, não ficou feliz com nossos gritos de protesto, ameaçou chamar a polícia legislativa, e logo decidiu sair, passando a responsabilidade para o deputado Henrique Afonso prosseguir os trabalhos.
O que os jornalistas da mídia tradicional contaram é que somos desordeiros e antidemocráticos, afinal, os 212 mil votos de Feliciano teriam mais valor que os 13 mil de Jean Wyllys (como se a questão fosse essa), e o mandato de Feliciano deve ser respeitado, pois o pastor foi eleito democraticamente. O que eles não contaram é que:
- Os atos não são feitos para cassar o mandato de Feliciano como deputado. Não o queremos como presidente dessa Comissão (assim como não queremos qualquer um que tenha provado ter postura contrária ao que a CDHM visa proteger);
- O protesto é um exercício da democracia, que não se resume ao voto que ocorre a cada quatro anos. A democracia assegura o direito da população em contestar sempre que houver alguma insatisfação, caso eles não saibam.

- Os atos de repúdio a Feliciano não acontecem por ele ser pastor evangélico; inclusive, há vários evangélicos do nosso lado. O que não aceitamos são seus posicionamentos racistas, homofóbicos e machistas. Qualquer um de visão parecida, seja ele padre, pastor, pai de santo, rabino ou ateu, consideraremos despreparado para o exercício dessa Comissão.
- Não agredimos ninguém, nem fisicamente, nem moralmente. Ou responder aos insultos de Bolsonaro conta, que nos mandou dar o c*, entre outros absurdos? Quero registrar aqui que aturamos os insultos que ele proferiu quase a reunião inteira sem responder, e só no final alguns responderam (estavam em seu direito. Você é ofendidx e não pode responder porque o ofensor é um parlamentar? E o decoro parlamentar?). 
Esses jornalistas se esqueceram de comentar a postura deplorável desse deputado, que gritou mais palavrões do que qualquer um ali dentro, e ainda impediu Aldo Zaiden de falar, quando este homem, que nada tinha a ver com a nossa manifestação e que estava ali atendendo a um convite da Casa, decidiu mencionar que "os direitos humanos vivem um retrocesso", ao que Bolsonaro respondeu: "O senhor se restrinja ao tema da audiência. Não faça discurso".
- Dizem esses jornalistas que não há nenhuma irregularidade na eleição de Feliciano ao cargo, só que não. Como bem apontado por Nilmário Miranda, fundador da CDHM: "Até para elegê-lo foi indispensável o constrangimento de realizar a votação a portas fechadas e protegida por seguranças, contrariando o regimento interno da Câmara".
- Não somos meia dúzia de gatos pingados. Dentro do plenário éramos uns 33, mas havia dezenas de pessoas do lado de fora que não conseguiram entrar, com seus cartazes e apitos ao nosso favor. Não existiam somente representantes do movimento LGBT, mas também do movimento negro, das religiões de matrizes africanas, do movimento feminista, além de ativistas independentes que, como eu, se revoltaram e decidiram se juntar ao coro. Isso sem contar com a petição da Avaaz que já contém mais de 450 mil assinaturas [assine!], e com os números dos muitos protestos que tem acontecido Brasil afora.
- Esses jornalistas não nos conhecem. Muitos manifestantes trabalham e arriscaram seus empregos para poderem estar lá. Temos família e amigos que se orgulham do nosso não conformismo e que estão do nosso lado, fora as manifestações de agradecimento de muitas pessoas que se sentem muito mais representadas por nós, que não somos ninguém (como foi bem enfatizado), do que por Marco Feliciano ou os representantes da grande mídia.
Gritamos sim, e muito. Da mesma forma como nossos pais gritaram contra a ditadura militar, como os caras pintadas gritaram contra Collor, e como tantos outros brasileiros gritam por não ter seus direitos assegurados. Afinal, ficar de boca fechada e se limitar à petição virtual não costumam mudar os rumos políticos do país. As mesmas pessoas que nos chamam de vagabundos (vide os comentários nesses textos), são as que dizem que a geração atual é despolitizada, e que Renan e não sei mais estão aí e ninguém protesta.
Ainda nos cobram para fazer o que eles deveriam estar fazendo: “estão protestando por causa desse pobre homem de Deus, por que não vão protestar contra os mensaleiros?”. Tal tipo de comentário vem de indivíduos que não fazem nada, que são completamente conformados e ainda querem cobrar de quem faz, decidindo o que merece ou não atenção. Nossos protestos deveriam servir de exemplo para essas pessoas que acham que protestar é coisa de vagabundo.
Somos vagabundos, assim como os professores que querem melhores salários e "atrapalham" o trânsito, como as vadias que pintam seus corpos para gritar contra a violência que as mulheres sofrem, e como tantos outros ativistas foram, são e serão chamados, sempre que estiverem insatisfeitos com as anomalias políticas que insistem em existir. Se o fato de me apropriar da minha voz para manifestar minha indignação é vagabundagem, então serei vagabunda sempre que julgar necessário.
Fora que sermos criticados por certas mídias não é demérito algum. Preocupante seria se elas concordassem com nossos posicionamentos.

87 comentários:

Maíra disse...

Excelente texto, Ana, parabéns! Também estive presente na marcha contra o Feliciano daqui de Belo Horizonte e, ao mesmo tempo que recebi o apoio de muitos amigos, fiquei impressionada com o posicionamento de alguns colegas evangélicos que se sentem "discriminados", alegando que os crentes estão sofrendo preconceito!

Muito difícil fazer algumas pessoas compreenderem que essa luta é de todos e não tem NADA a ver com o fato do Feliciano, Bolsonaro e cia serem evangélicos!

Sara disse...

Ana vc não esta só, minha filha trabalha até de sabado e Domingo, elas esta fora em outro pais a trabalho, recebeu uma folga de apenas 2 dias e veio ao Brasil, em vez de descansar ou se divertir, ela achou mais importante ir a manifestação organizada aqui em S Paulo, contra esse pastor que não nos representa de forma alguma, eu mesmo estando gripada fui acompanha-la.
Portanto tb somos VAGABUNDAS E BADERNEIRAS com muito orgulho, e vamos continuar a protestar falem o q falarem.
Até q vejamos um mundo mais justo para todos...

Huan Icaro Piran disse...

Como sempre o jornalismo da grende mídia atende aos interesses dos seus contratantes contra os interesses do povo.
A luta de vocês é um ato heróico e tem o apoio de todos nós que queremos uma sociedade melhor. Vocês não estão sozinhos nessa de forma alguma.

Rick disse...

Marco Feliciano não me representa. Mas representa as milhares de pessoas que votaram nele, por mais incômodo que isso seja para mim.

Julia disse...

Vi esse vídeo do Bolsonaro xingando os manifestantes e não estou acreditando.. Como isso é possível? Um cara desse ser deputado? E tem gente que apoia.. Como é possível existir tanta gente escrota nesse mundo?

Socorro.

Anônimo disse...

Como disse alguém lá no vídeo: MAIS QUE UM PARLAMENTAR: BOLSONARO É UM HERÓI.

Huan Icaro Piran disse...

"MAIS QUE UM PARLAMENTAR: BOLSONARO É UM HERÓI."

Sim, ele veste a cueca sobre as calças e entra em prédios em chamas para salvar pessoas...

Ana Vitória disse...

Lola, mais uma vez eu agradeço pelo espaço. Da mesma forma como a grande mídia tem sua liberdade de expressão, nós temos a nossa para responder.

Todos os que estão ao nosso lado me fazem ter esperança, e me dão a certeza de que somos muitos indivíduos espalhados pelo país inteiro, que não estamos sozinhos. MUITO OBRIGADA MESMO! ESSA LUTA É NOSSA!

Ana Vitória disse...

Maíra: Eu vejo as articulações dos coletivos e percebi muita preocupação deles em evitar qualquer tipo de ofensa de caráter religioso. Estão destacando o tempo inteiro que o que discutimos é política, e não religião, e que o fato do Feliciano ser pastor é um mero detalhe. Qualquer pessoa de bom senso, inclusive evangélicos, estão ao nosso lado. ´Só que infelizmente, algumas pessoas tem dificuldade em entender.


Sara: Parabéns a vc e à sua filha! Tenha certeza de que estão fazendo a diferença - todas nós.

Idealista Chata disse...

escrota tipo o Anoon do 12:35 ai?

tem varios..

milhares..milhões..ms um dia eles não serão nada..um dia eles serão pouquimos..enossas vozes nunca serão caladas..nem hj e nem nunca.!!!

texto MaravilhosoO...

Gabriela Luzia disse...

Acho que essa parada de "decidir os direitos das minorias" já é um absurdo. Deveria ser feita uma simples pergunta: a decisão a ser tomada é a respeito do DIREITO DE IR E VIR - que não interferirá na vida alheia nem causará dano a quaisquer outros grupos - DE PESSOAS X? Pronto. Pode. É tão simples que cansa. CANSA.

E a falta de palavras pra falta fucks to give da maioria das pessoas à nomeação do Feliciano pra PRESIDENTE DA COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS me aperta na garganta. Esses dias vi um comentário dizendo: "Dêem uma chance pra ele, ué, não é porque não concorda com os gays que será um mal político, deixem ele cuidar da educação que é pra isso que foi eleito." Ah, meu cu. MEU CU.

Como alguém consegue achar que uma pessoa que luta declaradamente contra os direitos de alguém because fuck you that's why merece algum tipo de crédito?! COMO uma pessoa não se toca que alguém que tá na CDDH, que é a RESPONSÁVEL por garantir os direitos das minorias não tem que ter o pré requisito de não ser uma pessoa carregada de preconceitos que luta contra a liberdade dos grupos que despreza?!

Ótimo que o Marco Feliciano represnete 200 mil pessoas. Que vá ser encarregado dos direitos dos evangélicos, NÃO DE UMA MINORIA QUE ELE JÁ CHAMOU DE PODRE!!!!

E aí eu vejo bostinhas tipo o anônimo das 12:15 dizendo que um cara que diz uma caralhada de merda sem fundamento, prega a violência e a submissão E MANDA GENTE QUE TÁ LUTANDO PRA PARAR DE SER OPRIMIDO DAR O CU de herói.

E ainda nos mandam ser educadamente zangados.

Fábio disse...

O verme demagogo, herege do inFeliciano,foi uma jogada de mestre do partidão, enquanto os incautos gastam energias contra a nomeação do babaca, demagogo herege do Feliciano, dois corruptos mensaleiros condenados pelo supremo, Zé Genuino cuecão milionario, e João Paulo Cunha abocanham a mais importante comissão da câmera, O CCJ ( comissão de constituição e justiça) numa clara manobra e burlar a lei e a constituição.
A pergunta e : quando a massa de manobra vai se dar conta que esta sendo usada?

Anônimo disse...

Nem quero imaginar que tipo de critérios e que espécie de ~pessoa~ consigera bolsonaro um héroi.

Fábio disse...

Eu notei que vocês estão fazendo de tudo para não citar o nome da ♥Rachelzita Sheharezade♥ professora, kkk, ela e fantastica♥

Julia disse...

Anon fofo das 12:35

Tinha gente que falava que Hitler era um herói também. Aliás, tem gente que fala isso até hoje.

Se eu vir alguém falando isso perto de mim eu vou sair de fininho, me afastando lentamente.. vai que é doença essa merda?

Mary Janne disse...

Lola, tá sabendo disso?
http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/03/mulher-condenada-morte-topless-em-protesto.html

Julia disse...

Tem gente até que quer que o Bolsonaro seja presidente. Acredito que algumas dessas pessoas estejam falando a sério. Qual o nível de sanidade mental de uma pessoa que diz uma coisa dessas?

Que no Congresso e entre políticos em geral há vários psicopatas eu já sei. Aquilo é um antro de psicopatas.

Maaaaaaaas e as pessoas que as apoiam, que votam nelas, que as defendem, o que elas são? Essas pessoas não estão numa experiência de Milgram, elas podem escolher.

Religião é um experiência de Milgram. Os evangélicos apoiadores de Felicianos estão dentro dessa experiência. Como se faz pra tirar essas pessoas desse estado catatônico?

wagner disse...

Acho ótimo que haja bastante gente protestando contra o protestante, mas quero antes comentar a sua introdução, Lola.
primeiro, que direita é essa que detesta o governo? o Renan? o Sarney? o Edir Macedo? o Maluf? os banqueiros? os empreiteiros? o Eike Batista? Ou será que esse pessoal agora é de esquerda e eu não sabia?

Outro ponto: é uma excrescência esse cara presidir a comissão, todos estamos de acordo, mas o que se podia esperar de um congresso onde cada vez há mais evangélicos atuantes(sendo apoiados e apoiando o governo). Nossa sociedade é conservadora (se formos fazer um plebiscito ganham os contra-aborto, contra-casamento-gay, favor-pena-morte-tortura, etc, não se iluda.
Cabe à elite (no bom sentido) pensante do país brigar contra isso, e caberia, se não fosse os acordos espúrios, a um governo supostamente de esquerda, brigar contra esse conservadorismo, mas do jeito que vamos, Feliciano tem tudo a ver, não me surpreende, embora em assuste.

Julia disse...

A Rachel mil e uma noites vai ser demitida. O Seu Silvio Santos detesta crentelhos.

Anônimo disse...

Lola, tá sabendo disso?
http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/03/mulher-condenada-morte-topless-em-protesto.html
--------------------------------------------
A culpa parcialmente é do Femen, por estimular tanto essa forma de protesto apelativa e ridícula, que nem deveria ser cogitada em um país como a Tunísia.

Anônimo disse...

Jair Bolsonaro para presidente do Brasil!

Anônimo disse...

Acho bem complicada essa questão dos jornalistas... Sou formada em Comunicação Social - Relações Públicas e pra quem não sabe ehehe, praticamente metade das matérias de Relações Públicas, publicidade e jornalismo são feitas pelas três áreas, afinal, antes de nossas habilitações, somos comunicólogos... Assim a gente percebe que existe ideologia por trás de cada colega que se forma em jornalismo... Você vê isso nos professores e nos alunos... Ideologias que buscam um mundo melhor (claro que há exceções como em todos os lugares)... Mas quando você vai parar dentro de um jornal, de uma rádio, revista ou TV, a coisa muda... Porque são empresas privadas... Eu mesma já tive experiências com rádio e jornal e quando você está lá dentro, você precisa se submeter ao que a empresa pede... afinal, se você não quer, está cheio de gente lá fora querendo um trabalho não é mesmo? A grande questão é, claro que existe jornalistas ruins assim como existem médicos, advogados, professores e outros profissionais que não são bons, mas existem vários profissionais em todas estas áreas que são excelentes... O problema não é o jornalista X, é o meio de comunicação. São os meios de comunicação que precisam - os chefões - que precisam buscar um compromisso social ao invés de aliados políticos e por aí vai... Mas... Enfim... São empresas privadas! E toda empresa privada defende seu interesse... É nossa sociedade capitalista... Como mudar isso?

Anônimo disse...

"Tinha gente que falava que Hitler era um herói também. Aliás, tem gente que fala isso até hoje."

Hitler: causou a morte de inúmeras pessoas.

Bolsonaro: suas opiniões honestas irritaram inúmeras pessoas.

É, dá para ver que os dois estão no mesmo nível de malignidade.

Idealista Chata disse...

e la vem o fabio do mingau vomitar pensamento de direita capitalista no comentarios...

ja parou de sermachista fabio?
ou ainda acha que mulher d everdade eh aquela que faz mingau??

ainda acha que o feminismo é inutil?


André disse...

Concordo com tudo. Mas não deixa de ser irônico ver pessoas que passaram 10 anos xingando o PT por não ter feito nada pelas minorias, criticando o PT por ter aberto mão da CDHM.

PS: Não estou me referindo à autora do post, que eu nem conheço.

Junior disse...

Excelente post.
Mais uma vez (assim como ontem) vou apenas deixar aqui minha indignação com o TOTAL silêncio do PT e principalmente da Pres. Dilma sobre o assunto. Infelizmente, se a eleição fosse hoje, a presidente não receberia meu voto para mais 4 anos.

Luíza disse...

Ana, a revista, ou qualquer outro veículo de imprensa, não tem direito de publicar qualquer imagem sua sem sua autorização. Principalmente se ela usa sua imagem para fazer comentários desrespeitosos - cabe um processo por calúnia

"Salvo se autorizadas, ou se necessárias à administração da justiça ou à manutenção da ordem pública, a divulgação de escritos, a transmissão da palavra, ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais."

Se eu fosse vocês contratava um advogado e dava uma ferrada nessa revista horrorosa.

Idealista Chata disse...

Mary Janne..
li e fiquie chocada..
e tbm li os comentarios..e fiquei triste em pensar que talvez quem comentou esteja condenando por que eh em outera cultura..outro deus..se fosse no Brasil era outra historia...se eh pra apoiar a marcha das vadias logo vem todo mundo criticando...falando mal da marcha..dificil viu..dificil..

lola aronovich disse...

Sim, Mary Janne, estou sabendo da jovem tunisiana que decidiu fazer uma homenagem ao Femen (aparentemente ela não faz parte do Femen e não há Femen na Tunísia), e acabou sendo agredida verbalmente por um clérigo muçulmano. A notícia está circulando por todo o mundo, há petições pra defender a moça, vai haver protestos e tal. O problema é que, pra variar, o Femen ou não está sabendo se comunicar, ou está passando informações erradas. Quando vc lê a manchete ("Mulher é condenada à morte por fazer topless em protesto"), o que vc pensa? Eu, pelo menos, pensei que o governo da Tunísia tivesse condenado Amina à morte. Só que não tem pena de morte na Tunísia. Também achei estranho que ela tivesse sido condenada a açoitadas e apedrejamento. Que eu saiba, e este texto em espanhol só confirmou, apedrejamento É pena de morte. É uma forma brutal de matar alguém. Então será que alguém realmente seria açoitada e depois apedrejada? Não soa estranho?
Mas a "condenação" não tem nada a ver com o governo da Tunísia. É a opinião de um líder religioso, que não tem poder nenhum de açoitar ou apedrejar alguém. Também não parece ser uma FATWA (uma perseguição contra os hereges, como existe faz décadas contra o escritor Salman Rushdie). O que me pareceu é que um maluco e fanático religioso condenou o que Amina fez. Ou seja, imagine pegar o que mascus sanctos dizem sobre mim quase todo dia ("Lola deveria ser açoitada e morta por escrever essas m*rdas feministas") e transformar na manchete "Lola é condenada à morte por ser feminista". Ficaria um pouco exagerado, né?
Obviamente que esse líder religioso tem que retirar o que disse e pedir desculpas (e ser processado?), e se Amina sentir-se seriamente ameaçada, o governo da Tunísia deve protegê-la. E vi que um grupo hacker invadiu o site onde estavam as imagens. É realmente lamentável ver tanta misoginia, como se Amina (ou qualquer outra pessoa) não tivesse o direito de mostrar os seios para protestar. E é igualmente deplorável que nem a família lhe dê apoio.
Mas TODAS as notícias sobre qualquer coisa relacionada com o Femen devem ser bem analisadas antes de divulgadas (lembra quando o Femen Br divulgou que uma de suas integrantes tinha sido sequestrada no aeroporto? E ela só tinha ido embora sem avisar?). O Femen é um movimento MIDIÁTICO, ou seja, o mais importante pra ele, muito mais que qualquer mensagem que quer passar, é sair na mídia. Não tem evento que o Femen de qualquer país programe sem pensar na cobertura da mídia. Toda a mídia é avisada antes do evento. E o Femen é muito bem sucedido em conseguir essa cobertura, não se pode negar. Não é muito bem sucedido, a meu ver, em passar ideias feministas e revolucionárias...

Luíza disse...

Só para completar. Se você está numa manisfestação pública, a revista pode sim usar sua imagem, por uma questão informativa.

Porém, o que ela não pode é pegar a sua imagem e especificamente fazer comentários depreciativos que vão contra a sua "honra".

Julia disse...

Ah, que maravilha as religiões..

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/03/mulher-condenada-morte-topless-em-protesto.html

Difícil até escolher qual a melhor.



Desculpa, mas eu acho que temos que discutir religião, sim. O fato de Feliciano ser pastor NÃO é um detalhe.


"Os familiares apoiam a sua sentença de morte" [...] "A nossa filha é vítima de manipulação mental, de lavagem cerebral. Devemos lutar contra este flagelo para salvar as nossas meninas”,

disse a MÃE que é a favor que a sua filha de 19 anos seja apedrejada até a morte por mostrar os seios........


Se isso não é sofrer uma lavagem cerebral das mais NEFASTAS, eu não sei o que é.


Será que essa mãe, essa família, vai assistir o apedrejamento? Porque eu ouvi dizer que demora, a pessoa demora pra morrer, fica agonizando. Mas vale a pena, o seu lugarzinho no céu estará reservado depois disso. Alá gosta de gente obediente.



Chupem essa macus. Vocês não tem 0,000001% da coragem qua a Amina teve, seus BOSTAS.



Anônimo disse...

Fábio, você não prestou atenção que o texto fala exatamente disso? Se as pessoas que reclamam da falta de posicionamento nesses casos também se posicionassem (ao invés de taxar quem se posiiona, mesmo que seja pra defender os próprios interesses de "vagabundo"), problemas como esse não aconteceriam

Anônimo disse...

sobre a Rachel Sheherazade,saiu isso ontem:
http://br.tv.yahoo.com/blogs/notas-tv/funcion%C3%A1rios-sbt-fazem-movimento-contra-apresentadora-sbt-brasil-140006896.html

Idealista Chata disse...

sabe quando o Bolsonaro vai ser presidente?

NUNCA!!

kkk..vcs são umapiada..de mal gosto..mas uma piada...


pra quem diz que ele eh honesto..sinto pena de VC..pena!! vc eh um coitado mal informado..
que fala por Deus mas não entende NADA dele..então reze para não existir um inferno..por que se existir é pra la que vc vai.. ;)

Julia disse...

Anon 14:51

A diferença entre um e outro pra MIM é só o poder. Hitler adquiriu poder para mandar matar milhões de pessoas, Bolsonaro não tem e nunca vai ter esse poder, mas se tivesse...

E nem me acusem de usar a Lei de Godwin porque é isso que eu penso mesmo. E penso o mesmo de todos os seguidores dele. Um nazista, neo-nazista ou seguidor de Bolsonaro é tudo a mesma merda.

Emy disse...

Bom, o cidadão repugnante que disse tamanho absurdo - de que protestar é coisa de gente com a vida ganha e gente vagabunda - deve desconhecer os militantes da Ditadura e que lutaram para tirar Collor da presidência. Pior ainda, é falar que meia dúzia de baderneiros pedem a destituição de Feliciano, sendo que os protestos estão no Brasil todo! Isso porque disse ser imparcial. Medíocre e estúpido.

Fábio disse...

Julia disse...
A Rachel mil e uma noites vai ser demitida. O Seu Silvio Santos detesta crentelhos.

26 de março de 2013 14:42
-------------------------------------
acho dificil o Silvio Santos censurar...já que ele a contratou exatamente por ter opiniões pertinentes, não vai se dobrar a censura.
Jornalismo 'chapa branca' - o Brasil tem de sobra. Deixe a Rachelzita falar !!!

Pinup-stache disse...

Ana, excelente texto. Participei da Marcha em SP mesmo não sendo parte da comunidade LGBT, não sendo negra ou feminista. Qualquer pessoa em sã consciencia entende que esse senhor tem ideas retrogradas que deveriam ter sido deixadas nos livros de historia (ou até mesmo nunca terem existido). Abandonei o jornalismo por causa desses acefalos que deveriam ser imparciais mas ficam do lado do governo

Sara disse...

Que eu saiba o FEMEN comunicou q Amina esta desaparecida e que existe ameaças dos PALHAÇOS desse radicais islâmicos q eu odeio do fundo da alma.
Se houver protesto contra essa situação estarei la, considero o FEMEN um movimento feminista, posso não concordar com tudo que eles protestam, mas boa parte da luta deles é minha tb.
E eu apoio todos os grupos feministas, por principio, lutou pela igualdade de direitos entre todos, pode contar comigo.

Marcelly disse...

opinião pertinente?

tipos as suas Fabio?

me economiza vai..

Azul disse...

Parabéns, Ana e Lola! Vocês me representam e me enchem de esperança. Também estive na vigília em frente ao Congresso Nacional ontem e permaneço pronto para batalhar em favor do amor, da tolerância, do respeito e dos direitos humanos. Beijo grande a vocês e a tod@s que seguem lutando por um Brasil melhor, mais livre e mais justo.

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/03/psc-decide-manter-feliciano-na-comissao-de-direitos-humanos.html

Anônimo disse...

O tal Feliciano tem pessoas ignorantes que fazem dele um ídolo, mas tem Silas Malafaia, Edir Macedo, R.R. Soares, Valdemirio Santiago que estão com as contas bem gordinhas em paraísos fiscais, seus fiéis sem acesso a informações, educação, estudos é nicho para cidadãos como estes aí, onde tem um ser preconceituoso, homofóbico e racista como presidente da Comissão de Direitos Humanos. Está ficando complicado no Brasil ser espírita, umbandista ou ir em um terreiro de candomblé. Eu sou espírita e na cidade onde moro não tem centro espírita, umbanda ou candomblé, só igrejas evangélicas, batistas ou católicas. Encontros só nas casas de quem é destas religiões ou filosofias e são poucos, pois quem vai é discriminado no trabalho, escola, fora que um centro de umbanda aberto recentemente na cidade foi fechado e o argumento? Problemas na rede elétrica, contrato, escritura. Muitos adeptos de religiões evangélicas tem simpatia com o fundamentalismo islâmico e isso pode ser um paiol de pólvora a ser ignorado, mas com o passar do tempo explodir e sabe qual será as consequências. Foi assim no Afeganistão, Iraque e outros países islâmicos e isso está acontecendo aqui e todos estão catônicos, parecem não estar vendo o barril pólvora a ser aceso e quando explodir será muito tarde.

Anônimo disse...

Lola, faz pouco tempo que conheci seu blog, mas já virei fã! Tenho 18 anos, e lhe digo que seu trabalho me tem feito repensar várias coisas. Sempre que venho aqui e leio aos relatos me sinto revoltada e descrente com a sociedade! Mas ao mesmo tempo percebo que há muito a ser feito e mudado, pra ontem! Sempre me pergunto como posso, no meu dia-a-dia, tornar o mundo um tiquinho mais igualitário. Enfim, queria lhe dizer isso.

Mudando de assunto, gostaria de saber a sua posição em relação a legalização da maconha. À primeira vista pode parecer uma dúvida fora de contexto, mas acho pertinente, uma vez que este é um blog voltado para temáticas de conquistas de direitos e justiça. Beijos.

Rebecca disse...

Quando eu era mais jovem, tipo adolescente, e eu via pessoas falando que queriam ir embora do Brasil porque essa país era uma merda, eu pensava

"mas que covarde! se você acha que o brasil está ruim você como brasileiro deveria fazer a sua parte pras coisas melhorarem e não simplesmente ir embora!".

mas depois que eu me tornei feminista, passei a ter um senso crítico mais aguçado para várias questões, não somente em relação às mulheres, passei a questionar mais as coisas, me dá um desespero tão grande de ver situações como essa, uma desesperança tão grande que eu acho que não tem jeito não.

vai demorar décadas e décadas pra esse país tomar jeito.

eu tô cansada.

às vezes eu tenho vontade de ir embora pra um país mais civilizado e deixar tudo pra trás.

Anônimo disse...

essa "jornalista" do inferno que apresenta um jornal no SBT é um dos seres mais odiosos que apareceram no cenário nacional nos últimos tempos.

Anônimo disse...

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/03/vaticano-sauna-gay-europa.html

Vaticano é acusado de gastar R$ 58 milhões em apartamentos em complexo que abriga maior sauna gay da Europa. Local é conhecido por suas “noites de urso”

“Se você não pode ir a uma sauna gay por medo de ser visto, o que você faz com milhões de euros roubados de italianos? Compra um bloco de apartamentos com a sauna dentro”


RIARIARIARIARIARIARIARIARIARIARIARIA

Ana Vitória disse...

Anônimo das 14:51 sobre jornalistas

Sabe, por mais que eu saiba como funciona a dinâmica do mercado, tem formas de escrever no mínimo éticas, mesmo que transmitindo a visão da empresa. Acho muito perigoso a gente apontar para o capitalismo e não criticar os jornalistas pelas suas palavras, até mesmo pq eles são SUJEITOS e não meros bichinhos amestrados. Duvido que Reinaldo Azevedo escreva as barbaridades que ele está acostumado pq o chefinho mandou. É óbvio que ele concorda com o que escreve. Se é por má fé ou paixão ideológica eu não sei, mas ele está completamente de acordo com suas palavras. Talvez por isso mesmo ele esteja na Veja, por ter posicionamento tão parecido com o que a revista quer.


Junior:

O silêncio de Dilma tem nos incomodado muito! Ela não deu nenhuma declaração sobre o ocorrido, e me pergunto: pq tanto silêncio? Onde está a guerrilheira que não temia nada, e agora teme a Bancada Evangélica? Isso vem me incomodando desde as discussões sobre o kit antihomofobia. Não foi pra isso que votei nela!

Do PT eu nem digo, pq tem parlamentares do PT que não estão em silêncio. Vide Nilmário Miranda, Érica Kokay, Janete Pietá, Domingos Dutra... Eles inclusive são componentes da Frente Parlamentar de Direitos Humanos, e nas reuniões da CDHM tem batido de frente com Feliciano e manifestam todo o repúdio pela sua presidência.


André:

Mesmo com todas as falhas do PT, querendo ou não, nenhum outro governo fez mais pelas minorias do que ele. Poderia ter feito mais? Poderia, mas tb não podemos negar esse mérito. Poderia não ter aberto mão da CDHM? Também poderia, mas outros partidos também não a quiseram. Agora é hora de chamar atenção à fragilidade dessa comissão e a necessidade de que ela não caia em mãos erradas, para que NUNCA MAIS ISSO ACONTEÇA. Hoje, com a não renúncia de Feliciano EU ESTOU DE LUTO e vou voltar ao Congresso! NÃO PODEMOS PARAR JAMAIS!


Anônimo das 14:51

Eu nem deveria responder a esse comentário infeliz. A diferença entre Hitler e Bolsonaro é que o primeiro conseguiu o apoio da maior parte da Alemanha, enquanto o Bolsonaro ainda não tem esse privilégio.


Anônimo das 16:55

O fundamentalismo religioso é uma realidade no mundo inteiro. Nos EUA os fundamentalistas cristãos são um obstáculo em sua política. Quando Feliciano fala em implantar um "governo dos justos" fico com medo, pq é um perigo real. Talvez não tanto do tamanho do nosso medo, mas é uma ameaça. E devemos lutar para garantir a laicidade do Estado brasileiro que já é tão fragilizada.


Azul

Estamos juntos colega! Não vamos fugir à luta! Nos representamos mutuamente!


Luíza

Eu saí na chuva foi pra me molhar, mas um dos ativistas foi bem explorado pelo tiozinho da Veja, e de uma forma que acho que se enquadra no que vc colocou. Se eu estivesse no lugar dele, eu iria tomar providências.

Julia disse...

A Rachel Reaça não será censurada, ela vai ser de.mi.ti.da.
E por justa causa, mascu da aveia.


-------

"A culpa parcialmente é do Femen, por estimular tanto essa forma de protesto apelativa e ridícula, que nem deveria ser cogitada em um país como a Tunísia."


O Femen não tem culpa NENHUMA. Porque as pessoas se ofendem tanto por causa de seios? A Amina não vai ser apedrejada, mas se fosse a culpa seria inteiramente de quem decidiu apedrejar. Pois que as mulheres protestem com os seios nus em todos os países muçulmanos!

Anônimo disse...

Por que os profissionais de passeata não protestam contra Edir Macedo? Sim. Vejam a opinião dele sobre homossexualidade e sobre as religiões de matriz africana . Ele escreveu até um livro chamado "Orixás, caboclos e guias", basicamente para afirmar que religião africana é culto ao diabo. Respondo: porque ele é aliado ideológico do governo.
Por que os comunistas de beira de piscina não se revoltam contra o cargo público de Netinho de Paula? E contra o ato homofóbico de Marta Suplicy de "acusar" Kassab de ser homossexual? gays não podem ser prefeitos?
Por que vocês revolucionários de shopping center têm como queridinho o homofóbico e misógino Mahmoud Ahmadinejad? sim, ele é um dos melhores amigos de Lula, de quem recebe abraços e elogios constantes.
A indignação de vocês é tão seletiva..pregunte ao ministro petista Crivela o que ele acha do homosseualismo...Se Feliciano pertencesse ao partido dos mensaleiros, estava todo mundo caladinho...

lola aronovich disse...

Anônimo, por que vc não pensa antes de escrever besteira? Vc acha que alguém aqui gosta do Edir Macedo? Se ele fosse presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, estaríamos nas ruas protestando, pode apostar. E se Marco Feliciano fosse apenas um parlamenar -- não o presidente de uma comissão que vai tratar de assuntos importantes sobre minorias --, a gente estaria c*gando e andando pra ele.

Júlia disse...

O que me dá esperança é que as pessoas estão se manifestando em massa contra isso. Mas acabei de ver - mais uma- notícia de cyberbullying com uma menina de 11(!!!) anos que me deixou super triste:
http://literatortura.com/2013/03/26/julia-gabriele-e-o-porque-de-o-cyber/

Ana Vitória disse...

Anônimo das 19:25


Sério, quando leio comentários como o seu fico descrente da humanidade.

Como a Lola falou, se Edir Macedo fosse presidente da Comissão, iríamos protestar. Netinho de Paula idem. Ambos são despreparados para comandarem uma comissão como essa.

Quanto ao Feliciano, vc se esqueceu que ele apoiou a candidatura de Dilma? Na campanha pela presidência o PSC não era oposição, pelo contrário, era partido coligado (infelizmente). Só aí seus argumentos já falharam.

Quanto à Marta Suplicy, suas declarações repercutiram muito negativamente pelos próprios movimentos LGBT. Injusto dizer que não fizeram nada.

E quanto à Ahmadinejad, vc se esqueceu da onda de protestos que teve na sua vinda ao Brasil? E não foi no shopping center.

Sério, esse medo do PT embaixo da cama chega a ser irracional.

Anônimo disse...

Essa história me deixa muito abatido. Já assinei tudo quanto é protesto na internet e compareceria a qualquer protesto que houvesse aqui também. Já não sei mais o que fazer.

Anônimo disse...

Ana Vitória... Não disse que os colegas jornalistas são bichinhos adestrados... Cada um tem sua opinião, é verdade, mas cada meio de comunicação tem suas particularidades... Caramba, certa vez, quando eu trabalhava como produtora de uma emissora de rádio regional, o chef simplesmente chegou e pediu para eu cortar todas as informações positivas que viessem de determinada cidade pq a prefeitura não havia renovado o contrato como anunciante, assim sendo, era para colocar no ar apenas as informações negativas. O que eu poderia fazer? Deixar de pagar minhas contas? Tem muito jornalista sim que concorda com a posição que sua empresa, repito EMPRESA (jamais podemos esquecer que um jornal ou outro meio é uma EMPRESA), pq temos opiniões... Mas muitas vezes o meio (a EMPRESA) defende determinada posição e mesmo que o jornalista não concorde ele precisa colocar aquilo no ar, pq não depende apenas do repórter (que é o peixe pequeno nisso tudo) ou mesmo do âncora, depende dos chefões... O chefão quer que coloque tal matéria, você coloca, ele não quer, você não coloca... Ou coloca mesmo assim... e vai parar na rua e procure outro emprego ou deixe de pagar suas contas... Ah... As comunitárias... os meios comunitários também são empresas... Caramba, palavra de quem já teve um programa numa emissora comunitária... você precisa colocar a m* da propaganda como apoio cultural quando na verdade é uma propaganda assim como numa emissora privada, e o meio comunitário tbm vai defender seu interesse e o repórter ou âncora continua sendo um peixe pequeno... Um peixe pequeno que tem opinião, claro, mas não pode nadar contra a corrente...

Carol disse...

Lola, sei que foge do assunto do post, mas acabei de ler esta reportagem sobre violência obstetrícia, muito completa e séria.

segue o link: http://www.brasildefato.com.br/node/12454

Luiz Prata disse...

Protestei nas ruas contra este senhor indevidamente colocado na CDDH, e o fiz em pleno exercício do direito democrático de protestar.
Meu saudoso avô paterno era negro, certamente com ascendência africana. E vem esse sujeito ofender meus antepassados?
E também tenho amigxs LGBTs cujos direitos esse cara quer negar.

Se ninguém contestasse nada, o mundo estaria estacionado em algum século do passado.

Fábio disse...

Julia disse...
A Rachel Reaça não será censurada, ela vai ser de.mi.ti.da.
E por justa causa, mascu da aveia.

--------------------------------
Não se preocupe Juju chatinha, se o Homem do baú demiti-la pela mnhã, tenha certeza que a tarde ela estará de contrato novo com a record, ou band.

Luiz Prata disse...

Vídeo com um belo depoimento de uma moça cristã, deixando claro que Feliciano e Malafaia NÃO a representam.
http://www.youtube.com/watch?v=yqsW7YDNlsk.

Jéssica disse...

Uma coisa que incomoda e' que de novo alguem fala coisas homofobicas, racistas E misoginas, mas so' os dois primeiros sao citados! As noticias, as pessoas, ninguem parece lembrar que misoginia/machismo tb sao problemas graves.

Feliciano disse que os direitos das mulheres prejudicam a familia, e ele nao estava citando a legalizacao do aborto, mas o direito das mulheres simplesmente trabalharem!

Ana Vitória disse...

Anônimo das 20:54


Eu entendo tudo isso que vc colocou, mas no caso das críticas do meu post, creio que os autores (para ser mais específica: Reinaldo Azevedo e Rachel Sheherazade) foram além da empresa. Deram as suas opiniões mesmo, o que temos direito de refutar.

Rafaela Lopes disse...

Lola, fugindo do assunto do post, você viu esse caso?? http://literatortura.com/2013/03/26/julia-gabriele-e-o-porque-de-o-cyber/

Anônimo disse...

Sinceramente?

Esses movimentos de "minorias" são todos financiados por ONG's.

Conheço gays, por exemplo, que não estão nem aí para o Feliciano, quanto para o Jean Wyllys.

Curiosamente, o Deputado Federal que diz representar os gays do país (sim, tem um vídeo em que ele diz isso), quando encontra opiniões contrárias de outros gays, desconsidera e debocha deles.

É muito narcisismo e arrogância para uma pessoa só.

Ass:

Dereck.

Sara disse...

http://www.change.org/petitions/petitioning-tunisian-government-amina-must-be-safe?utm_campaign=autopublish&utm_medium=facebook&utm_source=share_petition


Essa é uma petição ao governo da Tunisia pela segurança de Amina.

Marcelly disse...

Fabio...por que vc nao deixa de ser homofobico?

pq vc não abre sua cabeça?
por que não começa a ter mais empatia pelas pessoas?

eh dificil pra vc?

vaia além da sua capacidade?

afinal se vc está aqui todos os dias..eh pq le todos os dias..sério que mesmo lendo esses textos vc vai ser do contra?..vai continuar com sua postura retrograda?

Marcelly disse...

de acordo com o Anon 02:34 ali em cima somos financiados por ongs..ó céus..pq sera que to saindo de casa as 6:30 da manha..trabalhando..fazendo estagio..e mais a faculdade..chego em ksa as onze da noite..

como assim...pq to fazendo isso se tem uma ONG me bancando?


alienção..a gente se ve por aqui...

e quem disse que todo gay eh militante?
quem disse que não existe gay alienado politicamente?
ninguem aqui diz que todo mundo que faz parte de uma minoria o sabe disso..e quando sabe..ninguem disse que todos lutam...

e ninguem disse que o Jean só diz coisas lindas..
e se ele não representa..quem representa?

o Bolsonaro?

me economiza vai..

Mirella disse...

Marcelly, este tem sido um burburinho constante sobre qualquer crítica, tudo é "financiado".
As pessoas simplesmente não acreditam que existam outras que se importam com alguma coisa ou causa. Medem os outros pela sua régua, é o que penso. "Bom, eu jamais perderia meu tempo lutando por alguma coisa, então se essa pessoa faz, só pode ser por dinheiro".
TUDO que é militância fica relegada ao patrocínio.
Até fico me sentindo meio tonta militando assim, de graça.
Tem Catho pra militância?

Fábio disse...

Marcelly disse...
Fabio...por que vc nao deixa de ser homofobico?
-
Desde quando eu sou homofobico ?
A falacia do espantalho, de quem acha que me conhece por meia duzia de comentários, eu não tenho nada contra a opção sexual de ninguém, quando eu me posiciono contra a pornagrafia generalizada que a sociedade esta se tornando, eu critico tanto o comportamento de héteros quanto de homossexuais.
Eu sempre me relacionei com respeito com gays e lesbicas que me trataram com respeito também,inclusive tenho uma companheira de trabalho lesbica, que sempre sai comigo para barzinhos, e dorme em casa quando fica tarde, e uma pessoa de muita dignidade,um ser humano acima de tudo, e nunca quis usar de uma opção sexual para afirmar que as opiniões dela são melhores que a minha.
Cada um tem de mim, exatamente aquilo que cativa.

Anônimo disse...

Assim como a autora do post , não tenho amigos ativistas/militantes.
Sou mulher, branca, casada,bissexual, profissional liberal, de família classe média alta. Não possuo nem mesmo amigos que compartilham algo dos meus ideais. E só não me sinto só e isolada, porque tenho vocês.
Obrigada a todxs!
Parabéns Ana Vitória!

Daniel disse...

Vejo muita CRISTÃOFOBIA nesses protestos todos

Aline Jacob disse...

Esses dias postei em meu facebook algo sobre a indecência desse Feliciano à frente da CDHM e um amigo faz o seguinte comentário: "Esqueceram do Renan?"
Putz!
É exatamente como disse a Ana. Veio de uma pessoa que não faz nada em relação a nada, e ainda quer cobrar de quem faz.
Essas pessoas acham que um protesto só é válido em função de outro, e não da causa!
Fico pensando que daqui a pouco colocarão um pedófilo à frente da Comissão dos Direitos da Criança e do Adolescente e vamos ter que assistir a tudo calados, afinal, não podemos esquecer do Renan!
Ora, faça-me o favor!
Como se uma coisa excluísse a outra...

Idealista Chata disse...

a claro que não é Fabio..mas apoia que defende os direitos dele??ou
defendendo aquela jornalista nojenta?
vem ca..qual a sua logica heim meu filho?

explica pq ta dificil de entender..


e seus comentarios eh o que vc diz..não quer ser tachado assim...comente melhor..ou não comente...aqui vao te julgar pelos seus comentarios s evc aindanão percebeu isso....ou vc acha que vc vai vir falar merda todod dia mas todo mundo vai pensar no fundo que vc eh um cara legal?

vc não adora vir aqui falar das feministas..então...exatamente como vc disse...vao ter de mim o que cativarem....e é isso que vc consegue quando apoia homofobicos..que as pessoas pensem que vc tbm o é...
e nem todo homofobico trata gays mal..tem os inrrustidos..que tem amigos gay mas eh contra qualquer manifestação deles por seus direitos..como essa que aquela jornalista falou..apoiar ela..eh apoiar a homofobia..e no caso..outros preconceitos...eh como apoiar Hitler e se dizer não racista..nao homofobico e pro direitos humanos...tenha um discurso mais coerente que ninguem vai te tachar dessas coisas..





-Marcelly

Idealista Chata disse...

Mirela..


é bem isso mesmo viu...
falo tuudinho emais um pocooO..

!!!

Idealista Chata disse...

Mirela..


é bem isso mesmo viu...
falo tuudinho emais um pocooO..

!!!

Dostoyevski disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sphynx disse...

Feliciano é um pacotão do preconceito. Chamou mais atenção o fato de ele fazer declarações racistas e homofóbicas, mas ele também falou contra a igualdade entre os gêneros, contra as religiões afrobrasileiras (parece que tem um vídeo em que ele fala que os pais-de-santo devem ser "sepultados" e os terreiros devem acabar), e nem mesmo os animais ele deixa em paz: ele propôs um projeto de lei para extnguir a raça pitbull.

Embora não se fale de cassar o mandato dele, a verdade é que tanto a presidência dele na Comissão de Direitos Humanos quanto o próprio mandato parlamentar dele são uma piada de mau gosto. Ter alguém com uma mentalidade dessas fazendo as leis do país e tendo recebido tantos votos escancara que tem alguma coisa errada com o eleitorado nacional.

Vejo tanta gente falando "que país é esse que elege Titirica?", mas se parar para olhar, Tiririca é um parlamentar bem exemplar comparado a Feliciano e boa parte da bancada evangélica, composta por parlamentares processados, faltosos, e propositores de projetos de lei absurdos.

Namá disse...

Lola, Lolinha, socorro:

https://www.facebook.com/pages/Monarca-PSI-Controle-Mental-Feminino/362122347218256

Seria esse "Aijalom Wagner" um Nessahan Alita 2??

Namá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luiz disse...


Bom, gostaria de falar sobre esse tema porque em meu ponto de vista toda essa história é recheada de intolerância e radicalismo. No meu ponto de vista a liberdade de opinião deve ser irrestrita, inclusive a liberdade de falar bobagens. Até porque se fossemos proibir toda bobagem que é dita no mundo, esquerdista deveria ser proibido de falar sobre muita coisa, mas em economia a turma se supera. Em todo país do mundo que a esquerda tentou implantar sua agenda econômica a coisa mais notória que eles fizeram foi induzir um severo genocídio causado pela fome. Foi assim na Rússia soviética, na China de Mao, no Camboja e continua até hoje na Coréia do Norte. Não seria uma má ideia pedir que esquerdistas parasse de falar de economia, mas...

Não entro aqui na questão dos direitos humanos onde essa turma também tem as mãos bem sujas de sangue. Só o Fidel Castro, ídolo dos esquerdistas daqui carrega uns 100 mil cadáveres nas costas. Por causa de seu passado, esquerdista também deveria ser proibido de participar da comissão de direitos humanos segundo a lógica dos manifestantes. Mas como eles não pediram a saída dos esquerdistas da comissão, suspeito muito dessa espontaneidade da manifestação. Quer outra pauta. Há dois condenados pela justiça, vejam vocês, na comissão de.... Justiça da Câmara. Genoino e João Paulo Cunha. Pergunto. Quando que a trupe vai fazer piquete por lá? Hum!!! Duvido!! Vejam que essa turma tem mesmo um jeito muito espontâneo de se manifestar.

Bom, o texto que a autora se refere é esse do Reinaldo.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/na-base-do-berro-da-intimidacao-e-da-violencia-mas-tudo-em-nome-do-bem-ou-os-13-mil-votos-de-jean-wyllys-valem-mais-do-que-os-212-mil-de-feliciano/

Em minha opinião o texto é bem escrito e muito verídico. Reinaldo toca em pontos fundamentais do que democracia e tolerância. No meu ponto de vista só erra quando tenta colocar em dúvida a representatividade do Dep. Jean. Isso é a única mancha em um texto que poderia ser irretocável. Tanto o Dep. Feliciano quanto o Dep. Jean são representantes legítimos da população brasileira e dos setores que o elegeram de acordo com as regras de nossa democracia.

Luiz disse...

Eu faço parte do grupo que acha esse governo atual horroroso. Caso dependesse apenas de mim Mercadante nunca seria nem síndico de prédio, mas perdi nas urnas e ele acabou ministro da Ciência e agora está na educação dirigindo uma pasta que deu 56% de nota para um aluno que ensinou receita de miojo numa redação que pedia um texto dissertativo sobre imigração no sec. XXI. Dois detalhes. Não existe corrente migratória para o Brasil no Sec XXI e receita de miojo é texto descritivo e não dissertativo e a corrente migratória de estrangeiros para o Brasil deve ter sido germinado no bigode megalomaníaco do Ministro. Para efeito de comparação 36%da população de Nova Iorque é de estrangeiros, na cidade de São Paulo, a cidade brasileira com mais imigrantes, esse contingente não chega a 4%. Abstenho-me de falar sobre o hino do “Parmera” em outra redação. Só não me peçam para achar um governo desse bom.

Bom, como estou entre os 11% que acham o Governo da soberana Dilma horroroso, segundo o Datafolha, e este governo não nos representa seria o caso de nós, os 11%, começarmos a dar chutes na porta da soberana por onde ela andasse? Outra pergunta. Caso o dep. Jean fosse eleito presidente da Câmara e um grupo de evangélicos fosse lá interditar a sessões vocês apoiariam? Lembra-se de como foram esculachados as pessoas que fizeram uma marcha chamada "Cansei"? A coisa mais suave que foram chamados foi de golpistas por se manifestar contra o Governo Lula. Foram acusados de não respeitarem as normas democráticas do país. Bom mas o pastor Feliciano foi eleito seguindo todos os preceitos da democracia atual. Primeiro foi eleito pelo povo e depois pelos seus próprios pares.

Liberdade de opinião não é liberdade para fazer o que quiser. Eu não tenho o direito de interromper uma sessão da CCJ da Câmara porque dela fazem parte dois condenados pela justiça, por mais que eu ache isso absurdo (e é absurdo). Tenho todo o direito de denunciar esse absurdo que é ter dois condenados pela justiça, mas dentro das normas de civilidade. Manifestantes tem o direito de ir lá manifestar, mas não pode impedir uma sessão de funcionar. São assim em toadas as democracias sérias que já vivi. Morei na capital da Alemanha e na capital de Israel. Tanto nas sessões do Bunderstag quanto do Knesset são permitidas manifestações populares desde que não atrapalhe os trabalhos parlamentares. Obstrução de sessões legislativas é coisa para opositor constituído pelo voto. Jean Willians pode obstruir sessão da CDH. O moçoilo do cabelo esquisito que a "Veja" relata, não. Caso queira esse poder tem que passar pelo crivo dos votos e obter sucesso. Sugiro que tente daqui a 2 anos. Sem meu apoio, é claro. Tentar agredir o Deputado como relata o sitio da própria Câmara é coisa de bandido mesmo.

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/DIREITOS-HUMANOS/438770-MANIFESTANTE-E-DETIDO-AO-TENTAR-INVADIR-GABINETE-DE-MARCO-FELICIANO.html

Luiz disse...

Discordo de inúmeras posições do Pastor Feliciano, mas tirar hoje o poder parlamentar que ele tem atualmente é um golpe sim. Todo o ritual democrático para elegê-lo foi seguido. Democracia se mede pela capacidade de convivência de pessoas que pensam de maneira diametralmente opostas de você. Ham teve grupos que saíram insatisfeitos. Bom eu também estou insatisfeito com o governo da soberana Dilma e louco para ver "El Bigodon" demitido por isso lutarei para ganhar as próximas eleições. Espero que os opositores do pastor Feliciano façam o mesmo. Tentar ganhar no grito depois do jogo jogado e que a trupe acabou perdendo a disputa é golpe sim.

Julia disse...

Luiz, na Alemanha e em Israel tem homofóbico e racista na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias?


Aposto que o Luiz foi daqueles que fizeram um estardalhaço em 2011 dizendo que o governo distribuía livros didáticos ensinado a falar errado

'salvem e a educação no Brasiiiiiiiiiiiiiiiiil".

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Julia disse...

E eu posso falar por mim, se os evangélicos forem por um lado, eu vou pelo outro. Nada contra cristãos, inclusive tenho gente assim na família, mas eu não aceito. Não adianta.

Eu aqui e eles lá.








rs

Luiz disse...

Julia, na Alemanha tinha uma ministra de mulheres e da família que dizia que as idéias feministas tinha sido a pior coisa que tinha colocado na cabeça das mulheres e que as mulheres tinham que se libertar do feminismo. O nome dela é Karina Schröder. E mais, ela desce o porrete (no sentido figurado da coisa) na Alice Schwarzer. Você deve ser saber quem é Alice. Ela defende umas idéias meio esquisitas sobre sexualidade no qual, segundo ela, não é possível haver relação sexual entre homem e mulher sem que haja um processo de submissão feminina. Confesso que é algo meio confuso e a Alice sempre vem a público dizer que não queria dizer isso. Mas o certo é que todo mundo que lê os livros dela fica com essa impressão inicial. Entre os pouquíssimos livros feministas que eu li está incluso esse dela. Como a Alice é lésbica eu acho que ela está advogando em causa própria. Convenhamos, quanto mais mulheres convencidas da ideia de que homem é o capeta moderno maiores são as chances da Alice no Sábado a noite. Entendeu?

Duvida do que eu falei? Achei a entrevista que a ministra das mulheres alemã concedeu para a revista 'Der Spiegel". Lembro desta entrevista porque na época teve uma polemica idêntica a do Dep. Feliciano. Claro com toda a polidez educação característica dos germânicos. Nada de piqueteiros mal educados interrompendo sessão do parlamento no grito ou fechando a "Bismarck Strasse" em Berlin como acontece em Banânia (Ou Pindorama) com a Avenida Paulista. Também não vi ninguém pedir a demissão da Karina. Também não houve ninguém pedindo a cabeça da outra mulher que indicou a Karina, a Chanceler Angela Merkel. Piquete e falta de educação é suicídio político em país com democracia consolidada. Nem os neonazistas ousam agir com a violência e falta de educação que o tal ser do cabelo esquisito mostrou portar durante a referida sessão da ultima semana no parlamento de Banânia.

http://www.spiegel.de/international/germany/interview-with-german-family-minister-women-need-to-get-much-more-self-confident-and-tough-a-728175.html

Nesse tempo não mudei de ideia Julia. Veja um texto meu comentado a patética atitude da ex-ministra Iriny Lopes (eu chamava ela de Irany, a Insaciável) quando ela achou que o grande problema das mulheres brasileira era uma propaganda de calcinha e a valente desandou a querer proibir a exibição. Meu comentário está bem no final.

http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2011/10/o-maridao-bateu-meu-carro-de-novo.

Luiz disse...

Fico lisonjeado por você ter percebido que eu me opus radicalmente a turma do "nois pesca us pexi". Não sei se você também faz parte dessa tribo. Eu sou professor de matemática e de física de uma Universidade brasileira tida como boa e não é raro chegar em minhas mãos alguns textos escritos em uma língua que muito vagamente lembra o português. É um festival de horrores. Porém parece que não é apenas eu que acho que o ensino de português no Brasil é uma tragédia. No teste de PISA da OCDE os nossos resultados em matemática e português foram horrorosos. Até o Zimbábue conseguiu ser melhor que nós. Como se vê, educação é o nosso forte. Ham quando eu identifico erros gritantes de português eu não me omito não. Isso reflete na nota final da prova. Os alunos são avisados com antecedência, nada de dar pontapés na língua portuguesa.

E direito seu como indivíduo manter distância de quem você quiser. Mas você não tem o direito de cassar o direito de quem pensa diferente de ti. Feliciano é o representante de uma parcela considerável de brasileiros. A liberdade de expressão e de representação não existe apenas para pessoas cujos valores comungamos. Ela deve abranger principalmente as pessoas cujos valores discordamos. Os nossos limites civilizatórios só são testados quando deparamos com pessoas cujos valores discordamos. O troglodita que tentou invadir o gabinete do Deputado Feliciano para agredi-lo é tão ou mais intolerante que ele próprio. As pessoas que discordam do Feliciano podem encher quantas Praças quiserem. Escrever milhares de artigos e panfletar o Brasil inteiro. Pode dar beijo na boca de todo mundo que permitir. Só não pode obstruir o funcionamento de uma comissão democraticamente eleita e nem invadir gabinete algum. Entendeu a diferença?

Ana Vitória disse...

A eleição à presidência da Comissão não ocorreu de forma democrática. O regimento interno da câmara foi surrupiado para que ela ocorresse (foi feita à portas fechadas).

5 membros da comissão são do PSC, sendo que esse partido deve ter uns 16 representantes eleitos na casa. Tal realidade não respeita a paridade que deve haver na comissão.

Democracia como vc pinta é muito lindo no primeiro mundo, afinal no "Bananão" somos um monte de terceiro mundistas eufóricos dançando Calypso. A questão é que se ficarmos sentadinhos esperando a eleição pouca coisa vai mudar. Segundo o seu ponto de vista Collor nunca deveria ter sofrido impeachment. Nice (y)

E pq Reinaldo Azevedo não fala dos manifestantes evangélicos que haviam lá também? Que tb gritavam e atrapalhavam a reunião? Simples: pq não lhe convém. Esse homem não convence ninguém. Está bem claro que o negócio dele é se opor a tudo o que transpira a esquerda.

Pode ter certeza de que a maioria dos membros dos movimentos contra Marco Feliciano são contrários às (poucas) pessoas que tentaram invadir o gabinete. Inclusive um colega nosso que foi tentar impedi-los foi confundido e preso injustamente, e de quebra foi agredido fisicamente, ofendido verbalmente e teve diversas gravações de seu rádio apagadas. Super democrático isso (y)

Se vc não se sente no direito de se manifestar na CCJ, aí é com vc. Nós continuaremos nos apropriando de nossa voz e dando nossa cara pra bater, sem nenhuma culpa e cientes de que o os nossos atos não são antidemocráticos, pq se fosse eu seria a primeira a não participar.


Abraços.

Julia disse...

"ministra de mulheres e da família que dizia que as idéias feministas tinha sido a pior coisa que tinha colocado na cabeça das mulheres e que as mulheres tinham que se libertar do feminismo."

E o que essa ministra faz? Discute as melhores estratégias para não fazer o bolo solar?



É nessas horas que eu encho a boca pra defender nosso (meu?) Brasil amado e dizer: "Tá vendo, não é só no Brasil que acontece merda, não."

Olha o partido dessa ministra "conservative Christian Democrats". Tudo explicado. Ver novamento meu comentário das 18:34 :)


E sobre a questão do livro de 2011, percebi mesmo rapidinho que você não deveria ter entendido nada, e eu também não vou explicar assunto velho, né?

"Eu sou professor de matemática e de física" Linguista é que você não poderia ser mesmo.