domingo, 9 de setembro de 2012

NOITE DE AUTÓGRAFOS NA SEXTA E PRÓXIMAS ATRAÇÕES

Pessoas queridas, terei que encerrar as vendas dos livros, pelo menos por enquanto. É que sexta-feira, dia 14 de setembro, será a noite de autógrafos em Fortaleza (divulguem a página no Facebook, por favor). Ainda tenho oito livros (de gente que comprou um exemplar da véspera do feriado pra cá) pra despachar pelo correio. E pretendo guardar uns cinco exemplares pra entregar pra universidades. Então, sobrarão apenas 37 livros pra noite de autógrafos. Em SP foram vendidos 45, no lançamento em maio. Mas duvido que venha tanta gente. De todo modo, todos vcs de Fortaleza estão convocadxs:
O que: Noite de autógrafos do livro Escreva Lola Escreva – Crônicas de Cinema
Quando: dia 14/9, das 19 às 21 hs
Onde: Livraria Cultura no Varanda Mall (Av. Dom Luis, 1010 com Av. Virgílio Távora)

Venha tirar fotinho comigo e tomar vinho branco (a livraria disse que ia servir).
Os livros que sobrarem desses 37 eu colocarei à venda de novo. Mas é bem possível que seja preciso uma segunda edição. Alguém se habilita? Quanto será que custa uma publicação independente? Já tenho tudo montado da primeira edição, e creio que, pelo contrato, posso fazer uma segunda onde e quando eu quiser. Quem tiver alguma experiência nisso, me dá umas dicas?
Ah, recebi várias fotos e depoimentos legais de pessoas e gatos que compraram o livro. Vou guardá-las pra publicar quando precisar, porque olha, não tem propaganda melhor. Tipo: imagine quantos livros eu não venderia com esta foto que a Shey mandou pra mim?
E tenho uma boa notícia pro pessoal de Natal: fui convidada pra fazer parte de uma mesa na UFRN. Vou estar aí dia 20 de setembro. Nunca estive na UFRN, e nunca falei sobre o assunto que me pediram pra falar (a inserção da mulher no crime), então será emocionante, pra dizer o mínimo. Preciso ler muito sobre o assunto. Sei que a mesa será no Auditório da Reitoria no dia 20/9. Semana que vem passo mais detalhes.
E dia 5 de outubro estarei no Centro Cultural Marques de Melo, em Pinheiros, pra compor a mesa “Censura e Humor” (que fará parte do seminário organizado pela ECA-USP “A Censura em Debate”, entre os dias 2 e 5 de outubro). E ficarei mais uma noite, até o dia 6 (sábado), pra participar de alguma atividade (um debate, talvez?) realizado pela Marcha das Vadias SP. É tudo aberto a todas e todos. Aí eu volto correndo pra cá pra votar no domingo.
Acho que no meio do caminho haverá ainda uma palestra na UFC sobre Lady Macbeth. Era pra ter sido no primeiro semestre, mas a greve adiou.
Agora sim o semestre vai começar com tudo.

30 comentários:

Arlequina disse...

ÊÊÊÊÊÊ, A LOLA VEM PRA SP! =D E PRA USP, ainda!

Finalmente vou poder conhecê-la!

Maíra disse...

Ah, Lola, como fazemos para te trazer pra BH?!

Anônimo disse...

pra publicar idependente sem botar a mão no bolso, tem o clube de autores, que até se encarrega de enviar e tudo. o problema é que por ser print-on-demand, sai meio caro para o comprador... a editora novo século publica bastante novos autores, mas costuma sair por 10, 15 mil uma tiragem básica de uns mil exemplares (menos, já que vc já tem o projeto gráfico). o legal de publicar nela é que rola distribuição brasil a fora e em livrarias virtuais, o que diminuiria sua "dor de cabeça" na hora de enviar os livros pelos correios. fora disso, só sei de "publicação" em gráfica de livros mesmo (o que costuma sair mais caro do que as duas opções acima).

Patrick disse...

Lola, você anuncia que vem a Natal e naão dá os detalhes (hora e local, pois a Ufrn é um campus imenso), isso é malvadeza com a gente ;)

Dona do Sexo disse...

Tomare que seja aberto ao publico o da UFRN

Carol NLG disse...

Lola, você já pensou em fazer uma edição pra kindle do seu livro? O custo de envio fica zero, e mesmo quem não tem kindle pode comprar e ler no computador/tablet :-)

Roseane Viana disse...

Você é um sucesso, parabéns!

Lanna Pat disse...

Poxa Lola! Morei em Natal 2 anos e meio e sempre pensei como seria massa se tu participasse de algum evento na UFRN. Aí, justo agora que acabei de voltar pra morar em Belém tu vais pra lá.

Lanna Pat disse...

Espero então que qualquer dia desses tu apareça aqui pela UFPA. :-)

Vitor Lessa disse...

Eu vouuuuuuu comprar o meu!!! E quero uma foto!!! Até sexta!

Lu disse...

Ainda bem que já garanti meu exemplar. Mas bem que preferiria ganhar meu autógrafo ao vivo! Adorei o livro, suas crônicas são muito bem humoradas e inteligentes. E fiquei com muita vontade de rever alguns filmes e curiosidade de arriscar outros que não vi.

Allice disse...

Oi Lola, boníssima sorte com o tema, é sempre bom ampliar nossos horizontes.
Fiz um post no blog de uns colegas sobre a marcha das vadias, a exposição deles vai ser sobre o movimento estudantil, é uma homenagem aos 50 anos da Universidade de Brasília. Segue o link:
http://vemvamoseagora.wix.com/vemvamoseagora2012/apps/blog/vem-vamos-a-hora-de-escolher-%C3%A9-1

Sara disse...

Essa Lolinha n para n para n para, e acho q vou ve-la novamente, e quem sabe pedir um atestado de q não sou fake rrsss....

Anônimo disse...

Poxa Lola, que pena que não há noite de autógrafos aqui no Rio de Janeiro.

Quer saber qual a mais nova Validadora do Machismo famosa?
A bela atriz Deborah Secco.
Entre as "perólas" ditas pela Deborah na revista ela diz "A traição masculina é algo bem comum para o sexo masculino" vê se pode isso?
Uma mulher bonita, talentosa, e jovem(não uma senhora de idade avançada a qual até acabamos entedendo o ponto de vista machista, mas, uma mulher jovem pregar uma coisa dessas?!). Ela ainda alega que as mulheres devem "perdoar" pelo fato da traição masculina ser da "natureza dos homens"!

Aqui o link da RIDÍCULA opinião da atriz:

Leia mais: http://extra.globo.com/famosos/deborah-secco-diz-que-nao-se-importa-tanto-com-traicao-algo-bem-comum-para-sexo-masculino-6039502.html#ixzz260tv3uD8

Na minha humilde(afinal não sou dona da razão) a traição é algo errado e desrespeitoso com o outro.
Perdoar ou não depende da pessoa seja ela homem ou mulher.
Agora, declarar que mulher trair não é comum, mas, homem trair é.
Que TODA mulher deve perdoar.
Por favor, em que século esta mulher acha que está?!
A questão dos homens trairem em maior quantidade se deve ao fato social do machismo, da obrigação do "garanhão" em pegar quantas fêmeas quiser. O homem é estimulado a trair porque mulher é mostrada como "propriedade" e quantas mais "propriedades" tiver melhor.
A mulher vista como "propriedade" só tem um dono e deve ser fiel a ele.
Esta é a teoria patriarcal que objetifica a mulher e encarrega o homem de uma decadência moral travgestida de "macheza".
Homens(não generalizando afinal há muitos homens inteligentes e que respeitam as mulheres) mesmo jovens fazerem alegações ultrapassadas, arcaicas e falidas é até compreensível pela educação machista e decadente da qual passaram, mas, uma MULHER bonita, independente alegar isso?!
A Deborah Secco caiu muito no meu conceito.
Se eu sou fiel, eu exijo fidelidade do homem com que estou. Um relacionamento deve ser RECÍPROCO. Afinal o tempo em que mulher era obrigada a: passar, lavar, cuidar dos filhos, não estudar, não trabalhar, não votar, ficar trancada em casa, aguentar porrada e traição do "machão" que acha que a obrigação dele é só pagar as contas, já passou né(pelo menos para mulheres evoluídas, o que não é o caso da Deborah).

Sawl.

Koppe disse...

Terminando? Não rola uma segunda edição?

Eu tinha esperanças que a Lola viesse autografar na Feira do Livro de Porto Alegre :-(

lola aronovich disse...

Deborah Secco só fala besteira. É até triste. Desde 2008 ela se declara antifeminista. Ela assiste BBB e só dá declaração desastrada. Quando a Deborah disser alguma coisa minimamente aproveitável, aí sim vale ser notícia.


Koppezinho, pelo jeito não vai rolar uma segunda edição não. Bom, pelo menos vc comprou o seu!

lola aronovich disse...

Patrick, eu não disse que era na Reitoria da UFRN? Até coloquei uma foto. É esse espetáculo mesmo a reitoria da UFRN? Vc vai estar lá? Ainda não sei como vai ser, se eu vou e volto no mesmo dia, se passo uma noite lá. Acho que não tem grandes problemas eu ficar lá de um dia pro outro porque a gente ainda estará recuperando o semestre 2012.1 na UFC. Assim que eu souber, aviso. Aí em Natal tem um buffet de comida chinesa tão bom quanto aquele que vc tentou esconder de mim em Mossoró?


Maíra, Lanna, se a UFMG e a UFPA me chamarem, eu vou! É só me chamar. Eu sou dessas fáceis.

Vitória disse...

Pobreza é uma merda. Eu queria comprar o livro, mas o saldo nunca deixou. Vc vai fazer, ou está fazendo, uma lista de espera para depois da noite de autógrafos?

J.M. disse...

EEEEEE, VOCE VEM PRA NATAL!!! \o/ tietarei muito na sua palestra. :P

J.M. disse...

Voce gosta de brownies, Lola? Conheço um lugar que faz os melhores brownies que eu já comi! Poderia levar alguns pra você (e o maridão, se estiver lá).

Marcelo Maia disse...

Lolaaa!!!
Ao ver o tema da "inserção da mulher no crime", lembrei-me de uma passagem do livro "A Ralé brasileira", de Jessé Souza, que analisa a percepção da sociedade brasileira de "delinquência masculina" como roubo, sequestro, tráfico etc E a "delinquência feminina" como a prostituição. Ou seja, em geral, no Brasil, delinquente homem é ladrão E delinquente mulher é puta. Claro... tudo isso sob o guarda-chuva da classe social: essa "fórmula" só vai funcionar quando o avaliado é gente pobre.
Vê se esse raciocínio te ajuda!
;-)

Dária disse...

EITHAAAAAAA,

eu nem tava lendo o texto, parei só pq vi o nome UFRN. Vou dar um jeito de ir, seja lá como for, seja lá que evento for hahah

Mulher no crime?? Quem fez o convite?! Foi o pessoal de Direito ou algum outro curso?

Fale-nos mais! rss

Dária disse...

E a Reitoria é linda sim, só não tem o barquinho da foto rss

lola aronovich disse...

Quem fez o convite foi a Maíra, do curso de Direito da UFRN, que me enviou um email que eu deveria divulgar pra servir de modelo. Sério mesmo. Porque não foi só "quer participar de uma mesa aqui na UFRN?". Ela explicou direitinho a mesa, disse por que minha contribuição seria importante, recomendou artigos... Se ela tivesse apenas feito o convite, sem explicar nada, minha tendência seria recusar, porque a inserção da mulher no crime (apesar de ser um tema fascinante) não é da minha alçada. Mas vai ser pra discutir como essa mulher é vista, se ela é autônoma (e aí analisar a conjuntura socioeconômica), ou se ela é empurrada pro crime pelo parceiro. Acho que será ótimo, mas preciso me preparar, pesquisar bastante. Aliás, alguém tem o link de um documentário brasileiro que fala como as detentas são abandonadas pelos maridos? Lembro de ter tuitado este documentário recentemente, mas não consigo encontrá-lo de jeito nenhum, e era ótimo.


JM, leve brownies sim, por favor! O maridão não irá, tadinho. Ele tem muito trabalho. Ele dá aula de xadrez em três escolas diferentes. Fora as aulas particulares...

Maraysa Carvalho disse...

Lola, por quanto o livro será vendido na Livraria Cultura? Estou pensando em ir! Você é o máximo, te admiro demais! Não conhecia seu blog, mas de uns tempos pra cá, comecei a ler tudo. Você está fazendo toda a diferença na minha vida, com suas postagens esclarecedoras sobre misoginia e afins. Sou muito grata!

Patrick disse...

Opa, boa notícia se vai ser no auditório da Reitoria, não vai faltar lugar pra quem quiser ir :).

Auxi disse...

Lola tá chiquê! Lançamento de livro na Cultura. Só para que é fiiina. KKKKK
Eu vou. Bjs.

Carol M disse...

Aaahhh maldito murphy, Lola vai p Natal dois dias antes de eu chegar lá. Só me consolo por já ter visto a palestra no IFCS aqui no Rio.
Aliás pessoas, eu preciso de dicas sobre Natal, onde ir, onde comer, etc. Estou indo p um congresso mas vou ficar o final de semana livre.

Aniram disse...

Vou fazer de tudo pra ir! Quero 2 autógrafos no meu livro! =)

Laís disse...

Aiii, nem acredito que vou conhecer a Lolinha de pertooooo!
Sou fanzoca, apesar de nunca comentar! =/
Mas pode ter certeza que amanhã estarei lá na Cultura, munida de máquina fotográfica e dinheirinhos para comprar não um, mas dois livros de Lolinha! =D
Beijos