sábado, 12 de maio de 2012

GUEST POST: ESTOU MAIS SEGURA

As god is my witness, eu raramente publico elogios que recebo. Publico muito mais desaforos e insultos do que declarações de amor. Só que a proporção dos afagos é, olha, não sei os dados estatísticos com certeza, de pelo menos dez pra um. Então permitam-me publicar este aqui, que foi mandado pela D. já faz um tempinho. 

Conheci seu blog por acaso há pouco tempo e me apaixonei!
Tenho 20 anos e acho que como a grande maioria, eu tinha uma ideia oposta do feminismo, mas através dos seus textos e de outros blogs que passei a visitar, abri meus olhos pra uma outra realidade. Fui notando como eu era e ainda sou cheia de preconceitos, como criticava aquelas mulheres "que ficavam com todo mundo" e como meus pais ainda acreditam no patriarcado e me criaram pra ser "moça pra casar".
Nunca me achei muito bonita, sempre tive uns problemas com a minha aparência, pois não poderia escapar da ascendência portuguesa e sou peludinha, hehe, e como várias outras, queria ser mais magra. Mas lendo mais sobre o feminismo, comecei a me sentir bem na minha própria pele. E hoje passei por uma situação que me impulsionou a escrever pra você. Estou saindo com um cara bem legal, inteligente, mas que não é nenhum modelo de beleza, ele é daqueles nerds, sabe, e foi isso o que me atraiu nele, o conteúdo e não só o exterior. E pra mim, ele pensava da mesma forma.
Durante uma conversa esta tarde, ele me falou que eu tenho um certo "bigode" e que eu deveria me depilar... com frequência. Eu achei algo estranho, vindo de um cara culto e bem-educado, mas eu não abaixei a cabeça e não fui correndo pra uma pinça mais próxima. Me senti ofendida, porém percebi que se não fosse o feminismo e seu blog pra me fazerem sentir linda do jeito que sou, iria desabar em lágrimas e provavelmete mudar algo que, na verdade, nunca me incomodou.
Por isso escrevo este email pra você, pra agradecer por ter me tornado uma pessoa mais segura. Acredito que ainda tenho um longo caminho pela frente pra me aceitar plenamente e deixar de lado certos preconceitos tão arraigados em mim.
Por favor, continue com seu blog maravilhoso para que muitas outras meninas por aí comecem a amar o que papai-do-céu nos deu. [Nota: D, se deus existe, o que não acredito, deus é mãe].
Um beijo enorme! E obrigada!

154 comentários:

Anônimo disse...

Lola, você é uma deusa mãe para mim!


Luciana B.

Anônimo disse...

Mto legal =)
Vc merece Lola

Iara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Iara disse...

Bem legal o post...mas é importante ter cuidado com esses meninos cultos e bem educados..no fundo estão presos aos mesmos paradigmas de beleza que assombram o mundo inteiro..
Eu sempre tive uma queda por homens cultos e bem educados e deles escutei os piores insultos possíveis, mas nada dito aos gritos, pelo contrário ,vinha tudo na base de `só quero ajudar e vc sabe que o mundo é assim, exige aparencia mesmo ´´.
Mas concordo com a garota, quando vc se sente bem e conhece essa linha divisória entre o elogio e uma ofensa, vc pode lidar de uma maneira mais inteligente.
Já chorei muito por comentários de namorados que só queriam me ajudar,mas hoje por ter noção de quem eu sou e ter me afastado dessa idéia paranoica do que é beleza , me sinto melhor e não levo mais desaforo pra casa, aprendi a não escutar,mas se eu tiver que escutar o outro lado também vai escutar e muito, já que meu lado meigo, suave, educado, da mulher que segura as pontas e não devolve a agressão,bom, esse lado eu matei e enterrei no jardim .E pelo jeito nessa vida ele não ressuscita.

Rose disse...

Droga, Lola, droga! rs
É o que meu atual ex (e personal ficante) costuma dizer quando perde alguma discussão sobre machismo (principalmente nos filmes). A verdade é que depois que conheci seu blog comecei a questionar mais as "normalidades" machistas.Parabéns Lola e tenha certeza que vc ta fazenda muita diferença na vida de muita gente (homens e mulhers) bjs

Anônimo disse...

Adorei o post da Iara.
Também aprendi a devolver a agressão com maior ou igual intensidade, nunca menor.
Um dia meu namorado veio me visitar (morávamos e estudávamos em cidades diferentes)e ele reclamou que meu cabelo estava "feinho" só pq nesse dia tava muito corrido e não tive tempo de fazer escova. Ele sempre me via com o cabelo escovado, todinha depilada, com lente de contato (que só usava qdo estava com ele pois no dia a dia prefiro óculos).Enfim, o sujeito é meio careca e um pouco complexado com isso mas, mesmo assim, eu fui implacável:
"_Quem sabe da próxima vez que você vier meu cabelo não esteja tão lindo e longo quanto o seu?! "
A cara de cu dele foi impagável mas não me arrependo.
Ellen

Luara Tanuri disse...

Meus amigos dizem q fiquei insuportável depois da Lola...é q agora ñ deixo mais passar em branco o machismo q vejo em quase todas as propagandas e em muitos discursos pretensamente intelectuais. as vezes me parece q muitas pessoas ñ querem ou tem preguiça d pensar.

PS.Deus é mãe e pai, pq p Deus ñ existe separação nem dualidade.

Beijosssss, Lolinha

Anônimo disse...

A Lola também fez muita diferença na minha vida, mas ainda tem muito o que aprender. Cada dia um pouquinho..
Ah, aprendo muito com os comentários também. Esse da Iara vou tentar trazer pra minha vida "me sinto melhor e não levo mais desaforo pra casa, aprendi a não escutar,mas se eu tiver que escutar o outro lado também vai escutar e muito, já que meu lado meigo, suave, educado, da mulher que segura as pontas e não devolve a agressão,bom, esse lado eu matei e enterrei no jardim".

Anônimo disse...

CORRIGINDO: A Lola também fez muita diferença na minha vida, mas ainda TENHO muito o que aprender.

Anônimo disse...

É Lola... Realmente vale a pena dizer, vc esta ótima nas postagens. Levanta assuntos que os leitores sejam eles queridos ou não, querem e não tem espaço para debater. E o melhor é isso, no meu caso, não concordar com todas as idéias mas comungar com algumas, refletir sobre outras... Eu faria uma janta para vc, daquelas que só faço para as pessoas das quais acho que devem ser ouvidas...

Sucesso e Flores.

Ass: Amelia

Obs: Sobre "el bigodon", como dizem os boatos, "com mulher de bigode nem o diabo pode"... Ela tem personalidade para manter o seu bigode!

Gabriela disse...

Esse negócio de "pelos forever" é a única causa que a Lola defende que eu não o faço também (tirando a friendzone de ontem). Acho pele uma coisa BONITA, tanto em homens quanto mulheres. Gosto de sentir a textura da pele, beijar a PELE, não PELOS. Não gosto de encostar em pelos, acho desagradável, pinica, gosto de pele lisinha, principalmente intimamente: gosto de VER os formatos das coisas, o desenho, entende? Por isso sou pró-depilação. Entendo que há uma imposição da indústria estética nesse caso, mas encontrei meus próprios motivos pra não gostar de pelos. To errada?

Anônimo disse...

Isso tem um nome: cabotismo. Mas parabéns ao "guest" agradecimento. Parabéns também ao self-thumb-up. Aliás, não é parabéns, é congratulations. Sorry, I forgot using the oficial language of the blog. (Isabel)

Cláudio disse...

Mulheres aprendam uma coisa, pêlos em vocês apenas nas sobrancelhas, homens se atraem pelas opostas fisicamente (peludo pela lisinha, forte pela frágil, alto pela baixinha, etc...)

Cláudio disse...

Pré-adivinhações do cláudio de hoje:

Este nerd ou tem grana ou a moça não tem opção melhor.

Anônimo disse...

Quero ver a Lola fazer post sobre tomar banho todos os dias ser opressão =P

Anônimo disse...

Dá pra ver que essa Isabel tá bastante preocupada com as mulheres (com o feminismo, com autoestima da mulher, com a construção de um movimento coletivo/polític.. etc...) mesmo...só vem aqui pra ajudar a construir...super positivo companheira!

Anônimo disse...

A próximas vez que minha namorada pedir para eu tirar a barba vou dizer que não, pois não quero mais me render a imposições dessa sociedade burguesa, patriarcal hetero-branco-normativa.

Pandora disse...

Eu acredito em Deus, mas não acho que seja homem ou mulher. No mais não só vc Lola, mas toda as discussões que vc pucha aqui e as pessoas que debatem e tudo e tal nos ajudam a enfrentar o mundo machista e nos aceitar!

Anônimo disse...

"Eu achei algo estranho, vindo de um cara culto e bem-educado..."

Ah ta, um homem agora tem que gostar de beijar roçando em um bigode...

Afff....

Se depender disso vou morrer mal educado e inculto!

Anônimo disse...

Vou mandar esse post para minha esposa, ela odeia meu bigode e nunca me beija quando estou de bigode.

lola aronovich disse...

Isabel, seus comentários vem sendo deletados desde a trollagem (toda deletada) que você dedicou ao guest post sobre estupro. Naquele post você mostrou que não é nada mais que um troll. E, desta vez, você colocar a palavra guest entre aspas sugere que eu escrevi o guest post? É isso? Bom, não importa. Adeus. Procure um outro blog pra obsess over (não sei traduzir, e o que eu não sei traduzir, ou quando a referência famosa é em inglês – caso de “as God is my witness”, de E o Vento Levou –, eu deixo em inglês. If you don't mind). Adieu. Arrivederci. Auf Wiedersehen.

Anônimo disse...

"depila esse buço pra falar comigo"

cara, vocês estão exagerando, misturando todas as coisas.
"tem que me aceitar como eu sou"
claro, não se depile, não penteie os cabelos, não escove os dentes... os homi pira na falta de higiene.

mulher de bigode? não dá!!

Anônimo disse...

Anônimo das 16h42, sua namorada PEDE para você retirar a barba. O namorado da dona do guest post disse para ela que ela DEVE retirar os pêlos que ela tem acima da boca, e ainda fazer isso com frequência!

São coisas diferentes. Tá cheio de homem por aí que acha que pode EXIGIR esse tipo de coisa das mulheres e não entende o tanto que está sendo invasivo. Mulheres cobrarem esse tipo de 'cuidados com a aparência' dos homens não são tão frequentes. Existe, mas quando fazem, mulheres são geralmente mais gentis, elas pedem, fazem sugestões, não exigem como fez o namorado da dona do guest post.

Luciana N.

Anônimo disse...

agora vocês criticam o moço por ele ser nerd, que nerd tinha que ser mais educado, inteligente, mimimi oi?!
se vc se ofende pq seu parceiro te diz que vc está com mal hálido, o problema é seu, não dele.

suellen nara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
suellen nara disse...

vamos todas deixar nossos bigodes crescerem o/ fazer umas tranças...

Anônimo disse...

Parece que a galera daqui tem dificuldade em entender que o post fala muito mais que gosto sobre ter ou não ter buço.....
Sempre preso nas individualidades e cegos com a estrutura desigual.triste realidade.

Camila Fernandes disse...

Legal o post, Lola. Só acho uma pena ter gente que não entendeu que não se trata de deixar ou não o buço, mas sim de segurança, auto-estima, valorização. É a mesma coisa que a outra pessoa te pedir para emagrecer, ou ir malhar, colocar silicone, mudar o cabelo, usar lente azul, mudar seu estilo de vestir. Você pode até mudar, se quiser, mas é bom se sentir seguro o suficiente que não precisa fazer isso para agradar a alguém. Aliás, isso vale para homens e mulheres, viu?

Anônimo disse...

Gabriela, a Lola não obrigou ninguém a parar de se depilar. Se depila quem quiser. Ela faz certo em avisar que essa história de que pelos não são higienicos é abobrinha.
Você continua livre pra procurar homens (ou mulheres) sem pelo. Só não quero que venham me encher o saco por causa do meu suvaco, ou o bigode citado no post.

Isabel...
No post sobre o filme "Precisamos falar sobre Kevin" você fez sua crítica e as pessoas discordaram. É um fato da vida, acontece. Seque suas lágrimas e siga seu caminho. Orgulho ferido faz mal à saude.

Rose disse...

A próximas vez que minha namorada pedir para eu tirar a barba vou dizer que não, pois não quero mais me render a imposições dessa sociedade burguesa, patriarcal hetero-branco-normativa.
Quando seu bigode começar 9finalemnete) a cresce, você arranja uma namorada que curta (ou não) seu bigode, daí se ela pedir pra vc tirar vc escolhe se termina, se tira o bigode ou se acorda.

Anônimo disse...

Luciana N.

Desculpe mas minha namorada exige sim.

Anônimo disse...

Ok anônimo, mas antes vc tinha usado o verbo pedir em vez de exigir. É uma grande diferença. Obrigada por responder.

Luciana N.

Anônimo disse...

A homem pedindo para a mulher tirar o bigode é opressão...
Mulher pedindo pro homem tirar o bigode é um pedido feito com carinho...

Senta lá Luciana l

Flávio Brito™ disse...

Estou vindo aqui cumprir meu papel de troll sendo sincero:

Não beijo uma mulher de bigode.

Podem me tacha de troll, mascu, misógino mas honestamente da nojo.

Anônimo disse...

Nossa anônimo, você não entendeu nada do guest post e do que eu falei em meu primeiro post. Só veio para trollar mesmo. Não vou te dar mais atenção não.

Luciana N.

Sara Marinho disse...

Eu sinceramente não sei...Eu sei que nossos padrões de beleza são socialmente (ou industrialmente) construidos, mas em geral eu tenho algumas exigências estéticas mínimas para parceiros, não estou perseguindo deuses gregos, nunca gosto do cara bonito de mais, gosto do cara inteligente meio bonitinho sabe (já me apaixonei por um cara tido como feio, mas demorou). Mas se eu tenho minhas exigências estéticas, por que os caras tambem não podem ter?Talvez (com certeza) as exigências estéticas em relação as mulheres sejam mais crueis, e mais impossiveis de serem perseguidas, mas sei lá, por exemplo,dependendo do cara acho bigode horrivel, e prefiro que o cara tire, então não sei se é machista não querer que a namorada use bigode, só que nesse não querer o cara pode passar para o exigir que a companheira se depile, ai sim é, sem dúvidas, machismo. É complicado, é socialmente construido?É uma maneira de opressão feminina inventada pela nossa sociedade ocidental essa exigência da depilação?É. Mas como crescemos nessa sociedade é dificil separar gosto pessoal de preconceito ou opressão, e ainda que saibamos separar, é dificl se livrar desse gosto pessoal enraizado em nossas mentes durante todo nosso desenvolvimento enquanto ser social. Eu não gosto de homem loiro, não sei, não me agrada, prefiro mil vezes um cara negro,ou um não muito branco também(desde que não seja loiro), é um gosto que em certa medida vai contra o padrão, então considero um gosto pessoal mesmo, não uma forma de opressão, não um racismo, mas e para quem gosta muito de loir@s e não é chegad@ num@ negr@, como separar gosto pessoal de racismo?Como saber se ela está oprimindo pessoas por influência midiatica ou só tendo um gosto pessoal?Eu acho muito complicado rotular gostos, preferências estéticas, sendo que eu também tenho as minhas, é facil julgar o cara que exige uma miss, faz questão de uma mulher perfeitamente depilada, ou com o cu rosa, mas o cara que pede(não exige)para a namorada tirar o bigode...Não vejo mal...

Anônimo disse...

Olha a interpretação de texto, hein gente. E ao anônimo que fala que a namorada exige tirar a barba, tu devia conversar com ela sobre isso, que o teu gosto é teu e que tu não tem que te enquadrar em lugar nenhum se tu não quiser.

Anônimo disse...

sara, justamente: devíamos gostar uns dos outros pelo que somos, não pela aparência física. sei lá, é o que eu acho. se o fato de alguém ter o cabelo desta ou daquela cor ou a pele neste ou naquele tom me IMPEDE de gostar dela (a um ponto que se não fosse pelo cabelo/pele/etc eu TERIA atração física), aí já é futilidade. e bem do tipo que a mídia QUER que tenhamos. porque aí desprezamos determinadas pessoas pela aparência; elas, desprezadas, buscam formas de mudar; aí os produtos mágicos e as intervenções cirúrgicas vendem muito mais.

M disse...

Eu comecei a prestar atenção em muitas coisas e mudar alguns conceitos. Mas é um processo longo,algumas atitudes estão tão incrustadas na gente que as vezes nem notamos.

Acho que em relação as pessoas, as vezes temos que tomar cuidado com os rótulos. Ser nerd não é sinônimo de ter conteúdo e nem sempre uma pessoa com a aparência dentro dos padrões exige o mesmo nos outros.

Anônimo disse...

Na boa se a moça não gosta de tirar o bigode o homem não tem o direito de obrigar e mandar no corpo dela.

É só terminar com ela e procurar uma mulher que goste do seu rosto sem bigode, simples assim.

Ele não oprime ninguém consegue o que quer e a mulher que gosta de deixar o bigode basta procurar um cara que curte bigode.

Hapy end!

Anônimo disse...

O fato é que, no relacionamento entre duas pessoas, ambos tem liberdade e intimidade suficiente para opinar, pedir, aconselhar o parceiro(a) em tudo, ou não?
Se a mulher se ofende com isso, achando uma "invasão de privacidade", tem algo errado.

Por outro lado, isso aqui está tudo errado, as pessoas estão dando mais atenção ao "bigode" porque realmente foi uma maneira absurda e fútil da moça afirmar que "sofreu opressão", por parte de alguém que, talvez, apenas pediu gentilmente. Se ela dissesse que foi obrigada a mudar seus valores, hábitos, costumes, aí seria outra história, mas porra, é só um bigode, né. Não teve motivo para fuzilarem o tal do nerd.

Post lixo.

LisAnaHD disse...

lola aronovich disse... Isabel,
Adeus. Procure um outro blog pra obsess over (não sei traduzir, e o que eu não sei traduzir, ou quando a referência famosa é em inglês – caso de “as God is my witness”, de E o Vento Levou –, eu deixo em inglês. If you don't mind). Adieu. Arrivederci. Auf Wiedersehen. 12 de maio de 2012 17:03

LoLa, I love you de te amar mesmo! E as trufas de chocloate estão seguindo na segunda-feira... Amazon deu o dia 28/5 pra vc receber a trilogia "Hunger Games" e a Vanity Fair se manifestou com três meses de atraso, mas diz que a revista vai chegar até VOCÊ. Pra quem duvida que VOCÊ é gostada admirada e amada, vai meu pitaco.

E pra D. do Guest Post, isso mesmo, seja mais você seja lá com namorado nerd geek ou hippie. Õ cara tinha visto seu buço antes de começar o relacionamento com vc, não foi? Entonces... adeuzinho pra ele.

Anônimo disse...

Lola, socorro!
Pode escrever algo sobre a obrigação da maternidade p/ o dia das mães?
Com todo respeito pelas mulheres que optaram pela maternidade, por aqui já começou "um dia vc será mãe saberá o que é amor" socorro!

Não saberei!Não quero!

Socorro, super Lola =)

Anônimo disse...

Camila Fernandes

"Só acho uma pena ter gente que não entendeu que não se trata de deixar ou não o buço, mas sim de segurança, auto-estima, valorização"

Concordo com tudo que vc escreveu. :)


Lana

Sara Marinho disse...

Bom, anônimo das 18:21, com certeza não é impossível que eu me interesse por um loiro, é improvável, e não me acho fútil por isso, me acho humana. Estética não é tudo, não é o principal, mas faz parte do pacote, não acho evitável, talvez para algumas pessoas seja, mas não é para todas, tem tipos que nos chamam atenção, tipos que nos atraem, podemos(e devemos) nos atrair por outras coisas além de fatores estéticos, mas não deixamos de por a estética na conta, mas a beleza está nos olhos de quem vê, e conforme conhecemos uma pessoa ela muda aos nossos olhos, eu não sei, mas pelo menos para mim, quando eu gosto de alguem, eu acho características fisicas ali que considero bonitas, ainda que não as visse quando conheci a pessoa num primeiro momento, não falo somente de relacionamentos amorosos, me refiro a amizades também, quando se gosta de uma pessoa, ela é bonita, mas não deixamos de ter nossas preferências estéticas por isso, não deixamos de achar fulano ou cicrano mais bonito sem isso ou com aqulilo, não podemos impor essas visões para fulano ou cicrano, mas não sei se falar (e lidar bem com um "prefiro ficar assim") é um problema. Mas, como já disse, não sei...Eu identifico problemas nisso também, pode gerar aquele velho "estou só querendo te ajudar" que é uma merda, sei lá, acho que a chave é o respeito sabe, deve-se deixar claro que a pessoa tem que sentir bem como ela é antes de querer agradar os outros...

Anônimo disse...

Tipo assim: "Eu era vaidosa mas parei de me cuidar para não pensarem que obedeço regras impostas pela sociedade..."
Então tá.

barba raspada disse...

Nós homens temos de raspar a barba para agradar às mulheres, caso conrário somos vistos como "mendigos"...Agora, nós temos de aceitar e aturar uma bigoduda???

Anônimo disse...

a gente aceita alguns defeitos, atitudes, personalidades, manias, a gente aceita tantas coisas, aceita até mulher roncando do lado, mas??? mulher de bigode???? hahahahaha, que piada. Provem que se achm lindas de bigode que eu não falo mais nada

Maria disse...

Àquela anônima que pediu um post falando da obrigatoriedade de ser mãe, talvez você goste do meu: http://marialasilveira.blogspot.com.br/2012/05/algumas-ideias-sobre-maternidade-por.html

Anônimo disse...

Acho que ela não tem bigode, só uma certa penugem, um pouquinho mais do que a maioria das mulheres tem.

Fernanda Mychelle disse...

É incrível como uma ideia muda toda nossa perspectiva de ver a vida. Eu fui/sou fortemente influenciada pela leitura do blog. Passei a me aceitar como nunca, me policiar no respeito às diferenças e ficar atenta às ações machistas disfarçadas de tradições. Senti-me tão orgulhosa em poder discutir com serenidade essas questões com pessoas que convivo, mas ainda não me libertei (completamente)da forte cultura do "ser feminina" em que fui doutrinada por toda minha vida, o que implica em saltos altos (pelo menos agora em ocasiões bem mais restritas), maquiagens e algumas outras imposições ao universo feminino. Mas, sabe o que me deixou feliz mesmo? Ter consciência disso e respeitar as (sábias) mulheres que optaram por ser felizes sem essas limitações.
Ontem foi minha prova do noves quando fui ao meu primeiro casamento pelas bandas daqui. Como a mulher "feminina" que sou (ainda, mas não por mto tempo) me preocupei com que roupa/sapatos/adornos eu usaria e caprichei (isso é igual a gastar tempo e dinheiro). Mas qual foi minha surpresa quando cheguei à festa que poderia agora ser descrita sob duas perspectivas: Pré Lola e pós Lola. Euzinha no pré Lola veria a festa assim: Gente, cadê o bom gosto desse povo? Como uma pessoa faz um casamento p 120 pessoas e não usa quase nada decoração? Onde estão as flores, iluminação, arranjos, pelo menos umas tulipas que são tão famosas por aqui. Nossa, essas mulheres nunca ouviram falar de maquiagem não? A noiva então, que vestido era aquele? Com tantas semanas de moda pelas redondezas, elas optam por legging, sapatilhas e nenhum adereço!". Sim, esse era meu olhar acusador e feroz sobre as mulheres "desleixadas". No pós Lola a situação se inverteu e em determinados momentos quem ficou constrangida fui eu com a cara toda pintada e aquele salto altíssimo e desconfortável que mal me permitia andar, imagina dançar, por isso, eu fui a única que, no meio da festa, se desfez do dito infame e prometi que essa peste não se aproximará mais dos meus pezinhos. Lembrei da grana que eu gastei no vestido novo e cia, percebi o quanto a noiva, que estava grávida, se sentia confortável em seu vestido bem apropriado para tal circunstância, vi as mulheres dançarem e circulares sobre sapatos feitos para pés de verdade e a "falta" de decoração não fez falta nenhuma, os convidados bebiam, comiam, conversavam e se divertiam até se esbaldarem.
Já fui à vários tipos de casamentos, da roça até os mais requintados buffet, mas certamente esse me marcou. Os noivos que já moravam juntos há alguns anos estavam tentando ter filhos e casaram para simplificar certas burocracias que a lei impõem ao reconhecimento dos filhos de casais não casados. Como eles não eram religiosos (mtos aqui não são), não houve cerimônia na igreja e nem lista de presentes. Eles, como a maioria dos casais, moram primeiramente juntos por uns anos e nesse período alugam/compram casa e o que precisam p a moradia, por isso, é bem comum os amigos darem dinheiro, nunca em grandes quantidades, exceto a família próxima que sempre agrada com um pouco mais, destaca-se tbm bônus para cinema e livrarias. Achei uma ideia excelente!
Conversei com algumas pessoas e inclusive a irmã da noiva que me disse que JAMAIS teria todo esse trabalho ou gastaria tanto dinheiro em uma única festa (pelo menos nisso concordamos, sempre gostei da festa dos outros).
Foi uma noite divertida que me permitiu grandes reflexões. Ali, na capital jurídica do mundo, constatei que aquelas mulheres eram mais livres que eu. Tenho um longo caminho pela frente, mas certamente eu também estou mais segura para segui-lo.

Bjo, Lolinha, segue firme com o blog!

Anatomista disse...

No seu post sobre a maternidade, a Maria diz: "Mães devem lembrar que também são MULHERES". Sim, são mulheres, e MULHER é mãe por NATUREZA. Vc já parou para se olhar no espelho e analisar o seu corpo feminino? Por que ele é assim? Já parou para analisar a anatomia feminina? Nunca pensou por que as mulheres desenvolvem as mamas (que vulgarmente chamamos de seios) e tem quadris mais largos? Com certeza ela não desenvolvem as mamas para atrair americanos, mas para cumprir o seu dever MATERNAL de amamentar. Por que elas possuem quadris largos? Mulheres ENGRAVIDAM (viu? Taí a origem do papel materno) e para poderem carregar o bebê durante a gravidez e para facilitar a saida do bebê durante o parto.

Anônimo disse...

Olá Maria, obrigada pelo link, gostei do texto, comento aqui com licença da Lola pq no seu post não dá p/ comentar como anônimo (vou criar uma conta , prometo Lola)..sou a Lana e esqueci de assinar o comentario

Obrigada, gostei mto, escolha e não imposição. E adorei o termo não- praticante.

Anatomista, por favor, não me faça rir mais. Então voltemos todos à era das cavernas.

Obrigada pelo espaço Lola

Lana

Maria disse...

Anatomista,
você é um gênio, o mundo precisa de mais pessoas como você. Obrigada por me iluminar com a sua sabedoria. Só que não.

Ah, e eu dispenso o seu homoexplicanismo. Acredite, eu estudei bem mais sobre a MINHA anatomia do que você. E sob diferentes óticas, não apenas a judaico-cristã-ocidental-darwiniana.

Maria disse...

Lana, que bom que você gostou :)

L. D. disse...

Lola, de todos os blogs sobre feminismo que eu li na minha vida, o seu é de longe o mais divertido e consistente! Você faz um EXECELENTE trabalho aqui. Leio textos e coisas sobre feminismo e questões de gênero desde meus 14 anos de idade (hoje tenho 22) e sempre que eu entro aqui, aprendo uma coisa nova ou penso e repenso coisas que eu já havia visto. Continue fazendo a diferença na vida de todos que passam por aqui!

Beijos!

Anônimo disse...

o correto é cabotinismo, isabel. sempre recalcada, sempre tão ignorante.

L. D. disse...

PS: pras meninas aí de cima que estavam discutindo questões sobre a obrigatoriedade de ser mãe, tem um texto INCRÌVEL de um pscicalanista chamado Jurandir Freire Costa que descreve como essa IDEIA da mulher ser naturalmente mãe foi formulada e consolidada aqui no brasil na época da medicina higienista. o texto é absolutamennte INCRÌVEL, quem puder procurar, vale a pena. Está no livro "Ordem Médica e Norma Familiar", é o capítulo "Homens e mulheres". Fikadica. =)

Anônimo disse...

eu tiro os pelos do rosto pq eu os meus sao muito escuros. mas menina que tem o buço clarinho tem mais é que deixar como está. pra que sentir dor a toa?

eu decidi continuar tirando meus pelos do rosto pq tenho nojo de teta masculina, acho feminino e brochante. olho pro meu rosto com pelos escuros e grossos e me sinto masculina. entao eu tiro.

mas todo o resto eu exijo o mesmo tratamento que os homens recebem. nao depilo de jeito nenhum.

Anônimo disse...

Homens que reclamam de fazer a barbar:
Se vocês não querem fazer, não façam! Ponto. Qualquer pessoa (homem, mulher, etc) que EXIJA ao seu parceiro algo, está sendo idiota. Ninguém é obrigado a mudar algo em si por outra pessoa, muda se quiser, quando quiser. Inclusive homens. O que falta é diálogo entre os casais...

Anônimo disse...

Calma, o namorado nerd da autora pediu ou exigiu que ela tirasse/depilasse? Muita coisa depende só do casal , se ele pediu e ela nãoquis, que eles conversem e resolvam, mas daí a dizer que o pedido por si (nas condições em que parece que tudo ocorreu, numa conversa entre namoados)é opressão é meio forçar a barra, não?

Anatomista disse...

Engraçado, Maria. c só me ataca, mas refutar q é bom nada. Pq em vez de ficar só me atacando ñ tente me provar de q estou errado? A anatomia da mulher foi toda projetada para a maternidade: gravidez, mamas, quadris largos, etc.

Sara disse...

Lola querida esse post e alguns dos comentários como o da Fernanda Michelle, só confirmam o que eu sinto, o seu olhar sobre o mundo que vc acaba nos transmitindo aqui nesse espaço, influencia sim a vida de muitos que te leem.
E sinceramente acho que para melhor.
Atraves da leitura dos seus textos, mudei meu modo de encarar muitas coisas, inclusive minha conciencia social, que pra ser sincera eu não tinha muita.
Encontrei aqui vazão para meus sentimentos da injustiça que é o machismo, e aprendi a ver o quanto ele influe em quase todos os setores da vida e eu não percebia.
Aprendi a ser menos critica com as pessoas e comigo mesma.
Tenho procurado me engajar mais nas causas que eu acho importante, lutar pelo que eu acredito.
Acho que devo muito disso a vc.
Gostaria de dizer tb que admiro sua paciencia e acho q ela é muito importante, pois o fato de vc tolerar muita gente que não pensa exatamente como vc e deixar que essas pessoas se expressem aqui, e até corrigi-la de vez em quando dirigindo um comentário a elas, acaba por fazer um bem imenso para essas pessoas, acho triste quando alguem comenta alguma coisa que não é bem aceita pela maioria e começam a chover comentários de critica e o tom acaba sendo de exclusão e vc chega sempre com uma palavra firme mostrando o que vc pensa, mas não excluindo.
Isso faz com que mais pessoas acabem aprendendo a ser melhores com vc.

Cora disse...

É que mulher não é mãe por natureza, anatomista. A mulher pode ser mãe, se quiser. Da mesma forma, homens tem pênis e testículos e produzem espermatozóides, e nem por isso seria lícito dizer que homem é pai por natureza.

Ou dizer que, já parou para se olhar no espelho? Nunca pensou por que os homens têm pênis? Com certeza ele não desenvolveu pênis para competir com outros homens pra saber quem tem o maior pênis do vestiário, mas para cumprir o seu dever de ser pai.

Homens e mulheres têm existências mais amplas que aquelas envolvidas na reprodução. É isso. Da mesma forma que homem não é pai por natureza, mas por desejo e escolha, a mulher é mãe por desejo e escolha.

A Maria está considerando a mulher em sua totalidade, para além de sua função biológica. Da mesma forma como acreditamos que o homem também deva ser considerado em sua totalidade, para além de sua função biológica.

Porque, se formos pensar apenas em termos de biologia, tudo se resume apenas em alimentar-se, reproduzir-se e garantir a sobrevivência da prole. Somos apenas isso?

Maria disse...

Anatomista, vou te responder: não te contesto porque não quero. Fim.
Cora, divirta-se dando murro em ponta de faca.

AH! Bom, Anatomista, vou te dar só um presentinho, só um: http://papodehomem.com.br/o-que-e-um-homem-o-que-e-uma-mulher/
Mas eu não quero papo com você, tá? É um presente com a condição de "me esquece" depois.

carolinapaiva disse...

Claro, só é mãe quem é fértil, né? Mulheres que não podem ser mães biologicamente nunca serão mães.
Assim como todo homem fértil nasceu para ser pai e pronto.
Escolha? Isso não existe. Nem sexo por prazer, já que os órgãos sexuais só servem para procriação.
Eu ainda não tenho filhos, mas já sou mãe com certeza, tenho seios e útero (menos quadris largos).

Anônimo disse...

eu acho que o principal aqui não tem a ver com o pobre do buço. e acho até que o cara poderia ter dito a mesma coisa de outro jeito. explico: minha primeira namorada (sou bi) que descobriu que eu tinha um problema na tireoide e nos ovários. eu reclamava que tinha engordado, que a pele tava oleosa e tinha ficado com um pouco de bigode (não chegava a ser um bigode inteiro, tirava uns 3 pelinhos de cada lado com a pinça). ela nunca virou e falou:"vc tem que emagrecer e tirar esse bigode da cara". nunca. ela perguntou sei lá como, mas de um jeito que me fez me abrir totalmente pra ela, se eu achava que tudo tava ok hormonalmente comigo. dito e feito. fui ao médico e ela tava certa. há jeitos e jeitos. existe a preocupação com alguém que a gente ama e existe uma cobrança superficial.

no meu caso, tive um namorado que exigia que eu tivesse as unhas pintadas até umas 18h nas sextas. óbvio que isso nem sempre acontecia. eu pintava por causa do trabalho e pq eu sempre gostei. mas a coisa passou a ser cobrança, passou a me lembrar sempre dele com cara de cu pq a unha não tava pintada. resultado? nunca mais consegui pintar as unhas das mãos. me deu um nojo, uma coisa ruim.

eu acho que um comentário sobre um bigode, sobre uma roupa, sobre peso, tudo isso pode nem sempre ser opressão. mas entendo que muita gente usa isso como forma de controle. até a mulher ficar com a autoestima detonada e se entender como "perfeita" só se corresponder às exigências. a autora pode até usar do comentário dele e tirar o buço, mas que isso seja por ela, não por ele!

----

sobre obrigatoriedade de ser mãe... já me disseram até pra eu fazer fertilização com esperma doado. hahaha, tipo... vamos supor que eu nunca tenha marido e que eu não transe nunca mais. se não rolar de ser mãe, não rolou! ser mãe não tem necessariamente a ver com parir. aliás, voltando ao tema de cima, esse ex ficava martelando na minha cabeça que uma mulher só se completava com filhos. e eu pensando:"ou seja, tá me chamando de mulher incompleta".

e as mulheres que estão na menopusa? e as que não querem ter filhos? e as que não podem ter filhos? sério mesmo que somos úteis na sociedade só enqto podemos parir? olha... te falar, viu.

Anatomista disse...

Este post do Papo de Homem (que pra mim está mais para papo de ignorante) não explica nada. Um transexual pode fazer como a Ariadna: se castrar e fazer um buraco no meio das pernas (não podemos nem denominar de "vagina") que NUNCA será uma mulher. Em primeiro lugar, NÃO possui o Aparelho Reprodutor Feminino (não possui útero, tubas uterinas, ovócito). Em segundo lugar, NUNCA por vontade nenhuma, o cromossomo XY poderá ser XX.

jessica disse...

Meu ex namorado, fazia esse estilo "nerd", e ele realmente era muito inteligente e tinha senso critico, não estava nada dentro do padrão de beleza, e eu era considerada uma menina bonita.

Um dia, ele teve a capacidade de falar que minha "barriguinha" (usou essa palavra)broxava ele na hora do sexo(Detalhe que eu tinha 60 kg e 1,68) e que eu PRECISAVA emagrecer, que minhas manchinhas pelo corpo era por falta de cuidado com meu corpo...Nem preciso falar o tanto de traumas que esse infeliz me causou. O fim foi quando ele me agrediu com tapas e pancadas na cabeça, nesse dia eu tive a coragem de me livrar dele pra sempre.

Não cometa o mesmo erro que eu: o de ser preconceituosa, e deixar me levar pelas aparências.


Na época me amparei muito nesse blog, me sentia em casa, apesar de nunca participar dos debates.A Lola, mesmo sem saber da minha existência me ajudou e me ajuda muito. Obrigada por tudo, você é uma grande mulher.

;**

Anônimo disse...

ah, e alguém falou de gostos... eu não escolho parceiros com check list do que eles precisam ter ou não devem ter. sou atraída por alguns caras que têm características parecidas, mas, pelo menos conscientemente, não fui atrás delas. sempre que alguém me pergunta se prefiro loiros, morenos, negros, altos, baixos... sério, nunca consigo responder. qdo a gente gosta e/ou sente tesão, características encomendadas não funcionam. e eu acredito, SIM, que beleza é fundamental. isso de "ele nem era isso tudo" é balela. só que o que é bonito pra mim não é pro outro. e beleza, pra mim, não tem a ver com ter nariz assim ou assado, ser sarado ou gordo... beleza é um resultado de várias coisas combinadas. obviamente, não estou me referindo ao que as capas de revistas chamam de bonito.

Anônimo disse...

ai, jessica, que horror! há uns anos, passou na tv o caso de uma mulher que já era linda e foi injetar gordura no bumbum. deu uma bactéria que "come" a pele e o bumbum ficou deformado. o marido largou a mulher.

tipo: ela era só uma bunda? vc é só a sua barriguinha? carro é que a gente monta com as coisas que a gente quer. estamos falando de pessoas!

Anônimo disse...

Adorei o depoimento da Fernanda Mychelle!

LisAnaHD disse...

Anatomista disse... MULHER é mãe por NATUREZA. 12 de maio de 2012 20:27
Anatomista, a mulher SE TORNA mãe... ela não nasce determinada a ser mãe, para procriar sim, mas ser mãe é outra coisa. E por pensar que são mães por natureza, muitas mulheres são péssimas mães, pois por serem portadoras dos atributos físicos aos quais vc se referiu, essas mulheres acharam que são mãe por natureza e procriaram...

LisAnaHD disse...

eu me casei sem festa, sem vestido de noiva, sem convites... fomos tirar a licença para o casamento na quarta-feira e meu marido já queria o casamento naquele mesmo dia, então nos perguntaram se havia algum motivo para essa pressa, pois o juiz estava ocupado... como não havia nenhuma urgência e nem emergência, ficou para nos casarmos no sábado... fomos até o juiz e saímos de lá casados... simples assim e claro qdo os pais dele vieram nos visitar no sábado seguinte e ele me apresentou com esposa, foi aquele baque... e estamos casados desde então e há uns tantos e muitos anos meu marido tem barba pq eu prefiro assim.

Anônimo disse...

"Não gosto de mulher que olha a bunda no vidro do carro, nem as estilo "spider man", que parecem ter um batom pregado no pulso e passa aquele troço toda hora, é cabelo que não pode molhar, salto que não pode tirar. Parecem manequins que escaparam da vitrine. Eu gosto é de ver como passam hidratante nas pernas, de ver um coque mal feito deixando fios de cabelo enfeitando a nuca. Mulher é macia, é brilhante, gosto de sentir o cheiro, mulher foi feita pra ser tocada, as outras são apenas cabides."

lola aronovich disse...

Ah, Jéssica, obrigada, querida! Fico muito feliz em ter te ajudado, mesmo que indiretamente. É isso aí: ninguém é obrigada a aceitar agressão. NINGUÉM. E existem agressões verbais e físicas. Nenhuma das duas está correta. E eu sou uma grande mulher em todos os sentidos, inclusive os físicos!


Anatomista, pelamor, vc está se afundando cada vez mais. Já sabemos o que é ser mulher pra vc: é ter todo o aparato reprodutor. Mulher que não é mãe (não vale mãe adotiva) não é mulher. Eu, por exemplo, apesar de ter um “buraco” (meu, se isso não é misoginia/transfobia, não sei o que é) e o cromossomo X, útero, peitos e quadris grandes, não sou mulher. Porque não sou mãe. Ok, até aqui eu entendi. Tá bem simples. Mas me diga: o que é ser homem pra você?

Anatomista disse...

"Eu, por exemplo, apesar de ter um “buraco” (meu, se isso não é misoginia/transfobia, não sei o que é) e o cromossomo X, útero, peitos e quadris grandes, não sou mulher. Porque não sou mãe."
- Claro que você é mulher. Quando eu disse que mulher é mãe por natureza, na verdade eu quero dizer que todo anatomia feminina foi projetada para a maternidade. Tente refutar que as mamas, quadris largos (você pode ter quadris mais finos, mas sempre será mais largo do que o do homem) não existem para que a mulher possa fazer o seu papel materno.
E me desculpe, mas travesti fez só buraco. Aquilo nao é vagina. Não tem o aparelho reprodutor feminino e nem apresenta o cromossomo feminino.

lola aronovich disse...

Sara (ex-Denise), obrigada pela sua mensagem, ela significa muito pra mim. Sei que já nos desentendemos algumas vezes – nunca muito diretamente. Sei que discordamos de vários pontos, e considero isso absolutamente normal (pra mim, raro é conhecer alguém com quem concordamos 100%). Mas fico feliz em saber que vc nunca se sentiu maltratada por mim. Quer dizer, sei que, se vc continua vindo aqui, é porque gosta e quer e se sente bem, apesar de não concordar com tudo. E reconheço em vc (e na Hammandah, e na Carolina, entre outras) uma grande lutadora (e conhecedora tb) contra o masculinismo. Eu não me considero nenhum poço de paciência, às vezes sou áspera, na maior parte das vezes estou ocupada demais e nem tenho tempo de dizer alguma coisa. Acho que vcs leitor@s na maior parte das vezes são muito mais pacientes do que eu. Por isso, adoro ler os comentários, as discussões, as amizades que surgem. Aprendo muito com tod@s vcs.

Laura disse...

acho que pros rumos que a conversa está indo, de bigode feminino x barba masculina como questão de gosto pessoal, está fugindo um bocado da questão. a gente tem que lembrar que nossa bela sociedade ocidental adotou valores muito maniqueístas e tomou um gosto louco por pensar que homens e mulheres são totais e completos opostos, e que o que um tem o outro tem o contrário, apesar de testosterona e estrógeno correrem soltos por todos os corpos (de todos os gêneros)- pra quem curte essa conversa determinista biológica que mesmo sendo meio boba consegue desmentir quem faz dela instrumento pro machismo.

o negócio é que pêlos pelo corpo são naturais. certo? pra todo mundo, em diferentes quantidades (a menos que a pessoa tenha alguma condição especial), eles nascem naturalmente, espontaneamente. e vou tentar ser justa e pensar que é realmente meio chato pros homens ter que fazer a barba: mesmo que seja, um homem NUNCA vai ser considerado "menos homem" porque tem barba ou bigode. costuma ser o contrário, inclusive, costuma ser sinal de virilidade. então, mesmo que as pessoas de vez em quando considerem um homem de bigode um "mendigo" como alguém disse (qual o problema com os mendigos, meu deus?) ou um desleixado, NÃO será destituído de sua condição de homem. ele não precisa esconder que tem pêlos nascendo na cara dele; ele vai lá e tira o que tá na cara de todo mundo e fim (e não o faz com essa tortura cruel da cera quente, deixa eu te contar).

pra uma mulher, ao contrário, é tido como antinatural que ela tenha esses pêlos que nascem espontaneamente no rosto. eu disse ANTINATURAL. ela TEM que tirar esse troço da cara e tem que fazer o favor de não deixar ninguém ter que passar pelo desagrado de ver essa coisa horrenda nascer. ela vai, sim, o tempo todo, ser considerada "menos mulher" por causa disso. por todo mundo. ela não tem opção, porque isso no rosto dela é uma coisa que não devia estar lá, diz a sociedade. muito embora seja natural. e mesmo que com alguma frequência reprovem homens de barba, há inúmeros homens respeitáveis de barba. ao contrário, nos dizem que NENHUMA mulher respeitável resolve ter pêlos no rosto. a menos que você seja a Frida Kahlo. e ela deve ter ouvido MUITO na vida por causa disso, e resolveu se manifestar.

e o mais engraçado é que as primeiras pessoas a falar "que negócio horrível, não vou aturar mulher bigoduda" são as primeiras a falar "entenda que seu papel natural é ser mãe", como esse JÊNIO do Anatomista. muito legal seu conceito de naturalidade. eu te digo que a função natural dos seus dedos não é digitar bobagens machistas em blogs fantásticos como esse Lolístico, mas sim sei lá, desossar um bisão. e mesmo assim aqui está você, exercendo essas maravilhas que a consciência nos permite de desenvolver outras habilidades e aspirações na vida.

então, você pode até não gostar de pêlos no rosto, pode até achar feio e horrível, mas você não pode negar que é social, que é construído, que você foi ensinado a achar feio. que não existe lei divina que diz que as mulheres têm que se depilar e é assim que as coisas são. que elas são coagidas, mesmo quando não se incomodam em ser como são. e que se alguém consegue viver bem com isso, poxa, que ótimo. deixe ela em paz.

Anônimo disse...

Lola, você cometeu um engano. Eu não fiz nenhum comentário no post sobre estupro.
Aos demais: já percebi que rola uma patrulha de "pensemos todos igualzinho" aqui. Mas não vou seguir a manada.
Ao Anônimo cabotino: a palavra pode ser utilizada das duas maneiras.
A quem disse para eu secar minhas lágrimas bla bla bla: não tem lágrimas, queridinha. E vai dar ordem pras tuas amigas. Comigo não. (Isabel)

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Já passei por algo parecido.
Estava começando a namorar um cara que tinha um rosto bonito e era muito magrinho, magrinho mesmo.
Eu com alguns quilos a mais, mas estando mais próxima de um peso de acordo com os tais padrões que ele, o cara me solta do nada, no meio de uma conversa, que seria muito legal se eu entrasse em uma academia e perdesse uns quilos.
Olhei bem pra ele e falei que também seria legal se ele entrasse em uma aula de musculação pra engrossar as pernas que eram muito finas.
O cara levou o maior susto da vida dele, porque provavelmente não passava pela cabecinha dele que também poderia ser cobrado em relação a um padrão de beleza.
Acabou que a gente discutiu, passamos por cima, mas o "namoro" felizmente não foi pra frente.
Engraçado como algumas pessoas querem exigir "perfeição" física da outra quando elas mesmas estão longe do mesmo padrão. Acho que quando é assim, a gente deve devolver na mesma moeda, pra pelo menos a pessoa ver como é.

lola aronovich disse...

Ah, ok, Isabel. Aqui tem dois comentários que mandei pra caixa de spam:

"Calma, pessoal, que zorra total é essa? A moça escreveu um Guest Post que tem tudo para ser inserido na categoria de texto seguindo todas as regras impostas por uma revista que oferece concurso de redação e ainda leva tanta bordoada? Ao menos apreciem a ÓTIMA redação da autora do Guest Post. (Isabel) on GUEST POST: FUI ESTUPRADA E PRECISO DE AJUDA"

"Penso que esse guest post de hoje é texto de algum homem querendo zoar com o blog e conseguiu. (Isabel) on GUEST POST: FUI ESTUPRADA E PRECISO DE AJUDA"

Fora uns outros coment. ainda mais horríveis que são a sua cara mas não estão assinados.

Que não seja por falta de adeus, Isabel. Já falei ADEUS em várias línguas.

Rafael Levi De Luca disse...

Ai como é sofrido, vou te falar.
Concordo com tudo isso, e uma vez ouvi que as mulheres européias deixam os pelos crescer como se elas fossem porcas por isso.
Eu realmente acho admirável, toda essa aceitação.
Mas mesmo eu, como homem, admirando todos pensamentos feministas, tenho sérios problemas com isso. Referente ao que atrai ou não, e isso é uma merda!
Problemas com gordura, pelos, etc. É errado, mas está absurdamente enraizado na minha cabeça e isso é terrível. No mais, não recrimino nem falo mal de nenhuma amiga minha, mas não consigo sentir atração como provavelmente seria normal pelo simples fato de ser mulher.
Maldito platão, maldito conceito de perfeição, malditas idéias estéticas. Tá tudo errado!
No mais eu preferi gostar de quem tem os meus defeitos para não ser um filha da puta que posso ser. Mas eu ainda ei de superar essas travas mentais escrotas.
Talvez as européias estejam afrente no tempo, pais antigo, é provável.
Mas na minha opinião eu odeio até meus pelos, e preferiria os dois sexos sem pelos haha -.-

Anônimo disse...

rafael, mas vc se separaria de uma mulher de quem vc gostasse pq ela engordou?

Anônimo disse...

Sou leitora do blog há cerca de um ano e, durante todo esse tempo, nunca comentei mais do que 6 vezes. Mas há algum tempo venho sentindo vontade de te escrever algo bem parecido com o que D. descreveu.
Sempre fui muito insegura, em várias aspectos da minha vida, e bem desinformada com relação ao feminismo. Mas depois que virei leitora assídua do blog percebo que me sinto muito mais segura e quanto a minha aparência, a me aceitar como sou de uma forma geral, e mais crítica e atenta aos comportamentos e atitudes misóginas que antes me passavam batidas.
Isso porque o seu blog me ajudou a desenvolver ums postura crítica que me faz refletir e questionar certos discursos que nunca fizeram muito sentido pra mim.
Enfim, talvez nem tenha expressado como a leitura do seu blog me abriu os olhos para um mundo que, esse sim, faz total sentido pra mim.
Tenho certeza, e afirmo sem exagero, que o seu blog me ajudou muito em momentos de extrema fragilidade, e hoje me motiva a não aceitar passivamente uma série de coisas e a me aceitar exatamente como sou.
Lola, você fez uma diferença bem significante na minha vida.
Grande abraço.

Rafael Levi De Luca disse...

Para ser sincero não sei.
Acredito que não, acho que ou eu me acostumaria aos poucos ou ficaria insistindo para praticar exercícios físicos e tals.
Não falo nada com certeza para não soar hipócrita. Nunca me aconteceu, então não posso dizer com certeza.
Mas já amei e sei que com isso da pra aceitar muitas coisas.

Anônimo disse...

Engraçado, esse bigodinho nao combina nada com a imagem de mulher moderna que vcs estão "lutando" pra ser, pelo contrário, é muita decadência.
Querem provar que são livres mas acabam sendo prisioneiras de si mesmas com essa necessidade de tomar atitudes contrárias aos outros para serem respeitadas.
O bigode é sinal de insegurança, só faz destacar quão frágeis são, porque é uma maneira de dizer: "nem vem que eu estou preparada, sou uma mulher livre, livre" E todos os dias se olha no espelho e repete isso pra si mesma, porque, por algum motivo, ou trauma, ou se lá o quê, precisa se convencer disso.

Anônimo disse...

Anônimo de cima.....
HahahahahahahahahahahanahahHahHhHzh

Rafael Levi De Luca disse...

Nada a ver, é justamente o contrário, é não ter tanta preocupação de correr pro espelho e se perguntar, eu estou bonita? O mundo vai me aceitar?
É um foda-se libertador. Isso não quer dizer que as mulheres vão parar de fazer o bigode e que vai haver a ditadura do bigode nas mulheres, não precisa ter medo hahahahahaha

lola aronovich disse...

Rafael, interessante seu comentário. Olha, acho que vc não tem que se martirizar pelas suas “travas”. Todo mundo tem as suas. O que seria legal fazer – e nem sempre dá certo, e exige esforço e paciência – é tentar treinar nosso olhar, descondicioná-lo pra ver como atraente o que está fora do padrão. Mas não é assim: uma vez vendo uma mulher com pelos nas axilas e vc vai achar que tá tudo bem! Eu reconheço que são anos e anos de condicionamento. Quando vejo uma mulher que não depilou as axilas, aquilo também me chama a atenção, e não de forma positiva! Mas quando que eu vejo mulher que não depila as axilas? É raríssimo! E quando eu vejo, JAMAIS que vou falar alguma coisa pra mulher, né? Mas claro, eu não me sinto atraída por mulher. Só que olha só, em geral eu detesto barba. Detesto. São raríssimos os casos que, PRA MIM, um homem fica bonito barbudo (ou bigodudo). E no primeiro dia que conheci o Silvio, meu marido, ele estava de barba. Obviamente que isso não impediu que nós conversássemos numa boa. A gente passou o dia conversando (era um torneio de xadrez; fomos emparceirados na primeira rodada e, durante o resto do dia, a cada intervalo, a gente trocava ideias). E eu pensei: Puxa, ele é bonitinho, pena que usa barba! CLARO que não falei nada. Imagina se iria falar prum cara que acabei de conhecer pra tirar a barba! Bom, no dia seguinte ele apareceu sem barba, com o rosto lisinho. A gente teve umas telepatias desse tipo. E tem muitos dias que ele, por preguiça (porque deve ser um saco mesmo fazer a barba todo dia), não faz a barba. Às vezes ele fica barbudo por passar um tempão sem fazer a barba. Eu não falo nada e nem ligo, porque tem tantas outras coisas que eu gosto nele além do rosto lisinho...

Anônimo disse...

hm, rafael, acho que entendi. pra alguma coisa casual, eu até entendo sair atrás de preferências. mas, se a pessoa gostar, eu sinceramente acho que a forma física não importa tanto. e, sei lá. se um dia eu fosse gorda, eu iria detestar que alguém me mandasse pra academia. e as pessoas envelhecem, né.

já namorei personal trainer, fui louca por um neurologista obeso... nunca escolhi por aparência... i mean, não por check list de características físicas. mas, em todos os casos, o conjunto me atraía. e o conjunto tem a ver com cheiro, jeito de se mexer...

Rafael Levi De Luca disse...

Realmente Lola, eu até acho que essa parte de pelos é bem mais superável. Lembro de uma vez em que percebi que minha ex estava com um bigodinho, não falei nada, e na boa, no beijo não fez diferença nenhuma.
Já o problema com gordura é mais complexo, pois sou daqueles magros de ruim, e é difícil compreender como alguém ficou muito acima do peso, apesar de entender, compreender é mais complicado.
Isso para mim foi uma tortura quando encontrei uma garota que era perfeita em muitos aspectos, tanto que eu fui atrás dela para ser amigo dela e ela acabou ficando afim de mim. E eu sofria, porque eu amava ela, só não conseguia sentir a atração que ela sentia por mim. Ela estava afim de mim, e não era pouco, então não sabia se poderia continuar com essa relação, e por isso acredito no conceito de friendzone que muitas feministas odeiam, porque eu mesmo fiz isso, mas sabendo como é estar do outro lado e como é terrível.
Infelizmente minha solução foi manter contato e me afastar um pouco. E agora ela está namorando e feliz, e eu me sinto aliviado.
É complexo e sei que sou fdp u.u

lola aronovich disse...

Ai, anônimo das 1:43, interpretação de texto não é teu forte, né, cara? Primeiro que todo o troço do bigode é irônico. Talvez vc nem leia o texto. Talvez vc só veja as imagens e pense que a gente tá falando mesmo de bigode. A gente tá falando de buço, sabe, um ou dois pelinhos embaixo do nariz. Algumas mulheres tem, outras não. A maior parte das mulheres sofre bastante com isso e faz de tudo pra tirar. Enfim. Mas esse não é o tema do guest post. Leia o comentário da Laura.
O tema é que antes do feminismo, essa leitora teria se chateado muito com o comentário indelicado do namorado. E agora ela se aceita muito mais, é mais segura. O que não quer dizer que ela não tire o buço. Apenas que hoje é mais difícil atingi-la – ela já não leva mais desafora pra casa.
Tente abstrair um pouco. Acho que vc está meio obcecado com os bigodes nas fotos.


Anônima das 1:38, muito obrigada pelo carinho! Fico super feliz que te ajudei de alguma forma a desenvolver uma postura mais crítica, questionadora e segura de si. Isso que vc falou é um grande elogio (e um grande impulso) pra mim. Obrigada, lindona!

Eva disse...

Pra mim a questão nao passa pela estética, higiene, feminismo ou nada disso. É uma questão de educação - e por educação leia-se delicadeza, elegância, gentileza. E isso o cara pode ter estudado nas melhores escolas e nao ter aprendido. É melhor ter bigode e celulite do que nao ter educação. E isso vale para todos, que deveriam pensar duas vezes antes de criticar com tamanha grosseria quem quer que seja.

Tomara que todas as amigas acima tenham se livrado dos respectivos ogros citados ;)

lola aronovich disse...

Rafael, mas é aquele negócio: uma coisa é ser estúpido e grosseiro com a pessoa que está engordando (ou emagrecendo ou sei lá), tirar sarro, falar na frente de outras pessoas, como já vi caras fazerem. Aí é humilhação. A pessoa não tá ajudando mesmo. Outra, bem diferente, é conversar sobre isso, sem tanta cobrança, sem tanta neura, e ver até que ponto essa cobrança é realista. Já ouvi falar de homem que reclamou porque a mulher GRÁVIDA tava engordando, já pensou? Ou de exigir que a mulher perca todo o peso imediatamente após o parto. Isso não é realista. Querer que a pele mantenha a elasticidade e o vigor da juventude não é realista. A gente envelhece, todos nós, mulheres e homens. E acho que é limitador, sim, a gente só achar bonito e desejável o que é jovem. E acho que a gente acaba se sentindo atraíd@ por coisas que vão muito além do visual. Achar que só o visual é sedutor é limitador tb. Até na parte física tem o cheiro, o toque, o gosto... Aquilo que a gente chama de QUÍMICA.
Mas não acho que vc foi fdp por mandar sua amiga pro friendzone, nem acho que é fdp a mulher que faz isso. Acho que tem pessoas por quem a gente sente atração e pessoas por quem não sentimos. Acho que dá pra tentar abrir a cabeça e tentar sentir atração por aquela pessoa, insistir um pouquinho nesse novo olhar. Mas só um pouquinho. Não acho MESMO que somos obrigad@s a sentir atração por todo mundo. Por mais que tenhamos a imposição de um padrão de beleza e grande parte do nosso gosto pessoal é uma imposição, também existe espaço pro pessoal. Eu acredito em química. E e por isso que não acredito que alguém seja fei@ ou indesejável pra todo mundo (ou inclusive bonit@ e desejável pra todo mundo).

Rafael Levi De Luca disse...

Nossa, eu não esperava que uma feminista me aliviaria esse peso o.o
Eu achei muito errado quando aconteceu, por causa dos conceitos de beleza e tals, me torturei tentando sentir atração e tals, me culpava.
Loko isso.
Alias, se deus existe (coisa que não acredito) acho que ele não tem gênero \o/

Siena disse...

Estou tentando acompanhar os comentários, ta tarde e meus olhos querem se fechar, mas preciso comentar, pela primeira vez!

Tenho pavor de pelo, não é imposição da sociedade nem nada, é questão de gosto mesmo. Não gosto de barba, pelo no peito, axila, nada. E dividi essa opnião com ex namorados, nunca impondo, mas expondo q acho _anti-higiênico_.
Quanto a barba, não sou tão chata pq se fosse homem com certeza não faria todo dia e até apoiei um ex namorado q quis deixar bigode e barba crescerem.
As axilas por imposição da sociedade é rídiculo q o homem retire (alguém me explica isso?) e então o q ele costumava fazer é aparar, pra deixar ralinho. Ele até disse q rasparia tudo se não fosse ser ''zoado'' pq achou bem melhor não ter os pelos.

Tenho um amigo q retira todos, to-dos, os pelos com cera, desde barba, axila, braços, perna, peito, tudo, pq ele acha nojento e já vi ele sendo zoado várias vezes por outros garotos. A resposta q ele dá é q pelo não faz dele mais ou menos homem. Do mesmo jeito que pelo não devia fazer da gente mais ou menos mulher.

Anônimo disse...

uma antiga namorada minha tinha um buço que me incomodava. peguei uma pinça e o tirei eu mesmo.
hoje penso essa atitude como algo psicótica.

Anônimo disse...

hoje sou pró-pelos. e nojinho é coisa de gente que me dá nojo.

Laura disse...

pois é, Siena, eu acho esse assunto muito chave porque sei que compro muito essa idéia dos pelos desagradáveis, feios (anti-higiênicos, reconheçamos, não são). sou alucinada pelo corpo feminino, e pelo meu próprio corpo - mas desgosto imensamente dos meus pêlos. isso, é claro, bate de frente com meu feminismo (e com meu ódio por depilação). e eu acho barba muito, muito atraente. e acho horrível que no assunto pelístico as mulheres internalizem esse ódio e acusem tão rápido as outras de seus "deslizes". acho que é bom a gente começar por dois pontos: primeiro, não sofrer demais por causa dos pelos, e enquanto nos depilamos, encararmos como o que é, e não como uma necessidade natural inerente ao fato de sermos mulheres (pra aos poucos, a gente poder avaliar a importância real disso na vida da gente, e continuar ou não, com a mesma obsessão ou não, mas sem sofrimento por favor); e segundo, muito importante, tentar olhar pra todo mundo de maneira tranquila em relação aos pêlos, homens e mulheres. não sentir aquele desagrado enorme seguido do impulso de "você devia depilar mais, menos, tudo, ficar lisa, deixar crescer, etc, como você pode ainda viver sem fazer tal e tal coisa, que nojo", e sem encarar como desleixo ou qualquer outra coisa assim. é um esforço em ser respeitosa com os outros que graças ao feminismo eu faço, tento fazer, e espero que se converta em respeito por mim mesma, se eu persistir. mesmo que seja pra continuar com o hábito.

Cristiane disse...

Aiii, não sei... não sei... eu admiro muito a auto-estima da autora do guest post; se ela não vê problema nenhum em ter pelinhos acima da boca, a atitude dela tá mais do que certa. Ela não tem que tirar o buço só porque alguém impõe isso a ela.

Contudo, todavia, mas, porém, eu penso também que achar que um homem ou uma mulher é machista só porque não gosta de bigode, acho um pouco de exagero. Como tanta gente comentou aqui, dizendo que tem suas preferências estéticas, eu tb tenho as minhas. Não gosto de jeito nenhum, e isso é para sempre, de homem com sobrancelha "feita". Arrrgh! Isso lhe confere uma aparência feminina. Eu nem daria bola para um homem maravilhoso que simplesmente depila a sobrancelha; e se ele me perguntasse o porquê, eu seria franca e diria a verdade: "Não fico com vc porque vc "faz" a sobrancelha, e eu não gosto."

Se eu posso pedir a um namorado meu pra não "fazer" a sobrancelha, por que ele não pode me pedir pra eu depilar meu buço? Pra ser sincera? Eu não gosto desses pelinhos fininhos e ralinhos acima da boca, nem no homem e nem numa mulher.

Cristiane disse...

Com relação a vc, Lola, sou fanática pelo seu blog, e comecei a lê-lo tem pouco tempo também. Mas tô enlouquecendo minha família e meus amigos para lerem ele também...rsrs...

Seu blog deveria virar leitura obrigatória pelas escolas... rsrs... é de utilidade pública!!! haha

Anônimo disse...

ah, já que é pra falar sobre a lola: escrevendo sobre feminismo é genial, sobre outros temas nem tanto, e seus guest posts são quase sempre péssimos, fora este.

mas com todos esses poréns ainda a acho bem foda.

devo achar defeitos por inveja, hahaha.

Clarissa disse...

Adorei o comentário de alguém que falou pro namorado não ficar careca porque também fiz isso com meu ex. A mãe dele veio me falar na mesa do jantar que ele terminaria comigo se ele engordasse. Ai ele veio todo tipo: "mas é verdade, quando eu te conheci vc tinha 55kg, então é isso q eu espero q vc tenha pra sempre". Ai eu falei "Ótimo! Combinado! Mas eu te conheci com essa quantidade de cabelo ai, então eu também espero q ela continue assim pra sempre!" hehehehe

A cara de choque é impagável!

LisAnaHD disse...

Anatomista disse... A anatomia da mulher foi toda projetada para a maternidade: gravidez, mamas, quadris largos, etc. 12 de maio de 2012 22:10
>>>Meu marido diz o mesmo, Anatomista. PORÉM ele tb acha que a gravidez e o dar à luz judiam um bocado do corpo da mulher... não me refiro ao aspecto beleza não e nem engordar pq ele não faz caso disso, ele acha que é sofrido enfrentar a gravidez e o parto... é firme na opinião de que maternidade e paternidade isso é opcional... e para ele a opção foi não aguentar choro de nenê e nem lidar com aborrecentes, digo adolescentes...

=======

agora, no geral, minha nossa, que tempestade em copo d'água por alguém gostar de pelos e alguém desgostar... barba e bigode isso tem de muitos modelitos tb... alguns podem ser estilosos e outros escrachosos... eu tive uma professora de braços peludos e ela sempre usava mangas compridas até que um dia uma aluna disse que o irmão dela ADORAVA mulher peluda e bastou a profe ser apresentada ao irmão da aluna pra nascer um romance... ficaram noivos e daí não soube mais pois perdi contato.

acho que na nossa cultura é mais apreciada a mulher sem excesso de pelos, mas não vamos fazer disso uma guerra de nervos, pq é como ter um nariz lindo e ter um nariz como o da Barbara Streisand... ter olhos lindos como os da LoLa e ter olho estrábico como o da Lucélia Santos... e por aí vai... isso tudo nada tem a ver com sermos mais amadas ou sermos menos amadas.

Anônimo disse...

Bigode de leite pode.

saturnreturn disse...

Putz, eu tenho que dizer que tenho nojinho de pêlos masculinos. Sinto mais nojo de homem cabeludo do que estranheza de mulher cabeluda. Lembro-me de ter visto uma moça negra lindíssima, com o corpo escultural, que tinha cabelos na axila (isso foi em Londres, nunca vi isso no Brasil). Mas a atitude dela era tão segura que, após alguns segundos de estranheza eu comecei a me acostumar com aquela visão. Agora, homem de bigode...eu sempre imagino o cara comendo, bebendo ou assoando e aqueles pêlos no caminho retendo algumas partículas não tão invisíveis. Aaargh...e pêlo no nariz e orelha? E pêlos nas costas? E, em menor grau, unicelha?? Desculpem-me o preconceito contra vocês homens, mas assim não dá. Meu namorado tem menos pêlos que eu, e eu acho ótimo que seja assim. Sei lá, talvez não seja por aí e eu esteja errada, mas porque as mulheres também não começam a vocalizar sobre seu desgosto em relação aos pêlos masculinos? Será que assim eles não passariam a refletir mais antes de sair por aí dando uma de Pondé?

saturnreturn disse...

Na linha do que alguém já comentou aqui, eu me lembro de um ex-amigo (brigamos justamente por causa das babaquices machistas que ele dizia). Uma vez ele estava me falando de uma menina, e eu perguntei a opinião dele sobre ela e a primeira coisa que ele me disse era que "ela até era botininha, mas bem que podia entrar numa ginástica". Eu fiquei tão horrorizada, porque esse carinha é provavelmente o homem mais feio que eu já conheci. Sabe aqueles homens que não têm nada que salve? Pois é, o cara era um catiço de feio. E não, a menina não "necessitava", sob nenhum aspecto, nem mesmo o mais machista, entrar na academia. Era uma menina bonita, com o corpo normal. Me impressiona muito a falta de semancol de homens escabrosos exigindo beleza perfeita de mulheres.

Anônimo disse...

Lola,o blog mudou tanto tanto tanto minha forma de enxergar o mundo que depois de 12 anos de casamento estou me preparando para uma caminhada solo.
Não.Não é terrível!
Terrível era a cegueira em que me encontrava.Hoje nem consigo manter diálogo com meu companhero sem estresse :(
Lolinha,continue.Você faz muita diferença neste mundo.Obrigada.
Tô anônima por motivos óbvios.

Ramon Melo disse...

Achei tudo isso uma tempestade em copo d'água. O relacionamento não é um campo de batalha, as soluções não podem ser baseadas no que a pessoa acha melhor para si. Isso não é liberdade, é egoísmo.

Fico triste em saber que existem pessoas que preferem dizer que são oprimidas a negociar com o parceiro(a). Não se trata de machismo ou feminismo e sim de parceria. Um casal é como um time, é preciso espírito de equipe para que ele progrida.

LisAnaHD disse...

saturnreturn disse... Agora, homem de bigode... eu sempre imagino o cara comendo, bebendo ou assoando e aqueles pêlos no caminho retendo algumas partículas não tão invisíveis. Aaargh... 13 de maio de 2012 08:49

>>>ahhhhh essa sua imaginação... e Einstein disse que a imaginação é mais importante do que a inteligência... e ele tinha bigode...

Cristiane disse...

"Agora, homem de bigode...eu sempre imagino o cara comendo, bebendo ou assoando e aqueles pêlos no caminho retendo algumas partículas não tão invisíveis."

Lendo esse comentário de saturnreturn, lembrei de um episódio no meu 3º ano do ensino médio, o professor de geografia cultivava um bigodão há anos, eu achava super engraçado o orgulho que ele parecia ter daquele bigode... um belo dia ele apareceu na sala com um farelão de cuscuz preso no bigode, e assim ficou a aula toda, até a galera começar a dar risadinhas, pois tava engraçado mesmo, ele mexia a boca falando e o farelo mexia junto. Mas o pessoal estava envergonhado de dizer que ele estava com o farelo e só ficava com aquele risinho amarelo, até que ele perguntou o porquê de todo mundo parecer risonho naquele dia e alguém ter coragem de falar.

Maicon Vieira disse...

"Agora, homem de bigode...eu sempre imagino o cara comendo, bebendo ou assoando e aqueles pêlos no caminho retendo algumas partículas não tão invisíveis. Aaargh...e pêlo no nariz e orelha? E pêlos nas costas? E, em menor grau, unicelha?? Desculpem-me o preconceito contra vocês homens, mas assim não dá."

Você desdenha de homens que possuem pelos? Faz piadinhas? Conversa numa boa ou se ti9ver pelos já é motivo para querer uma não aproximação do sujeito?

Carla disse...

me impressiono com a falta de capacidade de interpretação de texto da galera, sinceramente.

primeiro, esse post NÃO É SOBRE BIGODE!!!
é sobre auto-estima e segurança. ela está dizendo que, antigamente, teria levado um comentário desses como uma coisa horrível, até mesmo teria chorado, e se sentiria mal consigo mesma.
mas, hoje em dia, graças SEGURANÇA e AUTO ESTIMA que adquiriu com o feminismo, ela é uma pessoa mais feliz, que se sente bonita do jeito que é. só isso.
quem consegue ver algum MAL no fato de uma mulher começar a se sentir bem consigo mesma, do jeito que é, é muito obtuso.
isso não tem nada a ver com gostos pessoais estéticos ou "mimimi mulher de bigode não dá!".

ela também em nenhum momento diz "jamais me depilarei novamente!". mas a questão é que isso NÃO É DA CONTA DE NINGUÉM! é uma escolha só dela! porque estamos aqui debatendo escolhas estéticas, se isso deveria ser algo totalmente pessoal? porque ninguém enxerga que é essa a questão? poder nos sentirmos seguros o suficiente, felizes o suficiente, pra sermos no jeito que decidirmos? ela não veio aqui defender "o bigode" ou o "não bigode". ela veio defender a segurança e a auto -estima. coisa que a maioria das pessoas parece não ter, já que corre pra se depilar/emagrecer/se maquiar/modificar algo de seu corpo só porque o parceiro(a) fez algum comentário depreciativo.

e pra quem tá de "Mimimi num relacionamento vc tem que ouvir o outro". gente, ele nem é namorado dela. ela estava se referindo a um comentário de um ficante. e ela se ofendeu com o comentário porque :
"foi isso o que me atraiu nele, o conteúdo e não só o exterior. E pra mim, ele pensava da mesma forma." - ou seja, ela gostava dele pelas qualidades que ele tinha além do exterior, e esperava o mesmo dele.
vamos combinar, um FICANTE do nada começa a questionar seus hábitos de depilação e vc acha lindo ?? "ok, vou me adequar a seus gostos, obrigada por me informar" ??
o pior é que TEM GENTE que acha isso certo mesmo.

vcs não pensam em se relacionar com alguém que não se importe com depilação, maquiagem, gordura e roupas?? vcs não imaginam o quanto seria libertador, divertido, relaxante e bonito estar com alguém que gosta de quem vc é? você de verdade, não "você-modelada-embonecada-preparada-encaixada em todos os padrões".

e as mulheres continuam eternamente se encaixando nesse esquema, e ainda dizem pra si mesmas e pro mundo "ah não! eu faço isso porque me sinto bem assim!".
mas já parou pra pensar PORQUE vc só se sente bem assim?

porque o que é considerado "normal" esteticamente é radicalmente DISTANTE do que somos normalmente??

Anônimo disse...

Laurinha disse:
"...O cara levou o maior susto da vida dele, porque provavelmente não passava pela cabecinha dele que também poderia ser cobrado em relação a um padrão de beleza."
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O meu namorado, qdo veio com graça de dizer que eu estava feinha por nao estar com o cabelo escovado e eu comentei da careca dele, tb ficou com cara de bosta.
Mas ele aprendeu...se eu tiver que ouvir ele tb ouvirá ! Com intensidade maior ou igual a agressão dele, nunca com intensidade menor.
Ellen

LisAnaHD disse...

Ramon Melo disse... O relacionamento não é um campo de batalha, as soluções não podem ser baseadas no que a pessoa acha melhor para si. Isso não é liberdade, é egoísmo. . . . Não se trata de machismo ou feminismo e sim de parceria. Um casal é como um time, é preciso espírito de equipe para que ele progrida. 13 de maio de 2012 09:58

>>>Te compreendo e concordo, Ramon. Durante anos eu vivi a guerra dos sexos pq meu marido vivia com a barba por fazer ... não gostava de fazer a barba todos os dias e ficava com ar relaxado e eu ali no pé dele... daí ele disse que ia crescer o bigode e eu quase tive um treco e disse não e ficou aquele clima, sabe? No final das contas ele disse que ia deixar a barba crescer somente no inverno e eu traguei isso aos trancos e barrancos até que, já com a barba, me dei conta de que eu não tinha de ficar implicando com a barba por fazer... ah daí veio outro problema... rs... durante o inverno ele não queria aparar a barba e entre tanto estresse por conta do visual "barba por fazer, barba crescida no inverno", deixei pralá e aceitei pq o cara tem tanta coisa legal pra superar isso. Acontece que qdo ele disse que ia acabar com a barba e o bigode eu disse que não, que deixasse pq eu até acho que ele fica com um de distinção com o visual barba-bigode... e durante o inverno, se ele acha que ter a barba maior o faz mais confortável, Amén... doim.

Meu marido é o lado masculino da LoLa... nunca curtir pentear o cabelo, sempre foi o tipo descabelado, nem se lembra que existe pente... detesta cortar o cabelo... rs... tanto faz ser gordo ou magro, aliás era a mania de comprar roupa grande pq já ia dizendo que ia engordar mesmo e depois a roupa ia servir... rs... é que nessa casa volta e meia a gente compra roupa usada, em brechó. Bem, por conta de barba-bigode, não barba-bigode, cabelo despenteado e afins, eu fiz disso tanto estresse em nosso relacionamento por anos a fio!!!

Agora, vez ou outra, qdo eu leio algo meio assim-assim que LoLa escreve no lance de visual coisa e talz, sorrio e me sinto totalmente em casa aqui no blog.

LisAnaHD disse...

... fica com um AR de distinção.

lola aronovich disse...

Ih, Isabel, vc é troll MESMO, não é? (só não tenho certeza se é mulher). Minha última mensagem pra vc. Definitivamente. De agora em diante tudo que vc disser aqui será deletado. Não é automático apenas porque o blogspot não permite bloquear usuários automaticamente, como é no Twitter. Se pelo menos o blogspot enviasse alguns trolls direto pra caixa de spam...
Ahn, é homofobia dizer prum sujeito parar de pensar nos bigodes das fotos (porque o guest post fala de buço, no fundo) e se centrar no tema do post, que NÃO É BIGODE? Sendo que eu me refiro aos bigodes das fotos do post, nas quais mulheres aparecem de bigode? Falar pra alguém "para de se obcecar nos bigodes das fotos e pensa no post" é homofobia? Pra ser homofobia tem que ter alguma referência a alguma coisa, sei lá. Tipo: eu tô dizendo que o cara que tá obcecado por bigodes nos rostos das mulheres é gay? Eu tô dizendo que ser gay é algo negativo? Uma mulher posar de bigode é homofóbico? Sei lá, sua acusação de homofobia é ridícula demais pra ser levada em conta. Inclusive por vc. Tanto que seu 1o comentário foi:

"Comentário da Lola: 'Acho que você está obcecado pelos bigodes das fotos'... Usando homossexualismo pra agredir? Isso não é legal, Lola. Vocês estão perdendo as estribeiras. (Isabel) on GUEST POST: ESTOU MAIS SEGURA"

Vc nem falou em homofobia, mas em homossexualismo, que é uma palavra que nem se usa mais. O que já aponta que vc está mais interessada em apontar/inventar defeitos (ou seja, trollar) que em militar por alguma causa.
E valeu por mentir na cara dura, hein? Primeiro vc diz que não comentou no post sobre estupro, aí eu coloco os seus comentários aqui, aí vc prefere não dizer nada.
Isso é muito típico de troll.
Outra coisa típica é que vc já anunciou dramaticamente uns cinco comentários atrás que este blog é uma droga e que não aceitamos divergências e que todas as comentaristas e leitoras são ridículas etc etc... e que, portanto, você, indignada com a baixa qualidade do blog, não iria mais voltar. Vc fez sua despedida CINCO COMENTÁRIOS ATRÁS. Tá esperando o que pra cumpri-la?

Anônimo disse...

"eu te digo que a função natural dos seus dedos não é digitar bobagens machistas em blogs fantásticos como esse Lolístico, mas sim sei lá, desossar um bisão..."

kkkkkkkkkkkkkkkk

Laura adorei seu comentario pro Anatomista kkkkkkk

Lana

Niemi Hyyrynen disse...

Eu acho que O IsabelO se denunciou com esse papo do BIGODE

não é insinuando nada! só dizendo o que parece!

\o/

(.)_(.)

Anônimo disse...

auto estima por se ter ou nao um bigode
o texto ressalta o bigode
e é de bigode que estamos falando também

nunca vi essa isabel, mas já gosto dela
hahahaha

Anônimo disse...

gente, o texto diz o seguinte:
estou mais segura com o meu bigode, homem nenhum manda em mim.
se eu me depilar ele vai acabar gostando e vai dizer que o obedeço.
fim.

Cristiane disse...

Acho que todo mundo entendeu muito bem que o texto da garota é sobre ela ter aumentado sua auto-estima através do blog da Lola, assim como eu tb e tantas outras leitoras. Ela apenas usou a estória do "bigode" pra exemplificar isso. Poderia ter falado de qualquer outra coisa do corpo dela, poderia ser uma barriguinha saliente, ou o fato de não deixar as unhas grandes, ou sei lá o que poderia ser, mas usou o "bigode" por ter sido cobrada justamente neste ponto.

Acontece que a gente começa a "viajar" mesmo, a falar sobre bigode, pêlos em outras partes do corpo e por aí vai... e por que não?

Alguém instigou a pensarmos em como seria libertador se relacionar com alguém que nos aceitasse do jeito que somos... sim, seria maravilhoso e libertador, mas na minha opinião, isso meio que pertence a um mundo ideal, mas nossa realidade é bem diferente. Além da pressão social para que atinjamos o padrão de beleza vigente, há ainda a questão das preferências pessoais sim, por mais que digam que elas não existam e as confundam com preconceitos (o que poderia ser tb). Tem modinhas estéticas que por mais que a mídia tente transformar no desejável, eu nunca o acharei assim.

Anônimo disse...

É,realmente é uma foda ver homem fora dos padrões de beleza exigir beleza nas mulheres...é o que mais tem.Homem sempre acha que tem o direito de nos exigir beleza,juventude,etc,mas quando fazemos o mesmo,somos fúteis ou ofensivas.Chega desta bosta...
Não sei porque a maioria não conseguiu ver que asseência da postagem for exatamente essa: homem fora dos padrões exigindo beleza feminina,enquanto a gente sempre fica naquela de "aceitar o cara do jeito que ele é".

Somos escravas voluntárias sem vontade própria,como vi uma portuguêsa ecsrevendo num blog sobre feminismo.

Yara

Skadi disse...

Gente, eu tenho um colega de trabalho que tem a cara deformada por fogo.
A pele é toda marcada, um dos olhos e um dos lábios é todo caído, os dentes amarelos e tortos, e uma das orelhas é toda deformada.

Mas ele é extremamente cruel em relação à aparência. Zoa mulher gorda, feia, bigoduda. Tem uma namroada "normal", meio gordinha, que mora em outra cidade e vive mandando declarações de amor pelo facebook. E ele vive tirando sarro dela pros amigos, pelas costas.

Enfim. É um caso que em espanta, porque um cara desses é justamente o tipo de pessoa que deveria se importar menos com a aparência. Hahaha. Procê ver como as pessoas são escrotas.

Lana disse...

Skadi muitos brs sao assim mesmo,nao todos mas,no brasil é mais comum um,desculpa a palavra,'fioty de cruz credo' exigir que as mulheres sejam quase barbies que o contrario,ja aqui na Espanha nao...

Lana disse...

se eu tivesse numa situaçao assim arranjaria provas y contaria pra namorada,ai o circo iria pegar fogo literalmente rsrsrs

Lana disse...

Frase que define http://static.someecards.com/someecards/usercards/1327421323770_5500743.png

Anônimo disse...

esses dias eu fiquei pensando na palavra "preconceito", que o certo seria pré-conceito, uma pessoa que não aceita a outra possui sérios problemas de aceitação com si mesma.
negros são racistas, feministas são machistas, machistas são feministas. uma pessoa que vive elogiando os outros quer elogios de volta. pobre detestando pobre, rico detestando rico, e tudo fica muito óbvio: "eu te detesto porque você é igual a mim".

Carla disse...

Cristiane:

pertence a um mundo ideal a gente se relacionar com alguém que goste de quem somos independente da aparência?
discordo totalmente disso.

aliás, você não deveria JAMAIS se relacionar com qualquer um que não goste de vc como vc é.
imagine quanto sofrimento, desilusão e baixa-estima seriam evitados se todos, mulheres e homens, seguissem esse simples pensamento, haha.

é claro que em certas situações - sei lá, uma festa/boate, o que seja - o que vai te chamar mais atenção é o exterior da pessoa; aí entram os gostos pessoais.
(e que fique bem claro, existem preferências pessoais de TODOS os tipos. ao contrário do que a mídia/pessoas babacas querem difundir, tem muito homem que curte mulher gorda, tem muita mulher que curte homem magrelo, tem homem que acha peitão de silicone horrível, tem mulher que acha homem malhado horrível.. enfim. no fundo os gostos são tão variados quanto nossos tipos físicos. e pra mim uma pessoa que simplesmente não CONSEGUE perceber que o padrão estético midiático é irreal, opressor e rídiculo e continua em uma eterna luta pra se encaixar e quer que seus potenciais parceiros estejam nessa luta tbm.. simplesmente é alguém que não vale a pena. pode me achar gorda/feia/inadmissível mesmo. eu agradeço sua não-preferência.)

mas o que é inadimissível, para mim, é alguém que vc escolheu para ser seu PARCEIRO ser alguém que te põe pra baixo e te cobra esteticamente! como assim, bial?

e olha, falando do meu caso pessoal:
eu moro com meu namorado. ele jamais reclamou nem teceu nenhum comentário ruim acerca do meu peso, da minha depilação, do meu cabelo, das minhas roupas. ele simplesmente me ama, sabe quem eu sou, e entende que essas decisões são MINHAS.
e não é pra gente achar isso "maravilhoso" ! é pra gente achar isso normal. todo homem devia ser assim.

e pros homens que reclamam das namoradas exigentes, digo o mesmo pra vocês! se libertem dessas meninas que exigem mudanças estéticas que dizem respeito só a vocês.

LisAnaHD disse...

Isabel, vc já sacou que a LoLa te dá trela, né? Então vc não vai embora de vez e fica apoquentando a troco de uma espinafrada da LoLa, é isso?

Mimimi disse...

entao esse rafael insistir a ela perder peso nao é a mesma coisa do namo dessa menina pedir pra ela raspar o bigode?

Mimimi disse...

já conheci um cara que disse que nao ia nunca namorar com negras,nao gostava do cheiro,dizia que negros fediam mais que o normal quando suavam que brancos por causa da melanina,nao sentia atraçao,nao era racista porque nao fazia mal e tinha amigos negros,so nao se aproximava mais intimamente com mulheres negras

Mimimi disse...

e era metaleiro com cara de gente com mente aberta...

LisAnaHD disse...

Mimimi disse... já conheci um cara que disse . . . 13 de maio de 2012 22:34

que comentário grotesco!

Mimimi disse...

LisAnaHD disse...
na hora eu nem aguentei,saí de perto

Mimimi disse...

sou negra e ele teve coragem de dizer isso na minha cara,faz quase 2 anos mas nao dá pra esquecer

Mimimichele disse...

ja teve ate um relato de uma menina que o namorado mandou alisar o cabelo porque nao tinha tesao nele acho que foi aqui ate,absurdo

Carla. disse...

haha e uma pessoa dessas ainda tem a pachorra de dizer que "isso não é racismo!"

pelo amor de deus.
o que é racismo então??

ser racista não é só "xingar negros";
ser homofóbico não é só "bater em gays"
ser machista não é só "bater em mulher"
violência sexual não é só "penetrar a mulher contra sua vontade".

as pessoas cometem todos os dias pequenos atos preconceituosos e violentos, como esses comentários que Mimimi presenciou.. e se escondem por trás desse discurso de "é só minha opinião!" "é só gosto pessoal" "é liberdade de expressão".. e simplesmente se recusam a analisar o próprio discurso profundamente.
é foda.


(a criatura acha que existe uma "causa biológica" que explica porque "negros fedem mais que brancos" (???!!!) em pleno século XXI, e ainda acha que NÃO é racista??)

Mimimichele disse...

pior que eu nao tive nem como denunciar porque nao tinha testemunha nenhuma nem eu tinha como provar nem tinha contatos dele,nunca mais vi

saturnreturn disse...

LisAnaHD disse...
saturnreturn disse... Agora, homem de bigode... eu sempre imagino o cara comendo, bebendo ou assoando e aqueles pêlos no caminho retendo algumas partículas não tão invisíveis. Aaargh... 13 de maio de 2012 08:49

>>>ahhhhh essa sua imaginação... e Einstein disse que a imaginação é mais importante do que a inteligência... e ele tinha bigode...
13 de maio de 2012 10:17

Não entendi a gratuidade de seu comentário. Você quer dizer que eu sou burra porque não sinto atração por homens bigodudos? Que Einstein teria que abrir uma exceção para o que disse sobre imaginação no meu caso específico? Sério, não entendi. O fato de eu imaginar a cena se baseia justamente na sua existência. Não tirei do nada, sabe? Já vi tantas vezes, e sim, é nojento, e é por isso que vem à mente. Não entendo a gratuitade do seu comentário especialmente porque logo depois eu comentei novamente sobre essa coisa de homens exigirem tanto que nós sejamos todas depiladas, lindas e impecavelmente cheirosas, mesmo quando eles são horrorosos e pouco higiênicos.

Sim, eu entendi perfeitamente sobre o que diz o texto, que NÃO É SOBRE BIGODE. Mas como alguém já disse por aqui, qual o problema de começarmos a “viajar”? O que comentei está relacionado ao fato de que nos sentimos inseguras porque de nós muito é exigido em termos de aparência, enquanto que os homens não são cobrados na mesma intensidade. E não sou obrigada a sentir atração por homens bigodudos.

Anônimo disse...

'eu comentei novamente sobre essa coisa de homens exigirem tanto que nós sejamos todas depiladas, lindas e impecavelmente cheirosas, mesmo quando eles são horrorosos e pouco higiênicos. '

Eu sou homem e não exijo nada, vc é livre pra fazer o que quiser, pode sair cabeluda e fedorenta que eu não ligo, só não venha falar que eu não querer ficar contigo por causa disso é te forçar a isso.

Anônimo disse...

'e era metaleiro com cara de gente com mente aberta...'

gente com mente aberta é quem ta na mesa de operação fazendo um transplante de cérebro

Anônimo disse...

'como seria libertador se relacionar com alguém que nos aceitasse do jeito que somos... sim, seria maravilhoso e libertador, mas na minha opinião, isso meio que pertence a um mundo ideal...'

Vc não sabe o que é liberdade.Liberdade é poder escolher entre as opções possíveis sem ninguém apontar um revolver pra tua cabeça e te forçar a nada.
Criar um mundo fictício e querer viver lá, isso não é liberdade.

Lana disse...

Troll anonimo viajando aí
enfim...
um link interessante http://papodehomem.com.br/e-se-a-sua-mulher-engordasse/

Anônimo disse...

bigodinho é foda... gosto não, taquei laser na cara e resolvi o problema

Anônimo disse...

Pra mim o cara só deu um toque amigável à garota sobre uma coisa q me desculpem, mas é barbaramente feio mesmo, tipo uma salsinha entre os dentes da frente. Não vi machismo algum nisso.

LisAnaHD disse...

BECAUSE woman's work is never done; is underpaid or unpaid or boring and we're the first to get fired & what we look like is more important than what we do

and if we get beaten or raped it's our fault we must have provoked it

and if we love women it's because we can't get a "real" man

and if we don't want a pregnancy we're made to feel guilty

and if we stand up for our rights we're aggressive and "unfeminine"

and if we don't we're typical weak females

and for many more reasons WE ARE FEMINISTS! --Ilkamy 1 year ago 34
http://www.youtube.com/watch?v=Q50nQUGiI3s&feature=related

Anônimo disse...

Mimimi, conta pra nós o nome do cidadão? Por que eu já ouvi a mesma coisa, e achava que fosse só um idiota no mundo que pensasse coisas assim...

LisAnaHD disse...

Liberdade é poder escolher entre as opções "possíveis" sem ninguém apontar um revólver pra tua cabeça e te forçar a nada. Criar um mundo fictício e querer viver lá, isso não é liberdade. --08:21

ah, o "Imagine", de John Lennon, que muita gente insiste em creditar que é mais do que uma poesia apenas...

Dastan disse...

É muito saudável nos sentirmos bem com nos mesmos, independente do tipo físico.

A sociedade, de um modo geral, estimula a apreciação e a idolatria de certos tipos físicos, de certos padrões de beleza.

Não vou ser hipócrita de negar que beleza tem seu valor e chama a atenção, mas não precisamos ficar presos/limitados por certos padrões impostos pela sociedade.

Vamos a um pequeno exemplo: A Gracyanne Barbosa, por exemplo, é considerada um modelo de padrão de beleza. Não vou mentir, eu acho ela bonita de rosto e também de corpo, embora eu tenha preferências claras por mulheres com corpos mais "naturais", menos masculinizados pela musculação. Mas isso é apenas minha preferência, e não tenho intenção de criticar quem prefere corpo "sarado".


Sobre o caso específico do post, talvez o "nerd" não tenha feito o comentário por mal. Seria parecido com uma mulher que sugere para seu parceiro se depilar. Bom, defendo que devemos nos sentir bem com nossos corpos, mas também considero legal a pessoa cuidar da aparência, dar aquele "tapinha no visual", se cuidar bem, isso sempre ajuda a manter uma boa auto-estima. Assim como um peito e abdômen peludos podem não ser muito atrativos para muitas mulheres, quem sabe esse leve bigodinho também não seja muito "sexy" para alguns homens.


No meu caso, costumo depilar o peitoral e o abdômen, me sinto melhor assim... Bom, cada pessoa deve fazer o que achar melhor em relação ao próprio corpo. :)

Dastan disse...

Estava lendo os coments e vi a questão "E se sua mulher engordasse?"

Bom, é claro que se for um relacionamento sério e existir amor, o aumento de peso não influenciará nesse sentimento de amor, embora isso possa acabar influenciando na parte da atração sexual.

Deixando qualquer hipocrisia de lado, é claro que um corpo acima do peso ou obeso não despertará o mesmo interesse sexual que um corpo esbelto.

E também é óbvio que isso não se aplica apenas aos homens. Qualquer mulher também não ficaria contente em ver seu companheiro acima do peso ou obeso. E mesmo que isso não interfira no amor, sendo um sentimento verdadeiro, provavelmente afetaria na parte da atração sexual.


Por isso é legal estar sempre cuidando da própria aparência, pela manutenção da auto-estima, para preservar a atração sexual do casal, para a própria saúde...

Juliana disse...

Dastan um corpo acima do peso nao é necessariamente 'não atrativo' muita gente gosta viu? e nao é porque voce é gordo/a que nao se cuida,tem muita gorda na minha aula de pilates que ta la ha 3 anos,cuida da alimentaçao mas nao emagrece o suficiente pra entrar nesse 'esbelto',devem ter perdido no maximo uns 5 kg,enquanto eu magra,que cuido da alimentaçao mas sou bem sedentaria,faço a um mes e uma vez por semana enquanto elas fazem 3,nao ligaria se meu marido engordasse,sexo é muito mais que essa atraçao estetica

Juliana disse...

http://globoesporte.globo.com/volei/noticia/2012/05/gordinha-rouba-cena-e-uruguai-arranca-aplausos-com-time-amador.html?utm_source=Twitter&utm_medium=Social&utm_campaign=globoesportecom