domingo, 4 de março de 2012

DÉCIMO-NONO E ÚLTIMO POST SOBRE O OSCAR DESTE ANO

E aquela lá no fundo é a Marilyn Monroe!

Dei tanta informação errada sobre a Alexandra, a grande vencedora do meu bolão do Oscar deste ano, que estou até com vergonha. Certo, não tanta vergonha quanto a vergonha alheia que eu tenho de uma hater. Ela diz me odiar e, por tabela, odiar o blog. Diz que nunca me lê, mas não para de falar de mim. E ela reclamou pras amigas que eu fiz dezoito posts sobre o Oscar. Tipo, ela teve o trabalho de contar (não sei se a conta está correta, porque eu não contei). Agora, pra quem odeia o blog e não o lê de jeito maneira, que diferença faz se eu escrevi trezentos ou três posts sobre o Oscar?
Ok, agora voltando a falar de criaturas inteligentes, como é o caso da Alexandra. No post em que falo do vexame que foram minhas apostas, eu disse que a Ale mora em Montreal. Ahn, não. Ela tá morando em Nova York, antes morava em Madrid. Eu também disse que ela participava do bolão desde 2008. Ela disse que não se lembra, mas que acha que começou em 2003, ou antes. E que esta não é sua segunda vitória (consecutiva) -- que ela já ganhou outras vezes. Por que as pessoas têm a necessidade de esfregar essas coisas na sua cara? Por quê?
Como a Ale é fina, ela não quis sapatear em cima de mim, e escreveu um textinho tão curto que talvez nem a hater que nunca lê o blog possa reclamar:

Veni, vidi, vici! Melhor do que ganhar o bolão é ser bicampeã, garantindo o recorde do bolão pago, e ganhar sozinha para coroar! Há alguns anos já participo do bolão e sem dúvidas isso torna a experiência muito mais emocionante. Não gostou dos filmes? Está achando a cerimônia chata? Não está concordando com os resultados? Tudo isso fica com um peso menor do que acompanhar suas apostas na tabela e se deliciar, como no meu caso, vendo que depois de sair na frente ir mantendo a liderança. O que foi uma grata surpresa: esse ano eu não esperava ganhar e fiz as apostas na última hora, o que prova que há chances para todos. Como não se lembrar do ano da Lola apostando tudo no Senhor dos Anéis sem nem mesmo ter visto o filme, e se sagrando vencedora graças aos seus adorados hobits? Dedico minha vitória em especial para o Júlio César, sim, o mesmo das tabelas. Mais do que ganhar, ele quer uma pontuação maior do que a minha. Esse menino que nada sabia entrou no bolão por meus braços e se transformou em uma verdadeira Eve para minha Margo. Quem sabe no próximo ano, não é mesmo, Jules? Boa sorte, vai precisar, porque eu estou indo é para o tri!

Sou eu de volta. A Ale tinha que lembrar do ano em que vendi minha alma e chutei os hobits pra tudo, né? Acho que preciso explicar as referências pro pessoal muito novo: gente, por favor, vejam A Malvada, sobre fãs que querem o seu lugar ao sol, com a diva Bette Davis não no papel-título (aliás, o título original deste clássico de 1950 é All About Eve, Tudo sobre Eva, e não tem nada a ver com Adão. De quebra, A Malvada é a inspiração para um dos melhores filmes do Almodóvar, Tudo sobre Minha Mãe).
Pior é que, nesta troca de emails entre Alexandra, Júlio e eu, o Júlio manda uma mensagem e um link: “Pode guardar esta foto pois ela será usada no meu guest post de comemoração por ganhar o bolão em 2013!”.
E lá vou eu, toda animada, esperando encontrar um Júlio no mínimo em trajes íntimos, e a foto é......da Anne Baxter! Pô! Enfim... Parabéns, Ale, sua malvada!

27 comentários:

Somnia Carvalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Somnia Carvalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Somnia Carvalho disse...

escrevi dois comentários e os dois saíram com erros. A falta de hormônio no meu cérebro começou a ser sentida... Aqui vai de novo:

Ai ai Lolíssima! você é quase uma santa a ser canonizada por ter que aguentar estes tipos de insultos infantis na sua "propria casa"...

então eu vou dizer também! eu não sei quantos posts sobre o oscar foram, só sei que li alguns, outros não, e por isso tudo Lola! por isso tudo! eu digo que "eu te amo" hahaha! e com certeza tem aí uns milhares na lista comigo.

Bom domingo! sem nenhuma energia ruim por aí em fortaleza!

Anônimo disse...

lola, esquece os haters. nós, os lovers, somos maioria :D

Anônimo disse...

acabei de ver quem é. ela nem te citou com o username, lola... outro dia mesmo uma outra, amiga dessa aí, te chamou de cuzona e soltou um link pro seu blog. 2 dias depois foi perguntar sua opiniao sobre um outro assunto e vc respondeu numa boa. nao da pra saber quem fala mal de vc, a n ser q vc veja acidentalmente. essas panelas do tuiter sao muito babaquinhas. se alguem quiser falar contigo, vai vir aqui nos comentarios do blog.

enfim, é só uma sugestao de quem gosta de voce: nao da palco pra esse povo pq dá mais motivo pra eles falarem mal.

eu mesma só sei disso tudo pq tenho habito de dar um search no tuiter o nome do seu blog (faço isso com todos os blogs que eu gosto, pra nao acharem que eu sou psicopata haha).

lola aronovich disse...

Pois é, Anônimo, tem umas panelinhas que não sossegam. Falar mal de alguém as une, só pode.
Hoje mesmo eu estava falando disso num e-mail – que a gente não tem o menor controle por esse ódio que causa. 90% dos meus haters são gente que eu nunca ouvi falar mesmo, com quem nunca troquei uma palavra, e de repente descubro que a fulana ou fulano acompanha TUDO que eu escrevo, só pra poder falar mal. Quase sempre eu só fico sabendo porque alguém me avisa, alguém me manda um e-mail, uma DM, aí você vai naquele twitter, e encontra a galera toda de totais desconhecidos pra você. E aí você gasta 5 minutos naquele tweet de uma pessoa que você nunca ouviu falar pra tentar descobrir o porquê daquele ódio todo. E aí você dá block, e pronto. Só que aí a pessoa, que é completamente obcecada por você, começa a perguntar “Por que a Lolinha me bloqueou?”, e às vezes a fazer campanha pra que eu a desbloqueie. Tipo, uma pessoa que eu nem sabia que existia cinco minutos atrás. É uma coisa muito estranha essa. Juro que não consigo entender, sabe? E, claro, eu sei que é uma total perda de tempo tentar compreender por que a pessoa me odeia. A maior parte dos haters me odeia por qualquer motivo. É por eu ter falado mal de Senhor dos Anéis dez anos atrás, é por eu ser feminista, é por eu ser de esquerda, é por eu ser gorda, é por eu ter marido (sério, já vi essa de que eu falo do maridão pra provar que mulher gorda pode ter marido; fora o pessoal que diz que eu INVENTEI o maridão, claro), é por eu falar do meu gato, é por eu falar de Oscar, é por eu escrever com ironia, é por eu ter um blog bastante lido... Sei lá, só sei que não dá pra ter controle algum sobre os motivos que levam as pessoas a me odiarem (ou a odiarem qualquer outra pessoa). O ódio tem muito mais a ver com elas que comigo. É algo pessoal delas, não meu. E eu nunca fiz search name pra encontrar quem tá falando mal de mim. Não espalha, mas eu não sei nem como fazer isso de procurar informação no Twitter. Já me ensinaram duas vezes, mas eu esqueci (talvez porque, quando tentei encontrar um tópico específico, não funcionou muito bem).
Mas eu até que gostaria de pelo menos ter a mínima consciência de quem fala mal de mim, pra evitar me comunicar com alguém que eu nunca ouvi falar e que ainda por cima me chama de cuzona, né? O chato é que não dá tempo de falar com o pessoal que gosta da gente, que acompanha, que escreve, que é super querido, e aí sem querer você responde a um hater. E o mais legal é que os haters odeiam serem chamados de haters. Acham que é pretensão sua achar que tem haters. Ué, mas vou chamar do quê? De gente que não tem muito o que fazer? É que passa desse estágio. São obcecados mesmo!

lola aronovich disse...

Somnia querida, é que a maior parte dos posts sobre o Oscar eu nem considero post. São posts-lembretes, propaganda pra fazer o pessoal entrar no bolão. Todo fevereiro de cada ano eu faço isso. Eu acho as chamadas (muitas das quais mandadas por leitor@s) criativas e divertidas. Me faz ter saudade do meu tempo de redatora publicitária. E dá a oportunidade de colocar uma foto grande de filme indicado ao Oscar sem ter que falar muito nele (porque não dá tempo). Mas é aquele negócio: todo dia tem post novo. Nunca um post-lembrete-de-Oscar foi o único post. E prum leitor pular aquele post que não gosta é a coisa mais fácil do mundo. Agora, gente que odeia o blog, que diz que não lê, vir aqui contar quantos posts eu escrevi sobre o Oscar é esquizofrênia demais... Se fosse vc que tivesse dito que foram 18 posts, tudo bem. Mas sério que tem gente que aparece pra contar quantos posts uma pessoa dedica a um assunto? Abração!

Anônimo disse...

Lola, acho que há assuntos muito mais importantes para se preocupar do que com o Oscar. Você esta informada sobre as notícias da última semana? Viu o que vai acontecer? Israel quer invadir o Irã, o Senado americano já deu o seu aval, só falta Obama ir amanhã garantir todo o seu apoio: armas, dinheiro, suporte tecnico. Esta guerra, se chegar a ser um conflito nuclear, pode ameaça o futuro da humanidade. Você quer um mundo mais justo e igualitário? Este mundo pode nunca existir, pois pode acabar a humanidade aí mesmo. Aí eu me pergunto: com todos estes problemas, o que leva uma pessoa a se preocupar com um evento tão superficial como o Óscar?

Anônimo disse...

O que terá acontecido a Baby Jane?


:)

lola aronovich disse...

Anônimo, você deve ter percebido que este blog não é um portal de notícias nem conta com uma equipe de jornalistas e colunistas. Sou só eu (que não vivo do blog) e os lindos guest posters que recebo. Eu não tenho tempo, vontade, nem conhecimento para tratar de todos os assuntos possíveis e imagináveis. E é jogo sujo o seu: se a gente for pensar no fim do mundo, tudo perde a importância. Sem falar que hoje é domingo, dia de posts levinhos e de blogs paradões. E que eu tenho que acabar de preparar uma palestra e uma aula inaugural de quatro horas até amanhã cedo. E que escrever um post levinho sobre o bolão do Oscar leva muito menos tempo que escrever sobre o conflito Irã/Israel. E que a vida deve incluir também momentos fúteis e bestas como o Oscar. Mas, se você acha que estamos à beira do fim da humanidade e que haverá um conflito nuclear, por favor, me manda um guest post. Eu publico.

LisAnaHD disse...

"Mas quem me odeia não vai desistir de mim nunquinha." --LoLa A., em Escreva LoLa Escreva, 23.09.2011

ahahahahah... clicando aqui e ali (nos links de seus posts), tenho lido umas e outras (da sua pena) cada vez "mais ótimas"... rs... rs... curtindo muitoooooo... cada vez te gostando mais!

Nina disse...

Lola, essas pessoas são problemáticas. Odeiam a si mesmas. São pessoas invejosas. Queriam ser queridas e admiradas como vc. Queriam ser tão inteligentes quanto você. E são pessoas que querem a sua atenção, e tentam obtê-la de qualquer forma. Elas não falam mal de vc apenas entre elas, elas falam mal querendo que vc veja, que vc saiba. Elas querem te provocar. Querem que vc comente sobre elas, ainda que seja um comentário ruim. Essa hater que vc citou hoje deve ter tido um orgasmo de felicidade quando leu seu post. Tudo o que ela queria era isso, sua atenção. Não dê atenção a eles, não. Continue com seu blog sem se preocupar com isso. Seu blog é maravilhoso. E vc é uma pessoa admirável. Que consegue com suas palavras tocar as pessoas, sensibilizar, influenciar. Quantas mulheres eu já li aqui relatando o quanto você foi importante na vida delas, como vc conseguiu conscientizá-las? Quantas mulheres já abraçaram o feminismo após refletir com seus posts? Foram muitas, Lola. Até eu, que só me assumi feminista graças a você. Obrigada, Lola. E escreva, Lola, escreva.

LisAnaHD disse...

... e prosseguindo nos cliques, je suis arrivée ao seu post à propôs du roman LOLITA... clicando de plus en plus e acabo de abrir la page da sua tese do Mestrado... et... et... et... bem, li à propôs de la vie do autor de Lolita, sobre a vida do pai do autor de Lolita, sobre a vida do avô do autor de Lolita... and now I know for sure que Aronovich significa filh@ de Aron... e continuarei lendo muito mais pq a cada vez que clico num link de post seu, I find out something that entices my mind... Gracias, LoLa Aronovich.

oh oh oh e essa variação de idiomas é pq estou no embalo de Nobokov que, russo, foi alfabetizado primeiramente em inglês... e falava três idiomas (russo, francês, inglês) rotineiramente em casa com a família... descobri isso aqui no blog... quem se interessar em explorar o blog, toma lá:

quarta-feira, 23 de março de 2011
QUEM QUER LER MINHA TESE SOBRE IRONIA EM LOLITA?

LisAnaHD disse...

LoLa, com a chegada das vésperas do possível fim do mundo pela briga Israel x Irã e Obama dando o OK pra explosão nuclear, quero dizer que se a explosão me atingir aqui nos EUA, que sejE num dia qdo meu marido esteja em casa, e eu lendo seu blog comentando algo com ele... tipo assim: "Hubby, acho que tá na hora da gente reclamar as assinaturas das revistas pra LoLa... se passaram mais de 8 semanas e ela não recebeu nenhum exemplar." E marido vai prontamente checar e-mails pras revistas etc. etc. e puff! o mundo tá acabando!!!! a guerra nuclear chegou... Apocalipse geral... João, o da Revelação, acertou assim em cheio???!!! oh oh oh toindo..........

lola aronovich disse...

Nina, sei que tem muita gente assim, que quer chamar a atenção, que espera que eu responda, e fica desapontada quando eu ignoro (porque o pessoal que me acha barraqueira porque eu já discuti com, se tanto, meia dúzia de pessoas durante 4 anos – e sem nunca baixar o nível, pelo menos da minha parte – não tem nem ideia de quantas provocações e insultos diretos eu ignoro diariamente). É bem comum ler “Putz, eu esperava um daqueles posts monstros dela como resposta, e ela me ignorou”. Talvez essas pessoas sejam mesmo a maioria, não sei. Mas essa moça em particular, pelo pouco que acompanhei, não é assim. Acho que ela está morrendo de vergonha. Não fala disso com as amiguinhas (todas colocaram cadeados no twitter), já deletou os tweets em que dizia ter contado os posts sobre o Oscar. Acho que tem um outro tipo de hater que nem sabe por que te odeia, porque é obcecado por você. É pra fazer parte de um grupinho mesmo. Pra chamar a atenção do grupinho, pra ter um assunto em comum, pra ter algum assunto. Não acho que seja inveja nesse caso não. É insegurança, lógico. É gastar tempo falando bobagem porque não tem embasamento pra falar de qualquer outro assunto. Essa mesma, se não estou enganada (porque são muit@s e eu confundo), disse que meu tempo passou, que eu não evoluí como feminista, que ninguém mais me dá atenção... isso tudo enquanto ELA não para de me dar atenção. Enfim... Nem sei o que tô fazendo enrolando por aqui. Ainda tenho que acabar de preparar a palestra e aula inaugural que vou dar na UFRJ amanhã e terça! Queria até fazer um postzinho lembrando o pessoal da palestra, mas cadê o tempo?

lola aronovich disse...

LisAna, esta semana eu recebi o primeiro exemplar da MS! Mil vezes obrigada! Isso foi na quarta, eu acho, e de lá pra cá eu penso "Preciso deixar um comentário pra LisAna agradecendo". Ainda nem tive tempo de folhear a revista, porque a correria está ridícula neste começo de semestre (e continuará até final de março). Muitas aulas, muitas viagens... Já tô quase precisando de férias de novo! Mas muitíssimo obrigada pela assinatura das revistas. Espero encontrar um tempinho pra respirar, ler a revista, me inspirar pra escrever algum post baseado em algum artigo... Deve ter muita coisa ótima.
Ah, e Nabokov é o máximo!

Anônimo disse...

Pô, Lola, não é uma questão de odiar, é que tirar um barato das besteiras que você escreve de vez em quando (nem sempre, tá) é divertidíssimo. Pronto, é só isso, cabô mistério de hater, ué. Agora, o que diz muito sobre você é essa obsessão de citar post sim post não o que é falado sobre você na internet... Relaxa Lolinha, tirando os malucos que vêm aqui ameaçar você (isso sim, eu acho perigoso) o resto é só brincadeira ;D

Anônimo disse...

o link é fixo, basta salvar nos favoritos pra quando quiser conferir https://twitter.com/#!/search/realtime/escrevalolaescreva

claro que os tuites mais antigos somem, vao aparecer sempre os mais recentes

Lorena disse...

Juro que não entendo (e nem nunca vou entender) o que leva uma pessoa (ainda mais alguém que posta anonimamente) querer pautar o blog de outrem. Um blog, aliás, PESSOAL. Juro que não entendo. Está assim tão faminta por discutir a guerra entre Israel e Irã, faz um texto a respeito e posta no seu blog! E convida a galera do twitter pra ir lá comentar! até eu vou, gente, porque sempre aprendo com esses posts.
Agora vir no blog de outra pessoa reclamar do assunto escolhido pelo dono do blog pra virar post... Esse povo não tem mais o que fazer, não?

Lola, continue com os posts sobre o Oscar e sobre cinema em geral. Se o mundo for acabar amanhã, prefiro morrer comendo pipoca e vendo um filme ao lado de quem eu amo. Melhor ainda se for um filme indicado por vc. ;)

Lorena disse...

Ah, e All About Eve é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos! Acho mto nada a ver o título brasileiro, A Malvada, até porque a gente vê a figura de Bette Davis com aquelas sobrancelhas arqueadas na capa do filme, e acha que a malvada da história é ela... Mas a "gente ruim" do filme é mesmo a Anne Baxter!

Anônimo disse...

ai, "anonimo", eu sei quem vc é pq ja li vc dizendo isso no tuiter (q qd chamava a lola de vitimista n era em relação às ameaças de morte, mas à postura defensiva dela com vc e seus amigos). eu te sigo e nao tenho nada contra voce, viu? mas vou defender a #lolinha ;)

entendo qd vcs ficam chateados de serem considerados "haters", como se fossem os caras q aparecem aqui pra xingar e ameaçar. mas nem acho q a lola jogue no mesmo balaio, sabe? só q tem "críticas" q não são exatamente críticas.

essa menina dos 18 posts sobre o oscar, por exemplo, foi a tal que disse que a lola se gabava do marido por ser gorda. e depois disso ficou "chocada" qd a lola postou uma foto na praia com as coxas de fora. isso lá é crítica? patrulha do corpo alheio é crítica?

a historia dos 18 posts em si é uma bobagem tao grande (mimimi entro no blog todo dia mas só tem post sobre o oscar), um aborrecimento (propaganda de bolão é chato, mas ninguém é obrigado a ler) tão fácil de ser evitado, q me parece exagerada e gratuita a reação: contar os posts, tuitar, gerar assunto onde não tem...

do mesmo modo q achei desnecessário a lola fazer um post sobre isso, e sugeri ali em cima q ela deixe pra lá. mas entendo totalmente o lado dela em querer se defender, afinal n foi ela quem começou.

ja a moça q chamou a lola de cuzona pelo menos deu um motivo. n gostou do q ela escreveu num post. eu lembro q me incomodou tb (é o primeiro paragrafo deste post aqui http://escrevalolaescreva.blogspot.com/2007/11/pegue-o-bonde-do-desejo-50-anos-depois.html), mas talvez fosse simplesmente o caso de ir no campo de comentários e dizer isso. anonimamente, até.
mas oq ela fez foi o contrario, foi pegar um post q comprovasse um convencimento previo para desqualificar a lola e o blog como um todo. um blog q ela continuou lendo, apesar disso :D

apesar de ter me incomodado, eu deixei pra lá pq gosto de quase tudo q leio aqui. eu ja deixei de seguir gente inteligente e divertida pq em UM tweet disse algo que achei super preconceituoso. faz parte... entenderia se esse fosse o caso dessa menina.

oq eu achei incoerente foi falar mal no tuiter e dias depois (foram 10 dias depois, acabei de ver no topsy) ir conversar com a lola normalmente. cê vê q a consciência bateu tão forte ali, q ela disse "não é deboche", pra q a lola levasse a sério a pergunta dela (e de fato a lola respondeu).

pra mim, q não fui a ofendida, é mto facil ver o lado da garota. eu tb tenho uma certa blogueira q admiro mas acho irritantemamente arrogante. mesmo assim, continuo a visitar o blog da criatura, pq admiro o outro lado dela. mas pelo menos eu tenho o bom senso de nao postar link pro blog dela (expondo-a) e sair falando q a pessoa é uma completa cuzona.

Marie Curie disse...

Que preconceito!Eu sou nova e já assisti all about Eve =P

APENAS PALAVRAS disse...

A pessoas que descreve com vivacidade aquilo que sente e aquilo que é. E na força das palvras descrevem por si aquilo que poucos sabem A RESPEITO DAQUILO QUE PENSA OU DAQUILO QUE LÊ OU VÊ.Por que na proporção das vezes passamos por alto aquilo que até mesmo um mero grao de areia podia nos descrever o que de mais fantastico possa existir por de trás da criação seja ela matéria ou seja ela palavras... Daquilo que pensamos e sentimos.Assim como num piscar de olhos conseguimos fotografar algo tao magestoso que nos da a certeza que somos algo muito mais do que especial...Mesmo que revelamos isso por meio de uma simples figura ou gravura que expressa algo diria eu fabuloso aos olhos nu...
bj e um belo inicio de semana...
http://www.uanderesuascronicas.blogspot.com

LisAnaHD disse...

LoLa, maridão já me tranquilizou (pq eu estava assustadíssima...) sobre a tal guerra nuclear que alguém comentou por aqui... disse que as armas "tá tudo bem enterrado" no fundão da terra, então não vai ser assim como qdo Israel invadiu não sei que país não sei qdo... Jeová é mais... e Allah não é menos... Axê! E a gente pode continuar te prestigiando mesmo pra quem está te odiando... rimando.

LisAnaHD disse...

ai ai ai que IBOPE e tanto... gente contando a dedoS qtos posts sobre tal e tal assunto... isso sim é se ligar no ELE - Escreva LoLa Escreva... Conte qtos posts Conte... ea gente te gosta cada vez mais, gordita querida.

Somnia Carvalho disse...

Lolíssima, só para constar que eu na verdade acho maior engraçado os posts do Oscar... ri sozinha vendo os titulos e as imagens que voce postou. A maior parte do bolão não li porque eu, amiga, nem mesmo vi um filme sequer que concorre ao oscar...

ida ao cinema depois dos filhos é coisa para por na lista de desejos centrais!

na verdade uma entre as muitas coisas super criativas do seu blog que me prenderam atencao desde o inicio foram os titulos. Sempre pensei: a Lolinha não é boba não! os titulos dela fazem a gente vir ao blog e conferir o conteudo! são bem atrativos!

beijoca,
ps: se nesta loucura da vida voce vier palestrar em sao paulo eu espero dessa vez eu realmente conseguir encontra-la. Daquela ultima vez meu avo faleceu e te mandei mensagem! Ainda teremos oportunidade pelo jeito que anda suas falações por ai!

@LaLo disse...

Caramba... e eu querendo entrar pro time... esse território é só de mulheres?

...agora deu medo!!!

e olha que eu estava gostando do blog!