terça-feira, 7 de dezembro de 2010

DADOS DO BOM CENSO

Adoro os dados do censo. É tão bom saber qual a população dos lugares que a gente ama! Joinville cresceu quase 20% em dez anos, e agora já tem 515 mil habitantes. Floripa, 421 mil. Blumenau, 309 mil. As três maiores capitais do país seguem sendo SP, Rio e Salvador, mas Brasília ultrapassou Belo Horizonte e agora é a quarta. Fortaleza, com seu quase dois milhões e meio de habitantes, continua em quinto. Curitiba e Porto Alegre foram lá pra trás, agora em oitavo e décimo lugar, respectivamente (dá pra ver a população de todos os municípios aqui, mas use o espaço pra busca).
Outro dado que amei é que o Brasil, cuja população atual é de quase 191 milhões (acho que não deveríamos arredondar pra 200 mi tão cedo), já tem 23 mil pessoas com mais de cem anos. A expectativa média de vida do brasileiro chegou a 73 anos.
E o país tem 3,9 mi a mais de mulheres que homens. Em compensação, essa diferença está bem distribuída. A cidade com maior porcentagem de mulheres é Santos, e é só 54%. Balbinos, uma cidadezinha no interior de SP, tem 88% de homens. Foi a cidade brasileira que mais cresceu do último censo pra cá. Por quê? Porque foi construída uma prisão lá.

15 comentários:

Lord Anderson disse...

A minha querida Valinhos continua com pouco mais de 100 mil habitantes.

Gosto assim, não consigo me sentir bem quando vou em Sampa e ando nas ruas com aquelas milhões de pessoa.

Sou um garoto do interior até hoje. rs.

3 milhões de mulheres a mais?

Bom saber.

Agora tenho um argumento "cientifico" para ajudar em algumas...explicações

rs.

Rafaela disse...

A cidade que eu escolhi pra viver, Palmas, a capital mais jovem do Brasil, cresceu 66% em dez anos! E a minha cidade natal, BH, encolheu. Parece que não fui só eu que mudei de lá...
Toda vez que vou a BH me lembro porque me mudei de lá. Trânsito caótico, excesso de gente. Por isso achei muito bom a cidade ter encolhido, pena que as cidades do entorno só crescem

Giovanni Gouveia disse...

Engraçado que eu cheguei a estudar que o Recife era a 3ª maior cidade do Brasil, hoje é a 9ª, tendo sido ultrapassada, desta vez, por Manaus.
Claro, Recife só não tem área menor, entre as capitais, que Palmas e Aracaju, e o crescimento foi se expandido para a Região Metropolitana, que tem 2 milhões de habitantes, somando-se os 1,5 milhão da Capital chegamos a 3,5 milhões.
Ainda assim a gente acha que a RMR é um ovo, e a gente conhece todo mundo... :D

lola aronovich disse...

Rafaela, eu gostaria de conhecer Palmas. Agora, até entendo que uma capital jovem como Palmas tenha crescido tanto (66%), mas o que dizer de cidades como Camboriú, e várias outras cidades catarinenses, que cresceram quase 50%? Fiquei surpresa ao ver isso.


É mesmo, Gio? Recife é tão pequena assim em área? Eu já fiquei surpresa ao ver que Fortaleza era pequena...

Amer H. disse...

Lola, em resposta a sua pergunta, deixei minha mensagem no artigo "Homens que elegem feministas o inimigo público Nº 1."

Foi um dos primeiros artigos seus que lí.

Em tempo, embora eu discorde de grande parte de suas opiniões, não pense que o faço por pirraça ou deboche. A respeito como educadora e feminista, mas acredito que se uma pessoa torna sua opinião pública, ela deve encarar todos que a lerem, em especial aqueles que discordam.

Falo isso, porque sinto que parte de seu desabafo "para aqueles que não entendem seus artigos" foi direcionado a mim, já que estou sempre aqui enchendo seu saco.

Yeah, well... agradeço por não me mandar pro quinto dos Infernos desde já.

Bruno Stern disse...

No sítio do IBGE dá para brincar mais com os dados. Filtrar por estado, ordenar por taxa de crescimento, por exemplo.

O aumento/redução da população ajuda a contar a história de cada cidade.

http://www.censo2010.ibge.gov.br/primeiros_dados_divulgados/index.php

Fico feliz que minha cidade, Niterói, mantenha sua predominância feminina.

nelsonalvespinto disse...

Esses dados são muito importantes porque ajudam a distribuir recursos e planejar o futuro. O litoral norte de SP terá uma explosão demográfica nesta década por causa do pré-sal. Pelo menos o governo federal investe muito por aqui.

Melhor mesmo foi saber que Norte e Nordeste tiveram o maior crescimento. A grana tá indo pra lá e o povo vai atrás.

Saudades dos meus tempos de itinerante por este Brasil afora.

Gi. disse...

Amei o final do seu texto. Bem irreverente. Eu morava no interior de São Paulo e devo confessar que é bem complicado esse negócio dos presídios por lá. Mas o que se pode fazer? Eles precisam ficar em algum lugar, não é mesmo?

;) bjs***

Por trás das notícias disse...

23 MIL pessoas com mais de 100 anos? Nunca imaginaria este número. Se fosse pra chutar diria umas 12, 15, por aí.

aiaiai disse...

ironia na última linha do texto, detectada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Cristina Welle disse...

Olá Lola!!! dados estatísticos sempre são interessantes!!! apesar de serem dados fidedignos, compilados com todo o rigor científico, podem e são manipulados segundo interesses de quem os divulga!!!
continue Escrevendo Lola Escrevendo
Abç, Cris

Paulodaluzmoreira disse...

Dou uma aula de introdução à cultura brasileira para gringos e volto ao censo sempre que posso para evitar os achismos sobre diversos assuntos como religião, etnias, renda, etc.
Como dou aula para gente em geral muito rica outro dia escutei um rapaz dizer aos meus alunos que no Brasil "uma calça levis custa 2.000 reais e que ninguém paga menos de 200 reais por uma calça jeans"...

Por trás das notícias disse...

Ninguém paga menos de 200 reais na calça jeans? Certamente esse cara não me conhece, hehehe.

Lord Anderson disse...

Paulo

Vc acaba de descrever um sujeito que realmente vive numa realidade propria e não deve conhecer quase nada fora da sua bolha.

Jessika disse...

muito legal ^^