sábado, 12 de junho de 2010

E VIVA A COPA DO MUNDO

Eu amo Copa do Mundo de paixão, e se pudesse veria todos os jogos. Ok, todos talvez não, porque depois de espetáculos como Grécia vs Coreia do Sul, duas seleções fracas, não dá vontade de ver um Nova Zelândia vs Eslováquia. Mas não sei nem como explicar minha paixão por Copas (na foto ao lado, eu e meus irmãos torcendo na Copa de 82).
De futebol eu já gostei muito. Foi meu esporte preferido na infância e adolescência, quer dizer, jogando do meu jeito (correr pouco, ficar na frente do gol esperando a bola, chutar pro gol, comemorar — o Ronaldo fez isso e ficou rico, então por que eu não poderia?). Faz décadas que não tenho time pra torcer. Na década de 70, quando morava no Rio, eu era Flamengo. E quando comecei a viver em SP, ainda criança, eu sei lá por que motivo decidi torcer contra o Corinthians. Não a favor de algum time, apenas contra. E acho que só porque o Corinthians era o maior, ou talvez porque o zelador do meu prédio, o Seu Tomás era corinthiano roxo. Eu gostava pacas do Seu Tomás, jogava futebol com ele, sua filha Regina era minha amiga, logo, não sei por que inventei de torcer contra seu time de coração. Vai ver que eu era do contra mesmo.
Mas botar olho gordo no Corinthians foi minha última torcida. Depois, bem mais tarde, houve um breve período em que passei a detestar torcedores fanáticos que andam em grupo. Isso porque eu trabalhava perto do Estádio do Pacaembu, e esses rapazes espalhavam terror na vizinhança em dia de jogo. Sério, era um tal de “Não vamos ficar aqui, porque daqui a pouco é horário de jogo”, e o pessoal passava como nuvem de gafanhotos, vandalizando o que via pela frente. Pô, quem gosta de hooligan, né? Ninguém. Nem a mãe deles, aposto.
Não tenho o menor interesse por esses joguinhos regionais ou mesmo nacionais que passam na TV toda quarta e domingo. Estádio pra mim virou lugar de mobilização política, e só. Mas durante a Copa eu me transformo. De repente volto a respirar futebol. Não sei se é aquele negócio da pátria de chuteiras, mas é diferente ver uma seleção nacional (de qualquer nação) e ver um timinho. E adoro ouvir os hinos. Eu quase sempre torço pelo lado mais fraco, a menos que seja o Brasil jogando. Ah, e também costumo torcer pela Argentina. E por todos os nossos hermanos sul-americanos, mas aí já entra naquela categoria de “lado mais fraco”.
Já torci contra o Brasil também, por motivos políticos. E imagino que agora exista bastante gente de direita que quer que o Brasil fracasse em tudo, inclusive na Copa. Mas sinto que hoje em dia o povo tá mais amadurecido, e o resultado numa Copa não influencia mais eleição, nem pro bem (Dilma), nem pro mal (Serra). Lembro que em 90 torci contra o Brasil, só porque eu achava que a vitória aumentaria a alienação popular durante o governo Collor. Bom, na realidade, mal vi a Copa de 90. Eu estava aqui no nordeste, trabalhando. E me envolvi romanticamente com um carinha que trabalhava pra Vale do Rio Doce e que devia ser um dos raros brasileiros a não gostar de futebol. Nos meus poucos momentos de folga em São Luis, eu tava fazendo coisas mais interessantes que ver bola sendo chutada.
Mas hoje tudo mudou. Eu tô com o maridão, que não desgruda o olho da TV em dia de jogo. E, agora que temos um governo que eu gosto, meu nacionalismo só aumentou. E Copa é sempre um bom lugar pra ver homem bonito, ou pelo menos homem de short com pernas grossas. Lembro que a maior fantasia sexual da minha pré-adolescência foi um jogador italiano chamado Bettega, que eu achava lindo de morrer. (Meu, põe pré-adolescência nisso! Vi que Bettega jogou na Copa de 78, então eu tinha acabado de fazer 11 anos! Nem sabia que tinha fantasia sexual nessa idade!).
Agora, que dá vontade de desistir da Copa por causa do maldito barulho das vuvuzelas, isso dá. Não que eu consiga diferenciar o som desse inferno com o de outras cornetas ou apitos por aí. Mas, pra mim, toda essa poluição sonora deveria ser simplesmente proibida. Sorry, barulho não tem nada a ver com liberdade de expressão. Muito menos com alegria. Continuem assim, que assistir futebol vai ficar pior que aturar transmissão de Fórmula I. Bom, pelo menos no futebol podemos ver o rosto e as coxas dos jogadores. Vamos começar a fazer lista dos mais lindos, vamos?

P.S.: Falar de Copa é muito mais interessante que do Dia dos Namorados, vamos combinar.

48 comentários:

Somnia Carvalho disse...

Lolinha,

super legal! To aqui com a TV ligada, ao mesmo tempo que estou com fones de ouvido vendo e ouvindo a corrida na ponte da Suecia... sao dois eventos ao mesmo tempo...

Renato ta na corrida e sao 30 mil pessoas, entao nao posso so ver o jogo...

vendo suas fotos me lembrei de quanto a gente cantava nas ruas com os vizinhos! eu adorava epoca de copa... ainda gosto muito!

Ate o meu mestrado, no inicio namoro com renato, eu tinha toda uma tese mental escrita sobre o futebol... de tanto ele insistir fui num jogo do palmeiras com cruzeiro, final da libertadores da america no morumbi...

Uau!!! fui sentindo o chao tremer, aquele barulho oooohhhhhh.... todo mundo cantando junto, eu naquela onda! Lolinha, foi impossivel nao comecar a gostar muito de futebol, ou ao menos de querer ir ao estadio com o marido quando dava...

tivemos nossa fase, aqui meio que passou... mas sou sem vergonha... nao sou ligadona, mas sou facilmente seduzida pela coisa do povo todo junto... e acho que a copa do mundo e isso.. .a gente sente essa energia...

e pra terminar: nos poucos momentos que tirei o fone de ouvido pra acompanhar argentina e nigeria aqui eu fiquei de saco na lua com o barulho das malditas cornetas, esqueci o nome sei la o que... que saco porque nao e que tem um momento x que eles tocam, e o tempo todo...

fora isso! aqui em casa ja ta agendado amigos nos jogos e na casa deles tambem!!! e so pra finalizar mesmo: voce ouviu a musica que esta como jingle da Franca? fiz um post sobre! adorei!

beijao e otimo sabado do dia dos namorados que eu tambem to passando sozinha... rs...

Alessandro disse...

Não convém respeitar o seu marido ao invés de ficar elogiando e reparando em outros homens? Ou ele também é assim com mulheres?

Pois eu como namorado respeito a minha namorada, e não fico olhando, babando e endeusando outras mulheres.

Tá certo, uma grande parcela dos homens tem essa atitude machista, mas não é por ser feminista que você tem que ter o mesmo comportamento 'comercial de cerveja'.

Aline Schmitt disse...

sempre assisto aos jogos do brasil e procuro assistir tbm aos das seleções mais fortes, geralmente pra secar :P

nesses links tem umas listas de jogadores gatos, a nacional é beeeeem mais completa e tem muitas fotos

http://gatosdacopa.tumblr.com/

http://www.thefrisky.com/post/246-25-world-cup-hotties-to-watch-out-for/

lola, to morrendo de dó do meu gato. ele morre de medo de fogos, se esconde atrás do guarda roupa. pra piorar, descobri hoje que ele não gosta do grito de gol! saiu correndo e rosnando quando a argentina marcou. o pobrezinho vai sofrer esse mês.

Maria Valéria disse...

To decepcionada com vc. Torcer contra o Corinthians??? NUnca mais visito seu blog. HUMMMPPPFFF..
( Brincadeirinha... afinal distúrbios sérios de personalidade como esse têm tratamento...
kkk) :P
Tbem adoro cop e assisto tds jogos, qdo posso. E Sou corinthiana!!! hahahah.
beijos

Kaká disse...

Adooooro a copa! Eu vejo todos os jogos, até NZ e Eslováquia. :) Entrei num bolão e tive que chutar todos os resultados até a final, então preciso torcer pelo meu placar.
Aqui em casa tem um inglês, então a torcida é dividida.
As vuvuzelas tocando me dá impressão que tem mosquito em casa. Chatérrimo!

bjs!

Kinho disse...

Você disse que em 90 achou um dos raros homens que não gostam de futebol... Olha só, achou outro aqui. XD
Não vejo graça ver 22 pessoas correndo atras de uma bola.
Apesar disso, assim como você, gosto da Copa (entenda 'copa' por jogos do Brasil, e a final)
=]

cronicasurbanas disse...

Pra mim, Copa do Mundo é só mesmo pelo 'carnaval da vitória'. Não estava no Brasil nas últimas 2, então tem uns 12 anos que eu não acompanho certinho. Mas sempre me divirto.

Descobri que o som das vuvuzelas durante as transmissões na TV parece com o de um enxame de abelhas. Acho que vou ter que assitir sem o som (aí bye-bye abelhas e, de quebra, Galvão Bueno, o que é um bônus!).

Futebol, pra mim, tem que ser bonito. Por isso é que eu não perco os italianos e espanhóis jogando de jeito nenhum! Pro Brasil a gente torce sempre, né, mas ô timinho fraco de feição! :-P

bom findi
Mônica

Clara Gurgel disse...

Alessandro,vc vai me desculpar mas "respeitar o marido",prá mim,passa longe de "não elogiar ou não reparar em outros homens".Há várias maneiras de se fazer isso,inclusive com respeito.Muitas vezes acho um "cara legal" ou "bonito" e partilho com meu marido.E ele diz:"É,esse cara é pintoso,mesmo!" outras vezes diz:"Tá muito assanhadinha!" Tudo sem maiores traumas.Acredito que esse tipo de afinidade, só venha com o tempo e justamente,ao contrário do que vc afirmou,entre casais que se respeitam muito e que colocam o RESPEITO A TUDO QUE VIVERAM JUNTOS,como uma coisa maior e, realmente importante para se pensar e considerar.
Outra coisa,como temos poucos momentos de lazer,quando saímos,sinceramente,não fico me preocupando prá onde ele está olhando,ou prá quem.Penso só em aproveitar aquele momento,senão vira uma neurose.Devo confessar,que ele também é muito tranquilo em relação a isso,o que não garante,absolutamente,que amanhã ou depois,ele não vá me "trocar" por uma baita loira!(sempre as loiras!rsrsrs)Mas tudo bem...se tiver que ser,será.Não vou sofrer por antecedência!!

Flávia disse...

Lola, amei o post de hoje!!!

Sou simplesmente apaixonada por futebol e copa do mundo me tira do sério!!! Se pudesse, assistir absolutamente todos os jogos!!
Assim, como você, tenho a tendência de torcer pelos "hermanos" sul-americanos e geralmente sou criticada por declarar que torço pela Argentina também, quando não está no caminho do Brasil. Eu não ligo. Fora isso, adoro torcer contra Itália, França, Inglaterra e Alemanha. Se é para ter time repetido ganhando o título, que seja sul-americano!

Uma observação interessante que eu fiz por esses dias no meu trabalho é que meus colegas homens aceitam melhor minha paixão por futebol (especificamente respirar Copa do Mundo nesta época) do que minhas colegas mulheres...

Olha, já andei pesquisando alguns jogadores bonitos (também gosto de apreciar a beleza masculina no futebol) e os meus favoritos, por enquanto, são: Heinze e Higuaín, da Argentina; Claudio Marchisio e Cannavaro, da Itália; Jesus Navas e Xabi Alonso, da Espanha; Lugano, do Uruguai; Roque Santa Cruz, do Paraguai; e Mark González, do Chile. É, meu fraco é mesmo pelos latinos! ;)

Lola, amo seu blog de paixão e já o apresentei às minhas melhores amigas!!!

Beijão

Alberto disse...

Maridão da Lola,

To falando contigo. Tu é um homem desonrado, um froxo. Como é que tu admite ser desrespeitado desse jeito. Tua mulher pagando pau pra outros homens na tua cara, falando sobre coxas grossas e fantasias sexuais que teve com outros assim, para o Brasil todo saber. Como tu se sente, kra? Aposto que tu morre de medo de perder sua esposa, que tu a vês como prêmio. Que lamentável. Vc deveria era inverter esse jogo. Tu é que deveria se valorizar, se ver como prêmio, exigir ser respeitado, e se ela viesse com piti, dar um bico no traseiro dela e partir pra outra. Existem 3 bilhões de mulheres no mundo, e vc aí, aguentando uma que nem te respeita e, convenhamos, feiosa e mal cuidada. Vc merece mais e naum sabe disso, kra.

Dona Aninha disse...

Única birra que eu tenho: pq tem q ser em ano de eleição? Ou o ano eleitoral tem de ser coincidente com a Copa? Por acaso?
Mas me amarro em Copa!
Vc era (e é!!! :)) Uma gracinha!
Beijos!!!!
E boa Copa!!! ^^

lola aronovich disse...

Alessandro, seu comentário merece uma resposta à parte, talvez um post na segunda-feira, ok?


Alberto, talvez eu até te mencione na resposta pro Alessandro, mas seu comentário é tão babaca que não merece resposta. Ah, tô sendo grossa? Veja o post anterior sobre como o Zeca reage a críticas. Ba-ba-cão.

Clara Gurgel disse...

Ai Lola...sou nova por aqui, mas acabei de aprender o que é um "troll".É meio "bobinho" esse negócio de "troll",né?! É muito óbvio..."Gostei não!"
Só mais uma coisinha:tô com "LOLITE AGUDA".Não consigo largar esse blog!Que coisa,hein?KKKK

Alberto disse...

Lola,

Eu nem dirigi minhas críticas a vc e já tá com raivinha. Eu critiquei o trouxa, o frouxo do teu "maridão", para ver se ele aprende a virar homem e não ser um cagalhão submisso. Tem muita mulher linda, carinhosa e que respeita o companheiro por aí e teu marido perdendo tempo contigo. Só lamento pra ele.

Túlio disse...

Lola, sou seu leitor assíduo faz tempo, mas agora tá difícil, hein... vc tá obcecada por criticar pessoas de direita e idolatrar os de esquerda. Até quando o assunto é outro vc dá um jeito de introduzir política no meio. Fica um saco, na boa.

"E imagino que agora exista bastante gente de direita que quer que o Brasil fracasse em tudo, inclusive na Copa."
Sério? Precisa disso?

Na boa, adoro seus textos, mas acho que seu fanatismo (ou sei lá o quê) tá acabando com eles.

Beijo.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Eu nunca gostei de futebol e acabei pegando antipatia exatamente por causa de certos torcedores fanáticos e tanta violência. Quando a rivalidade é só na brincadeira é legal, mas jogadores ganhando muito bem e gente que não tá ganhando nada com aquilo se matando, é burrice das grandes.

Pra ser franca as duas únicas vezes na vida em que torci por um time, foi exatamente pela beleza de certos jogadores, já que não acho graça no jogo em si... Na adolescência me "apaixonei" por um tal de Guilherme e cheguei a torcer pelo Atlético só por causa dele...
Na copa passada torci por Portugal porque queria ver o Cristiano Ronaldo...
Até hoje não me esqueço de um único momento da copa de 98, o short do Roberto Carlos rasgou durante uma partida e bom... ele não é bonito de rosto, mas foram as coxas masculinas mais lindas que já vi em toda a minha vida... eu lembro desse momento, porque estávamos vendo o jogo entre amigas, todas adolescentes e nesse momento todas ficaram olhando caladas e boquiabertas, foi muito legal, rsrsrs...

Lolinha, que tal fazer uma enquete pra gente escolher os mais bonitos? Assim acho que até vou ter mais um motivo pra assistir, já que nessa época a gente só não vê nada de futebol, se ficar trancada, sozinha dentro de casa, rsrsrs... E não entendi toda essa fúria masculina com o fato de vc comentar de forma bem humorada que alguns jogadores são bonitos e que atraem o nosso olhar sim. Toda mulher repara em beleza masculina, mesmo que não comente com ninguém. Se isso é desrespeito, então todos estão sendo desrespeitados, mesmo que apenas em pensamento.

Bjus

Victor disse...

Tá sem time? volta a ser mengão!

lola aronovich disse...

Exatamente, Clara: o Alberto é um troll. Quer dizer, nem sei quem é ele, nem sei se ele já comentou aqui antes, mas o comentário dele foi típico de troll. Chama o meu marido de frouxo e ainda aproveita pra me chamar de feia. Mais algum objetivo no comentário dele? Faltou só insultar as leitoras do blog. (Um bom troll consegue ofender o maridão, minhas leitoras e eu com um só comentário).
Obrigada pela Lolita Aguda!


Tulio, é ano eleitoral, política tá na minha cabeça o tempo todo. Eu coloquei no post várias lembranças minhas sobre Copa do Mundo. Uma delas foi que eu já torci contra o Brasil por motivos políticos. E que isso está acontecendo agora. Leia comentários em blogs de direita pra ver o que os comentaristas dizem. Sabem qual o time de coração deles nesta copa? HONDURAS. Sério. Tá cheio de reaça que odeia o Brasil e diz que vai torcer por Honduras. E eu que sou fanática...


Laurinha, acho que a maior parte das espectadoras da Copa de 98 lembra quando rasgou o short do Roberto Carlos...

Andréia Freire disse...

Que povinho incomodado! Deus me livre! Deve ser dor de corno, só pode ser! Nem a mulher, nem o homem morrem depois de assumirem compromisso, ambos continuam reparando em outros homens e mulheres, mais do que natural. Olhar não arranca pedaço, não quer dizer que ele ou ela são fiéis ou infiéis por causa disso. Vocês dois Alessandro e Alberto são dois hipócritas, isso sim!

C.C disse...

Eu tbm sou da turma que a cada 4 anos se torna fã de futebol. Francamente não quero que o Brasil ganhe, e nem é por motivos politicos, fala sério, imagina se a seleção ganha sempre ? acaba perdendo a graça! prefiro que ganhemos em casa no mundial de 2014.


Me entristece saber que os cofres publicos serão estuprados por causa da Copa e da Olimpiada, vai ser uma orgia de corrupção, mas tento ser otimista, pois quando vierem as noticias de irregularidades e todo tipo escândalo evolvendo esses eventos, eu espero que o povo amadureça, afinal esse é o unico jeito de o país crescer, com as suas injustiças.


E eu espero que a Dilma salve a nossa economia, pois todos sabemos que não teremos nenhum retorno financeiro.





http://www.nocudasgravadoras.blogspot.com/

Bárbara Reis disse...

Eu já gosteii muito de futebol, jogava quando criança, támbém era fanática por Copa... mas eu não sei o que aconteceu, que eu broxei de futebol... e não suporto... vou assistir os jogos da Copa, e torcer pro Brasil, CLARO. mas não sei o que aconteceu com a minha paixão... não sei se foi por causa que meu irmão joga futebol, e meu pai me fazia acordar as 08h num domingo, pra assistir treino... ou se é porque eu acho que é uma coisa MUITO idiota e que gera muito dinheiro... sei lá... não me atrai mais... torci muito até 1998 quando o palmeiras ganhou a Libertadores, depois disso só em Copa.


Lolaaa... te leio sempre, todo dia, embora não comente, minha vida está do avesso, postarei porquê em breve.... saudades suas... ^^

Beijo, beijo.

caroline disse...

Lola,

procura fotos do Yoann Gourcuff, jogador da França, novinho, lindo e bretão! ele é ruim em campo mas quem se importa????? Aqui na França os homens não gostam dele por isso (un beau gosse)

eu adoro copas! pelo futebol, pela festa e tb pelas pernocas...

bjs
Carol

Lily Dragon disse...

De fato, falar da copa é bem mais divertido do que falar de dia dos namorados - afinal, nada melhor do que uma profusão democraticamente difundida para todos os televisores do país de tantas pernas e eventuais belezas em campo... Só fica de mais pra mim quando começam a passar os jogadores cuspindo em câmera lenta...

Gosto da copa, do sentimento nacional de união para uma coisa saudável (afinal, tiramos as nossas bandeiras do armário pelo esporte e afirmação da auto-estima do brasileiro, e não por causa de uma guerra ou da desgraça de países alheios), mas às vezes me irrito um pouco com esse "nacionalismo de quatro em quatro anos".

Amo o meu país, e justamente por isso procuro ser o mais crítica e consciente o possível em relação a seus problemas. Lutar pelo meu país pode significar também lutar contra o que ele faça (como a felicidade pela condenação do Brasil em um tribunal internacional que foi importante para que a lei Maria da Penha fosse finalmente aprovada)...

Então imagina só a minha reação quando meus queridos e amados coleguinhas de ultra-direita no Ensino Médio, que passam o ida falando como o Brasil é uma porcaria, como a pena de morte tem que ser instituída e direitos humanos é só pra bandido...
E, como por mágica, em tempos de copa era só BRASIL, BRASIL!

Fiz o maior boicote na última copa (desde colocar a bandeira da croácia num powerpoint de um trabalho e ter o primeiro trabalho vaiado da história do colégio até tocar o hino da frança no violino depois da eliminação do Brasil repetidamente, em todos os lugares XD), mas agora estou um pouco mais calminha em relação a isso depois que entrei pra faculdade...

Concordo com a Dona Aninha: por que no ano de eleição? Parece tão conveniente que o eleitorado fique todo distraído respirando futebol, que todas as leis insalubres passam, na surdina, nessa época...

O que você diz sobre esses aspectos da Copa?

lola aronovich disse...

Aiaiai, que tristeza que deu ver o frango do goleiro inglês! Eu já fui goleira (de handball), então me identifico muito com os goleiros, sempre torço por eles. Hoje o da Nigéria deu um show, salvou uns 4 gols da Argentina. E o da Inglaterra... Tadinho, tomara que ele se recupere. Mas é o tipo de coisa que vai persegui-lo a vida inteira.


CC, ah, não me importo se o Brasil ganhe sempre, só prefiro que ganhe jogando bonito. Por exemplo, a vitória de 94 foi meio deprê...
E fico feliz que o Brasil vai ter a Copa aqui em 2014 e a Olimpíada no Rio em 2016... Sou otimista. Não acho que vai haver uma orgia de corrupção.


Bárbara querida, sumida, espero que esteja tudo bem com vc!

lola aronovich disse...

Caroline, havia vários jogadores bonitões entre os da França (e da Nigéria tb). Nem sei se o Gouruff é meu preferido. Mas é lindo tb. Pro post em que respondo ao Alessandro (será publicado na segunda), selecionei algumas fotinhos legais...


Lily, quando eu disse que falar de Copa é mais interessante que de Dia dos Namorados, é só porque eu realmente odeio falar dessas datas comemorativas (e comerciais). Nunca sei o que falar. E, como não sou consumista, não entro no espírito. Agora, Copa é o máximo!
Concordo contigo: é nojento ver os jogadores cuspindo em câmera lenta. Eles podiam não cuspir, né?
Então, é como eu disse no post: acho que hoje o povo está mais maduro, sabendo separar melhor Copa do Mundo de qualquer outra coisa. Vejo mais direitista que odeia o Brasil dizendo que vai torcer contra, que vai torcer por Honduras (!!!), que morrendo de amores pela seleção. Não sei, mas pô, é só futebol. Não representa todo o país. E claro que é uma época de escapismo, de pensar só num esporte. Mas dura pouco.
Eu adoro Copa, Olímpiadas, e Eleições. Todos os três grandes eventos caem em anos pares que, só por isso, já são melhores que os ímpares. Não creio que foi uma decisão proposital ter Copa no mesmo ano de eleições. As eleições mais emocionantes de que já participei foram as de 1989. Antes era de 5 em 5 anos, não caía em anos de Copa.
Não sei se leis passam na surdina em época de Copa. A impressão que eu tenho é que tudo para.

Luci disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caso me esqueçam disse...

nossa, fiquei emocionada de ver que existem homens na terra que nao olham nem pro lado quando estao namorando alguem. ate arriscaria dizer que o pinto deles deve entrar quando uma mulher passa ao lado: tudo em nome do respeito a sua namorada. mas na hora de respeitar a dona desse blog, nada, neh?

por uma grande coincidencia, no meu ultimo post, eu brinco com a beleza do meu patrao. e olha, se meu marido nao se importa, me diga porque eu deveria me privar de fazer esses comentarios? e alias, se meu marido fizesse alarde por eu nao ser cega e achar outros homens bonitos, eu nao faria questao de estar com ele.

Rita disse...

Lola, outro ponto em comum! Sinto-me exatamente como você em relação ao futebol: nem aí na maior parte do tempo, fanática na Copa. Vejo tudo, anoto tabela, sofro, sofro. Mas não consigo torcer pela argentina, sorry.
Canto o hino no início das partidas, fico toda emocinonada, abano bandeira, oh céus. Nunca vou esquecer da emoção de ter ido ver o Brasil jogar, na copa da França, em 98. Cantei o hino aos berros, chorando da primeira à última nota. Tudo de bom. Não vejo a hora da terça chegar. E depois de 2002, com o penta e o Lula eleito, desliguei de vez daquela coisa de perder para manter o povo ligado. Dá pra ter tudo, às vezes.

Beijão,
Rita

Celia Daniele disse...

Lola, to chocada que o Michel Temer vai ser o vice da Dilma. Foi para mim um balde de água fria!!

olhodopombo disse...

não gosto de samba
não gosto de carnavaval
nem gosto de futebol.....

Geovana disse...

Lola eu adoro futebol, amo muitooo!!!!! tanto que mesmo depois de ter chegado a fase adulta eu continuo jogando, participando dos campeonatos organizados pela liga amadora de futebol feminino aqui da minha região. Eu lembro que quando era pequena e comecei a gostar e jogar futebol, na década de 90, menina gostar desse tipo de esporte era sacrilégio, jogar então inaceitável. Mas ao contrário da maioria das famílias meu pai sempre me incentivou, dizia que todo o tipo de esporte é ótimo. Então cresci imensa em campeonatos dos mais diversos esportes, so não entendia porque nas aulas de educação fisica, professora para meninas e professor para meninos, insitia em não ensinar futebol, eu morria de ódio das aulas de ioga e afins que ela inventava...hehe Hoje eu fico feliz em ver que o futebol feminino já é visto com bons olhos e quando eu digo que o pratico já não me olham com tanta estranheza. Se eu já adoro futebol, então na copa eu enlouqueço, vejo todos os jogos que posso, preencho as tabelinhas, e claro dou uma atenção especial aos corpos masculinos. Sobre a hipocrisia de condenar o fato das mulheres admirarem os corpos dos jogadores as colegas já se manifestaram muito propriamente e eu sigo o coro.

Adriana Karnal disse...

sim, viva as pernocas dos jogadres!!!rsrsrs

Geovana disse...

Lola, lendo uns posts antigos, adoro quando você coloca os links de outros posts mais antigos, vi que você também foi adepta do futebol, nossa que legal, mas uma que se aventurava no meio dos meninos para bater uma bolinha, que pena que você não mora perto senão a convidava para um joguinho...heheh
bjs

Alexandre Martins disse...

Olá Lola! De uns dois meses pra cá comecei a ler seu blog, pois minha namorada SEMPRE fala dele (a Marília do mulheralternativa.net). A partir daí, leio sempre! Parabéns pelo blog!

Normalmente leio seu blog, dou uma breve e silenciosa passada nos comentários e pronto. Só que desta vez me senti obrigado a comentar.

Eu não acho desrespeito se minha namorada acha um homem bonito, ou qualquer outra coisa do gênero. Inclusive gosto quando ela o faz, pois é sinal que temos um relacionamento sincero o suficiente pra que ela possa dizer o que lhe vier na telha, sem peso sem crise, sem trauma. Desrespeito pra mim é querer que a pessoa do nosso lado não expresse suas opiniões, sentimentos, vontades. E digo mais... além de desrespeito, isso me cheira a problemas com auto-estima. Froxo pra mim é o cara que precisa silenciar a mulher por conta de problemas psicológicos/psiquiátricos. É tão froxo que não consegue lidar consigo mesmo. Se você precisa de alguém que seja submisso a você e não diga o que pensa, arrume um poodle, e não uma mulher.

Desculpem o desabafo.

Kinho disse...

Lola, você não se anima em datas comemorativas??? Ô_o
Eu amo todas elas... E não pelo apelo comercial, é mais pelo significado, pois acho muito mais 'romântico' no dia dos namorados um passei legal e um presente que represente o amor... Escrevi um post sobre isso no meu blog [ http://toqmdnt.blogspot.com/2010/06/dia-dos-namorados.html ]
-----------------------------
Um dia desses eu tava vendo uns posts onde você fala de trololós... Achei meio estranho porque desde que acompanho o blog nunca vi ninguém em tom ofensivo... E hoje, de quebra, apareceram 2 trololós nos comentários... xD

Dona Aninha disse...

Se você precisa de alguém que seja submisso a você e não diga o que pensa, arrume um poodle, e não uma mulher.

ADOREI!!!
Certíssimo!!!

lola aronovich disse...

Celia, é uma droga mesmo o Temer ser vice da Dilma. Mas já era esperado. Faz um tempão que esse é o principal nome que o PMDB quer empurrar. Mas, sinceramente, quem do PMDB seria um bom vice? Enfim, a aliança do PT com o PMDB é importante pra governabilidade (e até pra ganhar a eleição, mais por conta do tempo de TV que de qualquer outra coisa), mas é péssima pro PT como partido. Acho que o PT está errando feio em abdicar de lançar um candidato próprio em Minas e no Maranhão, por exemplo, só pra apoiar a candidatura do PMDB. O PT fez isso no Rio quando tinha um bom candidato... e nunca mais se recuperou no Estado.


Rita, vc esteve na França em 98?! Que demais!


Geovana, pena que a gente não mora na mesma cidade... Adoraria ter um grupo de amigas pra poder jogar futebol!

lola aronovich disse...

Alexandre, obrigada pelo comentário. Concordo plenamente. Ciúme e insegurança geralmente estão relacionados.
Só discordo numa coisa: vc e Dona Aninha, em que mundo vcs vivem? No meu mundo os poodles dizem o que pensam e não são nada submissos. Inclusive mandam em mim! Não entendo essa história de cachorrinho ser submisso. Os meus NUNCA foram. Eles sabem quem é que manda na casa, e não sou eu. Nem o maridão. Nem qualquer outro humano.
Abração, Alex. E manda um abraço pra Mari e pede pra ela me enviar o guest post, aquela preguiçosa?


Kinho, quase sempre, quando eu falo de trolls, eu ponho uns links de posts em que já falei deles. Todos os meus 3 trolls mais assíduos receberam pelo menos um post. Felizmente, eles se foram. E espero que não apareçam outros, mas é meio inevitável. Todo blog tem um! O melhor é mesmo ignorá-los. Mas nem sempre eu consigo...

aiaiai disse...

vim aqui só pra protestar contra a Aline que colocou esse link http://gatosdacopa.tumblr.com/
no comentário.

Graças a essa aparentemente inocente ação da aline, eu to viciada no tal do blog. É muito bom mesmo e as meninas que editam as fotos são engraçadas e bem informadas...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

e, menina que me lê, se o seu cara metade ficar com ciume de sua admiração pelos jogadores de futebol, é porque tá na hora de fazer algo para ele realmente ter motivo para ter ciume: parte para outra.

Odeio homem ciumento, argh!

Masegui disse...

Lolinha,

Eu, o puxa-saco-mor, estava pronto pra malhar os dois idiotas... mas aí apareceu o Alexandre Martins e disse tudo que eu queria... que bom, sobra tempo pra eu continuar vendo a copa... vejo tudo, respiro futebol.

Inté depois da copa!

aiaiai disse...

gente, olha que coisa mais linda esse vídeo:
http://migre.me/OtjW

Débora Lima disse...

xD

Prefiro vôlei!!!
Os jogadores são bem mais bonitos... entendo melhor as regras e as táticas!
Pra mim futebol é chato, mas tenho uma colega fanática que compara futebol ao balé, de tão complexo e elaborado. Bom, se ela diz né, hahaha!
Só gosto de jogo quando junta toda a familia, e fazemos uma farra de comidinhas gostosas, o povo assiste o jogo, e eu como e me divirto vendo eles torcendo! xD

Alessandro R. C. disse...

Eu não sou o Alessandro que postou. Me entristeceu esse meu xará. Que comentário mais sem noção...

Uma coisa é reparar em outra pessoa, outra bem maior é gostar e amar a namorada.

Eu gosto muito de Copa e fico feliz que a mulherada em geral, mesmo não gostando muito de futebol, esteja acompanhando esse ótimo evento.

Mariana. disse...

hahaha, aí lola, seu machismo ao contrário é hilário!

Copa é mesmo um ótimo lugar pra ver homem bonito, de short e perna grossa, concordo plenamente! (mas se a frase fosse com mulher você ia se encrespar, ne?). Não to dizendo que tem alguma coisa a ver com respeitar o maridão (vcs que se entendam, cada casal é diferente do outro), mas achei um machismo às avessas. Se fosse futebol feminino e os caras ficassem só reparando na mulher, tu ia dizer que os homens só reconhecem esse tipo de talento na gente. mas enfim...

Eu adoro futebol. Amo. Até jogo de timinho, como você diz. Quarta e domingo dá pra ver muita bola bem jogada nos nossos campos. Eu vibro!
Ainda mais que sou torcedora do SANTOS e, modéstia a parte, que time! Lindo de mais de ver!

Copa do mundo é um espetáculo a parte. Não perco nenhum jogo: tirei férias, morram de inveja!!! hahah brincadeira!

Além do futebol quase sempre bem jogado, é lindo ver cada jogo, cada lance, virar história. Lindo reunir a família, vestir amarelo, chorar copiosamente! É lindo!

Futebol é um troço apaixonante.

Nem vou falar de política. Acho que o post não deveria ter nada a ver com o assunto. Vamos relaxar, gente! Amar futebol não quer dizer que precisamos ser alienados, mas tbm pra não ser alienado não precisa ficar 24 horas (e posts) falando de política. Futebol não tem tempo, mas eu peço! hahaha

Mariana. disse...

PRotesto contra gente chata que diz que não gosta de futebol pq não ganham nada com isso, enquanto os jogadores estão cada vez mais ricos.

Ok não gostar de futebol, mas por causa disso?!?!?!?! Então não gostem de cinema também, ok? grata.

Alessandro disse...

Dei uma lida no geral dos comentários, e em primeiro lugar acho o comentário do Alberto completamente despropositado, e em nenhum momento quis demonstrar o que ele escreveu.

Usei as palavras 'convém' e tentei não generalizar justamente por isso.

E não é insegurança ou ciúmes. Uma coisa é olhar ou reparar em outra pessoa, outra bem diferente é proclamar aos quatro ventos (i.e., um blog) a admiração física por outrem.

Não acho isso errado se for consentido pelo parceiro. Mas qual é o limiar disso para um casamento aberto? Se sente tanta atração por outra pessoa, por que reprimir esse desejo?

Alexandre Martins disse...

E qual o problema da menina dizer publicamente "fulano é bonito, ciclano é gato, etc etc etc...?" os caras deixaram de ser bonitos pq você começou a namorar com ela? Ou ela é obrigada a achar que os caras ficaram feios da noite pro dia? Eu acho que isso é ciúme sim. Do mesmo jeito que você continua achando a tetéia daqui ou dali bonita, por mais que "não olhe, ou não comente".

Alberto disse...

Tem muito cara que pra posar de moderno e seguro de si aceita até ser sodomizado, ou ver a esposa transando com outro. Tudo um bando de trouxas. Eu tenho uma namorada linda, carinhosa e que me respeita. Não sou bobo, sei que ela sente atração por outros homens, mas ela não tem a cara de pau de falar isso na minha cara, assim como eu não pagou pau pra outras mulheres na frente dela, em nome do respeito que sinto por ela. É por isso que achei estranhíssimo uma mulher, em pleno dia dos namorados, em vez de prestar uma homenagem ao seu companheiro, mostrando o quanto ele é especial, resolve pagar pau para outros homens e falar o quanto ficava molhadinha por outro homem que não o marido. Bela homenagem em pleno dia dos namorados. Tem homem que se contenta com migalhas de afeto, mesmo.