sábado, 20 de dezembro de 2008

COMO O CASAMENTO GAY ESTRAGA O MEU CASAMENTO

Eu sempre tentei pensar em por que casais héteros pensam que o casamento gay destruiria seu próprio matrimônio. Agora um cartum me ensinou a verdade (minha tradução):
“O casamento gay nos levou ao divórcio.
Não está convencido que o casamento tradicional precisa de proteção? Então prepare-se, querido leitor, pois héteros arrasados contam as Histórias Reais Chocantes de como os homossexuais estragaram suas uniões que já foram felizes!
Quadrinho 1: Ela queria um casamento em maio, mas a igreja estava reservada... por lésbicas!
Quadrinho 2: Nós vivemos brigando sobre o que é mais nojento - casamentos entre lésbicas, ou casamentos entre gays?
Quadrinho 3: Agnes me acorda a cada segundo berrando: 'Nós vamos ser extintos!'.
Quadrinho 4: Só de pensar que homos farão declaração de imposto de renda conjunta, que se visitarão nos hospitais, que conseguirão plano de saúde e outros benefícios sociais já me faz beber.
Quadrinho 4: Meu marido conheceu uma mulher mais nova - num comício pela Defesa do Matrimônio!"
(Mas meu cartum favorito sobre casamento gay continua sendo este aqui).

17 comentários:

Paola disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paola disse...

Assim caminha a humanidade, não basta ter uma posicão, tem que ser contra alguma coisa, o casamento homoafetivo é ótimo pois nele há um milhão de possibilidades preconceituosas embutidos. Como se essa possibilidade fosse contagiosa.
Me irrito tanto com essas coisas, essa necessidade de ter razão!

Paola

Bobbymadhatter disse...

Pois é... Pra falar a verdade eu creio que qualquer coisa serve pra estragar o casamento de qualquer pessoa que não seja feliz casada... XD

Iza disse...

hahahahhaha
Muito bommmmmmmmm

Pablito disse...

Bem.. esse assunto me atinge diretamente. ja faslei sobre isso aqui, em outro ost, então nao vejo necessidade de defender meinha posição novamente. Relendo seu post anterior indicado aqui, li que alguém disse que homofobia e misoginia caminham lado a lado. Concordo plenamente! Deve ser por isso que me identifiquei tanto com seu blog.. tenho aprendido muito aqui e espero poder ajudar tambem passando minha visão pessoal sempre que der...

DIARIOS IONAH disse...

preferencia sexual deveria ser como comida...cada um come aquilo que lhe da prazer...

Liris Tribuzzi disse...

Chega a ser comovente os relatos...
Que dó da capacidade de esclarecimento...

babsiix disse...

Lola, de onde vem esse cartum?

Leila disse...

ai lola, minha impressao eh q agente destroi com aquilo q agente pode, e qm nao pode quer, entende?
Sabe quando eramos pequena e tinha aquela menina q tinha o brinquedo q agente queria e ela destruia ele?
ou aquela menina q tinha o cara q agente queria e ficava pisando nele?
é tipo isso...

lola aronovich disse...

Paola, pois é, mas o que me irrita mais mesmo é a falta de argumentos. Ainda não entendi como que gays se casando atrapalham a MINHA vida!


Muito bem colocado, Bobby. É verdade, qualquer desculpa serve...

lola aronovich disse...

Iza, que bom que vc gostou!


Pab, exatamente, homofobia e misoginia caminham juntos. Aliás, todos os preconceitos caminham juntos, porque eles sempre partem de uma afronta do padrão dominante. Mas como misoginia é o ódio às mulheres e às coisas femininas, e gays são considerados afeminados, a ligação entre esses dois tipos de preconceito é muito forte. Tudo que não seja homem é inferior. E claro que homossexuais masculinos SÃO homens, mas não se enquadram no conceito do que deve ser masculinidade (ou seja, hétero). Fico muito feliz que vc tenha aprendido coisas aqui... E claro que a sua colaboração é fundamental!

lola aronovich disse...

Fátima, pois é, né? E ninguém tem nada com isso.


Li, que relatos? Vc se confundiu de post? Isso que dá ficar tanto tempo sem comentar!

lola aronovich disse...

Babsiix, putz, não sei! Eu caí nele quando fui procurar ilustrações pro meu outro post, aquele do resultado da pesquisa sobre casamento gay. Mas é de uma tal de Mikhaela. Tem o site dela, www.mikhaela.net Eu não sei quem é, mas deve ser uma “syndicated cartoonist”, porque o jonral da comunidade gay que eu lia em Detroit, o Between the Lines (bem bom, por sinal), sempre trazia cartuns dela.


Leila, pode até ser. Mas acho que é mais vontade de isolar tudo que é diferente, fora do padrão. Deixando essas pessoas sem os mesmos direitos, a sociedade já os rotula como inferiores. E a culpa não é da sociedade - é dos gays. Por que não deixam de ser gays?! Acho que o pensamento é por aí...

Vitor Ferreira disse...

A outra tirinha eh mais irônica, engraçada.

Lilian Ri disse...

"Toda forma de amor vale a pena/Toda forma de amor vale amar"

Eu imagino daqui 500 anos o Papa pendindo desculpas públicas aos gays como fez esses dias com Galileu. E o povo pensando: "demorou, hein, meu velho!"

Liris Tribuzzi disse...

Relatos? Eu quis dizer comentáiros, frases, sei lá.... os quadrinhos do cartoon. xD

lola aronovich disse...

É, eu gosto mais da outra tirinha tb, Vitor.


Lilian Ri, duas dúvidas: será que vai demorar apenas 500 anos pro Papa pedir desculpas aos gays? E será que o Ratzinger guenta até lá?


Li, ah tá, entendi...