domingo, 26 de novembro de 2000

CRÍTICA: TODO MUNDO EM PÂNICO / Nem tudo é medonho no mundo adolescente

Está em cartaz o grande chamariz de adolescentes "Scary Movie" (filme assustador, ou medonho, conforme sua preferência), aqui traduzido para "Todo Mundo em Pânico". O primeiro título em inglês era quilométrico e englobava todas as produções de terror teen recentes. E o que, afinal, é um filme de terror adolescente? Bom, depende da época, mas os ingredientes principais são sempre os mesmos. No final dos 70, tivemos "Halloween" e "Sexta-feira 13", que geraram vários subprodutos de jovens sendo assassinados no Dia dos Namorados e durante um aniversário, entre outras datas festivas. Na década de 80, quem veio para assustar foi Freddy Krueger, aquele com garras que matava nos sonhos. E, nos 90, o enorme sucesso de "Pânico" (o filme de terror mais bem sucedido da história até então) deu corda a inúmeras imitações. A fórmula não muda: um assassino misterioso e bastante imortal sai por aí trucidando um monte de adolescentes que só querem se divertir. Sexo é sempre punido com morte nesses filmes já que essa faixa etária é bem moralista. Sabe como é, o garoto só pensa em transar, mas no fundo deseja casar-se com uma virgem. Logo, a heroína dessas produções deve ser virgem. Ela não pode ser uma pecadora, pois as pecadoras merecem ser castigadas, na cabecinha deste seleto público. Por que os adolescentes adoram ver-se decapitados, esfaqueados e empalados? Deve ser por se acharem imortais, e a única morte que conseguem imaginar até os 20 anos (depois de velho, vale tudo) é a escabrosa. E, óbvio, essa platéia se identifica mais com o serial killer do que com as vítimas. Talvez o espectador médio também gostaria de vestir uma máscara e descarregar sua raiva hormonal em seus amiguinhos.
O horror de hoje é o paraíso dos atores de terceira categoria da TV. As produções juntam astros que têm inúmeras páginas na Internet e capas nas "Caprichos" americanas e... os matam. São os filmes catástrofes dos 70, com a diferença que o maior cachê não vai necessariamente para o sobrevivente. É lógico que adolescente não vai pensar em nada disso quando estiver se acabando de rir com "Scary Movie", queparodia muitos de seus fetiches cinematográficos. Antes de torcer o nariz pro filme, é bom lembrar que ele não foi feito pra você. Se você tem mais de 20, você simplesmente não foi convidado. Ou seja, vá procurar sua turma. Por exemplo, adolescente é vidrado em coisas escatológicas, como meleca e pum. Está tudo lá. Menino teen é paranóico com homossexualismo – o que é meio estranho. Afinal, se você não gosta de, sei lá, cinema, você não pensa muito nisso, certo? Errado. Adolescente só pensa nisso. Logo, 70% das piadas de "Scary Movie" envolvem gays. O filme às vezes é divertido. As paródias de "Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado" e "Matrix" são bem legais. No começo, uma moça liquida um bando de crianças no Dia das Bruxas. Gags visuais como essa são engraçadas, e o cinema vem abaixo com a conclusão da cena sexual do casal protagonista. Os diálogos são nada menos que tenebrosos. Exemplo: a vítima conta ao assassino, por telefone, que está assistindo a um filme de terror. Assassino: "qual?" Vítima: [qualquer comédia]. Assassino: "mas isso não é um filme de terror". Vítima: "Não? Você já viu a atuação de [qualquer ator]?" Bocejo. Porém, "Scary Movie" poderia ser muito pior, e você sabe do que estou falando se viu as sátiras a "Ases Indomáveis", "Instinto Selvagem" e "Rambo", quase todas estreladas por Charlie Sheen (quem? Sim, sim, eu sei). E poderia ser melhor. Vide os dois primeiros "Corra que a Polícia vem aí".
Não importa. Os púberes vão adorar. E, se você for sem preconceitos e não se ofender com cenas de pênis (item obrigatório depois do zíper de "Quem Vai Ficar com Mary"), vai se divertir um pouco. Talvez você até entenda a última cena, que satiriza um ótimo filme, "Os Suspeitos". Este policial é de 95 – pré-histórico pro padrão adolescente.

Um comentário:

Knoville disse...

cara, eu amo a seria de Todo mundo em pânico, super engraçado, eu nao acho nada de terror em sexta-feira 13, nem halloween nem no A hora do pesadelo, porem, eles assustam certos tipos de pessoas, mas cara, eu amo esse tipo de filme,q tenha mto sangue e misterio!