segunda-feira, 9 de julho de 2018

A HIPOCRISIA DOS HOMENS QUE SÃO CONTRA A LEGALIZAÇÃO DO ABORTO

Não precisa falar mais nada.

39 comentários:

GabrieleBressan disse...

Típico! A irresponsabilidade masculina é tolerada e a mulherada paga a conta.
Lola, aproveito o espacito do seu bloguinho pra divulgar o meu: crônicas de uma proto-economista. cronicasdeumaprotoeconomista.blogspot.com ^^
To escrevendo sobre o cotidiano na minha graduação, contexto político do país e etc. Beeeijão, adoro o blog e aprendo muito contigo. <3

Anônimo disse...

O tanto que pegaram ar com o post, demonstra que o cara acertou na mosca.

Very High IQ

Anônimo disse...

Quem tá pegando ar (e muito) com o post da Lola e com os comentários das feministas são vocês mascunazis lixosos, nós estamos apenas nos divertindo e rindo muito de vocês, às custas de vocês kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Eu queria entender o motivo pelo qual a Lola e demais moderadores permitem uma caixa de comentários aberta sabendo que o nível dos comentaristas é esse que estamos vendo acima. O debate é inexistente, não tem nada pertinente ao texto postado, é triste de se ver.
Entendo que moderar comentários não deve ser tarefa fácil num blog desse tamanho, e entendo mais ainda que a lola não faz só isso da vida e provavelmente quer fomentar o debate aqui, e quando os comentários precisam passar por aprovação acaba desacelerando a conversa.

Mas se é esse o motivo, por favor, repensem. Não está ajudando debate algum esse abandono da caixa de comentários. Eu prefiro que meus comentários demorem pra ser aprovados do que comentar no meio desse lixo.

Alícia

Felipe Roberto Martins disse...

Boa tarde!
Nosso total repúdio a todas as pessoas que como este rapaz pensam assim.
Lastimável.

Anônimo disse...

Os homens acusam as mulheres de fazerem o que eles fazem, de agirem como eles agem, de pensarem o que eles pensam, de sentirem o que eles sentem. Os homens atribuem às mulheres todos os defeitos que eles têm. Sempre foi assim. É assim ainda hoje.

Todos os comentários masculinos publicados aqui, os xingamentos e apelidos que eles escolhem, são sempre muito reveladores do que sentem em relação às mulheres. Revelam todo o desprezo que eles sentem.

Anônimo disse...

"Todos os comentários masculinos publicados aqui, os xingamentos e apelidos que eles escolhem, são sempre muito reveladores do que sentem em relação às mulheres. Revelam todo o desprezo que eles sentem."

CORRIGINDO: Revelam todo O ÓDIO, A INVEJA, O MEDO, O DESPEITO, expressados através do desprezo e do menosprezo que eles exalam, demonstram e exibem a todo momento contra as mulheres.

Anônimo disse...

Mesmo quando esse ódio, inveja, medo e despeito são (mal) disfarçados ou distorcidos para parecerem outra coisa.

titia disse...

Já vi um babaca dizendo algo parecido, falando que uma camisinha vagabunda e um anticoncepcional de 10 golpes eram a solução pra evitar o aborto. Não mencionando a ignorância do cidadão a respeito de como realmente funciona a pílula, de como ela é arriscada, como algumas mulheres não podem tomar, remédios que cortam o efeito e o GO não avisa, etc. Minha resposta a esse post ridículo foi na linha do "Camisinha não adianta se no segundo encontro você já tá jurando amor eterno e pressionando a garota pra não usar, amore". É como eu digo, todo "pró-vida" é hipócrita e não existe exceção. São monstros.

13:25 faça agora um teste de DST. Um sujeito como você, que transava sem proteção e se achava muito sortudo um dia fez um teste de DSTs e descobriu que tinha ganhado um combo de sífilis terciária assintomática + HIV pelo preço de uma só trepada sem camisinha. Sortudo, né?

Vê, depois esses caras juram que não sabem porque não conseguem fazer sexo. Trepar com homem brasileiro ultimamente é mais perigoso do que entrar pelada no departamento de vírus mortais do CDC... e como se não bastasse as doenças, ainda tem o risco de gravidez de brinde.

E não é que Marmelo resolveu não tomar a antirrábica e agora tá aqui espumando? Liga não, já, já cai morto mesmo e pode jogar no lixo...

titia disse...

14:40 sei lá, mascu é tudo igual mesmo. Quem já viu um, viu todos.

Anônimo disse...

Mascus são completamente auto contraditórios, dariam até pena se não fossem tão escrotos e nocivos a todo mundo que tenha o infortúnio de estar próximo à presença deles.

Anônimo disse...

Países onde mais mulheres estão no governo têm menos corrupção, diz estudo
Publicado em 8 julho, 2018 11:00 am

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/paises-onde-mais-mulheres-estao-no-governo-tem-menos-corrupcao-diz-estudo/



Países onde mais mulheres estão no governo têm menos corrupção, diz estudo
Formulação de políticas públicas diferentes é o que faz mulheres terem impacto sobre a corrupção.

https://g1.globo.com/olha-que-legal/noticia/paises-onde-mais-mulheres-estao-no-governo-tem-menos-corrupcao-diz-estudo.ghtml



Entenda porque a corrupção é menor onde mais mulheres participam do governo

Estudo feito em mais de 125 países mostrou que a probabilidade de suborno é menor nas regiões com maior representação de mulheres.

http://radioglobo.globo.com/media/audio/196373/entenda-porque-corrupcao-e-menor-onde-mais-mulhere.htm

Anônimo disse...

Tem uma coisa muito boa na internet. É através dessa ferramenta que as mulheres conhecerão verdadeiramente o homem e perderão, pouco a pouco, todas as ilusões que faziam as mulheres se aproximarem dos homens. Na internet, os homens se mostram por inteiro e, com isso, afastam cada vez mais as mulheres.

Esse é um movimento sem volta. Quanto mais acessível ficar a internet, mais as mulheres perderão suas ilusões a respeito dos homens, pois mais profundamente conhecerão seus pensamentos e (falta) de sentimentos.

Anônimo disse...

Esse troll scum manifesto vai acabar na sarjeta em depressão como a V.S.

Anônimo disse...

Essa ameaças vazias todas... seu medo e desespero é tanto assim, mascu lixo?

Cindy disse...

Esses comentários são uma sessão de horrores..

Esse post me fez pensar no porque homens são contra o aborto.
Não os afeta de muitas formas (consequências do ato no corpo e na saúde de quem realizaria o procedimento) e não me parece basear-se só em vontade intrínseca de ser pai.

Anônimo disse...

Homens arruinaram a vida dela, desde o começo.

Anônimo disse...

Tá bom, polícia de sentimentos e de pensamentos. Continua aí o choro sozinha que eu já me enfadei desse seu papo chatissimo de psicólogo de bar. Tchau tchau. Adeus!

bia *:・゚✧ disse...

desapointed but not suprised

Anônimo disse...

Você não dá adeus. Sempre volta com os trechos do scum manifesto. Não dou dois dias pra você voltar aqui de novo. Ela morreu na sarjeta deprimida. O scum manifesto é uma sátira espirituosa e engraçada, só por isso não se torna chata, que ensina como matar homens. Quem levar isso a sério pode acabar como a Valerie Solanas.

Anônimo disse...

Concordo
Essa caixa de comentários está uma sessão de tortura. Nem tô vindo aqui esses dias.

Anônimo disse...

Adeus é pra você, trollzinho. Não pra mim, eu volto sempre que eu quiser. Tchau, troll, não me dirija a palavra que farei exatamente o mesmo. Boa vida e boa morte pra você! Bye bye...

Anônimo disse...

Masculinistas se acham lógicos e acham que têm alguma relevância pra "aconselhar" alguém do que quer que seja, coitados, seriam dignos de pena se não fossem dignos de desprezo.

Anônimo disse...

É bem por aí mesmo. Meu ex vivia choramingando na hora de colocar a camisinha, e assim eu acabei engravidando. Relaxei algumas poucas vezes pq nós tínhamos um relacionamento sério e tal, aí acabei cedendo achando que não ia acontecer. Isso pq teoricamente nem sou tão fértil, tenho problemas no ovário.

Enfim, tivemos o filho e um bom tempo depois nos separamos, e ele é aquele típico pai ausente que aparece qndo quer e chora pra dar uma merreca de pensão. E é igualzinho esse cara do post, fica fazendo postagens contra aborto no facebook... é tão fácil ser moralista e posar de bonzinho quando larga suas responsabilidades nas costas dos outros né!

Mas olha, serviu de lição. Pode reclamar de camisinha o quanto quiser, não tô nem aí, nunca mais caio nessa, pode ser namorado, marido, o que for. Aliás a mulherada hetero que é a favor do aborto tem que lembrar bem disso, e não dar moleza pra esses caras folgados NUNCA, quero ver continuar com esse papinho furado. Pq muitas vezes qndo temos um relacionamento sério acabamos deixando a camisinha de lado.
Óbvio que eu errei tbm pq podia ter tomado pílula , mas tbm é fácil pra eles fazerem discurso qndo somos nós que temos que nos entupir de hormônios. Fora que a maioria não merece um pingo de confiança.

titia disse...

Cindy, basicamente homens querem proibir o aborto pra punir a mulher por fazer sexo. Eles falam em defender a vida, mas depois que o embrião vira bebê e nasce - aí sim é quando se precisa de defesa e apoio - eles dão as costas e mandam a vagabunda se virar com o fedelho. São contra bolsa família, creche pública, auxílio creche, qualquer programa governamental que garanta um mínimo de segurança pra mãe e pra criança (que eles dizem defender). Na esfera pessoal os caras não tem o menor escrúpulo em fugir quando a mulher aparece grávida; se mudam de cidade ou Estado sem dar notícia, falsificam carteira de trabalho pra pagar o mínimo do mínimo, "esquecem" de depositar a pensão, não aparecem pra visitar o filho, quando pegam a criança com a mãe tiram foto pra botar no Instagram depois jogam no colo da avó e vão pro bar, etc. Enfim, o interesse na paternidade é zero.

Esses mesmos homens são contra educação sexual na escola e distribuição gratuita de contraceptivos. Além disso, não usam camisinha nem fazem vasectomia; choram, fazem manha, berram, pressionam pra mulher aceitar transar sem camisinha, e muitos tiram a camisinha no meio do ato sem a mulher ver pra "gozar dentro". Quando aparecem casos de crianças molestadas ou agredidas pelos pais, são os primeiros a dizer que "fez alguma coisa pra provocar" ou "ah, hoje em dia não são mais inocentes, 11 anos já é uma vadiazinha sim". Ou seja: o interesse na qualidade e na vida das crianças é abaixo de zero. Eles falam em proteger as criancinhas mas na prática cagam e andam pra vida de qualquer criança, muitas vezes a do próprio filho. A página "Cadê Minha Pensão Alimentícia?" no face é cheia de histórias do tipo. Leia e perca toda e qualquer vontade de procriar que porventura ainda lhe reste.

Pra terminar, basta ver os argumentos deles qdo se fala no assunto. "Na hora de fazer gostou, né piranha?", "Quem mandou abrir as pernas, agora se vira aí", "Quer putear por aí e agora quer matar um inocente?", etc. Mas ninguém manda os caras guardarem o pinto sujo na cueca ou mandam eles não meterem se não quiserem pagar pensão. A condenação é toda sobre a mulher. Pra essa corja maternidade é castigo pra puta e criança não é ser humano que precisa de cuidado e proteção, é punição para a vadia que abriu as pernas. Esse é o único motivo pelo qual querem manter o aborto proibido - até porque quando é o bolso deles na reta, esses "defensores da vida" são os primeiros a mandar a namorada/esposa/ficante abortar. Não há nenhum interesse na paternidade nem na vida por parte deles; a única coisa que eles querem, como sempre, é fazer as mulheres sofrerem por serem mulheres. Nada mais.

Anônimo disse...

De acordo com o print, o mascu falso-moralista que posa de ''pró-vida'', tb cometeu abuso sexual e é um pedófilo. Já passou da hora de denunciar esse monstro. Eu já vi vários mascus falando que nunca usaria anticoncepcional masculino pois isso acabaria com a saúde e fertilidade dos trogloditas, mas por que a mulher pode ter sua saúde e fertilidade comprometida com o uso de anticoncepcionais e ainda correr o risco de ser chamada de vadia porque foi abortar ou de vadia por ser mãe solteira? Para esses misóginos, tendo o filho ou não, a mulher sempre será a ''vadia''. Já chega de fica protegendo esses monstros, eles devem ser denunciados e expostos sim, imediatamente. Tolerância 0 para misóginos falso-moralistas.

silvia disse...

Exatamente isso.

Anônimo disse...

Homem só mete o pinto sujo dele em mulher se ela deixar e quiser. Caso contrário é estupro. Ou nem isso os liberais delirantes consideram mais como sendo estupro?

Feminismo também é as mulheres assumirem responsabilidades e tomarem as rédeas das coisas, inclusive dos seus próprios atos. Não depender sempre de homem, até pra tentar ter prazer (que na maioria das vezes nem conseguem obter, como mostram vários estudos, é só pesquisar: mulheres heterossexuais são o grupo que tem menos orgasmos e menos satisfação sexual do que todos os outros grupos)

Anônimo disse...

O abuso de meninas é praticamente compulsório nessa instituição família/contrato (hetero)sexual. É a forma primária pela qual os homens minam vínculos entre mulheres por romper o primeiro de todos: o mãe-filha. Incesto é essencialmente heterossexual. Hetero = diferença. Sexualidade da diferença de poder. Por meio da foda, da penetração, o macho define a mulher como outro, como diferente dele, como objeto, como não-humana. Assim faz com a filha, com a irmã, prima... Para definir essas pessoas como diferentes, empurrá-las para o local social da diferença. Para expropriar a filha da mãe, destruir essa união. É como o mito da Perséfone, que é sequestrada da mãe Ceres pelo deus da Morte (Patriarcado é necrofílico, diria Mary Daly) e instalando a depressão na deusa Terra que se torna incapaz de manter a vida nesta, mas que faz o acordo cíclico de que a filha passe metade do ano com ela (corresponderia à estação da primavera e do verão, o outono e inverno seriam o período da depressão da Mãe Terra, onde nada se colhe dela). Isso os agressores fazem, os pais, os molestadores infantis, eles aniquilam a vida, são pura pulsão de morte, destruindo o planeta.

A exposição de meninas a cenas violentas como a afeição heterossexual, aprendendo a erotizar sua subordinação/ser hétero, possui caráter traumático, e acredito que a erotização dos homens posterior - a heterossexualidade das mulheres, o desejo heterossexual instalado nas mulheres - é repetição do abuso, e não sua sexualidade real. É a colonização dos agressores. Meninas são expostas desde cedo à cenas de prostituição de rua, pornografia, e a prostituição doméstica que é o contrato sexual de seus criadores. Como isso é registrado na mente das meninas? Que aprendem sobre sexualidade-como-sobrevivência, que aprendem sobre afeição, sobre relacionamento, sobre 'amor', ao assistir suas mães em relações abusivas, agredidas, capturadas pelos agressores? E quando são elas vítimas de agressores domésticos?

Assim como o sadomasoquismo é uma tentativa da vítima de assimilar psiquicamente o evento traumático, dominá-lo, integrá-lo ao seu psiquismo, a sexualidade heterossexual da mulher é uma tentativa falha de resistência, de tentar sobreviver para além do trauma, é a repetição da cena, na mesma idéia do sadomasoquismo de que reencenar cenas do abuso num set controlado pela vítima seria uma maneira de se curar do abuso. A mulher dita 'hetero' (heterossexualidade = colonização sexual patriarcal aqui) tenta isso, a erotização que ela tem da sexualidade da desigualdade é uma sexualidade traumática, é sexualidade de pessoa oprimida, é uma resposta a ameaça da aniquilação em condições de captividade. Nenhuma menina merece um lar heterosexual/captividade patriarcal e ver sua mãe ser abusada pelo seu pai, nem estar num ambiente que, enquanto menina, não tem nenhum meio de se defender dos agressores e às vezes de denunciá-los. A família é a instituição e o espaço mais inseguro para maior parte das meninas e mulheres. E isso é estrutural e fundamental nessa instituição.

Anônimo disse...

Não sei o que é pior nesse post: o cara ser um abusador e querer dar lição de moral ou um homem "escolarizando" mulheres sobre um método contraceptivo MASCULINO QUE VAI NO PÊNIS DELES....


... e que quase sempre eles fogem como uma praga...


Ao invés de homenexplicar coisas para mulheres, calem a boca e emborrachem seus paus (ah e sexo depois do não e com menores é estupro e pedofilia, só pra lembrar) ...

Assim evitam abortos, traumas, crianças abandonadas e passam menos vergonha.

Jane Doe

Anônimo disse...

Mascus costumam condenar a masturbação, principalmente a feminina. Eles incentivam os outros a irem procurar prostitutas e/ou parceiras de sexo casual que as vezes eles denominam de ''marmitas'', nesses apps de encontros. Mas se masturbar não pode, pois na mente medieval desses sujeitos se masturbar é coisa de fracassado, doença, pecado e vários absurdos do tipo.

Tem mulheres com essa mentalidade tbm, não se masturbam e fazem sexo casual muitas vezes se arriscando a ir, muitas vezes bêbadas, a apartamentos e motéis com homens que conheceram em micaretas, ''baladas'' e bares ou com namorados e maridos grosseiros. E muitas ainda criticam mulheres que preferem se masturbar a se sujeitarem a sexo casual com qualquer troglodita ou a relacionamentos toscos.

Não adianta vitimizar essas mulheres o tempo todo pelo estilo trash que escolheram, pois muitas delas são bem instruídas e esclarecidas, independentes financeiramente e se sentem empoderadas ao se jogarem no esgoto do machismo recreativo, foi escolha delas. E elas precisam assumir suas escolhas em vez de serem consideradas eternamente as pobres ''vítimas passivas do machismo''. Enquanto as mulheres que querem realmente sair de uma vida miserável e degradante, não costumam encontrar muito apoio.

Anônimo disse...

Também concordo. Acho que muitas vezes o feminismo vitimiza demais a mulher. Até quando elas escolhem a situação ruim.

Anônimo disse...

Adoro sexo com homens

Anônimo disse...

21:36, Ninguém perguntou. Ninguém se importa. O mundo não gira em torno do seu umbigo.

Anônimo disse...

Nem do seu.

Anônimo disse...

Agora conte uma novidade.

Anônimo disse...

Novidade, ah sei lá

Anônimo disse...

Consigo imaginar o quão triste foi sua infância em uma família disfuncional.

Anônimo disse...

A 'família' patriarcal é a definição exata de 'família' disfuncional. A instituição mais basilar de todas as instituições destrutivas do mundo.