segunda-feira, 12 de setembro de 2016

TUDO PUTA

Este mês participei da banca de qualificação de doutorado da Emmanuelle. 
Foi um prazer ler sua tese, ainda em construção, que fala do "desassossego" que os feminismos provocam nas pessoas (inclusive nas feministas). Aprendi muito. 
Lá no meio da tese ela incluiu um texto que eu não conhecia, mas que gostei bastante, e queria compartilhá-lo com vocês, com algumas modificações mínimas. Sua autoria está atribuída a Juliana Wallauer, e ele foi publicado aqui:

Já começam desde pequenas, na escola mesmo.  Ao invés de irem estudar, iam fazer o quê? Beijar na boca atrás da escola, matar aula para ir pra casa dos amiguinhos... O que elas são? Putas! Mas não você, Juliana. Você não ficava se esfregando com meninos, se dava ao respeito. Só namorou de forma decente, na presença de adultos, como se deve. Quando você não quis transar com ele, o príncipe terminou, furioso, e contou pra todo mundo as baixarias que "fazia" com você. O quê você é, Juliana? Puta, claro! Seu nome tá pichado no muro das ruas. Que vergonha! 
Mariana, ainda bem que você não é burra como ela, de perder tempo com canalha. Você soube escolher, né? Namorou seu melhor amigo, perdeu a virgindade com ele, tudo muito lindo e romântico. Até que engravidou com 15 anos. O que você é Mariana? Uma puta burra. O problema dessas meninas é que não se dão ao respeito. 
Não são como você, Carol, que é da turma, da galera, anda de skate com os brothers, ouve rock, ri dessas minas idiotas que eles pegam. Ah Carol, mas andar no meio de um monte de homem é coisa de quê? De puta ou lésbica. Só você que não sabia? Tá todo mundo falando!
Ainda bem que você, Aline, não tem tempo pra essas coisas. Nunca vi menina boa assim. Só estuda, só tem amiga menina, frequenta a igreja, vai casar virgem, com o primeiro namorado, só depois de formada. Se depois de casada, como o Senhor ordenou, vocês quiserem tirar fotos pra apimentar a relação, tudo bem, né? Dentro dos laços sagrados de confiança do casamento é diferente, não é como essas piranhas que saem se expondo em público! 
O moço da assistência técnica achou as fotos e publicou na internet. Já sabe o que você é, né, Aline? Uma puta! Uma piranha que envergonhou a família, ainda por cima. Os amigos do teu pai estão batendo punheta nesse momento com a tua foto, Aline. Você é uma puta! Que vergonha! Nunca imaginei... Antes fosse um muro pichado na adolescência, Aline!
Você não cai nessa né, Fernanda? Imagina, tirar foto pelada ou fazer vídeo... Tá pedindo, né? Você é mãe de família, nem pensa nessas baixarias. Vive para os filhos e o marido! Nem precisa trabalhar... Soube escolher um homem bom. Até que, depois de 12 anos, o casamento desaba porque você deixou de ser interessante. Simplesmente seu marido se apaixonou por outra mais bonita, independente e que usa batom vermelho (coisa que ele sempre reclamou que você usasse). O motivo do término? Não importa! Divorciada e mãe solteira é o quê, Fernanda? Puta, óbvio! 
Para os outros, você deve ter feito algo muito ruim para um homem desses não te querer mais! As amigas não vão querer você perto dos maridos delas, né? Com razão! 
Se vocês, Juliana, Mariana, Carol, Aline e Fernanda, ao menos se espelhassem na dona Maria... Uma viúva, 63 anos de pura dedicação para a família e para o trabalho, que hoje agradece a Deus a morte do marido, pois vivia sendo espancada. Nunca soube o que era prazer, na vida! Acorda às 5 da manhã, todos os dias, pra trabalhar pra sustentar filhos e netos e nem tempo pra vaidade tem! Dona Maria sabe que a beleza da mulher é a sua virtude, né?
Mas, voltando do trabalho, tarde da noite e exausta, dona Maria foi estuprada. Se vocês, Juliana, Mariana, Carol, Aline e Fernanda, se espelhassem na dona Maria, ainda assim seriam putas! Será mesmo que dona Maria estava vindo do serviço, às 4h da madrugada? Mulher que anda essa hora na rua e com esse tipo de jeans é o quê? Puta! Tem que se orientar! Provavelmente estava se oferecendo pro estuprador! 
E você, que está lendo? É, já foi ou ainda vai ser? Não se espante quando te chamarem de puta! Todas somos, fomos ou seremos. Infelizmente, essa é a sociedade de merda em que vivemos. Por isso, faça o que te der vontade, na hora que te der vontade, pois fazendo ou não, na boca dos hipócritas você é, já foi, ou será uma puta.

76 comentários:

Anônimo disse...

Tudo puta mesmo!!!

Anônimo disse...

LOla, quando li este texto pela primeira vez foi como voltar ao passado. A adolescência inteira (e confesso que no começo da vida adulta tb acreditei nisso. Na minha cabeça, o mundo se dividia entre as putas e não-putas, as que seriam pra casar e só pra transar...Minha mãe sempre falou isso, meu pai tb concordava e para o resto da família era assim...Logo eu tinha pavor de ser classificada como puta. Fazia questão de falar aos quatro cantos que ainda não tinha beijado e depois que era virgem. Repetia ainda criança de tudo, como um papagaio, uma historinha (hoje vejo que rídicula)que falava que o rei casou com a única moça que se recusou a tirar o véu perto dele...kkkkkkkkkk Na verdade só mudei de pensamento quando tive contato com o feminismo. Não mudei meu estilo de ser, mas parei de julgar as outras mulheres e sim...SOMOS todas iguais.Hoje não abro mais a boca pra falar que sou diferente, que não como as outras...vejo o quão machista esta frase é. E se o "príncipe" não quisesse casar comigo porque não era mais virgem, era sinal que ele era só um babaca machista e que sorte a minha de não casar com gente assim.

Anônimo disse...

Eu fui, sou eu serei.

Dan

Sonia Nascimento disse...

Tentei compartilhar o texto no face e olha só o que eles colocaram no alto da postagem: "Esta mensagem contém conteúdo que foi bloqueado pelos nossos sistemas de segurança.
Se você acha que está vendo isso por engano, avise-nos." Não consegui compartilhar.

Anônimo disse...

Sem a menor dúvida toda mulher "é" puta. É puta porque deu, porque não deu, porque vai dar um dia, porque dá mas não conta pra ninguém, é puta se é mãe, é puta se não é mãe, é puta por ser filha de outra puta, se aceita a cantada é puta, se não aceita é puta também, se subiu no emprego é porque é puta e se não subiu é porque é uma puta de uma vagabunda, se casa é puta do marido e se não casa é puta de todo mundo.

Por entender isso do mundo, liguei meu foda-se desde sei lá, os 15 anos. Porque nessa época eu mudei pro interior e era aquele negócio, fulano te pedia informação na rua, pronto, você já fez várias orgias com ele. Era assim, juro. A alternativa era me trancar dentro de casa e graçasssssssssssssssss a todos os deuses e deusas do mundo imaginário eu tenho uma mãe mega fodona que nunca me deixou fazer isso.

Hj em dia tenho 42, sou casada desde 2002 e fazendo rapidamente um levantamento aqui, constatei: continuo puta.

E tá tudo super bem.

Anônimo disse...

Pra mim também foi uma volta ao passado.

Todos os dias, ouvindo minha mãe falar sobre as "putas" e o que eu não deveria fazer para não ser uma delas e envergonhar a família. Isso começou logo depois de eu ter me tornado uma puta em potencial e pronta pra desgraçar e manchar o nosso nome - ou seja - depois que eu entrei na adolescência e menstruei. Eu tinha de 11 pra 12 anos...

Nada era pior do que ser puta. Nada horrorizava mais minha mãe do que ter ter aquela puta em potencial dentro de casa, pronta para desonrar, envergonhar e jogar a família na lama.
Por muitos anos, eu muito jovem e de alguma forma sabendo que aquilo era insano, tentei não ser puta. Esforços em vão... virei puta do mesmo jeito...

sou puta até hoje e serei pra sempre...

A única coisa que mudou é que eu não ligo mais...

Jane Doe

Anônimo disse...

hoje ainda pensei nisso. Tinha uma postagem no facebook que dizia 'mulher de verdade não é que mostra, mas a que esconde'. Tinha mais de mil curtidas. Fui ver o perfil das meninas que curtiram, claro que la estavam elas de vestido, saia, shortinho... vontade de ir e comentar o tanto que elas eram putas. Se vestindo assim mostrando a perna, com certeza não é mulher de verdade. Pra mim isso é idiotice pura mesmo.

Essa galera precisa de um choque de realidade. Tinha que esfregar esse texto na cara de todas.

Yara

Anônimo disse...

HOMEM: SUA DECLARAÇÃO PÚBLICA DE AMOR NÃO É "FOFA"

Pois bem, Gregório Duvivier aproveitou, mais uma vez, o seu espaço na Folha de São Paulo para publicar as famosas abobrinhas. No caso, uma declaração de amor à cantora e atriz Clarice Falcão, de quem ele é ex-namorado. À primeira vista, o texto parece uma elegia dedicada à Clarice – mas, na verdade, é uma elegia de Duvivier para si mesmo. Ou parafraseando o que um ex-romance me disse ao tentar uma reaproximação, "sinto falta de me ver da forma como você me enxergava". Clarice está no título do texto, mas ela não importa. Ela é apenas um espelho em que Gregório pode ver a si mesmo, o gancho da sua narrativa heróica de homem apaixonado: eu te amo porque te amar me permite me enxergar como uma pessoa melhor.

Desculpe o transtorno, mas o texto fofo e romântico que você leu hoje é marketing para o filme Desculpe o Transtorno.
— sêo dudu (@duduwins) September 12, 2016


Em referência ao título do filme que protagoniza com Clarice, ele pede desculpas pelo transtorno, afetando a suposição de que o texto será inconveniente aos leitores. É, claro, apenas um engodo. Gregório sabe, mais do que ninguém, o quanto a paixão de um homem é oportuna e desperta o interesse e a comoção do público. Ainda mais quando se tem o jogo um filme tosco estrelado pelo casal. Ele sabe, sim, como usar isso pra se promover pessoal e profissionalmente, e se ele pode fazê-lo explorando as próprias emoções, que são sinceras – melhor ainda. Mas o verdadeiro transtorno quem vive não é o leitor nem Gregório. O verdadeiro transtorno é ser assediada com dezenas de mensagens pedindo para que você volte com o seu ex-namorado de dois anos atrás só porque ele sabe juntar algumas palavras bonitinhas e tem visibilidade o suficiente para publicar isso em um jornal de grande circulação.

belo dia pra não ser Clarice Falcão. pic.twitter.com/AU9VKzm2YZ
— Letícia Lavigne (@leticia_lavigne) September 12, 2016


Não é minha intenção duvidar que Gregório realmente sinta todas essas coisas belas & morais por Clarice; ou que eles tenham tido um término tranquilo e conservado uma amizade bacana; ou que a própria Clarice tenha aprovado e gostado do texto. Tudo isso pode muito bem ser fato, e provavelmente é; a questão é anterior a Gregório e o relacionamento dele, e ele deveria ter consciência disso. Homens jogando sob os holofotes o amor que sentem e, ironicamente, apagando a existência da própria mulher que despertou esse sentimento é uma narrativa gasta que ainda nos emociona. E isso precisa parar.

Essa narrativa horripilante faz Drake se sentir no direito de entregar um VMA para Rihanna e acreditar que a coisa mais relevante a ser dita é uma declaração sobre o quanto ele a ama desde quando ele era um feto. Num evento profissional, em que se destaca as conquistas profissionais de uma das cantoras mais cabulosas da história da música pop. A internet achou fofo. A internet disse que depois de um Chris Brown, toda mulher merece um Drake. Rihanna, a artista premiada, perdeu o protagonismo para o cara legal que é apaixonado por ela.

http://www.deixadebanca.com.br/2016/09/homem-sua-declaracao-publica-de-amor.html

Anônimo disse...

Pregunta importante:

Quem foi que deixou o Mister Been, vestido de mulher, assumir a presidência da suprema corte do Brasil?

Anônimo disse...

Uma mulher que certamente você não alcançaria a unha do pé mindinho, mascu.

Anônimo disse...

Temos que ter muito cuidado com a ideia de "mulher heterossexual liberal" Obvio que a dupla moral masculina deve ser problematizada mas também a ideia de ser sexualmente ativa para homens também. Ser "ralo" para homem nunca foi nem será pauta feminista muito menos vender esta ideia como algo libertário para mulheres. Desconstruir esta heteronormatividade sim e libertário para mulheres.

Anônimo disse...

Também me senti de volta ao passado. Achava que puta eram as outras que diziam que ficavam se esfregando nos garotos por serem bonitas na escola. Só tempo depois é que fui sacar que como elas estavam dentro do padrão de beleza, os caras que chegavam se esfregando nelas.
Mas na época me achava a diferente apesar de usar short curto coisa que ainda faço. Mas foi só dá alguma envelhecida, chegar aos 16, 17 anos é que do nada fui xingada de puta sem fazer nada. Mais tarde fui xingada de puta por negar sexo a vários manés. Tempos depois fui xingada de puta por um babaca por quem aceitei fazer sexo.
Recentemente fui xingada de puta por uns só porque postei uma foto usando short curto e blusinha curtíssima. Enquanto que vários caras postam fotos sem camisa ou nus e ninguém os xinga.
Há poucas semanas um ex-amigo me xingou de puta em tom de "brincadeira" só pq pego vários por aí coisa que é apenas da minha conta. Me deletou de sua vida porque não aceitei a ofensa.
Há poucos dias uma amiga xingou uma moça de puta porque essa moça deu em cima de um boy que tava comigo. Achei nada demais ter dado em cima, ela não tinha obrigação de saber e todos são solteiros. Defendi a moça, disse para a minha amiga parar com isso. Amiga essa que muito provavelmente já deve também ter sido xingada de puta em algum momento de sua vida.

Anônimo disse...

Essa história do Gregório Duvivier me deixou incomodada. Achei mt exposição dela como se ele fosse o homem mais perfeito do mundo que supostamente ama a mulher apesar de não estarem mais juntos. O pior é ver mts mulheres achando isso fofo e o escambau. Ninguém merece isso, essa exposição de sua vida íntima pro país inteiro.
E sempre é assim, né? O homem se sentindo no direito de falar publicamente da mulher enquanto que ela fica invisível. Nunca vi mulher fazer o mesmo com homem nenhum.
Sem contar dos podres que várias mulheres contam por aí sobre ele como o fato de ser racista, por exemplo, e de aproveitar o privilégio que tem de ser homem branco rico para se promover.

Anônimo disse...

Simplesmente exagero. Não que isso não aconteça, mas vejo que não é tão frequente assim.

titia disse...

Ah, o foda-se. Esse devia ser o lema de toda mulher. Um foda-se bem mandado afasta estresse, energias negativas, aborrecimentos desnecessários, mascus, machistas, imbecis, lixos, estorvos e tudo que não presta. Um foda-se bem mandado desopila o coração e o fígado. Um foda-se bem mandado é o mais nobre dos caminhos pra paz de espírito feminina. Um foda-se bem mandado é uma revolução. Um foda-se bem mandado é um monte de babacas a menos na sua vida. Um foda-se bem mandado é uma limpeza nas suas amizades. Um foda-se bem mandado é a oitava maravilha do mundo.

Pessoal, vamos amar mais o foda-se.

Anônimo disse...

Lola, titia e demais formidáveis feministas: eu nunca vi vocês renderem sequer uma singela homenagem a Ministra Zélia Cardoso de Mello, uma moça, ne época, jogada aos leões no anúncio confisco do Collor. E o Collor inclusive ressalta o fato dela ser mulher como se fosse uma honra pro gênero dar aquela infeliz noticia. Essa sim, foi mulher pra caramba.

Anônimo disse...

Putas são os homens!

Essa é para os homens que ousaram chamar alguma mulher de puta ou vagabunda em suas vidas.

Aquilo que o homem nega é aquilo que no fundo ele mais deseja!

Mulher que dá é “fácil”, homem que não dá é gay? É assim que você pensa? Quando um não quer dois não fazem!

O patriarcado imputa à mulher o ser puta, para esconder que a verdadeira puta, sob sua "ordem", é o homem.

(Luis Carlos de Alencar Cau)

Anônimo disse...

Eu entro em site pornô e do lado sempre tem um banner de propaganda dizendo
"Mães solteiras disponíveis para transar a qualquer momento. Melhor que prostituta. Clique aqui."

Sério. Eu fico tentando entender a lógica. Esses imbecis acham que mãe solteira não tem critério, que transa com qualquer um, que tá desesperada por sexo ou que são todas putas?

Anônimo disse...

12 de setembro de 2016 20:08, e quem é vc pra decidir quem é mulher pra caramba e ficar exigindo homenagens a quem lhe apetece? Olha as ideia.




Anônimo disse...

Titia,Jane Doe e várias anônimas maravilhosas.Adotei o FODA-SE.
#SOMOSTODASFODA-SE.Todas as vezes que um homi vai agredir a mulher com palavras,seja a mulher de 0 a 100 anos,as palavras que eles mais falam são vagabunda e puta.Coitados,vê se isso me ofende,logo eu uma puta duma vaca inteligente.

Anônimo disse...

Sim, anônima das 01:09. Desde os tempos da minha vó, que foi mãe solteira por sinal, mulher com filho sem ser casada tem essa conotação. E geralmente os caras só acham que elas têm de dar pq estão desesperadas e morrem de medo de compromisso pq não querem criar o filho dos outros

Cesc Biavati disse...

https://www.youtube.com/watch?v=If5uh4VJFS8

driely disse...

Concordo com vc lola...tenho tres filhas,uma de 18, 16 e 11 e cada uma tem seu jeito e muita gente tenta rotular elas, porem eu nao permito.certo dia vieram me perguntar como é possivel eu permitir que minhas duas filhas mas velhas leiam os livros QUE EU LEIO,(romance erotico) e eu perguntei pq nao ler? E ela me respondeu:ora tem muito sexo explicito e detalhado! E entao eu disse,bom, nao ha nada nos livros que a tv, a musica ou o dia a dia na escola, na faculdade nao mostre,e prefiro que elas saibam de tudo antes que sejam meramente iludidas por "princepes"idiotas. Com tudo,lola,continue escrevendo por favor! Descobri seu blog pelo felipe neto e amei...acabou de ganhar mas uma fã! Beijinhos sabor brigadeiro!

Anônimo disse...

Quase todas as mulheres serão chamadas de puta alguma vez ne vida, merecidamente ou não, todo mundo acaba sendo chingado.
Assim como quase todo homem é chingado de viado alguma vez. Nem por isso todo homem deve sair dando a bunda por aí, com a desculpa de será xingado de viado mesmo sem merecer.

Anônimo disse...

Nossa, quanto medo das mulheres serem todas putas ou vagabundas e dos homens serem todos viados. Que pavor tão terrível e desesperado é esse, anônimo, explica aí pra gente.

Anônimo disse...

Fiquei sabendo dos ataques que você sofreu e so queria dizer: Nunca pare de escrever, nunca pare de expressar sua opinião. Vermes tentaram te calar, mas eles nunca conseguirão,nunca desista, você não está sozinha!!!S2

Mari disse...

Lola, querida! Continue a escrever.
Aliás, já viu que o Felipe Neto te citou no último vídeo dele?
Fui levada a assistir pela curiosidade do rebuliço do Pedófilo.
Ele fala de você em um momento, e surpreendentemente não é coisa ruim.


Abração!

Franklin Rocha disse...

Primeiramente meus parabéns pelo blog, e dedicação a esse trabalho, parabéns pelos textos aqui dispostos, pelos que li(3) simples e de ótima qualidade. Parabéns

BLOG FALA MESMO GALERA ®
FanPage #FalaMesmoGalera ®

Anônimo disse...

As pessoas estão cada vez mais ignorantes e menos pacientes e racionais,para lidar com temas tão complexos e importantes como o feminismo e machismo.Na minha opinião, esta faltando realmente é aprender a dialogar. As pessoas tratam estes assuntos,como se todos fossem iguais. Existem homens que não são bons,mas também,existem mulheres que não são boas.O problema é o ser humana,não é o homem que estraga o mundo. Dividir por gênero ou melhor dividir fazendo homens e mulheres inimigos,não ajudará a construir uma sociedade mais correta ou justa.Isto esta alimentando as pessoas a quase fazer uma guerra de ódio entre gêneros. E guerra,não faz com que as pessoas pensem,mas sim,se matem.Mudar uma cultura precisa de tempo e paciência.
Dividir as pessoas ,o povo,só é bom para os governantes,que terão um povo fraco pois cada um luta pelo que acha que é seu direito,o negro,a mulher,a mulher negra,o gay,etc... e não se unem para lutar contra esses lixos de governantes,para tira los do poder e colocar gente que invista em educação e desde pequenos,as crianças já cresçam sendo educadas para respeitar as diversidades.A mudança seria lenta mas harmoniosa e sem guerra.

Abç e boa sorte a todos

titia disse...

20:08 por que então você mesmo não presta homenagens a essa senhora? Afinal, você já é grandinho o suficiente pra preparar uma homenagem sozinho.

10:01 vamos então dar-nos todas as mãos e mandar um FODA-SE geral :D

Anônimo disse...

O meu marido está morto

Não quero voltar a casar, só quero SEXO.

Achas que tens o que é preciso para esmagares a minha rata?

Mila disse...

Desqualificar a mulher pelo seu comportamento é uma das ferramentas mais utilizadas e eficazes do patriarcado para nos colocar umas contra as outras. Nessa ânsia de colocar o masculino e a aprovação deles em nossa vida, cerceamos nossas atitudes, deixamos de lado nossa autenticidade, "deus me livre pensarem que eu sou como fulana, que é puta", e mesmo feministas ainda possuem dificuldade de se desvencilhar dessa cultura. O problema é o que eu já disse aqui: é que todas podem ser as putas de amanhã

Anônimo disse...

Vídeo do Felipe Neto: https://www.youtube.com/watch?v=6AtYJEwyXBQ
Fala da Lola a partir de 08:25

;-)

Anônimo disse...

Para um homem, que não tem capacidade de empatia com os outros e é totalmente sexual, o “errado” é a “licença” sexual e se engajar em práticas sexuais “desviantes” (“não-viris”), ou seja, não se defender contra sua passividade e sexualidade total que, se permitidas, destruiriam a “civilização”, já que a “civilização” é baseada inteiramente na necessidade do macho de se defender contra essas características. Para uma mulher (segundo os homens), o “errado” é qualquer comportamento que induza os homens à “licença” sexual — ou seja, não colocar as necessidades do macho acima das suas próprias e não ser um viado. (V.S.)

Leonardo Vieira disse...

Porque não se pode criticar quando discordamos da forma como uma mulher conduz sua vida sexual, as mulheres fazem isso com os homens o tempo todo, sempre qualificam os homens que transam com varias mulheres de galinha mulherengo, ou ate mesmo enganador e algumas ate chama de misógino ( vai entender.

ai quando tentamos usar do mesmo direito vocês reclamam. não da para entender

Anônimo disse...

^ Dizem que que muito julga muito será julgado, talvez isso seja verdade.

Acho que o mais óbvio dos pensamentos é de que as pessoas julgam as outras o tempo todo independentemente do gênero, por qualquer motivo e em qualquer circunstância ou momento.

As mulheres parecem condenar por algo que elas próprias também fazem, julgar o sexo oposto por tudo o que faz. Isso tem um nome: hipocrisia. Digam que isso é mentira e estarão mentindo.

As coisas são assim. Só quem é inseguro acha que o julgamento dos outros deve ter um papel excessivamente importante em sua vida.

Esse comentário me chamou a atenção:

"Quase todas as mulheres serão chamadas de puta alguma vez ne vida, merecidamente ou não, todo mundo acaba sendo chingado.
Assim como quase todo homem é chingado de viado alguma vez. Nem por isso todo homem deve sair dando a bunda por aí, com a desculpa de será xingado de viado mesmo sem merecer.

13 de setembro de 2016 12:20"

Acho que ele acertou na mosca.

BLH

titia disse...

Leonardo Vieira, por favor:

Me diga quando foi a última vez que ser "galinha" foi desculpa pra culpar um homem por ter sido estuprado. Mais ainda, quando isso foi desculpa pra constrangê-lo na delegacia, humilhá-lo e arquivar o caso?

Me diga qual foi a última vez que um homem foi assediado e molestado por colegas e conhecidas por ser "galinha".

Me diga quando foi a última vez que uma serial killer estuprou, torturou e matou um homem por ele ser um "vadio" e todos os "vadios" são criaturas impuras e sujas que devem morrer.

Me diga quando foi a última vez que um homem foi humilhado, perseguido, ameaçado e se suicidou por causa de revenge porn.

Me diga quando foi a última vez que um homem não conseguiu se relacionar por ser galinha.

Me diga quando foi a última vez que um homem foi reduzido ao que faz com sua genitália.

Me diga quando foi a última vez que um homem recebeu fotos pornográficas de desconhecidas sem pedir porque é galinha.

Me diga a última vez que um homem teve TODO o seu caráter questionado por causa do que faz com seus genitais.

Me diga quando foi a última vez que um homem foi desumanizado por causa do que faz na sua vida particular.

Se você não é homem o suficiente pra se relacionar com uma mulher, enfie seu mimimi de macho fraco no rabo e vá comprar uma boneca inflável. Garanto que você não faz falta nenhuma pras mulheres. Elas vão até celebrar.

Leonardo Vieira disse...

Eu nunca falei de relacionamentos e estupros,estou me referindo ao comentários como o seu que assim como o da postagens fazem pre julgamentos, a torta e a direito mais quando se faz o mesmo ficam raiva e rancor. e outra em nenhum momento se eu usei palavras de baixo calão ou mandei quem quer seja enfiar nada em nenhum lugar.
E curioso como vocês mulheres reclamam das grosserias dos homens em fórum e blogs quando descordam de um opinião, mais fazem exatamente o mesmo.

Leonardo Vieira disse...

E so para registrar a vida sexual de uma pessoa independente de ser homem ou mulher tem reflexo na sociedade. e so ver os inúmeros casos de aborto por gravidez indesejada, ou doenças sexualmente transmissíveis etc. não concordo em chamar uma mulher de puta desde que ela não mereça ser chamada assim.
e antes que venha me massacra vou logo esclarecendo, uma certa vez a autora desse blog perguntou o que seria uma mulher "vadia ou puta, quantos caras uma mulher teria que ficar para se considerada assim!".
bom aqui vai a minha definição para uma mulher ser chamada de vadia tem que se analisa o contexto, uma mulher que esta em um relacionamento monogâmico e mesmo assim trai o marido/namorado engravida do amante. Isso pode sim ser chamada de promiscua para não usar outras palavras.

Então desejo sexual não e recriminável nem a quantidade de parceiros que uma mulher tenha vai fazer dela isso ou aquilo.

E a forma como ela lida e satisfaz essa vontades e desejos que vai determinar como as outras pessoas vão vela

Anônimo disse...

Nossa, quanto medo das mulheres serem todas putas ou vagabundas e dos homens serem todos viados. Que pavor tão terrível e desesperado é esse, BLH, explica mais aí pra gente.

Anônimo disse...

Pois é, titia, até parece que ofensas e difamações nessa sociedade caem da mesma forma, tem o mesmo peso e as mesmas consequências para homens e para mulheres.

Anônimo disse...

Ele fica chateadinho quando as mulheres ficam com raiva, ooohhhh que fofo (só que não)

Anônimo disse...

Nenhuma mulher "merece" ser chamada de puta, macho otário, escroto. Putas são vocês homens, que parecem ter de bater uma meta ou cota mínima de fodas pra serem "Machos de Verdade", putas são vocês homens, cujo ego gira em torno de sexo, vivem pro sexo e a sua própria existência parece dependente de sexo e do controle sexual.

Mulheres não existem para serem avaliadas e passarem pelo crivo ridículo e sem sentido de vocês, seus vermes malditos. Se manca, macho babaca do caralho!

Anônimo disse...

Quem está vendo medo é você.

Ele está simplesmente dizendo que o fato de alguma pessoa, alguma vez na vida chingar uma mulher de puta não significa que ela deva agir como puta.

Um comportamento promíscuo é nocivo para o ser humano por diversos motivos, e dizer: "ah mas vão me xingar de qualquer maneira" é apenas uma desculpa para a pessoa justificar esse comportamento para si mesma e para os outros.

Se as mulheres realmente achassem que agir como puta não tem problema nenhum, elas nem procurariam forma de justificar seu comportamento, simplesmente não iam se importar de serem chingadas.

Portanto, quem tem medo de ser puta e ser chingada é você, caso contrário não precisaria inventar histórinha pra se justificar.

Leonardo Vieira disse...

Depois que dizem "SÃO TODAS HISTERICAS" vocês ficam com raiva.

Ja que a conversa vai por esse nível não reclamem quando so homens fazem o mesmo

Vocês so sabem conversa com homens que concordem com vocês.

Anônimo disse...

Estou vendo medo mesmo, estou vendo muito pavor e desonestidade extrema na tentativa fútil de esconder de qualquer forma esse medo e o desespero em perder o controle e a posição de poder e de domínio que ocupa artificialmente nessa sociedade.

Anônimo disse...

Leonardo Vieira, quando dizemos que todo homem é um estuprador em potencial todos os machos começam a chiar, mesmo quando os próprios sabem que é a mais pura verdade.

Anônimo disse...

Leonardo Vieira,primeiramente, não vi em momento algum você respondendo o comentário da titia, apenas fugindo do assunto. Segundo, você não é bem vindo aqui. Se está achando ruim, cale a boca e vá embora porque já existe vagabundo suficiente enchendo a nossa paciência.

Anônimo disse...

Aaahh a projeção, a velha tática masculina da projeção de si mesmos nas mulheres...

O que seriam dos homens sem ela, não é mesmo?

É tão útil e conveniente usar mulheres como espelhos de/para si mesmos: você projeta sobre elas sua própria imagem e elas refletem de volta uma imagem boa, grandiosa, admirável e respeitável, de você mesmo; enquanto elas ficam impregnadas com todas as características negativas e perniciosas que você projetou sobre elas.

Leonardo Vieira disse...

Primeiro que eu não respondi aos "comentários", por que são acusações genéricas que toda a mulher faz quando entra em contradição.
Outta coisa ja que estamos falando de espaço e incrível como rebatemos com tanta veemência toda e qualquer opinião que sejamos contrários ao nosso modo de viver e pensar que mau percebemos o quantos soamos incoerentes, pois se ja que eu foi "expulso" desse espaço feitos para mulheres, então isso me da direitos de expulsar toda e qualquer mulher de espaços que não foram feitas para elas ou seja todo o restante do mundo.

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk mas é muito arrogante, prepotente e presunçoso esse "Leonardo Vieira". Te enxerga, homem! Precisa baixar muito essa bola, que você não é nem 1/10 disso, rapaz. Tome tento e segue teu rumo. Ninguém se importa e não dá a mínima pro lixo que você chama de opinião.

O macho se acha tão importante, especial e necessário, quando na verdade é apenas mais um entre milhões de outros machos banais, desimportantes e desnecessários.

Anônimo disse...

"incrível como rebatemos com tanta veemência toda e qualquer opinião que sejamos contrários ao nosso modo de viver e pensar que mau percebemos o quantos soamos incoerentes"

Exatamente como os homens sempre agiram. Rousseau dizia que a mulher dependia do homem mas esse outro não dependia da mulher. Mas qual grupo que está choramingando pela "dissolução" da família e pela "falta de esposas"?

Nietzsche era um misógino que sempre criticou o empoderamento feminino, mas que admirava lou salomé ( Que levou um pé na bunda dela).

Quer mais? Aristóteles via mulheres como inferiores, mas isso parece não ter impedido ele de ter se casado duas vezes. Qual o sentido disso? Os homens odeiam mulheres mas as torturam por não conseguirem se desgrudar delas. Odeiam tanto as mulheres que querem ser solteiras quando as chamam de "vadias". Odeiam qualquer mulher que se negue a dar importância presença masculina, e eu pergunto: porque não simplesmente não ficam longe do ser que sempre viram como inferior?

Anônimo disse...

Leonardo Vieira, eu tenho todo o direito de decapitar a cabeça de todos os fetos masculinos que vierem do meu útero. E ai?

Anônimo disse...

"Vocês so sabem conversa com homens que concordem com vocês."

Bem, os homens não sabem conversar nem mesmo com mulheres que concordam com eles. Me sinto elogiada e um ser humano superior.

Anônimo disse...

"E curioso como vocês mulheres reclamam das grosserias dos homens em fórum e blogs quando descordam de um opinião, mais fazem exatamente o mesmo."

E que isso seja cumprido. O mundo só vai mudar quando as mulheres tratarem os homens do modo que eles a tratem. Esposa espancada? Marido com as mãos amputadas não bate em mais ninguém. Estuprador? Se for castrado não é capaz de cometer o crime novamente. Assediador? Vai ter que conversar com o meu spray de ácido, quando tiver o rosto destruído, não vai prejudicar mais ninguém. Se eles não tivessem saído da linha, não seriam fodidos. Portanto queridos,tenham cuidado.

Ezco Musaos disse...

Leonardo Mascuzão Vieira, você não respondeu a comentário nenhum porque não tem nenhum argumento que defenda tua trollagem capenga, a não ser chamar mulheres de histéricas. E, como muito bem já sugeriram, vaza daqui, mascu.

Anônimo disse...

EZco Musaos, já que você se vê como um dos homens "iluminados" (ironia modo on), responda a anônima 20:38. Ela quer uma resposta.

Leonardo Vieira disse...

bom ja que par responder os comentários/ acusações vamos la
não posso falar muito de estupro porque nunca estuprei uma mulher, e acho que estuprador tem mais e que morrer mesmo de preferencia com muita dor.
a questão de mulheres serem julgadas mais do que homemns nunca disse que isso não existia, apenas que esse julgamento também e feita por vocês com a mesma intensidadeso que sem a mesma repercursão.

um homem quase nunca deixa de se relacionar por causa de sua vida sexual ativa e porque deveria, e bom fazer sexo e nois temos direito de fazer com quantas mulheres quisermos sem que isso seguinifique promiscuidade. nunca disse que as mulheres não devam ter esse direito apenas que o use da maneira correta sem não quiserem ser chamadas de vadias

Anônimo disse...

Homem não tem direito de fazer sexo algum. Só faz caso a mulher o aprove, se não é estupro. Mas como todos os homens são deploráveis, eles apelam para a segunda opção. Leonardo Vieira, quando surgir uma oportunidade de você estuprar alguém você vai fazer porque no fundo não passa de mais um estupradorzinho.

Leonardo Vieira disse...

Anônima 22:40 modere suas palavras não sei que tipo de homem você anda se relacionando mais definitivamente não sou como eles.
nunca estuprei uma mulher porque não sou estuprador, todas mulheres com quem transei consentiram e tudo que ocorreu dentro de quatro paredes também foi da vontade delas

vocês tem que parar de chama todos os homens que discordam de vocês de estuprador eu não fico chamando todas as mulheres que pensam diferente de mim de vadias


vai se tratar sua louca




Trechos & Pensamentos disse...

Gostei do seu texto Lola, acho que tanto o machismo quanto o feminismo não devem ser usado em extremos, sou sim a favor da igualdade entre homens e mulheres, sou contra a violência seja ela contra um homem mas em especial contra a mulher, por questão de respeito humano e por fator biológico, pois acredito em minha ignorância que a musculatura do homem o torne mais forte, apesar que força bruta não é força de verdade, a mulher pode sair em Desvantagens em relação a este fator específico, mas ela tem outras forças que o homem nem sonha, um exemplo fácil de entender seria carregar um filho e sentir tudo, desde o primeiro até o último momento, desculpe pelo exemplo, pode soar meio machista aos olhos dos feministas mais exaltados "mulher só serve para carregar filho, é?" e eu respondo NÃO, mas foi um exemplo típico comum para melhor exemplificar as diferenças de forças.

Sempre achei errado o emprego de serras palavras onde para o homem tem um significado "positivo" e para mulher "negstivo", o texto está cheio delas, mas vamos ver: Pegador, para um homem ele é um "rei" entre eles, um homem que pega todas as mulheres um Don Juan (acho que se escreve assim, desculpa caso esteja errado), mas para a sociedade uma mulher pagadora é o que? Uma puta. Pq? Só pq é mulher? Qual é?!?! Eu Não me importaria em me relacionar com uma mulher "pegadora" o que importa não é o que ela faz, mas como se comporta, sou um homem fiel, não traí e nunca trarei, sou do tipo que ainda acredita no significado da palavra honra, respeito, fidelidade e se a mulher "pegadora" é fiel qual o problema se ela namorou dezenas ou mais de homens antes de mim, para mim isso é positivo, ela tem maturidade em cima de experiência sentimental, os mais machistas podem pensar "vc quer uma puta experiente de cama" eu digo NÃO, quero uma mulher com cabeça, uma mulher "safo" sem frescuras pq foi moldada numa sociedade onde até mesmo elas são machistas, quero uma mulher que saiba se posicionar, para mim uma mulher pegadora é uma mulher livre e NÃO puta, aliás, até mesmo as profissionais do sexo não são puras, não podem ser chamadas de prostitutas, mas se eu às chamo assim, é só para facilitar a ersa, mas acredito piamente que as chame de "profissionais do sexo", pois acho o termo puta pejorativo/ofensivo e seria hipocrisia um homem a chamar disso, quando ele mesmo a busca para o seu eu entretenimento, mas bem, isso já está virando enrolação.

Existem outras palavras de duplo entendimento quando usadas para definir um homem e uma mulher: cachorro/cadeia, puto/puta, pegador/pegadora, e o termo galinha as vezes é concebida como bom para alguns homens (eu em particular acho ruim) por causa dos meus paradigmas citados acima quando se trata de relação a dois.

Isso é ridículo o uso de tais palavras para denegrir uma mulher em seu meio, as pessoas têm que se dar o respeito, em relação "tradicional" tem que haver fidelidade e não importa se antes ela ou ele foram "rodados" ou não, acredito que homem e mulher merecem ser tratados igualmente, pois somos uma só raça, humanos e este conceito serve para cor de pele e etnias tb, somo todos humanos sem distinção de sexo, "raça" ou cor.

Anônimo disse...

"Nossa, quanto medo das mulheres serem todas putas ou vagabundas e dos homens serem todos viados. Que pavor tão terrível e desesperado é esse, BLH, explica mais aí pra gente."

Citando o anônimo de 16:38 que também acertou na mosca: Você claramente passou longe de entender o que quis dizer, ou então se fez de desentendido.

O fato de se ser visto como algo não é desculpa para se agir como esse algo. É como dar munição ao atirador.

E até onde eu me recordo, eu não tenho nenhuma posição de superioridade na sociedade só por ser homem. Eu já li a respeito. Nenhum dos argumentos resiste à uma análise isenta. São exageros, alegações não comprovadas, distorções e omissões.

BLH

Anônimo disse...

Tudo puta e sabe o que é melhor sou homem e heterosexual e adoro o fato de todas as mulheres serem putas ; vamos la não vou contar nenhuma mentira aqui:mulheres me consideram bonito inteligente e bem suscedido sabe o que acontece : não querem me dar de primeira é mole ? Precisa sempre da regra das 3 a 4 saidas, quando era mais novo ficava puto porque meus amigos com muito menos qualidades se davam melhor do que eu ou beijava ou comia de primeira eu não rs agora aprendi a lidar com isso e dou a corda pra pessoa se enforcar ; fingo que estou sendo enrolado tenho paciência 2 , 3 , 4 saidas...e depois que como o jogo simplesmente vira e s é eu que sou o procurado Sabe porque ?vcs prezam o investimento em tempo mais que o homem e tempo nas relacões amorosas pra uma mulher e um investimento sacrificante.
Moral da história adoro o fato de vcs serem putas so me poupa tempo e dinheiro pra comer e dispensar rs

Marcelo junior. disse...

Minha singela opinião ; toda mulher tem o direito de fazer o que quiser ; usar roupa curta ; dar pra quantos quiser ; fazer o que quiser do corpo ; ser puta de um homem só ou de varios dane-se a vida e da mulher e ninguém pode julgar o que ela quiser fazer com ela mas... o homem também tem o direito de discordar desse comportamento não agredindo , não ofendendo , e não estrupando apenas se afastando de uma pessoa que tem um comportamento que ele acha incorreto ; normalmente as pessoas tendem a se relacionar com quem se identificam tanto pra amizade quanto pra relação amorosa ; uma mulher rodada e que liga o fodasse serve pra ser a minha amiga pra ser BA mas não serve pra eu andar de mãos dadas no shooping, não é machismo e muito menos misogenia pelo contrario adoro mulheres , adoro conversar, adoro beijar e adoro transar. Mulheres façam o que bem entendem e as que as façam feliz mas saiba que um dia isso pode ser prejudicial e alguém de alto valor pode discordar , quanto a estupradores ; machistas e agressores são deploráveis são idiotas que não conseguem conquistar uma mulher ou que não aceitam opiniões contrarias as deles ; nem todos os homens heterosexuais convictos e viris são desse jeito, ao menos falo por mim

Anônimo disse...

Homens = reis supremos e absolutos em matéria de cinismo, cara de pau, se fazer de doido/burro/desentendido, em resumo: desonestidade extrema, oportunismo, manipulação e presunção.

Anônimo disse...

Acontece que o número de homens punheteiros que querem se relacionarem com virgens (ou só transarem xom elas e larga-las como um mascu acima disse) acaba não batendo no que identificam. Acho que o melhor modo seria a mulher não se relacionar com homem algum, apenas com mulheres ou com ninguém. Mulher solteira que não se envolve com homens não é traída,não sofre abusos e nem é o arquétipo de prosmiscua. Sabe porque puta é palavrão? Porque a mulher que GOSTA de homem se rebaixa a um nível tão animalesco que até os próprios desprezam quem se envolve com eles.

Anônimo disse...

Fiz umas contas aqui também, pedi um levantamento da minha situação social, moral e cívica, tirei algumas certidões e comprovei: putérrima, putíssima, putaça, putona, gigaputa, teraputa, hipermegaputa, a godzilla das putas, euzinha e tô de boa mesmo basicamente porque "ser puta" é não fazer o que os homens exigem de você e pasme, tô pra ver algum problema nisso.

Anônimo disse...

Embora ele queira ser um indivíduo, o macho tem medo de qualquer coisa em si mesmo que seja ligeiramente diferente dos outros homens; isso faz com que ele suspeite que não é realmente um “Homem”, que ele é passivo e totalmente sexual, uma suspeita altamente perturbadora. Se os outros homens são A e ele não é, ele não deve ser um homem; ele deve ser um viado. Assim, ele tenta afirmar a sua “Masculinidade” sendo como todos os outros homens. Diferenças nos outros homens, assim como nele mesmo, o ameaçam; isso significa que eles são viados, quem ele deve a todo custo evitar, então ele tenta se certificar que todos os outros homens se conformem.

O macho ousa ser diferente na medida que ele aceita sua passividade e seu desejo de ser fêmea, sua viadagem. O mais afastado dos machos é o travesti, mas, embora diferente da maioria dos homens, ele é exatamente como todos os outros travestis; como o funcionalista, ele tem uma identidade — ele é uma fêmea. Ele tenta definir todos os seus problemas para longe, mas ainda não tem individualidade. Não estando completamente convencido de que ele é uma mulher, altamente inseguro sobre ser suficientemente fêmea, ele se conforma compulsivamente ao estereótipo feminino feito pelo homem, terminando como nada além de um monte de maneirismos artificiais.

Para ter certeza de que ele é um “Homem”, o macho deve fazer com que a fêmea seja claramente uma “Mulher”, o oposto de um “Homem”, ou seja, a fêmea deve agir como um viado. E a Menina do Papai, cujos instintos femininos foram arrancados dela quando pequena, se adapta fácil e gentilmente ao papel.

(V.S.)

Ezco Musaos disse...

"Radfemascu' das 21:40, em que momento afirmei que me considero um "homem iluminado" ou algo assim? Sou apenas uma pessoa que apoia o feminismo de pessoas como a Lola e de outrxs comentaristas com argumentos coerentes aqui.

titia disse...

Obrigada, Leonardo, Marcelo Marmelo e anons. Fazia tempo que eu não ria tanto assim nem me lembrava mais como chilique de mascu é divertido.

titia disse...

14:58 o Leonardo nem foi capaz de responder meu comentário. Eles sabem que são um bando de babacas, e ao invés de tomar vergonha e virar gente querem continuar agindo feito babacas e sendo tratados como gente.

Anônimo disse...

O homem chama uma mulher de "radfemascu" como se isso fizesse algum sentido e ainda tem a audácia, a cara de pau de falar quem é ou não coerente em matéria de Feminismo! De acordo com quem diz o que ele concorda e/ou o agrada, na certa. Patético...

Anônimo disse...

Pois é, temos aí o nosso "homem iluminado" que aibda não respondeu a anon 20:38 de 14 de setembro.

Ezco Musaos disse...

RADFEMASCUS das 16:10 e 16:52, chamo a trolls como vcs do jeito que eu quiser, pode chorar a vontade. Em que momento assinei um contrato me comprometendo a responder comentários de quem quer que seja? Quem garante que vcs são mesmo feministas radicais ou mascus se passando por mulheres, como é a coisa mais comum por aqui? E chega, cansei de alimentar trolls por hoje.

Anônimo disse...

Esse texto foi muito mal interpretado. Ele não diz que as mulheres TÊM que agir como putas, e ser putas, etc. O que ele diz é que independente de como você aja, se você é uma santa ou uma puta mesmo, sempre vai ter alguma atitude que vai fazer com que as pessoas usem esse xingamento. S-E-M-P-R-E.
Eu vejo muitos homens, quando não conseguem o que querem, chamarem as mulheres de putas. É o que a autora diz: se deu é puta se não deu também é. Então, foda-se, faça o que você quiser porque no fundo é melhor ser feliz sendo quem você é do que viver em função de corresponder a expectativa de uma sociedade bizarra que, no final das contas, vai te julgar de qualquer jeito.
Ah, só uma coisa meninas.
Quem nunca ouviu que "mulher tem que se valorizar pra não ser chamada de puta"?
Com toda sinceridade, acho que a melhor maneira de uma mulher se valorizar de verdade é não se relacionando com caras machistas, egoístas, e chatos que se acham no direito de julgar as minas por qualquer coisa. (Fuja desse sofrimento!)
Fora isso, faça o que te faz feliz.
Adeus.

Emmanuelle Alves disse...

Obrigada pela referência à minha tese, Lola. Sobre os comentários? se causa tamanho "rebuliço" um texto que tanto faz referência ao que passamos enquanto mulheres durante nossas trajetórias de vida, é porque merece de fato ser discutido. Abraços! Espero você na minha defesa de tese!