quinta-feira, 26 de março de 2015

GUEST POST: "MEU PAI ACHA QUE NÃO ME DOU O RESPEITO"

A C. me enviou este email:

Não sei se você lembra de mim. Te escrevi no outro semestre, sobre uma situação triste que rolou comigo. O ex-namorado que terminou e começou a namorar uma amiga minha, todos colegas de trabalho, uma verdadeira novela mexicana com requintes de machismo dos outros, que queriam ver o sangue da menina, e não o dele. Lembro que na época você disse que publicaria meu relato no blog quando eu já estivesse com um novo amor. 
Naquele dia eu dei risada, porque achava que isso não ia rolar tão cedo. Mas cá estou eu há quase três meses feliz da vida, namorando um cara ótimo, maravilhoso e feminista. 
Hoje eu queria falar sobre algo que aconteceu comigo ontem. E olhando pra esse fato, tudo aquilo que rolou com o ex-namorado parece minúsculo.
Sendo mulher, já passei por situações vexatórias. Nunca sofri abuso sexual, ou pelo menos nunca fui forçada a fazer sexo. Mas o "básico" acontece com todas nós, né? Olhares, palavras chulas no meio da rua, mãos bobas no ônibus quando ainda nem se tem idade pra entender o que aquele toque significa, mãos bobas no ônibus quando já se tem idade pra entender o que aquele toque significa. O de sempre. Mas nada, nada, nada disso se compara a o que eu tive que ouvir ontem.
Explico: uma grande amiga minha se formou, e me convidou para ir ao baile com ela, na minha cidade natal, onde não moro mais. Como não quis criar qualquer problema em casa, fiquei com o meu namorado em um hotel. No domingo, no almoço em família, na frente da minha mãe e do meu irmão, meu pai começou um discurso que eu tenho até dificuldade de entender:
"Você dormiu de ontem pra hoje com o seu namorado? Então, se vocês estão dormindo juntos, vocês são casados? Ele é seu marido? Ele é meu genro? Porque para permitir que vocês tenham esse convívio é preciso ser marido e mulher. Eu sei que você faz o que bem entender porque é dona do seu nariz, mas eu sinto que, como seu pai, devo falar."
Senso comum machista
em ação
Tenho 25 anos. Passei em primeiro lugar numa das melhores universidades do país, fui uma das melhores alunas da turma, comecei a trabalhar no dia em que apresentei minha monografia pra banca. Sou fluente em dois idiomas estrangeiros e já fiz dois intercâmbios. Me sustento sozinha e, talvez por ter iniciado minha vida sexual na faculdade, longe de casa, nunca precisei ter esse tipo de papo com meus pais. Também nunca tive DSTs, nem suspeitei que estivesse grávida. E ainda assim, acredito que mesmo se eu tivesse sido a adolescente problema e tido uma vida universitária completamente desregrada, não é papel dele meter o bedelho na minha vida sexual, tampouco julgar o meu caráter pelo meu comportamento sexual.
Eu não quis argumentar, porque sei que meu pai é muito conservador (é médico, ateu, e contra o aborto, o que eu nunca entendi). Eu só disse que não gostaria que ele se referisse ao meu namorado como meu marido, porque quem estabelece o que nós somos um do outro somos nós dois, e não ele, que está de fora.
E aí minha mãe tentou colocar panos quentes, e meu irmão disse que isso não tinha que ser conversado. Meu pai quis voltar ao assunto que tanto o incomoda: "Já falei com o seu irmão que é uma falta de respeito ele dormir com a namorada dele. Se ele a ama tanto, se quer mesmo se casar com ela, ele tem que respeitá-la. E com você é a mesma coisa: você precisa se dar o respeito".
Sabe, Lola, eu sou uma feminista tranquila e esperançosa.
Eu acho que se a gente conversar, as coisas podem ir mudando pouco a pouco. É claro que machismo me revolta, mas sou que nem você: acredito que as pessoas geralmente têm salvação. E foi o que eu argumentei com ele: eu não acredito nisso de se dar o respeito, acredito que sou dona do meu corpo e das minhas decisões, que eu respeito as opiniões dele, mas que eu não sou dele para ele decidir o que é certo ou errado pra mim. E ainda disse que nunca, nunca havia sido tão desrespeitada na vida quanto naquele momento, e que ele não deveria, nunca mais, tocar naquele assunto comigo.
"Você está retirando minha liberdade de pai. Você viu que errou e agora está me atacando para abafar o seu erro."
"Qual foi o meu erro?"
"Quer que eu repita? Você não se deu o respeito."
Nisso meu irmão e minha mãe já tinham se levantado da mesa, revoltados. Eu também saí, porque não vi solução. Meu pai é muito complicado. Na família dele, é assim: você ofende uma pessoa no dia e se senta à mesa com ela no outro, tira fotos e manda pro grupo, como se nada tivesse acontecido. Vai acabar que nem a mãe dele, que de tanto ofender e magoar os filhos, morrerá sozinha. Ele não se vê fazendo isso, e, pouco a pouco, afasta o meu irmão e eu.
É muito difícil amar uma pessoa que fala tanta bobagem. Dá vontade de gritar: cala a boca, eu te amo, cala a boca! E o mais louco é que eu não tenho um pingo de remorso por todos os homens que já beijei e transei. Não tenho remorso por ter transado com meu namorado na primeira noite. Tomei todas essas decisões consciente e feliz porque eu estava mandando no meu corpo. É muito bom ser livre. Toda a argumentação do você-não-se-dá-o-respeito me parece apenas patética.
Fico preocupada com a minha mãe, que fica desnorteada, começa a falar em divórcio. Não sei se é essa a solução. Não sei nem se tem solução. Acho que é só medo de ser a catalisadora desse processo.
Pra mim, essa situação é razoavelmente simples, porque moro sozinha e porque tenho plena consciência de que a loucura, a falta de limites e o machismo são dele. Eu não tenho nada com isso, e acho que de agora pra frente essas coisas devem entrar por um ouvido e sair pelo outro. Fico pensando nas inúmeras mulheres que já te escreveram, contando relações de abuso muito mais sérias do que essa. Acho que tive muita sorte nessa vida, Lolinha. Sorte que todas nós merecemos e, infelizmente, poucas temos.

113 comentários:

Os Turistas Lunáticos disse...

Meu pai dizia isso severamente a minha falecida irmã, por telefone, e ainda dizia a mim: "vigia sua irmã" (no bom estilo machista).
Pois bem, não discordo do meu pai cuja postura é semelhante ao pai da autora do e-mail.
Minha irmã tinha também seus méritos intelectuais, mas ela soube entender o valor de se resguardar. No fim das contas, a luta pela libertação das mulheres deveria se direcionar a um objetivo maior do que se resumir em questões meramente sexuais (de transar sem culpa).

Estamos na era do culto ao sexo e ao corpo, dá pra entender. Mas a defesa ferrenha e a busca pelo prazer liberal se torna uma obsessão, frequentemente seguida de queixas de vazio interior.

No fim das contas, o cogito cartesiano, ‘penso, logo sou’, parece transformar-se em ‘gozo, logo sou’.

Anônimo disse...

Pode não ser um caso de abuso, mas quando essa pororoca de chorume vem de alguém que a gente ama é mais doloroso mesmo. De qualquer forma, autora, você está certíssima em dizer por seu pai que não é da conta dele porque não é mesmo. O que você faz da sua vida íntima é da sua conta e do seu namorado, e de mais ninguém. Viva sua vida e se já feliz.

Machista nunca está satisfeito mesmo. Se a mulher transa, tem que "se dar ao respeito" e se não transa, é vadia fazendo doce. E mais uma vez eu pergunto, por quê esse tipo de gente existe? Pra quê?

Anônimo disse...

Autora, pode até não ser um caso de abuso, mas quando essa pororoca de chorume vem de quem a gente ama é doloroso mesmo. Bom, o que você faz da sua vida íntima não é mesmo da conta do seu pai e diz respeito a você e ao seu namorado. A mais ninguém. Ignore o seu pai se achar melhor, não se estresse com ele, viva e seja feliz.

Machista nunca tá satisfeito. Se a mulher transa é vagabunda, tem que "se dar ao respeito" (desculpa de frouxo ruim de cama); se não transa é vagabunda fazendo doce. E eu repito, por que esse tipo de gente existe? Pra quê?

Caro Os Turistas Lunáticos sua irmã tinha que "se dar ao respeito", mas você e seu amado papi podiam comer quantas mulheres quisessem né? E depois ainda podiam exigir uma virgem pra casar - ah, e depois do casamento podem continuar comendo outras! Não é lindo? Me diz pra quê raios você e seu pai existem? Ah, é mesmo, pra estragar o mundo. É só pra isso que machista serve mesmo.

E ainda vem fingir que está preocupado com o vazio interior da humanidade... pfff, patético. Incrível como eles realmente acham que ainda enganam alguém com esse papo mais furado que peneira velha...

Anônimo disse...

Eu n vi machismo aí,já que ele dizia para o irmão dela n transar com a noiva.
Ele dizia o mesmo para os dois,machismo seria se fosse só para ela.

Vera disse...

Eu tenho que concordar com o tal turista, as vezes parece que o feminismo é obcecado com sexo,qualquer coisa opinião discordante sobre o movimento é raiva de mulher transar.
Tudo no mundo é porque mulher transa...
Mas ela está certa mesmo,ele não tem direito nenhum de se meter na vida sexual dela só porque é pai.
Não sei se isso é machismo mesmo,já que ele também se mete na vida sexual do irmão dela,não quer que ele transe com a namorada,tá certo que ele diz q é para respeitar a mulher,mas ele também tem que ficar sem sexo,esperar o casamento.
Quer dizer,ele fala a mesma baboseira para os dois.

Kittsu disse...

Parabéns, turista lunático. Não esqueça de renovar sua carteirinha de fiscal de vagina.

"Eu n vi machismo aí,já que ele dizia para o irmão dela n transar com a noiva.
Ele dizia o mesmo para os dois,machismo seria se fosse só para ela."

A princípio me pareceu isso mesmo... mas a explicação a seguir deixa bem claro que é pra não "macular" A MOÇA. Pra que A MOÇA não deixe de ser uma pessoa respeitável, já que ele não fez nenhuma menção à possibilidade do rapaz deixar de ser respeitável ao fazer exatamente a mesma coisa. Ao rapaz, o respeito parece ser inerente mesmo nesta situação e ele não deixaria de ser visto como íntegro, ao contrario da namorada.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 14:43
a diferença está no "respeite a sua namorada" - ou seja, a namorada só seria respeitada se não fizessem sexo. e "se dê ao respeito".
Em ambos os casos implica-se que a MULHER não possui respeito por direito, só é respeitada se for virgem.

Anônimo disse...

ela n entende pq o pai é ateu e contra aborto,pq vai contra a ladainha de vcs que só religioso é contra isso.
ele é um homem de verdade,está vendo que a filha é fácil e quer reparar sua má conduta e de quebra ensina o filho a respeitar as mulheres.
macho de verdade,diferente dos "homens" q vemos hoje em dia.

Anônimo disse...

Pai com filho: quero que você seja o maior pegador do mundo,vou te levar para um puteiro, mas quero que você case com uma mulher virgem.

Pai com filha: quero que você nunca transe na vida ao mesmo tempo que quero que você se case porque não aceito filha solteirona.

Anônimo disse...

Sem falar que para mim ficou subtenido que o irmão dela n pode transar com a namorada, mas pode transar com outras mulheres.

Jonas Klein disse...

Olá Lola e A C.

A C antes de qualquer coisa meus mais sinceros votos de solidariedade pelo que você passou. Sabe eu ate já disse isso aqui, mas depois que eu passei me da conta quantidade pais que tem que são abusivos com os seus filhos, mas principalmente com suas filhas, comecei intender porque tem tantos idosos abandonados por seus filhos(as) por este mundo a fora, também não e para menos, todo mal feitos aos outros se vira contra nos um dia.

Eu ate vou para por aqui se não vou pega tão pesado se continuar, que nem Lola vai querer publica meu comentário, eu sinto muito que você tenha passado por isto.

Boa sorte e um abraço

Zrs disse...

Existem pais que têm obsessão com a vida sexual dos filhos, né? Freud mandou lembranças.

Anônimo disse...

Autora, você é uma linda! Não é porque é pai que a gente tem que aguentar esse tipo de comentario. Alias AINDA MENOS porque é pai. Poxa!! Aturar palhaço é facil, a gente manda a merda e acabou, mas e quem a gente ama? Fez muito bem de responder...

E Lunatico e Vera, o pai fala para o filho não transar com a namorada para RESPEITA-LA! não para SE respeitar. Deve ser poruqe homem ja tem o rsepeito, no precisa se dar ao respeito, né?

Vou morrer sem entender. Duas pessoas se amam ( ou não) e fazem sexo porque QUEREM. Mas para uma é orgulho. Para outra, humilhação... sociedade de merda.

Quando tinha 17 anos e arranjei um namorado, minha vó veio na melhor das intenções falar para me daro respeito , senão não acharia marido, e que homem so namora por causa de sexo, e "quando tem o que quer, antes de casar, larga a mulher" Respondi calmamente que se fosse so por causa disso, ele jà teria me largado a muuuuuito tempo.

Ela finjiu que não entendeu e saiu de fininho! =)

yara

Anônimo disse...

Machismo claríssimo, mas ele é de outra geração,outra criação,tente entender, e seu namorado, deve ter passado um medão, hoje em dia a presença de um pai firme faz muitos homens abusarem das mulheres de todas a formas.

Suzana Silva disse...

Lola, ao ler a postagem de hoje, dei com um tijolinho à direita da tela, onde se lê algo relativo ao desejo e a referência a Provérbios 21, v. 10. Há versões modernas, antigas, tradução desse e daquele, mas o conteúdo de Pv 21:10 é: "O desejo do perverso é fazer o mal; ele não tem piedade do próximo".

Parabéns pelo blog: ele me foi apresentado por minha filha.

Denise Marinho disse...

Ah, o negribranco nosso de cada dia! :(

Anônimo disse...

Ainda bem que nesse ponto meu pai não me enchia o saco.
Ia pra balada com minha amigas, não reclamava da minha roupa curta, nem dos horários que eu aparecia em casa e tampouco do fato de eu transar, pq ele sabia que eu tinha meus "cachos".
Apesar que sempre deixei claro que minha vida era minha vida, as consequencias eu quem arcaria, então ninguem tinha o direito de se meter.

Pepper.

B. disse...

Só eu que fiquei com uma sensação de...putz, não sei a palavra...arrogância? quando ela disse "Tenho X anos, falo dois idiomas, pago minhas contas...faço isso e faço aquilo e ainda tenho que ouvir isso?"

NENHUMA mulher tem que ouvir essas baboseiras, mesmo a pobre que ainda tem que morar com os pais pq não tem como se sustentar.

Eu "me vi" no teu relato, C., com a raiva que tu deve ter passado nesse almoço de família. Aliás, a própria expressão "almoço de família" ja me dá engulhos!

Lado positivo: tu teve que aguentar essas bobajadas SÓ nesse dia (pelo que entendi) e depois volta pra tua casa/faculdade/etc. Agora imagina não ter essa independência e ter que morar no mesmo teto que teu pai te humilhando?
Outra coisa que achei um luuxo no teu relato: o teu irmão e tua mãe se indignaram com o comportamento do teu pai. No meu caso, e de tantas que conheço, só sou eu contra 20.

Beijos

Anônimo disse...

Por mais difícil que seja para a moça entender a mentalidade do pai dela, ele fez isso porque a ama e quer protegê-la. Não porque não quer que ela faça sexo e seja feliz.
Na cabeça dele, no contexto do casamento ela e o marido estariam em um ambiente seguro para ter uma vida sexual estável e sem danos emocionais.
Ela pode não concordar com isso, como muitos outros não concordam. Mas o raciocínio dele provavelmente é esse.
Que tal conversar com ele com a cabeça fria e perguntar como ele vê essa situação?

Anônimo disse...

Diva

Para Os Turistas Lunáticos
Meu caro ignorante.
Não existe "valor de se resguardar", isso é pura MERDA machista propagadas por machistinhas de merda como vc e seu pai pra ficarem vigiando vagina alheia!!
Será que tua namorada ou mulher pode vigiar seu pinto?

PARA Anônimo das 15:23
Meu caro vai carpinar um lote ou lavar uma louça que aí vc deixa de ser o misógino inútil que é!!
Não acho que ser "homem de verdade" seja ter uma vigilância castradora e desnecessária em cima de uma mulher, mesmo que esta seja a própria filha.
A filha NÃO é uma mulher fácil!! É uma garota inteligente, madura e independente e dona do seu nariz!! Ela não é uma garotinha é uma mulher adulta que faz o que quiser e o que tem direito!
Por acaso o irmão dela é um "homem fácil" porque transa com a namorada?!! Como vocês machistas são ridículo e inseguros!!
Quanto ao filho,vamos analisar o seguinte...
Digo por MINHA própria história:
Quando tava noiva do meu primeiro marido ele me "respeitava", eu era virgem e ele não queria me "desrespeitar".
E descobri quando casei com ele, que ele tinha vários casinhos e namoradinhas durante nosso noivado e quando casamos ele...NÃO MUDOU!!
Me chifrou com meio mundo, enfrentei ele por estar me fazendo de palhaça, ele me agrediu, larguei ele e hoje estou muito feliz com meu marido lindo e apaixonado que conheci em um encontro às escuras e...TRANSAMOS no primeiro encontro!!
Não temos que "nos dar o respeito" e nem os homens tem que "respeitar" namoradas e mulheres!!
O respeito é das ATITUDES não de comportamento sexual!
Mulheres NÃO são bichinhos de estimação, são SERES HUMANOS assim como homens também são!
Será que vc é tão imbecil que não consegue entender isso?!
Se uma mulher é "promíscua"(afinal muitos homens também são e ninguém julga), ou só transa com os namorados, ou só transa com o marido ou hora transa em namoro hora em sexo casual é problema sabe de quem? D-E-L-A e de nenhum babaca vigilante de xota como você!!
Enfia o seu "se dar ao respeito" no teu rabo, seu caga regra inútil!!

Diva

Anônimo disse...

Ah, anon das 18:08, nesse caso é o pai dela que precisa acordar pra vida. O casamento é o ambiente mais inseguro física e emocionalmente pra uma mulher desde que o mundo é mundo. Tem até um post no blog sobre isso, chamado "Não Éramos Felizes", sobre o que as avós dos leitores passaram-agressão física e verbal, abandono emocional, humilhação, traição, estupros, DSTs. Até hoje é assim. A maioria dos casos de violênca física contra mulher, onde acontece? No casamento. E o pior, até hoje os casos são arquivados, os agressores não são coagidos, a família bota panos quentes. Abuso emocional? Casamento. Mas todo mundo diz que é "frescura", "é o jeito dele", "homem é assim mesmo, deixa pra lá". Estupro? Pffff. Pra maioria da sociedade, estupro não existe no casamento, é só o marido exercendo seu "direito". Exploração? Casamento. Homem chega do trabalho, se joga no sofá, liga a TV e abre uma cerveja. Mulher chega em casa do trabalho tem que limpar a casa, juntar as coisas que o bonito espalhou, guardar os brinquedos das crianças, dar banho nas crianças, fazer o jantar, servir comida, lavar a louça, a roupa, e tem que servir o sinhozinho na cama sem reclamar por não ter tido orgasmo. DST? A maioria das portadoras de HIV nesse país contraiu do marido.

Casamento, ambiente seguro física e emocionalmente? Eu riria se não fosse tão trágico... e se não tivesse tanta gente desmiolada no mundo ainda acreditando nessa baboseira e fazendo lavagem cerebral nas crianças... casamento, ambiente seguro... pffff...

Os Turistas Lunáticos disse...

Galera, respeito é algo que se conquista, ele não vem naturalmente.
Nem na infância, nem na adolescência (com os ritos de passagem que os meninos enfrentam, quando lhe testam a masculinidade) e na vida adulta, quando você precisa "provar" suas capacidades através dos símbolos sociais.

O mundo masculino é baseado em disputa pelo poder, desde o início dos tempos.
Se o homem comum, ordinário, não tiver um carro, uma casa, um diploma, e um emprego bom, será tachado de fracassado, mal conseguirá socializar-se e nem consegue uma esposa. "só" esses são os requisitos para o homem conquistar respeito e inserção social.
E a mulher tá achando ruim ainda ter que se resguardar?

Além disso, pais são pais e por mais conservadores que sejam, querem o melhor para os filhos. Um filha inteligente, bem direcionada na vida, certamente teve um bom pai e uma boa mãe, logo, deve a eles o mínimo de consideração sim, o mínimo de gratidão.

Só não sei por que algumas pessoas partem do pressuposto de que homens que pensam como eu são promíscuos, "comedores".

Uma pessoa que teve poucos parceiros sexuais passa impressão de ser mais estável emocionalmente, todo mundo gosta de se sentir seguro. (o amor se fragilizou, mas o sentimento de posse, o ciúme etc, surge como substituto, uma versão mais barata, moderna).
Gente inconstante, cheia de passados não inspira muita confiança.
Sei lá, coisa atávica.

Jonas Klein disse...

Bom tem alguns comentários aqui que requerem uma resposta.

Os Turistas Lunáticos

Disse "Minha irmã tinha também seus méritos intelectuais, mas ela soube entender o valor de se resguardar."

Outro fiscal de vagina detectado com sucesso,


"entender o valor de se resguardar"

Se resguardar do que? se formos falar se proteger usando preservativo para não pega uma DST ou gravidez não desejada ai tudo bem (mas sei que não e isso que você quis dizer).

"No fim das contas, a luta pela libertação das mulheres deveria se direcionar a um objetivo maior do que se resumir em questões meramente sexuais (de transar sem culpa)."

A Luta pela libertação das mulheres já vai muito além das questões sexuais, e isso só não vê quem não quer.


Anônima das 14:29

"Machista nunca está satisfeito mesmo. Se a mulher transa, tem que "se dar ao respeito" e se não transa, é vadia fazendo doce"

Entendas uma coisa homem machista não gosta de mulher eles apenas usam o corpo das mulheres para se satisfazerem sexualmente, só que isso isoladamente não e gosta de mulher. Por isso para homem machista não importa qual circunstancias ou argumento a ser usado, o que importa e ter alguma coisa para atacar em todos os sentidos a dignidade das mulheres, fazendo elas se sentirem um lixo, esse é o objetivo de todo machista.

"E mais uma vez eu pergunto, por quê esse tipo de gente existe? Pra quê?"

Existem pessoas assim por questões religiosas e culturais, que ainda não foram superadas.


Anônimo das 15:23 agora e a sua vês de ir pro deita pra capa.

"ela n entende pq o pai é ateu e contra aborto,pq vai contra a ladainha de vcs que só religioso é contra isso."

BALELA eu nunca vi ninguém dizer que só religioso que e contra o aborto.

"ele é um homem de verdade,"

Quem é você? e quem te deu direito de julgar? quem é homem de verdade e quem não é?

E ainda um julgamento com base em critérios absolutamente machistas, e por acaso homem que não age como pai dela, não e homem de verdade? são pessoas como você que fazem qualquer perceber que, a inteligência humana tem limites mas a estupidez não tem.

"está vendo que a filha é fácil e quer reparar sua má conduta"

E por acaso e uma má conduta uma mulher ser fácil? isso e só na mente de machistas como você, e por acaso homem se for fácil ai esta tudo bem?

"e de quebra ensina o filho a respeitar as mulheres."

Aqui se vê que sua visão no que se refere ao respeito as mulheres, esta totalmente distorcida.

Respeita uma mulher não tem nada haver com não ter relação sexual com ela antes do casamento, respeite uma mulher, começa por respeita a VONTADE dela no que se refere ao sexo, e passa por outras coisas, tanto dentro quanto fora do casamento.

Deu para entender ou preciso ainda fazer um desenho em 3D para explicar melhor?

Eu estou te respondi, pois tem coisa que se ditas por um homem acabam tendo mais peso do que se ditas por uma mulher.


B as 17:56.

"não sei a palavra...arrogância? quando ela disse "Tenho X anos, falo dois idiomas, pago minhas contas...faço isso e faço aquilo e ainda tenho que ouvir isso?""

Você chamo ela disso, mas eu não achei ela nada arrogante o que altura do texto escreveu, ela apenas disse como ela vive, e o que ela tem em termos de estudo, mas não teve a intensão de humilhar ninguém.


"Outra coisa que achei um luuxo no teu relato: o teu irmão e tua mãe se indignaram com o comportamento do teu pai. No meu caso, e de tantas que conheço, só sou eu contra 20."

E ate difícil para mim escrever isso, mas eu já vi moça ter que escolher entre ficar com família em casa ou namorado, ai pelo fato de escolher fica com namorado foi expulsa de casa.

Eu já vi cada historia ai que de arrepiar os cabelos.

Vera disse...

Anon de 18:08,ela n tem q conversar nada com o pai,porque simplesmente n é da conta dele,queria ver se ele ia gostar se ela perguntasse se ainda dá no couro,se já ta broxa.
E tem muita menina q acha q é obrigada a contar para mãe quando transa pela primeira vez,duvido muito q homem sinta essa obrigação.

Clarissa H disse...

Sempre leio o blog, mas é a primeira vez que comento algo. Ao ler esse relato e tantos outros, percebi que, mesmo inconscientemente, meu pai sempre foi feminista. Quando fui estudar em outra cidade (na época da faculdade), ele me disse o seguinte: "já tive sua idade e sei como as coisas são. Aproveite e se cuide"(no sentido de fazer sexo seguro). Fora que desde pequena, ele sempre me incentivava a estudar e ir atrás do que queria, e me dizia para nunca deixar nenhum homem mandar na minha vida.

Elis disse...

Meu pai e minha mãe me infernizavam muito com essas coisas, "se dê o respeito", "se dê valor".

Vê se o meu valor é isso, essa visão é tão mesquinha.... Como se fosse " "gastar" a pessoa. Depois que fiquei mais velha e independente eles meio que pararam com isso.

Mas minha mãe ainda insinuou, quando terminei um namoro, que eu deveria ficar mais tranquila, e em valorizar porque ZZzzzzZ ROnc.

Vou ficar com quem eu quiser e fazer o que sentir vontade, e namorar depois de uma semana se bater a paixonite, e terminar dali a pouco se quiser, vou rodar mais que roleta se eu quiser, e vou ficar sozinha se eu estiver sem paciência, porque, pelamor de deus, né gente,que ano é hoje, eu quero é amar demais sem poupar coração, e eu quero é gozar demais sem poupar minha boceta.E na hora que não quiser também não vou aturar ninguém me enchendo o saco.

É engraçado que minha mãe também sugere que eu sou intolerante com os namorados, que eu não aceito e não tenho paciência.

Apreciem meu dilema: Sou fácil demais e muito difícil, rsrsrs!

Raven Deschain disse...

B., acho que não. Acho que ela quis dizer que se ela estivesse em uma posição 'menor', digamos, o pai provavelmente ia mandar ela empacotar os cacarecos e voltar pra debaixo da asa dele, essa desmiolada de merda. Opa, pais conservadores não falam 'merda'.

Gente, é incrível. Meu pai já foi mais pentelho, depois que tive meu filho, ele meio que começou a cagar. Viu que existem coisas mais importantes na vida do que se ocupar com a vida sexual das filhas, tipo a horta, que tá com uma infestação de pulgões.

Mas meu irmão! Puta merda. Só falta colocar uma catraca e um cobrador. Puta vigia da buceta alheia. Já veio com esse papinho de 'se dar ao respeito' e eu respondi com o papinho de 'vai a merda', pq não tenho paciência. O cara transa com qualquer coisa que mexa e respire (não exatamente nessa ordem) e eu tenho que me dar ao respeito? Ah, vá!

Elis disse...

Tem essa questão também. Os pais acharem que te ajudarem financeiramente ou você morar com eles dá algum direito sobre sua autonomia sexual. Eles tem a palavra final na casa deles, mas não sobre o corpo das filhas.

Uma vez meu pai começou com essa lenga-lenga: Você ainda mora comigo, não vai sair pra dormir com seu namorado, se você for dormir fora, nem precisa voltar.

Eu confrontei. Falei, olha, não senhor. Você diga a vontade o que eu posso fazer ou não dentro da sua casa, mas se você vai me expulsar de casa e cortar laços comigo por causa disso, diga logo, porque me tratar como criança e querer empatar minha vida sexual você não vai não. Eu sou uma adulta, por mais que ainda faça faculdade e more com você e dependa de você financeiramente. Na minha idade você tinha duas filhas, não é só porque eu não fiquei grávida sem querer, porque eu não quis passar aperto, quis fazer minha faculdade tranquila, não achei que eu precisava trabalhar ainda, que você vai me tratar como se fosse meu dono, ou tratar minha sexualidade como se fosse alguma coisa errada.

Então eu vou dormir fora sim senhor, e vou dormir fora quando eu quiser, isso não é da sua conta, e se você quer que eu vá embora por causa disso, se a condição para eu morar aqui e receber ajuda financeira sua é que você controla minha sexualidade, coloque sua condição e eu me viro com ela.

Ele disse: Faça o que quiser, e nunca mais tocou no assunto. Eventualmente eu dormia na casa do namorado 1 ou 2 x por semana e acabei mudando de lá, mas depois de formada e de boa.

Anônimo disse...


Acredito que tudo isso é fruto de uma sociedade machista, que vigia a vagina, das mulheres.

O feminismo não é somente a liberdade sexual das mulheres, é o nosso direito a igualdade

Mila disse...

Complicado isso... Minha mãe nunca foi próxima de mim, a não ser para criticar. Obviamente, nunca falamos sobre sexo, mesmo ela sendo da área da saúde. Com o meu pai, religioso, o máximo que ele me disse foi "se alguém lhe pedir uma 'prova de amor' não dê".
O fato é que certos pais não estão acostumados com a liberdade que suas filhas podem ter. Somos as vadias que eles tanto apontavam na rua.

Anônimo disse...

"Estamos na era do culto ao sexo e ao corpo, dá pra entender. Mas a defesa ferrenha e a busca pelo prazer liberal se torna uma obsessão, frequentemente seguida de queixas de vazio interior.

No fim das contas, o cogito cartesiano, ‘penso, logo sou’, parece transformar-se em ‘gozo, logo sou’."


Isso vale para homens? A ideia de "se preservar" vale para homens?

Porque no patriarcado, essa coisa de "se preservar" sempre serviu unicamente para criminalizar a sexualidade feminina, punindo mulheres.

Essa tal preservação não tem qualquer preocupação com a mulher, sua vida e sua saúde. A preocupação é exclusivamente com o homem. Garantir mulheres dependentes e sonsas para gerar crianças legítimas e garantir mulheres dependentes e perdidas para fornecer sexo e gerar crianças ilegítimas.

Anônimo disse...

"Uma pessoa que teve poucos parceiros sexuais passa impressão de ser mais estável emocionalmente, todo mundo gosta de se sentir seguro. (o amor se fragilizou, mas o sentimento de posse, o ciúme etc, surge como substituto, uma versão mais barata, moderna)."

Quem está falando em promiscuidade? Estamos falando de mulher fazer sexo sem que isso signifique que ela não tem direito de ser respeitada como ser humano. A moça do post não é promíscua. A namorada do filho não é promíscua. E ainda assim, o homem (o próprio pai está dizendo que não a respeita, que não respeita a namorada do filho) está dizendo que elas não merecem respeito ou pior ainda, não são dignas de respeito. Por que não merecem? Por que não são dignas? Por que o relacionamento com homens prejudica tanto a mulher? Qual é o grande problema que homem tem, que estraga uma mulher ao se relacionar sexualmente com ela? Torna uma mulher indigna ao tocar nela. Se puder responder de forma clara e direta, agradeço. Sempre tive essa curiosidade. Qual o problema tão grave que homem tem?

Anônimo disse...

BALELA eu nunca vi ninguém dizer que só religioso que e contra o aborto.


ótimo argumento,se vc nunca viu é pq n existe.


ela transou no primeiro encontro,portanto,é fácil.
vcs falam tanto em privacidade,q suas vidas n é da conta de ninguém,mas expõe as mesmas na net,onde qualquer um pode ver,coerência onde está vc?
duvido muito que vc tenha a capacidade de desenhar em 3d,dispenso seu desenho.

Anônimo disse...

Vera eu não acho que ela deva conversar sobre isso (casamento não ser segurança pra mulher p* nenhuma) só o quanto seria ótimo se alguém, não necessariamente a filha, jogasse isso na cara dele e de mais alguns milhares de bobos iludidos. A vida dela é dela, e não é da conta do pai.

E agora o Turista Lunático entregou o próprio machismo. Não durou nem meio comentário...

Anon das 21:35 maaaaa-chiiiis-mooo... mas já que mascu só consegue transar pagando, não se preocupe, você nunca via conhecer uma mulher "fácil". Vai morrer na p**eta e nos filmes pornôs mesmo.

E sério, machistas, vocês acham que alguém aqui tá preocupada em ser considerada "respeitável" por vocês? Ninguém liga pras suas opniões... oh céus, acho que dei a notícia muito rapidamente. Machistas desiludidos e arrasados se jogando do telhado em 3... 2... 1...

Joane Farias Nogueira disse...

Lendo isso e pensando bem, chego à conclusao de que homens que falam isso só falam por acreditarem que toda mulher é só um buraco, um depósito de esperma, um objeto sexual. Ele precisa se apaixonar, buscar saber se foi o único dono ou se ela teve poucos donos, para que ele se sinta único- o único dono- e para ter certeza de q ela nao terâ outros donos enquanto ele quiser ser dono dela. Ele precisa se sentir dono para dar valor.l, já que ninguém despreza aquilo que possui. Se nao ele sente que nao é único, que nao possui- já que ela é dona de si mesma e pode tirar a posse dele a qualquer momento-entao, ela nao se dá valor. Ou seja , ela nao busca ter o valor q um homem pode dar a ela, já que tds só a comeram e foram embora. Ela é oficialmente um objeto sexual para esse homem. É isso o q ele pensa dela. É isso o que ele "sabe" que os outros homens que a "comeram" pensam. Eles conversam entre si e sabem como funciona o pensamento escroto deles. E para as validadoras, a grande supresa, quem define que vc tem valor é um omi, nao vc. E vc só terá valor se passar pelocl crivo dele de "boa mulher". Se sair da linha, será só mais uma vagabunda, mesmo q vc nao tenha transado c ninguem. E lembrando q nao é preciso ser só dono sexual , basta ser homem e ter uma ligacao com vc. Eles nao querem q outro homem faça c a princesinha deles o q elee fazem c outras mulheres. O orgulho do dono da terra seria gravemente ferido.

Jonas Klein disse...

Como eu adora massacra caras machistas nos debates, eu vou me divertir mais um pouquinho.

Os Turistas Lunáticos


"Se o homem comum, ordinário, não tiver um carro, uma casa, um diploma, e um emprego bom, será tachado de fracassado, mal conseguirá socializar-se e nem consegue uma esposa. "só" esses são os requisitos para o homem conquistar respeito e inserção social."

Isso e uma mentira que canso de ver ser repetida e, eu já derrubei este argumento muitas vezes.


Eu canso de ver caras que não tem destas coisa ou ate nada disto e se socializam muito bem, claro que a pessoa tem que conviver mais e com quem e do seu nível social ai nunca ninguém te chama de fracassado, nem se afaste de você por não ter certas coisas, quanto conseguir esposa, se isso você diz, fosse verdade como você explica o fato de ter muito homem casado morando em favela, tendo empregos do nível de catador de lixo (e aqui não vai nenhum preconceito), que levantam 5H da manha para pega ônibus etc. e ai qual sua explicação para isto?

Que sei mulher via de regra não quer e cara que ela vai ter que trabalhar para sustenta ele, e não deixam de ter razão.

"E a mulher tá achando ruim ainda ter que se resguardar?"
Uma mulher tem mais autoridade para responder isso do que eu que sou homem, mas de qualquer forma. Aqui já vem uma pergunta, mas mulher que se "resguarda" agora virou premio? troféu? recompensa?

Você quer dizer que só porque você "tem tal coisa" os outros precisam fazer tal coisa?

Mas que belo argumento hennnnn!!!



Elis as 20:00

"Meu pai e minha mãe me infernizavam muito com essas coisas, "se dê o respeito", "se dê valor".?"

E aquilo que eu já disse algumas vezes aqui, o feminismo primeiro precisa se preocupar com acabar com machismo de parte das mulheres, para depois fazer um trabalho com os homens tendo mesmo objetivo, e a sua mãe e uma prova disto.


Anon 21:35

Já que você quer mais uma dose e seu pedi vai ser atendido.

De fato eu não me expressei da forma mais adequada, mas o que eu quis dizer que, e que as pessoas dizerem que só religiosos são contra o aborto e tão comum que eu, mesmo já tendo anda muito pela internet e por este mundo afora nunca vi ninguém afirmar isso, o que não quer dizer que isso não exista porque eu não vi.


"ela transou no primeiro encontro,portanto,é fácil."


Você não contesto o meu argumento no que se refere as mulheres "fáceis".

"vcs falam tanto em privacidade,q suas vidas n é da conta de ninguém,mas expõe as mesmas na net,onde qualquer um pode ver,coerência onde está vc?"

Esse argumento só vem de quem e muito sem esclarecimento ou esta de má fé, pois isso e mesmo que direito (que não e dever) ao voto, o cidadão deve ter o direito de vota, mas se não quiser fazer isso tudo bem, não da nada, ou seja, o fato de que querer ter o direito de vota não me obriga a ter que vota, por questão de coerência. E com a privacidade e ocorre mesma coisa. Outra coisa salvo exceções as pessoas aqui não estão expondo sua privacidade, pois nem o comentário elas assinam, que dirá por uma foto real sua, logo o seu argumento esta na lona.

Evy disse...

No começo do texto não achei que ele foi machista, mas sim conservador. Não vejo mal em defender o sexo apenas após o casamento, o errado mesmo é julgar quem não faz a mesma escolha. O ruim foi o pai ter se metido na vida pessoal da menina, sendo ela adulta e independente. Claro que não é ruim dar conselhos, mas nada de querer se meter nas decisões pessoais. Eu só percebi que ele foi machista depois, ao falar justamente sobre a pessoa se dar respeito, eu inclusive também não gosto de ouvir esse tipo de coisa, pois acho que ter respeito é direito de todos.

Evy disse...

Não quero defender o 'patriarcado', mas essa coisa de se preservar e também o sexo após o casamento era válido tanto para o homem tanto para mulher. O grande problema é que a mulher era tão desvalorizada que as atitudes dos homens eram mais relevadas, digamos que a única coisa que a mulher tinha de valor era sua virgindade e a capacidade de gerar filhos. Não acho errado defender o sexo após o casamento, trata-se de uma escolha, mas ninguém merece alguém botando dedo na sua relação pessoal, isso é uma escolha pessoal que só diz a respeito a você.

Paulo Avelino disse...

Essa é uma questão de família. De uma família. Que deve ser resolvida no âmbito da família. Talvez com o apoio de profissional terapeuta com a devida qualificação. Creio, Lola, que você deve afirmar, corajosamente, que não é psicóloga. E portanto não lhe compete resolver essas questões. E que pessoas como a consulente devem buscar profissionais habilitados.

Anônimo disse...

jonas vc é hilário,acha mesmo q está me massacrando? q eu to ofendido? kkkkkkkk

sobre mulheres fáceis,eu n tenho o que contestar,n penso como vc e ponto.
povinho aqui acha q pq explicaram suas crenças,o mundo é obrigado a concordar.
eu n sabia que eu podia deixar de votar e q nada me aconteceria(se foi isso que vc disse,tá meio confuso).
vc deve viver em outro país,pq aqui eles fazem um inferno com seus documentos,tem q pagar multa,cancelam seu titulo,n pode tirar identidade,passaporte,n pode fazer concurso publico e ainda te obrigam a trabalhar nas eleições.
ta "serto", a mulher contou várias coisas sobre sua vida,num blog onde pessoas vão comentar sobre sua história e isso n é se expor,só pq está anônima.
pois é,vc nunca viu gente afirmando que só religiosos são contra aborto mas eu já.

Anônimo disse...

Cara, não sei o que mais me embrulhou o estômago - o relato da guria do guest ou alguns comentários.

Queria entender a lógica das equações:
mulher + sexo ≠ respeito
homem + (muito)sexo = (muito) respeito + admiração.

E como vocês ainda tem a cara de pau de dizer que o feminismo é obcecado com o sexo??
Acorda galera!!!! Vivemos numa sociedade que, em pleno ano de 2015, meninas são expulsas de casa por fazerem sexo! Mulheres perdem emprego por fazerem sexo - vide o revenge porn! Mulheres são física- e emocionalmente agredidas por fazerem sexo!

Se minha mãe tivesse descoberto que eu tinha feito sexo pela primeira vez na época, eu estaria até hoje cagando meus dentes e tentando curar os hematomas!!!!

Jane Doe

Anônimo disse...

Paulo Avelino.

Com que você transa ou deixa de transar, não é um problema da familia. Eh um "problema" estritamente pessoal.

A autora do texto está bem. E certe das suas decisões. O senhor também pede autorização da sua familia inteira antes de transar com alguém?

Va catar coco,oras.

YAra

Anônimo disse...

Homem que faz sexo no primeiro encontro seria também um homem fácil e promíscuo?

Anônimo disse...

A lógica Jan, é que é mais fácil para a mulher conseguir sexo do que para o homem , por isso homem + sexo = respeito, admiração

Anônimo disse...

Não entendi por que a Lola disse que só publicaria o outro guest post da moça no blog quando ela estivesse com um "novo amor"... Em que a vida amorosa dela impedia que se debatesse o caso do machismo que a nova namorada do ex dela sofreu???

Anônimo disse...

Seu mascu, se vc precisa de carro e diploma para conseguir comprar uma "esposa-troféu" bombada-peituda-bunduda-coxuda-loira-cabeloliso-olhoazul, a culpa é das feministas? Foram elas que criaram esta regra? O homem oferece bens materiais e a mulher oferece sua virgindade, nossa, isso foi mesmo uma criação das feministas? Tem certeza?

Anônimo disse...

Mascu diz que para mulher é fácil conseguir sexo, mas ao mesmo tempo chama mulher de "marmita", vadia. Se para mulher é fácil conseguir sexo, então é porque os homens são muito fáceis. Que triste. Ser fácil.

@vbfri disse...

Pqp... Que preguiça da peste. 2015, depois de revolução sexual, pílula, sexo seguro, camisinha, depois da AIDS ser transformada em uma doença controlada, a gente tem que ouvir a mesma ladainha de 1950?!?!?! Ah, não, gente....
Cansa a minha beleza ter que explicar que mulheres e homens têm que ter o direito de cuidar da própria vida sexual sem ninguém encher o saco.
Quer casar com homem? Case. Quer casar com Mulher? Case também. Nasceu no corpo errado e quer consertar o erro da mãe natureza? Faça isso.
Mania que a galera tem de fiscalizar o cu alheio. Que saco isso.
Como se você ir para a cama com outra pessoa ADULTA (aqui pra galera que gosta do argumento de mimimi, daqui a pouco vão legalizar a zoofilia e a pedofilia... Não, migx. Não vao. É diferente vc transar com consentimento e sem consentimento) fizesse de você uma pessoa melhor ou pior.
O que você faz na sua vida privada é problema seu.
Quer transar com 10 pessoas num dia? Vá e seja feliz.
Que merda ficar de fiscal do cu alheio. Argh!
Me faz pensar que esse povo tá com muito tempo livre na mão.
Sério. Me espanta que a gente não passou ainda da terceira série, quando temos o choque que papai e mamãe treparam pra gente nascer.
O pai da autora tem que crescer pra ONTEM.
Cruzes...

Anônimo disse...

Caught in a phrase, an echo in our minds. A flash, a flood and it's burned into our eyes.
Continuem aí galera...

Anônimo disse...

Não é machismo? E conservadorismo, é? Acho que sim. Acho a sociedade atual MUITO conservadora. Ainda que o Turista assuma que estamos na era de culto ao corpo/prazer, acho que todos nós, seres capazes de pensar, devemos assumir os riscos de nossas escolhas. Se vai doer, se vai causar vazio existencial optar pela liberdade sexual, isso só pode e deve ser definido e enfrentado pela mulher. Assim como "resguardar-se" funcionou para sua irmã, pra mim me rendeu um noivado com um esquizofrênico que tentou me matar. Acho ridículo as pessoas acharem que a vida de todo mundo é redondinha, perfeita. Pensar fora do meu 'mundo' me ajudou a me amar e a me perdoar por essa escolha do cuidado excessivo, da entrega apenas ao meu primeiro homem, primeiro namorado e futuro marido. A pessoa às vezes se joga cegamente em um padrão socialmente imposto e só acorda quando vê essas instituições sociais ruirem. "Meu forninho caiu" e eu só consegui segurar a onda porque tive pais de um perfil super "Doriana" que se divorciaram e me mostraram que eu era capaz de vencer essa situação de violência aos 18 anos sem dever nada a ninguém. Por isso acho sim que, conforme disse AC, "acredito que as pessoas geralmente têm salvação." Nesse exato momento afirmo que eu me salvei de acreditar no que me foi dito a vida inteira, de que eu deveria me 'resguardar'. Não acho lógica nesse discurso, lamento. Para minha vida não funcionou e detesto quem imponha esse discurso. Faz parecer a moça que foi à Fátima Bernardes dizer que 'esperou em Deus' e só beijou o noivo pela primeira vez no altar. Oi? 50% de chances de dar certo, 50% de chances de dar ERRADO. E o mais irritante é que isso vai em rede nacional como uma coisa LINDA! O mito do amor romântico destrói a saúde emocional muitas pessoas que poderiam ser felizes e equilibradas se fossem libertas dessas amarras desde cedo e se sustentassem nas próprias 'pernas', materialmente e emocionalmente. AC, ame seu pai, mas não caia no papo dele.

Anônimo disse...

Realmente você é uma "sortuda" por seu relato ser "só" sobre isso, o que não torna menos doloroso ouvir essas merdas de uma pessoa tão importante na sua vida e alguém que você ama, eu certamente ficaria muito angustiada se minha mãe me tratasse assim, mas já passei por tanta porcaria na vida que essa não seria a pior das minhas experiencias.

O que me incomoda nesse relato é saber que seu pai é ateu e tem esse tipo de postura sobre comportamento feminino e aborto, no início do meu ateísmo eu me iludi de que nesse meio as pessoas eram mais humanas com as outras independente do sexo, mas logo percebi que machista de merda é machista de merda em qualquer meio e que mulher sempre é tratada como ser inferior e reprovável independente de ideologia. Fico um pouco mais triste a cada confirmação dessa regra. Sobre sua mãe falar em divórcio... a decisão é dela e certamente independe do relacionamento do seu pai com você e seu irmão, pode ser a gota d'água mas ela como mulher deve ter sua própria cota de merda pra aguentar do seu pai no dia-a-dia.

Anônimo disse...

Tenho dó dese pai ter que conviver com uma família assim: filha promíscua, filho e mãe que a apóiam.
Certeza que na hora das obrigações, todos eles as jogam nas costas do coitado do Pai. Mas, na hora dos deveres, não cumprem e ainda querem ser contra o pai. E a filha querendo "liberar geral"!!!
Então, que morem sozinhos e se virem pra lá, mas sem o $$ do pai, né???
Filhos e mulher assim é melhor nem tê-los por perto. Deus me livre!! E a promíscua que não se esqueça que quem a sustentou, lhe deu casa, comida, estudos e roupa lavada desde criança até ela se tornar "adulta" foi o Pai. E agora ela vem com o discurso de que "manda na própria vida"??? Ingrata é pouco! Vai aprender, na dor, que a vida é madrasta e não é mãe.

Anônimo disse...

A vida sexual é assunto de família? Tá doido, homem? Eu q não quero saber da vida sexual dos meus irmãos, e nem que eles saibam da minha! E esse "povo do respeito" é complicado mesmo, eu mesma já fui uma.
Quanto aos méritos enumerados pela autora, não a achei arrogante. Entendi que é o que ela diria pro pai, como "eu sou uma pessoa mega responsável e capaz e estas são as provas, então como vc pode ser tão injusto?"

Vivian S. disse...

Querida, nossos pais não são perfeitos. Vêm de uma outra geração, em que os valores machistas eram mais bem aceitos e as mulheres não tinham força o bastante para se imporem contra isso. Não sei se vale a pena a batalha contra ele. O que você fez foi certíssimo, e creio que isso baste. Se ele voltar a te tratar nesses termos, ria. Ria dele. E dê um passa fora no melhor estilo "vá cuidar da sua vida".
O que poderia ser interessante seria conversar com seu irmão, já que ele também desaprova essa atitude do seu pai. Aí sim me parece uma batalha com alguma chance de vitória. Tente sensibilizá-lo pra uma perspectiva feminista dessa situação toda. Muitos comentários aqui dizem exatamente que o alvo do "resguardo" do seu pai não é o seu irmão igual a você, mas sim a namorada dele, ou seja, você e ela, mulheres. Portanto, é sim uma questão de concepções distorcidas quanto ao papel feminino.
E bola pra frente! Ria do seu pai e chame ele de machista cada vez que ele vier com uma dessas... ele vai ficar puta, mas pelo menos você está dando nome aos bois e mostrando pra ele: "ei, comigo não!". Se dar ao respeito é isso, não deixar que a opinião preconceituosa dos outros molde a sua vida!
Beijíssimos.

Anônimo disse...

"B. disse...
Só eu que fiquei com uma sensação de...putz, não sei a palavra...arrogância? quando ela disse "Tenho X anos, falo dois idiomas, pago minhas contas...faço isso e faço aquilo e ainda tenho que ouvir isso?""

Eu tbm achei B., e depois disso tive que me esforçar pra continuar lendo até o final.

Bizzys disse...

Anônimo das 10:09, larga de ser trouxa.

A moça do post é formada, trabalha, se sustenta sozinha, não mora com os pais. Ela não depende do dinheiro do pai. Ela é ADULTA. Por mais que o pai (e a mãe, que provavelmente trabalha também e deve ter sido tão ou mais responsável pela criação dos dois filhos) a tenha sustentado quando ela era mais jovem - o que, aliás, até uma certa idade é obrigação de um pai/uma mãe fazer - a partir do momento em que a filha saiu de casa e se sustenta sozinha, A VIDA É DELA SIM.

Não sei se você trabalha e se sustenta, mas caso isso ocorra, você aceitaria seu pai dizendo quando e com quem você pode ter relações sexuais ou fazendo outras escolhas para sua vida? Acho que não, né?

Agora, não se preocupe em ter uma filha "promíscua" ou uma esposa que apoie essa filha. Sendo assim tão machista e imbecil, é certo que você vai passar a vida sozinho. É o que gente feito você merece.

Ci disse...

Machismo sim.
Porque na cabeça dele só a mulher é desrespeitada por fazer sexo, o homem não. Ele diz para o filho parar de transar com a namorada, porque ela está sendo destes pétala, não porque o filho está.
Na cabeça do machista, só o homem ganha quando faz sexo, mulher perde. Só eles tem prazer , mulher não.

Julia disse...

Anon 18:08, o pai dela não tem nada a ver com a vida sexual dela. Tem q conversar nada, ele já foi bem claro sobre oq pensa. Se fosse o meu pai eu nunca mais olharia na cara dele.

Julia disse...

Homem é muito fácil mesmo...

Julia disse...

Nossa, tem muito machista no meio ateu. A Rebecca Watson é muito atacada no meio deles por ser feminista. Até o Richard Dawkins já falou merda machista pra ela. Comprei um livro dele me arrependi depois disso.

Julia disse...

Fui no canal da Rebecca para colocar o link aqui olha só o que eu achei

Um dos últimos vídeos

"Querido cara que quer que eu pare de falar de feminismo (hahahaha amo ela)"

https://www.youtube.com/watch?v=O8YSwB8AvWs (em inglês)


Este outro foi um que vi recentemente em que ela mostra como a psicologia evolucionista é ridícula

https://www.youtube.com/watch?v=r9SvQ29-gk8

Anônimo disse...

Anônimo 10:09, a garota do post tem namorado. Não leu o relato direito? Loucos como esses adoram chamar mulher de promíscua, vadia. Esses doentes sentem prazer em xingar mulheres. O irmão e ela assumem suas próprias responsabilidades.

Quando a mulher sofre violência doméstica os mascus falam que a culpada foi a mulher que "não soube escolher". Enquanto muitas mulheres são vítimas de violência doméstica justamente por se iludir com a propaganda de que homens com características de mascus são "bonzinhos". Alguns mascus inclusive já admitiram cometer violência doméstica alguma vez. Pelo menos tudo isso faz chegar a conclusão de que mascus são uma péssima escolha mesmo.

Homem honrado disse...

O homem nao faz sexo por ser facil, mas por seu instinto biologico incontrolavel enquanto a mulher é mais por vadiagem.

Julia disse...

O vídeo que linkei da Rebecca é de 2014, não desse ano, mas está valendo hehe

Raven Deschain disse...

Sua besta. Ela já mora bem longe dele e se sustenta sozinha.

E mesmo assim, sustentá-la durnte a infância e adolescência, NO MÍNIMO, é obrigação de pai e mãe, ou não?

Por favor, não se reproduza. Você esqueceu o rosto de seu pai.

Anônimo disse...

Ateus machistas não são novidade, tem ateus homofóbicos, racistas, conservadores e com preconceito até contra pobre.
Eu também já me enganei em achar que ateus/agnósticos eram pessoas menos preconceituosas e mais esclarecidas, mas na maioria das vezes são pessoas como qualquer outra. Tem homem ateu por exemplo que tem preconceito contra mulher ateia. Teve um ateu que disse:"mulher por ser menos racional precisa de religião para ter freio moral". Sim, li isso vindo de um homem ateu.

Jonas Klein disse...

Anon 01:19

"eu n sabia que eu podia deixar de votar e q nada me aconteceria(se foi isso que vc disse,tá meio confuso)."

Eu apenas disse que vota dever ser um direito e nunca uma obrigação, mas se não quiser vota eu não estou sendo incoerente, pois direito obrigação legal não são mesma coisa, no Brasil ir ate urna e obrigação vota não.

Antes que eu esqueça não da para separa os assuntos por parágrafos, precisa fica tudo amontoado?


Anon 10:09

Você já recebeu a resposta devida, mas os para acrescente por favor não tenha filhos mesmo, pois ninguém merece ter que chama de pai um cara com uma visão tão distorcida como a sua no que se refere a sexualidade.


Homem honrado (honrado não sei da onde, com esta sua forma de pensa)

"O homem nao faz sexo por ser facil, mas por seu instinto biologico incontrolavel enquanto a mulher é mais por vadiagem."

MENTIRA homem normal faz sexo porque quer, só quem não consegue se controlar no que se refere ao sexo como qualquer outra coisa, são pessoa doentes, se você e assim procure um psicólogo, pois você esta precisando disto.

E não venha me contesta, porque sou homem por isso eu sei muito bem que desejo sexual masculino.

E no que se refere as mulheres, o que você disse e um completo absurdo.

Anônimo disse...

Tô ligada, Julia, eu disse ali em cima que não é obrigação da moça conversar com o pai sobre isso. Só que eu gostaria muito que alguém jogasse na cara dele e de todos os machistas iludidos que casamento não é nem de longe esse porto seguro feminino que eles acreditam. Não é pra ela dizer. É só que eu gostaria que alguém dissesse.

Evy, nunca foi exigida "pureza" do homem, nunca mesmo. Pelo contrário, os jovens eram incentivados a procurar prostíbulos e divertir-se, pois o casamento poderia privá-lo disso. O que homens como o pai da autora quer é que existam as "santas" e as "putas". As santas pra casar, cuidar da casa e dos filhos, e as putas pra usar e se divertir. Em nenhuma das duas opções a mulher é um ser humano com direitos e desejos próprios, é só um objeto pra conveniência e agrado do homem. Por isso o pai dela encrenca, quer que a filha seja a santa, o objeto de cama e mesa, porque na cabeça limitada de macho conservador dele isso é melhor do que ser a puta, o objeto de exclusivo uso sexual. Pra mulher, sinceramente, é tudo a mesma merda.

Raven Deschain disse...

E mulheres é que são irracionais. Pff ¬¬

Anônimo disse...

Seja "santa" ou seja "puta", a mulher estará sendo usada do mesmo jeito nessas duas categorias divididas pelos machistas.

@vbfri disse...

Homem de 1 real disse:
"O homem nao faz sexo por ser facil, mas por seu instinto biologico incontrolavel enquanto a mulher é mais por vadiagem."
...
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!
Ai!!!!
HHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!
....
Gente.... Adoro que esses homens de um real vêm aqui e garantem a minha gargalhada.
Brigada, neném.
Vai lá tomar toddynho que já tá esfriando e a mamãe esquentou só pra você.
...
Galera não fez biologia, né, pra ver que a mulher tem uma parte do corpo SÓ para o prazer sexual... Aí fala abobrinha.
...
Ô,dó.
...
Aiai...
To rindo ainda.

Anônimo disse...

Apesar de não ser o caso da autora do post. Algumas vezes os pais machistas não querem que as filhas saiam de casa sob hipótese alguma, (pois mulher que mora sozinha ou com amiga "é tudo vadia"), se o fizerem querem que seja só depois de casar e de preferência para ser sustentada pelo marido. Para depois falarem que "mulher é tudo interesseira". Paciência!

Anônimo disse...

Meu se mata. Por que gente como você não morre? Você é insignificante para a raça humana

Anônimo disse...

Gente, homem é homem. Não importa se ateu, crente, católico, evangélico, adorador do diabo, satanista, budista, hinduista, espírita, esquerdista, direitista, independente, liberal, conservador, de centro, extrema-esquerda, extrema-direita, centro-esquerda, centro-direita, bonito, feio, gostoso, repugnante, gordo, magro, burro, inteligente, trabalhador, preguiçoso, esperto, tolo...

não importa coisa alguma. Em relação à mulher, o pensamento É O MESMO PARA TODOS ELES. Nenhum vê a mulher como algo além de um buraco que, às vezes, pode ainda criar os filhos deles e cuidar deles quando ficam doentes. Tem buraco que faz essas coisas também. Tem buraco que é só buraco.

Eu ainda achava que um homem à esquerda poderia ser diferente. Não é. Disse umas verdades (que não foram publicadas), fiz uns questionamentos (que não foram publicados) lá no DCM e fui banida. Eles não publicam mais nada que eu escreva. Fiz uns testes com umas banalidades e não passou.

Ateus materialistas, então... desses eu já sabia. A única coisa que fizeram foi negar deus. Mais nada. Toda a moral religiosa eles abraçam com carinho e dedicação. Louvam, acatam e defendem toda a tradição patriarcal. Só não há um deus, até porque, homem ateu se acha o próprio deus encarnado. E, vocês sabem, não há como admitir concorrência.

Caiu a minha venda. De homem, só espero escrotice e boçalidade. Pode tardar, mas NÃO FALHA NUNCA.

Anônimo disse...

"Tenho 25 anos. Passei em primeiro lugar numa das melhores universidades do país, fui uma das melhores alunas da turma, comecei a trabalhar no dia em que apresentei minha monografia pra banca. Sou fluente em dois idiomas estrangeiros e já fiz dois intercâmbios."

- Quem pagou seus estudos e cursinhos para passar em primeiro lugar?
- Quem te sustentou até vc apresentar sua monografia?
- Quem pagou suas duas escolas de idiomas?
- Quem pagou seus dois intercâmbios?

Então senta na mesa na CASA do seu pai, ouve a merda que ele falar e fica caladinha. Você só tem tudo isso por ele... Então RESPEITE a opinião dele.

Ele é um velho, que não vai mudar a opinião, que sempre vai achar que está certo e você acha que adianta discutir? Vc acha que adianta tentar mudá-lo?

Depois que papai pagou tudo para filhota, é duro entender que ele PODE SIM falar oq pensa?

Você não pode ter o melhor de dois mundos, talvez, você tenha que abrir mão da convivência do seu pai ou vai ter que aguentar toda essa merda.

Anônimo disse...

Acho engraçado que a anom aí de cima, que suspeito que faça comentários como esse em todos os posts foi quem me convenceu que misandria existe. Não que seja institucionalizada e defendida como misoginia; mas aaaah, existe!

Anônimo disse...

Se o anon de 23:46 está se referindo ao anon de 22:57 está errada. Misandria não existe mesmo. E não há nada misândrico naquele comentário. Há apenas a constatação da mais pura e cristalina realidade.

Eu gosto de homens. Gosto da companhia deles. Gosto de conversar com eles. Mas sei o que eles (TODOS ELES) pensam sobre as mulheres. Não tenho qualquer ilusão. Já tive. Não tenho mais. Continuo me relacionando com homens normalmente. Mas simplesmente não tenho mais ilusão nenhuma. Afeto? Amizade? Companheirismo? Solidariedade? Amor? De homem por mulher simplesmente não existe. E quem me convenceu disso foram os próprios homens. Não há razão alguma pra eu achar que o que eles pensam de mim seja diferente do que pensam de qualquer outra mulher. O que falam de mim seja diferente do que falam de qualquer outra mulher.

Eu VI como esquerdistas operam. VI como ateus operam. Escutei o que meus "amigos" comentavam sobre as mulheres. LEIO diariamente o que homens dizem sobre mulheres. Li o que filósofos, religiosos, teólogos, matemáticos, artistas, escritores, pensadores... escreveram sobre mulheres ao longos dos milênios.

Enfim, acho que os homens já deixaram bastante claro o que pensam sobre as mulheres. Não há razão alguma, eu repito, pra eu acreditar que pensam algo diferente sobre mim.

Não tenho mais qualquer ilusão.

Luiza Original disse...

Sempre que eu leio "homem honrado" eu confundo com "homem arrombado". Mas é tudo a mesma coisa, mesmo.

Anônimo disse...

"De homem, só espero escrotice e boçalidade." Sério, no que isso é diferente de falar "de mulher, só espero hipocrisia e afetamento."? É pôr todo um gênero no mesmo barco da mesma forma que fazem com mulher. E pra essas últimas pessoas, elas também "só" estão falando a mais pura e cristalina verdade.
00:33, eu sinto muito pela sua vivência amarga com homens. Mas eu tenho uma bem diferente. Conheço homem machista? Bastante. Mas também tem uma penca que nutre afeto, amizade, companheirismo, solidariedade e amor por mulheres. Dentre eles, ateus, evangélicos, esquerdistas ou direitistas ferrenhos. Engenheiros, advogados, artistas, professores. O que acho que te decepcionou foi ter achado que por serem de uma ideologia diferente do "machista padrão" eles seriam necessariamente feministas. Ser de esquerda não tem a ver com ser feminista, nem ser ateu. Feminista tem a ver com ser feminista e só.

Anônimo disse...

"Fica caladinha", anon das 23:46? Soa como um estuprador pedófilo mandando uma criacinha ficar quieta enquanto estupra e manda não contar a ninguém depois ou volta pra matá-la. Só isso jámostra o seu caráter. Se mate.

Anon das 05:19 por que esses mascus babacas podem vir aqui e dizer que as mulheres são todas vadias interesseiras hipergâmicas que merecem estupro e morte, mas se uma mulher diz que só teve experiências ruins com homens e, portanto, não espera mais nada de bom deles, é "ai, não pode, misandria, nem todos são assim"? Ela nem está dizendo que todos os homens não prestam, só disse que ela não acredita mais que possa achar um homem bom. Claro que ódio não é legal, mas isso nem pode ser considerado ódio. Olha, os homens não precisam que você venha aqui defendê-los. Já tem uma sociedade inteira fazendo isso por eles.

Evy disse...

Anônimo14:59

No cristianismo a pureza era incentivado para ambos os sexos, tanto que é recomendado apenas o sexo pós casamento para ambos, isso até hoje nas igrejas, meus pais mesmo esperaram, também conheço vários homens da geração do meu pai que seguiram esse raciocínio (mas também se casava bem mais cedo), não podemos generalizar a sociedade inteira. Agora essa idéia de que o homem deve fazer o que quiser, enquanto a mulher se mantém santa, é totalmente contraditório né? Não vejo sentido um pai incentivar o filho a ser pegador e a filha a ser santa, mas ao mesmo tempo conheço várias pessoas que incentivam o sexo pós casamento para ambos, não acho que podemos generalizar de que todo homem é incentivado a ir para o prostíbulo, ou transar loucamente antes de casar.

O que esse pai falou sobre sexo pós casamento valeu para ambos os filhos, o grande problema foi que ele foi machista com a filha, ele exigiu apenas dela se dar ao respeito, ele por exemplo não falou que o filho tem que se dar respeito, até porque homem já nasce sendo respeitado.

Anônimo disse...

Ah, e de novo pro anon das 23:46 o papai deu comida, pagou estudo, faculdade, casa, tudo isso pra moça? Não fez mais que a OBRIGAÇÃO dele. Quando você decide ter um filho é sua obrigação dar a ele comida, roupa, casa e uma boa educação. O pai dela não fez NADA além do que tinha que fazer depois que decidiu botar alguém nesse mundo, e não tem direito nenhum de dizer à filha como ela deve agir depois que ela já trabalha e cuida da aprópria vida. Vagabundo nem quer sair do fórum pra estudar e ainda acha que pode dar palpite na vida de quem paga as próprias contas...

Anônimo disse...

Evy é justamente por isso que eu falei que o pai dela era o machista que queria santas e putas, justamente porque ele disse pro filho não transar com a namorada com quem o rapaz pretende passar a vida, a "santa", o objeto de cama e mesa dele. Não disse que ele não devia transar como fez com a filha. Na cabeça do papai, era pro filhão usar uma "puta", o objeto de uso puramente sexual. enquanto não levasse a "santa" pra casa.

E olha, essa exigência é no cristianismo moderno, antigamente não era assim, os homens podiam transar com quem quisessem, as igrejas não cobravam deles. E até hoje as mulheres são mais pressionadas que os homens; li a reportagem que um pastor dos EUA passou um copo d'água ao redor das crianças e mandou os meninos cuspirem nele. Depois comparou aquela água escarrada a uma mulher que não casou virgem. Os meninos? Nada. Ninguém disse que els são água escarrada se não casarem virgens. É um dos motivos pelso quais eu tenho o maior e mais profundo desprezo por quem fala de "se preservar", porque mesmo dizendo que é pra ambos os sexos aliviam a barra do homem e apedrejam a mulher. Não me importa se as pessoas creem nisso de se preservar ou não. O que me irrita é a hipocrisia de cobrar a mulher MUITO mais do que o homem e ainda querer julgar quem não vive de acordo com seus ideais.

Anônimo disse...

"Mas também tem uma penca que nutre afeto, amizade, companheirismo, solidariedade e amor por mulheres."

O pai da moça do post, em TEORIA, também ama a filha e a esposa e sente afeto pela nora. Mas não respeita nenhuma como sujeito. Para serem respeitadas por ele, só agindo segundo a cartilha dele. E a filha, a esposa e a nora não agem, por isso ficam chocadas. A esposa principalmente. Imagina a decepção descobrir, depois de tantos anos, o que o marido pensa realmente sobre as mulheres? Imaginar que amou um homem assim? Que fez sexo com um homem que acredita que fazer sexo é humilhante para a mulher? Pensar que teve filhos com esse homem? Embora esse seja o destino triste das mulheres. Conviver com homens que não a respeitam.

O pai revelou pra filha e pra esposa o que eu já aprendi. Homens não amam, sentem afeto ou amizade por mulheres. Pra isso é necessário respeito. E nenhum homem respeita a mulher. Quem me ensinou isso? Eles mesmos, ao longo dos milênios. Como eu disse, eu gosto da companhia masculina e me dou bem com homens. Mas não tenho mais nenhuma ilusão de que eles sintam o mesmo por mim. Não sentem. Infelizmente.

Anônimo disse...

Os homens se esforçaram tanto ao longo dos milênios pra mostrar e demonstrar como desprezam a mulher e o feminino aí, quando as mulheres finalmente entendem isso, eles acham ruim?

Anônimo disse...

"Mas também tem uma penca que nutre afeto, amizade, companheirismo, solidariedade e amor por mulheres."

Isso é no que as mulheres acreditam, pois precisam se relacionar com homens. Nada mundo, passado ou presente, mostra que isso seja verdadeiro. Por que você acha que homem detesta ser tratado por uma mulher da mesma forma como tratam a mulher? Porque eles sabem exatamente o que isso significa. Tola é a mulher que acredita em afeto masculino.

05:19 disse...

13:15, mas quando que eu falei que mascu tem o direito de vir aqui e chamar feminista de vadia interesseira? Acho que em QUALQUER caso, o discurso não cabe. E o papo de que "nenhum homem pode ser bom porque na minha vida não conheci homens bons" é o mesmo discurso de mascu "nenhuma mulher presta porque na minha vida só conheci vadia interesseira", só que do avesso. Afinal, em fórum mascu você também vê uma penca de depoimento de homens que "queriam amar mulheres mas só se decepcionaram". PODEM ser experiências diferentes, mas do jeito que o discurso foi construído me soa a mesmíssima coisa. E não entendo como falar que nenhum homem é bom não equivalha a dizer que nenhum homem presta. Sério, não tou fazendo gracinha, pra mim o primeiro é eufemismo do segundo. E concordo, vivemos em uma sociedade machista. Mas não defender os homens quando vejo algo que considero injusto? Aí também não. Se sua moral é seletiva, você não tem nenhuma na verdade.

14:06, eu vejo que você não quer ofender, só está profundamente decepcionada mesmo. Não adianta eu falar aqui que existem "homens bons", já que sua experiência é diferente da minha. Mas olha só quanto avanço já fizemos. Olha quantos direitos adquirimos, quantos "mitos" já quebramos. Ainda tem chão pela frente? Sim. Mas não acho que homem, mulher, o ser humano seja inerentemente "mau". Espero que um dia você conheça homens que te façam mudar de opinião. De um jeito ou de outro, te desejo muita felicidade e paz de espírito.

Ana Nazaré disse...

Quanto mais eu observo o meu pai , mais eu vejo o quanto ele é atormentado. Fica gritando com o gato, só pq o gato quer arranhar os tapetes. Temos uma pessoa com doença mental na família mas ele só ver isso quando é conveniente pra ele. Tem umas atitudes de ansiedade que beiram a criancice mesmo. É um chato!!! A verdade é essa. Meu pai é chato demais. Ele tá ficando velho tá ficando pior. Minha falecida mãe não tinha esses pepinos emocionais, apesar de aos meus olhos ele sempre parecer maior que ela. Só hoje, com o feminismo - os livros que li - entendo o porque. Realmente , se eu fosse minha mãe, nem estava com meu pai. Acho que isso teria dado mais brilho no meu olhar a ela. Cada caso um caso, cada família uma família, cada pessoa uma pessoa. Mas no geral tenho certeza das semelhanças. O que domina é a mentalidade patriarcal, e como eu sempre digo aqui, na mente tanto de homens como de mulheres.Não adianta a moçinha aí chorar, se ela não encontrar em casa, vai encontrar na rua e se bobear até dentro dela mesma, e assim por diante.....

Anônimo disse...

Amon 18:03 eu não disse que homens são maus. Eles são o que são. Confundem desejo com amor. Eu não tive experiências ruins com homens. Sempre me relacionei com homens bacanas. Me relaciono com um homem bacana. Mas hoje eu sei que ele não sente por mim o que eu sinto por ele. Não por não querer. Não por ser ruim. Apenas por ser homem. Homens não amam mulheres. Homens não admiram mulheres. E principalmente, homens só elogiam mulheres quando isso é conveniente para eles. Quando eles querem algo das mulheres. Fiz um curso "masculino". Sempre tive "amigos". Sempre vi e ouvi como tratavam as mulheres. Por que acreditar que, quando eu virava as costas eles diriam alguma coisa diferente de mim? Certeza que não falavam.

Li o que homens publicaram sobre mulheres. Vi o que homens fizeram com suas esposas depois de muitos anos de casamento.

Foi como eu disse. Os homens sempre deixaram muito claro o que pensavam das mulheres. Sempre muito claro. Finalmente entendemos. Finalmente aceitamos como verdade o que foi durante tantos séculos repetido. Pra que continuar na ilusão? Eu trabalho e tenho meu pé de meia. Estou pronta pra seguir sozinha, se preciso for. Não tenho mais ilusão nenhuma sobre os homens e acho tola a mulher, mesmo com todos os esclarecimentos masculinos, que ainda alimenta ilusões. Homens desejam. Não amam. Homens ficam com uma mulher enquanto lhe é conveniente. Não sou eu que estou dizendo. São eles. Se você está tão incomodada, converse com os homens. São eles que dizem que são assim. Eu apenas passei a acreditar no que dizem sobre si mesmos.

05:19 disse...

23:29, me avise se eu estiver te enchendo o saco. Mas como assim você se relaciona com um homem bacana que não te ama? O que faz dele um homem bacana? E o que te faz concluir que na verdade ele não te ama? Uma vez li uma frase que acho que se aplica ao meu relacionamento com a minha mãe, mas que talvez seja o caso também: "quando os outros não demonstram amor da forma que nós mesmos o fazemos, tememos que ele não exista". Bem, como eu disse, não creio que você vá mudar de opinião por causa da minha experiência, mas cresci com dois irmãos mais velhos, um com 3 e outro 6 anos a mais. E até onde vai meu conceito de "bom", são homens bons, assim como a maioria dos amigos deles. Há professoras e colegas que eles admiram, eles não se sentem ofendidos quando uma mulher não quer ficar com eles, há amigas nossas em comum, com quem eles não nutrem qualquer perspectiva romântica ou de sexo, com quem eles gostam de jogar (somos todos nerds aqui em casa) e que elogiam quando admiram alguma coisa. Uma vez um dos amigos apresentou uma namorada nova, e com o tempo notamos que ele tratava a menina mal. E tomaram junto comigo o partido da menina, disseram pro cara se tocar e ficavam do lado dela quando eles brigavam na nossa frente. Acho que vai do círculo de amizade. Tem uma amiga minha (que é machista daquelas "tava pedindo pra ser estuprada", "depilação é questão de higiene", "mulher tem que se preservar") cujo círculo de amizade masculino é composto de caras machistas também. E da mesma forma que você, ela se convenceu, por causa dessas amizades, que "homem é assim". Mas não tem como eu concordar; desde pequena conheço homens que veêm mulher de igual pra igual.

Anônimo disse...

Não, você não perturba. Eu já fui como você. Mas percebi que sabemos o que homens pensam realmente de mulheres quando os vemos comentar sobre outras mulheres. Ou quando precisamos do seu apoio fraterno (não teremos).

Como eu disse, sempre convivi muito com homens. Sempre achei que eram meus amigos, mas analisando retrospectivamente, percebo que não era amizade verdadeira, companheira, afetuosa. Alguns queriam mesmo me comer. Diziam isso abertamente e, na época, eu achava que era brincadeira, bobagem pra fazer galera rir. Sério. Eu era tola a esse ponto, porque eu achava que eles sentiam por mim o que eu sentia por eles. Outros conversavam comigo e me tratavam bem (de forma cortês e educada), percebo hoje, apenas porque eu sempre estava por perto, fazíamos muitas disciplinas juntas, tínhamos grupos de estudo (e como eu era boa aluna, galera curtia estudar comigo, fazer trabalhos comigo, participar dos meus grupos de aulas práticas, pegar meu material quando faltavam nas aulas, pegar os resumos e esquemas que eu preparava para as provas). Isso não é amizade de verdade. Não é afetuoso. Não é cumplicidade. Não é camaradagem. E eu, tola, tinha afeto por todos eles. Considerava-os amigos. E ouvia o que falavam de outras mulheres. Questionava quando falavam algo de que não gostava. Acreditava que pensavam de forma diferente a meu respeito. Tola. Eu era muito tola.

O fato de me tratarem bem não significava (e não significa) que me respeitem como sujeito ou que me vejam como sujeito ou que gostem de mim. O fato de um homem não ser estúpido ou agressivo não significa que ele goste de você ou te respeite. Significa apenas que ele não é um completo idiota. E muitos homens não são completos idiotas.

No trabalho é que percebi como as coisas são de fato. Foi no trabalho que tomei o choque de realidade que começou a me acordar pra vida.

E em fóruns de discussão da esquerda é que a minha venda acabou mesmo de cair. Ainda nutri certa ilusão por um tempo, até que um evento específico aconteceu e que me fez abrir os olhos de vez, fez cair de vez a minha venda.

Então, é verdade que alguns homens tratam bem algumas mulheres, mas isso significa, como eu disse, que eles não são completos idiotas. Não significa que te veem como igual. Eles não veem. Pode ter certeza disso.

Eu ainda me dou bem com homens. Eu também não sou uma completa idiota. Sou educada e, pra meu azar, sinto afeto verdadeiro por eles. Mas não tenho mais nenhuma ilusão. Eles jamais ficarão do seu lado contra um outro homem, por exemplo. Quanto a isso, não precisa nem pensar o contrário.

Homens desejam. Não amam. E, como eles mesmo dizem, nunca são amigos de mulheres. Eu não acreditava. Hoje, não duvido.

Anônimo disse...

Ocorreu um problema aqui e acabei enviando duas vezes. Se puder apagar, Lola, por favor faça isso.

Obrigada

Julia disse...

Anon 22:57, também ja tentei rebater misoginia no DCM e não passou. Mas machismo e misoginia passam de boa. Inclusive nos textos publicados.

Julia disse...

Ler os seus comentários me faz bem, apesar de isso soar estranho.

Anônimo disse...

Esse tempo de transar adoidado, homens e mulheres acabou.

É maluco, homem ou mulher que transa com tudo que é vivo.

E a AIDS? DUVIDO que homens e mulheres que transam no primeiro encontro sem nem saber o sobrenome se previnem corretamente.

Tenho medo de ficar aidética, só transo de camisinha por causa da gravidez e depois de trocar exame com o rapaz.

Na maioria das vezes eles pulam fora.
Pq tantos homens tem medo do teste? É pq não usam camisinha, simples assim.

Anônimo disse...

Mas isso só mostra que homem não tem critério e amor próprio. Por que isso despertaria admiração?

Anônimo disse...

Anonima de 01:01 concordo plenamente com você. Tenho pena das garotinhas e mulheres que acreditam em um romantismo, quando na verdade homem só ve a mulher como objeto sexual. Só. Ele pode ser gentil, respeitoso, legal mas no fundo só vai te enxergar como objeto. Homem só pensa em reprodução, normal dos machos, e para mim a pior maldição que caiu sobre a mulher não foi a dor no parto,menstruação mais sim essa esperança inconsiente de esperar o amor de alguem que nunca vai retribuir.

Ci disse...

Não concordo com você, homens não são seres humanos guiados pelo pinto e sem coração. Muitas vezes são criados para ser e não nascem assim. Minha experiência com homens é bem diferente. Não sou nem uma bobinha que acredita em conto de fadas, mas também não sou uma pessoa com tantas amarguras para achar que todos os homens são seres sem coração. Eu vivo uma experiência ótima com meu marido e já vivi coisas boas com outros homens, nenhum magoou meu coraçãozinho. Mas sei que há os que são ruins, assim como há mulheres assim também.

Ci disse...

Homem só pensa em reprodução? Oi?
Sem dúvida, homens não tem problema com sexo, pois foram criados livres para fazê-lo , não castrado como nós mulheres.
Agora não generalize todos os homens, são seres humanos iguais a nós, assim como existe os ruins, existem as mulheres ruins, ou vc acha que todas as mulheres são Super legais num relacionamento e apenas vítimas?

05:19 disse...

Poxa, tivemos experiências diferentes. Obrigada pelo tom cortês das respostas.

Anônimo disse...

Desculpe Cici, eu errei, homens não pensam so em reprodução, mais em cerveja e jogos violentos também. São eles proprios que falam isso, estou apenas transmitindo o que ja foi dito.

05:19 disse...

Mas 15:15, mulher também é falsa e fútil. São as próprias mulheres que dizem isso. (Pra esclarecer, nao concordo com essa visão. Mas quem não conhece validadora? Não é porque alguns homens machistas que acham que masculinadade é trepar, beber e ser agressivo afirmam que "todo homem é assim" que de fato todo homem o seja).

Ci disse...

Bom, o Meu marido e os homens com quem me relacionei, não gostam de cerveja e não gostam de jogos violentos. Assim, como eu.Então você se relacionou com a banda podre deles. Pois como te disse, nunca me dei mal com homens.
O que quero te dizer é que não são todos maus , assim como todas as mulheres não são vítimas ou pessoas boas e amorosas.

Ci disse...

Exatamente! Experiências diferentes, por isso te digo que não são todos assim.
Desculpe se pareci ríspida na resposta, não foi minha intenção.

Anônimo disse...

Interessante os últimos comentários. Isso jamais aconteceria num espaço em que homens estivessem falando de mulheres. Homens falam o que já se sabe de mulheres (de todas as mulheres) e nunca, eu repito, NUNCA, dizem que existem mulheres que não são assim, do jeito que eles dizem, do jeito que eles acham, do jeito que eles falam há milênios. Eles apenas dizem que mulheres são assim e assado e que os homens devem lidar com isso. Homem não defende mulher nenhuma. Não pensem que os irmãos e maridos que estão sendo defendidos aqui fariam o mesmo com a irmã e a esposa. Não fariam. Não fazem. Nunca farão. Como eu disse, convivo com muitos homens, frequento fóruns masculinos, fóruns de política (em que frequentemente se fala de mulher) e nunca vi homem defendendo mulher ou homem elogiando mulher ou homem dizendo que a esposa ou namorada ou irmã ou mãe não são do jeito torto que eles veem as mulheres. Eles falam que mulheres são fúteis, interesseiras, fofoqueiras, loucas, instáveis, mentirosas, vadias e pronto. Nunca, NUNCA, dizem que fulana ou beltrana não são assim. NUNCA.

Mulheres não. Mulheres querem que o homem seja de um determinado jeito, porque enxergam o homem de um determinado jeito (invariavelmente o enxergam muito melhor do que ele é e relevam todas as idiotices que ele faz) e fazem de tudo para acreditarem e convencerem a si mesmas e as demais pessoas que ele é desse tal jeito idealizado pelo afeto que nutrem por ele. E ela será então responsabilizada pelas ações desse homem já que gosta dele e fica com ele, confirmando todos os estereótipos femininos que existem. Toda a nossa cultura conspira para que a mulher idealize um homem, veja somente coisas boas nele, acredite em todas as mentiras que ele conta para conquistá-la e, principalmente, valorize cada migalha que o homem ofereça pra mulher. Dessa forma, é ELA que poderá ser responsabilizada pelos fracassos e pelos erros masculinos.

Homem JAMAIS faria algo assim. O homem é sempre vítima da mulher, enganado pela mulher, manipulado pela mulher.

E as tolas aparecem aqui para dizerem mais uma vez que eu estou errada e que nem todos os homens são assim.

Não, eu não estou errada. Observem e constatarão. Frequentem fóruns masculinos ou políticos (frequentados essencialmente por homens) e observem. Não precisam nem comentar, nem participar. Apenas observem o que homens falam sobre as mulheres, como eles falam. Como tratam a mulher e o feminino. Depois me digam se algum homem brigaria e ofenderia outro homem para defender uma mulher, mesmo que a irmã ou a esposa. Eles NUNCA fazem isso. E por quê? Por que eles pensam sobre as mulheres o que sempre escreveram por aí, como a história demonstra.

Eles são tão firmes em sua opiniões sobre as mulheres, que as mulheres pensam de si EXATAMENTE o que os homens pensam delas.

Considerar atividades e interesses femininos fúteis? Homens e mulheres acham isso.

Falas mal de mulheres por tudo e o tempo inteiro? Homens e mulheres fazem isso.

Não sou eu que estou errada, não. São vocês que estão cegas.

Eu me dou muito bem com homens. Adoro debater política com eles, por exemplo. O que eu não sou mais é ILUDIDA. Eu sei exatamente o que pensam de mim (pois sou mulher) e não me engano quanto ao que dizem apenas para manter em aberto a possibilidade de sexo. Elogios masculinos não me enganam mais. Nem os elogios do namorado. Gosto muito de ouvir, claro, especialmente porque a consequência é um bom sexo, mas eu sei que ele diz o que diz apenas para conseguir o bom sexo. Homens não amam. Homens não são amigos de mulheres. Simples assim. Tola é quem acredita nas mentiras que os homens contam. Eu apenas me divirto com elas, e jogo o bom jogo.

Não odeio os homens. Apenas sei exatamente o que eles são e o que eles querem. Isso é proteção. Minha proteção.

Anônimo disse...

Anon 5:19,

também gostei de conversar com você. Espero que os homens não te machuquem, nem emocionalmente, nem psicologicamente e nem fisicamente. Acreditar no que um homem diz para uma mulher é sempre muito arriscado. Homem mente e manipula. Ele sabe como fazer, aprende com outros homens (com internet é mais simples ainda, tem curso, passo-a-passo, blog pra discutir as experiências e treinar) e toda a cultura está pronta pra rotular você, mulher, de louca/fútil/mentirosa/desesperada/vadia. Não se engane. Os homens já deixaram mais do que claro o que pensam sobre as mulheres. Bobagem mulher continuar achando que eles mentem sobre isso ou que não é bem assim. É assim, sim. Está muito claro.

Anônimo disse...

Julia,

o DCM, em relação à mulher não é diferente de qualquer blog machista. Eles até tentam um retórica igualitária, mas quem acompanha sabe que é tudo da boca pra fora (as tais mentiras que os homens contam pra ficar bem na fita com a mulherada). Tanto dos jornalistas, quanto dos frequentadores. Esquerdista chamando mulher de puta ou de mal comida é o que não falta por lá. Inclusive os editores.

Anônimo disse...

"Bom, o Meu marido e os homens com quem me relacionei, não gostam de cerveja e não gostam de jogos violentos. Assim, como eu.Então você se relacionou com a banda podre deles. Pois como te disse, nunca me dei mal com homens.
O que quero te dizer é que não são todos maus , assim como todas as mulheres não são vítimas ou pessoas boas e amorosas."


Um homem JAMAIS publicaria um comentário assim sobre a esposa (que chamam de mulher) ou as mulheres com as quais se relacionaram. JAMAIS.

Homens se solidarizariam com aquele que se manifestasse e diriam coisas como "você é maior que isso", "mulheres passam", "mulher é assim mesmo, tudo vadia louca", "nada como capim novo pra alimentar um guerreiro" e outras coisas do tipo. JAMAIS defenderiam uma ou qualquer mulher. JAMAIS.

Anônimo disse...

E menos ainda com esse nível de indignação.

Anônimo disse...

Mulher é muito tola mesmo. Por isso homem faz o que faz: deita e rola em cima da mulherada.

Fiquem espertas mulheres! Aprendam sobre os homens. Conheçam os homens. Isso é essencial para evitar armadilhas.

A mulher seleciona. Lembrem-se sempre disso. Não caiam nos jogos masculinos. Aprendam os jogos e os truques masculinos. Defendam-se do dos truques masculinos. Afirmem-se como indivíduos. Gostem de si, pois os homens não farão isso por vocês. Nunca fizeram. Jamais farão.

Aprendam a lidar com os homens para aproveitar o pouco que eles podem oferecer de bom para as mulheres.

Deixem de ser tolas!

Ci disse...

Descobri que meu irmão e meu marido são ETS, graças a sua experiência com todos os homens do planeta. Pois eles defendem sim uma mulher na frente de outros homens e muito mais. Provavelmente o marido da Lola também seja um.

Anônimo disse...

Eu também conheço uns ETs. E eles são considerados homens com defeito pelos homens comuns. Os mascus e misóginos em geral os tratam por manginas. Os esquerdistas, por puxas (de puxa saco).. Eles são depreciados pelos homens comuns, que são a maioria esmagadora dos homens. Até filósofos zombam deles. Enfim, pontos fora da curva. Por isso, repito que o estado natural do homem é o de desprezo total pela mulher. Tola é a mulher que ignora ou não acredita nisso. Sinto muito. Isso me dá uma tristeza profunda. Mas o mundo é assim desde o seu nascimento.

Anônimo disse...

Meu pai é um cara extremamente opressor com minha mãe, mas muito liberal comigo. Na época em que namorava meu marido, morávamos em cidades diferentes e ele sempre dormia na minha casa (que era a casa dos meus pais) quando ia me visitar. Me ensinou a me virar sozinha, embora tenha um pouquinho de orgulho de eu ter um marido que pode segurar as pontas no momento em que estou desempregada. Vai entender.