sábado, 7 de fevereiro de 2015

GUEST POST: POR QUE ME DEPILO?

"Nem deus, nem patrão, nem marido", diz linda mulher peluda

Recebi este delicioso email da E. Antes que me perguntem, já dei minha opinião

Não raspo meus pelos e ainda sou
uma fera sexy
Recém descobri o feminismo, e um dos temas feministas que muito me fizeram pensar foi pelos femininos. Passei a me perguntar com sinceridade: por que me depilo?
Talvez devido à barba, os pelos foram associados à masculinidade, e ter pelos me tornaria menos feminina. No entanto, é claro que essa associação tem uma fundamentação puramente social. Pois naturalmente fêmeas (mulheres inclusive) também têm pelos. E homens sem barba definitivamente não são menos machos. 
Pra homens, é por que tê-los
Outra associação feita é “tirar pelo é sinal de cuidado com o próprio corpo”. Estaria essa associação correta? Por que tirar pelos significaria zelo com o corpo se não auxilia na saúde (alguns dermatologistas afirmam que pelos protegem contra infecções)? E aqui entra a terceira associação: é um cuidado pois seria sinal de higiene.
Se vc é mulher, não ouse se depilar
com uma Gilette pra homem!
"Você é mulher, depile-se como
uma", diz o anúncio
O que costumava acontecer comigo é que no período entre depilação eu escondia desesperadamente meus jovens pelos, mesmo no calor usava calça. É menos higiênico ter pelos crescendo e usar shorts e saia em vez de calça? Ou há um medo de ser tachada de descuidada, ser discriminada, e então a razão pela qual realmente eu depilava seria aparência e aceitação social. Em outras palavras machismo. Mesmo porque, se eu não tenho nojo nem acho falta de higiene pelos masculinos, por que teria nojo dos meus?
O momento no chuveiro em que vc
pensa dane-se depilação, vou usar
calça hoje
A essa altura, você já deve julgar que deixei meus pelos crescerem, deliberadamente. Devo lhe dizer que sim. Foi exatamente isso que eu fiz. Desde que assisti ao curto documentário My Body, My Hair [aqui, com legendas]. E vou relatar minha breve experiência.
De início, busquei apoio. Sempre que via uma perna feminina eu indiscretamente buscava por pelos. E nadinha. Tirando uma super amiga minha, não encontrei pelo em mais nenhuma perna feminina... mesmo entre aquelas que criticam padrões sociais e deixaram de se apertar com o sutiã. Isso me deixou apreensiva. Mas segui com meu plano subversivo! Além do mais estava muito legal não ouvir mais aquela maquininha com barulho de eletrochoque, e nem passar por aqueles dias de "juntar coragem para depilar”, enquanto veste manga e calça.
Só consegui achar pelos femininos em blogs e páginas do FB "fuck shaving", onde me senti encorajada a prosseguir na minha experiência. O namo acompanhava, achando realmente curioso essa minha “fantástica descoberta”, pois para ele é muito natural conviver com seus próprios pelos. 
Algum blog de mulher policiando a
Julia Roberts por ter ido à praia
sem se depilar
Passado esse processo interno, chegou o grande dia. O sol brilhando num dia realmente quente. Pus uma saia, tomei café da manhã, escovei os dentes, tudo muito natural, até que pus meus óculos e olhei pra baixo. Pela primeira vez me vi arrumada para sair e peluda. "Aaaaaah minha nossa que horrível", falei entre o desespero e o arrependimento, como se já não soubesse mais o que pensar sobre o tema. Achei que ia chorar quando falei pro namo: 
"Que horas são? Dá tempo de depilar? Não! Peraí que vou me trocar!" 
"O quê? Mas por quê? Tá um puta calor, você vai derreter! E afinal, qual é o problema?"
Bom, tendo em vista essa parceria inestimável de batalha, vi meu desespero dizer tchau e virar a esquina, voltei ao domínio de mim mesma, e me lembrei que "o problema não sou eu, é o machismo". Saí de saia curta!
Para minha surpresa ninguém me abordou, e nem houve pancadaria e corre-corre quando andei no meio das pessoas. Minha amiga, a única com quem conversei diretamente sobre isso, me perguntou: "o que o seu namorado pensa disso?"
Sem depilação, sem vergonha
Essa pergunta de início me incomodou. Pois senti que poderia sugerir a necessidade da aprovação do "patrão", do "dono real do corpo". Mas, para além disso, numa convivência tão íntima, a ação de um mexe na relação e impacta o outro, e algumas ações podem gerar conflito. Como vocês já sabem, ideologicamente o namo me apoiou. 
Ele é mais feminista do que eu, não sei se foi a família (o pai anarquista) ou a educação (escola de esquerda). O mais interessante é que esse apoio dele se traduziu em mim como uma crescente admiração, nossa cumplicidade foi fortificada, e isso teve um reflexo extremamente positivo no nosso relacionamento, em todos os aspectos, pois sexo bom depende de muitas outras coisas que vão além de um corpo assim ou assado!
Campanha da Gilette
para que vc nunca deixe
de cortar a grama
O que tenho notado é que quem se depila se sente ameaçada, provocada (mesmo quando não há provocação). Uma página do face postou um desenho dizendo que nós mulheres não precisamos escolher a roupa conforme a condição de nossa depilação. É permitido ter total liberdade para se vestir! A mensagem não era "pare de se depilar" ou “quem se depila é machista”. Ela dizia: "você não é obrigada a esconder seus pelos". Para minha surpresa inúmeros foram os comentários indignados de diversas mulheres dizendo que é nojento ter pelos. Coisas como "Moro na Europa e no inverno deixei os pelos crescerem, mas ficaram muito fedidos, é nojento". Bem, eu que agora tenho propriedade no assunto vou declarar o seguinte:
Anúncio de cera pra depilar
comparando pelos com
espinhos
Num desses dias quentes esqueci de passar o desodorante (que porca, desleixada, nojenta, não vale nada, eca, escória da sociedade...ok, desculpem, não vai se repetir). Pensei: putz, lascou. Mas, passado o dia, cheguei em casa e, não pude evitar, baixei o narigão lá e dei uma cafungada. Para minha enorme surpresa o cheiro de CC era consideravelmente mais suave do que depilada e com desodorante "vencido" (no fim do dia)!
Por fim, pessoalmente, não me sinto menos feminina, digna e nem mais fedida, porca, desleixada por ter pelos. Nem tão pouco quero catequizar feministas e xingar mulheres que se depilam. 
Feminismo é escolha
Acho que justamente não deve haver recriminação por nenhum lado, e que a opção de se depilar (ou não) tem que ser consciente e pessoal. Que possamos ter total domínio, propriedade e controle sobre nosso próprio corpo!
Novamente, muito obrigada por esse espaço. De educação transformadora.

75 comentários:

Raven Deschain disse...

Legal. =)
Eu não depilo minhas pernas (coça como mil demônios), mas depilo a virilha (pelo mesmo motivo haha) e as axilas lá de vez de em quando. Sinceramente? Acho um saco. E falta de higiene, vamo combiná, é não tomar banho. Kkk

Anônimo disse...

Mais chato que se depilar no banho é fazer unha toda semana. Alguém aí deixa de fazer unha por ser feminista?

Joyce disse...

Lola, aqui está o link do documentário comentado no post, com legendas em português :)
https://vimeo.com/76152590

Anônimo disse...

Concordo que falta de higiene é não tomar banho :) se vc é uma pessoa que mantem o minimo de cuidados com a limpeza ok vc pode ou não se depilar...
Eu me depilo... antes depilava td religiosamente, achava q deveria ter o padrão atriz porno sabe...
MAs daí desencanei... depilo as pernas mas não com a obrigação de estar sempre "maquina 0" ...
Depois de começar a namorar comigo meu namorado tb começou a se depilar rsrs não como eu claro... mas com a intenção de ficar melhor...
Eu não acho que fique ou não melhor... o padrão não fui eu que estabeleci foi a TV, a pornografia.

Interessante de como essas coisas entram na nossa vida e nem paramos pra notar...

Flávia Toledo disse...

Minha teoria é: quando eu quero, eu depilo. Quando não quero, ou nem me lembro, não depilo. Basicamente tem lugares que me incomodam e outros não. e quando digo 'incomodam' é fisicamente, mesmo - ou seja, se me dá cócegas! hahaha raramente eu me incomodo com pelos na perna, por exemplo, aí esqueço milianos. Ok, eu quase não tenho, talvez por isso não me incomode. O que eu detesto é patrulha. não me mande depilar, nem me mande não depilar. Se me encher o saco, vou fazer o oposto do que querem me impor só de sacanagem.

Jonas Klein disse...

Ola Lola e moça do relato.


Sabe eu acho que quem mais repara nisso são as próprias mulheres, pois como você mesma disse que, no FB você viu um monte de mulher criticando a falta de depilação, mas homens quase não né?

Na minha visão pessoal, depilação para mulher e algo que quase não faz falta, a não ser depilação genital, ai sim quando eu vou transa, eu sinto falta da depilação nesta parte especifica do corpo da moça.


Quanto ao resto do corpo, a não ser que a mulher tenha uma alta densidade de pelos no corpo, depilação não faz falta nenhuma.


Mudando um pouco de assunto, você disse uma coisa que me espanto um pouco:

"Pois senti que poderia sugerir a necessidade da aprovação do "patrão", do "dono real do corpo". Mas, para além disso, numa convivência tão íntima, a ação de um mexe na relação e impacta o outro, e algumas ações podem gerar conflito"

Apesar de eu acreditar que foi apenas sarcasmo da sua parte dizer isso, eu acho que coisas deste tipo uma mulher, independente de ser feminista ou não jamais deve dizer nem de brincadeira, pois pega mal, mas isso e só uma opinião pessoal minha, por isso não se preocupe.

Boa tarde.

Anônimo disse...

Alguém me explica porquê pelo é anti-higiênico só e somente na mulher?
Ao ver uma mulher com perna ou alguma outra parte do corpo peluda, usam argumentos referente a higiene e definem como nojo, mas homem não tem corpo peludo não?
Homens são sujos e nojentos?
Tony Ramos é o ser menos higiênico da face da Terra?
Não importa quantas e quantas vezes especialistas digam que pelo não é sujo, bem pelo contrário, sempre vai ter uma alma desgarrada para usar o argumento idiota de higiene, quando na verdade, o pelo alheio está é incomodando sua vistas.
As pessoas não gostam de pelo em mulher por questão de estética e ficam usando o argumento besta e acima de tudo sem fundamento científico de higiene.
Eu sou uma que não consigo aceitar meu corpo peludo. Me depilo sim, por pura estética, porque, repito: se pelo fosse nojento, homens seriam completamente nojentos.

Raquel Condulo disse...

Gosto assim, livre arbítrio antes de ideologia. Quer depilar, depile, sem ser menos feminista por isso. Não quer, não depile, sem julgar quem o faz! A feminista deve ser, antes de tudo, LIVRE.

Nayara disse...

Vou contar um episódio sobre pelos que me deixou transtornada: estava tento uma reuniãozinha num rancho da família e lá tem uma piscininha com hidro e talz. Tds se reunem nessa piscina, homens e mulheres. Homens peludõs, mulheres sem pêlos à mostra. Uma senhora amiga da família resolveu entrar na piscina para se refrescar e se divertir, mas seu biquini não escondia todos seus pêlos pubianos, de um jeito que dava pra ver sim, que pasmém, ela tinha pêlos e não devia se preocupar com depilaçao há tempos. Resumo: os hetéros peludoes pularam para fora da piscina e as musas sem pêlo tb, deixando a senhora sozinha na piscina. E os comentário? Nojenta, sem higiene, imagina o fedor daquilo.. Enfim, uma bosta td aquilo

Anônimo disse...

Eu me depilo, mas concordo plenamente que não se depilar não tem NADA a ver com higiene. E é incrível como todo mundo fala isso. Pelos não são sujos, pelo menos se vc toma banho todo dia. Se fossem, todo mundo teria que raspar a cabeça e sobrancelha também. Vamos ser coerentes.

Laryssa disse...

Depilação é uma questão pessoal cada pessoa tem o direito de fazer ou não, sem que haja necessidade de fiscalização alheia.

Eu gosto de me depilar a sensação no corpo é gostosa, não tenho alergia a depilação como algumas pessoas que conheço que passam por muitos desconfortos relacionados a ela.

Uma coisa muito estranha nesse mundo é que na cabeça de certas pessoas, tudo relacionado a mulher é sujo nossa menstruação, pelos, unhas se não estiverem feitas, isso é puro machismo a mulher tem que ter a liberdade de fazer com o seu corpo o que bem entender, se quiser depilar que o faça se não que seja deixada em paz quanto a isso.

E claro que as mulheres irão se criticar, porque elas foram doutrinadas a fazerem isso e quem responsável por isso ? quem mais ganha com tais procedimentos? a mídia que ganha milhões com propagandas e as próprias empresas que fazem os produtos.

André disse...

Os pelos ajudam a ventilar a pele das axilas ou área genital, já que impedem o contato direto pele com pele por tempo prolongado. O mau cheiro é causado por bactérias e fungos que se desenvolvem em ambientes com calor, umidade e falta de luz. Por isso, a menos que a pessoa se depile e e fique o tempo todo com os braços abertos, a eliminação dos pelos piora o mau cheiro.

Anônimo disse...

Essa é uma das coisas que eu não consigo deixar de fazer - depilação. Já fui bem pior. Antes era depilação total no corpo inteiro. Agora já estou mais tolerante e deixo um pouco de pelo aqui e ali. Acho que nessa vida não vou conseguir me desvencilhar totalmente do satinelle e da lâmina.

Mas não acho de maneira nenhuma que a presença de pelos seja falta de higiene ou cuidado. E também me causa aneurisma que só os pelos femininos são sujos e fedem.

O que traz cheiro ruim é falta de banho, roupa e calçados sujos, ficar sem escovar os dentes, viver no meio da sujeira, enfim...

Jane Doe

Anônimo disse...

Poxa, fiquei chateada com a história da senhora na piscina. Já não acho q é muito fácil uma pessoa mais velha tomar iniciativa de "se juntar aos jovens" e quando ela faz, ficaram de gracinha? Poxa, imagina o impacto dessa criancice na senhora :/ Enfim, tem uma amiga minha que é o estereótipo da patricinha: tá sempre arrumadinha, é muito bonita e bem cuidada. Só queeee ela não depila a coxa porque dói muito. E uma vez teve a cara de pau de falar comigo que deixar de depilar canela, axila e virilha era falta de higiene - mas a coxa não, a coxa pode deixar peluda que só essa parte é estética. Brincadeira, viu? Mas eu acho lindo quando tentam a de higiene cmg, só mostrar que TODOS os dermatologistas falam que pelo protege, que na verdade faz é mal pra saúde tirar todos os pelos. Como disseram,cabelo, sobrancelha são milagrosamente higiênicos, né? Assim como pelo em homem e criança. Só na mulher, esse bicho nojento, que pelo vira questão de higiene.

Anônimo disse...

Pro anom das 11:39, eu particularmente adoro fazer unha: faço florzinha, desenho, degradê, tudo bem cheio de mimimi. Mas não encano demais também não, quando tô com preguiça não faço e quando começa a descascar também não faço questão de tirar tudo com acetona pra acertar. Mas acho que mesmo fazendo unha, não tou indo contra meus princípios feministas: teve uma época que o querido Antonio Tabet e mais alguns blogueiros tavam fazendo campanha pra mulher parar de fazer carnaval na unha e de pintar de uma cor só, que é mulher que acha isso bonito e homem acha feio e quando vê mulher com unha enfeitada demais, já assume que é fresca e fútil. Minha resposta? Foda-se, eu gosto :3 Mas é uma puta sacanagem: se vc não fizer unha, vc é desleixada; se fizer muito colorida ou com desenho, é fútil. Fútil é ficar tentando agradar quem não tem nada a ver com a minha vida.

Anônimo disse...

Finalmente esse blog falando de coisas importantes

Anônimo disse...

Eu vi na a liga programa sobre o tema e tinha meninos dizendo que não fariam sexo com meninas não depiladas, cara que asco de homem fresco.

Anônimo disse...

homem peludo é nojento e isso é cultural na turquia eles raspam axila e o p...
e a turquia não é nd liberal

Marina disse...

Eu adoro sentir minha pele macia e lisinha após a depilação. É um hábito muito antigo da humanidade, desde o antigo Egito. Os muçulmanos, homens e mulheres, se depilam totalmente, por preceito religioso. Faz parte da purificação para participar dos cultos. Índios brasileiros, mesmo tribos isoladas, se depilam. Acho que cada um(a) deve fazer o que achar melhor com seu corpo, mas não demonizar nem os pelos nem a depilação.

Ah, e se alguém quiser encontrar mulheres de saias com pernas peludas, vá à uma igreja pentecostal. E se quiser ver homens depilados, busque praticantes de diversos esportes, pois os pelos tornam desconfortáveis várias práticas como ciclismo, musculação, natação. Sem contar que fazer boquete com saco peludo é muito chato quando um pentelho entra na garganta, até já vomitei por causa disso, por isso peço para o meu namorado se depilar também.

Anônimo disse...

quer mulher se raspe mas tem nojo de fazer oral, manda pra casa do caralho que eles gostam mais.

Jonas Klein disse...

Esqueci de comenta uma coisa importante sobre depilação.

Num passado nem tao distante assim, ate 80 ou 100 anos atras, as mulheres simplesmente não fazia depilação, e ninguém mesmo dizia que elas eram umas nojentas, mal cuidadas entre outras besteiras, que agente ouve por ai hoje em dia, por que será que hoje em dia e assim?

Anonima das 15:06, isso só pode ser mentira deles, nenhum homem (hetero) que esteja em dia com a sua saúde física, mental e sem compromisso com outra pessoa, rejeita uma menina só por que ela não esta depilada, não vai atrás dessa balela.

Anônimo disse...

lola poderia falar sobre mutilação genital.

Anônimo disse...

Jonas
rejeita sim eu vi eles falando na tv
eu achei bem escroto,
os homens tem muito mais frescuras que mulheres eu hein.

Raven Deschain disse...

Jane Doe, essa satinelle não é algum tipo de tortura?


Eu tb amo fazer as unhas. *-* tou com a moça de 1426.

Anônimo disse...

Eu fiz depilacao a laser praticamente no corpo inteiro, incluisve virilha e regiao anal. Estou como vim ao mundo. Nao gosto de pelos em mulheres e nem em homens. Eu exigo que meu namorado tambem raspe os pelos do saco. O pelo das axilas ele corta, bem baixinho. O das costas ele fez laser e nao cresce mais. Ele fez laser na barba tambem porque ele teve um problema serio de espinhas e nao conseguia se barbear direito. Os das pernas eu tolero, mas nao me pecam para chupar um pau de um cara cabeludo porque nao da.

Anônimo disse...

Eu me pergunto que tipo de pessoa desperdiça preciosos minutos do dia (porque 24 horas já não é tempo suficiente pra fazer tudo) reparando se a outra pessoa está depilada ou não e falando que é nojento. Amigolinx, acha feio mulher com perna cabeluda? Não olha. Não quer transar com mulher que não se depila? Não transe. Tem alguém te obrigando? Não, né. Então que se tenha o mínimo de educação e cale a boca a respeito da depilação ou da falta dela numa mulher. Obrigada e bom dia.

Julia disse...

Esse documentário e bárbaro, adorei!

Anônimo disse...

Jonas, pela primeira vez concordo com vc. Nunca fui rejeitada por falta de depilação em dia.
Raspo a axila, conforme a camiseta, mas já deixei crescer quando meu filhinho disse que mulher não poderia ter pelo em baixo do braço.
Fico passada de como ele pega estes conceitos. Deve vir com o virus da gripe.

Anônimo disse...

17:40, gostei do que você argumentou. É isso mesmo. Gosta de depilar, de ficar com a pele lisa, para usar uma roupa transada, não tem erro.

Meninas descoladas costumam descolorar pelos das pernas, dos braços, da barriga, e fica muito legal.

Eu raspei minhas pernas entre os 16-17 anos, se não estou enganada. Raspei porque quis, ninguém criticou na escola, ninguém sugeriu, nada.

Se passo um tempo sem raspar braço e perna, é porque estou usando roupa que cubra essas partes. Tenho buço fraquinho ainda e de vez em quando eu tiro. A cabeleireira às vezes quer fazer minha sobrancelha mas eu não deixo porque gosto dela grossa.

Então a regra é: quer fazer, faça, não quer fazer, não faça. Nâo precisa se tatuar que não é propriedade de ninguém, você não acha?

Anônimo disse...

Raven
eu me acostumei com ele... pra mim dói o mesmo tanto que a cera.
E com o satinelle não tem aquele momento "pré puxada" que é quase mais doloroso do que arrancar os pelos em si...kkkkkkkkkkk

Mas agora fiquei imaginando aquela feira de instrumentos de tortura medieval que eu visitei alguns anos atrás. Acho que alguns aparelhos de depilação poderiam ser incluídas no acervo... hehehehehe
=P

Jane Doe

Edson disse...

Eu depilo às vezes a axila e não gosto de depilar a região pubiana. Por ser gay, eu já ouvi de caras que já fiquei que é antihigiênico e blá blá blá. Odeio esse discurso do antihigiênico! Não depilo mesmo a região pubiana, as vezes aparo, mas já faz tempo que nem isso faço.

Raven Deschain disse...

Hahaha eu queria comprar um, mas credo. Parece q dói horrores.

Edson disse...

as axilas*

Anônimo disse...

Eu ri do comentário da garota que reclamou que o namorado não depila o saco e engoliu pentelhos. Isso também acontece direto se você fizer sexo oral numa vagina à la Claudia Ohana, fica a dica.

Anônimo disse...

Adoro fazer as unhas...para mim é terapia. Confesso que sou peluda e faz anos que ao tomar banho já deixo a cera para esquentar para que possa me depila, tenho vergonha pois já comentaram até dos finos pelinhos dos dedos das mãos.

Anônimo disse...

Eu sou feminista e me depilo pq quero. Vi, já faz um tempo, um post de uma page feminista no facebook que dizia mais ou menos assim "ter pelos não te faz menos feminina; e se depilar tbm n te faz menos feminista." Acho q o feminismo faz com q nos sintamos livres pra escolher se depilar ou n se depilar, usar maquiagem ou n usar maquiagem, usar vestido ou usar calça, etc. A única coisa q eu acho absurda é o exagero na depilação. Minha irmã parece q vê pelos onde n tem e só por um pelinho resolve n ir pra praia. Eu vou ao salão fazer depilação, mas tipo, se os pelos crescerem e n deu pra ir, ou no dia q eu ia o salão n abriu pq era feriado, etc., eu n vou deixar de ser feliz, n vou deixar de ir a praia e jogar vôlei com as axilas peludas n, oxe! tô nem ai pra opinião alheia. Se eu me depilo e quando eu me depilo tem nada a ver com esses machistas de plantão.

Anônimo disse...

http://www.geledes.org.br/falacias-falo/

Anônimo disse...

não ligo de deixar as canelas em paz, até porque de forma geral tenho poucos pelos no corpo. Do joelho pra cima, p.ex., nunca depilei na vida.

a virilha coça mas até que fico um bom tempo sem lembrar das ditas-cujas, é mais nessa época de calor que incomoda. Uso creme depilatório de vez em quando e tá muito bom.

depilação "íntima" não faço, the end, passo a tesourinha na mata atlântica e quem não gostou que procure outra xana. Gosto de deixar baixinho porque não coça.

axilas, outra área sensível à coceira. Já deixei sem depilar bastante tempo mas na época do calor, acabo passando a gilete.

buço é a única parte que uso cera pra depilar, aquelas folhinhas prontas da fria. Não dói nada e é rapidim, pá-pum.

sobrancelha até gosto de fazer às vezes. Faço até as do marido e ele pede pra eu aparar seus pelos pubianos também.

e essas são as informações sem as quais vocês não poderia viver sem, obrigada pela atenção.

sobre a falta de higiene, ~risos~
usar argumento higienista para uma coisa cultural com um double standard fudido (pra mulher eca, pra homem é ok) não cola, perdão.\

sobre a "xana peladinha", acho pedofílico pra caralho, desculpem o mau francês.

Anônimo disse...

Depilar a virilha com gillete, só em época de namoro pq depois incomoda muito.
Mas uma situação engraçada que me fez pensar sobre isso foi um dia em que eu estava depilando meu buço com pinça. Eu tenho ódio mortal desses pêlos e é raro que eu não tire nada num intervalo maior que 2 ou 3 dias. Mas estava lá eu e meu pai passa e pergunta o que eu estou fazendo, ao que eu respondo "depilando o buço, ué" e ele "mas com pinça?" e eu "sim, pai" e o melhor foi a resposta dele: "É tortura?"

vanessa disse...

Gente, acho a coisa mais engraçada esse negócio de patrulha. Sim, pq as feministas com a ~ideologia de não se depilar~ andam loucamente amarrando mão de mulher que se depila, um pavor.

Eu não me depilo, por escolha, e por um outro motivo: as transformações só acontecem quando colocadas em prática. As pessoas olham feio? Olham, e a ideia é que olhem e reflitam sobre o fato de olharem feio para uma perna cabeluda, quando nem se importaram com a perna do homem que também está cabeluda.

Se me perguntam, eu respondo pq não me depilo, e sempre questiono o pq das outras meninas se depilarem. Isso não é patrulha, é problematizar as coisas consideradas cotidianas. É colocar a mulher como protagonista de seu pensamento.

Só mais uma coisinha: Quem faz patrulha é a sociedade patriarcal. É essa que humilha. É essa que julga. A gente não faz nada disso. A gente questiona, com o objetivo de fazer pensar e, quem sabe, até libertar algumas cabeças.

Se você se sente patrulhada pela existência de mulheres que fazem diferente, de repente você está patrulhando, de repente você está se negando a ver outro pronto de vista, de repente você está sentindo a sua normalidade ameaçada. De repente falar em patrulha é só uma forma de tentar ofender essa mulheres, né? Fazer de vilãs e se sentir melhor não sendo a vilã.

Patty Kirsche disse...

Sabe o que é interessante? É que as pessoas repetem besteiras como "ter nojo" de axila feminina peluda, mas sequer se questionam por que não reagem da mesma forma diante da masculina. Pelo contrário, qdo aquele jogador de futebol Rivaldo apareceu com as axilas depiladas foi a maior comoção.

Uma vez uma moça se queixou no twitter de mulheres que usavam o metrô sem depilar as axilas. Eu não pude resistir a responder que ela não tinha nojo das axilas masculinas. Ela disse que homens não exibiam as axilas. Ah, com certeza nunca tem homem de regata dentro do metrô, né? ¬¬

Ter nojo de pelos femininos e não de pelos masculinos é um dos maiores sintomas da misoginia de nossa sociedade.

Anônimo disse...

hehehe, muito legal! Eu ainda me depilo. Não, gente, nem me pergunte porquê, por que eu não tenho explicações, para além das já bem conhecidas e, como sabemos, não justificam porcaria nenhuma.

Mas é encorrajador ler relatos como esse. Já costumo andar por aí peluda e felpuda (como uma gatinha...) quando não tô afim de depilar, inclusive, olha só que ousadia suprema: fui a praia de biquine sem depilar a virilha. Fiquei incomoda no começo, mas depois que liguei o foda-se, fiquei de boa.

Uma coisa que notei, quando me depilava mais, achava horrível mulher que não se depilava (e pode isso? Como assim o corpo de outro alguém me incomoda?), mas percebi que era só recalque por não ser tão livre assim com meu próprio corpo.

Incrível como os padrões nos ensinam, até nas coisas banais, a odiar quem subverte as regras.

Aniram disse...

Sempre tive muitos pelos, que me incomodam muito (esteticamente), por isso me depilo com frequência, ainda que isso cause algumas inflamações e manchas na minha pele. O pior momento é entre uma depilação e outra, pois é preciso deixar crescer para poder tirar, logo sempre me escondia usando calças e mangas. E é bem verdade que os pelos, infelizmente, ditam que tipo de roupa vamos usar. Com as depilações frequentes, a quantidade e a espessura dos meus pelos diminuiu e assim me senti mais segura para usar saia ou manga curta mesmo com alguns à mostra. Mas para ter esse mínimo de "liberdade" estou sempre tirando o excesso semanalmente e é muito chato, além de doloroso. Se não fosse tão caro, já teria feito uma depilação a laser. Queria ter a coragem de assumir os pelos, mas entre todas as coisas sobre as quais somos julgadas diariamente, me parece que me depilar faz com que eu tenha uma a menos para me preocupar... E é algo que realmente me incomoda no meu corpo, não o pelo em si, mas a sua espessura e quantidade. É triste que eu não possa me sentir confortável comigo mesma, mas também é muito ruim ser julgada negativamente pela aparência.
O texto me fez refletir muito e apesar de continuar com a depilação, vejo que não preciso ser tão exigente e que não há problema em exibir alguns deles. Aos poucos vou conseguindo me libertar...

Anônimo disse...

hehehe, muito legal! Eu ainda me depilo. Não, gente, nem me pergunte porquê, por que eu não tenho explicações, para além das já bem conhecidas e, como sabemos, não justificam porcaria nenhuma.

Mas é encorrajador ler relatos como esse. Já costumo andar por aí peluda e felpuda (como uma gatinha...) quando não tô afim de depilar, inclusive, olha só que ousadia suprema: fui a praia de biquine sem depilar a virilha. Fiquei incomoda no começo, mas depois que liguei o foda-se, fiquei de boa.

Uma coisa que notei, quando me depilava mais, achava horrível mulher que não se depilava (e pode isso? Como assim o corpo de outro alguém me incomoda?), mas percebi que era só recalque por não ser tão livre assim com meu próprio corpo.

Incrível como os padrões nos ensinam, até nas coisas banais, a odiar quem subverte as regras.

Iara disse...

Tenho um namorado que faz O MELHOR oral do mundo, melhor que as mulheres que já peguei. Ele cai de boca com vontade mesmo e faz acontecer.
Porém, se eu fico peluda ele não faz, fica só na masturbação... fico entre a cruz e a espada já que não quero trocar de namorado (mesmo se trocasse é altamente improvável que eu ache alguém com tanto talento), mas também queria me libertar da depilação...
Os pelos nas outras partes do corpo ele nem implica muito, o problema são os púbicos mesmo.

Anônimo disse...

Tenho muitos pelos e morro de vontade de assumi-los, mas ainda não consegui me libertar da opinião alheia. Já sofri bullying e sei como as pessoas podem ser crueis. Acho lindo uma axila peluda, só depilo mesmo por pressão da família. Só mesmo o pubis que eu não depilo, já que fica escondido. Acho desconfortável ter essa área depilada, até pq dificulta muito a higienização (ao contrário do que dizem).

Raven, eu achei q o Satinelle doi menos q a cera. As primeiras vezes são mesmo uma tortura, mas eu já consegui me acostumar.

Emival Silva disse...

Olá leitores do BLOG, estamos convidando todos para participar da nova rede social brasileira. o SIMPLLE.NET

http://simplle.net/index.php?a=convite 000001256485

At,

Equipe Simplle Network.

Luh disse...

É engraçado como a cultura muda. Pq antigamente mulher não se depilava. Ninguém se depilava, aliás. E a mulher que se depilasse é que não era bem vista.
Hoje dia há igrejas evangélicas (deus é amor) que proibem as mulheres se depilarem.
Parece que a depilação feminina é cultura dos árabes incorporada pelo ocidente.

Eu me depilo, mas graças ao feminismo me preocupo muito menos com meus pelos que antigamente.

Anônimo disse...

Uma coisa é você se depilar porque está a fim.

Uma outra, bem diferente, é você se depilar porque:

- seu namorado não vai fazer sexo oral em você, caso sua vulva não se assemelhe a de uma criança de 10 anos de idade

- as pessoas vão tacar pedra caso vejam suas canelas peludas

- pessoas irão alegar que é uma extrema falta de higiene que AS MULHERES, SOMENTE AS MULHERES não removam seus pelos usando métodos dolorosos e irracionais

E por aí vai.

Anônimo disse...

Acho a discussão interessante. Quem não gosta, não deve se sentir obrigado. Mas eu, particularmente, tenho nojo de homem que não se depila. Se depilar tudo, melhor ainda, senão, a virilha é requisito pra manter algo comigo! Nem preciso dizer que também me depilo...

Fabio Guapo disse...

gostei deste estilo: http://f.i.uol.com.br/folha/ilustrada/images/15037203.jpeg
materia completa, sobre colorir pelos das axilas: http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2015/02/1586175-neo.shtml

iara dias disse...

atualmente não me depilo, nenhuma parte do meu corpo, ja faz um ano, aproximadamente... o motivo principal foi a foliculite e a falta de paciência p a depilação rsrsrsr
antes disso eu depilava pernas e axilas e virilha apenas p me adequar a um biquini. Mas cada depilação gerava uma foliculite dozinfernos e percebi q aquela era uma reação natural do meu corpo a uma violência constante, eu precisei ouvir o meu corpo.
A primeira tentativa de não depilar foi empolgante no começo, pq a sensação de transgredir o patriarcado é sempre deliciosa hehehhh. Mas aos poucos a minha autoconfiança foi diminuindo, me sentia observada e julgada sempre. o momento ainda n era aquele, eu precisava me fortalecer psicologicamente primeiro.
a segunda tentativa, depois de mtos meses, foi super natural. não foi pensado: a cada vez q eu pegava a gilete, me vinha o questionamento da necessidade daquilo e desistia. no fim das contas, acho os meus pelos parte de mim, eles são macios e cada parte do corpo tem seus pelos com texturas diferentes. foi (é) fantástico vê-los crescer e cultivá-los. ah, e quanto ao cc: ele diminuiu, praticamente n tenho, n sei se devido à presença dos pelos ou a descoberta do talco, mto eficiente no combate às bactérias.
bom, essa foi (tem sido) a minha experiência ;)

Helen Pinho disse...

faz uns dois anos mais ou menos que diminui muito a depilação. depilação total da virilha é algo impensável para mim agora. mas nas pernas e axilas ainda sofro um pouco para manter a autoconfiança. gostaria de dizer que me depilo quando quero e quando não quero não depilo, mas a verdade é que a maioria das vezes que me depilo é pelo outros - essa entidade que fica te policiando, te olhando, te julgando suja e desleixada. é um trabalho se desintoxicar de todo esse lixo que nos enfiam guela abaixo. saio de saia e short sem estar depilada, só falta fazer isso sem ter aqueles segundos de insegurança de "será?"

Gabi Caruso disse...

Hoje em dia gosto de alternar momentos peludinha com momentos lisinha. Eu tenho MUITO pelo, então ficar peluda no verão, no meu caso, aumenta os odores mesmo. Normalmente me depilo 1 vez a cada 2 meses. Tenho saindo com suvaco peludo e blusa de alcinha e perna peluda e saia. Mas as vezes, se os pelos estão MUITO grandes ainda me sinto mal. Meu namorado diz que prefere quando estou depilada, mas seu tesão nunca diminuiu quando estou super peluda. Oral, carinho na perna, tudo isso ele faz, estando peluda ou não. Realmente ter o apoio dele é ótimo pra mim. Ele nunca reclamou ou pediu para eu depilar. Fora a dor, tem o dinheiro gasto com isso. O dinheiro que gasto na depilação dá pra pagar um jantar a dois bem servido em um restaurante. Espero continuar sempre me aceitando mais e aceitando nossas companheiras. As vezes sinto muito orgulho da minha axila peluda, tenho vontade de tirar foto e postar no facebook como forma de mostrar meu orgulho de ser feminista, de ser dona do meu corpo. Não fiz ainda por medo das reações. Mas queria. Enfim, ótimo refletir sobre isso. Obrigada

Anônimo disse...

"e nem houve pancadaria e corre-corre quando andei no meio das pessoas"

Hahahahahaha, muito bom

Aline disse...

Raspo ou depilo as pernas muito de vez em quando no inverno (moro no Canadá), axila mais ou menos uma vez por semana e nao lembro quando depilei virilha a última vez (2 meses?), mas é só a "linha do biquini", o triângulo fica lá bonitinho, protegido por pelos (aparados tb de vez em quando). Nao fico me perguntando se meu marido gosta ou nao pq o corpo é meu e ele nao tem essas frecuras. Aliás, ele mesmo fala pra eu nao raspar as pernas durante o inverno pq minha pele é extremamente sensível e resseca muito quando raspada.

Unhas eu acho lindo tê-las feitas maaaaas, nao tenho a menor paciência pra fazer e salao e caro (fora que na tiram a cutícula). Logo, deve ter pelo menos seis meses que nao faço as unhas das maos. A dos pés, provavelmente um ano. Nada disso tem nada a ver com relaxamento ou falta de higiene: sou muito limpa e cheirosa, obrigada ;) Uso meus shampoos, sabonetes e creminhos deliciosos, de marcas bacanas e que nao testam em animais (amo a Lush e a Burt's bees!)

E, vamos combinar, se o cara (ou a menina) deixam de sair com alguém pq (o horror!) o outro/outra tem pelos, provavelmente a atraçao entre os dois nao era tao grande assim.

Anônimo disse...

Eu tive um namorado que veio com essa gracinha de preferir tudo lisinho lá embaixo e de não fazer sexo oral. Resolvi de um jeito bem simples, toma lá dá cá: quer lisinho? Tem que ficar lisinho também, até o saco, até o cu, se vai ser com creme, gilete, pinça, cera aí já não era da minha conta. E nada de boquete até deixar tudo "limpinho". Não fazia mesmo.

Bastou ele tentar raspar uma vez que essa história acabou imediatamente e eu podia estar com um black power lá embaixo que ele caía de boca do mesmo jeito.

Homem tem que ser adestrado.

Anônimo disse...

"E nada de boquete até deixar tudo "limpinho". Não fazia mesmo."

Pra muita gente isso é um incentivo prum chifre.

Anônimo disse...

Pra gente idiota. E gente assim faz falta?

Anônimo disse...

Peraí.
Pelo que entendi, o namorado exigiu que a menina se depilasse.
Quando ela pediu a ele pra fazer o mesmo, aí sim é incentivo pra chifre?
Explica melhor isso aí...

Anônimo disse...

@Anon 13:39
"toma lá dá cá: quer lisinho? Tem que ficar lisinho também, até o saco, até o cu"

Adorei!

Anônimo disse...

eu depilo pq meus pelos são como de homem mesmooooo. não é exagero, ficam grossos e espetam, enrolam.. aí aos 30 anos fiz depilação a laser no buço e queixo. que maravilhaaa, o melhor dinheiro da minha vida.

Na virilha depilo eventualmente, sinto mais prazer durante o sexo quando eles estão menores.

As pernas, depilo menos, não ligo.

Agora esmalte, odeiooo

Anônimo disse...

Ultimamente vem até melhorando, mas já imaginou se toda imagem com mulher depilada tivesse que vir com explicação de que tudo bem deixar os pêlos da mesma forma que muitas parecem esperar toda vez que tem imagem de mulher com pêlos em lugares "apenas permitidos para machos"? Isso em página feminista, claro.

Bruno disse...

Fiquem peludas enquanto eu fico depiladinho, meu amores! Ultimamente, no final da balada e depois de muito carão das mocinhas 'feministas, eu é que tenho me dado beeeem com os boys. E sabe como é: depois da primeira vez, eles voltam! Cada ano que passa atendo mais e mais. Quase não dou mais conta! hahahaha

Anônimo disse...

"Peraí.
Pelo que entendi, o namorado exigiu que a menina se depilasse.
Quando ela pediu a ele pra fazer o mesmo, aí sim é incentivo pra chifre?
Explica melhor isso aí..."

Eu não critiquei o fato. Só disse que é nesse contexto que surgem muitos chifres, simples assim. Gostando ou não, é a realidade.

Iara disse...

Então, já fiz chantagem que só chupava se ele se tirasse tudo tb (menos o cu, nem vi) e ele fez. Normalmente ele já depila o saco e deixa aparado.
Ele perguntou se eu queria que ele tirasse tudo sempre, mas eu não prefiro... fazer o que?

Anônimo disse...

Quando comecei a me relacionar com meu esposo, fazia muita questão de deixar tudo "lisinho lá embaixo" por presumir que homem preferia assim. Pernas, axilas, virilha, isso eu já depilava (raspava na verdade) mas na região genital era só pra homem mesmo, porque achava um horror a coceira, as bolinhas, o desconforto do processo em si.

Um dia eu estava toda lá me coçando e o meu então namorado, um rapaz sem a menor criação feminista (pelo contrário) por que é que eu insistia em fazer aquilo se a coisa claramente me incomodava. Aí eu disse que acreditava que ele iria preferir assim. O que ele disse me marcou pra sempre: que independente de achar bonito ou não, quem tinha que achar bonito era eu e que eu não deveria sofrer para agradar alguém.

E foi assim que de namorado ele virou meu noivo e depois, marido =)

Note-se que não precisa ser uma pessoa altamente versada nas questões do feminismo para ter bom senso, empatia pelo próximo e saber qual é o seu lugar. Então esse papo todo aí de gente mandando no corpo alheio, falando que os pelos precisam ser assim e assados e ainda falando de uma falta de higiene que só existe na cabeça de gente doente, realmente, não tem o que justifica.

Anônimo disse...

Sobre a pessoa que falou que greve de boquete gera traição..... tem certeza que tu ta chupando sua mulher direitinho? Olha lá heim. Se vale pra um vale pra outro, meu amor.

Anônimo disse...

"Sobre a pessoa que falou que greve de boquete gera traição..... tem certeza que tu ta chupando sua mulher direitinho? Olha lá heim. Se vale pra um vale pra outro, meu amor."

Ué, claro que vale.

Camila Bezerra disse...

Ai adorei o texto. Tá certíssima, acho que cada um deve agir como se sentir mais a vontade e ser feliz. Eu me depilo (assim como faço as unhas) apenas quando dá vontade... tem vezes que passo meses... saio de saia e regata com pelo ou sem e se alguém gosta ou desgosta, não é problema meu.

Anônimo disse...

"Quando comecei a me relacionar com meu esposo, fazia muita questão de deixar tudo "lisinho lá embaixo" por presumir que homem preferia assim."

Homens e mulheres não são homogêneos. Tem homem que gosta de tudo quanto é tipo de mulher. Lembro de um amigo que gostava de mulheres muito gordas. Para ele, quanto maiores elas fossem, mais ele gostava. Cada um, cada um.

Marina disse...

Excelente o post.
Gostaria de saber como mandar um email para a Lola, tem em algum lugar escrito? É por que eu só acesso o blog pelo celular, então se alguém puder me ajudar eu agradeço :)

Anônimo disse...

"Excelente o post.
Gostaria de saber como mandar um email para a Lola, tem em algum lugar escrito? É por que eu só acesso o blog pelo celular, então se alguém puder me ajudar eu agradeço :)"


lolaescreva@gmail.com

Helen Pinho disse...

lolaescreva@gmail.com

Anônimo disse...

Lola, vc esqueceu de colocar a icônica foto da Sônia "Gabriela" Braga com os braços in natura levantados e exalando sensualidade...