quarta-feira, 9 de julho de 2014

SOMOS MAIORES QUE O PIOR JOGO DA NOSSA HISTÓRIA

Estou deprê. A derrota da seleção brasileira ontem por 7 a 1 derrubou quase todo mundo. Hoje acordei como se estivesse de ressaca.
Eu nem pensei que iria me envolver tanto nesta Copa! Por causa das denúncias de superfaturamento, das remoções, dos protestos, das reclamações de "imagina na Copa", até pensei: não vou dar a mínima. Imaginei viajar pra algum fim de mundo, alguma praia distante, durante uns dias, pra ficar longe. Surgiu um ou outro convite pra palestrar em outro Estado em junho e julho, e eu aceitei, sem me importar em perder jogos (claro que essas palestras foram canceladas assim que o pessoal notou que não haveria clima pra qualquer outra coisa que não fosse a Copa). 
Mas, no momento que a Copa começou, eu me rendi totalmente. Comecei a acompanhar todos os jogos no computador enquanto trabalhava (ou tentava trabalhar, ou tuitava), com tela dividida. E quase todos os jogos eram ótimos, disputados, equilibrados, com poucos empates e muitos gols (tá, depois da partida de ontem, melhor não usar "muitos gols" como critério de bom jogo). Eu sou do tipo que não tenho time de coração e só acompanho futebol a cada quatro anos. Mas amo Copa do Mundo. E nunca amei uma tanto quanto esta.
Uma das mensagens que circulavam
antes da Copa
Faz diferença sim que seja em casa. Com nosso eterno complexo de vira-lata, fomos convencidos que a Copa seria um fracasso retumbante, que os estádios não ficariam prontos a tempo, que os aeroportos entrariam em colapso, que a desorganização e o caos reinariam. Porque brasileiro tem uma imagem tão ruim do próprio país, do próprio povo, de si mesmo, que acreditamos rapidamente que não seríamos capazes de hospedar a maior competição esportiva do mundo. 
Temos uma imagem tão negativa de nós mesmos -- imagem que, é bom lembrar, não é de forma alguma compartilhada pelo resto do planeta -- que achamos que só existe uma coisa em que somos bons: futebol masculino. E não pra fazer uma Copa, só pra jogá-la mesmo.
Não seria legal se a gente tivesse um pouquinho de orgulho do país em outras áreas também, que não tivessem nada a ver com esportes? Não gosto de ufanismo, e temos muitos exemplos de como o patriotismo pode ser alienante. Mas, pior que o patriotismo, na minha opinião, é o seu contrário.
É a ideia de que aqui nada presta, ninguém trabalha, nada funciona, e lá fora, ah, lá fora, nos países ricos, aí sim é o paraíso. E qualquer um que vive ou já viveu no exterior pode te contar que isso não é real
Eu morei um ano nos EUA e tive mais problemas com internet, com empresas que não cumpriam seu serviço, com falta de respeito ao consumidor, do que costumo ter aqui. Muito mais. Mas foi uma experiência boa, inclusive pra constatar que o resto do mundo adora o Brasil. Quando você tá lá fora e fala de onde vem, o pessoal abre um sorriso, porque só associa o Brasil a coisas boas (carnaval, gente alegre, praias, mulheres bonitas, Rio, futebol, Pelé, floresta amazônica). 
Lembro que, no meu "ano americano", saiu uma matéria de capa da Vanity Fair com 24 páginas (a maior parte de fotos de modelos brasileiras) chamada "Viva Brazil!!". Ainda que o autor dissesse, elogiosamente, que o Rio era a bunda do mundo, ele terminava assim o artigo: "O Brasil se olha no espelho toda manhã e adora o que vê. Imagina a confiança que isso dá". 
Pena que não é verdade. Certamente não somos o único país a se olhar no espelho e não gostar do que vê, mas é óbvio que fazemos isso. Toda manhã, ao acordar. No máximo, o pessoal de classe média alta que adora ir pra Miami pra comprar muamba fala bem das belezas naturais do Brasil, "infelizmente estragadas" por um povo que essa elite vê como preguiçoso, ignorante e sujo. 
Todo dia eu leio gente que lamenta ter nascido aqui. Como se essa gente que diz isso fosse tão especial! Como se não desrespeitassem leis básicas de trânsito, como se não jogassem lixo na rua! Reclamam da corrupção do governo, mas defendem o "importante é levar vantagem em tudo, certo?" no seu dia a dia. Como se a vida deles fosse completamente desvencilhada da do país onde vivem.
Eu amo o Brasil. Não sou brasileira de nascença. Nasci em Buenos Aires, e minha família, argentina, se mudou pra cá quando eu não tinha nem quatro anos. Levei tempo pra criar coragem, enfrentar a burocracia, e me naturalizar brasileira. Só fiz isso em 1998, e com apenas um propósito, pois, como residente permanente, tinha quase todos os direitos e deveres que brasileiros da gema têm. 
Todos os direitos, menos um: eu não podia votar. E eu queria muito votar. Porque, talvez, se tem uma coisa que eu goste mais que Copa do Mundo e Olimpíadas, é eleição. Porque os resultados dessas eleições influenciam diretamente as nossas vidas.
Mas, falando em Copa, eu acreditava que a seleção brasileira poderia ganhar o mundial. Não porque nossa seleção era tão boa -- não era, não é --, mas porque as outras não eram assim tão excepcionais. E eu tinha a convicção que, se a gente passasse da Alemanha, venceria qualquer time, Holanda ou Argentina, na final. 
Ninguém estava preparado para o desastre de ontem, e as fotos que coloquei neste post demonstram a nossa tristeza coletiva (quer dizer, não de todo mundo. Tem gente que politizou a Copa e estava vibrando com a acachapante vitória alemã). 
Agora vou torcer pra Argentina. Não porque nasci lá (me considero brasileira), mas porque são nossos hermanos, vizinhos, e seria bacana que, numa Copa realizada na América do Sul, uma equipe sul-americana a conquistasse. Não tenho grandes esperanças, no entanto. Acho que assistiremos a uma final europeia, e que ganha a Alemanha.
Por mais que eu esteja triste, o meu lado racional me lembra sempre: é só uma competição esportiva. Foi só um jogo. Aliás, não foi um jogo, foi o jogo. Foi a maior humilhação da nossa história no futebol masculino. A derrota no Maracanã pro Uruguai em 1950 não chega nem perto do vexame de ontem. 
Quem estava no Mineirão ontem vai poder contar pros seus filhos e netos sobre essa façanha de ver a seleção ser goleada por 7 a 1 numa semifinal. Um fracasso desses vai demorar outros 65 anos pra se repetir (se bem que estou receosa com a disputa pelo terceiro lugar no sábado, você não? Nem um pouquinho?). 
A Copa continua, até domingo. E é uma bela Copa, que vai deixar saudades, por mais que a final vai parecer como se uma turma alegrinha e simpática fizesse uma festa na nossa casa, e não nos convidasse. Mas estaremos lá, de um jeito ou de outro. Ninguém para a gente. É só a gente querer.

131 comentários:

Anônimo disse...

As lágrimas ainda caem, mas vai passar. Triste eu fico com os imbecis de plantão que evocam a viralatisse.

Igor Pedras disse...

Coincidência... escrevi sobre o mesmo assunto no meu blog hoje.

http://nerderudito.blogspot.com.br/2014/07/motivos-para-ter-orgulho-do-brasil.html

Anônimo disse...

A diferença entre um homem fraco e um forte, percebe-se não pela suas conquistas, mas sim; pela sua reação diante dos fracassos.
E esta geração de jogadores brasileiros, que refletem a geração jovem atual, diante de dificuldades...vai sentar em um cantinho e chorar.

Rafa disse...

Acho que o Brasil lava a alma se ganhar o 3° lugar. Bjs e abs!

Anônimo disse...

A Alemanha perdeu duas guerras mundias, foram assolados pelo nazismo e pela fome, mas nunca deixaram de acreditar em seu país, o reconstruíram de forma brilhante.
Brasileiro perde um jogo de futebol...e queima a bandeira nacional :/
http://www.brasilpost.com.br/2014/07/08/bandeira-vila-madalena_n_5568515.html?utm_hp_ref=brazil

Lara disse...

Não vi jogo nenhum mas se outros choraram,eu ri muito pelo Brasil ter perdido,talvez diminua um pouco a arrogância de se acharem o país do futebol,os melhores jogadores do mundo.
Eu não tenho orgulho mesmo da imagem do Brasil,bunda,carnaval,mulher bonita,futebol,é pra comemorar mesmo?
Carnaval é uma festa pra a promiscuidade rolar solta e mais nada e claro ter mulheres peladas nos desfiles.
Mulher bonita= mulher fácil,prostituta,podem negar mas nossa imagem é essa,vi várias reportagens de mulheres reclamando de estrangeiros que chegaram aqui passando a mão,porque para eles,a gente é fácil e dá para qualquer um.
Quando for visto como melhor país em educação,saúde,coisas que realmente importam,eu vou ter orgulho de ter nascido aqui.

Vitor Ferreira disse...

Eu tava achando que era comédia na sessão da tarde... A gente nem teve tempo de torcer, que tudo foi desmoronando na nossa frente e cair na piada era o jeito que tinha pra digerir aquilo.
O pior é ler os "argumentos" de gente tentando falar mal do governo como se ele fosse diretamente responsável pelo resultado do jogo. Qual a lógica??

1 mascu disse...

"Todos os direitos, menos um: eu não podia votar"

:D :D :D :D

Anônimo disse...

os rostos das pessoas sofrendo são hilários. é isso que dar levar isso tão a sério. vc viu todos jogadores se desculpando, como se fosse uma lei que tivesse que ser cumprida.

Anônimo disse...

Eu nao me importo se "lá fora" é bom ou ruim. O Brasil não é um décimo do que poderia ser, na economia, na educação, na saúde pública. Poxa, ,claro que temos coisas boas. Mas é tudo muito ofuscado. Claro que tenho orgulho das coisas boas. Mas amo tanto o meu país que quero qur ele seja bom em todos od aspectos

Anônimo disse...

Eu ri . Não acompanho a copa, apenas estava torcendo intimamente pela Alemanha sem acreditar real.ente numa vitória, mas quando vi aquele 7 a 1, realmente pareceu piada.

B. disse...

"Eu não tenho orgulho mesmo da imagem do Brasil,bunda,carnaval,mulher bonita,futebol,é pra comemorar mesmo?
Carnaval é uma festa pra a promiscuidade rolar solta e mais nada e claro ter mulheres peladas nos desfiles.
Mulher bonita= mulher fácil,prostituta,podem negar mas nossa imagem é essa,vi várias reportagens de mulheres reclamando de estrangeiros que chegaram aqui passando a mão,porque para eles,a gente é fácil e dá para qualquer um.
Quando for visto como melhor país em educação,saúde,coisas que realmente importam,eu vou ter orgulho de ter nascido aqui."

Assino embaixo do que a Lara falou! Lola, quando vc falou das coisas boas do Brasil, concordo com as belezas naturais, floresta etc, mas "mulher bonita" não é uma "beleza natural" ou sei lá. Tô fora de ser considerada "mulher tipo exportação".

Julia disse...

Os brasileiros que se acham tão melhores porque não torceram pra Seleção e estão achando engraçado a derrota eu digo: você são chatos pra kct, galerinha.

Imagina toda uma galera torcendo a favor de uma coisa e um trouxa no meio torcendo contra. Esse trouxa é você. Pessoa desagradável.


Lara, querida. Nós SOMOS o país do futebol. Perdendo de 7x1, 8x1, 9x1. Não interessa.

A nossa história no futebol não se apaga com um jogo.


Aqui um trechinho do texto que o Podolski deixou no Instagram dele.

http://instagram.com/p/qO7Q64OJ65/?modal=true

"Respeite a AMARELINHA com sua história e tradição, o mundo do futebol deve muito ao futebol brasileiro, que é e sempre será o país do futebol [...] todos nós crescemos vendo o Brasil jogar. Nossos heróis que nos inspiraram são todos daqui"


Mais vergonhoso do que essa derrota foi ver gente queimando bandeira do Brasil. Espero que tenha sido um episódio isolado.

Anônimo disse...

Eu estou pouco me lixando, para o que acham, ou deixam dr achar de nos la fora. Estou mais preocupado com o que pensamos sobre nos mesmos.

Anônimo disse...

Enquanto você lia a Alemanha fazia mais um gol, ganhava mais um Nobel e você ainda morava em Babamos kkkkk

Julia disse...

Lara, o seu comentário além de ter sinais óbvio de síndrome de vira-lata também é bem machista.

Anônimo disse...

eu não costumo assistir a jogos de futebol - nem de qualquer outro esporte, verdade seja dita -, mas gosto do clima de Copa. Eu nem chego a torcer realmente pelos times, tanto que ontem eu ri ao longo do jogo. Mas me emocionei ao fim, vendo a frustração de tanta gente e principalmente dos jogadores (o quê o David Luiz tem que faz dele tão fofo?!). As pessoas escolheram o futebol como um bode expiatório para reclamar de tudo do nosso país, parecem que não percebem que esse é um dos mais importantes ícones de nossa cultura. Se a Fifa deixasse de existir e todos os jogadores fossem abduzidos, imagine só, todos os nossos problemas continuariam iguais, pois não são causados pelo futebol. Tá na hora dos brasileiros pararem de reclamar e mudar alguma coisa no Brasil (e não, não se faz isso vaiando nossos governantes). Como vc muito bem pontuou, Lola, nossa vida, e todas as nossas pequenas e corruptas ações,não estão completamente desvencilhadas do país em que vivemos.

Sara disse...

Me desculpa Lola, mas não gosto de futebol nem nunca gostei.
Mas achei um completo absurdo os gastos q se fizeram para a realização dessa copa, ainda mais se somos um pais em desenvolvimento, carentes de quase tudo, tenho absoluta certeza q se ganhássemos, isso se reverteria em votos para esse governo q na minha opinião é um desastre.
Acho q o povo precisava sim de um choque de realidade pra sair desse transe hipnótico, que nos fazia acreditar que somos poderosos e melhores que outras terras, ao ponto de esquecermos totalmente as nossas fragilidades e urgências.
Sempre disse aqui q adoro o Brasil, e não troco essa terra por nenhuma, não tenho um pingo de sangue estrangeiro correndo em minhas veias, (pelo menos ha mais de quatro gerações), mas me entristecia demais ver tanta gente mobilizada e empolgada com jogos, pra mim inúteis, enquanto o pais esta descambando geral.

Talita disse...

Também pensei que ficaria indiferente à essa copa, mas não consegui!!! Foi (e ainda está sendo...) MUITO bom poder acompanhar os jogos via Twitter (um dos melhores 'lugares' do mundo!), ler tanta notícia elogiosas sobre o nosso país (confesso que estava pensando que ia ser tudo uma porcaria, tinha caído direitinho no choro da imprensa...), ver como os estrangeiros estão amando passear por aqui, objetificar os jogadores bonitões, rir da desgraça alheia... Pra minha sorte não estava tão ligada na campanha brasileira e ontem preferi dormir do que assistir o jogo, então não fiquei tãaaao decepcionada no fim das contas... Torço muito pra Argentina (queria ela campeã dessa copa), gosto de vários jogadores de lá, mas gosto muito da Holanda também, vou tentar não criar expectativas pros próximos jogos =/

O mais legal pra mim ao acompanhar a copa, foi acompanhar (e pensar sobre) os debates que foram criados pelas polêmicas todas, ver como podemos tirar lições de qualquer lugar (Ex: como o racismo e o machismo ficam claros quando algum jogador é xingado/ como tem gente idiota esperando a oportunidade pra sair do armário da amargura e vir atormentar as pessoas...).
Assim que a copa passar outros assuntos virão, espero que levemos nossas discussões pra outros terrenos, seria tão legal ver um debate de alto nível agora pras eleições ^^

Anônimo disse...

Foi pouco, pena que a Alemanha pegou leve no 2º tempo, era pra ter sido de 10! Que bom que estamos deixando de ser o "país do futebol", tá passando da hora de revermos nossas prioridades.

Gle disse...

Bom, como já havia dito em outro comentário, meu pitaco continua valendo. Eu imaginei sim que a Alemanha derrotaria o Brasil, inclusive comentei que esperava que o Felipão escolhesse bem o time e as posições, pra não perder de lavada.
Duvido muito que a Argentina ganhe da Holanda, mas enfim. Jogando com a Holanda ou com a Argentina, se o time entrar como entrou no último jogo, não vai ter Brasil nem pra 3º colocado. E vai ser feio de novo!
Agora, perder de lavada pros "Hermanos" será humilhação demais. Eu AMO futebol, mas não sei se quero assistir o jogo sábado. Estou completamente desapontada.

... Só espero que o GIGANTE ACORDE nas eleições.

Alessandro Bruno disse...

Lola, você que defende tanto essa Copa, Já leu ao menos o sumário executivo do relatório "Megaeventos e Violações dos Direitos Humanos no Brail"? É um documento produzidos pelos Comitês Populares da Copa, não é coisa de coxinha ou direitista revoltado com o governo Dilma.

Dá só uma olhada:

consciencia.blog.br/2014/07/conheca-relatorio-megaeventos-violacoes-de-direitos-humanos-brasil-naovaitercopa.html#.U717r_53-E0

Thomas disse...

Lola, o que eu falei no seu outro post sobre a Copa? Hein? O que eu falei?

Você com o papinho de que "não sei quem vai ser campeão" e o sábio aqui, o cara que vocês injustamente fazem chacota, serviu a vocês, em toda sua generosidade, um pouco de conhecimento: Alemanha favorita pra ganhar, sempre foi.

Não acreditaram em mim, agora tão aí surpresos pelo resultado.

Agora mais uma coisinha: eu sequer acompanho futebol (com exceção da Copa do Mundo e finais de campeonatos europeus), eu prefiro MMA, que é um esporte muito superior em todos os aspectos. Tudo o que eu sei sobre futebol vem da minha experiência com os games da FIFA, sempre fui meio viciado em jogos de futebol nos videogames.

Pois é, Lola e cia., um cara que acompanha futebol só no videogame manja mais que vocês sobre o assunto haehuaehuae

Vitor Ferreira disse...

@Lara
"Não vi jogo nenhum mas se outros choraram,eu ri muito pelo Brasil ter perdido,talvez diminua um pouco a arrogância de se acharem o país do futebol,os melhores jogadores do mundo."

- Não é arrogância. Cada povo tem sua característica.

"Eu não tenho orgulho mesmo da imagem do Brasil, bunda, carnaval, mulher bonita, futebol, é pra comemorar mesmo?"

- Não é comemorar. É reconhecer a nossa cultura e valorizá-la. Lógico que você foi bem redutora aí nos estereótipos.

"Carnaval é uma festa pra a promiscuidade rolar solta e mais nada e claro ter mulheres peladas nos desfiles. Mulher bonita= mulher fácil, prostituta, podem negar mas nossa imagem é essa"

- Muito redutora, preconceituosa e extremamente conservadora sua visão. Sugiro reavaliar seus conceitos.

"vi várias reportagens de mulheres reclamando de estrangeiros que chegaram aqui passando a mão, porque para eles, a gente é fácil e dá para qualquer um."

- Isso é problema de machismo, que existe em todo lugar, e não da imagem que o Brasil possa ter. Quem faz isso no Brasil, vai fazer em qualquer bar ou boate em qualquer lugar do mundo. Um homem respeitoso com uma mulher, a respeitará mesmo se ela estiver nua do lado dele.

"Quando for visto como melhor país em educação, saúde, coisas que realmente importam, eu vou ter orgulho de ter nascido aqui."

- O seu orgulho se baseia apenas em condições pré-existentes? Não sei se você notou, mas só um punhado de nações do mundo gozam desses benefícios (nem mesmo o país mais rico do planeta), justamente por vivermos num mundo em que o contexto histórico de colonialismo e imperialismo ter feito as coisas serem assim, e tudo isso leva séculos para mudar. O seu papel como cidadã seria reivindicar das autoridades essas melhorias, e fazer sua parte dentro do seu alcance também. Se omitir e apenas reclamar amargamente da terra que você pisa é uma postura muito cômoda.

Patty Kirsche disse...

Em todo país do mundo as pessoas praticam esportes. Há competições, torcidas e tudo mais. Mas só aqui no Brasil isso é sinal de subdesenvolvimento.

Nos EUA o pessoal é mega ufanista; em qualquer lugar em qualquer época do ano tem bandeira dos EUA pendurada. Pior se for em estado do sul, que tem a bandeira dos confederados também, porque "the south will rise again". Mas só essa farra que fazemos de quatro em quatro anos aqui é que limita o desenvolvimento do país. Aham.

Anônimo disse...

Então Lola, uma das ~maldições da copa~ é o fato de que país europeu não tem vez em copa sediada na América do Sul. Todas as copas com sede aqui foram vencidas por times sul americanos!

Anônimo disse...

Dizer que a Alemanha é favorita pra ganhar a Copa é o mesmo que dizer que Meryl Streep é favorita ao Oscar, mesmo sem sequer saber qual filme ela fez.

Anônimo disse...

"Imagina toda uma galera torcendo a favor de uma coisa e um trouxa no meio torcendo contra. Esse trouxa é você. Pessoa desagradável."

Concordo plenamente, quem faz isso é o BABACA que sempre tem em qualquer grupo. Uma coisa é ser contra a Copa, mas agora que já tá tendo, torcer contra o país te faz um imbecil.

E esses textinhos tapados que apareceram depois, falando coisas tipo "agora sim o brasileiro vai acordar e ver que a malandragem não leva a nada e que blablabla corrupção blablabla bolsa família blablabla aprendam a votar"? O povo saiu compartilhando isso e se achando OS inteligentões e criticões. Cacete, não é o futebol que trouxe os problemas do Brasil não, uma coisa não tem nada a ver com a outra. Tem dezenas de países aí que cultuam um esporte ou uns esportes, que o povo torce enlouquecido, e que não têm metade dos problemas que aqui tem.

Sério, esses comentaristas que ficam o tempo todo associando futebol a política me irritam. De novo, parem de ser babacas e raciocinem antes de falar/compartilhar as coisas.

Larissa Petra disse...

Olha, ainda estou anestesiada, estava pesando igual a você sobre as chances do BR, sabia q o jogo de ontem podíamos perder, mas n tão feio.
Numa manchete que eu li hoje estava assim: "Finalmente Barbosa descansará em paz.", realmente em 50, não foi um vexame, perdeu acontece, ontem foi...
O futebol brasileiro está entrando em decadência, basta ver a merda q é o campeonato brasileiro, os clubes só tem jogadorezinho de pelada, os bons vão para a Europa, que é aonde o futebol está acontecendo no momento.
Mas sabe eu culpo o Felipão, desde o início achei horrível a convocação, bernard, hulck, fred, julio césar...meu deus, podendo chamar jogadores experientes ainda em atividade, tipi o Gaúcho, o Robinho, nenhuma seleção no mundo deixaria de chamar eles junto com novos, outra, pq ele não chamou o Miranda ? Ele é o melhor zagueiro da europa...mas tá ele fez essa convocação ok. Mas outro erro, O ESQUEMA TÁTICO...a Alemanha sem dúvidas tem o melhor da Copa, o Brasil desde o início estava deixando meio campo muito aberto, mas o felipão é arrogante, ele prefere perder a mudar o esquema "brilhante" dele, qualquer seleção q estudasse um pouquinho o Brasil veria o buraco do meio de campo, reforçaria a lateral e aumentaria o número de atacantes, todas elas fizeram isso, só q com a alemanha foi outra história, quando o Neymar se machucou, eu pensei, ele vai colocar 3 volantes e confundir o meio de campo, pq a alemanha entra com 5 atacantes, daria um nó, mas daria para manter, mas não ele foi e me coloca BERNARD para substituir o Neymar, um cara que é reserva na ulcrânia, não foi testado, entraria com uma puta pressão, numa semi final para substituir o neymar, quando eu vi isso eu fiquei já com medo, mas n queria ser a chata, ele não mudou o esquema, no terceiro gol da alemanha, ele n mudou o esquema, ele preferiu ver a seleção tomar uma surra a fazer alguma coisa.
A máfia da CBF está acabando com nosso futebol, o felipão é arrogante, nojento, n aceitar dar satisfação, mas ele é só a pontinha do ice berg.
E vc Thomas, acha q entende de futebol pq tem um pintinho ? Vc só ficou mimimi o BR é ruim, mas discutir o pq, o esquema tático, os jogadores, nada...vc chutou uma previsão e acertou, nada mais, vc de futebol n entende nada, pq qualquer um q entenda veria q o BR estava indo mal e podia perder, então baixa a bolinha tá...

nelsonalvespinto disse...

Mesmo que o Brasil termine em quarto lugar a Copa foi muito bonita, pelo menos pra mim.
O futebol mundial está mais equilibrado. Vi o Chile bater a campeã , me emocionei com Costa Rica. Enfim, precisamos ter a humildade de reconhecer que somos apenas mais time e mudar o que está errado, ou seja, tudo.

Larissa Petra disse...

A única coisa diferente de vc Lola é que eu prefiro a morte a ver a Argentina campeã...hauahuahau
Vou torcer para a Holanda q nunca venceu, mas se a Alemanha vencer td bem, só n pode a Argentina pq aí é humilhação demais...

Thomas disse...

Ah, e mais uma coisa importante.

Essa é pra vocês que acompanham o esporte mais casualmente do que eu. Qualquer esporte que movimenta tanta grana, principalmente o futebol, tem atletas absurdamente bem preparados para desempenhar seus jogos. Numa Copa do Mundo, que é o maior evento esportivo do planeta e que permite poucos erros de uma equipe, você une a vontade de jogar, a vontade de ganhar, o patriotismo e atletas com o mais alto nível de preparamento físico e o resultado é: jogos parelhos.

Claro,uma goleada ou outra rolam, mas a maioria dos jogos é sim muito disputada. O esporte mudou, gente. Se foram os tempos dessas seleções grandes sambarem na cara dos adversários. Tá todo mundo bem preparado, jogos difíceis, quando uma seleção de tradição enfrenta uma pequena se tornaram a regra, não a exceção.

Um time mais fraco como a Argélia só é mais fraco na técnica. Eles têm o mesmo preparamento físico que os alemães, podem fazer um jogo fechado, marcando, fazendo faltas, cansando o adversário. Um jogo difícil como aquele devia botar medo em quem tava torcendo pro Brasil porque, mesmo numa partida extremamente difícil, no calor, com um time raçudo que fechava os espaços em campo e com um goleiro numa noite inspirada, a Alemanha ainda prevaleceu no final. Isso é um time bom. Isso é talento.

O que vocês viram na Copa.... se acostumem. Bem vindos à era do futebol de alto nível. Aquele velho ditado "não há mais bobo no futebol", finalmente pode ser aplicado perfeitamente. Tá todo mundo bem preparado, todo mundo se estuda, todo mundo quer ganhar e tem os meios pra atingir esse objetivo.

E pra Lola e todo mundo que acreditou que a Alemanha "não era tudo isso", gente... em que caverna vocês vivem? Vocês olharam a escalação da Alemanha? Há quanto tempo esses caras jogam juntos? Quanto talento tem naquele time? A Alemanha é o Dream Team dessa Copa, e metade daqueles jogadores jogam juntos há anos em um dos mais poderosos times do mundo, um time com uma escalação de jogares tão absurda que parece ter saído de uma ficção: Bayern Munich.

O Brasil não tinha chances de ganhar essa Copa. Nunca teve. É impressionante que o nosso time tenha chegado tão longe, entre os 4 melhores do mundo. Isso é a prova do que falei anteriormente. O esporte tá num nível tão alto, com atletas tão bem preparados, que muitas vezes um time tecnicamente deficiente pode ter bastante sucesso, principalmente se jogar com vontade suficiente, e no caso do Brasil, tendo sorte também.

Anônimo disse...

Qualquer comentário, crítica em relação a Copa é refutado com "sindrome de vira-latas". Como Carlos Orsi disse é o novo "ame-o ou deixe-o", um perigoso patriotismo.
Comemorei muito com a vitória da Alemanha. Brasil não jogou nada até agora e com Alemanha toda fragilidade ficou exposta.

Mas a questão é o pais virar o parque de diversões da FIFA. E todos chocados com os "Dilmas vai tomar no cu". Oras, é um festa feita pela elite para elite. Moro próximo ao Itaquerão. Não precisa ir muito longe para ver situações tristes e lamentáveis. Ali é um lugar de baixa renda. Eu vejo o Itaquerão com um grande dedo do meio para população que não tem suporte em educação, saúde. E o sufoco para chegar em casa em dia de copa e jogos por lá. Ok foi apenas um dia (bem, é dificil todos os dias0, mas é engraçado notar como do dia para noite todo o bairro foi modificado para atender "gente com grana" e atender interesses da
FIFA/patrocinadores.
E Itaquerão é só mais um lugar aonde todos admirarm mas só exclusivos podem entrar.

Não sinto orgulho não Sinto raiva. E depredação acho pouco. Sério mesmo, sem exageros.

Me sinto orgulhoso pelo que Nicolelis faz. Agora pelo que a FIFA faz? Instituição corrupta...

E criticar não faz mal. Criticar o Brasil traz um pouco de sanidade. Que de danem os gringos se serão mal ou bem tratados. Aias, eu adoraria ser gringo na copa. Eu tambem acharia maravilhoso a cidade revirada para me atender.
Então por favor, parem.. Só estamos perdendo com tudo isto.

Lara disse...

Julia

Você é mais uma que acha que tem todo direito de torcer pelo Brasil,chorar pela copa mas quem não gosta tem que calar a boca.
E eu sou chata? kkkkkkkk.

Não gostar de ser considerada objeto é ser machista? Porque ser elogiada e ter orgulho pelo carnaval,por sermos "bonitas/gostosas",parece isso,somos um pedaço de carne para os estrangeiros comprarem.
Isso é meio incoerente,lutar contra objetificação e achar o máximo a exploração sexual das mulheres no Brasil.
Lembrei até de um panfleto que foi feito no aqui no Rj por uma governadora para mostrar as "belezas" do Rj para entregar aos estrangeiros(mulher fazendo uma merda dessas e ainda disse que não tinha nada demais),uma foto da praia de Copacabana e bem de perto,a bunda de três mulheres tipo panicats.
Muito legal.

Não tenho complexo de vira-lata,só não sou cega,nem idiota para fingir que aqui é o paraíso.

Larissa Petra disse...

Cara convenhamos o Felipão é bom técnico aonde ? Ele é motivador, agora táticas ele não tem...
Ele só venceu em 2002 pq nossa seleção tinha só 3 MELHORES DO MUNDO: O Rivaldo, Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho, e outros craques, tínhamos uma seleção de verdade que venceu a copa pq n faltou talento, nessa é óbvio q n ia ganhar, jogadores fragilizados demais emocionalmente, jovens demais, sem esquema...enfim por isso q eu vou morrer repetindo, faltou maturidade e experiencia nessa copa.

Messias Acomodado disse...

Olá Lola, que bom voltar à blogosfera e saber que você continua aqui escrevendo textos que batem de 7x1. Brincadeira!

Concordo com tudo o que você disse, tanto é que escrevi algo semelhante no meu humilde e reiniciante blog.

Mas vou adicionar uma coisa. Acho que a grande sacada política vai ser o dia que alguém, ou um grupo de pessoas, conseguir fazer com que o brasileiro supere esta síndrome de cão vira-lata. Falta a nós um sentimento de nação que supere essa mania eterna de se criticar destrutivamente e vá para ações que realmente nos faça um povo melhor. Melhor porque já somos bons.

É impressionante e lamentável, pois com 200 milhões de habitantes temos muitos craques de futebol, médicos, professores, músicos, escritores, prêmios Nobel que que nunca aconteceram porque nós mesmos não agimos para mudar as coisas ao invés de só reclamar.

Lara disse...

Vitor

Se julgar o melhor do mundo,achando que vai ganhar sempre...se isso não é arrogância,não sei o que é.
Veja a tal Julia,o Brasil acaba de ser humilhado e ela insiste que somos os melhores,imagina se não fôssemos.
Carnaval não é uma festa praticamente sexual,claro que não,por isso sempre tem campanha para todos usarem camisinha,podem dar a vontade mas usem camisinha.E carnaval comemora exatamente o quê?

Quer dizer que sempre usar o corpo da mulher para tudo não tem nada a ver com nossa imagem? Sempre tem uma bunda na mídia,somos vendidas como objeto "mulher brasileira gostosa",fica difícil achar que vão nos ver de outra forma.

O seu orgulho se baseia apenas em condições pré-existentes?

Mas é óbvio,não sei porque tenho que gostar do que é ruim,eu sei que poucos países tem uma boa estrutura e seu eu morasse em qualquer outro que fosse como o Brasil,também não me orgulharia.
E não podia faltar a suposição sobre a vida alheia,uma coisa bem básica que eu não faço e que muita gente não está nem aí,é jogar lixo na rua,emporcalhando a cidade toda.

Natalie disse...

Eu tenho dupla nacionalidade também e amo os meus dois países do mesmo modo. Concordo que o Brasil tem problemas, e não adianta negar, precisa é mudar isso. E detalhe: Não é colocando fogo em ônibus e destruindo lojas que vai mudar algo.

Eu fiquei triste, péssima com a derrota do Brasil ontem, imaginava que não seria fácil e até cogitei perdermos, mas não de 7 a 1! Se fosse 2 x 1 tava ótimo, agora 7 foi um banho frio. Mas isso não justifica o que estão fazendo com os jogadores.

Chamá-los de "maricas"... Porque homem não possui lágrimas, certo? É só mulher que pode soltar lágrima. E também acho que não justifica chamar os alemães de nazistas. A maioria deles se envergonha do que aconteceu e detesta que toquem no assunto. Ah, piadinha com judeu também não ajuda em nada, você acha que tá sendo engraçado mas tá sendo ridículo.

Foi triste, deu raiva e tal... Mas por favor, né pessoas? Os jogadores não queriam perder, infelizmente aconteceu. Acho que o Neymar era como um ponto seguro, uma figura que dava confiança para os outros jogadores, então ficaram meio desnorteados e com medo quando ele saiu.

Thomas disse...

"Dizer que a Alemanha é favorita pra ganhar a Copa é o mesmo que dizer que Meryl Streep é favorita ao Oscar, mesmo sem sequer saber qual filme ela fez."

Hahahaha agora é, né? Porque só foi a Alemanha empatar com Gana e ir pra prorrogação com a Argélia que TODO MUNDO (menos eu) ficou falando que a Alemanha não era tudo isso.

Sem viagem, galera. Vocês que não manjam nada de futebol caíram no hype da seleção brasileira e agora tão aí, com esse recalque.

Eu não só venho dizendo desde sempre que a Alemanha é a favorita, como inclusive previ uma goleada no bolão da empresa e quase acertei o resultado (tudo bem, faltaram 2 gols, mas quem imaginou SETE né?).

Mas agora não me venham com balela. Torcer pra Argentina? Pra que uma seleção sul-americana ganhe o título? Ah, sai pra lá. Isso não tem o menor significado, a menor importância. Agora que a seleção que eu torcia perdeu a semifinal, só posso torcer mesmo pra seleção que apresentou o melhor futebol e que merece ganhar, porque muitas vezes o que merece ganhar no futebol, não ganha.

Então que justiça seja feita e que sua esperança em relação a Argentina morra hoje à tarde, Lola. Essa final tem que ser entre as duas melhores seleções do campeonato, essa Copa merece isso.

Hugo disse...

Nunca mais vou torcer por nada na vida.

lola aronovich disse...

Thomas Toddy, vai passear. Nossa, como vc é incrível, achava que a Alemanha iria ganhar... Um monte de gente achava a mesma coisa. O Brasil sem dois de seus principais jogadores, e tendo jogado mal a maior parte das outras partidas (tirando talvez uns 20 minutos contra a Colômbia), e a Alemanha com o mesmo time há sei lá quantos anos... Muita, muita gente achava que a Alemanha era a favorita ontem. Não precisa ser nenhum gênio do futebol pra isso. É só que a gente acredita e torce pra que, mesmo não sendo favorita, nossa equipe vença. Agora, ninguém imaginava que seria 7 a 1. 2 a 0, 2 a 1, tudo bem, podia acontecer. 7 a 1 foi completamente inédito. Antes do jogo, escrevi um tweet achando que o jogo poderia se decidir nos pênaltis, depois da prorrogação terminar num empate. Olhando agora, depois dos 7 a 1, foi uma previsão absurda. Mas sabe quem mais achava que a partida poderia ser decidida nos pênaltis? A Alemanha! Tanto que no vestiário deles foi encontrado um esqueminha sobre qual jogador chutava pra que lado.
Ah, pra não dizer que NINGUÉM esperava os 7 x 1, parece que teve 8 pessoas no mundo que acertaram o bolão com este resultado. Uma delas apostou 20 dólares e ganhou 46 mil dólares.
Por que vc não vai fazer apostas com o seu fantástico conhecimento esportivo e deixa este bloguinho em paz? Leva o Danilo pra passear contigo!

Anônimo disse...

Acho exagerado chamar de humilhação, o placar foi compatível com o futebol mostrado pela nossa seleção, não é vergonhoso perder para um adversário superior, vergonhoso é não saber digerir a derrota.

Chegou a hora de parar de se esconder atrás de 5 mundiais como o Brasil sempre faz, esquecer a soberba e a prepotência de seus comandantes e admitir que o futebol evoluiu, uma vitória não vem de história ela vem de trabalho e dedicação e isso já não há muito tempo na seleção.

Talvez, quando a nosso time - que mais parece uma fábrica de celebridades, resolver deixar de lado o glamour, os resultados voltem a aparecer.

E aos demais sofredores um recadinho: o mundo não acabou, o Brasil não explodiu, ainda somos pentacampeões, ainda há atletas brasileirXs segurando medalhas, cinturões e tantos outros prêmios pelo mundo afora...

Anônimo disse...

Meu deus,
apesar de amar futebol, acompanhar campeonatos e copa do mundo, fico triste na hora em que a gente perde, mas depois passa, afinal, isto reflete mais na vida dos profissionais do futebol que na nossa. Mas, desta vez, não sei se é porque a seleção é tão simpática, estou com muita pena dos nossos meninos. Julgados por chorarem, afinal homem não chora, julgados por não terem resistido a pressão, apesar de que o comando, a equipe técnica que tem a responsabilidade de trabalhar com os jogadores sobre isto. Vai ser uma das poucas vezes em que homens, heterossexuais, ricos e muitos brancos sofreram e sofrerão uma dor e uma discriminação enorme não só que talvez nunca tenham sofrido, mas também a nivel mundial. O que é uma pena, e não diminui a dor deles em nada. Agora é pensar na Rússia e nada de complexo de vira lata! A própria seleção alemã atual esta na terceira copa junta, então, sim nós, podemos! Há esperança, gente! Enfim, David Luiz, continuo te amando, me beijo me liga!
Carol H

Thomas disse...

Quem é Danilo?

Eu disse no seu outro post que a Alemanha era a favorita pra ganhar a Copa. Quem acompanha pelo menos um pouco do campeonato alemão e o que esses jogadores vem fazendo, sabe disso. O problema é que o povo simplesmente não entende de futebol e se deixa levar pelo hype. O povo vê duas partidas difíceis que a Alemanha teve, e que não foi derrotada em nenhuma, e começa a falar que o time deles não é tudo isso. Mas acho que quem se propõe a ver futebol e comentar do assunto devia se informar um pouco sobre, né. Nenhum time é imbatível. A Alemanha é perfeita naquilo que se propõe a fazer, mas se um time jogar na retranca e dar pouco espaço pra eles e apostar no contra-ataque, advinha? No MMA dizem que estilos fazem lutas, mas isso é uma máxima pra qualquer esporte. Estilos fazem jogos. E mesmo jogando contra um estilo desfavorável a eles, a Alemanha taí, invicta.

Quanto aos pênaltis, Lola, TODOS os times, num torneio de mata-mata, se preparam pra isso. Principalmente na Copa. É comum partidas em copas do mundo serem disputadas nos pênaltis, e planejar pra esse tipo de situação é apenas agir com inteligência. Sem contar que a Alemanha é notória por ser uma das melhores seleções em disputas de pênaltis na história das Copas, então ir pros pênaltis, pra eles, não só não é nada assustador, como é provado historicamente ser um lucro.

Quanto a apostas, acho que cada um tem seus hobbys, né. Eu nunca tive o hobby de apostar, nem sei onde se fazem apostas. Mas participei do bolão da empresa e tô empatado com o vencedor do bolão da Copa passada. Pra quem não acompanha futebol assiduamente, eu tô me dando bem.

Não adianta, gente. Até meu pai, que é fã de futebol, é culpado de cair no hype do torcedor. Ele mesmo achava que a Alemanha, a França, a Holanda, não estavam tudo isso. Acho que pelo fato de eu não ligar muito pra futebol fora do videogame me permite analisar o esporte de maneira mais objetiva, sem ser tendencioso, sem botar meu coração na equação. Eu vejo as partidas e os times por aquilo que apresentam. E olha... entre todas as campeãs do mundo que participaram dessa Copa, analisando pelos jogos, eu diria que o Brasil só ganharia com certeza da Inglaterra mesmo.

Anônimo disse...

E tem mais: em todos os lugares do mundo as pessoas torcem por times, sejam eles de futebol, voleibol, basquetebol, handebol... não entendo porque o brasileiro não pode torcer enquanto todos os nossos problemas não forem resolvidos e o Brasil virar um paraíso na terra? não podemos construir um país e torcer nos jogos esportivos ao mesmo tempo:?
Não vejo lógica nisto, eu só faço o país crescer e você só assiste futebol... eu hein!
Ninguém aqui é a favor da alienação política ou do que está errado neste e em outros governos e nem por isso, muitos gostam de futebol.
Realmente, a Lara foi machista em seu comentário.
O homem brasileiro ou estrangeiro que se sente no direito de passar a mão em um brasileira, ou qualquer mulher do mundo é machista e babaca, ponto final.
A culpa não é da mulher brasileira, podemos culpar a propaganda nojenta de turismo sexual em parte e a miséria do povo, que leva nossas crianças e mulheres a prostituição, e acredito que até os mascus vão concordar que passando fome, muitos miseráveis se prostituem. Ou seja, lutamos para que meninas, meninos, homens e mulheres, homo e hetero, cis e trans tenham dignidade, educação, saúde, respeito, não só a meia dúzia que pode ir para Europa e falar que se sente ofendida por dizer que é brasileira e falarem da mulher brasileira como fácil.
Carol H

Larissa Petra disse...

Outra coisa que eu notei foi q a seleção já entrou derrotada por causa do Neymar e do Thiago Silva, mas principalmente pelo Neymar.
O David Luiz é um bom jogador, um gatinho, mas n gostei daquela homenagem no hino, cara parecia que o Neymar tinha morrido, ou ficado paralítico sei lá...dava para ver na cara da seleção q eles n estava bem psicologicamente, já n estavam antes, ontem estava pior, tanto q depois do primeiro gol eles gelaram, por isso vou insistir pela 10000ª vez: um jogador realmente experiente ali, aliviaria os ânimos, ia dizer q essas coisas acontecem, ele seria uma liderança, pq o David Luiz, por mais q fosse essa base para o grupo ele é jovem, nunca disputou uma copa, seria pedir até muito ele se manter tão confiante e centrado, ali teria q ter tido um jogador mais velho e experiente para liderar, como todas as seleções fortes que levaram além dos novos, jogadores mais velhos e experientes.
Não aguentava mais ver tanta mídia em cima da lesão do Neymar, ele estava bem, em casa, vai voltar a jogar, isso deixou a seleção ainda mais tensa.
Vi também uma bagunça na concentração, era todo o dia artista tirando foto lá, gravaram o esquenta lá, os jogadores o dia todo nas redes sociais, eu acompanhava, duvido que eles estudaram os jogos antigos, reviram os erros, pq todos os jogos eram iguais, o mesmo buraco no meio campo, as mesmas queixas, enfim...faltou foco também

Felipe disse...

Superestimar um único esporte dentro de um território tão grande e diverso pode ser sim um sinal de subdesenvolvimento, como você disse, mas isso não significa que é a causa. É um sintoma de carência em outras áreas, é um efeito da integração nacional forçada pelos militares com a criação da Copa do Brasil e da propaganda ao redor da Seleção.

E não é uma farrinha de quatro em quatro anos, a ansiedade do homem médio pelos clubes é diária.

O ufanismo dos EUA não é construído sobre um esporte sazonal, e sim sobre um mito fundador a respeito de valores como a liberdade e o republicanismo.

Anônimo disse...

Pelo jeito, a Argentina vai ser a campeã!

Anônimo disse...

Senhorita Lara,

Tudo o que você falou sobre o esterótipo da mulher brasileira veio de : ações de propaganda privada ou, pior , do governo, que deveria dar o exemplo e mostrar que não somos objetos. Mas, a mulher brasileira oou qualquer mulher só será respeitada aqui e em todos os países do mundo quando o machismo diminuir a patamres mínimos, não acredito que deixe de existir, pois somos humanos e erramos e deixar de ser "legal" ser machista e falar mal de mulher.
Carol H

Anônimo disse...

Ou seja, a culpa não é da Copa em si do futebol em si, do Brasil em si, a culpa é do capitalismo, do machismo, do racismo, dos desmandos dos governos e por acaso, muita gente que aqui reclama é contra a gente querer mudanças nos tópicos acima ( tirando mudar o governo do PT, o que não vai adiantar nada, que eu saiba , nos últimos 500 anos, antes do PT, o Brasil sofria com todos os males, como corrupção, falta de educação, saúde, segurança, então a salvação não é psdb e afins, definitivamente, não!)
Carol H

Felipe disse...

O "do contra" pode e vai ser considerado o chato da turma, mas isso é problema dele. Que viagem é essa de um grupelho ter domínio sobre a mente e o sentimento de um indivíduo? Você acha isso certo?

Anônimo disse...

Concordo com a Larissa - tá dando show nos comentários.

Faltou liderança dentro do campo, depois do 3º gol deu pra perceber o impacto psicológico e o sentimento de desolação de todos. Eles se olhavam e pareciam buscar uma resposta, alguém que lhes acalmassem. Apesar de não gostar do Robinho ou do Gaúcho pelo futebol - ou a falta dele, que andam apresentando, era necessário ter alguém com experiência ali, acho que as palavras do Galvão nunca foram tão certas, eram meninos jogando contra profissionais, e esses meninos precisavam de uma direção dentro do campo que só a experiência podia dar.

Raven~ disse...

Olha. Eu tb achei meio arrogante a atitude brasileira nessa copa. Depois do primeiro jogo (porque durante o primeiro, tava quase todo mundo torcendo contra mesmo), ficou aquele clima de jobber aura, como se a copa fosse um evento qualquer a ser, de qualquer maneiro vencido pelo Brasil, e os outros times estivessem lá somente pra fazer figuração. Ficou um clima insuportável de "há! Claro que vamos ganhar!" E, bem, é uma competição, oras.

Agora a ficar torcendo contra, pelamor, tem que ser muito burro.

Maaaaaas no fim das contas tou feliz de termos perdido, pq aí as filiais da minha empresa voltam a trabalhar e o horário dos ônibus em dia de jogo volta ao normal. :)

Love Gótic- disse...

Eu não gosto de futebol e não tava nem aí para a copa. Mas ao ver os que estavam a minha volta se entusiasmando me animei também. Eu passei a torcer pelo Brasil no jogo contra o Chile e ontem em 10 minutos vi o país inteiro desabar em choro e tristeza. Houve pouca revolta porque o sentimento é de tristeza mesmo. Não é pelo orgulho de sermos a sede nem de sermos a seleção que mais já ganhou. A tristeza é porque uma copa no Brasil só daqui a 50 anos e e olhe lá. E os que choraram ontem muitos não estarão aqui para torcer de novo. Amargura véa danada. Nunca fui de ta torcendo por time nada, mas a cena daquela criança se escondendo atrás de um copo de refrigerante me doeu. A brasileira do rosto pintado e a lágrima ficou verde foi arrasador. Eu não queria ter visto, mas também não consegui fechar os olhos. E o alemão pediu perdão a torcida a brasileira. Ele viu de perto um país inteiro lamentar. Chorei sem querer chorar, mas não vou mentir. CHOREI DE VERDADE.

Anônimo disse...

Se fossem os militares no poder, você diria: pão e circo, alienação, ópio do povo.
O nacionalismo da esquerda é muito seletivo. É tipo o nacionalismo do Prestes que lutaria ao lado da URSS se ela um dia invadisse o país.
Nada de novo.
Afinal, a luta do proletário é internacional. O nacionalismo vocês usam só quando convém, mas também sabem descartar com a mesa naturalidade depois.

Carol disse...

Acho que o sentimento de tristeza foi ampliado exatamente por esse "ar de copa" que se instalou, as criancinhas do comercial, o garotinho chorando ou a moça desconsolada nos braços do amigo, namorado ou irmão, certamente verão outro título mundial do Brasil.

Mas o sentimento de estar em casa, de poder vivenciar e respirar o futebol como vivemos aqui realmente pesou, uma nova copa aqui poderá levar anos e muitos do aqui estavam possa não estarem mais aqui. Foi muito mais que uma derrota num jogo. Realmente mexeu com o emocional de todos.

Anônimo disse...

Mais uma que a esquerda estaria falando se fosse a direita no poder: E a guerra na Palestina? A Copa capitalista vai encobrir isso?

Anônimo disse...

Outra que a esquerda estaria falando se a direita estivesse no poder: e o viaduto que caiu? E o jornalista que morreu? E o professor que foi preso? E a educação nesse país? aiinnnn ópio do povo.

Anônimo disse...

existe alguma lei que nos obrigue a torcer pelo brasil? n.
mas é o patriotismo idiota de sempre,que só aparece durante a copa,aí todo mundo "ama" o país.
eu n torci contra nem a favor,caguei e andei para copa,mas ri bastante quando o brasil perdeu,o povo chorando por essa besteira.
tb acho o povo daqui muito arrogante quanto a isso.

Agora a ficar torcendo contra, pelamor, tem que ser muito burro.

alguém ganha alguma coisa por torcer a favor? a vida de todos continuaria a mesma se tivessem ganho, a alienação é grande, tanto é que param o país pq assumem que todos estão morrendo de vontade de ver essa chatice.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Eu que não gosto de futebol, mas fui assistindo, me envolvendo e me vi torcendo pela seleção e ficando chateada com o resultado.
Depois fiquei lembrando da torcida mandando a Dilma tomar no cu, vaiando hino de outros países, a violência que se seguiu a derrota e comecei a me indignar mais com a torcida que com o resultado. Também fiquei imaginando a arrogância se tivesse sido a nossa seleção a fazer uma goleada dessas, ao contrário da elegância alemã que presenciamos. A maioria dos torcedores brasileiros tem mostrado que não sabe nem ganhar e nem perder.

Anônimo disse...

Thomas mostrando toda a chatice e falta de malemolência do mascu brasileiro.
Credo. Que cara chato! rsrsrs... Uma vez na vida o cara dá um palpite certo, aí agora precisa escrever comentários enormes repetindo as mesmas coisas.
Já pensou esse cara numa festa? A festa já tá no fim, o assunto já tá lá na frente e ele ainda insistindo em uma coisa que falou quando chegou, rsrs

Anônimo disse...

Discordo desse papo de "complexo de vira-lata". Se isso existisse no futebol não seriamos pentacampeões. Falando de clubes, na ultima década, São Paulo, Internacional e corinthians foram campeões do mundial de clubes. Muitos fatores contribuíram para esse vexame, como por exemplo, a inexperiência da maioria dos jogadores em jogos de copa do mundo, o fato de muitos jogadores não atuarem em nos principais times do mundo ou serem reservas, apostar todas as fichas em um único jogador como se ele fosse mágico, o planejamento meticuloso da alemanha, o apoio do Mick Jagger ao Brasil rsrsrsrs, jogadores participando muito de campanhas publicitárias em vez de treinar, e muitos outros problemas. Ass: Sandro

Larissa Petra disse...

Estou vendo o jogo da Argentina com a Holanda, e a Argentina está fazendo tudo q o BR devia ter feito ontem. Eles estão jogando n retranca mesmo, como todas as seleções, até clubes, estão fazendo hoje em dia, sendo retranqueros mesmo, fechando todo o meio de campo, deixando o jogo super compacto, o Brasil dá espaço demais para o adversário, isso me incomodava demais, muita gente descascou o Oscar, mas verdade seja dita, ele jogou praticamente sozinho na lateral, o David Luiz,coitado, outro tentou jogar em todas as posições ontem, pow, o cara é zagueiro , tinha vezes e eu o via lá no outro campo, não só ontem em vários jogos.
Assim, de zaga a gente também não pode reclamar, a dupla David Luiz e Thiago Silva foi ótima, muitas vezes vi os dois se metendo mesmo na frente do Júlio César, bicando a bola para fora e salvando a nossa pele, e isso era outra coisa q me incomodava, a gente estava sendo salvo demais pela zaga, o David ontem achou q podia ter contado com o Dante, mas nunca, o cara é péssimo, parecia q estava tonto.
A máfia CBF e Globo (que manda no futebol, põe jogo a hora q quer, se mete demais) por isso fazer aqui oq fizeram na Argentina seria ótimo, uma lei de mídias, comprar o campeonato, passar de graça, a globo nunca mais ia dar pitaco, mas é só a gente ver quem é o presidente da CBF, José Maria Marin, um ex-militar, só de olhar isso a gente chora né...
Cara se a gente n mudar nosso futebol, vamos virar o novo Uruguai e viver de glórias do passado.

Anônimo disse...

Estou aqui também torcendo pela Argentina, que acabou de ganhar nos penaltis! Parabéns hermanos. Não posso nem dizer que fiquei triste com o jogo de ontem, não fiquei, como a Lola disse, é só uma competição esportiva. Gostaria mesmo que o Brasil pudesse ser melhor em termos de desenvolvimento social, humano e tecnológico, embora saiba muito bem que "aqui fora" nada é tão perfeito quanto muita gente pensa no Brasil. Estava na Alemanha em 2002 e os alemães foram muito gentis e nos cumprimentavam nas ruas (nada de revolta ou depredação). Ontem dei um colar para um colega alemão nas cores da bandeira alemã, ele me disse brincando que colocaria em seu escritõrio se a Alemanha vencesse. Hoje ele veio falar gentilmente comigo e eu perguntei se ele usaria o colar, ele me disse que não em respeito a tristeza de outras pessoas (e eu sou a única brasileira com quem ele tem contato...). É precisamos aprender a ter mais empatia, inclusive com os jogadores da nossa seleção.

Julia disse...

A Argentina ganhou e eu confesso que cheguei a dar uma leve torcidinha pra eles. Coisa que nunca pensei que faria na vida.

Mas há vantagens da Argentina estar na final. Sigam meu raciocínio:

1) Temos um time americano na final porque andei dando uma olhada na internet e os europeus estavam se achando porque tinham certeza que a final seria européia pela 3ª vez seguida.

2) Não vamos perder pra eles sábado

3) Eles vão perder pra Alemanha mesmo. Vamos ver a Argentina derrotada no Maracanã! :D


Quer dizer, a não ser que vá pro pênaltis. Nesse caso acho que os hermanos levam e nós estaremos lascados por completo.

Os argentinos vão fazer um cancioneiro inteiro sobre essa vitória..

Anônimo disse...

http://www.buzzfeed.com/javiermoreno/forca-brasil

Os caras do BuzzFeed fizeram um post fofo pra animar os Brasileiros :)

Larissa Petra disse...

Gente...estou pior hoje que ontem juro!
A copa se tornou um pesadelo total!
Meu coração está em pedaços, a que preço fizemos a melhor copa do mundo?!
O futebol brasileiro está acabando, semana q vem o brasileirão volta, jogos medíocres, estão acabando com o futebol brasileiro, estou até sem animo de dar meus pitacos nesse jogo. Oq eu posso dizer, fizeram tudo q o Brasil n fez, retrancaram, fecharam o meio campo, a Argentina cresceu demais na copa, estão com uma sorte de campeã do caralho, desde o chaveamento, que eles pegaram aquele grupinho de merda, aí eles cresceram na copa.
Foi uma bagunça, como um programa entra e grava lá, artista entra lá, meu deus, olha o messi, verdade seja dita, ele é um atleta, sem palhaçadinha de cabelinho pintado e merdinha...
cara to indignada!

Anônimo disse...

Hahahahahaha acham mesmo que a Argentina vai perder. Olha desculpa mas a verdadeira rivalidade semprr foi e sempre será argentina x Uruguai. Brasil e Argentina foi inventado pela mídia e comprado pelas pessoas.
PS: adoro gente que acha que ta arrasando falando de futebol mas na vdd só repete os comentários da espn

Anônimo disse...

Esse negócio de queimar a bandeira nem foi a coisa mais feia que eu vi o torcedor brasileiro fazer nessa copa.

Vocês não viram o que fizeram na internet com o jogador que lesionou o Neymar? Chegaram a comentar numa foto da filhinha, de dois aninhos, do jogador que queriam que ela morresse, ameaçaram a menininha de estupro (UMA CRIANÇA!) e foi uma barbaridade geral.

Também vi vídeo de torcedor bêbado quebrando a TV na rua, mas o negócio da filhinha do jogador foi mais que ridículo, foi revoltante.

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/07/colombiano-que-lesionou-neymar-sofre-com-fascistas-brasileiros-na-internet.html

Raven~ disse...

Ué anon. Claro que vc não é obrigado a torcer a favor e ninguém ganhou nada torcendo. Mas vcs que torceram contra, ganharam que prêmio?

DEVERIAM ter ganho uma rola na boca, mas daí é outra história.

Joane Farias Nogueira disse...

Pior do que isso são as pessoas que criticam o país achando que não fazem parte da sociedade horrível que eles tanto desprezam.

Crl disse...

Eu realmente não entendo nacionalismo, orgulho se tem de coisas que você fez, ou que de alguma forma influenciou, não de algo que você não fez nada além de nascer, fico até feliz se o Brasil conquista algo, mas isso não aumenta meus sentimentos por ter nascido aqui.
Também eu, pessoalmente, acho que nacionalismo é pior que seu oposto, por que afinal assim nos mantemos críticos, pelo menos.
Eu até gosto da copa do mundo, mas para mim é uma festa e nada mais, uma festa que infelizmente fizemos enquanto havia muitas outras necessidades. No entanto, uma vez que já está aqui é melhor torcer a favor mesmo

Anônimo disse...

Lola, vou falar sobre o meu marido, ele não gosta de ter nascido aqui. E ele não é como você descreveu, um cara que joga lixo no chão e tals.... Meu marido não gosta do povo, da cultura, não se identifica como país. Ele é um cara que respeita os limites de velocidade, nunca tomou uma multa (eu tb não), não joga o lixo no chão ( eu tb não), reciclamos nosso lixo, respeitamos os pedestres e idosos, sedemos nosso lugar se estivermos andando em transporte público, não gostamos de nos atrasar em compromisso e definitivamente não gostamos desse “jeitinho brasileiro” de deixar tudo p/ ultima hora... Eu, bem eu não sei se gosto ou desgosto do Brasil. Na verdade eu não tenho essas coisa que ele tem de realmente NÃO gostar daqui. Eu tb não gosto de samba e afins, mas gosto de observar as diferentes culturas e tradições que temos dentro do país.
E ele sempre diz: “- olha, eu podia ter nascido em uma ilha bem no meio do pacífico, viver de pesca, perto do mar e só! “
É ele não deseja morar nos EUA... ele fala: “- se eu pudesse ter escolhido eu teria nascido na Escócia...” (sim, já tivemos a oportunidade gratificante de conhecer lá, e ele sentiu algo muito forte ao ir até lá, era o sonho dele, foi difícil na volta, era como se o coração dele pertencesse aquele local de fato...).
As pessoas não o entendem, falam um monte de abóboras p/ ele, e p/ mim, mandam ele ir embora do país, mas não sabem o quanto ele gostaria de ir, mas não p/ trabalhar de faxina e afins, que é como os brasileiros vivem no Reino Unido, e sim p/ trabalhar no que ele se formou, no que ele trabalha aqui, porem é algo muito específico e temos ciências que não é possível desse modo.
Não, não somos coxinhas, não ficamos chorando pelos cantos, temos ciência de nossos privilégios e não compartilhamos dos pensamentos de pessoas que dizem que não gostam do país, mas fazem exatamente aquilo que criticam. Nossa vida é aqui e agora, trabalhamos aqui, moramos aqui, mas não vejo nada de errado em não gostar de onde se vive.

Anônimo disse...

Até que a ficha caia:
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/mobilizacao-de-jogadores-da-selecao-por-neymar-e-acao-patrocinada-pela-sadia_26745.html

Selemarketing!

Até que a ficha caia:
Porque a seleção brasileira perdeu sua essência e se tornou apenas a seleção da CBF. Com a palavra, Romário: https://www.facebook.com/romariodesouzafaria?fref=photo

Alessandro Bruno disse...

Graças a Copa, vários direitos foram suprimidos por exigências da FIFA, que criaram Leis de exceção inconstitucionais - instrumentos da Didatura utilizados por um governo que se diz democrático e de esquerda; pelo menos 170 mil famílias foram expulsas de seus lares de maneira brutal e sem defesa - lembrando que o direito à moradia, contraditório e ampla defesa são Direitos Fundamentais garantidos pela constituição; milhares de trabalhadores tiveram que se sujeitar à condições desumanas e degradantes para poderem cumprir com os prazos apertados, houve repressão forte e abusos policiais aos protestos legítimos e pacíficos, obras faraônicas em municípios onde os times locais não possuem demanda de torcida para estas obras etc.

E depois vem falar que reclamar da Copa é "complexo de vira-latas"? É coisas de direitista contra a Dilma? Recalque ou chatice? Sei não, mas se há algum "imbecil de Plantão" (vide o primeiro comentário) não é quem foi contra a Copa, acho que algumas pessoas que se acham de esquerda tem que rever seus conceitos.

Laura disse...

Para tentar fazer você ver com outros olhos quem não estava torcendo pelo Brasil e até gostou de ver a goleada:
1) O problema do nosso futebol é que fizeram disso um marketing absoluto. Nunca tivemos tanto garotos propagandas, incluindo o técnico, num time.
2) Desde antes da Copa e ela toda os jogadores, comissão, técnicos se preocuparam muito mais em serem amados e admirados do que treinar e pensar em táticas e técnicas de vencer. NUNCA houve tanta exposição do time durante a copa como nesta.
3) O apelo emocional que a Globo (principalmente) veio fazendo não só pressionou os jogadores, como fez com que o emocional deles e da torcida ficassem muito à flor da pele e desde o jogo do Chile vimos que isso só poderia dar em catástrofe. O Felipão explicou que houve um "branco" depois do 1 gol. PRIMEIRO GOL!! Eles esperavam não levar nenhum gol?? Como assim? Se fosse lá pelo terceiro, ok.

Por esses motivos (e alguns outros desdobráveis), eu acho que só um vexame destes poderia fazer com que o brasileiro e o jogador de seleção revisse sua postura em relação ao futebol, porque o bom futebol, esse que a Alemanha, a Holanda, mesmo o Uruguai e a Colombia mostraram, o Brasil não tem.

Patrick disse...

Lola, só passo aqui pra registrar o quanto eu admiro sua sensibilidade para o tema.

A seleção me faz sorrir e chorar, assim como a Copa, a NBA, o Tour de France, as Olímpiadas, o campeonato potiguar, o Alecrim FC, o brasileirão de rugby, o teatro, o cinema, enfim, a vida.

Torço pelas mais improváveis e desconhecidas razões. Só para exemplificar: enquanto muita gente se opunha ao Irã em função da homofobia dos aiatolás - compreensível, alias - ou simplesmente ignorava essa seleção, dada a inexpressividade do seu futebol no cenário internacional, eu me lembrava com carinho das garotas do filme Offside e do seu amor pelo time persa. Quem diria que uma das mais belas declarações de amor ao futebol protagonizadas pela sétima arte viria do Irã e teria como protagonistas apenas personagens femininas?

Tudo isso pra uma hora depois começar outro jogo e eu me entregar a outras paixões tão arrebatadoras quanto :)

Um grande abraço e obrigado por nos privilegiar com o prazer da leitura diária do seu blog!

Anônimo disse...

Pior do que isso são as pessoas que criticam o país achando que não fazem parte da sociedade horrível que eles tanto desprezam.

n vejo problema nenhum nisso,já que n sou eu que roubo o povo inteiro,desvio dinheiro da saúde e educação e não tenho nada a ver com todas as merdas que os outros fazem.

Claudio disse...

"Com nosso eterno complexo de vira-lata,(...)"

Vira-lata = mistura de 2 ou mais raças;

Mestiço = idem a definição de vira-lata.

Brasiu é um país mestiço, portanto é um 'país' (ou terreno 'baudio'!?) vira-lata.

Rê_Ayla disse...

Vergonha é que os vencedores respeitem nossa seleção mais do que os próprios brasileiros, aqueles que são brasileiros com muito orgulho e com muito amor apenas na vitória. Vergonha tenho dessa gente que queima a própria bandeira por causa de futebol...
http://reayla.blogspot.com.br/2014/07/vergonha-metaforas.html

XAD disse...

Parabéns pelo texto, Lola! Aproveito para deixar um recado. Aos coxinhas (de direita e de esquerda):
O Brasil venceu, losers!

A Copa das Copas vai ficar na memória dos que vieram, dos que acreditaram. Os estádios ficaram prontos, os aeroportos também. Os turistas foram bem recebidos, curtiram os jogos e, tenho certeza, voltarão assim que puderem.

Dedico o 7×1 aos que torceram contra, aos que passaram meses falando mal do Brasil, aos sabotadores, aos vândalos mascarados, enfim, a todos os coxinhas da “elite branca” que vaiaram e xingaram a presidente na cerimônia de abertura. O VE-XA-ME é de vocês!!

E não duvidem, losers: a resposta do povo será contundente. Em outubro. Nas urnas!!

Natalie disse...

Olha, só mais uma coisa... Eu não consigo acreditar na atitude animalesca de alguns brasileiros. Vi uma notícia que um brasileiro deu um soco no ouvido de um alemão quando ele comemorou o gol da Alemanha.

Linda recepção que alguns estrangeiros tiveram por aqui...

Raven~ disse...

Anon de 22 e 23. Muito adequado seu comentário. Me sinto exatamente como seu marido. Não me identifico com o pais que eu nasci. Implico até com o clima. E olha que moro em Curitiba, que adora se achar Londres.

O que alguns idiotas não entendem (não é o seu caso nem do seu marido) é que não gostar de onde se nasceu, não significa exatamente odiar. Não odeio o Brasil.

Anônimo disse...

Se a esquerda tá no poder: ninguém segura esse país!!!

Se a direita tá no poder: Cadê os hospitais? E a educação?

Nojo.

Anônimo disse...

Não sou anti-Copa mas preferia que o mundial não tivesse ocorrido no Brasil, da forma como foi, com doses cavalares de dinheiro público envolvido em um país marcado pela pobreza e desigualdade social. Tomar sete gols da Alemanha não vai mudar a minha vida. Bilhões investidos na educação mudariam a vida de todos os brasileiros.

Anônimo disse...

Lolinha dá uma olhada nisso

http://www.spressosp.com.br/2014/07/07/apologia-ao-estupro-em-peca-com-falabella-e-marisa-orth/

A pessoa que explica seu ponto de vista detalha ricamente a forma em que essa peça de """"""""humor""""""" faz apologia ao estupro o tempo inteiro.

Até tu, Falabella?

APOSTO que duas coisas vão acontecer:

1. A Marisa Orth, em pessoa ou em figura, vai ser usada para dizer que "não pode ter apologia ao estupro porque uma mulher estrela a peça"

2. O Falabella ou qualquer associado(a) vai agir como absolutamente qualquer pessoa que faz MERDA e invocar cerceamento da liberdade de expressão.

TÁ FODA VIVER NESSE MUNDO.

Sara disse...

anon 8,45hs vc expressou perfeitamente o q penso a esse respeito.

Sara disse...

Eu só espero q pelo menos o turismo tenha sido incentivado por essa copa.
E q pelo menos essa área receba investimentos estrangeiros, afinal o Brasil foi mostrado ao mundo inteiro.
E com toda sinceridade não há pais mais lindo q o nosso.
Tenho esperança q pelo menos nessa área, possamos receber pelo menos parte da quantia absurda q foi gasta.

Patrícia disse...

Adoro copa do mundo, mas nunca torci pelo Brasil, nem eu nem meu pai e meus irmão, lá em casa minha mãe é a única que torce pela seleção brasileira.
Sempre fui e sou muito contestada por isso, as pessoas não aceitam facilmente.
"Mas você não é brasileira? Porque não torce?"
Não sei, só sei que não torço e ponto!

Eu não tenho nada contra argentinos e ficaria feliz se eles ganhassem a copa, mas porque a imprensa fica incentivando esse “ódio” de brasileiros por argentinos? Ontem no jogo Holanda x Argentina em todos os canais de TV você ouvia os apresentados falando que era o dia dos brasileiros secarem a Argentina e que muitos esperavam que os holandeses fizessem o mesmo que a Alemanha fez com o Brasil.
Torci pela Argentina nos jogos dela, porém acredito que eles tenham um time mais fraco que o da Alemanha e que a Alemanha vá ser campeã mesmo, mas eu duvido que o jogo seja tão fácil quanto foi o com o Brasil.

Cão do Mato disse...

Enquanto a “blogueira defensora dos direitos humanos” chora as pitangas pela surra que a Alemanha deu no Brasil, seus “brimos” trucidam crianças palestinas... (claro que é apenas uma reação aos “perigosíssimos” mísseis palestinos, que já mataram “milhares” de judeus!).

Verô! disse...

Também vou torcer para a Argentina, espero muito que os hermanos vençam! Um time sul americano vencer na América do Sul será muito legal!

E você tem razão Lola, eu estou passando uma temporada num país europeu e posso dizer que embora aqui muitos dos serviços públicos sejam superiores há também problemas. O Brasil está longe de ser a porcaria que dizem que é!

Larissa Petra disse...

Olha Laura, seu último comentário foi espetacular...
Estava vendo a muito tempo a exposição exagerada da mídia em cima da seleção, como se eles fossem rock stars e não atletas, a imprensa brasileira (globo) de merda ficou feito abutres em cima da seleção, os caras q já estavam nervosos, ainda não deixaram eles se focarem como deveriam, o resultado foi aquele desastre que eu n me conformo e nunca vou me conformar.
Também politizou-se demais essa copa, primeiro foi o "não vai ter copa", aí os abutres da oposição viram que n só teve copa, como estava sendo um sucesso memorável, começou a palhaçada de "não vai ter título", como se isso mudasse alguma coisa, gente eu queria o título pq sou uma brasileira fã de futebol, não pq acho q isso ia mudar minha vida, mas essa secada que deram na seleção contribuiu também para o nervosismo deles.
Só fico triste, pq os abutres não só conseguiram oq queriam, como conseguiram de forma histórica, mas uma coisa eu sei, a copa das copas foi nossa e isso eles nunca poderão tirar.

lola aronovich disse...

Cão do Mato, vai ver se estou na esquina. Se vc não sabe, eu sou 100% pró-Palestina, e falo sobre isso no Twitter. Desde quando israelenses são meus "brimos"? Ah, vc é dos mascus que dizem que toda líder feminista é judia, eu sou feminista (embora não líder), logo, sou judia... Procure aqui no blog o que já escrevi sobre Israel. Minha opinião não mudou em nada.
Minha opinião sobre os ataques de Israel em Gaza
Minha heresia do dia: Israel num outro continente
A guerra perdida de Israel


Ah, aproveitando! Nova teoria da conspiração da direita: Dilma comprou a Copa SIM... para Cristina Kirchner! Serião, reaças estão usando uma frase do Lula de 2007 ("realizaremos uma Copa do Mundo para argentino nenhum botar defeito") como prova de que a Copa foi comprada para a Argentina. Juro que não estou inventando!

Laurrra disse...

Para a Larissa Petra

Sobre o que você falou do Bernard, não posso concordar. O menino joga muito, deu um show na libertadores 2013. Devia ter jogado como titular na seleção! Mas acho que deviam ter trabalhado mais o psicológico dele, que enfrentou muita pressão.

Concordo sobre tudo que você disse do David, teve jogos em que ele foi mais goleiro que o Julio César.

Enfim, para mim, Bernard, William, Victor e Jô (nos seus 10 min em campo ele não foi bem, uma pena pq ele da um show no Atlético MG) deveriam ter sido titulares.
Faltou também, como você disse, um cara com experiência. Que ia receber a bola e saber o que fazer com ela no meio de campo. Não entendi porque não convocar um Robinho, Ronaldinho Gaúcho, Ganso...


No mais, faltou técnica e jogadas trabalhadas.
Mas não nego, acreditei no Brasil campeão do mundo até o 5 gol.

Larissa Petra disse...

Olha esse texto é muito bom do carta, deem uma olhadinha! Fala sobre os pontos positivos do nosso massacre, e como podemos fazer como os alemães e nos reerguer depois de perder numa semi-final em casa. É uma oportunidade de se fazer uma reforma no futebol, tirar todo o câncer que está instalado a tempos na CBF...bem legal.

http://esportefino.cartacapital.com.br/pontos-positivos-massacre/

Sobre essas teorias da conspiração da direita só rindo mesmo. Mas uma coisa eu penso, essa coisa de politizarem a copa, também foi um fator gerador de tensão na seleção, primeiro foi o "não vai ter copa", depois q a direita viu q n só teve copa como ela foi um sucesso absoluto, veio essa palhaçada de torcer contra, e o "não vai ter título", como se isso fosse fazer a Dilma perder, ou mudar a nossa política, pelo amor de buda, queria o título por ser fã de futebol, e não por política, mas enfim...

donadio disse...

"Só espero que o GIGANTE ACORDE nas eleições."

E vote em... exatamente quem/o quê?

Nos tucanos, que emprestaram dinheiro público para que companhias estrangeiras comprassem estatais brasileiras sem precisar gastar dinheiro?

No Eduardo Campos, que era governo até anteontem?

No PSOL, que acha que o problema é eleger um presidente moralmente bem formado?

No PSTU, que nem quer ganhar as eleições, por que acha que o caminho para o poder é uma repetição de 1917?

Branco ou nulo, para se eximir de toda e qualquer responsabilidade?

No Eymael?

Alguma outra sugestão?

**********************

Da minha parte, eu estou muito bem acordado, obrigado. E sei muito bem em quem vou votar. E vai ser nas mesmas pessoas em quem eu já votava enquanto vocês estavam dormindo. Não vai ser uma derrota num jogo de futebol que vai me convencer a fazer diferente.

Larissa Petra disse...

O Bernard, é um cara que joga bem dependendo do time, no Atlético ele deu um show por causa do gaúcho, ele realçava o futebol do Bernard, naquele grupo sem o devido treinamento ele nunca faria nada, soube q ele nem sabia q ia substituir o Neymar, ficou sabendo minutos antes do jogo, olha o absurdo! Imagina na cabeça dele, ele ia substituir o "craque do time" e n treinou para isso, o Jô, acho q ele está ficando decadente, pow ele foi mandado embora do inter, assim ele deu uma chance né ...
Ele podia ter chamado o Lucas é titular no paris saint germain, tá jogando muito, podia ter testado aquele goleiro o vitor do atlético, tá agarrando abeça, chamado o Miranda que foi eleito o melhor zagueiro da Europa, tbm joga muito, devia ter chamado o Ronaldinho gaúcho, Robinho o ganso que está voltando a jogar bem (nem q fosse no banco), até o kaká ele podia ter chamado, mas como Felipão disse: "vou fazer do meu jeito quem não gostar q vá para o inferno", olha quem vai para o inferno é ele...

Larissa Petra disse...

o último comentário foi para vc laura, esqueci de colocar...hauahuahau

donadio disse...

"O futebol brasileiro está entrando em decadência, basta ver a merda q é o campeonato brasileiro, os clubes só tem jogadorezinho de pelada, os bons vão para a Europa, que é aonde o futebol está acontecendo no momento."

De fato. É difícil com uma seleção que, de 23 jogadores, tem 3 que atuam no Brasil (dois reservas e o Fred, que não é reserva mas deveria ser). Torcemos para jogadores em geral desconhecidos.

Problema que não começou ontem, nem há doze anos. Problema que muitos acham que é solução, por que quanto pior melhor. E problema que se agrava dia a dia; já soube de casos de garotos de 18 anos, juvenis, sem experiência profissional, sendo convidado a jogar no exterior. É quase um crime; se não bombar lá fora, volta pra cá sem nenhum reconhecimento da torcida, sem nenhuma ligação com os clubes, etc.

donadio disse...

"O ufanismo dos EUA não é construído sobre um esporte sazonal, e sim sobre um mito fundador a respeito de valores como a liberdade e o republicanismo."

Ou seja, é um bocado pior.

Nós pelo menos rimos dos nossos Pedros I e Deodoros da Fonseca, não ficamos aparvalhados diante deles como se fossem profetas bíblicos reencarnados, do jeito que os americanos ficam com os "heróis" deles, Washington, Jefferson, Roosevelt, etc.

donadio disse...

"Como Carlos Orsi disse é o novo "ame-o ou deixe-o", um perigoso patriotismo."

O novo "ame-o ou deixe-o"?

Cadê a polícia prendendo quem discorda? Cadê a proibição dos partidos de esquerda? Cadê a imprensa sob censura? Cadê a tortura, cadê os "desaparecimentos" políticos?

Você não tem idéia do que foi o "ame-o ou deixe-o".

donadio disse...

"Se a esquerda tá no poder: ninguém segura esse país!!!

Se a direita tá no poder: Cadê os hospitais? E a educação?

Nojo.
"

Desculpa, mas é exaaaaaaaaaaaaaaaaaatamente o contrário.

Quando a direita estava no poder:

"Ninguém segura este país". Impresso em verde-e-amarelo em zilhões de anúncios governamentais.

Quadn a esquerda está no poder:

"Cadê a educação? Cadê os hospitais?" Coisas que não tinham a menor importância quando a direita estava no poder, lembra? Coisas que só começaram a ser levadas a sério quando a esquerda ganhou eleições, entende?

Vocês são toscos demais. É por isso que perdem tantas eleições.

donadio disse...

"Bilhões investidos na educação mudariam a vida de todos os brasileiros."

No mesmo período em que foram investidos oito bilhões de dólares na copa, foram investidos 800 bilhões em educação e saúde. Você acha que se fossem 808 bilhões em vez de 800, faria uma diferença total?

Anônimo disse...

Quem manda no Brasil é a Rede Globo, entre outros absurdos, ela determina o horário dos jogos de quarta para que não ameacem suas novelas malditas e escrotas.


Contaram muitas mentiras para enganar os trouxas do Brasil. Conseguiram. Mas esqueceram de enganar os alemães.

Cão do Mato disse...

Toda feminista é judia?? Essa é novas prá mim...rsrsrs...Deduzi que você é judia pelo seu sobrenome, minha cara. E não adianta vir falar que você é atéia. Qualquer pessoa medianamente bem informada sabe que o "ser judeu" (ou judia) transcende em muito a questão meramente religiosa. E com relação aos seus posts "pró-Palestina", não fiquei surpreso. Tá cheio de judeu e judia "a favor" da causa Palestina. Mas é da boca para fora. É só para impedir que generalizem o fato de que todos os judeus estão pouco se lixando para os Palestinos, desde que a tal "terra prometida" não seja ameaçada...

Anônimo disse...

"No mesmo período em que foram investidos oito bilhões de dólares na copa, foram investidos 800 bilhões em educação e saúde. Você acha que se fossem 808 bilhões em vez de 800, faria uma diferença total?"

É mesmo? Será que com esses 800 bilhões (de dinheiros do banco imobiliário) os coleguinhas do filho da moça que trabalha aqui de copeira vai finalmente ser alfabetizado em escolas públicas aos nove anos de idade? Porque o garoto frequenta a escola desde os 5 e quem ensinou ele a ler fui eu. Não, não é disléxico nem tem problemas de visão. Mas o importante é a Copa, não é mesmo?

Um único real gasto nesse campeonato pelo poder público já foi um dinheiro mal empregado na origem. Que dirá bilhões.

Laurrra disse...

Larissa,
É mesmo, tinha até esquecido do Miranda... Um dos melhores da Europa e fora da seleção! :(
A pressão em cima do Bernard realmente foi imensa, tenho que concordar: não deviam ter avisado para ele em cima da hora, aí que acaba com o menino mesmo.

Para mim, o Felipao deu um show de arrogância. Ao longo da copa não aceitou críticas e insistia em manter o mesmo esquema mesmo sabendo que haviam inúmeras falhas...
O hexa fica para 2018 e agora lutar pelo terceiro lugar, esperança é a ultima que morre rs.

Abraços.

Patrick disse...

"Um único real gasto nesse campeonato pelo poder público já foi um dinheiro mal empregado na origem. Que dirá bilhões."

Então vamos fechar o Ministério do Turismo, cortar o orçamento do Ministério das Relações Exteriores e encerrar a Apex, porque um real empregado na divulgação do país é "um dinheiro mal empregado na origem".

Pra não falar que aplicar dinheiro público em estádios foi uma decisão soberana de cada unidade da federação.

Criticamos costumeiramentes direitistas lunáticos, mas à esquerda também há quem brade qualquer estatística sem checagem nem fonte - como é o caso dos 200 mil desalojados pela Copa.

Em Natal/RN seriam desalojadas 800 famílias num projeto estúpido de "mobilidade" (via expressa para carros) que cortaria a cidade de norte a sul.

Seria porque não foi, a pressão da socieadede sobre Estado e Município funcionou.

Confundir as pessoas e atribuir todos os males do serviço público em suas três esferas e três poderes unicamente ao poder executivo da União é fazer o jogo da direita mais abjeta.

Anônimo disse...

Gastamos bilhões para os argentinos fazerem festa.
Espero ver o legado da copa depois da copa. Ainda não vi em cidade não sede como a minha.

Alessandro Bruno disse...

Donadio,

Respondendo a sua pergunta: "
Cadê a polícia prendendo quem discorda?"

http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2014/06/manifestacao-contra-a-copa-e-dissolvida-pela-pm-antes-de-comecar-9047.html

http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/06/14/policia-prende-manifestantes-contra-a-copa-em-belo-horizonte.htm

http://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2014-07/anistia-internacional-denuncia-violencia-nas-manifestacoes-durante

Acha mesmo que a Dilma é melhor que o FHC, e olhe que nem gostei do governo dele, então explique o escândalo do mensalão - ou para você é pouca coisa usar dinheiro público pra comprar apoio parlamentar?

E a venda das refinarias da Petrobrás, de parte da reserva do Pré-Sal, de portos e rodovias federais como a BR 153? - afinal o PT não privatiza, isso é coisa do PMDE, não é mesmo?

Me fala sobre as obras do PAC atrasadas até hoje, que já foram inauguradas e nucna saíram do papel.

E a aliança com o Paulo Maluf, o Collor e o Sarney? São todos companheiros agora. Isso é normal pra você?

Me desculpe, eu já votei no PT mas desde que a Heloísa Helena foi expulsa do partido eu não confio nele nem pra eleger vereador.

Gle disse...

Querido donadio,

Muito crítico você, PARABÉNS. Só preste mais atenção antes de sair "dando nos dedos" e se sentindo o bonzão dos comentários, porque tudo o que vêm, volta.

Como um BRASILEIRO BEM ACORDADO, eu é que te pergunto... em quem VOCÊ está votando nessas últimas eleições para estar TÃO BEM ASSIM?

"Não vai ser uma derrota num jogo de futebol que vai me convencer a fazer diferente."
Concordo com você! Em algum momento eu disse que mudaria minha opção de voto pela vitória do Brasil??? Eu quis dizer que espero que os BRASILEIROS ACORDEM na hora de votar e não fiquem dormindo como ficaram depois que a Copa começou! Cadê os protestos? Cadê a voz do povo? Cadê a oportunidade de lutar pelos nossos direitos?
É fácil em época de Copa tirar os mendigos da rua e dar moradia. E depois?
Eu sinceramente gostaria de viver num país modelo FIFA!

Alessandro Bruno disse...

Patrick,

A fonte dos quase 200 mil desabrigados está no relatório "Megaeventos e Violações dos Direitos Humanos no Brasil" que eu ja citei antes.

Dá só uma olhada: http://www.andi.org.br/sites/default/files/legislacao/dossie_violacoes.pdf

Anônimo disse...

Claro, afinal o Brasil não se resume apenas a futebol, ou pelo menos não deveria se resumir somente a um (único) esporte entre tantos outros e entre tantas outras coisas que o Brasil e os brasileiros são e que podem desenvolver para muito melhor.

D Stoffel disse...

O brasil jogou tão mal que eu acreditei que tivessem se vendido o time era fraco mas não era de todo mal, Felipão sabia que era pra escalar Paulinho e William, mas ele quis bernard não sei pq?, depois do 1o gol a seleção apagagou e só jogou mesmo pq tinha que jogar. Eu torcia pela Holanda pq gostei deles e nunca ganharam nenhum titulo ou seja melhor pra nós, Argentinos são soberbos e mal educados vem aqui falar que pele é pior que maradona e quem liga pra isso além deles! se for sul-americano que seja o Brasil porra Alemanha se ganhar é tetra ou seja encosta no Brasil, sinceramente não vou torcer pra nenhuma e nem pro Brasil no 3o lugar.

D Stoffel disse...

ARGENTINO SÓ QUER SABER DE FALAR MAL DE BRASILEIRO, ELES ACHAM QUE 2AS COPAS ROUBADAS SÃO SUAS GLÓRIAS SE GANHAREM NESSA VAI SER DE CAGADA, OU ENTÃO COMPRARAM. MESSI NÃO ESTÁ JOGANDO NADA DO QUE JOGA NORMALMENTE ESSE TIME TOMOU SUFOCO DO IRÃ. E AGORA NUM PASSE DE MÁGICA VAI GANHAR DA ALEMANHA, SEI NÃO.

Anônimo disse...

Brasil perdeu de 7x1, isso no futebol é muito? No basquete eles fazem mais de 70 pontos.
Acho tão esquisito a idolatria do brasileiro por esse esporte, tivemos o maior piloto de F1 de todos os tempos, "ganhamos" vários campeonatos, assim como no futebol, qual é a diferença?
Tanto no futebol quanto no automobilismo (ou tenis, ou outro esporte) os melhores já se aposentaram ou morreram e a geração atual não é lá essas coisas. Então porque só o futebol é visto com essa importância?

Não estou falando de política nem de qualquer outro assunto que não seja esporte e por isso não vejo como "síndrome de vira-latas" o que vou dizer, mas porque não podemos ser como os britânicos? Por que não podemos gostar de futebol e TAMBÉM de outros esportes na mesma proporção?
Se eu for brasileiro, esportista e não for jogador de futebol vou precisar de muita sorte pra conseguir pelo menos treinar decentemente.

Agora, no meu caso em específico, estive a poucos dias no autódromo de Brasília e como torcedor ou esportista é triste olhar pro lado e ver um estádio novinho que parece um palácio e olhar pra pista abaixo dos pés e ver rachaduras e buracos, ir nos banheiros e ver tudo destruído, as cabines vandalizadas, as cadeiras quebradas...
Eu concordo que o dinheiro precisa ser empregado em coisas mais importantes antes de ir pra uma pista. Eu concordo que um autódromo não é necessário, é uma coisa supérfula, mas um estádio TAMBÉM É! Um estádio TAMBÉM é supérfulo e desnecessário, no entanto o esforço para erguê-lo é descomunal, enquanto a pista ao lado é deixada a própria sorte, enquanto fecharam a única pista que tinham no Rio de Janeiro pra fazer uma merda de um shopping, aí perguntam porque no RJ tem tantos rachas de rua.

D Stoffel disse...

SINCERAMENTE NÃO VOU MAIS TORCER PELO BRASIL NO FUTEBOL, AS OLÍMPIADAS VEM AÍ MAS NÃO VOU TORCER NO MAXIMO PARA O FUTEBOL FEMININO QUE DIFICILMENTE VAI GANHAR. EU GOSTO DE FUTEBOL MAS FOI UM BACK PRA MIM NAQUELE DIA EU SENTI QUE NÃO QUERIA TORCER PELO BRASIL NÃO ESTAVA ANIMADA, NÃO PINTEI AS UNHAS COMO DE COSTUME, E QUANDO VI BERNARD ESCALADO PENSEI HOJE PERDEMOS... SÓ NÃO SABIA QUE SERIA ESSA HUMILHAÇÃO.

Patrick disse...

"Acha mesmo que a Dilma é melhor que o FHC, e olhe que nem gostei do governo dele, então explique o escândalo do mensalão - ou para você é pouca coisa usar dinheiro público pra comprar apoio parlamentar?"

Eu sei que existe uma pessoa, José Genoíno, presa por "corrupção ativa", tendo como suporte factual para isso a assinatura como avalista num contrato de empréstimo. Dessa condenação, pelo pouco que eu estudei de direito penal e civil, eu tenho a mais absoluta certeza que é uma aberração. Não conheço a fundo o caso dos demais acusados, mas se fazem isso com um cardiopata, não duvido que os demais também tenham sido condenados em condições esdrúxulas.

"E a venda das refinarias da Petrobrás, de parte da reserva do Pré-Sal, de portos e rodovias federais como a BR 153? - afinal o PT não privatiza, isso é coisa do PMDE, não é mesmo?"

- Quando Lula assumiu a presidência, havia um modelo legal de exploração do petróleo chamado de concessão. Esse modelo foi mudado para partilha. Segundo um texto crítico do governo, publicado no Vi o Mundo, nesse modelo a participação governamental chega a 73%, bem próximo do da Noruega (80%). "Ah, mas não é perfeito, não é 100% estatal!" Paciência, não vivo no mundo do perfeito ou do ideal, mas do possível. O fato é que hoje é muito melhor do que antes.

- Concessões de rodovias, com instituição de pedágios: sou favorável que os adeptos dos veículos automotores paguem pelos custos que geram, que do contrário seriam arcados pela totalidade da sociedade.

"Qual então a diferença dos tucanos em São Paulo?" Em São Paulo, os pedágios foram instituídos a partir da lógica do maior lance e com uma taxa interna de retorno (TIR, no popular, o lucro) de 20% para os concessionários, o que resultou em pedágios altíssimos. O governo federal estabeleceu uma TIR de 8% e optou por escolher como vencedoras dos leilões aquelas empresas que oferecessem a menor tarifa a ser cobrada dos usuários das estradas. Diferença significativa: o pedágio nas rodovias estaduais de SP chega a ser 8 vezes maior do que em rodovias federais.

"Me fala sobre as obras do PAC atrasadas até hoje, que já foram inauguradas e nucna saíram do papel."

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) executou, até 30 de abril, 95,5% das ações previstas para o período entre 2011 e 2014 e 84,6% do orçamento destinado. Os números fazem parte do décimo Balanço do PAC 2. Fonte.

"E a aliança com o Paulo Maluf, o Collor e o Sarney? São todos companheiros agora. Isso é normal pra você?"

Vivemos numa democracia liberal burguesa. Qual a alternativa que você propõe? Ter 2% dos votos e nunca governar? Pegar em armas e fazer a revolução?

A minha preocupação é: quem está dando o tom da administração municipal de São Paulo? Haddad ou Maluf?

Sabendo que a velocidade média dos ônibus em São Paulo, depois de décadas de queda, subiu de 13,8 km/h para 20,4 km/h em pouco mais de um ano, essa pergunta eu considero respondida.

"Me desculpe, eu já votei no PT mas desde que a Heloísa Helena foi expulsa do partido eu não confio nele nem pra eleger vereador."

Heloísa Helena, a que é a favor da criminalização do aborto? Prefiro o PT com seus trocentos defeitos.

Anônimo disse...

O pior foi ver o parreira com a cartinha da dona lucia pra explicar tal vexame.

Raven~ disse...

Gente, pera. Muito comentário bom e tal. Mas sério que foi gasto um puta dinheirão público em obras que absolutamente não darão nenhum retorno ( em Curitiba, por exemplo, o Cap não vai deixar ninguém entrar na Arena de graça, nem tirando a roupa) pro povo, e tudo bem? De boa? É investimento? Gente, O.O

Anônimo disse...

O Patrick já entrou em modo campanha.

Anônimo disse...

PT vetou o kit gay.
Isso o Patrick não lembra, porque ele já está trabalhando na campanha para 2014.

Larissa Petra disse...

Olha Patrick, pensei em retrucar esse comentário também, mas vc fez isso tão maravilhosamente q prefiro nem complementar, seria um pecado.
E Laura vc tbm foi 10, beijão para vc <3

Anônimo disse...

Acho estranho um monte de gente falando que a copa tá trazendo dinheiro pro Brasil, tá movimentando o comércio e tal..

Eu moro em Teresópolis/RJ- sede da CBF - e só vejo reclamações.
Todo mundo ansioso pra copa acabar porque o movimento caiu demais, apesar da cidade encher.

Taxistas, feirantes, comerciantes, todo mundo falando que o dinheiro não tá circulando e que o movimento é quase inexistente.
Ninguém tá entendendo o porque disso estar acontecendo.
Galera fez estoque, investiu, aprendeu língua nova.. pra nada. Ficaram no prejuízo.

Ah sim, sem contar os postos de saúde que estavam sempre fechados por causa dos jogos e assim por diante..

Onde vocês moram o movimento tá bom??

Patrick disse...

"Mas sério que foi gasto um puta dinheirão público em obras que absolutamente não darão nenhum retorno ( em Curitiba, por exemplo, o Cap não vai deixar ninguém entrar na Arena de graça, nem tirando a roupa) pro povo, e tudo bem? De boa? É investimento?"

Financiamento do BNDES tem que ser pago, não é dinheiro doado a fundo perdido. Quando o BNDES financia a Embraer isso não significa que o público terá direito a viajar de graça na Azul, por que haveria de ser diferente com o Atlético Paranaense e a sua Arena?

"O Patrick já entrou em modo campanha."

Usufruo com muito orgulho da liberdade de expressão, um direito garantido na Constituição do meu país graças ao esforço de muitas pessoas que vieram antes de mim :)

Patrick disse...

"A fonte dos quase 200 mil desabrigados está no relatório "Megaeventos e Violações dos Direitos Humanos no Brasil" que eu ja citei antes."

Alessandro, dei uma olhada no relatório. Fiz uma pesquisa por todas as aparições da palavra desapropriação(ões) e não encontrei uma sequer por conta e ordem do governo federal - posso estar até enganado e ter deixado passar alguma.

Repito o que disse no comentário acima: confundir as pessoas e atribuir todos os males do serviço público em suas três esferas e três poderes unicamente ao poder executivo da União é fazer o jogo da direita mais abjeta.

daia disse...

Comigo aconteceu uma coisa bizarra; eu assisti o jogo por "dever patriótico", mas achando que a gente ia perder. Só que sinceramente eu pensava que ia ser uma derrota mais apertada, tinha pensado em 3X1, tá, no pior dos casos 3X0.
O que aconteceu foi tão surreal que na hora eu fiquei menos triste do que se tivesse sido uma derrota normal. Fiquei com uma mistura de choque, vergonha e apreensão pensando no dia seguinte (porque eu moro na França e em 98 os colegas me zoaram por pelo menos um ano). Acabei desligando antes do fim pra tentar dormir porque com o fuso era tarde, eu tinha que acordar às cinco e como já sabia quem ia ganhar dormir era o melhor a fazer.
Mas engraçado que dessa vez todo mundo pegou super leve, ninguém tocou no assunto, e olha que tem alemães na minha equipe. Eu cruzava com pessoas no corredor e as pessoas me cumprimentavam meio sem-graça, sabe aquela cara que as pessoas fazem quando encontram alguém que acabou de perder um parente ou que está com uma doença e eles não sabem se devem ou não tocar no assunto? Acabou que quem tocou no assunto, falou, mostrou até piadinhas de redes sociais fui eu, meio pra exorcisar mesmo, porque a cara de todo mundo tava me dando aflição. Foi um dia bizarro, e eu só queria voltar pra casa e ligar um canal brasileiro pra processar tudo na minha cabeça. Segurei o sono pra assistir ao jogo, torci pela Argentina e quero que eles levem a copa, pra ser um país sul-americano.

Só hoje, que é minha folga, é que realmente caiu a ficha. Chove canivete sem parar há mais de uma semana, faz 18° em pleno verão e eu estourei meu especial, então fiquei na cama entre a Globo e a Record, e consegui enfim ficar triste.
Volto pro trabalho domingo, imagino que até lá a trégua que os colegas me deram vai ter acabado, vai ser uma loooonga semana.

Ah, sim; a bandeira do Brasil que enfeita minha cc vai ficar até o fim da copa, assim como a da França que a gente não tirou depois das 4as de final.

Raven~ disse...

Mas Patrick, pelo que a gente sabe aqui em Cwb, não foi empréstimo. Posso estar enganada, pq pra falar a vdd nem pesquisei. Huashua mas até onde falaram, foi cedido mesmo. E tava bem tenso em abril, por que as obras não terminavam nunca e o Atlético dizia, exigia que o Estado entrasse com mais recursos. E o que o anon ali encima falou é verdade. O comércio empacou, o jogo era 5 da tarde, 12 ja tava tudo fechado, isso que Curitiba acho que foi a única cidade sede que não decretou feriado.

Alessandro Bruno disse...

Aiai, Patrick, vou tentar responder de forma sucinta porque você escreveu muita coisa questionável.

1. O mensalão é um fato, há toneladas de provas de que existiu e as condenações não vieram por acaso - se você acha que a mídia golpista inventou tudo e o supremo foi vendido, aconselho a você ler publicações independentes, como essa aqui embaixo:

http://direitosp.fgv.br/ap470

2. A Petrobrás sempre foi uma empresa estatal, não uma concessão, a União era a única dona e recebia 100% dos lucros até o dia em que o governo resolveu vender ações e privatizou parte dela - estrategicamente isso pode ser um bom negócio, o que questionou e como a maior crítica ao governo FHC é que ele "vendeu" a Telebrás e a Vale - se o PT também privatiza setores estratégicos, como portos, aeroportos, parte da Petrobrás etc.

3. "sou favorável que os adeptos dos veículos automotores paguem pelos custos que geram, que do contrário seriam arcados pela totalidade da sociedade"

Você já ouviu falar de IPVA?

4. Ela não foi expulsa do partido por ser a favor da criminalização do aborto, aliás não sei a posição da Dilma mas no governo dela não tiveram a coragem de manter uma portaria que simplesmente pagava os abortos autorizados pela justiça no SUS; ela foi expulsa porque manteve a posição ideológica que o partido sempre pregou quando era oposição.

5. O acordo com o Maluf não foi por apoio no Congresso, foi pro Haddad ter mais tempo na campanha da TV, e mesmo se fosse - você apoiaria até uma aliança com o diabo pra se manter no Poder? Pro Lula candidato em 1989, o Maluf era o Diabo em pessoa.

Patrick disse...

"1. O mensalão é um fato, há toneladas de provas"

E você não achou nenhuma pra contestar o que escrevi sobre Genoíno.

2. "A Petrobrás sempre foi uma empresa estatal, ... até o dia em que o governo resolveu vender ações e privatizou parte dela"

O governo Lula capitalizou a Petrobrás, e não a privatizou. Capitalizar significa vender ações novas para aumentar o capital social da empresa. Como a União comprou muito mais das novas ações do que as vendidas no mercado, a participação acionária da União na Petrobrás, em termos percentuais, aumentou ao invés de diminuir. No meu conceito, aumentar a participação da União numa empresa estatal vai no sentido contrário de privatizar.

3. "Você já ouviu falar de IPVA"

Sim, e devo informá-lo que o IPVA é um imposto sobre o patrimônio (riqueza), não uma contraprestação pelo uso de rodovias. Tanto é assim que sua alíquota é maior para veículos de passeio (carros) e menor para veículos de produção (caminhões), ao contrário do que seria de se esperar se fosse destinado a manter rodovias.

Sua visão do sistema tributário é bem conservadora pra quem faz discurso de extrema esquerda.

"4. Ela não foi expulsa do partido por ser a favor da criminalização do aborto"

Ela foi expulsa por discordar das ideias do partido. Isso acontece cotidianamente no PSTU e no PSOL, só pra exemplificar.

5. "você apoiaria até uma aliança com o diabo pra se manter no Poder?"

Naquela eleição, o diabo estava na outra coligação.

A URSS e os EUA estiveram juntos na SGM, lembra? Ambas tinham a exata noção de onde o capeta estava.

Mas você se esquivou de responder às minhas perguntas.

Patrick disse...

"Mas Patrick, pelo que a gente sabe aqui em Cwb, não foi empréstimo."

BNDES aprova R$ 131 milhões ao Estado do Paraná para reforma da Arena da Baixada, em Curitiba

Ou seja, se é de se reclamar quanto a dinheiro público empregado em benefício privado, essa reclamação deve ser dirigida ao Governo do Estado do Paraná.