domingo, 8 de junho de 2014

POR QUE A CLASSE MÉDICA ODEIA O PT

Semana passada comecei uma nova seção neste bloguinho, uma de comentários que merecem ser destacados. 
Na verdade ela nem é tão nova. Nos primórdios do blog eu fiz (durante pouco tempo) isso de coletar frases de ótimos comentários e fazer um compêndio semanal, o que dava um trabalhão, mesmo quando o blog tinha muito menos comentários. Queria mostrar um desses posts pra vocês, mas não encontrei de jeito nenhum. O mais próximo que achei foi este.
Bom, pedi dicas para o pessoal no Twitter de um nome para esta nova seção. "AssinoEmbaixo", sugestão da @juaguileralobo, foi a que mais gostei (o que não quer dizer que concordo com tudo que a pessoa diz, mas que gostei do comentário). Então vamos aos AssinoEmbaixo da semana.

Marussia, no guest post sobre o ginecologista que receitou nada menos que quinze itens para uma paciente fazendo exame de rotina.

Realmente toda a consulta foi um absurdo mas o que mas me chamou a atenção foi a atitude de criticar o governo. Há muito tempo venho percebendo o ódio que a classe médica tem do PT, o qual aumentou depois do Mais Médicos. Agora, em véspera de eleição, virou uma histeria coletiva. Os médicos passam o dia trocando calúnias e comentários preconceituosos sobre o Lula e a Dilma. 
E eu que sou médica afirmo que a classe nunca esteve tão bem. Viraram sacoleiros de Miami, viajam duas ou três vezes pro exterior, compram apartamentos na Beira mar... Mesmo assim odeiam o governo. Eles odeiam pagar impostos pro governo dar esmola "pros vagabundos deste país". Eles odeiam as cotas pois seus filhos têm que dividir as vagas das universidades federais com os "que querem passar sem esforço". 
Enfim, usam os argumentos de mais baixo nível pra criticar o governo. A Marilena Chauí os definiria como classe média (eles são classe alta!), e eles são exatamente como ela define essa classe: "uma abominação ética pois é violenta, uma abominação política pois é ignorante, e uma abominação cognitiva pois é burra". 
Acho que a faixa foi adulterada
Por isso acho que nós da esquerda devemos começar a nos preocupar com essa eleição pois, a julgar pelo ódio que a classe médica destina ao PT, e a classe médica representa a " elite" desse país, vem chumbo grosso por aí. Como disse o Lula: "essa eleição vai ser da elite contra o povo".
E aproveitando que o relato da Marússia é curtinho (pros padrões deste blog), deixo o comentário da  a notyourmari, no post sobre mascus acharem que alunas em federais fazem assim, por baixo, doze orgias durante o curso, sentiu-se pessoalmente ofendida por nunca ter sido convidada nem pruminha.  


DAMN, ninguém NUNCA me convidou pras orgias, e eu sou feminista das perna peluda, eu devia estar até a cintura de pintos por agora.
Foram cinco anos de graduação, um de mestrado (até agora) e no máximo me convidaram pra festinhas juninas e bailes de maracatu. E era O PIOR curso de humanas de TODOS -- ciências motherfucking sociais!
Eu sou feminista, faço sociais numa federal e estou PESSOALMENTE OFENDIDA por nunca terem me chamado nem pra passar lubrificante na galera. Eu juro que nem tirava a roupa, ficava com uma bandejinha oferecendo KY e camisinha :)

138 comentários:

Anônimo disse...

FF aqui.

Sou estudante de medicina e acho estranho esse ódio que a esquerda tem de nós.

Algumas ideias e argumentos até são bons, mas o ódio e generalização atrapalha em muito na captação da mensagem.

Enfim,acho que deveríamos, como seres humanos, parar de julgar grupos por um ou dois errados.

Até porque tenho a impressão que vocês mulheres sabem bem sobre esses julgamentos.

Abraços a todos e vamos ser menos emotivos em nossas colocações.

Anônimo disse...

Lola, falando em Gloria Steinem.. qual a diferença de radfem (radical feminismo) e "Segunda Onda"? Não são as mesmas coisas não, né? Pra concordar e ler mais teorias de segunda-onda que de terceira eu tenho que necessariamente ser transfóbica, segregacionista e excluir homens? Sei lá, acho que consigo separar como second wave radfem ou second wave libfem (não radical) (meu caso). Tem gente que acha que só pq fala da segunda-onda já eh transfóbica, anti-homem.. eu hein.

Anônimo disse...

Ué, então vale também a 'máxima': 'Numa federal é quase impossível um HOMEM não participar de pelo menos uma duzia de orgias durante o curso.'

Por que o hype, mascus de plantão?

Anônimo disse...

A classe médica odeia tudo o que o PT representa, as classes trabalhadoras, os doentes pobres. Medicina terapêutica sempre foi pra quem pode pagar E CARO. Não fosse o SUS, a imensa população estaria morrendo pelas esquinas. Daí a rejeição total da medicina preventiva que os cubanos praticam, e por tabela, a rejeição dos médicos cubanos.
PS.: a medicina oficial vai muito bem de saúde, graças às doenças provocadas pelo estilo de vida que levamos.

André disse...

Aquelas revistas veja nos consultórios vieram de algum lugar e foram lidas.

André disse...

FF,

Você pede para não haver generalização mas começa seu comentário generalizando a esquerda.

radfem com orgulho disse...

Feminismo da Lola é do jeito que o patriarcado gosta.

NÃO EXISTE HOMEM FEMINISTA.

lola aronovich disse...

Sua opinião, fofa.

radfem com orgulho disse...

Eu tava respondendo pra anon second-wave feminista das 16:21. Muito me admira vc como feminista me chamando de "fofa". vc também não eh magrinha não, viu? É por isso que tenho orgulho de ser radfem. Beijos!

Anônimo disse...

"Feminismo da Lola é do jeito que o patriarcado gosta.

NÃO EXISTE HOMEM FEMINISTA."

Por isso que os masculinistas nunca vêm aqui encher o saco dela, né?

lola aronovich disse...

"Fofa" pra mim não tem nada a ver com tipo físico, Radfem. Eu chamo todo mundo de fofinho. É quase um elogio genérico que eu uso. O "fofa" pra vc foi irônico, tipo "querida" quando a pessoa não é querida, só que mais... fofinho.

Raquel disse...

Este antipetismo não é privilégio da classe médica. Sou professora da rede pública e vejo um conservadorismo medonho em meus colegas. A diferença é que uma classe tem status social (viva la meritocracia #sqn) e outra não.

Larissa Petra disse...

O ódio ao PT é uma luta de classe. Nossa classe média asquerosa não aceita perder privilégios. Eles pouco ligam para o crescimento estrondoso do país nos últimos 12 anos, eles ligam para mantar um status quo de casa grande e senzala.
Eles odeiam cotas não pq "vão passar sem esforço", mas pq não querem seu filhinho loiro e play boy, ao lado do preto favelado no mesmo curso. Não querem que a filha da empregada também sonhe, estude e faça faculdade como a filha dela, (afinal, se ela estudar quem será a empregada da filha dela no futuro ?!).
Odeiam o bolsa família, pq não querem ver pobre comprando também, tendo uma certa dignidade, podendo não apenas comprar, manter seus filhos na escola.
A classe média odeia o PT por uma questão de privilégios.
a Classe Médica, além de representar a classe média, sempre foi uma classe super valorizada em termos de status, alguns médicos estão mais preocupados em manter esse status que propriamente ajudar as pessoas, são filhos de uma classe que já nasce odiando pobre, mas eu nunca imaginei que odiassem ao ponto de não querer sequer que médicos com vontade de trabalhar, e que vão ocupar um lugar q eles não querem, vá e salve vidas, (pq a vida do pobre também é vida).

Maria Valéria disse...

Bem , eu sou exceção,
Sou medica e odeio o PSDB, e nao o PT.

Enfim, tenho uma formação e uma educação que me possibilitaram não ter esse ódio que vejo e ouço da boca dos meus colegas médicos.( sou filha de bancária, bancários em geral tem uma visão política mais aberta ; meu pai foi delegado de policia, funcionário publico estadual de SP, portanto; e sabe bem as diferenças entre os governos do PT e PSBD,- que governa meu estado ha 20 anos )
Enfim, detesto generalizações tipo " classe medica isso, classe medica aquilo" mas nessa tenho que concordar que você está coberta de razão : nao so a classe medica, mas a saúde em geral : dentistas,psicólogos, enfermeiros, inclusive os que trabalham pelo SUS repetem esse mesmo discurso de ódio, pelo menos os que conheço,
Enfim, nao vou me alongar no meu comentário, to extremamente cansada, com dor de cabeça, e esse assunto me incomoda .
Vou relaxar agora, mas vc tem toda a razão,
Bj querida,

Paula disse...

não discutindo a opinião da classe médica, já que não sou médca, não tenho amigos médicos e nem falo de política durante as minhas consultas...

o PT deixou de representar os pobres há muito tempo... desde que o Lula fechou os olhos para o mensalão, deixou a obra do rio são francisco às moscas(que mataria a sede de muita gente no sertão nordestino), desde que a obra de belo monte foi aprovada, desde que a Dilma cedeu às pressões ruralistas no novo código florestal e às religiosas na última portaria sobre o aborto legal...

o partido atualmente, pelo menos pelo que eu observo, que melhor represente ideais de igualdade e justiça é o PSOL...

desde que o PT se aliou ao Paulo Maluf, não me venham falar de ideologia...

o crescimento do Brasil nos últimos anos se deu por conta do crescimento da CHINA, que precisa de matéria prima para produzir suas bugingangas... muito da produção do agronegócio e da mineração vai para lá (esta última, que encheu os bolsos do governo de dólares enquanto aqueles pobres coitados dos garipeiros de f*dem nas minas) e foi isso que impulsonou o país...

ninguem aqui ta percebendo a inflação voltando a passos largos, não???

Ana Carolina disse...

Sério e mostrando minha cara, sem ironia e nem nada rs

Essa última frase da Marússia é o que mais me impede de me assumir como de esquerda, apesar de que vários dos meus pensamentos coincidem com a esquerda. Eu sei que nenhuma ideologia é porteira fechada onde você tem de levar TUDO dentro sem critério (e nem devem ser, porque senão cadê o livre pensamento?), mas tenho sérios problemas com maniqueísmo. Se você vê alguém de esquerda mais radical escrevendo, vivemos num mundo da boa esquerda lutando contra a malévola direita. Se ler um autor de direita mais radical, o contrário. E não consigo enxergar o mundo assim, com mocinhos bondosos de um lado e crápulas demoníacos de outro - e acho curioso como esse pensamento se assemelha ao religioso que a maioria do pessoal militante refuta.

E acho muito simplista essa frase quando há tanto a se criticar no atual governo (o que não significa que eu vá votar em alguém de oposição, aliás, indiretamente votarei em Dilma pois vou justificar o voto). Soa como "se você não tá do lado do bem, obrigatoriamente tá do lado do mal". E não gosto desse raciocínio.

Mesmo isso dos "médicos contra o PT". Conheço médicos que realmente, tão colocando todo reacionarismo pra fora, mas outros não. Outros que nem são de esquerda, na verdade, até encaram bem os cubanos, por exemplo, o grande pomo da discórdia (porque tem os médicos que já eram/são de esquerda mesmo, os mais ligados às causas sociais diversas, etc). Porque as coisas não são preto-no-branco, nunca são. E nem consigo concebê-las como tal.

Jot disse...

Ahahahahahahahahahahahahaahahahahajahjahhahahahahahahah MORRYH com o comment da notyourmari
Tb fiz 5 anos de Federal - na praia - e fiquei a ver navios, pq pinto mesmo.... :p

Anônimo disse...

Acho curioso que os comentários tenham sempre os mesmos jargões de sempre: "Médicos são elitistas", "não gostam de pobre" e etc... , mantendo o debate sempre raso, sempre baseado em palavras de ordem... As justificativas da reação da classe médica são mais que simples e atualmente no Brasil poucos são os médicos que não fazem oposição a este governo que prima pelo autoritarismo, pela má administração, pelos escândalos quase diários, pelo estado gigante, pelos altos impostos que não se traduzem em serviços, pela perseguição, pelo retorno da inflação, pelo crescimento pífio, pelo loteamento do Governo e pela corrupção. Qualquer um pode escolher o seu prato principal, porque o menu é extenso. Se só isso não fosse o suficiente, a classe médica sentiu o rolo compressor do governo, que para implantar o programa Mais Médicos, que discrimina colegas cubanos (que recebem menos que todos os outros), que dá assistência médica insuficiente para a população mais carente porque não investe em infraestrutura, que está cercado de desconfianças sobre o destino real destes recursos e ainda instituiu pela primeira vez na história a Medicina sem fiscalização sendo exercida no Brasil. Agora é a hora da reação da classe, e isso faz parte do jogo político: professores, bancários, metalúrgicos e muitos outros sempre foram engajados nas campanhas eleitorais. Os médicos em sua maioria não querem mais o PT no poder e estão, pela primeira vez na História, mobilizados na campanha. Todos os dias, em um grande número de consultórios, ambulatórios do SUS e hospitais públicos e privados, milhares de médicos resolveram conversar com seus pacientes e tentar tirar o máximo possível de votos do PT. Eu torço pra que isso faça diferença, pois o Brasil merece mais.

Bela Campoi disse...

Eu gosto de política, de conversar sobre política. E faço isso nas consultas médicas também. Na última, um ginecologista novo, caímos nas velhas ideias rasas sobre o bolsa família: eu já fui falando que era de esquerda, contra argumentando. Eu parto do pressuposto de que os médicos são elitistas e quase sempre confirmo minha ideia. Eu não sou petista, mas simpatizante e defensora do governo, desse projeto de governo que desandou bastante, mas ainda assim, defendo. Eu poderia até repensar meu voto, mas, infelizmente, não temos oposição que preste nesse país! E jamais votaria nulo ou branco, então minha escolha é pela continuidade desse projeto de governo que começou em 2003, apesar das mazelas e do PT ter mudado tanto de lá pra cá! O Campos vacilou, poderia ter esperado um pouco: gosto do avô, da história do velho Arraes e por isso achei que o neto fosse da mesma laia, mas me enganei profundamente...

Anônimo disse...

1. Tá, pessoas que não curtem o PT, vocês não querem mais o partido no poder, ok. Agora, em vez de só ficarem repetindo ad nauseaum o que não querem, poderiam dizer o que querem de forma concreta. Eu aguardo.
2. Eu também gostava do PSOL, até verificar que pra derrubar o PT, o partido se junta até com a direita. Tudo tem limite, né.
3. Médico ficar doutrinando pacientes é ridículo. Se não é falta de ética, no mínimo é moralmente condenável. A mesma coisa que pastores fazem quando pedem para os fiéis votarem "no homem de Deus" que eles indicam.


Ma.

Anônimo disse...

Olhando para o cenário eleitoral, com Aécio Neves e Marina Silva/ Eduardo Campos como candidatos majoritários, acho uma grande bobagem falar que o Brasil merece o melhor sendo que não há candidatos melhores.Quem se lembra do governo FHC, como eu - portanto, tem vinte e tantos, trinta anos pra cima, sabe que seria um retrocesso sem tamanho a eleição de Aécio, por exemplo. Logo, acho que os médicos prestam um desserviço ao fazerem campanha pró-Aécio, como eu já ouvi. Se a questão forem os escândalos, mensalão e outras coisas citadas pelo anon. das 20:28, basta buscar e verificar escândalos muito mais assombrosos ocorridos nos governos tucanos. Corrupção não é coisa inaugurada nos governos Lula-Dilma, e, eu digo mais, ainda bem que o governo é do PT, afinal, se fosse PSDB,provavelmente nenhum mensaleiro seria preso. Vide a privataria tucana, vide o trensalão e as sujeiras do governo de Alckimin e a falta de investimento em abastecimento de água que aflige boa parte da população de São Paulo...Vide as sujeiras ocorridas durante o governo de Aécio em Minas, como a prisão injustificada de jornalistas (procurem saber sobre o jornalista Carone).

Alhambra disse...

"Nós da esquerda", que piada cretina e ingênua. Cretina por implicar que a esquerda brasileira é indissociável das camadas pobres e trabalhadoras, vide as alianças entre sindicatos patronais e de classe a despeito dos representados pela segunda. Ingênua por acreditar na possibilidade de uma esquerda una, coerente e livre de lutas maquiavélicas em seu meio.

Na moral, a anêmica e rude direita brasileira é o de menos. Vocês, "nós da esquerda" estão se afogando no próprio vômito, na própria arrogância desse heroísmo juvenil.

Maria Valéria disse...

Voltei aqui pra comentar um pouco mais., embora hoje eu nao esteja num dia bom pra escrever muito,entao vou resumir,
Concordo com quem comentou que nao e legal pensar como " esquerda do bem, direita do mal ".. Esse tipo de maniqueismo e ruim mesmo,
Meu pensamento político tende mais a apoiar o governo atual , sabendo que todo governo tem escândalos , isso nao e exclusividade do PT....
Enfim, minha mãe e bancaria e nao prefere o governo atual porque " faz campanha " , mas porque acompanha a enconomia desde que começou a trabalhar em banco , em 1983.
Ela sabe , melhor do que muita gente , as taxas de juros, se as pessoas estão podendo financiar,l etc.etc.l.e me diz que desde o governo do PT a situação melhorou , especialmente pra quem nao tinha $.
Durante o governo FHC, uma linha de credito a que ela tinha direito ficou parada,, e somente depois de alguns anos de governo do PT os financiamentos foram facilitados ; tanto que so depois disso ela conseguiu dar entrada na casa onde eu moro atualmente. Nao so eu pude comprar minha casa, mas muita gente,l,coisa que no governo anterior nao se conseguia, segundo minha mãe,
Tambem nao gosto dos pedágios nas estradas de SP a preços abusivos, mas enfim, so quem mora em SP pode opinar e saber, e a maioria dos paulistas gosta e aprova, tanto que o PSBD e reeleito aqui ha 20-anos e provavelmente o será esse ano,
Enfim. Essa e minha visão, e a visão da minha mãe. Eu respeito bastante a visão dela, porque ela entende muito de $ , de taxa disso, daquilo.podemos estar equivocadas? Podemos !
Respeito quem vota no PSBD ? Respeito ! Porém, nao entendo e nao concordo com o discurso de ódio contra o PT repetido po essas pessoas (paulistas, na maioria , pois moro em SP e em outro estado pode ser diferente )- discurso de ódio mesmo " o Lula merece morrer, " " Dilma merece pagar por toda a corrupção que existe no Brasil"- como se todo mundo do PT fosse bandido e o PSDB, ohh , fosse formado por mártires salvadores da pátria e erradicadores de corrupção....me lembra o slogan do Collor " caçador de marajas " - alguma semelhança ???
Enfim, maniqueismo bem/ mal , certo / errado e ruím dos DOiS lados e ambos sempre me incomodaram,
Abraços e todos.

Maria Valéria disse...

Lola, meio off tópic, mas que tal um post sobre a copa do mundo no Brasil ? Muita gente tem usado isso pra atacar o governo atual....
Gostaria de ler sua opinião.
Bj.

Anônimo disse...

Tenho visitado esse blog interessado nas matérias sobre a questão da mulher e estou vendo agora essa postagem com evidente conteúdo politico partidário. Lola você tem todo direito de ter suas convicções e simpatias politicas mas a questão da mulher está muito acima dessas disputas politico-partidárias! Descobrir que o viés politico partidário interfere nas suas postagens é decepcionante! Você acredita que é impossivel existir "mascu" ou machista no PT? Tiau, Lola!
José;

André disse...

Paula,
"desde que a obra de belo monte foi aprovada"
Qual o problema com Belo Monte? Quais as alternativas?

"desde que a Dilma cedeu às pressões ruralistas no novo código florestal e às religiosas na última portaria sobre o aborto legal"
É uma merda mesmo, mas cadê os partidos progressistas e/ou de esquerda para dar suporte ao governo?

"o partido atualmente, pelo menos pelo que eu observo, que melhor represente ideais de igualdade e justiça é o PSOL"
Que não tem peso político algum, não governa nada e ainda assim faz algumas alianças muito complicadas.

"desde que o PT se aliou ao Paulo Maluf, não me venham falar de ideologia"
Se aliou ao partido do Maluf, o que permitiu ganhar a prefeitura de São Paulo.

"o crescimento do Brasil nos últimos anos se deu por conta do crescimento da CHINA, que precisa de matéria prima para produzir suas bugingangas"
Uma parte do superávit comercial é culpa da China, mas o crescimento é fruto das políticas de redistribuição de renda BF e SM, embora tímidas e fortemente combatidas.

"muito da produção do agronegócio e da mineração vai para lá (esta última, que encheu os bolsos do governo de dólares enquanto aqueles pobres coitados dos garipeiros de f*dem nas minas) e foi isso que impulsonou o país"
Mineração não é feita por garimpeiros.

"ninguem aqui ta percebendo a inflação voltando a passos largos, não???"
Quem tem mais de 15 anos deve se lembrar que a última inflação do "pai do real" foi de 12%.

Graciema disse...

Discursos maniqueístas também me incomodam. Mas dizer que tudo é individual e que não existem padrões é simplesmente tornar qualquer política impossível. Eles existem. Acho que não preciso me estender sobre o tal 'gosto individual' aqui nesse blog.

Agora Anon das 20:28, pra quem não gosta de jargões você os usa com bastante liberalidade, não? E falar que os médicos sentiram o rolo compressor com o Mais Médicos é ridículo. É pior, é nojento. O programa não tirou nada de médico brasileiro nenhum. Colocou medico onde nenhum medico brasileiro queria ir. E isso é ótimo pra população que mora lá. Não, eu não concordo com o baixo valor pago aos médicos cubanos. E NÃO acho que médico deva ser obrigado a morar onde não quer, por qualquer motivo que seja. Medicina não é sacerdócio, nem médico é deus. Dai a chorar desse tanto pq as coisas não saíram como vocês queriam, inda que beneficie um bocado dos brasileiros mais desassistidos é de enojar. Como a reação da população como um todo deixou claro.

André disse...

Maria Valéria,

Também acho ruim o maniqueísmo, mas não dá para deixá-lo de lado enquanto a direita não parar de fazer maldade.
E não respeito quem vota no PSDB e fica reclamando de pedágio, insegurança, transporte, educação, etc.

André disse...

E não custa lembrar que quem usou a questão do aborto de forma sórdida na última eleição foi a esposa do Serra, que nem tem a desculpa da ignorância.

Anônimo disse...

Muito bem lembradas suas colocações, Maria Valeria. Já fui PT (ex-bancária aqui tb), lulista até a alma, admirava e ainda admiro alguns políticos do PT de destaque no governo federal, mas me desiludi completamente no mensalão. Hoje nem voto mais. Não quero saber.
Não estou aguentando a carga tributária e não vejo a situação econômica brasileira com bons olhos. Estamos ficando pra trás em tudo, nos investimentos, principalmente. Bolsa família serve apenas para dar um 'up' no consumo, é transferência direta do governo para o comércio de artigos de primeira necessidade, que voltará ao governo na forma de impostos, é claro. Não consigo comprar quase nada made in Brazil. Não sei o que vai dar isso. Também tenho ojeriza desses pedágios abusivos em São Paulo. O PSDB do Fernando Henrique, que eu execro com todas as minhas forças, ignora a classe operária brasileira. Para este partido, só interessam os números macroeconômicos. O povo que se dane, em bom português. E nós, da classe média, que paguemos DUAS VEZES por todos os serviços essenciais, inclusive a saúde.

Uma ótima semana pra você!!
Bjs


Anônimo disse...

Na verdade os ataques às vésperas da Copa são aos governos estaduais, inclusive o PSDB de SP, não?

É a campanha do Brasil mais fracassada que já vi. Única coisa que eu vejo é gente trocando figurinha do album da copa na banca de jornal.
Só vi um carro com bandeira do Brasil até agora. E pasmem, só televisão e artigos da copa estão tendo venda expressiva. O povo tá parando de comprar. Por que será?

Anônimo disse...

Coitado do José!
Descobriu que as postagens tem viés político!!!
Tiau José...

HAHAHAHAHAHAHAHAHA

é cada uma....

Rebecca Souza disse...

Lola,vou discordar dessa vez,aqui no Pará,quem está contra o Pt é a classe baixa mesmo,ainda mais agora que para levar uns pocos Das,eles se aliaram ao filho do Jader Barbalho e ao Dem(sim,ao Dem),depois de um governo desastroso da Governadora Ana Júlia o pt se afundou horrores aqui.
O machismo tem imperado no Pt,vide agora noencontro de jovens,que uma menina sofreu violencia sexual e o partido está fingindo que não é com ele,hoje mesmo bati boca com um ex companheiro militante ativo do Pt(já fui militante do Pcdb por 5 anos)que postou que pior que o ´´Psdb,só as feminazis do partido´´,tudo pq as meninas da MMM,estão em cima para que o agressor seja punido.No começo do ano,o deputado Zé Geraldo do Pt,postou sobre amédica cubana que fugiu daqui do Pará,que ´´na verdade não dá para aceditar em uma vadia que bebia toda noite e tava trepando com um cara na casa de residencia do governo´´,foram estás palavras que ele usou ,sem tirar nem por.
Para o André,vc realmente sabe o que está acontecendo aqui em Altamira,vc acompanha o que a obra de Belo Monte tem feito aqui?
Sabe que o proprio Ibama condenoua a obra?Sabe que Belo Monte só alcança seu funcionamento perfeito a cada 3 meses no ano e no resto do ano só serve para barrar o rio?Que uma das maires acionistas dela é a Vale do Rio Doce,que misteriosamente descobriu uma jazida de ouro em uma terra que pessoas foram retiradas para construção da hidreletrica?Sabe que dois anos antes do Leilão de Belo Monte,estiveram em Brasília uma comitiva e o Lula chorou dizendo que não construiria Belo Monte?Tudo isso está lá no blog do Comite Xingu vIvo,do qual orgulhosamente faço parte,e a cada 3 meses estou em Altamira acompanhando o drama do povo de lá, vai no blog e vc vai encontrar inumeras alternativas para não construção da usina,não somos apenas ´´ecochatos´´,nem agimos movidos por ``força Demoniaca´´como o Ministro Lobão falou.Se vc nunca pisou em Altamira,nunca viu meninas indigenas que foram mandadas pra cidade,se prostituindo por 50 reais,nunca viu a devastação causada pela obra de Belo Monte,nunca viu o quanto inviavel é o local aonde a hidreletrica está,simplesmente pq na época da seca,ela não vai servir pra nada,não me venha com este papo,de quem acha que o Pará tem que aceitar Belo Monte sem resisitencia,e só pra constar lá no Blog do xingu vivo ,vc vai ver filmagens do proprio Lula sendo contra Belo MOnte,que na época da ditadur militar se chamava Kararaô
E quando a radfem rir muito aqui1ela não sabe que fofinha é um elogio,pior que nem dá pra dizer que é um mascu disfarçado ,pq o discurso delas é bem esse mesmo.
MAS,EI FOFINHA HOMEM FEMINISTA É UMA DELICIA!
seja ele cis ou trans ,viu ;)

Anônimo disse...

Anônimo das 22:55, onde vc mora?!! O que eu mais vejo é carro com bandeirinhas e bandeironas do Brasil, as ruas e sacadas dos prédios estão enfeitadas, até nas vielas das favelas de SP estão enfeitadas! De onde vc tirou que o povo não está comprando coisas para a copa?!!

É cada uma....

Anônimo disse...

Falta de respeito considerar todos os nossos cidadãos negros incapazes, que precisam de muletas estatais para chagar a algum lugar, o negro brasileiro e tão inteligente quanto qualquer outro cidadão, se lhe derem educação e formação profissional de qualidade ele não precisaria de esmola do governo com fins eleitoreiros.

Anônimo disse...

Para se ter uma ideia de como os novos “bons companheiros” (FIFA, Petê, empreiteiras etc) estão lavando a égua na “Copa da copas” e que o governo isentou a FIFA de todos os impostos cabiveis neste mundial, senhores esta e a primeira vez que isto aconteceu,ate a Africa do Sul arrecadou bilhões com o mundial deles. Ou seja, alem de financia esta biboca com nossos impostos, via BNDES, em estádios bilionários superfaturados em áreas com grande tradição futebolistica, tipo….Amazonia (media de publico, 5 mil pessoas em final de campeonato) ELES ISENTARAM A ENTIDADE DE TODOS OS IMPOSTOS, olha que lindo.
E por isso que ate acredito que esta nossa seleçãozinha, cheia de jogadores de condomínio, pode ate levar esta.

Anônimo disse...

Petistas não vão sossegar enquanto isto aqui chagar na situação que se encontra a Venezuela.Alias regime que eles defendem com unhas e dentes.

Anônimo disse...

A Marilena Chauí os definiria como classe média (eles são classe alta!), e eles são exatamente como ela define essa classe: "uma abominação ética pois é violenta, uma abominação política pois é ignorante, e uma abominação cognitiva pois é burra".

Assim diz a proletária que ganha 14 mil mensais na USP.

Rodrigo disse...

Sou estudante de medicina também, como a FF, só não partilho do coitadismo dela. Fui(infelizmente) na primeira passeata de médicos que teve em São Paulo, tive até vergona do que vi. Olhava pro lado e só via loiras maquiadas com várias jóias, pedindo pra que médicos não viessem de fora para ocupar as próprias vagas que não temos número para nem vontade de ocupar. Com certeza a maior parte dos médicos são sim extremamente reacionários, e não é algo que se resume aos profissionais mais antigos, por exemplo estava de plantão esses dias e veio um casal de pacientes gays que levaram uma pedrada na Augusta (dessas que a mídia não veicula porque não acontecem...) e tive que ouvir um "HAHAHA, bem feito!" de um residente daqui do hospital. Não sou gay, mas faço o que faço pelos pacientes, não por status. Tive discussões de não tão bom tom com uma residente outro dia pq eu INSISTIA que o personagem principal do hospital é o paciente, não o médico. Daria até um outro post inteiro sobre esse assunto, porém o tema é outro. As críticas da classe médica ao PT são muitas vezes bem dirigidas: criticam a falta de condições nos postos de saúde, que o PT assistiu de camarote mais 12 anos de derrocada do SUS devido aos encargos ficarem muitas vezes nas contas dos municípios que, pequenos, vêem prefeitos usarem a saúde com fins eleitoreiros ou, pior ainda, sem terem recursos para gerir o mínimo de saúde que a cidade precisa. O governo nada fez em favor do estabelecimento de uma carreira de Estado para o médico, que na minha opinião é o melhor jeito de garantir a presença de médicos Made In Brazil no interior. O resto é tapa-buraco (que é, sim, melhor que nada). Isso não significa que os médicos já não odiassem o PT antes mesmo dele chegar ao poder. O problema com a esquerda (e não o PT, que foi só o partido que mais deu certo dentre os "vermelhos") é quebrar a ordem estabelecida. Bem diferente do motivo pelo qual a esquerda bate no PT: vergonha de ter apoiado tanto tempo políticos tão ruins quanto os da velha direita conservadora(mantendo a ordem estabelecida). Pessoalmente, votarei no PSOL por enquanto, enquanto trabalhamos para que o Partido Pirata Brasileiro possa concorrer às eleições

Anônimo disse...

Não sei se o que eu vou falar fica meio fora de contexto, mas "vamulá":

Sobre médicos:
essa é a última profissão do mundo que deveria ser exercida por status, dinheiro e poder (isso não significa, que eles devem ser mal pagos, ou trabalhar na precariedade, muitíssimo pelo contrário). De fato um fatia considerável dos profissionais de saúde envergonham a classe e fazem cair por terra o lindo objetivo da medicina - melhorar a qualidade de e salvar vidas!!!

Sobre o PT:
Acho que o governo trouxe sim muito avanço na última década. O que eu discordo é o modo como as coisas são feitas. O estudo do Pisa nos mostrou onde está a grande falha de todos os governos até agora - A EDUCAÇÃO
Sobre o resultado do PISA:
(http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/12/131203_ocde_educacao_fl.shtml
Achar que dar o bolsa família e não investir dinheiro e todas as energia na FORMAÇÃO de indivíduos (desde a creche até o ensino profissionalizante) mitiga até certo ponto mas não resolve o problema da pobreza e das péssimas condições de vida que o povo vive.
Além disso, deveria ser do interesse do próprio povo (de todas as classes sociais) e do governo formar indivíduos que TAMBÉM produzam e contribuam para manter uma economia saudável e estável.

Jane Doe

Anônimo disse...

Mais uma coisa, que me veio na cabeça quando eu lia esse post, e que já muitos disseram - é fácil ver a direita como demônio e a esquerda como os mocinhos salvadores do mundo.

Eu nasci e cresci em uma cidadezinha minúscula no interior de SC. As duas vezes que o PT governou quase levaram o município a falência. O orçamento já apertado foi usado basicamente para pagar uma penca de funcionários públicos DESNECESSÁRIOS, que entraram lá através de compra de votos. Além disso as "inovações" desses dois governos foram construir um escritório luxuoso para o prefeito e o vice, mudar o nome das ruas e colocar uma placa de bem vindo na entrada da cidade (que até hoje só estão os dois postes lá, a placa nunca foi erguida).

Melhorias na saúde, educação, e nas condições das estradas foram feitas pelos governos do PSDB.

"It's tempting to see your enemy as evil, but there's good and evil on both sides of every war ever fought" Sir Jorah Mormot

Jane Doe

Douglas Carvalho disse...

Paula, poderia rebater cada um dos pontos que você colocou. Eu procuro ser pragmático na política, e eu te pergunto: o Brasil já esteve melhor, em toda sua história, em relação a hoje? Problemas que aqui existem, acha que se houvesse outro governo, estariam resolvidos?

Sara disse...

Sempre adorei os comentários da Marussia, mas este estava irreconhecível.
Pra começar chega a ser rídiculo esse confronto do povo com a elite, pois que eu saiba a elite é minúscula e representa uma parcela inexpressiva de votos.
Nem entendo pra q essa preocupação dela ou da esquerda, a eleição já esta ganha ha muito tempo.
Acho o governo do PT péssimo, e não pra mim, mas para o próprio povo, não vi um único benefício real q esse governo tenha trazido pra população em geral, muito pelo contrario, prenderam uma parcela bem significativa a miséria com medidas eleitoreiras na minha opinião (coisa q o próprio PT sempre condenou na antiga politica).
Esse jogo já esta com as cartas bem marcadas, e não vão ser os médicos q vão muda-lo.

Alana Rios disse...

Sou nova aqui no blog, conheci há poucos meses e até agora só tinha feito um comentario , no texto sobre junção de nomes no casamento. Mas agora... esse post...até respeito o direito da autora do comentário de falar o que quiser. Mas o que vi foi uma sequencia de baboseiras. Sou médica no extremo interior do RJ (415 km da capital, e ok, apesar de ser um município bem pobre nem se comparara com outras localidades por aí, eu sei) e a estrutura física e profissional é horrivel. Faltam medicamentos dos mais básicos, equipamentos estão quebrados há anos e por aí vai. E quando vc tenta questionar algo junto ás 'autoridades competentes', elxs dizem q não podem fazer nada, e que eu não estiver satisfeita há montes de cubanos que viriam pra cá felizes pra receber ainda menos que eu. Enfim, há médicos e médicos , mas daí a autora sair taxando todo mundo de sacoleiros que vão pra Miami 3x por ano e que só reclamam porque são playboys com ódio das conquistas do povo é um pouco demais.Se ela é de esquerda e quer atacar os médicos em geral, ok, q vá em frente, mas daí a colocar sua opinião como uma verdade universal, como se todxs xs médicxs fossem "direitistas do mal" é complicado, muito complicado. E a propósito, não sou de direita, mas tenho crises de riso cada vez que vejo essa história de "esquerdistas bonzinhos que são o governo x direitas mimados que são a personificação do mal" .

Anônimo disse...

Anonimo das 01:45:
É que o brasil todo se resume a são paulo né?

É cada uma...

Carlos Eduardo disse...

Tenho uma pergunta bem sincera: se eu, que estudo ciência política profissionalmente e em tempo integral, tenho muita dificuldade em me posicionar dentro da luta de partidos, como profissionais de áreas mais técnicas e que demandam muitas horas de trabalho por dia conseguem se educar a respeito dessas coisas?

Anônimo disse...

O governo do FHC foi do longe de ser o ideal, mas ainda sim muito melhor que o atual. Um governo que pegou o país num estado de calamidade pública, com inflação acima de 1000% (isso mesmo: 1000%!!!) e com o plano Real conseguiu reduzir essa inflação para 1%; por um bom tempo conseguiu manter a nova moeda em igualdade com o dólar. A partir daí o Brasil conseguiu começar a crescer. a partir daí começou aos poucos a aumentar o salário mínimo, que era minúsculo antes do plano Real. Com inflação de 1000% não era possível ninguém sobreviver, principalmente a classe pobre. Então se vem falar de memória dessa época, o que eu lembro é que eu comprava 1 revista, por exemplo, e a revista da outra semana já estava o dobro do preço, na outra o triplo, etc etc; após o Real acabou isso e todos podiam fazer seu planejamento de forma mais adequada, inclusive os pobres.

Anônimo disse...

Acompanho o blog mas essa postagem foi de rachar. Sempre, em todas as postagens, reclamam que pessoas subjulgam outras pessoas por grupos e é exatamente isso que existe nessa postagem. A diferença aqui é que não reclamam dos que subjulgam as mulheres, por exemplo, subjulgam os médicos (e o pior, por motivos ideológicos).

O pior não é nem ofender um grupo apenas por ser um "grupo", o pior é acredita que tal partido ainda representa qualquer sentimento de esquerda. Médico, querendo ou não, é uma classe trabalhadora. Tem direito a reclamar, a fazer greve, a ter sindicato e ser representado politicamente. Esse negócio de "excluir" uma classe trabalhadora das discussões através do subjulgamento é coisa de direita.

Sinto pena do que esse blog virou.

Anônimo disse...

Oi Lola

Vc cometeu um pequeno engano.
O curso de medicina que vc bota em questão dura 6 anos.
O que vc se refere são 5 anos, então deve ser medicina veterinária. Abraço.

Anônimo disse...

"Tenho uma pergunta bem sincera: se eu, que estudo ciência política profissionalmente e em tempo integral, tenho muita dificuldade em me posicionar dentro da luta de partidos, como profissionais de áreas mais técnicas e que demandam muitas horas de trabalho por dia conseguem se educar a respeito dessas coisas?"
Aí é que está, não conseguem/conseguimos, por isso que nossa representação política é tão ruim. Por isso que as always, o problema é a educação.

normalidaderealidade disse...

Carlos Eduardo,

Eu sou cientista social, cientista política em formação, e meu meio não me deu ferramentas pra entender a luta na prática não. Saber dos mecanismos causais, vertentes teóricas, saber rodar uma regressão ou categorizar ideologias não deixa ninguém pronto pra "luta" e tampouco nosso papel é esse.

Já o trabalhador, que conhece pessoalmente as consequências e efeitos das políticas governamentais, consegue sentir na pele o que acontece com ele, não importa qual o código de categorização do governo, os padrões de carreira dos parlamentares ou a análise de discurso ou da programática partidária. Teoricamente, ele até escapa do maniqueísmo, já que a realidade dele não vira um monte de indicadores.
Ok, aí vem a questão do tempo: assim como a gente não tem nem tempo de entender em tempo real o que tá rolando (afinal, cenário que não se desenhou inteiro é foda de analisar), o trabalhador pode saber muito mais que a gente e não ter tempo de agir. Claro, as sanções dos patrões são um enorme obstáculo, mas um trabalhador sabe usar o espaço de luta mil vezes melhor que um estudioso com uma biblioteca enorme e vinte mil artigos publicados sobre o assunto.

Na verdade, eu desconfio que nosso papel nem seja se posicionar na luta partidária - ao menos não pela nossa formação e profissão. O negócio do intelectual de vanguarda é balela, o que somos apenas nos faz espectadores dos agentes de fato - aqueles que estão na labuta. Nosso papel é *depois* ver o que fez o partido e quais foram as consequências. Mexer com histórico e ideologia é pisar em ovos, e não tem metodologia que faça isso virar um "EUREKA!". E vou tacar polêmica agora: causalidade e previsibilidade são cientificamente duvidosos. Não rola brincar de "certo-e-errado".

Anônimo disse...

Se vc é médica, porque se refere aos mesmos como "eles"??? O problema do atual governo é dar o peixe, ao invés de ensinar a pescar. Bolsa familia, cotas, bolsa crack e etc.... Ao invés de investir esse dinheiro em melhorias na educação basica, para tornar os alunos competitivos de igual pra igual no vestibular, abrem as cotas. Ao invés de capacitar a população para preencher as demandas do mercado, dão bolsa. Ao invés de melhorarem a estrutura de saúde básica, também querem dar "de bandeja" uma solução, entupir o pais com médicos estrangeiros. Ao invés de melhorar, baixam o nivel de tudo.... Como medica, tive que aprender a pescar, e como tive! Tive que me virar, ralar, muito, pra chegar ate aqui. Coisa que os que recebem tais bolsas não estão fazendo por falta de incentivo do governo. Queria ver uma educação que fizesse cada individuo prosperar! Isso sim seria ver o pais crescer.

Anônimo disse...

Lendo bastante, meu caro.

Aninha disse...

Morri de rir com a discussão fofa no começo do post.

"Não me chama de fofa que você não eh magrinha"

Kkkkkkkkkkkkkkk

Essa alegrou minha segunda

Anônimo disse...

Escrita ruim pra um público ruim. Procura ser menos confusa e mais bem informada. Pra que estudou letras, é uma redação sofrível.

Anônimo disse...

Cara Lola, você não pode generalizar em nome de uma classe. Trabalho em emprego publico e vivo do meu emprego. Porque você diz estas inverdades? Porque você mostra tanto odio assim por medicos? Eu tenho 35 anos de formado, não tenho ainda meu apartamento proprio e pago orgulhosamente aluguel. trabalho sério e escolhi medicina porque gosto e ponto. Dei azar e não ganhei muito dinheiro, mas sou feliz com o que tenho!

Antônio disse...

Estranho esse texto, afinal você NÃO é médica e tampouco entende da realidade da classe.
O profissional médico é cada vez menos valorizado, tanto na pública quanto na privada.
O ódio dos médicos com o pt é simples. Esse governo sem ideologia alguma (só tem interesse em manutenção do poder), criou uma briga de classe. Assim, os responsabilizados pela péssima saúde pública são dos médicos e não dos políticos que estão no poder há 12 anos. Enquanto isso, houveram cortes no orçamento para a saúde, redução dos leitos hospitalares e privatização (sim, o pt privatizou tanto quanto os partidos anteriores) das instituições de saúde.

Porém a fórmula para enganar a população é simples. Paga-se uma cambada de pessoas para escreverem bem do pt na internet e põe aumento na bolsa família, enquanto isso, o analfabetismo no Brasil aumentou nos últimos anos.

Anônimo disse...

Mas alguém tem dúvida da enormidade de negros que está em desvantagem devido ao preconceito racial crônico? Nada a ver com incapacidade, muito, muito pelo contrário. Esse argumento do "desrespeito à capacidade" é totalmente falacioso. Pra esse mundo de "oportunidades iguais" acontecer faltam muitos anos de mudança de mentalidade. O brasileiro é racista.

Carlos Eduardo disse...

Faz todo sentido, obrigado pela resposta. Isso implica também que uma classe profissional, como os médicos, tem todo o direito de reagir a políticas que os prejudicam particularmente, sem se comprometerem com o "bem geral". Portanto, se a médica é patricinha, que seja, e que defenda as suas patricisses. É injusto desvalorizar as reclamações de uma classe só porque eles não são trabalhadores de enxada na mão.

Zac disse...

Rejeição total da medicina preventiva dos médicos cubanos??? Já vi que é mais um ignorante de plantão.
Então quer dizer que falta de saneamento básico, agora é culpa do médico. Doenças cardiovasculares é a principal causa de morte no Brasil, o que poderia ser evitado com hábitos de vida mais saudáveis, o que todos médicos fazem é orientar em relação ea esses hábitos e prescrever medicamentos se necessário, agora tb é culpa do medico se o paciente não adere a terapêutica ou se faltam medicamentos. Ainda posso citar vários outros exemplos
Ainda bem que com o mais médicos tudo vai se resolver, já que tudo é culpa do médico brasileiros que vivem fazendo compras em miami.

Anônimo disse...

Vamos dar crédito onde ele é devido? O plano Real foi totalmente formulado no governo Itamar Franco, iniciando com o ministério da Fazenda do Ciro Gomes, e posteriormente, do FHC. De fato, eu considero um marco no desenvolvimento do Brasil. Isso posto, acho vergonhosa a forma como a política monetária brasileira se subjugou à campanha eleitoral do FHC em 1998, em meio à crise asiática, levando a economia ao caos no inicio de JANEIRO, com demissão vergonhosa do Gustavo Franco e os cacetes -- FHC tomou posse e o cambio desabou, coisa que era IMPOSSÍVEL de não acontecer na situação da crise internacional, mas segurou-se a paridade com o dólar de forma totalmente irresponsável por fins eleitoreiros. O resultado foi um país sem reservas para lidar com as crises regionais posteriores (Argentina 2002), e que retornou a juros de mais de 20% ao ano e dólar a centavos de 4 reais POR CAUSA DE UMA MERA ELEIÇÃO. Esse era o nível de fragilidade do pais que herdamos do PSDB, uma ELEIÇÃO levou o pais a fazer acordo com o FMI pra ganhar fôlego. Então vamos lá, o FHC fez coisas, transformou o cenário macroeconômico do país. E o PT depois deu continuidade e transformou DE NOVO e PRA MELHOR. Agora sim, temos um país resistente a crises externas -- ESTÁ PROVADO, passamos por uma das brabas muito mais incólumes do que jamais ocorreu antes. Não é papinho, entende?

Lola, precisando de economista tô aqui, viu? Hehehe

Ana disse...

Lola, é impressionante! Cada vez que você fala de médicos eles comparecem prontamente para falar mal do PT! hahaha Eu me divirto e ao mesmo tempo tenho pena de nós todos, brasileiros, que estamos com a saúde na mão desses comerciantes.
Que bom que há as raras exceções como a Marussia e a Valéria.

A ignorância política da classe é escandalosa. A pessoa vem aqui falar que o governo dá o peixe, mimimi, mas deve achar normal as bolsas do CNPq e da CAPES,o ciência sem fronteiras, deve achar normal ter papai e mamãe para pagar as contas enquanto estuda.
Quanta hipocrisia!

Maria Valéria disse...

Mas André, quem vota no PSDB nao reclama de pedagio !! Pelo menos os que conheço , nao, eles acham ótimo, chique " prefiro pagar caro e ter uma estrada nos trinques pra MIM do que nao pagar e ter a estrada esburacada " ..
Eu escuto esse discurso da boca de todo paulista que conheço ..
Pros paulistas, ta muito simples " se EU posso pagar O MEU, , pouco me importa se trocentas pessoas recusaram empregos em cidades vizinhas porque nao podem gastar 300 reais de pedágio por mes "
Confere ?
As reclamações sobre saúde, educação , existem sim, aqui em SP, mas. Adivinha ?? ...jogam a culpa disso no PT,! Pasme, esquecendo que nosso Exmo. Sr governador tem sua parcela de responsabilidade.
Outro dia um amigo meu atendeu o telefone, chorando , de luto , porque " um amigo policial foi baleado em serviço , por causa dos sem terra do PT..." Ueeeee a responsabilidade da segurança publica e do governo do estado...ne ?? No fim, nem retruquei em respeito ao luto do meu amigo....
Todos aqui em SP discursam assim,em redes sociais cansei de ver abobrinha e nem respondo pra evitar maiores confusões...:/
Eu acho que a palavra correta pra se definir o que acontece com a PSDB aqui em SP nao e " maldade " , e sim, " lavagem cerebral " ....nosso governador virou santinho, probo,honesto , impecável , e se nosso estado nao e um primor nos quesitos educação , saúde, segurança, , a culpa e Do PT, e nao do PSBD, que governa aqui ha 20 anos...
Ou talvez eu seja ingênua demais e nao veja maldade nos outros,mas pra mim, a palavra certa seria " lavagem cerebral "
Como as pessoas que viajaram pro exterior ano passado ,parcelaram a passagem no cartão de credito, que na época do FHC nao podiam faze - lo e classificam o governo do PT de " ruim"
Ok, cada um no seu direito....
Abraços !!

Maria Valéria disse...

Nao sou economista , mas no entendo quem critica a inflação do governo atual, com todo o respeito....

O FHC entregou o mandato com o dólar a 4 reais, e minha memória nao falha, porque fizeram ate piadinha de mau gosto quando o Lula foi eleito " xá comigo que o dólar nao passa de 4 - mostrando os 4 dedos. "
Então, quem quiser criticar o PT, use outros argumentos que nao a inflação e o cambio, que eu sou toda ouvidos.

Alias, o que me incomoda em todo esse discurso de ódio são amigos meus postando em redes sociais , chamando o Lula de " o nove dedos " , a Dilma de " mocreia, dentuça " ...triste.ne....

Anônimo disse...

Não sei em que país você vive, mas no meu, as pessoas ESTÃO morrendo pelas esquinas. Esse suszinho ai não ta dando conta não.

lola aronovich disse...

Anon das 11:07, 11:11 e 11:13, suponho que vc seja a mesma pessoa. Sofrível é a sua incapacidade de compreender um texto. Porque está bem claro que não fui eu, Lola, que não sou médica, que o escrevi, e sim a Marussia, QUE É MÉDICA. E quais são as inverdades do texto que ela escreveu? Ela se baseou no guest post de uma leitora que foi ao médico e teve que ouvir discurso anti-PT durante a consulta, porque o médico disse que era missão dele falar contra o governo pra pelo menos 5 pacientes por dia. Belo profissional esse, hein?


Aninha, seu resumo me fez rir! "Não me chama de fofa que você não eh magrinha". Ha ha, exatamente isso! Eu nem sabia que fofa era sinônimo de gorda...

Maria Valéria disse...

Os médicos, a maioria repetem discurso de ódio contra o PT, sim.

Os que conheço,todos fazem isso.

Lembrando que moro em SP e pode ser que os médicos de outros estados podem nao estar contaminados com o discurso do PSDB, que todos os paulistas ( médicos ou nao) aplaudem
Sou medica e infelizmente tenho que admitir que e verdade.

:(

Anônimo disse...



9 DE JUNHO DE 2014 01:45

Moro no interior de são paulo. Neste fim de semana fui ao Outlet Premium em Itapeva e tava um mar de carros, mas nem um com bandeira do brasil. O que vi foi na estrada.

A notícia do mal desempenho do comércio eu ouvi na Globo News.

André disse...

Anônimo 9:39,

Ao contrário do que os tucanos querem fazer crer, o FHC não sucedeu o Sarney nem o Collor, ele sucedeu o Itamar, que acabou com a inflação e deixou as contas em ordem.

André disse...

Maria Valéria,

Esse discurso era bem padrão entre simpatizantes. Que após descobrirem que existem estradas federais com pedágios de 1 e 2 reais passaram a ficar mais na moita. Mas tem muito paulista "apartidário" que reclama dos serviços do estado mas continuam votando no PSDB.

Anônimo disse...

Isso de que a maioria dos médicos ganha bem e vivo no luxo está no inconsciente coletivo da população, talvez reflexo de um passado recente. Mas hoje é muito diferente. Médicos compram carro financiado, pois querem mostrar um status que não têm. Saem de Honda Civic e Corolla parcelados em 4 anos.
Compram imóveis pequenos financiados em 30 anos, como o resto do povo.
Viajam, esporadicamente até para o exterior, parcelado ou juntando dinheiro o ano todo. É melhor que muitas outras categorias profissionais? Sim! Mas está longe, muito longe, do estereótipo de ir para Miami três vezes por ano.

Anônimo disse...

Lola, você já viu quanto pagam os concursos para médico? Pegue uma cidade onde realmente não havia médicos antes dos cubanos (mas não vale cidade onde tinha médico e ele foi demitido para dar lugar ao cubano, tem que ser onde não havia ninguem) olhe quando foi o ultimo concurso e o valor dos salários. Coloque aqui e continuamos a conversa.
Aline

Anônimo disse...

Eu sou médica e odeio o PT. Por que? Motivos abaixo:

O PT está destruindo uma profissão. Vocês já reclamam dos atendimentos médicos que tiveram, preparem-se porque vai piorar demais. Não há critério algum para abrir novas faculdades, as novas faculdades não têm boa infra estrutura, hospitais universitários e professores capacitados. Lola, vc é professora universitária e deve saber que é necessário um número mínimo de mestres e doutores para abrir uma faculdade. Sabia que para o curso de medicina isso foi abolido? Como não há professores suficientes para a ampliação das faculdades, resolveram isso baixando o novel dos professores. Já tive colegas recém formados que trabalhavam em postos de saude que foram abordados pelos seus gestores com pedidos para serem professores de aulas praticas de alunos dessas novas faculdades. Além da falta de técnica, um professor recém formado ainda não tem experiência de vida para ensinar outra pessoa.
Hoje qualquer pessoa faz medicina. Não é mais necessário ser alguem que sempre estudou muito, que tem uma base boa. E o nivel dos alunos (de todos os cursos) só piora.
Eu tenho medo de eu ou alguém da minha família precisar de serviços de saude. Não é só os médicos que estão ruins, o nível de profissionais de saúde como enfermeiros e fisioterapeutas é péssimo. Agora os médicos vão pelo mesmo caminho.

Anônimo disse...

Se esses cubanos são médicos porque não fazem o revalida?
Petista acha que todo mundo é idiota mesmo.

Anônimo disse...

//Doenças cardiovasculares é a principal causa de morte no Brasil, o que poderia ser evitado com hábitos de vida mais saudáveis, o que todos médicos fazem é orientar em relação ea esses hábitos e prescrever medicamentos se necessário, agora tb é culpa do medico se o paciente não adere a terapêutica ou se faltam medicamentos. //

Você já leu a cartilha da Secretaria da Saúde para prevenir doença cardiovascular? Nem eu. Estou lendo agora. Muito incorreta, por sinal. Preconiza abolir praticamente toda as gorduras animais,inclusive dos laticínios mas recomenda as MARGARINAS CREMOSAS, Becel entre elas, 'naturalmente'. Dá pra confiar?


GORDURAS, ÓLEOS, AÇÚCAR E DOCES:
as gorduras são fontes de ácidos graxos essenciais, vitamina E e energia.
Por serem excessivamente calóricos, devem ser consumidos moderadamente.
Alimento Uso Recomendável
1 a 3 vezes/dia

Origem vegetal - óleo de soja,
oliva, canola, milho, girassol,
MARGARINAS CREMOSAS.

Gema de ovo está proscrito.

Dentre os carboidratos, o suco de frutas natural é recomendado de 1 a 3 X ao dia. Hmmm, suco de frutas como o de laranja é frutose na veia...

Ela manda trazer compras de supermercado, ou seja, carregar ou empurrar peso pela rua.

esta é a nossa medicina preventiva, dá pra confiar?

http://www.saude.sp.gov.br/resources/ses/perfil/cidadao//cartilha_prevencao_cardiovascular.pdf




Caso concreto emblemático: Os endocrinologistas estão trabalhando para as anfetaminas voltarem a ser permitidas porque eles não têm mais nada a oferecer aos que querem emagrecer, entende?

http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2013/11/camara-aprova-projeto-de-lei-que-libera-venda-de-anfetaminas-proibidas-em-2011-4339583.html

Isso mostra o estado em que deve estar a população obesa, com excesso de peso e com problemas cardio vasculares. Mas não tem problema não. A Super Medicina tem a solução: Bariátrica e stents, pontes safenas, estatinas, sibutraminas e afins.

André disse...

Anônimo 14:17,

Conheço médicos que ganham mal (menso de R$10.000,00 por mês) mas pode acreditar que ainda está bem longe da média salarial dos brasileiros.

Aline,

Existem cidades onde tinha médico e ele foi demitido para dar lugar ao cubano, mas são minoria e nem todas são governadas por petistas.

Anônimo 14:40,

Tudo isso que você descreve não foi implantado pelo PT, que tem parte da culpa por não ter resolvido todos os problemas da educação superior nos 12 anos que governou. Mas por que o ódio apenas ao PT?

Anônimo 14:46,

Não fazem o Revalida pois aí poderiam atuar em definitivo no país, e não apenas no Mais Médicos.

Anônimo disse...

Anônimo das 14:50, o que os médicos podem fazer para os pacientes emagrecerem? A maioria dos obesos não tem nenhuma desordem hormonal ou doença (física) de base. As causas são psiquiátricas e comportamentais. Quando a obesidade torna-se uma doença ou um fator de risco, é preciso fazer algum tratamento e nisso incluem-se os medicamentos, cirurgias, etc. Um médico não tem o poder de obrigar uma pessoa a fazer dieta e exercícios físicos.

Anônimo disse...

A minha opinião sobre a coisa toda dos médicos x governo é mais ou menos a dele:

http://www.youtube.com/watch?v=3XN3Nf_ep3Q

Chamar os médicos de "metidos" é fácil, quando a gente não está na pele deles.

Mas trabalhar para o governo com contrato abusivo e salário atrasado ninguém quer.

Anônimo disse...

André

O programa era para levar médicos onde os médicos brasileiros não queriam ir. Pelo jeito nenhum médico brasileiro quer ir nem para São Caetano do Sul, cidade com maior IDH do país. Pois é, tal cidade foi contemplada com "Mais Médicos".

Mesmo prefeituras contrárias ao PT estão demitindo médicos brasileiros e aceitando os profissionais do Mas Médicos, pois é um ótimo meio de diminuir as despesas do município.

Em várias cidades a troca de médicos sequer é considerada como demissão pelo governo, pois os médicos locais eram simplesmente contratados, e não renovaram os contratos (que eram renovados há anos, ao invés de fazer concurso público). Outras prefeituras contratavam através de "atravessadores". Romperam os contratos com essas empresas e os médicos foram demitidos. Para todos os efeitos, não foram as prefeituras que demitiram os médicos.

Antes os recém formados iam trabalhar nos postos de saúde. Agora, como não há mais vagas para eles nos postos, eles vão para as UPAs ou otras unidades de pronto atendimento. Os locais onde deveriam ter somente médicos experientes, vão encher de recém formados e inexperientes.

Andréia disse...

"Maria Valéria disse...
Lola, meio off tópic, mas que tal um post sobre a copa do mundo no Brasil ? Muita gente tem usado isso pra atacar o governo atual....
Gostaria de ler sua opinião"

Eu estava pensando nisso! Também estou curiosa.

Anônimo disse...

Anon 14:46, não apenas "esses cubanos" são médicos como muitos deles foram professores de medicina em Cuba.

Sei porque trabalhei no programa Mais Médicos.

Anônimo disse...

Olha, eu tô dando uma olhada nuns concursos/processos seletivos por aqui. A verdade é que, tem sim salários ridículos (até na minha opinião de psicóloga, que ganho bem menos que um médico. Mas nem todos os salários são tão ruins assim não. Vi salários de menos 2.000 (40 horas! choquei), mas também vi salário de 6.300 (40 horas) Ambos são em cidades pequenas do Piauí, e ambos os salários referentes ao cargo de médico de PSF, agora em 2014. A primeira cidade, com salário menor tem menos de 5.000 habitantes. A outra tem quase 31.000. Em Minas Gerais, havia vaga para dois médicos de PSF, remuneração 9.130,00, também 40 horas, e a cidade fica no Vale do Mucuri, tendo menos de 9.000 habitantes. Então, não dá pra dizer que todos os salários são baixos, porque o que vi, é que varia muito de cidade pra cidade.Claro que xs médicxs vão poder escolher pra onde quiserem ir. Ninguém é obrigado a ir pra longe. Mas, as pessoas precisam de assistência a saúde. O país tem o mínimo necessário de médicos, mas são mal distribuídos. E, tem gente que não vai pros rincões do interior nem se o salário for maior que a média.

Ma.

Anônimo disse...

Ma.

Reparou que todos os valores que você citou, inclusive esse de 9130,00 por 40 horas, são inferiores aos valores pagos pelo governo federal aos "Mais Médicos?

Lembrando que os "Mais Médicos" trabalham 32h/semana.

Anônimo disse...

Ma.

A questão não é o valor acima de 9000, tem lugares que anunciam mais de 15000. Mas esses se referem normalmente a processos seletivos, contratos via pessoa jurídica ou tercerisados sem vínculo empregatício e direitos trabalhistas. Achou algum concurso público nesses moldes com salários de 9.000,00?

Anônimo disse...

A classe médica está desvalorizada... como vão viver do salário mínimo que recebem? Coitadinhos...

Anônimo disse...

Má, você percebeu que todos os valores que você encontrou são inferiores aos 10 mil pagos pelo governo federal aos "Mais Médicos"? E eles só trabalham 32h/semana.

Anônimo disse...

15:12, então, se a obesidade está fora da especialização do endocrinologista, se não há distúrbio hormonal algum, ele tem que encaminhar para o especialista correto, o psiquiatra, o psicólogo, como você sugeriu, entre outros e não receitar anfetamina para tirar o apetite, porque o problema não é o apetite, é a compulsão. Mas não, o endocrinologista se sente na obrigação tanto pelo lado da ind. farmacêutica quanto do lado do paciente de receitar droga deletéria, viciante, ineficaz com o beneplácito do Ministério da Saúde e da ANVISA. A doença desta forma permanece, para bens de todos e felicidade geral dos 'powers that be'.

Anônimo disse...

Anônimo das 14h40 de 9/6 disse...
Eu sou médica e odeio o PT. Por que? Motivos abaixo:

O PT está destruindo uma profissão. Vocês já reclamam dos atendimentos médicos que tiveram, preparem-se porque vai piorar demais.


Vejamos...

Não há critério algum para abrir novas faculdades, as novas faculdades não têm boa infra estrutura, hospitais universitários e professores capacitados(...)

Reclame com o Conselho Federal de Medicina. É ele quem devia fiscalizar isso.

De fato, isso é grave, mas não é o PT quem está fazendo isso. É o CFM quem está fazendo vista grossa.

Hoje qualquer pessoa faz medicina.

Qualquer pessoa que tenha estudado nos melhores colégios particulares ou pode dar mais de 2 mil em uma mensalidade, você quer dizer, né?

Não é mais necessário ser alguem que sempre estudou muito, que tem uma base boa. E o nivel dos alunos (de todos os cursos) só piora.

Nunca foi. O que é necessário é ter estudado em escola top. Quem estudou em escola pública dificilmente conseguia passar, mesmo antes do governo FHC. Isso sempre foi assim e dificilmente mudará enquanto não houver vontade política.

E o papel do CFM nisso tudo? É ele quem regula o exercício de sua profissão. Não é só tirar CRM está tudo certo. Ele devia se preocupar com isso. E não faz. Cobre do CRM, do CFM.

Maria disse...

Nossa, que classe malvadona a desses médicos que vivem muito bem e odeiam o PT porque odeiam os pobres! Generalização é uma beleza! Simplificar as coisas também é muito bom. Não gostar do PT significa odiar os pobres, claro... Muito esclarecedor o post!

Anônimo disse...

Engraçado que foi o governo da presidenta Dilma, do PT, que desistiu de destinar verba para cirurgia de aborto legal em hospitais públicos... Será que o PT representa mesmo os pobres?

Anônimo disse...

"Loiras maquiadas".
Só nesse trecho estereotipado já se foi parte de sua razão.

Maria Valéria disse...

Sabem gente, a questão nao e falar mal do PT ou nao gostar do PT,
Quer gostar, desgostar,ta no seu direito,
O que nao entendo é esse discurso de ódio que tenho visto ( ao vivo e em redes sociais )- fala serio, o que o PT fez de tão criminoso assim pra merecer tanto ódio ? Mataram alguém ?
Nao vem dizer que foi o escândalo do mensalão, escândalo por escândalo o governo FHC teve um chamado "das sanguessugas " e nao vi ninguém ser processado. So pra citar um, porque teve mais.
Apagão tambem teve no governo FHC , recordo bem :dia 11 de março de 1999, dia esse em que eu estava em casa depois de ter voltado de um bar,e de repente deu aquele breu todo,
A saúde publica nao esta lá essas coisas ? E no governo FHC , como estava, um primor ? A educação ?? Fala serio ne,
Respeito quem pensa diferente, mas nao respeito quem faz discurso de ódio...nao entendo !!!
E por falar nisso, uma coisa sobre o tal Joaquim Barbosa, que todo mundo daqui de SP endeusa e pede pra ser candidato a presidente :
Tem circulado no Facebook uma capa de revista veja onde o Barbosa supostamente teria dito " se querem me homenagear nao votem nao PT "
Eu nao sei se ele declarou isso, se isso e montagem . Nao leio veja ha anos e nao passei perto de banca de revista esses dias,
Mas se de fato , ele fez essa declaração - isso nao e quebra de decoro ou sei lá o que ? Isso lá e postura de presidente do supremo, falar mal de um partido político ? Bem, meu pai ( delegado de policia ) se der uma declaração dessas em publico leva processo administrativo na hora.que eu saiba , juiz tambem , promotor tambem.
Presidente do supremo pode fazer isso, tem superpoderes ?
To pasma. Mal conheço o Barbosa, mas se ele deu essa declaração de fato, ja tem minha indignação e perdeu meu respeito faz tempo.




Renata disse...

sim, é isso mesmo. Os médicos querem melhores condições para atender a população, mas querem que tudo já esteja no lugar, eles não vão à luta!

Qual é a classe trabalhadora no Brasil que chega e recebe tudo na boquinha?
Professor? Motorista?

Ah ta, médico não pode fazer pressão na prefeitura para melhorar saneamento, médico não pode fazer escândalo para governo comprar material, médico no Brasil só quer esperar sentado.

Maria Valéria disse...

"Reclame com o Conselho Federal de Medicina. É ele quem devia fiscalizar isso."

Desculpe, mas preciso te corrigir - o CRM e o CFM nao tem poder pra decidir se abre ou se fecha uma faculdade de medicina,tal decisão esta nas mãos do MEC - uma das brigas do CRM /CFM e justamente esta !!!
Abraço :)

Maria Valéria disse...

Uma informação valiosa pra quem critica o bolsa familia e programas de auxílio - quer criticar? Critique - ta no seu direito- mas por favor, nao cometa a besteira de dizer " na Europa que e bom, ninguém da esmola pra pobre "

Fonte segura, porque minha irmã vive em Londres- se você nao tiver casa , o governo te da uma . Se você nao tem salário, o governo te da auxílio desemprego.
Nao tem morador de rua em Londres porque simplesmente nao deixam o cara morar na rua,ponto final.
Minha irmã mora num ap de um quarto - se ela tiver um filho, obrigam ela e o marido a mudar pra um apto de dois quartos - se eles nao tiverem $ pra arrumar um ap assim, o serviço social providencia,...pode nao ser o ap de dois quartos dos seus sonhos , nem no bairro onde vc quer, mas seguramente vc nao ficará morando amontoado , dormindo três pessoas no mesmo quarto...ahhh se o casal tiver dois filhos , um quarto pra cada filho , obrigatório por lei.se vc nao tiver $ mesma coisa, o serviço social te arruma um lugar assim, que pode nao ser o dos seus sonhos,mas arruma,
Nao sei se essa política e a ideal...eles tem gastos públicos demais , pagam o preço por isso, mas em compensação nao tem ninguém dormindo nem morando na rua.
Inclusive tem gente que mora lá e critica quem vive " mamando nas tetas do governo" enfim ,da pano pra manga,

Onde quero chegar com tudo isso ??
...
Entao, quer criticar o BF ?? Beleza, mas por favor, nao diga que " no primeiro mundo nao se da esmola pra pobre " , porque o que se da aqui e uma merreca, nao chega nem perto do que se da em alguns países desenvolvidos.
Quer argumentar ? Beleza, mas se informe e procure um argumento que sirva, porque esse nao cola,

Boa noite a todos,

Post super interessante e excelente debate justo qdo to com enxaqueca, preciso dormir , amanhã venho ler mais.
:(

Anônimo disse...

19:33, a questão do aborto esbarra num lobby poderosíssimo chamado Igreja Católica. Os médicos teriam que peitar, e estão peitando a ICAR, mas a pressão é grande, viu?

Anônimo disse...

Maria Valéria, eu sou uma 'regular' no Daily Mail. Um dia desses eles postaram uma casal com 9 filhos e esperando mais gêmeos passando férias na Espanha, tudo financiado pelo governo, inclusive a casa. Lá é assim mesmo. Os muçulmanos, os imigrantes, todos têm essas benesses sociais, mas o NHS, que é o SUS inglês tá muitíssimo mal das pernas. Nâo param de reclamar. Cada caso de chorar...Melhoras, viu?

Anônimo disse...

Anônimo das 18:58
O CRM/CFM não tem poder algum para barrar a abertura de novas faculdades ou mesmo fiscalizar aquelas já existentes. Isso é atribuição do MEC. A abertura é incentivada pelo governo, inclusive faz parte do programa Mais Médicos.

Uma das armas que os médicos tinham para pressionar mudanças era recusando-se a trabalhar em locais sem condições. Isso forçava o gestor a mudar algumas coisas. Agora, há quem aceite qualquer coisa, então para que irão melhorar algo?

Como vocês sugerem que os médicos possam reivindicar algo?
Médico não pode fazer greve, não pode fazer passeata...


Anônimo disse...

Anônimo das 18:52, o problema da obesidade é o apetite sim, a compulsão. Um não exclui o outro. Por isso inibidores de apetite funcionam. Mas acho que um tratamento psiquiátrico deve ser sim feito em paralelo. Grande parte dos obesos têm transtorno de ansiedade, depressão.

Feminista capitalista disse...

Gostei do que li,realmente existe muito discurso anti-petista sem embasamento algum, existem muitas pessoas que adoram começar ou encerrar qualquer discussão com ‘É tudo culpa do pt’,enfim acreditam na primeira coisa que a mídia apresenta irresponsavelmente a eles,parecem crianças de três anos.

Só pra constar não sou nenhuma defensora do PT,nem gosto do partido, muito menos sou alguma fã da Dilma, mas mesmo assim votarei nela e espero que ela seja reeleita,visto que ela,apesar de ruinzinha é a presidente menos vergonhosa e mais decente que esse país já teve desde Juscelino Kubitschek, ela é a primeira presidente mulher do Brasil e não fez nem um pouco feio em comparação aos seus antecessores, todos dignos de muita vergonha alheia (com exceção de Itamar Franco talvez).
Vejo algumas pessoas que estavam torcendo para que Marina Silva conseguisse se recandidatar esse ano e ainda por cima vencesse a eleição,devem estar todas loucas, de querer trocar Dilma por uma fanática religiosa que certamente iria tornar a discussão sobre o aborto e direitos da mulher ainda mais restritiva e silenciosa, não confio em governantes que querem assumir o país com uma bíblia debaixo do braço, o que certamente seria o caso dela. Temos que usar o nosso voto pra nos defendermos.


-----

Agora apesar de querer (pela 1ª vez!) o PT novamente na presidência da república, contraditoriamente ,para o meu estado de SP eu votarei no PSDB de novo,e sem peso na consciência. Pois o discurso que vejo na mídia é um, e o que observo na prática é outra coisa.

Muito se diz que SP está falido,que foi destruído pelo PSDB, mas SP continua tendo a as melhores universidades do Brasil(nenhuma delas federal) e é o único que coloca duas universidades suas entre as cinco melhores de toda a América do Sul, temos também os melhores hospitais (ainda que não acessíveis) e sim, temos também as 10 melhores rodovias, beneficiadas pela privatização, antigamente eu achava que isso era apenas propaganda escrota governamentista,mas depois que vi com MEUS PRÓPRIOS OLHOS (ninguém me disse) a diferença BRUTAL entre as estradas privatizadas (elas tem aumentado e melhorado bastante nas últimas décadass) e as estradas federais fiquei perplexa e passei a achar hipocrisia de quem crítica os pedágios.
Meus motivos? Muito simples!

Enquanto vi rodovias privatizadas cheias de comércio, parecendo um tapete de tão novo o asfalto, com muitos postos e telefones de emergência nos acostamentos, um buraquinho pequeno a cada um ou dois km, em contrapartida vi as rodovias federais totalmente abandonadas e esburacadas,parecendo estradas da morte, de tantos buracos eram uns 10 a cada meio quilômetro, nada de comércio,nenhuma viv’alma,só caminhoneiros,nenhum posto de combustível, a pista cheia de pássaros e urubus de tão abandonadas,o mato já começando a invadir o asfalto, buracos que mais pareciam crateras de tão grande, o carro que volta e meia tinha que ir para a contramão e logo em seguida voltar a faixa adequada pra desviar deste e daquele buraco, depois que passei por essa experiência conclui que é melhor ter pedágio de quase dez reais,do que ter ‘gratuidade’ porcaria e esquecida de vez, assim como é melhor pagar pra estudar em escola particular do que aceitar a ‘educação’ que se recebe nas escolas públicas.

Feminista capitalista disse...

Além disso, uma vez há uns dois ou três anos atrás saiu um ranking das dez cidades mais bem administradas no país, dessas seis ficavam em SP, e minha cidade governada pelo PSDB estava entre elas.
Antes do PSDB entrar no poder,minha cidade era governada pelo PT e passou anos estagnada, não regrediu,mas também não cresceu muito, desde que o PSDB entrou no poder há quase dez anos o crescimento foi assustador, novas pontes,novas praças, parques revitalizados,espaços públicos muito bem aproveitados, novo comércio, avenidas que tiveram que ser ampliadas e redesenhadas, tudo isso em uma década, é crescimento como nunca visto antes e diante dos olhos da população, por essa razão mesmo o PSDB é forte por aqui.

Como se tudo isso não fosse suficiente, embora diga-se que o estado está acabado e destruído, o estado em momento algum do passado foi mais desenvolvido do que agora, o pedaço mais rico do país continua a ser o interior do estado, e como se isso não bastasse um estudo feito há quatro anos atrás dizia que das quinze cidades mais desenvolvidas do Brasil,quatorze estavam em SP.

Ou seja, tanto fala-se na decadência de SP,mas em comparação aos outros estados eu não vejo essa decadência. A mídia faz um discurso de que a maioria dos paulistas está esquecido,na miséria, e o ‘verdadeiro’ paulista (SÉRIO, já vi usarem essa expressão kkkk) está esquecido pelo governo opressor. Acontece que a maioria dos paulistas NÃO vive numa situação de pobreza e miséria, pelo menos cinqüenta por cento da população NÃO mora nos arredores da capital e lá onde está o maior índice de pobreza e os que mais odeiam o governo atual, acontece que mesmo a própria cidade de São Paulo parece não sofrer um estado de favelização tão grande quanto as outras capitais brasileiras,pois embora tenha dezenas e mais dezenas de favelas ,ainda sim, a maioria dos pobres de São Paulo mora em bairros de classe média baixa e casebres simples,muito humildes (porém que NÃO SÃO barracos, e tem acabamento) e não em favelas, e mesmo em favelas existem várias casinhas simples e caindo aos pedaços,porém que não se enquadram no coneito de barraco.

É óbvio que no interior também existe muita pobreza, também somos o 3º mundo é claro, porém favelas não são tão comuns nas cidades do interior daqui, sendo menores do que os bairros de classe média baixa, ao passo que em outros estados já vi cidades que pareciam mais uma enorme favela do que qualquer outra coisa, aqui em SP é difícil ver isso.

Então é por isso que o PSDB não sai do poder por aqui e votarei nele novamente,pois boa parte da população paulista não se vê representada por esse discurso simplista e antigo muito usado e generalizante do pobrinho que foi esquecido de vez pelo governo, como o estado como um todo não gira em torno da capital (que concentra menos da metade da população paulista) a maior parte de nós,no fim acaba apoiando o PSDB para governar o estado mesmo com todos os ônus.

--------------------



AGORA quanto aos mascuzões... sempre inúteis esses cretinos não? INCRÍVEL que a imbecilidade deles não tem fim. Quer dizer, eram eles que praticavam o ‘desapego’ e não estavam nem aí pra mulher nenhuma desse mundo,então porque diabos eles se preocupam tanto com o que as universitárias federais fazem ou deixam fazer?


Se são tão desapegados e não querem saber de mulher então o que elas fazem não deveria ser da conta deles né?
Elas estão fazendo muitas orgias é?

Legal, espero que usem camisinha e se divirtam de montão,pois como diziam as banana split : Só se vive uma vez!

Anônimo disse...

Ahhhh o ódio da esquerda pelas classes média e alta(mesmo que boa parte da esquerda pertence a uma delas)... tão palpável quanto o ódio das classe média e alta pelo PT.
Porém, certamente que o governo do PT foi melhor que o do PSDB. Mas que faz falta um GV ou JK, ahh faz

Maria Valéria disse...

Feminista capitalista

Ok, a melhora das rodovias, mas o pedagio precisa custar 13 REAIS ida e volta ( isso o trajeto que faço de campinas ate araras ) , ou ter uma praça de pedagio que custa 5 reais ( ida e volta ) a cada 30 km ??
Vamos fazer as contas de quem mora em Campinas e trabalha em Americana ( cidades que distam 30 km ) ou de quem mora em Araras e trabalha em Limeira ( distando 20 km) , quanto gasta por mês de pedagio.
Isso sem contar que em Leme ( mais 20km,), Pirassununga ( mais 20 km ) e São Simão / Sta Rosa do Viterbo ( mais uns 50 km ) tem praças de pedagio
Traduzindo , pra quem nao mora em sp :
Se vc quer morar numa cidade e trabalhar em outra a 20 km da sua casa, gasta uns 300 por mês de pedagio,
Um amigo de Ribeirão Preto ja recusou visita pros meus pais pq nao tinha $$ pro pedágio( são 3 praças em 150 km ).
Quem mora em torno da rodovia nao tem mais isenção de pedágio ( tinha antes ) - pra ir ao mercado, banco , consulta medica ou qualquer mísera coisa na cidade tem que pagar uns 20 reais aqui em Campinas , resultado : um grupo de pacientes que atendo, que esta sob minha responsabilidade fica sem conseguir vir nas consultas,se for um tratamento prolongado , como fisioterapia, esquece.
Entre limeira e Cordeiropolis , que tem uma rodovia de 8 km, tem praça de pedagio, sem direto a isenção da quem mora no entorno e precisa ir a cidade.
Entao, privatizar melhorou a rodovia ? Sem duvida, mas precisa ser esse preço ???
Assim como quem nao e medico e sabe, seguramente que foi vítima de erro medico pq nao e tonto, eu que tambem nao sou economista sei que esse preço e tantas pracas de pedagio estão mais do que abusivos,
Tipo assim, como escreveram um outro dia : pedagio em SP virou um feudo : se tiver $ pague,e siga em frente, se nao tiver para de chorar e de a meia volta que você nao passa.
Lembrando que nao existe, rotas alternativas, nao ha trens e os ônibus são uma .lástima.a única linha que presta, decente , e entre campinas e SP capital ( busao de 20/20 min )
Abraços, :)

Anônimo disse...

Olá anônimos das 17:29 e 18:37!
Sim, os salários que encontrei e apontei são menos de 10.000. Mas há lugares em que encontrei sim, mais do que esse valor. Mas, convenhamos, né, mesmo menos um pouco que isso, é uma grana de respeito. Claro, vai depender das expectativas das pessoas... e enho minhas opiniões pessoais a respeito.
E com certeza, não vou achar vagas de concurso público de fato nestas cidades com este salário não, concordo anônimo das 17:29.
Mas tem uma coisa para os dois anônimos: estes contratos de trabalho não são exclusividade dos médicos não. Praticamente TODAS as prefeituras, e o estado, fazem isso, para a maioria dos cargos. A maioria dos funcionários de muitas prefeituras não é concursada. Esta precarização do trabalho atinge a muitos profissionais, não só da medicina. Em BH, por exemplo, teve um concurso recente para profissionais trabalharem na assistência social da cidade. Só teve concurso porque o ministério público emitiu um termo de ajustamento de conduta que a cidade deveria cumprir. E, olha só, em Belo Horizonte. Antes disso, praticamente todo mundo na assistência era contrato. Uma outra cidade da região metropolitana daqui também, já está com esse termo, ou seja, com obrigação de fazer um concurso. Pra prover umas 1.500 vagas! E olha, os municípios costumam desrespeitar este termo diversas vezes, até que fique insustentável, depois de ser multado muitas vezes, pois para eles não é vantajoso o concurso. Contratos são mais baratos do que manter um funcionário público.
E aí é que está: são VÁRIOS MUNICÍPIOS, geridos por VÁRIOS PARTIDOS. Então, pra quê essa raivinha toda do PT? Entendem, é muito irracional, não dá.
O que tem me cansado ultimamente, é que as pessoas discutem política de maneira muito rasa, sem saber de quem cobram, não se preocupando em se informar mais antes de proferir um monte de besteira.
Médicos tem de fazer parte das frentes de luta, junto a outros profissionais também, porque, como alguém disse, são sim trabalhadores/as. Mas acho que a consciência de classe deveria ser menos egoística, mais calcada na realidade, e com maior consciência política também. E com um discurso menos mimado e pueril. Isso faria com que mais gente tivesse empatia pela luta da classe.

Ma.

Anônimo disse...

Má, sou o anônimo que falou sobre os concursos.
Concordo que isso não é exclusivo dos médicos. Isso é um dos motivos pelos quais faltammecivos nesses locais. Quando tem concurso, pagam pouco. E na maior parte das vezes ha esses contratos precarios. O médico da capital nao vai querer largar um trabalho na capital, obde é mais favil ele arrumar outro se for demitido, para ir para o interior e ficar nas mãos dos politicos licsis. Mudar com a familia sabendo que pode ser demitido a qualquer hora e sem direitos trabalhistas. E foi exatamente o que houve com milhares de médicos nos uktimos meses. Seus contratos não firam renovados para dar lugar sos cubanos. Se for criado um plano de carreira, tenho certeza que irão médicos para qualquer lugar, do mesmo modo que o judiciário está presente nesses locais. Duvido que iria um juiz para esses griteis, se ele nao tivesse a garantia que alguns anos depois ele iria para um lugar melhor. Mas o que eu quis mostrar foi que o governo federal montou um programa oferecendo aos cubanos mais dinheiro do que as prefeituras oferecem. Ofereceram aos brasileiros também, mas entra novamente na falta de plano de carreira. Poucas pessoas abrirão mao de tudo para um emprego temporário.

Anônimo disse...

Melhor?! Você assiste tv, lê jornal, sai às ruas?! Nunca houve tanta violência, os alimentos nunca tiveram um aumento tão considerável em tão pouco tempo, todas as cidades cujo prefeito é do PT estão horrorosas, sujas, os serviços básicos como recolhimento de lixo, saúde e educação estão o caos. Sem falar na vergonha que é o digníssimo Sr. Lula sair na lista da Forbes como um dos políticos mais ricos, sendo que não é de família rica (como é notório, era um sindicalista) e sua renda de presidente era um pouco maior que 20 mil reais.

Maria Valéria disse...

Sobre salário dos médicos :
Aqui em campinas ( um da cidades com maior custo de vida do estado ) o salário que se paga e bem menor do que a media de outras cidades do estado,
Isso nao acontece so com médicos, mas com funcionalismo publico da cidade em geral.
Esse ano, o prefeito aumentou 7% o salário dos funcionários públicos , e 15 % do bônus . Precisa explicar por que ? Ele nao e tonto,o VR, bônus, qualquer prefeito pode cortar quando quiser, e nao incide em ferias, 13 e aposentadoria,
Entao, sempre assim,: aumentam o bônus e dão uma merreca pro salário - base,
Eu sou do time que " aceitou trabalhar aqui sabendo quanto era o salário " , e fica quieta, mas pra mim, facílimo falar, porque sou solteira e nao tenho filhos,
Um medico com filho pra sustentar seguramente vai procurar uma cidade com salário - base mais atraente, ou vai migrar pro particular, onde se ganha infinitamente mais.
Por isso, em Campinas, todos os anos , faltam médicos nos postos de saúde e as vagas de concurso nunca preenchem o necessário.
Em SP eu ganhava o dobro do que ganho aqui, sim, mas trabalhava na periferia , levava uma hora de carro ate o trabalho, era terceirizada, CLT, sem estabilidade nenhuma,
Aceitei o trabalho que era melhor pra mim,numa cidade boa, onde moro num lugar bom, a 10 min do meu posto de saúde, se quiser ir a pé gasto 35 min e ja fiz isso algumas vezes que estava sem carro.
Entao, o salário alto nao e garantia de nada nem fixa ninguém em lugar nenhum, e preciso considerar todas as variáveis,
Nao tenho filhos, e nao pretendo ter, mas se tivesse, com certeza nao moraria aqui vivendo com um salário menor que a media do estado, numa cidade de custo de vida altíssimo,
Abraços.:)

Anônimo disse...

23:20, as outras modalidades de TOC também são tratadas com anfetaminas? Um toc de lavar as mãos é problema com o lavar as mãos ou com a compulsão de lavar as mãos? POis é, a mesma coisa com a compulsão alimentar. Nada de errado com o apetite, como nada de errado em lavar as mãos. Não se medica o que está certo mas sim o que está errado. E o erro é a compulsão, que migra para outras modalidades, você sabe, né? Endocrinologista não tem nada que prescrever anfetamina/sibutramina pra quem não tem problema com apetite e sim com transtorno compulsivo. Essas prescrições são danosas e ineficazes. Ninguém pode permanecer tomando sibutramina pra sempre. E que eu saiba, essas meninas acima do peso não vão a psiquiatra coisa alguma. Elas querem tomar o inibidor de apetite e encolher.

Anônimo disse...

Medicina é uma profissão como qualquer outra, não um sacerdócio ou sacrifício.

Pelo tanto que estudam (praticamente o dobro de carga horária de um curso normal, fora estudos em casa), merecem realmente um salário condizente.

Aí você olha os concursos públicos e vários deles com salários de 3 mil e pouco pra 40 horas.

Mas claro, "faltam médicos".

Eu acho que a revolta dos médicos para com o PT é justamente a incitação da luta de classes.

Pintam a classe médica como elite do mal a ser combatida, destruída e, a julgar por vários comentários aqui mesmo, muitos compram essa briga.

Acho que deveriam ensinar meditação nas escolas, para dar vazão a essa raiva concentrada que acaba sendo direcionada aos próprios conterrâneos.

Paz <3

Renata disse...

Na europa não existe bolsa família?

Maria Valéria falou de Londres, eu falo da França.

Morei 5 anos, fiz mestrado e doutorado com bolsa.

Fui considerada na linha da pobreza. Recebi o equivalente ao bolsa escola para meu filho durante os 3 primeiros anos de vida dele e tinha 50% do meu aluguel pago pelo governo.

Josefa disse...

Odiar o PT é obrigação de qualquer pessoa, não só dos médicos. É obrigação da direita, por ser um partido patrocinado pelas FARC, e é obrigação da esquerda também, já que o partido jura de pés juntos que é de esquerda mas é tão ruim quanto o PSDB.

Flavio Moreira disse...

Para o Anônimo que acredita em tudo de 10 de junho de 2014 11:30:
http://www.e-farsas.com/a-fortuna-de-lula-de-acordo-com-a-forbes.html

http://boatos.org/politica-2/boato-aponta-que-lula-tem-fortuna-de-2-bilhoes-de-acordo-com-a-forbes.html

http://www.revistaforum.com.br/blogdorovai/2013/08/23/lula-e-lulinha-sao-bilionarios-a-esquerdista-forbes-diz-que-nao/

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/sobre-o-viral-a-fortuna-de-lula-segundo-a-forbes

Antes de sair divulgando besteiras, se informe. Se tem críticas ao governo, como eu também tenho, seja pelo menos honesto intelectualmente e não compactue com boataria tão rasa.

@Feminista Capitalista: infelizmente não partilho com você a mesma visão positiva do governo PSDB em São Paulo, pelo menos não naquilo em que sua responsabilidade - como segurança pública e metrô, entre outras - porque trabalho no Centro e vejo todos os dias o quanto o contingente de moradores de rua cresce; há um processo corrente de favelização do Centro e, a não ser onde os governos estaduais e municipais atuam expulsando pessoas, como pontes e viadutos, vejo cada vez mais pessoas morando na rua; o metrô da cidade, que é responsabilidade do governo estadual, vive em situação caótica, fora os muitos escândalos que, segundo consta, já possuem evidências muito mais fortes de corrupção do que havia no processo da AP 470 - o chamado Mensalão do PT; o governo estadual é extremamente truculento com manifestantes - e aqui vale ressaltar que não importa a 'cor politica' dos manifestantes, pois sempre há truculência.
Vira e mexe, na região em que trabalho (Cracolândia) vejo policiais parando pessoas ara averiguação e, claro, são sempre negros, ou travestis, sendo que colegas já foram ameaçados e/ou roubados por bandidos brancos e que não estavam maltrapilhos.
Não sou muito chegado em maniqueísmos e acho que não existe governo perfeito - até porque isso dependeria de um povo perfeito, o que não existe em qualquer lugar do mundo, por isso acredito que críticas, à direita e à esquerda, são sempre bem vindas.
O difícil, aqui, são as autoridades, os poderes constituídos, fazerem a sua auto-crítica, também.
Reduzir tudo a "este país é uma merda" é reconhecer que todos nós, como povo, somos uma merda. E não, eu não me considero, nem considero o povo brasileiro, uma merda.
Há problemas, há erros e eles não são monopólio de um partido - ninguém sozinho detém o monopólio da ignorância - mas é aí que precisamos exercer o nosso papel social e político.
Quanto à questão dos médicos, parece-me, pelos comentários e pelo que tenho acompanhado, que é muito mais complexo, e não será com porradas de um lado ou de outro que iremos caminhar para alguma solução possível.

Anônimo disse...

Ainda sobre os cubanos.

Sabiam que eles têm 30 (TRINTA) minutos para atender cada paciente? E os gestores NÃO PERMITEM que os médicos brasileiros têm esse tempo. Geralmente os brasileiros precisam atender 16 marcações por turno, mais os encaixes!!!! E a mídia mostra que eles são calmos, conversam muito com os pacientes. Claro, eles podem, né?

Uma colega minha pediu para atender em 30 minutos e o gerente foi claro, tem que atender 16 por turno, mais os encaixes. Se não quiser, que saia de lá.

E poucos meses depois chegou um cubano que está atendendo em 30 minutos, com m dia de folga por semana.

Anônimo disse...

Meu comentário será divido em 2 partes:

Pt: eu sou ex-petista, hoje voto nulo enquanto o voto for obrigatório e a urna for eletrônica.

Médicos brasileiros: são muito dinheiristas, querem excesso de dinheiro e ainda por cima status social (por isso que não aceitam ir trabalhar em lugares remotos, porque não terão para quem se exibir); última vez que fui a um médico tive que pagar 200 reais por uma simples consulta (bairro classe média), hoje só vou ao médico inconsciente, tenho certeza que os médicos cubanos não são dinheiristas como os brasileiros.

Marcelo Araujo disse...

" nao só a classe medica, mas a saúde em geral : dentistas,psicólogos, enfermeiros, inclusive os que trabalham pelo SUS repetem esse mesmo discurso de ódio, pelo menos os que conheço" Talvez porque essa classe classe que trabalha com saúde depositou suas últimas esperanças no partido que se apresentava como quem iria combater a corrupção e fez exatamente o contrário, mergulhou de cara nela e fez igual homem traído com amigo no quarto ao lado e diz que não viu nada, ah paciência.
A classe da saúde como um todo, não é que se considere mais importante que as outras, mas é que trabalha diretamente com o que há de mais importante que é a vida, a saúde. Pra isso não dá pra se improvisar, não dá pra aceitar medidas paliativas, e era isso que esperávamos de um governo que se diz sério e compromissado com seu povo.
Quem veio com esse discurso de que o médico não gosta do povo, foi o próprio governo numa tentativa exitosa de tirar a responsabilidade do caos da saúde pela sua incompetência conseguiu desviar o foco da atenção num inimigo comum, os profissionais da saúde, mais especificamente a figura do médico. Assim cria um inimigo em comum, se coloca do lado do povo, como o governo que enfrentou os coxinhas, etc. o resto a gente tá vendo.
Depois disso, ao se ver um governo que viu o povo clamando por saúde padrão FIFA, podendo tomar medidas que realmente mudassem a estrutura falida da nossa saúde jogar a população contra sua classe, aproveitando qualquer discurso para denegrir sua qualidade, como precisamos de profissionais mais humanos, que toquem no paciente, etc. Depois disso tudo esperavam o que?? Antes disso os denuncismo de muitos médicos e profissionais de saúde era para com a saúde em geral, seja de qual governo fosse.

Marcelo Araujo disse...

Alguém do governo, em entrevista televisa, usou o pífio argumento de que não acreditava que um governo e seu órgão responsável daria um diploma de médico para um profissional que não fosse habilitado para tal, como se isso por si só fosse o bastante para ele chegar aqui e clinicar. Se essa pessoa raciocinasse um pouco poderia imaginar que tal profissional poderia estar há alguns anos sem clinicar, num país em que motoristas de tratores de construtoras, ou funcionários de resorts, ganham mais que médicos, como em cuba, é comum ver tais profissionais abandonando suas profissões para algo que possa dar um pouco mais de conforto a suas famílias. Como será que vem esse profissional vislumbrando uma oportunidade que lhe é dada aqui no Brasil? Será que ninguém pensou em fazer um simples prova de avaliação à qual todos seriam submetidos? Brasileiros e estrangeiros? Assim seriam separados aqueles de fora que realmente estão preparados e aqueles que vem por interesse na oportunidade oferecida e ainda serviria para mostrar que os profissionais de fora estão tão preparados quanto os daqui, ou em alguns casos, até mais preparados. Se o governo acreditasse mesmo nisso não teria medo de fazer essa prova. Não se trata de revalida, mas de uma prova classificatória para todo médico que fosse ingressar no programa mais médicos. Porém para o governo o que importa é cada R$ 8000,00 por médico cubano por mês que vai a Cuba e pode voltar de qualquer forma, quer seja no pagamento das empreteiras brasileiras que lá estão e daí repassam de alguma forma pra cá, doações de campanha etc.

Maria Valéria disse...

Nao sei quem comentou que " medico nao pode fazer greve " -,mas preciso responder que pode sim!! Se for funcionário púbico, mantendo - se 1/3 do atendimento e garantindo que urgência e emergência nao deixarão de ser atendidas,
Se for funcionário de empresa privada, de OS, terceirizado claro que nao pode.

Maria Valéria disse...

Li o ultimo comentário 21:59 , e to rachando de rir: " medico brasileiro nao vai trabalhar em lugar remoto porque nao tem pra quem se exibir "
...

Ta bom, agora todos os médicos brasileiros são obrigados a irem morar no meio do mato, em cidadezinhas de 10 mil habitantes onde nao tem o que fazer num fim de semana.
Dispenso ironias " nao quer ir pra lá pq nao tem shopping !! "
....cada um tem o direito de morar onde quiser e de escolher suas formas de lazer.
Antes que me atirem pedras, meu lazer preferido seguramente nao e i" ir ao shopping" , nem " me exibir pra outros " ...
Essa foi boa...
;))

Marcelo Araujo disse...

Daí o interesse do governo em cada vez mais fazer contratos através das OS principalmente com os hospitais universitários, etc Enfraquece totalmente as relações de trabalho. E ainda querem que os profissionais de saúde idolatrem o PT. Mais uma relação com os mais médicos, como medida emergencial que se aceitasse qualquer um atendendo, afinal vai atender a periferia qualquer um serve não é mesmo (esse é o raciocínio de quem instituiu o programa) por que não se deu o prazo de um ano para que as prefeituras realizassem concursos oferecendo as mesmas condições de salário e carga horária?? mas com carteira assinada, direito a férias e terço de férias, décimo, etc.??? ou seja, de acordo com as leis trabalhistas? se aí sim faltassem médicos nesses locais, continuariam recebendo os profissionais do programa.

Maria Valéria disse...

Marcelo, vou comentar essa parte do seu post
"
Talvez porque essa classe classe que trabalha com saúde depositou suas últimas esperanças no partido que se apresentava como quem iria combater a corrupção e fez exatamente o contrário, mergulhou de cara nela e fez igual homem traído com amigo no quarto ao lado e diz que não viu nada, ah paciência."

Com todo o respeito,discordo de você.
Essa coisa de " depositar suas últimas esperanças " , em política, me são meio utópico,mas essa sou eu, ok?
Segundo, nao nao lembro de ter visto todas essa propaganda contra a corrupção na campanha do PT...serio, nao lembro mesmo !! Você pode , ate me corrigir se eu estiver errada.vi o discurso de posse do Lula, da Dilma, e nao me lembro de ter escutado isso !!
Quem eu vi fazer isso foi o Collor , em 89 ( eu tinha 15 anos e nem votava !) :( e tenho visto o Joaquim Barborsa repetir esse discurso anti - corrupção,, com todo o respeito !? Nao acredito !

Maria Valéria disse...

Marcelo,

Quem começou a fazer contrato da saúde com as OS' s foi o PSDB, na gestão do Serra na prefeitura de SP.
Palavra de quem morou em SP e foi funcionária de OS por 4 anos,

Marcelo Araujo disse...

Maria Valéria;

Quem viu o PT combater a corrupção nos outros governos, e não eram poucas, imaginava que isso era um coportamento do partido em relação à corrupção, mas pelo jeito era um combate à corrupção dos outros. Isso de depositar esperança foi força de expressão, mas não se resume à classe médica, vínhamos de uma sequencia de escandalos e o PT se desenhou como um combatente que valia a pena acreditar. O que gerou depois do mensalão e outros similares foi algo parecido com o que a atriz Irene Ravache desabafou no programa da TV cultura, roda viva, que se sentiu traída pelo PT. Já chega, tivemos 12 anos de um governo que surfou na maresia econômica proporciona por um plano econômico o qual teve sua eficiência em controlar a inflação, embora o mesmo partido que deu continuidade a ele tenha sido contra desde sua implementação, e graças também à conjuntura econômica mundial, se teve algum mérito claro que teve, imagina se tivesse inventado um outro plano econômico pra dizer que o seu era melhor o cenário poderia ter sido desastroso. Concordo com todas as benesses trazidas a quem tem menos condições, não tenho nada contra bolsa família, cotas, etc. o que tenho contra é isso ser feito de forma desrregrada. Por exemplo, quer dar cotas? então pague a escola particular no primeiro e segundo graus de quem não pode, isso sim pra mim é cota, é assumir a incompetência em garantir uma ensino básico eficiente e ao mesmo tempo dar condições ao candidato de competir em pé de igualdade com os demais por uma escola pública que ainda funciona.

Anônimo disse...

O problema que impede os medicos de irem trabalhar em cidades pequenas é que eles não podem fazer igual fazem aqui no rio e assinar 3 contratos, ganhar 3 salarios somando quase 90h de trabalho por semana (situação irregular/ilegal) e não cumprir! já vi o diretor do INCA falando que ninguem no hospital trabalha as horas que assina no contrato porque eles trabalham em turnos... é so fazer as contas: 3 salarios de 9 mil (razoavel): 27mil... agora numa cidade menor não tem tanto trabalho pra acumular (o salario não o trabalho em si!!!)

Maria Valéria disse...

Anônimo 21:05

Eu so tenho UM contrato de trabalho,

Sem mais,

Maria Valéria disse...

Marcelo

Eu acho que o que mais incomodou as pessoas que se sentiram traídas pelo PT foi verem o PT fazendo aliança política com pessoas de quem falavam mal antes (por ex, Collor)
Eu tambem me decepcionei com isto, mas tenho certeza de que FHC ou Serra tambem fariam aliança com Collor ou com qualquer outro se lhes fosse conveniente...
;))
O debate ta muito bom
!!
Abraço

Anônimo disse...

21:05 Isso sem contar o consultório particular!!

Anônimo disse...

O profissional liberal que o médico é pode ter uma carga horária de até 24h/dia se ele quiser. Desde que seja no seu consultório, clínica/hospital particular sem vencimentos ou salários pagos pelo governo.

Maria Valéria disse...

O profissional liberal que o médico é pode ter uma carga horária de até 24h/dia se ele quiser. Desde que seja no seu consultório, clínica/hospital particular sem vencimentos ou salários pagos pelo governo.

11 de junho de 2014 22:53


Nossa, que delicia , trabalhar 24 h/ dia...esqueci que medico nao come,nao dorme e nao vai ao banheiro, nao se relaciona com ninguém a nao ser pacientes...
...tambem quero trabalhar assim...hahahahah !!!!

Anônimo disse...

Isso de não trabalhar a carga horária contratada é proposto pelo gestor!!!!!
Já fui avaliar emprego onde o gerente da unidade de saude disse já ao telefone: é contrato de 20h mas só precisa trabalhar 8! Como não podem aumentar o salario, diminuem a carga horária para aumentar o valor da hora. Isso é feito com o conhecimento, consentimento e muitas vezes por iniciativa dos gestores. Mas quando a mídia descobre, colocam a culpa nos médicos.
Mas os médicos têm culpa. Foram burros ao aceitar serem cúmplices disso.

Maria Valéria disse...

Se o gestor aceita e conivente com o medico nao cumprir a carga horária, e tão culpado quanto o medico.

Esse ano, saiu uma noticia,de um medico que foi preso por falsidade ideológica : assinava o ponto que trabalhava no turno de três horas, ficava somente uma hora e ia atender no consultório particular.
Alguém denunciou, e a policia filmou, escondida, o horário que o cara e saia da unidade,pronto , provado a falsidade ideológica,
A gestora da unidade , que tinha ciência e tambem era conivente com o fato, tambem respondeu por crime de falsidade ideológica, bem como processo admnistrativo e foi demitida do cargo,
Como vocês vêem, se presenciarem situação assim, tem como denunciar o medico que esta fazendo isso, bem como o gestor dele, nao adianta ficar so de braços cruzados reclamando que nada funciona.
Se nao me engano , isso ocorreu numa cidade do Paraná, mas nao me recordo qual.
Abraços .

Marcelo Araujo disse...

Nossa, quanto médico tinha no jogo hoje. Porque pelo que se diz aqui só os médicos tem ódio do PT. Mas acho que ouvi um coro gritar "ei, fulana vai tomar lá" pra não dizer ipsis litteris o que ouvi, mesmo a rede bobo tentando abafar o áudio, não deu pra fazer isso direto, afinal foi mais de uma vez...

Ah que pena, não cola o argumento que os médicos odeiam o partido, vamos dizer que a classe média odeia.

Ainda bem que não há tantos judeus no Brasil, temo que poderiam ser vítimas novamente do tipo de política golpe baixo de se transferir o descontentamento do povo com o governo para um grupo.

Paulo Sergio G Costa disse...

Discordo de tudo, somente tudo, que disseste, mas adianta discordar? A esquerda semeia tempestade e colhe ventos. Lembra a famosa historia dos médicos de Stalin, e os Gulags. Sou médico mas não odeio o PT (embora lá tenha alguns médicos traidores adeptos), pelo PT, mas por "ser de esquerda" - ou seja , anti capitalista, contra o único sistema, realmente o único, sistema sistemicamente democrático existente.. Você é uma funcionaria publica encastelada numa federal, boa parte da classe média alta que esta lá, está dando aulas de proselitismo comunista , consumindo fantasias esquerdistas e sendo paga pelo capitalismo que lhe confere liberdade de conspirar contra ele, por isto o capitalismo é sistema ideal, implante-se o Vosso sistema, liberdade nunca mais. A esquerda tem ódio atávico dos médicos pois não somos bobos e marionetes We'd rather say Oust communism!

lola aronovich disse...

Ahn, Paulo, vc não deve ter notado que o post não foi escrito por mim, uma professora que dá aulas de proselitismo comunista, e sim por uma médica, a Marússia.
Pena estragar toda a sua argumentação. Vc estava indo tão bem!

William Jaber Júnior disse...

Não li todos os comentários, pq cansei, mas li muitos e a única coisa que tenho a dizer é que você mandou muito mal nesse post, lola.
Você falou várias vezes que não foi você que escreveu, mas se você publicou no seu blog, significa que você concordou, não? Não vou repetir o que muuuitos já falaram aí. Generalizar uma classe que é TRABALHADORA, e falar esse monte de besteiras pra mim não foi legal. Gosto bastante do blog e me considero feminista, apesar de ser homem, mas esse post pra mim não desceu.

Anônimo disse...

Me formei em direito na uff e nem sinal de orgia. Devo ter estudado na federal errada. Que pena!!

Anônimo disse...

Calma! logo, logo isso acaba, iremos escrever um algoritmo para substituir a classe médica. Todos merecem ter saúde, sem erros e arrogância.

Carolina Duarte disse...

A boa fala do que o coração está cheio. Se vc fala isso, provavelmente é pq pensa assim. Vc parece viver em outro mundo...ou é mta ignorância mesmo

Anônimo disse...

Na verdade é uma questão de esforço e não de privilégios e ideologia essa questão de rico não querer se misturar com pobre.

O rico não quer que seus filhos se misturaram com os filhos de pobre, como por exemplo, uma filha de rico se casa com filho de pobre (operário) sabe o que acontece: o pai operário do filho pobre fica doente e se precisar de tratamento médico ( medicação, exames laboratoriais e imagem, etc...) todo isso vai cair nas costas do pai rico ( que se esforçou mais na vida, estudou mais, deixou de fazer muitas coisas superfluas pra não gastar dinheiro suado e investir em bons negocios), como se o pai rico fosse responsavel pela vida dos outros. O pai operario nao quiz estudar e escolheu trabalhar em empregos nao valorizados. Apenas poucos filhos de pobres sobem na vida pois aceitam sofrer (suar a camisa e nao gastar o que ganhou em consumo superfluo para investir em negocios ( imoveis. empresas e estudo) para virar plebeu rico.

O pai rico nao quer que seus filhos casam com filhos de pobres pois na hora de colocar os filhos para estudar, os filhos de ricos que tem que bancar tudo (o material escolar, a mensalidade na escolhinha, o filho de pobre nao tem condição de pagar nem as contas....

A questão da classes sociais nao é uma questão de ideologia e sim de poder aquisitivo. todas as despesas cai nas costas de quem pode mais ...por isso há rivalidades... e o pobre sempre tem inveja e olho grande nas coisas do rico pois não consegue ter a inteligencia para alcançar o mesmo padrão de vida.

Conheço uma família de classe pobre humilde ex moradores do bairro gramacho, periferia de duque de caxias, rj (o pai é motorista de onibus aposentado, porem, trabalha como motorista de onibus, a mãe é empregada domestica aposentada e estudaram os filhos , um é advogado ralé que nao consegue ganhar dinheiro com ações. o outro filho estudou administração de empresas e foi para sao paulo e esta ganhando bem e a filha fez faculdade de turismo e esta desempregada ). essa familia alugaram a casinha de gramacho para morar em copacabana rj, para gastar e torrar todo do dinheiro que ganharam na era PT com a abertura da economia, depois coseguiram financiar um apartamento de classe alta em jacarépagua e estão desesperados pois estão com medo de ficarem desempregados e perderem tudo o que investiram pois o banco toma o apartamento com 3 prestações não paga. Pois é a classe pobre quer acompanhar a classe rica, como uma familia que ganha salario minimo vai morar em territorio que pertence a classe rica. FAMILIA POBRE ORGULHOSA alem de bURRO quer viver como se fosse rico, nao quer abrir mão de CONSUMO SUPERFLUO PARA ACOMPANHAR OS RICOS, GANHA SALARIO DE BAIXA RENDA MAS A CABEÇA É DE RICO. Sou muito realista, mas do jeito que anda a economia do brasil, eles irao perder tudo o que investiu se ficarem desempregados pois são operarios empregados, nao são da burguesia de comerciantes..se fosse humildes e talvez subiriam na vida aos poucos ai sim teriam condições de terem um apartamento de classe alta.