segunda-feira, 23 de junho de 2014

GRINGOS ROUBANDO NOSSAS MULHERES!

Há na mídia várias notícias de brasileiras paquerando e saindo com estrangeiros na Copa. E, nos comentários dessas notícias, o que mais vemos são muitos homens brasileiros indignados, no melhor estilo "Estão roubando nossas mulheres!"
O jornal gaúcho Zero Hora publicou duas visões das festas da Copa em Porto Alegre. A visão masculina tem como tema "Eles passarão. Nós ficaremos", e começa com: "Um espectro ronda as ruas de Porto Alegre -- o espectro do ressentimento masculino". O resto do artigo é bastante irônico.
visão feminina já começa fazendo um trocadilho com o tratamento carinhoso que se dá a australianos. Opa, essa frase ficou dúbia. Digamos que "Aussie" existe bem antes da Copa, e o artigo diz "Aussie eu te pego". A repórter relata estar chocada com o machismo nas redes sociais: gente reprovando moças solteiras ficarem com moços solteiros!
Se até fóruns mascus, que nos últimos meses andam mais parados que jogo entre Irã e Nigéria, se dignaram a comentar esse tema de fundamental importância ("Estão roubando nossas mulheres"), é porque a coisa está feia mesmo.
Um mascu veterano comenta uma das várias matérias de brasileiras comemorando vinda de estrangeiros ao Brasil na Copa: "Mas são muito arrogantes mesmo, acham que os gringos vão vir pra cá e levar uma dessas pé de barro pra Noruega pra formar família, os únicos que se sujeitam a isso são os betas dos betas, aqueles cara que nunca conseguiram comer nenhuma por lá, esses caem no golpe e sofrem a humilhação de casar com uma favelada, mas os alfas só vão aproveitar (certo eles), comer umas gostosas, tomar umas capirinhas, voltar pro seu país de origem e casar com uma loira de olhos verdes, enquanto a vileira vai passar o resto da vida se gabando pras amigas de ter dado pra um Europeu".
Percebam o racismo e classismo no comentário do cidadão, que não anda muito bem informado sobre o mundial (Noruega não está jogando). Esses preconceitos estão presentes em 100% das visões mascus. Por que falar desses fracassados? Porque eles representam o senso comum machista levado ao extremo. Colhi alguns de seus comentários (tudo sic):
- "Pqp Brasileira é o esgoto do mundo mesmo".
"Quanto mais miscigenado um país, maior a prostituição".
- "95% das brasileiras = vermes com uma b*ceta no meio!"
- "Essa copa no Brasil além de deixar a dívida e a corrupção pra gente pagar, ainda vai deixar um 'passado negro' na vida dessas jovens ai".
- "Aí eu te pergunto, voce gostaria de casar com uma vagabunda que ja rodou em pica de diferentes marcas e que depois posta do facecu coisas do tipo 'meu passado não me condena'?"
- "Que [os gringos] se fartem do banquete... As vadias vão tudo com vontade de arrumar uma grana da pensão do cara, ou ir pro país de origem".
"A solução é tão simples quanto óbvia: cagar e andar, trair, não assumir compromisso, mentir, ludibriar e coisas do tipo".
"Coisas do tipo", imagino, deve incluir fingir ser estrangeiro. Eles não estão enganando muita gente.
Mas por que tanto ódio? Qual a novidade de mulheres se sentirem atraídas por quem vem de fora? Aliás, não são só mulheres não. Eu me lembro quando, na minha adolescência, eu vivia em SP e passava as férias escolares em Búzios. 
Os rapazes locais tinham tanta vontade de transar com as moças "de fora" quanto as moças locais tinham de transar com os rapazes "de fora". E, bom, todo mundo transava com todo mundo mesmo. Durante boa parte do ano, xs jovens locais namoravam entre si. Nos meses de alta estação, o coração delas e deles era dxs turistas. 
E pode ter certeza que isso não acontece só em Búzios, ou só no Brasil. Aposto como essa mesma dinâmica ("nativos" ficarem com turistas) acontece em países ricos também. Durante férias e celebrações quase todo mundo relaxa, sente-se mais livre, foge da rotina. Gasta mais, come mais (estou pensando no sentido literal de comer), beija mais. E as pessoas (homens e mulheres) têm curiosidade em experimentar o novo. 
Desde quando isso é errado? Por que tanto medo da comparação?
Um outro mascu perguntou: "Qual é a surpresa? ja era de se esperar ne confrades, elas acham que o mundo é delas por que estão dando para um bando de gringos, acham que vão conseguir se casar com um deles elas acham que conseguiram o bilhete premiado, mas todos sabemos e que elas vão é virar M$OL [mãe-solteira] e vão reforçar a fama delas no internacional".
Pois é. Mascus não acreditam que mulheres gostam de sexo, e que podem querer transar só pelo prazer de transar, sem qualquer interesse por trás. 
Em seus fóruns, mascus vez por outra avaliam rotas de fuga para suas vidas miseráveis. E, nesses casos, eles imaginam que seus problemas estariam resolvidos se não vivessem num país tão tenebroso quanto o Brasil (mascus e reaças em geral odeiam o Brasil e os brasileiros -- eles são, obviamente, os únicos brasileiros que prestam). É certo que mascus não devem ser lá muito viajados, porque eles chamam esses tópicos de "Ala Congonhas", sem saber que aquele aeroporto não faz voos internacionais. 
Praticamente qualquer brasileiro que não seja um completo alienado e não tenha complexo de viralata -- em outras palavras, que não seja um mascu -- já deve ter ouvido falar que os países ricos não vivem uma boa fase desde 2008. Portanto, enquanto a Ala Congonhas tenta tirar a cidadania portuguesa e espanhola, muitas das moças brasileiras que eles chamam de vadias parasitas estão estudando e trabalhando. Aqui mesmo. Pra não dependerem de pai, namorado ou marido. 
Quantas mulheres transando com um torcedor estrangeiro acham que aquela transa virará um relacionamento de longo prazo? Quantas querem isso? Vamos supor que várias dessas brasileiras sejam muito jovens, 18 a vinte e poucos anos -- sabe, a maior parte das pessoas, homens e mulheres, hoje está preferindo casar (bem) mais tarde (quando casa). E nem sei por que a gente tá falando em casar. É ficar, pegar, beijar, transar. Sem compromisso. De repente esses homens estrangeiros vêm de países menos machistas, que sabem que mulheres gostam tanto de sexo quanto os homens. 
Também quero supor que todo mundo esteja usando camisinha. E qual é a "fama delas no internacional"? É que as brasileiras são "fáceis"? Ué, mascus, se tem uma coisa que as mulheres não são, pelo menos pra vocês, é fácil. "Fáceis" são as mulheres de países menos machistas, que não são tão rigorosamente julgadas por fazer exatamente a mesma coisa que homens fazem (sexo). 
Só que muito machista acredita que não é a mesma coisa. Afinal, choram eles, pra conseguir um parceiro sexual basta "ser mulher", não tem que fazer nada para que milhões de homens (juro, eles falam em milhões) vêm até você. Já o homem precisa se destacar, conquistar. A vida é muito mais dura pra ele, tadinho! Mas quando as mulheres tomam a iniciativa, quando elas dão em cima, o que os machistas fazem? Chamam de vadia! 
Uma brasileira que mora na Inglaterra, casada com um turco, comentou aqui: "um bando de mordidinho que não aceita que mulher tenha vontades... fica tudo chamando mulher de puta, vadia e afins e depois não entende pq são preteridos pelos estrangeiros... meu marido já me perguntou na lata: o que os homens brasileiros fazem para as mulheres quererem TANTO um estrangeiro?"
Mais uma perspectiva distinta. Numa reportagem do Zero HoraM.G., 25 anos, uma especialista em Estudos de Gênero e mestranda, declarou: "Arrisco dizer que a Copa revelou-se um dos maiores fenômenos feministas desde a primeira onda do movimento no Brasil. Afirmar que as mulheres não se dão o devido valor por se envolverem com os estrangeiros fere todo um passado de lutas pela liberdade sexual feminina, que como se vê, ainda constitui um tabu em nossa sociedade".
A segunda parte da declaração de M.G. é o que retirei de um fórum mascu: o ódio profundo a mulheres que escolhem seus parceiros sexuais (e esses parceiros não são eles). Mas a primeira parte é incrível, e certamente foi encurtada. O quê na Copa está sendo "um dos maiores fenômenos feministas"? Os inúmeros comentários femininos acerca do físico dos jogadores? A pegação entre gringos e brasileiras?
Pode ser a linda atitude de "dane-se" que essas brasileiras estão dirigindo a quem as critica. Que essa atitude de "dane-se o que você pensa da minha vida sexual, seu machista" continue depois que os estrangeiros forem embora.

198 comentários:

GOAT disse...

sou tão indiferente a essa curtiçaõ de merda da copa que não saí de casa esses dias todos de copa. foda-se. sou misógino mesmo, e misantropo, mulheres não tem utiliadade na minha vida, e sou forte o bastante pra não precisar de ''curtiçaõ'' na minha vida, não sou um fraco sentimental.

Bela Campoi disse...

Exato, Lola, um discurso do senso comum mesmo, (apesar das ideias dos mascus soarem bizarras e até surreais quase sempre) basta ler os comentários das matérias: urg!!

Anônimo disse...

"feministas pregam e apoiam a depravacao sexual, a pegacao, a irresponsabilidade" em 3...
2...
1...

(é isso aí, lola! e reclamem seus corpos para si, meninas! eles não são de mais ninguém!)

Anônimo disse...

Sorry Lola, mas o problema é muito mais profundo do que você quer imaginar. A maioria das brasileiras se envolvem com estrangeiros por simples status social, ou seja, complexo de vira-lata. Não adianta arrumar desculpas relacionadas a liberdade sexual, pois todos sabemos que esse não é o cerne da questão.

Ilex disse...

Quem não dá assistência, abre concorrência. Infelizmente boa parte dos homens brasileiros são grosseiros, tratam mal suas parceiras e quando acabam não se tornando nem a terceira opção perante às mulheres, ficam com esse mimimi.
Estava lendo uma reportagem sobre protituição na copa e um dos pontos que me chamou atenção foi que na preferência das prostitutas estavam os nórdicos e os holandeses, por que será?

Anônimo disse...

Sim claro, países "menos machistas" Como irã, Turquia,Camarões EUA etc.
isto e puro fetichismo.

Anônimo disse...

os homens brasileiros são uma porcarias machistas, mas as mulheres brasileiras, que estão inseridas no mesmo sistema cultural, são maravilhosas.
Logica cadê você?

Anônimo disse...

Um bando de ridiculo. Espero mesmo que a mulherada transe muito, beije muito e seja feliz com a gringaiada.

E esses machistas - nem cabe dizer mascu aqui, porque muito homem "normal" pensa a mesma coisa- se rasguem!

E vou falar: moro na França. E quase todas brasileirAs namoram e casam com francês. Os brasileirOs por outro lado normalemnte não saem com francesas... machistas como são, não me espanta. ( claro que franceses também são super machistas, mas comparados a brasileiros, são praticamente anjos-no-céu)

Lia38

Anônimo disse...

Entre Abril e maio de 2015, recorde de nascimentos de filhos de estrangeiros no Brasil.

Anônimo disse...

Vão para Europa, e verão como são tratadas e consideradas as mulheres brasileiras por lá.
Puro viralatismo feminino brazuca.

Anônimo disse...

O que são confrades? No Facebook vejo muito se tratarem por estes termos em paginas mascus.

Anônimo disse...

Quantas gringas será que estão tranando com brasileiros nesta copa?

Anônimo disse...

Anônimo disse...
"Quantas gringas será que estão tranando com brasileiros nesta copa"
________________________
Primeiro volta para escolinha, para poder aprender a escrever mascutrol. Segundo, se nem brasileira esta querendo porcaria de homem machista brasileiro, você acha que as gringas vão querer? Acorda para a vida meu filho....

Anônimo disse...

Nas olimpíadas de 2008 em Pequim na China, não víamos nenhuma chinesa dando em cima de estrangeiros e nem se comportando como biscates. Assim tbm foi nas copas de 2006 na Alemanha e 2002 Japão e Coreia. A brasileira apenas está confirmando a fama que ela tem pelo mundo afora.

Priscila disse...

gente, que absurdo.
Qual o problema de querer transar? Tem muito homem que gosta de loirinha-olho-azul, porque as meninas não podem gostar de loirinho-olho-azul?
Que bando de idiotas.

Mas ri muito da parte que a Lola comenta que a Noruega nem está na Copa. Pra você ver como eles são espertos!

PS: eu prefiro cabelos negros e olhos castanhos, mas gosto é gosto. Cada um(a) transa com o que quiser. Viva o sexo!

Anônimo disse...

"Homem brasileiro e tudo machista e não presta"
Pensamento interessante, vindo de mães e educadoras de homens brasileiros.

Buh disse...

Que as mulheres continuem provando que não precisam de homem nenhum, gringo ou não gringo, para cuidar de suas vidas, corpos, filhos, dinheiro, casa...

Veronica disse...

Nossa, pessoas cometendo assassinatos e outras atrocidades mundo afora, e as pessoas se preocupam com quem uma mulher transa?
Que falta de problema!

Anônimo disse...

Tem que pegar gringo mesmo e se divertir. É novidade, é diferente. Vai ser uma experiência legal pra todo mundo...

Anônimo disse...

"Quantas gringas será que estão tranando com brasileiros nesta copa"
________________________
Primeiro volta para escolinha, para poder aprender a escrever mascutrol. Segundo, se nem brasileira esta querendo porcaria de homem machista brasileiro, você acha que as gringas vão querer? Acorda para a vida meu filho....
________________________
Primeiro que no seu texto faltou um acento agudo e uma vírgula. Se vai corrigir comida de letra dos outros pelo menos apresente um português impecável.

Segundo que, bem, os gringos (europeus, australianos e estadunidenses) não precisam demonstrar muita educação e respeito para conseguir alguma coisa com as brasileiras. Na verdade podem demonstrar até desprezo que conseguem o que querem da mesma forma. Enquanto as mulheres desses países "feministas" e sexualmente livres dão um show de xenofobia na hora de interagir com brasileiros.

Anônimo disse...

Vão achando que só tem machista no Brasil vão...esses mesmos gringos bonitinhos que estão se esbaldando são os mesmos que depois voltam para os países deles difamando as mulheres daqui, por isso a fama da brasileira é péssima no exterior.

Anônimo disse...

Tem que pegar gringo mesmo. É novidade, é diferente. Vai ser uma experiência legal pra todo mundo... Os brasileiros podem morder a fronha de ódio, mas a hora não é de vocês... Europeu é bonito, tem pau grande e faz gostoso... Aproveitem mesmo que o mimimi é puro despeito.

Anônimo disse...

Mestiças, mestiçarão!

normalidaderealidade disse...

Gostaria de agradecer ao Anon das 12:16 pelo trabalho de campo super minucioso que ele fez em países tão distantes. Espero que sua análise antropológica da biscatice internacional seja reconhecida, depois de todo esse trabalho pra viajar e observar de pertinho o comportamento humano :)



Gente, é internalização da violência quando eu peço pras minhas amigas me passarem os dados pessoais dos caras com quem elas vão sair, onde eles vão, e pedir que ela me avise se voltou bem pra casa depois? Eu super me preocupo, principalmente porque cidade turística é um fuá danado, e nunca se sabe quando o cara charmoso é boa pessoa ou não :(

Eu super ia comentar "meninas, divirtam-se muito, mas deixem um amigo de sobreaviso" e essas coisas, mas não sei se eu estaria perpetuando a cultura da violência nesse aspecto.


- Notyourmari

Igor Pedras disse...

Eu acho que o "complexo de vira-latas" estimulado pela nossa mídia também é responsável por esse comportamento das mulheres, já que a grande maioria das mulheres (que eu conheço) que querem ficar com um gringo tem uma ideologia reaça e até mesmo coxinha.

Fernando disse...

Eu concordo plenamente que essas críticas são sim idiotas e embasadas no mais puro machismo, ou melhor, ressentimento.

Mas não acho que alguém possa negar que brasileiras desesperadas para serem "levadas embora" são uma visão extremamente deprimente, reflexo do mais profundo vira-latismo brasileiro, como disse outro aí em cima.

Meu sentimento não é de raiva, é de tristeza. Que falta de perspectiva. Não estou falando claro das que querem curtir, mas das que especificamente sonham com um gringo que vai levá-las para ter uma "vida de princesa" na Europa. Isso é muito comum no imaginário feminino.

Ta-chan disse...

Que coisa chata gente!

É a coisa mais comum e normal querer dar umas pegadinhas nos estrangeiros!Os caras por ai não ficam o tempo todo dizendo que as europeias são muuuuiiito melhores que as brasileiras? Dica pra esses moços, morre que esse recalque passa.

Mas nem tudo são flores e tem sim mulheres que querem estrangeiros por motivos de "nada na Banânia presta!Homem então, tudo lixo!".

E sim, a imagem da mulher brasileira foi por muitos anos explorada de forma que muitos acreditam que somos todas "fáceis". Por muito tempo a mulher brasileira foi vendida, pelo governo, como bem de consumo, pra incentivar o turismo.
Teve um caso de uns chilenos em Cuiabá que agarram uma moça num estacionamento, um deles disse que ela ia ver o que era um chileno de verdade...
Acredito que ele não faça esse tipo de coisa no pais dele.

http://www.olhardireto.com.br/copa/noticias/exibir.asp?noticia=Professora_e_agarrada_e_assediada_por_turistas_chilenos_em_Cuiaba&id=10030

Esses dias aqui na minha cidade um argelino passou a mão em uma menina, quando viu que ela estava com um homem pediu desculpas...

http://www.itatiaia.com.br/noticia/adolescente-argelino-e-apreendido-apos-abusar-de-brasileira-em-belo-horizonte

Anônimo disse...

Uruguaios me derretem só por serem uruguaios.
Pena que a seleção uruguaia não passou pela minha cidade. Mas é claro que não dispensaria um australiano. Gatíssimos.

Argentinos eu passo.

Anônimo disse...

Fernando. Esse "fenômeno" acontece mesmo, sobretudo no norte/nordeste. Mas vc acha que acontece pq? Em razão da porcaria de homens que elas têm à disposição... É natural que pensem assim. E não é "vida de princesa" não. Elas só querem ser tratadas com um pouco de respeito. Se aqui no sul/sudeste tá cheio de homenzinho de merda, imagina no nordeste ... Não tem nada de vira-latismo não...

Julia disse...

"A brasileira apenas está confirmando a fama que ela tem pelo mundo afora."


Engraçado que eu acho que essa "fama" quem gosta de espalhar é o homem brasileiro. Em muitos países mais igualitários mulher, mulher livre, que faz o que quer, não tem fama, a não ser que seja famosa mesmo. É indiscutível que pelo mundo existem outros países em que mulheres fazem muito mais sexo e tem muito mais parceiros sexuais que no Brasil. A "fama" delas não chega aqui porque lá não existe esse tipo de mentalidade, são simplesmente mulheres vivendo suas vidas como bem quiserem, fazendo suas escolhas. E todo mundo respeita isso. Não tem porque alguém ficar famosa por fazer algo tão banal, né?

Anônimo disse...

Feministas brasileiras, se relacionem com os nigerianos, eles vem de uma cultura super igualitária para as mulheres. Aproveitem e vão embora com eles para la.

Julia disse...

"Na verdade podem demonstrar até desprezo que conseguem o que querem da mesma forma."


Esse é o pensamento do homem médio brasileiro. Que mulher GOSTA, PREFERE ser tratada com desprezo, com grosseria, com falta de respeito.

Depois choramingam que estão sendo desprezados por gringos..

Anônimo disse...

Eu concordo que boa parte do ressentimento masculino com relação as brasileira que pegam gringos sejam fruto do machismo.


Namorar alguém de uma cultura diferente é uma experiência interessante, mas não acho que australianos, americanos, franceses e italianos sejam menos machistas ou misóginos que os brasileiros.
Não se enganem, muitos gringos vão fazer o que os homens machistas fazem: Pegam a mulher e depois difamarem as mesmas para seus amigos.

Julia disse...

"Vão achando que só tem machista no Brasil vão...esses mesmos gringos bonitinhos que estão se esbaldando são os mesmos que depois voltam para os países deles difamando as mulheres daqui, por isso a fama da brasileira é péssima no exterior."


Adooooro esse argumento.
É tipo: "mulheres se conformem, homem é a mesma merda em qualquer lugar. Nenhum vai te respeitar como um ser humano que faz escolhas."


Ele até esqueceu de salientar que as brasileiras também estão se esbaldando.. será que conta? Ou só o que os homens querem, pensam, ou preferem tem importância?

Aninha disse...

hahahahahahaha é muito recalque!

Gente, o diferente é sempre interessante. Vários amigxs negros/morenos/indígenas fizeram a festa em terras européias, justamente por serem diferentes :-)

Olhando os jogadores da Alemanha e da Costa do Marfim, fico me perguntando se a monogamia vale a pena mesmo rsrs

Deixe a galera beijar/transar e ser feliz.

Julia disse...

ô anon das 13:22, porque os homens nordestinos são piores que os outros? Não acho que gaúchos sejam menos machistas que nenhum nordestino. E não é no Espírito Santo que mulheres morrem mais por conta de violência doméstica?

E não me faça voltar aqui pra defender homem de novo
hunf

Juliana disse...

Essa vigilância na vida sexual da mulher é nojenta! O que irrita esses machistas de merda é o fato da mulher poder escolher e pior, só querer ficar, imagina que horror!
Engraçado que tem muito homem se dando bem e ficando com as gringas, mas né, isso não é o apocalipse, ninguém acha que eles querem seduzir as moças só para irem para o exterior.
Mulherada, aproveitem sem culpa, porque ligar para o que misóginos dizem? E alguma coisa esses gringos têm hahaha, no programa da Fátima as meninas falaram que os gringos antes de ficar queriam conversar, te conhecer melhor,haha.
Mascus e variantes, o problema não está na Copa, nem nos gringos, vcs sabem que mesmo em dias normais ninguém quer vcs, vcs odeiam e desejam mulheres, desapeguem de vez, nos deixem em paz, porque raramente a gente lembra da existência miserável de vcs, mas vcs não esquecem da nossa.

Anônimo disse...

Julia, em tempos de copa o que eu já vi de gringo zoando brasileira e depois conseguindo alguma coisa com elas não é pouco.
Não tente transformar fetiche por europeu em gentileza e feminismo em oposição ao "machismo nojento exclusivamente brasileiro", pois uma coisa não está necessariamente ligada à outra.

Anônimo disse...

Olha, tenho 25 anos e minha cidade INFELIZMENTE não tá recebendo a copa... Pq se tivesse eu tava me fazendo com os gringos tb..
Pq é novidade, pq são pessoas diferentes do que eu estou acostumada (tudo que é diferente se torna bonito, exotico), pq não tem esse expectativa implicita do "dia seguinte" onde tu fica esperando que o cara vai te ligar (tu já sabe que é só isso mesmo... ninguém ilude ninguém). Pq ninguem se conhece, tem amigo em comum, se o cara for te chamar de vagabunda no outro dia vai ser bem longe de ti, do outro lado do mundo...
Sou mulher, solteira, jovem e muitas das minhas tentativas de ser casual (e nem foram sexo.. foram amassos, chupadas, beijos quentes casuais) acabaram em frustração e arrependimento, com o cara agindo como uma babaca no outro dia.
Delícia pegar um cara de fora, alto, empolgado, tb afim de novas experiencias e que se quiser ser babaca no outo dia vai ser babaca, mas longe de ti. E acho que muitas mulheres da minha idade tão sentindo essa liberdade... De poder fazer o que tem vontade sem medo de sair "queimadas" depois.

Anônimo disse...

Não entendo como você tem tanto estômago para ler esses fóruns desses tais mascus, que me parecer ser pequenos grupos de seres atormentados por inseguranças profundas, problemáticos para dizer o mínimo. Não sabem nem a quem odiar, se os alfas, os betas, tem até os betas dos betas (ou seriam os gamas?) Claro que quanto às mulheres eles tem certeza: todas as mulheres são odiosas, vagabundas, etc. e tal. Cansativo e nauseante.

Por que esses caras não aproveitam a oportunidade e vão conhecer umas gringas também?

Anônimo disse...

Os comentários, preconceitos e julgamentos machistas vindo de varias mulheres brasileiras nas redes sociais costumam ser frequentes também. Tem mulheres fazendo comentários que chegam ate serem mais machistas do que de muitos mascus.

Sara disse...

Estão certas as mulheres que não estão nem ai pra essa orda de lixo mascu, tem mais é q curtir muiiiito mesmo.
E quem sabe conhecer alguem especial porque não???
Mas fiquem espertas mesmo, pq tá cheio de brazuca meia boca vendendo gato por lebre, estou seriamente desconfiada q tomei esse golpe, mas azar do cara não dei mole mesmo.

Sara disse...

Anon 13.41hs mas o q os gringos vão falar??? primeiro q se não moram aqui, o q falarem no seu pais de origem não terá relevância nenhuma pra moça em questão.
Segundo o q poderão de falar de tão comprometedor da moça, q ela não é casadoira??? que não é moça de boa familia???, em outras palavras vadia???? isso vcs já fazem com todas, sejam elas santas ou putas, portanto darling melhor é curtir muiiiiito.
E tb foi o tempo q mulher ficava se preocupando com isso, hje mulher se banca não depende de se casar pra viver.

Teresa Silva RJ disse...

Em um post no Facebook, um historiador das ruas cariocas disse, em tom de brincadeira, que a Tijuca, bairro do RJ, está recebendo uma "invasão grega", com turistas gregos andando em bandos e bebendo nos bares. E que um grupo de homens do bairro estava a postos para defender as mulheres. Peguei no gancho de uma comentarista que perguntou se eram deuses gregos: respondi que, se fossem mesmo deuses gregos, que as mulheres do bairro dispensavam essa defesa. E que seria legal se daí a 9 meses o bairro estivesse cheio de Theos, Nykos e Athinas.

Anônimo disse...

"Engraçado que eu acho que essa "fama" quem gosta de espalhar é o homem brasileiro. Em muitos países mais igualitários mulher, mulher livre, que faz o que quer, não tem fama, a não ser que seja famosa mesmo. "

Infelizmente, não... Estive recentemente em Zurique, por curiosidade fui com familiares à pé numa região conhecida por ser um local de prostituição (lá é primeiro mundo, bastante seguro andar por lá). Tem lugares em que garotas ficam até expostas em vitrines. Em minha caminhada por aquele local, passo ao lado de uma garota de programa, e adivinhem? Ela estava ao telefone, falando não em alemão, mas em PORTUGUÊS sobre passar o próximo carnaval numa cidade de Minas Gerais.

Quem já esteve em aeroportos da europa sabe que quem usa calças totalmente chamativas e coladas, blusas muito decotadas são 90% as brasileiras (mesmo sendo as suecas muito mais livres, ou holandesas, etc), você não precisa nem conversar com ela pra saber, o biotipo brasileiro já denuncia fácil a nacionalidade.

Essa é uma realidade muito triste, é dificil mudar isso no curto ou médio prazo: a mulher brasileira não tem fama de ser fácil. A mulher brasileira tem fama de ser prostituta mesmo, por isso que muitos gringos já vão chegando e metendo a mão, e se assustam quando tomam um tapa na cara. Tenho mulheres em minha família que moram lá, e elas sofrem por esse tipo de preconceito.

Larissa Petra disse...

Os mascus não precisam se preocupar, que com ou sem copa eles vão continuar sem pegar ninguém, mas só pq vcs são malas para caralho...hauhauahau...
Eu mesma já fiquei com gringo, mas n acho isso o supra sumo da minha vida, é apenas uma experiência, pego brasuca também, não sou adepta ao nacionalismo..hauahauahauhauahau

Paula disse...

"fóruns mascus, que nos últimos meses andam mais parados que jogo entre Irã e Nigéria"

"não anda muito bem informado sobre o mundial (Noruega não está jogando)."

"eles chamam esses tópicos de "Ala Congonhas", sem saber que aquele aeroporto não faz voos internacionais."

Lolinha vc me mata de rir!!

Anônimo disse...

Homem machista tem em todo lugar. O detalhe é que se ambos querem (o homem e a mulher), ninguém tem que se meter.

Se elas estão ficando com eles de livre e espontânea vontade, deixa pra lá oras.

Pâmela disse...

oi, gente

eu sou a casada com turco que mora na Inglaterra (aliás, que honra meu comentário no post! Quase perdi o ar!)

existem 3 lugares no mundo que brasileira tem má fama: Portugal, Espanha e Itália. SÓ. Não por um acaso os 3 paises mais machistas e racistas da Europa. De resto, a brasileira tem fama de ser bonita e sensual.

Já falaram aqui: quem quer que a brasileira tenha má fama é o homem brasileiro, pra poder ter uma desculpa para controlar as """suas""" mulheres...

aos que dizem que ninguem dá bola para os africanos: vc nunca ouviu dizer que eles tem fama de bem-dotados não, colega? (um amiga confirma, inclusive)

e é, realmente, a cada 2 meses aparece a notícia de uma brasileira espancada/assassinada pelo marido no estrangeiro (que, não por um acaso, costuma ocorrer tb em Portugal, Espanha e Itália)

sendo que esse tipo de notícia aparece TODO DIA nos jornais locais...

homens brasileiros, cresçam... pelo próprio bem de vcs...

Catharina Heringer disse...

Acontece em todo lugar mesmo. Eu moro na República Tcheca, e os homens e mulheres aqui ficam loucos com estrangeirxs, principalmente italianxs, portuguesxs e latino-americanxs em geral. É em todo lugar. Mas aqui esse machismo (nesse sentido) nao é tao grande.

Thomas disse...

Desde que a Copa começou eu ando frequentando a Vila Madalena e já peguei mais estrangeira do que peguei brasileira a minha vida toda! Obrigado, Dilma! s2

Anônimo disse...

GOAT das 10:47

Não precisa de mulheres,né? Só precisou de uma para nascer, mais nada.

May disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roxy Carmichael disse...

Keep calm e deixa de recalque, diria a filosofa!

Roxy Carmichael disse...

Sei nao. Acho bem o contrario. Mulherada que entende machismo como um traço estrutural da sociedade brasileira, de repente, descobre que em outras partes do mundo a banda toca de outra forma. Quem pode condená-las por preferirem machos mais esclarecidos e relações mais igualitárias? Acho que sao diferentes perfis: miriam goldenberg fez estudo sobre homens espanhóis mais velhos que vem buscar mulheres mais novas e de classe social mais baixa. É um tipo de relação. Existem várias outras.

Roxy Carmichael disse...

Vc viu a seleção do irã? Principes persas todos maravilhosos! Desbancaram até os italianos! E a puma tá arrasando com sua linha de camisas baby look. Essa copa tá foda. Da integração latina, da pregação! Só falta o brasil arrasar em campo pra ser genial!

Anônimo disse...

Anônimo das 11:52, não é pq os países são machistas que TODOS os homens lá são machistas, do mesmo modo que na Suécia e na Finlândia tbm deve ter panacas como vc.

Hamanndah disse...

Bj no ombro anonimo das 12:16
KKKKKKKLLK

Natalie disse...

Bom, eu vivi na França uma parte da minha infância. Tinha uns 7 anos quando me mudei pra cá. Porém, eu vivo pulando de país para país porque ainda amo a França. E foi lá que eu conheci meu marido e casei[que não fala português porque ao contrário de mim ele não veio pra cá quando pequeno, mas isso não vem ao caso].

Pois bem. Eu posso dizer que também AMO o Brasil. Porém, na minha opinião, dizer que não é machista é forçado. O que se vê de homem culpando mulher, homem que acha que mulher só serve para "o lar" e outras merdas machistas é MUITO MAIOR do que vejo homem defendendo que mulher não é objeto e pode querer algo diferente para a vida do que ser mãe, ou que a culpa do estupro não foi por causa da roupa dela. Existem os caras brasileiros que não são babacas, mas estão bem escondidos. Eu tenho vários amigos brasileiros e todos eles não possuem quaisquer preconceitos. E por não aparecerem, parece que o Brasil só tem lixo machista.

"mimimi existem países mais machistas"
Como quais? Iraque, Irã e Afeganistão? Isso é motivo para não querer mudar o Brasil? Porque pelas minhas experiências, até os EUA é mais feminista. Basta ver a quantidade de babaca que comenta aqui e em demais páginas do facebook que são masculinistas.


E nessa Copa, as brasileiras tem mesmo que pegar gringo. Qual o problema? É "produto restrito de brasileiro"? Não, cara. Você chorando ou não, elas VÃO continuar transando com os estrangeiros.

Estou apenas dando uma opinião sincera. Que comece o mimimi.

Anônimo disse...

12:45, sério? Puxa... Por que será? Enquanto eu busco uma resposta para esta pergunta incrível, quer um lenço para enxugar as lágrimas?

Anônimo disse...

Morrei em Londres durante 1 ano e fiz muitos amigos de muitas nacionalidades diferentes, e todos sem exceção queriam se relacionar com pessoas de outras nacionalidades. Muitas das inglesas que eu conheci queriam transar com um latino e muitas das latinas queriam transar com um europeu e isso era uma coisa muito natural para todos nós. Muitos de nós não sabíamos quando iriamos estar de novo vivenciando algo como estar em outro país convivendo com gente de todos os lugares do mundo. Falar que só brasileira "se atira" pra cima dos gringos é tão ridículo que comentários assim só podem vir mesmo de quem vive numa bolha e nunca sai do seu mundinho vazio. Nunca fui tratada diferente por ser brasileira, nunca me desrespeitaram ou pensaram qualquer coisa por eu ser brasileira, falar isso é papo de gente besta que acha que pode ditar regras de como alguém deve se comportar para "merecer" respeito como se isso existisse.
As pessoas deviam se preocupar em ser felizes e fazerem o que realmente querem sem que a opinião dos outros importasse, acho que deve ser o pior tipo de vida ficar na internet o dia inteiro falando merda e pregando ódio ao invés de ir viver e ser feliz.

Anônimo disse...

Engracado, falam como se a brasileira fosse uma vagabunda de marca maior ( e se fosse? dane-se!!) e que nossa fama fora do pais fosse essa. Morei fora do pais e digo, quem fala isso da brasileira nao pode ter conhecido lugar algum...
Nenhum homem estrangeiro foi rude comigo, e o homem frances com quem fiquei tentou passar a mao no meu corpo, quando eu disse que nao ele ficou espantado e disse que isso acontecia na Franca, sem o menor problema, mas que meu nao era sagrado e ele nao passaria mais a mao em mim. E foi o que aconteceu.
O homem brasileiro faz muito sucesso com as grigas, pois eh um homem que, segundo elas, toma iniciativa - na Europa se voce nao deixar claro que esta muuuuito afim, voce pode andar pelada, nenhum homem vem te incomodar, o maximo que tentaram comigo foi pegar na minha mao - e para elas isso eh diferente e legal.
Eu sempre quis pegar um gringo, porque eh diferente (no fim o francesinho beijava mal ahahha) e legal, so tinha gringo comigo mesmo... entao me abracei e fui.
Infelizmente na minha experiencia fora do Brasil nem tudo sao flores, o homem arabe realmente acha que as mulheres brasileiras sao ~ vagabundas ~ visto que os idiotas nao paravam de tirar fotos da minha amiga e de qualquer brasileira que passasse, e deixavam claro que eramos mercadorias. Enfim, machismo tem em todo lugar, deixa o povo se pegar sem inveja, seus mimizentos!

Anônimo disse...

bando de possessivos esses brasileiros... pq eles não tentam melhorar como pessoas.. e deveriam cuidar das próprias viddas

Anônimo disse...

dica pros mascus que querem pegar na copa: open english

Anônimo disse...

Roxy

você acha benéfica essa coisa de homem espanhol vir buscar mulheres novas de classes mais baixas?

eu vejo quase como um turismo sexual, até porque essas mulheres normalmente vão pra europa pra ficar na dependencia de seus maridos

Anônimo disse...

"E vou falar: moro na França. E quase todas brasileirAs namoram e casam com francês. Os brasileirOs por outro lado normalemnte não saem com francesas... machistas como são, não me espanta. ( claro que franceses também são super machistas, mas comparados a brasileiros, são praticamente anjos-no-céu)"

Moça, isso é resultado do machismo francês, não do brasileiro.
Fora que você já parou pra pensar que essa busca por mulheres brasileiras é reflexo da fuga dos homens machistas franceses das mulheres já bem mais independentes daquele país em comparação às dependentes brasileiras?

Anônimo disse...

Concordo com essa história de viralatismo.Brasileiro tem mania de achar que só EUA e Europa prestam e querem se misturar com quem é natural desses lugares.

luis disse...

Bom, vamos ver se eu entendi...

- a sociedade brasileira, apesar de os meninos e meninas viverem na mesmas casas e estarem expostos às mesmas influências, cria mulheres lindas fortes independentes evoluídas e modernas e homens machistas retrógrados ultrapassados e horrorosos. Não rola um desconfiômetro nessa visão não? Tipo que... ai meu Deus... as mulheres brasileiras não sejam tudo isso que acham que são, nem os homens sejam esses monstros que se pinta?

- essa facilidade de homem estrangeiro (bem entendido, homem estrangeiro alto e branco) "pegar" mulher brasileira é a mesma coisa que acontece por exemplo quando um homem branco, da capital, de classe média-alta ou alta (como eu) vai pro interior: elas se jogam em cima. Porque? Porque um ele é percebido como de maior valor pela mulher, e segundo porque percebe a mulher como de menos valor (uma vira-lata subdesenvolvida ou uma caipira qualquer).

A mulher brasileira é, antes de tudo, uma deslumbrada. Louca pra ser "invejada" e mandar "beijinho no ombro". Um tipo de vazio que só o narcisismo fomentado desde a infância pode dar. Estamos no meio de 100 milhões de Mmes. Bovary...

Anônimo disse...

Os mascus são criaturas perdidas, não se dedicam a estudo ou trabalho, se dedicam a falar mal de mulheres e desejar mal. Os mascus também são misândricos, isso mesmo, acusam de ser bandido/cafa qualquer rapaz que ganha o coração da gatinha do pedaço e ainda ficam torcendo para que o rapaz seja um cafa/bandido que vá engravidar a garota, transforma-la em "mãe-solteira" e abandona-las para que os mascus sintam o prazer da vitoria na desgraça alheia. Nada construtivo para a própria vida. Eles desejam mal a essas garotas porque só com a desgraça delas eles conseguirão finalmente ter uma chance com elas. Afinal para os mascus o que eles chamam de "poder de barganha" delas diminui e assim os ditos "alfas" deixam elas de lado e os mascus finalmente terão chances. O mascu assassino que era filho de diretor chamava de bandido qualquer rapaz negro/latino que namorava alguma loirinha em vez dele e no final ele mesmo o mascu tao bonzinho foi o verdadeiro bandido. Os mascus sentem recalque dos rapazes que eles chamam de "cafas", "destacados", bonitos, ricos e outros. Raiva e ao mesmo tempo inveja. Então vão para o badoo caçar mulheres que eles denominam de forma pejorativa como M$ol, submedianas, balzacas, vileiras, tatuadas... para conseguir desenvolver um pouco de traquejo social, coisa mais difícil de se conseguir pegando apenas GPs. Gastam ate metade do salario em motéis. Ninguém suporta esses caras infelizes, amargurados, preconceituosos que se acham bonzinhos e eles fazem um grande favor em se isolarem do mundo e das mulheres.

Ana Carolina Serrao disse...

Os homens nao estao mais suportando a liberdade e a autonomia femininas.
Querem uma proprieda,de que alem dissoo seja babá e empregada deles.

Acordem! O tempo de vcs já passou!

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Lola, tá cada vez mais difícil comentar seus textos. Você disse tudo, até as coisas que foram passando pela minha cabeça durante a leitura, rsrs.
Essa fixação dos mascus e demais machistas brasileiros com casamento deveria ser estudada. Depois falam que é mulher que só pensa em casar, mas todo papo pra eles termina em casamento. Ainda não entenderam que uma mulher pode passar uns bons momentos com um cara, sem necessariamente pensar em algo sério. E se você se atreve a dizer isso, ó, castigo dos castigos, você vai ser punida não se casando. Aí quando a mulherada responde que antes só do que mal acompanhada, e que tem muita mulher casada infeliz, que casamento não é garantia de felicidade, que tem muita divorciada, por exemplo, mais feliz que quando estava casada, só falta infartarem de raiva.
Vai entender...

Anônimo disse...

ah tá..depois reclamamos do turismo sexual,da imagem da brasileira no exterior,do tráfico de mulheres...e nos fazendo de vítimas!

Julia disse...

Pâmela, adorei seu comentário. Concordo com tudo.
Também me senti honrada em ter meu comentário em outro post :D


Larissa, amo meu país mas também não sou adepta a esse tipo de nacionalismo.
Tenho uma admiração especial por uruguaios. Acho turcos lindos e não nego o apelo que um grego tem apenas por ser grego. Precisa explicar?

ps: sei que a Turquia não está na Copa mas turcos são lindos e eu precisava dizer isso.

Paula disse...

mais uma atitude broxante dos brasileros:

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/06/banheiros-quimicos-nao-evitam-mijodromo-na-vila-madalena.html

Ana disse...

Laurinha, eu sou uma das divorciadas que está MUITO melhor agora do que quando casada!
Namoro bastante, tenho minha vida estruturada, já tive um filho (bom, eu queria, então pra mim foi realização), não tenho por que casar de novo. Quero distância de compromisso.
E, por acaso, estou namorando um irlandês! Que, digam o que quiserem, é muito menos machista do que o menos machista dos brasileiros que eu conheci.

Ana disse...

Esqueci de mencionar: meu namorado disse que a fama das brasileiras na Irlanda é de serem gostosas, não "fáceis"!

Anônimo disse...

Turcos até podem ser lindos, assim como os italianos, mas são porcos machistas. One night stand com muita sorte. Portugueses e espanhóis, além de tudo, são sujos. Ingleses, alemães, holandeses, belgas e franceses do Sul aprovados. Australianos fofos tb. Uruguaios bons tb, agora argentinos complicados demais. Chilenos não conheci, infelizmente. Brasileiros não provo faz um tempo e não sinto saudade.

Anônimo disse...

Se a questão fosse tão simples quanto liberdade sexual da mulher, o carnaval teria muito mais polêmica que a copa.

Patty Kirsche disse...

Eu não tenho nenhum fetiche especial por estrangeiro, não... Pra mim o importante é a personalidade da pessoa em si. Mas é claro que se há mais estrangeiros no país, é maior a possibilidade de ficar com um, e eu acho isso ótimo. ;)

Michele disse...

Ué, esse bando de machista tá pensando o quê? Enquanto eles detonam as brasileiras elas estão curtindo com os gringos gostosões. Os brasileiros não curtem uma gringa também? E esses biscatos que ficam falando das suecas? Homens, pqp vocês hein!! Vamos acordar pra vida, seus bando de véio de 70 anos!!

Roxy Carmichael disse...

não, o que eu disse é que existem perfis muito distintos de brasileiras e de gringos, e das relações entre essas duas partes. o que o povo chama de viralatismo feminino acho que se aplica ao caso estudado pela miriam: coroas espanhóis divorciados, perdidos com o avanço do feminismo lá do outro lado do atlântico, vem pros países periféricos em busca de mulher mais jovem, mais pobre e carinhosa, que topa ser mãe do cara, lavar e passar, e ao mesmo tempo filha, que obedece as leis do pai-marido. mas como sabemos, diferentemente dos séculos passados, onde só quem viajava eram os homens europeus, hj temos milhares de mulheres (incluindo brasileiras) viajando, o que coloca ELAS na posição de gringas, existem estudantes homens e mulheres dos países do sul e do norte circulando pelos quatro cantos do mundo, existem homens e mulheres querendo fugir da crise do norte e se mudando de mala e cuia pro sul, e essa gente toda tá flertando, alguns tão namorando (alguns à distância), outros casando, uns vão pro norte pra ficar mais perto do amor, outros vem pro sul pelo mesmo motivo. independente do gênero. e digo mais, as relações sul-sul tão bombando também (e eu sou não só testemunha, como prova viva disso). esse papinho de mulher brasileira vira lata sem agencia e gringo aproveitador não tá colando muito mais não.

tem gente identificando um bovarismo feminino, mas eu acho que se existe bovarismo ele se manifesta justamente nesses caras que são gongados pelas locais (que em muitos casos preferem os gringos) e gongados pelas gringas, que mais versadas na arte do feminismo já chegam aqui ligadíssimas no machismo latino e estão prontíssimas pra fugir disso como o diabo foge da cruz. especialmente as tão valorizadas nórdicas (já que esses paises figuram sempre na lista dos melhores lugares pras mulheres viverem). então o FATO mesmo é que são os machinhos tupiniquins os que saem perdendo de todos os ângulos que se analise a questão. obviamente que isso não se aplica aos nossos conterrâneos esclarecidos, desencanados, e em sua grande maioria morenos, sensuais que tão mesmo é afins de curtir, ensinar as moças a bailar (conheço MUITA gringa que só tem olhos pros nossos deuses de ébano, especialmente os baianos).

Roxy Carmichael disse...

luis da classe media alta, por exemplo, sabe muito bem que numa disputa com um preto de sorriso lindo e sincero (essa expressão deve ser lida imaginando o caetano veloso pronunciando com seu sotaque delicioso) por uma sueca, ele perde por W.O. a verdade é tão cruel que ele prefere ficar delirando que vivemos no brasil semi-rural da era pré-vargas, onde as cidades do interior estão desconectadíssimas dos grandes centros (sugestão de leitura luis: NESTOR GARCIA CANCLINI) e que não existem milhares de mocinhas brasileiras que viajam, assim como milhares de gringos que vem pra cá com rabinho entre as pernas fugir do desemprego (e como sabemos nesse mundo capitalista, desempregado não é lá muito valorizado). mas o mais importante mesmo é que luis por mais que seja da classe alta SEMPRE vai comer mosca, das mulatas que querem os loirinhos gringos pra curtir um intercambio com o diferente, e das gringas que querem justamente os mulatos deuses brasileiros, pelo mesmo motivo, curtir um intercambio com o diferente...aí sobra apenas o cinco por um. e aí eu me pergunto: o que difere luis da classe alta de um adolescente virgem espinhento fã de heavy metal mesmo????

Anônimo disse...

Vamo falar de futebol um pouco, pessoal? O que estão achando da seleção brasileira? Quem vai ganhar a Copa na sua opinião?

Cadê o bolão, Lola? :)))

Sara disse...

Laurinha faz tempo q eu tb já tinha notado isso, os mascus são quem mais defendem a instituição do casamento, parece q pra eles estar casado confere status, outro dia veio um mascu aq na Lola comentando justamente isso, que as mulheres perseguem a magreza como ideal de beleza e os homens (segundo ele) quanto mais mulheres tiverem mais são respeitados entre eles, inclusive ele citou q se o cara é casado já tem o respeito dos outros, simplesmente por estar casado.
Ele fez até uma comparação idiota, q se o cara tem muitas mulheres ele é considerado um top model kkkk, mas se tiver uma esposa ele é considerado como tendo o peso ideal p altura kkkkk.
Só por isso já da pra ver q quem mais se desespera pra casar é este
tipo de homem, por isso nesses foruns mascus é frequente o ódio deles por feministas, pois eles alegam q somos imprestáveis para casamento hóó q tragédia!!!quem se habilita???? tá dificil né??

Anônimo disse...

Pra mascuzada que tá reclamando da pegação intensiva e vigorosa das brasileiras pra cima dos estrangeiros: Há uma oportunidade de ouro pra vocês se vingarem, a próxima copa será realizada na Rússia, aquele país de louras top de corpinho esguio e olhos azuis. Vão se preparando,aprendendo a língua nativa pra tentar alguma coisa...Mas acredito que a frustração será grande, afinal correm o sério risco de serem eliminados na primeira fase da copa da pegação...Mas nem pensem voltar pra casa...Que passem o resto da vida curtindo o fracasso na Sibéria!Hehehe!

Sara disse...

O Marcelinho punheteiro não se trata de optar não e sim falta de opção, vc sabe q é uma escória e é no meio da escória q se sente bem.

lola aronovich disse...

Não liga, Sara. Marcelo deve estar chateado porque fecharam (creio eu) o chan dele. Aí ele fica carente e vem xingar e ameaçar aqui. Deve ser triste ter uma vida tão miserável.
Quando será que ele voltará à cadeia para cumprir o resto da sua pena?

luis disse...

Eu sempre digo que uma das coisas mais interessantes destes posts feministas é como as feministas nos comentários queimam a própria imagem.

Por exemplo, eu faço um texto articulado e vem a Roxy Carmichael e perde completamente a compostura, falando com propriedade sobre um monte de aspectos da minha vida (que ela desconhece completamente). Outra lá em cima cheia de generalizações (português é sujo, turco é porco... isso pode né, queria ver falando que nigeriano é nojento ou que nordestino é burro).

E volto a dizer o que disse lá em cima: é loucura achar que a mesma cultura que cria esses homens ruins que vocês acusam criaria mulheres maravilhosas. É como achar que, freqüentando homens e mulheres a mesma escola, aqueles sairiam burros e estas inteligentes.

A imensa maioria das mulheres brasileira não são essas deusas lindas inteligentes fortes independentes etc, mas sim pessoas absolutamente banais e ignorantes (assim como a maioria dos homens também).

Ah, e Roxy Carmichael, eu prefiro ser um branco-classe-média-alta "pega ninguém" (o que não é verdade) do que ser um negro lindo, mas que no fim serve só pro sexo pois em qualquer lugar que ele for vai ser olhado de cima abaixo. E entre dinheiro e mulher, dinheiro, por favor.

Anônimo disse...

Já saí com dois estrangeiros durante essa Copa, e os dois se preocuparam em me dar prazer também, inclusive um dos dois só sossegou quando conseguiu. Em nenhum momento me senti depósito de esperma, como já me senti com alguns outros parceiros brasileiros. Essa que é, generalizando, a diferença dos estrangeiros para os brasileiros, eles enxergam as mulheres como ser humano.

Não quero sair do motel pra igreja e com um green card no bolso. Quero ter relação com um cara que irá me ver como algo além de um pedaço de carne. Que vai se importar com meu orgasmo, que não vai me considerar um número. Por isso que o placar tá Estrangeiros 2 x 0 Brasileiros.

Lili.

Nane disse...

GOAT... " mulheres não tem utilidade na minha vida"
Exceto as mulheres aqui do blog, as quais devem dar algum sentido pra vida dele?
Que diabos ele faz aqui afinal?

Anônimo disse...

Credo, Lili, dois orgasmos na vida toda?

Cética disse...

Essas drogas dessas amebas com pinto são uns recalcados mesmo viu,antes da copa tinha um monte do forum ( cheio de macho) especulando a quantidade de gringas que iriam "pegar" agora que a mulherada tá fazendo o que eles gostariam de estar fazendo,esses merdas ficam com esse chororó todo,com esse discurso batido de mulher brasileira interesseira,vão se lascar,tenham vergonha na cara e parem de fiscalizar a foda alheia.

josemilson disse...

Nao consigo entender que o mascu e quem e feminista em alguns comentarios, parece mais disputa entre meninos e meninas pra ver quem e o mais bobo. Quer transar com estrangeiro vai e faca se for a melhor escolha.

Unknown disse...

Acho que a realidade é a seguinte( do ponto de vista de Maquiavel, não dos "realistas")

1)A maioria(chutando uns 90%) do pessoal "masculinista" é feita de homens na faixa de idade entre 18-29 anos de idade, homens que não conseguem se relacionar com mulheres pelo fato da insegurança(por isso q muitos tiveram uma péssima experiência com alguma mulher em especial que a fez entrar na "real" a chamada de "bruxa madrinha") a segunda pelo aspecto físico sim, são magrelos ou muito gordos e por isso são visto como "inofensivos" por mulheres e por homens
O problema deles é que querem ficar com as mulheres mais lindas e gostosas do trabalho/faculdade/escola.

O que eu não entendo desse "movimento" é o seguinte;
A)Você não se encaixa no padrão de beleza(ser forte, ter dinheiro...) por que você não corre atrás disso, entrando numa academia, se socializando com outros homens em algum esporte e trabalhando ao invés de ficar sempre em casa se masturbando o dia todo e vendo a foto daquela "garota dos seus sonhos" no Instagram?
b)a maioria desses 90% quando encontram uma outra garota, largam essa vida de ~realista~
c)na minha adolescência fui magrelo(tinha 1,81m) e pesava 58Kg com 19 e recebia uma mesada de 50 reais por mês dos meus pais, mas ao invés de ficar culpando o sistema simplesmente estudei, passei em um concurso de Oficial das Forças Armadas e tenho uma vida hoje(7 anos depois) muuito diferente da vida solitária e onanística de antes

Senhores, tudo na vida é 10% de inspiração e 90% transpiração

O mundo está POUCO SE FUDENDO para seus problemas do mesmo modo que vocês está pouco se fudendo pro mundo.

César

Denise disse...

Engraçado é essa percepção de que as mulheres brasileiras são fáceis... Na Europa, por exemplo, se faz muito mais sexo no primeiro encontro que no Brasil. Realmente o hábito de beijar na boca logo de cara como ocorre nas baladas brasileiras não é muito comum no exterior, mas sexo rola solto! Na Austrália é de conhecimento geral que as australianas pagam boquete na balada mas não beijam na boca.

Agora, só no Brasil é que se acha que uma mulher que transa na primeira noite é vagabunda... Por que será? (em tom de ironia)

Curiosa também essa “fama” de que brasileira é fácil. Nunca ouvi isso de um estrangeiro, muito pelo contrário. O que mais vejo são casamentos entre brasileiras e estrangeiros, com muito amor e respeito envolvido. Se os gringos achassem que todas as brasileiras são prostitutas só por pegarem quem querem, quando querem (e quantos quiserem), por certo não se apaixonariam por elas. Já os brasileiros do sexo masculino, esses sim já ouvi fama no exterior... Fama de serem conquistadores (no mal sentido), fazerem mil promessas falsas, terem prazer em ludibriar a mulher, casarem com estrangeiras só pra conseguir o visto e logo em seguida dar um pé na bunda. Nunca soube de uma mulher que tenha feito isso de casar só pra conseguir visto, já homem conheço aos montes...

Luiz disse...

Assunto interessante. Confesso que no Brasil ficar com estrangeiro tem um certo status. Percebi também que na Itália isso também é comum. Minha esposa é descendente de italianos e certa vez passamos férias por lá e percebi que as italianas tem um certo glamour por estrangeiros. Obvio que nordicos e franceses tem mais status mas isso é bem mais evidente no Brasil. Parece que no México, Colombia e Argentina isso também é comum. Na China segundo me conta pessoas que lá estiveram mulher nem conversa com estrangeiros. Acho que no Brasil se dá muito valor a namoro e relacionamentos e parece que namorar um estrangeiro dá mais status. Morei na Alemanha e não vi essa neura toda por se casar e se relacionar afetiva e sexualmente com ninguém. Para ser sincero o alemão é quase um ser asexuado. Lembro me certa vez a cara de espanto dos alemães quando contei que conheci minha esposa em um barzinho. Maioria dos alemães se casam com seus vizinhos e conhecidos. A maior ousadia é se casar com um amigo do amigo (Vai ter um monte de bla bla bla de pessoas que conhece alguém casada com um alemão. Não é regra).

Sou judeu e morei também em Israel mas lá é outra história pois o casamento de um judeu com um não judeu é motivo de uma grande crise familiar. Eu mesmo tive que administrar uma crise dessas para me casar, então em Israel você teria muita dificuldade de se relacionar com um israelense caso não seja judeu independente se é homem ou mulher. Mas uma coisa que me chamou a atenção é que conheci umas 5 brasileiras casadas com palestinos quando vivi em Jerusalém e sinceramente o homem brasileiro deve ser bem menos machista que um islamico. Acho que esse assunto rende um tratado antropológico.

Claudio disse...

Olha, eu acompanho seu blog, sou homem machista e não masculinista, se você citasse que essas brasileiras que falam em gringos, querem primeiro-mundistas eu não faria que eu pensei em fazer... essas marias-passaporte são "burrras" pois eu li essa matéria e elas deram nomes e o que faziam (procurar no fb é fácil), vou espalhar para toda região metropolitana de porto alegre quem são elas (são 4, uma de fato bonita, 1 mais ou menos e 2 feias)... assim elas não terão mais amigos nem namorados, se os homens da região terem vergonha na cara pelo menos.

Anônimo disse...

Sou uma brasileira casada com um belga. Posso dizer que os machinhos daqui tem toda razão de ficarem com medo, os gringos são muito bem doados.

Feminazi Satânica disse...

Vejo mulheres feministas romantizando muito os gringos. Ei gente, tb tem misógino no primeiro mundo, tá? E tenho certeza de que vários que estão pagando de bons moços, progressistas e coisa e tal, não passam de lixo misógino.

E Roxy, homem jovem tb vem pra cá com essa mentalidade. Machismo não tem idade. Se pudéssemos categorizar homens em grupos, dos mais libertários e modernosos até os mais escrotos, violência contra a mulher não existiria.

Anônimo disse...

Anonimo 17h51, entendo que você possa ver isso como machismmo dos franceses -o fato dos homens aqui estarem com brasileiras, mas as francesas não estarem com brasileiiros. mas no meu caso por exemplo, estou no segundo relacionamento sério com frances, e sou a femnista mais chata do mundo. E alias, sempre ganhei mais do que os namorados. Então, se eles estão comigo, não é pelo fato de eu ser submissa. Acho sim que o fato de ser estrangeiro te ajuda a 'pegar mais'. O pessoal gosta do seu sotaque, tem aquilo diferente... e os homens franceses estão com brasileiras, mas também com suecas, italianas, nigerianas. .. os homens brasileiros - não todos, claro!- no geral estão com brasileiras. Porque? Porque ainda tratam mumher como merda.

Gostaria de ressaaltar que ja tive namorados brasileiros, que foram maravilhosos. Meu avô lavava o banehiro, em uma epoca que homem não limpava nem a propria bunda. meu pai era a pessoa menos machista desse mundo. Logo, sei que existem brasileiros maravilhosos. mas a população no geral, é machista demais.

Ressalto, a França também é um país machista. Mas homem nehum quer que batamos palminhas se ele lavar a louça, ou levar o filho passear.

Lia38

Anônimo disse...

Eh só pra completar o que já foi dito: brasileira não tem fama de facil. tem fama de sensual, gostosa...

E em rodas com amigos, se alguém fala de mulher facil, eu sempre pergunto: ' o que é ser facil? ' é ficar com quem quiser? então eu sou facil.' Acho que temos sim que aproveitar todas as oprtinidades que temos para descontruir o machismo....

lia38

luis disse...

Tem duas coisas que o Luiz com z falou que eu acho interessante comentar. Primeiro o fato de que esse fetiche do estrangeiro é maior em alguns países que outros, o que é verdade. Na verdade, é tanto maior quanto menor a identidade cultural do povo. O fetiche da brasileira pelo estrangeiro não deixa de ser um reflexo do desprezo a si mesma, patologia da qual nós, brasileiros, infelizmente padecemos em alto grau.

E sobre a Alemanha, isso é muito interessante mesmo. O povo brasileiro dá um valor imenso a essa coisa toda do sexo. Parece que por aqui só existe esse assunto, só se sabe falar disso. Em outros lugares, principalmente no Norte da Europa, é muito menos big deal. Eu imagino que seja porque as pessoas têm mais educação e cultura então têm um universo de interesses maior. Como o brasileiro é muito ignorante, acaba circunscrito ao universo animal mesmo.

Anônimo disse...

Como colocado no texto, esses sujeitos de fato não tem noção de como a vida funciona. Na verdade, acho que esse despreparo e o fracasso na própria realidade machista é que faz eles virarem "ativistas". Curiosamente, ativistas da causa na qual eles falharam.

Não sei de onde tiram isso de que brasileiras são "fáceis". Vivo há 10 anos na Europa e a aproximação com mulheres aqui é, na minha experiência, muito mais fácil. Minha namorada mesmo, que é húngara; super "fácil". Transamos no dia que nos conhecemos e estamos juntos há 2 anos. Ela é o sonho de cada mascu desses, que reclama de perder espaço para estrangeiros mas sonha com, nas palavras deles, uma "loira do cu rosa".

Só queria colocar uma coisa que acho que faltou no texto. Eu não acho que isso tem a ver somente com querer experimentar o diferente. Tem sim aí uma carga forte e triste de eurocentrismo estético. E claro que é normal querer experimentar gente de outras origens e culturas mas achei que o texto poderia ter tocado nisso. Não lembro de haver lido comentários de meninos ou meninas interessados nos torcedores da Nigéria, Camarões, Japão ou Coréia.

Do ponto de vista de um homem negro latino americano vivendo na Europa, posso afirmar que o olhar de interesse na direção primeiro mundo -> terceiro mundo muitas vezes é admiração mas vem sim carregado de muito racismo. Pode parecer lisongeiro mas, muitas vezes, as pessoas demonstram um interesse sexual que vem cheio de expectativas racistas e carregados de estereotipos desagradáveis. Mulheres, em especial, sofrem isso muito. Aproveito e deixo essa sugestão para um post futuro.

Anônimo disse...

Na verdade esse tipo de mulher não estão roubando de ninguém, o que vocês querem? O Brazil é um país de terceiro mundo e estas são mulheres de terceiro mundo elas não são de ninguém nem delas mesmas, mas também não vamos generalizar, pois tem muitas mulheres que moram no Brazil que são suas próprias donas sim.

donadio disse...

"os únicos que se sujeitam a isso são os betas dos betas, aqueles cara que nunca conseguiram comer nenhuma por lá, esses caem no golpe e sofrem a humilhação de casar com uma favelada, mas os alfas só vão aproveitar (certo eles), comer umas gostosas, tomar umas capirinhas, voltar pro seu país de origem e casar com uma loira de olhos verdes"

Mas, como apenas 4,17% dos homens são alfas, isso não deve ser um problema muito sério.

Prevejo uma emigração em massa de faveladas para lares beta na Suécia.

Esse pessoal aprendeu lógica onde? Com o Orvalho de Cavalo? Ei, Orvalho, dá um help na lógica aí pro seus fãs, por que pega mal pra vc ser ídolo de gente tão incapaz de raciocínio...

donadio disse...

"Não se enganem, muitos gringos vão fazer o que os homens machistas fazem: Pegam a mulher e depois difamarem as mesmas para seus amigos."

Isso daí.

Não nos iludamos que europeus e norte-americanos sejam menos machistas do que brasileiros (se fossem, por que diabos não estariam chegando turistas européias em número comparável ao de turistas europeus?

Mas qual o problema?

Machista por machista, melhor um que pelo menos vai embora e não vai ficar te estalqueando a vida toda depois.

O que, aliás, acho que entra muito mais nos "cálculos" das brasileiras do que fantasias a respeito de casamento com alfas dinamarqueses.

donadio disse...

Outra coisa é a fantasia de uma Europa não-machista e não-racista.

Enquanto a Frente Nacional vai se tornando alternativa de poder na França, a Aurora Dourada já é o terceiro partido na Grécia, e a extrema-direita xenófoba cresce no continente inteiro... alguns de nós se iludem com a idéia de que se trata de um continente homogeneamente civilizado, em que "brasileiras (e turcas, e argelinas, e jamaicanas, e paquistanesas, suponho?) são tratadas com mais respeito que no Brasil".

Menos, né, gente?

donadio disse...

"só no Brasil é que se acha que uma mulher que transa na primeira noite é vagabunda..."

Sinal que você não conhece nem a Albânia nem o Zimbábue...

... e nem nenhum dos outros países que ficam entre os dois na ordem alfabética.

Anônimo disse...

Donadio, eu pensei a mesma coisa... se só "alfas" pegam mulheres, toda a população "alfa" do mundo deve estar aqui no Brasil agora...hahahahahaha.

Li uns comentários de mascus em um blog mascu disfarçado de "Blog de finanças", e me parece que estão com inveja das mulheres e dos gringos, por estarem se divertindo e fazendo o que ELES queriam estar fazendo. Os bobões estavam revoltadíssimos com os estrangeiros, e diziam que eles acabaram com todas as mulheres para casar. Acabou o casamento no Brasil, de uma vez por todas... eles diziam... kkkkkkkkkkkkkkk

Verô! disse...

Sério, não sei como os mascus não sentem uma enorme vergonha de deixar público o quanto são fracassados. Tolos incapazes de conquistar uma mulher e cegos o suficiente para não perceberem que o problema é todo com eles.

E daí que as mulheres queiram experimentar algo com um homem/mulher estrangeiro(a), com outras referências culturais, outra mentalidade? Acho ótimo!
Isso mesmo, meninas! Curtam bastante, beijem muito, aproveitem e só não esqueçam da camisinha! Para as lésbicas, façam a "barreirinha" no sexo oral e evitem "colar velcro".

Anônimo disse...

"A Europa só existe em Buenos Aires."

J. L. Borges

Anônimo disse...

Donadio, concordo 100% . Machismo tem em todo lugar, do Zimbabue à Albania.

Mas chamar de vagabunda quem transa na primeira noite, acho realmente que é mais forte no Brasil. Moro na Europa, vivo no mundo do software ( masculinissimo) e nunca vi homeme nenhum chamar mulher de vagabunda porque transou na primeira noite. Eles só falam que transaram ou não, se foi bom ou não e fica por isso memso.

Parem de falar que homens são todos cretinos, tipo ' "não tem jeito' que não é verdade.

Carlos Eduardo disse...

Sou brasileiro, não muito ligado em futebol, e nas duas vezes que saí para essas festas em dia de jogo fiquei com meninas fazendo nenhum ou pouco esforço. Acho que eu sou Alfa, quero uma carteirinha e uma caixa de charutos de brinde.

Não é justo reclamar da vinda dos gringos "conquistadores" por vários motivos:

- Os homens também estavam com muita expectativa de pegar gringas. Principalmente argentinas e europeias, desdenhando outras etnias como as colombianas. Só que a maioria dos torcedores que vieram são homens, ou porque são os mais fanáticos ou porque é mais seguro para um homem viajar para o Brasil. Bem, se gostam tanto de se gabar que o gosto por futebol é um símbolo de masculinidade, que aguentem as consequências turísticas.

- Homens brasileiros são muito bem vindos pelas mulheres estrangeiras, e não menos nos países do norte. Um amigo fez intercâmbio em Santa Barbara e quando ficou sabendo do que fez o Elliot Rodger me disse: "mas o cara devia ser muito fraco mesmo, eu me dei muito bem por lá". Experiência própria também, uma das poucas mulheres que eu transei logo depois do primeiro beijo era irlandesa.

- As que gostam de sair para beijar e transar o fazem com ou sem gringo. As que fazem escolhas diferentes - são mais caseiras, gostam de longos namoros e a ideia de casar cedo - não se comoveram com essas festas. Está tudo no seu lugar.

Anônimo disse...

Anon das 10:12,

Suponho que você também seja o anon das 02:03.

Também vivo na Europa há vários anos e, como colocado pelo anon das 09:42, discordo do "só no Brasil é que se acha que uma mulher que transa na primeira noite é vagabunda"

Não é só no Brasil. não mesmo. Não sei o quanto você conhece do mundo mas afirmo, com toda segurança, que você está MUITO enganadx. E nem precisa sair da Europa para encontrar lugares onde isso é norma geral na sociedade.

Na verdade, nem acho que você pense isso, acho que simplesmente descartou uma série de lugares do planeta.

De resto, concordo contigo. No Brasil, nunca havia transado com uma mulher que acabara de conhecer, muito menos na casa dela. Aqui isso ocorreu algumas vezes. E não precisou ser um segredo mortal; quando as pessoas sabem, podem ficar curiosas mas não "mancha" a menina. Conheço meninas que já foram prostitutas e fizeram filmes pornográficos; claro que não é algo que se fala na mesa do jantar da avó mas tampouco é um segredo mortal que pode destruir a vida da pessoa.

Anônimo disse...

- "Homens brasileiros são muito bem vindos pelas mulheres estrangeiras"

Em que planeta isto? eu já fiz, e conheço não um, mas dezenas de jovens homens brasileiros que fizeram e fazem intercambio, faz parte do meu trabalho, e afirmo com convicção, mulher estrangeira tem verdadeiro horror a homem sul americano. esta do 'mante latino' e pura balela, quem vive a realidade sabe disto.

Anônimo disse...

Anon das 10:12,

Vivendo na Europa, você jura que nunca escutou um português, espanhol, italiano ou turco utilizando palavras ofensivas para se referir a uma mulher que faz sexo livremente?

Eu sim. E já vi muito brasileiro dar vexame por achar que uma mulher assim está mais disponível para ele.

Um caso desagradável que presenciei foi uma menina dinamarquesa que ficou de sutiã na frente de um brasileiro para trocar de roupa. O cara ficou tão insuporável e tinha tanta certeza que a negativa dela era um jogo pois "ficou quase pelada na minha frente" que a menina foi embora.

Anônimo disse...

"quanto são fracassados. Tolos incapazes de conquistar uma mulher"

Parece que o ego feminino não tem limite de tamanho mesmo."Conquistar uma mulher" e menos importante na vida de um homem,que corre atrás de seus sonhos, do seu desenvolvimento pessoal, do que vocês pensam.

Anônimo disse...

@ Anon 11:28

Além de tudo o que a Verô falou, ainda são piadistas!!!!!!! hahahahahahahahahhahahahaha

Anônimo disse...

adere ao feminismo mas não deixa de considerar um prêmio. Aiaiai...

Anônimo disse...

^ Eh mesmo, mascuzinho fracassado? Entao porque vcs masCUS soh falam de mulheres e ficam chorando em blogs feministas?

Carlos Eduardo disse...

Anônimo das 11:23:

Não duvido de você, e acho que generalizei uma facilidade pessoal que eu tenho em lidar com mulheres. Mas há sim um fetiche com o homem brasileiro - não necessariamente o ultrapassado amante latino - que as vezes é colocado em contraponto ao depressivo branco do norte como mais descontraído, simples e bem disposto. Acho que o Rodrigo Santoro foi exportado para Hollywood a partir dessa demanda.

Agora, um guri intercambista de 20 e poucos anos que está começando a aprender inglês não vai sair conquistando as gringas só por ser brasileiro. O cara precisa apresentar as qualidades que ele precisaria para conquistar mulheres em qualquer lugar. Da mesma forma, eu não acredito que um europeu tosco na aparência e no comportamento que veio pra Copa vai se dar bem com as garotas das capitais por default.

Roxy Carmichael disse...

luisinho meu jovem, com a sua argumentação de "prefiro ser branco classe media" a preto e "prefiro dinheiro a mulher" vc só deixou mais claro que seu mau humor todo com a pegação transnacional é puro recalque pelo fato de vc não ter sido convidado pra essa festa!!! ahahahahah. todo mundo conhece essa linha de argumentação recalcada. tipo quando um cara xaveca uma mulher e leva cortadão, ele diz: não te queria mesmo, sua baranga! hahahahaha. vc primeiro veio generalizando chamando as minas brasileiras todas de bovary deslumbradas e vazias (pq elas tão pegando os gringos e não vc). daí quando argumento que vc perde pelo outro lado tb, o lado das gringas que querem os pretos maneiros, vc não aprende a esconder seu recalque e chora em alto e bom som "prefiro ser branco a ser objeto" ahahahahaha. e fecha com chave de ouro: prefiro dinheiro!

HAHAHAHAHAHA HAHAHAHAHAHAH AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
e depois vem dizer que não é verdade que vc é pega-ninguém???tá dificil acreditar!

dica pra não pagar de virgem no proximo forum (e na vida offline): as minas tão aí curtindo os gringos e eu tô aqui curtindo as gringas! ou então: sei lá, as gringas não me atraem tanto quanto as minhas conterrâneas e eu sou a prova viva de que muitas conterrâneas também preferem o produto nacional. ou ainda: nacional ou importado, com copa, ou sem copa, curto as minas. entendeu?
esse papinho de prefiro dinheiro só passa recibo que sua alegria se resume ao onamismo!ficar falando mal dos pretos e das mulheres não vai fazer vc pegar mais gente, nem mesmo vai disfarçar que vc nao pega ninguém, muito pelo contrário!

beijinho no ombro!

Roxy Carmichael disse...

feminazi satânica,repetindo mais uma vez o que eu disse: são inúmeros os perfis de brasileiras e de gringos e diversas são as possibilidades de combinação entre essas partes. é claro que tem um montão de gringo machista, seja do norte ou seja do sul, jovem ou coroa. mas é também um fato que REDUZIR essa combinação a mulher não-instruída, deslumbrada vira-lata do sul e gringo aproveitador do norte não corresponde a realidade das múltiplas interações entre pessoas circulando nesse mundo globalizado. e mais, as relações sul-sul tão super se fortalecendo, ainda que exista sim um padrão de beleza eurocentrico e um deslumbramento com o estilo de vida do norte. a vida é dinâmica! e só quem fica nessa nostalgia, nessa ilusão do passado é quem tá perdendo muito com essas mudanças que tão ocorrendo com uma velocidade tão intensa jamais vista em qualquer outro período da historia da humanidade!

Anônimo disse...

"Da mesma forma, eu não acredito que um europeu tosco na aparência e no comportamento que veio pra Copa vai se dar bem com as garotas das capitais por default."

Vai, vai sim. Os gringos mais velhos estão em puteiros, enquanto os mais jovens, de vinte e poucos anos, estão na rua e no Tinder fazendo a festa.

Luiz disse...

Parece que nem todos os estrangeiros se dão bem com brasileiras. Um grupo de marfinenses anda muito decepcionados. Confiram esta matéria do UOL.

http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/06/24/marfinenses-sao-engandos-por-brasileiras-e-reclamam-que-nao-pegam-ninguem.htm

Raven~ disse...

Sempre quis entender qual o problema que mascu tem com mulher tatuada. Eu hein?

Raven~ disse...

Ahn Roxy, qual o problema de curtir heavy metal?

Anônimo disse...

Eu leio os comentários e às vezes fico me perguntando como tanta garota legal, cheio de embasamento teórico, humor e ideias fica perdendo tempo respondendo esses cujos? O que eles estão fazendo aqui? Ué, repudiam mulheres mas estão em todos os comentários, fazendo esse ruído.

Eu adoro o trabalho da Lola, já ouvi algumas críticas, mas eu sinceramente não sei como podem não apreciar esse trabalho. Eu gostaria de ter tido um blog assim na minha adolescência, para evitar muita situação que só aconteceram porque era mulher e negra, poderia ter me fortalecido e ter sido muito mais feliz.

Venho aqui porque é uma conversa que quero ter com feministas como eu, talvez não das mesmas correntes mas construindo um saber múltiplo e libertador.

Anônimo disse...

Continuação...

Nada do que esses caras dizem pode ser levado a sério. Eles têm um raciocínio no mínimo falho, para não dizer nulo, nenhum embasamento teórico válido e uma leitura das coisas muito individualista e nada reflexiva.

Eles poluem nosso espaço e nosso debate.

Esse post me toca intimamente, sou afrobrasileira, casada com um francês. Sinto que seria criticada no movimento negro, mas acontece que dos homens brasileiros só tive racismo e machismo, de negros e brancos. Gostaria de ouvir outras experiências e discutirmos profundamente. Sem em zumbido ridículo que tem tomado conta dos comentários.

Anônimo disse...

Nem vou dizer que elas não tem pai, pois antes eu achava isso, mas com o tempo eu percebi que tem muitos pais que 'cafetiavam' a(s) própria(s) filha(s), principalmente aqueles que só conseguiram mulher quando subiram na vida.

D Stoffel disse...

Eu prefiro estrangeiro mesmo, já conheço os tipos brasileiros.
Estava tentando iniciar com um turco mas como já disseram aqui machista que são já basta brasileiro, acredito que é por isso que nós queremos os europeus.

D Stoffel disse...

Outra coisa italiano são mais bonitos e rápidos na paquera que brasileiro, a mulherada se dá bem, mas são machistas mesmo.

D Stoffel disse...

Minhas primas já pegaram os gringos delas a próxima sou eu!

Anônimo disse...

Nunca vi tanto mimimi na minha vida. Das duas partes. Indicaram-me esse artigo, mas é o primeiro e último que leio os comentários. Quanto homem e mulher com discurso invejoso. Tou fora.

Anônimo disse...

Cara, não faça piada com um escritor sério só porque você não concorda com ele. Você já leu alguma coisa dele? Critica sem conhecer...

Anônimo disse...

"dxs", "xs", "todxs", "mascus" q noia heim????

luis disse...

Apesar deste post já estar meio passado, acho relevante fazer um comentário em relação ao comentário da Roxy Carmichael de 13:14.

Ali está exposto o que é a típica mulher brasileira: o sonho dela é, basicamente, ser objeto de inveja.

Quem ler meus posts anteriores vai ver que absolutamente não havia substrato pra isso, mas Roxy precisa torcer e malhar o discurso até extrair o que ela quer, i. e. a noção de que a outra parte é "recalcada".

O sonho da mulher brasileira é ser uma espécie de diva, cheia de "inimigas" que têm "inveja", "recalcadas" pra mandar o famigerado "beijinho no ombro". Enfim, um verdadeiro saco de vento que depende 100% do tempo do olhar alheio. O uso das risadas também denota a tentativa de se sair com pretensa superioridade.

Esses níveis extremados de narcisismo levam a grande sofrimento psíquico no futuro, especialmente quando a mulher envelhece e se dá conta, finalmente, do quão banal é. Então vemos as taxas alarmantes de depressão e uso de psicotrópicos em mulheres de meia-idade.

E pela terceira vez reitero o que disse: a maioria dos homens brasileiros é sim tudo isso que vocês falam; mas as mulheres são tão ruins quanto. A diferença é de forma e não de grau. Achar que a mesma sociedade vai criar homens terríveis e mulheres maravilhosas é loucura. Os vícios são diferentes mas estão presentes em ambos gêneros.

"A mulher é um animal vulgar sobre o qual se construiu um ideal excessivamente elevado."
Gustave Flaubert

[o homem também é um animal vulgar, só pra constar]

Anônimo disse...

Pode me chamar de idiota mas eu prefiro mesmo O MEUS BRAZUCAS, não toco os brasileiros por homem nenhum, muito menos este europeus sem sal, AMO OS BRASILEIROS.

Anônimo disse...

Eu já engordei o meu "passaporte" com várias nacionalidades nessa copa rsrsrsrsrs alemão, japonês, americano, inglês, holandês, coreano, chileno... acho muito divertido ficar sem compromisso com gente de tantos lugares diferentes do mundo e só confirmar o óbvio, gente é gente em qualquer lugar mas beijar em várias línguas é muito bom!!!!!

Anônimo disse...

sou brasileiro e negro, não tenho problema com as estrangeiras tb, pessoal ta levando essa história mto a sério.

e se fingir de gringo? ou sai pelo oq eu sou ou encontro outra...

+ um adendo, isso cai na mesma coisa que sempre reclamam aqui no blog, dos homens escolherem mulheres por aparência, quem escolhe um gringo só por ser gringo, não tem mta moral pra reclamar de um homem que escolhe a mulher só por ser magra, gorda, alta, baixa.

Sou a favor de cada um curtir a vida e ter liberdade

Anônimo disse...

beijinho no ombro,recalque,é coisa de gente que não tem argumento nenhum.

Anônimo disse...

Gente, o Luis fica citando Gustave Flaubert como argumento, muito anacrônico fazer aproximações com uma ficção datada de 1857 para explicar os comportamentos das mulheres de 2014 (!)

Ai ai meu filho...

Anônimo disse...

Lola, você não está apoiando a objetificação com esse tipo de post? Beijar uma pessoa e depois larga-la como um pedaço de carne é triste e causa efeitos indesejáveis para nossa sociedade. Sair transando com um monte de gente é o mesmo que ser um passa-tempo a ser consumido e depois depositado na lista de produtos usufruídos.
Sexo e beijos têm que ser feitos com uma pessoa bacana, não com qualquer pessoa por aí.

Anônimo disse...

Lola, você não acha que tem, nesse frenesi por estrangeiros, muito de mentalidade colonizada, racismo e uma série de valores reacionários?

Pelas coisas que já li no seu blog, imaginava que sua percepção disso seria diferente.

Sei lá, não é só porque os mascus se revoltaram com isso, que se torna uma coisa legal.

Queria muito saber sua opinião.

Anônimo disse...

"Lola, você não está apoiando a objetificação com esse tipo de post? Beijar uma pessoa e depois larga-la como um pedaço de carne é triste e causa efeitos indesejáveis para nossa sociedade. Sair transando com um monte de gente é o mesmo que ser um passa-tempo a ser consumido e depois depositado na lista de produtos usufruídos.
Sexo e beijos têm que ser feitos com uma pessoa bacana, não com qualquer pessoa por aí. "

Oi, tá tudo beleza aí em 1920? Porque aqui em 2014 tá uma maravilha sabe, a gente transa com quem quer, beija quem quer, fica com quem quer, faz o que quer, trabalha fora, estuda, pode usar anticoncepcionais, não se é obrigado a seguir uma religião, podemos viajar o mundo, existe uma coisa ma-ra-vi-lho-sa chamada "Internet", uma rede mundial de computadores que te coloca em contato com gente e ideias de todo o planeta! É muito legal! Você vai conhecer tudo isso assim que sair do passado. Bjinhosssss!

luis disse...

Não citei o Flaubert como "argumento" e sim pra decorar meu post.

E as mulheres de 2014 são iguais às de 1800, a última mudança relevante na espécie humana aconteceu já há dezenas de milhares de anos.

A menos claro que você seja uma dessas pessoas bobas que tem hoje em dia que acreditam que cultura é mais poderosa que genética.

Crl disse...

Ah luis, não me diga que você é uma dessas pessoas bobas que acredita nessas duas coisas:
1- que humanos pararam de evoluir. Cada nova mutação que acontece em cada ser humano é um possível passo para a evolução, continuamos sendo constantemente testados pelo nosso ambiente, nenhum animal parou de evoluir, humanos inclusos, e provavelmente não pararão, pois vivemos em um planeta dinâmico, e precisamos constantemente nos adaptarmos a ele. O que me leva ao outro ponto.
2-que genética é mais forte que ambiente externo. Ora, evolução é fortemente baseada em seleção natural, que por sua vez ocorre pelo ambiente. De nada adianta asas se você for um peixe, da mesma forma de nada adianta determinado traço genético se você não viver em ambiente favorável para a apresentação de tal traço. Qualquer animal é resultado do conjunto de sua genética e do ambiente em que vive. E no caso de humanos é muito mais complexo, pois o cultural entra sim no conjunto ambiente externo e é fator determinante na formação de um indivíduo.

Coitados dos que pensam que evolução da embasamento para ser um parado no tempo. Ela pode explicar porque temos algumas características que temos, mas de forma alguma justifica que as mantenhamos.

Anônimo disse...

"Segundo que, bem, os gringos (europeus, australianos e estadunidenses) não precisam demonstrar muita educação e respeito para conseguir alguma coisa com as brasileiras. Na verdade podem demonstrar até desprezo que conseguem o que querem da mesma forma. Enquanto as mulheres desses países "feministas" e sexualmente livres dão um show de xenofobia na hora de interagir com brasileiros. "


Se liga cara, se tu não consegue pegar nem mulher brasileira com o teu comportamento, imagine as gringas... não vai conseguir nada mesmo

Anônimo disse...

"Então vão para o badoo caçar mulheres que eles denominam de forma pejorativa como M$ol, submedianas, balzacas, vileiras, tatuadas... para conseguir desenvolver um pouco de traquejo social, coisa mais difícil de se conseguir pegando apenas GPs. Gastam ate metade do salario em motéis. Ninguém suporta esses caras infelizes, amargurados, preconceituosos que se acham bonzinhos e eles fazem um grande favor em se isolarem do mundo e das mulheres."

Haha, nada a ver falar mal do badoo hein, tem varias gatinhas lá po. E mais facil que mulher de badoo é mulher de chat uol, haha, se bem que como os caras nao pegam ninguem nem as faceis vai fazer diferença pra eles né.
Quem sabe um dia eu ainda vire barangueiro, mas acho que não hein, haha
E como que os caras vão gastar mais de metade do salário em motel se eles não pegam ninguem? haha, a nao ser que seja gastar metade do salario com as gps, dai pode ser haha

Anônimo disse...

" E em rodas com amigos, se alguém fala de mulher facil, eu sempre pergunto: ' o que é ser facil? ' é ficar com quem quiser? então eu sou facil.' Acho que temos sim que aproveitar todas as oprtinidades que temos para descontruir o machismo...."

Moça, a mulher fácil não é a que fica com quem quer, é a que fica com quem quer em pouco tempo, por exemplo, que fala com voce, e voce fala seu nome o que faz da vida e ja fica na hora e a dificil é que voce passa horas, dias, ou até mesmo semanas conversando até ela ficar com você.

Anônimo disse...

Bem, concordo com muita coisa dita em seu texto. Temos que perceber outras coisas: O tipo de "gringo" que é desejado é sempre o branco e de olhos claros. Quantas mulheres estão se derretendo por nigerianos, marfinenses ou ganeses? Nossos padrões de beleza são racistas e completamente coloniais, ou seja, dominados pelos padrões dos países centrais.

Anônimo disse...

Acho que você não viu nenhuma dando em cima porque não esteve lá, amiguinho.

Anônimo disse...

Xenofobia das estrangeiras ou machismo e grosseria dos brasileiros na hora de interagir? Porque esse negócio de agarrar a guria pelo pescoço e querer beijar à força não conquista ninguém, nem aqui, nem na Suécia, China, ou o raio que o parta.

Anônimo disse...

Chora cavaco

Anônimo disse...

Usar calça colada e decote: que grande crime contra a sociedade né?

Anônimo disse...

O que são esses moleques machinhos imprestáveis da Banânia comparados contra os deuses estrangeiros...

Sério que algumas aqui achem que misoginia é privilégio de homens brasileiros (ou latinos) e que os gringos sejam príncipes encantados? É que eu notei exatamente o tom da frase vários comentários. Fora alguns outros que colocaram os homens brasileiros - todos eles - no mesmo saco que mascus. WTF?

Sei que algumas de vocês tem fetiche por estrangeiros, mas generalizam os brasileiros (talvez) por ter vivido uma ou mais experiências ruins com homens que nasceram no Brasil. Mas, da mesma forma que é errado generalizar as mulheres brasileiras, são mais de 100 milhões de homens diferentes uns dos outros só no país governado pela Dilma. Existem homens por aqui que tratam mulheres como lixo, mas existem também aqueles que gostem de tratá-las com o maior zelo possível.

Além do mais, preciso MESMO lembrar que a misoginia existe em todos os países do mundo? Preciso lembrar que existe europeu perfeitamente capaz de estuprar?

Longe de mim querer controlar a sexualidade de qualquer pessoa aqui. Mas não é porque um cara é estrangeiro que ele está automaticamente imune à misoginia. E não é porque um homem brasileiro que ele é automaticamente um babaca misógino. E preciso lembrar que é nos EUA e não no Brasil onde reside a maior taxa de estupros do mundo? Aliás, preciso lembrar que o Eliot era estadunidense e não brasileiro (por mais que os perdedores da real o achem um herói)?

Homens brasileiros são santos? Óbvio que não. Existem brasileiros por aí que não tem o mínimo de civilidade no que tange ao trato às mulheres, eu concordo. Mas nem todos os homens daqui são tão retardados ao ponto de achar que uma mulher vai se molhar toda ao ser desprezada. E estrangeiros também não são tão santos quanto pregam. Ou preciso lembrar que a Suécia tem uma taxa de estupros maior do que a daqui?

Quer fazer sexo com estrangeiros? Help yourself. I can't and won't judge you for that. Mas, por favor, poupe os homens brasileiros desse papo de "uzomi da banânia saum u pió lixu q ezisti". Ou, ao menos, assuma o seu complexo de vira-latas. Ou o seu racismo.

Ex-Beta disse...

Mas precisa se destacar mesmo.

Eu era um cara comum com 1,83m e vivia tomando foras das mulheres.

Fiz uns tratamentos de estética, umas plásticas, enriqueci pra fazer tudo isso, óbvio. Hoje me destaco nos ambientes em que frequento facilmente. As meninas SIMPLESMENTE SE ATIRAM, mal preciso seduzir. Qualquer merda que eu falo elas dão risada só por eu ser bonito.

Eu não me ofendo com as garotas quererem se divertir, não me ofendo com nada. Sei que faz parte da natureza humana.

Hoje as mulheres chovem na minha horta, e sei que por eu ser um destacado e monopolizar várias mulheres (transar com várias) muitos homens ficam CHUPANDO O DEDO. Vivem um deserto sexual, naturalmente. Por isso o recalque deles. Com a monogamia pelo menos fica um pra um, mas a monogamia é uma ideologia. Quando rompemos com isso e vamos pro poliamor acontece o que acontece hoje: Poucos homens monopolizando várias fêmeas e vários chupando os dedos.

Aliás, até a relação de nascimentos é de 105 homens pra 100 mulheres o que já sugere que os homens tenham que competir.

Só mais um exemplo de poliginia, mas dessa vez enraizada na cultura da sociedade, e não acontecendo pelo mero acaso:

Por que os homens bomba cometem suicídio nas sociedades islâmicas? Qual é a promessa que eles esperam desfrutar? 72 virgens. E por que isso acontece? Deserto sexual. O Islã permite um homem ter várias mulheres.

Mas tudo de boa. Eu apenas descobri que as mulheres preferem ser um décimo (ou menos) de um alfa, coisa que sou hoje. Do que se relacionar com um beta.

É a realidade. Por isso não existem casamentos hoje.

Eu nem me ofendo ou me constranjo com isso. Percebi que é assim mesmo, uns poucos desfrutam pra todos os outros ficarem sem nada, daí evoluí no que importa pra vocês. Simples Assim. É a natureza humana.

Estudem biologia.

Uma dica: Antes da sociedade ser patriarcal, ela é poligínica. É isso que vocês não percebem.

Crl disse...

Esses mascus acham que entendem de biologia.
Primeira coisa é que a natureza humana é muito mais complexa e envolve tantos fatores que somente um etólogo não consegue estudá-la, não por completo, é por isso que temos sociólogos e antropólogos.
Segundo fato que vocês ignoram é quem nem todos os animais tem o mesmo comportamento, a natureza não é dividida em alfas e betas, e mesmo entre nossos parente mais próximos há grandes diferenças, o comportamento e a estrutura social de um lêmure, de um gorila e de um bonobo são muito diferentes. Então não tentem encaixar a complexidade do social humano nesse mundo binário que vocês inventaram.

Alexandre disse...

Meu deus, como eu fico impressionado com as generalizações que as pessoas fazem, é um egocentrismo sem tamanho, todo mundo faz das suas experiências pessoais uma verdade absoluta, vejo em todos os lugares exageros de ambas as partes tanto de homens quanto de mulheres. Até no texto na parte que o Turco diz.. "por que todas as brasileiras gostam de gringo?" gente, isso não é uma machismo tb ? e ai, respondem, é pq brasileiro é machista... e bla bla bla.. mais um monte de criticas que ao meu ver não foge tb da crítica que os machistas fazem quando chamam a mulher de puta. Claro que existem casos de brasileiras com estrangeiros, mas oras bolas, moramos num pais de mais de 200 milhões de habitantes, estima-se que 3 milhões morem fora do pais, apenas como conta de padaria, metade mulher, eu tb não acredito que todas as brasileiras que morem fora estejam com gringo, de qualquer forma vamos considerar isso, temos 1,5 milhões.. percentualmente num país de 200 milhões isso é menos de 1%, ai vcs vem e me falam que todas as brasileiras gostam de estrangeiros ? o maior problema de todo mundo é querer criar regra para as coisas, cada ser humano é único e cada um tem seus gostos e preferências. Mas uma coisa eu tenho certeza a maioria das brasileiras estão casadas com brasileiros e vice versa, sempre existem as pessoas que gostam de se relacionar com pessoas de outros lugares, aqui internamente do brasil é muito comum isso, entre estados.

Agora uma coisa que eu discordo muito é que ouço muitas mulheres falarem que não existe preconceito contra brasileira, eu morei por 2 anos na europa e eu senti isso sim, claro que não vou cair na cilada de dizer que a europa inteira tem preconceito contra brasileira, mas seguem dois casos que me deixou bem espantado, um que é em uma universidade de portugal e uma agencia de turismo europeia que achincalha a mulher brasileira, gente se as pessoas por lá, ou pelo menos algumas pessoas não pensassem mal das brasileiras, essas coisas não aconteceriam na grande mídia.

Então vamos parar tb de falar que brasileiro é machista e nunca presta e que europeu é sério e que trata as mulheres bem. acho que existem brasileiros machistas e europeus machistas e pode ter certeza que existe muito homem machista dentre esse gringos que estão no brasil.

Lola, não estou dizendo que o seu texto falou isso, mas li muito isso em vários comentários na internet.

http://sindromedeestocolmo.com/2010/03/agencia_de_turismo_europeia_achincalha_a_mulher_brasileira/

http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/ivan-martins/noticia/2014/02/quem-tem-bmedo-das-brasileirasb.html

Ex-Beta disse...

É, eu aqui de boa posto o comment, daí penso: Acho que vou lá dar uma olhada. Talvez alguém tenha respondido.

"Segundo fato que vocês ignoram é quem nem todos os animais tem o mesmo comportamento, a natureza não é dividida em alfas e betas"

Concordo que devemos considerar mais aspectos devido a complexidade humana, mas os tempos primitivos explicam MUITA COISA.

Em tempos primitivos o macho mais forte e provedor monopolizava várias fêmeas em sua caverna, enquanto os demais chupavam o dedo. Mais ou menos como a sociedade de hoje, só que muito mais sofisticado, até por estarmos em um período de transição ideológica.

O erro é desconsiderar a biologia e vir com relativismo pós-moderno pra rebater argumentos válidos. Ad hominens também são ridículos. Eu xinguei alguém aqui por acaso? Não me lembro.

Certas espécies de primatas possuem o comportamento similar ao nosso, com várias fêmeas a copular com o mesmo macho enquanto os outros não copulam COM NÍNGUEM. Eu teria o nome de uma espécie agora em mente, mas me fugiu a memória.

Anônimo disse...

Seja Feliz Com Seu Francês!!!

Crl disse...

Ex-beta, meu eu objetivo não era ofender você, mas sim a ideologia masculinista como um todo, que pega conceitos biológicos, especialmente do campo comportamental, muitas vezes específicos de uma espécie, e generaliza para toda a natureza, depois o toma como verdade absoluta para a espécie humana, o que é ainda mais absurdo.

E eu continuo com meu argumento de que somos complexos demais para nos embasarmos aqui somente em biologia, ela explica muita coisa sim, mas somos tão cheios de outros fatores, e nosso social impacta tanto no nosso ambiente que desconsiderá-lo também é muito relativismo.

Desculpe se sai meio rude, mas essa generalização toda me irrita muito. Acho de extrema arrogância achar que se pode julgar toda a raça humana, ou todo um gênero. Se nem a natureza é absoluta, como podemos querer classificá-la em absolutos.

Crl disse...

Puxa, o tema do post não era nem esse, acho que me alonguei demais.

Só mais um comentário que acho interessante, mesmo em sociedades animais baseadas na no monopólio das fêmeas por um ou poucos machos, não é tão raro de acontecer casos digamos "extra-conjugais", então, as vezes, mesmo machos mais fracos ou menores conseguem cruzar, se forem espertos o bastante, e seus filhos são criados pelo alfa. Então, nem mesmo aí tudo fica restrito as alfas.

Ex-beta, talvez um dia você seja também ex-mascu, de qualquer forma te convido a dar uma olhada melhor no assunto, assim talvez você entenda o que me irrita tanto em generalizar os humanos. Você vai ver que a natureza não é exatamente justa, mas também não é esse preto no branco, esse binarismo que a ideologia mascu afirma.

Crl disse...

Ah, só quanto a questão de exemplos, entre os primatas, um bom do que você falou são chimpanzés, e um bom para o que eu falei são bonobos, o curioso é que eles são tão aparentados que nem são considerados espécies diferentes, só sub espécies, e mesmo assim são tão diferentes

Anônimo disse...

eu diria que os homens brasileiros não estão incomodados com o acontecimento "gringos roubando nossas mulheres". eles estão incomodados com o acontecimento mulheres brasileiras "pegando os gringos" segundo a vontade delas, em detrimento dos homens brasileiros, segundo a vontade delas também. quem menospreza não aceita o menosprezo de volta.

Natan Cavalcante disse...

Noruega, Rússia, Inglaterra, Itália, Grécia, França. . .. ja fiz alegria de muitas mulheres (belíssimas mulheres) nesses paises. Até engravidei uma grega. nem conto América latina e EUA... O que esses gringos fazem aqui ja fiz nos países deles também. . Então e um acordo bilateral. . Que se fartem ... tem pra todos os gostos. E não vejo nenhum problema delas quererem os gringos... tem uma porrada de gringas dando mole doida pra arrumar um macho tupiniquin caliente. Eu por exemplo quando vou na lapa Não vou pra provar de "comida caseira"... vou pra pegar gringa e de preferência europeia e asiáticas. Entao e um jogo de saldo zero. Tem diversão pra todo mundo. Isso é a globalização da pregação.

Anônimo disse...

Transar por transar, eu lá sou cadela pra transar por transar, mulher que pensa assim é corrimão, ecaaa... tudo bem a guria chegar e interagir com os homens estrangeiros, mas transar por transar, então faça só uma amizade, isso de transar pq gosta, como se tivesse achado a vag*na no lixo é coisa de vagaba, falta de respeito com o próprio corpo... mas, eu devo ser uma "reacinha" pq penso diferente das "grandes" pseudo pensadoras de plantão dessa página... afff

donadio disse...

"Sexo e beijos têm que ser feitos com uma pessoa bacana, não com qualquer pessoa por aí"

Sexo e beijos são para serem feitos com quem você quiser, não com quem o Papa/partido/pastor/revista Capricho/sexólogo da TV/coletivo feminista achar que deve.

O meu bacana é o seu brega, o meu brega é o seu bacana. No corpo de cada um, manda o próprio.

junior disse...

Particularmente acho muito bom essa liberdade feminina, ta muito fácil ter um encontro casual.
É inegável que a imagem da mulher brasileira no exterior é de Puta, injustiça pq européias americanas são muito mais fáceis que as brasileiras, essa imagem foi construída ao longo de vários anos pelo governo e mídia podre do brasil através de suas propagandas turísticas que mostrava a bunda da mulher brasileira ao invés das belas paisagens e riqueza cultural do nosso povo e não vamos negar a contribuição das mulheres que imigraram para se prostituir na europa.
As mulheres as vezes são inocentes demais
tipo assim " os estrangeiros são mais educados" Claro pô essa é estratégia de qualquer homem que quer se dar bem é lobo em pele de cordeiro.
Pra as amigas que criticam os homens brasileiros imagino que o avô, pai, irmão, primos e tios de vcs todos devem ser uns merdas machistas misóginos, opressores facistas por ser brasileiros.
Acho que tanto o machismo como feminismo conseguiu cumprir o objetivo, afastar homens e mulheres,estamos indo para uma sociedade de baixo valor moral,individualista, materialista, egocentrista.
Sorte pra nós

Anônimo disse...

Machos brasileiros do meu coração!

Sei que se ficar com o brasileiro, ele nao vai me ligar no dia seguinte, ja os grigos sim. Ainda vao me chamar pra jantar, vao querer me conhecer, me mandar mensagens carinhosas, eles sao mais agradaveis, intensos e carinhosos.

O que me atrai em um gringo nao é o passaporte, ja morei fora do Brasil varias vezes, ganho muito bem e quero morar no Brasil.

O que me atrai é a educação, é saber conversar por horas sem tentar te beijar, é ser interessado e nao somente interessante.

É a forma como eles se entregam, nao tem medo de vir atras, querer te ver, demonstrar o quanto esta interessado, os elogios, enfim é uma lista bem grande.

Mas o que mais me atrai em um gringo é o fato de que eles nao querem todas, eles querem uma.

Estou saindo com um gringo desde o começo da copa. Nao achamos que vai ter futuro, mas eles se permitem viver algo mais intenso que os brasileiros. Sao menos superficiais. Para um brasileiro sair 4 vezes na semana com a mesma mulher é namoro, sufoca e vcs fogem. Quem é galinha nesse pais são vocês, mas nem os culpo. Acho que é tudo uma questão de oferta e procura. E agora na copa esta mais equilibrado e vcs viraram segunda opção merecidamente.

Amo os brasileiros, mas odeio como vcs nos tratam. Para mim, namorar ou casar com um brasileiro é sinônimo de ciúmes psicótico, pois vcs nao passam segurança, vocês traem na cara dura, nao nos respeitam.

Por fim, o que esses machões iriam fazer se viessem meio milhão de estrangeiras pro Brasil?
A diferença é que os brasileiros nao sabem cortejar uma mulher, entao nao fariam tanto sucesso com as gringas, que estao acostumadas a serem bem tratadas.

Brasileiros: vcs tem as mulheres mais desejadas do mundo, nao por serem putas, mas por gostarem de sexo, serem sensuais, carinhosas, vaidosas, alegres, dedicadas... bonitas...
mas voces talvez nunca aprendam a dar o devido valor e nao perdem uma oportunidade de nos diminuir...
e quer saber? vcs sao muito melhores que os gringos em vaaaarios aspectos, senso de humor, pegada, flexibilidade, higiene... mas no fator essencial que é respeito, vcs perdem feio.

beijinho no ombro

Rafael Santos disse...

Trabalho na saúde. Muitas meninas estão vindo aqui fazer teste rápido de HIV/Sífilis como condição para transar com estrangeiros. Não vi nenhum estrangeiro fazendo o mesmo. Conclusão: estão transando sem proteção, se submetendo a desconhecidos que podem estar infectados... Isso é o que me envergonha, isso é o que me entristece. Não sou contra a liberdade, só acho perigoso liberdade sem educação. E obviamente as mulheres que se submetem a isso não são livres, são escravas da própria ignorância.

Natan Cavalcante disse...

Noruega, Rússia, Inglaterra, Itália, Grécia, França. . .. ja fiz alegria de muitas mulheres (belíssimas mulheres) nesses paises. Até engravidei uma grega. nem conto América latina e EUA... O que esses gringos fazem aqui ja fiz nos países deles também. . Então e um acordo bilateral. . Que se fartem ... tem pra todos os gostos. E não vejo nenhum problema delas quererem os gringos... tem uma porrada de gringas dando mole doida pra arrumar um macho tupiniquin caliente. Eu por exemplo quando vou na lapa Não vou pra provar de "comida caseira"... vou pra pegar gringa e de preferência europeia e asiáticas. Entao e um jogo de saldo zero. Tem diversão pra todo mundo. Isso é a globalização da pegação. Mas tem uma questão que me atormenta nesse debate.. se procuram cordialidade e respeito, concordo. Mas se o cara nao liga no dia seguinte. .. alguem não fez a diferença, pra q ele ligasse. Certo?
O mesmo vale q o car liga e a mulher dispensa pq o cara não correspondeu as expectativas.

Anônimo disse...

Em relações tão desiguais quanto as que existem entre homens e mulheres, ricos e pobres, desenvolvidos e subdesenvolvidos, negros e brancos, acho difícil achar que o problema é apenas entre "machistas" brasileiros e "putas" brasileiras versus "lindas" brasileiras e "progressistas" europeus. Entendo que seja uma super-simplificação para fazer valer um argumento. Porém, como a autora do blog é uma acadêmica, ela deveria ser mais rigorosas em seus comentários. Afinal, imagino que o feminismo deveria defender um mundo onde os homens e as mulheres possam viver em harmonia e com menos estereótipos. Substituir uns estereótipos por outros tão ruins quanto é um desserviço a causa de vocês. Não vejo, por ex., sentido na agressividade de alguns comentários. Um debate de ideias se faz com elas, não com palavras que desmoralizam os "adversários".

Anônimo disse...

Anônima do dia 29 junho 2014 21:59

Mas quantos esteriótipos e generalizações...

Vc diz que viveu no exterior e tem os gringos em santos das mais altas qualidades e os brasileiros uns ralés da maior grossura.

O que me parece é que vc cai em conversa fiada muito fácil.
Eu convivi muito com estrangeiros que residiram no Brasil, e sei o que passa pela cabeça deles. Eles tem mais papo, e a vantagem do "diferente", mas que ilusão achar que respeitem mais vcs. E acompanhei também uns três casos de gurias que casaram e foram para o exterior. A máscara caiu depois de alguns anos, vivem num esquema que certamente vc perceberia como muito machista aponto de sentir saudade do nosso. O negócio é sexo,e a brasileira é mais liberal -e que ótimo isso, sem ironia-, mas imaginar que na cabeça destes xenófabos, em temporada de farra nos trópicos, exista um real respeito...

Vc não ouviu os diversos relatos de brasileiros que se fizeram passar por estrangeiros e comeram a rodo? Devem ter ficado sensíveis e legais de repente, este tipo de nativo psicopata.

Acorda! Sonho as vezes cega.

Rafael A. disse...

As brasileiras vivem nesse mundinho enganado por essa midia que afunda esse pais, destruindo todos os valores morais, ano após ano. Voce só enxerga isso quando ve o mundo de fora. Vai um brasileiro lá pra fora falar que é brasileiro prá ve se não vai ser só mais um na multidão, se quiser pegar uma garota vai ter que suar. Porque na maioria desses paises as mulheres se valorizam. Isso até mesmo na Argentina, Chile, México. Agora aqui é terra do come fácil, pague uma cerveja, meia duzia de palavras e uma boa foda. Até mais ver. Nenhum pais no mundo tem mais vadias que o Brasil. Lamentável.

Anônimo disse...

E DAÍ SE A BRASILEIRA QUER SER UMA LEMBRANÇA MÁGICA NA VIDA DE UM ESTRANGEIRO? A VAGINA E O ÂNUS É DELA! ELA DÁ PRA QUEM ELA QUISER! É MAIOR DE IDADE E VACINADA! ORA POIS!

Anônimo disse...

Como vc supõe que as brasileiras são tratadas na Europa? Gostaria de saber , porque moro aqui há anos e sou muito bem tratada.

Anônimo disse...

Verdade meninas, os gringos säo muito mais homens que estes brasileiros fofoqueiros que morrem de medo de seus chefes e vivem usando nossos ouvidos como penicos para suas frustações do trabalhos. São uns losers, enquanto que os gringos tem amor de sobra, são humildes, maravilhosos e verdadeiros. São cheios de grana e querem se divertir! Viva a pílula! Odeios esses homens brasileiros grudendos, se ao menos fossem esses gringos maravilhosos.

Anônimo disse...

Ouvindo tudo o que foi dito sobre as mulheres neste episódio, fica a decepção de como anda a cabeça de muitos homens e mulheres nestas questões da vida sexual, pois esatmos pra lá de retrogados. No entanto, a reação de muitas mulheres, enaltecendo os gringos e diminuindo os nativos, me faz concluir que em resposta ao "Santas ou Putas" temos o "Super Gringo ou pequeno Nativo", "Gringo Liberal ou Brasileiro Machista".
Leiam o comentário de 14 de julho de 2014 22:53. Comparou alguém que veio farrear e trepar com a pobre rotina de um trabalhador, e salienta que os gringos tem mais dinheiro! Ou seja, para rodar a bolsinha na esquina de uma rua europeia não tá faltando muito.
Tem muita infantilidade e desculpa esfarrapada para justificar, o que foi apenas uma oportunidade ímpar de poder "dar" para desconhecidos que não vão te "queimar" depois.
Foi muito bom este episódio da Copa para olharmos para nós mesmos, e acho que não foi só no futebol que perdemos de goleada. Os filhos desta terra, Homens e Mulheres, deixaram muito a desejar.

Anônimo disse...

Nossa cara. Ninguém está proibindo elas de fazer isso, só estão criticando esse comportamento.Temos direito à livre crítica, assim como você também fez. Perceba de quem essas mulheres falam. Geralmente é o gringo alto, de país rico. Você viu muitas brasileiras saindo com ganeses? Deduzo que a questão em geral não é ser estrangeiro, é ser estrangeiro de ALGUNS certos países. Países de 1º mundo. Porque o censo comum é que todos os outros são inferiores. Me cheira a complexo de vira-lata. Veja se nos EUA é tão fácil para um brasileiro ou um mexicano pegar uma mulher local.
Me parece que esse número grande de brasileiras se interessarem por gringos em geral NÃO deve ao fato dele ser estrangeiro e gerar interesse, mas o status de dormir com alguém de um país desenvolvido, pois a visão que se tem é que eles são superiores.
Você citou uma experiência quando era nova, que os rapazes de outra cidade se interessaram por você por ser de outra cidade. Mas não é por isso. Eles se interessariam (sexualmente) por qualquer jovem que fosse bonita, independentemente do local de origem.

E vocês não entendem, a maioria dos homens são inseguros com relação às mulheres, por mais que não pareça, pois são educados a esconderem seus sentimentos. Um cara que está solteiro, não consegue nada, fica chateado de ver que para um gringo é tão fácil. Me parece, sem preconceitos que as mulheres são mais importantes para os homens do que os homens são para as mulheres. O homem não consegue viver sem mulher. Alguns, por não conseguirem, podem até sentir ódio delas (não é o meu caso). Vocês jogam muita responsabilidade para os homens, acham que nós somos feito de rocha, que somos insensíveis. Nós sofremos muito para tentar chegar ao ideal masculino. E sofremos muito quando vemos que em nosso próprio país somos alvo de um certo preconceito.

Anônimo disse...

EU SOU "GRINGO".
Sim um deaqueles sobre quem este blog fala, mas nao cheguei aqui por causa da copa, eu moro aqui no brasil ja por 6 anos.

Gente, muitos homens brasieiros me odeiam por motivos errados e muitas mulheres braseiras me gostam por motivos errados.
Pq errados ? nos 2 casos eles me gostam ou odeiam nao por causa da pessoa que eu sou mas por causa do que eu represento pra eles. E isso JA E UM TIPO DE PRECONCEITO contra mim.

Sou ser humano igual vcs brasileiros e o fato que a pessoa que eu sou, com todas complexidades que um ser humano tem, e reduzido para uma palara - Gringo, nao faz justica comigo.

Tem estrangeiros bons e ruins igual como tem brasileiros bons e ruins.
A maioria de nos nao somos aqui para "roubar" suas mulheres, pegar mulher facil, ou explorar brasil. Ja ouvi tantos besteiras durante os 6 anos que moro aqui, que sinceramente e um tipo de racismo contra minha "raca" estrangeira (que claro que nao e raca mas mixtura de gente de muitos paises mas para vcs nos somos todos iguais).

Quem quer receber respeito tem que saber DA respeito. E eu gostaria de vcs brasileiros comecar me ver alem dos preconceitos e como ser humano, gente indivdual que eu sou, igual vcs.

Para e pensa por um minuto no que falei. Obrigado

Anônimo disse...

Caro Gringo,
conheci muitos "gringos" no Brasil, e entendo muito bem do que vc está falando. O ressentimento que muitos homens estão sentindo agora é por conta, justamente, deste fetiche manifestado de forma tão clara como o foi na copa. Na troca violenta de ofensas que se seguiu, resultou para nós Homens Nativos a sensação de que somos a opção de quando não se tem opção melhor. Claro que estou dramatizando, mas no fundo ficou esta sensação de rejeição permanente. Se vc vai ficar por aqui, aceite o fato de que não será mais um nativo no seu país de origem, tampouco será um brasileiro, não importa o quanto tempo passe. Conheço um gringo que vive desde a adolescência aqui, e por conta dos mesmos motivos que vc relatou não pegava as meninas que se ofereciam pelos "motivos errados". O grande trauma dele éra não ser aceito como brasileiro.
Conselho: Aproveite as calcinhas arriadas que te oferecem, é o lado bom da sua condição. Tá achando ruim? Olha a situação de quem ficou com o pau na mão. Vc escolheu (acho) esta condição, mas nós os nativos desprezados não escolhemos esta humilhação coletiva. Ela aconteceu justamente pq a escolha não dependeu de nós. Vái comê as minas PÔ! Se der tempo depois vc tenta ser feliz.

Anônimo disse...

O fato da maioria dos turistas estrangeiros serem homens prova que no mundo inteiro os homens são mais fãs de futebol que as mulheres. Mas tam bém vieram muitas gringas gostosonas, e os homens brasileiros pegaram geral tam bém. Paulo.

Anônimo disse...

Já fiquei com mulheres estrangeiras, a diferença é que a gringa gosta de ficar mais tempo, gosta de ser respeitada, a brasileira tem a cultura de beijar ficar e a fila andar, porém não são todas as mulheres, generalizar é falta de respeito, existem países vamos supor, no México as mulheres pagam pau até pros brasileiros, e Colômbia também, então isso está no sangue latino,portando isso não é nada demais, o negócio é ser feliz gozando ou não!!

Cris disse...

Obrigada pelo excelente texto!
Nao tem nada de mais ficar com um estrangeiro. Ou namorar. Ou casar, ter filhos. Elas escolhem quem elas quiserem, somos um país multi-racial exatamente por isso. Os que comentam que "mulher brasileira é depravada, vagabunda,etc" na verdade sao moleques(sim, moleques, nao homens) que simplesmente espelham exatamente o que eles sao e fazem nas mulheres que eles nao conseguem conquistar. É um reflexo covarde e burro. Recentemente, conversando com duas colegas de trabalho islandesas, uma me disse: " com todo respeito, você é uma mulher maravilhosa, mas eu odeio os homens do seu país, eles sao uns monstros". Ela me contou uma saga igualzinha das brasileiras aqui: o cara diz que ama ela e tal, casou com ela para ter o Greencard nos EUA, mas nao queria que ela trabalhasse, nem usasse determinadas roupas. Traiu ela por diversas vezes e dizia que traía ela porque ela "usava roupas de puta". E ele ia na igreja católica todos os domingos. Disse pra ela que nao me ofendia, infelizmente muitos homens no Brasil sao assim mesmo. Sinceramente, esses caras (e essas mulheres que reproduzem o mesmo comportamento) ficam com mimimi porque simplesmente sao grossos, mal-educados e vivem sitiando as mulheres no Brasil. Qualquer coisa é chamar uma mulher de puta, de vadia, de prostituta pra rebaixar quando se sentem rejeitados. Basicamente é um comportamento de homem mimado, que nao sabe aceitar que ele nao é uma pessoa desejável.

Anna disse...

Sou casada com um estrangeiro há 3 anos e meio, 5 anos juntos. Eu tenho uma condição financeira melhor que a dele, mas o que me fez ficar com ele é exatamente o que nao encontrei em um relacionamento com homem brasileiro: respeito, companheirismo, tranquilidade. Nos conhecemos quando trabalhávamos na mesma área e nos tornamos grandes amigos. Ele nunca se deu bem com muitos brasileiros porque ele fica indignado com o comportamento deles(palavras dele). Ele sempre reclama comigo de como os homens tratam as mulheres no Brasil. Ri muito sobre a Noruega nao estar na Copa (ainda mais depois de ler um comentário de um cara que se identificou como Ilex ter comentado que nórdicos e holandeses sao preferência das prostitutas na Copa... sendo que NENHUM país nórdico foi classificado, além de que os nórdicos e holandeses, em geral preferem mulheres asiáticas que latinas - para casar). A propósito, meu marido é nórdico.

Karol disse...

Well, well, well... para quem já viajou bastante sabe que o fato de ser brasileira já abre muitas portas no quesito pegação. Apesar da fama de fáceis (que existe!), não é o que realmente sonda a mente masculina gringa, não todos, mas a maioria deles SONHAM com uma brasileira pela sensualidade, espontaneidade, e... porque são brasileiras mesmo, os remete à uma cena tropical, bundas, samba, caipirinha e tudo o que faz a felicidade de qualquer gringo e de brasileiros também...

A palavra BraZil (com Z mesmo) causa um certo furor nos rapazes (e até nas mulheres...), indubitavelmente muitos que provam da liberdade sexual que as brasileiras possuem (não todas), ficam encantados e reafirmam o seu sonho brasileiro.

Na minha lista há gringos? Com certeza, morei fora. Mas pergunte por quantos eu me apaixonei e quantos eu deixei apaixonados até hoje curtindo até a foto de VENDO ESSE CELULAR para lembrar que ainda pensa muito em você.

Muitos se casam com elas sim, duas brasileiras que moravam comigo ficaram por lá, não é nenhum loser, está mais para Lord... então crianças choronas, brasileiros lindos do meu coração, a verdade é que vocês também são uma delícia e as gringas também piram em vocês, assim como nós.

Disse e repito: homem brasileiro é uma delícia! Mas cada gringo tem seu charme também... o mundo está globalizado. Deixem disso, vocês têm o melhor PIB de mulheres e daí vão ficar chorando porque um gringo lindo, alto e cheio de tesão foi mais rápido que vocês? Por favor! Poupe-me.

José Silvério disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Não acho que todos os homens brasileiros sejam machistas e tal,tenho amigos homens que eram muito carinhosos com suas namoradas e esposa porem não são muito adeptos do romantismo.Conheci um norte americano muito antes da copa e pra falar a verdade muitos amigos meus me aconselharam a não me envolver com estrangeiro dizendo que isso é perigoso e tal, porem nunca conheci um homem que me tratasse de forma tão especial quanto ele, fui casada por 9 anos e me separei ha alguns meses e nunca tive filhos.Sou evangélica e percebo que aqui no Brasil as pessoas não veem com bons olhos o relacionamento entre uma brasileira e um estrangeiro, acham que ali é so atração fisica e não amor, posso estar enganada mas sinto como se as pessoas proximas a mim estivessem me persuadindo o tempo todo a desistir dele, nós dois ja conversamos sobre isso e ja decidimos que na proxima vez que ele vir ao Brasil ele irá conhecer meu pai e assim veremos como proceder com a documentação para dar entrada no visto de noiva, para assim eu poder entrar a qualuqer hora no Texas onde ele mora, mas fico triste porque maioria dos meus amigos estão dizendo pra eu esquecer ele e que vou me arrepender disso, mas é tão dificil controlar o coração principalmente se voce esta loucamente apaixonado por alguem que parece perfeito.

Pedro Mundim disse...

Peguei essa discussão atrasado, mas queria dizer uma coisa. Eu acho perfeitamente natural que vocês, mulheres emancipadas, queiram exercitar sua vida afetiva e sexual da maneira que desejarem, mesmo porque é esse o exemplo que vem das mulheres lá dos países mais adiantados. Mas há uma coisa que a maioria de vocês ainda não percebeu: o estrangeiro não vê o comportamento sexual liberado na mulher brasileira da mesma maneira como vê esse comportamento nas mulheres de seus países.

De tanto navegar na net eu já fui parar em forum´s de homens estrangeiros conversando sobre mulheres brasileiras. Notei a insistência com que eles afirmavam que as mulheres brasileiras eram melhores porque eram "femininas e não feministas". Fiquei curioso para saber o que eles queriam realmente dizer com isso, e acompanhando as conversas, notei que, na percepção deles, a liberdade sexual da brasileira era um sinal de primitivismo, de domínio dos instintos ao invés de domínio da razão, enfim, tudo muito parecido com a maneira como os primeiros navegadores portugueses viam as índias nuas nas praias naquele tempo em que se dizia que não havia pecado do lado de baixo do equador. Alguém lá perguntou porque eles não se satisfaziam com as turistas nórdicas que costumam invadir as praias do sul da Europa no verão à procura de homens, e um lá respondeu de forma bem sintética: com elas ele se sentia usado, e não usando.

Resumindo a história: na visão deles, o comportamento sexual liberado nas mulheres de seus países denota emancipação, e o mesmo comportamento na mulher brasileira denota submissão. A velha dicotomia Civilizado X Selvagem que vem desde o tempo da caravelas: o civilizado é cristão e contém seus impulsos; o selvagem é pagão e exercita seus instintos naturais etc. etc. etc.

Outro mal-entendido é quando vocês afirmam que os gringos são menos machistas que os brasileiros. Isso é verdade se comparar o gringo médio com o brasileiro médio. Mas os gringos que vem aqui atrás de brasileiras não são médios, são muitas vezes indivíduos que têm problemas de relacionamento com as mulheres de seus países, e nutrem a fantasia de que as mulheres brasileiras são diferentes, já que são "femininas e não feministas" e aquela patacoada toda. Esse pessoal pode ser bem mais machista que o brasileiro médio.

Enfim, Lola, é isso. Se quiser, publique e depois me chame de machista, mas eu já cumpri minha parte.

Anônimo disse...

***perdoe a falta de acentuacao,meu cel nao tem o idioma portugues como opcao**

Moro nos EUA ha 6 anos, e ja vi muito dos mesmos comportamentos dos homens brasileiros nos americanos...mas....esses comportamentos sao geralmente vindos de homens americanos ignorantes, de baixa renda, que acha que o mundo nasceu para servi-los.Acham que se sao infieis ou preguicosos, a culpa e da mulher.As mulheres daqui no entanto,nao tem paciencia pra homem assim.Se ela identificar o sujeito com essa mentalidade,das duas uma: ela termina o relacionamento ou trai mesmo.Sem nenhuma culpa.

Ja os homens da classe media e alta nao suportam o discusso vitimista desses outros homens machistas,pois esses sao mais responsaveis,querem mais pra si e nao veem as pessoas como um meio para o fim,como os brasileiros agem muitas vezes.Nao ha a sindrome de "mamae e filho" num relacionamento,onde o filho,quando nao consegue manipular a mae, faz da imagem dela algo terrivel aos olhos de todos,o que e triste.

Anônimo disse...

Homem brasileiro: eterno menino.

Anônimo disse...

Gente, que baladas, que inferninhos são estes que as pessoas frequentam, "tá tudo fácil". "Liberdade sexual é muito grande". Vocês precisam ouvir uma alemã conversando. Tem que conhecer o Brasil inteiro primeiro, são mais de 100 milhoes de pessoas, as mulheres do Brasil. Produziram o café, o leite, o pão, a comida, estão no campo ou deram aula para você hoje. Voltaram para casa para cuidar dos filhos. Passam final de semana corrigindo prova e muitos outros exemplos. Que negócio é esse de dizer que a pessoa por ser brasileira sai fazendo isso e aquilo com qualquer um... Obviamente estes homens estrangeiros quando conseguem sexo assim na lata é porque ficam pelo menos em bares voltados para a área turistas, já marcados. As pessoas que os atendem são pessoas que fazem disto um meio de vida. Talvez eles nem percebam, embora ache que sim ou que preferem nem perceber. Criaram uma mística em torno de "mulher do Brasil". Às vezes até nem conseguem ninguém, mas precisam contar marra, "o que, foi pro Brasil e não comeu direto?". As pessoas nos EUA, das cidades mais pequenas pensam que as pessoas transam na rua aí no Brasil. Esses estrangeiros depois vão para os países deles e falam para os amigos, até para a família, que foram muito assediados, que as brasileiras são agressivas e são fáceis. Eles não dizem para as pessoas, às vezes até esposas, que estavam na "zona" e que a mulher queria fazer logo lá e ganhar o dela. A família não tem nada a fazer a não ser acreditar "é, brasileiras não prestam". É só pensar nisso e compreender, e parar de falar mal da mulher do Brasil, vocês aí homens do Brasil, elas são suas maes e filhas também, parem de entregar o que há de mais precioso dentro da boca suja de quem vai fazer farra no Brasil. Sua mãe e sua filha não pertencem a isso, mas estao levando a fama.Saibam protegê-las. Lembrem que de um estrangeiro pegar mulher na rua e dizer que o povo todo é assim ou assado, sao duas coisas completamente diferente.

Anônimo disse...

A melhor coisa que fiz na vida foi me casar com um Americano. Esse bla bla de brasieleiro é pura inveja, além dos gringos serem lindos, são mais educados e tratam uma mulher como uma princesa. Acompanhei pelos jornais esses discursos machistas na época da copa, e achei que era tudo dor de cotovelo, porque os Australianos eram muito gatos e educados e os machistas de plantão estavam todos com inveja. Vão lavar uma louça que passa!

Anônimo disse...

Adriano, cala a boca.
Mandei um guest post pra Lola contando a historia de um " gringo" CASADO que ficou insitindo e enchendo o saco pra eu transar com ele, achando que ele era o rei da cocada preta, " porque era gringo".O infeliz ficou no meu pe umas tres semanas e so largou porque eu tive que GRITAR no meio da rua pro quarteirao inteiro ouvir que ele tava me enchendo o saco e que nao queria nada com ele.Dai, sim, ele se tocou!... ' brasileiras puta que sao faceis para os gringos'... sei sei...vai vomitar seus preconceitos em outro lugar. E tomara que a Lola publique minha historia logo pra vcs aprenderem a largar a mao de serem tao preconceituosos com as mulheres daqui ( que tambem sao suas maes, suas irmas, suas filhas ne?).

christiano disse...

ISSO QUE ACONTECEU NA COPA AQUI NO BRASIL NADA TÊM A VER COM MACHISMO - PUTA QUE PARIU !

PÁREM DE FALAR MERDA

É PURO FETICHE....MAIS NADA DO QUE ISSO

ASSIM COMO ALEMÃO ADORA MULATA

BRASILEIRA GOSTA DE OLHOS AZUIS

NADA TÊM A VER COM MOVIMENTO SOCIAL MACHISMO.

NADA TÊM A VER COM O COMPORTAMENTO IDEOLÓGICO ISSO.

PELO AMOR DE DEUS

VÀO ESTUDAR CARAIO

Anônimo disse...

Pedro Mudim, o que vc falou é tudo verdade, porém esses fóruns são habitados por PUA's ou por homens que viajam pra fazer turismo sexual. São machistas nos países deles porque não seriam aqui também?

Anônimo disse...

Se pelos menos viesse 50% homens e 50% mulheres, tudo bem. Na copa praticamente só vieram homens para minha cidade.

Não gosto de estrangeiros pegando as nossas mulheres, homem de nenhum país gosta de ver suas mulheres ficando com pessoas de fora. Certamente elas não iriam gostar se um monte de estrangeiras viessem para cá ficar com os homens daqui.

Ainda mais pelo fato delas não serem patriotas, algo que é bem mais do instinto masculino de preservação.
Elas ultimamente não dão a mínima para nada, se esqueceram que são mulheres, seres fisicamente mais fracos, que não são iguais aos homens.Um homem nosso ficando com uma estrangeira no país dela é algo de se orgulhar, um homem de fora ficando com uma mulher nossa é algo para se envergonhar. Isso é em todos os lugares, pois os gringos ficam putinhos tambem quando estão na mesma situação pelo qual passamos. Não tente em seu texto dar a parecer que o homem Brasileiro é mais machista que qualquer outro, somos todos absolutamente iguais.

A copa foi algo passageiro, rápido, foi uma grande festa e não há porque se preocupar com a pegação.
Mas não se esqueçam que um homem briga pelo que ele quer e impõe o que deseja nem que seja a força. Se não gostaram de algo, não deixem acontecer novamente, pois se largar para as fêmeas, vocês já viram a opinião delas...não se deixem levar pelo que elas falam pois sempre ficarão com o vencedores quer elas queiram ou não. Nós como homens compreendemos muito bem isso, ou ganhamos ou perdemos, e não há nada de bonito em perder. Certas derrotas são apenas masculinas e só os homens entendem.
Ultimamente o homem está aceitando respeitar cada vez mais a opinião delas, mas tem que se ficar alerta.

Diferente das mulheres que nos comentários ficam falando da aparência dos homens estrangeiros, 'não vou comentar' o que achei a respeito das lindas holandesas, das gatas alemãs, das gostosas espanholas e por ai vai.
Abraços