sábado, 2 de março de 2013

GUEST POST: NEM SEMPRE ODIEI O FACEBOOK

Como já disse algumas vezes, não tenho Facebook, mais por motivos de falta de tempo que de ideologia. Mas a Carol, que é jornalista, tem FB. Ou melhor, tinha. Leia seu post pra saber o que fez com que ela mudasse de ideia.

Em seu livro The Boy Kings: A Journey into the Heart of the Social Network, a ex-funcionária número 51 do Facebook, Katherine Losse, atesta exatamente a minha opinião sobre o criador da maior rede social do mundo, Mark Zuckerberg: o cara é um babaca. O adjetivo carinhoso não é dela, é meu. Mas através das histórias dos bastidores contadas na publicação, a autora demonstra claramente o pensamento machista presente na empresa e propagado por seu presidente, descrito como um garoto mimado, mas focado no crescimento de seu império, mesmo que para isso seja necessário deixar de lado questões essenciais para seus usuários, como a privacidade e o respeito.
Nem sempre eu odiei o Facebook. Para ser sincera, eu bombava em posts, compartilhamento e curtidas pela rede. Até que comecei a sacar e desconfiar muito da posição da empresa quando histórias de censura a imagens de mulheres nuas, seja em fotos de mães amamentando, seja da Marcha das Vadias, seja de obras de arte, passaram a ser censuradas com o aviso de pornografia. Meu primeiro pensamento foi: “Só podia ser coisa de americano pudico mesmo!” Não era. Era coisa de machista. E a gente sabe como eles agem: através de ideias fundamentalistas e moralistas. 
Por outro lado, enquanto mães são obrigadas a retirar fotos com seus filhos das “SUAS” páginas pessoais (entre muitas aspas; alguma coisa ali é nossa?), páginas de ódio se propagam sem ter fim: racismo, homofobia e misoginia reinam na rede social sem que as milhares de denúncias surtam algum efeito. Como já mostrado aqui no blog, de nada adiantam. O Facebook não vê nada de errado em incentivar estupros, debochar de negros, nordestinos, gordos. “Não há nada de mal nisso”.
Em 2012, excluí minha conta. Definitivamente. O processo demora um mês. Quando você apenas desativa seu perfil, todos os seus dados permanecem lá. Todas as suas mensagens, fotos, curtidas. Tudo. Em uma opção, dá pra recuperar todo seu histórico, aquilo que você já apagou há anos. Ainda está lá, em algum lugar. Para quê? Sem querer criar teorias da conspiração, não vejo sentido em manter um banco de dados com informações que eu descartei. Em artigo publicado no jornal O Globo, o jornalista Pedro Doria sabiamente declara, reproduzindo um jargão que já ronda a internet: “Se não estamos pagando nada, diz um ditado cada vez mais recorrente na rede, é porque o produto somos nós.” Se não existe muita saída no mundo atual, podemos ao menos escolher a quem nós vamos ceder esse direito.
Aí li a notícia do livro. E as histórias de Katherine, que fazia às vezes de ghostwriter de Mark em seu perfil pessoal, me deixaram estarrecida, mas também convencida de que não podia deixar essas informações passarem em branco. Citando apenas alguns casos escancarados de machismo, no dia do aniversário de 22 anos de Mark, em 2006, todas as funcionárias foram obrigadas a usar camisetas com a foto dele. Os homens, apenas uma sandália Adidas como as que o próprio Zuckerberg usa. “O código sexual ficou claro: mulheres deveriam mostrar sua dedicação ao Mark, enquanto os homens deveriam se tornar o Mark”, define Katherine. 
Ela conta ainda que chegou a falar com o chefe sobre uma cantada recebida nos corredores da empresa, ao que ele teria respondido que Katherine tinha que se adaptar ao ambiente masculino se quisesse sobreviver a ele. O clima de irmandade universitária (e toda a baboseira machista e misógina que as acompanha) era total. Para um cara que começou um site afanando projeto dos outros e promovendo concurso para escolher a menina mais bonita do campus, não há surpresa alguma. Há? 
Até quando uma empresa desse porte, determinante nas relações pessoais hoje em dia, vai se manter indiferente às questões urgentes de cidadania e respeito (para dizer o mínimo)? Indiferente às denúncias de milhares de usuários? Vão esperar repetir na vida virtual o desempenho pífio apresentado na bolsa? O Facebook tornou-se um império, mas manter-se alheio a tais questões pode fazer o castelo ruir.
Meu objetivo não é tentar exterminar a rede social, mas sim abrir os olhos dos meus amigxs usuários, aqueles a quem consigo levar esse posicionamento. Quem sabe através do blog da Lola, o Facebook no Brasil preste mais atenção e investigue de fato as denúncias das páginas de ódio? A cruzada aqui não é pelo fim do Facebook, mas pelo fim da aceitação desse tipo de conduta. Eu não apoio. Minha postura, frente ao descaso apresentado até aqui, foi excluir minha conta e pedir a vários amigos que façam o mesmo. Só no meu trabalho, numa equipe de oito pessoas, três já saíram. O que mais podemos fazer para sermos ouvidxs?

100 comentários:

Anônimo disse...

Pois é, concordo com todas as críticas.Mas, o pior é que o facebook, além de viciar, nos deixar deprimidos, rs (teve uma matéria que estudpu algo do tipo), o fato é que tenho MUITAS informações legais através de meus amigos bacanas. Discussões feministas, de políticas, de todas as notícias que não são vinculadas na grande mídia em um só lugar através de seus amigos que tb compartilham do mesmo espírito crítico. Diferente de blog e site, que vc precisa acessar cada blog para conhecer, no faceboook há compartilhamento de muitas coisas que vc jamais iria saber se estivesse sozinho buscando.
Com isso, não faço apologia ao facebook, mas ao formato de rede.
A meu ver, seria MUITO bacana e eu aderiria no mesmo dia se hackers críticos fizessem um concorrente do facebook para nós podermos compartilhar todas as informações.
Mas, entendo e compartilho de todas as críticas da autora do post.


Rob disse...

Poxa,eu tbm exclui minha conta a seculos.As bobagens q vc via la era pra deixar qualquer um doente.

Anônimo disse...

Todos os meus amigos estranham, mas nunca gostei de redes sociais. Não tenho Facebook, não tenho Twitter, nem tinha orkut quando ele estava no auge. Acho esse tipo de coisa bem chatinha.

Fábio disse...

Não sejamos inocentes, a internet como um todo, e mais recentemente as redes sociais, são a maior criação dos governos para nos vigiar.

O maior espião de vida alheia mundial chama-se Faceboook.

A cia deve ter uma pasta sobre a mesa de um diretor qualquer, com a foto da Lola , e a descrição " Comunista, agitadora baderneira anti -homem" em seu interior.

Anônimo disse...

Muito simples de resolver feministas, saim do facebook, e não voltem mais.

Luh disse...

Concordo com a posição da autora na questão de que o facebook não faz caso de páginas de ódio. No entanto é necessário compreender que no EUA onde o face foi criado a legislação a respeito de casos assim é diferente. Lá este tipo de coisa é considerado mero exercício da liberdade de expressao.

Quanto aos peitos parece que o face possui um "dispositivo" ( não sei se essa é a palavra certa) que bloqueia automaticamente imagens consideradas pornográficas entre as quais de inclui a imagem de seios. Como não há como visitar perfil por perfil em busca de pornografia esse sistema é utilizado porém bloqueando quaisquer imagens que apareçam seios.

No entanto não pretendo excluir meu face ainda que considere erradas as atitude do mark zuckberg descritas no texto. O facebook é um excelente meio de troca de informações, organização de protestos, divulgação de ideias etc.

Vide primavera árabe que teve inúmeros protestos organizados via facebook.

Quanto a afirmação de que o produto somos nós pq nao pagamos nada, vejam que o face arrecada dinheiro por meio da publicidade publicada nas suas paginas da mesma forma que o orkut fazia e muitas outras paginas com ou sem fins lucrativos fazem.


Não pretendo excluir meu face mas apoio outras medidas que visem fazer com que o facebook adoe medidas mais rígidas com paginas e usuarios do site que propaguem racismo e outras formas de preconceito.

Priscila disse...

Anon das 11:38

Porque você não faz o mesmo com o blog da Lola?
Assim, só sugerindo.

Anônimo disse...

Não é tão simples assim sair do facebook. Muitas coisas são resolvidas por ele hoje em dia. Na minha faculdade tem muita gente que se recusa a usar facebook e perde muitas oportunidades.

super sensível disse...

O Mark Zuckerberg me chamou de feio e bobo.

Patty Kirsche disse...

Eu tenho visto que muita gente entra e sai do Face. Sei que é difícil excluir a conta completamente e tudo mais. Demorei bastante a entrar porque me sentia desconfortável com a exposição. O Orkut sempre permitiu utilização de apelidos no perfil, no Face isso é oficialmente ilegal. Há algum tempo tenho percebido que a misoginia vai além da história mostrada no filme "Rede Social". Misoginia é a filosofia principal da conduta do Face. Se a imagem é de uma mulher numa condição de controle, com o corpo feminino completo e saudável, então eles excluem. Mas se aparecem mulheres feridas ou em condição de coação, eles mantêm. É claro que é a ideologia da empresa apresentar imagens de destruição de feminino.
Ao meu ver, o Face já está em declínio, pelo menos aqui no Brasil. Ele já está "orkutizado", como o pessoal costuma dizer. Ou seja, pessoas com pouco dinheiro e (quase) todos nossos parentes estão lá. Tomara que o Google+ pegue logo.

Sandra disse...

Eu tive perfil no FB muitos anos, desde o tempo que ninguém ligava pra ele no Brasil e excluí minha conta tem aproximadamente seis meses.

Falo, sem a menor hesitação, que foi uma das melhores coisas que fiz na vida.

A começar porque o FB tem, reiteradamente, violado as próprias políticas de privacidade que os usuários deveriam, em tese, ter direito. Se a tal privacidade na internet como um todo já é uma ilusão (a menos que você use o combo VPN + Virtual Machine + Tor e mude várias de suas práticas), no Facebook ela chega a ser uma piada pronta.

Entretanto, foi o fator humano que me fez desistir da rede.

De todas as cento e tantas pessoas que estavam adicionadas ao meu perfil, amigos MESMO, do tipo que liga pra saber se está tudo bem e se você precisa de alguma coisa, acho que eu tinha de fato uns três ou quatro. O resto tratava-se, basicamente, de conhecidos (pessoas com quem trabalhei, que conheci em fóruns de discussão da internet etc.). E eu não tenho, nunca tive, o menor interesse em saber o que essas pessoas comeram no almoço, seus relacionamentos amorosos de sucesso ou fracassados, quem pegou quem, quem separou de quem e pra que time essa gente toda torce. O recurso de "Cancelar Assinaturas" foi benéfico nesse sentido mas pensando um pouquinho, se eu não queria saber da vida dessa gente então por que diabos eu os tinha como "amigos", sem serem?

Nas comunidades que participei, algumas de discussões feministas, a situação não era muito melhor.

Fui cansando, gradativamente, das piadas machistas, do racismo, da pedofilia, da futilidade, apologia à violência contra mulheres e do tamanho do ego de quem necessita, como um vício, ter a vida arreganhada para ser admirada em seus mínimos detalhes. Detalhes esses falsos, na maioria das vezes, um glamour que geralmente não corresponde à verdade da vida.

Mandei excluir o perfil e um mês depois, tentei logar. Constava que o email não estava mais cadastrado na rede. Grande vitória!

Nesse mês, foram esses 3 ou 4 que me ligaram pra saber o que tinha acontecido e é por eles que tenho estima. O resto não me importa.

Logo em seguida saí do Twitter, Instagram e digo que foi a segunda e terceira melhor coisa que fiz ano passado.

Não perco mais um tempo enorme nas redes, não discuto com pulhas, não vejo as piadinhas machistas, não entro em atrito com os lixos a que me obrigava a ler nas comunidades, não tento doutrinar mais ninguém.

Digo até que sou uma pessoa mais feliz e centrada hoje em dia, já que a rede era, de fato, um certo vício meu.

Aline disse...

Difícil sair do Facebook... Os amigos estão lá... E muitos contatos profissionais... O que precisamos é reivindicar para que as páginas de ódio sejam excluídas... Mas de que forma, já que as denúncias não funcionam?

yulia2 disse...

LOla comente sobre o caso da usp de são carlos!

lola aronovich disse...

Yulia, estou sem tempo nenhum, porque viajo na madrugada de terça e ainda preciso preparar um monte de coisa até lá. Além do mais, estou aguardando um guest post da Frente Feminista de São Carlos, porque elas podem nos dar muito mais informações.
Terça, aliás, eu vou pra USP de Ribeirão Preto, justamente pra falar sobre trotes. Ano passado, eles tiveram um problema muito parecido com esse de São Carlos este ano.
Quer dizer, todo ano é a mesma coisa, o mesmo trote, o mesmo machismo...

Anônimo disse...

Eu sinceramente não vejo utilidade no fb. Mas para brasileiro(a) que é bonito(a), jovem, rico(a) e tem vida "badalada" é tudo. Exibicionismo sem ter que passar informações de sua vida para todas pessoas possíveis (basta atualizações na rede social).

Agora se ponha no lugar dele (dono da rede social)... antes ele era visto como antissocial, nerd (lixo para a maioria das pessoas).

Ele inventa uma rede social por ele ter percebido que as pessoas querem ser uma melhores do que as outras, cai no gosto da sociedade (+ 1 bilhão).

Ele faz o que ele quiser com o "produto" dele, ele é até legal, se fosse eu cobrava US$ 5 por "login" diário de cada usuário.

Hugo disse...

É bem como essa imagem mostra: http://tomorrowstarted.com/wp-content/uploads/2011/11/Julian-Assange-mark-zuckerberg-villain-or-man-of-the-year-480x250.jpg

"Eu dou informação privada de corporações para você de graça, e eu sou o vilão - Julian Assange

Eu dou sua informação privada para corporações por dinheiro, e eu sou o homem do ano - Mark Zuckerberg"

Se eu não me engano essa frase é de algum programa americano.

Iara disse...

Nem por erro eu defenderia o FB,mas tenho percebido uma mudança,pelo menos em um assunto que eu trabalho.
Há anos comecei a divulgar questões que envolvem animais em laboratórios,fica dificil conversar com as pessoas sobre isso,mandar emails também é complicado,cansei de ter amigos me pedindo para não mandar esse tipo de material e de repente a coisa avançou demais no FB,hoje qualquer um coloca fotos de animais e isso ajuda muito para divulgar a causa,porque muitas pessoas não conhecem os horrores dos laboratórios,não tem ideia mesmo e o verbo nem sempre ajuda,mas a imagem é um grande impacto.Só nisso acho o FB bom,até porque muitas vezes eu tenho receio de colocar imagens fortes e chega alguém lá e coloca,agradeço sempre.Quanto ao Mark,só posso dizer uma coisa,pessoas como ele sempre temos que esperar o pior,assim nada vai nos surpreender.

Anônimo disse...

Anon das 12:28
Tem disso que vc falou tb, mas o fb não é só isso.
Eu por exemplo detesto exposição, não tem muitas informações minhas lá (onde mora,o que faz, foto, o que fez) mas sei de vários assuntos só pelo fb. o que a Lola tava falando dos trotes é um exemplo que só soube pelo facebook.Depende muito de como a pessoa utiliza a rede, de seus amigos na timeline. Eu mesma não tenho amigos toscos no fb, as vezes que vi comentário que não gostei exclui ou marquei para não receber informações.

Anônimo disse...

orkut, twitter, fb = coisa de gente que não tem o que fazer.

ass:Zelpis.

Anônimo disse...

pra mim redes sociais são inúteis ,ja fiz orkut e cancelei bem rápido.
lá só serve para as pessoas ficarem se exibindo,com fotos ridiculas.
facebook é a mesma coisa.

ja vi gente com 200,400 amigos e duvido muito que eles falem com 10 desses amigos.

é tudo para parecer melhor que os outros.

renpmelo disse...

Sempre achei chatinho o facebook, e excluí antes mesmo de virar modinha. Nunca me fez falta... O fato de ser modinha e o dono ser um escrotossauro colaboraram para que eu permanecesse distante dessa rede social.

Quem respeita de verdade os direitos humanos deveria ficar longe do facebook. Perdão o radicalismo, mas é o que penso.

Danizita L. disse...

Também cheguei a ter uma conta, mas depois de alguns dias excluí, não vi muita graça...

Sara disse...

O FB é uma ferramenta muito útil, e pra varias coisas, não é sem motivos que ele é tão popular, tem atrativos enormes.
Ja localizei diversos parentes que eu não tinha mais contacto, acho muito agradavel saber como eles estão através dos albuns de fotos, ver seus filhos e saber de noticias deles, isso tb ocorre com muitos amigos do passado.
Pra mobilizar pessoas tb é muito útil, pra espalhar ideias (nem sempre tão boas assim)mas q de qualquer forma é muito eficiente.
Pra fazer denuncias tb é muito bom.
Eu mesmo denunciei uma grande empresa por um problema q tive com um eletrodoméstico, que tinha um manual muito complexo, e fui prontamente atendida, mandaram até um tecnico em minha casa para explicar o funcionamento em detalhes, e foi através do FB.
O FB nos ajuda até obter noticias de pessoas q nem são nossas amigas ou conhecidas mas q nos interessam tb.
Ja tive algumas discussões com amigos q eu nem sabia q eram machistas, mas que tive o desprazer de ficar sabendo após publicar algum post feminista mais acalorado, inclusive disse a eles que se não quisessem receber minha publicações era só excluir meu nome.
Mas concordo q existe um lado meio obscuro nesse FB.
Por ex.tive meu nome incluido em uma rede social que eu JAMAIS tive alguma intenção de entrar, e coincidentemente os dados que essa rede social estava usando inclusive com uma foto minha eram todos do Facebook.
Sendo q esse dados eu forneci ao FB em caracter sigiloso, e jamais esperei ve-los revelados em uma rede social q nem era de meu interesse, (fiquei mais puta ainda pq revelaram até minha idade rrsss).
Foi muito complicado tirar meu nome dessa rede social, e precisei até de ajuda de uma das minhas filhas q é mais familiarizada com a internet, e nesse site publicavam meu nome , idade e fotos dizendo q meu objetivo era procurar por parceiros amorosos (justo eu).
Todos os dias minha cxa de e-mails eram inundadas com e-mails de outras pessoas q pertenciam a esse site interessadas, (no inicio eu até estava me achando o máximo rrrsss) até perceber que aquilo tudo fazia parte de um esquema q retirava os dados do FB, foi bem dificil parar com tudo isso.
Soube de pessoas q processaram o FB por esse mesmo motivo.
Acho q assim como eu muitas pessoas tem exposto suas informações, preferências pessoais politicas e ideológicas a essa rede, não sei até q ponto essas mesmas informações poderão se voltar contra nós mesmos num futuro.

Anônimo disse...

O facebook e reflexo da sociedade, de toda ela, e não o contrario.

Anônimo disse...

Boa tarde
Meu nome é Lucas e tinha,uma conta no facebook também. Gostava,de acompanhar as notícias sobre o feminismo e violência contra animais daí percebi que muitas notícias sumiam dos posts e fotos não eram mais postadas. Estranho como além de apoiar idéias como racismo e homofobia eles ainda censuram críticas positivas e que realmente importam do que fotos que mostram violência e coisas do tipo. Mulheres são tratadas como ''comida'' e parece que faltar com respeito e denunciar esses abusos são descartados. Sinceramente facebook é perca de tempo e mostra que o machismo se propaga de uma maneira que as pessoas parecem ver e ignorar. Abram os olhos.

Dona do Sexo -Bonobo rules,Jaçanã forever disse...

Pelo jeito o google nao compatilha das ideias q esse do facebook tem,acho.
Entao se google+ é limpo tomara q substitua logo.Ate pq google + parece ser mais completo.

yulia2 disse...

Esse é o mesmo cara que disse que o brasil estragou o facebuki... mas pera..

como estragar uma coisa que já vem estragada?

yulia2 disse...

Luiz carlos Prates!!!

o que ta acontecendo com ele???

nem acreditei nisso...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=OuJ8cq1X8hY

Anônimo disse...

a melhor coisa que todo mundo pode fazer é sair do Facebook.

contatos pessoais, profissionais? pra isso existe telefone, email, carro/ônibus/metrô... acho incrível como as pessoas cedem a demandas artificialmente criadas e aceitam isso numa boa!

se eu quero saber como meu parente está, como meu amigo está ou o que meu chefe precisa, eu telefono pra eles.

povo tem medo de falar, credo... vocalizar não pega lepra não gente, acostumem-se e acostumem aos outros.

Anônimo disse...

Nunca tive feicebuqui.

Anônimo disse...

Lola eu ando com medo da Face, sério! por que é tanta gente babaca que vai a pagina das pessoas e ofende, e claro pode pegar fotos suas fazer coias horríveis como já vimos aqui mesmo no blog, eu não exclui minha conta e não sei se o farei um dia, porque mantenho contato com amigos, e familiares que estão suuuper distantes de mim, mas já pensei várias vezes em não ter mais, meu irmão nunca criou uma conta e não pretende e fala que vive muito bem obrigado

Quanto as questões sociais e politicas, essa rede social me parece que se tornou um catalizador de discursos e atitudes repugnantes, coisas que as pessoas não fariam na vida real cara a cara, porém parece que a rede está encorajando as pessoas, e eu temo o que elas podem acabar fazendo, levando p vida real.

Enfim muito esclarecedoras suas postagens sobre o criador e sobre essa rede.

Anônimo disse...

Anônimo 15:08 disse tudo.

Necessitar de redes sociais é coisa de gente anti social que tem medo de contato físico. Nunca tive orkut, twitter e nem face e nunca me fez falta, nunca perdi oportunidades, nunca me "perdi" da família e nem dos meus amigos (àqueles reais e não os conhecidos).

Sinceramente todas e qualquer redes sociais têm o seu auge e depois caem no esquecimento. Já aconteceu com o orkut, com o my space, com o badoo e o face e twitter serão os próximos!

Anônimo disse...

Gente li de uma conhecida que mora nos EUA, que em entrevistas de emprego (não todas claro) está sendo solicitada a senha das pessoas (facebook) tipo essas redes estão passando a impressão de que as pessoas não tem mais direito a vida pessoal, intimidade.

Absurdo!

jacmila disse...

Dêem um like na minha pg do facebook Machismo na Ilha da Magia rsrs

Anônimo disse...

Pra quem trabalha com comunicação é bem difícil não ter Facebook. Eu sou fotógrafa e até tenho meu trabalho no Flickr e em um outro site que montei, mas a visibilidade maior é pelo FB, mesmo.
Sem falar nos eventos que fico sabendo através do FB, as informações e notícias, etc.
As redes sociais praticamente aposentaram os e-mails. Raramente (pra não dizer nunca?) recebo e-mails de amigos, que quando precisam falar comigo, mandam mensagem no FB. Eu mesma prefiro mandar mensagem pelo FB (a não ser quando sei que a pessoa não olha o FB todo dia), até porque são poucos os que mantem o mesmo e-mail por bastante tempo, coisa que não é difícil constatar quando você organiza os contatos frequentemente.
Além disso, encontrei vários amigos dos tempos da escola, que se não fosse FB, o contato seria muito, muito mais difícil.
Confesso que sempre gostei mais do Orkut e só parei de usa-lo porque não tenho mais nenhum amigo que usa. Torço para que o Google+ supere o FB.

Demian Machado disse...

Lola, acho que o facebook precisa de uma ação judicial. Eles entendem essa linguagem. POde começar no Brasil, mas o ideal era ser mundial.

Quando após a primavera árabe, uma nova intifada começou a se organizar pelo facebook, um judeu entrou com uma ação bilionária contra o face por sentir sua segurança ameaçada. O facebook retirou tudo, esse efeito ficou visível quando um jogador brasileiro teve a conta suspensa por conta de postagens pró palestina na época.
O mesmo deve ser feito nesse caso.

yulia2 disse...

Terça, aliás, eu vou pra USP de Ribeirão Preto, justamente pra falar sobre trotes. Ano passado, eles tiveram um problema muito parecido com esse de São Carlos este ano.
Quer dizer, todo ano é a mesma coisa, o mesmo trote, o mesmo machismo...
______________

ok Lola, estamos aguardando ansiosas pelo post.

no mais , além do mesmo machismo, a mesma leniencia e frouxidão da usp, pois se isso é recorrente, quer dizer que não acontece nenhuma punição pra eles.

Margaux disse...

Na minha opinião o problema da internet é geral.Muita gente despreparada tem acesso.Você entra em certos sites e as pessoas criam perfis falsos pra comentar,agredir,ofender os outros.Criam vários perfis fakes,vestem várias máscaras diferentes,se sentem impunes,livres pra fazerem o que bem entendem.Nunca tive face,nem Orkut nem nada.

Sara disse...

Anon 15.42hs acredito q muitos empregadores procuram por informações de seus empregados no FB.
Minha filha mesmo foi comigo a Marcha das vadias, e como eu publiquei algumas fotos da marcha e marquei o nome dela nessas fotos.
Pois um dos diretores da empresa onde ela trabalha(evangélico), veio perguntar a ela (em tom de deboche e recriminação) sobre a marcha. É obvio q ele soube disso pelo FB.

Anônimo disse...

Entendo a revolta contra o FB, a proibicao de fotos das marchas das vadias, amamentacao, a proliferacao de paginas de odio, etc. Mas ja pararam pra pensar que caso voces veem algo em seus feeds de noticia eh porque algum amigo compartilhou e/ou postou? Nenhum post aparece do nada. Nao seria questao de bloquear esses amigos nao? Varias pessoas estavam postando coisas que eu nao gostava e apenas dei um "unfriend" em todo mundo. Outra coisa, apenas a equipe do FB tem acesso total as suas fotos, posts, etc. Tem ferramentas para bloquear o acesso a fotos, informacoes, emails, etc. Nem todos os amigos tem acesso a tudo o que postamos, eh soh estudar as configuracoes corretamente. Pro pessoal que falou que nao faz falta para o meio profissional, quem trabalha com RH sabe muito bem que hoje em dia redes sociais sao a maneira mais facil de conhecer o candidato.
Maria Lia.

Clara disse...

Eu nunca tive Orkut, Twitter, Myspace, Facebook, fotolog, flicker, blog, trabalho com público, entro em contato com meus amigos e parentes importantes pessoalmente e por email. Dizem que sou antiquada. Nem ligo. Aliás, ligo sim - pro telefone deles. Dá pra viver muito bem essa merdaiada toda que um gringo safado empurra na goela do planeta e as ovelhinhas fazem amééééééééém.

Sara disse...

Tb acho muito estranho o PORQUE de algumas pessoas q se revoltam contra aquelas q acham o FB útil, fazem criticas sarcasticas e mordazes a quem utiliza.
Com q objetivo fazem isso???
Até acho normal amigos q não querem usar a rede, é um direito, e jamais vou recrimina-los por isso.
Mas acho imbecil quem fica criticando quem quer usar.
Passa a péssima impressão de q são pessoas anti-sociais e bem chatas, e pior é q ta cheio dessa gente, e pra falar a verdade ainda bem q não estão, não tenho nenhuma vontade de saber como estão.
Ha outros q não usam e eu até gostaria que usassem, e procuro saber deles por outros meios, mas esses malas q ficam criticando é um favor q não estejam por lá.

Anônimo disse...

Nossa, não sabia desse lado machista da empresa e do fundador.

Agora apoio mais ainda o facebook. Fico feliz em saber que alguma empresa poderosa ainda possui uma filosofia de cultivo a alguns valores de virtude, os quais estão cada vez mais declinando na sociedade.

Ju disse...

Deletei minha conta em 2011. Nunca fez falta. Também nunca entendi pra que aquilo servia. Continuo de olho nas páginas feministas mesmo não estando lá, no entanto.

Ju disse...

Anon 18:24
Valores de virtude são machismo e misoginia, racismo, homofobia?

Estou em dúvida se você é doente ou só cretino mesmo.

yulia2 disse...

Agora apoio mais ainda o facebook. Fico feliz em saber que alguma empresa poderosa ainda possui uma filosofia de cultivo a alguns valores de virtude, os quais estão cada vez mais declinando na sociedade.
_______________

por isso mesmo o feicebuqui terá o mesmo fim do orkut...

o limbo, o esgoto.
hoje orkut é um privadão cheio de mascus ressentidos.

Pietra disse...

Sobre o trote da USP São Carlos, a coisa da Miss Bixete e tudo mais: os caras foram bem babacas em atacar as manifestantes, só que mais babaca pra mim é a mulher que se sujeita a isso e eu não passo a mão na cabeça dizendo que "ai tadinhas, elas são oprimidas se não participarem", isso é conversa, passa uma semana e ninguém lembra mais quem fez o que até porque se enche a cara de bebida e maconha nesses eventos. Já fui "bixete" duas vezes e nunca aceitei nada disso, nem tive problemas de socialização... até porque socializar com babaca machista está longe de ser coisa do meu interesse.

Sobre o Facebook, também não uso e passo super bem sem ele (tentei usar uns meses mas achei uma idiotice sem fim).

Felipe Andrade disse...

Não vai demorar muito pro facebook ir pro buraco. Daqui a pouco aparece outra modinha mais atrativa para os especuladores de plantão. Aí o nerdao vai voltar a ser um zero a esquerda igual antes.

jacmila disse...

Foi engraçado ver pessoas metidas a intelectuais e descoladas dando likes em produtos tais como Omo. Altamente contraditório. Foi triste constatar o machismo de ex amigos e conhecidos via FB. Patético tb mostrar q tem "um milhão de amigos". Já os adolescentes, mtos preocupantem. viciados, vivem de conversa-fofoca cifrada no FB.

A questão não é odiar o FB e seu mentor mas a disposição de tantxs pro ódio, mesmo em discussões q deveriam ser estratégicas como as feministas...

Mordred Paganini disse...

Pietra disse...
Sobre o trote da USP São Carlos, a coisa da Miss Bixete e tudo mais: os caras foram bem babacas em atacar as manifestantes, só que mais babaca pra mim é a mulher que se sujeita a isso e eu não passo a mão na cabeça dizendo que "ai tadinhas, elas são oprimidas se não participarem", isso é conversa, passa uma semana e ninguém lembra mais quem fez o que até porque se enche a cara de bebida e maconha nesses eventos. Já fui "bixete" duas vezes e nunca aceitei nada disso, nem tive problemas de socialização... até porque socializar com babaca machista está longe de ser coisa do meu interesse.


_____________________

Parabéns pra você que é uma mulher empoderada.
Algumas mulheres ainda precisam ser encorajadas para que não se submetam a este tipo de humilhação.

Então, se você é feminista, também é sua responsabilidade encorajar mulheres ao invés de desqualificá-las.

Cadê a sororidade nessas horas?

Anônimo disse...

Ué, passar uma cantada numa colega de trabalho é crime?? Que eu saiba assédio sexual só ocorre quando existe uma relação de poder. Foi o caso?

Patty Kirsche disse...

Sobre trote, não aceitei em nenhuma das vezes que entrei na USP. Na última, fui hostilizada e persegida pela turma de alunos já matriculados na unidade. Precisei dar queixa para o coordenador do curso, que fez de tudo para abafar o caso, inclusive sugerir que eu poderia ter problemas caso um processo administrativo fosse instaurado. Tem gente daquela turma que não fala comigo até hoje (já estou no mestrado). É, não é tão simples assim. Mas é possível não copactuar com os processos que mantêm a hierarquização da universidade.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Não acho que sair de um ambiente, desistir de uma determinada rede, seja a melhor postura a se tomar.
O machismo está bem espalhado, então se fizermos isso, daqui há pouco estaremos segregadas e o mundo continuará exatamente do jeito que está, machistas agradecem.
Acho que vale mais a pena tentar transformar um ambiente. A não ser que seja caso perdido, e não acho que seja o caso.

Anônimo disse...

kkkkkk... as feministas estão revoltadas com concurso de miss??? acho que isso é demais.. concursos de beleza sempre existiram gente. Se a pessoa possui o atributo, por que não utilizá-lo? Daqui a pouco vão proibir concursos de inteligência (vide olimpiadas de matemática, por exemplo) pq as pessoas com QI inferior podem se sentir ofendidas em ver os inteligentes se sobressaindo.

Pra onde caminha esse mundo...?

Marina P disse...

Eu nunca tive conta no Facebook, mas recebo muitos convites e a maior parte das pessoas parece se chocar quando eu digo que não tenho interesse em criar uma conta. Assim que conheci o Facebook achei muito estranho o modo como o conteúdo é exposto, sempre de uma forma muito sintética e muito dinâmica. Também não sinto que a privacidade dos usuários é levada a sério e a ideia de que coisas pequenas ganham uma proporção imensa me incomoda muito. Eu sou relativamente prolixa, gosto de informação mais aprofundada de modo geral e prefiro pouco conteúdo bem selecionado do que um monte de conteúdo questionável. Apesar de não usar o Facebook sei que as denúncias a conteúdos homofóbicos, machistas, violentos, etc. são recebidas como um incômodo. Morro de preguiça de lidar com tudo isso, sinceramente.

Eu uso a net para manter contato com amigos e familiares e compartilhar conteúdos interessantes com essas pessoas. Faço isso principalmente através do e-mail. Outra coisa que eu adoro na net são os blogs. Para mim os blogs são, até agora, uma das melhores coisas da internet.

Juba disse...

Para mim, agrande utilidade do Facebook sÃo os grupos, tenho filhas com uma doença e apenas nas redes sociais encontrei uma comunidade baseada em estudos científicos válidos que me levaram a acertar a conduta, tratamento, a achar um bom médico e inclusive a conseguir a cura de uma delas. Estamos também utilizando a rede para apoio ao aleitamento materno, com excelentes resultados. Assim, apesar dos pesares, fico.

R.B. disse...

ironicamente, divulguei este post no FB rs :)

Siena disse...

Meu maior problema em excluir o facebook é q eu uso ele muito, muito mesmo, pra compartilhar e difundir pensamentos feministas. 90% do q eu compartilho é de cunho feminista e só não é 100% pra não aborrecer muito os amigos. hahaha
Então vejo ele mais como uma ferramenta pra conscientizar quem me tem como amiga do q uma rede social e só. Também mantenho contato com amigos e família, já q moro longe de todo mundo, mas esse não é meu motivo maior pra ter o fb, até pq com minha família e amigos posso falar por skype, telefone e e-mail.

Abigail disse...

Sempre tive contas em redes sociais mas sempre procurei selecionar o que eu posto, compartilho e as pessoas quem eu sigo. Qlq canal de comunicação vai ter um bando de mascus, explicitos ou enrustidos, pra falar merda, porque eles estão por toda a sociedade. Cabe a nós: confrontá-los, ignorá-los ou nos afungentar. Eu me recuso.

Alessandro da Rosa disse...

Não é o Facebook que controla você e sim você que controla o seu perfil do Facebook. Você é quem decide o dado ou a informação que deseja colocar em seu perfil. Se quiser privacidade 100% garantida, converse pessoalmente com seus amigos. Simples.

Eu não vejo problema em colocar alguns dados meus como data de nascimento ou telefone, ou dizer que tal pessoa é meu parente. Quem não deve, não teme. Minha privacidade, intimidade e segredos estão dentro de mim, na minha casa e no meu quarto.

Dayane disse...

O que gosto no facebook são os grupos de discussão, mas a privacidade dele está cada vez pior!Logo ele cairá, tenho certeza.

Anônimo disse...

Facebook é um nojo inútil (pra quem tem uma vida verdadeira).
E Mark Zuguemberguí um chatinho mimado que vive na ilusão de ser inteligente.
Ponto, FB nem merece um comentário mais cuidadoso que esse.

Anônimo disse...

blábláblá fb pra falar com amigos e família.

Bom, se meus amigos são bons amigos ou no mínimo amigos de verdade, eles entram em contato comigo através de outros meios.
E isso acontece pra mim.

Se vc tem que ficar demonstrando sua existência no facebook, desculpa, você não tem amigos.

Fico lembrando do Roberto Justos pronunciando Mark Zuckemberg pra um entrevistado aí. Tão patético. Tão yuppie sem cocaína.

Anônimo disse...

Esse povo dos dinheiros é deslumbrado com tecnologia...facebook e abrir côco com pedra lascada é a mesma coisa.

Anônimo disse...

Postei o link de uma matéria sobre o facebook odiar mulheres. Um colega veio todo revoltadinho dizer que isso não existia, não pode ferir a liberdade de expressão, e que o facebook não é responsável pelo que postam lá.
Ele também disse que ninguém é influenciado por bobagens daquele tipo.
Aí entrei em sites de notícia, e havia uma notícia sobre gordinhas de lingerie: um idiota estava zurrando bobagens como "mulheres têm pobrefobia, quero ver se essas vadia saíam com pobretão que anda de ônibus. Tem que continuar desprezando essas vadia".
Outra notícia era sobre padre abusador de adolescentes. Rapidamente um imbecil zurrou: "Enquanto tava gostando ela num denunciou. Foi só cansar do provedor, que denunciou. Tudo vadia"....
Ou seja, essas páginas de ódio têm um poder enorme de manipular mentes fracas. Elas têm sim que ser censuradas, e os responsáveis, punidos.
Elaine Telles

Nuba ofKau disse...

O Fábio do Mingau engordou mais.
Filho, vc não fica muito bem assim.

Anna disse...

Duvido q o fb tenha um dispositivo mágico q automaticamente exclui nudez porque eu já vi várias fotos de mulheres nuas sendo compartilhadas (algumas com cara de menores de idade), a diferença é q não eram mulheres amamentando ou marchando, eram imagens pornográficas ou mulheres q consideraram feias e pegaram a foto para humilhar.. Pra mim tá mais q provado o quanto o site é machista e não tá nem ai para discursos de ódio enquanto estiver fazendo dinheiro..

Não tenho mais fb, e amaria q surgisse um concorrente.

yulia2 disse...

Nunca gostei da cara de mongol do zuckenberg....

agora está explicado o porque...

Fábio disse...

1,93 m, 98 kls de puro músculo, e 16 "halls de chumbo no carregador"

Quanto ao facebook, o que vocês queriam ? um retiro espiritual on line ?
Caiam na real, e uma rede social com um bilhão de ególatras, que tiram trinta fotos, e postam as duas que ficaram melhorzinhas, quase tudo la e fake, inclusive as ideias.

Na "vida real" são apenas rostos na multidão, e a multidão e um monstro, sem rosto e sem coração.

James disse...

eu nao sei "des-seguir" alguem no facebook, vcs poderiam me ensinar?

Pedro disse...

Eu não vejo problema em colocar alguns dados meus como data de nascimento ou telefone, ou dizer que tal pessoa é meu parente. Quem não deve, não teme.

Bandidos usam perfis no Facebook para auxiliar em sequestros, sabia?

Posso não dever, mas temo muito. Pelos meus filhos e pela minha família.

Por essa razão, não mantenho perfil em rede social alguma e desestimulo ao máximo que meus filhos o façam, monitorando e explicando pra eles as consequências de expor a própria vida a qualquer pessoa (até porque o que mais tem na rede são pedófilos e bandidos de toda sorte).

Anônimo disse...

É possível sim viver sem arreganhar sua vida para os outros a troco de que, ego? Likes? "Inveja" de uma vida que nem é sua? (todo mundo sobe foto de balada mas na empresa que trata de disfunção erétil ninguém dá check-in no 4square).

Tive perfil no Facebook uns 2 anos, saí da rede e passo bem, obrigada.

No começo todos estranham e tem mesmo essa coisa de oportunidades e tudo mais, só que coube a mim, com o perdão do termo, "adestrar" as pessoas a essa realidade.

"Faz um 'Face'!", não.
"Como que eu vou falar com você?", telefone, email, skype/msn

As pessoas mimimizam, reclamam mas no fim das contas acabam te obedecendo quando você não oferece nenhuma alternativa a elas.

É simples, gente, é só querer.

Eu saí da rede por vários motivos, entre eles o que eu não aguentava mais os compartilhamentos idiotas dos meus supostos amigos.

Do mesmo jeito que odeio "doutrinar" os outros com minhas ideias geniais, também não gostava de receber mensagens religiosas, correntes de times de futebol, fotos de cachorro fudido que não conscientizam ninguém e outras pasmaceiras.

Aliás, usar o Facebook para converter amigos às suas causas pode ter um efeito bastante contrário e a culpa é da sua própria chatice, ninguém mandou ser mala, ninguém dá ouvidos a um mala.

E por fim, deixo uma história real: na última entrevista de emprego que fiz, para uma vaga no setor de segurança da informação, tinha lá um formulário para você adicionar suas redes sociais e deixei tudo em branco. O entrevistador veio me inquirir e, de seu tablet, abriu uma pesquisa no Facebook com nomes e prenomes que provavelmente poderiam ser meus. Obviamente que nenhum daqueles perfis era meu e foi exatamente o que eu disse. Ele, visivelmente admirado, perguntou a razão de não ter perfil nas redes e fiz uma breve dissertação sobre como lido com as questões da minha própria privacidade na internet. Ganhei a vaga e trabalho na empresa de tecnologia até hoje, sem ter precisado da rede social para nada.

Nada contra quem é facebookdependente e acha que ele é a salvação da lavoura mas eu prefiro viver minha vida de outro modo e até agora, deu muito certo.

Anônimo disse...



Concordo plenamente.

Anônimo disse...

Lola como faço para desativar definitivamente o facebook? Eu desativei mas foi so por a senha novamente que tudo o que eu tinha escrito e curtido continuava lá. É mais, Coisas que eu tinha curtido ou escrito e APAGADO voltaram como se eu nunca tivesse apagado.

No facebook existe uma pagina que me incomoda profundamente, eu fico recebendo no meu feed de notícias porque um dos meus amigos curte essa pagina e sempre que ele da uma "curtida" ou comentário aparece na minha pagina. Se chama "orgulho de ser hetero" e é profundamente misógina. Ja dei um "essa publicacao me incomoda nao quero mais receber" e mesmo assim continuo recebendo, a ultima que me deixou muito triste foi a de um video onde muitas mulheres estao de 4 usando fio de dental e um homem fica fazendo percussão nas suas bundas. O título é "o melhor instrumento do homem" lola, vc acredita que depois de ver esse post eu fiquei uma semana com vergonha de ser mulher? Devia ter ficado brava zangada, mas fiquei com vergonha como se todos os homens me olhassem como se eu fosse uma bateria e eu fiquei com vergonha de ser mulher.

Me ajuda a desativar completamente o facebook, obrigada

Priscila disse...

Anônimo das 19:40,

se a pessoa se sentir humilhada pela sua cantada, ela constitui assédio sim.

Priscila disse...

Pietra, a Mordred tem razão.

Se, para você, o problema são "as mulheres que se sujeitam a isso", não é esse tipo de discurso que vai tirá-las da posição de humilhação em que se encontram. Muito pelo contrário, vai humilhá-las mais ainda.

Luh disse...

E no que vai ajudar o sequestrador saber a data de nascimento de auem ele quer sequestrar?

Concordo om o que a Sara sse lá em cima a respeito das pessoas que criticam quem usa o face.

De novo, o facebook foi uma das ferramentas que auxiliou na organizaçao de protestos na primavera árabe. Na minha cidade, também ja auxiliou na divulgação de varios eventos, entre eles a marcha das vadias.

Alem disso, as configuraçoes de privacidade permitem que desconhecidos nao vejam suas fotos...

Anônimo disse...

Se, para você, o problema são "as mulheres que se sujeitam a isso", não é esse tipo de discurso que vai tirá-las da posição de humilhação em que se encontram. Muito pelo contrário, vai humilhá-las mais ainda.

*****************************

eu discordo dessa condescendência ainda mais se tratando de pessoas que foram capazes de passar em um vestibular concorridíssimo.

o discurso do coitadismo só serve para reforçar o "mulherzinha", no sentido mais perjorativo.

participa dessas coisas quem quer e se alguém quer ser feito de pedaço de carne, aceita chupar sorvete simulando sexo oral, lamber linguiça, levantar a blusa e desfilar pra pulhas machistas quando existe a escolha de não fazê-lo então por que diabos eu tenho que ter pena dessas mulheres?

aliás isso vale também para os homens que aceitam passar por humilhações como beber etanol, ter as roupas rasgadas, pegar bala na boca de outros homens, sei de relatos de gente que até lambeu o próprio vômito!

só que vai na semana do trote quem quer, cansa de passar na TV e de ser mostrado na internet o que realmente acontece nos trotes que não são solidários ou "humanizados" (em alguns desses os pais são convidados a supervisionar a brincadeira, porque aí é de fato uma brincadeira e não agressão).

não tenho pena e pra mim, mulher e homem que aceita participar dessas sessões é porque gostam e têm o que merecem.

passar a mão na cabeça de quem procura encrenca não é nada "feminista", ou será que é e eu nem estou sabendo?

Anônimo disse...

Respondendo a quem perguntou, para excluir definitivamente o perfil do facebook e não apenas desativá-lo, é necessário logar na sua conta e acessar esse link

http://www.facebook.com/help/contact.php?show_form=delete_account

fonte:

http://g1.globo.com/platb/tira-duvidas-de-tecnologia/2012/01/17/como-excluir-facebook/

segundo resultado do Google, por sinal.

Anônimo disse...

Nuba ofKau disse...

O Fábio do Mingau engordou mais.
Filho, vc não fica muito bem assim.

yulia2 disse...

Nunca gostei da cara de mongol do zuckenberg....

agora está explicado o porque...
-----------------------------------
Olha o preconceito estético.

Priscila disse...

Anônimo das 10:33,

seu comentário só mostra que você não está de fato preocupadx com a humilhação dessas pessoas, porque você as humilha mais.

Tudo bem, você não precisa se preocupar com isso.

Só não venha, depois, querer pagar de pessoa legal e empática.

Ju disse...

Tem esse vídeo interessante que fala sobre... vocês vão ver.

http://www.youtube.com/watch?v=HuJJFKmRYS0

Anonima disse...

Anonimo das 10:23 realmente nao da pra ter "pena" de quem aceita participar do trote afinal aceitaram a participar da brincadeira e no proximo ano vao estar dando o trote tbm.


Agora notei uma certa raiva de quem escolhe participar do trote. Como vc mesma disse nao gosta nao participa.

Mas tem quem goste, quem leve na brincadeira. Se esse nao é seu caso, ok. Mas respeite quem nao ve problema algum. Nao é quedta de passar a mao na cabeça mas perceber que nem todos pensam como vc. Se vc quer, por exemplo, participar da marcha das vadias com os seios de fora podera chocar algumas pessoas mas nao da a ngm o direito de te chamar de babaca por isto.


E sinceramente, uns marmanjos na faculdade precisando de supervisao dos pais? Nao me faça rir.


E se é maior de idade qual o problema de encher a cara?

E qto a maconha por ser proibido acho que nao deve ter msm, mas acredito que maioria dos trotes so tem bebida alcoolica.

Mordred Paganini disse...

Anônimo 3 de março de 2013 10:33

Aprendi com você que feminismo é uma atitude individualista e porque não dizer, moralista.


E eu aqui achando que feminismo era uma luta coletiva que pressupunha uma rede de solidariedade...Tolinha eu!

jacmila disse...

anonima 9:54:

- "amigo" q manda essas merdas, exclui simplesmente. Do FB e da vida real.
- O FB dá pra ser um brinquedo agradável e/ou de intervenção social, basta selecionar os amigos e as páginas q vc curte; me livrei até dos anúncios de qq site, instalando um programa- adblock plus
- Por outro lado vc ter vontade de não entrar mais no FB é sinal de excelente saúde psicofísica: tanta coisa melhor pra se fazer no mundo real! Não demora mto e eu tb vou sair de x pois enjoa.

Quero destacar o q vc disse q é mto sério e, a meu ver, um dos nós do feminismo: sentir vergonha de ser mulher, por ser vista e tratada por um bando de pseudohomens como objeto sexual. Perturba tb o fato q não são poucas as mulheres q se submetem a esse papel. Espero um post aqui na Lola tratando mais a fundo essa questão. Slutshaming às avessas?

James disse...

eu nao sei "des-seguir" alguem no facebook, vcs poderiam me ensinar?

Anônimo disse...

O facebook nada mais é do que uma extensão do Orkut, grupos de ódio, fakes, frases e textos ofensivos, agressivos. Redes sociais são ambiente favorável a pessoas preconceituosas, odiosas, "donos da verdade", senhores "da moral de dos bons costumes". Eles dizem ser boas pessoas, mas é contraditório, tem ódio, disseminam violência, apoiam crimes, mortes contra quem não concorda com os "princípios" e "valores", então será que são gente boa mesmo? Tudo começou com o Orkut e comunidades de ódio que terminaram com o ato misógino do Realengo. Blogs de ódio e seus donos sumiram do mapa, mas deixaram crias que perceberam ser o facebook ser um terreno fértil para suas idéias doentias. Manter atenção é preciso, pois eles estão por aí, livres, leves e soltos, estão apenas apertando a campainha com postagens agressivas. É bom lembrar que tudo começou assim e terminou com o Realengo e Emersons, seis anos de prisão para o Emerson e seu comparsa? Sim, mas caso tenham bom comportamento, estarão nas ruas e todo cuidado é pouco.

Anônimo disse...

que meda do fábio mingau psicopatinha.

Uma chacota foi suficiente pro lindo trocar a foto por outra mais máscula mostrando o dedinho e postar peso altura e índice de massa magra.


Faltou as medidas, gostoso.

Anônimo disse...

Obrigada pela resposta sou a anônima q postou de ter ficado com sentimento de vergonha de ser mulher por culpa de uma pagina de pseudohomens. Concordo com vc q é preocupante esse sentimento irracional q senti. Como qd vc recebe cantada ou tentativa de estupro e se sente culpada. Eu concordo q é errado e contra tudo o q as mulheres lutam. Mas foi um sentimento involuntário e de muita raiva.

Anônimo disse...

Fiquei com raiva desse meu amigo q ainda por cima é pai de 3 meninAs. E tb agradeço ao amigo acima q ensina como desativar definitivamente o facebook. O meu esta vazio nunca posterior nada e só fico recendo essas " curtidas" idiotas ou fotos do tipo "olha como sou bem sucedido e feliz. Veja a ultima foto do meu ensaio fotográfico em Milão" ( e nem conheço a pessoa direito)

Luiza disse...

Não vou sair do Facebook e continuarei conscientizando meus amigos através da minha página.

E existe uma coisa chamada configuração de privacidade. Se o cara te entrevistando num emprego tentar te achar no Facebook, ele não vai. Tadinho dele. Not.

Marcos Rivas disse...

Machista censurando foto de mulher pelada? hahahahaha

Anônimo disse...

Off topc. Luiz Nassif escreve artigo sobre os mascus:
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-lado-obscuro-dos-jovens-masculinistas-inspirados-por-alita

Cora disse...


sou muito antissocial pra ter facebook!

apesar de amigos me considerarem uma pessoa afetiva e até mesmo simpática (é verdade! tem quem me considere simpática, hehehe), reconheço em mim uma leve misantropia q me mantém longe das redes sociais. eu simplesmente não consigo.

.
.

e q o facebook tem problemas com o corpo feminino q não esteja a serviço do olhar masculino, não há dúvida. são muitas evidências. o q é sempre chocante pra mim. apesar de td q leio e vejo, não sou capaz de entender qual o problema dos homens com as mulheres. pq tanto ódio?

.
.

sobre os trotes (se fosse só um caso...)

Mordred tá certíssima.

“algumas mulheres ainda precisam ser encorajadas para que não se submetam a este tipo de humilhação.”

é este (também) o nosso papel.

Cora disse...


e os masculinistas já invadiram o post lá no nassif com a conversa mole de sempre. desenvolvimento pessoal... ah, tá! desde qdo, pra isso é necessário tanto preconceito e estereotipia?

como esse povo pode defender como legítimo um movimento q desqualifica completamente metade da população mundial?

se bem q eles não fazem nada de novo. estamos nessa viagem há uns bons 5 milênios. é... acho q nunca entenderei pq os homens odeiam tanto as mulheres.

Priscila disse...

Anon das 00:55

Esse texto não é do Nassif. É de Camila Feltrin e foi publicado originalmente na revista Forum: http://revistaforum.com.br/blog/2013/03/os-meninos-que-nao-amam-as-mulheres/

Aliás, se você quiser manter um mínimo de fé na humanidade, não recomendo ler os comentários no link original.

Sara disse...

nem eu Cora nem eu....

Lillian Cardoso disse...

Tenho notícias ainda piores: o Facebook não é só doentilmente machista. Ainda por cima é xenófobo e racista, e os funcionários negros e latinos são os que trabalham mais horas, e os que ganham menos. Ou seja: um lixo completo como empresa.

Quanto à plataforma, bem, trabalho na área, tenho que viver com ela. Mas faço largo uso para expor minha acidez contra as coisas erradas do mundo, e nisso se inclui machismo, racismo, intolerância religiosa etc. Bora fazer um uso mais digno da ferramenta do sr. Zuckerberg.

Bea disse...

Apesar de voce deletar o facebook, a qualquer momento, se colocar sua senha e login, ele volta COM TODAS AS INFORMACOES que antes estavam la... entao na verdade ele nao eh deletado, ele eh somente desativado! E isso e assustador!

afrolesbofeminista disse...

o FB é como a TV, tem algumas coisas interessantes, mas 99% é merda.

nunca tive interesse, pensei na possibilidade por insistência de conhecidos e familiares, mas toda vez q algu´em me mostra o que acontece por lá,desisto na mesma hora.