terça-feira, 19 de março de 2013

ESTUPRO EM STEUBENVILLE, PLENO LUGAR QUALQUER

Aconteceu em agosto. Uns cinquenta adolescentes em Steubenville, Ohio, se reuniram pra fazer festa. Muitos estavam se despedindo –- iriam estudar em faculdades distantes da sua cidade falida de 18 mil habitantes, falida devido à indústria de mineração e aço em crise.
Para compensar a situação econômica da cidade, os moradores investem pesado em esportes. Os jogadores de futebol americano das escolas são idolatrados. Se você é um garoto adolescente e quer ser popular no rígido sistema hierárquico escolar americano, você precisa ser um atleta, um jock. Claro, isso só vale para rapazes. Às meninas, resta a opção de torcer pelos atletas, de ser a famosa cheerleader.
Mas só ser um jock não basta. Você precisa agir dentro do código de conduta dos garotos populares: sair com montes de meninas, beber, farrear, cometer trotes, contar piadas de estupro. Tudo isso vai te preparar pra mentalidade de frat boy assim que você for pra uma universidade. Aqui no Brasil tem muito rapaz de classe média imitando o american way of life.
Já contei o caso espantoso que aconteceu em Silsbee, pequena cidade do Texas. Uma garota foi estuprada durante uma festa por um desses atletas-astros. Ela o denunciou e, antes do caso chegar aos tribunais, o acusado continuou sua vida normal, brilhando nos esportes, e ela tentou continuar sua vida, sendo cheerleader. Só que chegou um momento em que ela teve que torcer especificamente pra que seu estuprador acertasse uma falta no basquete. Ela devia gritar “Ponha pra dentro”. E se recusou. Quando ela fez isso pela segunda vez, num outro evento, a equipe a expulsou. E esse nem é o fim de uma história escandalosa. A moça e seus pais decidiram processar a escola, e perderam. Foram condenados a pagar 45 mil dólares em despesas legais por ter entrado com um processo fútil.
O atleta-estrela acusado só foi indiciado um ano após o estupro. Declarou-se culpado por um crime menor (agressão, não estupro) e foi condenado a prestar serviços comunitários e fazer aulas de controle de raiva. Ah sim, ele teve prejuízo financeiro: 2,500 dólares de fiança.
Já contei também um caso que aconteceu em Joaçaba, SC, em 2008. 
Uma menina de 15 anos foi a uma festa, passou mal, foi ao banheiro, e um rapaz foi junto e aproveitou para estuprá-la. Enquanto amigos esperavam sua vez de estuprá-la, eles filmaram a cena com seus celulares. Alguém subiu pra interromper o que estava acontecendo e levou a moça pra sala. Poucos dias depois, os rapazes puseram o vídeo na internet. A polícia passou a investigar o caso. Nos comentários sobre a notícia, internautas diziam “Eu queria tá era lá comendo essa vagabunda. Onde já se viu uma safada de 15 anos sendo estuprada?” e “É claro que não foi estupro, estão querendo acabar com a vida daqueles meninos”. Dois anos depois, o acusado foi condenado a 7,5 anos de prisão em regime semi-aberto.
E tem o caso New Hit. Na mesma época de Steubenville, em agosto do ano passado, na cidadezinha baiana de Ruy Barbosa, duas adolescentes de 16 anos entraram no ônibus de seus ídolos para pedir autógrafos e tirar fotos. Ambas foram estupradas. Mesmo com laudos confirmando o estupro, os integrantes do New Hit (que não são atletas, mas são celebridades) pagaram fianças e estão soltos para fazer shows por todo o país. O julgamento começou em fevereiro e foi adiado para setembro. Enquanto isso, os shows seguem.
Mas voltando a Steubenville, Ohio. Entre os cinquenta jovens que se reuniram aquela noite na pequena cidade estava uma menina de 16 anos, de uma escola menor, e dois atletas adolescentes, Trent e Malik. Ela bebeu demais. Várias testemunhas relatam que a viram vomitar diversas vezes, que ela não falava coisa com coisa, que precisava de apoio para andar. Durante cerca de seis horas, ela foi levada de festa em festa por Trent e Malik. Em alguns momentos, eles a carregaram pelos pés e pelas mãos, como se ela fosse um brinquedo particular. A foto ao lado é uma das muitas que foram tiradas.
Segundo testemunhas, Trent e Malik removeram a roupa da garota inconsciente, enfiaram dedos em sua vagina, tentaram obrigá-la a fazer sexo oral (ela estava incosciente demais pra isso), urinaram em cima dela. Uma das fotos mostra sêmen na menina. Ao mesmo tempo, Trent fez vídeos e divulgou imagens para sua timeline. Alguém perguntou no Twitter se ele tinha transado com ela, e ele respondeu “Yep”. Malik também disse que ela havia feito sexo oral nele. Depois, Trent tuitou “Eu deveria ter estuprado ela já que todo mundo acha que a estuprei”.
No dia seguinte, assim que a história começou a se espalhar, Trent pediu que seus amigos mentissem. “Diga que ela foi pra sua casa e desmaiou lá”, tuitou ele prum colega. Pediu também que eles apagassem os tweets e as fotos. E mostrou confiança, porque seu treinador estava fazendo piadas com o caso, então pra que se preocupar? 
Enquanto isso, numa sociedade de padrão duplo, a menina enviava mensagens também: “Juro por Deus, não me lembro de ter feito nada com eles”, e “Eu não estava sendo uma vadia. Eles tiraram proveito de mim”.
Outros atletas também participaram. Um deles escreveu “A música da noite definitivamente é Estupre-me do Nirvana”, e “Algumas pessoas merecem que se mije nelas”. Trent deu RT.
Pelo menos algumas pessoas não viram graça naquilo. Uma blogueira local de 45 anos que escreve sobre crimes tirou prints das fotos e dos tweets e perguntou: “Que pessoa normal considera que postar o estupro brutal de uma jovem é algo que deve ser compartilhado com os amigos?”. E ainda, dirigindo-se a Trent e Malik: “Não, vocês não são astros do esporte. Vocês são criminosos andando por aí por tempo limitado”. Alguém começou uma petição exigindo que a escola e o técnico pedissem desculpas à vítima. E o grupo Anonymous fez um belo trabalho de pressão, culpando quem se deve -– os estupradores.
Se não fosse toda a mobilização da internet, pode ter certeza que o caso nunca teria ido a julgamento. Mas foi. 
E agora saiu a condenação: Malik, 16, foi julgado delinquente (culpado, para menores de idade) e vai ficar na detenção juvenil por pelo menos um ano, talvez até chegar aos 21. Trent, 17, ficará um ano a mais por distribuir pornografia infantil. Ambos planejam recorrer. O promotor avisou que pretende indiciar também outros participantes que viram tudo e não fizeram nada naquela noite (o que me parece semelhante ao que é mostrado no filme Acusados, que é pré-internet). 
Preciso mesmo dizer como este caso escabroso está sendo recebido? Não, não preciso. Você já sabe. Porque é o mesmo jeito que todos os casos de estupro são recebidos: culpando a vítima. Isso faz parte da cultura de estupro. Há compilações de tweets dizendo que quem deveria ir presa é a menina (por ser menor de idade e beber), que óbvio que ela quis, que ela é uma vadia, que está arruinando a vida de dois ótimos rapazes. Nada que você não viu antes.
A própria CNN, ao cobrir o caso, caiu nessa de “coitadinhos dos atletas”. A reportagem não dedicou uma só palavra à vida da vítima, mas muitas às vidas arruinadas dos dois adolescentes. Este ponto de vista, inclusive, é preponderante na cultura de estupro. Dois anos atrás, o Onion fez um vídeo sarcástico mostrando a superação de um atleta diante de uma acusação de estupro: “Ele se recusa a deixar que o que ele fez à garota que ele estuprou o defina”. 
Não sei nem quais foram as piores coisas que li sobre Steubenville. Uma que me deprime bastante é o tweet afirmando que a condenação é injusta, porque quase todas as pessoas fariam a mesma coisa numa situação dessas. E eu não consigo acreditar nisso. Outra foi um rapaz americano dizendo que os dois adolescentes não tinham nada que pedir desculpas no tribunal. Segundo o cara, “A menina é que deve pedir desculpas, por colocá-los naquela situação”.
Qual situação seria essa? Beber até cair? Vestir roupa curta? Estar perto de machos que (pensar assim é que é misandria) não conseguem se controlar? Existir?
O que será que Steubenville, Silsbee, Joaçaba, Ruy Barbosa, e tantas outras cidades no mapa-mundi têm em comum? O que faz delas tão especiais? A verdade é que nada. Célebres casos de estupro aconteceram lá, assim como acontecem diariamente em todo lugar. É importante entender que Malik e Trent não são psicopatas num planeta cheio de flores, paz e passarinhos. Eles são parte de um universo que cria estupradores. Um universo que ensina que não se pode perder uma só chance de provar sua masculinidade. E que não é estupro transar com uma menina inconsciente que não consegue nem ficar em pé, quanto mais consentir. E que qualquer coisa que esses rapazes fizerem à menina inconsciente será culpa dela. 
Pois é. Agora olhe nos meus olhos e me diga seriamente que cultura de estupro não existe.
UPDATE: Leitorxs me informaram que o crime de Steubenville pode ter sido premeditado. Um mês antes do estupro, o ex-namorado da vítima prometeu: "Ninguém rompe com Cody Saltsman, vou arruinar essa vadia". Cody era melhor amigo de Trent. O mais chocante é que Cody (ainda) não foi indiciado!

182 comentários:

Anônimo disse...

Lola, acho que é até pior do que você escreveu. De acordo com o que li em outra reportagem, o estupro foi premeditado e motivado por vingança. A garota era ex de algum dos caras do grupo (não se de um destes dois julgados). Há antigos tweets do ex nos quais ele dizia que ela ia pagar, que ele iria arruiná-la. E pelo que li também, a garota não bebeu até cair não. Eles deram um boa noite Cinderela para ela. Ela foi literalmente dopada. Não lembro onde li estes dados, foi bem antes do julgamento, mas se encontrar a reportagem colo o link aqui.

Beatriz Gosmin disse...

Chocante Lola. Ainda mais que eu postei uma coisa hoje sobre algo parecido. É que eu vivi a cultura do estupro bem pertinho ontem. Vou deixar o post aqui, porque não é longo.

O link direto do post:
http://euingrata.tumblr.com/post/45749948152/a-banalizacao-do-estupro-aqui-do-meu-ladinho

--

Ontem tive a infeliz oportunidade de presenciar a banalização do estupro bem de pertinho. Sabem como é, sou feminista e conheço e reconheço que existe uma cultura do estupro, porém, geralmente vejo isso em propagandas, comentários em fóruns e em notícias de estupro.

Primeiro fiquei sabendo da novidade: uma jovem aqui de perto bebeu demais junto de uma amiga e um colega e passou mal, então foi levada para uma casa onde havia mais dois homens e lá seu colega lhe deu um banho.

Então a amiga da garota flagrou um dos rapazes da casa mantendo relações sexuais com a amiga.

Foi embora, avisou a mãe e o pai chamou a polícia. Os três foram acusados de estuprarem a garota e foram presos.
Não sei quem são os personagens desta história e nem faço questão. Só estava com um nó na garganta por saber que aconteceu pertinho de mim. Mas o pior nem foi isso.

Estava eu indo estudar quando ouço comentários sobre a notícia. Assim:

(garoto) - Nossa, um amigo meu foi preso acusado de estupro haha, acreditam? O cara é mor gente boa, agora ta lá preso lá, haha.
(garota) - Noooossa, haha, mas ele estuprou mesmo?
(garoto) - Ah ele disse que só foi dar um banho na mulher, e eu acredito nele né, meu truta, haha.
(garota) -Mas quantos anos tem a mulher?
(garoto)- Ah, já deve ter mais de vinte, sabe né…
(garota) -Ah, não deve ser virgem então.

Então ficaram num rá rá rá e fazendo piadinhas sobre psicopatas e outras abobrinhas. Quis vomitar um monte de coisas pra eles, mas não consegui. Mesmo eu não sabendo direito da história já senti empatia. Eles que provavelmente não sabiam nada também, resolveram ironizar. Sabem como é, é super engraçado beber, passar mal e ser estuprada.

Aqui está a notícia para quem quiser ler (http://www.liberal.com.br/noticia/15EE72D71A1-trio_e_acusado_de_estuprar_menina) . A vítima na verdade não passa de uma garota de 14 anos. Uma garota que bebeu demais, passou mal, e depois de tomar um banho consentiu fazer sexo com o pessoal da casa para onde foi levada, como dizem os acusados. Pois é.

lola aronovich disse...

Anônimo, isso de que ela foi drogada eu já tinha ouvido. Inclusive a própria menina desconfiou disso. Mas foi desmentido no julgamento. Vamos trabalhar só com o que a gente tem de confirmado -- que, convenhamos, já é bastante. Isso de ser uma história de vingança premeditada eu ainda não tinha ouvido falar. A primeira vez que li sobre o caso foi em dezembro, nessa matéria que incluí sobre a crise econômica da cidade.

Sara disse...

Ai Lola querida sei que vc presta um serviço enorme denunciando essas atrocidades sem limite, mas cada vez que levo essas bofetadas na cara, de como ainda é tão injusto o modo como nós mulheres somos tratadas, me doi o estomago, e vou acabar com uma úlcera.
Pq eu me encho de ódio, e fica cada vez mais dificil quando nos deparamos com gente q ainda por cima defende essas posturas, valida essa cultura monstruosa.
E por isso acabo sendo bem grosseira as vezes.

Anônimo disse...

alcool em excesso dá um "apagão" na pessoa. se a menina bebeu bebidas fortes(com alto teor de alcool) não precisou beber muito pra ficar inconsciente.

Lord Anderson disse...

Uma das melhores definições que vi foi aque diz que estupro é o unico crime em que a vitima tem que provar sua inocencia, tem que se esconder do julgamento alheio.

o unico em que ha tanta preocupação com o bem estar dos criminosos

Ontem no cemhomens tb teve um post muito exemplar sobre a cultura do estupro.

vale a leitura


A vítima de estupro perfeita

http://cemhomens.com/2013/03/a-vitima-de-estupro-perfeita/

L disse...

Esse comentário 'Ela deve tá mentindo, quer estragar a vida do cara'' me lembrou um caso quase recente de estupro no ônibus de uma garota de 12 anos, onde onde ouvi meu padrinho falar isso, e meus pais e minha avó concordarem.

Enfim, a cultura do estupro se mostra o tempo todo, tá tão impregnada no nosso cotidiano, que a maioria endossa sem ver ou reconhecer a existência.

Anônimo disse...

Americana iss Beatriz? Meldels é a minha cidade! Não acredito, q horror!Tão perto!

nando disse...

As características mais comuns dos agressores são o machismo e a dependência química como as drogas e o alcool,mas a maior mesmo é a impunidade da sociedade,pois do policial a juízes o conceito machista ainda predomina e até em crimes covardes como estrupo,como neste caso relatado a vítima passa por humilhação até no momento de prestar queixa,mas infelizmente,tudo começa na formação familiar,que ainda é baseado no machismo e preconceito contra as mulheres que são tratadas como seres inferiores em relação aos homens,cujo o exemplo é o pai que se frusta,quando a mãe dá a luz a uma menina,quando na verdade ele queria um menino,e a mãe ainda é culpada;mais tenho a esperança que dias melhores virão e nós somos está força de mudança, delatando e apoiando contra qualquer violência e a vinda de nova leis,como a lei Maria da Penha,é pouco mais é o começo Lola.

nina bandini disse...

Gente, fui colar o link onde eu tinha lido que era vingança, que a garota foi dopada,que falava detalhadamente sobre o papel de cada um dos garotos e sobre o esquema de corrupção da cidade e... tiraram do ar. maneiríssimo

"This blog has been suspended due to the violation of the Blog.com's Terms of Service"

De qualquer jeito, pelo que eu li, o caso é MUITO MAIS podre. um dos garotos do time ficou por um mês convencendo a garota que ninguém odiava ela por ter terminado com o amiguinho, que ela podia continuar andando com eles e tal. no dia da festa, ela foi convencida por uma das amigas (namorada de uma das estrelas) a saírem com eles, amiga essa que já sabia da vingança. eles arrastaram a vítima por três festas e tinha um vídeo de um dos acusados, as gargalhadas, repetindo mil vezes "she's dead, she's sooo dead".

enfim, esse texto deve ter ficado uma bagunça, porque eu fui lembrando com MUITA raiva, mas vou tentar achar pelo menos algum dos vídeos pra postar aqui


Cética disse...

Sara compartilho sua revolta,tó sem paciência nenhuma pra esse tipinho de gente,seja homem ou mulher,se vier despejar detritos mentais machistas em cima de mim, mando ir mamar num burro.

Fazendo um paralelo entre esse caso e o estupro coletivo ocorrido na índia,fica bem claro pra mim que,a revolta demonstrada pelos cidadãos de "bem" daqui foi só um bode expiatório pra destilar preconceito contra uma cultura "diferente" todo mundo MUITO indignado,contra esses monstros que nem gente são,esse povo fedido e etc...mas, quando é no nosso quintal,a máscara cai bonita,a vítima,ao fim e ao cabo,seja de que "mundo" for é o que menos importa.

nina bandini disse...

"They peed on her. That's how you know she's dead, because someone pissed on her." - COITADINHOS DESSES POBRES MENINOS

http://deadspin.com/5972527/she-is-so-raped-right-now-former-student-jokes-about-the-steubenville-accuser-the-night-of-the-alleged-rape

é bom avisar que o vídeo é forte, acabou com meu dia.

Anônimo disse...

vale lembrar de novo do texto do henry rollins(<3) http://henryrollins.com/dispatch/detail/dispatch_03-17-12_los_angeles/

Thomas disse...

Se não tivesse ficado bêbada no meio de um monte de caras bêbados, a chance de ter sido estuprada cairia dramaticamente. Apenas um fato.

Anônimo disse...

assustador.

nojento.

a forma como as mulheres são tratadas pela sociedade há milênios tem td a ver com o post de ontem, sobre obediência. existe esta cultura maldita q diz q mulheres são menos do q seres humanos. q td de ruim q existe no mundo está relacionado com o feminino. sendo menos, as mulheres devem preencher uma série de requisitos para serem consideradas merecedoras de respeito (o post q o lord anderson recomenda segue essa linha). como esses requisitos são dados por homens, basta q algum homem (qq homem) considere q qq mulher tenha deixado de ser merecedora de respeito, para q qq coisa q se faça contra essa mulher seja compreendida, desculpada, justificada e td solidariedade e compaixão estejam com o agressor e nunca com a vítima, afinal ela é apenas uma mulher. e td mundo aceita, obedece essas normas absurdas sem questionamento. ensinamos essas normas absurdas sem questionamento. não pensamos sobre elas. repetimos os absurdos como se fossem normais.

é assustador.

fazemos isso há milênios.

e continuamos fazendo.

qq voz q questione essa "normalidade" é uma voz absurda. vitimista. q quer privilégios. q não compreende q as coisas são assim, injustas, e não vão mudar.

aqui, neste espaço contestador, homens (e, infelizmente, algumas mulheres), jovens, bem jovens, vêm dizer q isto está certo. vem questionar o q é aqui contestado. vêm dizer q estamos erradas em contestar. vêm dizer q é assim mesmo. q mulheres são mesmo menos do q homens.

num post passado, um homem disse isso: as coisas são assim. temos mais direitos. podemos julgar e condenar vocês. superem isso, mulheres.

é assustador.

a humanidade, infelizmente, é uma experiência q não deu certo.

Cora

Anônimo disse...

"Se não tivesse ficado bêbada no meio de um monte de caras bêbados, a chance de ter sido estuprada cairia dramaticamente. Apenas um fato."

o q vc quer dizer? poderia esclarecer?

homens são monstros incapazes de empatia? incapazes de discernir o certo do errado? mulheres nunca podem baixar a guarda perto de homens? mulheres nunca estão seguras perto de homens?

depois somos nós as misândricas q dizem q homens são violentos por natureza.

ah, tá!

.

galera, o cara aí não tá dizendo q homens são violentos por natureza?

Cora

Patty Kirsche disse...

Que horror, esses caras não têm nenhum respeito por mulheres. Urinar na moça simbolicamente quer dizer muita coisa. São misóginos. Ugh.

-b. disse...

Thomas:

Se os caras não fossem um bando de babacas que tinham a certeza da impunidade, as chances de estupro baixariam a quase 0.

Sara disse...

Pois a minha revolta dobra Cética, qdo vejo esses casos acontecerem em paises considerados mais desenvolvidos, o Estados Unidos (esquecendo o ódio dos da esquerda) são ainda a maior potência do planeta, supostamente esperariamos que ali houvesse mais igualdade de tratamento entre os sexos, ja nesses paises onde persiste essas culturas arcaicas que SEMPRE inferiorizam a mulher de todas as formas, revolta , mas fica a esperança de que um dia essa cultura seja suplantantada pela modernidade.
Agora ver acontecer isso num pais como os EUA, me deixa sem esperanças.

Carla disse...

Gente, me desculpem, nada a ver com o tema do post, mas alguém já leu esse texto daqui: http://www.revistabula.com/215-contar-uma-piada-pode-ser-mais-arriscado-do-que-cometer-um-assassinato/

CHO-CA-DA!!! O cara consegue ser pior que o Rafinha Bostas! É uma enxurrada de preconceitos e reacionarismo. Sem falar que ele é o clone do Silas Malafaia.

Anônimo disse...

Há um filme com a Kirsten Stewart do ano de 2004 "Speak" O silêncio de Melinda no Brasil que conta esse caso...então não deu em nada?! lá como cá é tudo igual :/

Anônimo disse...

A nossa intenção não e discutir o que e ou não mais seguro para que se EVITE
o estupro:estamos questionando porque ele acontece,em primeiro lugar!E pode te certeza que a razão não tem nada a ver com saias curtas e garotas bêbadas!Estupro sempre existiu,mesmo antes das mulheres usarem saias curtas e beberem publicamente!

Thomas disse...

Cora viaja demais. Não foi o que eu disse. Eu disse que ficar bêbada no meio de um monte de homens bêbados aumenta as chances de estupro.

O certo é nunca ficar alterada em lugar nenhum sozinha, bom senso é bom e talvez seja a melhor arma pra se proteger.

Mesmo eu, sendo um cara grande e em forma, tenho a filosofia de nunca ficar chapado com quem eu não conheço.

Não tô de forma alguma diminuindo a culpa dos caras, mas porra, 16 anos e no meio de festinha enchendo a cara? Com 16 anos eu tava em casa assistindo Dragon Ball Z e tomando leite com Toddy, tentem adivinhar aí quantas vezes eu fui estuprado.

Anônimo disse...

Poxa, tenho que fazer coro à Sara... acompanho esse blog desde outubro de 2012, e devo muito à Lola por ter me "libertado" do machismo, já que eu costumava fazer julgamentos desse tipo... se tem algo no meu passado que me deixa envergonhada atualmente é isso, e não o número de parceiros ou de porres hehehe.
Agora, porém, não tenho certeza se acompanhar o blog tem me feito bem... leio cada relato que dá um verdadeiro ódio! O mesmo ocorre com a página Cantadas de Rua, no Facebook. Esta me deu forças para reagir às "cantadas", das quais nunca gostei, entretanto cada novo post me dá um desânimo... Com exceção dos que relatam casos de "vitória", digo, quando uma guria finalmente consegue responder ao agressor.
Júlia

L disse...

-b
Acho que o problema, é que eles não vêem o que fizeram como estupro. Provavelmente, na mente deles, isso foi uma brincadeirinha de mau gosto, uma vingança com alguém que merecia (se a história do crime premeditado for real). Acho que a coisa mais absurda de viver em uma cultura do estupro, é que o estuprador nem sempre sabe que tá estuprando, porque tem uma definição muito limitada do que é estupros. Eles mesmo devem achar que não fizeram nada de errado, porque estupro é coisa que psicopatas fazem com mocinha virgens em um beco escuro, não que 'astros' como eles fizeram com uma garota bêbada/dopada. Acho que a certeza de impunidade nesse caso,não o evitaria, porque pra começar, eles nem achavam que estavam fazendo algo digno de punição

Anônimo disse...

" Malik e Trent não são psicopatas num planeta cheio de flores, paz e passarinhos. Eles são parte de um universo que cria estupradores."

FATOLOLA#

Anônimo disse...

eike blablablá meninas de 16 anos são uns demônios e eu um santinho nessa idade.

vai te catar.

espero que seja estuprado tomando toddy.

Cética disse...

Thomas,estupro mental conta? pq parece que vc foi vítima disso várias e várias vezes...

Carla Mariano disse...

O que me inconforma é a vítima ser tratada como culpada. Ela sofre o dano, vai carregar uma marca para a vida e ainda é acusada de ter provocado, facilitado, desejado e depois "dado pra trás"... Isso é o que mais me deixa puta da vida!

Felipe disse...

São psicopatas sim. Se fosse com minha filha, mataria os dois. Mesmo que tivesse qu passar o resto dos meus dias na cadeia.

Luiza disse...

Se tem alguém lá nos Estados Unidos que está fazendo barulho por causa de Steubenville é a Traci Lords. Ela é da cidade e foi estuprada lá quando tinha 10 anos. A mãe dela também foi estuprada lá. Ela fez uma música a respeito http://youtu.be/4J7H6DzO2qk e tem ido a programas de tv pedindo justiça e falando sobre o caso. Ontem, no programa do Piers Morgan pela segunda vez, abriram um link com um dos advogados de defesa, e o cara teve a pachorra de fazer slut-shaming perguntando sobre o passado dela na indústria pornográfica.

Lord Anderson disse...

Thomas

sabia que muitas garotas foram estupradas dentro de casa?

por amigos, familias, o proprio pai.

Então só assim pra experimentar, tentar ter mais empatia tá?

Pq a sua primeira reação, o primeiro comentario não foi de repudio ao crime, nem de indignação aos criminosos.

Foi logo uma tentativa de dizer que a vitima tb tem culpa.

Isso não te diz nada?

Juliana disse...


Thomas viaja demais. O certo é nunca estuprar uma mulher em lugar nenhum,isso é bom senso, essa sim é a melhor arma contra o estupro. A filosofia de todos os homens deveria ser nunca estuprar. Não estou te criticando, mas poha, não é crime ir a uma festa e beber demais, tem muita menina que é estuprada em casa por parentes e conhecidos, não precisa nem sair de casa, basta viver na nossa cultura idiota....mimimi ela ia pra festa e eu ficava em casa assistindo desenho, tomando leitinho, mimimi quem mandou não ser uma mocinha comportada...bem feito pra ela, mimimi...por favor né?

Anônimo disse...

Nossa, eu fui ver o twitter desse menino jimmyontheradio e vc acredita q depois do tweet ele teve q ser afastado do programa de rádio onde trabalhava? Pra vc ver o poder da internet hoje em dia.. Enfim, força pra menina e se as autoridades locais não fazem nada, com a pressão das redes sociais há pelo menos esperança.

Mirella disse...

Thomas,


Sabe o que reduz, de fato, a zero o número de estupros? NÃO ESTUPRAR.

Que bom que você nunca foi estuprado. Tem mais a ver com você ser homem do que por tomar achocolatado.


Ae, comentaristas, se quiserem um exemplo dançante do que a cultura de estupro é, é só ler os comentários do Thomas.

lua disse...

Sempre que leio algo tão elucidativo e claro sobre o tema fico me perguntando, sinceramente, que tipo de mentalidade é essa - tanto daqueles que cometem o crime, quanto daqueles que são coniventes com o mesmo. E agradeço por não ter sido refém dessa construção social machista que parece, ás vezes, funcionar como uma magia, que cega as pessoas para o óbvio. Mais uma vez, obrigada Lola.

Anônimo disse...

Convenhamos, o erro dos rapazes foi ter tirado fotos do incidente. Isso acabou deixando a menina com fama de "vadia", e para escapar dessa fama ela inventou o papo de estupro.

A realidade é que uma garota de 16 anos, que provavelmente já não era virgem, que vai para uma festa onde estão presentes descolados jogadores de futebol sabe muito bem o que vai acontecer lá: sexo. E ela foi preparada para isso. Encher a cara, nesse contexto, serve apenas para dar uma disfarçada na responsabilidade dela (como muitas mulheres tomam um copo só de cerveja e começam a vadiar, pois aí podem alegar como desculpa que estão bêbadas).

O que me assusta nesse caso é a aplicação retroativa do conceito de estupro. Quer dizer, em qualquer ocasião que uma mulher se arrependa de ter transado, ela pode acusar o homem de estupro. Isso coloca praticamente todo homem com vida sexual como refém das mulheres com quem transou, e é algo terrível. Depois vocês se surpreendem quando nós preferimos bonecas infláveis e prostitutas. Pelo menos elas não vão nos acusar de estupro no dia seguinte se ela se arrepender de ter feito sexo.

Marcelly disse...

Thomas..pq vc nao se informa mais e depois vem falar merda heim?

a maioria dos estupros acontece em asa ..e eh cometido por familiarias e amigos proximos..vc acha que quem estupra estupra porque teve oportunidade...
vc nao leu que armaram pra ela??

Marcelly disse...

o erro foi ter tirado fotos?


aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh


vai se fuderr....¬¬

seu babaca..ou sua babaca...vai saber...

Anônimo disse...

é tão triste, é tão chocante...
dá desgosto de viver num mundo assim...
parece que o simples fato da mulher existir já é justificativa para que um homem posso estupra-la...
Houve um estupro no meu bairro e sabe o que a população fez com o estuprador? matou! triste? sim! mas será que se ele fosse julgado haveria uma sentença digna do crime que ele cometeu?

Andrea Uemura Sotopietra disse...

Oi Lola,
Depois de acompanhar o seu blog e muitos outros, resolvi criar um blog para informar sobre o direito das mulheres e também ajudar as mulheres que tiveram seus direitos violados.
Gostaria de divulgar aqui o endereço do meu blog: http://odireitodamulher.blogspot.com.br/

O blog é novo, criei ele ontem, mas espero poder alcançar e ajudar muitas mulheres com meu trabalho.

Obrigada.

Beijos.

Luiza disse...

Anônimo, não tente disfarçar falta de opção com preferência. Pelo que você mostrou aqui, não me admira que só consiga sexo com boneca inflável.

Anônimo disse...

Relaxa, anônimo das 14:00, você nunca vai ser falsamente acusado de estupro porque UMA MULHER NUNCA FARÁ SEXO COM UM BABACA COMO VOCÊ.

Anônimo disse...

Anonimo babaca que comentou as 14:00,
como assim "o erro dos rapazes foi ter tirado fotos do incidente" ??
Quer dizer que o "simples fato" da menina não conseguir dizer NÃO não é suficiente para que não façam sexo com ela?
Você tem noção da merda que você está falando?
Eu já fui para uma festa, fiquei inconsciente porque bebi além da conta e meu amigo me trouxe para casa e fim... essa historia parece estranha para você? você acha então que só pelo fato de eu estar inconsciente ele poderia ter feito comigo o que quisesse?
triste saber que pessoas pensam de um jeito tão estupido quanto você! e por favor faça um favor para a humanindade, continue com uma boneca inflável!
Ana H.

Thomas disse...

Pessoal, vocês têm um sério problema de interpretação de texto.

Eu não disse em momento algum que não ocorram estupros dentro de casa. Eu apenas disse que não ir a uma festinha cheia de caras bêbados, e aqui eu adiciono um ponto extra que ficou subtendido no meu primeiro post, e SOZINHA e ficar BÊBADA certamente aumentam as chances de uma garota ser estuprada.

Sim, afirmei e repito: o bom senso é a melhor arma pra se prevenir contra qualquer tipo de violência. Evitar se colocar em situações de perigo diminui muito as chances de você sofrer qualquer tipo de violência.

E não, a maioria dos homens sequer tem o potencial pra serem estupradores. Mas vocês sabem ler mentes e identificar quais são os estupradores em potencial? Não? Então nivele por baixo, generalize e se previna: nada de festas em lugares desconhecidos com gente desconhecida quando estiver sozinha, nada de andar por ruas perigosas em horários perigosos sozinha e... deixar de ser preguiçosa e malhar e aprender um jiu-jitsu ajuda também.

E sim, vocês são muito ceguinhos e parecem um pequeno rebanho, ignoram o que querem ignorar e distorcem aquilo que for necessário distorcer, tudo pra evitar a qualquer custo admitir que qualquer ponto da filosofia feminista esteja errada e pra transformar qualquer comentário que seja levemente contrário aos de vocês em algo machista.

E reiterando o meu comentário anterior que nem sei se ainda foi publicado: continuem assim agredindo quem tem uma opinião contrária a de vocês que o mundo vai levar vocês muito a sério.

Por último e mais uma vez: não diminuí a culpa dos caras. Têm que ser condenados mesmo, cada um deles. Mas que a história dela sirva de lição. Deixem de ser idiotas e achar que o mundo tem que mudar de uma hora pra outra. Não vai mudar. Filhos da puta existem e sempre vão existir, e o primeiro passo que devemos tomar pra nos proteger é evitar estar nos mesmos lugares que esses filhos da puta e conviver com eles.

Agora, cultura de estupro é um termo bonito e impactante e tudo mais, só que essa tal cultura não existe. Não aqui, pelo menos. Quer entender o que é cultura de estupro de verdade, passe umas férias em um país africano assolado por guerra civil e depois faça um guest post aqui.

Anônimo disse...

Anônimo das 14:00

Que tal a Lola colocar teu IP na roda e a gente garimpar teus dados pra jogar em todas as redes sociais com sinalização de potencial criminoso, hein, seu merda?
Quem defende estupradores provavelmente já estuprou ou está apenas esperando a oportunidade pra faze-lo, e eu acho que o mundo inteiro precisa saber disso. Você não acha?

Marcelly disse...

Lógica desses babacas.

tomo tiro..

a mais tbm neh..se nao estivesse andando na rua não teria tomado o tiro..por que seria muito mais dificil levar um tiro ficando em casa tomando Toddy..


foi sequestrado

a..mas tbm neh?
fico dandomole na hora de sair de casa...

se tivesse ficado em casa tomando Toddynho não tinha sido sequestrado


foi atropelado..


mas tbm neh..tava andando na RUA olha que absurdo...certeza que se estivesse me casa tomando Toddynho não teria sido atropelado...


Anônimo disse...

Isso me entristece tanto, Lola. Como é que um criminoso desses sai impune, e a vítima é chamada de vagabunda? Estupro é crime, poxa! É violência! Não interessa se ela tava bêbada, dançando ula ou vestida de Eva--isso não dá o direito de macho nenhum meter o pinto onde não é chamado. #CadeiaNeles
Essas histórias me lembram muito algo que aconteceu com uma aluna de um dos maiores colégios particulares de Recife, PE. Numa festa, a menina ficou altamente bêbada e desmaiou. Aí os meninos do local começaram a fazer obscenidades com ela, metendo o dedo na vagina da garota, e um por um penetrou. Tudo foi filmado. A garota permaneceu incosciente durante todo o ato. Acredite: a mídia do estado não noticiou nada, mas todo mundo sabe. E culpam a moça, claro. 'Quem mandou beber?',dizem. Isso tem que mudar, já. Estupro tá sendo defendido! Absurdo. E até agora, pelo que eu saiba, NADA aconteceu com os garotos. Só um processozinho besta.

Anônimo disse...

Eu to tendo que ler de novo esse comentário que diz "que o erro dos caras foi ter tirado fotos".

meus olhos estão em chamas.

Cética disse...

Anônimo das 14:00

Te assusta pq tu sabe que teria/tem/teve coragem de fazer a mesma coisa né? ( e grande ou não há sempre o risco de vc responder por isso.
E não,nós não surpreendemos por vermes como vc "preferirem" bonecas infláveis ,afinal, pra tipos que ABUSAM/ESTUPRAM de uma mulher inconsciente,não tem diferença nenhuma.

Anônimo disse...

Lola, não sei se vc chegou a ver, mas esse é um relato interessante de uma blogueira que ajudou muito a reunir provas e mostrar os culpados nesse caso de Steubenville:

http://www.xojane.com/issues/steubenville-rape-verdict-alexandria-goddard

Marcelly disse...

eh Anon das 14:29..meus olhos..meus dedos..meus punhos...estão em chamas...quero ver um FDP desses falar isso na minha cara...
vontade de socar a cara e dizer..- aaahh..mas se vc tivesse em casa tomando toddy nao tinha apanhado...¬¬

Mirella disse...

Agora temos O QUE É ESTUPRO DE VERDADE.


Eu sabia que o chorume ia correr solto nesses comentários.

Misóginos sempre surpreendem, entretanto.

Cética disse...

Thomas,já que seu precioso conselho inclui generalizar e nivelar todos os homens por baixo,a gente pode te usar como parâmetro? e se for assim,só digo isso,nós ( mulheres e homens) estamos lascados.

Marcelly disse...

Anon das 14:00

além de um completo imbecil vc eh BURRO..

nao eh só ter semem dentro do corpo que o estupro está provado seu babaca...

se vc não sabe estupro deixa marcas...lesões..internas e externas...

infelizmente não é tão facil assim provar um estupro...
mas pra um idiota como vc que não deve transar nunca..(pelo menos se não pagar)..e fica de mimimi pq não "pega" ninguém..eh dificil conseguir raciocinar neh?

mas por favor..só transe com bonecas..poupe as prostitas de um ser desprezivel como vc..seu inseto..!!!!!

Lord Anderson disse...

"Agora, cultura de estupro é um termo bonito e impactante e tudo mais, só que essa tal cultura não existe."

Seu primeiro comentario tentando responsavbilizar as vitimas


e o nojento anonimo das 14:00 descordam dessa afirmação.

Lord Anderson disse...

"E não, a maioria dos homens sequer tem o potencial pra serem estupradores. Mas vocês sabem ler mentes e identificar quais são os estupradores em potencial? Não? Então nivele por baixo, generalize e se previna:"

toda vez que uma mulher fala em tomar cuidado ou que tem receio de ficar perto de algum homem, o bando de mascus ofendidinho vem gritar que elas são misandrica e pregam o odio aos homens.

Vamos ver se com um homem dizendo isso eles tb reclamam.

Anônimo disse...

E agora, respeitável público, depois do sucesso fenomenal de Fábio do Mingau, eu lhes apresento: Thomas do Toddy!

Josiane Caetano disse...

Toda vez que leio sobre este assunto me deprimo demais, demais mesmo! Fico pensando em que tipo de mundo a minha filha está e morrendo de medo de não saber se a minha orientação e toda a informação disponível será suficiente para livrá-las deste horror todo!

Marcelly disse...

Mascus entendam..é isso que vcs SÃO....PIADA!!!!!


kkkkkkkkkkkkkkkk


a gente nem da pra comparar o Do Mingau com o Do Toddy..o Do mingau ta mudando até...
e nunca defendeu algo tão asqueroso quanto esse babaca do Toddy...


fala ai o Fabio..se defende pô...kkkkkkkkkkkkk

André disse...

Lord Anderson,

Acho que vocês se preocupam demais com o que pensam os radicais (que vocês chamam de mascus). Eles tem que ser vigiados para não repetir Realengo. Mas, enquanto formos um país de terceiro mundo, as mulheres tem mais é que generalizar mesmo. Eu não fico ofendido com isso.

Anônimo disse...

"Deixem de ser idiotas e achar que o mundo tem que mudar de uma hora pra outra. Não vai mudar."

É isso. Essa é a diferença essencial entre o ponto de vista de Thomas e dos que discordam dele (eu inclusa).

Thomas, a gente quer mudar o mundo. E a gente vai mudar, a gente está mudando. Tenha fé, querido, que esse mundo que a gente tá construindo vai ser bom de viver, vai ser um lugar melhor, e você tá convidado a participar, viu? ;)

Anônimo disse...

"Vamos ver se com um homem dizendo isso eles tb reclamam"

Continua sendo misandria, meu filho.

Lord Anderson disse...

Andre

eu pessoalmente não me ofendo. Me intristece e revolta que seja necessario, mas ofender em si não.


Mas só estou apontando as incoerencias do pessoal.

Se a mulher não "se cuida"(com muitas aspas), não encara todos os homens como potenciais estupradores, são ofendidas pq a culpa é delas que "facilitou".

Se ela toma cuidado, é ofendida pq é misandrica, pq ela odeia homens, etc, etc

Não só aqui no blog, em muitos e muitos lugares.

Sempre, sempre tem quem procure jogar a culpa na vitima.

E sempre tem homens que ficam mais ofendidos com o receio que algumas mulheres tem deles, do com o crime em si.

Anônimo disse...

"Mas, enquanto formos um país de terceiro mundo, as mulheres tem mais é que generalizar mesmo. Eu não fico ofendido com isso."

Sim, generalize, somos todos psicopatas, homens ou mulheres. E que viva a sindrome do pânico!!! \o/

Henrique Freitas disse...

É tanto absurdo que nem sei por onde começar.

Quando uma pessoa vai para uma festa, teoricamente, as pessoas que estão na festa são do grupo de amigos dela e não deveriam deixar que coisas desse tipo acontecessem com amigos.

Se você chega numa festa fica bêbado até apagar, alguém rouba sua carteira, outro rouba seu carro, outro quebra seu braço, a culpa é sua por ter ficado bêbado e dado chance pro azar? As outras pessoas que fizeram isso com você então estão livres de qualquer responsabilidade?

Marcia disse...

Thomas

O seu problema é achar que o seu ponto de vista é tão importante que nenhuma mulher pode discordar dele.

E o não dito, as consequências não pensadas sobre o dito, dizem muito sobre os preconceitos e a ignorância de quem fala abertamente sobre um caso que desconhece.

Quem lhe disse que ela foi sozinha a festa? Como você prova que ela bebeu até cair ou foi dopada? Isso realmente importa? Todas estas informações estavam no post ou na discussão, mas você as ignorou deliberadamente, por que no fundo acredita que mulheres tem culpa quando não conseguem evitar um estupro. Mesmo que o único crime seja o do estuprador.

Eu fui a primeira festa onde bebi até cair com 13 anos. Encontrei gente conhecida e desconhecida e nunca fui estuprada e a única vez que precisei usar de defesa pessoal foi dentro do campus universitário onde estudo, numa sexta-feira às três da tarde.

Não, minha tese não é: "Uma análise comparada sobre Piriguetismo e provocação: como deixar um homem de 'pau duro' e negar sexo, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro" e adoro usar calça folgada, camiseta e tênis. Ainda sim, nada disso me livrou de ser agredida.

Neste caso ficar ou não ficar em casa não significa segurança e os seus conselhos só fazem as meninas se sentirem mais culpadas por serem mulheres e quererem se divertir.

É um alerta de que não se deve desejar diversão, por que isso nos torna vulneráveis. Ora, são tantos os motivos que nos fazem vulneráveis que esta condenação moral é iníqua, e é prova sim de que o machismo tenta culpar a vítima por ela ser vítima.

E olha, se você quiser ficar 'bravo' com a gente, magoado... Bem, não será o primeiro homem a não querer mudar o mundo por conta dos direitos das mulheres, ouvimos que somos exageradas desde que começamos a querer votar e a trabalhar fora, não será agora que deixaremos que pensamentos como os seus destruam a legitimidade das nossas reivindicações.

Para você ter ideia, li o post para meu pai, que não sabe ler e está longe de ser um modelo de homem feminista. Ele está até agora chocado com o que ele chama de 'falta caráter e vergonha na cara' e 'não saber deixar os outros viver' dos acusados. Em nenhum momento ele culpou a moça por beber e sim, ele concorda que há uma cultura do estupro. Algo que ele diz que só se deu conta por que têm filhas mulheres e passou a vida inteira ouvindo relatos de mulheres estupradas e acha que qualquer tentativa de se cuidar é ilusão.

Para ele, e falo sério, reza é mais eficaz do que não usar saia curta ou beber em festas.

Homens, segundo as palavras dele, precisam se transformar em gente quando se trata de mulheres, algo que uma grande parte parece não achar que deve fazer.

Se um senhor de 73 anos, católico, sem educação formal consegue entender, acho que não será depois do seu comentário que vamos deixar de insistir na existência da cultura do Estupro.

Denise disse...

Duas meninas, de 15 e 16 anos foram presas ontem por ameaças à vitima depois do julgamento. Elas aparecem para o juiz hoje.

Triste. Além da violência que ela sofreu na mão dos estupradores, ainda tem que sofrer ameaças de outras meninas...

O promotor disse que vai adiante com a investigação. Tomara que realmente aconteça.

Anônimo disse...

Ótimo post, Lola. Outro caso "interessante" foi o que envolvia o filho do dono da RBS, em Florianópolis, mas sabemos que outros blogueiros foram bastante prejudicados por tocar no assunto.

Gabriela Luzia disse...

Eu fui estuprada por uma mulher, e os comentários se dividem entre:

- Mulher não estupra, tu tem que ter deixado.
- Como tu não teve força pra tirar ela de ti?

AH, tu tava bêbada. AH, tu saiu com ela porque quis. Porra, tu pediu, né? Sabia que ela queria ficar contigo e tal.

A cultura do estupro é maior do que a gente pensa. Na cabeça de quem nunca foi estuprad@, você tem que pressupor que TODOS te estuprarão se houver oportunidade, mas também te chamam de feminazi paranóica misândrica se você o faz. É absurdo, é o fim.

Caroles disse...

O post já dói, os comentários dão vontade de morrer.
Eu já estive numa situação assim. Bebi muito numa festa, fiquei com um cara, fui pra um lugar com ele e DESMAIEI de tanto que tinha bebido. O que aconteceu? Acordei deitadinha, com meu casaco como travesseiro e o cara sentado ali por perto, esperando eu despertar. Ele me ajudou a encontrar minhas amigas, me levou até em casa. Odeio lembrar desse episódio porque sei que me coloquei numa situação de muito perigo, mas sabe? Fez parte da minha vida, foi uma merda que eu fiz e ontem, quando li esse caso de Steubenville fiquei DESESPERADA de pensar em como fui SORTUDA por ter ficado com um cara legal, e não com um boçal desses. E depois quase morri de tristeza por pensar que foi pura sorte, sabe. Sei lá. Quando li sobre esse caso pensei muito sobre esse "episódio" da minha vida e fiquei feliz (por mim) e triste (pelo mundo).

Anônimo disse...

Thomas do Toddy! Adorei. Se o post não fosse tão triste eu até ia rir...

Anônimo disse...

"Deixem de ser idiotas e achar que o mundo tem que mudar de uma hora pra outra. Não vai mudar."

Thomas querido, nota-se que você passou a vida tomando toddy e vendo desenhos estúpidos na tv. O mundo já mudou muito meu filho. E vai mudar muito mais. Se todas as pessoas tivessem o seu pensamento ainda estaríamos nas cavernas batendo pedrinha para fazer fogo. Acreditar que "as coisas são assim mesmo" e que "não tem jeito de mudar" é uma atitude preguiçosa. Agora, quem você pensa que é para chamar alguém de idiota. Você lê o que escreve? Já parou para pensar no tipo de pessoa que você é? Fique tomando seu toddy. O mundo vai mudar sim, está mudando já.Apesar de notavelmente muito burro, acho que você é capaz de perceber as transformações. Mas elas não são graças a pessoas como você. Você não faz a menor diferença.

Celso disse...

"tomo tiro..

a mais tbm neh..se nao estivesse andando na rua não teria tomado o tiro..por que seria muito mais dificil levar um tiro ficando em casa tomando Toddy.."


Por favor né,tem certa lógica sim.
Tem certas situações que qualquer um pode tentar evitar,mas claro que não tem como se proteger de tudo.

Vocês pegam uma situação como ser sequestrado,que é impossível para qualquer um prever,para poder validar a idéia de que as pessoas não tem como se proteger de nada.

Ir numa festa e encher a cara ,perdendo o domínio sobre si mesmo,é facilitar demais para tarados,num mundo ideal ,as mulheres poderiam até entrar em coma de tanto beber,sem que ninguém abusasse delas,mas a realidade não é essa.

Infelizmente tem muita gente que acredita na frase que diz que c* de bebâdo não tem dono,que o diga meu primo que encheu a cara numa festa e quando acordou tinha dois homens em cima dele,se não tivesse acordado a tempo,teria sido violentado.

Se eu sei que algum lugar é violento demais,com tiros a toda hora,se eu puder evitar,eu não vou ser louco de passar por lá.

Casos que eu vejo direto,como o daquela atriz Carolina alguma coisa, que em pleno século 21,a pessoa é extremamente ingênua e aparentemente não sabe da existência de hackers,posta fotos intimas na internet,achando que nada de ruim vai acontecer.

E falar disso não é dizer que a culpa é dela,que o estuprador é coitadinho.
Isso deveria servir de alerta também,para pessoa tentar se proteger.

É obvio que quem deve saber que é extremamente errado estuprar são os homens,mas e enquanto isso não acontece?
Dizer para vocês tentarem se proteger de alguma forma é machismo por que?

Bruno S disse...

Tem alguns comentaristas que me lembram uma certa anedota.

o cara seguia com seu carro na contramão da estrada e escuta no rádio

"cuidado na rodovia XXX que tem um doido seguindo na contramaão.

imediatamente o cara liga para a radio e avisa

"tem um doido não, são todos".

Bruno S disse...

Avisar mulheres de que tomando determinadas atitudes que restringem sua liberdade elas estariam mais seguras contra estupradores tem a mesma utilidade de te dizer que para andar tem que avançar um pé de cada vez.

Elas já escutam esse conselhos e mesmo assim estão sempre sob ameaça de estupro. Principalmente nas situações ditas protegidas.

Sara disse...

anon 15.22hs é tb por isso q estamos aqui , nos informando,passando nossas experiências, nos unindo, protestando, nos articulando, pra mudar o q ai esta.
Gostaria q muitas das mulheres q postam aqui, e q ficam tão indignadas como eu com essas situações humilhantes e crueis que diariamente milhares de mulheres no mundo são expostas, se unissem na próxima marcha das vadias, procurem saber dos movimentos q organizam em suas cidades, ou se for o caso, organizem vcs mesmas.
Acredito muito no q vc falou em seu comentário, reeintero seu convite, e todos estão convidados a reenvindicar essas mudanças.

Anônimo disse...

Thomas....

Você não pode e nem deve querer controlar a liberdade de ninguém. Se a garota quis sair para beber, OK, é o corpo dela e ela faz o que bem entende! O que está errado é outra pessoa achar que pode se apossar de outro corpo para fazer o que bem entender porque é do sexo frágil. Porque é vadia. Porque bebeu demais.

Se VOCÊ gostava de beber Toddy e não sair, OK! Era VOCÊ!
Agora privar a liberdade de alguém porque outros não sabem se controlar, são uns animais da idade da pedra, aí que está o erro.

Se você parar para refletir vai entender. Se não quiser fazer este exforço e quiser seguir na carreira de troll ignorante, compre um toddy que é mais benéfico.

Abraços.

Bia.

Nivaldo Brás disse...

Tenho defeitos. Falo m**da. Mas uma coisa eu acho podre. ESTUPRADORES. Raça nojenta. Pode ser que as moças colaboraram, mas porque achava que estava com CAVALHEIROS. Mulheres cuidem-se. PODRES DE CABEÇA existem aos montes. Infelizmente a sociedade endeusa isso, como de MACHO. Macho o c**r**lo. Sejam homem pelo menos uma vez na via e tentem estuprar o Anderson Silva. Pulhas!

Liana hc disse...

http://deadspin.com/5972527/she-is-so-raped-right-now-former-student-jokes-about-the-steubenville-accuser-the-night-of-the-alleged-rape

Este video que a Nina colocou sobre Steubenville deixa bem claro que eles sabiam *exatamente* o que estavam fazendo. Eles ficaram repetindo e rindo às gargalhadas sobre o quanto "estuprada" ela estava. Riram do fato dela estar inconsciente a ponto de urinarem em cima dela e ela não esboçar reação alguma. Como se tudo isso fosse coisa super normal, né, só mais uma noite de diversão entre amigOs.

Enquanto eu rio pra caramba de, sei lá, videos de cabras fazendo sons estranhos com música dramática de novela ao fundo, eles riem do estupro que fizeram ou assistiram ou filmaram. Isso é muito estranho e, não, não acho que eles eram coitadinhos que não sabiam que estavam fazendo algo errado. Sabiam sim.

A questão aí parece não ser sobre "certo x errado", mas sobre a (pouca) importância que se dá a algo considerado moral e eticamente errado, a ponto de (não) provocar a censura dos próprios atos ou mesmo de ser usado como forma de estreitar laços entre amigos.

Anônimo disse...

O Anônimo das 14:00 não sabe como funciona um estupro gente.

Talvez não saiba nem como funciona o corpo de uma mulher.

Uma dica: peça para alguém enfiar uma mandioca no seu c* num momento que voce estiver despercebido ou dormindo.

Você vai saber a sensação, como vai ficar, os sentimentos, tudo. Talvez aprenda a ter empatia.

B.i

Anônimo disse...

Thomas
'Se não tivesse ficado bêbada no meio de um monte de caras bêbados, a chance de ter sido estuprada cairia dramaticamente. Apenas um fato."
Primeiro fato, o linguístico: presta atenção, seria "drasticamente" e não dramaticamente, seu burro. Segundo, ela não seria estuprada se não houvessem estupradores lá, e se recriminássemos cada estuprador pelo seu crime, o número de estupros cairia drasticamente...Isso não é um fato? Seu pensamento é tão imaturo pra conceber uma lógica tão simples?

Anônimo disse...

Sério Thomas, não assistiu o vídeo que a nina postou ali?
http://deadspin.com/5972527/she-is-so-raped-right-now-former-student-jokes-about-the-steubenville-accuser-the-night-of-the-alleged-rape assista isso e depois tenha coragem de repetir o que tu disse no primeiro comentário. Se tu ainda apoiar sinto te dizer que tu nao tem 1 pingo de respeito pelas mulheres, digo mais nao tem nenhuma noção de humanidade e bom senso.

Anônimo disse...

Thomas, de forma simples e direta, sem distorção das suas palavras. Você acha normal fazer sexo com alguém que está bêbado? Ou melhor, acha certo fazer sexo em alguém que está bêbado? Você faria isso com um amigo? Eu também não acho legal sair por aí perdendo a consciência dos próprios atos, eu não faço isso e acho um hábito ruim tanto para homens quanto para mulheres, pra mim este não é um hábito saudável, mas daí a sair por aí comendo quem está bêbado...péra lá né??Onde fica a ética. Tu particularmente, comeria alguém nessas condições? Luciana

Anônimo disse...

Olha, gente.... Realmente lamentável que a mulher e a bebida sejam as culpadas. Acho que um homem que faz sexo com uma mulher inconsciente tem algum desvio de caráter pra achar que é normal. Sei de um caso de uma pessoa muito próxima a mim que passou por isso anos atrás. Só que, "pasmem", ela não bebeu até cair. Morava em Petrópolis na época da faculdade, uma cidade serrana do Rio de Janeiro, e obviamente de clima frio. Não tinha dinheiro para comer direito, estudava com crédito educativo. Tinha ficado o dia todo sem comer, de estômago vazio mesmo. Estava morrendo de frio, e resolveu tomar uma pequena dose de uma bebida pra esquentar o corpo. Acordou na cama com um cara. E então? A culpa é dela? Ela procurou isso? Encheu a cara? Foi procurando isso?? E o pior, em plenos anos 70, em meio a toda uma cultura machista, ela ainda achou que a culpa era dela. Ainda achou que por ter perdido a virgindade com ele, ela deveria ficar com ele. A coisa mais absurda. Por favor, não venham colocar a culpa na bebida e na vítima. O cara que se aproveita de uma mulher inconsciente deve ter falhas de caráter. Ele simplesmente não vê nada no mundo além do pau dele. Pensar nos sentimentos de outra pessoa então...

Anônimo disse...

o cara no vídeo tem uma hora que diz "Não é realmente o estupro porque você não sabe se ela queria ou não." não seria melhor ter abordado ela SÓBRIA pra saber se ela queria ou nao? não neh, melhor estuprar msm, essa é a lógica desses babacas.

Anônimo disse...

Cala a boca Thomas, quanta merda saindo da sua boca. Não tem discussão, não existem dois lados. Existe apenas um: NÃO SE DEVE ESTUPRAR. A culpa é SEMPRE de quem estupra. SEMPRE. Pq isso é tão debatido ainda nessa sociedade? Essa história ferveu meu sangue. Eles não tiveram nem 1/5 da punição que deveriam ter. Pelo menos vão ser taxados de sexual offenders pelo resto da vida e isso aparece quando procura emprego,etc,etc. Aqui NEM isso. Essa história toda é despresivel e pensar que milhões de pessoas naquela festa se omitiram tbm. Vc vê uma coisa dessas e não fala NADA? Eu agradeço todo dia meu treinamento de artes marciais. Infelizmente, enquanto não educarmos, não mudaremos isso. Eu agradeço o fato de que sei socar direitinho um marmajo, e fico triste de pensar que eu tenho medo de confiar. De beber qualquer coisa em uma festa. Vai saber aonde tava a bebida? O que que tem dentro? Vai ser até que ponto o seu amigo é amigo? Desculpa o vomito de palavras mas é tudo TÃO chocante e despresivel. Pelo que eu li mais da metade da escola/cidade está contra a menina, a chamam de vagabunda, que fez de proposito. COMO ASSIM GENTE? Olha a mentalidade das pessoas. Sites como o CNN também expuseram o nome dela sem nem se preocupar (É PROIBIDO, ELA É MENOR DE IDADE) sites como o CNN tbm fizeram uma reportagem sobre ''tadinho dos pobres atletas brilhantes'' Meu Deus, vou socar o saco de areia com força total hoje. To precisando

Ayesha disse...

MEU DEUS!!! Obrigada por abrir meus olhos, Thomas! Agora graças a você eu vou evitar ir a festas onde haja homens, e vou evitar beber. Também não vou andar com roupas curtas e tenho certeza que assim estarei segura e nunca serei estuprada! Nossa, valeuzão mesmo! Até porque se uma menina é estuprada, lógico que é culpa dela, lógico que ela provocou! Não se preocupe, vou ficar em casa tomando Toddynho e jamais serei estuprada! Graças a Deus existem homens como você, que nos ensinam como não sofrer estupro! Afinal, você ficava em casa tomando Toddy e nunca foi estuprado. Tenho certeza de que não tem nada a ver com o fato de você ser homem e as chances de que você seja estuprado, mesmo bêbado, são nulas. Sim, você realmente entende do riscado! Parabéns, Thomas! Se não houvessem pessoas como você este mundo estaria perdido!

E é claro que não existe cultura do estupro! Isso é um mito! Uma bobagem! Um absurdo! Mas peraí... se não existe a cultura do estupro, por que eu tenho que ficar em casa tomando Toddy pra não ser estuprada? Vish, agora tô confusa!

Carol disse...

Esses casos são de deixar qualquer um assustado, porque olha o trabalho que deu condená-los.. Mesmo com todas as testemunhas tenho certeza q se não fosse os vídeos e ftos, ia ser complicado e ainda com essas provas, se não ocorresse uma mobilização pela internet ia ficar por isso mesmo com o treinador ainda por cima passando a mão na cabeça deles.. E agora mesmo com a condenação vemos a mídia americana falando sobre como a vida DELES foi estragada..nossa!(E como bem disseram, quando teve o estupro na india, ngm teve pena dos estupradores e eles foram taxados como monstros, pq os americanos são coitadinhos então??) Já na internet, os comentários de sempre ''Ah mas ela bebeu!! mulher não poder beber até cair!! que falta de responsabilidade!!11'' (é, ngm nunca ouviu isso antes!)

Anônimo disse...

Gente esse tipo de coisa me choca muito! Vi o video que a Nina postou e realmente, TODOS sabiam que ela estava sendo estuprada, ouvi até uma voz ao fundo falando que aquilo la era errado, mas não levantou de la pra fazer nada! Só não entendi uma coisa, o video foi no dia certo? Tava na hora do crime? Ou depois de tudo? Vi um link nesse site sobre ter sido tudo premeditado... Não sei se foi comprovado... http://austinisafecker.wordpress.com/2013/01/13/cody-saltsman-and-the-steubenville-rape-crew/

Pelo menos li que esses outros também serão de alguma forma responsabilizados, porque ne? Ridiculo!
E a reportagem da cnn foi tão imbecil que me da asco! Como pode alguém ter mais pena dos "pobe coitados " do que da vitima? Fora que eles falaram em alto e bom som rape no video, podem nem falar que na cabeça deles tava tudo consentido! Achei pouco a condenação!

Ju!

Anônimo disse...

NOFFA!! como o governo não pensou nisso antes? Vamos distribuir toddynho p/ as mulheres, assim elas aquietam a periquita em casa e param de provocar estupros por aí.
O mais engraçado de alguns comentarios, é exatamente frisar, à todo e qualquer custo, algum deslize da vitima e querer colocar isso com um tom de "viu, se vc não tivesse feito isso!" ao invés de discutir que merda de educação estão ensinando aos filhos, para que um estupro vire alvo de piada.

Marcelly disse...

olha isso Lola...

nem falo ND

http://blogmarcoscosta.blog.uol.com.br/arch2013-03-01_2013-03-31.html#2013_03-19_01_34_10-154787944-26

Ayesha disse...

Marcelly, donqui ocê tirou isso, minina? o.O

Não entendi uma coisa: a modelo da foto que representa a "mestiçagem brasileira" é caucasiana? É isso mesmo, produção?

Tô começando a repensar se quero mesmo colocar filhos nesse mundo!

Priscila disse...

O mais engraçado, como sempre, é um homem, que nunca teve a sensação de ter algo enfiado no c* contra a sua vontade, acha que tem total e completa propriedade para dar conselhos e ditar regras de conduta para mulheres.

COMO SE ELAS JÁ NÃO ESCUTASSEM ISSO A VIDA TODA!

E eles não percebem que mesmo com seus prestimosos conselhos, super originais, as coisas não mudam nunca! Por que será? Será que não é porque não são as mulheres que devem se precaver, mas sim OS HOMENS mudar?

Mas não, né, é melhor tomar toddynho e assistir Goku sentar porrada na cara do Cell.

Presta atenção, Thomas do toddynho, será que o Goku, nosso senhor, diria que vc está certo, com sua super experiência em sofrer estupros?

Anônimo disse...

Preferimos que você continue transando com bonecas infláveis.

Augusto disse...

Thomas,vou explicar onde você está errado. Não apenas a você, mas as outras pessoas.

Você começa assim:

"Eu apenas disse que não ir a uma festinha cheia de caras bêbados, e aqui eu adiciono um ponto extra que ficou subtendido no meu primeiro post, e SOZINHA e ficar BÊBADA certamente aumentam as chances de uma garota ser estuprada."

Se, quando uma mulher bebe e está sozinha, suas chances de estupro aumentam, o que vemos aqui? Uma cultura de estupro é aquela que proporciona situações em que vítimas podem ser estupradas. Numa festa, se a mulher bebe, diz o senso comum que ela está errada. O senso comum está errado, pois beber, andar sozinho, usar roupas sensuais não são crimes. Mas está certo quando pensamos que, caso ela não bebesse, as chances de ser estuprada diminuiriam. Sim. Eu recomendo que mulheres não bebam, não usem roupas sensuais, nem andem sozinhas. Por quê? Porque está claro que há uma cultura de estupro. Mesmo fazendo coisas que diminuam as chances de ocorrer estupro, o estupro ainda faz possível. A cultura do estupro não acontece apenas nessa situação (na qual há bebidas). O estupro, que é uma dominação, imposição de poder, ocorre com familiares, com desconhecidos e até como moeda de troca. Então, chego há conclusão que há, sim, uma cultura que proporciona o estupro, não só de mulheres, também de homens (em relações homossexuais masculinas, também há essa dominação, esse entitlement).

"Sim, afirmei e repito: o bom senso é a melhor arma pra se prevenir contra qualquer tipo de violência. Evitar se colocar em situações de perigo diminui muito as chances de você sofrer qualquer tipo de violência."

E você está certo. Acho que, como sabemos estar numa cultura que estupra, devemos evitar essas situações.

"a maioria dos homens sequer tem o potencial pra serem estupradores"

Vivemos numa sociedade que proporciona isso. Pais que dizem aos filhos que eles devem pegar garotas. Não duvido que há na minha família estupradores. Acho que as chances são altíssimas.

E sim, vocês são muito ceguinhos e parecem um pequeno rebanho, ignoram o que querem ignorar e distorcem aquilo que for necessário distorcer, tudo pra evitar a qualquer custo admitir que qualquer ponto da filosofia feminista esteja errada e pra transformar qualquer comentário que seja levemente contrário aos de vocês em algo machista."

Isso, rapaz, é só uma posição da pessoa. Há pessoas que não possuem paciência e querem ser escutadas. Estão cansadas de mi mi mis, estão cansadas de serem abordadas por caras, de viver nessa sociedade. É um recurso para lidar com isso. Há feministas que preferem tentar extrair algo bom o máximo daquilo que não presta. E não xingam. São só diferentes modos de ação. Aqui é o ato que é condenado, e não uma posição feminista. Qualquer ser humano tem uma maneira de lidar com os problemas.

Augusto disse...

Continuação da resposta ao Thomas.

"Deixem de ser idiotas e achar que o mundo tem que mudar de uma hora pra outra. Não vai mudar. Filhos da puta existem e sempre vão existir, e o primeiro passo que devemos tomar pra nos proteger é evitar estar nos mesmos lugares que esses filhos da puta e conviver com eles."

O mundo não vai mudar? O mundo tem mudado constantemente. Esse argumento é um argumento. Mas é péssimo. Sabe quem o usava? Os defensores da escravidão. "O mundo não vai mudar". E o problema não é resolvido? Há um problema e nós, todos, devemos tentar consertá-lo.

"Agora, cultura de estupro é um termo bonito e impactante e tudo mais, só que essa tal cultura não existe. Não aqui, pelo menos."

Não existe? Ela existe e é disso que estamos falando. É uma cultura TÃO enraizada. Lembra-se da época em que o estupro marital não era crime? Claro, a mulher casava e virava posse no marido. Ainda bem que passamos dessa fase.

Eu não preciso dar lição a ninguém. Eu só estou tentando amadurecer e fazer bem àqueles de que gosto. Eu não preciso lhe xingar, nem nada. Eu não conheço você e você não mudará nada na minha vida.

Estou me tornando uma pessoa maravilhosa, compreensiva e sei que, mesmo o mundo não mudando, tenho estado satisfeito comigo em fazer bem.

JOÃO Santana disse...

Ótimo texto !!!! Parabéns nunca tinha lido o blog e adorei mesmo mesmo , sou gay e tenho muitas amigas primas mulheres e realmente é assombroso essa cultura misógina em que a culpa é sempre da mulher por " não agir como uma mulher " oq fazemos de melhor é divulgar essas barbaridades e torcer para que a justiça seja feita se não for a dos homens que é ridícula e lenta que seja a de Deus ou se fosse no meu caso seria a minha mesmo !!!! Mais uma vez parabéns pelo texto ! João Santanna

Julia disse...

O cara do vídeo que a Nina postou é o Michael Nodianos, não é um dos dois acusados. Mas há rumores que mais gente vai ser indiciada por esse crime, espero que esse psicopata seja um deles. Eu acho que esse Nodianos é um psicopata. Ele aparece nesse vídeo e twitou várias vezes sobre o episódio.

Uma das coisas que mais me chocou no julgameto foi quando um deles pediu desculpas. Desculpas por ter deixado vazar as fotos e vídeos. Quer dizer, ele pediu desculpas por dar brechas pra ser pego e não por ter estuprado!

Anon, 14:00, a diferença entre a sua mentalidade e a do estuprador é nenhuma.

Anônimo disse...

Meu Deeeeus, meu Deeeeeus, é o cúmulo da decadência de um blog! Quem caralhos tá afim de saber de um estupro que aconteceu lá na puta que pariu em outro país?

Julia disse...

Marcelly, as modelos vão desfilar assim no SPFW?

Porque eles querem representar a mestiçagem, então pegaram modelos brancas com palha de aço no cabelo. Genial.

lola aronovich disse...

É muita decadência mesmo, anônimo das 18:46. O caso de Steubenville paralisou os EUA. Deve ser o caso de estupro mais importante dos últimos tempos por lá. E vc deve ter visto que eu fix umas conexões entre lá e ali, pra mostrar que aquele não é um caso isolado. Mas, de fato, não sei quem tá a fim de saber do caso. Me ajude a descobrir. Meu Sitemeter tá aberto, é só clicar lá. Aí vc verá que hoje é o melhor dia do blog em número de visitas e page views dos últimos 30 dias, no mínimo. 16 mil visitas hoje, e até a meia noite, pode chegar perto das 20 mil (a média do blog é de 9 a 10 mil/dia). Ou seja, parece que tem bastante gente querendo saber de Steubenville...


Ah, alguém falou mais pra cima do caso do filho do Sirotsky (um dos donos da RBS), que, junto com um amigo, estuprou uma menina de 14 anos em Florianópolis. Na época, evitei falar sobre o caso porque o menino também tinha 14 ou 15 anos, e não se pode divulgar a identidade de um infrator menor de idade (e muito menos da vítima). E mesmo não dizendo o nome do guri, dizendo "filho do Sirotsky", a gente está meio que identificando. Então era um caso complicado. O finado blogueiro Mosquito, que foi quem mais falou sobre o caso, divulgou o nome dos meninos e da vítima. E isso vai contra qualquer convenção de direitos humanos. No caso de Steubenville foi diferente, pois os advogados dos acusados não quiseram esconder nome nem rosto dos adolescentes. E teve gente que divulgou o nome da vítima! (inclusive a Fox News, meio sem querer, mas divulgou).

Elen disse...

Inteligência passa longe desses marginais,além de cometerem um crime desses,gravam tudo kkkkkkkkkk
Fornecem provas contra eles mesmos.

Deviam apodrecer na cadeia,bando de animais!

B. de Campos disse...

Lola, aqui uma notícia ótima:

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2013/03/19/menina-que-escapou-de-ataque-taliba-volta-a-escola.htm

Malala se recuperou! :-)

miguel disse...

a culpa é da juventude que esta perdida,sexo banalizado,todos provocaram isso,deviam estar em casa estudando mas estavam na balada enchendo a cara e se drogando.

ela alem de bebada devia estar drogada pra ter desmaiado,os caras deviam estar bem doidões.

e vcs ainda defendem bebedeira,dizendo q bebe quem quer,adolescentes podem encher a cara até desmair?é normal?

varios acidentes de transito pq um bando de idiota irresponsavel,n consegue se divertir sem estar de porre.

ninguém tem responsabilidade com mais nada.

homens e mulheres cada vez mais promiscuos,pensando em sexo cada vez mais cedo e mulher é pior,pq apelam pra vulgaridade.
to cansando de ver menina de 14,15 anos q só falta passar pelada na frente dos caras para ficar se exibindo.

Anônimo disse...

Não precisa ir tão longe para ver a cultura do estupro às claras. Vejam os comentários dessa notícia que a Beatriz Gosmin postou. A maioria culpando a vítima de 14 anos e dizendo que isso vai acabar com a vida dos pobres coitados desses meninos. Afe.

Jaqueline disse...

Lola, precisando falar com você pra apresentar um projeto interessante sobre a banalização do estupro nos dias de hoje. Me responde no twitter @jamaismekahlo

Jaqueline disse...

Ok. A garota foi estuprada, os garotos sairam impunes (Sim, essas penas que aplicaram é o mesmo que impunidade) e ainda por cima ELES foram vitimizados. Até quando isso?

O que me revolta ainda são os comentários de pessoas que falam que a garota pediu por isso pela maneira como se comportou. Ah ta! Então um cara pode sair e beber sem medo de ser estuprado e uma mulher não? Temos que nos provar de quase tudo para não sermos estupradas?


Sinceramente, ninguém perguntou o que meu estuprador vestia. Mas me julgaram por estar de short (acima do joelho, mas não importa). Meu estuprador? Vitimizado. Eu? A vadia da história.


Até quando vamos ver isso acontecer? Lamentável.

Vato Loco disse...

Feministas, eu gostaria de fazer uma pergunta a vcs!

Sei que o movimento feminista é esquerdista como os direitos humanos também é, mas ao mesmo tempo vcs como eu e quase todo munto repudia o estupro, muito bem... que pena vcs acham que um estuprador merece? Mesmo muitas de vcs sendo favorável aos direitos humanos são contra a pena de morte a eles e acham que eles devem ficar em celas separadas como os integrantes dos DH defende ou nesse caso vcs abrem uma exceção e querem mais é que os estupradores morram?

Eu já vou mais além, acho que estuprador deve ser capado a sangue frio, depois ser jogado numa cela onde os presos não tem mulher aqui fora estando bem "na seca" pra usa-lo e abusa-lo bastante e depois eles mesmo o matam, mas sou a favor disso quando se há provas concretas e não quando somente uma mulher o acusa.

Mas então feministas, qual pena vcs acham que estupradores merecem?

Vato Loco disse...

Feministas, eu gostaria de fazer uma pergunta a vcs!

Sei que o movimento feminista é esquerdista como os direitos humanos também é, mas ao mesmo tempo vcs como eu e quase todo munto repudia o estupro, muito bem... que pena vcs acham que um estuprador merece? Mesmo muitas de vcs sendo favorável aos direitos humanos são contra a pena de morte a eles e acham que eles devem ficar em celas separadas como os integrantes dos DH defende ou nesse caso vcs abrem uma exceção e querem mais é que os estupradores morram?

Eu já vou mais além, acho que estuprador deve ser capado a sangue frio, depois ser jogado numa cela onde os presos não tem mulher aqui fora estando bem "na seca" pra usa-lo e abusa-lo bastante e depois eles mesmo o matam, mas sou a favor disso quando se há provas concretas e não quando somente uma mulher o acusa.

Mas então feministas, qual pena vcs acham que estupradores merecem?

Marina P disse...

Gente, ler todos esses casos, trabalhar nessa área e presenciar atitudes machistas todos os dias está me deixando muito p da vida... sério... Aos poucos a minha capacidade de ser paciente e de ter alguma empatia com caras que vem aqui explicar que é pra gente ficar em casa tomando achocolatado e vendo tv em vez de viver e de fazer o que a gente bem entende com a própria vida está morrendo!

Se a gente for viver a vida inteira evitando situações em que podemos ser estupradas vamos logo para o estado comatoso, que dá mais certo! Eu, que trabalho com vítimas de violência física e sexual, já atendi centenas de mulheres que foram estupradas e a maioria esmagadora desses estupros aconteceu dentro de casa, no local onde elas mulheres cresceram tomando todinho e assistindo desenho animado na tv!

A violência existe e precisamos nos proteger dela, sim, mas não dá pra gente viver se escondendo da vida. E outra: a luta deveria ser para acabar ou pelo menos reduzir drasticamente a violência e não para ensinar formas melhores de se proteger dela. Existe um determinado ponto em que de tanto se proteger a pessoa passa a se esconder, a aceitar que a violência existe e que as coisas "são como são". Quando isso acontece os debates e enfrentamentos necessários para que a violência cesse praticamente deixam de existir. Vocês que sugerem que as meninas deixem de ir à festas, pretendem que as mulheres façam isso por quantos séculos? Se todas as mulheres que queriam votar, se separar, sair sozinhas, dirigir, etc. tivessem ficado em casa se protegendo do mundo, nada teria mudado, né?

Essa ideia de que as pessoas têm que ficar em casa se protegendo da violência é uma das molas propulsoras da cultura de violência; quando ela é aplicada especificamente às mulheres ela ajuda a incentivar a cultura do estupro e todas as mulheres que ousam não ser "boazinhas", "caseiras" e "quietinhas" são consideradas culpadas. Ela poderia ter ido à festa acompanhada, ficar comportada, não beber, não usar roupas sensuais, não se exaltar muito. Só assim ela não estaria sendo responsabilizada pelo que sofreu por vários comentaristas do blog. E o que isso quer dizer sobre a nossa cultura? Que ela tenta proteger a mulher da violência ou que ela usa o discurso da "proteção" para continuar controlando a mulher e evitar ações que efetivamente diminuam a violência? Que sociedade é essa que confunde proteção com limitação do potencial feminino?

Foi assim por tempo demais. Basta! Quem tem que ter medo são os estupradores, porque nós não estamos mais dispostas a ficar quietinhas em casa morrendo de medo para que eles fiquem livres. A mudança não acontece de um dia para o outro, mas se a gente se trancar em casa, aí é que ela não acontece nunca! Ter precaução sim, deixar de viver não!

Marina P disse...

Miguel, quando se achava normal que o adolescente bebesse, transasse e fizesse umas besteiras contanto que fosse do sexo masculino, ninguém reclamava que a juventude estava perdida e que o sexo estava banalizado. Agora que homens e mulheres agem assim de repente tem um monte de gente reclamando. Engraçado, né?

Magrelinha disse...

Miguel, vc é um nojento!

Anônimo disse...

Li na minha timeline no twitter um relato sobre como a mídia explora uma noticia de estupro ignorando totalmente o impacto que essa violência tem na vida da vitima, que se torna vitima mais uma vez, agora dos meios de comunicação.
O relato é bem chocante e tb bem pertinente. Reflete bem seu post sobre a cultura do estupro, especialmente qnd a moça relata como ela passou a viver marcada e com medo e seus agressores hoje levam uma vida absolutamente normal, já que nem os detalhes do caso ela pode falar, devido ao acordo feito no tribunal (o caso não teve nem condenação criminal).

http://120babies.ca/?p=409

Alessandra

Anônimo disse...

Foi premeditado durante UM MÊS INTEIRO. Foi uma vingança pela "ousadia" da menina ter terminado o namoro com um deles.

http://www.yourdailymedia.com/post/steubenville-covers-for-its-high-school-football-stars-rapists/

Ex-namorado da vítima, Cody enviou mensagens de texto para muitas pessoas lerem, "NINGUÉM ROMPE COM CODY SALTSMAN, VOU ARRUINAR ESSA VADIA" um mês antes do estupro. Algumas semanas mais tarde, seu melhor amigo, Trent Mays, convenceu a vítima que Trent estava interessado nela e que ela deveria ir para a festa, onde ela acabou sendo vitimada.

...

Sara disse...

Vato louco , não sou uma feminista cheirosa não.
Minha empatia com homem que comete violência contra mulher é ZERO.
Mas em respeito as feministas cheirosas que publicam aqui, inclusive a Lola rrssss, prefiro declinar de dar detalhes da pena q eu gostaria de aplicar a essas criaturas, (pq sinceramente ja nem os tenho na conta de seres humanos).
Só penso q o ar ficaria bem menos poluído.

Isa disse...

Vato Loco, você tem algum tipo de dúvida que a garota foi realmente estuprada? O link do vídeo com os autores fazendo piada sobre o caso não é suficiente? Fotos publicadas e o fato deles terem sido julgados e declarados culpados não convencem vc? Acho que a pena deveria ser umas dezenas de anos na cadeia. E não, eles não deveriam ser mutilados ou estuprados. Se não queremos isso para as vítimas porque quereríamos para os criminoso? Olha como essa frase é ridícula "ESTUPRO NÃO É LEGAL EM NINGUÉM" porque deveria ser óbvio né. Mas eu estou sendo obrigada a te responder assim.

Anônimo disse...

LOLA, já fui molestado por anos na minha infância, levei uns 20 anos pra me recuperar e há poucos dias soube que um afilhado meu foi molestado em plena escola. Não sei aonde vai parar (vai parar?) tanta brutalidade. Desumano demais tudo isso! Alexandre

Isa disse...

Lola, fiquei MUITO chocada com essa história. O caso New Hit já me deixa sem ar de tanta indignação, mas juro que atribui isso à uma cidade pequena onde as pessoas não têm muita instrução (me refiro às pessoas que comentavam defendendo a banda, que mal sabem escrever corretamente).

Quando vi que na terra do tio Sam, mais progressista e menos patriarcal que pra banda de cá, a situação não era tão diferente, parece que caiu a ficha. Isso existe MESMO. O homem não é ensinado a não estuprar, é a mulher quem tem que aprender a não ser estuprada! Bizarro.

Escrevi algo semelhante no meu blog:

http://itblognot.net/a-triste-cultura-do-estupro/

Beijos pra vc.

Anônimo disse...

Aqui um relato sobre como o caso pode ter sido premeditado. E, ao que parece, o idealizador da "vingança" não sofreu acusação alguma. Gente, isso é dentio.

http://austinisafecker.wordpress.com/2013/01/13/cody-saltsman-and-the-steubenville-rape-crew/

MonaLisa disse...

'Anônimo disse...

A realidade é que uma garota de 16 anos, que provavelmente já não era virgem, que vai para uma festa onde estão presentes descolados jogadores de futebol sabe muito bem o que vai acontecer lá: sexo.'

Babaca, vagabundo, lixo. Sua mãe deveria ter sido violetada também né? Pela sua lógica idiota já que ela não é mais virgem.

Outra coisa, FESTA é FESTA, lugar de sexo é casa de swing e puteiro.

Assim como ocorre no Brasil, esses estupradores nunca convidam a mulher falando que tem que rolar sexo. Pelo contrário, eles chamam pra uma FESTA (geralmente em chácaras longe da cidade, e insistem em te buscar) e quando vc pergunta se vai ter que 'dar', eles te dizem que não vai rolar nada que vc não queira (claro né, pq se falar que vai ter que transar com todos, nenhuma vai, né?), pra depois do estupro poderem dizer que a gente foi na FESTA pq quis.

Eu não tenho problema nenhum em transar com um ou com vários nessas festas, mas com quem eu QUEIRA e SE EU QUISER. Só que vira um complô de estupradores e os caras que vc NÃO quer ficam querendo forçar, te perseguindo.

Vcs são cínicos, nojentos, asquerosos, porcos, caras de pau por isso tem que dopar pra estuprar, pq nenhuma em sã consciência transaria consensualmente com vcs. Apodreça no inferno, fracassado.

miguel disse...

marina p,que pai ou mãe vc conhece que gosta de ter um filho bebum ou drogado?
desde quando homem é parabenizado por ser um viciado?
e isso é desculpa,pq homem bebe até passar mal mulher tb pode?

ninguém deveria usar nenhum tipo de droga,pq isso n afeta só quem consome,fica todo mundo doidão e ninguém mais sabe o que ta fazendo.

ai arruma briga na rua,mata alguém atropelado,transa e nem sabe com quem foi,estupra.

ta tudo banalizado mesmo,amor,sexo,a vida dos outros,drogas,tanto é que para vcs se alguém quiser beber até desmaiar esta no seu direito e n tem nada demais.

hj em dia é tanta promiscuidade,que a mulher transa com um monte de homem,engravida e depois nem sabe quem é o pai.
e homens promiscuos e covardes,q transam com qualquer uma,fazem um monte de filhos e depois n querem assumir,tiram o corpo o fora,dizendo q a mulher é vadia e isso n é questionado,pq ela é tão promiscua quanto ele.

Mônica disse...

Chocante é pouco para definir o caso inteiro: tanto a banalização do crime como o fato de várias pessoas apoiarem os estupradores.

Mas queria falar, principalmente, de quem ajudou essa história a vir ao mundo,em especial a blogueira Alexandria Goddard, que viveu em Steubenville e conseguiu tirar vários prints e captar o vídeo feito pelos jovens durante toda a """"""brincadeira"""""".

Já a tinha respeitado por trazer esse caso para o conhecimento internacional, mas depois de ler o post que ela fez em seu blog e ver que ela está sendo processada por ter mencionado o assunto, que sua mãe e seu irmão estão sendo coagidos e insultados, que seu padrasto [recentemente morto em um acidente] teve todos os seus dados divulgados e que (o que mais doeu de ler) sua melhor amiga APÓIA os jogadores e que a mãe da mesma (a "tia" mãe dos nossos amigos que todo o mundo deve ter tido ao menos uma vez na vida) agora te chama de puta, vadia e deseja que você pegue AIDS e morra lentamente, além dos insultos e questionamentos sobre "o que estaria por trás" da vontade dela de trazer o assunto à tona me fizeram admirá-la muito mais por não ter desisto do caso e ir em frente.

É fácil fazer o certo quando todos te aplaudem, mas agir da forma correta quando você é massacrada pela opinião pública e "traída" por quem sempre confiou é o que mostra do que realmente somos feitos.

Parabéns, Alexandria, mesmo. Pela busca da verdade e por não ter desistido dela mesmo quando as coisas ficaram difíceis.

Para quem quiser ler a matéria (em inglês)

http://www.xojane.com/issues/steubenville-rape-verdict-alexandria-goddard

MonaLisa disse...

Se eu fosse estuprada numa dessas situações em que a sociedade me culparia, a LEI seria eu.

Procuraria os primeiros drogados que encontrasse e ofereceria 500 pila pra estuprar violentamente os estupradores. E ainda estaria lá pra ver ele chorar e pedir pra parar.

Julia disse...

Então Mônica, que merda é essa, né? Estão perseguindo a blogueira e a família da blogueira que denunciou. Fizeram igual com a família das adolescentes estupradas pela banda New Hit. Gostaria de saber se alguém tem a informação de que a família dos estupradores está sendo perseguida também. Gostaria de respostas afirmativas. Grata.

Lillian Cardoso disse...

Li a respeito no Huffington post e sabia que não tardaria para você falar a respeito, Lola. Triste o mundo em que vivemos.

Para todos os mascuzinhos de plantão que insistem em defender os agressores: quer dizer então que a culpa era da vítima, por ter ido a uma festa e bebido além da conta e se portado de maneira imprópria? Ora, então pela lógica de vocês, estupros jamais aconteceriam em países com alto índice de população muçulmana, por exemplo, onde mulheres andam completamente encobertas, não podem andar sem a companhia de um homem, não vão a festinhas, não bebem e não "provocam". Só que o que ocorre é exatamente o oposto disso: países como Afeganistão, Paquistão e India figuram entre os recordistas em casos de estupro no mundo. Estupro é relação de poder e dominação e não tem nada a ver com o comportamento da vítima, e sim, do agressor. Por isso que velhinhas também são estupradas. Por isso que há tantos estupros durante guerras. Por isso que há estupros coletivos.

Para que isso tenha um basta, não depende do "bom comportamento" das mulheres, e sim, da educação dos homens. Porque estupros acontecem a despeito de mulheres "se comportarem" bem ou não.

Verônica disse...

Mais uma aterradora história de terror que tem o mesmo desfecho trágico: a vítima virou culpada, os criminosos inocentados e a opinião pública entorpecida repete como papagaios "ela mereceu, ela mereceu".
Pessoal, infelizmente precisamos tomar cuidado, a cultura do estupro é algo real e todas nós podemos ser vítimas, por mais triste que seja, precisamos ficar atentas. Evitar beber muito, tomar cuidado com o copo onde estamos bebendo para evitar que alguém coloque alguma droga - isso minha mãe sempre me ensinou: nunca largar o copo, nunca aceitar bebidas de estranhos, nunca tomar algo que não seja aberto na sua frente. Isso não nos torna imunes à violência sexual, mas evitar esses comportamentos que, infelizmente, são de risco para mulheres pode prevenir esse tipo de coisa. Mas só acabaremos com a violência sexual quando ensinarmos aos homens que quando não consentimos, eles não podem fazer. Quando mostrarmos à eles que esse tipo de atitude indica que eles não são muito diferentes de bestas selvagens e grotescas que não hesitam de tirar proveito de uma pessoa indefesa.

Miguel disse...

Se vc estão cansadas de ouvir o que fazer para se proteger ,pq n aprenderam ate hj?
To cansado de ler caso de estupro q a mulher estava totalmente bebada.
E ainda negam q isso seja parte do problema.

Atomic Metal Zine disse...

Thomas19 de março de 2013 12:07
Se não tivesse ficado bêbada no meio de um monte de caras bêbados, a chance de ter sido estuprada cairia dramaticamente. Apenas um fato.

Vulgo THOMAS: Quer dizer que uma pessoa não pode mais beber porque ela pode acabar sendo estuprada ??? Faça-me o favor...

Elen disse...

Monalisa,já viu o filme doce vingança?
Uma mulher é estuprada por uns 4 lixos,eles pensam que ela esta morta mas depois de um mes ela volta pra se vingar.
E a vingança dela é cruel,teve cena que eu nem aguentei ver mas adorei o filme ,mereceram tudo.

Em uma das vinganças,ela dopou o cara,enfiou uma espingarda no rabo dele e quando ele acordou ficava forçando para ele ver como é bom ,bem feito fdp!!
E o gatilho da arma estava amarrado com uma corda que estava preso na maçaneta da porta,se abrissem já era,foi o que aconteceu,terminou levando tiro pelo rabo.

Adoro filme em que a mulher é forte e mete a porrada ou se vinga de quem tenta lhe fazer mal.

Anônimo disse...

eu acho que criei uma casca e nao sei se isso é bom. antigamente ouvir essas coisas me faria chorar e nao me deixaria dormir. agora eu consigo ler e conversar a respeito. é chocante demais viver nesse mundo...

Anônimo disse...

"Uma que me deprime bastante é o tweet afirmando que a condenação é injusta, porque quase todas as pessoas fariam a mesma coisa numa situação dessas. E eu não consigo acreditar nisso."

Pois deveria, pois é a pura verdade.

Lord Anderson disse...

'Anônimo disse...

A realidade é que uma garota de 16 anos, que provavelmente já não era virgem..."

claro pq ela ser ou não ser virgem muda muito as coisas. Afinal se ela fez sexo uma vez nunca mais vai ter direito de dizer não pra qualquer um.



"que vai para uma festa onde estão presentes descolados jogadores de futebol sabe muito bem o que vai acontecer lá: sexo."

sei que mutias pessoas tem dificuldade em entender, mas tem diferença entre sexo consentido e e estupro, uma diferença fundamental.


Achar que pelo fato de uma garota ja ter feito sexo ela não pode dizer não, ou não tem o direito de escolher com quem quer fazer sexo é cultura de estupro.

Bruna disse...

Offtopic:

O presidente da comissão de direitos humanos tem uma grande vocação para mascu. Olha o depoimento do cidadão:

"“Quando você estimula uma mulher a ter os mesmos direitos do homem, ela querendo trabalhar, a sua parcela como mãe começa a ficar anulada, e, para que ela não seja mãe, só há uma maneira que se conhece: ou ela não se casa, ou mantém um casamento, um relacionamento com uma pessoa do mesmo sexo, e que vão gozar dos prazeres de uma união e não vão ter filhos. Eu vejo de uma maneira sutil atingir a família; quando você estimula as pessoas a liberarem os seus instintos e conviverem com pessoas do mesmo sexo, você destrói a família, cria-se uma sociedade onde só tem homossexuais, você vê que essa sociedade tende a desaparecer porque ela não gera filhos”

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/marco-feliciano-diz-que-direitos-das-mulheres-atingem-familia-7889259#ixzz2O5FYdUCo
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Marcelly disse...

Brunaaa...eh mentira que ele disse isso?

e eu incmodada com o Feliciano...
porraaaa


Miguel..vc eh um babaca assim como o Thomas..idiota conservador de direita misogino..que acha que sabe mais do mundo que todo mundo..que pensa que entende a mente humana, mas provavelmente passou longe de um curso de humanas que nao seja da area da adm..ou direito...mal sabe o que eh sociologia...se sabe aprendeu em algum partido de direita...tipo o DEM...ou o ZUMBI do ARENA que quer ressurgir...

então na boa...tem pensamento idiota..guarda pra vc...valew??

vc nao se importa com isso..com essa ou com outras garotas..se vc se importasse ia entender que a culpa do crime eh de quem comete o crime...

Marcelly disse...

detalhe pros sabidões dos mascus..

as unicas drogas que levam pessoas a cometerem crimes são:IMPUNIDADE, MACHISMO,FALTA DE EMPATIA, FALTA DE HUMANINDADE...RACISMO, HOMOFOBIA...


essas drogas causam crimes!! e o alcool é o unico que estimula esses crimes..mas sem essas outras drogas (morais)..o alcool so causa...vomito..e ressaca...

e culpa não eh do alcool...e da falta de respeito das pessoas...
dos preconceitos...da cultura do estupro

uma pessoa boa..resposavel..nao bate..nao mata..nao estupra..nao comete crime algum mesmo bebada...eu bebo..fico bebada..passo mal..e NUNCA etuprei ninguem..:)..parem de colocar a culpa na bebida..seja ela ingerida pelo criminoso ou pela vitima..

Miguel disse...

Verdade marcely ,nunca ninguem foi atropelado por um babaca bebado...

Mirella disse...

Miguel,

Não foi o álcool que atropelou alguém, foi o babaca que bebeu. E o crime que ele cometeu não foi BEBER, foi DIRIGIR BÊBADO. Beber NÃO É CRIME.
Da mesma forma que não é o álcool que estupra alguém. É O ESTUPRADOR.
Remova os AGENTES responsáveis pelo crime que o crime não existe. Mulheres são estupradas bêbadas, sóbrias, adultas, adolescentes, crianças, com roupa, com burca, sem roupa. O que é o agente comum? O ESTUPRADOR.

E né, nem leu o update de que tudo isto PODE TER SIDO PREMEDITADO.
Claro que os criminosos são os mais babacas, mas você parece se esforçar para competir com eles.

Anônimo disse...


Miguel, se o cara encheu o caneco e depois decidiu pegar o carro, mesmo sabendo que não estava sóbrio para dirigir, isso significa o que?

Classe : QUE ELE FOI IRRESPONSÁVEL MAU CARATER PROFESSORA!!!!

Pelo que eu li do comentario da marcella(y?) foi exatamente,
que o que ocasiona crimes não é o uso da bebida propriamente e sim os valores morais deturpados das pessoas que bebem. O cara pode até beber, mas se ele for responsavel e tiver consciência de que se ele pegar o carro, pode ocasionar um acidente e por em risco a vida de terceiros e a dele própria, ele não o fará.

Marina P disse...

Miguel falou:

"marina p,que pai ou mãe vc conhece que gosta de ter um filho bebum ou drogado?
desde quando homem é parabenizado por ser um viciado?
e isso é desculpa,pq homem bebe até passar mal mulher tb pode?"

Não conheço nenhum pai ou mãe que gosta de ter filho "bebum ou drogado" e nunca disse que um homem é parabenizado por ser um viciado. Mas sim, eu acho que as pessoas podem escolher beber até passar mal, apesar de não ser uma escolha exatamente sábia, na minha opinião. E isso não dá a ninguém o direito de estuprá-las ou a elas o direito de estuprar outras pessoas! Beber até cair não é crime, mas estuprar é!

michele disse...

A CNN fez um lindo tributo aos estupradores:
http://www.upworthy.com/cnn-pays-touching-tribute-to-the-rapists-who-attacked-a-16-year-old-girl

:/

Rosanna Andrade disse...

Eu não tava muito a fim de discutir com esse pessoal do senso-comum, mas vamos lá.

PROVEM que uma mulher que bebe até cair tem mais chance de ser estuprada. E não me venham com papo de que isso é óbvio. Se for óbvio, vcs acham as estatísticas num pulo, não é mesmo? Sim, eu quero números! Quanto, em números, é mais perigoso p uma mulher beber até cair? Método científico, galera!

Esse post tem uns estudos. Tô ate ajudando!

http://www.bulevoador.com.br/2013/01/evitando-o-estupro/

Rosanna Andrade disse...

"Complemento com uma dica para evitar estupros que vale muito mais do que tudo o que já foi escrito sobre o comprimento da saia feminina, o uso de salto alto e “se dar o respeito”:
“Em outras palavras, procure as táticas e interrompa o procedimento. Identifique o estuprador que está deliberadamente embebedando a mulher ou tentado levar a mulher pra um lugar que ela não conhece e no qual eles vão ficar sozinhos, e intervenha. Um cara oferecendo uma carona pra uma mulher bêbada pode tar só oferecendo uma carona, mas se ele continua insistindo mesmo depois que outra pessoa já se voluntariou, isso deveria ser um sinal de alerta pra todo mundo.
No meu último post sobre o trabalho do Lisak eu disse que os homens precisavam escutar, e mudar a cultura pra tirar dos estupradores a licença social que eles tem pra atuar. Eu escrevi sobre a linguagem de atitudes de apoio que diz ao estuprador que ele vão protegê-lo e confiar nele, e vão rejeitar, interrogar ou não acreditar em sua vítima. Mas existe mais trabalho a ser feito, trabalho mais concreto. Quem está por perto pode procuar o padrão e interferir no padrao. Se um cara é hostil em relação ás mulheres e coloca muita ênfase no sexo como conquista ou vitória, e ele está violando os limites de uma mulher e tentando ficar sozinho com uma mulher embriagada, nós não precisamos ter certeza do que ele está fazendo pra ficarmos preocupados, e começarmos a dar a essa mulher meios de fuga desse comportamento predatório.
[Por "meios de fuga" entenda-se meios de evitar que os dois fiquem sozinhos, ou de manter/levar a mulher para um lugar seguro longe da presença do possível agressor]
Se enfie no meio, se coloque no caminho, e bloqueie o movimento dele. É concreto e é factível. Não é necessário ser um herói pra fazer isso. Basta ser humano.”"

fonte: http://www.bulevoador.com.br/2013/01/evitando-o-estupro/

Anônimo disse...



Augusto (18:32h), Obrigada pelas palavras. Disse tudo em seu texto.

Cris Jolie disse...

Penso que alguns homens, acham que têm direitos sobre o corpo de qualquer mulher que eles julguem vadia, e vadia tem mesmo é que ser estuprada, ou seja , elas estão aí é pra isto mesmo.Ela é nossa, pública.

Já quando eles elegem uma para casar, se acham no direito fazer o que quiser , inclusive bater...E se ela não quiser mais ..Ele mata!!
Pois esta é minha!!!

Assim faz a cultura do estupro!!!Assim faz o machismo!!!

Cris Jolie disse...

Nesta cultura nenhuma mulher é digna de respeito, até que se prove o contrário!!!

miguel disse...

rosana

Método científico? leia esse blog todo que vc ja vai ter uma estatistica,a maioria das que dizem ter sido estuprada estavam caindo de bebâdas.

beber devia ser crime,visto as merdas que as pessoas fazem .
acha mesmo q isso n facilita?se essa garota n estivesse desmaiada,ela n teria mais chances de tentar escapar?

miguel disse...

marina p
vc disse q só agora q mulheres tb fazem merda q tudo esta sendo considerado banalizado,como se todos os homens fossem ovacionados por serem bebados e sairem fazendo merda por ai.

Gabriel disse...

Parabéns pelo post. A história merecia ser compartilhada por aqui, sem dúvida, uma história de terror.

Infelizmente alguns comentários me tiraram do sério com sua ignorância, falta de respeito, imbecilidade. Depois de ler diversos "se tivesse ficado em casa não teria sido estuprada" eu desisto.

Mas deixo aqui meus cumprimentos por levar seu blog para frente a cada dia que passa.

Rosanna Andrade disse...

miguel

Nao se faz metodo cientifico com amostragem em um blog. A amostra reflete, nesse caso, no maximo as leitoras que quiseram dividir suas historias voluntariamente (ptt nem mesmo todas as leitoras vitimas de abuso/estupro), e passa bem longe de ser uma amostragem decente para brasileiras p. ex.

Next!

Anônimo disse...

"... ela n teria mais chances de tentar escapar?"

Esse que é o problema. Por que precisamos tentar escapar de homens? E homens conhecidos, que moram na nossa cidade, que é uma cidade pequena e que frequentam a nossa escola? Por que precisamos escapar de homens que eram ex-namorado e amigos? Você não percebe mesmo onde que está o problema? A garota não estava entre monstros ensandecidos. Ela estava entre colegas e amigos. Colegas e amigos que muito provavelmente conspiraram para fazer o que fizeram com ela. Que muito provavelmente deram a drogaram. Colegas e amigos e foram incapazes de pararem. Que tiraram fotos e filmaram. Que publicaram tudo na net aos risos. Você não consegue mesmo perceber qual é o problema? Definitivamente, o problema não é a bebida, como explicou perfeitamente bem a Mirella.

Marina P disse...

Miguel, até hoje os homens são ovacionados por beber até cair, por tratar mal as mulheres, por estuprar e por outras coisas absurdas. Ok, nem todo mundo ovaciona, mas que tem muita gente que bate palma, ah, tem sim! Ou você vive em outro mundo onde isso não acontece?

Enfim... você é bom numa coisa: desviar do assunto e falar só de como é feio as mulheres beberem. Do estuprador você não fala nada, né? Por você as mulheres nunca beberiam e os estupradores continuariam bebendo felizes da vida nas festas enquanto elas ficam em casa!

Letícia disse...

Lola, estou completamente arrasada depois de ler esse post. Não costumo ler absolutamente todas as notícias sobre cada caso de estupro, porque sinceramente, não tenho mais estômago. Agora vendo a imagem da garota sendo carregada foi forte demais, acabo de ler isso tudo chorando muito e com um frio na espinha, pois como em todos os outros casos de estupro no mundo: poderia ter sido eu.
Sei que é preciso ter força, mas ás vezes é difícil...até quando?

Anônimo disse...

Cara Lola, peço que veja este vídeo abaixo:

https://www.facebook.com/video/video.php?v=180089018805286

Isso, na MINHA opinião, é "facilitar um estupro".

Chii disse...

eu deduzi a mesma coisa pelo depoimento dela, em inglês. ninguém apaga de uma hora pra outra depois de beber normalmente.

Chii disse...

Engraçado, eu me drogo, saio de noite na rua com amigos e nunca tentaram se aproveitar de mim, mesmo quando passei mal por beber. Já me pediram beijo na rua vazia e não forçaram nada depois da recusa. Já fui pra cama por uma noite com amigos que nunca tinha me envolvido até o dia e nenhum forçou nada.
Parece que tu é que tem(ou é) esse tipo de companhia que acha estupro daora e aceita o argumento de que é vadia/sexualmente livre.

Marcelly disse...

Lola olha isso..

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1249869-medicos-defendem-abortos-ate-a-12-semana-de-gestacao.shtml

Marcelly disse...

Miguel

"Verdade marcely ,nunca ninguem foi atropelado por um babaca bebado..."


comonao foi Miguel?

foi sim..varias pessoas ja foram..por babacas que nao tem a menor empatia pelos outros e que acha que vai sair impuni...o alcool odeixou bebabdo mas o que levou ele a dirigir bebado foi seu carater e sua educação...

entendeu agora o que eu disse?

ou vai vir com mais argumentos do tipo?

Marcelly disse...

Miguel...nos economize do seu pensamento.e por favor não beba, não dirija e mais importante NÃO ESTUPRE NINGUÉM!!!

agradecemos a colaboração...


e caso vc pense que isso eh instinto masculino e vc achar que nao consegue se controlar se ficar sozinho com umamulher...pricipalemtne se ela estiver bebada..por favor se interneem alguma clinica de recuperação...
ou se interne agora..pq quem defende um estuprador provavelmente faria o mesmo...

Sara disse...

Cris Jolie, achei q vc definiu perfeitamente o q muitos homens pensam realmente sobre a condição feminina, todas são vadias até prova em contrário, e escolhem uma para casar ou viver e esta a eles lhes pertence, achando inclusive que sobre essa eles tem direito de vida e de morte.

Anônimo disse...

Anon. 19/3 14h
Realmente, o que se percebe claramente a partir dos vídeos e das fotos é que a adolescente estava, como AGENTE em seu livre arbítrio e com plena consciência, "transando".

Cuidado, com esse tipo de "pensamento", você pode acabar estuprando uma mulher.
Desconhece a diferença entre estupro (violência através de sexo) e sexo.
Portanto, siga o conselho acima e limite sua bestialidade às bonecas infláveis.

Zélia Fajardini disse...

Caramba... Não tem como não chorar...

Anônimo disse...

Olá pessoal, esses casos sempre me chocam; não concordo, entretanto, com a afirmação de que os cometários dos apresentadores da CNN estejam culpando a vítima. A discussão, aparentemente, gira em torno de outra questão, o que no Brasil seria a maioridade penal - o efeito do sistema carcerário na vida desses jovens. Outro ponto que me parece esquisito é o sistema de leis americanas de registrar o que eles chamam de sexual offenders. Uma coisa é um serial rapist, pedófilo ou qualquer outra tara que não seja curável, trazendo um persistente perigo para a comunidade; no entanto registrar dois jovens que se envolveram em um crime circunstancial?

Ayesha disse...

Mirella, seu comentário foi perfeito! O álcool não estupra ninguém, estupradores sim!

Miguel, o que você está fazendo é disseminar o mesmo pensamento machista de que os estupros acontecem porque existem mulheres, não porque existem estupradores. O que você está fazendo é culpar uma pessoa que nessa situação é a VÍTIMA e diminuir a culpa dos AGRESSORES e o grau de cumplicidade das TESTEMUNHAS. Porque é isso que temos nesse caso: os jogadores que abusaram da garota, as testemunhas que viram e não fizeram nada pra impedir, e a vítima, que não fez nada além de estar ali. A garota tinha sido namorada de um dos envolvidos, eram pessoas que ela conhecia. E mesmo que fossem completos estranhos, não mudaria o fato de que ela é a vítima e eles são os criminosos. Tentar culpabilizá-la pelo que aconteceu é uma inversão de valores. Se em vez de ensinar os homens a não estuprar nós ensinamos as mulheres a evitar o estupro, significa que falhamos enquanto sociedade. Mulher alguma deveria ter que evitar um estupro, isso é um absurdo! E considerando o fato de que muitos dos estupros ocorrem em situações corriqueiras, em casa, no trabalho, etc, isso equivale a dizer que a mulher, só por existir, já corre o risco de "causar" um estupro. Não interessa se a menina bebeu, a culpa pelo que aconteceu não foi dela, e sim dos agressores! A culpa é inteiramente deles, não do álcool. Tem a ver com os valores distorcidos que eles carregavam, e com a certeza que eles tinham de que, por serem astros do futebol, eles estavam acima da lei. Não teve NADA a ver com álcool ou drogas, tem a ver com a merda de educação que eles tiveram e que fez com que eles acreditassem que eles eram privilegiados, que estavam acima do bem e do mal. A suspeita de que o estupro tenha sido motivado por vingança torna tudo ainda pior! A mentalidade que estupra, da qual a Lola falou em outro post, é a mesma mentalidade que mata: é a mentalidade que leva um sujeito a pensar na namorada ou esposa como um objeto de possessão, e aí quando a mulher decide deixá-lo (até porque ela é livre para fazê-lo) o sujeito vai lá e agride, estupra, mata. Não tem a ver com o álcool, tem a ver com a mentalidade machista de que a mulher não pode em hipótese alguma fazer ou pensar qualquer coisa que contrarie o macho alfa. Foi isso que aconteceu em Staubenville, é isso que acontece todos os dias com mulheres em todos os lugares do mundo! Não adianta botar a culpa no álcool, ou na vítima. A culpa é da sociedade que ensina a estuprar.

Anônimo disse...

uma pessoa que conheço bem foi estuprada em uma boate muito famosa cuja entrada é caríssima, mais de cem reais, e ela estava bebendo ÁGUA, pois é, ÁGUA, aplicaram um boa noite cinderela e acharam sémen de 5 homens diferentes em seu corpo, e aí?

mulher NÃO TEM a mesma liberdade de ir e vir de um homem, simples.

homem também toma boa noite cinderela mas para ser roubado, por estupro? nunca ouvi falar

mulher, além de tudo, tem que se preocupar com isso também

fora que a imensa maioria dos casos de estupro é praticado por amigos, conhecidos, parentes e dentro de casa, e aí?

isso só acontece porque o estupro é o único crime onde a vítima mulher é sempre a culpada de tudo

mas né, imagina, machismo não existe, isso é coisa de feminazi gorda lésbica e mal amada que não tem louça pra lavar.............

Liana hc disse...

"Outro ponto que me parece esquisito é o sistema de leis americanas de registrar o que eles chamam de sexual offenders. Uma coisa é um serial rapist, pedófilo ou qualquer outra tara que não seja curável, trazendo um persistente perigo para a comunidade; no entanto registrar dois jovens que se envolveram em um crime circunstancial?"

Anônimo, que circunstâncias seriam estas? E por que o crime que eles tramaram, executaram e riram depois não se encaixa na categoria em que eles mesmos se colocaram ao agredirem outro ser humano daquela maneira e com tamanha despretensão?

Então né, a alegria com a qual eles cometeram o crime e a incapacidade de lamentar pelo que eles fizeram com aquela garota (e não me refiro a lamentar por ter sido pego) parece ser o suficiente para ilustrar que eles representam sim "um persistente perigo para a comunidade". Mas este parece ser um mero ponto de vista que obviamente não é compartilhado pela maioria, não quando se trata de jovens tão "promissores".

Anônimo disse...

Eu gostaria de saber das pessoas que defendem os estupradores se eles permitiriam que uma filha bem formosinha de 13 anos ficasse por uma noite sendo "guardada" por esses pobres jovenzinhos não-estupradores que por um extremo azar na vida se envolveram em um crime circunstancial sem a menor gravidade, obrigado.

Anônimo disse...

Lola, você viu isso?

http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2013/03/menina-de-11-anos-foi-abusada-pelo-menos-79-vezes-diz-delegado.html

A namorada do cara aliciou até as próprias irmãs, gente............

79 abusos. Como um cara desses pode ser "curado" algum dia? Não existe prisão perpétua no Brasil, uma hora ele sai.

Pedofilia, estupro, sinceramente não sei como lidar de uma forma "humana" contra criminosos dessa natureza.

Anônimo disse...

"Olá pessoal, esses casos sempre me chocam; não concordo, entretanto, com a afirmação de que os cometários dos apresentadores da CNN estejam culpando a vítima. " Aham, eles só fizeram um tributo aos estupradores. Eles só comentaram o caso, lamentando o futuro dos criminosos, sem ter um pingo de empatia sobre o estado da vítima. A única coisa que foi comentada sobre ela é que estava bebada, e era menor de idade.

Ninguém falou sobre os traumas, as doenças psicológicas que ela pode desenvolver, o risco de contrair DST (aliás, ai não tenho certeza, pois não sei se houve penetração sem preservativo, qm souber me informe). Sobre a culpabilização que ela vai sofrer, por ter "acabado com a vida dos jovens promissores" (talvez tenha até que mudar de cidade). Ninguém comentou sobre como a vida dela foi arruinada. Pra ela não teve homenagem, não teve lamento pelo futuro perdido, não teve nada...

Julia disse...

Eu acho que esse registro de sexual offenders que tem nos Estados Unidos maravilhoso! Tínhamos que importar pra cá. Essa é uma coisa boa que vem de lá. Não que sejam coisas comparáveis mas é uma maneira do estuprador ficar marcado o resto da vida pelo que fez.

Os 2 estupradores desse caso são perigosos, assim como o Michael Nodianos, que até agora não sofreu nenhuma punição. As pessoas ao redor deles precisam estar alertas sobre com quem estão lidando.


Sobre o que a Cris Jolie e a Sara falaram é bem verdade, por isso parei de usar a palavra "mulher" como sinônimo de esposa. Pra mim é muito simbólico a maneira como usamos essa palavra com esse sentido. Eu achava "esposa" meio datado, mas como não tem opção* - pro homem ainda tem "marido" e "esposo" - prefiro usar essa mesmo.

*côjuge é muito formal

Julia disse...

Achei isso aqui, é tipo um dossiê sobre o caso.

Acho que foi no blog que denunciou, não lembro.

http://www.localleaks.me/localleaks/steubenvillefiles/index.html


Aí da pra ver que teve até policial querendo encobrir o caso.

Anônimo disse...

claro que eu acho errado terem barbarizado a menina, publicado na internet e humilhado ela assim mas a verdade é que ninguém a obrigou a encher a cara não, e ela não foi drogada, foi só álcool mesmo então dizer que ela não tem uma parcelinha mínima de culpa também não é exatamente verdade, isso devia servir de alerta para as pessoas, mulheres principalmente, porque o mundo não é um lugar seguro e vacilar desse jeito dá nisso ou coisa pior.

Anônimo disse...

"Eu acho que esse registro de sexual offenders que tem nos Estados Unidos maravilhoso! Tínhamos que importar pra cá. Essa é uma coisa boa que vem de lá. Não que sejam coisas comparáveis mas é uma maneira do estuprador ficar marcado o resto da vida pelo que fez. "

as penas no Brasil têm começo, meio e fim, depois que a pessoa cumpre o que deve na Justiça fica um registro mas ela não pode ser re-penalizada pelo que já pagou e contar pra todo mundo isso é violar a intimidade (está previsto na Constituição) e prolongar a pena indefinidamente, então sou contra, ainda mais em casos assim onde as coisas podem não ser bem o que parecem ser e erros judiciários acontecem o tempo inteiro.

Sara disse...

se esses últimos comentários não foram de um legítimo mascu, eu corto um dedo....18.31hs e 18.33hs

Anônimo disse...

Poxa Sara, sem radicalismo. Discordar não é ser machista. Concordo com o anônimo e adiciono que a justiça tem que ser isenta em todo o processo. Me assusta que pressões externas ajudem a definir uma sentença; hoje se faz com um estuprador, amanhã pode ser um inocente. As sentenças tem que ser determinada em virtude dos elementos materiais do caso, e não devido a pressão externa.

Julia disse...

Eu diria mais, Sara. Pra mim esses dois anoônimos são estrupadores em pontencial. Estão esperando só uma oportunidade. Qualquer coisa é só dizer que a "vadia" tava bêbada pra se isentar de culpa.

Anon 22 de março de 2013 18:31, e quem foi que obrigou os 2 "garotos" a sapirem de casa, encherem a cara, estuprarem a garota, filmaram, twitarem e rirem do que fizerem? NInguém, né? Mas eles sabiam que tem gente como você no mundo pra colocar uma "parcelinha mínima de culpa" na vítima.

Anon 22 de março de 2013 18:33, sério que vc esta preocupado com a privacidade de estupradores? Me preocupo mais com crianças, mulheres, que estejam ao redor dele sem saber com quem estão lidando. Quem estupra uma vez estupra duas, três, quatro.

Não me lembro se alguém falou sobre isso mais pensem como essa cobertura da mídia pode inibir futuras vítimas de denunciar o estupro que sofreram. Vendo como tratam o estuprador e o descaso com que falam da moça...

Teresa A. disse...

Só uma correção: homem também é estuprado, pessoal. Com boa noite cinderela, por exemplo. Em número muito menor que mulheres, é importante ressaltar. Mas se é difícil para uma mulher admitir que foi estuprada por causa do estigma, imagina para o homem. São poucos os que denunciam. Por isso muita gente nunca ouviu falar e acha que não acontece. Mas acontece.

Artigo em inglês:
http://en.wikipedia.org/wiki/Rape_by_gender

Anônimo disse...

Raramente comento em blogs, mas esse post eu faço questão de comentar. Parabéns, muito bem escrito e sem as tendências que esse tipo de assunto costuma gerar, em razão das paixões envolvidas.

O que mais me dá medo sobre esses casos é ver pessoas que eu conheço - muitas vezes mulheres, vale dizer - colocarem a culpa na vítima. Tenho muito medo.

Maria disse...

"Segundo testemunhas, Trent e Malik removeram a roupa da garota inconsciente, enfiaram dedos em sua vagina, tentaram obrigá-la a fazer sexo oral (ela estava inconsciente demais pra isso), urinaram em cima dela "

Bom, se houve ou não ato sexual, o abuso já está caracterizado pelos atos retratados acima. O que me chama atenção nesse caso é que todo mundo deixou de lado o fato deles terem urinado na vítima.

Quer dizer, quando os agressores abusam sexualmente das vítimas, os defensores dizem que elas deram cabimento e que os homens possuem desejos sexuais incontroláveis. Mas, urinar sobre a vítima foi motivado por que desejo incontrolável da biologia masculina?

Kat Layane disse...

1 pelo dragon 2 pela vaca qem mandou pegar o leite da teta dela.... E 5 pelo dlç do Tod! Acertei?

Daniele :) disse...

É de doer o coração ler que essas coisas acontecem. É chocante e revoltante. E nós ficamos achando que esses rapazes são monstros, e logo após vem mais gente apoiando o que eles fizeram. É tão revoltante! Eu não compreendo como pais podem criar filhos assim! E esses filhos tem mães, como mães podem deixar seus meninos crescerem desse jeito? Eu lembro uma vez quando eu tinha uns 12 anos meus pais receberam um casal de amigos em casa. Na minha família, somos só meninas (eu e minha irmã), já o casal de amigos do meu pai tem uma garota e um garoto. E eu lembro dos meus pais conversando com eles e o amigo dizendo que a filha dele não podia fazer isso e aquilo, e eventualmente acabou falando que sim, o filho era o garotão, tinha que ser garanhão mesmo, sair e pegar todas as meninas. Então meus pais levantaram a questão e disseram que se eles tivessem um filho homem, não iriam agir assim. Que eles iriam pensar que todas as meninas que estão no mundo são filhas de outras pessoas e assim como eles gostariam que as filhas deles fossem respeitadas, eles iriam ensinar seus filhos a respeitaram todas as outras garotas. Que as regras dentro de casa devem ser igualmente para as filhas e para os filhos. E isso nunca me saiu da cabeça. Porque os pais acham que é certo ensinar seus filhos que é bonito ser machão e que é normal desrespeitar garotas, a se aproveitar das situações e achar que isso é normal? E quanto as filhas, elas tem que ser uns anjinhos que ficam trancadas dentro de casa, porque senão elas estarão "pedindo" pra que essas coisas aconteçam com elas? Isso é ridículo. E é por aí que as coisas devem começar a mudar.

Enfim, eu vim comentar mesmo pra dizer que lendo agora que o crime foi premeditado, me lembrei do último episódio de Law & Order (anteontem). Uma garota foi Mob Raped numa festa (eu fiquei em choque com a cena, e olha que eu já vi muita coisa forte na tv), e tinha sido premeditado por seu ex-namorado com a ajuda de dois amigos dele. Inclusive uma menina.

Ella Suzin disse...

Lola, conheci seu blog a pouco tempo e, lendo essa matéria, lembrei de algo que aconteceu aqui na minha cidade, no interior do RS: uma menina, menor de idade, completamente bêbada, foi estuprada na frente de uma e festa e quem viu, ao invés de chamar a polícia ou algo do tipo, FILMOU tudo!!Em época de whatsapp, o vídeo viralizou e toda a cidade viu... E o que mais me indigna são os comentários: ahh, mas ela quis; quem mandou beber até cair; ela pediu, estava usando um micro-vestido; e mais um montão de clichês do tipo! Não vi ninguém falar nada do rapaz que fez isso, que ele não deveria ter se aproveitado da guria, dai as pessoas ainda vem dizer que não existe cultura do estupro, que as mulheres que querem se fazer de vítimas!