segunda-feira, 21 de junho de 2010

HOMENS E MULHERES, FEITOS UM PARA O OUTRO

Homens e mulheres podem ser só amigos? Esta é uma das perguntas centrais da minha comédia romântica preferida de todos os tempos, Harry e Sally – Feitos Um para o Outro. Eu, e praticamente todas as mulheres que conheço, acham a pergunta um tanto estúpida. Nossa resposta é dããã, claro que sim! Mas não sei porquê, muitos homens têm dúvidas. Eles acham que a atração sexual interfere. Lembro de uma vez que comentei isso com alguns alunos adultos meus, dizendo que eu tinha um monte de amigos por quem eu não me sentia atraída, nem eles por mim, e esses aluninhos disseram que eu era ingênua.
Mas esses dias, conversando com um novo casal na praça, um casal fofo e jovem composto por dois pombinhos que sempre foram amigos, e de repente arriscaram namorar, percebi respostas diferentes. Ela disse que, até aquele momento, nunca tinha pensado nele “daquela forma”, digamos, mais sexual. Já ele disse que sempre a achou atraente, mas que, como amigo, suprimia essa atração. E isso foi na mesma semana em que, na minha turma de Literatura Americana, discutíamos a grande Kate Chopin e as agruras do casamento. Uma aluna decidiu levantar e dizer: “Não importa o que vocês falarem contra o sagrado matrimônio, eu acabei de ficar noiva!”. Depois, ela veio me contar que iria se casar com seu melhor amigo. Há montes de casos desse tipo. E não tenho estatísticas, mas algo me diz que casamentos entre amigos costumam dar certo.
Opa, mas ao pular uma etapa e descambar no casamento eu estou me sabotando! Assim estou dando munição pro outro lado e atestando que não, homens e mulheres não podem ser apenas bons amigos, e definitivamente não é nisso que acredito. Sempre tive ótimos amigos homens e héteros (e gays também, claro, mas nessa amizade as pessoas acreditam), inclusive amigos de infância. Acho que, em algum ponto da nossa convivência, esses amiguinhos se apaixonaram por mim, já que sou, claro, esta pessoa irresistível que vos fala. Mas logo passou, eles amadureceram, envolveram-se com outras pessoas, e nunca mais isso interferiu na nossa amizade de tantas décadas (é, gente mais velha tem décadas de amizades).
Mas me incomoda que as pessoas de fora automaticamente assumam que se eu, mulher, estou conversando com um homem, é porque aí tem. Francamente, é ridículo, vai! Estou junto com o mesmo bonitão simpático há quase vinte anos. Nos conhecemos num torneio de xadrez. Ele é do meio, e eu era. Durante essas duas décadas, obviamente, conversei com outros jogadores do xadrez. E aí, volta e meia, pro meu espanto, descubro que há rumores que eu tive casos com esses amigos. Eu tive casos, e nem notei! Um deles foi com um finlandês que eu e o maridão, então namoradão, conhecemos juntos num campeonato em SP. Lembro que o levamos para visitar os reptéis do Butantã. Mais tarde, por algum motivo desconhecido, o maridão não quis participar de uma passeata pró-impeachment do Collor na Av. Paulista. Eu e o Risto, esse era o nome dele, fomos sozinhos, e aí, ohhh, lógico que só podíamos ser amantes – imagina só, eu e um homem hétero, loiro, bonitinho, sós no meio de 500 mil pessoas?! Só não vê quem não quer!
O outro amigo enxadrístico com quem eu aparentemente tive um caso caliente foi um grande mestre iugoslavo que teve a sorte de participar do mesmo torneio que eu em algum lugar do Paraná. Como eu era uma das poucas pessoas que falava inglês fluentemente, e como ele não falava português, conversamos bastante. Ele era muito boa gente, e eu já era essa mulher deslumbrante, mas não rolou nada além de saliva. Ahn, quero dizer perdigotos, um bom papo! Até porque eu já tinha namorado. E não estou muito certa porque faz tempo, mas desconfio que não houve nenhuma atração física de ambas as partes. Agora, vai falar isso pra galera do xadrez! Não sei como não uso a letra A de “Adúltera” do romance do Hawthorne.
Agora que estou num emprego novo, conheço gente nova todos os dias, e muitos são homens, e muitos são até homens héteros. De cara eu já adorei alguns, e sinto que fui correspondida. Mas achar que, só porque tenho afinidade com alguns eu vou pular na cama com eles equivale a pensar que, por eu também adorar algumas de minhas novas colegas mulheres, vou virar lésbica. Sei lá, mas adoro meus gatinhos, e minha relação com eles é puramente platônica. Atração sexual dá pra ficar fora de qualquer relacionamento. Só complica se ficar fora do casamento.

37 comentários:

Kyhetha disse...

ouço isso o tempo todo.
é que eu tenho mais amigos homens mesmo. Faço faculdade e na minha sala tem 21 homens e 2 meninas. bah, já acostumei a ouvi gente dizer caaaaada absurdo.


pelo amor!
HAHA

Montricot disse...

"Atração sexual dá pra ficar fora de qualquer relacionamento. Só complica se ficar fora do casamento."
Perfeito!

Sabe Loláxima, tenho uma opinião bastante humilde, despretenciosa e sem respaldo científico: creio que isso tem muito a ver com a questão cultural, com esse lance passional que entremeia a cultura brasileira.

No Brasil tem esse lance - latino? - de sexualizar TUDO (ok, talvez QUASE tudo!). Um exemplo: aqui no Brasil, acho muito difícil ver ex's que se dêem bem, tenham amizade e que os companheiros e companheiras atuais fiquem completamente cool em relação a isso. Nas terras escandinavas, por exemplo, o pessoal casa, separa, casa de novo e o povo se reúne, atuais, ex's, filhos e cia, e everything is fine.

assunto bom a se pensar!

Umrae disse...

Ahahahahahahaha!
Se fosse do jeito que esse povo pensa...
Meu caso é o mesmo da Kyhetha: Tem umas 60 pessoas na minha classe na faculdade. 5, contando comigo, são mulheres. Ou seja, ou criamos um grupinho fechado superando qualquer falta de afinidade e o mantemos até o TCC, ou as 4 de nós que namoram ou são casadas são necessariamente adúlteras?
Aaaai, não aguento...
Vários dos meus melhores amigos são homens, nunca houve um pingo de atração partindo de ambas as partes.
Já tive amigos que sentiam atração por mim ou vice versa, sim, claro. Mas nesses casos a atração começou antes que a amizade. Claro que isso não é regra, é só como foi comigo.
Mas é engraçada, Lola, no caso dos seus alunos, a visão que eles mesmos têm dos homens, como se todos não tivessem nada na vida para pensar além de sexo e enxergassem todas as mulheres do mundo como parceiras potenciais. Tipo, sem ter nem preferência, restrição, nada.
Quando vem um desses com essa conversinha para cima de mim eu pergunto; "Mas você tem vontade de transar com toda e qualquer mulher com que você fala?" Pois é, o resto do mundo também não...

liber disse...

Homens e mulheres podem ser só amigos?

Sim.

Um homem e uma mulher, amigos, podem ficar a fim, transar, e continuar amigos?

Ah, essa é uma pergunta com uma infindável roda de possibilidades, contextos, perspectivas e implicações, não acha?

Gostei muito do seu texto. Aliás, gosto muito do blog.

Abraços

aiaiai disse...

Eu acho que os homens não acreditam em amizade com homem e mulher porque sexualizam tudo...mas a coisa é absurda porque para eu ser amiga de um homem (e olha que tenho um monte de amigos homens) o cara tem que ser meu amigo também...então ele tem que acreditar né?

Doideira.

Outra coisa que pensei foi que se fosse assim, também não daria para a gente ter amiga lésbica, né? E eu também tenho um monte...

Lamentável.

Montricot, não acho que isso seja uma coisa brasileira, muito pelo contrário. Acho que aqui a gente é até mais relaxado em relação a isso. Eu tive um namorado noruegues, coisa séria, ficamos mais de três anos juntos. Eu tive que terminar a relação porque ele morria de ciúme de qq homem e não aceitava meus amigos - alguns de longa data. E ele não era nenhum moleque, era um cara de mais de 40 anos...Ele me dizia - indignado - que uma mulher não pode se relacionar com outros homens de forma tão íntima como eu me relaciono com meus amigos (abraço, beijo - no rosto!!!!). Ele queria que eu escolhesse...meus amigos ou ele. Eu escolhi meus amigos, né...que ainda tiveram que me aturar chorando e praguejando o nordico por um bom tempo kkkkkkk

Amanda disse...

Ah, eu não sei. Quer dizer, se um homem e uma mulher são amigos e não estão comprometidos com terceiros, so não ficam juntos se não houver atração mesmo, se um dos dois não achar o outro bonito. Po, quer coisa melhor do que começar um relacionamento com uma pessoa que você tem afinidade, se diverte e se sente bem com?

Agora se estão comprometidos a historia é outra, né?

=Maíra= disse...

Pois é, Lola, sempre passo por isso... Desde muito nova, me identifico mais com turmas de homens, aí já viu, né? E o engraçado é ouvir sempre das mulheres que homens nunca (atenção: NUNCA) querem ser seu amigo. Sempra há um interesse sexual pro trás. Acho, assim como a Montricot, que isso seja fruto de nossa cultura (não sei se latina, mas machista com certeza), que enxerga o homem como "máquna de fazer sexo". Não que os homens que sejam meus amigos queiram me comer, mas as pessoas que estão de fora (incluindo as mulheres) compram esse imaginário barato. Fazer o quê, né?

Bia Carvalho disse...

Nossa, a relação HOMEM X MULHER é sempre muito complicada, mas meu melhor amigo é um homem e ele me entende muito bem. Talvez seja porque tenhamos um gosto muito parecido para livros, música e filmes e porque tb já nos conhecemos há muito tempo.
Mas daí, entre eu e ele não rola NENHUMA atração, pelo menos não da minha parte... acontece né?
Se bem que meu namorado é bem meu amigo tb, me ouve, me aconselha... não tenho do que reclamar...e atração? Nossa, tb não tenho MESMO do que reclamar hahaha.

Depois dá uma passadinha no meu blog, estou sorteando o livro Gênese Pagã da autora brasileira Simone Marques!!

http://amormisterioesangue.blogspot.com/2010/06/promocao-genese-paga-de-simone-marques.html

Você não pode perder essa!!!!

Roberta disse...

Lola,femme fatale!

Dáfni disse...

Concordo com Montricot, os latinos têm esta dificuldade, e ai do cara que tem amizade com uma mulher e não quer comê-la (chulo assim mesmo, como a galera pensa).

Eu sou o caso que casei com o amigo. Mas tenho muitos amigos homens (é da profissão, sou física, e o que menos tem na física é mulher), e não sinto atração física por eles. E se fosse ter um caso com todos meus amigos homens, faltariam anos pra isso se concretizar (rs).

Beijos

Flovi disse...

Sabe que eu nem me irrito muito com essa história de que homens e mulheres não podem ser amigos? O que me irrita mesmo, e muito, é quando dizem que mulheres não podem ser amigas, já que elas nasceram para competir entre si. Aí sim eu fico com muita raiva e nojo. E no fim, parece que querem nos fazer acreditar que mulheres não foram feitas para terem amizades.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Também me irrito muito com esse papo de que mulher não sabe ser amiga de mulher e que entre homens é que há amizade verdadeira... Eu tenho amigas que já me apoiaram e me apoiam em qualquer hora, daquele tipo que se um dia você matar alguém, é capaz de te ajudarem a esconder o corpo, rs, brincadeira...

Nunca tive grandes amizades com homens, mas os colegas e amigos que eu tinha eu via como amigos assim, mesmo que achasse alguns atraentes ou não, e também acho que com eles era assim, alguns deviam me achar atraente e outros não. Infelizmente posso até dizer que sei me relacionar melhor com amigos e colegas que com possíveis namorados...

Engraçado é que há esse mito de que mulheres e gays sempre são grandes amigos, mas exatamente os dois gays com quem tive amizade, não se mostraram verdadeiros ou realmente amigos... Claro que sei que nem todos os gays são assim, mas é só mais um exemplo de como essas generalizações e estereótipos muitas vezes não são verdadeiros... Aliás, detesto estereótipos, acho que gente que sempre se pauta por eles, é porque tem preguiça de pensar, só pode, preferem achar que relacionamentos são ciências exatas, tal situação sempre dá o mesmo resultado, esse tipo de coisa...

Abraços Lola!!!

Iseedeadpeople disse...

Lola, esse seu post me lembra as propagandas NOJENTAS da Skol. Vc já escreveu sobre isso? Tinha uma em particular q eu ODIAVA COM TODAS AS MINHAS FORÇAS: a que falava justamente isso, q homem e mulher não podem ser amigos, e mostrava um cara no velório do amigo olhando pros peitos da viúva. Lamentável, deprimente, sexista e péssimo tbm para os homens: conheço muitos homens decentes que odeiam ser retratados como seres acéfalos que só pensam com a cabeça de baixo (especialidade dos comerciais de cerveja).



E deixo aqui minha indignação com
o q a flovi comentou,do senso comum dizer que mulher não pode ser amiga de mulher!!! As pessoas q mais me apoiaram e ajudaram, e estiveram sempre ao meu lado, foram AMIGAS.

Engraçado isso,né? Mulher não pode ser amiga de homem pq ele tá querendo comê-la; mulher não pode ser amiga de mulher pq elas são falsas e vão roubar o marido da outra. Eu me pergunto: o que sobra???

Me lembrei agora das vezes q estive na Índia - e como vc sabe, meu marido é indiano. A amizade entre homens é extremamente endeusada por lá. Um homem pode até desistir de um casamento se a noiva não for do agrado dos amigos (!!!). Eles fazem TUDO q os amigos falam. Homens andam de mãos dadas, se beijam no rosto, sentam no colo. e mulheres???? Ficam trancadas em casa, e aaaaai de alguma q ouse sair de mãos dadas com uma amiga. Com homem, então é caso de polícia, literalmente ¬¬

Raiza disse...

Pegando o gancho do comentário do Liber,acho que dois amigos podem transar sim e continuarem amigos.Porque não é só o sexo que define uma relação amorosa né?Se não não teria casal que não faz sexo.Resumindo,transando ou não transando,sentindo atração ou não,eu acho que é sim possível a amizade entre homem e mulher.

Gisela disse...

Olha, eu não acredito em amizade entre homem e mulher segundo a minha experiência. Apesar disso, tive um amigo (ficou aquilo de tesão encubado e ele sofria de psicose-maníaco-depressiva descoberta aos 21, 22) que dizia: "ah, Gi, você é a única que conseguiu ultrapassar essa linha tênue. Humm sei.. Encheu meu saco, me perseguiu e ainda se dizia amigo. Eu tô fora. Só na internet, mesmo assim...

Gisela disse...

E mais: já tive uma noite e "algumas noites coloridas" com um amigo e nunca voltou a ser como antes, ao menos para ele, o primeiro. Troca de namorada, mas parece que a minha vida não anda por que eles ficam agourando!

Gisela disse...

A propósito: até gay tem atração de vez em quando. É... ninguém está livre: somos bissexuais em termos civilizatórios, como dizia meu prof.

Samantha disse...

Eu também tenho muitos amigos, héteros e gays. Na adolescência, muitos de meus amigos confundiam as coisas até porque na adolescência somos confusos e misturamos sentimentos. Alguns são amigos meus até hoje, tem namorada e são felizes.

Eu acredito na amizade entre homem e mulher (ambos heteros) sim. Duas pessoas maduras e bem resolvidas podem ter um relacionamento saudável, sem misturar sentimentos.

Mulher Asterísco disse...

Amizade, sempre, entre todos, de todos os sexos, cores e idades...

Me pergunto é se de uma amizade sem atração pode surgir o amor e o desejo?

Marussia de Andrade Guedes disse...

É claro que pode e deve haver amizade entre homens e mulheres. Não haverá igualdade enquanto houver clubes do Bolinha e da Luluzinha. Só não adianta negar que a atração sexual estará fora disso. Só estará se ,realmente, as pessoas envolvidas não forem atraentes uma para a outra. Mas se pintar atração? Qual o problema? Acabar a amizade por ter rolado algo sexual é de uma infantilidade sem tamanho. É uma lástima que as pessoas continuem divinizando o sexo e perpetuando o mito da monogamia. Isto é herança de uma moral judaico-cristã. E mesmo pessoas que se dizem atéias vem fazendo parte do grupo dos herdeiros.

Koppe disse...

Claro que pode, só quem tem a cabeça cheia de bloqueios acha que não. E se rolar sexo, e a amizade for verdadeira, ela continua. E quanto aos boatos sobre envolvimento, mesmo quando não tem nenhum, amigos e amigas de verdade costumam rir desses boatos... E a atração não chega a interferir, é como uma porta que fica aberta, "quem sabe um dia...".

Ághata disse...

Bem, homens são educados a avaliar automaticamente a aparência das mulheres, valorá-las de acordo com o quão servem ou não para a sua função primodial dela (agradar macho = seja como objeto de de decoração, sexo, reprodução), sem exergá-las como igual.
Aí, é normal passarem a só se relacionar com pessoas do sexo oposto apenas com segundas intenções ou por mero acaso (dividir uma sala de aula, um ambiente de trabalho). Daí, é lógico que vão pensar que é 'impossível existir amizade entre macho em fêmea'.

Para se ter amizade com alguém, é preciso considerar esta pessoa um igual, é preciso consideração, respeito, intimidade, querer conhecê-la, ter alguma afinidade - não é o tipo de coisa que homens oferecem ou esperam de mulheres.

Ághata disse...

...o que me preocupa nesta história não é nem como fica a amizade entre uma mulher e um cara que pensa assim...
É como deve ser o relacionamento entre esse cara e a namorada/companheira/esposa dele...
Porque não há relacionamento bom sem amizade.

Ághata disse...

Partilho a mesma irritação de Flovi.
Parece mesmo que mulher não serve pra amizade.
Mulher é vista com desconfiança há muito tempo...

Débora Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Débora Lima disse...

Bom, ando meio que sem amigos homens! Quando criança eu me dava Bem melhor com os meninos, até batia e apanhava deles, jogava bola, bola de gude, apostava corrida, etc, era moleca de voltar podre de terra da escola pra casa.

E nunca mais tive isso. Tive vários outros amiguinhos e amigos, mas não fiz questão da amizade depois de muito tempo, por incompatibilidade, até os recentes colegas de faculdade, esses foram os piores totalmente falsos, fingidos, fofoqueiros, idiotinhas, machinhos, olhe, um nojo...

Os que eu ainda tenho contato e falo mesmo, são mais inocentes, gente de boas, que foge da programação que a Ághata falou... acho que não tive muita sorte com amigOs, ao contrário do pessoal aqui que comentou.

Então, bem, meu problema com amigos homens, não é por questão de sexualidade, e sim de personalidade... as qualidades deles, serem engraçados e tudo mais, não valiam a pena pela quantidade de defeitos. E tô falando de amigo msm, pra conseguir conversar na boa, não rolava, a menos q eu me fizesse de cega, surda, burra, paciente... nops!

Hugo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hugo disse...

Além de um problema sutil ao tentar cultivar amizades com mulheres, que é uma mulher, a minha namorada, que é muito ciumenta, não vejo problemas nisso, não. Tenho ex que é amiga até hoje, amiga que não é ex...

Mas gostaria de fazer uma ressalva aqui, inclusive usando como gancho um outro post recente: a diferença entre atração e desejo. Eu, pelo menos, sou capaz de olhar pra uma mulher, achá-la atraente (seja por características físicas, sociais, intelectuais, emocionais, ou o que seja), porém não desejá-la. Como um paralelo, o que a Lola comenta no post sobre os jogadores de futebol que ela vê na Copa. Olhar e achar bonito, conhecer e achar simpática ou atraente, é BEM diferente de desejar, querer algo mais com a pessoa.

E eu creio que seja nesse ponto que se desenha a linha. Alguém que não separe essas duas coisas, terá, realmente, problemas para ter amigos do sexo que lhe atraia. Ou só será amigo de alguém que considere feio?

aiaiai disse...

gente, olha que filminho bacana!!!

aiaiai disse...

esqueci de dar o link...aogra vai


http://vimeo.com/12625441

Giovanni Gouveia disse...

Se não há amizade entre homens e mulheres, significa que não há vida após o casório?

Senhorita Baunilha disse...

Olá, sempre leio suas postagens e te sigo o meu melhor amigo é homem... bjus Baunilha

Umrae disse...

Genial o filminho, aiaiai.

Clara Gurgel disse...

Aiaiai,tb vi o filminho e me identifiquei muito!!!kkk

Gisela disse...

Giovani, é diferente isso. Bom, imagino que seja apesar de nunca ter me casado, mas já tive experiências próximas disso.

Um homem e uma mulher heterossexuais quando se conhecem existe e sempre vai existir uma certa "tensão sexual", porque isso é instintivo.

Eu pessoalmente não acredito que essa tensão possa ser ultrapassada e sim sublimada, porque somos criados para viver civilizadamente e um cara não vai pular em cima de mim, a não ser que esteja meio bêbado ou fora de si por qualquer outro motivo.

Esse meu amigo me disse que fui a única _ na vida dele _ a conseguir ultrapasar a linha do desejo e continuar amiga dele, mas quem me garante que essa não era mais uma tática? Bem, na minha experiência não funciona. Ou é cama ou nada. Se rolar casamento, aí são outros quinhentos pois já transaram.

A tensão sexual para aí. Depois é comodismo junto de amizade e compromisso familiar se tiver criança no meio da jogada.

Paixão arrefece no cotidiano e não há psicanalista que cure. Aliás, não precisa nem morar junto, nem casar para ver que o desejo por segurança é superior ao desejo de dar liberdade e aventura ao outro. Ninguém deseja correr esse risco. No entanto, enganam-se todos pois a vida é um eterno risco: o risco da alternância entre dominado e dominador.

Se é que existe relacionamento sadio nesse mundão - com ou sem Deus! ;-)

Nita disse...

é lola, eu tenho/tive o mesmo problema várias vezes.
acho que posso afirmar com certeza que já "tive casos" com todos os meus amigos homens sem saber, e melhor, só descobria uns 2, 3 meses depois de todo mundo, isso que é ser lerda não?
eu tenho uma relação muito carinhosa com todos eles, e acho que por isso as pessoas confundem tudo. qual é o grande problema de se abraçar ou fazer cafuné em um amigo do sexo oposto?
acredito sim em amizades entre pessoas de sexos opostos, mesmo porque se não acreditasse estaria perdida, já que 99% dos meus amigos são homens. x)

Saudades de ler as coisas aqui, vou tentar frequentar mais agora que vou entrar de férias.

Beijos

Lila disse...

Nem sempre concordo com vc, apesar de não pereder um post sequer, mas devo admitir que vc esreeu seu melhor texto desde que te acompanho, pois assim como vc e milhares de outras mulheres, acredito em amizade entre homens e mulheres, mas os homens, inclusive meus amigos, dizem que não se pode achar que homem não tem atração pelas mulheres (tb pelas amigas). Eu não queria ser homem nem por um dias, pois já pensou como deve ser chato olhar pra todo sexo oposto e sentir tesão?