terça-feira, 27 de abril de 2010

DIÁLOGOS SURREAIS ENTRE O CASCA-GROSSA E O TRAPINHO

Opa, isto aconteceu em dezembro, mas esqueci de contar. Eu fui disputar a atenção do maridão com a TV (perco sempre, não dá pra ganhar). Ele tava vendo Globo Esporte, e passou uma reportagem sobre uma Letícia que perdeu toda a família num acidente de carro quando tinha 10 anos e ficou paraplégica, e aos 24 começou a nadar, e hoje, aos 27, é campeã internacional em sua categoria. E como ela comemorou sua vitória? Sorrindo (se não conseguir ver o vídeo, veja aqui). Claro que essas reportagens são feitas pra emocionar. E desnecessário dizer que, farrapinho humano que sou, elas me pegam sempre. Eu até resisti bravamente. Só no final começou a queda d'água, quando a repórter diz que Letícia reage a tudo sorrindo. O maridão olhou pra mim, viu o dilúvio, e emendou: “Ao contrário da Lolinha, que não reage exatamente sorrindo...”.
Eu: “Viu só? Eu choro sempre vendo essas coisas. Como você pode dizer que sou uma insensível?”
Ele: “Não, meu anjo, não confunda as coisas. Os cascas-grossas também são sensíveis. Veja o caso dos rinocerontes. Eles são casca-grossa, mas é só olhar praqueles olhinhos que a gente vê um poço de sensibilidade”.
Eu (enxugando as lágrimas): “Imagino que estou sendo comparada a um rinoceronte...”
Ele: “E os jacarés? Esses também são casca-grossa, mas são sensíveis”.
Eu: “Hmm... Eu adoro jacarés e crocodilos e rinocerontes, mas aí sua comparação não foi boa. Porque tem aquele negócio de lágrimas de crocodilo pra denotar falsidade...”
Ele: “Tudo intriga da oposição. Você sabe como o povo fala...”
Eu: “O povo fala sobre outras cascas-grossas também?”
Ele: “Fala. Mas as lágrimas dos jacarés e das Lolinhas são sempre legítimas”.

14 comentários:

Milena F. disse...

Adoro os diálogos entre vocês. As vezes enxergo eu e meu marido nesses seus posts. kkk
Beijos

GiGi disse...

Que marido mais fofo! :-))

Ana Flavia disse...

Hahahaha! Eu também não reajo a quase nada sorrindo, já faço cara feia e emburro quando decepcionada!
bjo

Giovanni Gouveia disse...

tava sentindo falta desta coluna... ;)

Fabiana disse...

Ahahahaha, muito bom, gosto dos jacarés também.

lola aronovich disse...

Ai meu deus! Esta crônica era pra sair amanhã! Eu devo ter posto a data errada. Agora aproveitem, porque texto novo, só na quinta!

Luna Rosa disse...

Pq só na quinta?
Meu pobre coraçãozinho não aguenta sabia!
Alias dialogos com El Maridon são mara,vc podia fazer que nem aquela moça que gosta tanto do que o marido fala que grava ele dormindo!Pq ele é meio sonambulo e fala durante a noite KKKKK
é engraçado é mais ou menos como seu maridon que fala sobre rinocerontes e jacares,o marido sonambulo da moça fala sobre pinguins zumbis :D

Laura disse...

Sabia que tinha algo estranho... dois posts no mesmo dia!

Bruno Stern disse...

Como não vai ter post até quinta, o pessoal dos comentários pode escolher um assunto interminável para ficar debatendo até o próximo post.

lola aronovich disse...

É isso aí, gente boa! TEMA LIVRE. Podem discutir o que quiserem nos comentários deste post. Agora é a hora de colocar todos os argumentos ambientais contra o governo Lula!
E se quiserem me chamar de casca-grossa, também tá valendo...

Hoje fui transferir meu título eleitoral, iupppiiiii! Agora estou prontérrima pra votar. Tirem ou transfiram seu título até o dia 5 de maio, gente! Vamulá! É só ir a um cartório eleitoral (e enfrentar algumas filas, porque todo mundo deixou pra última hora). O prazo final é semana que vem, dia 5/5. Ainda vou escrever um post sobre isso, mas já começo insistindo por aqui: tirem/transfiram o título! Votar é um privilégio que até pouco tempo a gente não tinha. Agora que tem, não vai querer votar?

Leila Silva disse...

Santos deus, ainda bem que você avisou, ainda não transferi o meu...

Obrigada

aiaiai disse...

Po lolinha,

tem pra mais de mês que eu te avisei que era hora de transferir o título....
aposto que não foi a praia ainda
aiaiai!

Olga Elis disse...

Lola, o maridão não tem um irmão, não?????????? Assim.. só pra saber

Jack Duraes disse...

as vezes é impossivel nao comentar.
será ki um dia vou te conhecer, escritora?
hehehehe
amo esse blog, apesar d odiar ficar escrevendo comentarios, mas nao resisto!
pode acreditar ki leio todas suas postagens e fico me segurando pra nao começar escrever uns comentsss.
boa tarde!