quarta-feira, 22 de março de 2017

MINHA SOLIDARIEDADE A EDUARDO GUIMARÃES

Eu não gosto do blogueiro Eduardo Guimarães. Nunca gostei, não gosto do seu estilo, vi o sujeito ser machista algumas vezes. Mesmo que nós dois sejamos de esquerda, ele também não gosta de mim (num dos Encontros de Blogueiros Progressistas, segundo me contaram, ele reclamou por eu ter sido convidada). Mas seu Blog da Cidadania, que existe há mais tempo ainda que o meu, é um blog relevante da esquerda.
Ontem a Polícia Federal, a mando do juiz Sérgio Moro, deu ordens de condução coercitiva e busca e apreensão. Às seis da manhã, bateram na porta de Eduardo, em SP, e o levaram à delegacia. Confiscaram todos os seus equipamentos eletrônicos e também o celular da esposa. Eu não preciso gostar de Eduardo para saber que isso é completamente errado.
Ano passado, Eduardo havia publicado em seu blog a informação de que Lula seria alvo do Lava Jato. A polícia quis saber quem passou essa informação. Eduardo negou-se a revelar a fonte. A sua prisão ontem -- perdão, "condução coercitiva" -- fere o direito constitucional do sigilo à fonte, garantido a todos os jornalistas, com ou sem diploma (Eduardo não tem diploma e é comerciante, além de blogueiro). 
A nota da Justiça Federal do Paraná justificando a ação da PF é impressionante. Ela nega ter violado qualquer direito constitucional do blogueiro porque, segundo o que a Justiça decidiu, o blog de Eduardo não seria um veículo jornalístico, e sim um "veículo de propaganda política". Quando li isso, não acreditei. Pensei: só porque o cara apoia partidos de esquerda, o blog dele é de "propaganda política"? Sob essa ótica, todos os noticiários da grande mídia seriam "veículos de propaganda política", já que eles também têm lado. 
Mas não. A justificativa para negar a Eduardo o rótulo de jornalista e, assim, negar-lhe direitos, é que o blogueiro foi candidato a vereador pelo PCdoB-SP em 2016. Ele ter sido candidato e ter um blog faz de seu blog "veículo de propaganda política". Não é fascinante? Eduardo tem o blog há doze anos. Porém, como ele se candidatou a um cargo eletivo numa fração dessa dúzia de anos, isso invalida qualquer trabalho jornalístico que o blog tenha realizado. 
O que aconteceu é muito sério. Põe em risco a liberdade de todos nós. Afinal, só em ditaduras que as preferências políticas de cada um são levadas em conta para decidir quem tem ou não direitos. 
Portanto, mais importante do que qualquer picuinha ou divergência, é a ameaça que paira sobre todos nós, blogueiros independentes. Minha solidariedade a Eduardo Guimarães. 
UPDATE: É mesquinho, e emblemático, que jornalistas "de verdade" (aqueles com diploma) decidam quem é ou não jornalista
A ação de Sérgio Moro foi considerada tão arbitrária por qualquer pessoa com bom senso e que tenha apreço pela democracia que o juiz recuou: não investigará mais Eduardo.

33 comentários:

Anônimo disse...

ele já confessou (afinal é boca aberta) que não só recebeu informações vazadas ilegalmentem como avisou Lula.
Crime é crime, DURA LEX SED LEX.

Anônimo disse...

Muito antigamente eu até gostava do blog do Eduardo Guimarães. Mas depois de algumas atitudes machistas (por exemplo ele se aliou ao nassif naquele caso das feminazis)deixei de gostar, de ler, de seguir. Mas também me solidarizo e digo que a condução coercitiva foi mais uma afronta ao direito. Merece o repúdio de todos que lutam por um verdadeiro estado democrático de direito.

Neide
@neideimb

Anônimo disse...

Foras da lei e saqueadores da nação precisam sofrer as consequencias da lei, coisa ludicra nesse pais das bananas.

Anônimo disse...

Lola o que vc acha da liberdade de imprensa em Cuba? Ou na China e na Coreia do Norte?

titia disse...

Ê lelê! É a ditadura mequetrefe que nem mesmo se assume como tal vindo com tudo! Qual será a desculpa que vão dar quando começarem a torturar gente em porões?

Anônimo disse...

Condução coercitiva não é prisão. Se o juiz tem que falar com o suspeito e ele não quer colaborar, o que fazer? Mandar a polícia buscar o elemento, não vejo problema nenhum nisso.

Anônimo disse...

Lola sou sua fä eu estou preocupada com os caminhos que o pais anda tomando com atitudes autoritarias.

b) Lola gostaria de sugerir um post sobre os programas do fantastico que anda falando dos transgeneros

Anônimo disse...

Se Lula e seus comparsas foram alertados sobre a batida da PF e se, depois disso, eles aproveitaram para destruir provas, a Lava Jato tem o dever de mandá-los para a cadeia.

Anônimo disse...

Nota do MPF:

“As providências desta data não tiveram por objetivo identificar quem é a fonte do jornalista, que já era conhecida, mas sim colher provas adicionais em relação a todos os envolvidos no prévio fornecimento das informações sigilosas aos investigados”.

E também:

“Dentre os motivos das providências, estão provas de que o blogueiro informou diretamente aos investigados a existência de medidas judiciais sob sigilo e pendentes de cumprimento, antes mesmo da publicação das informações no blog”.

Anônimo disse...

A informação é falsa. Ele não foi levado para perguntarem a identidade da sua fonte (a PF já sabe quem foi). Ele está sendo investigado por supostamente ter avisado os alvos da operação para que pudessem destruir provas (coisa que ele fez MUITO antes de publicar a informação no seu blog).

Eduardo Guimarães disse...

Lola, é Eduardo Guimarães. Eu nunca reclamaria por você ter sido convidada para o Encontro de Blogueiros; era imperativo o movimento de mulheres estar representado. Também a defendi quando foi vítima daquele ataque monstruoso. Apoiei o Nassif porque sabia que no caso das feminazi alguns estavam se aproveitando para acertar contas com ele, como o incrível Idelber Avelar, cuja a participação naquele episódio você conhece. Também acho seu blog relevante e espero que um dia possamos conversar. Vai descobrir que sou um dos homens menos machistas deste mundo - já que todo homem é machista em algum nivel. Bjs

Anônimo disse...

(Viviane)
Lola, você já havia comentado sobre o machismo do Eduardo em outro post em que eu falei do Nassif. Mesmo assim, não esperava nada diferente de você ao se solidarizar com o blogueiro. Eu também leio a maioria desses blogs e até "dou um desconto", pois o Eduardo parece agir de forma ética (já não vejo com bons olhos outros "famosos" desse campo, como o próprio Nassif, PHA e Paulo Nogueira).
Isso posto, um aviso aos reaças: quando até Reinaldo Azevedo se indigna com o caso, temos certeza de onde está o lado certo da história...

Aline disse...

Ai, ai, esses juristas de facebook me fazem rir.
Vamulá, bolsominions, vou desenhar:
Condução coercitiva é instrumento usado para levar, mesmo que necessite a força, uma pessoa que está sendo processada ou investigada. Se ela é intimada (veja bem, o processado ou investigado) e não comparece na oitiva (veja bem, o processado ou investigado tem que faltar na oitiva), então o juiz manda conduzir coercitivamente. Resumindo, precisa que o processado ou investigado (é, eu tô sendo redundante, mas lembrem-se, são bolsominions) tem que se recusar a aparecer na delegacia ou fórum. No caso do Eduguim (leio muito pouco, não gosto da estilística) ele SEQUER FOI INTIMADO. Então, os requisitos para a coercitiva não foram contemplados. Logo, é eufemismo pra "prisão para averiguação", coisa que foi considerada ILEGAL pela CF88. Acrescente o FATO que o Eduguim representou contra o moro no CNJ (Conselho Nacional de Justiça, órgão que deve assegurar que os magistrados julguem com imparcialidade, bolsominions) a uns dois anos atras. Moro representou também contra o Eduguim, ou seja, um processa o outro. Pelo código da magistratura, um juiz não pode atuar como juiz contra uma pessoa que tem um litígio contra ele. Quem assinou a condução coercitiva? Sim, amiguinhos, o rei dos analfabetos, sergio moro. Isso em qualquer país sério levaria à demissão do juiz. Mas vivemos no Brasil, um país aonde apenas 8% da população tem capacidade para compreender plenamente o que está lendo. Taí o resultado do projeto "Como manter uma crise perpétua na Educação Brasileira pra formar um país atrasado e desigual".

Rafael Cherem disse...

Aline,

Perfeito.

Esse Juiz está ultrapassando todos os limites, alguém precisa chama-lo a razão.

Anônimo disse...

Ora, ora, ora! Mas este tipo de coisa não era obra somente dos militares durante o Regime Militar? Continuam perdidos como cachorro em dia de mudança. Não sabem o que combater afinal. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Rodrigo Almeida disse...

O jornalista ai sem diploma avisou a quadrilha q a policia iria bater a porta, a turma aproveitou pra destruir provas e o vilão da historia é o Sergio Moro...

Tah certinho mesmo esses militontos.

Anônimo disse...

O Sr. Sergio Moro, num país que tivesse uma corregedoria séria, já estaria afastado. Você que é coxinha, de direita, de ultra direita e bate palminha a cada ação desse Sr. contra pessoas que atuam na esquerda, pense: Você gostaria de ser julgado por um juiz que ama a esquerda e deixa isso bem claro em suas ações?

Anônimo disse...

Lola, você viu que a terceirização irrestrita passou?
Vai ser o fim...

donadio disse...

"Crime é crime,"

Sim. Crime é crime, mas o crime no caso é vazar informações, não receber e repassar informações. Caso contrário seria necessário prender toda a população brasileira; afinal, não lemos todos nos jornais ou nos blogs dezenas de informações vazadas ilegalmente?

Aline disse...

rodrigo almeida e 10:36 não fazem parte dos 8%...

Carlos Eduardo disse...

Pois é, é perseguição lascada.

Fico indignado com esse juiz. Dirceu, Palocci, Vacari, Pizolatto, Cabral,tudo inocente.

Tudo puxando cadeia di grátis, di grátis, di grátis.

Fico revoltado com isso.

Rafael Cherem disse...

Jornalista não precisa de diploma Rodrigo, e teve procurador dando coletiva secreta vazando dados para a imprensa, o próprio juiz usou a operação politicamente, fora que ele PROCESSA o blogueiro que é causa de sua suspeição.

Mas amanhã a loucura de um juiz bate na sua porta, ai quem sabe vc entende.

Fabrício disse...

SÉRGIO MORO SEMPRE FOI UM VERME IMUNDO!

Anônimo disse...

Uma certa deficiência cognitiva detected, não?

Anônimo disse...

Aline disse...

rodrigo almeida e 10:36 não fazem parte dos 8%...


Pois é Aline. Acredito que nem você esta inserida neste "seleto" grupo do 8%, não é mesmo? O meu comentário não foi alusivo ao texto, no que tange à medida arbitrária perpetrada pelo juizeco. Você é tão desprovida de inteligência que nem percebeu que eu concordo com você quanto à ilegalidade da condução coercitiva não ser precedida de uma intimação. O meu espanto origina-se no fato de que isso ocorra numa democracia e não tão somente no período do Regime Militar como muitos apregoam( pronto, traduzido para Vossa Magnificência, a rainha do saber)

Anônimo disse...

Cuba: Christian Leader Receives 3-Year Prison Sentence for Anti-Castro Comments
http://www.breitbart.com/national-security/2017/03/22/cuba-christian-leader-receives-3-year-prison-sentence-for-anti-castro-comments/

Aline disse...

Analfabetos desviam o assunto para outro que não tem nada a ver com o discutido. Carlos eduardo não faz parte dos 8%...

Aline disse...

Obrigada, mamãe concorda que sou inteligente. Falsa modéstia eh coisa de gente pequena. O índice de analfabetismo dos 8% inclui, também, incapacidade de escrever e ser entendido. Obrigada por provar meu ponto.

Anônimo disse...

A pergunta que se faz é quando que vão conduzir o Ken de Maringá pro seu devido lugar.

Anônimo disse...

16:43 breitbart? é sério?

só tenho uma coisa a dizer sobre isso (aprendi com o agente laranja da kgb na casa branca):

FAKE NEWS!!!

André disse...

Ainda que o caso fosse de suspeita de obstrução da justiça, a prisão para averiguação ainda seria ilegal.

Anônimo disse...

Se O SUPREMO determinou que não é necessário diploma para ser jornalista, o Moro sabia exatamente o que estava fazendo. Assim como quando foram liberados os famosos audios das conversas do Lula com a Presidenta. Ele recebeu o conteúdo dos audios e levantou o sigilo em ato contínuo, não o contrário, os números de protocolo mostram isso claramente. Se faz para voltar atrás, é porque na realidade quer passar um recado.

"Ai, ai, esses juristas de facebook me fazem rir. "

Assim disse o concurseiro para oficial de justiça.

Anônimo disse...

Cara Aline, excelente fala. Infelizmente ainda boa parte dos juristas deixam o direito de lado e pegam a política partidária como xodó... Lola, coerente como sempre: também não gosto do Eduardo Guimarães, mas me solidarizo com ele. Abraços carinhosos <3