terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

GUEST POST: "NAMOREI UM PSICOPATA EMOCIONAL"

Recebi este texto da M.K.: 

Olá! Sou M.K., advogada, moro numa cidade do interior de SP, tenho 33 anos. Há alguns meses sofri a desilusão de uma espécie de “príncipe encantado” às avessas ter rompido um relacionamento comigo. Até aí, uma história comum! 
Ao entrar em contato com as outras ex-namoradas, no entanto, concluí que o tal "príncipe" tem o mesmo comportamento: apresenta-se como apaixonado, leva para viajar, faz planos, pede em casamento e aí, então, torna-se abusivo e termina o relacionamento com a maior naturalidade, causando frustração e prejuízo emocional. 
Investigando mais a fundo, vi que ele considera, hoje, sua "dopamina" causar sofrimento feminino, após exibir suas "vítimas" para toda a sociedade. A família? Não faz nada. Ele a exibe como a família do comercial de margarina. Por que faria algo? Ele é homem, certo? É mulherengo. Troca de namorada a toda hora...
Ele é médico. Costuma dar plantões intermináveis no interior de SP. É um profissional exemplar, e parece ser a pessoa mais doce do mundo! 
No primeiro encontro, ele, visivelmente apaixonado, pediu que eu aceitasse ser presenteada com uma viagem ao nordeste, que já estava programada com o irmão e a cunhada. Estávamos em junho. Ele ainda namorava. Eu não sabia.
Duas semanas depois, lá estava eu, em uma foto de perfil no Facebook, apaixonada. Muitas pessoas curtiram, acreditaram nesse amor (muitas mesmo! Inclusive, claro, eu!) Conheci a família dele em quinze dias (que sonho!). 
Com um mês de namoro, lá estávamos, em uma loja de decoração na minha cidade, sondando configurações para nossa festa de casamento. Sim! Éramos feitos um para o outro! Ele nunca teria feito nada disso antes, com nenhuma namorada. Desse jeito, julho nem foi tão frio... 
Ele me deu uma aliança, durante uma viagem, em agosto de 2015. Depois de três meses de namoro, nosso amor era tão intenso! Eu pensei que, finalmente, alguém percebera o quão especial eu sou! Havia uma conexão intelectual fantástica entre nós. Eu seria capaz de suportar qualquer coisa por ele.
Mas a aliança ficou grande. Em setembro, nem sinal da aliança que teria ido para o "conserto". Eu quis estar perto dele, perto da família dele (e ai de mim se fosse diferente). No final de setembro, uma conversa urgente: ele estaria com dúvidas sobre o meu caráter. Demos um tempo. Insisti. Ele terminou tudo. "Acabou. Namoro é para isso: conhecer a pessoa. É 'non-amore'. Não te amo mais." Sou malsucedida. Sou fria. Sou calada. Sou antipática. Sou desequilibrada. Enfim, onde foi que eu errei?
Em dezembro, ele faria sozinho uma das viagens luxuosas que teria me prometido. Sofri as frustrações, todas, calada. Em janeiro, pasmem, ele "tem uma família". Sim! Ele já namora uma moça que conheceu no navio. Ele está amando. Ele a convidou para passarem o ano novo juntos, abraçados, apaixonados. Os amigos dela já comentam a foto em alusão a um casamento, e filhos, para breve... 
Não, moça, príncipe encantado não existe! Verifiquei: muitas versões que você deve conhecer são falsas. Ele parece ingênuo, transparente. Ele mente. Vai dizer que sou desequilibrada, louca. Ele está certo! Só posso estar ficando louca. Em breve, virá a aliança. Provavelmente ficará larga. Ficou em mim, ficou na noiva anterior a mim. Ele fundirá a outra, colocará seu nome. 
Não, você não é especial! Sinto muito! Ele procura no Facebook. Veja, que fácil: depois de você, haverá outra. E mais outra. Eu me recusei a acreditar que ele era mal visto na cidade. Fiquei do lado dele. Do que eu e M.H., uma outra ex, sabemos, pelo menos três mulheres choraram: uma chegou a ficar seriamente doente. Essa é a "ex-noiva", como ele a trata. A anterior a mim sofreu um aborto. Meses depois, "non amore". Tchau, babe.
Namoro é assim: acaba. Achei que fosse por minha causa. Não! Ele repete os mesmos passos. Ele vai se dizer louco para ter filhos. Por outro lado, ele agrediu inúmeras vezes, verbalmente, aquela que chegou a carregar um filho dele. 
A moça anterior a mim pagou os sinais da igreja, e do salão, para o casamento. Afinal, ele já falou em "separação total de bens" com você? Logo, ele irá falar. Quais os itens, será, que você escolherá para a mansão que ele construiu? Falta mobiliar. Essa casa é "sua casa", "nossa casa". Amanhã não será mais.
Sou ciumenta? Sou. Sou louca? Sou. Posso ser qualquer coisa, só não posso ser conivente com a desilusão de uma mulher. Isso dói. Ser usada dói. Prejuízos emocionais doem. Muito. 
Quando você estiver sofrendo vai descobrir o preço de um alerta: vai ouvir de seus amigos que eles desconfiaram, vai ouvir da sua família que te avisou. Vai ouvir que você é ingênua. Que você foi burra. Ele? Ele vai sair impune, por aí enganando a outras, e ainda vai te ameaçar.  Eu descobri tudo. Sei como é difícil ser mulher. Ame-se.

148 comentários:

Aninha disse...

Conheço dois rapazes com o mesmo comportamento. Um deles é chocante, porque dura mais tempo e está na mesma estória pela quarta vez: conhece a menina, conquista, namora, noiva e separa. Sempre as mesmas coisas, as mesmas viagens, as mesmas declarações no face, parece copy e paste da outra.
Tenho muito medo de pessoas assim.

Dollynho disse...

E aí eu te pergunto: nessas horas, onde é que está a famigerada "intuição feminina" pra dar o "alerta"? Fora isso, não vejo o cara como um "sociopata". Acho que as mulheres que se envolvem com ele porque são trouxas (só pra efeito de comparação, imaginem que o post fosse de um homem. Vocês certamente iriam dar risada do cara.

Anônimo disse...

Aninha, quer um homem fiel? Namore um feio e pobre!

Anônimo disse...

Eu SIM, namorei uma PSICOPATA doente emocional que me deixou no fundo do poço emocionalmente e financeiramente, apesar de ter sido EU que tive de - literalmente - fugir do alcance dela.

Graças ao bom Deus encontrei uma mulher decente e não-louca psicopata que merece que eu esteja ao seu lado.

Esse problema acontece tanto de um lado quanto do outro.

@vbfri disse...

Galera acha que eu sou doida, mas uma das coisas que eu faço questão de saber é como os relacionamentos anteriores do cara acabaram. Quais os nomes das ex. Quem são elas. O que eles acham delas.
Se eles começam a falar "fulaninha era louca... desequilibrada... etc", FUJA (depois não diga que eu não avisei). E se o cara largou uma para ficar com você, prepare-se para a hipótese dele te largar para ficar com outra.
Uma das coisas mais sensatas que eu já vi foi uma mulher perguntar para ex do marido dela como foi o divórcio. Quando ela foi pedir o divórcio, já sabia o modus operandi.

Se sexualidade fosse escolha, certeza que ninguém namoraria homem. Sério.

Anônimo disse...

Muitas vezes somos trouxas mesmo, até quando os canalhas dão algum sinal tentamos relevar. Mas neste caso, conheço o casal, esse cara foi super convincente. E a M.K., pessoa inteligente, do bem, não tinha como saber que era tudo ilusão. A palavra psicopata é pelo fingimento, pela repetição da mesma história tantas vezes com mulheres diferentes. Prometer uma coisa e rapidamente mudar de comportamento é no mínimo maldade com as mulheres.

Ághata disse...

Agora alguém me diz o que isso tem a ver com feminismo?
Gente, não entendi.

Anônimo disse...

Isso é verdade!

Anônimo disse...

@vbfri, isso que vc está dizendo é misandria em seu estado puro. Pura idiotice.

lola aronovich disse...

Ághata, nem tudo publicado no blog tem a ver com feminismo. Mas tem gente que consegue fazer algumas ligações (a vbfri, por exemplo, que deu uma dica interessante: se o cara chama a ex de louca e desequilibrada, pense duas vezes antes de continuar com ele). Isso está ligado a gaslighting, que é uma tática machistas comum.
Mas é possível comentar num post que não esteja diretamente ligado a feminismo, né?

Anônimo disse...

Acho que a protagonista da história é que tem problemas psicológicos, se vc não possui maturidade para aceitar o fim de um namoro, paciência.
Se fosse uma mulher que troca de namorado ela seria uma psicopata emcional

Anônimo disse...

Confesso que só superei o meu ex depois de ler sobre feminismo e quando descobri que ele tinha traços de psicopatia. Fiquei muito frustrada com o final desse relacionamento que foi o meu primeiro e que pareceu ser lindo demais pra ser verdade (isso pq eu sempre desconfiei dele, mas continuava pq ele era o meu primeiro e achava que finalmente alguém estava me vendo - apesar de alguns comportamentos que me deixavam super desconfiada).

Depois que ele comecou a exigir coisas que claramente eu não poderia oferecer, como morar com ele em uma época impensável pra mim, numa situação totalmente caótica só porque ele queria. Depois que eu passei a dizer não muitas e muitas vezes (como se ele tivesse sacado o que era preciso fazer e onde que eu não cederia) veio o fim do relacionamento. Ouvi, entre outras aberrações, que eu na verdade não valia a pena.

Ele mudou de cidade, conquistou o sucesso, e hj viaja bastante. Seu instagram é invejável. Mas eu fiz questão de acompanhar o relacionamento seguinte que ele engatou com uma outra moça. E, pasmem, foi um absurdo ver cada etapa que ele queria fazer comigo, conseguir fazer com ela.

Mas ela ceder às vontades dele não foi suficiente. Resultado: eles terminam e ela passou a ser, da garota perfeita, inteligente, linda e ideal - a carente.

Moral, resumida, da história: por mais que você desconfie do cara, alguns tem noção do próprio comportamento, afinal, livros de psicologia estão por aí, ninguém tem estrelinha na testa e só o tempo mostra quem é quem pra gente.

Anônimo disse...

Vc fica stalkeando e ele que é o psicopata?

Jonas Klein disse...

Olá M.K

Se você cometeu erros durante relação eu não sei, agora que este cara que namoro contigo e um psicopata isso não há qualquer duvida, e o tipo de cara que não ama ninguém e apenas usa as pessoas.

Eu não tenho certeza, mas acho que se você tivesse passado uns três meses conhecendo este sujeito, provavelmente você nem tinha namorado com ele.

Eu não estou culpando você por não saber disso, o fato e que você aceitar entrar num namoro sem passar no mínimo dois meses conhecendo a pessoa, e aceitar pedido de casamento sem no mínimo dois anos de relacionamento serio, e uma coisa totalmente temerária, ainda mais para quem e mulher.


Espero que com isso você aprenda três coisas.

1 - não existe ser humano perfeito.

2 - nunca confie 100% em ninguém.

3 - quando algo e bom demais para ser verdadeiro, porque aquilo não e verdadeiro mesmo.

Por não leve a mal o que eu te disse, eu não estou te criticando, eu apenas quero que você reflita sobre isso.

Boa tarde

Ana disse...

Erro dos dois, n parece psicopata mas sim um babaca q gosta de usar as mulheres e ela q mal conhece o cara e vai engolindo tudo, pensando em casamento, sem conhecer direito.
Ela n é a única, tem vários homens e mulheres assim, mal se conhecem e vão morar juntos, casam e se ferram bonito.
É muito desespero pra n ficar sozinho. Dai vai com o primeiro q aparece.

Jonas Klein disse...

Anon 16:23

"Agora o cara querer saber quantos parceiros a mulher teve é machismo."

Se você esta partindo do ponto de vista de que ela por ser mulher e ter tido muitos ex, parceiros sexuais não e confiável, você esta sendo machista sim. A menos que você concorde que o mesmo vale para homem, caso tenha tido muitas ex parceiras sexuais.

Só que ai você comete outro erro que é prejulgar uma pessoa, partindo ponto de vista de que se ela faz isso, e porque ela faz quilo também.

Ai so muda o tipo de erro.

Jonas Klein disse...

anon 16:48

Essa eu deixo para você

https://www.youtube.com/watch?v=9soVkoJGK94

Isso tem cura, se trate que vale a pena.

Anônimo disse...

Ah ta! Então se o cara assume que uma pessoa com roupa de banho e guarda sol no calçadão está indo a praia isso é errado pq vc esta julgando baseado no que ela esta vestindo?

O fato é: se a pessoa (homem ou mulher) teve muitos ex, provavelmente não é confiável.

Anônimo disse...

Pois é, campeão.
Agora ser normal é ser o Jonas Klein,
ficar em um blog defendendo o feminismo e sendo pisado pelas próprias feministas.
Na boa, não sei que tratamento este cara teve, mas certamente não foi bom.

Rafael disse...

Conheço uma mulher exatamente assim. E em uma das vezes ela fez com dois homens AO MESMO tempo.

Mas isso não é psicopatia, é calhordice mesmo.

Anônimo disse...

Se 16:07 for a MK, pare de seguir o sujeito no instagram, bloqueie o facebook, não ceda à tentação de "conferir" como está a vida dele. Ele não vai sentir remorso pelo que fez e vai continuar fazendo com outras mulheres; ficar observando só vai alimentar sua frustração. Não me entenda mal, você não fez nada de errado e ele é mesmo um grandessíssimo filho da puta. Mas você não tem o que fazer. No máximo, se alguma "atual" dele te procurar, seja sincera com ela. MAS NÃO TENTE VOCÊ TOMAR A INICIATIVA DE FALAR COM ELAS, senão você de fato vai parecer a "louca, invejosa" que ele quer que você pareça. E bem, você é advogada, então tem um caminhão a mais de conhecimento pra poder analisar, mas suponho que caso você tentasse alertar as moças, corre o risco de VOCÊ tomar um processo por assédio.
E por mais difícil que seja, não acredite nas tentativas dele de diminuir você; tenho certeza que você é uma mulher desejável, só o fato de ser advogada te coloca na minha top 10 de mulheres bem sucedidas (pelos deuses, eu acabei de desistir da faculdade, se você é mal-sucedida, eu sou o quê?), e "antipática, fria e desequilibrada" são os 3 adjetivos genéricos que as pessoas usam quando não fazemos as vontades delas. Quase todo mundo com quem eu falo me acha um doce, diz que eu sou muito gentil e estou sempre sorrindo, mas já ouvi os 3 adjetivos quando não quis colocar as vontades de outra pessoa na frente das minhas. Não desista de um relacionamento sério, mas tenha sempre na cabeça que seu valor está em você, e não no status do seu relacionamento <3

Sim, demais anônimos, a situação vai dos dois lados, também já vi mulher fazer joguinho com cara. Mas ninguém aqui disse que é só homem que faz isso, né? Complementando o que a @vbfri falou, tem alguns sinais que sempre me gritam DESCONFIE!!! (coloquei no masculino pela minha vivência, mas vale pra ambos gêneros)

*se o cara te compara constantemente com as ex, pra destacar como você é meiga, carinhosa e pé no chão, enquanto as ex eram desequilibradas, loucas, mentirosas. Se todas as ex do cara eram as maníacas que ele faz parecer, o mais provável é que o problema seja ele.
*se todos os relacionamentos anteriores do cara parecem ter durado menos de um ano ou muito próximo disso. Costuma ser sinal de que ou ele é uma pessoa difícil de conviver, ou ele simplesmente não curte um relacionamento longo.
*se o cara não se dá bem com ninguém da família, ou não parece ter amigos antigos. Novamente sinais de uma pessoa difícil de conviver.
*se o cara se apaixona rápido demais por você, querendo morar junto/casar com poucos meses de namoro. Costuma ser imaturidade emocional ou tentativa de tirar proveito financeiro, mesmo.
*se o cara tem uma reação muito emocional quando você deixa de fazer algo que ele tenha pedido. Por exemplo, o cara que pergunta se você ainda ama ele se você falar que não quer transar, ou fica emburrado ou mau-humorado se você não quiser fazer alguma atividade com ele, ou dá um jeito de fazer chantagem emocional pra fazer você mudar de ideia.

Confiem nos seus instintos. Por mais que você se lembre de ser feliz nos 2, 3 primeiros meses de namoro, mas agora se pergunta mais de 3 vezes por mês se vocês não deveriam terminar, se você realmente está feliz, é porque você deveria terminar. Todo relacionamento tem épocas mais monótonas, mas se chega ao ponto de você se sentir mal ou se perguntar com muita frequência se está realmente feliz, é porque já acabou, mesmo. E não caiam na armadilha dos manipuladores de "ninguém mais vai te querer!", "eu juro que vou mudar" (sendo que em nenhuma das vezes que vocês discutiram um problema, a pessoa mudou), "nunca vou amar outra pessoa tanto quanto eu amo você!", "na verdade todo mundo te odeia, só eu te aguento". Isso é armadilha, não tem um pingo de verdade. Terminem.

Anônimo disse...

17:01, seu exemplo da praia não cabe na discussão. Não tem problema nenhum assumir que uma pessoa com guarda sol e roupa de banho está indo pra praia, o problema é querer acompanhá-la à praia e ficar indignado se descobrir que ela está indo pra outro lugar. Todo mundo julga as pessoas à volta, o problema é tomar ações discriminatórias com base no pré julgamento. Não, ninguém quer te prender por não querer namorar uma moça que já teve vários parceiros; a escolha é sua e ninguém quer tomá-la de você. Apenas queremos te mostrar que quantidade de ex não é necessariamente relacionada com fidelidade (que é o que assumo que você quis dizer quando disse que moças com muitos parceiros anteriores "não são confiáveis"): tem mulher que já teve 30 parceiros mas foi honesta no período em que estava com cada um deles e tem mulher que só teve um ou dois namorados, mas os relacionamentos acabaram porque ela traiu ambos. Se você continua achando que mulher que teve muito parceiro é mais propensa a trair, azar, você tem direito de achá-lo (assim como eu tenho direito de achar que é insegurança sua pelo fato de ela ter mais base de comparação do seu desempenho sexual).

Anônimo disse...

Então, acho que não tem nenhum psicólogo/psiquiatra presente pra falar das características clínicas de um psicopata, se baseado no relato o sujeito tem possibilidade de ser um, mas tenho pra mim que toda pessoa manipuladora, "babaca", tem um grau de sociopatia sim.

Jonas Klein disse...

Anon 17:33

"Apenas queremos te mostrar que quantidade de ex não é necessariamente relacionada com fidelidade (que é o que assumo que você quis dizer quando disse que moças com muitos parceiros anteriores "não são confiáveis"):"

E bem essa a ideia, agora também vamos lembrar que este tipo de discussão, só existe em relação, quando você pensa em relacionamento fechado, em relação aberta nem se cogita discutir este tipo de coisa.

Eu como adepto das relações abertas, ate agora só vi chifre na cabeça dos outros.

Anônimo disse...

(Viviane)
"Quando você estiver sofrendo vai descobrir o preço de um alerta: vai ouvir de seus amigos que eles desconfiaram, vai ouvir da sua família que te avisou. Vai ouvir que você é ingênua. Que você foi burra."
MK, eu não sei como você reagiu a esses "conselhos", mas quero avisar a você e a todas que pesaram pela mesma situação:
NÃO DÊ OUVIDOS. Se família e amigos se importassem de fato, teriam avisado antes. E, se não tivessem como avisar, dariam apoio, e não críticas. Depois que a gente se ferra, aparecem um bando de "profetas do já acontecido" para apontar dedo para nossa cara, como se fosse pouco nosso sofrimento.

E essa, Rafael, é a imensa diferença entre homens e mulheres vítimas de relações abusivas: enquanto os homens são apoiados por família e amigos, nós ainda temos de ouvir que a culpa foi nossa.

No mais, mesmo sendo hetero, sou obrigada a concordar com @vbfri: se sexualidade fosse opção, ninguém gostaria de homem (se duvidar, nem eles próprios)...

Anônimo disse...

Cara só porque você aceita ser chifrado não quer dizer que você não tenha chifre.

Anônimo disse...

Caramba... Que texto incrível!!! Ela conheceu um ser humano mentiroso.
.. Impressionante!!! A frustração maior certamente não foi a perda do namorado... Foi ter que reconhecer que ela não é especial!!!

Vicky_ disse...

M.K, não ouça os zés que vem sempre aqui, são uns losers capazes de tudo pra rebaixar uma mulher, igual seu ex.

Que horror, até um tempo atrás, pensava sobre essa questão, com certeza há uma cambada de homens com esse modus operandi. Por isso uma rede de comunicação entre mulheres é essencial.

Anônimo disse...

É né anônimo das 17:02...

No seu conceito de "normalidade" ser um homem "normal" é odiar as mulheres, trata-las como inferior, ser violento, assediar, violentar, enfim, tratar mulher como lixo.

Desejo que enfie seu conceito de "normalidade" no teu rabo, sem mais.

Anônimo disse...

Anônimo das 16:11, não julgue a garota porque o que mais mascus misóginos fazem é estalkear a ex, e não só estalkear, agredir e matar tb.
Antes de apontar pro rabo dos outros, olhe o teu que deve estar bem sujo.

Anônimo disse...

Então anônimo da mesma forma que uma mulher que troca, usa namorados é psicopata um homem que faz o mesmo tb é um psicopata emocional.
Ou pra vc é "dois pesos, duas medidas"?

Anônimo disse...

Não anônimo das 15:51...

A @vbfri é esperta e NÃO misandrica!
Pra vcs misóginos fracassados toda mulher que tenha mínimo de amor próprio e autonomia e NÃO se rebaixe a uma neta "Amélia capacho" pra vcs machistas pisarem é "misandrica".
Pura idiotice é se importar com um fracassado como vc.

Anônimo disse...

E a mulher que beija o namorado quando passa algum solteiro por perto é o que? Também é psicopata emocional, pra deixar o cara sozinho triste!

Anônimo disse...

O meu namorado tem 1,60m de altura, calvo e gordinho. Trabalha como agente de endemias. Como ele ganha apenas 850 reais por mês, eu dou uma mesada de 1500 reais pra ele. Ele está comigo a 3 anos e diz que EU sou especial!!!

Amanda disse...

Anonima 19:01

A @vbfri nesse parte:

" Se sexualidade fosse escolha, certeza que ninguém namoraria homem. Sério."

Ela foi misandrica sim, quanto ao resto eu ate concordo, mas neste trecho a misandria dela ficou escancarada, alem do mais ela esta achando que toda mulher e igual ela, o que n é.



Anônimo disse...

E " u dou uma mesada de 1500 reais pra ele."

Hu lala nego de sorte este.

Anônimo disse...

Já começaram os comentários culpando a moça dizendo que ela " devia ter percebido antes" e que " se deixou levar porque estava carente e desesperada "

Ok, canalhice vem escrito na testa,
E não é possível uma mulher solteira, emancipada, se apaixonar e se enganar ? ...
My Godddd tá cheio de gente perfeita aqui pra julgar a moça,

Faz 10 anos que tive o pior relacionamento da minha vida, que graças a Deus durou pouco porque percebi a canalhice a tempo.

Adivinha na época : " você devia ter saído dessa e percebido antes " .
Óbvio que se eu soubesse que o cara era um m*** eu nem começava né ???
Amiga mesmo, que me ofereceu apoio ( que aliás não era nem conversar , porque nem falar do assunto eu não conseguia - ela só foi tomar um café comigo e fez companhia , ja tava ótimo ) ! Só teve UMA. O resto , fez comentários desse nível aí, que eu devia ter notado antes, que o cara era escroto, nojento, etc etc.
Jonas, a gente " namora " pra conhecer a pessoa . Não dá pra passar dois ou três meses conversando , pra depois beijar na boca, sair de mão dadas e tudo o mais, o " namoro " é pra isso,
Eu não casaria assim tão rápido, mas conheço pessoas que conheceram o outro, casaram em pouco tempo e estão bem hoje . Não há fórmula pra felicidade, sabe ? Cada caso é um caso.
Abraço Lola,
Saudade
Maria Valéria

Anônimo disse...

Sim, quando o relacionamento é aberto o conceito de fidelidade é ainda mais específico do casal do que nos relacionamentos "comuns". Nunca falo que meu relacionamento é aberto porque o pessoal confunde muito com "topa qualquer coisa", e não é assim.
18:38 e afins, nem todo post do blog da Lola é, digamos, "hermeticamente" feminista. Boa parte da frustração da MK veio por conta do fim do relacionamento? Aparentemente sim. A situação poderia ser com o gênero oposto? Sim. Mas o texto serve de apoio tanto pra MK quanto pra pessoas com histórias semelhantes à dela, porque nem todo mundo tem a sua experiência pra identificar e lidar com manipuladores. Porque o cara não é simplesmente "mentiroso": ele tem o perfil de tomar as mesmas ações com o mesmo grupo de pessoas. Ele nunca tem a intenção de casar com as moças, sabe durante o processo todo que as está enganando, termina com elas tantando diminuí-las. Não é o nosso mentiroso médio que duas vezes na vida falou que estava na casa da mãe quando na verdade estava com os amigos. Divulgar esse tipo de história é útil tanto pra que mais pessoas fiquem alertas quanto ao comportamento de manipuladores, quanto pras vítimas terem uma rede de apoio e se fortalecerem pra não cair na mesma armadilha de novo.

Anônimo disse...

? Você criou muitas expectativas em pouquíssimo tempo.
Com 33 anos já era pra tá mais experiente hein miga?

Anônimo disse...

Aham até parece que ngm aqui stalkeia ngm no fb, se for por isso o mundo tá cheio de psicos.

Anônimo disse...

Ótimas dicas da Anônima das 17h15...

Eu também adicionaria na lista: observar como trata a mãe e/ou outras mulheres da família.

E minha gente, sendo homem ou mulher, ser prudente e ir com calma só faz bem, em relacionamentos e em tudo na vida... Minha mãe repetia umas frases pra mim, virou quase um mantra:

'Nada em exagero faz bem'
'Em exagero, até água faz mal.'

Anônimo disse...

Eu sempre chamo minhas amigas p transar comigo e com meu namorado... Ele diz que EU sou especial pq as outras namoradas dele não faziam isso. Fica a dica, se quiser ser especial, VC tem que fazer coisas especiais!!!!

Anônimo disse...

É pq ser pobre é garantia de ser fiel "realmente", eu já cansei de ver homem sendo aconselhado a trair a mulher, se não ele era trouxa ou gay, isso é cultural no Brasil, homem fiel aqui é visto como otário pelos homens.

Anônimo disse...

Fussar na pagina de alguem de vez em quando é aceitavel. Ficar o dia todo monitorando o que negu faz no facebook é psico.

Anônimo disse...

19:51
agora só falta comer coco dele e beber mijo, garanto que as outras mão faziam isso kkkkkkkkk

Anônimo disse...

19:53
Isso pq vc não sabe o que é gostar de alguém e não poder ficar com essa pessoa, só fuçar não tem problema, fuço todo dia mesmo mas a pessoa não sabe então é uma coisa que só me machuca e não a ela, enquanto não consigo esquecer é um jeito de me fazer feliz na minha vida que é um lixo.

Jonas Klein disse...

Anon 18:24

Criatura só e chifrado quem tem relação fechada e isso eu nunca tive, então não vem com bobagem pra cá.


Anon 19:36


"Jonas, a gente " namora " pra conhecer a pessoa . Não dá pra passar dois ou três meses conversando , pra depois beijar na boca, sair de mão dadas e tudo o mais, o " namoro " é pra isso,"

Dá sim, eu faço isso e sei de mais gente que faz. Você já ouviu fala de ficante?

Anônimo disse...

19:52
Acho que você precisa rever suas companhias, por que ninguém que eu conheco aconselha homem a trair ou acha isso legal.

Anônimo disse...

Não temos que ser diferente das outras pra nos destacar, ou se submeter a parafilias por causa de homem e garanto que muita mulher já faz isso. Conheço muitas mulheres submissas eu prefiro as que não se submetem isso é ser especial, mulher sem opinião própria e com medo de ficar pra titia tem um monte.

Anônimo disse...

Pensei que esse era um blog feminista que defendesse o comportamento sexual livre e independente das mulheres... Não entendi a ofensa!!!!

Anônimo disse...

M K sinto muito você ter passado por tudo isso. Todo meu apoio pra você, os psicopatas são assim mesmo, eles sabem manipular as pessoas e fazer todos acreditarem que elx é uma boa pessoa, alguém legal, e que as vítimas são gente louca e desequilibrada que quer arruinar a vida desse ser superior. Meu conselho, relacionamentos tem que ser sempre com um pé atrás e desconfiômetro no máximo, porque ninguém realmente sabe o que se esconde atrás da fachada de alguém. Que bom que pelo menos você se livrou dele.

Dollynho a intuição feminina é uma maravilha, ótima, incrível... desde que não seja usada pras mulheres fugirem dos homens, principalmente aqueles que sabem que são uns monstros, uns lixos e não conseguiriam mulher sem mentir e enganar. Então a nossa intuição (quando se volta pra fugir de homem) é soterrada por lavagens cerebrais, gaslighting, bons modos (A.K.A cabresto pra mulher), ter toda e qualquer reclamação respondida com um "imagine, você está exagerando" e outras coisinhas agradáveis do tipo.

Anônimo disse...

19:58
Aconselha sim e são os próprios homens que me falaram que na roda de amigos rola isso, não fui eu que inventei da minha cabeça, rola isso e você sabe. Foi mais de uma pessoa que me falou,

quer iludir as mulheres daqui do blog? aqui só fica iludida se quiser amore, são alertadas de todas as maneiras.

Anônimo disse...

"Não temos que ser diferentes para nos destacar" ahahahahaahaha VC tem um saco com 100 bolas azuis, todas com mesmo peso e mesmo tamanho... Qual delas chama sua atenção?????

Anônimo disse...


só aceita a liberdade da mulher fazer o que você quer, se ela quiser trazer um amiguinho garanto que já não tem mais liberdade.

Anônimo disse...

Eu fico com o pé atrás com esse povo que adora demonizar ex namoradx. Não conheço ninguém das partes envolvidas mas a moça do post claramente tem problemas no ego por ter sido trocada pelo "principe". Move on, fofa! A vida as vezes não segue o roteiro que a gente quer.

Anônimo disse...

Sua mulher que deve ter um saco enorme. Conheço bem esses tipo de homem capenga, daqueles que é motivo de piada por onde passa e vem tirar onda.

Anônimo disse...

Mulher não traí se distraí, que culpa nós temos se vocês gozam e viram, burra é a mulher que namora e não traí.

Anônimo disse...

hahaha já vi essas bonecas ops mulheres lá, deve ser de lá que os mascus arrumam namorada e não no tinder, por isso que eles adoram uma asiática é tudo da china.

Anônimo disse...

Eu não sei qual o pior o moço que namora a tres peitos ou o moço que diz que cultura do homem trair não existe.

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo das 20:05, isso pra mim se chama ego ferido de ex.

Anônimo disse...

Lola, gostaria de solicitar que você delete os comentários do troll desocupado que passa o dia comentando asneiras no seu blog. Quem sabe assim ele tome rumo e vá caçar o que fazer.
São esses os comentários dele: 19:51, 20:02, 20:23

Seu eu vir mais algum posto aqui.

Menina Ninguem disse...

Se esforçar pra fazer todos os gostos alheios não é ser especial, é ser trouxa mesmo. Hahaha!

Anônimo disse...

Engraçado, quando o sujeito se esforça e faz todos os desejos da namorada, presentes, viagens, fidelidade, passa mais tempo com ela.... Tanto ela quanto as amigas dizem que esse cara é ESPECIAL.

Anônimo disse...

Favor me confirmem a visão do feminismo... Homem se esforça p.agradar a mulher= especial. Mulher se esforça pra agradar o homem = trouxa. É isso????

Amanda disse...

Anonimo 20:40

Eu não disse nem vi ninguém aqui dizer isso. Mas ja que pergunto, eu penso que relação e uma troca, você pode fazer tudo pela outra pessoa, desde seu parceiro/ra faça o msm por você.

Dollynho disse...

Bom, pelo menos esse post tem uma vantagem: nem na resposta da Lola, nem nos comentários apareceu aquela frase nojenta que adoram usar por aqui :"querida fulana, sinta-se abraçada!". Afe... Ninguém merece!

Anônimo disse...

Isso aí é tudo conversa de homem borracha fraca, homem que fode bem não fica enchendo o saco.

Anônimo disse...

21:09
pior que essa frase só o seu nick mesmo, dollynho nome de refrigerante de 5a categoria. Se não gosta do blog é só sair.

Anônimo disse...

21:12
e existe isso pq nunca vi nem comi eu só ouço falar

Anônimo disse...

Em relação a moça que fez menção a falta de capacidade de ereçao de um participante da querela. Eu pensava que o feminismo respeitasse aqueles que possuem limitações, e não ficassem sendo cruéis com os menos aptos ou aqueles com algum tipo de limitação...
Nesse caso vcs admitem que homens zombem de mulheres que não podem ter filhos????

Anônimo disse...

Anonimo 21:23

"Eu pensava que o feminismo respeitasse aqueles que possuem limitações,

E respeita, só não esquece que nem todo o mundo que comenta aqui e feminista.

Anônimo disse...

Chamar um homem que tem problemas de erecao de homem borracha equivaleria a chamar uma mulher infértil de inútil ou seca como pedra!!! VC acha correto????

Rafael disse...

Viviane,

"E essa, Rafael, é a imensa diferença entre homens e mulheres vítimas de relações abusivas: enquanto os homens são apoiados por família e amigos, nós ainda temos de ouvir que a culpa foi nossa.

No mais, mesmo sendo hetero, sou obrigada a concordar com @vbfri: se sexualidade fosse opção, ninguém gostaria de homem (se duvidar, nem eles próprios)..."


Curiosamente, no caso da minha conhecida, ela é mais criticada por outras mulheres do que por homens.

Sobre não se relacionar com homens, esse discurso é infantil. Parece papo de mascu com sinal trocado. Nenhuma mulher presta / Nenhum homem presta. Todos nós sabemos que tem filhadaputa de ambos os sexos. Ficar discutindo qual gênero é mais povoado de crápulas é completamente contraproducente.

Anônimo disse...

Ahahahahaahaha quando a mulher abandona o homem é certo que é pq o cara não prestava, agora quando o homem abandona a mulher, adivinhem??? É pq o cara não prestava TB!!!!!/fantástico. Cara eu ganho e coroa VC perde!!!!!!

Anônimo disse...

Mulheres, nós temos que nos unir, se nenhuma mulher no mundo ficar com um cara que abandonou sua companheira o problema estará resolvido. Ele não irá abandonar pq sabe que nenhuma mulher irá ficar com ele. Temos que combinar com todas as mulheres do mundo!

Anônimo disse...

Troll VC desiste logo. Você já perdeu a graça há décadas.

Anônimo disse...

Dollynho escrotinho, de todas as bizarrices que trolls postam nessa blog o que te causa nojo mesmo é "sinta-se abraçada?"


Anônimo disse...

22:01, e desde quando o problema discutido aqui é "homens que abandonam mulheres"?

Anônimo disse...

Que coisa né, homem não aguenta ver uma mulher hétero contando seus problemas de relacionamento que ele já vem "ah mas eu já sofri isso com minha ex também". E daí fera? Quem te perguntou? Alguém disse que homem não sofre disso? Porque esse tom defensivo? É sempre o mesmo mimimi em 99% dos posts sobre relacionamentos abusivos.

Fofos, não sei se vcs perceberam mas a autora do blog é mulher e feminista, nada mais natural que ela querer dar voz a relatos... tcharan, de mulheres! Se sentiu incomodado pq o protagonismo não é mais teu? Vai criar teu blog então e para de encher o saco

Anônimo disse...

(Viviane)
Em primeiro lugar, Rafael, não estou falando de críticas ao (à) canalha, mas à vítima. O homem que foi vítima dessa mulher foi tão criticado como uma mulher seria?
Segundo, em nenhum momento eu quis atribuir mais canalhice a um ou outro gênero. Repetindo, em ambos existem pessoas más, porém só em um as vítimas recebem culpa em vez de apoio (adivinha qual? A Maria Valéria tb comentou sobre isso aqui).
Terceiro, quem falou aqui, eu inclusa, que "se pudesse escolher, ninguém gostaria de homem" quis dizer que homens são socializados para não ter empatia com mulheres. Psicopatas ou não, nenhum de vocês é condenado socialmente por enganar uma mulher, afinal, somos "meras mulheres", não merecemos consideração, segundo a lógica machista.
Para finalizar, espero que você (pois dos mascus não se pode esperar isso) perceba a imensa falta de empatia que cometeu ao vir a um blog feminista, num post como esse, fazer discurso de "ah, mas mulheres também são canalhas" (argumento conhecido como "iuzomismo").

Anônimo disse...

Puxa cara que engraçado eu nunca vi nenhuma mulher assim mas homem assim ta cheio viu

Anônimo disse...

Gente não deem atenção para mascu troll, daqui apouco a Lola da um chego aqui manda para a lixeira estes podres.

Anônimo disse...

Claro, 06:21, porque nossa que horror os homens terem que se responsabilizar pela contracepção e carregarem as próprias camisinhas no bolso, né? Faz o seguinte, segue a sugestão do troll das 06:51 e dá a bunda pra ele, que tá louco pra traçar um fiofó. Assim vocês ficam seguros do golpe da barriga (HUAHUAHUAHUA!! Deve acreditar em Papai Noel também!) e não caem nas mãos dessas psicopatas feias, bobas e cara de mamão.

Anônimo disse...

Que história triste. Mas já é hora das mulheres se conscientizarem de que não há príncipes como nos filmes. Sejamos menos alvo de gente cruel assim.

Vicky_ disse...

"Bom, pelo menos esse post tem uma vantagem: nem na resposta da Lola, nem nos comentários apareceu aquela frase nojenta que adoram usar por aqui :"querida fulana, sinta-se abraçada!". Afe... Ninguém merece!"

Põe pólvora no cu e ascende, Dollynho.
Vai ser (outro) canalha na fogueira da garrafa pet.

Rafael Cherem disse...

Acho complicado julgar o cara, um relacionamento tem tantas nuances, raramente há um vilão e um herói nas histórias de amor da vida real.

Anônimo disse...

Anonimo 09:48

"Vcs querem ter mais razão do que Jesus????" não só queremos como temos.

Mais um(a) que que acredita nas falácias da bíblia, pega uma bíblia e lê tudo com atenção, ai depois quero ver se você continua acreditando nisso.

Luiz disse...

Que mundo estranho! Até um pé na bunda clássico virou um pretenso problema feminista. O que chamo de pé na bunda clássico? Aquele pé na bunda sem violência onde um dos lados chega e diz que não quer mais se relacionar e pede para o outro se retirar da vida dele. Simples assim. Ahhh mas eu me achava especial. A ultima garrafinha de água do deserto do Atacama. A última bolacha do pacote de um matrapilho subnutrido que morre de fome! Não, achou errado. Você não é nada disso. Na vida real somos rejeitados, não somos tão inteligentes quanto achamos que somos e nem tão bonitos também.

Sugestão de de livro "Podres de Mimados". Servirá para muita alma sensível que não sabe ouvir um não.

Anônimo disse...

O movimento feminista e claramente anti heterossexual, de forma sugestiva desqualifica todo tipo de relacionamento hétero com estes "relatos" tornados padrão pelo discurso, e enaltece todo relacionamento homossexual.
Me digam quantos relatos de abuso vocês ja viram publicados aqui foram homossexuais? E relatos heterossexuais relatados como sendo padrão monstruosos são relatados aqui e em outros espaços feministas quase que diariamente? Todo relacionamento e por padrão abusivo e todo relacionamento homo e um "pote de mel no fim do arco iris"?

Só não vê quem não quer que o movimento tem claras intenções de desconstrução heteroafetiva e de exaltação homoafetiva.

Anônimo disse...

Pessoal, esse babaca do Luiz aí é um exemplo do que chamamos no blog de gaslaiter. Qualquer coisa que você traga a tona ele vai dizer que é exagero, que você está fazendo drama demais por pouca coisa, tempestade em copo de água, que você é mimada, que você se acha, te chamar de louca - tudo menos admitir que o omi do seu lado é um psicopata podre que não vale nada e que você está certa em alertar as outras possíveis vítimas do monstro. A M K não é mimada, o Luiz é que é um gaslaiter babaca. Por favor ignorem qualquer coisa que ele cagar pelos dedos aqui. Ele só está tentando gaslaitear mesmo.

Anônimo disse...

Com medo de perder sua mulher para uma lésbica? Por isso o choro e estes argumentos ridículos? Ah é, gente como você nem consegue chegar perto de mulher... quem dirá namorar uma. Hahahaha! Que patético.

Anônimo disse...

(Viviane)
Julgar o cara é sempre complicado, mas fazer o mesmo com a mulher é tão fácil que já apareceram vários aqui para isso...
Eu acredito que tanto você quanto o outro Rafael (a quem eu respondi acima) não estão "trollando", mas, por favor, tenham mais empatia e respeito com pessoas que sofrem. Muitas vezes elas só tem o blog da Lola para desabafar e já foram mais do que julgadas por família e amigos. Mais: elas geralmente lêem os comentários.
Não quero brigar com ninguém, mas é um tema que também me é sensível. Eu também fui vítima de um canalha. Geralmente conseguimos seguir em frente, mas essas histórias deixam marcas. Não é questão de se fazer de vítima, mas reconhecer que somos vítimas e não podemos ser culpadas pelo mau caráter alheio.
Espero ter me feito entender.

Anônimo disse...

Meu caminho sou eu q faço!!! Estudo e trabalho, me sustento. Quero que a igreja, VC e Jesus vão pró raio q o parta!

Anônimo disse...

Se ser esperta agora virou sinônimo de misândrica, pois bem, sou misândrica também kk.

@vbfi eu entendo como é. Também já fui taxada de "louca" só por querer saber o nome da mãe do filho de um cara com quem estava prestes a ficar. Também sou dessas. Eu vou logo na pedrada e pergunto: "sua ex era louca ou desequilibrada?". Se a resposta for positiva eu Choto sem dó.

Anônimo disse...

nao estou pedindo para nao criticarem e nem problematizarem religioes


mas vamos poupar Jesus. ELE eh meu idolo.

Anônimo disse...

Parabéns pra VC... Siga o que ele ensinou então!!!

Anônimo disse...

Jesus cria toda uma doutrina religiosa (cristianismo) que coloca as mulheres como serviçais dos homens e ele é seu ídolo?????? Acho que VC tá no blog errado.

Anônimo disse...

Não é o caso mas...e daí se ela fosse misândrica? O que cê tem a ver com isso? Fi, se te serve de consolo, misandria ao contrário de misoginia não mata, estupra, humilha uzomi não.
Baixa a bolinha aê que ninguém é obrigado a gostar de macho.

@vbfri disse...

Desculpa quem achou que eu fui misândrica no meu comentário. Não foi a intenção. Mesmo.

Entretanto, se pudesse escolher a minha sexualidade, namoraria mulheres. Apenas porque acredito que homens dão mais trabalho. Homens são criados para serem eternas crianças. São criados para serem pegadores, para serem "servidos" por mulheres, enfim.

No momento, estou loucamente apaixonada por um cara (que, aliás, já falei isso para ele), com quem namoro há 6 meses. Até hoje, só namorei homens.

Agora, o que eu tenho cansado de ver é homem que, quando separa da mulher, vira pai-de-selfie. Uma amiga próxima está há 2 anos cobrando PA judicialmente. Outra, o cara pega os filhos uma vez a cada lua azul.

E nem é só isso. É homem irresponsável, é homem que não sabe dividir responsabilidade.

É homem, como o meu namorado, que eu tenho que explicar que na minha casa ele tem que jogar o lixo dele no lixo. Que não tem ninguém para sair atrás dele com vassoura e pá (a mãe dele fazia tudo por ele quando ele morava com ela e a casa atual dele é a visão do caos).

Mas há de se convir que ter que mostrar que o mundo evoluiu, que a vida é mais, que a minha casa não é auto-limpante, que nós dois trabalhamos o mesmo número de horas (inclusive no mesmo órgão) e que, no mínimo, a bagunça dele ELE tem que arrumar, é um saco.

NUNCA que com uma mulher eu teria que levantar esse tipo de discussão.

E concordo com quem falou: você tem que pegar o currículo de homem E de mulher. E, digo mais, de pessoas em quem você confia, em geral. Já caí em muita enrascada COM AMIG@S por acreditar que a pessoa era boazinha e os outros que eram loucos.

Não é bem assim.

Mas não é meeeeeeeeeeesmo.

Enfim, desculpem se ofendi alguém. Não era a intenção. Tem horas que homem me enche o saco.

Mas daí a ser chamada de misândrica, acho que vai uma distância longa... Ainda mais que eu sou uma comentadora frequente do blog e a Lola conhece bem as minhas opiniões.

Anônimo disse...

(Viviane)
@vbfri, acho que você não precisaria pedir desculpas. Quem não está de má vontade entendeu perfeitamente o que você quis dizer. Mesmo assim, obrigada por desenhar para quem não entendeu. Eu não teria tanta paciência...
A todxs: pelo que li até agora, explicar a um homem o que é o privilégio masculino parece ser o mesmo que tentar explicar a um peixe a existência de animais que respiram fora da água. Ainda bem que hoje não estamos mais dispostas a "passar a mão na cabeça" dos homens, com a desculpa "homem é assim mesmo, aceite ou vai ficar sozinha" (como faziam nossas mães e avós)...

Anônimo disse...

Gente, é cultural mesmo essa ideia de que homem que não trai é otário. É verdade, eu fiz engenharia durante um tempo e vivia rodeada de homens (bons tempos). Mas TODOS tinham essa mentalidade mesmo. Uma vez um amigo me contou rindo que bateu a cabeça da namorada na parede de propósito e disse que foi sem querer. Some-se a isso ao fato de que médicos se acham semi-deuses. E some-se ainda ao fato de que as mulheres se jogam em massa em cima deles. Fato. Se ele for bonito, pior ainda. Acho que nem é um problema de psicose. Talvez narcisismo exacerbado, o que não deixa de ser escrotice por parte dele.

Anônimo disse...

Luiz aconselhe este livro pros seus amigos mascus...

O caso dessa moça é diferente babacao!
O cara é mal caráter, narcisista e adora enganar mulheres.
Mas os mascus não podem levar um fora HONESTO de uma garota que ficam cheios de ódio, chorando, chamando a garota de vadia e que colocou ele na "friendzone".
Vocês mascus são os reis de não gostar de levar não.

Luiz disse...

Oi, Viviane. Tudo bem?

Gostaria de fazer um comentário baseado no seu comentário de 13:24. Eu respeito e compreendo o posicionamento dela como um desabafo pessoal. É dolorido tomar um pé na bunda, ser largando, ser enganado. Faz a gente sofrer. Existe pessoas que sente prazer em fazer os outros sofrerem. Quase sempre é ótimo para a gente se livrar dessas pessoas. Existe outros momentos em que o outro só não nos quer mais. Seja porque esta pessoa encontrou alguém mais qualificado ou simplesmente porque não nos quer mais. O que eu discordo é fazer disso um problema político. Não, isso não é um problema de gênero. Existe homens que enganam mulheres e mulheres que enganam homens.

Rafael disse...

Viviane, realmente não estou trollando. Acho que boa parte da reação de alguns comentaristas teria respaldo na realidade se estivéssemos na sociedade de 15,20 anos atrás.
No exemplo que citei, do meu cotidiano, enganador e enganado eram de gênero diverso do post. E não houve reação de "passar a mão na cabeça" dos homens. Houve o mesmíssimo "aconselhamento", que ocorre com relação a mulher nesse caso. O famoso:
" - é, fulano, você procurou isso, se meteu com a beltrana. se tivesse ido atrás de mulher direita isso não teria ocorrido."

que é idêntico a:
" - é, fulana, você procurou isso, se meteu com a beltrano. se tivesse ido atrás de homem direito isso não teria ocorrido."

É errado dizer isso a quem foi enganado, mas é o que ocorreu no caso que falei.

Não é falta de empatia dizer que a mulher foi ingênua. Como ingênuo também é o homem que passa pela mesma situação.

3 meses de relacionamento e já está rolando visita em Tok Stok da vida para mobiliar casa? Puxa, a mulher nasceu semana passada? Vai colocar a ingenuidade na conta da carência? Pelamor, né?

É por isso que de sempre em sempre tem caso de golpista que arranca milhares de reais de mulheres carentes, basta ver em portais de notícia.

O mundo é um lugar perigoso e as pessoas infelizmente tem o dever de tomar cuidado. Devemos lutar por um mundo melhor e mais seguro. Mas até lá, todos devem ficar atentos. Tem MUITO material na internet descrevendo o modus operante desse tipo de babaca. Seja o cara "conquistador serial", seja a mulher que quer ludibriar um homem.

O que me incomoda muitas vezes aqui é que em muitas vezes pare fórum mascu: A carência, a opressão, o patriarcado, servem de égide para todo tipo de omissão por parte de uma mulher. Ela foi ingênua, acontece. Vida que segue. Ficar de lamento, procurando ex-mulher, tentando "conscientizar" outras a respeito não vai mudar nada. Um idiota desse só toma jeito na hora em que ele se envolver com uma mulher ainda mais calhorda que o fará de gato e sapato. E isso sempre ocorre porque o mundo gira e um dia a casa cai.

Por fim, talvez por ser cercado de muitas mulheres fortes, eu realmente possa ter dificuldade de compreender como uma mulher se sujeita a tantas coisas que vejo aqui. Violência doméstica é uma delas. Nenhum homem chega um belo dia e sai espancando a mulher. Começa com uma crítica, evolui para um grito, descamba para um xingamento, um safanão e por fim um soco.

Em meus dois casamentos, o primeiro e o atual, tenho certeza absoluta que se eu atravessasse a primeira linha, a festa acabaria ali. Minha esposa não é nenhuma mulher-maravilha, mas ela não é inimputável a ponto de achar que eu xingá-la é algo aceitável. E isso é o certo. Tive uma tia que era religiosa. O marido, alcoólatra. Minha avó, à época, era viva. Ela entrava no pau toda semana. Todo mundo sabia, todos ofereceram ajuda e ela não saía de casa por não ser "coisa de mulher direita, ficar se separando". Escolhas. Cada um com a sua. Quem escolhe mal, tem mais risco de se dar mal. Felizmente o tio alcoólatra partiu dessa para uma melhor e ela agora sofre menos, mas é visível que em muitas vezes a mulher não sobrevive para carregar o caixão do traste. Culpa de quem? Do homem, lógico! Mas não dá para passar a mão na cabeça de quem apanha, tem todos os meios para deixar de apanhar e ESCOLHE continuar apanhando na esperança de que "Deus vai agir na vida dele".

Então, como já disse ali em cima, não é falta de empatia, é enxergar a realidade sem filtros. Às vezes uma pedra é só uma pedra. E um babaca é só um babaca.

Rafael disse...

@vbfri, longe de mim pagar de exceção, mas não dá para generalizar os homens. Se errado dizer que "toda mulher é uma vadia em potencial", também é errado ficar de "os homens, os homens, os homens".

Não gosto de me tomar por exemplo por ter muita reserva com minha privacidade na internet, mas é legal pontuar algumas coisas "pela ótica masculina":

- Me casei duas vezes. Um longo e outro ainda longo. Nunca pedi que me lavassem uma cueca ou passasse uma camisa. Nunca. Também nunca aceitei que me fizessem isso.
- No segundo casamento, por já estarmos mais maduros e termos boa situação financeira, joguei limpo: "Eu não quero fazer trabalho doméstico, eu não tenho tempo, pois tenho mais de uma atividade laboral e tampouco exijo que cuides de um alfinete. Vamos pagar um(a) faxineiro(a) para resolver isso". E assim fizemos.

Para mim, trabalho doméstico é como, sei lá, lavar o carro. Não tenho saco de fazer e então pago alguém para que faça para mim. É um serviço como qualquer outro.

Adendo importantíssimo: Pagamos nossa "empregada" e pus entre aspas pois mesmo sendo três vezes por semana e em meio expediente (18h/sem), pagamos o piso regional para 40h/sem + todos os direitos legais + diretos que achamos bacana além dos legais. Eu já fui acusado, mais de uma vez, de estar "inflacionando o mercado". Fala-se muito e com justiça em cultura do estupro. Devemos falar também da cultura da escravidão, em que tem gente que acha de boa pagar R$ 1.000,00 para ter um escravo doméstico por 40-50-60 horas semanais.

Para os dias em que nossa faxineira não vem, comprei um aspirador que aspira a casa sozinho. Ele sai de madrugada, faz seu trabalho e volta para o cantinho.

Sobre a primeira esposa, tenho bom relacionamento até hoje. Nunca precisei ser caçado para prover o que quer que seja aos meus dois filhos da primeira relação. Não é incomum que um deles passe um ano inteiro morando comigo (o que inclusive ocorre agora).

Relacionamento é mais importante que emprego. Troca-se mais de emprego que de relacionamento. Deveria-se pelo menos.

É imperioso ser criterioso na escolha de ambos. Minha atual esposa já era do meu círculo de amizades antes de nós (eu e ela) calharmos de nos separar no mesmo ano. Em poucos meses estávamos saindo e isso se deveu ao fato de nós (eu e ela) conhecermos o "currículo" um do outro.

E digo a ela e aos próximos. Precisarei reencarnar 20 vezes para encontrar uma pessoa como ela. Mulher de seriedade ímpar, excelente profissional (referência em sua área) e uma companheira maravilhosa. E ao fim desse ano, nos encaminharemos para uma década de caminhada lado a lado.

Lógico que tudo isso se baseia em conversa, em ajustes constantes de rota, em muito trabalho para ter dinheiro suficiente para comprar conforto, dinheiro para colocar óleo na engrenagem social, dinheiro para dar bom estudo aos rebentos.

Ficar procurando uma Cinderela ou o príncipe da branca de neve por aí é ingenuidade. Ninguém sério em 3 meses tá falando em morar junto, salvo raríssimas exceções. Ninguém sério fica dizendo que o ex ou a ex é maluca. Gente séria sai da vida dos outros pela porta da frente. Não para voltar um dia, mas para poder cruzar com o outro na calçada e poder dar bom dia sem peso na consciência.

No caso do post, mesmo que muitos aqui queiram puxar para guerra de gênero (que infelizmente existe), é só um dos muitos casos em que um belo dia um ingênuo(a) e um esperto(a) se encontraram numa tarde ensolarada e rolou um negócio. Isso acontece. Bom se cuidar para que não ocorra mais. Bola pra frente.

Rafael disse...

* no comentário de 2:43, leia-se modus operandi.

@vbfri disse...

Rafael,

Mas vc concorda que você é exceção, certo? Eu conto nos dedos de uma mão os homens que são assim. E ainda saio procurando.

Eu tenho uma pessoa que vai uma vez por semana, durante três horas, arrumar a minha casa. E, graças aos céus, tenho excelentes experiências com homens (apesar de falar que se sexualidade fosse opção...).

Estou no meu 4º relacionamento e, exceto por 1 ex, tenho uma excelente relação com todos. Um deles é, inclusive, o meu melhor amigo. Todos são homens maravilhosos mas que, por motivos vários, não deu certo. Não foi falta de amor de nenhum dos lados, nem falta de respeito.

Mas eles são agulhas em palheiro. E ir atrás de histórico me salvou de enrascadas.

Antes do atual, fiquei dois anos sem ninguém (e sem ninguém mesmo - nem beijar na boca), simplesmente porque me dava preguiça de ver homem de 35-40 anos sendo babaca até o último fio de cabelo.

Cansa. Dá ruga. Desanima.

E vou dizer uma coisa: fiquei MUITO feliz sozinha. MUITO MESMO. Foi um período ótimo da minha vida.

Não é que todo homem é assim, mas é que tem horas que dá vontade de jogar a toalha e ter um relacionamento sério com o vibrador.

Anônimo disse...

(Viviane)
Rafael, você leu o que acabou de escrever? Eu deixei um comentário ontem pedindo para você ter empatia com pessoas que sofrem, alertei que as autoras dos guest posts podem ler os comentários, e é isso que você faz? Escrever dois "textões", uma para mim e outro para a @vbfri, contando detalhes sobre sua vida para tentar explicar que não deu a mínima para o que escrevemos?
Pois vou te perguntar:
Você tem coragem de dizer para as centenas de pessoas que publicam relatos aqui no blog sobre estupro, abuso sexual e violência doméstica que "elas escolheram"?
Tem coragem de dizer para a Maria da Penha (que deu nome à lei de 2006) que ela ficou paraplégica porque "escolheu" continuar casada, mesmo sendo professora universitária?
Sério, fica cada vez mais difícil achar que você responde de boa-fé. Você tem razão em dizer que nenhum homem chega dando soco, mas por isso estamos falando de psicopatas, ou seja, pessoas que manipulam o emocional de outras para conseguirem o que querem. E como você acha que surgiram vários relatos na internet sobe modus operandi de psicopatas? Justamente porque as vítimas escrevem para alertar outras pessoas, ora!
E se você tivesse um pingo de humildade, não estaria aqui dando lição de moral para mulheres sem nem ouvir o que elas tem a dizer. Muito menos teria a capacidade de fazer como fez ontem: copiar e colar meu texto e ainda assim distorcer o que eu disse. Realmente, seria esperar muito de você que tivesse empatia... Gastei meu tempo e educação com quem não merece.

Anônimo disse...






Nao culpo a moça do guest post. De jeito nenhum. O cara foi errado sim.
Ela é vítima.

Mas o que eu acho que contribui para muitas moças serem vítimas de relacionamentos como esse e de todo tipo de relacionamento abusivo é o sonho do Casamento e da Familia Tradicional.

A moça nao está com saudades do cara. Ela me parece visivelmente abalada pq "estavam até planejando o casamento".
Um vez ouvi uma mulher falando de como superou a traição de um noivo "nao queria começar tudo de novo... ja estavamos com casamento marcado e pensando em filhos, eram sonhos que eu tinha com ele".

Eu aprendi a sonhar sozinha. Meus sonhos só envolvem eu.
Quero ter filho um dia ? Quero. E posso ter sozinha, se assim desejar.

Eu, no auge dos meus 30 anos, acabei de terminar um relacionamento, que nao tinha nada de abusivo, mas simplesmente nao dava mais pra mim, morno demais. E o que eu mais ouvi de mulheres da minha idade solteiras foi "eu nao terminaria, o mercado tá dificil..." ve lá se eu to preocupada em ficar sozinha...

É como o Rafael disse...as pessoas trocam muito mais de emprego do que de relacionamento.
Se o emprego nao tá bom as pessoas já partem procurar outro. Claro que nao dá pra largar de emprego por nada e ficar sem trabalho (até tem quem faz isso, mas acho que é minoria). Mas se nao tá bom, é o mais natural procurar outro. (e pra relacionamento o correto é terminar um e depois ir procurar outro)

Agora relacionamento, eu vejo os dois sexos se desgastando em relacionamento que ja acabaram. Eu sei que em muitos casos tem agravantes: dependencia financeira de uma das partes, outra parte nao quer sustentar duas casas (concordo, é pesado mesmo), uma parte tem medo da outra, etc... Mas venhamos e convenhamos: muitas pessoas nao se separam por motivos alheios a isso " o que vao pensar ?" , "prefiro estar com alguem, mesmo que mal acompanhadx", etc

Pessoal (homens e mulheres), aprendam a ter sonhos sozinhos, aprendam a ser felizes sozinhos... isso nao quer dizer que é para serem sós a vida inteira, isso quer dizer que nao é pra atrelar a sua felicidade à existencia de "alguem pra chamar de seu".
Eu fiz isso com a minha vida! E eu sou muito feliz !

Anônimo disse...

Para mim o melhor comentário foi das Anon de 18 de fevereiro de 2016 10:00

Acrescento que entendo a frustração da autora do post mas fica difícil ter empatia na intensidade do sofrimento dela. Largar e ser largada faz parte da vida. O relacionamento não parecia especialmente abusivo. A gente lida diariamente com casos escabrosos de todo tipo de violência.

Moça, o cara só te largou. Foi simplesmente um relacionamento que terminou. Quando a gente está envolvida diz coisas que o momento pede e depois olha pra trás e dá risada. Não é necessariamente falta de caráter ou abuso. Ele pode ser o que for mas, convenhamos, não tinha obrigação de ficar contigo. Mais que isso, imagina ele continuar com isso para cumprir obrigação e promessa, que coisa triste seria para ti.

Anônimo disse...

Um cara de 30-35 anos, atras de menininha de 19... eu acho bem estranho...
até entendo que elas achem os meninos da mesma idade sem graça e queiram pessoas um pouco mais velho (embora nunca me relacionei com essa diferença de idade).

Mas quando vejo homem de 30-35 anos atras de menininha de 19...eu penso " o cara nao deve conseguir ninguem da idade dele..."

Anônimo disse...

Anônima das 11:09

O problema não foi o cara ter terminado com a moça mas ter mentido pra ela.
Concordo que ninguém a ficar com ninguém, até acho que ela saiu no lucro pq podia ter casado com um traste da pior espécie.

Anônimo disse...

Que história incrível... O cara troca a mulher por uma mais jovem e mais bonita. Parece com a história da mulher que troca o namorado por outro mais rico!!! Pense numa novidade!!!!!

Marcia disse...

Ah os trolls... Amiga que escreveu o texto, sinta-se abraçada! Sim, você está coberta de razão, o sujeito é mesmo um psicopata emocional. E esse bando de gente (aposto minhas fichas que a maioria é homem) sem empatia pela sua história quer mesmo é poder ser desculpado quando cometem suas maldades com os demais.

Você é forte, não ligue para isso.

Anônimo disse...

Anônimo das 11:55

Um mascu VIADO, odiador de mulher e cagador de regras vem opinar merda quando não é chamado.
Pense numa novidade.

Anônimo disse...

Sylvie

Faço uma correção querida, os comentários desnecessários contra a moça não são de homens, são de moleques vagabundos e mimados.
Na verdade a moça do post se livrou de um traste que iria e muito atrapalhar a vida dela.

Anônimo disse...

Eu era bonita e meiga, mas depois de 10 anos de casada eu me tornei uma gorda, fedorenta e chata. Meu marido me largou pq ele psicopata e misógino!!!

Anônimo disse...

Morta com os mascus achando que abalam a confiança de alguma mulher com trechos da bíblia e chamando de gorda ou velha...

Anônimo disse...

Pessoas, tem um troll desocupado infeliz e desesperado que passa O DIA INTEIRO nesse blog porque não tem mais nada pra fazer da vida. Ignorem que daqui a pouco a Lola deleta a existência dele.


Anônimo disse...

Lola, os comentários a serem deletados são:

9:38; 10:11; 11:08; 11:13; 11:22; 11:33; 11:55; 12:10; 13:22; 13:28


Se alguém vir mais algum ao invés de alimentar o troll coloque o horário para a Lola achar mais fácil. Obrigada!

Anônimo disse...

Bom, não que tenha muito a ver com o assunto, mas duas ex do meu ex (que tinha três ex namoradas antes de mim) tinham diagnóstico de doenças mentais e a coisa não terminou lá muito bem com nenhuma das duas. Uma começou a se tratar e melhorou consideravelmente, a outra nos stalkeava, me xingava longe dele, recrutava as amigas pra me incomodar, enfim, foi um saco. E não, ela não procurou ajuda nem nada e continua com os mesmos problemas. Eu também sou diagnosticada com alguns problemas, mas nosso namoro terminou bem... Tirando que foi meio confuso porque nos dois nos gostamos muito ainda e foi mais algo que precisava ser feito pra ninguém se machucar depois, tudo bem até então. Mas eu tenho certeza que se alguma próxima namorada perguntar p ele como eu era/sou ele vai dizer paranóica, obsessiva, mimada -blablá. E eu sou, eu sei disso. Mas sinceramente eu acho q essa coisa de ex, em relacionamentos a gente devia conhecer mesmo as pessoas que passaram um tempo com quem a gente tá. Não sei porque isso é um tabu enorme ainda.

Rafael disse...

Viviane, cada um dá o que tem. É por isso que você está sendo educada comigo e eu contigo.

Se alguém te aborda na rua oferecendo um iPhone 6 por 500 reais, você compra? Você não iria desconfiar? Tenho certeza que sim! Mas temos de admitir que tem gente (muita) que compra. Gente que acha que está em "um dia de sorte", fica de olho grande e cai em golpe. Seja financeiro, seja emocional.

Na boa, como eu já disse acima, o cara é um crápula, um pulha, um babaca. É e continuará sendo por muito tempo. Talvez sequer deixe de sê-lo um dia.

Mas o plantio dele só viceja, só dá frutos constantemente, porque ainda hoje em 2016, tem uma pá de mulheres que acreditam em príncipe encantado. Tal qual os mascus buscam eternamente a Amélia-Virgem-Ideal-Séria-ParaCasar.

E basta um babaca incorporar um personagem para que ela ache que achou a cara-metade.

Reconhecer que a menina do post foi ingênua, não é falta de empatia, é compromisso com a verdade.

Torço sério para que sirva de aprendizado, para que ela aja como disse a @vbfri, "analisando currículo" nas próximas oportunidades.

Desconfiar sempre que a intuição apitar é ouro. Para negócios, para trabalho para relacionamentos. A desconfiança, na medida certa, nos protege.

Deu merda, ela sofreu. Acontece. Faz parte da vida e poderia ser pior.

Rafael disse...

@vbfri, embora esteja "fora do mercado", posso dizer o mesmo sobre mulheres. É muito complicado achar alguém que realmente valha à pena e me causa zero estranheza você ter ficado feliz sozinha.

Tivesse eu tido menos "sorte", talvez ficasse também um tempo só para não ficar mal acompanhado.

Conviver é muito difícil. Sempre foi e tem piorado. As pessoas hoje em dia (homens, mulheres e outros gêneros) estão muito individualistas, é cada vez mais normal e aceitável socialmente pensar só em si.

E eu vejo isso hoje transcender o gênero. Não é incomum testemunhar no círculo de amizades relacionamentos abusivos, crises de ciúmes e outros problemas em relacionamentos gays ou lésbicos.

Não está fácil para ninguém hoje em dia.

Anônimo disse...

Desde cedo o meu pai me ensinou como o FEMINISMO mudou o mundo para MELHOR!!!!
Na época dele, pra fazer sexo com uma moça que não fosse profissional do sexo era preciso casar. Hoje graça ao feminismo e a liberação sexual, as mulheres são iguais aos homens em tudo e encaram o sexo da mesma forma que os homens, e fazem sexo casual igual aos homens, é incrível!!!! Hoje diferentemente do meu pai, eu não preciso casar pra fazer sexo com meninas bonitas e de família. Eu agradeço muito ao feminismo, pois assim eu não me arrisco a contrair alguma doença transando com prostitutas. Certamente eu vou me casar, porém só depois dos 45, quando minha libido já tiver mais baixa e eu não tenha tanto a necessidade de variar de parceira. O feminismo é fantástico para o estilo de vida do homem moderno. Vocês estão de parabéns, vou indicar esse site para todas as meninas que eu conheço.

Rafael disse...

Parece que o cãozinho Cérbero dormiu e as almas penadas fugiram do Hades.

Só pode.

@vbfri disse...

O problema, Rafael, é que a mulher é criada com a porra do mito do amor romântico, que faz com que ela seja 10000000x mais propensa a cair no conto do vigário do homem que se apaixona perdidamente e quer casar com ela.

Tenho uma amiga que casou com um cretino assim, grávida.

Longa história. Parecia o homem perfeito. Na hora em que estavam saindo da igreja (sério, saindo, literalmente, de braços dados) ele virou pra ela e falou "a partir de agora, a sua família sou eu e o bebê. Você não tem mais pai, não tem mais mãe, não tem mais irmão".

Ela ficou sob o domínio dele até o nascimento da filha e saiu da maternidade direto para a casa dos pais, quase sob escolta policial.

Durante quase 5 anos o cara infernizou a vida dela e da filha. Depois "apaixonou" por outra mulher e esqueceu que tinha filha. Esqueceu tb de pagar pensão, de visitar a filha, de qualquer coisa.

Ela deu graças a Deus. A filha também.

A filha dela, hoje com 16 anos, não lembra... Mas eu lembro dela sendo levada AOS PRANTOS pelo pai em dia de visita (ela tinha 2 anos), e voltando com assadura, imunda, com cara de trauma, conferindo na casa da mãe pra ver se estava tudo no lugar... Doia o coração.

Anônimo disse...

(Viviane)
Pois é, vamos ver se assim o Rafael finalmente entende o que queremos dizer.

Anônimo disse...

(Viviane)
Luiz, eu concordo com você que mau caráter não escolhe gênero. Eu falei no meu comentário que fui vítima de um homem, num relacionamento afetivo, mas também conheço várias mulheres canalhas. Uma delas quase fez eu ser demitida por justa causa (um plano bem elaborado, mas felizmente consegui descobrir a tempo). Isso realmente não é um problema político.
Mas o que estamos discutindo é a reação social à vítima do mau caráter. Para vocês, homens, deve ser difícil acreditar, mas nós somos constantemente obrigadas a ouvir "você não foi esperta", "alguma coisa você aprontou", "homem é assim mesmo". Acho que eu e outras mulheres aqui estamos falhando em nos fazer entender (quero acreditar de coração que você e outros não estão de má-vontade).

Anônimo disse...

(Viviane)
Desculpe, a segunda resposta é para o Luiz (hj, às 02h22).

Anônimo disse...

(Viviane)
Rafael, e em nenhum momento, mesmo depois de ler o post e os comentários, você se perguntou por que ainda existe mulher que acredita em príncipe encantado?
Por uma coisinha chamada SOCIALIZAÇÃO. Mulheres são educadas (adestradas) desde crianças para acreditar nisso, e para aceitar tudo o que vem dos homens. E vocês, por sua vez, são educados para achar "prova de virilidade" fazer uma mulher de trouxa. Sério, homens só são execrados socialmente quando mentem para outro homem. Afinal, não somos seres humanos, somos "só" mulheres.
Se depois de tudo isso você ainda insistir nesse papinho de "acontece", serei obrigada a concordar que, como você disse, "cada um dá o que tem". Eu, além de educação, tenho empatia. Já você...

Anônimo disse...

Infelizmente minha experiência mostra q existem 2 tipos de homem, os q traem e os q querem trair. Os primeiros não precisam de comentários, os segundos, querem trair, mas por falta de oportunidade ou dinheiro, não traem...
Resumindo, já passei da fase do príncipe encantado, sei q qualquer um virá ao menos com esse defeito de fábrica.

Carla Araújo Nascimento Carlinha disse...

Discurso conformista, prega a aceitação do que deve ser prontamente negado.
Acredite: há muita gente legal no mundo, homens e mulheres ...
Há muita gente honesta, do bem, disposta a mostrar essa integridade toda a quem não julga a humanidade pela sua banda podre.
A vida e as pessoas são melhores do que a gente julga ser...
Abçs.

Fabio Ernesto disse...

Ótimo relato. Adorei! Essa é minha primeira vez, aqui no seu blog. Também tenho um blog, ô fiz hoje, dá uma olha. E se poder me dar umas dicas aceito também. O link é esse

http://rabiscosdepensamento.blogspot.com.br/2016/02/voce-se-foi-e-deixou-um-vazio-que-nem-o.html?m=1

Anônimo disse...

Kkkkkkkkk homem honesto?/VC conhece algum que dispensaria as panicats ou as atrizes da malhação se tivesse a oportunidade???? Kkkkkkkkk imagina o cara pensando: " eu não vou comer a panicat pq eu amo minha namorada!!!" quem acha q.isso existe é pq acredita em príncipe encantado!

Carla Araújo Nascimento Carlinha disse...

“Para um verme dentro de um rabanete, o mundo inteiro é um rabanete"

Rafael disse...

@vbfri, não há como negar o culto à "princesa" existente. É verdade cristalina.

Mas isso serve de justificativa? Não combatemos o "apelo à tradição" quando propomos ideias progressistas?

Não dá para invocar um mínimo de senso crítico à autora que acreditou nessa patuscada?

Mas manter a mulher na ilusão, colocando 100% da culpa no babaca é uma saída? Isso não a jogará nos braços do próximo aproveitador?

Todos nós devemos lutar por um mundo sem babacas, mas enquanto isso não acontecer, devemos fingir que eles não existem?

Dizer à autora "Filha, você foi ingênua, isso não existe e não corra atrás desse sonho." É falta de empatia?

A ideia não é as pessoas mais experientes e evoluídas ajudarem as menos? Vamos deixar uma pessoa que acredita em príncipe da branca de neve na bolha indefinidamente?

Eu não concordo. O idiota merece toda a recriminação, mas é importante que a autora use como aprendizado. Se, como ela mesma escreveu, permanecer buscando a aceitação e o suprimento da carência em homem, vai continuar se desiludindo.

Rafael disse...

Viviane, não me falta empatia. Eu já disse que o cara é um idiota. Só não vou compactuar com a manutenção da ilusão da autora.

Se todos criticam SÓ o cara, ela vai se sentir à vontade para deduzir que estava 100% certa e que o cara era um idiota.

É importante lembrar que a autora falha miseravelmente em sua expectativa e é isso que abre margem para aproveitadores.

Mulher não é inimputável e é perfeitamente humano ajudar outra pessoa a reencontrar o senso crítico, que vamos combinar, faltou muito nesse caso.

Não dá para ficar repetindo que tradicionalmente as mulheres são educadas para serem princesas e ficarem aguardando seu príncipe. Isso é querer justificar ingenuidade com apelo à tradição. O mundo é mau e é duro. Não dá para colocar a autora no colo e dizer que seu sonho tem sentido sob o argumento de ser empático.

Anônimo disse...

Você é mais uma iludida, seu namorado certamente é gay ou mentiroso...ou os dois!!!

Anônimo disse...

Rafael,

gostaria de fazer um comentário sobre a sua frase "Conviver é muito difícil. Sempre foi e tem piorado. As pessoas hoje em dia (homens, mulheres e outros gêneros) estão muito individualistas, é cada vez mais normal e aceitável socialmente pensar só em si."


Eu acho que manter relacionamentos tem sido dificeis por causa da liberdade e independencia feminina. O que é otimo.

Muita gente fala "ahhh...antigamente nao era assim..."
Nao. Antigamente os relacionamentos duravam muito mais.
Mas a que custo ? As pessoas acham que antigamente os casais eram todos felizes só pq "tem avozinhos que sao velhinhos fofinhos e estao sempre juntinhos "

Na minha familia, ao menos que eu saiba, nao teve nenhum caso de agressao, apenas 1 de traição, nenhum caso de alcoolismo, e nem mesmo de agressao verbal... e ainda assim, em mais da metade desses relacionamentos, se eu fosse a mulher, teria pulado fora.

Rafael disse...

Anon 17:48, discordo.

Você está generalizando e colocando que todos os homens querem Amélias.

Na última década, vários casais homossexuais saíram do armário. Homens e mulheres. Todo mundo agora conhece pelo menos uns 2, 3 casais de mesmo gênero.

E agora que eles podem se assumir para a sociedade, pode ter vida social, agora que suas relações chegam a muitos anos de duração começam a aparecer os mesmos problemas que acometem aos casais héteros.

Há algumas semanas vi uma cena de ciúmes entre duas mulheres no metrô que não fica devendo nada a um homem possessivo.

Não tem sido incomum nem mesmo assassinatos causados por ciúmes.

Anônimo disse...

Ué, mas a responsabilidade pela contracepção deve ser da mulher mesmo. Nunca ouviu aquele ditado: "amarrem suas cabritas que meus bodes tão soltos."??

Anônimo disse...

Rafael,

O cara é um idiota. Independente das mulheres serem iludidas ou não (não sabemos exatamente o que houve com cada uma), ele é um idiota. Releia o texto, você verá que ele não foi só um escroto com ela, o que já seria suficiente pra dizer que ele é mais do que um idiota, ele faz isso regularmente, só muda de mulher.

Não faça o que você mesmo condena, não tire de um dos lados a culpa que ele tem só pra apontar o dedo pro outro.

Anônimo disse...

Relações abusivas são muito difíceis durante e até pra gente se livrar ..e o depois também..não é fácil. Eu sofri até agressões físicas, mas o abuso emocional é muito pior. A agressão física machuca, faz edema, fica roxo..a gente acaba por dias, as vezes mais de uma semana..acha q tá melhor, volta a trabalhar depois do prejuízo financeiro e de ter deixando-a casa de lado junto com os filhos..mas depois a gente se levanta. No abuso emocional,não. Porq ele é diário..as vezes 24 há por dia. E não dará fotografar ..levar na delegacia.
E a gente vai ficando fraca..

Eu estou tentando separar de uma relação com tudo tipo de abuso ..e enviei p este q já considero ex, uma foto de como ficaram menus machucados..mostrando a ele q tenho provas.. E ele me mandou de volta uma resposta tranquilo muita tranquilo me orientando a buscar uma delegacia. Disse q já havia contratado um advogado e que estava aguardando a minha denúncia.

E ele tinha já um discurso acho que orientado pelo advogado contra mim. Gostaria de colar aqui a mensagem, mas aqui N recebe foto. O discurso dele é: "A foto é real, mas sua versão dos fatos são mentirosas !
Vc sempre mentiu, é uma pessoa fingida, inventa histórias, esconde fatos, distorce, sempre dando uma de " pobre coitada vítima de todos", quando na verdade, apronta, ofende, tenta humilhar, xinga,CHUTA, bate, enfim, vc é a pior espécie de gente pra vc ter como esposa !

Então..N sei se terei chances diante do juiz. E ele inventa doenças pra mim. Toda hora diz q sou doente.

Anônimo disse...

Olá,
Triste relato, mas, porém, entretanto, respeitosamente, que mulher não quer uma médico bem sucedido e dizendo-se apaixonado, é quase um golpe perfeito. Apesar de toda a racionalização aqui, vocês vão cair no golpe de novo.
Abraço.
Perdedor Master.

Carla Araújo Nascimento Carlinha disse...

Você pode não acreditar em monogamia, mas desacreditar por completo, do caráter de todos os humanos do sexo masculino é demais.
Ninguém deve se conformar com a traição, como se isso fosse algo inerente à pessoa.
Há homens e mulheres que zelam pela própria palavra.
O casal pode optar pela não exclusividade de parceiros, mas quem decide por ela, deve cumprir o compromisso firmado, ou então, que fique "sozinho".
Eu já quebrei muito a cara. Fui traída, mais de uma vez.
Em uma delas, meu "namorado" engravidou outra ...
Depois me casei com outro homem e separei grávida de 8 meses... Foi muito difícil essa decisão, mas foi o melhor pra mim.
Hoje estou com uma pessoa maravilhosa, alguém com defeitos e virtudes, assim como eu.
Ninguém é príncipe nem princesa, mas honestidade é algo primordial.
Quer transar com todo mundo? Ok. Mas não minta, não engane.
Ensine as pessoas a quererem o melhor pra si e pro outro, não a se conformarem com o que não presta.
Morrerei acreditando nisso.
Abçs.

Anônimo disse...

(parte 1)

Gente, muitas pessoas aqui falam do término como se fosse "só um término". Passei por mais de um manipulador e isso me fez estudar o tema com mais profundidade. Todos eles têm um "modus operandi" parecido, o ciclo pelo qual fazem a relação acontecer é o de "idealização/desvalorização/descarte". Com todas. Um dos caras que conheci já teve três esposas de 2012 pra cá.

Eles usam de uma tática bastante covarde e cruel que em inglês se chama "love bombing" ou "bombardeio de amor". Tal bombardeio visa não somente fazer com que a outra parte se apaixone, mas também que se vicie nele a ponto de confiar, muitas vezes confiando a ponto de dar dinheiro ou outros bens.

Quando a fase do "love bombing" ou "idealização" termina, começa a da desvalorização. É sutil, mas acontece e muitas vezes entremeada de elogios, pra confundir mais ainda.

Na fase do descarte é quando a outra parte não serve mais para o sociopata/narcisista, seja pq o dinheiro acabou, seja pq ele simplesmente quer fazer vítimas novas, seja pq já fez essa sofrer o suficiente. O sonho deles é ver a outra parte rastejando, sofrendo e implorando por eles. Sim, pq se retirar numa hora dessas é como tirar a droga de um viciado. Eles viciam a psiquê da pessoa.

É algo longe de um término comum, não há discussão, não há desavença, não há nada. Muitas vezes eles somem e começam a mandar indiretas pelo face e te difamar para terceiros que os viram namorar. Como a fase da idealização era tão linda e perfeita (de mentira, claro), as pessoas de fora vão pensar que pra todo aquele "amor perfeito" acabar é pq a outra parte fez uma cachorrada muito grande.

Esse ex que teve 3 esposas desde q terminamos, fez revenge porn com uma das ex. Nos tornamos amigas após o término dela.

É nesse nivel de baixaria. Eles tem 20 ex namoradas, 10 ex esposas (e daí pra cima, a maioria sem casar no papel ou não completando união estável justamente pra não dar direitos), mas alegarão que "com vc é diferente". A mulher vai se sentir especial e fazer de tudo pra ser "a mulher da vida do cara" e como ele é realmente muito romântico no começo, vão achar que estão vivendo o conto de fadas.

Anônimo disse...

Dói não tanto pelo término, depois que vc sabe da sujeira deles a última coisa que vc quer é eles por perto. O que dói é saber que foi tudo uma mentira. E que tem gente que é capaz de fingir uma relação inteira por meses, as vezes anos, não respeitando a sua humanidade nem um pouco. Não gosta? OK, mas respeite como gente! Sociopatas não respeitam ngm.

Muitos mentem tudo: idade, estado civil (mentem que são solteiros quando são casados), profissão, se fazem passar até por médicos. Já vi uns mentirem religião, ler livros religiosos apenas pra fingir ser da religião XYZ.

É muita maldade. Antes de passar a gente não acredita que exista gente tão mentirosa. Mas qdo passamos, percebemos q há gente q mente na cara dura muitas vezes só pra fazer mal.

O maior prazer do sociopata nem é te tirar dinheiro ou te fazer mal fisicamente. A sua psiquê é o principal alvo dele. Fazer com que você não confie mais no amor, fazer com que você ache que todo mundo é ruim que nem ele, faz com que ele faça-se de príncipe perfeito (as conversas são imensas e longas, para saber do que vc gosta e atuar como se fosse esse homem) e depois te tire esse príncipe, justamente para que vc ache q não existe amor pra vc.

Eles fazer isso pq sentem inveja dos que conseguem amar. Eles são inumanos e não conseguem.

Um de meus ex me mandou uma indireta no facebook quando terminamos, dizendo: "Continua esperando! (o seu homem)", como se ele quisesse me fazer crer que ngm nunca vai me amar. O desejo deles é esse.

A gente tem de reagir e viver, ser feliz, não deixar q mexam com nossa psiquê. E eles querem saber de cada uma das vítimas depois. A maioria deles é "stalker" que quer saber se a mulher conseguiu se recuperar, se ela conseguiu outro namorado, se ela tá feliz ou completamente infeliz. Pra isso usam parentes (deles ou seus) somente pra tripudiar em cima da sua dor depois.

Acha que é mentira? Uma vez li um guia "mascu" de como "esfaquear uma mulher sem usar as mãos", tinha essas dicas e ainda como "brinde" fazia com que o cara fizesse revenge porn da mulher. E mais gaslighting ao dizer que ela foi "vagabunda" e passou as fotos pra outro, pq "ele" não as colocou na internet e sim outro cara.

Tbm já vi mascu falando que se separa das mulheres como "castigo" pq elas sempre o trataram "mal e sem dignidade". Claro, como se uma mulher tivesse de pagar pela outra que o tratou mal.

Acontece, existe e não é "só um término". É uma lavagem cerebral e muda as suas crenças sobre o amor e a confiança nas pessoas caso vc não se fortaleça e se informe sobre o assunto depois.

Anônimo disse...

Conheci um cara assim, simpático, fofo, carismático e extremamente carinhoso e tals. Ele é a versão gay desse aí do post. Fiquei sabendo que ele era exatamente assim: Maravilhoso com os namorados e tudo e depois terminava com os caras no maior desprezo, como se fosse nada. Nossa, fiquei super decepcionada porque tinha outra imagem dele. Há muitas pessoas que não estão nem aí pra ninguém, querem só usar mesmo.