sábado, 14 de março de 2015

GUEST POST: APRENDENDO A USAR O COPINHO

Taí uma das inúmeras coisas que só vim a descobrir depois de criar o blog: coletores menstruais! 
Só não comprei porque eu já estava quase na menopausa (com ciclo irregular e menstruando muito menos), mas os copinhos parecem incríveis, não apenas porque não agridem o meio ambiente, mas também porque fazem as mulheres terem uma relação mais íntima com suas vaginas.  
Deve fazer uns quatro anos que não menciono os copinhos, e quatro anos na internet é uma barbaridade. Por isso, aproveito o email que a jovem Helena me enviou para incentivar quem ainda não conhece os coletores para encomendar logo o seu (há várias marcas, pesquise! E inúmeros vídeos sobre como usar). 

Queria compartilhar minha experiencia com o coletor menstrual (vulgo copinho). 
Pra quem comprou o coletor, usou e amou, ótimo, mas pra quem comprou, usou e teve probleminhas, talvez valha a leitura pra dar uma segunda chance. 
O coletor que eu comprei foi o Femmecup (UK), e cada um é diferente do outro. Vi num vídeo que o Femmecup é mais durinho no anel no topo (e por isso é um pouco mais difícil de tirar).
Eu pesquisei algumas marcas antes de comprar, mas adquiri o Femmecup porque tem a versão (mais barata) “iniciante”, que dura um ano (normalmente dura 10 anos). 
Quando vi o coletor pela primeira vez ao vivo (e não em reviews), parece grande demais! Mas você o dobra pra colocar, e aí parece pouco maior que um tampão.
Pra colocar, depois que eu achei o jeito certo (pra mim) de dobrar, foi bem mais fácil que um tampão. Primeiro tentei dobrar de um jeito e não entrava, aí tentei de outro e foi (normalmente estou colocando na diagonal dobrado e quando começa a desdobrar dentro eu empurro o resto colocando no lugar. Aí é so você fazer alguns movimentos com os músculos da vagina e ele vai pro lugar).
A primeira vez que eu coloquei senti um incômodo. Tinha lido que o coletor é pra ser que nem um tampão, que você esquece que está lá, e que se incomoda é porque o cabinho está muito longo. Cortei bastante o cabinho, ficou apenas uns 2mm pra fora, e coloquei. Ainda estava sentindo e percebi que o cabinho poderia ir mais pra trás, empurrei o cabinho mais pra trás (não pra dentro) no canal vaginal e pronto, não senti mais NADA! Feliz da vida por ter acertado, fui dormir (não tenho um fluxo intenso de manhã então estava sossegada). 
Na manhã seguinte acordei ansiosa pra tirar o coletor. GENTE. Não saía de jeito nenhum. Eu percebi que estava mais pra cima, mas nada que uma forcinha com os músculos da vagina não faça descer. Mas pelo fato de ter cortado o cabinho eu não conseguia puxar sem deslizar. Não conseguia puxar o suficiente pra colocar dois dedos pra tirar, só conseguia ficar rodando ele lá dentro com o indicador.
Como vi que não iria conseguir tirar só sentada no banheiro, fui pro chuveiro, fiz posições de ioga, perna pro alto, agacha, foi um sufoco, mas CONSEGUI! (o chuveiro parecia cena de filme de terror com sangue pra todo lado).  
Pelo menos pra mim, pra tirar tem que colocar DOIS dedos na vagina. O indicador lá no fundo da vagina, e o dedão não tão fundo pra puxar (só tem que lavar bem as mãos antes e depois).
Juntei coragem pra colocar o coletor de novo, respirei fundo e coloquei, e bora trabalhar.
Era o segundo dia de menstruação. Depois de umas 4h com ele senti que estava vazando. Coloquei um absorvente extra so pra garantir (porque tirar no trabalho também é foda, ainda mais quando você ainda não é experiente na arte do copinho). Fiquei em dúvida se estava vazando porque não tinha colocado certo. Na verdade, quando tirei, vi que estava CHEIO (o Femmecup LITE aguenta 15ml). Portanto, eu não tinha colocado errado, só vazou porque estava cheio (meu segundo e terceiro dia de menstruação são mais intensos que os demais). 
Esvaziei, limpei e coloquei de novo. Agora estava acertando!
Notei que pra mim é mais difícil remover o copinho de manhã. Minha teoria é que meus músculos estão mais contraídos, mas acho que estou pegando o jeito. 
Minhas dicas pra quem está começando são:
- Não corte o cabinho de primeira se você sentir incômodo. Tente empurrar um pouco pra trás ou pra frente e veja se atenua o desconforto. Corte o cabinho quando você sentir que consegue puxar o coletor só com os dedos na base. 
- Você só vai descobrir o modelo certo pra você quando comprar um e usar. Vi inúmeros videos e li várias coisas sobre eles, mas só a experiência de usar é que realmente vai te fazer entender o que estão falando quando falam do silicone “mais macio”. 
- Não entre em pânico se não conseguir tirar ou colocar. Relaxe os músculos da vagina (assim como OB, entra mais fácil se você estiver relaxada). 
- Pra tirar, o negocio é colocar o indicador até o topo do coletor na vagina e quebrar a sucção, e puxar. Das primeiras vezes fiz sujeira no banheiro, mas estou pegando o jeito. 
- Pratique tirar antes de dormir se for sua primeira vez colocando o copinho.  
E por último, não desista! Imagina que alguém te contou uma história sobre como foi super difícil tirar o tampão e que foi parar no hospital e que passou um sufoco. Você deixaria de usar tampão? Você ficaria com medo de colocar?
Ou ainda... Se essa fosse a única alternativa pra menstruação, você não imagina que daria um jeito de colocar e aprender a usar corretamente? 
Adotar o copinho requer paciência pra aprender a usar direito, por isso muita gente se frustra quando compra na ansiedade. 
Mas amigas, se for comparar as vantagens e desvantagens para os tampões e absorventes externos, o copinho é sem cheiro, sem toxinas, com um excelente custo-benefício. Quando você aprende a usar direito, é só amor.

79 comentários:

Aninha disse...

Eu só sou amor com o meu copinho!

Uso ha um ano e meio e me pergunto como aguentei a 13 anos usando todo mês aquele absorvente nojento no meio das pernas.

O copo me deixa sequinha, não vaza, não tem mal cheiro, fácil de usar em praia, etc

Meu jeito favorito de colocar é de pé, com uma das pernas apoiada em algum lugar. Para tirar, sentada no vaso sanitário, porque aí ele já vira lá mesmo e faz menos sujeira.

Sinceramente, acho esse dispositivo uma mini revolução feminina, porque faz com a gente recupere o conhecimento sobre o nosso próprio corpo.

Anônimo disse...

Nossa! Eu nunca tinha ouvido falar nisso!!!
Legal, parece com diafragma (esse eu já usei muito!)

Anônimo disse...

Adoro o copinho, comprei por querer dormir pelada e pelo custo/benefício. Justo por isto, vou dizer que, pra mim foi muuuuuito mais fácil do que na postagem. Se eu a tivesse lido antes de comprá-lo, pensaria duas, três, quatro vezes antes. Apenas dobrei o troço (um Misscup, marca brasileira que vende pela internet), enfiei em poucos segundos, vi que o talo incomodava e cortei, e na hora de pôr para fora é só fazer uma forcinha que ele vem pra frente e dá pra pegar a pontinha com o polegar e o indicador. Zero dor de cabeça para mim.

Anônimo disse...

Sempre tive medo de não conseguir tirar esse copinho...
Tomara que ele se torne popular e quebre com essas empresas de absorventes. é um lixo absurdo para o planeta!

Anônimo disse...

Gente, não tenho nem palavras para descrever o tanto que o coletor é incrível! Mudou minha vida, sério mesmo.

Anônimo disse...

Eu uso e amo! Tive dificuldade no início também, só que pra colocar. Eu dobrava o coletor e, quando inseria na vagina, ele não "abria"sozinho. Ficava lá aquela coisa dobrada. Mas agora peguei o jeito, às vezes até consigo inseri-lo aberto. Daí só precisa dar uma girada, e, se ele rodar 360° com facilidade, fico super tranquila, pois vejo e que está bem encaixado e confio 100% que ele não vai vazar. Dá até preguiça de tirar pq eu esqueço que estou menstruada.

Anônimo disse...

Este copinho é nojento, da muito trabalho de colocar e tirar. Comecei a tomar anticoncepcionais para nao menstruar, mas antes so usava tampax que pra mim è o modo mais higienico que tem.

Carlos Eduardo disse...

Quando leio um texto como esse e vejo essas fotos assustadoras, só me ocorre uma coisa: colocar os dois joelhos no chão, estender as mãos para o alto e agradecer aos céus por ter nascido homem.

Anônimo disse...

Meu problema é justamente esse: Medo na hora de tirar e não conseguir alcançar o copinho dentro da vagina.

Julianatsume disse...

Amei o guest post! Informativo e super divertido! Eu nunca na vida pensei em usar o copinho, nem tampão, mas achei muito interessante. Deve ser uma saga de paciência, mas fiquei ak pensando em dar uma chance.
E sim, precisamos conhecer nossa anatomia, vagina hj, vagina amanhã, vagina p sempre s2

Patty Kirsche disse...

Adoro meu coletor. Comecei a usar há pouco mais de um ano e não troco por nada. Estou inclusive usando o sangue como fertilizante para minhas plantas, e elas estão adorando. Além de ser um ato mega ritualístico, claro.

Minha dica pra eventuais dificuldades na hora de tirar é fazer força de parto até sentir o fundinho do coletor na entrada da vagina, então apertar e virar. O ar entra, e ele sai rapidinho. ;)

Cyberia disse...

Amo meu coletor. Uso ha anos Um da marca MELUNA e fica a dica pra quem nao gosta do cabinho: essa marca tem a opção cabo, bolinha, anel ou sem nada. Uso o com anel e eh otimo. Curto, arredondado, nunca senti ele e é super facil de segurar. Tenho um Meluna classico e um Meluna soft (mais macio). Nao gostei do soft. Dificilimo de abrir!!! O classico eh millll vezes mais facil e confortavel igual. Estou cogitando comprar um Meluna Sport (mais rigido ainda que o classico) quando o site abastecer o estoque. No momento tem muitos em falta. Posso dizer seguramente que os coletores menstruais aumentaram muito minha qualidade de vida pois eu tinha alergia aos absorventes. Hoje em dia mal mal sei que estou menstruada. :)

Dayana Hashim disse...

Copinho = amor!
Quem estiver no facebook, procure pelo grupo "Coletores Brasil", tem muiiiita informação tanto para quem nunca usou, para quem é iniciante, até para quem usa há um tempo.

Anônimo disse...

Eu tentei usar tampão mas não deu mto certo! Tenho medo de não conseguir tirar dps.

Anônimo disse...

Quem é virgem pode usar isso?

Jéssica disse...

Eu tentei achar sobre como o copinho se comporta durante sexo sem penetração e não achei nada. Nem em inglês nem em português. Alguem sabe dizer se orgasmo pode mexer o copinho de lugar?

anon 19:58, pelo que li o único problema é que pode romper o himen, se vc não se importa, então está de boa. Outra coisa é que pode ser legal experimentar copos menores primeiro, nesse caso.

Jéssica disse...

Achei a informação que eu queria, tive que procurar por orgasmo durante masturbação, argh.

E a resposta é que se o copo estiver cheio tem risco de ocorrer um vazamento, mas é um risco baixo.

Anônimo disse...

Eu quero muito dar uma chance ao copinho, mas tenho muuuuita agonia em "colocar" coisas dentro de mim (eu mesma colocar) e tenho pavor em tirar :/. Espero que o post receba mais comentários e eu me anime.

Anônimo disse...


Lola te respeito muito mas gostaria de um post sobre a situação política do país

inquietar disse...

Parte 1

Eu adaptei fácil ao coletor (que para mim é bem mais prático que o OB, que eu nunca consigo colocar direito e sempre vaza).

Para colocar é só dobrar e inserir na vagina. Dependendo ele pode não abrir direito, o que provocará vazamentos. Nos primeiros usos, você pode verificar se ele abriu direito passando a ponta do dedo na base do coletor em movimento circular (se tiver alguma ponta dobrada ela vai abrir com o movimento do dedo). Outro jeito é fazer contrações curtas e rápidas (umas 3) da musculatura pélvica. isso ajuda o coletor a abrir e a seu corpo a adaptar a ele.

Lembrando que o coletor fica na parte baixa da vagina e não no fundo como o OB. Portanto, não precisa empurrar ele pro fundo (isso só vai dificultar na hora da tirar). Não empurre para cima, mas em direção ao ânus.

Deve ser possível tocar o fundo do coletor com a ponta do dedo, sem esforço.

Quanto mais tempo você ficar com o coletor (lembrando que o limite são 12h), ou quanto mais exercícios fizer (andar, correr, ter orgasmos), mais pro fundo o coletor vai por conta da contração muscular. Mas não se preocupe, não existe a possibilidade do coletor "se perder" no seu corpo (ou seja, dele ultrapassar o colo do útero), justamente pelo formato e tamanho dele.

Caso você não consiga alcançar o coletor confortavelmente com os dedos, faça o seguinte: sente-se na privada, respire e enquanto solta o ar faça força na parte baixa do abdômen e na parte pélvica como se você quisesse expelir algo. A tendencia do seu corpo depois de realizar esse movimento é contrair a musculatura da região pélvica; isso diminuirá a eficacia do exercício. Tente apenas relaxar a musculatura. Repita pelo menos umas três vezes e então tente alcançar o coletor com a ponta dos dedos.

Normalmente os coletores veem com umas ranhuras na base; são para dar mais aderência na hora de tirar o coletor. A ideia é apertar nessas ranhuras com os dois dedos (indicador e polegar). Isso deixara entrar ar no coletor e ficará fácil puxa-lo para fora. Se quiser ajude a mão com movimentos pélvicos de expelir (inclusive é um bom exercício para evitar incontinência urinária, aumentar seu prazer, e no caso de gostar de homens o prazer do bofe, em mim também diminuiu a incidência de cólicas, mas não sei se tem evidencia cientifica a respeito).

inquietar disse...

Parte 2

No inicio eu fazia um pouquinho de sujeira para tirar o copinho; eu movimentava ele para cima em vez de para baixo e isso sempre derramava um pouco do conteúdo nos meus grandes lábios. Qualquer papel ou duchinha resolvia, posto que eu trocava o coletor em qualquer banheiro que desse para sentar.

Mas depois descobri que é melhor movimentar o coletor para baixo e então para frente (e ai despejar o conteúdo na privada). Mesmo que o fluxo esteja meio viscoso (o que acontece comigo especialmente no terceiro dia), o que tiver de escorrer escorrerá para baixo e a gente fica limpinha. E ah, é bom sentar mais para trás na privada, para você ter espaço para movimentar a mão.

É normal - especialmente se o fluxo estiver viscoso ou tiver coágulos - que fique um fiozinho de sangue dependurado no coletor (falando assim parece nojento e tals, mas gente é só sangue). Simplesmente limpe com um pedacinho de papel (para não manchar com sangue o azulejo, tapete, etc) e então leve o coletor ate a pia (se você conseguir alcançar a pia sentada na privada, senão é melhor usar uma garrafinha de água - mesmo que você esteja na sua casa).

Garrafinha de água é a melhor solução para banheiros públicos, mas dá para usar papel também (tendo o cuidado de retirar os pedacinhos que eventualmente grudem no coletor). Na emergência dá para só esvaziar o coletor e recolocar, mas evitem porque quando você retira o coletor do corpo o sangue entra em contato com o ar e começa a coagular e isso pode te prejudicar.

Tem alguns coletores que vem com alças arredondadas para facilitar na hora de tirar. Apesar do meu primeiro coletor ter sido um de alça, não recomendo. por mais arrendondada que ela seja, sempre gera um desconforto. O modelo com cabinho é melhor, porque você vai cortando (com a coisa mais afiada que tiver na sua casa, para não ficar ranhuras, serrilhado ou pontas), a medida que vai ganhando confiança com ele. Não é nenhum bicho de sete cabeças, então, minha recomendação é para cortar o cabo o mais rente possível tendo cuidado para não estragar o coletor (vá cortando por etapas).

Usar o coletor é uma experiencia muito legal. De incio eu tinha sempre a sensação que tava vazando; aí olhava e via que tava tudo normal. Com o tempo fui entendo que a sensação que percebia como vazamento na verdade era o sangue se movimentando dentro do coletor (que estava numa temperatura ligeiramente diferente da do corpo e por isso parecia que tava vazando).

Outra coisa que eu descobri também foi como o meu ciclo funciona. Nas primeiras doze horas sai quase nada de sangue. Nas 24h subsequentes sai um montão (de ter que esvaziar o coletor de 4h em 4h horas e de dormir torcendo para ele nao vazar por excesso de fluxo, já que eu durmo umas 8h). No terceiro dia, sai uma quantidade media de fluxo bastante viscoso. Os dois últimos dias, parecem muito com o primeiro, dando para trocar de 12 em 12 h. Em que essas informações serão uteis na sua vida? Sinceramente não sei, mas são coisas que eu curti muito descobrir sobre mim.

Quanto a higiene, é fundamental esterilizá-lo em água fervente antes do primeiro uso e depois do ultimo. No inicio eu usava uma panelinha, mas depois passei a usar o micro-ondas mesmo. Tinha medo de estragar o coletor, mas tem mais de um ano que eu uso o micro-ondas e o coletor (misscup), continua em excelente estado. Entre os usos, o ideal é água e sabonete, mas sendo realista, nem sempre dá (em banheiro publico fica complicado). Me sugeriram uma vez usar álcool em gel + água em banheiro publico, mas poutz andar por ai com duas garrafinhas é complicado. Aí quando dá eu uso água e sabonete quando não dá é só água ou papel. E bom, não notei nenhum sinal de candidíase ou coisa que o valha (na verdade o uso do coletor ate melhorou meus episódios de candidíase, porque antes eu usava absorvente externo). Então sei lá, para mim é ok fazer assim.

E bom, é isso!

Anônimo disse...

Sobre sexo sem penetração: oral com copinho é tranquilo. Sobre orgasmo não sei falar, mas, quer na masturbação, quer nas preliminares, o que acontece é que ele vai lá pro fundo e fica mais difícil (ou menos fácil, no meu caso) de tirar. Se lubrificar, entra mais.

Raven Deschain disse...

Eca.


Oq eu queria de verdade era nunca mais sangrar, nem ter diarréia, nem dores de cabeça, nas costas e nas pernas. E nem me encher de espinhas. Valeu.

Carolina disse...

Uso há 6 anos. Não troco por nada. Tive dificuldade no primeiro dia apenas. Desde então, apenas felicidades. Dobro, introduzo, ajeito com o dedo indicador e dedo médio. Para retirar coloco o dedo médio, desfaço o vácuo e puxo com ajuda do polegar. Muito simples, só pegar o jeito.

É muito mais higiênico e prático do que tampão ou absorvente comum. Sentar o dia inteiro numa almofadinha molhada de sangue? Enfiar uma cilindro de algodão que incha e pode apodrecer no canal vaginal? Argh.

Obviamente, usa quem quer. O post não é um decreto-lei, é apenas informativo. Chocada com o anônimo que disse que "agora todo mundo tem que usar". Vai tomar uma cerveja, jogar videogame, assistir uma comédia, gente chata do inferno!

Anônimo disse...

O copinho fica na entrada da vagina, não tem como não alcançar na hora de tirar. Não é como tampão, que precisa colocar no fundo (e justamente por isso só sai se puxar pelo fio -- se arrebentar, só com ajuda médica)

Denise Marinho disse...

Gestinol 28 e eu BFF'S FOREVER! HAHAHAH!
Com 29 comecei a ter o pior tipo de enxaqueca, que é aquela que dá tontura igual a labirintite. Tive dor várias vezes por mais de 20 dias!
Interromper a menstruação era um sonho desde q menstruei pela primeira vez. Não combina com a minha vida ativa e n sou chegada num ritual. Veja com algum gineco sobre essa possibilidade pra vc. Imagina uma vida sem oscilação hormonal?

Denise Marinho disse...

Eu super usaria se não tivesse como parar de menstruar. Parece muito legal mesmo.

Denise Marinho disse...

Eu super usaria se não tivesse como parar de menstruar. Parece muito legal mesmo.

Patty Kirsche disse...

Para o pessoal que perguntou, é tranquilo sexo sem penetração vaginal com o copinho. O boy nem percebe que vc está menstruada se vc não disser. O gato só percebeu comigo esses dias porque eu falei pra ele não enfiar o dedo. kkkkkk E orgasmo também é tranquilo. As contrações não movem o coletor, não rola vazamento, é ótimo.

Helena disse...

Oi gente é a Helena que escreveu o guest post,

Quando eu ouvi falar do copinho (uns 5 anos atras), pensava que era nojento, que minha mao ia ficar cheia de sangue, que nao queria lavar um copo com sangue, etc.
Mas superada essa fase (com ajuda do feminismo tb),
comprei o copinho. E nao tinha lido um relato antes (por falta de pesquisa minha) falando que poderia ser dificil de tirar. Acho que se tivesse eu teria deixado o cabinho mais tempo até pegar o jeito.
Mas realmente qdo vc compra vc ve o beneficio que é, não passa mais pela minha cabeça usar absorvente ou tampao, mesmo com um pouquinho de dificuldade de tirar.

De qualquer jeito comprei um MELUNA Classic como o da Cyberia e vamos ver, aposto que vai ser facil de tirar.
Li em varios lugares que o femmecup nao é indicado pra começar!

Anônimo disse...

tomo depoprovera desde que minha bebê nasceu e nunca mais menstruei. Já vai fazer um ano. Mas todo anticoncepcional tem reações adversas e eu penso em parar apesar de adorar a sensação de não menstruar

Raven Deschain disse...

Meldels gente. Valeu pelas dicas. Vou ver mesmo com um gineco. Além disso tudo ainda sofro com ovário policistisco (nem sei se é assim que escreve kkk), então a cólica é pior que tortura medieval.

Raven Deschain disse...

Policististico? Poli... Wtf? Cistos no ovário.

Anônimo disse...

Uma pergunta pratica.. E se for fazer coco? Tira o copinho? Pq coco com tampao nao rola ( nao pra mim).. E qdo to menstruada as coisaa mudam no sistema digestório... Tenho endometriose e menstruacao eh muiiito desconfortavel, colicas horriveis. Alguem tem essa experiência?

Luiza disse...

oi lola,
acho importantíssimo o tópico sobre o copinho, mas vim aqui pq vi essa matéria e senti uma necessidade imensa de falar sobre...:
http://oglobo.globo.com/cultura/musica/rara-na-mpb-personagem-da-inimiga-se-torna-figurinha-facil-na-nova-musica-popular-15593935
é que essa tendência me incomoda bastante. o discurso do "recalque" é muito usado e popularizado por essas cantoras, que eu vejo o feminismo liberal usar como exemplos de empoderamento (por exemplo, a valesca popozuda). mas ao mesmo tempo, esse discurso vai de encontro ao de sororidade; onde está a cooperação entre as mulheres? e tem muita gente da comunidade lgbt reproduzindo o tal do "recalque". até que ponto isso é empoderamento?
fiquei triste em ver a fala da socióloga e estudiosa do assunto, afirmando que é "só humor". os conservadores também justificam as próprias mancadas assim...
enfim, precisava comentar isso pq te considero uma boa referência para opinar sobre o assunto. eu queria muito ouvir uma outra opinião. até pq, com a popularização do feminismo, creio que há uma tendencia ao discurso feminista ficar mais raso. observo pessoas tendo dificuldade para discernir correntes, como a das radfems e a da diferença, ou mesmo as liberais e as pós-modernas...
enfim, fica meu desabafo.
bjs

Anônimo disse...

*fotos assustadoras*
Depois mulher que é o sexo frágil.. rs

Kittsu disse...

Raven, ovário policistico é um sintoma e não uma doença. Tomar anticoncepcionais apenas mascara o sintoma e não resolve a causa. Tem a ver com resistência à insulina, síndrome metabólica. .. e você já sabe o que eu acho disso (excluir alimentos processados e reduzir a % de carboidrato, especialmente açúcar).

Sobre o copo, só posso dizer que adoro. Tive problemas com ele quando minhas mucosas (rs) estavam praticamente see desfazendo sozinhas por culpa de uma candidiase, então doía demais.

Tatiana Leutwiler disse...

Meu maior problema com o copinho é o fato de eu passar muitas horas fora de casa e depender de banheiros públicos durante o dia. Como fazer para tirar o copinho em um banheiro onde é raro encontrar sabonete para poder lavar as mãos? E mais, nestes banheiros públicos, como fazer para lavar o copinho antes de colocá-lo de volta?

Assim como a moça do post, eu também tenho fluxo bastante intenso principalmente no segundo e terceiro dias, então estas são dúvidas que me pegam.

Anônimo disse...

Para banheiros públicos: garrafa de água na bolsa para lavar dentro da cabine (que você pode deixar vazia e encher na pia ali mesmo, caso o peso incomode). Comigo funciona.

Raven Deschain disse...

Ah eu sei Kittsu. Eu deveria fazer acompanhamento por isso. Já perdi um ovário por isso. =(


Mas nossa, não dá tempo.

Anônimo disse...

O copinho nunca ficará com mau cheiro A NÃO SER QUE exista alguma infecção na vagina. Nesse caso, vá ao ginecologista!

Bizzys disse...

Eu uso o coletor há uns 2 anos e adoro. Assim como a autora do post, tive uns problemas para colocar no início, depois peguei o jeito. É bem fácil quando se aprende. Eu costumo colocar e tirar sentada no vaso mesmo, ou em pé quando estou no banho.

O único problema é que meu fluxo é MUITO intenso no segundo dia, então uso absorvente para dormir (já aconteceu de vazar, então prefiro não arriscar). Fora isso, nenhum problema.

A inquietar comentou uma coisa muito boa, sobre conhecer o próprio ciclo. É isso mesmo. Antes eu ficava "paranoica" toda vez que estava menstruada, pensando se ia vazar... Hoje, tirando no segundo dia, fico super tranquila, pratico esporte, tudo normal.

Para a anônima da 00:59: não precisa tirar o copinho para fazer cocô não. Ele não deve sair (comigo aconteceu uma vez de ele escorregar um pouco, mas percebi e empurrei para dentro outra vez. Não vazou nem nada).

Juba disse...

Pra mim é bem mais fácil tirar que colocar. Nem preciso de técnicas com os dedos, só empurrar um pouquinho com a musculatura e puxar com a mão, apertando um tico pra quebrar o vácuo. E olha que cortei o cabinho inteiro, não sobrou nada. Acho que vai de cada corpo.

Só sei que eu pensava em suspender o ciclo, depois do copinho nunca mais me incomodei com a menstruação. Outra vida!

Juba disse...

E concordo com 12:59... Na época li relatos mais animadores. Nos dois primeiros meses vazou sim, por falta de prática, depois foi só alegria.

Juba disse...

00:59, se vc preferir, tira. Se não, deixa.

Raven, resolvi a cólica e o excesso de fluxo com antiinflamatório, mas trato os outros sintomas com endócrino.

E, olha, o copinho é milhões de vezes melhor que o OB. Se tá descendo pouquinho, dá pra usar de boa. Se muito, idem. Dá pra lavar durante o banho, e sair do chuveiro sem pingar. Não dá aquela sensação de secura do ob, que dava agonia. O cheiro do sangue sem contato com o ar é quase inexistente, pode ficar oito horas com o copinho e quando tirar não tem cheiro ruim nem cor esquisita. Não é eca, não.

Raven Deschain disse...

Não uso ob tb. Me dá cólica. Haha cheia das frescuras. O eca foi por causa da dificuldade que tenho de enfiar coisas em mim. Kkk nem vibrador uso, gente.

Vivian disse...

Se vc tem endometriose, o.melhor para sua saúde eh parar de menstruar. Eu tenho também, e tinha dores horríveis durante a menstruação, especialmente na hora de evacuar. Dores lacinantes!
Procure métodos contraceptivos que interrompem a menstruação, e procure logo. Endometriose eh uma doença cumulativa e irreversível, então só tende a piorar. Eu hoje uso diu mirena, mas existem pílulas com o mesmo princípio ativo do diu. beijos!

Anônimo disse...

Tenho um (Inciclo) e adoro :3
Esse grupo do face que falaram, "Coletores Brasil", é muito amor <3 Vim pros cometários só pra recomendar ele tb, rs.
Eu acho meio triste como tão pouca gente sabe dos coletores, e completamente deprimente quanta gente tem tanto nojo do próprio corpo. O problema não é tanto a pessoa em si. É que hajam tantas e tantas. Mostra o quanto a nossa sociedade tem uma relação distorcida com a vagina.

Anônimo disse...

MissCup agora se chama InCiclo.
Uso a uns 2 anos, recomendo pra todas as meninas que conheço. Sempre odiei o absorvente comum e o OB nunca deu certo comigo.
Meu fluxo atualmente está fraco, então posso trocar no limite das 10h de uso, se for o caso.
Mas a recomendação do fabricante é usar a garrafinha dágua se estiver na rua, fazendo a higiene completa quando chegar em casa.

Anônimo disse...

Tb sofro com SOP (sindrome de ovarios policisticos), mas infelizmente os ginecos so sabem receitar anticoncepcionais e nao propõem um tratamento q realmente faca efeito. Ja fui a varios medicos e a rsposta e spre a mesma: anticoncepconal. Triste isso

Anônimo disse...

Eu uso o copinho sim. E adoro. Mas já uso faz 3 anos, porque se não usasse e tivesse lido esse texto, teria ficado com medo de tentar.

Entre minhas amigas mesmo tem um monte de gente que fala: odeio ficar menstruada. O sangue escorre, fede, é desconfortavel. Não consigo usar OB porque resseca tudo, da coceira, e isso e aquilo. Aí eu falo: olha, usa o copinho que tudo isso passa. Você nem lembra mais.

Ai elas repondem: muito estranho um pedaço de plastico dentro da vagina, o sangue fica dançando la dentro coisa e tals.

Gente so falo uma coisa: O copinho é revolucionario sim!!!! Vocês vão esquecer que estão mensruadas SIM. Ates de reclarmarem, ou falarem que não conseguem/ acham nojeto, etc..por favor: testem. Nunca ouvi falar de alguém que testou e voltuo para os absorventes...

Acho que muita da nossa ignorancia vem do fato que não se vende em qualquer supermercado, claro que não , pois acho que as marcas tem todo interesse em continuar fazer as mulheres com nojo do proprio corpo e também, claro, preferem fazer você pagar todo mês 15 reais de absorvente do que uma vez 70...

meninas, usem memso. Quando digo que é revolucionario, nõa é so porque vocês vão economizar grana e esquecer que estão menstruadas. Eh pq vocês vão perder o nojo do corpo e enfim ver que mesntruação não é nada demais, so està ali memso...

Mirella disse...

comprei um coletor quando viajei para o Chile, e lá no hostel eles vendiam. já tinha ouvido falar, então comprei!
A marca é MiaLuna, desse link aqui http://www.mialuna.cl/.
apesar disso, nunca usei, por pura preguiça de esterilizar.

li nos comments que a Inquietar esteriliza no microondas. enviei um e-mail para o pessoal do MiaLuna só pra confirmar, mas se puder botar no microondas será só alegria, vou usar sim!
e chega de gastar dinheiro e poluir o meio ambiente nem necessidade.

Anônimo disse...

Nao eh tao dificil assim de se acostumar. Eu entendo que uma mulher que nao esta acostumada a se tocar tenha dificuldades de utilizar o copinho no inicio, entao talvez para algumas pessoas seja mais dificil de se acostumar.

Eu me adaptei instantaneamente, mas o copinho vazou duas vezes pra mim, por estar cheio e porque meu fluxo noturno eh intenso. Para as que tem fluxo intenso a noite, eu nao recomendo usar para dormir. Mas durante o dia eh soh amor, pensa em liberdade e multiplica. A industria dos absorventes jamais vai criar nada mais confortavel do que isso. Eu utilizo o DivaCup, que eh uma marca canadense.

Juba disse...

Raven, como ele não incha, não dá cólica. Eu tinha o mesmo problema que vc. E gastava fortunas em absorventes internos e externos, meu coletor se pagou muito, muito rápido... E basta um, não precisa ter dois, não.

Mirella, esterilizar é só no fim do ciclo. Não dá trabalho. Tenho uma panelinha fofa só pra ele, que obviamente não fica na cozinha. Deixo de molho em água com um tico de água oxigenada (porque gosto, fica mais limpinho ainda), depois fervo em água pura. Uma vez por mês basta.

Helen Pinho disse...

faz 3 ciclos que uso o coletor e gente, muda a vida!
olha tive uma certa dificuldade, principalmente para aprender a retirar, mas tu só precisa de um pouquinho de paciência e persistência, garanto que valerá a pena.

tu não vai sentir NADA, é esquecer que tá menstruada mesmo.

fim do cheiro, quando for tirar a surpresa é não sentir nenhum mau cheiro.

pode ficar 12h direto! meu fluxo é tranquilo então tiro duas vezes ao dia, uma ao acordar e uma na volta do trabalho. uma beleza!

nas primeiras vezes que usei tirei no trabalho, com a técnica de levar a garrafinha :) mas pra mim não tem necessidade, 12h e tenho no máximo meio copinho de fluxo.

comprei o inciclo. não precisei cortar o cabinho. recomendo minha gente.

Mirella disse...

Juba,

obrigada pela dica, vou ver se essa semana já testo e saio da preguiça!
:)

Camila Bezerra disse...

Ai gente, copinho coletor foi a revolução da minha vida. Eu faço tudo, venho pro trabalho (tem banheiro com duchinha higiênica, uma beleza), malho, patino, durmo e nem lembro de menstruação.

Tbm tenho fluxo tranquilo então dá pra ficar 10, 12 horas sem tirar. No começo eu tbm tive um ou outro problema pra colocar, mas agora é manha.

Recomendo muito.

Anônimo disse...

Lola eu sou homossexual assumida, a oito anos vivo com a minha namorada. E eu não tenho grilo nenhum com isso. Nossas famílias sabe e aceitam. Somos muito bem resolvidas.
A única coisa que me constrange profundamente é ir ao médico. Eu tenho a pele oleosa e muita acne, por esse motivo tomo um anticoncepcional chamado Yasmin, receitado por uma dermatologista. Esse remédio foi uma benção na minha vida, reduziu a oleosidade e praticamente eliminou minha acne. E como faço uso continuo não preciso me preocupar com menstruação.
Mas todas as vezes que eu vou ao médico, qualquer médico, quando falo que tomo anticoncepcional fazem uma cara de espanto e me perguntam: “POR QUE?”. Alguns já tentaram me convencer a parar de tomar o remédio .
E eu me pergunto onde está a ética desses profissionais? Contestando a decisão de um colega, humilhando um paciente.
Eu não sabia como agir, então parei de mencionar o meu relacionamento fora do consultório ginecológico. E fui surpreendida por outra reação igual mente ridícula dos profissionais. O costume de achar que todo paciente esta mentindo. Sabendo que tomo o anticoncepcional em uso continuo me pergunta diversas vezes se tenho certeza de não estar grávida e quando foi a ultima menstrução.
E eu recebo essa reação de mulheres também. É uma coisa tão constrangedora.
Quer dizer que lesbicas e solteiras não podem fazer tratamento hormonal?


Anônimo disse...

Também AMO o meu copinho!
Comprei pelo apelo ecológico, mas o que me conquistou mesmo foi a ausência total de mau cheiro.
Com o tempo você se acostuma a esvaziar no trabalho e até em banheiros públicos, no início eu recomendo usar um absorvente por precaução e só trocar em casa (nas primeiras vezes, no chuveiro).
Na primeira vez que usei também tive dificuldades para tirar, mas depois que peguei o jeito ficou muito fácil. Mas eu uso as duas mãos: seguro o cabinho com uma mão, insiro um dedo indicador (só um pouquinho) e, com o polegar de apoio na base, amasso um pouco (não preciso enfiar o dedo até o topo do coletor para quebrar a sucção), e então puxo meio de lado, tirando primeiro uma ponta (lembrando, o copinho está amassado/meio dobrado). Uma vez que uma ponta saiu, o resto desliza pra fora. Na primeira vez eu tentava puxar para baixo e, mesmo dobrando, a borda não queria passar...

inquietar disse...

Para quem tiver dúvidas sobre esterilização e uso do microondas: http://www.inciclo.com.br/pt/sobre-o-inciclo/como-usar/como-higienizar/

Anônimo disse...

Eu uso mas tenho sempre que usar um protetor diario junto... nao consigo de jeito nenhum botar esse negocio de maneira que nao vaze. Apesar disso gosto muito e ainda acho mt melhor que OB ou absorventes externos

Anônimo disse...

prefiro meu abs interno, não vivo sem !!

Anônimo disse...

eu tenho sop, e uso pilula. no meu caso funciona super bem, melhorou a pele o cabelo, sem contar que regulou a menstruação e nunca sinto colicas ou fico inchada.
talvez devessem tentar mudar a pilula se vcs não se adaptam.

Anônimo disse...

Homem é frouxo mesmo.

Anônimo disse...

Homem é frouxo mesmo.

Anônimo disse...

eu uso, e recomendo, qto a pilula,o hormônio não é bem vindo, já leu sobre os efeitos colaterais ? pois é pessoal...cuidado..a longo prazo é perigoso....e sobre o coletor é isso...nem sentimos q. estamos menstruadas, ele é higienico... a saúde..o bolso e o meio ambiente agradecem !!! In Love com ele ;)

Anônimo disse...

Pode sim, existem uns bem pequenos para adolescentes e virgens.

Anônimo disse...

Eu acho mais fácil tirar q colocar. Tb nunca gostei de ob e tenho angus com aquelas pomadas ginecológicas, mas o copinho é macio. No face tem uma comunidade muito boa sobre os coletores, entre lá, leia bastante q vc ganhará confiança

Anônimo disse...

Eu tb tinha muito medo, mas é só fazer força q ele desliza e desce. Nem preciso usar os dedos para tirá-lo, ele sai quase sozinho

Anônimo disse...

E na hora do sexo, fica horrorizado tb?

Anônimo disse...

E se vc pensar em ter um com mais capacidade? O q a Helena cita no post é pequeno, apenas 15ml, tem alguns com mais q o dobro da capacidade. E depois é treina a gente consegue tirar em qualquer lugar, enxágua com água de garrafinha mesmo e pronto!

Anônimo disse...

Eu só esterilizo no microondas. 5 min em um pote de vidro, espero esfriar (tenho medo de água quente rsrs) e pronto

Anônimo disse...

Eu sempre tive raiva do meu sangue menstrual pela maneira como minha família olhou pra ele ao surgir e depois disso. Isso se juntou aos sintomas bastante dolorosos (poucos, mas muito dolorosos) e à posterior descoberta dos cistos no ovário.

Com o copinho, passei a sentir carinho, porque sinto agora que cuido também dessa parte íntima de mim, apenas eu, sem transtornos sociais. Coincidiu com um momento em que aprendo a ser mulher que se ama, também.

Pesquisando bem, a mulher pode facilmente descobrir a opção mais indicada e como manuseá-la da melhor maneira em seu próprio corpo. E ainda pode fazer a higienização e manutenção sem grandes preocupações e orçamentos! Além disso, pode reutilizar seu sangue para cultivar plantas em vasos.

O copinho colabora para uma imensa ressignificação desse aspecto do ser feminino!

Anônimo disse...

Isso de utilizar o sangue para fertilizar plantas, sei lá, acho estranho...

Julia disse...

Conheci o vlog dessa moça há pouco tempo e neste ela fala sobre o copinho. Não que ela seja uma especialista no assunto porque ela tinha acabado de adquirar o copo dela mas fica a dica de vlog.
Ela é super divertida.

https://www.youtube.com/watch?v=33lspg6LQBY

Anônimo disse...

Pelo contrário, o sangue menstrual é rico em nutrientes ( nutrientes que seriam destinados ao bêbê caso o ovulo fosse fecundado) sendo ou não estranho, faz bem para as plantas.

Anônimo disse...

De certa forma fiquei feliz em ver tantas opiniões diferentes, cada vez me convenço mais da diversidade da anatomia feminina. Eu achei que estava fazendo um negocião, não via a hora de menstruar para experimental o tal coletor. Infelizmente já tive problemas na hora de colocar, mas não desisti, fui pra net ver todos os tipos de dobras existentes. Conseguii, uhuuu o danado entrou (risos)... Maravilha, eu não estava sentindo nada, pensei pronto nunca mais absorvente externo, boba eu... Foi chegando a hora de retirar mas eu não estava muito preocupada, em todos os posts que li sobre o coletor ninguém relatou problemas na retirada. Lá fui eu tirar o tal... passou-se uns quinze minutos, eu de perna mole já, querendo chorar e o bichinho não saia. Eu tentava pegar a haste para puxar e alcançar a base para apertar e soltar o vácuo, cada tentativa de puxar era literalmente um beliscão lá embaixo, por isso falei de anatomia feminina, sou "gordinha" lá embaixo, tem muita carne (risos)... cada tentativa de puxar a haste pegava um pouco de carne junto e me machucava, enfim... consegui tirar fazendo muita força como se tivesse nascendo um baby kkkkkkkkk. Mas brasileira que sou, não desisto nunca, pensei que o problema estivesse na forma de colocar, pesquisei, pesquisei e pesquisei, tentei de tudo (juro). Usei ele por 2 dias, sem vazamentos, enquanto tava lá dentro uma beleza, mas um baita sufoco na hora da retirada, acabei me machucando lá embaixo que depois já estava doido até para colocar. Resumindo, abandonei ele e voltei para o bendito absorvente externo (o planeta NÃO agradece). Eu tenho um histórico de infecção ginecológica que começou depois do meu uso de absorvente interno, tanto que sou proibida de usar, então pensei que o coletor seria a solução dos meus problemas já que é hipoalérgico... mas tenho que confessar que nos dois dias de uso já senti que os velhos sintomas de infecção estavam querendo iniciar... Infelizmente volto para os absorventes externos que por incrível que pareça nunca me deram problema algum, sempre que acaba o ciclo saio pronta pro "bate-rola" kkkkkk, ao contrário do coletor que sai bem machucada. Por favor não me julguem, lembrem do fato que não existe nenhuma perseguida igual kkkkk. Adorei o post.

Anônimo disse...

Olá, para mim aconteceu o mesmo, quase não consegui tirar, entrei em desespero simplesmente. Fiquei traumatizada e só tento de novo mês que vem e olha lá....

Anônimo disse...

Alguém tem algum vídeo de como tirar o ovário