sábado, 5 de julho de 2014

AS LOUCURAS QUE UMA COPA NOS PROPORCIONA

Capitão América em Salvador, depois de EUA ser derrotado pela Bélgica

Não contei a vocês, só ao pessoal do Twitter: na quinta à tarde, tive que sair um pouquinho de casa, coisa rápida mesmo. O Benfica, lugar onde trabalho e moro em Fortaleza, estava agitado, com helicópteros sobrevoando o tempo todo. É que a seleção brasileira estava treinando no estádio perto de casa. 
Quando eu estava voltando pra casa, a pé, parei na farmácia. E, ao sair de lá, quem passa bem na minha frente? O capitão Thiago Silva! Deu pra vê-lo no carro claramente. Ele estava sorrindo. Foram só alguns segundos, mas sei que tem gente que fica na rua esperando só o ônibus da seleção passar (e aí não dá pra ver nada), e eu, sem querer, em 40 minutos de saída, vi o Thiago. Não sou supersticiosa, mas ontem escrevi no meu Twitter, antes do jogo começar:

E o resto vocês já sabem: Thiago Silva fez seu primeiro gol na Copa, aos sete minutos.

O que vocês não sabem, porque só meu marido e minha mãe viram, é que, antes do David Luiz cobrar, eu disse "Agora vai sair o segundo gol". Ontem eu estava impossível!
Mas eu não podia prever de jeito nenhum que o Neymar ficaria fora da Copa. Ainda estou arrasada. Ontem também me enchi de tristeza com os comentários racistas e xenofóbicos que muita gente disparou contra o Zuñiga, que fez a falta desleal em Neymar. 

Quero muito que Zuñiga seja punido exemplarmente (como foi o mordedor Suarez, do Uruguai) -- mas pela Fifa, não pelos linchadores de plantão. E também quero que a Fifa puna o árbitro, que teve responsabilidade nisso tudo. Se, antes, ele tivesse dado cartão amarelo a Zuñiga, quando ele entrou com a chuteira no joelho do Hulk, é bem capaz que Neymar não estivesse fora da Copa agora. 
Talvez seja heresia falar isso, mas acho que Thiago Silva fará mais falta ao time (e foi injusto ele ter recebido o cartão amarelo: ele estava voltando, nem viu o goleiro, esbarrou contra ele, não foi proposital) que Neymar, que não jogou bem ontem. Se a gente passar pela Alemanha na terça (e acho que a gente vai passar, apesar de tudo, apesar do Fred), a gente ganha a final. 
E eu gostaria muito que a final fosse entre Brasil e Argentina no Maracanã, pra exorcizar de vez todos os nossos fantasmas futebolísticos! (mas acho mais provável que seja Brasil x Holanda. Torcendo com tudo pela Costa Rica hoje!).
Bom, essa vasta introdução foi só pra dizer que o futebol (soccer) está cativando cada vez mais gente nos EUA. Capitalisticamente falando, isso é muito importante, já que os EUA são o maior mercado consumidor do mundo. E o futebol feminino já conquista corações e mentes por lá faz tempo. 
A direita cristã odeia o soccer
Não sei se é porque lá nos EUA o esporte é visto como feminino, não sei se é porque é uma modalidade que não permite muitas inserções comerciais (45 minutos de jogo corrido? Compare com o futebol americano, que tem mais publicidades que jogo). Mas o fato é que grande parte da direita americana considera o soccer um esporte -- ha ha, sério -- comunista! E durante a Copa essa gente fica ainda mais possessa. 
Capa de jornal quando EUA foram eliminados da Copa de 2010
Pedi pra querida Elis (que, por coincidência, acabou de voltar de uma viagem a Colômbia) para traduzir os trechos abaixo sobre algumas das besteiras que a direita americana vem falando sobre o soccer. O artigo completo, da Salon, inclui mais momentos idiotas dos americanos de direita -- que, aliás, são muito admirados pelos brasileiros de direita. Vamulá: 

1. Ann Coulter: O futebol representa tudo o que há de errado no mundo, e agora nos Estados Unidos.
Você pode não ligar para futebol. Pode não ter sido acometido pela febre da Copa do Mundo. É provável que, se você estiver entre as pessoas que não têm nenhum prazer especial em assistir ao esporte, a existência e a popularidade da Copa do Mundo não o deixem louco. 
Multidão de torcedores nos EUA
Bem, elas deixam Ann Coulter completamente louca, de um jeito hilário. Nesta semana, ela escreveu uma coluna que era basicamente um libelo desequilibrado contra um esporte que ela vê como estrangeiro, imoral, socialista, feminino, não-americano e que, na verdade, em última instância, nem é um esporte [na quarta ela escreveu uma segunda parte].
Torcida americana no Rio durante a
Copa 2014
Ela começa dizendo que adiou muito escrever sobre futebol “para não ofender ninguém”. Essa foi ótima, já que Coulter ganha a vida, e muito bem, ofendendo as pessoas. Bastante intencionalmente.
“Qualquer aumento no interesse pelo futebol só pode ser um sinal da decadência moral do país.” E lá vai ela fazer o que faz melhor, dar sua opinião histérica, direitista, comicamente ofensiva e louca.
Família do Tom Hanks torcendo
pelos EUA na Copa
Coulter tem muitos problemas com o futebol, que incluem algumas coisas com as quais pessoas razoáveis podem concordar, como o fato de que um jogo que às vezes acaba em um empate sem pontos talvez não seja o evento esportivo mais empolgante do mundo. Pode-se argumentar que um no-hitter no beisebol é um grande acontecimento esportivo nos Estados Unidos, embora seja bem sem graça para os espectadores. Mas não há nada de não-americano nisso.
Mas os problemas de Coulter com o futebol são, em última instância, os mesmos sentimentos nacionalistas que permeiam toda a sua visão de mundo. É estrangeiro, é apreciado por pessoas que não falam inglês, emprega o sistema métrico e parece agradar os liberais. Além disso, poucas pessoas saem carregadas do campo de futebol em ambulâncias e meninas são encorajadas a jogar quando são jovens, ou seja, “não é um esporte”.
Estádio do Dallas Cowboys lotado
para ver o jogo de futebol entre
EUA e Bélgica
“Eu não gosto do aspecto forçado do futebol”, ela escreve. “As pessoas que estão tentando forçar os americanos a gostarem de futebol são as mesmas que querem nos obrigar a gostar de Girls na HBO, do VLT, de Beyoncé e Hillary Clinton. O número de artigos no New York Times que falam que o futebol está ‘ganhando espaço’ só é ultrapassado pelos artigos que falam que basquete feminino é fascinante.”
E, por fim, quanto à decadência moral, acho que todos podemos concordar quanto a quem é responsável pela decadência dos padrões morais nos Estados Unidos. (Correto. Políticos de direita, articulistas da Fox News, republicanos e provocadores como Ann Coulter são responsáveis pelo declínio dos padrões éticos dos Estados Unidos. Imigrantes esforçados e trabalhadores que cuidam de suas famílias, nem tanto.)
Coulter conclui:
"Se mais 'americanos' estão assistindo ao futebol hoje, o único motivo é a mudança demográfica causada pela lei da imigração de Teddy Kennedy, de 1965. Eu juro: nenhum americano cujo tataravô nasceu aqui está acompanhando o futebol. Só podemos esperar que, além de aprender inglês, esses novos americanos larguem seu fetiche pelo futebol com o passar do tempo."

2. Keith Ablow da Fox: A Copa do Mundo é uma trama maliciosa de Obama para que todos nos transformemos em maconheiros.
Mais um na escala da loucura, talvez até mais alto que Coulter, que apesar de tudo aponta racionalmente alguns aspectos que podem fazer o futebol ser meio chato.
“Por que estamos vendo o interesse pelo futebol crescer tanto de repente?” Keith Ablow se preocupou na FOX nesta semana. “Por que estamos tão prontos para esse entretenimento?”
É um sinal preocupante. Pessoas em busca de entretenimento! Deve ser algo apocalíptico. As pessoas nunca buscavam entretenimento quando republicanos eram presidentes.
Para Ablow, é tudo conveniente demais. “Eu sou suspeito”, disse ele, sentado no sofá com um grupo de mulheres da Fox que estavam todas meio empolgadas com a Copa do Mundo e não viam nenhum mal nela. “O problema é o seguinte”, e Ablow começou o sermão. 
Torcedor americano indo pro
Maracanã
“Por que, em um momento em que há tantos problemas nacionais e internacionais de tanta proeminência, estamos tão prontos para sermos distraídos? Eu suspeito de que seja mais um exemplo do pão e circo. Quer dizer, vamos bolar um baseado. Vamos ignorar as leis… Tudo para distrair o povo. É como em Roma. Eu entendo porque Obama ama a Copa do Mundo.”
Não, não, doutor Ablow, Obama não só ama a Copa do Mundo. A Copa do Mundo faz parte do plano covarde dele para tomar o controle e transformar o país em uma república muçulmana, socialista e maconheira e escravizar os católicos brancos.
As mulheres ficaram pasmas. Ablow acabou com a diversão delas. Talvez seja hora do doutor estraga-prazeres ir a um psiquiatra para entender todas as teorias da conspiração deprimentes que revolvem em seu cérebro. Ah, é, ele é psiquiatra.
Que alívio!

UPDATE! Como eu disse, Ann Coulter escreveu um segundo artigo para atacar o futebol e quem a criticou por criticar o futebol (e, claro, a xenofobia e machismo de Ann). Entre esses alvos está um jornalista esportivo do Washington Post, que depois chamou Ann, no Twitter, de "única mulher misógina nos EUA" (certeza que existem muitas outras!). 
Mas o interessante foi que ele escreveu algo meio profético: "Para ser um esporte realmente admirável, você tem que correr o risco de sofrer danos na espinha toda vez que você entra em campo". Taí. Finalmente, graças ao que Zuñiga fez com Neymar, o futebol é um esporte admirável.

52 comentários:

Larissa Petra disse...

E eu aqui ingenuamente achando que o #NãoVaiTeropa era apenas coisa da direita brasileira...hauahuahau
Agora sério, já tinha lido isso e comecei a rir descontroladamente, então realmente eles acham que futebol é uma coisa socialista ?! kkkkkkkkkkk e eu aqui mais uma vez super ingenua achando que os bilhões que a FIFA ganha era capitalismo puro...
Engraçado que a Coulter, que é uma mulher, acha que um dos motivos para o futebol não ser esporte, é que lá seja algo feminino, cara e se fosse ?! Deixaria de ser legal e competitivo só pq não são homens que protagonizariam?!
E vc vê que é um discursinho barato, aliás como todo o discurso direitista, sem fundamentos ou ideias concretas, ela apenas apela para o moralismo barato, pq até agora eu n sei pq o futebol é "imoral", sem contar a xenofobia, como se pelo fato do mundo inteiro menos os EUA gostarem de futebol, isso faz do mundo um lugar atrasado e sem importância, afinal o umbiguinho do mundo, que não precisa de nada que venha de fora, não gosta...
Agora eu tenho q falar, ri demais nesse trecho
"Obama não só ama a Copa do Mundo. A Copa do Mundo faz parte do plano covarde dele para tomar o controle e transformar o país em uma república muçulmana, socialista e maconheira e escravizar os católicos brancos."
kkkkkkkkkkkk..parece coisa de fórum mascu...

Larissa Petra disse...

E sobre os acontecimentos de ontem...
também acho q a falta do Thiago Silva não vai atrapalhar o BR, nem a do Neymar, afinal ontem ele não jogou nada.
As ofenças racistas que o Zúñiga recebeu, deplorável.
Sim, ele foi covarde, antiético, péssimo profissional, merece uma punição na fifa, mas dizer que isso dá carta branca para chama-lo de macaco e afins, NÃO! Pois se ele fosse loirinho, ninguém ia comentar sua raça, mas quando é negro....parece que alguns racistas ficam até aliviados pois recebem um aval para perfilar ódio sem peso na consciência, e pior que se vc chamar um desses racistas de racista, ainda se ofende...

Patty Kirsche disse...

Eu soube disso. Interessante que faz algum sentido pensar que o futebol saia dos valores da direita mais conservadora dos EUA. Muito pelo fato de que boa parte da população de lá se vê como centro da cultura ocidental e não tem costume de olhar para o exterior. Então não gosta de ver a cultura dos EUA sendo influenciada pelo estrangeiro. Mas outras coisas que a louca escreveu no artigo têm fundamento. Ela falou no quanto o futebol depende da equipe e não pode ser resolvido individualmente, e isso é verdade. E do ponto de vista político, simplificando bastante, essa é a principal diferença entre direita e esquerda. A direita se concentra no indivíduo e não aceita a influência da sociedade, enquanto a esquerda entende a sociedade como formadora de valores individuais. Então se esses conservadores querem realmente levar a sério essa filosofia de competitividade entre indivíduos, futebol não deve ser mesmo o melhor esporte pra eles. Fora que é coisa de latino, né? E os "americanos" não muuuuito melhores... rs

Anônimo disse...

Cuba já participou da copa do mundo de futebol alguma vez? Fidel Castro não tem interesse em investir mais neste esporte não? Nenhum esporte nunca vai ser unanimidade em lugar nenhum por mais que a maioria goste e não deveria ser problema nenhum em não gostar de futebol seja la qual for o lugar. Inclusive tem mascus que são fanáticos por futebol. Este blog tem obsessão por futebol nos EUA a qualquer custo e comentários venenosos e cheios de picuinhas vindo de quem idolatra este esporte em particular contra pessoas que não gostam deste esporte.

lola aronovich disse...

Você é bastante tapado, né, anon das 14:10? O que Cuba tem a ver com a história? Alguém está dizendo que qualquer esporte deve ser unanimidade em qualquer lugar. Aliás, eu (e muita gente) fico feliz que o futebol (soccer) esteja conquistando cada vez mais americanos. O ridículo são os argumentos contra o futebol. Vc viu os argumentos? De que futebol é coisa de mulherzinha (bem o contrário do que vcs mascus acreditam!), que é coisa de comunista, de europeu ou de cucarachas. Usar argumentos xenobóbicos e misóginos pra falar mal de um esporte é algo absurdo. E desde quando este blog tem obsessão por futebol em qualquer lugar?! Eu só falo de futebol na Copa! Acho que vc deve estar confundindo este blog com algum outro que vc frequenta...

Patrick disse...

Lola, os EUA jogaram em Natal e nós hospedamos vários mochileiros daquele país (fazemos parte do couchsurfing.org) e nunca coisa eu tenho que concordar com Ann Coulter: no geral, os americanos que mais gostam de futebol são as pessoas mais legais e arejadas do país ;). Ela se engana quando fala que nesse grupo não há ninguem com tataravós americanos :)

Anônimo disse...

Cuba gosta mais de baseball, só isso. Tem naaaaaaada a ver com a política deles, inclusive eles incentivam muito a prática de esporte. Então fica quietinho, você, seu anon conspiratório.

lola aronovich disse...

Em geral americano é super boa gente, Patrick. Os americanos arrogantes, estúpidos, mal educados, são chamados de "ugly Americans". E "ugly Americans" sem dúvida são horríveis. Mas são minoria. Não sei se americano que gosta de futebol é legal, mas sei que americano que usa o futebol pra expressar ideias xenofóbicas e misóginas não é legal.
E vc faz parte do Couchsurfing? Que demais, Patrick! Não sabia!

GOAT disse...

me identifico mais com americanos brancos do que brasileiros, e mesmo sendo branco, não me identifico com argentinos, só gosto do futebol argentino.

eu curto demais o masculinismo norte americano, praticamente vou me achando a medida que vou conhecendo a filosofia de vida deles, parece que quanto mais leio coisas deles, sai do meu subconsciente coisas que concordo

mas eu naõ sou o tipo sociável, então quando estive nos eua a passeio, eu não fiquei de papo com ninguem, apenas curti o lugar, o inverno principalmente. e tipo, só la mesmo, pra ter aparelhos de mp3 player de qualidade, coisa que não existe no brasil pois brasileiro não da valor a musica, uma vez que pra mim é no sense ouvir musica em celulares, ser interrompido por ligações etc. e eu odeio essa merda de whatsup tambem.

Patrick disse...

Lola, nessa Copa, pelo couchsurfing, recebemos pessoas do Japão, Rússia, EUA, México, Uruguai, Alemanha, Austrália e Cingapura. Muito legal!

Rosa Soares disse...

Lola me representando nas opiniões quando às reações ao Zuñinga, exceto que eu acho que ele quis fazer falta sim, para impedir o Neymar de correr com a bola (normal no futebol), o que achei maldoso foi ele levantar o joelho: se já estava caindo por cima do outro não precisava!
Agora, quanto à punição se a FIFA punir só ele vai ser usando o camisa 18 como bode expiatório para ninguém reclamar dela porque a "ordem" é deixar o jogo correr (marcar poucas faltas, as "sérias", e dar pouquíssimos cartões, especialmente nas quartas). Imagina se ela pune o árbitro e ele vira e diz que simplesmente seguiu as ordens da FIFA? Vai pegar mal.
Quanto ao texto tresloucado da Ann Coulter: em inglês fica ainda mais tresloucado. É como se ela estivesse numa corrida desenfreada para parar o trem bala que vai destruir toda a civilização estadunidense. Eu me assustei com a violência do discurso mas no fim estava rindo ao imaginar a pessoa praticamente pregando que futebol é coisa do demônio. Fora que mais uma vez mostra a ignorância em relação ao esporte porque só nos EUA (que eu saiba) ele é considerado esporte "de mulher".

Julia disse...

A misoginia dessa Ann Coulter beira a insanidade. Que mulher ridícula.

Gosto que os americanos estejam curtindo o soccer. Mas detesto a importância que dão a si mesmos. Não querem gostar do futebol? Fodam-se. Ninguém vai sentir falta deles.

Aliás, você viu isso?

Last Week Tonight with John Oliver: FIFA and the World Cup
https://www.youtube.com/watch?v=DlJEt2KU33I

O cara é inglês, mas o programa é americano.


Lola, você é uma sortuda por ver o Thiago. A Seleção joga muito em Fortaleza, não que eu esteja com inveja porque não jogaram nem uma vezinha em SSA (na verdade, estou sim).


Pelo menos a nossa Fonte Nova é o palco dos gols. Prestem atenção que hoje vai ter mais uma chuva de gols na arena baiana ;)

To torcendo pra Holanda!

Paula disse...

eu li a coluna original faz coisa de uma semana: é de se rir sozinh@!!

Boa pedida para quem estiver de mau-humor no domingão...

Maria disse...

Aqui uma fiel leitora colombiana. Então, foi triste o que aconteceu com o Neymar, estamos torcendo para ele melhorar. Mas realmente preocupante foi a reação das torcidas e, ainda pior, dos jornalistas. Estou tão abatida pelo que ouço contra o Zuñiga e contras os colombianos (que não poucos generalizam as criticas para todo o time e para todos os cidadãos) quanto pelo que ouço contra os brasileiros e contra o juiz dito pelos colombianos. Nacionalismo, até chovinismo, não é só dos estados unidos, mesmo que eles são campeões, também parte do seu ódio, do racismo e a xenofobia se vê por aqui em quantidades alarmantes. Triste mesmo.

Já sobre a falta, acho que a falta não foi tão seria quanto a desafortunada consequência, o Zuñiga nem olhava pro Neymar quando pulou...em qualquer caso, é só um fato do futebol, que não deveria ser desculpa para tanta coisa ruim ser dita...

Janaina disse...

A falta do Zuñiga foi feia, e merecia cartão, mas pega-lo pra 'bode expiatório' e exigir 'punição exemplar' é hipocrisia. Comparar o acontecido com a mordida do Suarez é uma falsa simetria, pelo simples fato de que não há como uma mordida ser minimamente aceitável no esporte, mas faltas mais violentas, ainda que nem tão na bola assim são perfeitamente possiveis (não disse q são aceitáveis, mas sim que podem acontecer em qualquer jogo). O fato do Neymar ter se machucado foi uma triste fatalidade, mas tb não é pra esse estardalhaço todo contra o colombiano. Se for pra punir exemplarmente o Zuñiga, acho que a Fifa tb deveria haver punição pra cotovelada covarde que Neymar deu no rosto de um jogador croata no 1º jogo. Ou a regra vale pra todo mundo ou não vale pra ninguem

Felipe disse...

Não pensem que o texto da Ann Coulter foi bem recebido pela direita brasileira. Segue abaixo o link para um site de liberalismo econômico criticando a mentalidade dos Tea Party. Nem os conservadores daqui foram capazes de concordar com ela, pois o fato de ser cristão nunca afastou ninguém do futebol.

http://mercadopopular.org/2014/06/o-protecionismo-cultural-de-uma-imbecil/

Aliás, é bem mais coerente que o futebol seja um esporte apreciado por machistas conservadores do que pelos que se acham progressistas. Ao contrário dos EUA, o futebol aqui no Brasil é vetor de uma cultura escolar que exclui meninas, hostiliza gays e estigmatiza negros.

Anônimo disse...

Gostaria de dizer que morei durante 2 anos em Maryland e posso afirmar que ninguém leva a Ann Coulter a sério por lá. Ok, talvez o que ela diga seja música para os ouvidos de alguns rednecks no interior do Texas, mas eu posso afirmar a maioria dos americanos discorda do que ela diz.
É impossível levar a sério uma pessoa que começa falando sobre futebol e do nada começa a falar que o sistema métrico é inferior ao imperial porque "você não consegue imaginar 30 centímetros" e é "anti-americano". Ann Coulter ficaria maluca ao saber que a NASA e a maior parte das instituições governamentais americanas usam o sistema métrico.

Lygia disse...

https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xpf1/v/t1.0-9/10464323_597483563705821_1192467480052017866_n.jpg?oh=dca5d28afadc2ba83f6a8c20d25cd30f&oe=5423C83D&__gda__=1410235223_b173ee80ba43ab6d7c98ec1a8a36447c

Não consigo entender COMO essas pessoas podem ser capazes....
Gente, se uma porcaria de jogador de futebol, que não tá nem aí pra nenhum de nós, gera pessoas assim, eu quero mais é que o futebol se exploda!

E 3h antes estavam aplaudindo o discurso do Thiago silva contra o racismo...

Larissa Petra disse...

Thiago silva vai jogar!!!
Seu cartão foi anulado pela Fifa e ele poderá jogar as semi-finais !

Julia disse...

Dito e feito. Uma chuva de gols na arena Fonte Nova. Nos pênaltis hahaha

Agora é esperar que a Holanda vença a Argentina.

Julia disse...

Janaina, a cotovelada deixou o jogador fora da Copa? Ele fraturou a cabeça?


Vai te catar.


Anônimo disse...

Sawl

Eu espero que o Zuniga tenha uma punição exemplar afinal o que ele fez com o Neymar foi injustificável, mas, ditos "internautas" escreveram ofensas e ameaças sérias(umas até falando de estupro!!) contra a filhinha do cara que só tem 3 anos! E depois os hipócritas de plantão alegam que "não há cultura de estupro"!
Como pessoas podem fazer ameaças contra uma criança inocente?!
Doentes covardes!
Aqui tá o link sobre o que aconteceu:

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/07/apos-ataques-zuniga-apaga-foto-e-internautas-pedem-respeito-filha.html


Sawl - Always the rebel

Raven~ disse...

Curti os shortinhos americanos. Huashua

Lygia disse...

Julia, não fraturou, mas poderia. Assim como a joelhada poderia não ter feito nada.
Nessa discussão eu concordo com a Janaina.

Janaina disse...

Julia,

Como disse, foi uma infeliz fatalidade que Neymar tenha se machucado, e torço pela pronta recuperação dele, ainda que o ache um jogador deslumbrado.Porém considero sim hipocrisia possuir dois pesos e duas medidas pra agressões gratuitas em campo. No 1º jogo Neymar deu uma cotovelada no rosto de um adversario num gesto completamente sem justificativa, e por sorte o croata não e machucou. A meu ver criar essa 'punição exemplar' para ao Zuñiga é atestar "ok, pode bater a vontade, vc só será punido se a opinião publica assim quiser" . E antes que me esqueça, vai se catar você. :D

Anônimo disse...

futebol é uma merda,só alienado curte isso.

Maria disse...

Concordo com Janaina e Julia, o que deve ser avaliado para punir após o jogo e a intenção do jogador (que, por exemplo, no caso de Suarez não tinha como disfarçar). Mas a de Zuñiga foi uma falta que de fato acontece muito no futebol, e foi por fatalidade que deu numa lesão séria. Claro que devemos cobrar o "jogo limpo", mas também reconhecer que futebol é esporte de contato e que, pelo menos por enquanto, para evitar o jogo muito agressivo é necessária a atuação do juiz e isso não houve no jogo.

Tema aparte são as horríveis mensagens para o Zuñiga, e até para sua filhinha, gente, como alguém pode? E como a midia é tão irresponsável de alimentar o ódio? É muito triste. E se falar, do lado da Colombia também não tá muito bem não :( Muito ódio enchendo a internet, os jornais, a tv...

Maria disse...

Uma discussão que estou tendo direto no face: Acho fundamental ser muito responsáveis pelo que falamos por aí. Não podemos fazer comentários preconceituosos, xingar a vontade, clamar vingança, jogar toneladas de raiva, e depois ficar surpresos pelos "extremistas". Reproduzir a violencia ou o respeito tá nas mãos (nos dedos, rsrs) de cada um, e é sim uma responsabilidade grande que não podemos pular pelo "direito de expressarmos livremente". (Não que neste blog tenha acontecido, mas fora é o que mais tem).

Anônimo disse...

Neymar tirou o Abatte da copa das confederações do ano passado em uma falta. Teve um jogador da Nigéria que quebrou a perna nessa Copa.

Ok, a entrada foi desastrosa, mas é difícil dizer que o jogador teve a intenção - afinal ele só olha para a bola. E outra, com certeza ele não esperava quebrar uma vértebra do Neymar - seria um absurdo ter essa visão.

A ideia de igualar ou comparar a punição do Zuniga e do Suarez (injusta, diga-se de passagem) não tem cabimento lógico. Duas jogadas diferentes, duas histórias diferentes. Entendo a comoção nacional com o lance, porém essa punição seria para pegar o cara de bode expiatório.

Anônimo disse...

Lola, eu já tinha visto em programas americanos piadas sobre o futebol (soccer) não ser bem visto lá porque é uma "investida comunista". A parte de "ser coisa de mulherzinha" eu sabia e sempre achei lamentável, mas eu te juro que isso sobre o comunismo eu tinha CERTEZA que era só uma piada.

Anônimo disse...

Lola,eu gostaria de saber sua opinião sobre esses 5 casos.
1: Vc já deve ter ouvido falar do grupo MADA(mulheres que amam demais anônimas).Algumas vezes elas chegam até a agredir seus parceiros ou coisa pior.Se fosse homem era cadeia,mas com mulher é centro de recuperaçao,é amor demais.Eu inclusive acho o titulo MADA errado,porque pra mim isso não é amor.
2:E se essa pessoa resolver se tratar e vc quer perdoar,mas as pessoas ao redor reprovam sua escolha,acham que vai acontecer de novo e até ameaçam parar de falar com vc?
3: Como estabelecer limites numa relação em que existe masoquismo pra que o parceiro não extrapole e leve isso pro cotidiano?Ou vc acha que é dificil fazer essa diferenciaçao?
4:Se uma mulher for muito agressiva fisicamente com um homem e ele revidar?atitude certa,errada,compreensível ou o que?e se ela for desequilibrada o revide é justificável?
5:Porque as feministas reclamam que os homens são machistas,mas o homens feministas são os que menos pegam mulheres,e os cafajestes machistas que as vêem como carne pegam geral?
Essas peguntas não são pra te irritar,são só algumas duvidas que eu tenho e gostaria de saber a sua opinião como feminista.Desculpe se ficou muito grande.

Larissa Petra disse...

Gente notícia triste Thiago silva n jogará mesmo, mas o Felipão está tentando...
Sobre a falsa simetria que vcs estão falando, não concordo!
Ali contam as regras do futebol, e pelo futebol aquilo foi agressão, que poderia ter resultado em uma tragédia maior, tipo ele quebrar a coluna de verdade, então sou a favor sim de uma punição para ele, do mesmo jeito que o Suárez foi punido, e sim o Neymar fez uma falta contra o jogador da Croácia, que além de n ter sido uma agressão, foi punida em campo aonde ele levou um cartão amarelo, no jogo contra Camarões, um jogador empurrou o Neymar de propósito, oq seria agressão também, passível de expulsão, mas como n foi nada demais, ele levou um cartão amarelo e a partida continuou.
Agora no último jogo, foi um ato covarde e criminoso, sou totalmente CONTRA ao racismo que ele está sofrendo, afinal acredito que quem faz esse tipo de coisa é gente louca para ter uma desculpa para destilar ódio, pensa assim..."eeeee posso ser racista um pouquinho!!!!" e não pode. Sou a favor de uma punição exemplar, dentro das regras, pela FIFA, não pelo povo, como uma suspensão por exemplo, dentro das regras...nada de banimento do futebol ou linchamento popular, ou ameaças a filhinha dele (uma criança que nada tem com isso..).
Enfim, se oq ele fez foi imperdoável, existe algo ainda mais imperdoável: Racismo.

Flavio Moreira disse...

Olha, não sei o que a Lola vai te responder, mas quanto à sua pergunta sobre homem feminista não "pegar mulher, que tal repensar essa questão? Porque quando vc diz "pegar mulher" vc automaticamente a coloca na condição de objeto, algo que vc pega, manipula. Também se coloca na desagradável condição de competição - parece que o que esta em jogo é uma questão de quantidade. E já passou pela sua cabeça que um homem feminista não está interessado em "pegar mulher" porque provavelmente está em uma relação saudável com uma mulher e que, por isso mesmo, não precisa ficar provando nada pra ninguém? Nem competindo?

Anônimo disse...

Paty Nunes

Janaína, virei sua fã! ;)
Concordo com o anônimo das 1h 23!
A questão da falsa simetria entre o lance que envolveu Suárez e a falta do Zuñiga no Neymar, pra mim é evidente. O Suárez teve e intenção de morder o Chiellini, além dos antecedentes, já no lance do Zuñiga no Neymar não fica evidente a intenção em machucar, mas em parar a jogada. Zuniga visava a bola que estava no alto e subiu pra tentar cortar de cabeça. Ele foi inábil e imprudente. Merecia o cartão amarelo, ao meu ver.
O que me espanta é ninguém criticar o omisso árbitro espanhol que não deu cartão amarelo no início do jogo. Inclusive teve um lance que o Fernandinho pega com certa violência o James, que rola no chão de dor. Ali foi claro que Fernandinho visava o jogador e não a bola. Se o juiz tivesse dado cartão nesse lance pro Fernandinho, provavelmente os ânimos ficariam menos exaltados.
Quanto ao cartão do Thiago Silva, ele praticou o anti-jogo, minha gente, impediu o goleiro de repor a bola. Seria algo grave para a lisura do campeonato se o seu cartão fosse anulado, se estiver anotado na súmula do jogo, então, seria p cúmulo da falta de lisura.

Larissa Petra disse...

Gente, eu entendo a raiva pelo racismo sofrido pelo Zuñiga, achei aquilo asqueroso, mas dizer que ele não fez oq ele fez aí também é errado.
Mesmo partindo da premissa que ele não teve a intenção, foi totalmente irresponsável chegar e dar uma joelhada nas costas de alguém, pois mesmo quando não se tem a intenção de ferir quando se é irresponsável as coisas acabam mal, mal comparando é como uma pessoa que bebe 2 latinhas de cerveja, não está bêbado e pega um carro, por menos intenção que ele tenha de matar alguém, pode acontecer pois isso é uma irresponsabilidade.
E continuando da premissa que ele não teve a intenção, PELAS REGRAS DO FUTEBOL, como foi uma lesão GRAVE a integridade física do jogador em questão, o Neymar, deve ser dado um cartão vermelho e ponto, pois foi uma lesão muito grave, que se dane as outras faltas do jogo ou de outros jogos, o fato que q AQUELA foi uma falta gravíssima na qual o árbitro ignorou totalmente, me desculpem mais para mim foi claro a intenção do arbitro de prejudicar o Brasil na partida, pode não ter sido, mas no mínimo ele é um PÉSSIMO arbitro, pois ele ignorou uma falta muito violenta, que intencional ou não, PELA GRAVIDADE DA LESÃO, merecia cartão vermelho, no futebol a regra é essa e ponto, eu realmente acompanho futebol, tenho time, acompanho os campeonatos e tudo, e é assim, oq me dá raiva é que todos falam mal da arbitragem brasileira, mas a "padrão fifa" está uma porcaria.

Larissa Petra disse...

E deixando claro que eu acho que foi intencional sim. Ele pode não ter tido a intenção de tirar o Naymar da copa, mas ninguém dá uma joelhada nas costas sem querer, mas se não tivesse sido grave, seria um cartão amarelo de boa, afinal futebol é assim mesmo, mas dada a gravidade da lesão é cartão vermelho e já que não teve, uma punição normal e dentro das regras.

(Danilo) disse...

"5:Porque as feministas reclamam que os homens são machistas,mas o homens feministas são os que menos pegam mulheres,e os cafajestes machistas que as vêem como carne pegam geral?
Essas peguntas não são pra te irritar,são só algumas duvidas que eu tenho e gostaria de saber a sua opinião como feminista.Desculpe se ficou muito grande."


Resposta: Normalmente as mulheres querem um promíscuo machista com boa reputação social. O homem promíscuo machista possui mais atributos de poder como ser muito forte ou bonito muito mais do que outros, logo, a promiscuidade dele é encarada como fator positivo. A maioria dos homens feministas são homens extremamente sensíveis e esta sensibilidade provoca aversão nas mulheres.

A auto-afirmação sexual e o exibicionismo estão na base dos sentimentos de muitas mulheres feministas e isso explica o sucesso dos cafajestes dominância extrema.

Kittsu disse...

Ai, criatura, larga de ser babaca. ..

Larissa Petra disse...

kkkkkkkkkkk...esses mascus são uns malas mesmo, a gente aqui numa mesa redonda, um papo maneiro sobre futebol e o racismo sobfrido pelo Zúñiga, e e o Danilo e outros mascus anônimos com suas teorias conspiratórias sobre oq mulher gosta ou deixa de gostar...hauahua
Vcs são mesmo obcecado pela gente hein, mas a julgar pelas respostas de vcs fica evidente pq vcs não atraem nenhuma mulher ...kkkkk

Juliana disse...

E que venha a Alemanha! Achei esse fanart fofinho, só não sei quem fez:http://a.disquscdn.com/uploads/mediaembed/images/1137/353/original.jpg?w=800&h

Anônimo disse...

Maldito The Truth que atraiu essa mala sem rodinha pra aqui.

Vaza, encosto!

Anônimo disse...

Lola ainda estou esperando você falar sobre as remoções da Copa...

Ta-chan disse...

A Cynara Menezes tbm falou sobre essa do futebol ser socialista.Ela achou ruim o meu questionamento sobre a gordofobia...

https://twitter.com/fiannanegra/status/478627774744498176

Messias Acomodado disse...

O que é mais irritante nesse tipo de discurso não é nem a "lógica", mas o fato generalista como ela se refere ao cidadão americano médio, como se o simples fato dela achar algo pode dar a ela autoridade para dizer e definir o que todos americanos pensam e querem.

Death disse...

Alguém avisa pra Cynara que técnicos de futebol americanos bolam estratégia com a cabeça e não com a barriga? Portanto, o quanto pesam ou deixam de pesar, não diz respeito à ninguém.

Anônimo disse...

1: Vc já deve ter ouvido falar do grupo MADA(mulheres que amam demais anônimas).Algumas vezes elas chegam até a agredir seus parceiros ou coisa pior.Se fosse homem era cadeia,mas com mulher é centro de recuperaçao,é amor demais.Eu inclusive acho o titulo MADA errado,porque pra mim isso não é amor.

Elas precisam de ajuda e tem de ter um espaço para poder se recuperar de uma separação traumática. Várias mulheres ali provavelmente tentaram suicídio.

2:E se essa pessoa resolver se tratar e vc quer perdoar,mas as pessoas ao redor reprovam sua escolha,acham que vai acontecer de novo e até ameaçam parar de falar com vc?

Mais um motivo para que ela receba auxílio.

3: Como estabelecer limites numa relação em que existe masoquismo pra que o parceiro não extrapole e leve isso pro cotidiano?Ou vc acha que é dificil fazer essa diferenciaçao?

Já ouviu falar em safe word?

Em relações como essas, é esperado que os limites sejam negociados e que seja definida uma palavra segura a ser dita quando o ato não agrada mais. E essa palavra DEVE ser obedecida.

4:Se uma mulher for muito agressiva fisicamente com um homem e ele revidar?atitude certa,errada,compreensível ou o que?e se ela for desequilibrada o revide é justificável?

É crime. Simples assim. Se você revidar, vai pra cadeia. Saia de casa antes que ela te mate. Se puder, vá para outro país.

Ela é desequilibrada? Você vai ficar ainda mais tempo na cadeia.

5:Porque as feministas reclamam que os homens são machistas,mas o homens feministas são os que menos pegam mulheres,e os cafajestes machistas que as vêem como carne pegam geral?

Porque os cafajestes machistas tem auto-confiança e sabem falar com elas. Apesar de serem infiéis (e infidelidade é uma coisa que eu acredito que a maioria das mulheres deteste), homens sem auto-confiança e/ou que não conseguem falar direito com elas não são exatamente apreciados. Muito pelo contrário, aliás.

Quanto aos homens feministas, alguns namoram enquanto outros vivem tentando agradar as mulheres e são rejeitados por feministas por serem machistas demais.

Anônimo disse...

A cada dia mais a mais meninos sofrem influência perniciosa dos mascus e acaba longe do bom senso. Vemos muita besteira todo dia, lemos um monte de comentários bobocas aqui no blog, escritos por mascus adolescentes solitários viciados em video games.


É necessário lutar para que as pessoas, jovens e velhas, tenham contato com outras formas de viver e de se relacionar. É preciso vencer os preconceitos da sociedade de todas as maneiras. Um preconceito ajuda a gerar outros e outros....


Dentro dessa premissa, algumas formas de viver, como o Poliamor e outras atitudes mais liberais merecem destaque apoio pois vão minando a sociedade machista reacionária aos poucos.


Força, Lola, força.


Namorado Liberal

Lucas Pin disse...

Não entendo o pq de tudo isso... sinceramente qual o problema com futebol? Esse conservadorismo faz mal a quem pratica e a quem é submetido a isso... ainda bem que eu consegui me livrar desses valores conservadores e IMORAIS

Larissa Petra disse...

Cara esse post tá velho mas tem uma coisa q eu quero falar, e quando eu quero falar n consigo me segurar..hauahuahau...
Cara uma que eu odeio, e infelizmente á vi até aqui de gente q parece ser muito legal é a "carteirada intelectual contra o futebol" é uma gente que praticamente diz que todo mundo que gosta de futebol é um burro alienado, já vi gente escrevendo assim: "Não vejam o futebol, leiam um livro", tipo oq q tem a ver?! Acho coisa de gente pseudo-cult, tipo vc pode ou não gostar ou não de futebol, mas humilhar alguém q gosta e pintar essa pessoa de alienado é muito errado, eu adoro futebol, leio livros de filosofia e sou muito feliz...hauahuaha

W. A. Schürrle disse...

"A Alemanha, que suou pra vencer a Argélia na prorrogação?"

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Chorem!!!

Anônimo disse...

e agora? como fica os crentes que viram o deus todo poderoso deles, o Brasil, falhar diante de seus olhos, se tornando nada além de algo sem poder, algo que nunca foi o que esperavam?

Anônimo disse...

COMENTE SOBRE O EPISÓDIO DOS SIMPISIONS QUE PREVIU A DERROTA DO BRAZIL PARA A ALEMANHA